PCS JÁ



    Lei 13.317/2016-PJU

    Compartilhe
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8612
    Reputação : 233
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por darkshi em Qui 25 Ago 2016, 5:01 pm

    sandman_br escreveu:
    VadeMekum escreveu: uma vez reduzido a um diminuto contingente o quantitativo de técnicos, enquadrá-los como analistas...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Agora. Equiparação com TCU, Senado e Câmara é ok, né?
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Qui 25 Ago 2016, 5:01 pm

    DJANGO escreveu:
    sandman_br escreveu:
    VadeMekum escreveu: uma vez reduzido a um diminuto contingente o quantitativo de técnicos, enquadrá-los como analistas...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Imagino que sim, o Técnico passará a necessitar de NS.
    E, sim, terá reajuste na tabela, possivelmente incidindo o adicional de nível superior em cada faixa salarial.
    E resolvido o problema.
    Técnicos novos somente com NS.
    Técnicos antigos com NS embutido no salário.
    PS.: só não sei como ficariam os que não tem NS... (sem NS, carreira em extinção?? Aí não seria trem da alegria)

    Mas com a aprovação do Lixoso, já não está previsto que o adicional de NS (5%) incidirá sobre cada faixa salarial (nível da carreira)?

    Como não sou TJ, não cheguei a estudar se a lei aprovada permite a cumulação do adicional de NS é cumulativo com os de especialização (mestrado, doutorado, lato sensu etc).

    É provável que, se o grau de escolaridade for elevado, essa percepção cumulativa de adicionais, por parte dos TJ (NS + especialização) seja possível.

    Quanto aos que não tiverem NS, não sei qual alternativa seria mais viável juridica e administrativamente falando: pagar novos vencimentos/adicionais a todos, quer tenham, quer não (princípio isonomia); ou enquadrá-los como cargos isolados, a serem extintos na vacância (já vi algumas reestruturações de cargos em Prefeituras que resolveram a questão dessa forma).
    avatar
    henriquetrt15
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : (VASSALO)Técnico Judiciário
    Mensagens : 149
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 08/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por henriquetrt15 em Qui 25 Ago 2016, 5:35 pm

    VadeMekum escreveu:

    Quanto aos que não tiverem NS, não sei qual alternativa seria mais viável juridica e administrativamente falando: pagar novos vencimentos/adicionais a todos, quer tenham, quer não (princípio isonomia); ou enquadrá-los como cargos isolados, a serem extintos na vacância (já vi algumas reestruturações de cargos em Prefeituras que resolveram a questão dessa forma).

    Não vejo problemas... quem entrou quando o NS não era exigido não pode ser prejudicado. Posso estar enganado, mas isso já aconteceu no serviço público outras vezes.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8612
    Reputação : 233
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por darkshi em Qui 25 Ago 2016, 5:45 pm

    Vcs sofrem por antecipação.

    Inicialmente o NS será de impacto zero e depois disto ninguém sabe o que realmente irá acontecer. Estamos vivendo um momento de grandes mudanças para nossa carreira e tudo pode acontecer. A única certeza qeu eu tenho é que a mudança virá, só não sei oque será.
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Qui 25 Ago 2016, 5:47 pm

    Por mim, desde que positivas, mudanças são sempre bem-vindas.

    Desde que não favoreçam beltrano em desfavor de sicrano, tá valendo.
    avatar
    CRAZYKONG
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 997
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 20/06/2012

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por CRAZYKONG em Qui 25 Ago 2016, 7:01 pm

    Ainda acho que vão enrolar e resolver P.N.


    _________________
    "O que guarda a sua boca preserva a sua vida; mas o que muito abre os seus lábios traz sobre si a ruína." Provérbios 13:3
    avatar
    PAS_Jud.2011
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1197
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 01/08/2011

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por PAS_Jud.2011 em Sex 26 Ago 2016, 12:25 am

    darkshi escreveu:Vcs sofrem por antecipação.

    Inicialmente o NS será de impacto zero e depois disto ninguém sabe o que realmente irá acontecer. Estamos vivendo um momento de grandes mudanças para nossa carreira e tudo pode acontecer. A única certeza qeu eu tenho é que a mudança virá, só não sei oque será.

    Vai haver uma reviravolta sim; pq tanto os ministros do STF, quanto os seus comandados (DG, SGP) já vêm há muito discursando que o modelo atual de carreira está falido, é um modelo arcaico... Penso que tentarão o nível superior sim, pra técnico, e posteriormente vira aí uma possível gratificação de desempenho, detalhe: cobrando produtividade com ponto eletrônico controlando o chiqueirinho em todos os tribunais do PJU... A tendência é essa... Que bos-ta!
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 1:36 am

    PAS_Jud.2011 escreveu:
    darkshi escreveu:Vcs sofrem por antecipação.

    Inicialmente o NS será de impacto zero e depois disto ninguém sabe o que realmente irá acontecer. Estamos vivendo um momento de grandes mudanças para nossa carreira e tudo pode acontecer. A única certeza qeu eu tenho é que a mudança virá, só não sei oque será.

    Vai haver uma reviravolta sim; pq tanto os ministros do STF, quanto os seus comandados (DG, SGP) já vêm há muito discursando que o modelo atual de carreira está falido, é um modelo arcaico... Penso que tentarão o nível superior sim, pra técnico, e posteriormente vira aí uma possível gratificação de desempenho, detalhe: cobrando produtividade com ponto eletrônico controlando o chiqueirinho em todos os tribunais do PJU... A tendência é essa... Que bos-ta!

    Não sei se isto já ocorreu no STJ, STM, STF, Regionais Eleitorais, Regionais do Trabalho, outros TRF´s...

    Mas aqui na terceira região, em SP, alguns integrantes da [reduzida] carreira de auxiliar judiciário tiveram seus cargos transformados em técnico judiciário...

    Não sei se para esses servidores foram cobrados os pre-requisitos que o TJSP apresentou: ter escolaridade de NM (antigamente, para entrar para aux jud no TJSP era apenas nivel fundamental), e participar de uma espécie de curso de formação.

    Por essas e outras, eu deduzo que vão, sim, alterar a escolaridade de TJ para, em algum momento que seja viável, enquadrá-los como Analistas. Resta saber se vão cobrar dos TJ´s sem curso universitário a escolaridade compatível, tal qual o TJSP fez com os antigos aux judiciários, cobrando-lhes o nível médio para serem enquadrados como escreventes.

    Não curtia ideia de ponto eletrônico, tow tão acostumado a preencher minha folhinha, kkk. Mas de qq forma, não tenho costume de chegar atrasado, portanto...
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8612
    Reputação : 233
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por darkshi em Sex 26 Ago 2016, 6:41 am

    Ponto eletrônico? Trabalho no tse há 9 anos e sempre tive ponto eletrônico.
    avatar
    henriquetrt15
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : (VASSALO)Técnico Judiciário
    Mensagens : 149
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 08/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por henriquetrt15 em Sex 26 Ago 2016, 10:32 am

    Ponto eletrônico?
    TOPO SEM PENSAR.
    Vão começar a pagar hora extra?
    Viés de alta!

    cheers
    avatar
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por FALCON.X em Sex 26 Ago 2016, 12:23 pm

    VadeMekum escreveu:
    sandman_br escreveu:
    VadeMekum escreveu: uma vez reduzido a um diminuto contingente o quantitativo de técnicos, enquadrá-los como analistas...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    Pois é, colega, mas eu acho que isso (o trem) é tendência.

    Lembrando que minha leitura dos fatos é imparcial, já que sou AJ, não tenho nenhum interesse - nem nada contra, frise-se - quanto à alteração de escolaridade de TJ.

    Aqui em SP, no TJSP, foi feito exatamente isso.

    Foram nomeando cada vez menos Auxiliar Judiciário; concomitante a isso, achataram os rendimentos de escrevente.

    Com o quadro de Aux Jud bem reduzido e enxuto, simplesmente foram transformados em cargos de escrevente tec judiciário - ainda que ocupados...

    Por isso é que - repito - não é nada improvável que se vá defasando o valor dos vencimentos de analista (o que permitiria a contratação de mais AJ) e enxugando o quadro de técnicos, para que no final, apenas um pequeno contingente de TJ seja transformado em AJ.

    Essa possibilidade de elevação de grau de escolaridade de TJ para NS pode, em tese, sinalizar essa tendência.

    Isso porque - tomando o exemplo do TJSP como parâmetro - o auxiliar judiciário era nível fundamental, e o escrevente, nível médio. A mudança de escolaridade do Aux Jud - de nível fundamental para médio - precedeu a transformação dos mesmos para escrevente.

    "(...)A Comissão Interdisciplinar terá como objetivo a realização de estudos sobre as demandas acerca das carreiras, pendentes de análise do STF. Serão tratadas questões como a exigência de nível superior para ingresso na carreira de Técnico Judiciário; a possibilidade dos Oficiais de Justiça passar a exercer FCs e CJs sem prejuízo da GAE; a incorporação da GAS na aposentadoria para os Agentes de Segurança Judiciária e a valorização da carreira de Analista Judiciário, entre outras.(...)"
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 1:15 pm

    FALCON.X escreveu:

    "(...)A Comissão Interdisciplinar terá como objetivo a realização de estudos sobre as demandas acerca das carreiras, pendentes de análise do STF. Serão tratadas questões como a exigência de nível superior para ingresso na carreira de Técnico Judiciário; a possibilidade dos Oficiais de Justiça passar a exercer FCs e CJs sem prejuízo da GAE;  a incorporação da GAS na aposentadoria para os Agentes de Segurança Judiciária e a valorização da carreira de Analista Judiciário, entre outras.(...)"

    Resta saber o que entendem por valorização da carreira de Analista Judiciário, além das outras carreiras...

    A propósito, essa tal Comissão deveria ponderar sobre a relevante questão de unificar as carreiras de AJ, TJ e Aux Jud em apenas uma única carreira do judiciário.

    E o que me interessa acima de tudo é quanto aos efeitos financeiros no contracheque dessa tal valorização. Ficar recebendo cafuné na cabeça e perfumarias do tipo "tua carreira é essencial pro PJU, pois sem burro de carga não se puxa carroça e sem peão não se carrega piano" não paga conta.
    avatar
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por FALCON.X em Sex 26 Ago 2016, 1:23 pm

    Se, por acaso fizessem, o que está no objetivo da comissão, no mínimo, valorização implicaria na não desvalorização, o que já seria grande coisa no atual contexto.

    O problema é que, há um bom tempo, nada de valorização tem chegado aos servidores do PJU. É só lapada no "bucho dos lombos" dos burros de carga.

    RELATOR
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1802
    Reputação : 75
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por RELATOR em Sex 26 Ago 2016, 1:32 pm

    A comissão será formada em sua maioria por Técnicos, nada de bom sairá para os Analistas. eu acho. torço pela valorização de técnicos e analistas
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 1:34 pm

    Já que não se pode contar com qq efeito financeiro decorrente da constituição dessa Comissão, vem ao caso perguntar: quais medidas efetivas de valorização irão - ou poderão - conceber após exaurido esse prazo de 90 dias?


    Colocar notinha de reconhecimento dos préstimos da senzala no portal do site dos Tribunais Superiores não vale!

    RELATOR
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1802
    Reputação : 75
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por RELATOR em Sex 26 Ago 2016, 1:37 pm

    Elevação de técnico para nível Superior, talvez mudança no nome do cargo de Analista para outro qualquer

    VadeMekum escreveu:Já que não se pode contar com qq efeito financeiro decorrente da constituição dessa Comissão, vem ao caso perguntar: quais medidas efetivas de valorização irão - ou poderão - conceber após exaurido esse prazo de 90 dias?


    Colocar notinha de reconhecimento dos préstimos da senzala no portal do site dos Tribunais Superiores não vale!
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 1:39 pm

    RELATOR escreveu:A comissão será formada em sua maioria por Técnicos, nada de bom sairá para os Analistas. eu acho. torço pela valorização de técnicos e analistas

    Já começaram errado, então. Deveria haver uma equanimidade na composição dessa Comissão.

    Um tanto de TJ, um tanto de AJ, um tanto de cargo arroz-com-feijão, um tanto de cargo especializado.

    E de novo, vem ao caso perguntar: cadê a atuação dessas Entidades/Sindicatos para pleitear mais lisura e representatividade de todas as categorias dos cargos nessa Comissão? Óbvio que eventual omissão, se de fato houver, é por conta de suas diretorias terem interesse nessa parcialidade.

    Eh o que eu falo, não adianta colocar remendo novo em pano velho.
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 1:40 pm

    RELATOR escreveu:Elevação de técnico para nível Superior, talvez mudança no nome do cargo de Analista para outro qualquer

    VadeMekum escreveu:Já que não se pode contar com qq efeito financeiro decorrente da constituição dessa Comissão, vem ao caso perguntar: quais medidas efetivas de valorização irão - ou poderão - conceber após exaurido esse prazo de 90 dias?


    Colocar notinha de reconhecimento dos préstimos da senzala no portal do site dos Tribunais Superiores não vale!

    Entendi. Já ouvi uns rumores de uma nomenclatura de "Consultor Judiciário", coisa assim.
    avatar
    drhoff
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Escravo
    Mensagens : 604
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 21/05/2015
    Idade : 93
    Localização : Cavalocity.

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por drhoff em Sex 26 Ago 2016, 1:52 pm

    FALCON.X escreveu:
    VadeMekum escreveu:
    sandman_br escreveu:
    VadeMekum escreveu: uma vez reduzido a um diminuto contingente o quantitativo de técnicos, enquadrá-los como analistas...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    Pois é, colega, mas eu acho que isso (o trem) é tendência.

    Lembrando que minha leitura dos fatos é imparcial, já que sou AJ, não tenho nenhum interesse - nem nada contra, frise-se - quanto à alteração de escolaridade de TJ.

    Aqui em SP, no TJSP, foi feito exatamente isso.

    Foram nomeando cada vez menos Auxiliar Judiciário; concomitante a isso, achataram os rendimentos de escrevente.

    Com o quadro de Aux Jud bem reduzido e enxuto, simplesmente foram transformados em cargos de escrevente tec judiciário - ainda que ocupados...

    Por isso é que - repito - não é nada improvável que se vá defasando o valor dos vencimentos de analista (o que permitiria a contratação de mais AJ) e enxugando o quadro de técnicos, para que no final, apenas um pequeno contingente de TJ seja transformado em AJ.

    Essa possibilidade de elevação de grau de escolaridade de TJ para NS pode, em tese, sinalizar essa tendência.

    Isso porque - tomando o exemplo do TJSP como parâmetro - o auxiliar judiciário era nível fundamental, e o escrevente, nível médio. A mudança de escolaridade do Aux Jud - de nível fundamental para médio - precedeu a transformação dos mesmos para escrevente.

    "(...)A Comissão Interdisciplinar terá como objetivo a realização de estudos sobre as demandas acerca das carreiras, pendentes de análise do STF. Serão tratadas questões como a exigência de nível superior para ingresso na carreira de Técnico Judiciário; a possibilidade dos Oficiais de Justiça passar a exercer FCs e CJs sem prejuízo da GAE;  a incorporação da GAS na aposentadoria para os Agentes de Segurança Judiciária e a valorização da carreira de Analista Judiciário, entre outras.(...)"



    Opa, será q a valorização da carreira de analista irá transformá-los em juízes e procuradores, se for assim todos, todos irão apoiar nível superior para técnico. rarrerrirrorru
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 1:55 pm

    KKK. E fala aí, Majuras e Procuras vão se tornar o quê? rs
    avatar
    drhoff
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Escravo
    Mensagens : 604
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 21/05/2015
    Idade : 93
    Localização : Cavalocity.

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por drhoff em Sex 26 Ago 2016, 2:17 pm

    Quem sabe o estatus de ministro do mpu, deuses da pgrolimpo. Razz
    avatar
    henriquetrt15
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : (VASSALO)Técnico Judiciário
    Mensagens : 149
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 08/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por henriquetrt15 em Sex 26 Ago 2016, 2:50 pm

    Mesmo se aprovado o nível superior para técnico, não haveria uma inconstitucionalidade em transformar técnicos em analistas?
    Acho que violaria o art.37 da CF.
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sex 26 Ago 2016, 2:54 pm

    henriquetrt15 escreveu:Mesmo se aprovado o nível superior para técnico, não haveria uma inconstitucionalidade em transformar técnicos em analistas?
    Acho que violaria o art.37 da CF.


    Caso exista, estão dando uma de migué.

    Aqui no TRF3, SJSP, já transformaram auxiliar judiciário em técnico judiciário.

    No TJSP transformaram auxiliar judiciário em escrevente técnico judiciário.

    E não se trata de cargos vagos: são cargos ocupados.

    Posso ter esperança de, num futuro próximo, meu cargo de AJ ser transformado em Majura? :nervoso:
    avatar
    Edinho.cp
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 32
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Edinho.cp em Sex 26 Ago 2016, 3:10 pm

    Idêntica situação ocorreu no TRT da 9ª Região, ou seja, transformaram auxiliares judiciários em técnicos judiciários. Lembro que para o auxiliar judiciário era exigido apenas 1º grau, enquanto que para o técnico sempre foi 2º grau.

    E agora? Algum "mestrado" em direito administrativo poderia tomar a palavra?
    avatar
    Edinho.cp
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 32
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Edinho.cp em Sex 26 Ago 2016, 3:13 pm


    A propósito, a transformação de cargos (para não dizer promoção, de ofício, pela Administração Pública), no âmbito do TRT da 9. Região não se deu em casos isolados. Foram centenas de auxiliares que foram promovidos a técnicos judiciários. O argumento, era, unicamente, que não se justifica mais concurso público em área-meio.
    avatar
    Edinho.cp
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 32
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Edinho.cp em Sex 26 Ago 2016, 3:14 pm

    Ora! Se é possível transformar cargos de auxiliar em técnico (exigência de graus de escolaridade diversos), me digam porque não é possível a transformação do cargo de técnico em analista?
    avatar
    Edinho.cp
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 32
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Edinho.cp em Sex 26 Ago 2016, 3:15 pm


    Pode isso Arnaldo?
    avatar
    SHOMANO
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 420
    Reputação : 14
    Data de inscrição : 16/12/2014

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por SHOMANO em Sex 26 Ago 2016, 3:27 pm

    Edinho.cp escreveu:
    Pode isso Arnaldo?

    TOMARA QUE SIM! mercury
    avatar
    Bem do Sul
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : analista
    Mensagens : 260
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 49

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Bem do Sul em Sex 26 Ago 2016, 4:14 pm

    henriquetrt15 escreveu:Ponto eletrônico?
    TOPO SEM PENSAR.
    Vão começar a pagar hora extra?
    Viés de alta!

    cheers

    Não adianta nada, nós temos ponto eletrônico e nunca ganhamos horas extras. É expressamente proibido.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 438
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Protocol em Sex 26 Ago 2016, 4:19 pm

    Edinho.cp escreveu:Ora! Se é possível transformar cargos de auxiliar em técnico (exigência de graus de escolaridade diversos), me digam porque não é possível a transformação do cargo de técnico em analista?

    $
    avatar
    Analista Novo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 148
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 16/05/2014

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Analista Novo em Sex 26 Ago 2016, 4:29 pm

    Galera,

    Bora assinar a petição no link:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Pela disponibilização de cadeira para a Anajus na comissão formada para a discussão da carreira.
    avatar
    sandman_br
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Análise de sistemas
    Mensagens : 2505
    Reputação : 48
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : Brasília - DF

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por sandman_br em Sex 26 Ago 2016, 5:06 pm

    Edinho.cp escreveu:Ora! Se é possível transformar cargos de auxiliar em técnico (exigência de graus de escolaridade diversos), me digam porque não é possível a transformação do cargo de técnico em analista?

    É ilegal e imoral em ambos os casos. A pessoa "passou" em concurso para um cargo e depois é promovida a outro (sem equivalência de atribuições e vencimentos) sem passar por um concurso público= trem da alegria.

    Mudar o critério de investidura do cargo é uma coisa, promover a outro cargo é completamente diferente. Se já foi feito isso tomara que MP/TC/Fé Militante/Aliança galática/Power Rangers  vão atrás e questionem isso.


    Última edição por sandman_br em Sex 26 Ago 2016, 7:13 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    sandman_br
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Análise de sistemas
    Mensagens : 2505
    Reputação : 48
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : Brasília - DF

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por sandman_br em Sex 26 Ago 2016, 5:07 pm

    SHOMANO escreveu:
    Edinho.cp escreveu:
    Pode isso Arnaldo?

    TOMARA QUE SIM! mercury

    Tomara que não.
    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1888
    Reputação : 777
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por pernalonga em Sex 26 Ago 2016, 5:54 pm

    Para quem quer entender, e não chutar como foi a decisão do CJF reenquadrando os AUXILIARES OPERACIONAIS DE SERVIÇOS DIVERSOS em técnicos judiciários, segue o link com a matéria do Sintrajufe sobre o caso:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



    Assim como a decisão do CJF sobre o caso:
    CJF nega enquadramento de Auxiliar Judiciário no cargo de Técnico Judiciário
    por publicado: 13/06/2016 19h05 última modificação: 20/06/2016 17h45
    Sessão do CJF, no plenário do TRF5 (PE)

    Sessão do CJF, no plenário do TRF5 (PE)

    Para que não haja distorção entre servidores que prestaram o mesmo concurso público para provimento de vagas de nível auxiliar, os cargos vagos de Auxiliar Judiciário, oriundos do antigo cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos (AOSD), não devem ser enquadrados para o cargo de Técnico Judiciário. Com esse entendimento, o Conselho da Justiça Federal (CJF) decidiu manter a redação da Resolução nº 343, de 2015.

    A decisão do Colegiado foi tomada na sessão da última segunda-feira (6), nos autos do pedido de esclarecimentos formulado pela Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe). A entidade pediu que fosse feita uma interpretação ampliativa da Resolução nº 343, de 2015, que dispõe sobre a aplicação do reenquadramento do cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos.

    Segundo o relator do processo administrativo, conselheiro e presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Luiz Fernando Wowk Penteado, a Lei nº 12.774, de 2012, estendeu aos servidores ocupantes do cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos, localizados nas classes A e B, o reenquadramento para o nível intermediário – disposto na Lei nº 8.460, de 1992 – que antes somente se aplicava aos servidores que se encontravam nas classes C e D da categoria.

    Em 2015, a fim de operacionalizar o normativo, o CJF expediu a Resolução nº 343, reenquadrando todos os servidores que se encontravam nas classes A e B até dezembro de 1996, data da entrada em vigor do novo Plano de Cargos no Judiciário Federal, o qual implementou a seguinte disposição de cargos: Analista Judiciário, Técnico Judiciário e Auxiliar Judiciário. A Resolução do Conselho garantiu ainda o reenquadramento – para o cargo de Técnico Judiciário - a todos os servidores que prestaram concurso público ou foram nomeados para o cargo de AOSD entre 1996 e 1999.

    “Dessa forma, todos os servidores ocupantes do cargo de AOSD encontram-se reenquadrados no cargo de Técnico Judiciário, independentemente da sua escolaridade ou data de ingresso. Portanto, entendo que não há como prosperar o postulado pela Fenajufe, no sentido de que sejam mantidos na categoria de Técnico Judiciário os cargos vagos, cuja origem derive de um cargo de AOSD reenquadrado, mesmo quando tais vagas tenham sido ofertadas em concurso público para provimento de cargos de Auxiliar Judiciário, realizados após a vigência da Lei nº 9.421/96”, observou o conselheiro relator.

    Em seu voto, o magistrado explicou que, independente da origem das vagas, elas foram oferecidas em concursos realizados após a vigência do novo Plano de Cargos, como vagas relativas ao cargo de Auxiliar Judiciário, sem especialidade ou em outras áreas de atuação que não a de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos, tais como carpintaria e marcenaria, serviços gráficos, eletricidade e comunicação, para os quais os candidatos inscreveram-se, cientes das atribuições e nível de escolaridade exigido.

    Isonomia

    Para o desembargador federal Luiz Fernando Wowk Penteado, o Conselho corrigiu a distorção que até então existia entre servidores ocupantes do cargo de AOSD. No entendimento do conselheiro, a intepretação apresentada pela Fenajufe poderia novamente afrontar o princípio da isonomia, por transpor para o nível intermediário aqueles servidores que prestaram concurso para o cargo de Auxiliar Judiciário.

    “O fato de que as vagas oriundas do cargo de AOSD, já reenquadrado, tenham sido oferecidas para provimento de cargos de Auxiliar Judiciário com outras especialidades, não pode servir de justificativa para criação de nova distorção entre servidores que prestaram o mesmo concurso público para provimento de vagas de nível auxiliar”, concluiu o relator.

    Processo n. CJF-ADM-2013/00238
    avatar
    sandman_br
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Análise de sistemas
    Mensagens : 2505
    Reputação : 48
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : Brasília - DF

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por sandman_br em Sex 26 Ago 2016, 7:12 pm

    pernalonga escreveu:Para quem quer entender, e não chutar como foi a decisão do CJF reenquadrando os AUXILIARES OPERACIONAIS DE SERVIÇOS DIVERSOS em técnicos judiciários, segue o link com a matéria do Sintrajufe sobre o caso:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



    Assim como a decisão do CJF sobre o caso:
    CJF nega enquadramento de Auxiliar Judiciário no cargo de Técnico Judiciário
    por publicado: 13/06/2016 19h05 última modificação: 20/06/2016 17h45
    Sessão do CJF, no plenário do TRF5 (PE)

    Sessão do CJF, no plenário do TRF5 (PE)

    Para que não haja distorção entre servidores que prestaram o mesmo concurso público para provimento de vagas de nível auxiliar, os cargos vagos de Auxiliar Judiciário, oriundos do antigo cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos (AOSD), não devem ser enquadrados para o cargo de Técnico Judiciário. Com esse entendimento, o Conselho da Justiça Federal (CJF) decidiu manter a redação da Resolução nº 343, de 2015.

    A decisão do Colegiado foi tomada na sessão da última segunda-feira (6), nos autos do pedido de esclarecimentos formulado pela Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe). A entidade pediu que fosse feita uma interpretação ampliativa da Resolução nº 343, de 2015, que dispõe sobre a aplicação do reenquadramento do cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos.

    Segundo o relator do processo administrativo, conselheiro e presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Luiz Fernando Wowk Penteado, a Lei nº 12.774, de 2012, estendeu aos servidores ocupantes do cargo de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos, localizados nas classes A e B, o reenquadramento para o nível intermediário – disposto na Lei nº 8.460, de 1992 – que antes somente se aplicava aos servidores que se encontravam nas classes C e D da categoria.

    Em 2015, a fim de operacionalizar o normativo, o CJF expediu a Resolução nº 343, reenquadrando todos os servidores que se encontravam nas classes A e B até dezembro de 1996, data da entrada em vigor do novo Plano de Cargos no Judiciário Federal, o qual implementou a seguinte disposição de cargos: Analista Judiciário, Técnico Judiciário e Auxiliar Judiciário. A Resolução do Conselho garantiu ainda o reenquadramento – para o cargo de Técnico Judiciário - a todos os servidores que prestaram concurso público ou foram nomeados para o cargo de AOSD entre 1996 e 1999.

    “Dessa forma, todos os servidores ocupantes do cargo de AOSD encontram-se reenquadrados no cargo de Técnico Judiciário, independentemente da sua escolaridade ou data de ingresso. Portanto, entendo que não há como prosperar o postulado pela Fenajufe, no sentido de que sejam mantidos na categoria de Técnico Judiciário os cargos vagos, cuja origem derive de um cargo de AOSD reenquadrado, mesmo quando tais vagas tenham sido ofertadas em concurso público para provimento de cargos de Auxiliar Judiciário, realizados após a vigência da Lei nº 9.421/96”, observou o conselheiro relator.

    Em seu voto, o magistrado explicou que, independente da origem das vagas, elas foram oferecidas em concursos realizados após a vigência do novo Plano de Cargos, como vagas relativas ao cargo de Auxiliar Judiciário, sem especialidade ou em outras áreas de atuação que não a de Auxiliar Operacional de Serviços Diversos, tais como carpintaria e marcenaria, serviços gráficos, eletricidade e comunicação, para os quais os candidatos inscreveram-se, cientes das atribuições e nível de escolaridade exigido.

    Isonomia

    Para o desembargador federal Luiz Fernando Wowk Penteado, o Conselho corrigiu a distorção que até então existia entre servidores ocupantes do cargo de AOSD. No entendimento do conselheiro, a intepretação apresentada pela Fenajufe poderia novamente afrontar o princípio da isonomia, por transpor para o nível intermediário aqueles servidores que prestaram concurso para o cargo de Auxiliar Judiciário.

    “O fato de que as vagas oriundas do cargo de AOSD, já reenquadrado, tenham sido oferecidas para provimento de cargos de Auxiliar Judiciário com outras especialidades, não pode servir de justificativa para criação de nova distorção entre servidores que prestaram o mesmo concurso público para provimento de vagas de nível auxiliar”, concluiu o relator.

    Processo n. CJF-ADM-2013/00238

    Ou seja, só o pessoal que entrou antes da lei que primeiramente criou os cargos de analista, técnico e auxiliar no judiciário foram todos reenquadrados como técnicos. O pessoal que entrou como auxiliar depois de 1999 continua auxiliar até hoje.

    Não dá para afirmar que houve um trem da alegria, talvez um ferrorama kkkk
    avatar
    militemus
    Novo Usuário

    Mensagens : 5
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por militemus em Sex 26 Ago 2016, 9:00 pm

    E não é que é uma?

    Quer dar aumento sem depender de legislativo ou judiciário?

    E com a buena desculpa de corte de nomeações e concursos?

    Autoriza a realização de 4 horas extras semanais "porcada" servidor.

    (Só me ocorreu lendo os comentários. bounce Não pesquisei se há vedação a hora extra. Além do fato de que teria de ser além do sobreaviso. Ou seja: 44 horas semanais.)
    avatar
    PAS_Jud.2011
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1197
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 01/08/2011

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por PAS_Jud.2011 em Sex 26 Ago 2016, 9:38 pm

    henriquetrt15 escreveu:Ponto eletrônico?
    TOPO SEM PENSAR.
    Vão começar a pagar hora extra?
    Viés de alta!

    cheers


    Vai nessa!!! Kkkkk banco de horas só, e olhe lá!
    avatar
    PAS_Jud.2011
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1197
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 01/08/2011

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por PAS_Jud.2011 em Sex 26 Ago 2016, 9:42 pm

    sandman_br escreveu:
    Edinho.cp escreveu:Ora! Se é possível transformar cargos de auxiliar em técnico (exigência de graus de escolaridade diversos), me digam porque não é possível a transformação do cargo de técnico em analista?

    É ilegal e imoral em ambos os casos. A pessoa "passou" em concurso para um cargo e depois é promovida a outro (sem equivalência de atribuições e vencimentos) sem passar por um concurso público= trem da alegria.

    Mudar o critério de investidura do cargo é uma coisa, promover a outro cargo é completamente diferente. Se já foi feito isso tomara que MP/TC/Fé Militante/Aliança galática/Power Rangers  vão atrás e questionem isso.

    Sou técnico e não concordo com essa de virarmos analistas na canetada! Teríamos só que cobrar nível superior, e assim deveriam aprimorar nossas atribuições ... Quer virar analista, faça concurso! Agora, o que acho que tbm seria bacana era o aproveitamento do tempo como técnico, pq não levamos o tempo pra nda, voltamos lá pro inicio da carreira, cumprindo novo estágio probatório, posto que estamos no mesmo órgão de antes, etc.

    Muita coisa teria que ser revisto na atual adm.
    avatar
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1168
    Reputação : 178
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por VadeMekum em Sab 27 Ago 2016, 12:01 am

    Creio que o mais justo e correto seria um TJ,que ao iniciar o exercício do cargo como analista, esteja no nível B6 de TJ, seja necessariamente enquadrado no nível B6 de analista, DESDE QUE as atividades desenvolvidas enquanto técnico guardem correlação com as que serão desenvolvidas como analista.

    Assim, um TJ B6 que trabalhava minutando, ao iniciar o exercício do cargo de analista na área judiciária, desenvolvendo atividades correlatas, nada mais justo que continuar progredindo na carreira a partir do B6.

    Muitíssimo diferente de um TJ que estivesse lotado numa Vara qualquer e passasse para AJ-Psicologia: as novas atribuições do cargo nada tem a ver com as que desenvolvia enquanto TJ.
    avatar
    The Punisher
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 593
    Reputação : 79
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por The Punisher em Sab 27 Ago 2016, 12:09 am

    Todo esse barulho por causa da comissãozinha?

    Eu não acho que o lewando seja um cara preocupado, engajado com as questões da carreira...

    Nada de ns pra técnicos. Essa comissão é só pra separar os superiores da réca. Só. E a fenajufe tá lá pra assegurar que não aconteça, só pra atrapalhar.

    Se a Carmen Lúcia não tomar a frente disso, nem isso acontecerá. Ficaremos sem novidades até o final da implementação do leitinho.


    :trollface: :trollface: :trollface:

    Conteúdo patrocinado

    Re: Lei 13.317/2016-PJU

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 17 Dez 2018, 11:41 am