PCS JÁ



    PCS - PL 6613/2009

    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 12:09 pm

    PCS - PL 6613/2009.

    Vamos ressuscitar o mamutinho.

    É a melhor saída.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 12:13 pm

    Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.
    C-100
    C-100
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 136
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 21/11/2014

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por C-100 em Qui 19 Nov 2015, 12:16 pm

    Opa! Concordo plenamente. Agora, quem possui os dados de impacto orçamentário do mamutinho?
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por corujito em Qui 19 Nov 2015, 12:16 pm

    É MESMO!!!

    O MAMUTE NÃO MORREU!

    NÃO TEM SOSSEGO PRO VANDER!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Convidado em Qui 19 Nov 2015, 12:21 pm

    corujito escreveu:É MESMO!!!

    O MAMUTE NÃO MORREU!

    NÃO TEM SOSSEGO PRO VANDER!





    NNNNNNNNNNNNNNNNÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!
    gasp
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 12:23 pm

    O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.
    Czar
    Czar
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 2041
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 06/08/2010

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Czar em Qui 19 Nov 2015, 12:34 pm

    AnalistaTrabalhista escreveu:O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.

    UP NESSA -----!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Convidado em Qui 19 Nov 2015, 12:36 pm

    Vamos esquecer o mamute, e o mamutinho.

    Agora é hora de novos rumos! Participem do debatem em:

    http://www.pcsja.org/t1125-pl-subsidio-para-2016-a-carreira-pos-mamute-sera-melhor
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 12:37 pm

    Czar escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.

    UP NESSA -----!

    Só tem um problema, a tabela era de 15 padrões. Teria que retirar os 2 primeiros para ficar conforme está hoje, mas não sei se uma emenda parlamentar poderia ser realizada neste sentido.

    Considerando que isso possa ser feito, vejam como fica os valores finais do PL 6613/09 e tirem suas conclusões:

    TÉCNICO A1: R$ 6.605,78
    TÉCNICO C13: R$ 10.009,55

    ANALISTA A1: R$ 11.045,27
    ANALISTA C13: R$ 16.384,47

    Aumento médio de 23,4%. Em 2 anos, seria razoável.



    Última edição por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 12:42 pm, editado 1 vez(es)
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por FALCON.X em Qui 19 Nov 2015, 12:40 pm

    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 12:44 pm

    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Não acredito que dependa de uma ação do Lewando. Basta um sindicato conversar com um deputado da CFT e pedir para relatar o PL, apresentando a emenda.
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por FALCON.X em Qui 19 Nov 2015, 1:00 pm

    AnalistaTrabalhista escreveu:
    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Não acredito que dependa de uma ação do Lewando. Basta um sindicato conversar com um deputado da CFT e pedir para relatar o PL, apresentando a emenda.



    cheers:like:CENÁRIO IDEAL PERFEITO...todavia

    Seria tão bom que fosse assim..tão bom..que fosse assim meu amigo...seria excelente, considerando, inclusive, essa "fidelidade" a nossa causa dos "nobres" deputados, especialmente os petralhas, (que o diga a manutenção do veto) e os precedentes da última merreca recebida 2012/2015...15,8%...onde não foi aceita absolutamente NENHUMA emenda , todas rejeitadas, a não ser o que o DESgoverno quis..15,8 em três vezes e só.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 1:21 pm

    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:
    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Não acredito que dependa de uma ação do Lewando. Basta um sindicato conversar com um deputado da CFT e pedir para relatar o PL, apresentando a emenda.



    cheers:like:CENÁRIO IDEAL PERFEITO...todavia

    Seria tão bom que fosse assim..tão bom..que fosse assim meu amigo...seria excelente, considerando, inclusive, essa "fidelidade" a nossa causa dos "nobres" deputados, especialmente os petralhas, (que o diga a manutenção do veto) e os precedentes da última merreca recebida 2012/2015...15,8%...onde não foi aceita absolutamente NENHUMA emenda , todas rejeitadas, a não ser o que o DESgoverno quis..15,8 em três vezes e só.

    Cara, o veto já está mantido, PL leitinho aí. Não temos mais nada a perder. Não custa tentar.
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por FALCON.X em Qui 19 Nov 2015, 1:24 pm

    ÚLTIMOS ANDAMENTOS DO 6613


    FONTE:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    07/04/2015
    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )
    Designado Relator, Dep. Manoel Junior (PMDB-PB)

    27/04/2015
    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )
    Apresentação do Parecer do Relator n. 9 CFT, pelo Deputado Manoel Junior (PMDB-PB). Inteiro teor
    Parecer do Relator, Dep. Manoel Junior, pela incompatibilidade e inadequação financeira e orçamentária do PL 6.613/09, das Emendas 1/10, 2/10, 1/11 e 3/11, apresentadas na Comissão de Finanças e Tributação, das Emendas 5/10, 6/10, 7/10, 10/10, 11/10, 12/10, 15/10, 16/10, 17/10, 18/10, 19/10, 20/10, 22/10, 23/10, 24/10, 26/10, 29/10, 31/10, 32/10, 33/10, 34/10, 35/10, 36/10, 37/10, 38/10, 40/10, 41/10, 42/10, 43/10, 46/10, 48/10, 49/10, 50/10, 51/10 e 52/10 apresentadaas na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, e pela não implicação da matéria com aumento ou diminuição da receita ou da despesa públicas, não cabendo pronunciamento quanto à adequação financeira e orçamentária das Emenda 1/10, 2/10, 3/10, 4/10, 8/10, 9/10, 13/10, 14/10, 21/10, 25/10, 27/10, 28/10, 30/10, 39/10, 44/10, 45/10, 47/10, 53/10 e 54/10, da CTASP. Inteiro teor

    27/05/2015
    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )
    Informativo sobre a adequação financeira e orçamentária. Inteiro teor
    (LINk
    ESTE ÚLTIMO ANDAMENTO
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Aqui, neste último andamento, parecer do CONAF Consultoria de Orçamente da Câmara nos detonando e implodindo o 6613
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 1:30 pm

    FALCON.X escreveu:ÚLTIMOS ANDAMENTOS DO 6613


    FONTE:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    07/04/2015
    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )
    Designado Relator, Dep. Manoel Junior (PMDB-PB)

    27/04/2015
    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )
    Apresentação do Parecer do Relator n. 9 CFT, pelo Deputado Manoel Junior (PMDB-PB). Inteiro teor
    Parecer do Relator, Dep. Manoel Junior, pela incompatibilidade e inadequação financeira e orçamentária do PL 6.613/09, das Emendas 1/10, 2/10, 1/11 e 3/11, apresentadas na Comissão de Finanças e Tributação, das Emendas 5/10, 6/10, 7/10, 10/10, 11/10, 12/10, 15/10, 16/10, 17/10, 18/10, 19/10, 20/10, 22/10, 23/10, 24/10, 26/10, 29/10, 31/10, 32/10, 33/10, 34/10, 35/10, 36/10, 37/10, 38/10, 40/10, 41/10, 42/10, 43/10, 46/10, 48/10, 49/10, 50/10, 51/10 e 52/10 apresentadaas na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, e pela não implicação da matéria com aumento ou diminuição da receita ou da despesa públicas, não cabendo pronunciamento quanto à adequação financeira e orçamentária das Emenda 1/10, 2/10, 3/10, 4/10, 8/10, 9/10, 13/10, 14/10, 21/10, 25/10, 27/10, 28/10, 30/10, 39/10, 44/10, 45/10, 47/10, 53/10 e 54/10, da CTASP. Inteiro teor

    27/05/2015
    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )
    Informativo sobre a adequação financeira e orçamentária. Inteiro teor
    (LINk
    ESTE ÚLTIMO ANDAMENTO
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Aqui, neste  último andamento, parecer do CONAF Consultoria de Orçamente da Câmara nos detonando e implodindo o 6613

    Isso é mero formalismo. Basta outra relatoria, adequação financeira, emenda, etc, e tudo está certo. Todo mundo sabe que isso sempre acontece, bastando ter interesse em fazer acontecer. Sabemos que é difícil, mas depois da batalha contra o Veto 26, ganhamos algum espaço no Congresso, eu diria. Quem sabe...
    Nilo
    Nilo
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Administrativo, C-13
    Mensagens : 551
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 22/06/2015
    Localização : São Paulo - SP.

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Nilo em Qui 19 Nov 2015, 1:49 pm

    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Quanto a "painho", lembro o que dizia aquele velho deitado: "Melhor pedir perdão do que permissão".

    Teremos porém que reavaliar o projeto, verificar se ele pode continuar a tramitar (regimentos internos do congresso), em que regime de tramitação e se a redação do PL ainda é valida posto que é "antiga".  

    Nilo, hoje às 12:45, escreveu:


    5) PJU e MPU lutaram juntos e "FOI QUASE".  E se nos aliarmos/somarmos a algumas outras categorias?  O que poderemos fazer?
    - PEC DA DATA BASE COM INDICAÇÃO AUTOMÁTICA DO ÍNDICE INFLACIONÁRIO?
    Já vi um estudo sobre isso mas não tenho o link correto para postar.
    - IMPEACHMENT?
    ESQUEÇA ISSO!! Não conseguiram nos ajudar a alcançar os 50%+1 que NÓS precisávamos, não vai ser agora que irão custear nossas caravanas de ida a Brasília para alcançar os 2/3 que ELES precisam.

    - RESSUCITAR o PL 6613/2009?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    - ... [SUGESTÕES DA FENAJUFE E SINDJUSDF] ...

    Uma vez reorganizados, quero ver José Guimarães e Delcídio esbravejando:  
    - P*##@! Esses caras de novo?!?

    farao


    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Qui 19 Nov 2015, 1:59 pm

    Nilo escreveu:
    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Quanto a "painho", lembro o que dizia aquele velho deitado: "Melhor pedir perdão do que permissão".

    Teremos porém que reavaliar o projeto, verificar se ele pode continuar a tramitar (regimentos internos do congresso), em que regime de tramitação e se a redação do PL ainda é valida posto que é "antiga".  



    Nilo, hoje às 12:45, escreveu:


    5) PJU e MPU lutaram juntos e "FOI QUASE".  E se nos aliarmos/somarmos a algumas outras categorias?  O que poderemos fazer?
    - PEC DA DATA BASE COM INDICAÇÃO AUTOMÁTICA DO ÍNDICE INFLACIONÁRIO?
    Já vi um estudo sobre isso mas não tenho o link correto para postar.
    - IMPEACHMENT?
    ESQUEÇA ISSO!! Não conseguiram nos ajudar a alcançar os 50%+1 que NÓS precisávamos, não vai ser agora que irão custear nossas caravanas de ida a Brasília para alcançar os 2/3 que ELES precisam.

    - RESSUCITAR o PL 6613/2009?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    - ... [SUGESTÕES DA FENAJUFE E SINDJUSDF] ...

    Uma vez reorganizados, quero ver José Guimarães e Delcídio esbravejando:  
    - P*##@! Esses caras de novo?!?

    farao





    O 6613 não foi arquivado, então formalmente ele ainda está em tramitação. Não há nenhum impedimento regimental em dar continuidade a ele. Mesmo com relatório pugnando pela inadequação financeira e orçamentária, basta um novo relatório com emenda de adequação.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Qui 19 Nov 2015, 5:39 pm

    Nenhuma chance. Ele tem 15 níveis para a carreira e o impacto precisa ser anualizado. Somente o STF pode fazer isso. O Sisejufe-RJ teve esse problema no início de 2014, quando ressuscitou o natimorto mamute. Após os estudos orçamentários enviados pelo Sisejufe-RJ, quem anualizou o mamute foi o DG já que o Joaquim Barbosa, aquele que odeia servidor, não assinou o ofício.

    Aí veio a questão do vício insanável de iniciativa. Com a saída de JB (ótima notícia), levandolero assumiu e mandou o PL 7920/14. Nele constava apenas a tabela do mamute, único item que não tinha sido aprovado no PCS 2012. Outra vantagem: não mexia na GAJ de 90% obtida no PCS 2012.

    Depende do levandolero e acho impossível ele querer ressuscitar o mamute de novo.

    Gente, será PL ti-ti-ca se alguém quiser o reajuste em janeiro do ano que vem, torcendo para que levy mãos de tesoura não chore no STF e peça para passar a primeira parcela para agosto.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Sex 27 Nov 2015, 6:27 am

    Up

    Somente Alagoas embarcou na minha ideia de ressuscitar o mamutinho rs
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por PCS-JA em Sex 27 Nov 2015, 6:40 am

    AnalistaTrabalhista escreveu:
    Nilo escreveu:
    FALCON.X escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:Considerando que o PL leitinho não pode ser emendado para melhorá-lo, que um novo PL a ser encaminhado pelo Lewando até 30/11 é utopia, o PL 6613/09 é a saída que falta.
    Como prevê pagamento à vista, pode ser emendado para parcelar em 2 anos, nos moldes do que será feito com os demais servidores do executivo.
    Como não prevê aumento de CJ e absorção dos 13,23%, nos livramos destes fantasmas.
    É a melhor solução para a categoria agora.

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Quanto a "painho", lembro o que dizia aquele velho deitado: "Melhor pedir perdão do que permissão".

    Teremos porém que reavaliar o projeto, verificar se ele pode continuar a tramitar (regimentos internos do congresso), em que regime de tramitação e se a redação do PL ainda é valida posto que é "antiga".  




    Nilo, hoje às 12:45, escreveu:


    5) PJU e MPU lutaram juntos e "FOI QUASE".  E se nos aliarmos/somarmos a algumas outras categorias?  O que poderemos fazer?
    - PEC DA DATA BASE COM INDICAÇÃO AUTOMÁTICA DO ÍNDICE INFLACIONÁRIO?
    Já vi um estudo sobre isso mas não tenho o link correto para postar.
    - IMPEACHMENT?
    ESQUEÇA ISSO!! Não conseguiram nos ajudar a alcançar os 50%+1 que NÓS precisávamos, não vai ser agora que irão custear nossas caravanas de ida a Brasília para alcançar os 2/3 que ELES precisam.

    - RESSUCITAR o PL 6613/2009?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    - ... [SUGESTÕES DA FENAJUFE E SINDJUSDF] ...

    Uma vez reorganizados, quero ver José Guimarães e Delcídio esbravejando:  
    - P*##@! Esses caras de novo?!?

    farao






    O 6613 não foi arquivado, então formalmente ele ainda está em tramitação. Não há nenhum impedimento regimental em dar continuidade a ele. Mesmo com relatório pugnando pela inadequação financeira e orçamentária, basta um novo relatório com emenda de adequação.

    _____________

    O Sindicato de ALAGOAS deu o sinal e votou pela Aprovação do PL 6613.
    Eles vão levar a aprov. do pl6613 para a Assembléia de hoje (27/11/15), da FENAJUFE.
    Caso passe o caminho será apoiar o pl. 6613.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Sex 27 Nov 2015, 6:51 am

    PCS-JA escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:
    Nilo escreveu:
    FALCON.X escreveu:

    like like like

    MAS, será que "painho" aceita ??? Afinal, ele que tem que mandar andar....e duvido que ela vai desobedecer "monca" e se arriscar levar uma palmadas bem dadas.

    Quanto a "painho", lembro o que dizia aquele velho deitado: "Melhor pedir perdão do que permissão".

    Teremos porém que reavaliar o projeto, verificar se ele pode continuar a tramitar (regimentos internos do congresso), em que regime de tramitação e se a redação do PL ainda é valida posto que é "antiga".  





    Nilo, hoje às 12:45, escreveu:


    5) PJU e MPU lutaram juntos e "FOI QUASE".  E se nos aliarmos/somarmos a algumas outras categorias?  O que poderemos fazer?
    - PEC DA DATA BASE COM INDICAÇÃO AUTOMÁTICA DO ÍNDICE INFLACIONÁRIO?
    Já vi um estudo sobre isso mas não tenho o link correto para postar.
    - IMPEACHMENT?
    ESQUEÇA ISSO!! Não conseguiram nos ajudar a alcançar os 50%+1 que NÓS precisávamos, não vai ser agora que irão custear nossas caravanas de ida a Brasília para alcançar os 2/3 que ELES precisam.

    - RESSUCITAR o PL 6613/2009?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    - ... [SUGESTÕES DA FENAJUFE E SINDJUSDF] ...

    Uma vez reorganizados, quero ver José Guimarães e Delcídio esbravejando:  
    - P*##@! Esses caras de novo?!?

    farao







    O 6613 não foi arquivado, então formalmente ele ainda está em tramitação. Não há nenhum impedimento regimental em dar continuidade a ele. Mesmo com relatório pugnando pela inadequação financeira e orçamentária, basta um novo relatório com emenda de adequação.

    _____________

    O Sindicato de ALAGOAS deu o sinal e votou pela Aprovação do PL 6613.
    Eles vão levar a aprov. do pl6613 para a Assembléia de hoje (27/11/15), da FENAJUFE.
    Caso passe o caminho será apoiar o pl. 6613.

    Apesar da ideia ser boa, afinal o 6613 prevê pagamento à vista, mas pode ser emendado para diminuir seu impacto em 2016, acho difícil passar pela "amPIadinha". Os sindicatos, no geral, estão defendendo o PL 2648, no máximo, que sejam feitas melhorias nele.

    Entretanto, não é possível emendar o leitinho para melhorá-lo, e o 6613 seria a solução para um parcelamento em 2 ou 3 anos, e impacto orçamentário semelhante ao 2648, ao menos em 2016.

    Aliado ao fato de que certamente a "dita cuja" só vai sancionar projetos de lei cujo pagamento se inicie em agosto/16, isso poderia ser feito no 6613, mantendo-se o mesmo impacto orçamentário do 2648.

    MASSSS, são só hipóteses. O risco do 6613 não ser aceito, por não ser o q o governo quer, é grande. Mas a essa altura nem mesmo o 2648 reflete o que o governo quer.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Sex 27 Nov 2015, 6:54 am

    O mais difícil é fazer com que o 6613 se adapte à realidade atual. Ele está muito velho, ainda prevê o escalonamento da carreira em 15 padrões.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2968
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por josebarbos em Sex 27 Nov 2015, 7:25 am

    AnalistaTrabalhista escreveu:O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.

    A única utilidade do mamute é se, tendo um impacto orçamentário maior, servir de texto para apresentação de substitutivo ao leitinho.

    Pelo visto, nem para isto ele serve, porque estaria batendo na trave em termos de valores.
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Sex 27 Nov 2015, 8:29 am

    josebarbos escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.

    A única utilidade do mamute é se, tendo um impacto orçamentário maior, servir de texto para apresentação de substitutivo ao leitinho.

    Pelo visto, nem para isto ele serve, porque estaria batendo na trave em termos de valores.

    Em tempo para corrigir que o impacto do 2648 é de 3,5 bi líquidos, enquanto que o 6613 não deve passar de 4 bi BRUTO.

    Foi o que constatei na análise da PLOA 2016. Não fosse assim, não seria possível pagar o 2648 com o orçamento que está lá.

    Portanto, o 6613 tem impacto total MENOR que o 2648. Por óbvio, já que a tabela é menor também (o que possibilita um parcelamento menor).
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Sex 27 Nov 2015, 8:39 am

    Impacto orçamentário do 6613 x 2648

    6613 (em 2009) 2648
    6,3 Bi bruto x Bi bruto
    4,6 Bi liquido 3,5 Bi bruto

    Fazendo a regra de 3 acima, temos algo em torno de 4,8 Bi Bruto para o 2648.
    Considerando aumento vegetativo da folha + progressões e redução de 2 padrões iniciais, deve chegar em 5 Bi, o que corrobora com o cálculo que tenho de impacto próximo de 74 milhões para cada 1% de GAJ que se aumenta.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 27 Nov 2015, 4:19 pm

    O único que pode modificar o mamute é o STF. E ele já fez isso, criando o 7920, mamute turbinado (manutenção da GAJ em 90%). Virou PLC 28, foi vetado e o veto 26 foi mantido.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por PCS-JA em Sex 27 Nov 2015, 5:02 pm

    AnalistaTrabalhista escreveu:
    josebarbos escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.

    A única utilidade do mamute é se, tendo um impacto orçamentário maior, servir de texto para apresentação de substitutivo ao leitinho.

    Pelo visto, nem para isto ele serve, porque estaria batendo na trave em termos de valores.

    Em tempo para corrigir que o impacto do 2648 é de 3,5 bi líquidos, enquanto que o 6613 não deve passar de 4 bi BRUTO.

    Foi o que constatei na análise da PLOA 2016. Não fosse assim, não seria possível pagar o 2648 com o orçamento que está lá.

    Portanto, o 6613 tem impacto total MENOR que o 2648. Por óbvio, já que a tabela é menor também (o que possibilita um parcelamento menor).
    AnalistaTrabalhista
    AnalistaTrabalhista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 1394
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por AnalistaTrabalhista em Sex 27 Nov 2015, 5:07 pm

    Lula Molusco escreveu:O único que pode modificar o mamute é o STF. E ele já fez isso, criando o 7920, mamute turbinado (manutenção da GAJ em 90%). Virou PLC 28, foi vetado e o veto 26 foi mantido.

    Modificação que reduz impacto orçamentário pode ser realizada por parlamentar, desde que não altere o objeto do PL.

    O 7920 foi feito pelo STF pq aumentava o valor.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 27 Nov 2015, 5:35 pm

    AnalistaTrabalhista escreveu:
    Lula Molusco escreveu:O único que pode modificar o mamute é o STF. E ele já fez isso, criando o 7920, mamute turbinado (manutenção da GAJ em 90%). Virou PLC 28, foi vetado e o veto 26 foi mantido.

    Modificação que reduz impacto orçamentário pode ser realizada por parlamentar, desde que não altere o objeto do PL.

    O 7920 foi feito pelo STF pq aumentava o valor.

    Negativo. O mamute tem 15 níveis. Somente o STF pode alterá-lo para compatibilizar com a realidade atual.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 27 Nov 2015, 8:51 pm

    Acho que esse tópico fica sobrestado? Ou não?

    Federação segue mesmo entendimento da categoria no Rio e rejeita reajuste zero

    27/11/2015

    Representantes sindicais de todo país reunidos na tarde desta sexta-feira (27/11) na sede da Fenajufe deliberaram lutar pelas seguintes melhorias ao PL 2648:

    - implementação reduzindo o prazo para 2 anos;

    - supressão do artigo 6., que traz a absorção do percentual dos 13,23% (votação por 7 a 6);

    - exclusão do aumento das CJs e remanejamento do valor para o vencimento dos servidores.

    Por consenso foi deliberado lutar pela aprovação do requerimento de urgência (já na Mesa da Câmara dos Deputados para apreciação) e garantir que não haja reajuste zero, observados tais parâmetros.

    Participou da reunião representando o Sisejufe a diretora Lucilene Lima.

    Imprensa Sisejufe, com informações da Fenajufe
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por PCS-JA em Sab 28 Nov 2015, 6:20 am

    PCS-JA escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:
    josebarbos escreveu:
    AnalistaTrabalhista escreveu:O impacto do PL 6613/09, quando de sua entrada no Congresso, era de 6,3 bilhões (http://www2.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=FAE8408EEB9D789E8B7ECBE2A4809130.proposicoesWeb2?codteor=725263&filename=PL+6613/2009).
    Mas agora sabe-se que é menor, já que na época a GAJ era de 50% e hoje é 90%. Deve ser de uns 3,6 bilhões ou um pouco mais. O PL leitinho é de 3,5 bilhões.

    Basta uma emenda propondo parcelamento em 2 anos, com a primeira parcela em julho/16, que o impacto em 2016 será igual ou até menor que o do PL 2648.
    Como já existe a previsão na PLOA do 2648, basta uma alteração na rubrica e colocar o 6613 no lugar dele.

    A única utilidade do mamute é se, tendo um impacto orçamentário maior, servir de texto para apresentação de substitutivo ao leitinho.

    Pelo visto, nem para isto ele serve, porque estaria batendo na trave em termos de valores.

    Em tempo para corrigir que o impacto do 2648 é de 3,5 bi líquidos, enquanto que o 6613 não deve passar de 4 bi BRUTO.

    Foi o que constatei na análise da PLOA 2016. Não fosse assim, não seria possível pagar o 2648 com o orçamento que está lá.

    Portanto, o 6613 tem impacto total MENOR que o 2648. Por óbvio, já que a tabela é menor também (o que possibilita um parcelamento menor).
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Convidado em Sab 28 Nov 2015, 6:36 am

    Me dá o percentual do salário mínimo e estamos conversados.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Sab 28 Nov 2015, 6:45 am

    DJANGO escreveu:Me dá o percentual do salário mínimo e estamos conversados.

    A proposta para 2016 é de 9,8% de reajuste do salário mínimo. Já a do PL ti-ti-ca, para 2016, a proposta fica aproximadamente em 9,78%.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por PCS-JA em Sab 28 Nov 2015, 1:08 pm

    AnalistaTrabalhista escreveu:Impacto orçamentário do 6613 x 2648

    6613 (em 2009)  2648
    6,3 Bi bruto        x Bi bruto
    4,6 Bi liquido      3,5 Bi bruto

    Fazendo a regra de 3 acima, temos algo em torno de 4,8 Bi Bruto para o 2648.
    Considerando aumento vegetativo da folha + progressões e redução de 2 padrões iniciais, deve chegar em 5 Bi, o que corrobora com o cálculo que tenho de impacto próximo de 74 milhões para cada 1% de GAJ que se aumenta.
    Decano
    Decano
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1415
    Reputação : 97
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Decano em Sab 28 Nov 2015, 1:24 pm

    Mamooth Returns. elephant
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por PCS-JA em Sex 04 Dez 2015, 6:37 am

    AnalistaTrabalhista escreveu:
    Lula Molusco escreveu:O único que pode modificar o mamute é o STF. E ele já fez isso, criando o 7920, mamute turbinado (manutenção da GAJ em 90%). Virou PLC 28, foi vetado e o veto 26 foi mantido.

    Modificação que reduz impacto orçamentário pode ser realizada por parlamentar, desde que não altere o objeto do PL.

    O 7920 foi feito pelo STF pq aumentava o valor.
    ________________

    O Pl 6613 esta na CCJ
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 3:21 pm

    Decano escreveu:Mamooth Returns. elephant

    kkkk

    O povo não desiste.
    lroger8
    lroger8
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3211
    Reputação : -45
    Data de inscrição : 15/07/2010

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por lroger8 em Sab 05 Dez 2015, 12:34 am

    Do deles estão cuidando muito bem, como fica claro!


    O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Sr. Presidente, só pra fazer um registro. Fiquei encarregado, após falar com o Presidente e até com a minha Turma, de trazer duas questões. A primeira, apresentando o ensejo da reunião dos Colegas, é uma preocupação Fonte: Boletim de Serviço do STJ, 3 dez. 2015. dos colegas de todos os tribunais superiores: a PEC n. 62, que está em tramitação, estabelece o regime remuneratório de uma forma para o Supremo, que é um tribunal superior, apesar de ser Supremo pela competência em matéria constitucional, e de outra diferente para os outros Tribunais. Há uma preocupação dos colegas e fui cobrado para encaminhar essa matéria nesta sessão, para deliberar sobre a constituição de uma comissão de três ou quatro colegas que possam intervir junto aos Parlamentares, do contrário, como aconteceu com o Código de Processo Civil, ficamos olhando e, depois que aprova, vamos reclamar do prazo; devíamos ter olhado antes e trabalhado. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Conversei com o Sr. Ministro Lewandowski, agora, em Recife, no domingo, e ele me disse que está muito preocupado com a possibilidade de ser aprovado no Parlamento. O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Estou encaminhando essa preocupação e se se pudesse constituir uma Comissão, tenho alguns nomes que aceitaram o encargo. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Seria para desvincular os vencimentos dos ministros dos tribunais superiores. O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Não seria automático, o Supremo teria a remuneração e nós dependeríamos de uma lei, de discussão no Congresso. A SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI: Então, seria voltar ao sistema antigo, em que dependíamos de uma lei e sempre posterior. O SR. MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO: Sendo que, nessa hipótese, está muito pior; porque nós estamos submetidos ao teto e vamos ficar sempre tentando atualizar com o Supremo. Hoje é automático, e a base da magistratura vai na mesma onda, porque eles estão atrelados a nós... O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Hoje, o Supremo está na base da pirâmide; agora, passam os tribunais superiores; o Supremo sai da base, poderia ter o aumento desvinculado, e os tribunais superiores ... O SR. MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO: A proposta é criar uma comissão, Sr. Presidente, pra acompanhar esses trabalhos... O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Ministro Bellizze, alguma sugestão dos nomes para a Comissão? O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Já conversei com alguns, que têm afinidades, o Sr. Ministro Humberto Martins acho que seria importante; Sr. Ministro Luís Felipe Salomão; Sr. Ministro Antônio Carlos Ferreira é voluntário. O SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN: A minha sugestão, Sr. Ministro Marco Aurélio Bellizze, é que seja a Comissão do Regimento, e os outros colegas que queiram acompanhar se juntem. Veja, cada um de nós vem de um estado ou de uma região, tem condições de fazer uma interlocução muito mais próxima com os parlamentares da sua região ou dos seus contatos mesmo. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Estão todos de acordo, então? O SR. MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO: É só uma informação. Estávamos lá no Senado, agora, a Sra. Ministra Isabel Gallotti, o Sr. Ministro Buzzi e eu, em função da Fonte: Boletim de Serviço do STJ, 3 dez. 2015. admissibilidade. E, em um dos contatos, entrou essa questão dessa PEC; na verdade, essa PEC, a proposta foi da Senadora Gleisi e o Relator é o Senador Randolfe. Mas, o que disseram é que é uma proposta muito polêmica e que tem muita resistência dentro do próprio Senado. Então, de todo modo, dificilmente ela passa, mas exige também um trabalho de nossa parte pra evitar qualquer tipo... e o alvo principal, ao que parece, é o TCU. Mas, de todo modo, até a informação que conseguimos, o sentimento que colhemos foi de que ela é extremamente controvertida dentro do próprio Senado.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Lula Molusco em Dom 06 Dez 2015, 5:33 am

    lroger8 escreveu:Do deles estão cuidando muito bem, como fica claro!


    O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Sr. Presidente, só pra fazer um registro. Fiquei encarregado, após falar com o Presidente e até com a minha Turma, de trazer duas questões. A primeira, apresentando o ensejo da reunião dos Colegas, é uma preocupação Fonte: Boletim de Serviço do STJ, 3 dez. 2015. dos colegas de todos os tribunais superiores: a PEC n. 62, que está em tramitação, estabelece o regime remuneratório de uma forma para o Supremo, que é um tribunal superior, apesar de ser Supremo pela competência em matéria constitucional, e de outra diferente para os outros Tribunais. Há uma preocupação dos colegas e fui cobrado para encaminhar essa matéria nesta sessão, para deliberar sobre a constituição de uma comissão de três ou quatro colegas que possam intervir junto aos Parlamentares, do contrário, como aconteceu com o Código de Processo Civil, ficamos olhando e, depois que aprova, vamos reclamar do prazo; devíamos ter olhado antes e trabalhado. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Conversei com o Sr. Ministro Lewandowski, agora, em Recife, no domingo, e ele me disse que está muito preocupado com a possibilidade de ser aprovado no Parlamento. O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Estou encaminhando essa preocupação e se se pudesse constituir uma Comissão, tenho alguns nomes que aceitaram o encargo. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Seria para desvincular os vencimentos dos ministros dos tribunais superiores. O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Não seria automático, o Supremo teria a remuneração e nós dependeríamos de uma lei, de discussão no Congresso. A SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI: Então, seria voltar ao sistema antigo, em que dependíamos de uma lei e sempre posterior. O SR. MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO: Sendo que, nessa hipótese, está muito pior; porque nós estamos submetidos ao teto e vamos ficar sempre tentando atualizar com o Supremo. Hoje é automático, e a base da magistratura vai na mesma onda, porque eles estão atrelados a nós... O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Hoje, o Supremo está na base da pirâmide; agora, passam os tribunais superiores; o Supremo sai da base, poderia ter o aumento desvinculado, e os tribunais superiores ... O SR. MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO: A proposta é criar uma comissão, Sr. Presidente, pra acompanhar esses trabalhos... O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Ministro Bellizze, alguma sugestão dos nomes para a Comissão? O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Já conversei com alguns, que têm afinidades, o Sr. Ministro Humberto Martins acho que seria importante; Sr. Ministro Luís Felipe Salomão; Sr. Ministro Antônio Carlos Ferreira é voluntário. O SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN: A minha sugestão, Sr. Ministro Marco Aurélio Bellizze, é que seja a Comissão do Regimento, e os outros colegas que queiram acompanhar se juntem. Veja, cada um de nós vem de um estado ou de uma região, tem condições de fazer uma interlocução muito mais próxima com os parlamentares da sua região ou dos seus contatos mesmo. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Estão todos de acordo, então? O SR. MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO: É só uma informação. Estávamos lá no Senado, agora, a Sra. Ministra Isabel Gallotti, o Sr. Ministro Buzzi e eu, em função da Fonte: Boletim de Serviço do STJ, 3 dez. 2015. admissibilidade. E, em um dos contatos, entrou essa questão dessa PEC; na verdade, essa PEC, a proposta foi da Senadora Gleisi e o Relator é o Senador Randolfe. Mas, o que disseram é que é uma proposta muito polêmica e que tem muita resistência dentro do próprio Senado. Então, de todo modo, dificilmente ela passa, mas exige também um trabalho de nossa parte pra evitar qualquer tipo... e o alvo principal, ao que parece, é o TCU. Mas, de todo modo, até a informação que conseguimos, o sentimento que colhemos foi de que ela é extremamente controvertida dentro do próprio Senado.

    Quando eles querem...
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por PCS-JA em Dom 06 Dez 2015, 12:45 pm

    O sindicato de ALAGOAS quer revigorar o PL 6613


    ==============
    lroger8 escreveu:Do deles estão cuidando muito bem, como fica claro!


    O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Sr. Presidente, só pra fazer um registro. Fiquei encarregado, após falar com o Presidente e até com a minha Turma, de trazer duas questões. A primeira, apresentando o ensejo da reunião dos Colegas, é uma preocupação Fonte: Boletim de Serviço do STJ, 3 dez. 2015. dos colegas de todos os tribunais superiores: a PEC n. 62, que está em tramitação, estabelece o regime remuneratório de uma forma para o Supremo, que é um tribunal superior, apesar de ser Supremo pela competência em matéria constitucional, e de outra diferente para os outros Tribunais. Há uma preocupação dos colegas e fui cobrado para encaminhar essa matéria nesta sessão, para deliberar sobre a constituição de uma comissão de três ou quatro colegas que possam intervir junto aos Parlamentares, do contrário, como aconteceu com o Código de Processo Civil, ficamos olhando e, depois que aprova, vamos reclamar do prazo; devíamos ter olhado antes e trabalhado. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Conversei com o Sr. Ministro Lewandowski, agora, em Recife, no domingo, e ele me disse que está muito preocupado com a possibilidade de ser aprovado no Parlamento. O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Estou encaminhando essa preocupação e se se pudesse constituir uma Comissão, tenho alguns nomes que aceitaram o encargo. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Seria para desvincular os vencimentos dos ministros dos tribunais superiores. O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Não seria automático, o Supremo teria a remuneração e nós dependeríamos de uma lei, de discussão no Congresso. A SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI: Então, seria voltar ao sistema antigo, em que dependíamos de uma lei e sempre posterior. O SR. MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO: Sendo que, nessa hipótese, está muito pior; porque nós estamos submetidos ao teto e vamos ficar sempre tentando atualizar com o Supremo. Hoje é automático, e a base da magistratura vai na mesma onda, porque eles estão atrelados a nós... O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Hoje, o Supremo está na base da pirâmide; agora, passam os tribunais superiores; o Supremo sai da base, poderia ter o aumento desvinculado, e os tribunais superiores ... O SR. MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO: A proposta é criar uma comissão, Sr. Presidente, pra acompanhar esses trabalhos... O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Ministro Bellizze, alguma sugestão dos nomes para a Comissão? O SR. MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE: Já conversei com alguns, que têm afinidades, o Sr. Ministro Humberto Martins acho que seria importante; Sr. Ministro Luís Felipe Salomão; Sr. Ministro Antônio Carlos Ferreira é voluntário. O SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN: A minha sugestão, Sr. Ministro Marco Aurélio Bellizze, é que seja a Comissão do Regimento, e os outros colegas que queiram acompanhar se juntem. Veja, cada um de nós vem de um estado ou de uma região, tem condições de fazer uma interlocução muito mais próxima com os parlamentares da sua região ou dos seus contatos mesmo. O SR. MINISTRO FRANCISCO FALCÃO (PRESIDENTE): Estão todos de acordo, então? O SR. MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO: É só uma informação. Estávamos lá no Senado, agora, a Sra. Ministra Isabel Gallotti, o Sr. Ministro Buzzi e eu, em função da Fonte: Boletim de Serviço do STJ, 3 dez. 2015. admissibilidade. E, em um dos contatos, entrou essa questão dessa PEC; na verdade, essa PEC, a proposta foi da Senadora Gleisi e o Relator é o Senador Randolfe. Mas, o que disseram é que é uma proposta muito polêmica e que tem muita resistência dentro do próprio Senado. Então, de todo modo, dificilmente ela passa, mas exige também um trabalho de nossa parte pra evitar qualquer tipo... e o alvo principal, ao que parece, é o TCU. Mas, de todo modo, até a informação que conseguimos, o sentimento que colhemos foi de que ela é extremamente controvertida dentro do próprio Senado.

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 6613/2009 Empty Re: PCS - PL 6613/2009

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 17 Set 2019, 5:13 am