PCS JÁ



    Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1274
    Reputação : 137
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por euvoltei em Seg 08 Jan 2018, 9:53 am

    cicero_pb escreveu:

    Repito: as universidades públicas só são relativamente boas porque quem tem grana está lá.


    Simples assim...
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 11:24 am

    euvoltei escreveu:
    cicero_pb escreveu:

    Repito: as universidades públicas só são relativamente boas porque quem tem grana está lá.


    Simples assim...

    Imbecilidade. Quem tem grana está lá e faz o que mesmo?


    _________________
    NO RACISM!
    cicero_pb
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 163
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por cicero_pb em Seg 08 Jan 2018, 3:51 pm

    Desculpe, não entendi imbecilidade. De quem? Para quem? Por quê?

    Vejamos: sistema privado de saúde: PAGO. Muito melhor que o SUS, no que couber. No que não couber, depende de sorte. E de grana, acaso precise mudar-se para um local onde haja atendimento.

    Urbanização, saneamento, segurança: Muito melhor nas cidades mais ricas. E, dentro de cada cidade, nos bairros mais ricos. Por que será?

    Ônibus: os melhores veículos rodam nos bairros mais ricos. Pelo menos nas cidades que conheço. Como é na sua cidade?

    Canais de tv: os que são razoáveis são pagos (tv por assinatura). Canal aberto só lixo. Por quê?

    Supermercados: os que apresentam melhores índices de higiene e segurança alimentar estão, via de regra, nos bairros mais ricos. Por quê?

    Estradas: as do Sul e Sudeste são melhores do que as do Norte e Nordeste. E, dentro de cada região, os trechos com pedágios são em média melhores. Por quê?

    -------------

    Acredito que tenha entendido. Se não entendeu, uma palavrinha: capitalismo.

    E não venha falar mal do capitalismo. Ele é horrível, sim. Mas é melhor do que todos os outros sistemas conhecidos. E que tirou mais pessoas da miséria do que o lula (rs rs rs). Basta ver que um simples chuveiro elétrico proporciona um banho de melhor conforto do que a maioria dos reis tinha até uns 150 anos atrás.

    E sem capitalismo não haveria chuveiro elétrico.
    Marcos Moura de Souza
    Marcos Moura de Souza
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 95
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 07/04/2011

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Marcos Moura de Souza em Seg 08 Jan 2018, 4:14 pm

    Galizezin escreveu:
    euvoltei escreveu:
    cicero_pb escreveu:

    Repito: as universidades públicas só são relativamente boas porque quem tem grana está lá.


    Simples assim...

    Imbecilidade. Quem tem grana está lá e faz o que mesmo?

    Cara, eu fico impressionado com o grau de doutrinação de algumas pessoas...

    Eu vim de família bem pobre e graças a muito esforço consegui passar no concurso do TRT 02 para técnico judiciário.

    Não recebi um real dos meus pais depois que saí de casa, então o pouco patrimônio que tenho hoje (casa própria e veículo novo popular) eu adquiri com o meu esforço.

    Num determinado momento (enquanto ainda era técnico) realizei o sonho da casa própria, mas fiquei extremamente endividado.

    Cheguei a conclusão que teria que tirar meus filhos da escola particular que sempre estudaram e colocá-los numa escola pública.

    Fui fazer uma visita e fiquei assustado com o que vi. Escola toda depredada e a maconha comendo solta.

    Fiz umas contas. Vendi meu carro (popular com dois anos de uso) e paguei umas contas mais urgentes. Comprei um fusca com 30 anos de uso (para economizar no IPVA e seguro) com o que sobrou.

    Fiz uma reunião com o dono da escola e consegui a isenção da matrícula e a manutenção dos valores do ano anterior.

    Enfim, fiquei quase 3 anos andando de fusca para que meus filhos tivessem uma educação de melhor qualidade.

    Naquela escola pública em que fui visitar, vejo até hoje pais chegando para deixar os filhos com SUV´s, carros importados, etc...

    Ou seja, a família optou por bens materiais passageiros por dar uma educação melhor para os filhos...

    Quando meus sobrinhos chegam aqui em casa (estudam em escola pública) eu vejo a diferença gritante de conhecimento. Chega a dar pena, principalmente de um que o pai também fez essa opção (pelo automóvel)...

    Mas daí, segundo o seu "conceito": Meus filhos são burgueses e os filhos dessas pessoas são do proletariado e devem ocupar TODAS as vagas das Universidades Federais?

    PQP... Sem mais...



    cicero_pb
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 163
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por cicero_pb em Seg 08 Jan 2018, 4:18 pm

    Perfeito, Marcos.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1274
    Reputação : 137
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por euvoltei em Seg 08 Jan 2018, 4:39 pm

    Marcos Moura de Souza escreveu:
    Galizezin escreveu:
    euvoltei escreveu:
    cicero_pb escreveu:

    Repito: as universidades públicas só são relativamente boas porque quem tem grana está lá.


    Simples assim...

    Imbecilidade. Quem tem grana está lá e faz o que mesmo?

    Cara, eu fico impressionado com o grau de doutrinação de algumas pessoas...

    Eu vim de família bem pobre e graças a muito esforço consegui passar no concurso do TRT 02 para técnico judiciário.

    Não recebi um real dos meus pais depois que saí de casa, então o pouco patrimônio que tenho hoje (casa própria e veículo novo popular) eu adquiri com o meu esforço.

    Num determinado momento (enquanto ainda era técnico) realizei o sonho da casa própria, mas fiquei extremamente endividado.

    Cheguei a conclusão que teria que tirar meus filhos da escola particular que sempre estudaram e colocá-los numa escola pública.

    Fui fazer uma visita e fiquei assustado com o que vi. Escola toda depredada e a maconha comendo solta.

    Fiz umas contas. Vendi meu carro (popular com dois anos de uso) e paguei umas contas mais urgentes. Comprei um fusca com 30 anos de uso (para economizar no IPVA e seguro) com o que sobrou.

    Fiz uma reunião com o dono da escola e consegui a isenção da matrícula e a manutenção dos valores do ano anterior.

    Enfim, fiquei quase 3 anos andando de fusca para que meus filhos tivessem uma educação de melhor qualidade.

    Naquela escola pública em que fui visitar, vejo até hoje pais chegando para deixar os filhos com SUV´s, carros importados, etc...

    Ou seja, a família optou por bens materiais passageiros por dar uma educação melhor para os filhos...

    Quando meus sobrinhos chegam aqui em casa (estudam em escola pública) eu vejo a diferença gritante de conhecimento. Chega a dar pena, principalmente de um que o pai também fez essa opção (pelo automóvel)...

    Mas daí, segundo o seu "conceito": Meus filhos são burgueses e os filhos dessas pessoas são do proletariado e devem ocupar TODAS as vagas das Universidades Federais?

    PQP... Sem mais...




    Parabéns pelas escolhas e pelo relato...
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 5:01 pm

    Vamos dialogar considerando a amplitude dos nossos problemas, pois fixando a discussão em nossos casos particulares, de desvio padrão, poderemos partir para a pessoalidade, o que não é minha intenção.
    Vamos lá! Os camaradas que possuem carros top não podem ser considerados pobres, ou podem? Em todas as escolas públicas a droga rol.a solta? Engraçado, dias atrás vi, no Luciano Huck, uma escola em Sobral, CE, que é referência no Brasil. No último exame os alunos atingiram nota 9,3, enquanto nas demais escolas públicas a nota girava em torno de 5. Obviamente que toda pessoa que "largou" pobre e alcançou algum sucesso vai se sentir, de certa forma, injustiçado com certos avanços sociais. Eu, por exemplo, larguei muito pobre a cheguei aonde os senhores estão. Nem por isso desejo que os menos esclarecidos e pobres se eternizem na ignorância e pobreza. Se o nosso país erradicar a pobreza e melhorar a escolarização, todos um dia irão agradecer. Como é o ensino na Finlândia?


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 5:16 pm

    cicero_pb escreveu:Desculpe, não entendi imbecilidade. De quem? Para quem? Por quê?

    Vejamos: sistema privado de saúde: PAGO. Muito melhor que o SUS, no que couber. No que não couber, depende de sorte. E de grana, acaso precise mudar-se para um local onde haja atendimento.

    Urbanização, saneamento, segurança: Muito melhor nas cidades mais ricas. E, dentro de cada cidade, nos bairros mais ricos. Por que será?

    Ônibus: os melhores veículos rodam nos bairros mais ricos. Pelo menos nas cidades que conheço. Como é na sua cidade?

    Canais de tv: os que são razoáveis são pagos (tv por assinatura). Canal aberto só lixo. Por quê?

    Supermercados: os que apresentam melhores índices de higiene e segurança alimentar estão, via de regra, nos bairros mais ricos. Por quê?

    Estradas: as do Sul e Sudeste são melhores do que as do Norte e Nordeste. E, dentro de cada região, os trechos com pedágios são em média melhores. Por quê?

    -------------

    Acredito que tenha entendido. Se não entendeu, uma palavrinha: capitalismo.

    E não venha falar mal do capitalismo. Ele é horrível, sim. Mas é melhor do que todos os outros sistemas conhecidos. E que tirou mais pessoas da miséria do que o lula (rs rs rs). Basta ver que um simples chuveiro elétrico proporciona um banho de melhor conforto do que a maioria dos reis tinha até uns 150 anos atrás.

    E sem capitalismo não haveria chuveiro elétrico.

    A universidade federal é boa porque o almofada estuda lá? Puxa vida, tenho pena dos professores universitários que fizeram phd...


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 5:29 pm

    Sobre o capitalismo ser o melhor sistema, isso é ponto de vista. Cada cabeça uma sentença. Quantos bairros de ricaços poderemos ter num país? Nem nos EUA temos isso. Ou são todos uníssonos em favor do capitalismo? Não, aqui mesmo temos vários que, pelo teor da postagem, são comunistas, outros sociais democratas. E não adianta dizer que quem apoia uma social democracia é folgado, pois temos vários defensores desse sistema que fazem parte de elite. Apenas querem um país melhor, para poderem viver nele.


    _________________
    NO RACISM!
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1090
    Reputação : 158
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por anuvenzinha em Seg 08 Jan 2018, 5:55 pm

    Perfeito Marcos e Cicero: o capitalismo quer o consumo e,  logicamente, não quer a pobreza/miséria, ao contrário dos socialistas/comunistas e o mais são rêmoras! #Bolsonaro2018!


    Última edição por anuvenzinha em Seg 08 Jan 2018, 7:03 pm, editado 1 vez(es)
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1274
    Reputação : 137
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por euvoltei em Seg 08 Jan 2018, 6:23 pm

    Galizezin escreveu:Vamos dialogar considerando a amplitude dos nossos problemas, pois fixando a discussão em nossos casos particulares, de desvio padrão, poderemos partir para a pessoalidade, o que não é minha intenção.
    Vamos lá! Os camaradas que possuem carros top não podem ser considerados pobres, ou podem? Em todas as escolas públicas a droga rol.a solta? Engraçado, dias atrás vi, no Luciano Huck, uma escola em Sobral, CE, que é referência no Brasil. No último exame os alunos atingiram nota 9,3, enquanto nas demais escolas públicas a nota girava em torno de 5. Obviamente que toda pessoa que "largou" pobre e alcançou algum sucesso vai se sentir, de certa forma, injustiçado com certos avanços sociais. Eu, por exemplo, larguei muito pobre a cheguei aonde os senhores estão. Nem por isso desejo que os menos esclarecidos e pobres se eternizem na ignorância e pobreza. Se o nosso país erradicar a pobreza e melhorar a escolarização, todos um dia irão agradecer. Como é o ensino na Finlândia?

    Ué, duas mensagens atrás seu raciocínio era "se pagou escola paga faculdade"...
    Agora vem com essa de desvio padrão?!?!?

    O errado é errado e não tem desvio padrão que explique/justifique...


    Marcos Moura de Souza
    Marcos Moura de Souza
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 95
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 07/04/2011

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Marcos Moura de Souza em Seg 08 Jan 2018, 8:03 pm

    Galizezin escreveu:Vamos dialogar considerando a amplitude dos nossos problemas, pois fixando a discussão em nossos casos particulares, de desvio padrão, poderemos partir para a pessoalidade, o que não é minha intenção.
    Vamos lá! Os camaradas que possuem carros top não podem ser considerados pobres, ou podem? Em todas as escolas públicas a droga rol.a solta? Engraçado, dias atrás vi, no Luciano Huck, uma escola em Sobral, CE, que é referência no Brasil. No último exame os alunos atingiram nota 9,3, enquanto nas demais escolas públicas a nota girava em torno de 5. Obviamente que toda pessoa que "largou" pobre e alcançou algum sucesso vai se sentir, de certa forma, injustiçado com certos avanços sociais. Eu, por exemplo, larguei muito pobre a cheguei aonde os senhores estão. Nem por isso desejo que os menos esclarecidos e pobres se eternizem na ignorância e pobreza. Se o nosso país erradicar a pobreza e melhorar a escolarização, todos um dia irão agradecer. Como é o ensino na Finlândia?

    Viu como generalizar as coisas não faz sentido?

    Minha situação não é nenhuma exceção.

    Há dezenas de milhares de famílias que ascenderam um pouco economicamente e fazem seus sacrifícios para dar o melhor para os filhos, incluindo aí cursos de línguas, informatica e quando possível, uma escola particular mais em conta...

    Por outro lado, há muita gente que mesmo tendo condição financeira prefere deixar os filhos estudarem em escolas públicas, inclusive as de baixa qualidade, que infelizmente são a grande maioria no país.

    Por isso, não dá para dizer que quem estudou em escola particular é rico (ou "burgues") e o contrário da escola pública.

    Esse critério, além de discriminatório, seria totalmente desarrazoado...

    Já estão "tentando" corrigir isso através de cotas (o que considero triste, pois o ideal seria melhorar a qualidade das escolas públicas).

    Simplesmente, não dá pra resolver os problemas do país com canetadas desse tipo.

    Minha singela opinião.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 8:28 pm

    Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?


    _________________
    NO RACISM!
    subsidioja_
    subsidioja_
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2490
    Reputação : 329
    Data de inscrição : 05/04/2011

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por subsidioja_ em Seg 08 Jan 2018, 8:29 pm

    Meus caros colegas, sabem qual é a característica mais comum de se enxergar num esquerdista?
    Sua visão limitada!

    Todo debate é bom, mas alguns geram mais perda de tempo que coisas úteis.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 8:35 pm

    euvoltei escreveu:
    Galizezin escreveu:Vamos dialogar considerando a amplitude dos nossos problemas, pois fixando a discussão em nossos casos particulares, de desvio padrão, poderemos partir para a pessoalidade, o que não é minha intenção.
    Vamos lá! Os camaradas que possuem carros top não podem ser considerados pobres, ou podem? Em todas as escolas públicas a droga rol.a solta? Engraçado, dias atrás vi, no Luciano Huck, uma escola em Sobral, CE, que é referência no Brasil. No último exame os alunos atingiram nota 9,3, enquanto nas demais escolas públicas a nota girava em torno de 5. Obviamente que toda pessoa que "largou" pobre e alcançou algum sucesso vai se sentir, de certa forma, injustiçado com certos avanços sociais. Eu, por exemplo, larguei muito pobre a cheguei aonde os senhores estão. Nem por isso desejo que os menos esclarecidos e pobres se eternizem na ignorância e pobreza. Se o nosso país erradicar a pobreza e melhorar a escolarização, todos um dia irão agradecer. Como é o ensino na Finlândia?

    Ué, duas mensagens atrás seu raciocínio era "se pagou escola paga faculdade"...
    Agora vem com essa de desvio padrão?!?!?

    O errado é errado e não tem desvio padrão que explique/justifique...


    No sistema capitalista, muita gente larga do zero e perde a saúde para ter dinheiro. No fim das contas, acaba gastando esse dinheiro para tentar reaver a saúde.
    O ricaço não perde a saúde para conseguir o que quer. Então eu digo: pagou escola, pague a faculdade tb!
    Sim, quem faz parte do desvio padrão acabou se "esborrachando" para chegar lá! Estou mentindo?


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Seg 08 Jan 2018, 8:38 pm

    subsidioja_ escreveu:Meus caros colegas, sabem qual é a característica mais comum de se enxergar num esquerdista?
    Sua visão limitada!

    Todo debate é bom, mas alguns geram mais perda de tempo que coisas úteis.

    Tem visão limitada e, portanto, é ignorante, aquele que não aceita a opinião dos outros.


    _________________
    NO RACISM!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Ter 09 Jan 2018, 6:49 am

    Enquanto debatemos temas que não entendemos nada, pois quem entende de educação é o professor, como quem entende de medicina é médico e assim por diante. O governo ilegítimo prepara sua ultima cartada contra os trabalhadores, sim a reforma da previdência é a derradeira etapa de desmonte do precário estado do bem estar social da CR/88. O congelamento dos investimentos sociais, o desmonte da CLT, o engessamento do processo educacional da BNCC, a venda/doação das reservas de petróleo às empresas estatais do exterior, nomeação de ministra do trabalho que não cumpre a legislação e por ai vai.

    Sei que há muitos batedores de panela aqui, respeito, porém lamento a posição desses que se precipitaram pelo engodo da Globo e da CBF, mas agora é hora de pensar no Brasil e nos brasileiros mais necessitados do apoio governamental. Sem educação pública de qualidade, saúde, trabalho e agora sem aposentadoria. Lamentável companheiros.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1124
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Solange4 em Ter 09 Jan 2018, 7:38 am

    Galizezin escreveu:Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?

    É, pra quem estuda economia. O Brasil paga seguro desemprego pra quê? Pro desempregado continuar consumindo e não aumentar a crise.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Ter 09 Jan 2018, 8:14 am

    ale1969 escreveu:Enquanto debatemos temas que não entendemos nada, pois quem entende de educação é o professor, como quem entende de medicina é médico e assim por diante. O governo ilegítimo prepara sua ultima cartada contra os trabalhadores, sim a reforma da previdência é a derradeira etapa de desmonte do precário estado do bem estar social da CR/88. O congelamento dos investimentos sociais, o desmonte da CLT, o engessamento do processo educacional da BNCC, a venda/doação das reservas de petróleo às empresas estatais do exterior, nomeação de ministra do trabalho que não cumpre a legislação e por ai vai.

    Sei que há muitos batedores de panela aqui, respeito, porém lamento a posição desses que se precipitaram pelo engodo da Globo e da CBF, mas agora é hora de pensar no Brasil e nos brasileiros mais necessitados do apoio governamental. Sem educação pública de qualidade, saúde, trabalho e agora sem aposentadoria. Lamentável companheiros.

    Ninguém aqui está discutindo como Harvard deve planejar seu currículo, ou como a Estácio de Sá deveria esquematizar suas aulas. O que se discute não é educação, e sim o gasto público ligado à educação. Ora, se o governo nos cobra imposto, e decide qual destinação dar a tais recursos, é nosso direito - e obrigação - nos interessarmos pela forma que o gasto está sendo feito, e opinarmos sobre qual a melhor maneira de fazê-lo. Se fôssemos seguir pela sua linha de raciocínio, tampouco deveríamos debater previdência, investimentos sociais, setor de petróleo e - aqui ainda mais distante da nossa realidade - CLT. Tais discussões deveriam ser reservadas a "quem entende". Você viu o que o entendido Marcelo Caetano (Secretário da Previdência Social e uma das maiores autoridades brasileiras sobre o assunto) defende em relação à reforma da Previdência? spoiler: A PEC da reforma é, em sua quase totalidade, proposta por ele.

    Quanto aos rótulos-papagaio ("governo ilegítimo", "batedor de panela", "companheiros"), sinto-me no dever de alertá-lo que não trazem simpatia da maior parte dos brasileiros, posto que tais rótulos são propostos, e largamente utilizados, pelos políticos do PT e seus satélites (PSOL, PCdoB, PSTU, Rede etc). Lembro que quem criou a política do "nós contra eles" foi o próprio PT, ao afirmar que se não está "a nosso favor", é porque está do lado "deles". Como o lado do PT está podre, acabou empurrando todo mundo, voluntária ou involuntariamente, pro lado "deles". Até quem discorda da maior parte das medidas do governo Temer deve se lembrar de quem o escolheu para vice e, depois, criou as condições para que ele ascendesse ao poder: estelionato eleitoral, crimes de responsabilidade, recessão econômica, falta de habilidade política. Eu mesmo, apesar de apoiar a agenda econômica/social do governo (teto de gastos, reforma da CLT, reforma do ensino médio, reforma da previdência) sou crítico ferrenho da parte "político-moral" do governo Temer. No entanto, mesmo nessa parte, é bom lembrar que o atual governo não é, de todo modo, diferente dos anteriores, desde que me recordo. Portanto, como nas outras partes é superior, prevalece, ainda, a tese do "menos pior": merece críticas, mas não a ponto de defender a agenda de seus demais críticos.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Ter 09 Jan 2018, 8:46 am

    Solange4 escreveu:
    Galizezin escreveu:Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?

    É, pra quem estuda economia. O Brasil paga seguro desemprego pra quê? Pro desempregado continuar consumindo e não aumentar a crise.

    A comparação não podia ter sido mais infeliz:

    Primeiro, porque desconsidera a forma como é financiado o seguro-desemprego na Alemanha: todo trabalhador alemão empregado tem um desconto obrigatório mensal (20%), no "contracheque", a título de "seguros sociais" (fora os impostos normais, como Imposto de renda): aí se incluem as contribuições referentes à aposentadoria, seguro-saúde, seguro-desemprego, seguro de cuidados especiais de saúde. Portanto, a pessoa contribui diretamente para o sistema de seguridade, que depois lhe "banca".

    Segundo, porque a pessoa é submetida a uma série de requisitos para ter direito ao seguro: uma análise sobre os motivos de estar desempregado (sem bons motivos você não tem direito ao seguro pelos primeiros três meses), obrigação de comparecer a capacitações técnicas e participar de entrevistas de emprego para as quais for direcionado, entre outros.

    Terceiro, a taxa de desemprego na Alemanha é de 6%; portanto, a equação receitas x despesas do seguro está bem resolvida: "sobra" dinheiro todo ano.

    Resumindo, o sistema de seguro desemprego na Alemanha obedece a critérios de mercado ou, se preferir, "princípios capitalistas".

    Ao contrário do socialismo, que é incompatível com a matemática e com a democracia, o capitalismo não guarda incompatibilidade com os benefícios sociais. No entanto, tais benefícios devem fazer sentido, trazer resultados efetivos, e se enquadrarem em critérios de mercado (receitas >= despesas), aceitando pouquíssimas exceções em que o interesse público justifique um subsídio governamental em caso de déficit do sistema.

    Por último, tem um pressuposto importantíssimo para os benefícios sociais em um sistema capitalista de fato, pressuposto este incompatível com a prática socialista: Os direitos não podem ser maiores que as obrigações. Não faz sentido conceder a determinadas classes, já privilegiadas, benefícios sociais maiores do que sua contribuição ao sistema, nem sair concedendo indiscriminadamente benefícios a quem sequer contribui. Ao equacionar as receitas e despesas, você consegue incluir no sistema os menos privilegiados, sem sobrecarregar demais os outros contribuintes.

    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Ter 09 Jan 2018, 9:15 am

    androsvilazza escreveu:
    Solange4 escreveu:
    Galizezin escreveu:Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?

    É, pra quem estuda economia. O Brasil paga seguro desemprego pra quê? Pro desempregado continuar consumindo e não aumentar a crise.

    A comparação não podia ter sido mais infeliz:

    Primeiro, porque desconsidera a forma como é financiado o seguro-desemprego na Alemanha: todo trabalhador alemão empregado tem um desconto obrigatório mensal (20%), no "contracheque", a título de "seguros sociais" (fora os impostos normais, como Imposto de renda): aí se incluem as contribuições referentes à aposentadoria, seguro-saúde, seguro-desemprego, seguro de cuidados especiais de saúde. Portanto, a pessoa contribui diretamente para o sistema de seguridade, que depois lhe "banca".

    Segundo, porque a pessoa é submetida a uma série de requisitos para ter direito ao seguro: uma análise sobre os motivos de estar desempregado (sem bons motivos você não tem direito ao seguro pelos primeiros três meses), obrigação de comparecer a capacitações técnicas e participar de entrevistas de emprego para as quais for direcionado, entre outros.

    Terceiro, a taxa de desemprego na Alemanha é de 6%; portanto, a equação receitas x despesas do seguro está bem resolvida: "sobra" dinheiro todo ano.

    Resumindo, o sistema de seguro desemprego na Alemanha obedece a critérios de mercado ou, se preferir, "princípios capitalistas".

    Ao contrário do socialismo, que é incompatível com a matemática e com a democracia, o capitalismo não guarda incompatibilidade com os benefícios sociais. No entanto, tais benefícios devem fazer sentido, trazer resultados efetivos, e se enquadrarem em critérios de mercado (receitas >= despesas), aceitando pouquíssimas exceções em que o interesse público justifique um subsídio governamental em caso de déficit do sistema.

    Por último, tem um pressuposto importantíssimo para os benefícios sociais em um sistema capitalista de fato, pressuposto este incompatível com a prática socialista: Os direitos não podem ser maiores que as obrigações. Não faz sentido conceder a determinadas classes, já privilegiadas, benefícios sociais maiores do que sua contribuição ao sistema, nem sair concedendo indiscriminadamente benefícios a quem sequer contribui. Ao equacionar as receitas e despesas, você consegue incluir no sistema os menos privilegiados, sem sobrecarregar demais os outros contribuintes.


    Cara, a cada post seu fica a impressão que vc quer ser o "dega" do fórum. Desmerecer a opinião alheia e se colocar num pedestal. Discuta com tuas nega, especialista!


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Ter 09 Jan 2018, 9:17 am

    Solange4 escreveu:
    Galizezin escreveu:Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?

    É, pra quem estuda economia. O Brasil paga seguro desemprego pra quê? Pro desempregado continuar consumindo e não aumentar a crise.

    kkkk consumindo o que? arroz e feijão? fala sério...


    _________________
    NO RACISM!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Ter 09 Jan 2018, 9:29 am

    Galizezin escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Solange4 escreveu:
    Galizezin escreveu:Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?

    É, pra quem estuda economia. O Brasil paga seguro desemprego pra quê? Pro desempregado continuar consumindo e não aumentar a crise.

    A comparação não podia ter sido mais infeliz:

    Primeiro, porque desconsidera a forma como é financiado o seguro-desemprego na Alemanha: todo trabalhador alemão empregado tem um desconto obrigatório mensal (20%), no "contracheque", a título de "seguros sociais" (fora os impostos normais, como Imposto de renda): aí se incluem as contribuições referentes à aposentadoria, seguro-saúde, seguro-desemprego, seguro de cuidados especiais de saúde. Portanto, a pessoa contribui diretamente para o sistema de seguridade, que depois lhe "banca".

    Segundo, porque a pessoa é submetida a uma série de requisitos para ter direito ao seguro: uma análise sobre os motivos de estar desempregado (sem bons motivos você não tem direito ao seguro pelos primeiros três meses), obrigação de comparecer a capacitações técnicas e participar de entrevistas de emprego para as quais for direcionado, entre outros.

    Terceiro, a taxa de desemprego na Alemanha é de 6%; portanto, a equação receitas x despesas do seguro está bem resolvida: "sobra" dinheiro todo ano.

    Resumindo, o sistema de seguro desemprego na Alemanha obedece a critérios de mercado ou, se preferir, "princípios capitalistas".

    Ao contrário do socialismo, que é incompatível com a matemática e com a democracia, o capitalismo não guarda incompatibilidade com os benefícios sociais. No entanto, tais benefícios devem fazer sentido, trazer resultados efetivos, e se enquadrarem em critérios de mercado (receitas >= despesas), aceitando pouquíssimas exceções em que o interesse público justifique um subsídio governamental em caso de déficit do sistema.

    Por último, tem um pressuposto importantíssimo para os benefícios sociais em um sistema capitalista de fato, pressuposto este incompatível com a prática socialista: Os direitos não podem ser maiores que as obrigações. Não faz sentido conceder a determinadas classes, já privilegiadas, benefícios sociais maiores do que sua contribuição ao sistema, nem sair concedendo indiscriminadamente benefícios a quem sequer contribui. Ao equacionar as receitas e despesas, você consegue incluir no sistema os menos privilegiados, sem sobrecarregar demais os outros contribuintes.


    Cara, a cada post seu fica a impressão que vc quer ser o "dega" do fórum. Desmerecer a opinião alheia e se colocar num pedestal. Discuta com tuas nega, especialista!

    Qualquer discordância, numa discussão, é uma forma mais ou menos direta de "desmerecer a opinião alheia" e tentar prevalecer seu ponto de vista (no seu critério, "se colocar num pedestal"). No entanto, não me vejo faltando com respeito nem ofendendo a ninguém diretamente, sempre ataco o argumento e não a pessoa. Infelizmente, para alguns, esse (discordância e respeito) nem sempre é o caminho adotado.

    Para mim nunca fica bem claro aqui se a defesa de pontos de vista divergentes é livre, ou se é permitido apenas a assunção de um ponto de vista majoritário homogêneo. Repito: não é a primeira vez que sou "censurado" por defender certos pontos de vista (com mais ou menos ênfase), embora sempre me concentre em contestar o argumento, e não o argumentador. No "sentido contrário", no entanto, recebo (não apenas eu) todo tipo de críticas ad hominem, fora os rótulos de praxe da cartilha.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1124
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Solange4 em Ter 09 Jan 2018, 10:08 am

    Galizezin escreveu:
    Solange4 escreveu:
    Galizezin escreveu:Ao contrário do que os senhores pensam, o capitalismo está em decadência. E para quem duvida peço que verifique o que acontece com quem fica desempregado na Alemanha. O governo banca. Isso é ideal do capitalismo?

    É, pra quem estuda economia. O Brasil paga seguro desemprego pra quê? Pro desempregado continuar consumindo e não aumentar a crise.

    kkkk  consumindo o que? arroz e feijão? fala sério...

    Eu estava falando sério. Pense um pouco na produção do arroz e feijão, beneficiamento, embalagem, venda a varejo... isso é consumo, sim.
    tre-rj
    tre-rj
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1402
    Reputação : 100
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por tre-rj em Ter 09 Jan 2018, 10:28 am

    Perfeito

    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:Enquanto debatemos temas que não entendemos nada, pois quem entende de educação é o professor, como quem entende de medicina é médico e assim por diante. O governo ilegítimo prepara sua ultima cartada contra os trabalhadores, sim a reforma da previdência é a derradeira etapa de desmonte do precário estado do bem estar social da CR/88. O congelamento dos investimentos sociais, o desmonte da CLT, o engessamento do processo educacional da BNCC, a venda/doação das reservas de petróleo às empresas estatais do exterior, nomeação de ministra do trabalho que não cumpre a legislação e por ai vai.

    Sei que há muitos batedores de panela aqui, respeito, porém lamento a posição desses que se precipitaram pelo engodo da Globo e da CBF, mas agora é hora de pensar no Brasil e nos brasileiros mais necessitados do apoio governamental. Sem educação pública de qualidade, saúde, trabalho e agora sem aposentadoria. Lamentável companheiros.

    Ninguém aqui está discutindo como Harvard deve planejar seu currículo, ou como a Estácio de Sá deveria esquematizar suas aulas. O que se discute não é educação, e sim o gasto público ligado à educação. Ora, se o governo nos cobra imposto, e decide qual destinação dar a tais recursos, é nosso direito - e obrigação - nos interessarmos pela forma que o gasto está sendo feito, e opinarmos sobre qual a melhor maneira de fazê-lo. Se fôssemos seguir pela sua linha de raciocínio, tampouco deveríamos debater previdência, investimentos sociais, setor de petróleo e - aqui ainda mais distante da nossa realidade - CLT. Tais discussões deveriam ser reservadas a "quem entende". Você viu o que o entendido Marcelo Caetano (Secretário da Previdência Social e uma das maiores autoridades brasileiras sobre o assunto) defende em relação à reforma da Previdência? spoiler: A PEC da reforma é, em sua quase totalidade, proposta por ele.

    Quanto aos rótulos-papagaio ("governo ilegítimo", "batedor de panela", "companheiros"), sinto-me no dever de alertá-lo que não trazem simpatia da maior parte dos brasileiros, posto que tais rótulos são propostos, e largamente utilizados, pelos políticos do PT e seus satélites (PSOL, PCdoB, PSTU, Rede etc). Lembro que quem criou a política do "nós contra eles" foi o próprio PT, ao afirmar que se não está "a nosso favor", é porque está do lado "deles". Como o lado do PT está podre, acabou empurrando todo mundo, voluntária ou involuntariamente, pro lado "deles". Até quem discorda da maior parte das medidas do governo Temer deve se lembrar de quem o escolheu para vice e, depois, criou as condições para que ele ascendesse ao poder: estelionato eleitoral, crimes de responsabilidade, recessão econômica, falta de habilidade política. Eu mesmo, apesar de apoiar a agenda econômica/social do governo (teto de gastos, reforma da CLT, reforma do ensino médio, reforma da previdência) sou crítico ferrenho da parte "político-moral" do governo Temer. No entanto, mesmo nessa parte, é bom lembrar que o atual governo não é, de todo modo, diferente dos anteriores, desde que me recordo. Portanto, como nas outras partes é superior, prevalece, ainda, a tese do "menos pior": merece críticas, mas não a ponto de defender a agenda de seus demais críticos.
    cicero_pb
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 163
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por cicero_pb em Ter 09 Jan 2018, 10:39 am

    Como já falei: o pt esticou demais a corda.

    Criou várias divisões na sociedade. Mas vamos nos concentrar nesse ente abstrato: "nós e eles".

    Isso ficou tão forte que parece que quem é contra o temeroso é a favor do pt.

    Isso é extremamente falso. E por isso insistimos tanto em lembrar que quem elegeu o temeroso foram os petistas.

    Mas ficou o ranço, face a forte divisão social que o pt promoveu.

    Então, para não haver confusão, os coxinhas, eu incluso, ficam de fora das manifestações. Pode até não haver concordância, mas isso é preferível (aguentar o temeroso) do que ser confundido com petista.

    Particularmente não concordo com a reforma previdenciária que está se desenhando, por não ser clara ou justa.

    Pois, como já disse, se tributar em 50%, colocar a aposentadoria para 70 anos e limitar o teto previdenciário em 1 salário mínimo, ainda assim o sistema continuará com déficit, pois o grande problema é o roubo, não a arrecadação.

    Para qualquer coisa funcionar nessa pocilga, somente mudando a cultura.

    E a cultura atualmente dominante defende o que há de mais abjeto.
    RicardoMII
    RicardoMII
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1984
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : João Pessoa

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por RicardoMII em Ter 09 Jan 2018, 12:51 pm

    Marcos Moura de Souza escreveu:
    Galizezin escreveu:
    euvoltei escreveu:
    cicero_pb escreveu:

    Repito: as universidades públicas só são relativamente boas porque quem tem grana está lá.


    Simples assim...

    Imbecilidade. Quem tem grana está lá e faz o que mesmo?

    Cara, eu fico impressionado com o grau de doutrinação de algumas pessoas...

    Eu vim de família bem pobre e graças a muito esforço consegui passar no concurso do TRT 02 para técnico judiciário.

    Não recebi um real dos meus pais depois que saí de casa, então o pouco patrimônio que tenho hoje (casa própria e veículo novo popular) eu adquiri com o meu esforço.

    Num determinado momento (enquanto ainda era técnico) realizei o sonho da casa própria, mas fiquei extremamente endividado.

    Cheguei a conclusão que teria que tirar meus filhos da escola particular que sempre estudaram e colocá-los numa escola pública.

    Fui fazer uma visita e fiquei assustado com o que vi. Escola toda depredada e a maconha comendo solta.

    Fiz umas contas. Vendi meu carro (popular com dois anos de uso) e paguei umas contas mais urgentes. Comprei um fusca com 30 anos de uso (para economizar no IPVA e seguro) com o que sobrou.

    Fiz uma reunião com o dono da escola e consegui a isenção da matrícula e a manutenção dos valores do ano anterior.

    Enfim, fiquei quase 3 anos andando de fusca para que meus filhos tivessem uma educação de melhor qualidade.

    Naquela escola pública em que fui visitar, vejo até hoje pais chegando para deixar os filhos com SUV´s, carros importados, etc...

    Ou seja, a família optou por bens materiais passageiros por dar uma educação melhor para os filhos...

    Quando meus sobrinhos chegam aqui em casa (estudam em escola pública) eu vejo a diferença gritante de conhecimento. Chega a dar pena, principalmente de um que o pai também fez essa opção (pelo automóvel)...

    Mas daí, segundo o seu "conceito": Meus filhos são burgueses e os filhos dessas pessoas são do proletariado e devem ocupar TODAS as vagas das Universidades Federais?

    PQP... Sem mais...





    like like like like like like like like
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Ter 09 Jan 2018, 2:05 pm

    Por falar em previdência, achei interessante a análise do site "aos fatos" sobre o panfleto criticando a reforma.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Até quem defende a reforma reconhece seu papel e a importância da proteção social da previdência, principalmente entre os mais pobres, no Norte e Nordeste em especial.

    Há um projeto de desmonte das ações sociais em curso, que não foi submetido ao voto da população, por um governo ilegítimo que defende o grande capital.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Qua 10 Jan 2018, 1:17 pm

    Incrível como tem gente que defende essa reforma e esse desgoverno.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Qua 10 Jan 2018, 1:47 pm

    ale1969 escreveu:Incrível como tem gente que defende essa reforma e esse desgoverno.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Pra vc ver que não há estudo que mate a ignorância.


    _________________
    NO RACISM!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Qua 10 Jan 2018, 2:08 pm

    Temer no programa do Silvio Santos, só falta definir em qual quadro, "Topa tudo por Dinheiro", "Porta da Esperança" ou outra coisa pior. Evil or Very Mad Evil or Very Mad Evil or Very Mad

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Qua 10 Jan 2018, 5:44 pm

    Temer precisa pagar sua dívida com os empresários.


    _________________
    NO RACISM!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Sex 12 Jan 2018, 9:57 am

    Este artigo do "Estadão", que defende arduamente a reforma, serve de ponto de partida para um futuro debate público sobre a previdência. Aponta os desvios éticos e morais da reforma, bem como os modelos de financiamento da seguridade social. Muito bom.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1274
    Reputação : 137
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por euvoltei em Sex 12 Jan 2018, 10:23 am

    ale1969 escreveu:Este artigo do "Estadão", que defende arduamente a reforma, serve de ponto de partida para um futuro debate público sobre a previdência. Aponta os desvios éticos e morais da reforma, bem como os modelos de financiamento da seguridade social. Muito bom.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Peguei esse trecho do artigo:

    "Lembremos da Grécia onde o receituário neo-liberal de combate a crise foi assumido, como atrativo de investimentos os quais foram mínimos, agravando-se ainda mais a situação da economia grega"

    Pontuo:
    1. Na Grécia, a despesa estava maior que a despesa.
    2. Na Grécia, com a implantação do Euro, o governo teve que se financiar usando métodos racionais. Ou seja, não puderem empurrar o problema para frente(novas gerações) por endividamento público. Não puderam emitir moeda, para gerar inflação.
    3. A Grécia não seguiu receituário neoliberal (seja lá o que isso signifique), apenas seguiu um receituário matemático.
    4. A Grécia tinha uma das piores administrações públicas (e fiscais) da Europa, por isso sofreu tanto para entrar nos eixos.
    5. Portugal tinha quase tudo ruim que a Grécia tinha, mas com menor intensidade. Fez o ajuste, e ninguém tem saudades nem do descontrole, nem do ajuste.

    Ou seja, por uma afirmação, dá para saber que o texto todo possui, apenas, mais uma reflexão político-partidária-ideológica sobre o tema..


    Julgo mais verdadeiro o trecho abaixo (do artigo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ) :

    "Há fatos que considero incontestáveis, se o leitor não concorda com eles, não sei se o resto do texto interessará. São eles:

       -Há déficit na previdência e ele é crescente.
       -Com o passar dos anos e com o envelhecimento da população, esse déficit vai piorar.
       -O orçamento público é insuficiente. Para tudo (exceto para os barões).
       -O cobertor é curto, se aumentar o gasto com a previdência no nível previsto, vai faltar para outras áreas.
       -Direito adquirido e expectativa de direito são robustos conceitos jurídicos, mas fragilíssimos conceitos econômicos. Não há ordem judicial que faça aparecer um dinheiro que não há.
    "



    Mas, vai de cada um, todos somos livres para acreditar no que quisermos e depois, necessariamente, arcar com as consequências...
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Sex 12 Jan 2018, 10:54 am

    ale1969 escreveu:Este artigo do "Estadão", que defende arduamente a reforma, serve de ponto de partida para um futuro debate público sobre a previdência. Aponta os desvios éticos e morais da reforma, bem como os modelos de financiamento da seguridade social. Muito bom.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Nunca espere lisura de um governo que não aceita auditoria nas suas contas. Temer e sua equipe são corruptos e mentirosos. Quem apoia essa reforma está por fora ou é fura olho.


    _________________
    NO RACISM!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Sex 12 Jan 2018, 3:31 pm

    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:Este artigo do "Estadão", que defende arduamente a reforma, serve de ponto de partida para um futuro debate público sobre a previdência. Aponta os desvios éticos e morais da reforma, bem como os modelos de financiamento da seguridade social. Muito bom.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Peguei esse trecho do artigo:

    "Lembremos da Grécia onde o receituário neo-liberal de combate a crise foi assumido, como atrativo de investimentos os quais foram mínimos, agravando-se ainda mais a situação da economia grega"

    Pontuo:
    1. Na Grécia, a despesa estava maior que a despesa.
    2. Na Grécia, com a implantação do Euro, o governo teve que se financiar usando métodos racionais. Ou seja, não puderem empurrar o problema para frente(novas gerações) por endividamento público. Não puderam emitir moeda, para gerar inflação.
    3. A Grécia não seguiu receituário neoliberal (seja lá o que isso signifique), apenas seguiu um receituário matemático.
    4. A Grécia tinha uma das piores administrações públicas (e fiscais) da Europa, por isso sofreu tanto para entrar nos eixos.
    5. Portugal tinha quase tudo ruim que a Grécia tinha, mas com menor intensidade. Fez o ajuste, e ninguém tem saudades nem do descontrole, nem do ajuste.

    Ou seja, por uma afirmação, dá para saber que o texto todo possui, apenas, mais uma reflexão político-partidária-ideológica sobre o tema..


    Julgo mais verdadeiro o trecho abaixo (do artigo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ) :

    "Há fatos que considero incontestáveis, se o leitor não concorda com eles, não sei se o resto do texto interessará. São eles:

       -Há déficit na previdência e ele é crescente.
       -Com o passar dos anos e com o envelhecimento da população, esse déficit vai piorar.
       -O orçamento público é insuficiente. Para tudo (exceto para os barões).
       -O cobertor é curto, se aumentar o gasto com a previdência no nível previsto, vai faltar para outras áreas.
       -Direito adquirido e expectativa de direito são robustos conceitos jurídicos, mas fragilíssimos conceitos econômicos. Não há ordem judicial que faça aparecer um dinheiro que não há.
    "



    Mas, vai de cada um, todos somos livres para acreditar no que quisermos e depois, necessariamente, arcar com as consequências...


    Gostei muito do segundo texto, concordo plenamente com as suas considerações, porém entendo que o primeiro não exclui o segundo como avalias.
    Para quem tem em torno de 50 anos de idade e 30 anos de serviço público o segundo texto não se encaixa, pelo simples fato que não há tempo para formação de caixa suficiente no FUNPRESP, segundo as informações dos próprios servidores do fundo, há que poupar por no mínimo 20 anos para se tornar vantajosa a migração.
    Há o aspecto ético/moral da reforma, que fere os pactos sociais vigentes à época(antes de 1988 e 1998), lembrando que o servidor não tinha a opção de escolha, aderia compulsoriamente ao RPPS.
    Entendo que todas as mudanças são válidas para frente, inclusive o sistema de partição simples para um de financiamento individual com garantias mínimas, impedindo até o trabalho na aposentadoria como nos EUA, idade mínima e outras. Agora, fazer um trabalhador que já contribuiu por longos anos e não tem mais condições de formar uma poupança para a velhice trabalhar mais 15, 20 anos é injusto. Simples assim.
    Sidneigsilva
    Sidneigsilva
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 44
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 12/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Sidneigsilva em Sex 12 Jan 2018, 3:45 pm

    like
    ale1969 escreveu:
    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:Este artigo do "Estadão", que defende arduamente a reforma, serve de ponto de partida para um futuro debate público sobre a previdência. Aponta os desvios éticos e morais da reforma, bem como os modelos de financiamento da seguridade social. Muito bom.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Peguei esse trecho do artigo:

    "Lembremos da Grécia onde o receituário neo-liberal de combate a crise foi assumido, como atrativo de investimentos os quais foram mínimos, agravando-se ainda mais a situação da economia grega"

    Pontuo:
    1. Na Grécia, a despesa estava maior que a despesa.
    2. Na Grécia, com a implantação do Euro, o governo teve que se financiar usando métodos racionais. Ou seja, não puderem empurrar o problema para frente(novas gerações) por endividamento público. Não puderam emitir moeda, para gerar inflação.
    3. A Grécia não seguiu receituário neoliberal (seja lá o que isso signifique), apenas seguiu um receituário matemático.
    4. A Grécia tinha uma das piores administrações públicas (e fiscais) da Europa, por isso sofreu tanto para entrar nos eixos.
    5. Portugal tinha quase tudo ruim que a Grécia tinha, mas com menor intensidade. Fez o ajuste, e ninguém tem saudades nem do descontrole, nem do ajuste.

    Ou seja, por uma afirmação, dá para saber que o texto todo possui, apenas, mais uma reflexão político-partidária-ideológica sobre o tema..


    Julgo mais verdadeiro o trecho abaixo (do artigo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ) :

    "Há fatos que considero incontestáveis, se o leitor não concorda com eles, não sei se o resto do texto interessará. São eles:

       -Há déficit na previdência e ele é crescente.
       -Com o passar dos anos e com o envelhecimento da população, esse déficit vai piorar.
       -O orçamento público é insuficiente. Para tudo (exceto para os barões).
       -O cobertor é curto, se aumentar o gasto com a previdência no nível previsto, vai faltar para outras áreas.
       -Direito adquirido e expectativa de direito são robustos conceitos jurídicos, mas fragilíssimos conceitos econômicos. Não há ordem judicial que faça aparecer um dinheiro que não há.
    "



    Mas, vai de cada um, todos somos livres para acreditar no que quisermos e depois, necessariamente, arcar com as consequências...


    Gostei muito do segundo texto, concordo plenamente com as suas considerações, porém entendo que o primeiro não exclui o segundo como avalias.
    Para quem tem em torno de 50 anos de idade e 30 anos de serviço público o segundo texto não se encaixa, pelo simples fato que não há tempo para formação de caixa suficiente no FUNPRESP, segundo as informações dos próprios servidores do fundo, há que poupar por no mínimo 20 anos para se tornar vantajosa a migração.
    Há o aspecto ético/moral da reforma, que fere os pactos sociais vigentes à época(antes de 1988 e 1998), lembrando que o servidor não tinha a opção de escolha, aderia compulsoriamente ao RPPS.
    Entendo que todas as mudanças são válidas para frente, inclusive o sistema de partição simples para um de financiamento individual com garantias mínimas, impedindo até o trabalho na aposentadoria como nos EUA, idade mínima e outras. Agora, fazer um trabalhador que já contribuiu por longos anos e não tem mais condições de  formar uma poupança para a velhice trabalhar mais 15, 20 anos é injusto. Simples assim.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Sex 12 Jan 2018, 4:47 pm

    ale1969 escreveu:
    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:Este artigo do "Estadão", que defende arduamente a reforma, serve de ponto de partida para um futuro debate público sobre a previdência. Aponta os desvios éticos e morais da reforma, bem como os modelos de financiamento da seguridade social. Muito bom.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Peguei esse trecho do artigo:

    "Lembremos da Grécia onde o receituário neo-liberal de combate a crise foi assumido, como atrativo de investimentos os quais foram mínimos, agravando-se ainda mais a situação da economia grega"

    Pontuo:
    1. Na Grécia, a despesa estava maior que a despesa.
    2. Na Grécia, com a implantação do Euro, o governo teve que se financiar usando métodos racionais. Ou seja, não puderem empurrar o problema para frente(novas gerações) por endividamento público. Não puderam emitir moeda, para gerar inflação.
    3. A Grécia não seguiu receituário neoliberal (seja lá o que isso signifique), apenas seguiu um receituário matemático.
    4. A Grécia tinha uma das piores administrações públicas (e fiscais) da Europa, por isso sofreu tanto para entrar nos eixos.
    5. Portugal tinha quase tudo ruim que a Grécia tinha, mas com menor intensidade. Fez o ajuste, e ninguém tem saudades nem do descontrole, nem do ajuste.

    Ou seja, por uma afirmação, dá para saber que o texto todo possui, apenas, mais uma reflexão político-partidária-ideológica sobre o tema..


    Julgo mais verdadeiro o trecho abaixo (do artigo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ) :

    "Há fatos que considero incontestáveis, se o leitor não concorda com eles, não sei se o resto do texto interessará. São eles:

       -Há déficit na previdência e ele é crescente.
       -Com o passar dos anos e com o envelhecimento da população, esse déficit vai piorar.
       -O orçamento público é insuficiente. Para tudo (exceto para os barões).
       -O cobertor é curto, se aumentar o gasto com a previdência no nível previsto, vai faltar para outras áreas.
       -Direito adquirido e expectativa de direito são robustos conceitos jurídicos, mas fragilíssimos conceitos econômicos. Não há ordem judicial que faça aparecer um dinheiro que não há.
    "



    Mas, vai de cada um, todos somos livres para acreditar no que quisermos e depois, necessariamente, arcar com as consequências...


    Gostei muito do segundo texto, concordo plenamente com as suas considerações, porém entendo que o primeiro não exclui o segundo como avalias.
    Para quem tem em torno de 50 anos de idade e 30 anos de serviço público o segundo texto não se encaixa, pelo simples fato que não há tempo para formação de caixa suficiente no FUNPRESP, segundo as informações dos próprios servidores do fundo, há que poupar por no mínimo 20 anos para se tornar vantajosa a migração.
    Há o aspecto ético/moral da reforma, que fere os pactos sociais vigentes à época(antes de 1988 e 1998), lembrando que o servidor não tinha a opção de escolha, aderia compulsoriamente ao RPPS.
    Entendo que todas as mudanças são válidas para frente, inclusive o sistema de partição simples para um de financiamento individual com garantias mínimas, impedindo até o trabalho na aposentadoria como nos EUA, idade mínima e outras. Agora, fazer um trabalhador que já contribuiu por longos anos e não tem mais condições de  formar uma poupança para a velhice trabalhar mais 15, 20 anos é injusto. Simples assim.

    Válido e muito lúcido! A necessidade de uma reforma previdenciária é premente, mas duvido muito que esse governo atual a aprove... Embora muitos "vendam" o presidente Temer como político hábil, a falta de tato é evidente. O texto da reforma proposta é discutível (como qualquer proposta seria, visto que afeta uns e outros interesses), e o governo não soube defender a proposta com outro argumento além de "beneficiar o crescimento da economia", no início. Quando inventaram o mote "fim de privilégios", já era tarde pra incitar à adesão do povo, e - pior - não passa a ideia de estar de fato atacando privilégios, já que o governo pouco fez pra acabar com vários outros privilégios inexplicáveis, como desonerações, cargos comissionados, auxílios-moradia, salários suprateto etc... Pra quem vê de fora, sem se inteirar muito da situação da previdência, passa a sensação de um discurso falso.

    Além disso, Executivo e Legislativo estão ocupados demais cuidando dos próprios interesses, salvando os próprios pescoços, pra querer se ocupar com a aprovação da reforma. Talvez o próximo governo aprove alguma reforma; talvez esperem a corda arrebentar pra aprovar um remendo qualquer; mas esse governo, o máximo que pode aprovar é um arremedo de reforma, ainda mais enxuto que o último texto, que não precise de quórum de emenda constitucional.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1124
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Solange4 em Dom 14 Jan 2018, 6:52 pm

    Se antes a reforma da Previdência Social não seria aprovada, como não foi em dezembro último, muito menos o será no final de fevereiro próximo como imagina, deseja ou aposta o governo do presidente Michel Temer. Ou melhor: a parte do governo disposta a acreditar em fadas e duendes.

    Haveria aprovação com relativa folga de votos se a reforma tivesse sido apreciada pelo Congresso no primeiro semestre do ano passado, ou talvez no início do seguinte. Foi então que a 7 de março, à falta do que fazer à noite, Temer recebeu às escondidas no subterrâneo do Palácio do Jaburu a visita do dono do Grupo J&F.

    Deu no que deu (“Tem que manter isso, viu?”). E no que veio depois – duas denúncias que promoveram Temer à condição de o único presidente da República do Brasil a ser denunciado por corrupção no exercício do cargo. Corre o risco de ainda ser alvo de mais uma em breve, o que o tornaria um tríplice coroado. A conferir.

    A Câmara dos Deputados salvou Temer de ser processado. Mas a boa vontade que havia ali com a reforma da Previdência esgotou-se com a aproximação da data das eleições deste ano. Não deu para aprová-la em dezembro último como Temer quis. Não dará para aprová-la com a volta em fevereiro de deputados e senadores à Brasília.

    (Noblat)
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1274
    Reputação : 137
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por euvoltei em Seg 15 Jan 2018, 7:08 am

    Temer é um político habilidoso...
    Ele sabe que não pode entregar o jogo, e falar "no meu governo não aprovarei".... Mostraria fraqueza de comando, e cederia o um pouco mais de poder... Ele precisa pelo menos fingir...
    Quase todos pré-candidatos fogem do tema, mas no fundo, queriam isso logo aprovado(pelo menos os que tem chance de se eleger)...
    O que o Temer quer? Que a campanha comece, daí ele poderá falar que a reforma é necessária, mas que é assunto de campanha, e, passar o problema para frente, (como todos presidentes fazem governo após governo)... e vai jogar o problema para os candidatos...

    Essa é minha aposta...

    Conteúdo patrocinado

    Reforma da Previdência (versão 2016.2) - Página 7 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex 23 Ago 2019, 9:07 pm