PCS JÁ



    Assuntos gerais: economia & política

    Compartilhe
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qui 10 Maio 2018, 4:33 pm

    Bastião escreveu:
    androsvilazza escreveu:Não é porque é "alternativo" que deva ser aceito sem pestanejar.

    Energia solar, energia eólica, são energias alternativas, com boas chances de evoluírem a opções viáveis no Brasil. Devem ser levadas a sério.

    Também dá pra gerar "energia" com uma batata e algumas placas de cobre e zinco. É uma proposta alternativa, mas que utiliza grandes quantidades de alimentos (escassos em várias partes do mundo) para uma pequena geração de energia (não tão escassa quanto alimentos). Não deixa de ser uma alternativa, mas é uma alternativa estúpida.

    O Ciro Gomes está anos-luz à frente do Boulos, no que se refere à proposição de medidas socialmente válidas, responsáveis (a certo modo) do ponto de vista fiscal e adequadas à realidade brasileira. Ele é um candidato cujas propostas, a despeito das várias diferenças ideológicas, merecerão minha atenção no curso da campanha presidencial deste ano. Até porque já estamos acostumados a decidir pelo "menos pior", especialmente no segundo turno. Nessas condições, pode até ter o meu voto.

    Já o Boulos, até agora, não disse nada diferente do que o Hugo Chávez ou o Maduro diriam (à exceção do discurso vir traduzido para o português). É a mesma esquerda do início do século XIX, rascunhada por Karl Marx num guardanapo, e que todo mundo já sabe onde vai dar. Por isso está estacionado no traço de intenções de voto. Mesmo um eleitor extremamente alienado como o brasileiro, sem mínimas noções de matemática e economia, percebe que "tem algo errado" em discursos como o do Boulos, do PCO, PSTU e afins, cujos planos para tirar dos ricos e dar aos pobres não passam da segunda linha. Envolvem ideais de "igualdade social", "justiça cidadã" etc., mas não desenvolvem o planejamento de como as medidas seriam efetivadas, ou como lidar com as óbvias consequências práticas (e reais) de tais medidas.

    Sinceramente, Boulos não estimula o mínimo de confiança. Não pra quem tenta manter a cabeça nos problemas e particularidades do mundo real.

    O papel do Boulos é de alternativa de ideias. Essa que é a sua relevância atual. Talvez daqui uns 20 anos, mais experiente e mais maduro, poderá ter alguma chance como real candidato.

    Até acho que ele deveria tentar candidato deputado estadual ou federal, poderia levar.

    Estamos tão acostumados a aceitar tudo "do jeito que é", principalmente na área econômica, que visões alternativas são tratadas como devaneios.

    E fazer parte de movimento social não é sinônimo de extremismo ou de ser bandido. Somos manipulados a criminalizar movimento sociais. Não estou dizendo que não existam aproveitadores.

    E no mais, gostei do que ouvi no Roda Viva do Boulos, em boa parte.


    like

    Concordo em boa parte. Quanto à criminalização dos movimentos sociais, pontuo que parte da culpa também é deles. Funciona mais ou menos como os sindicatos, ou outras instituições. Alguns podres acabam estragando a fama dos bem-intencionados, e a própria omissão dos "bons" ajuda a disseminar essa má fama.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 em Sex 11 Maio 2018, 9:15 am

    Apenas para pensar sobre o papel do Estado no combate à desigualdade.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Detalhe a fonte é totalmente parcial(G1) em favor dos privilegiados, mas a constatação dos dados é assombrosa.
    Ah, ia esquecendo, 50%(aproximado-UNAFISCO) dos tributos são sonegados ou elididos, o que aumenta muito o resultado da desigualdade de renda. Lembrando que o trabalhador assalariado não sonega receita.

    O maior problema é a desigualdade de renda e oportunidade, somente um Estado forte e ativo pode reverter o abismo social. Violência, corrupção, miséria humana, são consequências da má distribuição das riquezas, privilegiando uma elite egoísta, apoiada por uma classe média alienada, que só busca a manutenção dos pequenos "mimos" dos verdadeiros donos do Brasil.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei em Sex 11 Maio 2018, 9:33 am

    Má distribuição de renda não é causa, é consequência, assim como, violência, corrupção, etc, tbm são consequências..Assim como batidas de carros não são causas de morte no trânsito,.. Batidas de carros e mortes no trânsito, são consequência de imprudência, imperícia...

    Causas principais são leis,políticas públicas, e ação estatal completamente equivocadas, protecionismo, estatização excessiva......
    Exemplo:emprestar dinheiro a juros é proibido, a lei fechou o mercado apenas para os bancos,.
    Produzir cana e vender álcool é proibido, a lei fechou esse mercado para Petrobras como distribuidora exclusiva.
    O mercado de carro foi fechado para o mundo, ficando só com fábricas nacionais , através da proibição do uso do diesel e da gasolina pura, que inviabiliza importação e competição.
    Recentemente a Anatel, disse que vai bloquear celulares "piratas" para proteger (?!?) o consumidor.
    Autoridades de todos níveis têm carro oficial, enquanto muitos sequer têm um chinelo pra calçar,..


    Enfim, de distorção em distorção, o Brasil acumula essas consequências (má distribuição de renda, violência, etc)
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qui 24 Maio 2018, 4:19 pm

    13 milhões de desempregados, poder aquisitivo em queda e governo com política de aumento praticamente diário de combustível. O BR se venezuelizando...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    MConcursos
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 198
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 04/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por MConcursos em Qui 24 Maio 2018, 4:27 pm

    Se, em relação aos combustíveis, o brasil se venezuelasse nós estaríamos muito bem. Lá um litro de gasol sai a 0,25 centavos de real.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Sex 25 Maio 2018, 9:16 am

    O pior de tudo é que o vagabundo não está nem um pouco preocupado com a situação. A intenção dele é manter a escalada de preço dos combustíveis, para pagar as caga.d.as que os políticos sujos fizeram na petrobrás.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Bastião em Sex 25 Maio 2018, 2:40 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Eis a semente do caos. Desrespeito à democracia dá nisso. Antes de falar da Venezuela, temos que olhar o nosso umbigo.

    Agora caminhoneiro que quer "intervenção militar" vai levar bala no lombo. Talvez, merecido, pra ver se aprende.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Sex 25 Maio 2018, 6:07 pm

    Na venezuela quem bagunçou foi o líder, Maduro. É mais que sabido que não funciona esse negócio de preço de combustível solto. Combustível puxa todos os preços pra cima. Esse caos é uma consequência de uma medida equivocada.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    araponga
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 95
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por araponga em Sab 09 Jun 2018, 3:57 pm

    Nao sei nem se esse é o tópico mais apropriado.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Quem quiser que se segure, porque as coisas tendem a ficar muito ruins (piores) para nosso lado...
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Sab 09 Jun 2018, 6:23 pm

    araponga escreveu:Nao sei nem se esse é o tópico mais apropriado.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Quem quiser que se segure, porque as coisas tendem a ficar muito ruins (piores) para nosso lado...

    Não é nada se comparado a esta aberração aqui

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Definitivamente, concurso não mede inteligência.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Dom 10 Jun 2018, 8:35 pm

    Nazismo é esquerda. Confesso que fiquei surpreso.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    silmaria
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 231
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 01/12/2014

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por silmaria em Seg 11 Jun 2018, 9:30 am

    Galizezin escreveu:
    araponga escreveu:Nao sei nem se esse é o tópico mais apropriado.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Quem quiser que se segure, porque as coisas tendem a ficar muito ruins (piores) para nosso lado...

    Não é nada se comparado a esta aberração aqui

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Definitivamente, concurso não mede inteligência.

    Isso é uma coisa tão sem lógica jurídica(tanto o artigo do novo cpc, quanto a interpretação da turma do STJ) que não existe isso em lugar nenhum do mundo... Se for assim terão que recolher a carteira de 54 milhões de pessoas endividadas...Sem contar, que pessoas mal intencionada nunca irão fazer dívida em seu nome e sim em terceiros, geralmente pessoas idosas e sem condição. Espero que o plenário ou o STF modifique essa aberração...
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei em Seg 11 Jun 2018, 10:30 am

    Aberração...
    Se a pessoa tem parente incapaz, e dirige pra ele,e aí?
    Vai deixar a pessoa morrer??? O Samu vai ser deslocado pra suprir os deslocamentos??

    Só vai mesmo é incentivar a pessoa dirigir sem carteira.... . já que ninguém fica preso por isso mesmo, e dívida a pessoa já tem....


    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Seg 11 Jun 2018, 11:37 am

    Isso sem contar as inúmeras profissões que diretamente serão afetadas em razão dessa tresloucada decisão. Motorista de caminhão, taxitas, ubers, transportes em geral e nossos próprios técnicos de transporte, não poderão ter dívida, senão...serão demitidos!? STJ não sabe mais o que fazer para ajudar banqueiros...A isso chamam de corte especializada? Façam-me o favor.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qua 13 Jun 2018, 11:25 am

    A própria notícia já deixa claro que é improvável a retenção da CNH para os casos de devedores que dela dependam para sua subsistência, até porque o objetivo da medida é "incentivar" o pagamento. Se é retirada a fonte de renda, o pagamento da dívida está sendo dificultado, e não incentivado. É óbvio que, em casos de motoristas, nenhum juiz vai determinar a retenção de CNH. Da mesma forma, caso terceiros dependam da sua habilitação para eventual sobrevivência (exemplo citado do terceiro deficiente que dependa do deslocamento para tratamento, por exemplo), muito dificilmente seria determinada a retenção da CNH.

    Sinceramente, não vejo essa medida como absurda, para a maior parte dos casos. É claramente uma medida extrema, a ser tomada em casos de recusa reiterada de pagamento, para aquele que deve e faz questão de continuar devendo. Aqueles que têm boa vontade de honrar seus compromissos, negociando suas dívidas na via administrativa ou judicial, dificilmente terão que passar por medidas extremas como a retenção da CNH.

    O brasileiro é tão acostumado com a mão do Estado guiando tudo, que até para pagar suas dívidas precisa de uma "forcinha" da Justiça... Acho que já passou da hora do povo aprender a honrar seus compromissos, e lidar com as consequências de seus atos.

    Depois o pessoal reclama das altas taxas de juros, mas acha normal que uma pessoa contraia uma dívida, resolva não pagar, e não sofra nenhuma consequência por isso. Óbvio que essa inadimplência voluntária e contumaz, como todas as outras, resulta em majoração dos custos do crédito para quem faz questão de honrar seus compromissos e pagar em dia.

    Pessoalmente, apoio qualquer medida que venha a "incentivar" os devedores contumazes (e voluntários) a honrar suas dívidas. Pessoal adora um "jeitinho" (ficar devendo de propósito, porque "não dá em nada") e depois quer reclamar de corrupção. Mad
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qua 13 Jun 2018, 9:40 pm

    o objetivo da medida é "incentivar" o pagamento: o judiciário dando uma mãozinha para os banqueiros e demais credores, ou seja, a união dos fortes e poderosos contra os fracos e falidos.

    Sinceramente, não vejo essa medida como absurda: a medida é tão absurda que é inovação do judiciário brasileiro. Sim, a medida é extrema, já que impede as pessoas de realizar atividades básicas na administração do lar, como ida aos supermercados, translado de doentes ao hospital, locomoção ao trabalho, viagens etc.

    Na tua ótica, o povo brasileiro é bandido e o banqueiro o mocinho, sendo já comprovado por estudos que a inadimplência não justifica o astronômico spread bancário. Coitadinhos dos banqueiros, lucrando bilhões e bilhões às custas do sofrido povo, estão precisando de uma mãozinha do judiciário.

    O levantamento mostra que a taxa de spread bancário no Brasil é a mais alta do mundo. Em 2015, o spread médio brasileiro foi de 31,3 pontos percentuais (p.p.), contra 1,9 p.p, em média, de países comparáveis. O spread brasileiro é 16,4 vezes maior.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei em Qua 13 Jun 2018, 9:57 pm

    Há dívidas e dívidas...

    Dividias, pq alguém voluntariamente deu crédito, e tomou calote

    e

    Dívidas, por fatos indesejados pelo credor, que muitas vezes está mais é para vítima. Ex: alguém bateu no seu carro, destruiu seu patrimônio, pensão alimentícia, etc...


    Mas, não interessa para os donos da república fazerem essa divisão... Melhor deixar tudo junto e ir forçando a barra toda, com os argumentos das vítimas reais...

    E, é lógico que umas dívidas deveriam ter uma mão mais pesada do estado cobrando... até com cadeia mesmo, tomando CNH, etc...... já que uma vítima é bem diferente de alguém(ou alguma empresa/banco) que concedeu crédito, ou sem a garantia, ou seguro devido, ou sem lastro do devedor...

    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qui 14 Jun 2018, 1:11 am

    euvoltei escreveu:Há dívidas e dívidas...

    Dividias, pq alguém voluntariamente deu crédito, e tomou calote

    e

    Dívidas, por fatos indesejados pelo credor, que muitas vezes está mais é para vítima. Ex: alguém bateu no seu carro, destruiu seu patrimônio, pensão alimentícia,  etc...


    Mas, não interessa para os donos da república fazerem essa divisão... Melhor deixar tudo junto e ir forçando a barra toda, com os argumentos das vítimas reais...

    E, é lógico que umas dívidas deveriam ter uma mão mais pesada do estado cobrando... até com cadeia mesmo, tomando CNH, etc...... já que uma vítima é bem diferente de alguém(ou alguma empresa/banco)  que concedeu crédito, ou sem a garantia, ou seguro devido, ou sem lastro do devedor...


    Pois é, e a decisão do CNJ é justamente nesse sentido, de coagir aqueles que escolhem não pagar, mesmo tendo condições para tanto, porque não há consequências... Para os que devem de boa fé, há inúmeras soluções negociadas, que não possibilitariam ao juízo essa medida extrema.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qui 14 Jun 2018, 1:23 am

    Galizezin escreveu: o objetivo da medida é "incentivar" o pagamento: o judiciário dando uma mãozinha para os banqueiros e demais credores, ou seja, a união dos fortes e poderosos contra os fracos e falidos.

    Sinceramente, não vejo essa medida como absurda: a medida é tão absurda que é inovação do judiciário brasileiro. Sim, a medida é extrema, já que impede as pessoas de realizar atividades básicas na administração do lar, como ida aos supermercados, translado de doentes ao hospital, locomoção ao trabalho, viagens etc.

    Na tua ótica, o povo brasileiro é bandido e o banqueiro o mocinho, sendo já comprovado por estudos que a inadimplência não justifica o astronômico spread bancário. Coitadinhos dos banqueiros, lucrando bilhões e bilhões às custas do sofrido povo, estão precisando de uma mãozinha do judiciário.

    O levantamento mostra que a taxa de spread bancário no Brasil é a mais alta do mundo. Em 2015, o spread médio brasileiro foi de 31,3 pontos percentuais (p.p.), contra 1,9 p.p, em média, de países comparáveis. O spread brasileiro é 16,4 vezes maior.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não acho os banqueiros bonzinhos, pelo contrário, sei que eles tendem a explorar o máximo possível. E enxergo claramente essa "divisão": banqueiros de um lado, clientes do outro. A diferença é que eu olho a figura toda. Se estou "combatendo" os banqueiros, e do meu lado tem alguém avacalhando o sistema, fazendo questão de ser inadimplente, e considerando que tende a haver equilíbrio entre oferta e demanda, é óbvio que eu vou ter que me esforçar mais por esse equilíbrio. Trocando em miúdos, o Banco enxerga todos como potenciais inadimplentes, e coloca os bons pagadores para pagar a conta dos maus. A menos que você, ao mesmo tempo, acredite que o Banco é mau a ponto de explorar todo mundo, mas bonzinho (ou trouxa) de engolir a inadimplência sem repassar para os outros.

    Quanto aos demais fatores que compõem o spread, já disse uma vez. Brasileiro poupa pouco, e adora crédito. Enquanto houver pressão na demanda e escassez de oferta no mercado de crédito, a consequência natural é o aumento do preço desse crédito (juros). Em outras palavras, enquanto houver otário disposto a pagar juros altos, os juros permanecerão altos. E a inadimplência voluntária não faz nada para ajudar a mudar esse cenário.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qui 14 Jun 2018, 9:09 am

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu: o objetivo da medida é "incentivar" o pagamento: o judiciário dando uma mãozinha para os banqueiros e demais credores, ou seja, a união dos fortes e poderosos contra os fracos e falidos.

    Sinceramente, não vejo essa medida como absurda: a medida é tão absurda que é inovação do judiciário brasileiro. Sim, a medida é extrema, já que impede as pessoas de realizar atividades básicas na administração do lar, como ida aos supermercados, translado de doentes ao hospital, locomoção ao trabalho, viagens etc.

    Na tua ótica, o povo brasileiro é bandido e o banqueiro o mocinho, sendo já comprovado por estudos que a inadimplência não justifica o astronômico spread bancário. Coitadinhos dos banqueiros, lucrando bilhões e bilhões às custas do sofrido povo, estão precisando de uma mãozinha do judiciário.

    O levantamento mostra que a taxa de spread bancário no Brasil é a mais alta do mundo. Em 2015, o spread médio brasileiro foi de 31,3 pontos percentuais (p.p.), contra 1,9 p.p, em média, de países comparáveis. O spread brasileiro é 16,4 vezes maior.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Não acho os banqueiros bonzinhos, pelo contrário, sei que eles tendem a explorar o máximo possível. E enxergo claramente essa "divisão": banqueiros de um lado, clientes do outro. A diferença é que eu olho a figura toda. Se estou "combatendo" os banqueiros, e do meu lado tem alguém avacalhando o sistema, fazendo questão de ser inadimplente, e considerando que tende a haver equilíbrio entre oferta e demanda, é óbvio que eu vou ter que me esforçar mais por esse equilíbrio. Trocando em miúdos, o Banco enxerga todos como potenciais inadimplentes, e coloca os bons pagadores para pagar a conta dos maus. A menos que você, ao mesmo tempo, acredite que o Banco é mau a ponto de explorar todo mundo, mas bonzinho (ou trouxa) de engolir a inadimplência sem repassar para os outros.

    Quanto aos demais fatores que compõem o spread, já disse uma vez. Brasileiro poupa pouco, e adora crédito. Enquanto houver pressão na demanda e escassez de oferta no mercado de crédito, a consequência natural é o aumento do preço desse crédito (juros). Em outras palavras, enquanto houver otário disposto a pagar juros altos, os juros permanecerão altos. E a inadimplência voluntária não faz nada para ajudar a mudar esse cenário.

    Olha só..."o banco enxerga todos como potenciais inadimplentes." Apenas confirma a balela do chamado "cadastro positivo, dos bons pagadores". É só o brasileiro que adora crédito? Veja o americano, por exemplo, dá um banho no brasileiro. É hipoteca pra tudo, hipotecam até o cachorro se for possível. Nem por isso nos EUA os juros estão na estratosfera. Sintetizando, o Brasil é sim um país cujos poderosos estão unidos para ferrar com os fracos e desassistidos. Insiste no discurso equivocado de que o spread alto decorre da inadimplência.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2505
    Reputação : 374
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Qui 14 Jun 2018, 10:24 am

    Meus dois palitos sobre o tema, com minha larga experiência no mercado de crédito brasileiro:

    Restringir CNH é uma medida absolutamente inóqua. Questiono a todos aqui qual foi a última vez que pararam em alguma blitz. Em GO, as raras que vi acontecer utilizam um leitor de placa, com óbvio foco em apreender veículos que estejam com pendências de licenciamento. Por óbvio, então, trata-se de medida ineficaz na sua natureza.

    Sobre o sistema bancário, o brasileiro é um sujeito peculiar. Aposto que os mesmos que aqui tanto reclamam do sistema bancário tem contas única e exclusivamente nos cinco que dominam o mercado, cujas práticas abusivas são para lá de conhecidas, não apenas em juros, mas venda casada, restrição de acesso a determinados produtos etc. O mais grave: dois estatais, sendo um deles 100% público, qual seja, o único "acionista" a quem deveria prestar contas é o próprio povo.

    Num mercado concentrado, é óbvio que vão elevar preços. Não precisa nem cartelizar: é pura falta de concorrência. O pior momento econômico que vivi como bancário foi o 11 de setembro, depois emendado num péssimo final de governo do FHC e hoje, aqueles juros, então estratosféricos, hoje seriam considerados extremamente baixos. Culpa também do brasileiro, que é acomodado. Pegando apenas um exemplo nosso: como o BB empresta no consignado a quase 2% a.m., sabendo que outros bancos são muito mais baratos? Se oferecem neste preço, é óbvio, que alguém está pagando, regra básica de mercado. Bastaria uma rápida pesquisa em outros dois ou três bancos para ter noção de quanto esta taxa é absurdamente alta por um crédito que deveria ser barato.

    Quanto ao mercado americano, não há o que se comparar. Mas é uma visão interessante da vida. Lá seu limite de crédito e o quanto vão pagar depende do score, que é pensado na forma de um cadastro positivo e incide sobre TODAS as suas obrigações: da conta de água à prestação da casa, passando pelo carnê do carro e a mensalidade escolar. O sistema bancário lá é diferente do nosso, em que você tem que pagar as contas alguns dias antes do vencimento, para que a compensação se efetive no prazo de pagamento da obrigação. E acesso a certo tipo de crédito de maior vulto e taxas mais razoáveis, só após alguns anos de bom pagador. Sei, mas não exatamente como, que existe a figura da falência de pessoa física, que pode ser decretada duas vezes ao longo da vida, que também é uma figura interessante visando preservar o poder de compra. Parece-me uma melhor alternativa socializar uma quebra a pagar por um suposto alto custo de inadimplência que ninguém sabe precisar quanto é.

    O que fica claro é que não será o governo quem mudará este panorama no país. Quando, como nação, mudarmos o comportamento em relação a crédito e consumo, aí sim haverá uma esperança.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qui 14 Jun 2018, 12:42 pm

    A curva oferta x demanda tem duas variáveis, não apenas a demanda por crédito:

    - Nos EUA, a demanda por crédito é alta, mas a oferta de recursos para o crédito também é alta.
    - No Brasil a demanda por crédito é alta, mas os recursos disponíveis para este fim são baixos .

    Isso por si só já pressiona por um ponto de equilíbrio mais alto no Brasil que nos EUA. E não estamos falando apenas dos recursos, mas também da quantidade de competidores no mercado de crédito (que vem em tendência de melhora no Brasil, nos últimos anos, mas ainda longe do ideal).

    Outro fator importante, e que foi citado implicitamente, é a diferença dos tipos de empréstimos utilizados. Brasileiro ainda utiliza muito as modalidades mais caras de empréstimo (cartão de crédito, cheque especial, CDC), e pouco as modalidades mais baratas, com garantias. Neste artigo é citado que os empréstimos com garantia, nos EUA, ficam em torno de 5% do total de empréstimos, enquanto no Brasil estão em 0,01%. Isso sem tocar no fato de que as garantias, aqui, muitas vezes são "fictícias": nos EUA, hipotecada uma casa, e não pago o empréstimo, o devedor é despejado. No Brasil, se um devedor não paga um financiamento habitacional, muitas vezes a Justiça proíbe o despejo, em se tratando de "único imóvel" da família (esquecendo do fato de que muitas outras famílias, adimplentes com suas contas, moram de aluguel).

    Na minha opinião, o maior "culpado" pelos juros altos é a falta de concorrência no mercado de crédito. Banqueiro nos EUA é "bonzinho" (em comparação com os "nossos") porque, se não o for, ninguém utilizará seus serviços.

    Obviamente, a inadimplência voluntária também tem sua parcela de culpa. Se formos manter esse costume brasileiro de sempre jogar a culpa para os "outros" (banqueiros, elites, empresários, políticos, imperialismo americano etc. etc.), e não enxergarmos nossa própria parcela de culpa nas mazelas nacionais, nada se resolverá.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qui 14 Jun 2018, 8:24 pm

    Se formos manter esse costume brasileiro de sempre jogar a culpa para os "outros" (banqueiros, elites, empresários, políticos, imperialismo americano etc. etc.), e não enxergarmos nossa própria parcela de culpa nas mazelas nacionais, nada se resolverá

    antes de falar mau do povo, o senhor poderia criticar o antagonismo dos nossos tribunais superiores, que abrandam sempre para os poderosos corruptos, mas são enérgicos com os mais fracos. Hoje decidiram que a PF não pode fazer uso da condução coercitiva. Então é assim que funciona: o camarada desvia 1 bilhão dos cofres públicos e não pode ser conduzido coercitivamente para prestar depoimento porque isso ofende sua moral. Desde quando bandido tem moral? Além disso, sequer recebe medidas restritivas, como essa última invenção da perda da "cnh". Cadeia e lei foram feitas para os três "pês". Já o povão, que cai na cilada da ciranda financeira dos bancos, vai perder o pouco que lhe resta, que é a cnh. Está bem debaixo do teu nariz que o nosso problema são os desvios bilionários dos cofres públicos.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei em Qui 14 Jun 2018, 8:59 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Brasil Paralelo Capítulo 1 - A Cruz e a Espada - Brasil, A Última Cruzada

    Primeira parte de um documentário espetacular, basicamente vai explicar a história do Brasil de antes de 1500 até os dias de hoje... Daí, vc entende grande partes das mazelas que vivemos, e porque ainda demoraremos muito pra melhorar.

    Simplesmente mudou minha visão, até mesmo sobre os próprios portugueses...

    Enquanto o "brasileiro médio" não compreender porque as coisas estão como estão, pouco mudará... Pois história não aprendida é história que se repete.
    avatar
    babuino1
    Novo Usuário

    Mensagens : 16
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 02/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por babuino1 em Sex 15 Jun 2018, 11:31 pm

    Qual valor do documentario?
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qua 20 Jun 2018, 9:59 am

    euvoltei escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Brasil Paralelo Capítulo 1 - A Cruz e a Espada - Brasil, A Última Cruzada

    Primeira parte de um documentário espetacular, basicamente vai explicar a história do Brasil de antes de 1500 até os dias de hoje... Daí, vc entende grande partes das mazelas que vivemos, e porque ainda demoraremos muito pra melhorar.

    Simplesmente mudou minha visão, até mesmo sobre os próprios portugueses...

    Enquanto o "brasileiro médio" não compreender porque as coisas estão como estão, pouco mudará... Pois história não aprendida é história que se repete.

    não tem resumo?


    _________________
    NO RACISM!

    Conteúdo patrocinado

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 19 Jul 2018, 10:22 am