PCS JÁ



    PCS - PL 2648/2015

    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1282
    Reputação : 187
    Data de inscrição : 11/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por VadeMekum em Sex 11 Dez 2015, 10:53 am

    Rs, sempre a mesma coisa.

    Passam-se páginas, a ladainha é a mesma: quem tem 13,23% não vai ganhar nada de reajuste mesmo em 2016. Então, que tal passar a (genial) ideia de que isso vai acontecer com todo o mundo, e que em 2016 pode-se obter um Pê-Éle Turbinado 4x4 motor 4.1 com 08 cilindros, para ser pago no máximo em 2018?

    Ah, e é claro, em 2019 pleiteia-se outro Pê-Éle.

    Palavras ao vento, nenhuma indicação da estratégia para a consecução desse Milagre (acho que nem o Delfim Neto o conseguiria).

    O camarada já está em vantagem financeira por receber esse merrecão de 13,23%, continuará a receber esse trem em 2016 (ainda que incorporado aos poucos), e tem a cara de peroba de dizer para os demais que estão com os bolsos vazios que o Lixoso é igual ou pior que zero...Sem comentários.

    Escreveram certo aí em cima: consultaram a categoria num momento de revolta e frustração, daí se decidiu aceitar o lixoso melhorado.

    Concordo que a decisão da assembleia deva prevalecer. Mas vem ao caso perguntar: essas reuniões, tratativas (dispenso maiores comentários a respeito da situação econômica-política do país...) são tipo um loop? Isto é, tem começo, mas não tem fim?

    Ou fazer reunião é como entorpecente, cujo uso vicia? É por isso que tem tanta reunião desde 2009?


    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1282
    Reputação : 187
    Data de inscrição : 11/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por VadeMekum em Sex 11 Dez 2015, 10:58 am


    Não haverá leitinho nem leitinho melhorado. O papel do leite era azedar o mamutão. Se teve algum efeito eu não sei. Agora ele não serve pra mais nada. O orgulho do PAPI está mortalmente ferido... e orgulho pra essa espécie de gente é tudo. Ele quer mais que os servidores se f**#@#. O Governo idem. Não tem dinheiro, simples assim... A gerentona e os milhares de ladrões petistas conseguiram levar tudo.

    2017 Promete!!![/quote]



    E os recursos que constam da LOA, vc chegou a ver?

    Vc deveria retificar para: embora haja previsão orçamentária para o Lixoso, não há garantia alguma de que será efetivamente aprovado (para ser pago já em 2016)em tão pouco tempo.

    Aí eu assinaria embaixo.

    Amém?
    Claudio Roberto
    Claudio Roberto
    Novo Usuário

    Mensagens : 4
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty AGORA VAI!!!!!!

    Mensagem por Claudio Roberto em Sex 11 Dez 2015, 11:01 am

    Parabéns Ferrajufe,

    2016 será maravilhoso!!!!!

    Tenho certeza que com a abertura das negociações entre a Ferrajufe e o confiável desgoverno teremos uma significativa melhora no PL leitinho. Ademais, temos suficiente tempo para aprovação, pois ainda faltam muitos dias para o final do ano.  

    Muito obrigado pela magnifica defesa da categoria.

     convencido
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por corujito em Sex 11 Dez 2015, 11:03 am

    Os recursos constam na LOA?

    Alguém poste a LOA fixando despesa para o PL2648. Eu imprimo, como, e posto o vídeo aqui.
    Rodssss
    Rodssss
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 813
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 27/03/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Rodssss em Sex 11 Dez 2015, 11:04 am

    Claudio Roberto escreveu:Parabéns Ferrajufe,

    2016 será maravilhoso!!!!!

    Tenho certeza que com a abertura das negociações entre a Ferrajufe e  o confiável desgoverno teremos uma significativa melhora no PL leitinho. Ademais, temos suficiente tempo para aprovação, pois ainda faltam muitos dias para o final do ano.  

    Muito obrigado pela magnifica defesa da categoria.

     convencido

    Pelo menos estão tentando melhorar aquela porcaria intragável.

    E você o que está fazendo pra conseguir aprovar o leitoso, pelo menor foi votar na assembléia??
    MPF SP
    MPF SP
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Administrativo
    Mensagens : 2150
    Reputação : 218
    Data de inscrição : 17/09/2014
    Idade : 30
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por MPF SP em Sex 11 Dez 2015, 11:08 am

    VadeMekum escreveu:
    Não haverá leitinho nem leitinho melhorado. O papel do leite era azedar o mamutão. Se teve algum efeito eu não sei. Agora ele não serve pra mais nada. O orgulho do PAPI está mortalmente ferido... e orgulho pra essa espécie de gente é tudo. Ele quer mais que os servidores se f**#@#. O Governo idem. Não tem dinheiro, simples assim... A gerentona e os milhares de ladrões petistas conseguiram levar tudo.

    2017 Promete!!!



    E os recursos que constam da LOA, vc chegou a ver?

    Vc deveria retificar para: embora haja previsão orçamentária para o Lixoso, não há garantia alguma de que será efetivamente aprovado (para ser pago já em 2016)em tão pouco tempo.

    Aí eu assinaria embaixo.

    Amém?
    [/quote]

    Na verdade quem quer o zero são "alguns" sindicatos.

    O leitinho é interessante para o governo e o stf.

    Para os servidores ele não é ruim, é péssimo, pior que isso só o zero.
    Rodssss
    Rodssss
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 813
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 27/03/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Rodssss em Sex 11 Dez 2015, 11:10 am

    MPF SP escreveu:
    VadeMekum escreveu:
    --- escreveu:
    Não haverá leitinho nem leitinho melhorado. O papel do leite era azedar o mamutão. Se teve algum efeito eu não sei. Agora ele não serve pra mais nada. O orgulho do PAPI está mortalmente ferido... e orgulho pra essa espécie de gente é tudo. Ele quer mais que os servidores se f**#@#. O Governo idem. Não tem dinheiro, simples assim... A gerentona e os milhares de ladrões petistas conseguiram levar tudo.

    2017 Promete!!!



    E os recursos que constam da LOA, vc chegou a ver?

    Vc deveria retificar para: embora haja previsão orçamentária para o Lixoso, não há garantia alguma de que será efetivamente aprovado (para ser pago já em 2016)em tão pouco tempo.

    Aí eu assinaria embaixo.

    Amém?

    Na verdade quem quer o zero são "alguns" sindicatos.

    O leitinho é interessante para o governo e o stf.

    Para os servidores ele não é ruim, é péssimo, pior que isso só o zero.

    like like
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 11 Dez 2015, 11:23 am

    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.
    ============+++++++++++++++==================++++++++++++++++++++++==============

    AGORA APROVA
    EM FACE ACORDO ENTRE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF e a FEDERAÇÃO sobre:
    1) Redução do prazo 3 anos (6 parcelas de 2016 até julho de 2018);
    2) Retirada dos 13,23% do pl 2648.

    Após, entabular o ACERTO, resta votar em regime de URGÊNCIA-URGENTÍSSIMA no congresso nacional.


    Reunião entre Fenajufe, lideranças do governo no Congresso e STF define próximas fases das negociações em torno do PL 2648

    Postado em: 11/12/2015


    Comissão apresenta reivindicações da categoria para melhoria do projeto. STF discorda da retirada do aumento das CJs

    Mais uma reunião da Comissão de Negociação da Fenajufe em busca das melhorias no PL 2648/2015 foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10. Os coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Claudio Correa e Saulo Arcangeli estiveram reunidos com os líderes do governo no Congresso, senador Paulo Rocha (PT/PA) e deputado José Guimarães (PT/CE) e com o diretor geral do STF, Amarildo Vieira. Também participaram os assessores Kenneth Fleming, Lourimar Rabelo e o assessor parlamentar do TJDFT.

    A Comissão mais uma vez apresentou as reivindicações deliberadas pela categoria e aprovadas na reunião entre a Fenajufe e os sindicatos filiados em novembro. A posição dos negociadores foi a de defender a proposta aprovada na “ampliadinha” como parâmetro no processo de negociação com o STF e governo.

    Ao se manifestar, Amarildo Vieira trouxe a posição já externada na reunião anterior acontecida na noite da quarta-feira, 9. O STF não se opõe à redução do parcelamento e à supressão do artigo 6º, que trata da questão dos 13,23%. Mas não vai negociar o aumento das CJs, que, segundo Vieira, atende reivindicação das administrações do STF e dos Tribunais Superiores.

    A reunião marcou o momento de definição nas negociações. O deputado José Guimarães solicitou, como condição de prosseguimento das interlocuções junto ao governo, que Fenajufe e STF produzam documentos com posições convergentes a ser levado ao ministério da Fazenda.

    Guimarães se comprometeu em abrir a negociação com o governo a partir da elaboração dos documentos com as posições da Fenajufe e do STF. Já o senador Paulo Rocha ficou encarregado de articular com os parlamentares a montagem da comissão que vai buscar o ministério da Fazenda para negociar as melhorias.

    Próximas etapas e dificuldades a serem enfrentadas

    Após superadas as fases iniciais da negociação e finalizado acordo entre Fenajufe, STF e governo, o momento seguinte será vencer as barreiras que poderão surgir na tramitação do projeto no Congresso Nacional.

    Na visão de Guimarães, a convocação de reunião do Congresso Nacional para a terça-feira, 15, poderá inviabilizar a votação do projeto. Para ele, é importante que o acordo esteja fechado, pois na hipótese de uma convocação extraordinária da Câmara e Senado, o 2648/2015 deverá constar como item na pauta da convocação extraordinária.

    O senador Paulo Rocha reforçou a importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas. Novo contato entre a Comissão e os parlamentares acontece na próxima semana, em data a ser divulgada.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    eusoutricolor
    eusoutricolor
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 10/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por eusoutricolor em Sex 11 Dez 2015, 11:23 am

    rodrigo escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.

    Parabéns pelo cinismo.

    Mestre dos Magos sempre escreveu textos muito bons sobre a situação. Contudo, parece que a não derrubada do veto afetou ele também. Pelo visto, o judiciário pós não derrubada do veto ficou muito pior. Criou um bando de colegas que nada mais enxergam. Nenhum projeto de lei que venha do governo ou do stf vai agradar essa galera. Aumento agora ficou em 2º plano.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 11 Dez 2015, 11:26 am

    PCS-JA escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.
    ============+++++++++++++++==================++++++++++++++++++++++==============

    AGORA APROVA
    EM FACE ACORDO ENTRE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF e a FEDERAÇÃO sobre:
    1) Redução do prazo 3 anos (6 parcelas de 2016 até julho de 2018);
    2) Retirada dos 13,23% do pl 2648.

    Após, entabular o ACERTO, resta votar em regime de URGÊNCIA-URGENTÍSSIMA no congresso nacional.


    Reunião entre Fenajufe, lideranças do governo no Congresso e STF define próximas fases das negociações em torno do PL 2648

    Postado em: 11/12/2015


    Comissão apresenta reivindicações da categoria para melhoria do projeto. STF discorda da retirada do aumento das CJs

    Mais uma reunião da Comissão de Negociação da Fenajufe em busca das melhorias no PL 2648/2015 foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10. Os coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Claudio Correa e Saulo Arcangeli estiveram reunidos com os líderes do governo no Congresso, senador Paulo Rocha (PT/PA) e deputado José Guimarães (PT/CE) e com o diretor geral do STF, Amarildo Vieira. Também participaram os assessores Kenneth Fleming, Lourimar Rabelo e o assessor parlamentar do TJDFT.

    A Comissão mais uma vez apresentou as reivindicações deliberadas pela categoria e aprovadas na reunião entre a Fenajufe e os sindicatos filiados em novembro. A posição dos negociadores foi a de defender a proposta aprovada na “ampliadinha” como parâmetro no processo de negociação com o STF e governo.

    Ao se manifestar, Amarildo Vieira trouxe a posição já externada na reunião anterior acontecida na noite da quarta-feira, 9. O STF não se opõe à redução do parcelamento e à supressão do artigo 6º, que trata da questão dos 13,23%. Mas não vai negociar o aumento das CJs, que, segundo Vieira, atende reivindicação das administrações do STF e dos Tribunais Superiores.

    A reunião marcou o momento de definição nas negociações. O deputado José Guimarães solicitou, como condição de prosseguimento das interlocuções junto ao governo, que Fenajufe  e STF produzam documentos com posições convergentes a ser levado ao ministério da Fazenda.

    Guimarães se comprometeu em abrir a negociação com o governo a partir da elaboração dos documentos com as posições da Fenajufe e do STF.  Já o senador Paulo Rocha ficou encarregado de articular com os parlamentares a montagem da comissão que vai buscar o ministério da Fazenda para negociar as melhorias.

    Próximas etapas e dificuldades a serem enfrentadas

    Após superadas as fases iniciais da negociação e finalizado acordo entre Fenajufe, STF e governo, o momento seguinte será vencer as barreiras que poderão surgir na tramitação do projeto no Congresso Nacional.

    Na visão de Guimarães, a convocação de reunião do Congresso Nacional para a terça-feira, 15, poderá inviabilizar a votação do projeto. Para ele, é importante que o acordo esteja fechado, pois na hipótese de uma convocação extraordinária da Câmara e Senado, o 2648/2015 deverá constar como item na pauta da convocação extraordinária.

    O senador Paulo Rocha reforçou a importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas. Novo contato entre a Comissão e os parlamentares acontece na próxima semana, em data a ser divulgada.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    _
    -------------

    O STF - pelo Amarildo e a Federação pelo Adilson - tem que levar o ACERTO para o Senador Rocha e o Zé Guima no máximo naa terça/quarta pra APROVAÇÃO.
    Rodssss
    Rodssss
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 813
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 27/03/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Rodssss em Sex 11 Dez 2015, 11:31 am

    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.
    ============+++++++++++++++==================++++++++++++++++++++++==============

    AGORA APROVA
    EM FACE ACORDO ENTRE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF e a FEDERAÇÃO sobre:
    1) Redução do prazo 3 anos (6 parcelas de 2016 até julho de 2018);
    2) Retirada dos 13,23% do pl 2648.

    Após, entabular o ACERTO, resta votar em regime de URGÊNCIA-URGENTÍSSIMA no congresso nacional.


    Reunião entre Fenajufe, lideranças do governo no Congresso e STF define próximas fases das negociações em torno do PL 2648

    Postado em: 11/12/2015


    Comissão apresenta reivindicações da categoria para melhoria do projeto. STF discorda da retirada do aumento das CJs

    Mais uma reunião da Comissão de Negociação da Fenajufe em busca das melhorias no PL 2648/2015 foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10. Os coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Claudio Correa e Saulo Arcangeli estiveram reunidos com os líderes do governo no Congresso, senador Paulo Rocha (PT/PA) e deputado José Guimarães (PT/CE) e com o diretor geral do STF, Amarildo Vieira. Também participaram os assessores Kenneth Fleming, Lourimar Rabelo e o assessor parlamentar do TJDFT.

    A Comissão mais uma vez apresentou as reivindicações deliberadas pela categoria e aprovadas na reunião entre a Fenajufe e os sindicatos filiados em novembro. A posição dos negociadores foi a de defender a proposta aprovada na “ampliadinha” como parâmetro no processo de negociação com o STF e governo.

    Ao se manifestar, Amarildo Vieira trouxe a posição já externada na reunião anterior acontecida na noite da quarta-feira, 9. O STF não se opõe à redução do parcelamento e à supressão do artigo 6º, que trata da questão dos 13,23%. Mas não vai negociar o aumento das CJs, que, segundo Vieira, atende reivindicação das administrações do STF e dos Tribunais Superiores.

    A reunião marcou o momento de definição nas negociações. O deputado José Guimarães solicitou, como condição de prosseguimento das interlocuções junto ao governo, que Fenajufe  e STF produzam documentos com posições convergentes a ser levado ao ministério da Fazenda.

    Guimarães se comprometeu em abrir a negociação com o governo a partir da elaboração dos documentos com as posições da Fenajufe e do STF.  Já o senador Paulo Rocha ficou encarregado de articular com os parlamentares a montagem da comissão que vai buscar o ministério da Fazenda para negociar as melhorias.

    Próximas etapas e dificuldades a serem enfrentadas

    Após superadas as fases iniciais da negociação e finalizado acordo entre Fenajufe, STF e governo, o momento seguinte será vencer as barreiras que poderão surgir na tramitação do projeto no Congresso Nacional.

    Na visão de Guimarães, a convocação de reunião do Congresso Nacional para a terça-feira, 15, poderá inviabilizar a votação do projeto. Para ele, é importante que o acordo esteja fechado, pois na hipótese de uma convocação extraordinária da Câmara e Senado, o 2648/2015 deverá constar como item na pauta da convocação extraordinária.

    O senador Paulo Rocha reforçou a importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas. Novo contato entre a Comissão e os parlamentares acontece na próxima semana, em data a ser divulgada.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    _
    -------------

    O STF - pelo Amarildo e a Federação pelo Adilson - tem que levar o ACERTO para o Senador Rocha e o Zé Guima no máximo naa terça/quarta pra APROVAÇÃO.
    O que q tem que acertar mais?? tem até terça pra falar concordamos com esses termos e ponto???
    The Hitch-Hiker
    The Hitch-Hiker
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 101
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 20/12/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por The Hitch-Hiker em Sex 11 Dez 2015, 11:33 am

    eusoutricolor escreveu:
    rodrigo escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.

    Parabéns pelo cinismo.

    Mestre dos Magos sempre escreveu textos muito bons sobre a situação. Contudo, parece que a não derrubada do veto afetou ele também. Pelo visto, o judiciário pós não derrubada do veto ficou muito pior. Criou um bando de colegas que nada mais enxergam. Nenhum projeto de lei que venha do governo ou do stf vai agradar essa galera. Aumento agora ficou em 2º plano.

    Pois é. O mestre ficou de trazer o plano B com o arquivamento defendido por ele do PL leitinho, mas até agora nada.
    Também tenho observado que o mestre saiu "danificado" da não derrubada do veto.
    TECNIVSUPERIOR
    TECNIVSUPERIOR
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 10/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por TECNIVSUPERIOR em Sex 11 Dez 2015, 11:35 am

    Rodssss escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.
    ============+++++++++++++++==================++++++++++++++++++++++==============

    AGORA APROVA
    EM FACE ACORDO ENTRE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF e a FEDERAÇÃO sobre:
    1) Redução do prazo 3 anos (6 parcelas de 2016 até julho de 2018);
    2) Retirada dos 13,23% do pl 2648.

    Após, entabular o ACERTO, resta votar em regime de URGÊNCIA-URGENTÍSSIMA no congresso nacional.


    Reunião entre Fenajufe, lideranças do governo no Congresso e STF define próximas fases das negociações em torno do PL 2648

    Postado em: 11/12/2015


    Comissão apresenta reivindicações da categoria para melhoria do projeto. STF discorda da retirada do aumento das CJs

    Mais uma reunião da Comissão de Negociação da Fenajufe em busca das melhorias no PL 2648/2015 foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10. Os coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Claudio Correa e Saulo Arcangeli estiveram reunidos com os líderes do governo no Congresso, senador Paulo Rocha (PT/PA) e deputado José Guimarães (PT/CE) e com o diretor geral do STF, Amarildo Vieira. Também participaram os assessores Kenneth Fleming, Lourimar Rabelo e o assessor parlamentar do TJDFT.

    A Comissão mais uma vez apresentou as reivindicações deliberadas pela categoria e aprovadas na reunião entre a Fenajufe e os sindicatos filiados em novembro. A posição dos negociadores foi a de defender a proposta aprovada na “ampliadinha” como parâmetro no processo de negociação com o STF e governo.

    Ao se manifestar, Amarildo Vieira trouxe a posição já externada na reunião anterior acontecida na noite da quarta-feira, 9. O STF não se opõe à redução do parcelamento e à supressão do artigo 6º, que trata da questão dos 13,23%. Mas não vai negociar o aumento das CJs, que, segundo Vieira, atende reivindicação das administrações do STF e dos Tribunais Superiores.

    A reunião marcou o momento de definição nas negociações. O deputado José Guimarães solicitou, como condição de prosseguimento das interlocuções junto ao governo, que Fenajufe  e STF produzam documentos com posições convergentes a ser levado ao ministério da Fazenda.

    Guimarães se comprometeu em abrir a negociação com o governo a partir da elaboração dos documentos com as posições da Fenajufe e do STF.  Já o senador Paulo Rocha ficou encarregado de articular com os parlamentares a montagem da comissão que vai buscar o ministério da Fazenda para negociar as melhorias.

    Próximas etapas e dificuldades a serem enfrentadas

    Após superadas as fases iniciais da negociação e finalizado acordo entre Fenajufe, STF e governo, o momento seguinte será vencer as barreiras que poderão surgir na tramitação do projeto no Congresso Nacional.

    Na visão de Guimarães, a convocação de reunião do Congresso Nacional para a terça-feira, 15, poderá inviabilizar a votação do projeto. Para ele, é importante que o acordo esteja fechado, pois na hipótese de uma convocação extraordinária da Câmara e Senado, o 2648/2015 deverá constar como item na pauta da convocação extraordinária.

    O senador Paulo Rocha reforçou a importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas. Novo contato entre a Comissão e os parlamentares acontece na próxima semana, em data a ser divulgada.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    _
    -------------

    O STF - pelo Amarildo e a Federação pelo Adilson - tem que levar o ACERTO para o Senador Rocha e o Zé Guima no máximo naa terça/quarta pra APROVAÇÃO.
    O que q tem que acertar mais?? tem até terça pra falar concordamos com esses termos e ponto???


    A importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas
    ... Shocked Shocked Shocked Shocked
    roberto.barrao
    roberto.barrao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : tecnico judiciario
    Mensagens : 112
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/01/2015
    Idade : 54
    Localização : NATAL/RN

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por roberto.barrao em Sex 11 Dez 2015, 11:36 am

    O governo não foi ainda comunicado do acerto, que a meu ver foi só entre FERRAJUFE e STF, quando chegar na ANTA, vão levar um NÃO estrondoso.
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por FALCON.X em Sex 11 Dez 2015, 11:38 am


    A gente realmente está gastando muito mais do que tem', diz Levy
    Ministro da Fazenda defende medidas fiscais para o Brasil voltar a crescer.
    Ele participou de encontro em Maceió com secretários de vários estados.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    MAS O LEITINHO vai ser aprovado, afinal tá na LDO...no "ppo" no "totó"...TECNICAMENTE não temos nenhuma base para dizer não vai tá na conta em janeiro (de qualquer ano para frente) e principalmente os petralhas empenharam a "palavra" mais do que confiante de que em janeiro tá na conta, com o beneplácido de "monca" e de "papito". ACREDITEM !!!

    Vamos dar TECNICAMENTE um crédito de confiança ao traíra papito e a petralhada toda...eles merecem..sempre cumpriram a palavra..principalmente monca, melhor amiga de "brahama". ACREDITEM...
    Floripajf
    Floripajf
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 357
    Reputação : -194
    Data de inscrição : 25/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Floripajf em Sex 11 Dez 2015, 11:42 am

    O.importante e que dessa vez há uma comissão, STF ,governo e servidores definindo os rumos da categoria .

    Que venha o Leitinho. Eu estou com sede de leite, leite parcelado em 6 ou 8 vezes.

    Eu quero leite!
    Decano
    Decano
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1415
    Reputação : 97
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Decano em Sex 11 Dez 2015, 11:44 am

    FALCON.X escreveu:
    A gente realmente está gastando muito mais do que tem', diz Levy
    Ministro da Fazenda defende medidas fiscais para o Brasil voltar a crescer.
    Ele participou de encontro em Maceió com secretários de vários estados.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    MAS O LEITINHO vai ser aprovado, afinal tá na LDO...no "ppo" no "totó"...TECNICAMENTE não temos nenhuma base para dizer não vai tá na conta em janeiro (de qualquer ano para frente) e principalmente os petralhas empenharam a "palavra" mais do que confiante de que em janeiro tá na conta, com o beneplácido de "monca" e de "papito". ACREDITEM !!!

    Vamos dar TECNICAMENTE um crédito de confiança ao traíra papito e a petralhada toda...eles merecem..sempre cumpriram a palavra..principalmente monca, melhor amiga de "brahama". ACREDITEM...

    Que tá na conta, isso é verdade. O PCS do MPU tá lá, na PLOA. Basta aprovar como está.

    Ele só não vai ser aprovado se aumentar a gritaria da turma do ZERO, que só pensa em entornar o leite, mas não tem nenhum plano B que não seja torcer pelo "quanto pior melhor", e depois ficar chorando com o ZERO no colo.


    Última edição por Decano em Sex 11 Dez 2015, 11:48 am, editado 1 vez(es)
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1282
    Reputação : 187
    Data de inscrição : 11/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por VadeMekum em Sex 11 Dez 2015, 11:47 am

    corujito escreveu:Os recursos constam na LOA?

    Alguém poste a LOA fixando despesa para o PL2648. Eu imprimo, como, e posto o vídeo aqui.


    Ok, estamos aguardando.

    "http://www.planejamento.gov.br/secretarias/upload/Arquivos/sof/orcamentos-anuais/2016/ploa_2016_anexo-v.pdf".

    Na minha mensagem inclusive fiz referência à PREVISÃO orçamentária. Não disse LOA aprovada.

    Sabe o que é PREVISÃO?


    Habitue-se a LER, antes de trollar.

    convencido convencido convencido convencido
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1282
    Reputação : 187
    Data de inscrição : 11/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por VadeMekum em Sex 11 Dez 2015, 11:48 am

    E salientando que a despeito dessa PREVISÃO que consta no anexo, não reputo isso como qq garantia de que o Lixoso seja efetivamente aprovado.
    euquerodignidade
    euquerodignidade
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 208
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 03/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por euquerodignidade em Sex 11 Dez 2015, 11:59 am

    E quando eu me lembro que o PJU é auto-suficiente, inclusive arrecadando muito mais do que gasta.... tenho vontade de vomitar.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por corujito em Sex 11 Dez 2015, 12:03 pm

    VadeMekum escreveu:
    corujito escreveu:Os recursos constam na LOA?

    Alguém poste a LOA fixando despesa para o PL2648. Eu imprimo, como, e posto o vídeo aqui.


    Ok, estamos aguardando.

    "http://www.planejamento.gov.br/secretarias/upload/Arquivos/sof/orcamentos-anuais/2016/ploa_2016_anexo-v.pdf".

    Na minha mensagem inclusive fiz referência à PREVISÃO orçamentária. Não disse LOA aprovada.

    Sabe o que é PREVISÃO?


    Habitue-se a LER, antes de trollar.

    convencido convencido convencido convencido

    noob.
    avatar
    MarcelinoTRE
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 280
    Reputação : 52
    Data de inscrição : 11/09/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por MarcelinoTRE em Sex 11 Dez 2015, 12:05 pm

    corujito escreveu:
    VadeMekum escreveu:
    corujito escreveu:Os recursos constam na LOA?

    Alguém poste a LOA fixando despesa para o PL2648. Eu imprimo, como, e posto o vídeo aqui.


    Ok, estamos aguardando.

    "http://www.planejamento.gov.br/secretarias/upload/Arquivos/sof/orcamentos-anuais/2016/ploa_2016_anexo-v.pdf".

    Na minha mensagem inclusive fiz referência à PREVISÃO orçamentária. Não disse LOA aprovada.

    Sabe o que é PREVISÃO?


    Habitue-se a LER, antes de trollar.

    convencido convencido convencido convencido

    noob.

    kkkkkk, banha no leite pro tamanduá Coruja

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    Última edição por MarcelinoTRE em Sex 11 Dez 2015, 12:08 pm, editado 1 vez(es)
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 11 Dez 2015, 12:07 pm

    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    Rodssss escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    ============+++++++++++++++==================++++++++++++++++++++++==============

    AGORA APROVA
    EM FACE ACORDO ENTRE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF e a FEDERAÇÃO sobre:
    1) Redução do prazo 3 anos (6 parcelas de 2016 até julho de 2018);
    2) Retirada dos 13,23% do pl 2648.

    Após, entabular o ACERTO, resta votar em regime de URGÊNCIA-URGENTÍSSIMA no congresso nacional.


    Reunião entre Fenajufe, lideranças do governo no Congresso e STF define próximas fases das negociações em torno do PL 2648

    Postado em: 11/12/2015


    Comissão apresenta reivindicações da categoria para melhoria do projeto. STF discorda da retirada do aumento das CJs

    Mais uma reunião da Comissão de Negociação da Fenajufe em busca das melhorias no PL 2648/2015 foi realizada na tarde desta quinta-feira, 10. Os coordenadores Cledo Vieira, Eugênia Lacerda, Luis Claudio Correa e Saulo Arcangeli estiveram reunidos com os líderes do governo no Congresso, senador Paulo Rocha (PT/PA) e deputado José Guimarães (PT/CE) e com o diretor geral do STF, Amarildo Vieira. Também participaram os assessores Kenneth Fleming, Lourimar Rabelo e o assessor parlamentar do TJDFT.

    A Comissão mais uma vez apresentou as reivindicações deliberadas pela categoria e aprovadas na reunião entre a Fenajufe e os sindicatos filiados em novembro. A posição dos negociadores foi a de defender a proposta aprovada na “ampliadinha” como parâmetro no processo de negociação com o STF e governo.

    Ao se manifestar, Amarildo Vieira trouxe a posição já externada na reunião anterior acontecida na noite da quarta-feira, 9. O STF não se opõe à redução do parcelamento e à supressão do artigo 6º, que trata da questão dos 13,23%. Mas não vai negociar o aumento das CJs, que, segundo Vieira, atende reivindicação das administrações do STF e dos Tribunais Superiores.

    A reunião marcou o momento de definição nas negociações. O deputado José Guimarães solicitou, como condição de prosseguimento das interlocuções junto ao governo, que Fenajufe  e STF produzam documentos com posições convergentes a ser levado ao ministério da Fazenda.

    Guimarães se comprometeu em abrir a negociação com o governo a partir da elaboração dos documentos com as posições da Fenajufe e do STF.  Já o senador Paulo Rocha ficou encarregado de articular com os parlamentares a montagem da comissão que vai buscar o ministério da Fazenda para negociar as melhorias.

    Próximas etapas e dificuldades a serem enfrentadas

    Após superadas as fases iniciais da negociação e finalizado acordo entre Fenajufe, STF e governo, o momento seguinte será vencer as barreiras que poderão surgir na tramitação do projeto no Congresso Nacional.

    Na visão de Guimarães, a convocação de reunião do Congresso Nacional para a terça-feira, 15, poderá inviabilizar a votação do projeto. Para ele, é importante que o acordo esteja fechado, pois na hipótese de uma convocação extraordinária da Câmara e Senado, o 2648/2015 deverá constar como item na pauta da convocação extraordinária.

    O senador Paulo Rocha reforçou a importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas. Novo contato entre a Comissão e os parlamentares acontece na próxima semana, em data a ser divulgada.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    _
    -------------

    O STF - pelo Amarildo e a Federação pelo Adilson - tem que levar o ACERTO para o Senador Rocha e o Zé Guima no máximo naa terça/quarta pra APROVAÇÃO.
    O que q tem que acertar mais?? tem até terça pra falar concordamos com esses termos e ponto???


    A importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas
    ... Shocked Shocked Shocked Shocked
    ___________
    Ao que tudo indica, não tem divergência do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF
    NÃO SE OPÕE.


    Além disso, o PRESIDENTE DO PROCESSO DE IMPEDIMENTO SERÁ O
    Pres. do STF - tal de LEWATRAIDOR

    A primeira parcela é em janeiro;
    3 anos (6 parcelas), deve ser por volta de 15,9%

    TABELAS
    Tabelas (josé...).
    Czar
    Czar
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 2041
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 06/08/2010

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Czar em Sex 11 Dez 2015, 12:15 pm

    Um filósofo já disse que, quando a situação realmente é séria, desesperadora, crítica, não há mais lugar para piadas, gracinhas, laconismos.

    É o nosso caso. Com todo respeito, esta forma de bostar perdeu a graça faz tempo.

    Mestre dos Magos! escreveu:
    Corre.

    (Vai entornar?..) - Que  leiteira tá apitando.
    Oziris
    Oziris
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 617
    Reputação : 97
    Data de inscrição : 24/12/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Oziris em Sex 11 Dez 2015, 12:27 pm

    Isso não é verdade! No caso de quem tem os 13,23%, ele só será absorvido ao final da implementação do anexo I, ou seja, somente após o pagamento da última parcela do reajuste...

    Independente de quem receba ele via judicial ou administrativa, ele só será retirado ao final da implementação do PL...é só ler o artigo 6 do PL.


    VadeMekum escreveu:Rs, sempre a mesma coisa.

    Passam-se páginas, a ladainha é a mesma: quem tem 13,23% não vai ganhar nada de reajuste mesmo em 2016. Então, que tal passar a (genial) ideia de que isso vai acontecer com todo o mundo, e que em 2016 pode-se obter um Pê-Éle Turbinado 4x4 motor 4.1 com 08 cilindros, para ser pago no máximo em 2018?

    Ah, e é claro, em 2019 pleiteia-se outro Pê-Éle.

    Palavras ao vento, nenhuma indicação da estratégia para a consecução desse Milagre (acho que nem o Delfim Neto o conseguiria).

    O camarada já está em vantagem financeira por receber esse merrecão de 13,23%, continuará a receber esse trem em 2016 (ainda que incorporado aos poucos), e tem a cara de peroba de dizer para os demais que estão com os bolsos vazios que o Lixoso é igual ou pior que zero...Sem comentários.

    Escreveram certo aí em cima: consultaram a categoria num momento de revolta e frustração, daí se decidiu aceitar o lixoso melhorado.

    Concordo que a decisão da assembleia deva prevalecer. Mas vem ao caso perguntar: essas reuniões, tratativas (dispenso maiores comentários a respeito da situação econômica-política do país...) são tipo um loop? Isto é, tem começo, mas não tem fim?

    Ou fazer reunião é como entorpecente, cujo uso vicia? É por isso que tem tanta reunião desde 2009?


    Sniper
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 649
    Reputação : 45
    Data de inscrição : 06/05/2011

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Sniper em Sex 11 Dez 2015, 12:28 pm

    PCS-JA escreveu:
    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    Rodssss escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    _
    -------------

    O STF - pelo Amarildo e a Federação pelo Adilson - tem que levar o ACERTO para o Senador Rocha e o Zé Guima no máximo naa terça/quarta pra APROVAÇÃO.
    O que q tem que acertar mais?? tem até terça pra falar concordamos com esses termos e ponto???


    A importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas
    ... Shocked Shocked Shocked Shocked
    ___________
    Ao que tudo indica, não tem divergência do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF
    NÃO SE OPÕE.


    Além disso, o PRESIDENTE DO PROCESSO DE IMPEDIMENTO SERÁ O
    Pres. do STF - tal de LEWATRAIDOR

    A primeira parcela é em janeiro;
    3 anos (6 parcelas), deve ser por volta de 15,9%

    TABELAS
    Tabelas (josé...).

    Esqueceu-se que o Lewando está engajado no projeto de nação.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por PCS-JA em Sex 11 Dez 2015, 12:30 pm

    Oziris escreveu:Isso não é verdade! No caso de quem tem os 13,23%, ele só será absorvido ao final da implementação do anexo I, ou seja, somente após o pagamento da última parcela do reajuste...

    Independente de quem receba ele via judicial ou administrativa, ele só será retirado ao final da implementação do PL...é só ler o artigo 6 do PL.


    VadeMekum escreveu:Rs, sempre a mesma coisa.

    Passam-se páginas, a ladainha é a mesma: quem tem 13,23% não vai ganhar nada de reajuste mesmo em 2016. Então, que tal passar a (genial) ideia de que isso vai acontecer com todo o mundo, e que em 2016 pode-se obter um Pê-Éle Turbinado 4x4 motor 4.1 com 08 cilindros, para ser pago no máximo em 2018?

    Ah, e é claro, em 2019 pleiteia-se outro Pê-Éle.

    Palavras ao vento, nenhuma indicação da estratégia para a consecução desse Milagre (acho que nem o Delfim Neto o conseguiria).

    O camarada já está em vantagem financeira por receber esse merrecão de 13,23%, continuará a receber esse trem em 2016 (ainda que incorporado aos poucos), e tem a cara de peroba de dizer para os demais que estão com os bolsos vazios que o Lixoso é igual ou pior que zero...Sem comentários.

    Escreveram certo aí em cima: consultaram a categoria num momento de revolta e frustração, daí se decidiu aceitar o lixoso melhorado.

    Concordo que a decisão da assembleia deva prevalecer. Mas vem ao caso perguntar: essas reuniões, tratativas (dispenso maiores comentários a respeito da situação econômica-política do país...) são tipo um loop? Isto é, tem começo, mas não tem fim?

    Ou fazer reunião é como entorpecente, cujo uso vicia? É por isso que tem tanta reunião desde 2009?


    =================

    Ao se manifestar, Amarildo Vieira trouxe a posição já externada na reunião anterior acontecida na noite da quarta-feira, 9. O STF não se opõe à redução do parcelamento e à supressão do artigo 6º, que trata da questão dos 13,23%.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Oziris
    Oziris
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 617
    Reputação : 97
    Data de inscrição : 24/12/2014

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Oziris em Sex 11 Dez 2015, 12:33 pm

    A questão vai girar em torno da semana do dia 21..pois o EXE deu prazo limite de 18/12 para envio de todos os PLs negociados. Ou seja, eles deverão ser aprovados em plenário pois tem ACORDO, pois não haverá tempo de passar todos aqueles PLs do EXE nas comissões.

    Dessa forma, o nosso PL PRECISA estar pronto pra ser aprovado, seja da forma antiga ou com as melhorias na semana que vem para que ele seja aprovado no plenário junto com os demais PLs aos moldes do que ocorreu em 2012...


    PCS-JA escreveu:
    TECNIVSUPERIOR escreveu:
    Rodssss escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    _
    -------------

    O STF - pelo Amarildo e a Federação pelo Adilson - tem que levar o ACERTO para o Senador Rocha e o Zé Guima no máximo naa terça/quarta pra APROVAÇÃO.
    O que q tem que acertar mais?? tem até terça pra falar concordamos com esses termos e ponto???


    A importância de não haver documentos divergentes produzidos pela Fenajufe e STF. Caso isso aconteça, as negociações com o Executivo seriam inviabilizadas
    ... Shocked Shocked Shocked Shocked
    ___________
    Ao que tudo indica, não tem divergência do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF
    NÃO SE OPÕE.


    Além disso, o PRESIDENTE DO PROCESSO DE IMPEDIMENTO SERÁ O
    Pres. do STF - tal de LEWATRAIDOR

    A primeira parcela é em janeiro;
    3 anos (6 parcelas), deve ser por volta de 15,9%

    TABELAS
    Tabelas (josé...).
    Floripajf
    Floripajf
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 357
    Reputação : -194
    Data de inscrição : 25/06/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Floripajf em Sex 11 Dez 2015, 12:34 pm

    A pergunta que não quer calar e a seguinte... O que faz um grupo não querer aumento salarial ?

    Se a maioria quer , pq a minoria insiste em melar o aumento?

    Qual a razão , o motivo? Se o objetivo maior é o coletivo ,o grupo como um todo, a categoria em primeiro lugar?

    Lutar por melhorias e uma coisa , tentar ARQUIVAR ou mwlar o nosso aumento e outra coisa .
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por FALCON.X em Sex 11 Dez 2015, 12:40 pm

    VadeMekum escreveu:E salientando que a despeito dessa PREVISÃO que consta no anexo, não reputo isso como qq garantia de que o Lixoso seja efetivamente aprovado.


    like

    Ufa!!! Alguém entendeu.
    Estrategista
    Estrategista
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 88
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 29/07/2015

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Estrategista em Sex 11 Dez 2015, 12:41 pm

    3 anos, retirada do art. 6º. Pode fechar a conta.

    -------

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 2648/2015 - Página 25 Empty Re: PCS - PL 2648/2015

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 19 Set 2019, 7:51 pm