PCS JÁ



    Assuntos gerais: economia & política

    Compartilhe
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Sex 17 Nov 2017, 7:39 pm

    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:Fato: algumas ideias não adianta discutir, ou tentar explicar, para certas pessoas. Alguns simplesmente têm a mente fechada para os princípios liberais, não entendem e não vão entender. Da mesma forma, reconheço ter a cabeça pequena para alguns princípios do socialismo. Tipo: por qual motivo os defensores da distribuição de renda não começam distribuindo a própria riqueza?? scratch scratch Não entendo!
    Eu já fui socialista. Na época eu considerava que o governo deveria providenciar a distribuição de renda. Para mim, não era uma atribuição do indivíduo. O que eu ignorava era justamente essa sua dúvida: eu não queria distribuir o que eu tinha. É por isso que os socialistas se ofendem com o "vai para Cuba". Eles entendem que isso não cabe a eles mas ao Estado. Só que também existe um outro lado: eles também não querem dividir de forma isolada ou parcelada. Só vale se o Estado mandar (ditadura) todos dividirem. Aí ele dividiria sem contestar. E aí é que surge a utopia socialista: nem todos querem dividir. E a doutrina socialista tem (embora neguem) um aspecto messiânico. Por isso eu considero o socialismo uma religião, cujo deus, Marx, nunca teve a vida burguesa questionada, pelo menos com contundência não.

    Ótima observação! Outro exemplo de incoerência (e nós, seres humanos, temos isso de sobra, mas os socialistas têm mais):

    Um socialista de classe média (?!) poderia comprar dez aparelhos celulares, de marca nacional, manter um para si e doar os outros nove. Estaria fomentando a indústria nacional e a distribuição de riqueza, ainda que indireta. Mas em vez disso, prefere comprar um iPhone, enriquecendo os ianques imperialistas, e concentrando renda...
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 347
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Sex 17 Nov 2017, 9:44 pm

    androsvilazza escreveu:Fato: algumas ideias não adianta discutir, ou tentar explicar, para certas pessoas. Alguns simplesmente têm a mente fechada para os princípios liberais, não entendem e não vão entender. Da mesma forma, reconheço ter a cabeça pequena para alguns princípios do socialismo. Tipo: por qual motivo os defensores da distribuição de renda não começam distribuindo a própria riqueza?? scratch scratch Não entendo!

    Estudei na faculdade com um camarada, ferrenho anarquista, que aliás conseguiu converter vários ao movimento.

    Qual não foi minha surpresa quando descobri a atividade profissional do indivíduo: servidor do MPF.

    Quanto questionei a incongruência na institucionalização de um anarquista, a resposta dele foi que tinha de comer e pagar as contas.

    Desde aquela época parei de acreditar em discurso ideológico. Aliás, uma das seguidoras mais fiéis, que era quase uma hippie (no vestir e jeito de ser), e uma pessoa adorável, hoje é uma feliz e orgulhosa auditora da RFB.

    O mundo é cheio dessas coisas, de discursos vazios e hipocrisia. E na situação atual do nosso país, que não se consegue mais ter uma conversa civilizada nem sobre o tema mais banal, como o tempo, discutir ideologia, ideal de sociedade, etc é pedir para se incomodar. Uma pena.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Sex 17 Nov 2017, 10:19 pm

    Protocol escreveu:
    androsvilazza escreveu:Fato: algumas ideias não adianta discutir, ou tentar explicar, para certas pessoas. Alguns simplesmente têm a mente fechada para os princípios liberais, não entendem e não vão entender. Da mesma forma, reconheço ter a cabeça pequena para alguns princípios do socialismo. Tipo: por qual motivo os defensores da distribuição de renda não começam distribuindo a própria riqueza?? scratch scratch Não entendo!

    Estudei na faculdade com um camarada, ferrenho anarquista, que aliás conseguiu converter vários ao movimento.

    Qual não foi minha surpresa quando descobri a atividade profissional do indivíduo: servidor do MPF.

    Quanto questionei a incongruência na institucionalização de um anarquista, a resposta dele foi que tinha de comer e pagar as contas.

    Desde aquela época parei de acreditar em discurso ideológico. Aliás, uma das seguidoras mais fiéis, que era quase uma hippie (no vestir e jeito de ser), e uma pessoa adorável, hoje é uma feliz e orgulhosa auditora da RFB.

    O mundo é cheio dessas coisas, de discursos vazios e hipocrisia. E na situação atual do nosso país, que não se consegue mais ter uma conversa civilizada nem sobre o tema mais banal, como o tempo, discutir ideologia, ideal de sociedade, etc é pedir para se incomodar. Uma pena.

    like like
    Sempre muito lúcido!! Na verdade, a discussão aqui acaba sendo mais uma troca de trolagens, mesmo, até para manter o raciocínio afiado...

    No fim das contas, sabemos que cada um acaba buscando o melhor pra si e para os seus, e ponto. Ficar de inimizade ideológica, enquanto os "líderes" enchem suas contas bancárias, é de cair os butiá do bolso!

    O máximo que podemos fazer, de fato, quanto a ideologias, é dar pequenos passos tímidos na direção que se almeja. De resto, quanto aos divergentes, leva-se na brincadeira, tolera-se ou simplesmente se ignora... Vivemos tempos tristes demais para os que gostam de uma boa discussão em alto nível!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1097
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Sab 18 Nov 2017, 5:41 am

    androsvilazza escreveu:
    Protocol escreveu:
    androsvilazza escreveu:Fato: algumas ideias não adianta discutir, ou tentar explicar, para certas pessoas. Alguns simplesmente têm a mente fechada para os princípios liberais, não entendem e não vão entender. Da mesma forma, reconheço ter a cabeça pequena para alguns princípios do socialismo. Tipo: por qual motivo os defensores da distribuição de renda não começam distribuindo a própria riqueza?? scratch scratch Não entendo!

    Estudei na faculdade com um camarada, ferrenho anarquista, que aliás conseguiu converter vários ao movimento.

    Qual não foi minha surpresa quando descobri a atividade profissional do indivíduo: servidor do MPF.

    Quanto questionei a incongruência na institucionalização de um anarquista, a resposta dele foi que tinha de comer e pagar as contas.

    Desde aquela época parei de acreditar em discurso ideológico. Aliás, uma das seguidoras mais fiéis, que era quase uma hippie (no vestir e jeito de ser), e uma pessoa adorável, hoje é uma feliz e orgulhosa auditora da RFB.

    O mundo é cheio dessas coisas, de discursos vazios e hipocrisia. E na situação atual do nosso país, que não se consegue mais ter uma conversa civilizada nem sobre o tema mais banal, como o tempo, discutir ideologia, ideal de sociedade, etc é pedir para se incomodar. Uma pena.

    like like
    Sempre muito lúcido!! Na verdade, a discussão aqui acaba sendo mais uma troca de trolagens, mesmo, até para manter o raciocínio afiado...

    No fim das contas, sabemos que cada um acaba buscando o melhor pra si e para os seus, e ponto. Ficar de inimizade ideológica, enquanto os "líderes" enchem suas contas bancárias, é de cair os butiá do bolso!

    O máximo que podemos fazer, de fato, quanto a ideologias, é dar pequenos passos tímidos na direção que se almeja. De resto, quanto aos divergentes, leva-se na brincadeira, tolera-se ou simplesmente se ignora... Vivemos tempos tristes demais para os que gostam de uma boa discussão em alto nível!
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Solange4
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 976
    Reputação : 92
    Data de inscrição : 03/06/2015

    A greve da greve

    Mensagem por Solange4 em Sab 18 Nov 2017, 8:55 am

    m.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1936350-cut-lanca-programa-de-demissao-e-funcionarios-ameacam-greve.shtml
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Sab 18 Nov 2017, 9:34 am

    Solange4 escreveu:m.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1936350-cut-lanca-programa-de-demissao-e-funcionarios-ameacam-greve.shtml

    Quem diria...??!! Quando a realidade chama, não há ideologia que se sustente! É bom para se comparar o discurso das entidades sindicais, contra patrões, governos etc. com o que elas aplicam, na prática, quando postas na condição de patrão. O impacto financeiro de um PDV nem é tão grande (a CUT tem 178 empregados , para um orçamento - em 2016 -  de quase 60 milhões só de contribuição sindical, fora as demais fontes de receita). Além disso, uma entidade sindical que prega contra a reforma trabalhista, tem "apenas" 178 empregados; o resto é trabalhador contratado para "trabalho intermitente" - miltantes pagos por dia de "manifestação", sem quaisquer direitos trabalhistas.

    Por outro lado, vêem-se as prioridades do "empregador" CUT:

    "Freitas alega que as medidas garantirão ações de enfrentamento com o governo Temer. Um carro de som fornecido pela entidade acompanhou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na caravana que protagonizou pelo interior de Minas Gerais."
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2556
    Reputação : 375
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Sab 18 Nov 2017, 10:32 am

    androsvilazza escreveu:
    Solange4 escreveu:m.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1936350-cut-lanca-programa-de-demissao-e-funcionarios-ameacam-greve.shtml

    Quem diria...??!! Quando a realidade chama, não há ideologia que se sustente! É bom para se comparar o discurso das entidades sindicais, contra patrões, governos etc. com o que elas aplicam, na prática, quando postas na condição de patrão. O impacto financeiro de um PDV nem é tão grande (a CUT tem 178 empregados , para um orçamento - em 2016 -  de quase 60 milhões só de contribuição sindical, fora as demais fontes de receita). Além disso, uma entidade sindical que prega contra a reforma trabalhista, tem "apenas" 178 empregados; o resto é trabalhador contratado para "trabalho intermitente" - miltantes pagos por dia de "manifestação", sem quaisquer direitos trabalhistas.

    Por outro lado, vêem-se as prioridades do "empregador" CUT:

    "Freitas alega que as medidas garantirão ações de enfrentamento com o governo Temer. Um carro de som fornecido pela entidade acompanhou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na caravana que protagonizou pelo interior de Minas Gerais."

    Esta é uma clara piada pronta. Tal como o comportamento de praticamente toda a classe política, quando colocada na condição de situação ou oposição. A cara não fica nem vermelha, de um povo que não tem memória.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1097
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Sab 18 Nov 2017, 10:49 am

    josebarbos escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Solange4 escreveu:m.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1936350-cut-lanca-programa-de-demissao-e-funcionarios-ameacam-greve.shtml

    Quem diria...??!! Quando a realidade chama, não há ideologia que se sustente! É bom para se comparar o discurso das entidades sindicais, contra patrões, governos etc. com o que elas aplicam, na prática, quando postas na condição de patrão. O impacto financeiro de um PDV nem é tão grande (a CUT tem 178 empregados , para um orçamento - em 2016 -  de quase 60 milhões só de contribuição sindical, fora as demais fontes de receita). Além disso, uma entidade sindical que prega contra a reforma trabalhista, tem "apenas" 178 empregados; o resto é trabalhador contratado para "trabalho intermitente" - miltantes pagos por dia de "manifestação", sem quaisquer direitos trabalhistas.

    Por outro lado, vêem-se as prioridades do "empregador" CUT:

    "Freitas alega que as medidas garantirão ações de enfrentamento com o governo Temer. Um carro de som fornecido pela entidade acompanhou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na caravana que protagonizou pelo interior de Minas Gerais."

    Esta é uma clara piada pronta. Tal como o comportamento de praticamente toda a classe política, quando colocada na condição de situação ou oposição. A cara não fica nem vermelha, de um povo que não tem memória.
    Será que o sindicato vai pedir a abusividade do movimento?!?!?!?!?!?!?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Sab 18 Nov 2017, 12:40 pm

    Gostaria de saber o que passa na cabeça de um sindicalizado, cujo sindicato seja filiado à CUT, ao descobrir que parte da sua contribuição sindical servia para pagar 15 MIL REAIS MENSAIS a pessoas da estirpe de Delúbio Soares. Para quem não se lembra, um pequeno resumo cronológico recente:

    Envolvido no mensalão, em 2005 conseguiu a proeza de ser expulso do PT por "falta de ética"(!!!);
    Denunciado ao STF pela PGR, em 2006, pela suspeita de chefiar o esquema do mensalão, juntamente com José Dirceu, José Genoíno, Sílvio Pereira e outros gente-fina;
    Ainda em 2006, também foi denunciado por envolvimento na Máfia dos Vampiros;
    Readmitido aos quadros do PT em 2011 (deve ter redescoberto a ética que não tinha);
    Condenado pelo STF em 2012, ainda no processo do mensalão, a quase 9 anos de cana;
    Contratado pela CUT no final de 2013/início de 2014, enquanto ainda cumpria pena (não obteve permissão para trabalhar fora do presídio, ou seja, recebeu sem trabalhar);
    Obteve o perdão de sua pena em março/2016, mas ficou apenas um mês em liberdade: em abril de 2016 foi preso por envolvimento no esquema do petrolão, já no âmbito da Operação Lava-Jato.

    Retomando: a CUT paga, há 4 anos, altos salários a um presidiário, obviamente com o dinheiro de contribuições sindicais recebidas. E esse é apenas um dos inúmeros casos de safadezas cometidas pelos sindicatos Brasil afora, com o dinheiro do trabalhador, coletado direta ou indiretamente. Há sindicatos bons aqui e acolá, mas são omissos, na melhor das hipóteses; e ao se filiarem a Centrais corruptas como a CUT, tornam-se cúmplices da roubalheira!
    avatar
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 713
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Fireball em Sab 18 Nov 2017, 8:59 pm

    Roubo não configura justa causa?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Sab 18 Nov 2017, 9:39 pm

    Fireball escreveu:Roubo não configura justa causa?

    Rapaz, depende da organização... Para certas áreas, certas atividades, um roubo bem planejado e executado é motivo de prestígio e promoção, até! Vide PCC, Comando Vermelho etc... Em outros casos é motivo de censura e repreensão, mas apenas se o delinquente não dividir com os companheiros o produto do crime.
    avatar
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 713
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Fireball em Dom 19 Nov 2017, 7:42 am

    Boa
    avatar
    magmontal
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 512
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 31/08/2011
    Localização : PJU

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por magmontal em Seg 20 Nov 2017, 2:31 am

    Colegas, alguém pode me tirar uma dúvida ?

    Se eu permanecer afastado do trabalho, em virtude de licença médica, por mais de dois anos, eu perco o direito a receber o décimo terceiro salário ?



    PS : Alguém que for da JF/SP , pode confirmar se já consta no sistema a previsão de pagamento do décimo terceiro ?

    Obrigado !
    avatar
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 161
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por cicero_pb em Seg 20 Nov 2017, 8:47 am

    androsvilazza.

    Geralmente só clico no "+" como forma de mostrar minha concordância/apoio à mensagem.

    Mas, dessa vez, quero deixar registrado minha admiração pelo texto da página anterior que fala da acumulação de riqueza em alguns países europeus e a instalação de um estado de bem-estar social - que, aliás, os socialistas adoram citar como exemplos a serem seguidos, sem buscar sua história.

    Texto muito claro, coerente e lógico.

    Parabéns.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Seg 20 Nov 2017, 11:46 am

    cicero_pb escreveu:androsvilazza.

    Geralmente só clico no "+" como forma de mostrar minha concordância/apoio à mensagem.

    Mas, dessa vez, quero deixar registrado minha admiração pelo texto da página anterior que fala da acumulação de riqueza em alguns países europeus e a instalação de um estado de bem-estar social - que, aliás, os socialistas adoram citar como exemplos a serem seguidos, sem buscar sua história.

    Texto muito claro, coerente e lógico.

    Parabéns.

    like

    Muito obrigado, colega! Um elogio às ideias postas é sempre bem-vindo, vindo de quem veio, então, me deixa bastante lisonjeado!

    P.S.: Preciso parar de tentar positivar comentários no celular. Meus dedos de salsicha tornam essa tarefa uma loteria, nunca sei se vou clicar no "+" ou no "-", mesmo dando zoom na tela.. Mad Mad
    Acabei negativando seu comentário sem querer rsrs...
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 11:02 am

    Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 11:03 am

    O "mala" do Segovia diz que uma mala não pode incriminar Temer. Quantas malas?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Ter 21 Nov 2017, 11:44 am

    Galizezin escreveu:Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Não tinha visto essa matéria antes. Achei a proposta justa, com relação à educação superior. Inclusive vai ao encontro do que já defendo há tempos:
    - A gratuidade no ensino superior deveria vir apenas para a parcela mais pobre da população;
    - Para a classe média, e os riscos, o ensino superior público deveria ser integralmente pago, quer pelo pagamento de mensalidade, quer pela contratação de empréstimo (subsidiado ou não), como o FIES.
    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1798
    Reputação : 758
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por pernalonga em Ter 21 Nov 2017, 11:51 am

    Espero que a galera que defende isso aí e se formou em universidade pública apresente a GRU pra devolver os valores gastos com sua educação, ou que se ofereça pra trabalhar voluntariamente pra compensar
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 123
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Bastião em Ter 21 Nov 2017, 11:55 am

    androsvilazza escreveu:Fato: algumas ideias não adianta discutir, ou tentar explicar, para certas pessoas. Alguns simplesmente têm a mente fechada para os princípios liberais, não entendem e não vão entender. Da mesma forma, reconheço ter a cabeça pequena para alguns princípios do socialismo. Tipo: por qual motivo os defensores da distribuição de renda não começam distribuindo a própria riqueza?? scratch scratch Não entendo!

    Acho que vc sabe muito bem que o socialismo não se define ao que ocorreu na Revolução Russa, ou Cuba, etc. Ter uma concepção socialista não é fazer voto de pobreza. E nem ser de direita é ser fascista.

    O fato de eu apoiar que pessoas do mesmo sexo possam se unir se assim quiserem, não quer dizer que eu precise me relacionar com alguém do mesmo sexo para reforçar meu conceito. (Que analogia hein ? rs)

    Na realidade o Estado é muito, mas muito mais bonzinho com o mercado, enquanto ficamos discutindo pormenores.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    E antes que digam, sim, o PT foi bem atuante nessa prática como o que ocorre no RJ e no Brasil em geral.


    Última edição por Bastião em Ter 21 Nov 2017, 12:09 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 123
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Bastião em Ter 21 Nov 2017, 11:57 am

    pernalonga escreveu:Espero que a galera que defende isso aí e se formou em universidade pública apresente a GRU pra devolver os valores gastos com sua educação, ou que se ofereça pra trabalhar voluntariamente pra compensar

    Apoiado.
    avatar
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 713
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Fireball em Ter 21 Nov 2017, 12:31 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Não tinha visto essa matéria antes. Achei a proposta justa, com relação à educação superior. Inclusive vai ao encontro do que já defendo há tempos:
    - A gratuidade no ensino superior deveria vir apenas para a parcela mais pobre da população;
    - Para a classe média, e os riscos, o ensino superior público deveria ser integralmente pago, quer pelo pagamento de mensalidade, quer pela contratação de empréstimo (subsidiado ou não), como o FIES.

    "estudo" cheio de falhas..por exemplo, os alunos das públicas custam mais caros mais são melhores, trazem mais retorno.
    Exemplo simples e direto: Qual o percentual de aprovação na OAB particular x pública? Está aí o desperdício, não gerencia a qualidade e empresta nosso dinheiro pra alunos ruins, que não geram valor nenhum ou mínimo, pior nem devolvem o dinheiro e mesmo que conseguissem devolver o juro pago é muito baixo, fora os inadimplentes que são muitos também.

    Precisamos de gestão de desempenho, concordo que as Federais estão zoadas, esses últimos 13 anos foram duros Sad
    avatar
    eder.lima
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 257
    Reputação : 22
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por eder.lima em Ter 21 Nov 2017, 12:55 pm

    Fireball escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Não tinha visto essa matéria antes. Achei a proposta justa, com relação à educação superior. Inclusive vai ao encontro do que já defendo há tempos:
    - A gratuidade no ensino superior deveria vir apenas para a parcela mais pobre da população;
    - Para a classe média, e os riscos, o ensino superior público deveria ser integralmente pago, quer pelo pagamento de mensalidade, quer pela contratação de empréstimo (subsidiado ou não), como o FIES.

    "estudo" cheio de falhas..por exemplo, os alunos das públicas custam mais caros mais são melhores, trazem mais retorno.
    Exemplo simples e direto: Qual o percentual de aprovação na OAB particular x pública? Está aí o desperdício, não gerencia a qualidade e empresta nosso dinheiro pra alunos ruins, que não geram valor nenhum ou mínimo, pior nem devolvem o dinheiro e mesmo que conseguissem devolver o juro pago é muito baixo, fora os inadimplentes que são muitos também.

    Precisamos de gestão de desempenho, concordo que as Federais estão zoadas, esses últimos 13 anos foram duros Sad

    Posso estar falando bobagem, mas acredito que quando a qualidade das universidades cair (mais do que já tem caído nos ultimos anos) o pessoal mais abastado vai dar um jeito de conseguir ensino superior de qualidade pra seus filhos em instituições particulares. No Brasil, temos um paradoxo: o rico estuda em escola particular e se forma em universidade pública enquanto o pobre estuda em escola pública e se forma em universidade particular. Lógico que há exceções de pobres que estudam/estudaram em publicas e vice-versa. Da mesma forma que há algumas boas opções de instituições particulares. Enfim, o buraco é mais embaixo do que aparenta...
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Ter 21 Nov 2017, 1:29 pm

    pernalonga escreveu:Espero que a galera que defende isso aí e se formou em universidade pública apresente a GRU pra devolver os valores gastos com sua educação, ou que se ofereça pra trabalhar voluntariamente pra compensar

    A carapuça não serviu.

    Estudei em universidade pública, mas à época era de baixa renda, portanto teria "direito" de qualquer forma. Acabei tendo de largar a faculdade antes do final (estudo diurno nem sempre combina com quem precisa trabalhar pra se sustentar), retomando os estudos após entrar para o serviço público (desta vez, em universidade particular - à distância).

    E ainda que tivesse estudado em faculdade pública, podendo pagar, essa teria sido a regra vigente à época, não vejo como "obrigação" a pessoa pagar, tendo à disposição o ensino "gratuito". Também não vejo motivo para "engessar" uma regra pela eternidade.

    Por outro lado, se hoje eu estudasse em universidade pública, tendo condições de pagar, estaria fazendo isto ciente de estar "tomando" vaga de alguém que não tem como pagar. A escolha entre cursar, ou não, é de consciência social. Simples assim.

    Espero que quem defende o ensino "gratuito" para todos esteja ciente de que têm acesso às melhores vagas quem tem condições de pagar um cursinho pré-vestibular. Fato. Não dá pra pagar de defensor dos pobres E defender universidade gratuita para os ricos.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Ter 21 Nov 2017, 1:35 pm

    eder.lima escreveu:
    Fireball escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Não tinha visto essa matéria antes. Achei a proposta justa, com relação à educação superior. Inclusive vai ao encontro do que já defendo há tempos:
    - A gratuidade no ensino superior deveria vir apenas para a parcela mais pobre da população;
    - Para a classe média, e os riscos, o ensino superior público deveria ser integralmente pago, quer pelo pagamento de mensalidade, quer pela contratação de empréstimo (subsidiado ou não), como o FIES.

    "estudo" cheio de falhas..por exemplo, os alunos das públicas custam mais caros mais são melhores, trazem mais retorno.
    Exemplo simples e direto: Qual o percentual de aprovação na OAB particular x pública? Está aí o desperdício, não gerencia a qualidade e empresta nosso dinheiro pra alunos ruins, que não geram valor nenhum ou mínimo, pior nem devolvem o dinheiro e mesmo que conseguissem devolver o juro pago é muito baixo, fora os inadimplentes que são muitos também.

    Precisamos de gestão de desempenho, concordo que as Federais estão zoadas, esses últimos 13 anos foram duros Sad

    Posso estar falando bobagem, mas acredito que quando a qualidade das universidades cair (mais do que já tem caído nos ultimos anos) o pessoal mais abastado vai dar um jeito de conseguir ensino superior de qualidade pra seus filhos em instituições particulares. No Brasil, temos um paradoxo: o rico estuda em escola particular e se forma em universidade pública enquanto o pobre estuda em escola pública e se forma em universidade particular. Lógico que há exceções de pobres que estudam/estudaram em publicas e vice-versa. Da mesma forma que há algumas boas opções de instituições particulares. Enfim, o buraco é mais embaixo do que aparenta...

    Pois é, pra mim este é o ponto: dar acesso universal ao ensino "gratuito", sabendo-se que os recursos são limitados, é beneficiar quem não precisa, em detrimento dos realmente necessitados. Na minha opinião os recursos seriam muito melhor utilizados se as universidades públicas cobrassem pelos estudos de quem pode pagar (e continuariam pagando justamente pela qualidade do ensino), e concedendo "bolsas" a quem não pode pagar; como acontece em vários países. Estes recursos adicionais poderiam ser utilizados, por exemplo, para melhorar o ensino fundamental e médio; ou para financiar pesquisas nas próprias universidades federais. Não ficaria essa pindaíba que existe hoje, universidades caindo aos pedaços, mal conseguindo cobrir a folha de pagamento, enquanto nos estacionamentos dos cursos vemos vários carros importados, de alunos que teriam como financiar seus estudos.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 1:37 pm

    eder.lima escreveu:
    Fireball escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Não tinha visto essa matéria antes. Achei a proposta justa, com relação à educação superior. Inclusive vai ao encontro do que já defendo há tempos:
    - A gratuidade no ensino superior deveria vir apenas para a parcela mais pobre da população;
    - Para a classe média, e os riscos, o ensino superior público deveria ser integralmente pago, quer pelo pagamento de mensalidade, quer pela contratação de empréstimo (subsidiado ou não), como o FIES.

    "estudo" cheio de falhas..por exemplo, os alunos das públicas custam mais caros mais são melhores, trazem mais retorno.
    Exemplo simples e direto: Qual o percentual de aprovação na OAB particular x pública? Está aí o desperdício, não gerencia a qualidade e empresta nosso dinheiro pra alunos ruins, que não geram valor nenhum ou mínimo, pior nem devolvem o dinheiro e mesmo que conseguissem devolver o juro pago é muito baixo, fora os inadimplentes que são muitos também.

    Precisamos de gestão de desempenho, concordo que as Federais estão zoadas, esses últimos 13 anos foram duros Sad

    Posso estar falando bobagem, mas acredito que quando a qualidade das universidades cair (mais do que já tem caído nos ultimos anos) o pessoal mais abastado vai dar um jeito de conseguir ensino superior de qualidade pra seus filhos em instituições particulares. No Brasil, temos um paradoxo: o rico estuda em escola particular e se forma em universidade pública enquanto o pobre estuda em escola pública e se forma em universidade particular. Lógico que há exceções de pobres que estudam/estudaram em publicas e vice-versa. Da mesma forma que há algumas boas opções de instituições particulares. Enfim, o buraco é mais embaixo do que aparenta...

    Banqueiros querem acabar com o pouco que presta e funciona no setor público.
    Mas vamos ver como funciona a educação, nos três níveis, num país de primeiro mundo. Noruega, por exemplo:


    ESTRUTURA DO SISTEMA EDUCACIONAL

    O sistema de ensino público da Noruega é um dos melhores da Europa e o nível educacional está acima da média.
    É composto por:
    Ensino Fundamental
    Ensino Médio
    Ensino Superior
    O ensino é gratuito, as aulas são em norueguês e o ano escolar vai de agosto a meados de junho. Todas as crianças e jovens de 6 a 16 anos, sem exceção alguma, têm o direito e a obrigação de completar o Ensino Fundamental.
    Aqueles que completam o Ensino Fundamental adquirem o direito de acesso ao Ensino Médio para continuar com novos estudos.
    ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

    Via de regra, o Ensino Fundamental e Médio na Noruega têm uma duração de 13 anos. Isto inclui o Fundamental I (sete anos), o Fundamental II (três anos) e o Médio (três ou quatro anos).
    Ensino Fundamental
    Os alunos começam o Ensino Fundamental quando completam seis anos e normalmente terminam com 16. Quase todas as escolas são municipais e a gestão e administração é responsabilidade dos governos locais. O objetivo é que todas as crianças e jovens adquiram habilidades fundamentais, conhecimentos, cultura e valores comuns.
    Ao terminar o Fundamental, os alunos recebem um diploma que lhes confere o direito de seguir estudando, se assim o desejarem.
    Ensino Médio
    O Ensino Médio é voluntário e tem como objetivo formar os alunos para o trabalho ou para o Ensino Superior. Assim, tem duas vias:
    Programa geral de estudos. Tem uma duração de três anos e prioriza temas teóricos com o objetivo de que os alunos ingressem no Ensino Superior.
    Programa profissionalizante. Tem uma duração de dois anos e um período igual de aprendizagem prática antes de obter o diploma. Está orientado para o mundo profissional.
    Este programa é ministrado em institutos administrados pelas autoridades regionais.
    ENSINO SUPERIOR

    Na Noruega o Ensino Superior é oferecido por oito universidades, nove instituições universitárias especializadas, 24 colégios universitários e várias instituições particulares. Com a exceção das instituições particulares e alguns programas especiais, o ensino superior é gratuito para todos os alunos, tanto nacionais como estrangeiros.
    O ensino universitário é adaptado ao Processo de Bolonha e divide-se em:
    Graduação (três anos)
    Mestrado (dois anos)
    Doutorado (três anos)
    Esta estrutura facilita o intercâmbio de estudantes com o resto de países europeus, que seguem uma estrutura similar.


    Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 1:39 pm

    Hoje, no Brasil, está assim: nada pelo povo, e tudo pelo "investidor".

    Investidor nada, especulador. Investidor é aquele que investe no país. Investe em empregos, gera desenvolvimento.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1884
    Reputação : 252
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Ter 21 Nov 2017, 2:20 pm

    Voltamos à comparação do nosso fusquinha (Brasil) com as Ferraris alheias.

    Não é porque uma coisa funciona de uma certa forma, em países com níveis culturais, sociais e, principalmente, morais completamente diversos dos nossos, que basta um copia/cola pra funcionar aqui no Brasil.

    Só pra ficar em alguns exemplos:

    - O Japão, um dos países que também figura entre os de melhor sistema educacional, tem 13 anos de estudos em tempo praticamente integral. No Brasil, as crianças abandonam a escola, muitas vezes incentivadas pelos pais.

    - No Japão, é dada prioridade à formação do caráter da criança, do respeito às tradições e aos pais, antes mesmo da idade considerada "escolar". No Brasil, os pais levam crianças a museus pra tocar homens pelados, tiram fotos das crianças com camisa de apoio ao Bolsonaro, e outras bobagens.

    - Na Finlândia, grande parte do tempo de estudo é praticado fora das salas de aula, explorando e brincando. No Brasil, algumas crianças são vítimas de "bala perdida" até dentro das escolas.

    - Na Finlândia, parte do sucesso do sistema educacional se deve à descentralização da gestão da educação. No Brasil, o que é centralizado gera incompetência, e o que é descentralizado gera corrupção.

    - Na Singapura, há investimentos maciços em tecnologia nas salas de aula, incluindo internet em alta velocidade e plataformas digitais. No Brasil há escolas pedindo verbas, sem sucesso, para reparos nos telhados e instalação de ventiladores.

    Por isso eu vivo dizendo, primeiro precisamos trocar os pneus, ajeitar o motor, reparar a lanternagem, reforçar os bancos... ... ... aí só depois podemos começar - repito, começar - a nos espelhar em outros países modelos e ver o que podemos aproveitar de seus exemplos.

    O Brasil mal tem direito pra gerir os serviços que presta; o pouco dinheiro que tem é mal gerido, desviado etc. ou disputa o orçamento com várias outras áreas (todas são consideradas prioridades, como previdência, saúde, folha salarial). Como é que vamos defender maiores gastos, em vez de uma melhor gestão?
    avatar
    eder.lima
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 257
    Reputação : 22
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por eder.lima em Ter 21 Nov 2017, 2:37 pm

    androsvilazza escreveu:Voltamos à comparação do nosso fusquinha (Brasil) com as Ferraris alheias.

    Não é porque uma coisa funciona de uma certa forma, em países com níveis culturais, sociais e, principalmente, morais completamente diversos dos nossos, que basta um copia/cola pra funcionar aqui no Brasil.

    Só pra ficar em alguns exemplos:

    - O Japão, um dos países que também figura entre os de melhor sistema educacional, tem 13 anos de estudos em tempo praticamente integral. No Brasil, as crianças abandonam a escola, muitas vezes incentivadas pelos pais.

    - No Japão, é dada prioridade à formação do caráter da criança, do respeito às tradições e aos pais, antes mesmo da idade considerada "escolar". No Brasil, os pais levam crianças a museus pra tocar homens pelados, tiram fotos das crianças com camisa de apoio ao Bolsonaro, e outras bobagens.

    - Na Finlândia, grande parte do tempo de estudo é praticado fora das salas de aula, explorando e brincando. No Brasil, algumas crianças são vítimas de "bala perdida" até dentro das escolas.

    - Na Finlândia, parte do sucesso do sistema educacional se deve à descentralização da gestão da educação. No Brasil, o que é centralizado gera incompetência, e o que é descentralizado gera corrupção.

    - Na Singapura, há investimentos maciços em tecnologia nas salas de aula, incluindo internet em alta velocidade e plataformas digitais. No Brasil há escolas pedindo verbas, sem sucesso, para reparos nos telhados e instalação de ventiladores.

    Por isso eu vivo dizendo, primeiro precisamos trocar os pneus, ajeitar o motor, reparar a lanternagem, reforçar os bancos... ... ... aí só depois podemos começar - repito, começar - a nos espelhar em outros países modelos e ver o que podemos aproveitar de seus exemplos.

    O Brasil mal tem direito pra gerir os serviços que presta; o pouco dinheiro que tem é mal gerido, desviado etc. ou disputa o orçamento com várias outras áreas (todas são consideradas prioridades, como previdência, saúde, folha salarial). Como é que vamos defender maiores gastos, em vez de uma melhor gestão?

    Concordo, não basta apenas copiar modelos de países bem sucedidos. É preciso adaptar esses modelos à nossa realidade.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 347
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Ter 21 Nov 2017, 3:00 pm

    Galizezin escreveu:Hoje, no Brasil, está assim: nada pelo povo, e tudo pelo "investidor".

    Investidor nada, especulador. Investidor é aquele que investe no país. Investe em empregos, gera desenvolvimento.

    O país só muda se a percepção do povo quanto à realidade mudar.

    Um dos problemas graves que vejo no Brasil é a educação básica de pouca qualidade. E o desperdício de talentos.

    Tem tantos exemplos de nações que saíram do nada e se tornaram modelos de sociedade, como a Coréia do Sul, p. ex., que depois de ser devastada pela guerra resolveu apostar maciçamente em educação básica. A Finlândia me parece que também seguiu o mesmo caminho.

    Nos dois casos, salvo engano, as nações apostaram em formação de excelência aos professores e seleção dos melhores para a docência.

    A gestão, como o androsvilazza bem colocou, é outro problema grave no Brasil.

    Sem um projeto claro de nação, consensual, vamos cada vez mais nos tornar a Rússia do século XIX/XX pré revolução, uma nação agrária, de analfabetos (também funcionais), governada por autocratas corruptos e pobre.

    Não estou aqui fazendo qualquer elogio à revolução bolchevique, mas quando o caos estiver instalado e faltar dinheiro para aposentadores e pensões, para infraestrutura, e necessidades básicas, a ordem que se imporá para reorientação do destino da nação será pesada e drástica, e é isso que temo.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1008
    Reputação : 117
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei em Ter 21 Nov 2017, 6:08 pm

    Galizezin escreveu:Hoje, no Brasil, está assim: nada pelo povo, e tudo pelo "investidor".

    Investidor nada, especulador. Investidor é aquele que investe no país. Investe em empregos, gera desenvolvimento.

    o tal "investidor" é aquele que empresta dinheiro ao Estado... ou seja, qualquer um que aplique uns trocados no tesouro direto ou na maioria das aplicações no banco....

    o tal "investidor" empresta, porque o governo tem ânsia em gastar...... o governo tem ânsia em gastar, porque gastar dá voto, e dá muito mais voto do que dizer que vai economizar, organizar, segurar o gasto...

    no fim, é o povo quem vota, elege um governo gastão, que vai pegar dinheiro com esses "investidores" para gastar, mantendo assim o desejo do povo....

    E por que o investidor faz isso ao invés de gerar empregos?? Porque dá mais lucro, é melhor.....
    Ou será que você, na sua vida pessoal, compra um produto pior e mais caro só porque ele gera emprego no Brasil, ao invés de gerar empregos no exterior???? Não é assim??
    Não dá mais lucro pra você comprar uma TV Sony do que uma CCE(nacional) por um preço aproximado???? Afinal a CCE é do Brasil, a Sony é do Japão....

    No fim, um dos grandes problemas aí, é que o povo só quer o lado bom das coisas, não quer saber das consequências de nada... Isso até na vida pessoal... quer comer/beber de tudo, e não adoecer...., quer reclamar dos outros, mas não quer respeitar uma lei de trânsito.... quer ficar bom, mas não quer tomar o antibiótico até o fim..... Então, se o povão, não liga nem pra própria vida, quanto mais pra orçamento público....

    Você, no caso, tem algum conhecimento, meio rudimentar, ainda, do que seria um "investidor",... se estudar um pouco mais, essa raiva passa.......a verdade liberta....
    Pessoalmente eu lamento por eu ser obrigado a ser comandado por políticos que essa maioria sem juízo escolhe...Afinal, quanto a isso não tem muito jeito... é democracia
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 7:59 pm

    Qual a impressão de vcs a respeito da atual situação do RJ? Cabral, Pezão, Picciani (corrupção sem pudor)e patacoadas do Crivella (nepotismo na cara dura)...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2556
    Reputação : 375
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Ter 21 Nov 2017, 8:31 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:Seguindo a cartilha de um banco...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Não tinha visto essa matéria antes. Achei a proposta justa, com relação à educação superior. Inclusive vai ao encontro do que já defendo há tempos:
    - A gratuidade no ensino superior deveria vir apenas para a parcela mais pobre da população;
    - Para a classe média, e os riscos, o ensino superior público deveria ser integralmente pago, quer pelo pagamento de mensalidade, quer pela contratação de empréstimo (subsidiado ou não), como o FIES.

    Cara, morei numa cidade que é um exemplo crasso disto:
    a universidade detinha um orçamento aproximadamente 6 vezes maior que o da prefeitura, que, por sua vez, tinha que bancar uma estrutura estimada em 25% de população volante, que vai lá e demanda serviços públicos e infraestrutura, água, lixo, mas não aparece na hora dos repasses.

    O campus lindo, maravilhoso, o asfalto um tapete. O resto da cidade...

    Exploram uma pequena parcela de pessoas carentes para legitimar uma elite que poderia muito bem bancar uma mensalidade, ou pelo menos o financiamento estudantil, enquanto a educação básica, esta sim muito importante, míngua.

    Noutra cidade universitária, aí os problemas são outros: enquanto o pobre vai para república particular e paga para morar, os prédios públicos são dominados por uma verdadeira elite, formada pelos filhos dos engenheiros e advogados que já estudaram naquela unidade e não gastam nada. Pelo contrário, arrecadam: não são raros os boatos de que as hospedagens nos eventos festivos resultam em vultosas quantias, à desculpa de que os recursos são utilizados na manutenção dos casarões.
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2556
    Reputação : 375
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Ter 21 Nov 2017, 8:35 pm

    euvoltei escreveu:
    Galizezin escreveu:Hoje, no Brasil, está assim: nada pelo povo, e tudo pelo "investidor".

    Investidor nada, especulador. Investidor é aquele que investe no país. Investe em empregos, gera desenvolvimento.

    o tal "investidor" é aquele que empresta dinheiro ao Estado... ou seja, qualquer um que aplique uns trocados no tesouro direto ou na maioria das aplicações no banco....

    o tal "investidor" empresta, porque o governo tem ânsia em gastar...... o governo tem ânsia em gastar, porque gastar dá voto, e dá muito mais voto do que dizer que vai economizar, organizar, segurar o gasto...

    no fim, é o povo quem vota, elege um governo gastão, que vai pegar dinheiro com esses "investidores" para gastar, mantendo assim o desejo do povo....

    E por que o investidor faz isso ao invés de gerar empregos?? Porque dá mais lucro, é melhor.....
    Ou será que você, na sua vida pessoal, compra um produto pior e mais caro só porque ele gera emprego no Brasil, ao invés de gerar empregos no exterior???? Não é assim??
    Não dá mais lucro pra você comprar uma TV Sony do que uma CCE(nacional) por um preço aproximado???? Afinal a CCE é do Brasil, a Sony é do Japão....

    No fim, um dos grandes problemas aí, é que o povo só quer o lado bom das coisas, não quer saber das consequências de nada... Isso até na vida pessoal... quer comer/beber de tudo, e não adoecer...., quer reclamar dos outros, mas não quer respeitar uma lei de trânsito.... quer ficar bom, mas não quer tomar o antibiótico até o fim..... Então, se o povão, não liga nem pra própria vida, quanto mais pra orçamento público....

    Você, no caso, tem algum conhecimento, meio rudimentar, ainda, do que seria um "investidor",... se estudar um pouco mais, essa raiva passa.......a verdade liberta....
    Pessoalmente eu lamento por eu ser obrigado a ser comandado por políticos que essa maioria sem juízo escolhe...Afinal, quanto a isso não tem muito jeito... é democracia

    Sempre gosto de citar a democracia com o clássico "Trash of Titans", dos Simpsons.
    Especialmente o final, que é quase um recado para o que cidadãos conscientes devem fazer sob o comando de governos populistas.
    avatar
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 161
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por cicero_pb em Ter 21 Nov 2017, 8:40 pm

    Educação era algo em que acreditava.

    Já falei aqui da minha percepção que o mercado fará as universidades públicas ficarem lixo e as particulares ficarem top. Tirem, somente como exemplo, que mais de 90% das vagas de medicina na unicamp é para quem tem algum tipo de cota (ano 2016).

    Vamos raciocinar: se a universidade é boa, quem tem grana vai se preparar (no caso da unicamp, cursando colégio público simultaneamente com a particular e pegando um bronzeado no final de semana). A unicamp permite as duas formas.

    Mas um dia quem tem dinheiro - e quem já está sendo alijado - vai para as particulares. Os cérebros desses alunos elevará gradualmente a qualidade das universidades e ... pimba: ocorrerá o mesmo que ocorreu com o ensino de primeiro e segundo graus nas décadas de 60 e 70.

    Resumindo: o pt conseguiu a fórmula para acabar com ensino superior de qualidade (relativa) no bostil. E a fórmula fez sucesso. Diria que não tem mais volta.

    Agora vamos pensar de outra forma: se a universidade pública for de qualidade, quem tem grana vai encontrar os caminhos (estou me repetindo) - e os pobres ficarão com as sobras. Por outro lado, se as universidades públicas não prestarem, quem pode não irá querer nem passar na porta. Ou seja, o pobre vai ter que se contentar com uma universidade sem expressão.

    Estou dizendo que as universidades públicas ainda têm alguma qualidade por INÉRCIA. Os cotistas (de todas as formas) estão aproveitando essa inércia ao mesmo tempo em que a velocidade da qualidade está diminuindo. Quanto maior massa/peso, mais inércia. As unicamp da vida vão demorar mais a afundar. Mais vão.

    Ah, porque não acredito mais em educação? Não posso falar nada da educação em cuba, mas dizem que a galera lá é boa.

    Então hoje acredito é em liberdade.

    esqueci: se as universidades de qualidade forem pagas, os pobres terão melhores oportunidades. Inclusive com bolsas, como ocorre nos EEUU, por exemplo.
    avatar
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 161
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por cicero_pb em Ter 21 Nov 2017, 8:49 pm

    Para quem quiser se aprofundar

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2556
    Reputação : 375
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Ter 21 Nov 2017, 9:56 pm

    cicero_pb escreveu:Educação era algo em que acreditava.

    Já falei aqui da minha percepção que o mercado fará as universidades públicas ficarem lixo e as particulares ficarem top. Tirem, somente como exemplo, que mais de 90% das vagas de medicina na unicamp é para quem tem algum tipo de cota (ano 2016).

    Vamos raciocinar: se a universidade é boa, quem tem grana vai se preparar (no caso da unicamp, cursando colégio público simultaneamente com a particular e pegando um bronzeado no final de semana). A unicamp permite as duas formas.

    Mas um dia quem tem dinheiro - e quem já está sendo alijado - vai para as particulares. Os cérebros desses alunos elevará gradualmente a qualidade das universidades e ... pimba: ocorrerá o mesmo que ocorreu com o ensino de primeiro e segundo graus nas décadas de 60 e 70.

    Resumindo: o pt conseguiu a fórmula para acabar com ensino superior de qualidade (relativa) no bostil. E a fórmula fez sucesso. Diria que não tem mais volta.

    Agora vamos pensar de outra forma: se a universidade pública for de qualidade, quem tem grana vai encontrar os caminhos (estou me repetindo) - e os pobres ficarão com as sobras. Por outro lado, se as universidades públicas não prestarem, quem pode não irá querer nem passar na porta. Ou seja, o pobre vai ter que se contentar com uma universidade sem expressão.

    Estou dizendo que as universidades públicas ainda têm alguma qualidade por INÉRCIA. Os cotistas (de todas as formas) estão aproveitando essa inércia ao mesmo tempo em que a velocidade da qualidade está diminuindo. Quanto maior massa/peso, mais inércia. As unicamp da vida vão demorar mais a afundar. Mais vão.

    Ah, porque não acredito mais em educação? Não posso falar nada da educação em cuba, mas dizem que a galera lá é boa.

    Então hoje acredito é em liberdade.

    esqueci: se as universidades de qualidade forem pagas, os pobres terão melhores oportunidades. Inclusive com bolsas, como ocorre nos EEUU, por exemplo.

    Esta é uma questão muito interessante do século XXI e o fim do oligopólio da informação.

    A sociedade passa por grandes e aceleradas transformações, de forma que o conhecimento formal, embora importante, concorre diretamente com a atitude de buscar conhecer e aprofundar no novo e a resiliência.

    Não por acaso, vários milionários do mundo da tecnologia até estiveram em faculdades, mas não concluíram um curso superior. Nem precisaram.

    Nesta linha, é mais importante estar apto para inovação, antecipando as revoluções, do que apenas a busca de um conhecimento estratificado.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 10:36 pm

    josebarbos escreveu:
    euvoltei escreveu:
    Galizezin escreveu:Hoje, no Brasil, está assim: nada pelo povo, e tudo pelo "investidor".

    Investidor nada, especulador. Investidor é aquele que investe no país. Investe em empregos, gera desenvolvimento.

    o tal "investidor" é aquele que empresta dinheiro ao Estado... ou seja, qualquer um que aplique uns trocados no tesouro direto ou na maioria das aplicações no banco....

    o tal "investidor" empresta, porque o governo tem ânsia em gastar...... o governo tem ânsia em gastar, porque gastar dá voto, e dá muito mais voto do que dizer que vai economizar, organizar, segurar o gasto...

    no fim, é o povo quem vota, elege um governo gastão, que vai pegar dinheiro com esses "investidores" para gastar, mantendo assim o desejo do povo....

    E por que o investidor faz isso ao invés de gerar empregos?? Porque dá mais lucro, é melhor.....
    Ou será que você, na sua vida pessoal, compra um produto pior e mais caro só porque ele gera emprego no Brasil, ao invés de gerar empregos no exterior???? Não é assim??
    Não dá mais lucro pra você comprar uma TV Sony do que uma CCE(nacional) por um preço aproximado???? Afinal a CCE é do Brasil, a Sony é do Japão....

    No fim, um dos grandes problemas aí, é que o povo só quer o lado bom das coisas, não quer saber das consequências de nada... Isso até na vida pessoal... quer comer/beber de tudo, e não adoecer...., quer reclamar dos outros, mas não quer respeitar uma lei de trânsito.... quer ficar bom, mas não quer tomar o antibiótico até o fim..... Então, se o povão, não liga nem pra própria vida, quanto mais pra orçamento público....

    Você, no caso, tem algum conhecimento, meio rudimentar, ainda, do que seria um "investidor",... se estudar um pouco mais, essa raiva passa.......a verdade liberta....
    Pessoalmente eu lamento por eu ser obrigado a ser comandado por políticos que essa maioria sem juízo escolhe...Afinal, quanto a isso não tem muito jeito... é democracia

    Sempre gosto de citar a democracia com o clássico "Trash of Titans", dos Simpsons.
    Especialmente o final, que é quase um recado para o que cidadãos conscientes devem fazer sob o comando de governos populistas.

    Basta destinar 100% das vagas nas universidades públicas para alunos oriundos de escolas públicas. Pronto, resolvido.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5647
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 21 Nov 2017, 10:38 pm

    Típica matéria tendenciosa:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Quando mencionam a diminuição do tal "prêmio" que os servidores ganham frente os empregados da iniciativa privada, considerando a maior diferença entre 53 países, esquecem de mencionar que o poder aquisitivo da iniciativa privada nesses países é infinitamente melhor que no BR. Não é o salário do servidor que está alto, é o salário da iniciativa privada que está muito baixo. Senão, qual seria o valor justo constitucionalmente defendido? Ninguém poderia ganhar menos de 4k.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 713
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Fireball em Qua 22 Nov 2017, 7:25 am

    Temos que aceitar a realidade, mesmo com o aumento do PIB após a estabilização do URV/Real, que por força da constituição deveria ser investido em educação(hoje tem DRU), o investimento não foi eficiente e via o FIES colocaram apenas dinheiro no bolso dos grandes empresários e políticos(muitos tem IES), como as Kroton da vida e similares, com níveis baixos de ensino, com professores e alunos limitados e por aí vai, uma geração perdida, infelizmente.

    Devemos deixar o passado para o passado e investir esses recursos da educação de base, com novos professores, como desenvolvimento dos que se sentirem motivados a tal desafio, num modelo baseado na gestão de desempenho de todo o ciclo e não apenas nos últimos 3 anos.

    Quando os colegas falaram que muitos empresários bem sucedidos não terminaram a faculdade, isto é verdade, mas pode ter certeza que tiveram uma boa formação, que os ensinou a pensar, que aprendeu se divertindo e com uma base muito boa e ampla, com saúde, esporte e alimentação adequada. Sugiro focarmos no início, daqui pra frente, o que já foi, infelizmente, já era pessoal. Sinto pelos que tem filhos entre 5-15 atualmente.

    Aproveitando que os colegas disseram sobre outros países, o EUA tem seu ensino fundamental e médio classificado por eles como ruim, devido em grande parte, aos professores terem estabilidade e não aceitar trabalhar por desempenho. Esse modelo jogou fora a formação básica e apostou na seleção para entrada no superior, tudo bem que lá tem muita faculdade, mas boa são poucas(proporcionalmente). Aqui no Brasil colocaram na cabeça que todo mundo tem que ter curso superior e isso não é verdade, precisamos é de técnicos especializados nas mais diversas áreas, com energia e conhecimento, aptos a se especializar, inovar e fazer o seu melhor. +18 anos.
    No EUA são alguns polos que tem faculdades boas, você se muda pra elas, agora aqui no Brasil, qualquer cidadezinha do interior tem um UnixXX da vida com professor que não arrumou emprego pois tinha má formação(na maioria dos casos) perpetuando a espécie e como um todo baixando o retorno do investimento, a eficiência das empresas e valor médio dos salários.

    Gerar riqueza é o segredo, tanto dos países grandes quanto os pequenos, com ou sem recursos naturais, estes últimos que não nos faltam e são abundantes, mas muito mal utilizados.


    Conteúdo patrocinado

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 19 Ago 2018, 7:43 pm