PCS JÁ



    Novo PCS

    Compartilhe
    avatar
    Rengaw
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 534
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 26/08/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Rengaw em Qui 26 Out 2017, 11:56 am

    Alguém sabe se o CSJT irá baixar alguma portaria tranferindo o feriado do dia 28/10 para 03/11 também para os TRTs? pale pale
    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1727
    Reputação : 750
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Qui 26 Out 2017, 12:28 pm

    Relato do diretor da Fenajufe e do Sintrajufe/RS, Cristiano Moreira, sobre reunião das entidades com Diretor Geral do STF. Relato é longo mas importante:

    Pessoal,

    ontem, acabamos voltando tarde e não deu tempo de produzir o relato, o que fazemos agora. Não houve julgamento dos quintos no STF, mas ainda assim o dia foi bastante cheio e produtivo (por isso, o relato é um pouco longo, mas vale a pena ler).

    Reunião com Diretor-Geral do STF

    Inicialmente, representante de vários sindicatos da categoria nos reunimos com o Diretor-Geral do STF para tratar de diversas pautas emergenciais da categoria. A reunião foi bastante representativa: participamos eu como representante do Sintrajufe/RS, Tarcisio Ferreira pelo Sintrajud/SP, Denise Marcia Carneiro pelo Sindjufe/BA, Antônio Medina pelo Sindjufe/MS, Marcus Rógenes pelo Sindissétima/CE, além dos companheiros Erlon Sampaio e Gerardo Alves Lima Filho, que compõem comigo e outros a direção da Fenajufe.

    1) Em relação ao reajuste de benefícios, reiteramos os argumentos já apresentados aos conselhos superiores, salientando a existência de sobra orçamentária que permitiria reajustar ainda nesse exercício. O Diretor-Geral afirmou que o reajuste já está incluído no orçamento do STF para 2018, e que a reposição em 2017 não ocorreu ainda principalmente em razão da preocupação orçamentária dos demais tribunais, mas que ainda pode ocorrer nesse ano. Precisamos insistir nessa pauta nos próximos dias;

    2) Cobramos a retomada dos trabalhos da Comissão Interdisciplinar do STF para tratar a revisão Lei n. 11416/06, bem como a constituição de um fórum permanente para tratar de carreira, demanda que o STF havia sinalizado positivamente tempos atrás, mas que até agora não foi encaminhada. O Diretor-Geral disse que há boas perspectivas da formação do fórum permanente em breve, o que não fora encaminhado antes pois foi um ano atípico em função do início da vigência da EC 95/16;

    3) A propósito da instalação da mesa permanente para tratar das pautas da categoria, cobramos a discussão, desde já, da política salarial para a categoria para o período posterior a janeiro de 2019, quando recebemos a última parcela da reposição salarial conquistada ano passado. Argumentamos que as perdas históricas da categoria sequer foram repostas integralmente com a Lei n. 13.317/06 e, como sabemos, o debate a respeito costuma ser longo no STF e, para ter vigência em 2019, precisa ser incluído no orçamento até agosto de 2018. O Diretor-Geral afirmou que o debate orçamentário no ano que vem será feito por Carmem Lúcia e já debatido também com Tóffoli, com o qual tem proximidade, em razão da transição para o próximo mandato a frente da presidência do STF, que inicia em setembro do ano que vem;

    4) Manifestamos também preocupação e nossa contrariedade relativamente à proposta de criação da carreira exclusiva para os servidores do STF, que tramita em processo administrativo e aguarda inclusão em pauta. O Diretor-Geral disse que o tema não tem sido tratado pela presidência, cuja posição a respeito desconhece, e que seria só debatido quando houver inclusão em pauta, o que não tem previsão para ocorrer;

    5) Apresentamos também ao Diretor-Geral a pesquisa de saúde do Sintrajufe/RS 2016/2017, realizada pelo Sintrajufe/RS em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e com a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), em que demonstrados alarmantes índices de adoecimento e assédio moral na categoria. Como exemplos dos resultados, citamos que 49,6% dos servidores tem dores osteomusculares frequentes nos membros superiores; 27,2% apresentam transtorno mental comum e, incrivelmente, 17% estão submetidos a assédio moral diário ou semanal, percentuais bastante superiores ao que seria razoável ou esperado para uma pesquisa dessa natureza no universo pesquisado. Os dados, apesar de referentes ao estado do Rio Grande do Sul, evidenciam um quadro geral de adoecimento e assédio moral na categoria em todo o Brasil, uma vez que as rotinas e condições de trabalho são comuns e, cada dia mais, padronizadas em todos os locais de trabalho. Nesse contexto, cobramos políticas de combate e prevenção, como a regulamentação da jornada de 6 horas, instituição de pausas de 10min a cada 50min trabalhados e orientação aos tribunais para a implementação de comissões permanentes de vigilância e combate ao assédio moral, com participação de membros indicados pelo respectivo sindicato da categoria e profissionais de saúde, entre outras iniciativas.

    Além dos temas mencionados acima, a reunião também tratou de terceirização, os ataques à estabilidade e a necessidade de debate a respeito de um plano de saúde nacional para o PJU ou busca de alternativas à situação atual, como a busca de unificação de planos e auto-gestão.

    Reunião com Senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP) para tratar do PLS 116/17, que ataca a estabilidade

    Depois da reunião com o Diretor-Geral do Supremo, eu, Tarcísio, Denise, Medina e Marcus Rógenes fomos ao Senado para conversar com senadores a respeito da preocupação com o PLS 116/17, aprovado na CCJ do Senado há poucos dias a partir do relatório do senador Lasier Martins (PSD/RS), que ataca a estabilidade e cria a “demissão por insuficiência de desempenho” no serviço público. Apesar da aprovação na CCJ, conforme tem sido sustentado por todos os especialistas na matéria, o projeto é flagrantemente inconstitucional, pois tem vício de iniciativa: só o chefe do Poder Executivo tem legitimidade para propor qualquer projeto de lei que trate do regime jurídico único dos servidores públicos federais. No caso, a autora do projeto é a senadora Maria do Carmo, e não o presidente da República.

    Apesar da inconstitucionalidade bem evidente, não cabe interposição de ADIN, já que só depois de virar lei pode haver apreciação das alegações de inconstitucionalidade a respeito de determinada matéria. No entanto, o que salientamos na reunião com Randolfe é que a jurisprudência do Supremo reconhece uma exceção à regra: a existência de inconstitucionalidade formal no próprio procedimento legislativo de aprovação do projeto de lei. Nesse caso, é admitida a possibilidade de ajuizamento de Mandado de Segurança exclusivamente por parlamentar da mesma casa legislativa onde tramita o projeto.

    Randolfe gostou bastante da ideia e se colocou à disposição para estar a frente dessa iniciativa. Entregamos parecer elaborado a partir das assessorias jurídicas do Sintrajufe/RS e Sintrajud/SP e ficamos de continuar o diálogo para os encaminhamentos referentes ao MS. Nada disso, obviamente, vai substituir a necessária mobilização para barrar não só o ataque à estabilidade, mas o conjunto das medidas de Temer como parte do projeto de desmonte do serviço público. Amanhã, dia 27/10, temos que parar o Judiciário em unidade com o conjunto do funcionalismo.
    avatar
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3036
    Reputação : 407
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sem Frescura em Qui 26 Out 2017, 1:29 pm

    Rengaw escreveu:Alguém sabe se o CSJT irá baixar alguma portaria tranferindo o feriado do dia 28/10 para 03/11 também para os TRTs? pale pale

    No TRT9 nada ainda... Sad
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5585
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Qui 26 Out 2017, 3:58 pm

    Rengaw escreveu:Alguém sabe se o CSJT irá baixar alguma portaria tranferindo o feriado do dia 28/10 para 03/11 também para os TRTs? pale pale

    Depois reclamam que servidor é mal falado...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Qui 26 Out 2017, 7:52 pm

    Galizezin escreveu:
    Rengaw escreveu:Alguém sabe se o CSJT irá baixar alguma portaria tranferindo o feriado do dia 28/10 para 03/11 também para os TRTs? pale pale

    Depois reclamam que servidor é mal falado...

    Apoiado!
    Imoral, é o mínimo que dá pra dizer dessa decisão do STF e TST etc etc
    avatar
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 230
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por maligna em Qui 26 Out 2017, 8:44 pm

    Podemos trabalhar de sol a sol, dez horas por dia, continuaremos a ser mal falados.
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Qui 26 Out 2017, 9:48 pm

    maligna escreveu:Podemos trabalhar de sol a sol, dez horas por dia, continuaremos a ser mal falados.

    Estou me lixando para o que dizem, a MINHA consciência não aceita esse tipo de pilantragem. Pronto, falei.
    PJU perdeu boa oportunidade de deixar como estava.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1808
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza em Qui 26 Out 2017, 10:22 pm

    Podiam ter transferido apenas o de quarta (01/11) para sexta 03/11. Mantinha o feriado prolongado, e evitava esse tipo de questionamento, muito válido, por sinal.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Qui 26 Out 2017, 11:04 pm

    androsvilazza escreveu:Podiam ter transferido apenas o de quarta (01/11) para sexta 03/11. Mantinha o feriado prolongado, e evitava esse tipo de questionamento, muito válido, por sinal.
    Tenho a impressão que esse feriado é fixo, ao contrário do servidor. Mas que foi um tiro no pé, foi. Resta saber de quem foi a mente brilhante.
    avatar
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 230
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por maligna em Qui 26 Out 2017, 11:13 pm

    gente, pelo amor de Deus, já estamos em um período bem negro para reclamarmos dos feriados (que nem são tantos assim) que temos.
    Vai que a ideia cola..
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Sex 27 Out 2017, 7:04 am

    maligna escreveu:gente, pelo amor de Deus, já estamos em um período bem negro para reclamarmos dos feriados (que nem são tantos assim) que temos.
    Vai que a ideia cola..
    Cool lol!
    avatar
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3036
    Reputação : 407
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sem Frescura em Sex 27 Out 2017, 7:56 am

    Galizezin escreveu:
    Rengaw escreveu:Alguém sabe se o CSJT irá baixar alguma portaria tranferindo o feriado do dia 28/10 para 03/11 também para os TRTs? pale pale

    Depois reclamam que servidor é mal falado...

    Muita gente da iniciativa privada também não trabalhará na sexta-feira e essa alteração da data do feriado nem será repercutida a ponto de alterar a já combalida imagem dos servidores perante a população.
    avatar
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3036
    Reputação : 407
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sem Frescura em Sex 27 Out 2017, 8:01 am

    Jubilando escreveu:
    Estou me lixando para o que dizem, a MINHA consciência não aceita esse tipo de pilantragem. Pronto, falei.

    Olha quem fala de moralidade por aqui... hahahaha o enterno defensor dos quintos

    Ninguém está te impedindo de trabalhar não, amiguinho. Vai lá na 6ª feira trabalhar. Acho curioso, uma pessoa tão preocupada com a moralidade não deveria ficar postando sem parar por aqui, DURANTE O HORÁRIO DE TRABALHO. Se contasse a sua conta anterior, que excluiu com mimimi, deveria ter mais de 10 mil posts de puro flood.
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Sex 27 Out 2017, 8:44 am

    Sem Frescura escreveu:
    Jubilando escreveu:
    Estou me lixando para o que dizem, a MINHA consciência não aceita esse tipo de pilantragem. Pronto, falei.

    Olha quem fala de moralidade por aqui... hahahaha o enterno defensor dos quintos

    Ninguém está te impedindo de trabalhar não, amiguinho. Vai lá na 6ª feira trabalhar. Acho curioso, uma pessoa tão preocupada com a moralidade não deveria ficar postando sem parar por aqui, DURANTE O HORÁRIO DE TRABALHO. Se contasse a sua conta anterior, que excluiu com mimimi, deveria ter mais de 10 mil posts de puro flood.  

    Nada a ver, meu amigo.
    Me refiro à transferência de feriado, que cai em sábado, para dia útil, apenas isso, soa como transferir os feriados de Natal e Ano Novo para os dias 8 e 9 de janeiro de 2018... Palhaçada,né?
    Você entrou aqui para me atacar, ou tentar censurar a minha opinião, só pra isso?
    Também lembro que assunto "Quintos" (recebi, e vou querer continuar recebendo, sim, e daí, tá com invejinha???) é no outro tópico.
    avatar
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3036
    Reputação : 407
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sem Frescura em Sex 27 Out 2017, 12:02 pm

    "O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, com jurisdição no estado do Paraná, terá expediente normal no dia 3 de novembro (sexta-feira). Já os dias 1º e 2 de novembro, respectivamente quarta e quinta-feira, são feriados forenses previstos na Lei nº 5.010/1966 e no artigo 263 do Regimento Interno deste Tribunal.

    Assessoria de Comunicação do TRT-PR "

    fuuuuu why why why why why
    avatar
    Rengaw
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 534
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 26/08/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Rengaw em Sex 27 Out 2017, 12:28 pm

    Sem Frescura escreveu:
    Jubilando escreveu:
    Estou me lixando para o que dizem, a MINHA consciência não aceita esse tipo de pilantragem. Pronto, falei.

    Olha quem fala de moralidade por aqui... hahahaha o enterno defensor dos quintos

    Ninguém está te impedindo de trabalhar não, amiguinho. Vai lá na 6ª feira trabalhar. Acho curioso, uma pessoa tão preocupada com a moralidade não deveria ficar postando sem parar por aqui, DURANTE O HORÁRIO DE TRABALHO. Se contasse a sua conta anterior, que excluiu com mimimi, deveria ter mais de 10 mil posts de puro flood.  


    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5585
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Sex 27 Out 2017, 5:00 pm

    Sem Frescura escreveu:"O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, com jurisdição no estado do Paraná, terá expediente normal no dia 3 de novembro (sexta-feira). Já os dias 1º e 2 de novembro, respectivamente quarta e quinta-feira, são feriados forenses previstos na Lei nº 5.010/1966 e no artigo 263 do Regimento Interno deste Tribunal.

    Assessoria de Comunicação do TRT-PR "

    fuuuuu  why  why  why  why  why

    O que importa é que amanhã ninguém precisará trabalhar.


    FELIZ DIA DO SERVIDOR, SERVIDOR!

    cheers cheers cheers


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Rengaw
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 534
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 26/08/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Rengaw em Sex 27 Out 2017, 5:31 pm

    Galizezin escreveu:
    Sem Frescura escreveu:"O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, com jurisdição no estado do Paraná, terá expediente normal no dia 3 de novembro (sexta-feira). Já os dias 1º e 2 de novembro, respectivamente quarta e quinta-feira, são feriados forenses previstos na Lei nº 5.010/1966 e no artigo 263 do Regimento Interno deste Tribunal.

    Assessoria de Comunicação do TRT-PR "

    fuuuuu  why  why  why  why  why

    O que importa é que amanhã ninguém precisará trabalhar.


    FELIZ DIA DO SERVIDOR, SERVIDOR!

    cheers cheers cheers


    cheers cheers cheers cheers cheers cheers

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Sex 27 Out 2017, 7:04 pm

    pernalonga escreveu:Relato do diretor da Fenajufe e do Sintrajufe/RS, Cristiano Moreira, sobre reunião das entidades com Diretor Geral do STF. Relato é longo mas importante:

    Pessoal,

    ontem, acabamos voltando tarde e não deu tempo de produzir o relato, o que fazemos agora. Não houve julgamento dos quintos no STF, mas ainda assim o dia foi bastante cheio e produtivo (por isso, o relato é um pouco longo, mas vale a pena ler).

    Reunião com Diretor-Geral do STF

    Inicialmente, representante de vários sindicatos da categoria nos reunimos com o Diretor-Geral do STF para tratar de diversas pautas emergenciais da categoria. A reunião foi bastante representativa: participamos eu como representante do Sintrajufe/RS, Tarcisio Ferreira pelo Sintrajud/SP, Denise Marcia Carneiro pelo Sindjufe/BA, Antônio Medina pelo Sindjufe/MS, Marcus Rógenes pelo Sindissétima/CE, além dos companheiros Erlon Sampaio e Gerardo Alves Lima Filho, que compõem comigo e outros a direção da Fenajufe.

    1) Em relação ao reajuste de benefícios, reiteramos os argumentos já apresentados aos conselhos superiores, salientando a existência de sobra orçamentária que permitiria reajustar ainda nesse exercício. O Diretor-Geral afirmou que o reajuste já está incluído no orçamento do STF para 2018, e que a reposição em 2017 não ocorreu ainda principalmente em razão da preocupação orçamentária dos demais tribunais, mas que ainda pode ocorrer nesse ano. Precisamos insistir nessa pauta nos próximos dias;

    2) Cobramos a retomada dos trabalhos da Comissão Interdisciplinar do STF para tratar a revisão Lei n. 11416/06, bem como a constituição de um fórum permanente para tratar de carreira, demanda que o STF havia sinalizado positivamente tempos atrás, mas que até agora não foi encaminhada. O Diretor-Geral disse que há boas perspectivas da formação do fórum permanente em breve, o que não fora encaminhado antes pois foi um ano atípico em função do início da vigência da EC 95/16;

    3) A propósito da instalação da mesa permanente para tratar das pautas da categoria, cobramos a discussão, desde já, da política salarial para a categoria para o período posterior a janeiro de 2019, quando recebemos a última parcela da reposição salarial conquistada ano passado. Argumentamos que as perdas históricas da categoria sequer foram repostas integralmente com a Lei n. 13.317/06 e, como sabemos, o debate a respeito costuma ser longo no STF e, para ter vigência em 2019, precisa ser incluído no orçamento até agosto de 2018. O Diretor-Geral afirmou que o debate orçamentário no ano que vem será feito por Carmem Lúcia e já debatido também com Tóffoli, com o qual tem proximidade, em razão da transição para o próximo mandato a frente da presidência do STF, que inicia em setembro do ano que vem;

    4) Manifestamos também preocupação e nossa contrariedade relativamente à proposta de criação da carreira exclusiva para os servidores do STF, que tramita em processo administrativo e aguarda inclusão em pauta. O Diretor-Geral disse que o tema não tem sido tratado pela presidência, cuja posição a respeito desconhece, e que seria só debatido quando houver inclusão em pauta, o que não tem previsão para ocorrer;

    5) Apresentamos também ao Diretor-Geral a pesquisa de saúde do Sintrajufe/RS 2016/2017, realizada pelo Sintrajufe/RS em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e com a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), em que demonstrados alarmantes índices de adoecimento e assédio moral na categoria. Como exemplos dos resultados, citamos que 49,6% dos servidores tem dores osteomusculares frequentes nos membros superiores; 27,2% apresentam transtorno mental comum e, incrivelmente, 17% estão submetidos a assédio moral diário ou semanal, percentuais bastante superiores ao que seria razoável ou esperado para uma pesquisa dessa natureza no universo pesquisado. Os dados, apesar de referentes ao estado do Rio Grande do Sul, evidenciam um quadro geral de adoecimento e assédio moral na categoria em todo o Brasil, uma vez que as rotinas e condições de trabalho são comuns e, cada dia mais, padronizadas em todos os locais de trabalho. Nesse contexto, cobramos políticas de combate e prevenção, como a regulamentação da jornada de 6 horas, instituição de pausas de 10min a cada 50min trabalhados e orientação aos tribunais para a implementação de comissões permanentes de vigilância e combate ao assédio moral, com participação de membros indicados pelo respectivo sindicato da categoria e profissionais de saúde, entre outras iniciativas.

    Além dos temas mencionados acima, a reunião também tratou de terceirização, os ataques à estabilidade e a necessidade de debate a respeito de um plano de saúde nacional para o PJU ou busca de alternativas à situação atual, como a busca de unificação de planos e auto-gestão.

    Reunião com Senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP) para tratar do PLS 116/17, que ataca a estabilidade

    Depois da reunião com o Diretor-Geral do Supremo, eu, Tarcísio, Denise, Medina e Marcus Rógenes fomos ao Senado para conversar com senadores a respeito da preocupação com o PLS 116/17, aprovado na CCJ do Senado há poucos dias a partir do relatório do senador Lasier Martins (PSD/RS), que ataca a estabilidade e cria a “demissão por insuficiência de desempenho” no serviço público. Apesar da aprovação na CCJ, conforme tem sido sustentado por todos os especialistas na matéria, o projeto é flagrantemente inconstitucional, pois tem vício de iniciativa: só o chefe do Poder Executivo tem legitimidade para propor qualquer projeto de lei que trate do regime jurídico único dos servidores públicos federais. No caso, a autora do projeto é a senadora Maria do Carmo, e não o presidente da República.

    Apesar da inconstitucionalidade bem evidente, não cabe interposição de ADIN, já que só depois de virar lei pode haver apreciação das alegações de inconstitucionalidade a respeito de determinada matéria. No entanto, o que salientamos na reunião com Randolfe é que a jurisprudência do Supremo reconhece uma exceção à regra: a existência de inconstitucionalidade formal no próprio procedimento legislativo de aprovação do projeto de lei. Nesse caso, é admitida a possibilidade de ajuizamento de Mandado de Segurança exclusivamente por parlamentar da mesma casa legislativa onde tramita o projeto.

    Randolfe gostou bastante da ideia e se colocou à disposição para estar a frente dessa iniciativa. Entregamos parecer elaborado a partir das assessorias jurídicas do Sintrajufe/RS e Sintrajud/SP e ficamos de continuar o diálogo para os encaminhamentos referentes ao MS. Nada disso, obviamente, vai substituir a necessária mobilização para barrar não só o ataque à estabilidade, mas o conjunto das medidas de Temer como parte do projeto de desmonte do serviço público. Amanhã, dia 27/10, temos que parar o Judiciário em unidade com o conjunto do funcionalismo.
    Entrei no PJu em 2004, ano de criação do CNJ. Tenho percebido a cada ano uma deterioração no relacionamento entre servidores e entre estes e juízes e um adoecimento maior daqueles. Atribuo isso às metas. O CNJ pressiona os tribunais, que pressionam os juízes e estes os servidores. Quando o magistrado não dá bola pra essas metas, percebo que o ambiente de trabalho é magnífico e há muita alegria por parte dos servidores. O meio ambiente do trabalho no PJu está muito difícil, infelizmente. Pelo que eu sei, nenhum DG do stf, do cjf ou do CNJ ainda não se tocou pra isso. E se sabe e não externou aos superiores, é um fato gravíssimo.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 330
    Reputação : 37
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Protocol em Sex 27 Out 2017, 9:49 pm

    jornalista escreveu:Entrei no PJu em 2004, ano de criação do CNJ. Tenho percebido a cada ano uma deterioração no relacionamento entre servidores e entre estes e juízes e um adoecimento maior daqueles. Atribuo isso às metas. O CNJ pressiona os tribunais, que pressionam os juízes e estes os servidores. Quando o magistrado não dá bola pra essas metas, percebo que o ambiente de trabalho é magnífico e há muita alegria por parte dos servidores. O meio ambiente do trabalho no PJu está muito difícil, infelizmente. Pelo que eu sei, nenhum DG do stf, do cjf ou do CNJ ainda não se tocou pra isso. E se sabe e não externou aos superiores, é um fato gravíssimo.

    O efeito da pressão pelas metas, creio, é bem conhecido por diretores, conselheiros, ministros, pois todos são agentes de difusão delas.

    O tema só não é prioridade, e geralmente vem a tona por pressão dos sindicatos.

    Não concordo inteiramente com a afirmação de que o meio ambiente de trabalho nas unidades judiciárias em que os magistrados estão cag... para as metas é de alegria. E digo inteiramente porque sei de unidades, ao menos na JT, nas quais o diretor e o juiz estavam se lixando para as metas e a respectiva VT era uma várzea na qual ninguém queria trabalhar.

    O que eu acho que deteriora a relação entre as pessoas são as pessoas. Juízes malas tornam um ambiente ruim, mas administrável. Agora colega mala, ainda mais com cargo de chefia, implode qualquer ambiente. A fofoca e a intriga fazem mais vítimas do que as metas.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Sab 28 Out 2017, 7:07 am

    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:Entrei no PJu em 2004, ano de criação do CNJ. Tenho percebido a cada ano uma deterioração no relacionamento entre servidores e entre estes e juízes e um adoecimento maior daqueles. Atribuo isso às metas. O CNJ pressiona os tribunais, que pressionam os juízes e estes os servidores. Quando o magistrado não dá bola pra essas metas, percebo que o ambiente de trabalho é magnífico e há muita alegria por parte dos servidores. O meio ambiente do trabalho no PJu está muito difícil, infelizmente. Pelo que eu sei, nenhum DG do stf, do cjf ou do CNJ ainda não se tocou pra isso. E se sabe e não externou aos superiores, é um fato gravíssimo.

    O efeito da pressão pelas metas, creio, é bem conhecido por diretores, conselheiros, ministros, pois todos são agentes de difusão delas.

    O tema só não é prioridade, e geralmente vem a tona por pressão dos sindicatos.

    Não concordo inteiramente com a afirmação de que o meio ambiente de trabalho nas unidades judiciárias em que os magistrados estão cag... para as metas é de alegria. E digo inteiramente porque sei de unidades, ao menos na JT, nas quais o diretor e o juiz estavam se lixando para as metas e a respectiva VT era uma várzea na qual ninguém queria trabalhar.

    O que eu acho que deteriora a relação entre as pessoas são as pessoas. Juízes malas tornam um ambiente ruim, mas administrável. Agora colega mala, ainda mais com cargo de chefia, implode qualquer ambiente. A fofoca e a intriga fazem mais vítimas do que as metas.
    Mas esse mau ambiente a que vc se refere ocorre em qualquer lugar, até no setor privado. Isso é o normal. Não estou me referindo a esse aspecto. Quanto ao fato de ministros e chefias saberem não ajuda, por si só. Explico: o ministro não recebe a pressão, só pressiona. Então ele conhece o outro lado por conhecer e não por sofrer. Dou um exemplo (de desembargadores). Há um trf em que trocentos processes estão abarrotando o estoque. Vivem convocando juiz federal pra aliviar o acervo e retira o magistrado lá das metas de primeiro grau. Aí põem um magistrado pra substituir o outro. Pois bem vem a correição do cjf e aprova o tribunal. Chega a correição do trf nas varas e diz que a vara não cumpre as metas, sendo que ele retira o magistrado da vara por convocação ou substituição. Em quem o juiz vai em cima? Do servidor. Não conheço a realidade nos trts mas na JF (não me referi à JE, JT, JM ou MP) tem isso. Claro que há tribunais em melhores condições que outros, como a quarta região mas aí é outra situação.
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Sab 28 Out 2017, 11:34 am

    Galizezin escreveu:
    Sem Frescura escreveu:"O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, com jurisdição no estado do Paraná, terá expediente normal no dia 3 de novembro (sexta-feira). Já os dias 1º e 2 de novembro, respectivamente quarta e quinta-feira, são feriados forenses previstos na Lei nº 5.010/1966 e no artigo 263 do Regimento Interno deste Tribunal.

    Assessoria de Comunicação do TRT-PR "

    fuuuuu  why  why  why  why  why

    O que importa é que amanhã ninguém precisará trabalhar.


    FELIZ DIA DO SERVIDOR, SERVIDOR!

    cheers cheers cheers

    Boa! Parabéns para todos nós, apesar de tudo, de tentarem nos transformar em robôs sem opinião própria e sem direitos.
    avatar
    Xiola
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 512
    Reputação : 68
    Data de inscrição : 18/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Xiola em Dom 29 Out 2017, 7:08 pm

    Jubilando escreveu:
    Sem Frescura escreveu:
    Jubilando escreveu:
    Estou me lixando para o que dizem, a MINHA consciência não aceita esse tipo de pilantragem. Pronto, falei.

    Olha quem fala de moralidade por aqui... hahahaha o enterno defensor dos quintos

    Ninguém está te impedindo de trabalhar não, amiguinho. Vai lá na 6ª feira trabalhar. Acho curioso, uma pessoa tão preocupada com a moralidade não deveria ficar postando sem parar por aqui, DURANTE O HORÁRIO DE TRABALHO. Se contasse a sua conta anterior, que excluiu com mimimi, deveria ter mais de 10 mil posts de puro flood.  

    Nada a ver, meu amigo.
    Me refiro à transferência de feriado, que cai em sábado, para dia útil, apenas isso, soa como transferir os feriados de Natal e Ano Novo para os dias 8 e 9 de janeiro de 2018... Palhaçada,né?
    Você entrou aqui para me atacar, ou tentar censurar a minha opinião, só pra isso?
    Também lembro que assunto "Quintos" (recebi, e vou querer continuar recebendo, sim, e daí, tá com invejinha???) é no outro tópico.
                 Graças a Deus, não preciso trabalhar na sexta-feira (03/nov): desta forma, vou encher a cara, pra não ter que responder "piadinhas" sobre meu generoso emprego público  !      Cá entre nós, que é uma imoralidade vergonhosa o STF "transferir" um feriado do sábado para a sexta-feira útil subsequente, isso lá é...  
                Sendo a Ministra Carmen Lucia mulher tão piedosa e cristã, poderemos até convencê-la a antecipar o "Dies natalis Christi" de 25 para 19/dez - véspera do recesso...  Depois da "teoria da relativização da coisa julgada", que nos alijou dos 13,23%", tudo é possível...
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 330
    Reputação : 37
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Protocol em Seg 30 Out 2017, 12:39 pm

    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:Entrei no PJu em 2004, ano de criação do CNJ. Tenho percebido a cada ano uma deterioração no relacionamento entre servidores e entre estes e juízes e um adoecimento maior daqueles. Atribuo isso às metas. O CNJ pressiona os tribunais, que pressionam os juízes e estes os servidores. Quando o magistrado não dá bola pra essas metas, percebo que o ambiente de trabalho é magnífico e há muita alegria por parte dos servidores. O meio ambiente do trabalho no PJu está muito difícil, infelizmente. Pelo que eu sei, nenhum DG do stf, do cjf ou do CNJ ainda não se tocou pra isso. E se sabe e não externou aos superiores, é um fato gravíssimo.

    O efeito da pressão pelas metas, creio, é bem conhecido por diretores, conselheiros, ministros, pois todos são agentes de difusão delas.

    O tema só não é prioridade, e geralmente vem a tona por pressão dos sindicatos.

    Não concordo inteiramente com a afirmação de que o meio ambiente de trabalho nas unidades judiciárias em que os magistrados estão cag... para as metas é de alegria. E digo inteiramente porque sei de unidades, ao menos na JT, nas quais o diretor e o juiz estavam se lixando para as metas e a respectiva VT era uma várzea na qual ninguém queria trabalhar.

    O que eu acho que deteriora a relação entre as pessoas são as pessoas. Juízes malas tornam um ambiente ruim, mas administrável. Agora colega mala, ainda mais com cargo de chefia, implode qualquer ambiente. A fofoca e a intriga fazem mais vítimas do que as metas.
    Mas esse mau ambiente a que vc se refere ocorre em qualquer lugar, até no setor privado. Isso é o normal. Não estou me referindo a esse aspecto. Quanto ao fato de ministros e chefias saberem não ajuda, por si só. Explico: o ministro não recebe a pressão, só pressiona. Então ele conhece o outro lado por conhecer e não por sofrer. Dou um exemplo (de desembargadores). Há um trf em que trocentos processes estão abarrotando o estoque. Vivem convocando juiz federal pra aliviar o acervo e retira o magistrado lá das metas de primeiro grau. Aí põem um magistrado pra substituir o outro. Pois bem vem a correição do cjf e aprova o tribunal. Chega a correição do trf nas varas e diz que a vara não cumpre as metas, sendo que ele retira o magistrado da vara por convocação ou substituição. Em quem o juiz vai em cima? Do servidor. Não conheço a realidade nos trts mas na JF (não me referi à JE, JT, JM ou MP) tem isso. Claro que há tribunais em melhores condições que outros, como a quarta região mas aí é outra situação.

    like
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 960
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Seg 30 Out 2017, 1:40 pm

    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:Entrei no PJu em 2004, ano de criação do CNJ. Tenho percebido a cada ano uma deterioração no relacionamento entre servidores e entre estes e juízes e um adoecimento maior daqueles. Atribuo isso às metas. O CNJ pressiona os tribunais, que pressionam os juízes e estes os servidores. Quando o magistrado não dá bola pra essas metas, percebo que o ambiente de trabalho é magnífico e há muita alegria por parte dos servidores. O meio ambiente do trabalho no PJu está muito difícil, infelizmente. Pelo que eu sei, nenhum DG do stf, do cjf ou do CNJ ainda não se tocou pra isso. E se sabe e não externou aos superiores, é um fato gravíssimo.

    O efeito da pressão pelas metas, creio, é bem conhecido por diretores, conselheiros, ministros, pois todos são agentes de difusão delas.

    O tema só não é prioridade, e geralmente vem a tona por pressão dos sindicatos.

    Não concordo inteiramente com a afirmação de que o meio ambiente de trabalho nas unidades judiciárias em que os magistrados estão cag... para as metas é de alegria. E digo inteiramente porque sei de unidades, ao menos na JT, nas quais o diretor e o juiz estavam se lixando para as metas e a respectiva VT era uma várzea na qual ninguém queria trabalhar.

    O que eu acho que deteriora a relação entre as pessoas são as pessoas. Juízes malas tornam um ambiente ruim, mas administrável. Agora colega mala, ainda mais com cargo de chefia, implode qualquer ambiente. A fofoca e a intriga fazem mais vítimas do que as metas.
    Mas esse mau ambiente a que vc se refere ocorre em qualquer lugar, até no setor privado. Isso é o normal. Não estou me referindo a esse aspecto. Quanto ao fato de ministros e chefias saberem não ajuda, por si só. Explico: o ministro não recebe a pressão, só pressiona. Então ele conhece o outro lado por conhecer e não por sofrer. Dou um exemplo (de desembargadores). Há um trf em que trocentos processes estão abarrotando o estoque. Vivem convocando juiz federal pra aliviar o acervo e retira o magistrado lá das metas de primeiro grau. Aí põem um magistrado pra substituir o outro. Pois bem vem a correição do cjf e aprova o tribunal. Chega a correição do trf nas varas e diz que a vara não cumpre as metas, sendo que ele retira o magistrado da vara por convocação ou substituição. Em quem o juiz vai em cima? Do servidor. Não conheço a realidade nos trts mas na JF (não me referi à JE, JT, JM ou MP) tem isso. Claro que há tribunais em melhores condições que outros, como a quarta região mas aí é outra situação.

    Por todas as unidades que já acompanhei... digo... falta um mentalidade de mudança... Isso por si e só mudaria muito...
    Ninguém quer mudar, todos só querem fazer aquilo que sabem fazer, do jeito que sabem fazer... dá um conforto, controlar tudo...
    Exemplos não faltam:
    - No Pje, a designação de audiência fica registrada em duas ABAS do processo, mesmo assim tem chefe que bate o pé e quer certidão da audiência.
    - Colocar nome estudante na ata de audiência,...Estudante não é parte, nem participa do processo,... Atrapalha o andamento audiência.
    - Despacho do juiz mandando o juiz fazer algo.. "expeça-se CPI".. logo após uma CPI assinada pelo juiz... Quando só a CPI seria suficiente
    - Várias intimações entre peritos e partes, poderiam ser feitas por eles e entre eles... sem passar pela secretaria/servidor.
    - Diversos tipo de intimação para uma mesma finalidade , uma para despacho, outro para sentença, outro para vistas.... há perda de tempo "escolhendo" a da vez...
    Etc. etc. etc..... (poderia escrever páginas e páginas das inutilidades que eu observo, imagina os demais serviços que eu não vejo)

    De serviço inútil, em serviço inútil, sobrecarrega tudo... Afinal, mudar é muito difícil... padronizar então.... impossível....
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5585
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Ter 31 Out 2017, 12:03 pm

    A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 546
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sniper em Ter 31 Out 2017, 12:11 pm

    Alguém sabe informar se no orçamento do Judiciário para 2018 estão incluídos os valores para o pagamento das parcelas 4 e 5 do leitinho?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1808
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza em Ter 31 Out 2017, 12:31 pm

    Galizezin escreveu:A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Ter 31 Out 2017, 1:04 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.

    Ei, ei!! Quem sabe paramos de dar a ideia, pois sabe como é...
    avatar
    eliasmcb
    Novo Usuário

    Mensagens : 10
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 03/07/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por eliasmcb em Ter 31 Out 2017, 3:00 pm

    Sou Servidor do TRT, para mim, chega.

    Vou fazer meu próprio PCS.

    Rumo de volta aos estudos, ABIN, AFT, Analista Senado.

    Abraços !!!

    OJ_Leoqr
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 370
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 19/08/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por OJ_Leoqr em Ter 31 Out 2017, 4:25 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.

    Deram com uma mão, tiraram com as duas!

    Recebemos reajuste, mas vamos continuar ganhando o mesmo ou menos!

    E o povo discutindo a moralidade de se transferir um feriado...
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5585
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Qua 01 Nov 2017, 7:51 am

    OJ_Leoqr escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.

    Deram com uma mão, tiraram com as duas!

    Recebemos reajuste, mas vamos continuar ganhando o mesmo ou menos!

    E o povo discutindo a moralidade de se transferir um feriado...

    Um erro não justifica outro. Pra quem tem moral, o imoral será sempre imoral.


    _________________
    NO RACISM!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Qua 01 Nov 2017, 8:08 am

    Galizezin escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.

    Deram com uma mão, tiraram com as duas!

    Recebemos reajuste, mas vamos continuar ganhando o mesmo ou menos!

    E o povo discutindo a moralidade de se transferir um feriado...

    Um erro não justifica outro. Pra quem tem moral, o imoral será sempre imoral.
    Vc está certo mas estamos no Brasil, onde os corruptos (povo brasileiro) dizem que só os políticos são corruptos, como se estes fossem alienîgenas caídos de paraquedas e não oriundos desse povo.

    OJ_Leoqr
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 370
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 19/08/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por OJ_Leoqr em Qua 01 Nov 2017, 8:43 am

    Galizezin escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:A MP monstrenga aumentou a previdência para todos os servidores federais, mas o congelamento salarial se restringiu apenas aos do executivo?

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.

    Deram com uma mão, tiraram com as duas!

    Recebemos reajuste, mas vamos continuar ganhando o mesmo ou menos!

    E o povo discutindo a moralidade de se transferir um feriado...

    Um erro não justifica outro. Pra quem tem moral, o imoral será sempre imoral.

    Refiro-me à relevância.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Qua 01 Nov 2017, 8:57 am

    OJ_Leoqr escreveu:
    Galizezin escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Sim. A lei 10.887, que trata da alíquota previdenciária, é de iniciativa do Executivo.

    As leis de reajuste do MPU/PJU?Legislativo são de iniciativa privativa destes; portanto, não pode o Executivo propor qualquer alteração. Para suspender o nosso reajuste, STF/PGR terão de enviar Projeto de Lei com teor parecido com o da MP.

    Deram com uma mão, tiraram com as duas!

    Recebemos reajuste, mas vamos continuar ganhando o mesmo ou menos!

    E o povo discutindo a moralidade de se transferir um feriado...

    Um erro não justifica outro. Pra quem tem moral, o imoral será sempre imoral.

    Refiro-me à relevância.
    É exatamente essa a questão da corrupção: a relevância. Posso dar um jeitinho então posso fazer algo maior. O jeitinho brasileiro (irrelevante) transformou o país em um dos povos mais corruptos. No direito penal é a bagatela, o crime de menor potencial ofensivo. Isso é impunidade. Por isso os políticos querem o foro privilegiado: para obter impunidade. Quem puder leia a entrevista do Kajuru no uol. Reflete o que é o povo brasileiro. Desculpem o off topic.
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 982
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Qua 01 Nov 2017, 1:02 pm

    Sniper escreveu:Alguém sabe informar se no orçamento do Judiciário para 2018 estão incluídos os valores para o pagamento das parcelas 4 e 5 do leitinho?

    Boa pergunta!!?

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Qua 01 Nov 2017, 1:20 pm

    servidor.tre escreveu:
    Sniper escreveu:Alguém sabe informar se no orçamento do Judiciário para 2018 estão incluídos os valores para o pagamento das parcelas 4 e 5 do leitinho?

    Boa pergunta!!?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3036
    Reputação : 407
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sem Frescura em Qua 01 Nov 2017, 1:26 pm

    jornalista escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    Galizezin escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:

    Deram com uma mão, tiraram com as duas!

    Recebemos reajuste, mas vamos continuar ganhando o mesmo ou menos!

    E o povo discutindo a moralidade de se transferir um feriado...

    Um erro não justifica outro. Pra quem tem moral, o imoral será sempre imoral.

    Refiro-me à relevância.
    É exatamente essa a questão da corrupção: a relevância. Posso dar um jeitinho então posso fazer algo maior. O jeitinho brasileiro (irrelevante) transformou o país em um dos povos mais corruptos. No direito penal é a bagatela, o crime de menor potencial ofensivo. Isso é impunidade. Por isso os políticos querem o foro privilegiado: para obter impunidade. Quem puder leia a entrevista do Kajuru no uol. Reflete o que é o povo brasileiro. Desculpem o off topic.

    Quanta bobagem junta! Um dia de folga, que contribui pra qualidade de vida do servidor, virou jeitinho brasileiro que leva à "corrupção"!
    O crime de bagatela (pr. da insignificância), atipicidade penal decorrente da aplicação do princípio da lesividade, introduzida no Dto Penal na Alemanha (Claus Roxin) e aplicado no mundo ocidental inteiro, virou "jeitinho brasileiro"!
    Sobrou até pros crimes de menor potencial ofensivo, que são os que tem pena máxima em abstrato de até 2 anos e logicamente não abarcam qualquer dos crimes de corrupção, cujas penas são maiores!
    Jorge Kajuru, famoso por admitir que "não é homossexual porque deu e não gostou" e por acusações machistas contra apresentadoras esportivas do sexo feminino virou crítico socio-político digno de atenção!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1083
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Qua 01 Nov 2017, 1:46 pm

    Sem Frescura escreveu:
    jornalista escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    Galizezin escreveu:

    Um erro não justifica outro. Pra quem tem moral, o imoral será sempre imoral.

    Refiro-me à relevância.
    É exatamente essa a questão da corrupção: a relevância. Posso dar um jeitinho então posso fazer algo maior. O jeitinho brasileiro (irrelevante) transformou o país em um dos povos mais corruptos. No direito penal é a bagatela, o crime de menor potencial ofensivo. Isso é impunidade. Por isso os políticos querem o foro privilegiado: para obter impunidade. Quem puder leia a entrevista do Kajuru no uol. Reflete o que é o povo brasileiro. Desculpem o off topic.

    Quanta bobagem junta! Um dia de folga, que contribui pra qualidade de vida do servidor, virou jeitinho brasileiro que leva à "corrupção"!
    O crime de bagatela (pr. da insignificância), atipicidade penal decorrente da aplicação do princípio da lesividade, introduzida no Dto Penal na Alemanha (Claus Roxin) e aplicado no mundo ocidental inteiro, virou "jeitinho brasileiro"!
    Sobrou até pros crimes de menor potencial ofensivo, que são os que tem pena máxima em abstrato de até 2 anos e logicamente não abarcam qualquer dos crimes de corrupção, cujas penas são maiores!
    Jorge Kajuru, famoso por admitir que "não é homossexual porque deu e não gostou" e por acusações machistas contra apresentadoras esportivas do sexo feminino virou crítico socio-político digno de atenção!
    Eu sou contra os direitos humanos do bandido. Sou a favor dos direitos humanos da vítima e não me interessa se o planeta quer aquele. Hitler era maioria na Alemanha. Sobre o Kajuru, não o apontei como modelo de coisa alguma, ele só conta o que os corruptos fazem em Goiânia, um reflexo do país. Apenas isso.
    avatar
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3036
    Reputação : 407
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sem Frescura em Qua 01 Nov 2017, 2:01 pm

    jornalista escreveu:
    Sem Frescura escreveu:
    jornalista escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:

    Refiro-me à relevância.
    É exatamente essa a questão da corrupção: a relevância. Posso dar um jeitinho então posso fazer algo maior. O jeitinho brasileiro (irrelevante) transformou o país em um dos povos mais corruptos. No direito penal é a bagatela, o crime de menor potencial ofensivo. Isso é impunidade. Por isso os políticos querem o foro privilegiado: para obter impunidade. Quem puder leia a entrevista do Kajuru no uol. Reflete o que é o povo brasileiro. Desculpem o off topic.

    Quanta bobagem junta! Um dia de folga, que contribui pra qualidade de vida do servidor, virou jeitinho brasileiro que leva à "corrupção"!
    O crime de bagatela (pr. da insignificância), atipicidade penal decorrente da aplicação do princípio da lesividade, introduzida no Dto Penal na Alemanha (Claus Roxin) e aplicado no mundo ocidental inteiro, virou "jeitinho brasileiro"!
    Sobrou até pros crimes de menor potencial ofensivo, que são os que tem pena máxima em abstrato de até 2 anos e logicamente não abarcam qualquer dos crimes de corrupção, cujas penas são maiores!
    Jorge Kajuru, famoso por admitir que "não é homossexual porque deu e não gostou" e por acusações machistas contra apresentadoras esportivas do sexo feminino virou crítico socio-político digno de atenção!
    Eu sou contra os direitos humanos do bandido. Sou a favor dos direitos humanos da vítima e não me interessa se o planeta quer aquele. Hitler era maioria na Alemanha.  Sobre o Kajuru, não o apontei como modelo de coisa alguma, ele só conta o que os corruptos fazem em Goiânia, um reflexo do país. Apenas isso.
    Outra bobagem. O Princípio da Lesividade Penal e os crimes de menor potencial não têm relação direta com os Direitos Humanos. Você tem formação em Direito?

    Conteúdo patrocinado

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 24 Jun 2018, 10:48 pm