PCS JÁ



    Novo PCS

    Compartilhe
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2495
    Reputação : 374
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por josebarbos em Seg 04 Jun 2018, 1:07 am

    Sigma escreveu:
    Protocol escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Estamos sem opções. Ou é aceitar carreira piramidal ou é aceitar o zero.

    Ps: Achei suas criticas ao modelo piramidal deveras vazias. Em uma reunião sobre carreira nem seriam levada a sério.

    Por gentileza, cite uma única carreira ao menos parecida com a nossa que tenha uma experiência de sucesso com a proposta de carreira piramidal.

    Te dou uma forma "semi-piramidal" excelente e flexível para superá-la em flexibilidade e facilidade de implementação: reajuste, criação, modificação no atual sistema de FC's e CC's, inclusive, muito vantajoso num cenário ainda desconhecido de limitação orçamentária, de fácil manobra a evitar as sanções pelo estouro de limites orçamentários.

    Desculpem a ignorância, como é estruturado este modelo piramidal?

    Bem resumido, existe uma quantidade disponível para servidores ocuparem (por exemplo) o nível C13 (e demais níveis). Um C12 só pode ir pra C13 após a saída de alguém que esteja ocupando uma vaga no C13.

    pegando pela prática, Juízes e Procuradores são um exemplo de carreira piramidal.
    avatar
    tre-rj
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1229
    Reputação : 82
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por tre-rj em Seg 04 Jun 2018, 5:31 pm

    Aposentados do Legislativo, MP e Judiciário ganham mais que ativos Por Edna Simão | De Brasília A remuneração média dos aposentados nos Poderes Judiciário, Legislativo e Ministério Público é superior ao dos servidores que estão na ativa. Em algumas situações, como é o caso do Judiciário, a diferença supera a marca dos 80%. Enquanto a média de...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    analista_sp
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 144
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 07/04/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por analista_sp em Seg 04 Jun 2018, 6:18 pm

    E o famoso reajuste igual para todos? Tá fora de moda?
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2495
    Reputação : 374
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por josebarbos em Seg 04 Jun 2018, 7:40 pm

    tre-rj escreveu:Aposentados do Legislativo, MP e Judiciário ganham mais que ativos Por Edna Simão | De Brasília A remuneração média dos aposentados nos Poderes Judiciário, Legislativo e Ministério Público é superior ao dos servidores que estão na ativa. Em algumas situações, como é o caso do Judiciário, a diferença supera a marca dos 80%. Enquanto a média de...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Parafraseando Platão...
    Não há nada de errado com aqueles que não gostam de sindicalismo, simplesmente serão remunerados de acordo com aqueles que gostam...
    avatar
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 230
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por maligna em Seg 04 Jun 2018, 8:05 pm

    Certamente são servidores antigos, que dispunham de benefícios que foram cortados ao longo do caminho (anuênio, incorporações etc..). Seus salários na ativa superariam a média atual.
    Não se pode esquecer, também, que provavelmente há aqueles que se aposentaram sem paridade, e tiveram seus reajustes diferentes daqueles que nos foram concedidos. Dependendo da proporcionalidade e de quando se aposentaram, se deram bem, pois tiveram reajustes melhores.
    Mas não seremos nós a criticarmos o direito de quem já trabalhou, contribuiu de acordo com a lei, e agora faz jus ao benefício, não é? São direitos adquiridos, é direito adquirido não é para ser violado.


    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por ale1969 em Ter 05 Jun 2018, 11:14 am

    Típica notícia que só serve para confundir propositadamente a opinião pública e jogar a população contra os servidores. Os inativos de hoje eram os servidores de ontem, que prepararam a base do que temos hoje, qualquer posição invejosa e mesquinha por parte dos ativos só aumenta a divisão da categoria. Essas aposentadorias não existem mais, desde 1998 e 2003, sendo uma nova realidade. Ou lutamos unidos pela previdência pública ou os "banqueiros abutres" tomam conta.
    avatar
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 4850
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 38
    Localização : Curitiba/PR

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sigma em Ter 05 Jun 2018, 12:45 pm

    ale1969 escreveu:Típica notícia que só serve para confundir propositadamente a opinião pública e jogar a população contra os servidores. Os inativos de hoje eram os servidores de ontem, que prepararam a base do que temos hoje, qualquer posição invejosa e mesquinha por parte dos ativos só aumenta a divisão da categoria. Essas aposentadorias não existem mais, desde 1998 e 2003, sendo uma nova realidade. Ou lutamos unidos pela previdência pública ou os "banqueiros abutres" tomam conta.

    Ou criamos uma gratificação específica pra quem é da ativa. Smile
    avatar
    tre-rj
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1229
    Reputação : 82
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por tre-rj em Ter 05 Jun 2018, 2:06 pm

    Pois é, o pessoal chama de invejosa a luta pela igualdade de salário. Quando aposentado diz que os reajustes tem que manter a paridade, eu faço a pergunta: que paridade há entre o meu e o seu contracheque? e não venham com essa de dizer que estou querendo tirar o direito adquirido de um antigão com incorporações: pode continuar com sua incorporações e nós, ficamos com a GD.

    Não queremos ganhar mais do que os aposentados mas apenas diminuir o fosso existente, como demonstrado nesta matéria e conhecido de todos nós. E para isso um aumento diferenciado se impõe. Reajuste igual neste momento econômico? só com 0% para todos.




    Sigma escreveu:
    ale1969 escreveu:Típica notícia que só serve para confundir propositadamente a opinião pública e jogar a população contra os servidores. Os inativos de hoje eram os servidores de ontem, que prepararam a base do que temos hoje, qualquer posição invejosa e mesquinha por parte dos ativos só aumenta a divisão da categoria. Essas aposentadorias não existem mais, desde 1998 e 2003, sendo uma nova realidade. Ou lutamos unidos pela previdência pública ou os "banqueiros abutres" tomam conta.

    Ou criamos uma gratificação específica pra quem é da ativa. Smile
    avatar
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 230
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por maligna em Ter 05 Jun 2018, 2:32 pm

    Quem se aposenta não passa a ganhar mais não, só tem perda, e não é só de eventual gratificação de função. É o auxílio-alimentação, o terço das férias... Algum Tribunal paga horas extras? Para mim, pelo menos, já faria diferença sim. Muita gente que conheço já poderia ter se aposentado, não o fez para não ter mais perdas. Me expliquem como um aposentado pode chegar a ganhar mais do que alguém na ativa (ambos contemporâneos, claro), estou procurando essa receita. De onde estou, já enxergo com alguma nitidez a minha aposentadoria; porém, tenho dúvidas se vou me afastar imediatamente, justamente porque os ganhos diminuem consideravelmente.
    Não estou falando de planejamento a longo prazo para aposentadoria, esse é um outro papo. O que estou falando é que os ativos ganham mais do que os aposentados sim. Aqueles aposentados cujos proventos superam a nossa média atual, se continuassem hj na ativa, certamente estariam ganhando mais do que se aposentados. Não tem jeito, outros tempos....
    Também não estou defendendo aposentados, em detrimento dos ativos.. Só acho perigosa essa crítica a quem já trabalhou e contribuiu enquanto devia.
    Tudo o que dissermos contra nossos colegas podem (e certamente serão) ser usados contra nós mesmos.
    Apenas uma opinião.
    avatar
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 4850
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 38
    Localização : Curitiba/PR

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sigma em Ter 05 Jun 2018, 2:33 pm

    tre-rj escreveu:Pois é, o pessoal chama de invejosa a luta pela igualdade de salário.  Quando aposentado diz que os reajustes tem que manter a paridade, eu faço a pergunta: que paridade há entre o meu e o seu contracheque?  e não venham com essa de dizer que estou querendo tirar o direito adquirido de um antigão com incorporações: pode continuar com sua incorporações e nós, ficamos com a GD.

    Não queremos ganhar mais do que os aposentados mas apenas diminuir o fosso existente, como demonstrado nesta matéria e conhecido de todos nós. E para isso um aumento diferenciado se impõe. Reajuste igual neste momento econômico? só com 0% para todos.

    Sigma escreveu:
    ale1969 escreveu:Típica notícia que só serve para confundir propositadamente a opinião pública e jogar a população contra os servidores. Os inativos de hoje eram os servidores de ontem, que prepararam a base do que temos hoje, qualquer posição invejosa e mesquinha por parte dos ativos só aumenta a divisão da categoria. Essas aposentadorias não existem mais, desde 1998 e 2003, sendo uma nova realidade. Ou lutamos unidos pela previdência pública ou os "banqueiros abutres" tomam conta.

    Ou criamos uma gratificação específica pra quem é da ativa. Smile

    Olha, em primeiro lugar, eu quero deixar claro que duvido de qualquer reajuste/recomposição nos próximos 3 anos.

    Isto posto, vejo com bons olhos a criação de 25 níveis, reenquadramento dos atuais C13 (ativos e inativos) num D18, e possibilitar que os servidores ativos possam galgar níveis mais altos, além dos níveis atingidos pelos servidores já inativos.

    Porém, vejo como certa a interferência sindical durante essa discussão E após uma possível aprovação, para reenquadrar os inativos lá pra cima...

    E olha que isso é mais fácil de digerir (pelos sindicatos) do que criar uma gratificação específica para ativos, o que é preferível (para os ativos e para negociação junto ao Governo, seja quem estiver no comando).
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 330
    Reputação : 37
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Protocol em Ter 05 Jun 2018, 2:47 pm

    Sigma escreveu:
    tre-rj escreveu:Pois é, o pessoal chama de invejosa a luta pela igualdade de salário.  Quando aposentado diz que os reajustes tem que manter a paridade, eu faço a pergunta: que paridade há entre o meu e o seu contracheque?  e não venham com essa de dizer que estou querendo tirar o direito adquirido de um antigão com incorporações: pode continuar com sua incorporações e nós, ficamos com a GD.

    Não queremos ganhar mais do que os aposentados mas apenas diminuir o fosso existente, como demonstrado nesta matéria e conhecido de todos nós. E para isso um aumento diferenciado se impõe. Reajuste igual neste momento econômico? só com 0% para todos.

    Sigma escreveu:
    ale1969 escreveu:Típica notícia que só serve para confundir propositadamente a opinião pública e jogar a população contra os servidores. Os inativos de hoje eram os servidores de ontem, que prepararam a base do que temos hoje, qualquer posição invejosa e mesquinha por parte dos ativos só aumenta a divisão da categoria. Essas aposentadorias não existem mais, desde 1998 e 2003, sendo uma nova realidade. Ou lutamos unidos pela previdência pública ou os "banqueiros abutres" tomam conta.

    Ou criamos uma gratificação específica pra quem é da ativa. Smile

    Olha, em primeiro lugar, eu quero deixar claro que duvido de qualquer reajuste/recomposição nos próximos 3 anos.

    Isto posto, vejo com bons olhos a criação de 25 níveis, reenquadramento dos atuais C13 (ativos e inativos) num D18, e possibilitar que os servidores ativos possam galgar níveis mais altos, além dos níveis atingidos pelos servidores já inativos.

    Porém, vejo como certa a interferência sindical durante essa discussão E após uma possível aprovação, para reenquadrar os inativos lá pra cima...

    E olha que isso é mais fácil de digerir (pelos sindicatos) do que criar uma gratificação específica para ativos, o que é preferível (para os ativos e para negociação junto ao Governo, seja quem estiver no comando).

    Obrigado aos colegas pelo esclarecimento quanto ao modelo piramidal de carreira.

    Em relação ao próximo (longínquo) plano, concordo com a tese de que ficaremos um bom tempo (anos) discutindo ou sem ter notícias de avanços, como agora, e sem recomposição.

    Dependendo do novo governo, acredito que a Administração vai nos apresentar o plano mais barato e enxuto, que possivelmente virá em prejuízo aos inativos, ainda mais considerando a retórica cada vez mais forte de que a previdência é o grande problema do país.

    Não me surpreenderia se viesse a alternativa "semi-piramidal" que o josebarbos mencionou ou mesmo a GD.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 960
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Ter 05 Jun 2018, 2:51 pm

    maligna escreveu:Quem se aposenta não passa a ganhar mais não, só tem perda, e não é só de eventual gratificação de função. É o auxílio-alimentação, o terço das férias... Algum Tribunal paga horas extras? Para mim, pelo menos, já faria diferença sim. Muita gente que conheço já poderia ter se aposentado, não o fez para não ter mais perdas. Me expliquem como um aposentado pode chegar a ganhar mais do que alguém na ativa (ambos contemporâneos, claro), estou procurando essa receita. De onde estou, já enxergo com alguma nitidez a minha aposentadoria; porém, tenho dúvidas se vou me afastar imediatamente, justamente porque os ganhos diminuem consideravelmente.
    Não estou falando de planejamento a longo prazo para aposentadoria, esse é um outro papo. O que estou falando é que os ativos ganham mais do que os aposentados sim. Aqueles aposentados cujos proventos superam a nossa média atual, se continuassem hj na ativa, certamente estariam ganhando mais do que se aposentados. Não tem jeito, outros tempos....
    Também não estou defendendo aposentados, em detrimento dos ativos.. Só acho perigosa essa crítica a quem já trabalhou e contribuiu enquanto devia.
    Tudo o que dissermos contra nossos colegas podem (e certamente serão) ser usados contra nós mesmos.
    Apenas uma opinião.

    Não há essa solidariedade...

    O que existia, até pouco tempo, era dinheiro de sobra, então essas situações não vinham à tona...

    Amanhã ou depois, virá contribuição previdenciária progressiva(acredito eu)... E não haverá solidariedade, quem migrou de regime, ou quem é pós-2013, vai tocar a vida normalmente... sem se importar...


    Sei, que há um romantismo exacerbado quando se fala de previdência....
    As regras foram cumpridas por muitas gerações (sim!), mas, e aos jovens (?), o que se apresenta é tão somente a fatura (que é alta) e regras muito mais adversas.
    Então muitos preferem não participar de jogo, ou até, nem tem chances de entrar no mercado...


    Eu decidi migrar, já que o meu retorno é incerto, prefiro contribuir com o mínimo para o RPPS.... de resto, no Funpresp há dinheiro, e não somente expectativa de direito de um orçamento futuro do RPPS...

    Vida que segue...
    avatar
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 230
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por maligna em Ter 05 Jun 2018, 3:08 pm

    Certíssimo, se eu tivesse entrado há pouco no serviço público, certamente também teria migrado para o Funpresp, não tenho a menor dúvida!
    Quando entrei, porém, as condições eram outras, inclusive os benefícios, que nos foram cortados ao longo do caminho.. paciência.

    Só acho, repito, perigosa essa tendência de se atribuir aos novos, ou a todos os inativos privilégios inexistentes, apenas isso.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 624
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Korgano Masaka em Ter 05 Jun 2018, 4:20 pm

    josebarbos escreveu:
    Sigma escreveu:
    Protocol escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Por gentileza, cite uma única carreira ao menos parecida com a nossa que tenha uma experiência de sucesso com a proposta de carreira piramidal.

    Te dou uma forma "semi-piramidal" excelente e flexível para superá-la em flexibilidade e facilidade de implementação: reajuste, criação, modificação no atual sistema de FC's e CC's, inclusive, muito vantajoso num cenário ainda desconhecido de limitação orçamentária, de fácil manobra a evitar as sanções pelo estouro de limites orçamentários.

    Desculpem a ignorância, como é estruturado este modelo piramidal?

    Bem resumido, existe uma quantidade disponível para servidores ocuparem (por exemplo) o nível C13 (e demais níveis). Um C12 só pode ir pra C13 após a saída de alguém que esteja ocupando uma vaga no C13.

    pegando pela prática, Juízes e Procuradores são um exemplo de carreira piramidal.

    Juízes e Procuradores não são servidores comuns. Não é verdade?
    avatar
    tre-rj
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1229
    Reputação : 82
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por tre-rj em Qua 06 Jun 2018, 8:43 pm

    PCS à vista?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    BRASÍLIA — O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, sinalizou nesta quarta-feira que a reequilíbrio das contas públicas pode demorar mais que o estimado. Segundo ele, o país pode voltar a ter superávits primários apenas em 2025. Em abril, quando divulgou o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2019, essa expectativa de reversão aconteceria em 2022.

    VEJA TAMBÉM: Estimativa para salário mínimo de 2019 cai para R$ 998

    Dessa forma, seriam 11 anos seguidos de déficits nas contas do governo. Por isso, defendeu o ministro, é importante a existência de um teto para os gastos públicos (pelo qual a despesa não pode crescer mais que a inflação do ano anterior), para manter a credibilidade das finanças brasileiras:

    —Temos déficits recorrentes. Muitas vezes nos colocam que a emenda do teto é insustentável. A emenda é o que nos dá credibilidade para viver 8 anos de déficit, talvez 11 anos de déficit.

    Colnago explicou que a projeção de déficits até 2024 leva em consideração a manutenção do teto de gastos, mas não inclui a aprovação da reforma da Previdência.

    — Temos diversos cenários dentro do Ministério do Planejamento e há alguns deles em que, a partir de 2024, eu tenho uma chance de reverter o déficit. Isso leva em consideração o teto do gasto. A projeção não inclui reforma.



    Ele afirmou que não é possível prever o quanto uma reforma da Previdência anteciparia esse processo. Segundo o ministro, isso dependeria de quando e em quais termos essa proposta fosse aprovada.

    Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento, Colnago mostrou a deputados e senadores que o país tem um quadro complicado nos próximos anos também para o cumprimento da regra de ouro. Por ela, o governo não pode se endividar para pagar despesas correntes, como folha de pagamento e Previdência. Ela estabelece que as operações de crédito contratadas não podem ser maiores que os investimentos públicos.

    Hoje, o desenquadramento em relação à regra de ouro é de R$ 181,9 bilhões. Em 2019, de R$ 260 bilhões. E chega a R$ 307,2 bilhões em 2020. Para esse ano, o governo vai se utilizar de uma série de recursos, como antecipação de pagamentos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e desvinculação de fundos, para assegurar o cumprimento. A partir do ano que vem, não restará outra solução que não pedir ao Congresso que autorize um crédito suplementar para conseguir cobrir as despesas obrigatórias sem descumprir a regra.

    LEIA MAIS: Dólar renova alta e fecha a R$ 3,83

    Sem uma previsão de diminuição das despesas obrigatórias que precisam ser cobertas, sem a aprovação de uma reforma da Previdência, Colnago explicou que o cenário é insustentável. A equipe econômica defende uma mudança na regra para que, em caso de descumprimento, sejam estabelecidos mecanismos para retorno à normalidade. Isso já acontece, por exemplo, no teto dos gastos. Em caso de não cumprimento, o governo fica proibido de contratar pessoal e fazer novos concursos.

    Essa mudança teria que ser feita por um novo presidente da República. Isso porque a intervenção federal no Rio de Janeiro impede que qualquer alteração na Constituição seja feita.

    — Precisamos mudar essa lógica da regra de ouro. Não posso ficar recorrentemente vindo ao Congresso e pedindo autorização de um crédito especial para pagar uma obrigação. Porque eu crio uma insegurança muito grande em relação ao atendimento daquela obrigação.

    Questionado pelos parlamentares, o ministro afirmou que ainda é difícil prever a magnitude do impacto da greve dos caminhoneiros sobre o crescimento da economia neste ano. Segundo Colnago, o setor privado tem capacidade de reagir rapidamente e pode ser que os efeitos da greve não sejam carregados completamente nos demais trimestres do ano.

    PUBLICIDADE

    — Precisamos de mais tempo para ver qual é magnitude do impacto da greve sobre o PIB. O setor privado tem uma robustez forte, estava muito bem e continua bem. A capacidade produtiva continua instalada. Ele pode responder de forma rápida. É dificil dizer o quanto esse segundo trimestre vai trazer de impacto para os demais trimestres — disse.

    O ministro ainda comentou a nota técnica das consultorias de Orçamento do Senado e da Câmara que prevê que o salário mínimo será reduzido de R$ 1.002 para R$ 998. Isso ocorreria porque o mínimo é calculado com base em uma fórmula que considera a inflação do ano anterior e o PIB de dois anos antes. Como houve uma revisão da estimativa de inflação (INPC) para 2018, o salário cairia. Colnago explicou que, por enquanto, o governo não revisou oficialmente seus parâmetros, mas ponderou que as projeções podem, sim, mudar:

    — O governo não fez revisão da grade de parâmetros. A grade oficial é a de 15 de março (com o salário em R$ 1.002). Nós iremos rever mais na frente, no fim do ano. Mas são projeções, elas podem mudar ao longo do ano.



    Leia mais: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    stest
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 517
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Qui 07 Jun 2018, 2:09 pm

    tre-rj escreveu:PCS à vista?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    BRASÍLIA — O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, sinalizou nesta quarta-feira que a reequilíbrio das contas públicas pode demorar mais que o estimado. Segundo ele, o país pode voltar a ter superávits primários apenas em 2025. Em abril, quando divulgou o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2019, essa expectativa de reversão aconteceria em 2022.

    VEJA TAMBÉM: Estimativa para salário mínimo de 2019 cai para R$ 998

    Dessa forma, seriam 11 anos seguidos de déficits nas contas do governo. Por isso, defendeu o ministro, é importante a existência de um teto para os gastos públicos (pelo qual a despesa não pode crescer mais que a inflação do ano anterior), para manter a credibilidade das finanças brasileiras:

    —Temos déficits recorrentes. Muitas vezes nos colocam que a emenda do teto é insustentável. A emenda é o que nos dá credibilidade para viver 8 anos de déficit, talvez 11 anos de déficit.

    Colnago explicou que a projeção de déficits até 2024 leva em consideração a manutenção do teto de gastos, mas não inclui a aprovação da reforma da Previdência.

    — Temos diversos cenários dentro do Ministério do Planejamento e há alguns deles em que, a partir de 2024, eu tenho uma chance de reverter o déficit. Isso leva em consideração o teto do gasto. A projeção não inclui reforma.



    Ele afirmou que não é possível prever o quanto uma reforma da Previdência anteciparia esse processo. Segundo o ministro, isso dependeria de quando e em quais termos essa proposta fosse aprovada.

    Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento, Colnago mostrou a deputados e senadores que o país tem um quadro complicado nos próximos anos também para o cumprimento da regra de ouro. Por ela, o governo não pode se endividar para pagar despesas correntes, como folha de pagamento e Previdência. Ela estabelece que as operações de crédito contratadas não podem ser maiores que os investimentos públicos.

    Hoje, o desenquadramento em relação à regra de ouro é de R$ 181,9 bilhões. Em 2019, de R$ 260 bilhões. E chega a R$ 307,2 bilhões em 2020. Para esse ano, o governo vai se utilizar de uma série de recursos, como antecipação de pagamentos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e desvinculação de fundos, para assegurar o cumprimento. A partir do ano que vem, não restará outra solução que não pedir ao Congresso que autorize um crédito suplementar para conseguir cobrir as despesas obrigatórias sem descumprir a regra.

    LEIA MAIS: Dólar renova alta e fecha a R$ 3,83

    Sem uma previsão de diminuição das despesas obrigatórias que precisam ser cobertas, sem a aprovação de uma reforma da Previdência, Colnago explicou que o cenário é insustentável. A equipe econômica defende uma mudança na regra para que, em caso de descumprimento, sejam estabelecidos mecanismos para retorno à normalidade. Isso já acontece, por exemplo, no teto dos gastos. Em caso de não cumprimento, o governo fica proibido de contratar pessoal e fazer novos concursos.

    Essa mudança teria que ser feita por um novo presidente da República. Isso porque a intervenção federal no Rio de Janeiro impede que qualquer alteração na Constituição seja feita.

    — Precisamos mudar essa lógica da regra de ouro. Não posso ficar recorrentemente vindo ao Congresso e pedindo autorização de um crédito especial para pagar uma obrigação. Porque eu crio uma insegurança muito grande em relação ao atendimento daquela obrigação.

    Questionado pelos parlamentares, o ministro afirmou que ainda é difícil prever a magnitude do impacto da greve dos caminhoneiros sobre o crescimento da economia neste ano. Segundo Colnago, o setor privado tem capacidade de reagir rapidamente e pode ser que os efeitos da greve não sejam carregados completamente nos demais trimestres do ano.

    PUBLICIDADE

    — Precisamos de mais tempo para ver qual é magnitude do impacto da greve sobre o PIB. O setor privado tem uma robustez forte, estava muito bem e continua bem. A capacidade produtiva continua instalada. Ele pode responder de forma rápida. É dificil dizer o quanto esse segundo trimestre vai trazer de impacto para os demais trimestres — disse.

    O ministro ainda comentou a nota técnica das consultorias de Orçamento do Senado e da Câmara que prevê que o salário mínimo será reduzido de R$ 1.002 para R$ 998. Isso ocorreria porque o mínimo é calculado com base em uma fórmula que considera a inflação do ano anterior e o PIB de dois anos antes. Como houve uma revisão da estimativa de inflação (INPC) para 2018, o salário cairia. Colnago explicou que, por enquanto, o governo não revisou oficialmente seus parâmetros, mas ponderou que as projeções podem, sim, mudar:

    — O governo não fez revisão da grade de parâmetros. A grade oficial é a de 15 de março (com o salário em R$ 1.002). Nós iremos rever mais na frente, no fim do ano. Mas são projeções, elas podem mudar ao longo do ano.



    Leia mais: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    stest


    A perder de vista...
    convencido
    avatar
    tre-rj
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1229
    Reputação : 82
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por tre-rj em Qui 07 Jun 2018, 5:25 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    SUPREMO RETOMA julgamento da data-base no dia 20 de junho

    Servidores Públicos das três esferas de todo o país, em especial do Poder Judiciário da União e Ministério Público da União, têm compromisso prioritário no próximo 20 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) pautou para este dia a retomada do julgamento da ação que busca dar efetividade ao direito à revisão anual, em análise no Recurso Extraordinário (RE) 565089, interposto pelos servidores públicos do estado de São Paulo em 2007, onde a Fenajufe e outras entidades nacionais de servidores federais estão habilitadas como parte interessada, pela repercussão do tema nas categorias que representam. O momento exige mobilização ampla e intensificada.

    Na ação, os servidores buscam o reconhecimento do direito à indenização a ser fixada, pelos danos decorrentes pela omissão do governo estadual em remeter à Assembleia Legislativa de São Paulo o projeto de lei implementando a revisão anual de remuneração, prevista no inciso X do artigo 37 da Constituição Federal.

    O julgamento foi suspenso em 2014 por um pedido de vista do ministro Dias Toffoli, já tendo sido computados os votos dos ministros Marco Aurélio (relator), Cármen Lúcia e Luiz Fux favoravelmente ao Recurso. Já os ministros Gilmar Mendes, Rosa Weber, Roberto Barroso e Teori Zavascki – posteriormente substituído por Alexandre Morais, que não votará na quarta-feira, 20 – foram contrários à garantia da data-base.

    A decisão, agora, será pelos votos dos ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Celso de Melo e Edson Fachin. É com o objetivo de sensibilizar estes ministros que a Fenajufe, através da Assessoria Jurídica Nacional (AJN), busca agendamento de reunião para apresentação de memoriais pelo reconhecimento do direito. Com a entrega de memoriais, a Federação quer levar ao Tribunal as justas razões para pôr fim ao desrespeito a um direito fundamental de toda e qualquer categoria.

    Além de requerer o agendamento de audiência com os ministros do STF, a Fenajufe já articulou reunião conjunta dos jurídicos das Confederações e Federações de Servidores Públicos Federais que compõem o Fonasefe – Fórum Nacional das Entidades de Servidores Federais, que congrega os 2 milhões de federais no pais, para atuação conjunta.

    Nesta quarta-feira, 6/6, os plantonistas Adilson Rodrigues e Mara Weber levaram o tema à reunião do Fonasefe, para construir mobilização pela defesa da revisão anual, onde foram aprovados os seguintes encaminhamentos:

    – Convocar nova reunião do Coletivo Jurídico do FONASEFE para a próxima terça-feira (12/6);

    – Trabalhar com memoriais unificados, que estão sendo atualizados pela Assessoria Juridica Nacional da Fenajufe;

    – Pedir reunião do Fonasefe com a presidente do STF e os quatro ministros que devem votar na retomada do julgamento (Toffoli, Lewandowki, Fachin e Celso de Melo);

    – Convocar Ato Conjunto das várias categorias de federais no STF no próximo dia 19/6, às 15h, para cobrar e pressionar os ministros por decisão favorável na retomada do julgamento no dia seguinte. Nesta mesma data já está sendo chamada caravanas de federais à Brasília para cobrar abertura de negociações da pauta de reivindicações do funcionalismo, que incorpora também este ato no STF.

    A retomada da votação pelo Pleno do Tribunal acontece numa data emblemática, exatamente 20 anos depois do reconhecimento do direito à data-base, materializado com a promulgação da Emenda Constitucional 19(Reforma Administrativa), em 4 de junho de 1998, que trouxe redação expressa garantindo o direito à revisão anual dos salários, que vem sendo sistematicamente desrespeitado pelos sucessivos governos desde então.

    O momento exige máxima mobilização dos servidores para fazer valer e dar efetividade a este direito, que é fundamental para estabelecer uma política salarial permanente para o conjunto do funcionalismo, pondo fim à busca de soluções paliativas e que exigem grande sacrifício e exposição de todos os servidores.

    Para garantir uma decisão favorável do STF na retomada do julgamento no próximo dia 20/06, a Fenajufe convoca os sindicatos da base e os servidores do PJU, MPU e dos demais poderes para construir uma ampla mobilização, que começa com o ato convocado para o dia 19/06, véspera do julgamento, até final reconhecimento e implementação do direito, o que requer seja combinada a atuação jurídica com a mobilização, para superar as muitas dificuldades que se enfrenta há duas décadas para garantir e dar efetividade à garantia de revisão anual nos salários.

    Data-base e revisão salarial anual já!!



    Fonte: Imprensa Fenajufe

    avatar
    cavalo
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 68
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 07/06/2015

    Ativos e Inativos

    Mensagem por cavalo em Sex 08 Jun 2018, 9:15 am

    maligna escreveu:Certíssimo, se eu tivesse entrado há pouco no serviço público, certamente também teria migrado para o Funpresp, não tenho a menor dúvida!
    Quando entrei, porém, as condições eram outras, inclusive os benefícios, que nos foram cortados ao longo do caminho.. paciência.

    Só acho, repito, perigosa essa tendência de se atribuir aos novos, ou a todos os inativos privilégios inexistentes, apenas isso.


    Pois é, o que poderia ter acabado com essa dicotomia salarial de ativos x inativos, era o subsídio. Descartado sempre pelos inativos e antigos funcionários, e pelos próprios sindicatos, nas últimas campanhas salariais.
    Tenho colegas técnicos inativos que ganham mais do que eu, que sou analista. Também, além das acumulações de quintos, eles aposentavam com 20% a mais no final de carreira, e 1% por ano de serviço. Enquanto eu, se aposentar agora (já com integralidade e paridade) perco o abono e o auxílio alimentação. Só peguei 4% de tempo de serviço. Só não sei se eles tiveram direito à especialização. E quem garante que, no futuro, a paridade vai continuar existindo?
    Pela minha situação já não dá mais para aderir ao FUNPRESP, que já deveria existir há uns 30 anos.
    E para fechar, o último PCS só vai ficar bom mesmo a partir de janeiro/18, graças à dupla Lewandovsky/Dilma, que fizeram todo o possível para cassar o PCS proposto em 2014, e que repunha as perdas dos três anos anteriores.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5585
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Sab 09 Jun 2018, 6:35 pm

    Não adianta reclamar das chefias. Farinha pouca meu pirão primeiro está no instinto de todos.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    ze_eu
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 129
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 06/08/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por ze_eu em Qua 13 Jun 2018, 3:16 pm

    O Mamute ainda vive?! KKK


    Acompanhamento de Proposições
    Brasília, quarta-feira, 13 de junho de 2018

    Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.

    o PL-06613/2009 - Altera dispositivos da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano de Carreira dos Servidores do Poder Judiciário da União e dá outras providências.
    - 13/06/2018 Reabertura do Prazo para Emendas ao Projeto - Art. 166 do RICD (5 sessões a partir de 14/06/2018)
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8497
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Qua 13 Jun 2018, 3:26 pm

    ze_eu escreveu:O Mamute ainda vive?! KKK


    Acompanhamento de Proposições
    Brasília, quarta-feira, 13 de junho de 2018

    Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.

    o PL-06613/2009 - Altera dispositivos da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano de Carreira dos Servidores do Poder Judiciário da União e dá outras providências.
    - 13/06/2018 Reabertura do Prazo para Emendas ao Projeto - Art. 166 do RICD (5 sessões a partir de 14/06/2018)

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 624
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Korgano Masaka em Qui 14 Jun 2018, 4:01 pm

    darkshi escreveu:
    ze_eu escreveu:O Mamute ainda vive?! KKK


    Acompanhamento de Proposições
    Brasília, quarta-feira, 13 de junho de 2018

    Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.

    o PL-06613/2009 - Altera dispositivos da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano de Carreira dos Servidores do Poder Judiciário da União e dá outras providências.
    - 13/06/2018 Reabertura do Prazo para Emendas ao Projeto - Art. 166 do RICD (5 sessões a partir de 14/06/2018)

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8497
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Qui 14 Jun 2018, 4:35 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    ze_eu escreveu:O Mamute ainda vive?! KKK


    Acompanhamento de Proposições
    Brasília, quarta-feira, 13 de junho de 2018

    Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.

    o PL-06613/2009 - Altera dispositivos da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano de Carreira dos Servidores do Poder Judiciário da União e dá outras providências.
    - 13/06/2018 Reabertura do Prazo para Emendas ao Projeto - Art. 166 do RICD (5 sessões a partir de 14/06/2018)

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 624
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 15 Jun 2018, 11:28 am

    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    ze_eu escreveu:O Mamute ainda vive?! KKK


    Acompanhamento de Proposições
    Brasília, quarta-feira, 13 de junho de 2018

    Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.

    o PL-06613/2009 - Altera dispositivos da Lei nº 11.416, de 15 de dezembro de 2006, Plano de Carreira dos Servidores do Poder Judiciário da União e dá outras providências.
    - 13/06/2018 Reabertura do Prazo para Emendas ao Projeto - Art. 166 do RICD (5 sessões a partir de 14/06/2018)

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por ale1969 em Sex 15 Jun 2018, 12:01 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Nem de longe foi o "maior arrocho salarial da história da categoria". Nos primeiros anos do Plano Real 94/95 um Analista(chamava-se Técnico Judiciário) ganhava menos de US$ 1000.00(mil dólares). Tenho os comprovantes de pagamento comigo. Pode projetar a inflação americana e tudo o que for possível que não bate com sua afirmação.
    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1727
    Reputação : 750
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Sex 15 Jun 2018, 12:52 pm

    no governo FH a categoria ficou 8 anos sem reajuste MESMO. Desde 2002, nosso salario aumentou quase 10 vezes, mas tudo foi fruto de lutas e greves, todos contra o governo do PT.
    Não interessa o governo, nada vem no amor, só na dor
    avatar
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 700
    Reputação : 26
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Fireball em Sex 15 Jun 2018, 1:52 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    os 15% sobre a folha do judiciário serviu para quase 24% dos servidores se não me engano, rolou um acordo pra voltar o auxílio moradia e criaram o auxílio de acúmulo de acumulação para os magistrados.
    Os 24% com 3 anos de 8%, quase se anularam, o que ficou sem reajustar nunca mais o será, podem ter certeza disso.
    O último pcs foi pra "frentemente" também.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 624
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 15 Jun 2018, 2:05 pm

    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Nem de longe foi o "maior arrocho salarial da história da categoria". Nos primeiros anos do Plano Real 94/95 um Analista(chamava-se Técnico Judiciário) ganhava menos de US$ 1000.00(mil dólares). Tenho os comprovantes de pagamento comigo. Pode projetar a inflação americana e tudo o que for possível que não bate com sua afirmação.

    Não falei! De 1993 a 2002 (9 anos) tivemos 4 PCS's. Sendo em 2002 o melhor PCS de todos. De 2003 a 2016 (13 anos) tivemos 2 PCS (inclusive os dos 15% de 2012).
    O pessoal tem memória seletiva (ou ideológica) mesmo...

    avatar
    wilhelm
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : AJAJ C13 Querendo dar Área desta Josta de País
    Mensagens : 1245
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Idade : 39
    Localização : TRF 3ª Região

    Re: Novo PCS

    Mensagem por wilhelm em Sex 15 Jun 2018, 2:21 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Nem de longe foi o "maior arrocho salarial da história da categoria". Nos primeiros anos do Plano Real 94/95 um Analista(chamava-se Técnico Judiciário) ganhava menos de US$ 1000.00(mil dólares). Tenho os comprovantes de pagamento comigo. Pode projetar a inflação americana e tudo o que for possível que não bate com sua afirmação.

    Não falei! De 1993 a 2002 (9 anos) tivemos 4 PCS's. Sendo em 2002 o melhor PCS de todos. De 2003 a 2016 (13 anos) tivemos 2 PCS (inclusive os dos 15% de 2012).
    O pessoal tem memória seletiva (ou ideológica) mesmo...


    Cuidado, pois o pessoal lulista vai te linchar! Segundo eles foi com o governo molusco que tivemos a maior quantidade e os melhores PCS da história da carreira, ao contrário do governo PSDB/FHC, de "ultra direita radical"
    Huahuahuahuaahua
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 982
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Sex 15 Jun 2018, 2:33 pm

    Colegas, alguém acha realmente que sairá alguma coisa até 2020? (Se pagarem a última parcela do atual reajuste já está muito bom).

    Com essa crise, acho muito difícil, não?

    Tem algum estudo rolando "em off" ?
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 624
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 15 Jun 2018, 2:36 pm

    servidor.tre escreveu:Colegas, alguém acha realmente que sairá alguma coisa até 2020? (Se pagarem a última parcela do atual reajuste já está muito bom).

    Com essa crise, acho muito difícil, não?

    Tem algum estudo rolando "em off" ?

    Se sair reajuste, será para os Juízes e Procuradores, e olha lá. Desde 2006 os caminhos de servidores e juízes/procuradores se separaram.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por ale1969 em Sex 15 Jun 2018, 3:07 pm

    wilhelm escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Nem de longe foi o "maior arrocho salarial da história da categoria". Nos primeiros anos do Plano Real 94/95 um Analista(chamava-se Técnico Judiciário) ganhava menos de US$ 1000.00(mil dólares). Tenho os comprovantes de pagamento comigo. Pode projetar a inflação americana e tudo o que for possível que não bate com sua afirmação.

    Não falei! De 1993 a 2002 (9 anos) tivemos 4 PCS's. Sendo em 2002 o melhor PCS de todos. De 2003 a 2016 (13 anos) tivemos 2 PCS (inclusive os dos 15% de 2012).
    O pessoal tem memória seletiva (ou ideológica) mesmo...


    Cuidado, pois o pessoal lulista vai te linchar! Segundo eles foi com o governo molusco que tivemos a maior quantidade e os melhores PCS da história da carreira, ao contrário do governo PSDB/FHC, de "ultra direita radical"

    Quantos de vocês estavam PJU na época do FHC? Confundem as informações como os "haters" do facebook, vamos relembrar?
    Em dez de 1994 o Presidente Itamar Franco deu o último reajuste geral pela inflação(22,4%). Em 1996, com FHC/Sepúlvedra Pertence houve o 1º PCS, que reajustou as gratificações(CJ, FC e GAJ), mantendo o vencimento congelado. Em 2002, último ano de FHC, houve reajuste geral, inclusive com mudança de nomenclatura de Auxiliar e Atendente para Técnico e de Técnico Judiciário para Analista, sendo o verdadeiro PCS. "O diabo mora nos detalhes" não é mesmo, quem pagou o PCS 2 foi o eleito em 2002, que não era o candidato da situação.
    Em 2006 houve o maior reajuste nominal da categoria, após o plano Real. Sim senhores, foi o PCS3 que estabeleceu os valores mais altos em termos de paridade com a moeda americana, ou seja foi o período que o trabalhador do PJU recebeu a maior remuneração em dollar. O PCS4 é esse "leitinho" que tomamos gostoso agora.
    Não voto nos candidatos do PT desde 2002, logo não tenho interesse em enaltecer ou prejudicar a imagem de nenhum político, apenas restituir a verdade dos fatos.
    Huahuahuahuaahua
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 982
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Sex 15 Jun 2018, 3:13 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    servidor.tre escreveu:Colegas, alguém acha realmente que sairá alguma coisa até 2020? (Se pagarem a última parcela do atual reajuste já está muito bom).

    Com essa crise, acho muito difícil, não?

    Tem algum estudo rolando "em off" ?

    Se sair reajuste, será para os Juízes e Procuradores, e olha lá. Desde 2006 os caminhos de servidores e juízes/procuradores se separaram.

    Obrigado, Korgano!

    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1727
    Reputação : 750
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Sex 15 Jun 2018, 3:32 pm

    servidor.tre escreveu:Colegas, alguém acha realmente que sairá alguma coisa até 2020? (Se pagarem a última parcela do atual reajuste já está muito bom).

    Com essa crise, acho muito difícil, não?

    Tem algum estudo rolando "em off" ?

    Tá rolando a proposta do Amarildo dos 25 padrões. Considerando a proximidade do moço com o Toffoli PTista, acho que será o futuro DG do STF de novo
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8497
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sex 15 Jun 2018, 3:43 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:

    Eu assinei o acompanhamento de alguns PLs e boa parte recebeu este andamento. Acho que foi algo meramente automático.

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Isto não interessa mais.
    Pq por conta da EC do teto os reajustes estão na práticas proibidos.
    Precisamos reinventar a carreira ou iremos perecer.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8497
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sex 15 Jun 2018, 4:01 pm

    pernalonga escreveu:
    servidor.tre escreveu:Colegas, alguém acha realmente que sairá alguma coisa até 2020? (Se pagarem a última parcela do atual reajuste já está muito bom).

    Com essa crise, acho muito difícil, não?

    Tem algum estudo rolando "em off" ?

    Tá rolando a proposta do Amarildo dos 25 padrões. Considerando a proximidade do moço com o Toffoli PTista, acho que será o futuro DG do STF de novo

    O que tá rolando será algo muito mais profundo que meramente esticar a carreira para 25 padrões.
    O que exatamente? Não sei. Mas o que eu ouvi é que o Amarildo está muito propenso a mudanças profundas na carreira.


    Qual o lado bom de mudanças profundas?
    Podemos destravar nossa carreira, torna-la ela moderna e atrativa tanto para novos servidores como para os que já estão nela.

    E qual o lado ruim, vai ter muito choro de quem quer o mais do mesmo.

    ps: Ou vc acha que ele iria migrar para a funpresp meramente para ser diretor desta por 2 anos?
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 624
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 15 Jun 2018, 4:09 pm

    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:

    Este é o mamute do "PCCR está definido" da eleição de 2010 e do Sindjus-DF do Policarpo.
    Eita, ano que vem irá fazer 10 anos da preposição...

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Isto não interessa mais.
    Pq por conta da EC do teto os reajustes estão na práticas proibidos.
    Precisamos reinventar a carreira ou iremos perecer.

    Verdade! O problema é que os servidores são desunidos. É analista x técnico, antigos x novatos, segurança/perícia x resto, fora os comissionados de fora...Já juízes e procuradores são unidos em suas causas. Difícil reinventar a carreira.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8497
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sex 15 Jun 2018, 4:24 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    darkshi escreveu:

    Exatamente.

    O PCCR foi definido: ficamos 8 anos sem reajuste (maior arrocho salarial da história da categoria), os 15% da Dilmá, divididos em 3 anos anos, não contam.
    É sempre bom lembrar, pois parece que muitos servidores tem memória seletiva.

    Isto não interessa mais.
    Pq por conta da EC do teto os reajustes estão na práticas proibidos.
    Precisamos reinventar a carreira ou iremos perecer.

    Verdade! O problema é que os servidores são desunidos. É analista x técnico, antigos x novatos, segurança/perícia x resto, fora os comissionados de fora...Já juízes e procuradores são unidos em suas causas. Difícil reinventar a carreira.

    Este é apenas um dos problemas. Mas para construir um novo PCCR temos outros tantos.

    Acho que o maior problema é a falta de noção de o que é gestão, orçamento público, carreira. De tudo.
    Debata sobre carreira em grupos de whatsapp e veja. É uma ideia pior que a outra é uma reação pior do que a outra.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8497
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sex 15 Jun 2018, 4:34 pm

    Ai eu faço uma pergunta para vcs.
    Como seria o PCCR de vcs?

    avatar
    akfgfan
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 52
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 07/04/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por akfgfan em Sex 15 Jun 2018, 4:51 pm

    Não curto tanto boatos, mas na falta de informações.. ouvi dizer que o Sindjus quer apresentar essa proposta de 25 níveis de carreira, mas com um bônus: subir todos os servidores em exercício em 6 níveis (claro que não imediatamente, mas ao longo de anos). Se é verdade ou não, já não sei dizer.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 24 Jun 2018, 10:59 pm