PCS JÁ



    FUNPRESP

    Compartilhe
    avatar
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2124
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Lord Sith em Qui 3 Maio - 15:29

    Pessoal, só uma dúvida: os salários dos diretores e diretores e diretor-presidente do FUNPRESP-JUD são R$ 29.847,19 e R$ 33.071,67? Vide página 49 do documento abaixo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Qui 3 Maio - 16:43

    Lord Sith escreveu:Pessoal, só uma dúvida: os salários dos diretores e diretores e diretor-presidente do FUNPRESP-JUD são R$ 29.847,19 e R$ 33.071,67? Vide página 49 do documento abaixo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Hehehe quem paga a conta é o "contribuinte", digo, migrado...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qui 3 Maio - 17:09

    Pra quem estiver considerando a hipótese de migrar, e aderir ou não ao Funpresp, segue um vídeo curtinho explicando mais ou menos como fazer a comparação, para seu caso, entre o regime atual e previsão de benefício decorrente de migração e adesão ao Funpresp:



    Pra quem estiver em dúvida sobre como fazer a simulação, inclusive do benefício especial, também dá pra solicitar ao próprio Funpresp que a faça: (61) 3217-6598 / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O vídeo não fala sobre isso, mas segue uma dica minha: faça a comparação considerando o mesmo valor de desconto atual para os dois regimes: como o regime atual implica em um desconto de 11%, o ideal é fazer a simulação do Funpresp com alíquota de 8,5% e contribuição facultativa adicional de 2,5%. Mesmo que você não esteja pensando nesses percentuais, deixa a comparação mais equilibrada.

    Outro fator importante a ser considerado é calcular o valor líquido do benefício futuro, da seguinte forma:

    Benefício no regime atual: desconto de 11% para o RPPS, IRRF sob a alíquota de 27,5% (considerando o desconto de 869,36);

    Benefício com a migração: mesma regra acima para a parcela referente ao teto + benefício especial; e para a parcela referente ao benefício da Funpresp: não há desconto para RPPS, e imposto de renda exclusivo na fonte (no regime regressivo, alíquota de 10%).
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qui 3 Maio - 18:52

    Lord Sith escreveu:Pessoal, só uma dúvida: os salários dos diretores e diretores e diretor-presidente do FUNPRESP-JUD são R$ 29.847,19 e R$ 33.071,67? Vide página 49 do documento abaixo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    É isso mesmo. Esses, assim como os demais salários dos servidores do Funpresp, e demais gastos administrativos, são custeados pela taxa de carregamento, que incide sobre os depósitos regulares dos participantes e do patrocinador.
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Sex 4 Maio - 0:08

    Galizezin escreveu:
    Lord Sith escreveu:Pessoal, só uma dúvida: os salários dos diretores e diretores e diretor-presidente do FUNPRESP-JUD são R$ 29.847,19 e R$ 33.071,67? Vide página 49 do documento abaixo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Hehehe quem paga a conta é o "contribuinte", digo, migrado...

    Não apenas os migrados, como aqueles que entraram no Judiciário/MPU após 13/10/2013, ou os servidores que optam por ter uma previdência complementar na qualidade de vinculados.

    Não há problema algum em pagar bem a quem faz um bom serviço, especialmente quando a relação é clara e transparente. O duro é achar que é grátis e sequer imaginar o tamanho da conta de tudo o que se paga, sem o menor controle. Não entendo a fobia que alguns tem pela chamada "dor de pagamento".
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Sex 4 Maio - 0:10

    Lord Sith escreveu:Se nem os 14% conseguiram, vão conseguir 22%.

    pernalonga escreveu:PLS 395/2017 AUMENTA para 22% alíquota suplementar dos servidores tramita no Senado

    Há um Projeto de Lei do Senado 395/2017, de autoria do senador Garibaldi Alves Filho (MDB/RN), que dispõe sobre a compensação financeira entre os Regimes Próprios de Previdência de Servidores (RPPS) titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e dá outras providências que, sob o argumento de compensação financeira, impacta gravemente os servidores públicos ao aumentar para até 22% a alíquota suplementar no caso de déficit comprovado dos RPPS. O texto, que tem a relatoria do senador Valdir Raupp (MDB/RO), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), é uma verdadeira arapuca e atingirá os servidores da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

    Em seu artigo 3º, do Substitutivo proposto pelo senador Valdir Raupp, propõe-se alterar vários artigos da Lei 9.717 (Lei geral dos RPPS), prevendo alíquotas suplementares dos entes e todo o conjunto de segurados – ativos, inativos e pensionistas – do respectivo regime próprio, destinadas à cobertura do déficit financeiro e atuarial.

    Sem discutir amplamente ou ouvir as áreas diretamente afetadas pelas alterações do projeto, o PLS 395/17 avança rapidamente e já tramita em comissões terminativas. A matéria está pronta para ser votada na CAS e, depois, será encaminhada para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde caberá a última decisão.

    Fonte: Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O incrível erro de estratégia do governo foi querer colocar na mesma MP a elevação de alíquota de contribuição previdenciária e congelamento de um acordo aprovado por lei, que por si só já feria direito adquirido.

    Fossem MP's separadas, estaria vigente a nova alíquota. E acho que este reajuste não demorará mais do que dois anos.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Sex 4 Maio - 9:18

    Lord Sith escreveu:A Administração obviamente deseja uma ampla migração ao FUNPRESP. Com o teto de gastos a saída de mais e mais servidores do RPPS é uma receita a mais no cofre. Decidi ficar no RPPS mesmo. Um colega da CD que assessorou parlamentares da CPI dos fundos de pensão deixou bem claro que existe um claro desejo que deixar o fundos abertos para indicações políticas. Não aceitaram as sugestões dos assessores de pautar uma legislação com normas rígidas de governança corporativa para os fundos das estatais e funpresp(EXE, LEG, JUD, etc). Decidi não confiar nem no RPPS e nem no FUNPRESP. Comecei a montar uma "carteira previdenciária" com ações e reaplicação de dividendos, esse é meu plano A, meu plano B é o RPPS. Não vou deixar meu futuro nas mãos de governo e possíveis maus gestores de fundos.

    like

    Isso inclusive é ratificado pelo Dr. Rodrigo Tenório. Onde houver carniça, ali estarão os abutres...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Sex 4 Maio - 11:14

    Galizezin escreveu:
    Lord Sith escreveu:A Administração obviamente deseja uma ampla migração ao FUNPRESP. Com o teto de gastos a saída de mais e mais servidores do RPPS é uma receita a mais no cofre. Decidi ficar no RPPS mesmo. Um colega da CD que assessorou parlamentares da CPI dos fundos de pensão deixou bem claro que existe um claro desejo que deixar o fundos abertos para indicações políticas. Não aceitaram as sugestões dos assessores de pautar uma legislação com normas rígidas de governança corporativa para os fundos das estatais e funpresp(EXE, LEG, JUD, etc). Decidi não confiar nem no RPPS e nem no FUNPRESP. Comecei a montar uma "carteira previdenciária" com ações e reaplicação de dividendos, esse é meu plano A, meu plano B é o RPPS. Não vou deixar meu futuro nas mãos de governo e possíveis maus gestores de fundos.

    like

    Isso inclusive é ratificado pelo Dr. Rodrigo Tenório. Onde houver carniça, ali estarão os abutres...

    Quem hoje tem menos de 40, 45 anos, pense bem em que mundo pretende se aposentar.

    O melhor seria liberar geral, cada um aposenta da forma que quiser.
    Entretanto, é uma fórmula muito liberal para nossa sociedade.

    avatar
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2124
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Lord Sith em Sex 4 Maio - 12:30

    Galizezin escreveu:
    Lord Sith escreveu:A Administração obviamente deseja uma ampla migração ao FUNPRESP. Com o teto de gastos a saída de mais e mais servidores do RPPS é uma receita a mais no cofre. Decidi ficar no RPPS mesmo. Um colega da CD que assessorou parlamentares da CPI dos fundos de pensão deixou bem claro que existe um claro desejo que deixar o fundos abertos para indicações políticas. Não aceitaram as sugestões dos assessores de pautar uma legislação com normas rígidas de governança corporativa para os fundos das estatais e funpresp(EXE, LEG, JUD, etc). Decidi não confiar nem no RPPS e nem no FUNPRESP. Comecei a montar uma "carteira previdenciária" com ações e reaplicação de dividendos, esse é meu plano A, meu plano B é o RPPS. Não vou deixar meu futuro nas mãos de governo e possíveis maus gestores de fundos.

    like

    Isso inclusive é ratificado pelo Dr. Rodrigo Tenório. Onde houver carniça, ali estarão os abutres...

    Vendo quem é o Presidente do FUNPRESP e sabendo que é bem ligado ao PT já dá um frio na barriga...rs
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Sex 4 Maio - 12:59

    josebarbos escreveu:
    Lord Sith escreveu:Se nem os 14% conseguiram, vão conseguir 22%.

    pernalonga escreveu:PLS 395/2017 AUMENTA para 22% alíquota suplementar dos servidores tramita no Senado

    Há um Projeto de Lei do Senado 395/2017, de autoria do senador Garibaldi Alves Filho (MDB/RN), que dispõe sobre a compensação financeira entre os Regimes Próprios de Previdência de Servidores (RPPS) titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e dá outras providências que, sob o argumento de compensação financeira, impacta gravemente os servidores públicos ao aumentar para até 22% a alíquota suplementar no caso de déficit comprovado dos RPPS. O texto, que tem a relatoria do senador Valdir Raupp (MDB/RO), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), é uma verdadeira arapuca e atingirá os servidores da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

    Em seu artigo 3º, do Substitutivo proposto pelo senador Valdir Raupp, propõe-se alterar vários artigos da Lei 9.717 (Lei geral dos RPPS), prevendo alíquotas suplementares dos entes e todo o conjunto de segurados – ativos, inativos e pensionistas – do respectivo regime próprio, destinadas à cobertura do déficit financeiro e atuarial.

    Sem discutir amplamente ou ouvir as áreas diretamente afetadas pelas alterações do projeto, o PLS 395/17 avança rapidamente e já tramita em comissões terminativas. A matéria está pronta para ser votada na CAS e, depois, será encaminhada para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde caberá a última decisão.

    Fonte: Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O incrível erro de estratégia do governo foi querer colocar na mesma MP a elevação de alíquota de contribuição previdenciária e congelamento de um acordo aprovado por lei, que por si só já feria direito adquirido.

    Fossem MP's separadas, estaria vigente a nova alíquota. E acho que este reajuste não demorará mais do que dois anos.

    Acho muito difícil a aprovação de aumento de alíquota dentro de um governo sério. A respeito do assunto o Dr. Rodrigo Tenório também provou matematicamente que servidor não dá prejuízo à previdência, ou seja, o governo Temer mente e engambela os simples, alegando tal aberração. Então, a galerinha mais nova se equivoca ao dizer temerariamente que os mais antigos se aposentam às suas custas. Não mesmo...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Sex 4 Maio - 13:00

    Lord Sith escreveu:
    Galizezin escreveu:
    Lord Sith escreveu:A Administração obviamente deseja uma ampla migração ao FUNPRESP. Com o teto de gastos a saída de mais e mais servidores do RPPS é uma receita a mais no cofre. Decidi ficar no RPPS mesmo. Um colega da CD que assessorou parlamentares da CPI dos fundos de pensão deixou bem claro que existe um claro desejo que deixar o fundos abertos para indicações políticas. Não aceitaram as sugestões dos assessores de pautar uma legislação com normas rígidas de governança corporativa para os fundos das estatais e funpresp(EXE, LEG, JUD, etc). Decidi não confiar nem no RPPS e nem no FUNPRESP. Comecei a montar uma "carteira previdenciária" com ações e reaplicação de dividendos, esse é meu plano A, meu plano B é o RPPS. Não vou deixar meu futuro nas mãos de governo e possíveis maus gestores de fundos.

    like

    Isso inclusive é ratificado pelo Dr. Rodrigo Tenório. Onde houver carniça, ali estarão os abutres...

    Vendo quem é o Presidente do FUNPRESP e sabendo que é bem ligado ao PT já dá um frio na barriga...rs

    Olha, por 33 mil + ajuda de custo infinita eu colocaria até o meu cachorro no funpresp!


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1109
    Reputação : 122
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei em Sex 4 Maio - 14:27

    Galizezin escreveu:

    Acho muito difícil a aprovação de aumento de alíquota dentro de um governo sério. (...)


    dentro de um governo sério.
    dentro de um governo sério.
    dentro de um governo sério.
    dentro de um governo sério.
    dentro de um governo sério.
    dentro de um governo sério.



    OJAF RJ
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 241
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por OJAF RJ em Sex 4 Maio - 14:55

    Galizezin escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Lord Sith escreveu:Se nem os 14% conseguiram, vão conseguir 22%.

    pernalonga escreveu:PLS 395/2017 AUMENTA para 22% alíquota suplementar dos servidores tramita no Senado

    Há um Projeto de Lei do Senado 395/2017, de autoria do senador Garibaldi Alves Filho (MDB/RN), que dispõe sobre a compensação financeira entre os Regimes Próprios de Previdência de Servidores (RPPS) titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e dá outras providências que, sob o argumento de compensação financeira, impacta gravemente os servidores públicos ao aumentar para até 22% a alíquota suplementar no caso de déficit comprovado dos RPPS. O texto, que tem a relatoria do senador Valdir Raupp (MDB/RO), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), é uma verdadeira arapuca e atingirá os servidores da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

    Em seu artigo 3º, do Substitutivo proposto pelo senador Valdir Raupp, propõe-se alterar vários artigos da Lei 9.717 (Lei geral dos RPPS), prevendo alíquotas suplementares dos entes e todo o conjunto de segurados – ativos, inativos e pensionistas – do respectivo regime próprio, destinadas à cobertura do déficit financeiro e atuarial.

    Sem discutir amplamente ou ouvir as áreas diretamente afetadas pelas alterações do projeto, o PLS 395/17 avança rapidamente e já tramita em comissões terminativas. A matéria está pronta para ser votada na CAS e, depois, será encaminhada para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde caberá a última decisão.

    Fonte: Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O incrível erro de estratégia do governo foi querer colocar na mesma MP a elevação de alíquota de contribuição previdenciária e congelamento de um acordo aprovado por lei, que por si só já feria direito adquirido.

    Fossem MP's separadas, estaria vigente a nova alíquota. E acho que este reajuste não demorará mais do que dois anos.

    Acho muito difícil a aprovação de aumento de alíquota dentro de um governo sério. A respeito do assunto o Dr. Rodrigo Tenório também provou matematicamente que servidor não dá prejuízo à previdência, ou seja, o governo Temer mente e engambela os simples, alegando tal aberração. Então, a galerinha mais nova se equivoca ao dizer temerariamente que os mais antigos se aposentam às suas custas. Não mesmo...

    O próprio Rodrigo Tenório, que você cita tanto, afirma nas diversas palestras que fez sobre migração que a alíquota do RPPS irá aumentar mais cedo ou mais tarde, e que esse foi dos motivos que fez ele migrar de regime.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Sex 4 Maio - 16:21

    OJAF RJ escreveu:
    Galizezin escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Lord Sith escreveu:Se nem os 14% conseguiram, vão conseguir 22%.



    O incrível erro de estratégia do governo foi querer colocar na mesma MP a elevação de alíquota de contribuição previdenciária e congelamento de um acordo aprovado por lei, que por si só já feria direito adquirido.

    Fossem MP's separadas, estaria vigente a nova alíquota. E acho que este reajuste não demorará mais do que dois anos.

    Acho muito difícil a aprovação de aumento de alíquota dentro de um governo sério. A respeito do assunto o Dr. Rodrigo Tenório também provou matematicamente que servidor não dá prejuízo à previdência, ou seja, o governo Temer mente e engambela os simples, alegando tal aberração. Então, a galerinha mais nova se equivoca ao dizer temerariamente que os mais antigos se aposentam às suas custas. Não mesmo...

    O próprio Rodrigo Tenório, que você cita tanto, afirma nas diversas palestras que fez sobre migração que a alíquota do RPPS irá aumentar mais cedo ou mais tarde, e que esse foi dos motivos que fez ele migrar de regime.

    Sim, leia o que o euvoltei escreveu: dentro de um governo sério...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2124
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Lord Sith em Sex 4 Maio - 17:46

    Galizezin escreveu:
    OJAF RJ escreveu:
    Galizezin escreveu:
    josebarbos escreveu:

    O incrível erro de estratégia do governo foi querer colocar na mesma MP a elevação de alíquota de contribuição previdenciária e congelamento de um acordo aprovado por lei, que por si só já feria direito adquirido.

    Fossem MP's separadas, estaria vigente a nova alíquota. E acho que este reajuste não demorará mais do que dois anos.

    Acho muito difícil a aprovação de aumento de alíquota dentro de um governo sério. A respeito do assunto o Dr. Rodrigo Tenório também provou matematicamente que servidor não dá prejuízo à previdência, ou seja, o governo Temer mente e engambela os simples, alegando tal aberração. Então, a galerinha mais nova se equivoca ao dizer temerariamente que os mais antigos se aposentam às suas custas. Não mesmo...

    O próprio Rodrigo Tenório, que você cita tanto, afirma nas diversas palestras que fez sobre migração que a alíquota do RPPS irá aumentar mais cedo ou mais tarde, e que esse foi dos motivos que fez ele migrar de regime.

    Sim, leia o que o euvoltei escreveu: dentro de um governo sério...

    Com uma pauta tão desgastada como essa o próximo governo deve conseguir aumentar só a idade mínima e jogar um pedágio para o povo pré 2003. O furo da previdência está de fato é com os militares, mas mexer com eles é outros 500.
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Sex 4 Maio - 23:54

    Para mim um governo sério permitiria que a escolha sobre o próprio futuro não seria imposta, mas uma escolha do indivíduo.

    Naturalmente, a previdência deveria ser opcional e atrativa, coisa que não é.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Sab 5 Maio - 16:50

    josebarbos escreveu:Para mim um governo sério permitiria que a escolha sobre o próprio futuro não seria imposta, mas uma escolha do indivíduo.

    Naturalmente, a previdência deveria ser opcional e atrativa, coisa que não é.

    Opcional? Concordo! Basta o governo devolver tudo que paguei à previdência que eu me viro com a aposentadoria.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    facao
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 92
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 18/09/2014
    Localização : TRE-MA

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por facao em Sab 5 Maio - 17:25

    Boa tarde pessoal. Uma dúvida minha: caso eu venha a aderir ao funpresp, em casos de licenças médicas que ultrapassem os 15 dias, vou receber pelo teto do INSS? Não sei se é uma pergunta absurda, mas é uma dúvida que tenho, que pode influenciar minha migração.

    P.S - Pergunto isso porque hoje, quem não aderiu, em caso de necessidade, recebe seu salário normal enquanto durar o afastamento. Queria saber se para quem aderir muda alguma coisa. Obrigado a quem puder ajudar.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Sab 5 Maio - 20:32

    facao escreveu:Boa tarde pessoal. Uma dúvida minha: caso eu venha a aderir ao funpresp, em casos de licenças médicas que ultrapassem os 15 dias, vou receber pelo teto do INSS? Não sei se é uma pergunta absurda, mas é uma dúvida que tenho, que pode influenciar minha migração.

    P.S - Pergunto isso porque hoje, quem não aderiu, em caso de necessidade, recebe seu salário normal enquanto durar o afastamento. Queria saber se para quem aderir muda alguma coisa. Obrigado a quem puder ajudar.

    Licença médica não muda em nada. O direito à remuneração integral durante licença médica é previsto na lei 8112, que estatui o regime jurídico dos servidores públicos civis da União. Diferentemente dos celetistas, esse direito não tem qualquer ligação com regime previdenciário. Quem migra de regime previdenciário, ou tenha entrado após 2013, continua regido pela lei 8112, e portanto as licenças e afastamentos são idênticos aos dos demais servidores.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1109
    Reputação : 122
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei em Dom 6 Maio - 11:26

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Gasto com servidores ativos e aposentados supera metade da arrecadação em 24 de 26 estados, apontam dados do Tesouro

    ------
    Para ler e pensar.


    avatar
    facao
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 92
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 18/09/2014
    Localização : TRE-MA

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por facao em Dom 6 Maio - 11:30

    androsvilazza escreveu:
    facao escreveu:Boa tarde pessoal. Uma dúvida minha: caso eu venha a aderir ao funpresp, em casos de licenças médicas que ultrapassem os 15 dias, vou receber pelo teto do INSS? Não sei se é uma pergunta absurda, mas é uma dúvida que tenho, que pode influenciar minha migração.

    P.S - Pergunto isso porque hoje, quem não aderiu, em caso de necessidade, recebe seu salário normal enquanto durar o afastamento. Queria saber se para quem aderir muda alguma coisa. Obrigado a quem puder ajudar.

    Licença médica não muda em nada. O direito à remuneração integral durante licença médica é previsto na lei 8112, que estatui o regime jurídico dos servidores públicos civis da União. Diferentemente dos celetistas, esse direito não tem qualquer ligação com regime previdenciário. Quem migra de regime previdenciário, ou tenha entrado após 2013, continua regido pela lei 8112, e portanto as licenças e afastamentos são idênticos aos dos demais servidores.


    Obrigado pelas informações.

    OJAF RJ
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 241
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por OJAF RJ em Dom 6 Maio - 13:33

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Estado: Qual o principal problema a ser enfrentado no curto prazo?

    Mauro Benevides Filho: A situação fiscal. Ajuste não pode ter ideologia. Não é um fim em si mesmo. Isso é uma falácia que precisa ser demolida, sobretudo entre o pessoal mais à esquerda. Ajuste fiscal é para que o Estado possa atender demandas da população, ter capacidade de investimento. O governo cometeu erro grave ao, na PEC do teto de gastos, controlar despesa primária. Investimento induz atividade econômica, emprego, renda e tributo lá na frente. É preciso avaliar alteração no teto.

    Mas o teto de gastos do governo seria mantido?

    Para pessoal, custeio e Previdência. A ideia é retirar o investimento e dar flexibilidade para educação e saúde, que podem ter gasto a mais em conformidade com redução de outros gastos, inclusive o previdenciário. Mexer na PEC dos gastos soa como fraqueza em relação ao controle do gasto. Mas é o inverso. Ciro tem compromisso inigualável com o rigor fiscal. De 1991 a 2017, o maior superávit primário do governo federal foi o feito por Ciro Gomes em 1994 (quando foi ministro da Fazenda).

    Marcio Pochmann, do PT, defende que problema fiscal se combate com crescimento.

    Discordo. O Estado precisa ter condições de fazer investimento e política pública. O primeiro passo é fazer o ajuste. Disso não abrimos mão.




    Até o economista do Ciro Gomes defendendo ajuste na previdência e no funcionalismo....Não era uma pauta dos "neoliberais" malvadões???? scratch
    avatar
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1109
    Reputação : 122
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei em Dom 6 Maio - 21:11

    Alckmin vai defender reforma da Previdência

    Geraldo Alckmin vai defender a reforma da Previdência em campanha, publica Lauro Jardim em O Globo.

    “Mas seu discurso será cuidadoso: será focado na eliminação das distorções e dos privilégios.”

    -------------

    Valendo um doce, para quem acertar quem será apontado como privilegiado.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Dom 6 Maio - 21:53

    Gustavo Franco, ex-presidente do BC fez a leitura perfeita da corrida presidencial: o vencedor da eleição vai ser quem conseguir traduzir esse desejo anticorrupção.

    Alckmin pode apoiar o que ele quiser que tenho certeza absoluta o psdb dos tucanos de bico dourado não irão levar. Aliás, o último candidato estadista Aécio é pior até que o Lula.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    tre-rj
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1329
    Reputação : 92
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por tre-rj em Seg 7 Maio - 8:37

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Fraudes põem em risco aposentadoria de servidores de até 200 cidades no País
    Polícia Federal apura esquema de desvio de dinheiro de caixas de Previdência de municípios; entre os casos mais graves está o de Uberlândia (MG)

    Especial
    Veja outros conteúdos do especial todas as matérias desse especial

    Ana Paula Ragazzi e Mônica Scaramuzzo, O Estado de S. Paulo

    07 Maio 2018 | 05h00

    A aposentadoria de servidores de até 200 municípios brasileiros pode estar em risco. A estimativa é do próprio Ministério da Previdência, a partir de investigações que vêm sendo realizadas pela Polícia Federal desde 2013. Somente a mais recente operação da PF relacionada ao tema – a Encilhamento, deflagrada no último mês de abril – identificou irregularidades em 28 institutos de Previdência de Estados e municípios. Ao longo dos últimos cinco anos, a PF conseguiu mapear o modelo de ação do esquema, que envolve gestoras financeiras e, em certos casos, as próprias prefeituras.

    ++ Presidente e executivos da Gradual foram presos na Operação Encilhamento

    As investigações se referem aos regimes próprios de Previdência municipais, que são chamados de RPPS. Dos 5.570 municípios brasileiros, 2.089 mantêm esses programas de aposentadoria. Cada cidade nomeia um administrador para buscar a melhor forma de investir o dinheiro do servidor. Nas prefeituras envolvidas em fraudes, os valores são repassados a empresas de fachada, que investem em títulos podres. O administrador, em troca de comissão, esconde a real situação do investimento .

    O município mineiro de Uberlândia é o caso mais emblemático entre os apurados pela PF. Dos cerca de R$ 760 milhões do fundo da cidade, R$ 360 milhões estariam em risco, segundo o vereador Juliano Modesto, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar o caso. “O servidor, infelizmente, vai ter de aumentar a contribuição.” Mas a cidade não está sozinha: Paulínia (SP) pode ter perdido R$ 192, 3 milhões e Campos de Goytacazes (RJ), R$ 118 milhões, segundo dados da PF.

    O subsecretário dos Regimes Próprios de Previdência Social do Ministério da Previdência, Narlon Gutierre, disse ao Estado que os RPPS concentram hoje um total R$ 254 bilhões. Deste valor, cerca de R$ 140 bilhões estão investidos em aplicações de renda fixa – o alvo das fraudes.

    ++ Gastos com pessoal cresceram mais que a arrecadação dos Estados em 2017

    Fontes próximas às investigações dizem que cerca de R$ 15 bilhões das aplicações em renda fixa podem estar hoje em títulos podres. O ministério não confirma o dado, mas Gutierre estima que entre 100 e 200 municípios estão envolvidos em fraudes. A estimativa é baseada nas apurações da PF e em auditorias do próprio governo.

    Além da Encilhamento, as operações Fundo Perdido, Miqueias, Imprevidência e Naum também detectaram fraudes na Previdência de Estados e municípios. A PF não comenta.

    Você está lendo:
    Veja outros conteúdos do especial

    Fraudes põem em risco aposentadoria de servidores de até 200 cidades no País

    Notícias sobre fraudes em aposentadoria deixam servidor em alerta
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Seg 7 Maio - 11:38

    tre-rj escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Fraudes põem em risco aposentadoria de servidores de até 200 cidades no País
    Polícia Federal apura esquema de desvio de dinheiro de caixas de Previdência de municípios; entre os casos mais graves está o de Uberlândia (MG)

    Especial
    Veja outros conteúdos do especial todas as matérias desse especial

    Ana Paula Ragazzi e Mônica Scaramuzzo, O Estado de S. Paulo

    07 Maio 2018 | 05h00

    A aposentadoria de servidores de até 200 municípios brasileiros pode estar em risco. A estimativa é do próprio Ministério da Previdência, a partir de investigações que vêm sendo realizadas pela Polícia Federal desde 2013. Somente a mais recente operação da PF relacionada ao tema – a Encilhamento, deflagrada no último mês de abril – identificou irregularidades em 28 institutos de Previdência de Estados e municípios. Ao longo dos últimos cinco anos, a PF conseguiu mapear o modelo de ação do esquema, que envolve gestoras financeiras e, em certos casos, as próprias prefeituras.

    ++ Presidente e executivos da Gradual foram presos na Operação Encilhamento

    As investigações se referem aos regimes próprios de Previdência municipais, que são chamados de RPPS. Dos 5.570 municípios brasileiros, 2.089 mantêm esses programas de aposentadoria. Cada cidade nomeia um administrador para buscar a melhor forma de investir o dinheiro do servidor. Nas prefeituras envolvidas em fraudes, os valores são repassados a empresas de fachada, que investem em títulos podres. O administrador, em troca de comissão, esconde a real situação do investimento .

    O município mineiro de Uberlândia é o caso mais emblemático entre os apurados pela PF. Dos cerca de R$ 760 milhões do fundo da cidade, R$ 360 milhões estariam em risco, segundo o vereador Juliano Modesto, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar o caso. “O servidor, infelizmente, vai ter de aumentar a contribuição.” Mas a cidade não está sozinha: Paulínia (SP) pode ter perdido R$ 192, 3 milhões e Campos de Goytacazes (RJ), R$ 118 milhões, segundo dados da PF.

    O subsecretário dos Regimes Próprios de Previdência Social do Ministério da Previdência, Narlon Gutierre, disse ao Estado que os RPPS concentram hoje um total R$ 254 bilhões. Deste valor, cerca de R$ 140 bilhões estão investidos em aplicações de renda fixa – o alvo das fraudes.

    ++ Gastos com pessoal cresceram mais que a arrecadação dos Estados em 2017

    Fontes próximas às investigações dizem que cerca de R$ 15 bilhões das aplicações em renda fixa podem estar hoje em títulos podres. O ministério não confirma o dado, mas Gutierre estima que entre 100 e 200 municípios estão envolvidos em fraudes. A estimativa é baseada nas apurações da PF e em auditorias do próprio governo.

    Além da Encilhamento, as operações Fundo Perdido, Miqueias, Imprevidência e Naum também detectaram fraudes na Previdência de Estados e municípios. A PF não comenta.

    Você está lendo:
    Veja outros conteúdos do especial

       Fraudes põem em risco aposentadoria de servidores de até 200 cidades no País

       Notícias sobre fraudes em aposentadoria deixam servidor em alerta

    Esta é uma discussão interessante sobre o regime próprio, no pior dos cenários.

    Trata-se de pegar o pior que os dois modelos tem a oferecer e mistura tudo numa "salada" só.

    De um lado, é uma previdência de regime de partilha que, no momento, tende a estar superavitária em boa parte dos municípios (até 1998 não havia contribuição por parte do servidor, e a despesa com os inativos se tratava de uma rubrica própria dos orçamentos). Isto virou dinheiro "novo" que, em tese, deveria ser investido para garantir as aposentadorias futuras.

    Estados e, principalmente, municípios, são muito mais avessos ao risco. Além de não terem capacidade de criar dinheiro, via déficit, possuem patrimônios muito menores. Portanto, já tem um custo de manutenção mais alto, per si (várias despesas fixas são dividas por um número bem menor de pessoas), bem como aqueles riscos excepcionais são muito mais caros. E não é só a corrupção.

    Por outro lado, os servidores aplicam o dinheiro a um fundo perdido pelos quais não sabe qual é a contrapartida. Não acompanham, não sabe no que se investe, quanto se investe. Pensando num município "médio" brasileiro, é muito dinheiro para pessoas que sequer costumam ter qualificação para trabalhar com isto, imagina se tender à corrupção.

    Em muitos destes casos, a própria falta de consciência dos servidores que permite que o modelo de regime próprio seja adotado. Por uma razão muito simples: pagam significativamente mais (11% contra 8%) do que pagariam no INSS, por uma garantia "menor ao quadrado": a uma, porque a gama de benefícios já é menor: basta verificar os requisitos que qualificam um regime próprio, bem como deixam de ter a possibilidade de aposentadoria por tempo de serviço, tendo que, obrigatoriamente, aguardar os 60 anos, muitas vezes, para ter benefício igual ou inferior ao que teriam no INSS; a duas porque não há qualquer garantia de que exista caixa no futuro para dar conta destes benefícios.

    Agora, se a situação de Uberlândia, com fundo, já é ruim, pense como está a de outras prefeituras, que nem aplicação, nem título podre têm.



    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Seg 7 Maio - 12:42

    Mais uma reportagem ratificando o que já vem sendo discutido aqui:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Seg 7 Maio - 13:10

    Galizezin escreveu:Mais uma reportagem ratificando o que já vem sendo discutido aqui:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Pois é, tem histórico de fraude nos RPPS, tem histórico de fraude nos planos de benefício definido, tem histórico de fraude até no RGPS (neste caso, a maior parte das fraudes vindo de beneficiários)...

    No Brasil é assim mesmo,a gente vive tendo de escolher onde vai ser tungado, e por quem. A questão é cada um fazer o que pode pra reduzir seu risco pessoal, ou simplesmente aceitar essa realidade pra evitar a loucura.
    avatar
    Mindinho do Lula
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 189
    Reputação : 13
    Data de inscrição : 13/11/2014

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Mindinho do Lula em Ter 8 Maio - 14:39

    Pessoal, acho que já comentaram aqui, mas acerca da tributação, qual vocês escolheram, a progressiva ou a regressiva?
    avatar
    Analista Novo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 148
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 16/05/2014

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Analista Novo em Ter 8 Maio - 15:53

    Caro josebarbos,
    Sei que vc deve ter tempo de menos, pois deve ter trabalho demais... Mas não seria possível atualizar o simulador no link abaixo, para retirar o aumento da contribuição previdenciária, já que a MP respectiva caducou?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



    josebarbos escreveu:
    Galizezin escreveu:
    Lord Sith escreveu:Pessoal, só uma dúvida: os salários dos diretores e diretores e diretor-presidente do FUNPRESP-JUD são R$ 29.847,19 e R$ 33.071,67? Vide página 49 do documento abaixo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Hehehe quem paga a conta é o "contribuinte", digo, migrado...

    Não apenas os migrados, como aqueles que entraram no Judiciário/MPU após 13/10/2013, ou os servidores que optam por ter uma previdência complementar na qualidade de vinculados.

    Não há problema algum em pagar bem a quem faz um bom serviço, especialmente quando a relação é clara e transparente. O duro é achar que é grátis e sequer imaginar o tamanho da conta de tudo o que se paga, sem o menor controle. Não entendo a fobia que alguns tem pela chamada "dor de pagamento".
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Ter 8 Maio - 16:26

    Mindinho do Lula escreveu:Pessoal, acho que já comentaram aqui, mas acerca da tributação, qual vocês escolheram, a progressiva ou a regressiva?

    Eu optei pela regressiva.

    Progressiva, regra geral, só compensa em dois casos:

    1) pra quem pretende resgatar no curto prazo (menor que 6 anos): a partir de então, a tabela regressiva já compensa mais (a partir dos 6 anos, a alíquota da regressiva já é de 25%, chegando a 10% após os 10 anos; contra 27,5% da progressiva independente do prazo);

    2) pra quem vai ficar na faixa de isenção do IR: porque aí a alíquota da progressiva é 0, contra alíquota de pelo menos 10% na regressiva. Esse caso, no entanto, não se aplica para nós. Pelo contrário, o vencimento mínimo hoje (teto do RGPS) tende a ficar cada vez mais fora da faixa de isenção, já que a tabela do IR nunca atualiza direito.
    avatar
    flashfs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 236
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 21/10/2011

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por flashfs em Qua 9 Maio - 7:30

    androsvilazza escreveu:
    Eu optei pela regressiva.

    Progressiva, regra geral, só compensa em dois casos:

    1) pra quem pretende resgatar no curto prazo (menor que 6 anos): a partir de então, a tabela regressiva já compensa mais (a partir dos 6 anos, a alíquota da regressiva  já é de 25%, chegando a 10% após os 10 anos; contra 27,5% da progressiva independente do prazo);
    Já pegando o gancho, tenho uma dúvida sobre a tabela regressiva. Os 10% depois de 10 anos é para todo dinheiro que lá está ou cada aporte terá seu aniversário e será feita uma média?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 9 Maio - 10:40

    flashfs escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Eu optei pela regressiva.

    Progressiva, regra geral, só compensa em dois casos:

    1) pra quem pretende resgatar no curto prazo (menor que 6 anos): a partir de então, a tabela regressiva já compensa mais (a partir dos 6 anos, a alíquota da regressiva  já é de 25%, chegando a 10% após os 10 anos; contra 27,5% da progressiva independente do prazo);
    Já pegando o gancho, tenho uma dúvida sobre a tabela regressiva. Os 10% depois de 10 anos é para todo dinheiro que lá está ou cada aporte terá seu aniversário e será feita uma média?

    Cada aporte terá seu aniversário, mas não é feita média. O cálculo é sobre o prazo médio ponderado. O efeito é o mesmo que se o imposto fosse calculado sobre cada parcela, e depois somado.

    Pra quem pretende gozar o benefício diferido, mensalmente, não precisa se preocupar com isso. O fundo sempre utiliza o saldo "mais antigo" para pagar os benefícios (método PEPS - primeiro que entra é o primeiro que sai), então a tendência é que a alíquota seja sempre de 10%. Pra quem pretende resgatar, minha dica é concentrar as maiores contribuições até 10 anos antes do tempo previsto para resgate. Isso, além de evitar uma mordida maior do leão quando for resgatar, favorece a incidência do efeito "juros sobre juros", sobre um saldo maior.

    Então, por exemplo, se pretende se aposentar aos 65, sacando todo o valor do Fundo, o ideal é que contribua com valores mais altos até os 55 anos e, a partir daí, contribua apenas no limite da contrapartida da União (que sempre compensa, a despeito das alíquotas de tributação). A diferença você pode investir "por fora", em investimentos com alíquotas menores de tributação.

    P.S.: Esqueci de mencionar um ponto importante: a legislação permite a migração do regime progressivo para o regressivo, uma vez. Só não permite o contrário (trocar do regressivo para progressivo). Então, na dúvida, pode optar pelo regime progressivo e pensar melhor, pra decidir em definitivo depois.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 9 Maio - 12:07

    Pra quem já é participante, indico o Painel de Governança e Transparência:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    É "legal" pra quem gosta de planilhas e informações contábeis.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Qui 10 Maio - 10:29

    Participante do funprespjud, ficaria sempre atento nos detalhes das aplicações realizadas pela administração do fundo: o montante e onde estão investindo.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Mindinho do Lula
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 189
    Reputação : 13
    Data de inscrição : 13/11/2014

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Mindinho do Lula em Qui 10 Maio - 10:36

    O que é essa contribuição facultativa (mínimo de 2,5%) que tem no formulário da funpresp?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qui 10 Maio - 12:23

    Mindinho do Lula escreveu:O que é essa contribuição facultativa (mínimo de 2,5%) que tem no formulário da funpresp?

    Valor de aporte mensal adicional, que o servidor pode ou não fazer, e que será descontado no contracheque mensalmente (sem a contrapartida da União). É pra quem quiser contribuir além dos 8,5% mensais que a União cobre.
    avatar
    flashfs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 236
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 21/10/2011

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por flashfs em Sex 18 Maio - 7:25

    Foi atualizado o regulamento: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    A maioria me pareceu mudança normal/aceitável. A que me chamou a atenção foi a mudança do tempo máximo de recebimento do benefício suplementar, de 25 para 40 anos, e também que o valor que pode ser resgatado agora está atrelado ao tempo no plano e não ao tempo na patrocinadora (os 90% em 24 anos). Alguém observou algo mais?
    avatar
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1109
    Reputação : 122
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei em Sex 18 Maio - 8:34

    flashfs escreveu:Foi atualizado o regulamento: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    A maioria me pareceu mudança normal/aceitável. A que me chamou a atenção foi a mudança do tempo máximo de recebimento do benefício suplementar, de 25 para 40 anos, e também que o valor que pode ser resgatado agora está atrelado ao tempo no plano e não ao tempo na patrocinadora (os 90% em 24 anos). Alguém observou algo mais?


    Não gostei dessa mudança de alteração para resgate, vi, e não gostei, dessa outra aí, não tinha reparado.


    avatar
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 5131
    Reputação : 135
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 38
    Localização : Curitiba/PR

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Sigma em Sex 18 Maio - 16:18

    pernalonga escreveu:PLS 395/2017 AUMENTA para 22% alíquota suplementar dos servidores tramita no Senado

    Há um Projeto de Lei do Senado 395/2017, de autoria do senador Garibaldi Alves Filho (MDB/RN), que dispõe sobre a compensação financeira entre os Regimes Próprios de Previdência de Servidores (RPPS) titulares de cargos efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, e dá outras providências que, sob o argumento de compensação financeira, impacta gravemente os servidores públicos ao aumentar para até 22% a alíquota suplementar no caso de déficit comprovado dos RPPS. O texto, que tem a relatoria do senador Valdir Raupp (MDB/RO), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), é uma verdadeira arapuca e atingirá os servidores da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

    Em seu artigo 3º, do Substitutivo proposto pelo senador Valdir Raupp, propõe-se alterar vários artigos da Lei 9.717 (Lei geral dos RPPS), prevendo alíquotas suplementares dos entes e todo o conjunto de segurados – ativos, inativos e pensionistas – do respectivo regime próprio, destinadas à cobertura do déficit financeiro e atuarial.

    Sem discutir amplamente ou ouvir as áreas diretamente afetadas pelas alterações do projeto, o PLS 395/17 avança rapidamente e já tramita em comissões terminativas. A matéria está pronta para ser votada na CAS e, depois, será encaminhada para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde caberá a última decisão.

    Fonte: Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não vi se a informação está noutro tópico, mas esse PLS foi arquivado dia 16/05.

    Conteúdo patrocinado

    Re: FUNPRESP

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos similares

      -

      Data/hora atual: Seg 17 Dez - 12:41