PCS JÁ



    PCS - PL 2648/2015

    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 04 Dez 2015, 4:28 pm

    The Punisher escreveu:Eita, ainda existe moderação neste espaço?  affraid  affraid  affraid

    subsidioja_ escreveu:
    Rodssss escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    MIGALHAS?
    A carreira de analista terá 5500 reais de reajuste!
    A de técnico terá mais de 3k!

    Quem lutou por 56% em 3 anos não quer aceitar 41% em 4 e diz que prefere o ZERO!

    Qual o nome disso?

    Birra, ego, orgulho besta, babaquice.
    Cambada de playboy mal acostumado!
    Merecem é chicote no lombo!

    Vão tomar leitinho na cara!
    Migalhas se comparado ao que realmente se deveria receber
    Leitoso dá 5500 no meio de 2019
    plc28 dá quase 8000 no meio de 2017 o que proporciona em 2019 ganhar mais ainda, ou seja migalhas.

    mas entendo suas preocupações.

    ANIMAL,

    será que você me mostrar COMO DIABOS ficar no ZERO mais uma EXPECTATIVA de ter algo melhor futuramente pode ser melhor que 41% garantido na poha do orçamento e com acordo???????

    Deixa de ser trouxa!

    ================================

    04/12/2015 15:45

    Atuação paralela de dirigentes ligados à CUT e governo é repudiada por servidores



    Servidores de todas as regiões do país repudiaram pelas redes sociais e nos locais de trabalho a tentativa de dirigentes sindicais ligados à CUT e ao governo Dilma Rousseff (PT) de articular a aprovação do projeto salarial (PL 2.648/2015) que tramita na Câmara dos Deputados sem alterações, mantendo todo o conteúdo imposto pelo acordo entre o Ministério do Planejamento e o Supremo Tribunal Federal.

    A categoria aprovou, na maioria das assembleias realizadas nos estados e na reunião dos sindicatos com a direção da Fenajufe, lutar por modificações no PL 2.648/2015 que melhorem a proposta e apontem para recuperação das perdas salariais acumuladas há nove anos. Comissão formada por dirigentes da Fenajufe foi encarregada de buscar lideranças do Congresso, as administrações dos tribunais superiores e o governo para levar as deliberações e forçar a instalação de um processo real de negociações.

    A informação de que um grupo paralelo estaria atuando contra as deliberações nacionais da categoria começou a ganhar forma quando, na terça-feira, 1º, no primeiro dia de funcionamento real do Congresso após a reunião na Fenajufe, assessor direto do deputado Sibá Machado (PT-AC), líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara, disse à comissão da Fenajufe que estava surpreso com as reivindicações porque na semana anterior três dirigentes sindicais teriam estado no gabinete e afirmado que a intenção dos servidores era aprovar o PL como está, sem alterações.

    O parlamentar petista citou os nomes dos sindicalistas: os coordenadores da Fenajufe Iracema Pompermayer e Mara Weber e o presidente do Sisejufe/RJ, Valter Nogueira Alves. Dirigentes da Fenajufe esclareceram a posição aprovada e informaram que é a comissão, definida nos fóruns da categoria, que está encarregada das negociações.

    Dois dias depois, o Sisejufe/RJ publicou texto no qual confirma a atuação paralela no Congresso e no STF pela aprovação do PL 2.648/2015 do modo como está. A versão original do projeto foi definida pelo presidente do STF, Ricardo Lewandowski, com o governo Dilma numa tentativa, fracassada, de esvaziar o movimento pela derrubada do veto ao PLC 28/2015, que paralisou o Congresso nacional por quase quatro meses.

    À época, houve denúncias de que alguns dirigentes sindicais ligados à CUT e ao governo teriam, já naquele momento, iniciado negociações clandestinas com o STF por uma versão de proposta salarial rebaixada. Tal movimentação, aliás, foi reconhecida nas redes sociais pelo ex-dirigente do Sisejufe e diretor da Fenajufe Roberto Ponciano, que disse estar "negociando" o reajuste no mesmo período em que milhares de servidores protestavam dentro e ao redor do Congresso Nacional. Ponciano foi afastado de eventuais negociações por deliberação da plenária nacional da categoria, realizada em João Pessoa (PB).

    Mais do que um boicote ao movimento nacional, esse apoio às manobras do governo pela manutenção do veto é apontado por muitos servidores como um dos elementos que contribuíram para que Dilma não fosse derrotada. Mantido em uma sessão marcada por denúncias de compra de votos e votação concluída em tempo recorde, o veto deixou de ser derrubado na Câmara por apenas seis votos. Setores sindicais não atrelados ao governo denunciaram que as gestões petistas preferem fazer concessões bilionárias a partidos como o PMDB – que agora, aliás, ameaça a presidente Dilma com o impeachment – a negociar e ceder algo aos trabalhadores.

    Repúdio no Rio de Janeiro e no país

    Para tentar justificar as articulações paralelas que estaria fazendo com lideranças parlamentares do PT em Brasília, o presidente do Sisejufe/RJ alega que as "negociações estão muito difíceis" – e por isso atuava pela aprovação imediata do PL. Tal postura gerou críticas também entre os servidores do Rio de Janeiro, onde, aliás, a assembleia aprovou lutar por alterações no projeto. Abaixo-assinado cobrando esclarecimentos circula nas redes sociais. “Os servidores do PJU do Rio de Janeiro e de todo o país encontram-se indignados com a postura de alguns dirigentes sindicais em relação ao encaminhamento a ser dado ao PL 2.648/2015”, diz trecho inicial do documento, que vê nessa iniciativa um risco à própria negociação.

    As principais modificações defendidas pelos servidores são a redução da implementação do projeto de quatro para dois anos, exclusão do artigo que trata da absorção do passivo referente ao 13,23% e a incorporação dos valores previstos para o aumento dos cargos de confiança (CJs) na recomposição salarial de toda a categoria.

    A tentativa de instalação de um processo real de negociação começou há poucos dias. A comissão da Fenajufe, é verdade, encontrou resistências por parte de parlamentares e do STF –não houve ainda contato com representantes do governo. Tal resistência, porém, já era de certa forma esperada e não surpreendeu. Surpreendente seria uma aceitação imediata das reivindicações. Há ainda outra questão que preocupa muitos servidores: ao se postar de joelhos diante do que o governo oferece, esses dirigentes sindicais abrem caminho para eventuais rebaixamentos da proposta.

    “Vamos seguir defendendo a abertura de negociações para que se discuta a modificação do projeto e encaminhando o que a categoria decidiu em seus fóruns”, afirmou o servidor Saulo Arcangeli, que integra a Comissão de Negociação da Fenajufe, destacando que nada está definido ou consolidado e que qualquer movimentação diferente desta deve passar pelos fóruns sindicais representativos dos servidores.

    Editado por Sintrajufe/RS; fonte: LutaFenajufe Notícias.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 04 Dez 2015, 4:33 pm

    Khal Drogo escreveu:Começou!

    Deu nem tempo do defunto esfriar.
    ____________________

    “Os servidores do PJU do Rio de Janeiro e de todo o país encontram-se indignados com a postura de alguns dirigentes sindicais em relação ao encaminhamento a ser dado ao PL 2648”, diz trecho inicial do documento, que vê nessa iniciativa um risco à própria negociação.
    As principais modificações defendidas pelos servidores são a redução da implementação do projeto de quatro para dois anos, exclusão do artigo que trata da absorção do passivo referente ao 13,23% e a incorporação dos valores previstos para o aumento dos cargos de confiança (CJs) na recomposição salarial de toda a categoria.A tentativa de instalação de um processo real de negociação começou há poucos dias.
    A comissão da Fenajufe, é verdade, encontrou resistências por parte de parlamentares e do STF – não houve ainda contato com representantes do governo. Tal resistência, porém, já era de certa forma esperada e não surpreendeu. Surpreendente seria uma aceitação imediata das reivindicações.
    Há ainda outra questão que preocupa muitos servidores: ao se postar de joelhos diante do que o governo oferece, esses dirigentes sindicais abrem caminho para eventuais rebaixamentos da proposta. “Vamos seguir defendendo a abertura de negociações para que se discuta a modificação do projeto e encaminhando o que a categoria decidiu em seus fóruns”, afirmou o servidor Saulo Arcangeli, que integra a Comissão de Negociação da Fenajufe, destacando que nada está definido ou consolidado e que qualquer movimentação diferente desta deve passar pelos fóruns sindicais representativos dos servidores.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Sem Frescura
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3056
    Reputação : 408
    Data de inscrição : 13/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Sem Frescura em Sex 04 Dez 2015, 4:36 pm

    "A informação de que um grupo paralelo estaria atuando contra as deliberações nacionais da categoria começou a ganhar forma quando, na terça-feira (1º), no primeiro dia de funcionamento real do Congresso após a reunião na Fenajufe. Um assessor do deputado Sibá Machado (AC), líder do PT na Câmara, disse naquele dia à comissão da Fenajufe que estava surpreso com as reivindicações porque na semana anterior três dirigentes sindicais teriam estado no gabinete e afirmado que a intenção dos servidores era aprovar o PL como está, sem alterações.


    O parlamentar petista citou os nomes dos sindicalistas: os coordenadores da federação Iracema Pompermayer e Mara Weber e o presidente do sindicato do Rio (Sisejufe), Valter Nogueira Alves. Dirigentes da federação esclareceram a posição aprovada e informaram que é a comissão, definida nos fóruns da categoria, que está encarregada das negociações."
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ahhhh, então é por isso que o Lula Molusco está tão calado hoje? Descobriram as peripécias dos seus amigos da CUT/PT?
    Reaper
    Reaper
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Pé-Duro
    Mensagens : 1772
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 12/07/2010
    Idade : 39
    Localização : Santos/SP

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Reaper em Sex 04 Dez 2015, 4:44 pm

    Na boa, são poucos os servidores sensatos nessa barca furada de PJU. Desde de 2009 que somos enrolados por todo mundo e agora estamos mais uma vez sendo enrolados pelo SINTRAJUD (PSOL e PSTU).

    NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA ALTERAÇÕES!!!

    No apagar das luzes, falar em alterações no único PL que a gente tem é sadomasoquismo!

    ACORDEM, PSTU e PSOL, leia-se SINTRAJUD, só querem brigar com o Governo, não tão preocupados com a aprovação do projeto. Só querem inflar a massa, seja por qualquer motivo.

    Vamos deixar de ser retardados, alienados e crianças. O PLC 28/15 não existe mais. Perdemos essa batalha.

    Existe outro, fruto de um acordo entre o Governo e a autarquia judiciária (que só obedecem ordens). Vamos tentar aprová-lo do jeito em que se encontra, pois não há disposição de ninguém para alterá-lo e nem tempo hábil!

    Abraços,

    Reaper
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 04 Dez 2015, 4:49 pm

    Sem Frescura escreveu:"A informação de que um grupo paralelo estaria atuando contra as deliberações nacionais da categoria começou a ganhar forma quando, na terça-feira (1º), no primeiro dia de funcionamento real do Congresso após a reunião na Fenajufe. Um assessor do deputado Sibá Machado (AC), líder do PT na Câmara, disse naquele dia à comissão da Fenajufe que estava surpreso com as reivindicações porque na semana anterior três dirigentes sindicais teriam estado no gabinete e afirmado que a intenção dos servidores era aprovar o PL como está, sem alterações.


    O parlamentar petista citou os nomes dos sindicalistas: os coordenadores da federação Iracema Pompermayer e Mara Weber e o presidente do sindicato do Rio (Sisejufe), Valter Nogueira Alves. Dirigentes da federação esclareceram a posição aprovada e informaram que é a comissão, definida nos fóruns da categoria, que está encarregada das negociações."
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ahhhh, então é por isso que o Lula Molusco está tão calado hoje? Descobriram as peripécias dos seus amigos da CUT/PT?
    ________
    Além disso, são uns traíras que estão "jogando" contra a decisão de 30 sindicatos e da Federação (Fenajufe), tem dar uma punição pra eles.
    TECNIVSUPERIOR
    TECNIVSUPERIOR
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 10/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por TECNIVSUPERIOR em Sex 04 Dez 2015, 4:54 pm

    Reaper escreveu:Na boa, são poucos os servidores sensatos nessa barca furada de PJU. Desde de 2009 que somos enrolados por todo mundo e agora estamos mais uma vez sendo enrolados pelo SINTRAJUD (PSOL e PSTU).

    NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA ALTERAÇÕES!!!

    No apagar das luzes, falar em alterações no único PL que a gente tem é sadomasoquismo!

    ACORDEM, PSTU e PSOL, leia-se SINTRAJUD, só querem brigar com o Governo, não tão preocupados com a aprovação do projeto. Só querem inflar a massa, seja por qualquer motivo.

    Vamos deixar de ser retardados, alienados e crianças. O PLC 28/15 não existe mais. Perdemos essa batalha.

    Existe outro, fruto de um acordo entre o Governo e a autarquia judiciária (que só obedecem ordens). Vamos tentar aprová-lo do jeito em que se encontra, pois não há disposição de ninguém para alterá-lo e nem tempo hábil!

    Abraços,

    Reaper

    ILUMINADOS PENSAMENTOS, PALAVRAS DE UM LÚCIDO!!!!
    The Punisher
    The Punisher
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 612
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por The Punisher em Sex 04 Dez 2015, 5:07 pm

    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    Reaper escreveu:Na boa, são poucos os servidores sensatos nessa barca furada de PJU. Desde de 2009 que somos enrolados por todo mundo e agora estamos mais uma vez sendo enrolados pelo SINTRAJUD (PSOL e PSTU).

    NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA ALTERAÇÕES!!!

    No apagar das luzes, falar em alterações no único PL que a gente tem é sadomasoquismo!

    ACORDEM, PSTU e PSOL, leia-se SINTRAJUD, só querem brigar com o Governo, não tão preocupados com a aprovação do projeto. Só querem inflar a massa, seja por qualquer motivo.

    Vamos deixar de ser retardados, alienados e crianças. O PLC 28/15 não existe mais. Perdemos essa batalha.

    Existe outro, fruto de um acordo entre o Governo e a autarquia judiciária (que só obedecem ordens). Vamos tentar aprová-lo do jeito em que se encontra, pois não há disposição de ninguém para alterá-lo e nem tempo hábil!

    Abraços,

    Reaper

    ILUMINADOS PENSAMENTOS, PALAVRAS DE UM LÚCIDO!!!!

    Gênios iluminados, grandes pensadores do século 21, onde estavam em 2009? Dormindo? Fizeram falta.

    O pl leitinho não virá. É uma alucinação coletiva.

    Foi um engodo, um migué pra enrolar os bocós que eram contra a derrubada do veto dilmístico.

    O leite azedou.

    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:08 pm

    Decano escreveu:Cenário do PL lácteo:

    10% em 2016, 10% em 2017, 10% em 2018, 10% em 2019.


    ---------


    Cenário dos defensores do zero:

    Arquiva esse PCS "imundo".

    Faz outro plano em 2016.

    Vota em 2017.

    Vale em 2018, parcelado até 2022.

    Sindicato não vai querer, baterá o pé e convocará a categoria para outro plano.

    Arquiva o PCS "imundo"

    Novo PCS em 2018.

    Vota em 2019.

    Vale em 2020, parcelado até 2024.

    Sindicato não concorda, chama a categoria para uma ampliada rejeitando o PCS.

    Arquiva o PCS "imundo"

    Novo PCS em 2021...

    E por aí vai.


    lol! lol! lol!

    Eu si divirto neste fórum.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 04 Dez 2015, 5:09 pm

    PCS-JA escreveu:
    Sem Frescura escreveu:"A informação de que um grupo paralelo estaria atuando contra as deliberações nacionais da categoria começou a ganhar forma quando, na terça-feira (1º), no primeiro dia de funcionamento real do Congresso após a reunião na Fenajufe. Um assessor do deputado Sibá Machado (AC), líder do PT na Câmara, disse naquele dia à comissão da Fenajufe que estava surpreso com as reivindicações porque na semana anterior três dirigentes sindicais teriam estado no gabinete e afirmado que a intenção dos servidores era aprovar o PL como está, sem alterações.


    O parlamentar petista citou os nomes dos sindicalistas: os coordenadores da federação Iracema Pompermayer e Mara Weber e o presidente do sindicato do Rio (Sisejufe), Valter Nogueira Alves. Dirigentes da federação esclareceram a posição aprovada e informaram que é a comissão, definida nos fóruns da categoria, que está encarregada das negociações."
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ahhhh, então é por isso que o Lula Molusco está tão calado hoje? Descobriram as peripécias dos seus amigos da CUT/PT?
    ________
    Além disso, são uns traíras que estão "jogando"  contra a decisão de 30 sindicatos e da Federação (Fenajufe), tem dar uma punição pra eles.
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook Submit to Google Bookmarks Submit to Twitter Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:14 pm

    subsidioja_ escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Era só por 0,20 centavos!

    (Sempre foi...) - Aos defensores do leitinho, aquele abraço - de longe, beeem longe!

    Segue o cortejo!

    Na boa...
    É preciso fazer um esforço sobrenatural pra aguentar essas babaquices sem mandar o mensageiro pra PQP!

    Agora os kamikazes do ZERO estão comparando 41% com 0,20? É isso mesmo??????

    Relaxa rapaz. Quer maracugina? Um reajuste para Técnico C-13 de quase 3.300 reais não é igual a 20 centavos, com certeza.

    O PL ti-ti-ca original (merrecão II) significa 40% de recomposição.

    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:16 pm

    Não fale mal do Temer. você é muito maldoso, ele é honesto.


    VANDER DE PAULA escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Taí nosso futuro presidente: o Estadista Michel Temer

    Lembrando que ele aconselhou a Dilma a vetar parcialmente o nosso aumento. Venha logo Temer


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



    tre-rj escreveu:
    Dilma Rousseff está reunida neste momento no Palácio da Alvorada com os ministros Edinho Silva, Jaques Wagner, Ricardo Berzoini e José Eduardo Cardozo para tratar do "fator PMDB" - ou seja, a possibilidade de debandada geral do partido, a partir da saída hoje de Eliseu Padilha, o ministro mais próximo de Michel Temer.

    Há o temor que outros ministros peemedebistas sigam o caminho de Padilha, notadamente os mais ligados a Cunha e a Temer.

    Celso Pansera, ministro da Ciência e Tecnologia, tido no Planalto como ainda ligado a Cunha, é um deles. Em outras circustâncias, a saída de Pansera não faria a menor falta ao governo. Mas se desse bye bye hoje, ajudaria a aumentar o clima de fragilidade do governo.

    Dilma e os ministros trabalham com alternativas para tentar manter os ministros onde estão. A moeda de troca é a de sempre: cargos, cargos e mais cargos.

    A propósito, Dilma e Temer não se falam desde ontem.



    Estadista?   Esse cara é maçon ladrão.

    no último livro do FHC ele fala que o Temer não tem

    nada de estadista,  mas estava metido em nomeações

    para roubar estatal.



    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:18 pm

    Lucas Sol escreveu:Taí nosso futuro presidente: o Estadista Michel Temer

    Lembrando que ele aconselhou a Dilma a vetar parcialmente o nosso aumento. Venha logo Temer

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    O vice temeridade foi citado 21 vezes na operação Castelo de Areia. Cuidado que o santo é de barro...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Luiggi
    Luiggi
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 339
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 01/06/2015
    Idade : 40
    Localização : Nárnia

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Luiggi em Sex 04 Dez 2015, 5:19 pm

    Se o cara é próximo do Eliseu Quadrilha, me dá medo, quem é aqui do RS conhece bem a fama desse cara. Mas pior que a Dilmanta não deve ser.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 5:19 pm

    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    Sem Frescura escreveu:"A informação de que um grupo paralelo estaria atuando contra as deliberações nacionais da categoria começou a ganhar forma quando, na terça-feira (1º), no primeiro dia de funcionamento real do Congresso após a reunião na Fenajufe. Um assessor do deputado Sibá Machado (AC), líder do PT na Câmara, disse naquele dia à comissão da Fenajufe que estava surpreso com as reivindicações porque na semana anterior três dirigentes sindicais teriam estado no gabinete e afirmado que a intenção dos servidores era aprovar o PL como está, sem alterações.


    O parlamentar petista citou os nomes dos sindicalistas: os coordenadores da federação Iracema Pompermayer e Mara Weber e o presidente do sindicato do Rio (Sisejufe), Valter Nogueira Alves. Dirigentes da federação esclareceram a posição aprovada e informaram que é a comissão, definida nos fóruns da categoria, que está encarregada das negociações."
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ahhhh, então é por isso que o Lula Molusco está tão calado hoje? Descobriram as peripécias dos seus amigos da CUT/PT?
    ________
    Além disso, são uns traíras que estão "jogando"  contra a decisão de 30 sindicatos e da Federação (Fenajufe), tem dar uma punição pra eles.
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook  Submit to Google Bookmarks  Submit to Twitter  Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.  

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não falei?
    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:20 pm

    Sério. Meu!!! O Vander não pode continuar trabalhando, ele tem que ser internado imediatamente, está COMPLETAMENTE maluco.



    VANDER DE PAULA escreveu:
    2016 será o ano do subsídio no PJU,  e à vista!


    Nada de amarrar servidores em parcelamento longo,

    que quando termina  , o peão está mais pobre que antes!!



    PL 2648 Leitinho pro lixo já!!


    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:22 pm

    pernalonga, voce é um dos únicos que compreende a atual situação, existe a possibilidade do pedido de urgência ser deferido semana que vem?



    pernalonga escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    Sem Frescura escreveu:"A informação de que um grupo paralelo estaria atuando contra as deliberações nacionais da categoria começou a ganhar forma quando, na terça-feira (1º), no primeiro dia de funcionamento real do Congresso após a reunião na Fenajufe. Um assessor do deputado Sibá Machado (AC), líder do PT na Câmara, disse naquele dia à comissão da Fenajufe que estava surpreso com as reivindicações porque na semana anterior três dirigentes sindicais teriam estado no gabinete e afirmado que a intenção dos servidores era aprovar o PL como está, sem alterações.


    O parlamentar petista citou os nomes dos sindicalistas: os coordenadores da federação Iracema Pompermayer e Mara Weber e o presidente do sindicato do Rio (Sisejufe), Valter Nogueira Alves. Dirigentes da federação esclareceram a posição aprovada e informaram que é a comissão, definida nos fóruns da categoria, que está encarregada das negociações."
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ahhhh, então é por isso que o Lula Molusco está tão calado hoje? Descobriram as peripécias dos seus amigos da CUT/PT?
    ________
    Além disso, são uns traíras que estão "jogando"  contra a decisão de 30 sindicatos e da Federação (Fenajufe), tem dar uma punição pra eles.
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook  Submit to Google Bookmarks  Submit to Twitter  Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.  

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não falei?
    TECNIVSUPERIOR
    TECNIVSUPERIOR
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 10/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por TECNIVSUPERIOR em Sex 04 Dez 2015, 5:24 pm

    The Punisher escreveu:
    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    Reaper escreveu:Na boa, são poucos os servidores sensatos nessa barca furada de PJU. Desde de 2009 que somos enrolados por todo mundo e agora estamos mais uma vez sendo enrolados pelo SINTRAJUD (PSOL e PSTU).

    NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA ALTERAÇÕES!!!

    No apagar das luzes, falar em alterações no único PL que a gente tem é sadomasoquismo!

    ACORDEM, PSTU e PSOL, leia-se SINTRAJUD, só querem brigar com o Governo, não tão preocupados com a aprovação do projeto. Só querem inflar a massa, seja por qualquer motivo.

    Vamos deixar de ser retardados, alienados e crianças. O PLC 28/15 não existe mais. Perdemos essa batalha.

    Existe outro, fruto de um acordo entre o Governo e a autarquia judiciária (que só obedecem ordens). Vamos tentar aprová-lo do jeito em que se encontra, pois não há disposição de ninguém para alterá-lo e nem tempo hábil!

    Abraços,

    Reaper

    ILUMINADOS PENSAMENTOS, PALAVRAS DE UM LÚCIDO!!!!

    Gênios iluminados, grandes pensadores do século 21, onde estavam em 2009? Dormindo? Fizeram falta.

    O pl leitinho não virá. É uma alucinação coletiva.

    Foi um engodo, um migué pra enrolar os bocós que eram contra a derrubada do veto dilmístico.

    O leite azedou.


    O Diretor Geral do STF, Dr. Amarildo, reforçou que o atual texto do projeto já é o limite estabelecido pelo governo para negociar, o que, na avaliação do DG, torna difícil a reabertura do processo...PL 2648, justo e finalizado com 40 porcent. de aumento... Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 5:26 pm

    Lucas Sol escreveu:pernalonga, voce é um dos únicos que compreende a atual situação, existe a possibilidade do pedido de urgência ser deferido semana que vem?



    pernalonga escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    ________
    Além disso, são uns traíras que estão "jogando"  contra a decisão de 30 sindicatos e da Federação (Fenajufe), tem dar uma punição pra eles.
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook  Submit to Google Bookmarks  Submit to Twitter  Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.  

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não falei?

    Ter tem, mas mesmo que saia a urgência e vá ao plenário, tem 2 projetos com urgência constitucional na frente na pauta do Congresso Nacional. O papo que circula é que o Áureo quer mesmo relatar e votar o projeto na Ctasp. Alega que governo pode designar um relator que nos ferre no plenário, onde ele pretende relatar tb


    Última edição por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 5:27 pm, editado 1 vez(es)
    RVMS
    RVMS
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1355
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 29/07/2011

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por RVMS em Sex 04 Dez 2015, 5:26 pm

    Lula Molusco escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Era só por 0,20 centavos!

    (Sempre foi...) - Aos defensores do leitinho, aquele abraço - de longe, beeem longe!

    Segue o cortejo!

    Na boa...
    É preciso fazer um esforço sobrenatural pra aguentar essas babaquices sem mandar o mensageiro pra PQP!

    Agora os kamikazes do ZERO estão comparando 41% com 0,20? É isso mesmo??????

    Relaxa rapaz. Quer maracugina? Um reajuste para Técnico C-13 de quase 3.300 reais não é igual a 20 centavos, com certeza.

    O PL ti-ti-ca original (merrecão II) significa 40% de recomposição.


    Até o SG Laurão já explicou que na verdade não são 40%. E os 30 e pouco por cento (já que englobam os 13%) seriam implementados em 04 anos.

    Na prática, ao final da implementação do titica II, estaremos mais defasados. Dito isso, por questão unicamente de sobrevivência da categoria, no presente momento eu apoio o merreca/leitinho, porque não há outra saída.

    Mas colocar premissas falsas é errado e desleal. Estamos sim há quase 10 anos sem recomposição salarial e o leitinho é uma tremenda porcaria.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:26 pm

    Alguém sabe se o FerraFenajufe esteve no MPOG negociando as emendas? Ou acham que um relatório aprovado resolve?

    Esqueceram que o PL 7920 foi aprovado por unanimidade em todas as comissões da CD, no SF recebeu a alcunha de PLC 28, foi aprovado por unanimidade na CCJ do SF, foi aprovado por unanimidade no plenário do SF, depois foi vetado, recebeu a alcunha de veto 26, e depois o veto foi MANTIDO. Isso às custas de muitas mobilizações e dinheiro dos sindicalizados.

    Precisa desenhar o que vai acontecer com o PL ti-ti-ca se for alterado sem a anuência do MPOG?

    É ZERO DE NOVO!!!! E agradeçam ao FerraFenajufe.

    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 5:28 pm

    Lula Molusco escreveu:Alguém sabe se o FerraFenajufe esteve no MPOG negociando as emendas? Ou acham que um relatório aprovado resolve?

    Esqueceram que o PL 7920 foi aprovado por unanimidade em todas as comissões da CD, no SF recebeu a alcunha de PLC 28, foi aprovado por unanimidade na CCJ do SF, foi aprovado por unanimidade no plenário do SF, depois foi vetado, recebeu a alcunha de veto 26, e depois o veto foi MANTIDO. Isso às custas de muitas mobilizações e dinheiro dos sindicalizados.

    Precisa desenhar o que vai acontecer com o PL ti-ti-ca se for alterado sem a anuência do MPOG?

    É ZERO DE NOVO!!!! E agradeçam ao FerraFenajufe.


    Pare de lamber as botas do Sisejufe. Claro que estão atrás do MPOG e governo
    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:29 pm

    Portanto, o cenário mais palpável seria o deferimento da urgência na semana 14/12 - 18/12, e possível aprovação em plenário na ultima sessão!


    pernalonga escreveu:
    Lucas Sol escreveu:pernalonga, voce é um dos únicos que compreende a atual situação, existe a possibilidade do pedido de urgência ser deferido semana que vem?



    pernalonga escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook  Submit to Google Bookmarks  Submit to Twitter  Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.  

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não falei?

    Ter tem, mas mesmo que saia a urgência e vá ao plenário, tem 2 projetos com urgência constitucional na frente na pauta do Congresso Nacional. O papo que circula é que o Áureo quer mesmo relatar e votar o projeto na Ctasp. Alega que governo pode designar um relator que nos ferre no plenário, onde ele pretende relatar tb
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:30 pm

    RVMS escreveu:Até o SG Laurão já explicou que na verdade não são 40%. E os 30 e pouco por cento (já que englobam os 13%) seriam implementados em 04 anos.

    Na prática, ao final da implementação do titica II, estaremos mais defasados. Dito isso, por questão unicamente de sobrevivência da categoria, no presente momento eu apoio o merreca/leitinho, porque não há outra saída.

    Mas colocar premissas falsas é errado e desleal. Estamos sim há quase 10 anos sem recomposição salarial e o leitinho é uma tremenda porcaria.

    Estamos sim há quase 10 anos sem recomposição salarial, concordo. Mas o merrecão II com o merrecão I garantem a reposição da inflação entre julho de 2006 e dezembro de 2015. Se discorda, me aponte o erro nas contas abaixo.



    O PL ti-ti-ca original (merrecão II) significa 40% de recomposição.

    O merrecão II com o merrecão I garantem a reposição da inflação entre julho de 2006 e dezembro de 2015. Por isso o PL ti-ti-ca precisa ser aprovado, com ou sem emendas, para não termos o ZERO em 2016 e afastar o risco das carreiras exclusivas.

    Salário do Técnico C-15, conforme PCS 2006:

    VB 4.240,47
    GAJ 50% 2.120,24
    VPI 59,87
    TOTAL1 = 4.240,47 + 2.120,24 + 59,87 = 6.420,58

    Salário do Técnico C-13, conforme PL ti-ti-ca (futuro PCS 2015?):

    VB 4.749,33
    GAJ 140% 6.649,06
    TOTAL2 = 4.749,33 + 6.649,06 = 11.398,39

    VARIAÇÃO = 1 - TOTAL2 / TOTAL1 = 1 - 11.398,39 / 6.420,58 = 77,53%

    Inflação do período (julho de 2006 a outubro de 2015), conforme calculadora do BCB, IPC-A IBGE:

    71,15%

    A questão a ser vista no futuro são as perdas decorrentes da inflação de 2016 a 2020, que prevejo ficarem na casa dos 33% (8/6/5/5/5).

    Chegaremos em 2021 com 25% de perdas no poder de compra.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:34 pm

    Lucas Sol escreveu:Portanto, o cenário mais palpável seria o deferimento da urgência na semana 14/12 - 18/12, e possível aprovação em plenário na ultima sessão!

    Pelo andar da carruagem, não haverá recesso parlamentar.

    Então, se deferir a UU, pode votar logo em seguida, bastando o probo Cunha nomear três relatores. Se houver acordo com o MPOG em alguma emenda, faz o substitutivo ao PL ti-ti-ca em plenário mesmo.

    Aprovado na CD, correr para o SF. O trâmite por lá é de dois dias, pois havendo acordo, vai da mesa direto para o plenário.
    The Punisher
    The Punisher
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 612
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por The Punisher em Sex 04 Dez 2015, 5:34 pm

    AAAAAAA, se o amarildo falou, então...

    PCS garantido?

    :trollface: :trollface: :trollface:


    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    The Punisher escreveu:
    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    Reaper escreveu:Na boa, são poucos os servidores sensatos nessa barca furada de PJU. Desde de 2009 que somos enrolados por todo mundo e agora estamos mais uma vez sendo enrolados pelo SINTRAJUD (PSOL e PSTU).

    NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA ALTERAÇÕES!!!

    No apagar das luzes, falar em alterações no único PL que a gente tem é sadomasoquismo!

    ACORDEM, PSTU e PSOL, leia-se SINTRAJUD, só querem brigar com o Governo, não tão preocupados com a aprovação do projeto. Só querem inflar a massa, seja por qualquer motivo.

    Vamos deixar de ser retardados, alienados e crianças. O PLC 28/15 não existe mais. Perdemos essa batalha.

    Existe outro, fruto de um acordo entre o Governo e a autarquia judiciária (que só obedecem ordens). Vamos tentar aprová-lo do jeito em que se encontra, pois não há disposição de ninguém para alterá-lo e nem tempo hábil!

    Abraços,

    Reaper

    ILUMINADOS PENSAMENTOS, PALAVRAS DE UM LÚCIDO!!!!

    Gênios iluminados, grandes pensadores do século 21, onde estavam em 2009? Dormindo? Fizeram falta.

    O pl leitinho não virá. É uma alucinação coletiva.

    Foi um engodo, um migué pra enrolar os bocós que eram contra a derrubada do veto dilmístico.

    O leite azedou.


    O Diretor Geral do STF, Dr. Amarildo, reforçou que o atual texto do projeto já é o limite estabelecido pelo governo para negociar, o que, na avaliação do DG, torna difícil a reabertura do processo...PL 2648, justo e finalizado com 40 porcent. de aumento... Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball Basketball
    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:36 pm

    Sim, esse seria o melhor cenário, só tem uma variável terrível: o sim do MPOG para alguma alteração....veremos



    Lula Molusco escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Portanto, o cenário mais palpável seria o deferimento da urgência na semana 14/12 - 18/12, e possível aprovação em plenário na ultima sessão!

    Pelo andar da carruagem, não haverá recesso parlamentar.

    Então, se deferir a UU, pode votar logo em seguida, bastando o probo Cunha nomear três relatores. Se houver acordo com o MPOG em alguma emenda, faz o substitutivo ao PL ti-ti-ca em plenário mesmo.

    Aprovado na CD, correr para o SF. O trâmite por lá é de dois dias, pois havendo acordo, vai da mesa direto para o plenário.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:37 pm

    Pô! Foi mal. Feri o orgulho do coelho...

    Acessei a página da Fenajufe.

    O FerraFenajufe é de lapidar total transparência. Nenhuma notícia sobre as "negociações" com o MPOG. Nenhuma foto. Nenhuma agenda. Nada. ZERO é muito transparente...

    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lula Molusco em Sex 04 Dez 2015, 5:39 pm

    E sem o recesso parlamentar, isso nos ajuda, pois ganharemos mais uma semana para o FerraFenajufe "negociar" as emendas ao PL ti-ti-ca com o MPOG.

    Eu acredito!
    mercury mercury mercury

    Lucas Sol escreveu:Sim, esse seria o melhor cenário, só tem uma variável terrível: o sim do MPOG para alguma alteração....veremos

    Lula Molusco escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Portanto, o cenário mais palpável seria o deferimento da urgência na semana 14/12 - 18/12, e possível aprovação em plenário na ultima sessão!

    Pelo andar da carruagem, não haverá recesso parlamentar.

    Então, se deferir a UU, pode votar logo em seguida, bastando o probo Cunha nomear três relatores. Se houver acordo com o MPOG em alguma emenda, faz o substitutivo ao PL ti-ti-ca em plenário mesmo.

    Aprovado na CD, correr para o SF. O trâmite por lá é de dois dias, pois havendo acordo, vai da mesa direto para o plenário.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 04 Dez 2015, 5:40 pm

    Lucas Sol escreveu:pernalonga, voce é um dos únicos que compreende a atual situação, existe a possibilidade do pedido de urgência ser deferido semana que vem?



    pernalonga escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    ________
    Além disso, são uns traíras que estão "jogando"  contra a decisão de 30 sindicatos e da Federação (Fenajufe), tem dar uma punição pra eles.
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook  Submit to Google Bookmarks  Submit to Twitter  Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.  

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não falei?
    ====================

    Parabéns
    PERNALONGA
    Você sempre com credibilidade neste forum.
    A noticia corrobora as tuas informações.
    Um exemplo a seguir.
    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:43 pm

    È basicamente o que eu faço:

    1- bato o olho nas mensagens dos idiotas que querem o zero

    2- bato o olho nas mensagens do idiotas que ficam vomitando que vai ser zero

    3- passo rapidamente pelas mensagens malucas do Vander

    4- leio com calma as mensagens do pernalonga






    PCS-JA escreveu:
    Lucas Sol escreveu:pernalonga, voce é um dos únicos que compreende a atual situação, existe a possibilidade do pedido de urgência ser deferido semana que vem?



    pernalonga escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    ________________________

    Comissão de Negociação da Fenajufe mantem trabalho no Congresso pela melhoria do PL 2648
    Publicado em Sexta, 04 Dezembro 2015 18:57 | Imprimir | E-mail | Acessos: 28
    Submit to Facebook  Submit to Google Bookmarks  Submit to Twitter  Submit to LinkedIn
    A comissão de Negociação da Fenajufe composta pelos coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Cláudio Correa e Saulo Arcangeli, juntamente com o Coordenador Tarcisio Ferreira, continuou durante a quinta-feira, 3, o trabalho no Congresso Nacional.

    O primeiro compromisso foi no gabinete do relator do PL 2648, deputado Aureo Lidio Ribeiro (SD/RJ) para colher informações da conversa com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, sobre a possibilidade de redução do prazo de implementação do projeto, conforme noticiado ontem (incluir link da notícia anterior). Durante a reunião de ontem, o relator fez contato com o juiz auxiliar da presidência do STF, Paulo Luiz Schmidt, para consultar quanto à possibilidade de Lewandowski avalizar essa alteração no relatório, para que uma negociação pudesse avançar nesse sentido. O juiz auxiliar se comprometeu em levar a questão ao Presidente do STF e retornar ao relator. Segundo o deputado, Lewandowisk informou que não procuraria o governo pra tentar reabrir uma negociação. Porém, não faria objeção quanto a constar no relatório do deputado a implementação do projeto em três exercícios (2016 a 2018), nem se oporia a conversar se for chamado ou se alguma conversa acontecer.Com a resposta de Lewandowski, o relator disse que aguardará a posição da Federação quanto ao relatório, que poderá ser votado na CTASP na quarta-feira, 9. Nesta sexta, diante da reunião da próxima semana no gabinete do Senador Paulo Rocha, foi solicitado ao relator que aguarde a confecção do relatório.

    À tarde a comissão foi conversar com o relator de receitas na Comissão Mista de Orçamento do Senado, Acir Gurgacz (PDT/RO), para buscar também a abertura de um canal de interlocução, principalmente com o MPOG. O senador, que apoiou os servidores do Judiciário Federal durante a luta pela derrubada do veto 26, ligou para o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, mas ele estava em reunião no Palácio do Planalto. Gurgacz reconhece que o momento é difícil para uma negociação, mas se comprometeu em levar as mudanças do PL 2648 aprovadas na reunião "ampliadinha" da Fenajufe a Ricardo Berzoini, Ministro-Chefe da secretaria de Governo da Presidência da República, e ao ministro Nelson Barbosa. O parlamentar se comprometeu a dar um retorno à Federação até a próxima terça-feira, 8.

    Em seguida os coordenadores retornaram ao gabinete do senador Paulo Rocha, onde foram recebidos pelo assessor Kenneth Fleming e convidados para uma reunião no início da próxima semana com senadores, deputados e STF. O objetivo é buscar uma proposta final para melhorar o PL 2648, a partir da resolução aprovada pela Federação.  

    Foi uma semana bastante movimentada para a Comissão de Negociação, única referendada pela categoria para fazer as negociações pela melhoria do PL 2648, que avalia dificuldades concretas no processo negocial diante do cenário político e econômico que passa o país, que foi agravado a partir da acolhida do pedido de impeachment da presidente Dilma (PT) e a discussão na comissão de ética sobre a cassação do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha (PMDB/RJ), mas que vai manter a luta pelas mudanças no PL 2648 na próxima semana, face o tempo exíguo para votação e aprovação do projeto.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não falei?
    ====================

    Parabéns
    PERNALONGA
    Você sempre com credibilidade neste forum.
    A noticia corrobora as tuas informações.
    Um exemplo a seguir.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 5:49 pm

    A expectativa é que se consiga alguma ponte com o governo através do Sen. Paulo Rocha (PT de algum lugar). O cara é articulado, ajudou a abrir um canal com o MPOG pra fechar o acordo do pessoal do INSS esse ano
    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Lucas Sol em Sex 04 Dez 2015, 5:52 pm

    Sim, ele era sindicalista no Pará, se não me engano, conhece dos paranauê!



    pernalonga escreveu:A expectativa é que se consiga alguma ponte com o governo através do Sen. Paulo Rocha (PT de algum lugar). O cara é articulado, ajudou a abrir um canal com o MPOG pra fechar o acordo do pessoal do INSS esse ano
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 6:11 pm

    Terça feira o martelo será batido
    boscooo
    boscooo
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 487
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : Aqui mesmo

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por boscooo em Sex 04 Dez 2015, 6:19 pm

    pernalonga escreveu:Terça feira o martelo será batido

    Perna, e pelos rumores vc acha que será batido em favor de que proposta e se tem sinalização positiva do governo.

    (Quero nada né?)
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 6:29 pm

    boscooo escreveu:
    pernalonga escreveu:Terça feira o martelo será batido

    Perna, e pelos rumores vc acha que será batido em favor de que proposta e se tem sinalização positiva do governo.

    (Quero nada né?)
    Olha Phantomas, sinceramente, acho que o natural seria pelo PL sem Nescau. Mas é dever do pessoal tentar melhorar essa bagaça
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Denovo?? em Sex 04 Dez 2015, 6:33 pm

    Gente. ... por favor.... vc que é a favor do zero, caso o leite passe, DOE!!
    SEJA COERENTE E DIGNO. NÃO SE VENDA!!!
    Vamos cobrar todos os heróis do zero para que devolvam!!!
    Decano
    Decano
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1415
    Reputação : 97
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Decano em Sex 04 Dez 2015, 6:39 pm

    Pernalonga, Ze colmeia, corujito, mestre dos magos...

    O meu problema hoje é saber em que personagem de desenho animado eu tenho que acreditar.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2060
    Reputação : 828
    Data de inscrição : 25/04/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por pernalonga em Sex 04 Dez 2015, 6:41 pm

    Decano escreveu:Pernalonga, Ze colmeia, corujito, mestre dos magos...

    O meu problema hoje é saber em que personagem de desenho animado eu tenho que acreditar.

    Vou te dar a dica em qual não acreditar: num molusco amigo do Bob Esponja
    socorro_aumento
    socorro_aumento
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 152
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 23/05/2012

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Desenhos

    Mensagem por socorro_aumento em Sex 04 Dez 2015, 6:45 pm

    Adorei ha ha ha

    Em qual cartoon acreditar?
    The Punisher
    The Punisher
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 612
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por The Punisher em Sex 04 Dez 2015, 6:49 pm

    pernalonga escreveu:
    Decano escreveu:Pernalonga, Ze colmeia, corujito, mestre dos magos...

    O meu problema hoje é saber em que personagem de desenho animado eu tenho que acreditar.

    Vou te dar a dica em qual não acreditar: num molusco amigo do Bob Esponja


    like like :guy:

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 2648/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 19 Set 2019, 7:53 pm