PCS JÁ



    Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Compartilhe
    avatar
    flashfs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 234
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 21/10/2011

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por flashfs em Ter 12 Dez 2017, 6:32 am

    Galera, me surgiu uma dúvida em relação ao prazo para migração do RPPS pré-2013 para o RPC. Se é de interesse do governo que as pessoas saiam do regime antigo, por que a existência de um prazo relativamente curto? Ao acabar esse período, quem é do regime antigo não terá mais interesse em migrar, visto que não levará o Benefício Especial.
    avatar
    RicardoMII
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1931
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : João Pessoa

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por RicardoMII em Ter 12 Dez 2017, 7:26 am

    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:
    RicardoMII escreveu:
    marco trt8 escreveu:olá pessoal, uma dúvida, existe algum simulador para saber se a averbação de período  contributivo descontado durante o exercício em um cargo anterior, é prejudicial ou não para efeito de aponsentadoria no tribunal federal no qual atualmente trabalho?

    Também gostaria de saber isso.
    Ainda não fiz a averbação do meu tempo de contribuição ao INSS porquê tinha a ilusão de poder contribuir pelo valor mínimo e ficar com duas aposentadorias, no cenário de hoje está tudo nebuloso e não sei qual o melhor caminho a seguir.

    Duas aposentadorias somente em caso de acumulação legal. No nosso caso Analista Judiciário(nível superior) e Professor. Também não averbei meu tempo anterior esperando o desfecho da reforma, pois me enquadro nesta hipótese.

    Salvo mudança na reforma, acumulação do INSS e Regime próprio é perfeitamente legal. Há apenas algumas categorias de contribuinte que não podem ser utilizadas.

    José Barbosa, considerando que o tempo mínimo de contribuição vai para 25 anos vc acha que ainda vale a pena tentar a acumulação?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1673
    Reputação : 222
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Ter 12 Dez 2017, 8:33 am

    flashfs escreveu:Galera, me surgiu uma dúvida em relação ao prazo para migração do RPPS pré-2013 para o RPC. Se é de interesse do governo que as pessoas saiam do regime antigo, por que a existência de um prazo relativamente curto? Ao acabar esse período, quem é do regime antigo não terá mais interesse em migrar, visto que não levará o Benefício Especial.

    Não acredito que o prazo seja curto... Considerando que a lei é de 2012, com a prorrogação já são seis anos de prazo para se tomar uma decisão... Quem não decidir pela migração após seis anos de reflexão, não vai optar mais.

    Quanto à parte de ser interessante para o governo, acho que o fato de o prazo para adesão ser determinado, e finito, vale como estímulo à adesão. Enquanto houver expectativa de prorrogação de prazo, possíveis incentivos à adesão etc. Muitos dos potenciais migradores permanecerão inertes, por preguiça, comodismo ou à espera de oportunidades/condições melhores. Ao se estabelecer um prazo limite ("é só até aqui depois já era"), força-se à decisão. O pessoal só vai querer abandonar o "cruzeiro de luxo" quando o bote salva vidas estiver prestes a partir.
    avatar
    flashfs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 234
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 21/10/2011

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por flashfs em Ter 12 Dez 2017, 8:59 am

    androsvilazza escreveu:Não acredito que o prazo seja curto... Considerando que a lei é de 2012, com a prorrogação já são seis anos de prazo para se tomar uma decisão... Quem não decidir pela migração após seis anos de reflexão, não vai optar mais.

    Quanto à parte de ser interessante para o governo, acho que o fato de o prazo para adesão ser determinado, e finito, vale como estímulo à adesão. Enquanto houver expectativa de prorrogação de prazo, possíveis incentivos à adesão etc. Muitos dos potenciais migradores permanecerão inertes, por preguiça, comodismo ou à espera de oportunidades/condições melhores. Ao se estabelecer um prazo limite ("é só até aqui depois já era"), força-se à decisão. O pessoal só vai querer abandonar o "cruzeiro de luxo" quando o bote salva vidas estiver prestes a partir.
    Huum, é, pode ser.

    Um outro questionamento. No Art. 31, do Regulamento do Plano de Benefícios do Funprespjud, ao tratar o resgate, fala que só poderemos resgatar o máximo de 90% da contrapartida da União a partir de 24 anos ("tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO"). Minha dúvida é: esse tempo só passa a contar a partir do momento em que eu entrei no Funpresp, ou o tempo de trabalho no mesmo órgão antes de aderir também entraria para a conta? Entendo que faria sentido apenas a partir da associação ao Funpresp, mas não vi isso muito claro no documento.
    avatar
    wilhelm
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : AJAJ C13 Querendo dar Área desta Josta de País
    Mensagens : 1232
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Idade : 38
    Localização : TRF 3ª Região

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por wilhelm em Ter 12 Dez 2017, 9:13 am

    flashfs escreveu:
    androsvilazza escreveu:Não acredito que o prazo seja curto... Considerando que a lei é de 2012, com a prorrogação já são seis anos de prazo para se tomar uma decisão... Quem não decidir pela migração após seis anos de reflexão, não vai optar mais.

    Quanto à parte de ser interessante para o governo, acho que o fato de o prazo para adesão ser determinado, e finito, vale como estímulo à adesão. Enquanto houver expectativa de prorrogação de prazo, possíveis incentivos à adesão etc. Muitos dos potenciais migradores permanecerão inertes, por preguiça, comodismo ou à espera de oportunidades/condições melhores. Ao se estabelecer um prazo limite ("é só até aqui depois já era"), força-se à decisão. O pessoal só vai querer abandonar o "cruzeiro de luxo" quando o bote salva vidas estiver prestes a partir.
    Huum, é, pode ser.

    Um outro questionamento. No Art. 31, do Regulamento do Plano de Benefícios do Funprespjud, ao tratar o resgate, fala que só poderemos resgatar o máximo de 90% da contrapartida da União a partir de 24 anos ("tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO"). Minha dúvida é: esse tempo só passa a contar a partir do momento em que eu entrei no Funpresp, ou o tempo de trabalho no mesmo órgão antes de aderir também entraria para a conta? Entendo que faria sentido apenas a partir da associação ao Funpresp, mas não vi isso muito claro no documento.

    Tive a mesma dúvida. Liguei em Brasília no Funpresp. Me disseram que é tempo de exercício no órgão. Por ora! Há movimentações no sentido de isso ser revisto, pois com adesões recentes tem gente que vai largar com vantagem e isso poderia causar desequilíbrio no futuro, muito embora seja um sistema de reservas individuais. Assim, por se tratar de regime jurídico de direito material, privado, aplica-se tempus regit actum e vale a regra do momento da adesão.
    avatar
    flashfs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 234
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 21/10/2011

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por flashfs em Ter 12 Dez 2017, 9:40 am

    wilhelm escreveu:Tive a mesma dúvida. Liguei em Brasília no Funpresp. Me disseram que é tempo de exercício no órgão. Por ora! Há movimentações no sentido de isso ser revisto, pois com adesões recentes tem gente que vai largar com vantagem e isso poderia causar desequilíbrio no futuro, muito embora seja um sistema de reservas individuais. Assim, por se tratar de regime jurídico de direito material, privado, aplica-se tempus regit actum e vale a regra do momento da adesão.
    Obrigado pelo esclarecimento, não sabia dessa questão do Direito. Isso é muito vantajoso para quem quer migrar e já possui alguns anos de tribunal. Qual seria o melhor meio de se resguardar quanto a isso? Apenas salvar o regulamento resolve? Eles são obrigados a manter o regulamento com o rastreamento de todas as suas modificações?
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Ter 12 Dez 2017, 9:49 am

    euvoltei escreveu:
    pernalonga escreveu:Ao que tudo indica, governo não tem os votos necessários pra votar a reforma semana que vem, mas seguirão tentando até o dia 22/12 à noite. O que estamos fazendo de mobilização ainda é pouco, mas tem mostrado resultado!

    Não tem hoje, mas certamente terá após o primeiro turno no próximo ano, ou no início de 2019..

    Essa reforma passará logo, não se sabe o prazo...


    Depende da eleição de 2018, se continuarmos votando em latifundiários, FIESP, FEBRABAN, CNA e outros da elite, a reforma será empurrada goela abaixo do trabalhador. Agora, se prestarmos atenção aos Deputados e Senadores, principalmente no partido político e suas coligações na hora do voto podemos fazer uma reforma da previdência que não penalize os mais pobres, tributando grandes fortunas e cobrando os sonegadores.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Ter 12 Dez 2017, 9:57 am

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Hummm... Esses caras estão despistando, acho que vão tentar votar próximo ao natal. Não confio nem um pouco nesse congresso vendido.
    avatar
    wilhelm
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : AJAJ C13 Querendo dar Área desta Josta de País
    Mensagens : 1232
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Idade : 38
    Localização : TRF 3ª Região

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por wilhelm em Ter 12 Dez 2017, 10:09 am

    flashfs escreveu:
    wilhelm escreveu:Tive a mesma dúvida. Liguei em Brasília no Funpresp. Me disseram que é tempo de exercício no órgão. Por ora! Há movimentações no sentido de isso ser revisto, pois com adesões recentes tem gente que vai largar com vantagem e isso poderia causar desequilíbrio no futuro, muito embora seja um sistema de reservas individuais. Assim, por se tratar de regime jurídico de direito material, privado, aplica-se tempus regit actum e vale a regra do momento da adesão.
    Obrigado pelo esclarecimento, não sabia dessa questão do Direito. Isso é muito vantajoso para quem quer migrar e já possui alguns anos de tribunal. Qual seria o melhor meio de se resguardar quanto a isso? Apenas salvar o regulamento resolve? Eles são obrigados a manter o regulamento com o rastreamento de todas as suas modificações?

    Salvar o regulamento e recomendo mandar o mesmo questionamento por email e salvar a resposta, para posterior comprovação em ação judicial, no futuro, caso necessário!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Ter 12 Dez 2017, 10:35 am

    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Hummm... Esses caras estão despistando, acho que vão tentar votar próximo ao natal. Não confio nem um pouco nesse congresso vendido.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Ter 12 Dez 2017, 1:42 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Incrível como tem trabalhadores que votam nesses DEMônios. Não bastasse o papel ridículo do presidente da câmara "chileno" fazendo papel de cabo eleitoral de projeto e não de presidente, ainda temos um ministro da educação do partido da escola sem partido, amiguinho do Frota, pedindo fechamento de questão. Aviso a todos "QUEM VOTAR, NÃO VOLTA"
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Qua 13 Dez 2017, 1:12 pm

    PSDB sendo PSDB, nenhuma novidade. Um partido que se diz social democrata, mas que trabalha para entregar o povo aos "Dragões do Mercado".

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    OJAF RJ
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 227
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por OJAF RJ em Qua 13 Dez 2017, 3:49 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Debate muito bom sobre a previdência, com ANFIP, Governo e TCU. Até a metodologia com contabilidade criativa da ANFIP já admite um déficit de 57 bilhões em 2016. Infelizmente essa votação ficará para 2019, e terá que ser muito mais dura. Os congressistas insistem no populismo com medo de não se reeleger. Infelizmente não se deram conta que estão jogando o país no buraco e levando o Brasil para um cenário de hiperinflação no médio prazo. Estamos caminhando para um cenário futuro de corte de direitos adquiridos, assim como ocorreu na Grecia, Espanha e Portugal.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Qua 13 Dez 2017, 4:49 pm

    OJAF RJ escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Debate muito bom sobre a previdência, com ANFIP, Governo e TCU. Até a metodologia com contabilidade criativa da ANFIP já admite um déficit de 57 bilhões em 2016. Infelizmente essa votação ficará para 2019, e terá que ser muito mais dura. Os congressistas insistem no populismo com medo de não se reeleger. Infelizmente não se deram conta que estão jogando o país no buraco e levando o Brasil para um cenário de hiperinflação no médio prazo. Estamos caminhando para um cenário futuro de corte de direitos adquiridos, assim como ocorreu na Grecia, Espanha e Portugal.

    Alô!? Previdência leva para o buraco. Corrupção não? Qual delas dilapida mais o erário? Então, se vc estiver certo, após a aprovação da reforma da previdência o Brasil vai dar um salto na qualidade das escolas e hospitais. cheers


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1673
    Reputação : 222
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Qua 13 Dez 2017, 5:46 pm

    Olha a falácia dos falsos opostos (falsa dicotomia): ou se reforma a previdência, ou se combate a corrupção? Temos problemas graves na saúde, educação, segurança pública, valores morais etc. mas nada disso merece ser debatido, ou combatido, enquanto não se erradicar a corrupção? A luta contra a corrupção é justíssima, aliás, todos concordam - até o Lula vive dizendo que é a favor das investigações, que fortaleceu MP e PF etc. -, mas se formos cruzar os braços e fechar os olhos para os demais problemas, "enquanto a corrupção não for resolvida", melhor devolver o país pros índios (aliás, vários destes também são corruptos). A busca da ética no trato da coisa pública deve ser mantida, mas concomitante a outras discussões também importantes. A menos que o objetivo seja meramente desviar o foco: qualquer assunto que nos seja "desagradável" deverá ser prontamente substituído pela odisseia do "combate à corrupção". Previdência deficitária? Mas e o combate à corrupção? Mais de 60 mil homicídios ao ano no Brasil? O combate à corrupção não deve ser esquecido. Auxílio-moradia é imoral e se sustenta apenas numa liminar que nunca vai a plenário? Querem enfraquecer o combate à corrupção! (Sério, essa eu já ouvi). Auxílios e benesses demais aos ocupantes de cargos legislativos, cargos em comissão nomeados por critérios atécnicos, exclusivamente políticos, membros do judiciário e MP com "direitos" imorais? Mas e a corrupção, que traz consequências muito piores? E podemos ficar nisso eternamente, jogando todas as demais discussões para um futuro (talvez utópico) em que a corrupção esteja superada, e aí sim possamos passar aos próximos tópicos (porque ninguém consegue se concentrar em mais de um problema por vez)...
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1673
    Reputação : 222
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Qua 13 Dez 2017, 5:55 pm

    Engraçado que a gente "debate" sobre a previdência mais do que quem é regiamente pago para fazê-lo:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O governo já jogou a toalha, mantém essa novelinha de "agora vai" só pra não alarmar "o mercado". Fevereiro tem carnaval, Março já se iniciam as convenções partidárias e definições de candidatos, em abril o discurso já será "esse é um tópico que merece ser levado à discussão eleitoral, e que as urnas definam qual projeto 'o povo' quer!"

    Sem contar que ano eleitoral nunca dá quórum pra votação de emendas constitucionais. O pessoal passa o tempo mais "nas bases" (repito, sendo regiamente pago para não trabalhar) do que em Brasília; enfim, mantêm seus cargos, vencimentos e vantagens de parlamentares, mas exercendo puramente a função de candidatos...
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Qua 13 Dez 2017, 7:47 pm

    androsvilazza escreveu:Olha a falácia dos falsos opostos (falsa dicotomia): ou se reforma a previdência, ou se combate a corrupção? Temos problemas graves na saúde, educação, segurança pública, valores morais etc. mas nada disso merece ser debatido, ou combatido, enquanto não se erradicar a corrupção? A luta contra a corrupção é justíssima, aliás, todos concordam - até o Lula vive dizendo que é a favor das investigações, que fortaleceu MP e PF etc. -, mas se formos cruzar os braços e fechar os olhos para os demais problemas, "enquanto a corrupção não for resolvida", melhor devolver o país pros índios (aliás, vários destes também são corruptos). A busca da ética no trato da coisa pública deve ser mantida, mas concomitante a outras discussões também importantes. A menos que o objetivo seja meramente desviar o foco: qualquer assunto que nos seja "desagradável" deverá ser prontamente substituído pela odisseia do "combate à corrupção". Previdência deficitária? Mas e o combate à corrupção? Mais de 60 mil homicídios ao ano no Brasil? O combate à corrupção não deve ser esquecido. Auxílio-moradia é imoral e se sustenta apenas numa liminar que nunca vai a plenário? Querem enfraquecer o combate à corrupção! (Sério, essa eu já ouvi). Auxílios e benesses demais aos ocupantes de cargos legislativos, cargos em comissão nomeados por critérios atécnicos, exclusivamente políticos, membros do judiciário e MP com "direitos" imorais? Mas e a corrupção, que traz consequências muito piores? E podemos ficar nisso eternamente, jogando todas as demais discussões para um futuro (talvez utópico) em que a corrupção esteja superada, e aí sim possamos passar aos próximos tópicos (porque ninguém consegue se concentrar em mais de um problema por vez)...

    Vc é cego? Não sabe ler? O cara diz que a previdência está levando o Brasil para o buraco. Faça-me o favor. Nada de retirar DRU, cobrar os grandes devedores, lançar parte da conta para banqueiros...


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Qua 13 Dez 2017, 7:50 pm

    mas o castigo vem a cavalo. Toda semana o Dr. Pedro Dedão soca o (*) do Temer.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    MConcursos
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 188
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 04/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por MConcursos em Qua 13 Dez 2017, 8:07 pm

    Suspenderam a cobrança dos 14% do RPPS para os Delegados Federais. Alguém sabe se tem ação nesse sentido a nosso favor?
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1673
    Reputação : 222
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Qua 13 Dez 2017, 9:16 pm

    Galizezin escreveu:
    androsvilazza escreveu:Olha a falácia dos falsos opostos (falsa dicotomia): ou se reforma a previdência, ou se combate a corrupção? Temos problemas graves na saúde, educação, segurança pública, valores morais etc. mas nada disso merece ser debatido, ou combatido, enquanto não se erradicar a corrupção? A luta contra a corrupção é justíssima, aliás, todos concordam - até o Lula vive dizendo que é a favor das investigações, que fortaleceu MP e PF etc. -, mas se formos cruzar os braços e fechar os olhos para os demais problemas, "enquanto a corrupção não for resolvida", melhor devolver o país pros índios (aliás, vários destes também são corruptos). A busca da ética no trato da coisa pública deve ser mantida, mas concomitante a outras discussões também importantes. A menos que o objetivo seja meramente desviar o foco: qualquer assunto que nos seja "desagradável" deverá ser prontamente substituído pela odisseia do "combate à corrupção". Previdência deficitária? Mas e o combate à corrupção? Mais de 60 mil homicídios ao ano no Brasil? O combate à corrupção não deve ser esquecido. Auxílio-moradia é imoral e se sustenta apenas numa liminar que nunca vai a plenário? Querem enfraquecer o combate à corrupção! (Sério, essa eu já ouvi). Auxílios e benesses demais aos ocupantes de cargos legislativos, cargos em comissão nomeados por critérios atécnicos, exclusivamente políticos, membros do judiciário e MP com "direitos" imorais? Mas e a corrupção, que traz consequências muito piores? E podemos ficar nisso eternamente, jogando todas as demais discussões para um futuro (talvez utópico) em que a corrupção esteja superada, e aí sim possamos passar aos próximos tópicos (porque ninguém consegue se concentrar em mais de um problema por vez)...

    Vc é cego? Não sabe ler? O cara diz que a previdência está levando o Brasil para o buraco. Faça-me o favor. Nada de retirar DRU, cobrar os grandes devedores, lançar parte da conta para banqueiros...

    Calma colega, não precisa ofender. A extrapolação inicial não foi minha; não fui eu a ler "a previdência está levando o Brasil para o buraco e subentender " só a previdência (e não a corrupção) leva o país para o buraco.

    Quanto às propostas que levantou, foram tratadas na audiência pública que o colega postou acima; de todo modo foram repetidos os mesmos argumentos que os leigos aqui do fórum já vêm repisando há tempos:

    A DRU já está retirada na nova proposta: em relação à seguridade social, ela não traz nenhuma vantagem ao governo, que todo ano (com exceção de 3 nos últimos 20) tira do orçamento fiscal mais recursos do que os originalmente "remanejados" pela DRU, a fim de cobrir o "rombo" da seguridade no fim do ano. A DRU, de fato, mira as outras vinculações constitucionais, em especial os impostos vinculados aos fundos de participação dos Estados e Municípios. De todo modo, pra desfazer o argumento contrário à reforma, baseado na DRU, a PEC já prevê que a DRU não afetará mais os recursos da seguridade social.

    A cobrança dos devedores, bem ou mal, já é realizada. A Receita Federal tem, segundo dados do governo, 30 mil servidores para isso; a AGU mais 3000 para as ações ajuizadas, mais um tanto no CARF, e outros tantos na JF, que processa as ações. No entanto, é bom lembrar que boa parte dos créditos são "podres", relativos a empresas falidas ou em processo de recuperação judicial. Outra parte diz respeito a autuações e multas ainda pendentes de análise administrativa, julgamento, ou recursos. É o que a lei prevê; e ainda bem que a lei prevê a possibilidade de que um cidadão conteste débitos (até então "impostos" unilateralmente) com os quais ele não concorda. De resto, tentar resolver um problema se baseando exclusivamente em uma utopia onde a sonegação inexista, e todos os créditos sejam devidos e recuperados, exatamente como os auditores calcularam, não me parece uma estratégia de governo muito responsável.

    Quanto à solução clássica de "taxar os banqueiros" (pode me chamar de "aumento de impostos) só dá certo até a página 2. Os "banqueiros" tiram seu lucros dos clientes (o povo) e dos empréstimos ao governo (sustentado pelo povo). Obviamente isso resulta em pressão sobre as taxa de juros (o "banqueiro" não vai emprestar a taxas baixas, tendo de pagar impostos ainda maiores, e a um governo que, em vez de controlar seus gastos, apenas aumenta impostos). Legal é o efeito final disso tudo: querendo diminuir os lucros e sobretaxar os banqueiros, o governo acaba aumentando sua dependência, e pagando ainda mais juros... aos banqueiros! A melhor forma de reduzir os lucros dos banqueiros é diminuir a dependência governamental em relação a eles; portanto, reduzindo os gastos e pagando as dívidas, a fim de reduzi-las, da mesma forma que se faz com as dívidas pessoais. O problema é que quem odeia os banqueiros contraditoriamente adora o dinheiro que eles emprestam para suportar os gastos cada vez maiores...
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1673
    Reputação : 222
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por androsvilazza em Qua 13 Dez 2017, 9:31 pm

    Só pra jogar um pouco de luz sobre a questão dos "devedores" à Fazenda Nacional:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O CARF, no período analisado, julgou 52% dos casos de forma favorável ao contribuinte (daí as aspas em "devedores"), e 48% de modo favorável à Fazenda. Desconheço as estatísticas em sede judicial, mas acredito que devam, também, girar em torno dos 50%. Esses são os casos em que se tem uma expectativa razoável de receber. Ainda há, dentro destes quase 50% que a União ganha, vários casos em que não se recebe, alguns deles por mera incapacidade de pagamento. Não tendo recurso, falindo a empresa, o que fazer? Mais uma vez, digo que é irresponsável depositar todas as fichas na cesta da recuperação dos débitos. Até concordo que se deve rever a legislação tributária, apertar em alguns casos, fortalecer a fiscalização e controle etc. mas estas são medidas complementares, não podem ser o "plano A".
    avatar
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 662
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Fireball em Qui 14 Dez 2017, 1:20 am

    As leis que precisamos [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Vs
    O que tem sido aprovado pelo Congresso.
    Com essa última de limitar auto-financiamento não teremos mais "Dorias " por aí.
    Mais um Refis, um monte de perdão e 1.7 bilhões pra compra de voto e TV ao invés de uma mídia mais barato.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Qui 14 Dez 2017, 7:37 am

    Não há ilusões, vencemos uma batalha em 2017, ano que vem temos que nos manter firmes e unidos em defesa dos menos favorecidos. Na campanha de 2018 vamos eleger um novo congresso sem latifundiários e banqueiros, com representantes comprometidos com a seguridade social.

    Sei que para o discurso individualista da classe média egoísta é muito melhor "manter isso, viu!", só que os investimentos sociais e principalmente a erradicação da pobreza dependem da ação firme do Estado.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Qui 14 Dez 2017, 12:28 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Agora temos uma data, 19/02/2018 na semana depois do carnaval, sugiro beber com moderação para enfrentarmos a legião de crápulas.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Qui 14 Dez 2017, 12:32 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Temer no programa do Silvio Santos, que dupla. Será que alguém vai bater panela? Very Happy Very Happy Very Happy
    avatar
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 367
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 12/09/2014

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Qui 14 Dez 2017, 12:34 pm

    MConcursos escreveu:Suspenderam a cobrança dos 14% do RPPS para os Delegados Federais. Alguém sabe se tem ação nesse sentido a nosso favor?

    Anata diz que vai ajuizar, mas, sinceramente, acho isso causa perdida.

    Ação contra o aumento da contribuição previdenciária
    Sempre visando a defesa de seus associados, a ANATA proporá ação ordinária contra a absurda majoração da alíquota previdenciária para 14%. O aumento foi instituído pelo governo Temer, por intermédio da Medida Provisória 805, e produzirá efeitos a partir de fevereiro de 2018.

    O Aumento da contribuição previdenciária fere o princípio constitucional da razoabilidade e a regra do art. 150, inciso IV da Constituição, que proíbe a utilização de tributos com efeito de confisco, pois a contribuição previdenciária somada a alíquota do imposto de renda resultará num desconto de mais de 40% dos rendimentos do servidor, o que claramente caracteriza confisco.

    De acordo com a nova jurisprudência do STF, cada associado deve autorizar individualmente. Para participar da ação, é necessário o envio da Ficha de Autorização por meio do nosso site ([Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Diretoria Executiva

    ANATA - Associação dos Analistas, Técnicos e Auxiliares do PJU e MPU.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Qui 14 Dez 2017, 3:48 pm

    Caçador_de_Troll escreveu:
    MConcursos escreveu:Suspenderam a cobrança dos 14% do RPPS para os Delegados Federais. Alguém sabe se tem ação nesse sentido a nosso favor?

    Anata diz que vai ajuizar, mas, sinceramente, acho isso causa perdida.

    Ação contra o aumento da contribuição previdenciária
    Sempre visando a defesa de seus associados, a ANATA proporá ação ordinária contra a absurda majoração da alíquota previdenciária para 14%. O aumento foi instituído pelo governo Temer, por intermédio da Medida Provisória 805, e produzirá efeitos a partir de fevereiro de 2018.

    O Aumento da contribuição previdenciária fere o princípio constitucional da razoabilidade e a regra do art. 150, inciso IV da Constituição, que proíbe a utilização de tributos com efeito de confisco, pois a contribuição previdenciária somada a alíquota do imposto de renda resultará num desconto de mais de 40% dos rendimentos do servidor, o que claramente caracteriza confisco.

    De acordo com a nova jurisprudência do STF, cada associado deve autorizar individualmente. Para participar da ação, é necessário o envio da Ficha de Autorização por meio do nosso site ([Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Diretoria Executiva

    ANATA - Associação dos Analistas, Técnicos e Auxiliares do PJU e MPU.

    Até onde sei não é causa perdida, muito pelo contrário, trata-se de cobrança inconstitucional.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2401
    Reputação : 367
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por josebarbos em Qui 14 Dez 2017, 7:54 pm

    ale1969 escreveu:Não há ilusões, vencemos uma batalha em 2017, ano que vem temos que nos manter firmes e unidos em defesa dos menos favorecidos. Na campanha de 2018 vamos eleger um novo congresso sem latifundiários e banqueiros, com representantes comprometidos com a seguridade social.

    Sei que para o discurso individualista da classe média egoísta é muito melhor "manter isso, viu!", só que os investimentos sociais e principalmente a erradicação da pobreza dependem da ação firme do Estado.

    Em que país o Estado conseguiu resolver a miséria?

    Não é uma pergunta retórica, gostaria de enriquecer o debate pensando em modelos sérios da esquerda que deram certo em algum lugar do mundo, pois até então, só vejo a miséria sendo resolvida via emprego.
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2401
    Reputação : 367
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por josebarbos em Qui 14 Dez 2017, 7:56 pm

    Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.
    avatar
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 367
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 12/09/2014

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Sex 15 Dez 2017, 4:35 am

    Infelizmente concordo com você.

    Aliás, se essa reforma passar com um governo novo e com força no congresso, que provavelmente não será de esquerda, a chance dela piorar é grande.

    josebarbos escreveu:Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Sex 15 Dez 2017, 8:44 am

    Caçador_de_Troll escreveu:Infelizmente concordo com você.

    Aliás, se essa reforma passar com um governo novo e com força no congresso, que provavelmente não será de esquerda, a chance dela piorar é grande.

    josebarbos escreveu:Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.


    Entendo seu ponto de vista, mas discordo frontalmente. Primeiramente estamos em um período de ruptura democrática, com políticos eleitos, em sua absoluta maioria, com financiamentos de campanhas oriundos de crimes, portanto ilegítimos. Depois, o debate sobre a reforma da previdência deve ser abrangente, tratando as fontes de financiamento, o modelo previdenciário "capitalizado", "repartição" ou misto e não ficar restrito ao resultado financeiro sem análise do impacto social dele decorrente.

    Sobre os modelos de previdência li no site politize sobre 5 países que mudaram as aposentadorias e achei interessante o sueco(misto) com contas individuais nocionais, ou seja projeta-se a aposentadoria através de recolhimentos próprios para um futuro hipotético, mas com garantias mínimas do Estado nacional.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Sex 15 Dez 2017, 9:01 am

    josebarbos escreveu:Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.

    E vc não chora o retrocesso do combate à corrupção? Vc concorda com o que Temer está fazendo para conseguir a reforma da previdência?


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    marco trt8
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 33
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 23/12/2014

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por marco trt8 em Sex 15 Dez 2017, 10:37 am

    Reforma da Previdência é adiada e governo sofre duro golpe
    O governo federal sofreu um dura derrota e não conseguiu nem colocar em votação a reforma da Previdência em 2017. Concessões, cofres abertos e uma publicidade
    enganosa foram algumas das principais ferramentas utilizadas por Michel Temer e sua
    equipe
    econômica para tentar aprovar o texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287, a PEC da Previdência. Não conseguiram emplacar para este ano e, certamente,
    terão grandes dificuldades de êxito em 2018, ano eleitoral.
    Segundo
    o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a votação será em 19 de fevereiro do ano que vem. Vamos aguardar, mas a expectativa é a de que o governo
    consiga, mesmo que de forma apertada fazer passar o texto mais enxuto da proposta.
    O principal slogan utilizado pelo presidente e seus colaboradores é de que a reforma combaterá privilégios. Falácia. Isso porque os que possuem os maiores
    privilégios no momento de se aposentar, como políticos e militares, sequer estão englobados nessa proposta.
    O mais absurdo desse discurso é que o presidente Michel Temer e dois de seus principais ministros obtiveram aposentadoria ou pensão vitalícia em condições
    vantajosas. Temer conseguiu sua aposentadoria aos 58 anos, no topo da carreira de procurador do Estado de São Paulo. A remuneração bruta soma R$ 45 mil
    no Estado, mais R$ 30,9 mil no governo federal (como presidente). Com o abate-teto e outras deduções, os ganhos líquidos em outubro foram de R$ 24,8 mil,
    quase cinco vezes o teto do INSS.
    O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, recebe pensão pelos quatro anos como governador do Rio (de 1987 a 1991), um
    benefício,
    de caráter vitalício, que está em R$ 19,6 mil brutos (R$ 15,5 mil líquidos). Eliseu Padilha, o ministro da Casa CIvil está aposentado desde 1999, quando
    tinha 53 anos, na folha do extinto Instituto de Previdência dos Congressistas. Após vários mandatos, recebe R$ 19,3 mil brutos (R$ 14,3 mil líquidos).
    Tem ainda a aposentadoria obtida em 1998, aos 52, no INSS, de R$ 2.700.
    E certamente, no presente e no futuro, outros políticos têm e terão os mesmos privilégios. Porque o governo não incluiu sua classe na discussão desta reforma?
    Medo? Os militares que também têm altas pensões e privilégios, não mereciam estar presentes neste texto?
    Sim, seria resposta mais evidente. Entretanto, sabemos que a reforma da Previdência, em nenhum momento, tem um apelo social. O apelo é político. Simplesmente
    político. O governo ederal está mostrando suas garras e reais intenções ao liberar cargos para determinados partidos, prometendo ajudas bilionários para
    estados e municípios e também apelando pelo apoio público de empresários para pressionar os seus deputados apadrinhados, para votarem a favor da reforma.
    Um escândalo. Não conseguira aprovar este ano.
    A maioria dos deputados não abraçaram a reforma e ela, sequer foi votada. Foi difícil a batalha, o governo “jogou a toalha”. O clamor das ruas e do povo
    trabalhador brasileiro, colaborou e muito para que os deputados não ficassem do lado da equipe responsável pela Reforma. É bom deixar claro que ninguém
    é contrário a reforma do sistema previdenciário, mas para se fazer qualquer alteração justa é necessário um estudo aprofundando dos números, privilégios
    e principais problemas da Previdência Social no país.
    As altas dívidas de grandes empresas com a Previdência, o alto volume financeiro sugado pela DRU – Desvinculação das Receitas da União, entre outras benesses,
    abalam as contas da Previdência, muito mais que as aposentadorias do INSS.
    Vale concluir que além de injusta e falaciosa, a reforma da Previdência condena o brasileiro ao trabalho perpétuo, pois muitos não terão a condição de receber
    seus
    benefícios
    integrais, haja vista que pouquíssimos conseguirão atingir a idade mínima de 65 anos homens e 62 anos mulheres, com 40 anos de contribuição. A batalha,
    contra esta proposta de Reforma da Previdência, continuará o ano que vem.
    * Por João Badari, advogado especialista em Direito Previdenciário e sócio do escritório Aith, Badari e Luchin
    citação
    Fonte:
    Correio Braziliense,
    em 14/12/2017
    avatar
    Jubilando
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 486
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Jubilando em Sex 15 Dez 2017, 11:25 am

    Galizezin escreveu:
    josebarbos escreveu:Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.

    E vc não chora o retrocesso do combate à corrupção? Vc concorda com o que Temer está fazendo para conseguir a reforma da previdência?

    Concordo com ambos.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 219
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por ale1969 em Sex 15 Dez 2017, 12:54 pm

    josebarbos escreveu:Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.



    Eu já estou chorando a muito tempo, se continuasse como militar já teria reformado, mas não tenho ilusões e nem faço análises individuais, essa será a minha quarta reforma previdenciária e provavelmente não será a última, o que não impede de protestar contra injustiças.

    Por exemplo, imaginem dois brasileiros nascidos em 1969, portanto com 48 anos de idade. João não teve oportunidade de estudar(durante a ditadura militar não havia universalização da educação básica) terminou o antigo ginasial(8ª série) e foi trabalhar aos 14 anos como feirante, recolhendo como autônomo ao antigo INPS, depois de muito esforço foi aprovado em um concurso público para o TRT como Auxiliar judiciário em 1994 aos 24 anos de idade. Pedro, o outro primo, pôde estudar em colégio particular, fez Direito na UFRJ, passou no concurso de Técnico Judiciário(atual Analista Judiciário) no mesmo ano, iniciando sua vida laboral aos 25 de idade. Se essa famigerada reforma for aprovada como está, João que ralou desde novo por necessidade social iria trabalhar 51 anos para se aposentar e Pedro, filho da nossa classe média egoísta que apoiou o golpe de 64, trabalharia 40 anos, ou seja o mais necessitado trabalharia 11 anos a mais. Pergunta que vale um Milhão de exames que vampirão fez em São Paulo. Qual a justiça do caso?

    PS. Os nomes foram trocados, mas a situação é real.

    Não precisa ter vergonha de bater panela, todos nós cometemos atos falhos. Em 1989 votei no Lula no 1º turno, quando deveria ter votado no Brizola e evitado a vitória do Collor, são erros normais da juventude, sabe como é ...Lula-lá, brilha uma estrela, Lula-lá com sinceridade, Lula-lá meu primeiro voto vai fazer brilhar nossa estrela... eu caí nessa. Shocked Embarassed Crying or Very sad
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Galizezin em Sex 15 Dez 2017, 2:05 pm

    ale1969 escreveu:
    josebarbos escreveu:Quanto mais a reforma demorar, pior será para os servidores públicos.

    Quem comemora o adiamento a 2019, salvo se estiver na rabeira para a inatividade, vai chorar.



    Eu já estou chorando a muito tempo, se continuasse como militar já teria reformado, mas não tenho ilusões e nem faço análises individuais, essa será a minha quarta reforma previdenciária e provavelmente não será a última, o que não impede de protestar contra injustiças.

    Por exemplo, imaginem dois brasileiros nascidos em 1969, portanto com 48 anos de idade. João não teve oportunidade de estudar(durante a ditadura militar não havia universalização da educação básica) terminou o antigo ginasial(8ª série) e foi trabalhar aos 14 anos como feirante, recolhendo como autônomo ao antigo INPS, depois de muito esforço foi aprovado em um concurso público para o TRT como Auxiliar judiciário em 1994 aos 24 anos de idade. Pedro, o outro primo, pôde estudar em colégio particular, fez Direito na UFRJ, passou no concurso de Técnico Judiciário(atual Analista Judiciário) no mesmo ano, iniciando sua vida laboral aos 25 de idade. Se essa famigerada reforma for aprovada como está, João que ralou desde novo por necessidade social iria trabalhar 51 anos para se aposentar e Pedro, filho da nossa classe média egoísta que apoiou o golpe de 64, trabalharia 40 anos, ou seja o mais necessitado trabalharia 11 anos a mais. Pergunta que vale um Milhão de exames que vampirão fez em São Paulo. Qual a justiça do caso?

    PS. Os nomes foram trocados, mas a situação é real.

    Não precisa ter vergonha de bater panela, todos nós cometemos atos falhos. Em 1989 votei no Lula no 1º turno, quando deveria ter votado no Brizola e evitado a vitória do Collor, são erros normais da juventude, sabe como é ...Lula-lá, brilha uma estrela, Lula-lá com sinceridade, Lula-lá meu primeiro voto vai fazer brilhar nossa estrela... eu caí nessa. Shocked Embarassed Crying or Very sad

    João deve se conformar com a única vingança em curso: Dr. Dedovsky socando (*) vampirão.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Solange4
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 968
    Reputação : 90
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Solange4 em Sex 15 Dez 2017, 2:46 pm

    Detesto essa acusação de que, quem estudou em escola particular, fez faculdade e entrou no mercado de trabalho mais tarde e num cargo melhor, significa, automaticamente, que apoiou golpe, é classe média falida, é opressor de fracos e oprimidos. ale1969 já escreveu isso aqui um milhão de vezes, e é irritante.

    Tem muita gente que se esforçou muito pra pagar escola particular pros filhos, que começou a contar com esse gasto a partir da piora na qualidade do ensino público, que trabalhou duro pra poder manter os filhos até que se formassem, que priorizou estudo sobre gastos com viagens ou compra de supérfluos  - meus pais inclusos.

    Parece que a gente tem pedir desculpas por ter tido oportunidades e isso eu não vou fazer.

    Desculpem o desabafo, mas não aguento ler várias vezes a mesma historinha.
    avatar
    wilhelm
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : AJAJ C13 Querendo dar Área desta Josta de País
    Mensagens : 1232
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Idade : 38
    Localização : TRF 3ª Região

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por wilhelm em Sex 15 Dez 2017, 2:48 pm

    Solange4 escreveu:Detesto essa acusação de que, quem estudou em escola particular, fez faculdade e entrou no mercado de trabalho mais tarde e num cargo melhor, significa, automaticamente, que apoiou golpe, é classe média falida, é opressor de fracos e oprimidos. ale1969 já escreveu isso aqui um milhão de vezes, e é irritante.

    Tem muita gente que se esforçou muito pra pagar escola particular pros filhos, que começou a contar com esse gasto a partir da piora na qualidade do ensino público, que trabalhou duro pra poder manter os filhos até que se formassem, que priorizou estudo sobre gastos com viagens ou compra de supérfluos  - meus pais inclusos.

    Parece que a gente tem pedir desculpas por ter tido oportunidades e isso eu não vou fazer.

    Desculpem o desabafo, mas não aguento ler várias vezes a mesma historinha.
    like like like like like like like like like like like like
    mercury mercury mercury mercury mercury mercury mercury
    cool cool cool cool cool cool cool cool cool cool cool cool cool
    avatar
    The Punisher
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 580
    Reputação : 77
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por The Punisher em Sex 15 Dez 2017, 6:38 pm

    Solange4 escreveu:Detesto essa acusação de que, quem estudou em escola particular, fez faculdade e entrou no mercado de trabalho mais tarde e num cargo melhor, significa, automaticamente, que apoiou golpe, é classe média falida, é opressor de fracos e oprimidos. ale1969 já escreveu isso aqui um milhão de vezes, e é irritante.

    Tem muita gente que se esforçou muito pra pagar escola particular pros filhos, que começou a contar com esse gasto a partir da piora na qualidade do ensino público, que trabalhou duro pra poder manter os filhos até que se formassem, que priorizou estudo sobre gastos com viagens ou compra de supérfluos  - meus pais inclusos.

    Parece que a gente tem pedir desculpas por ter tido oportunidades e isso eu não vou fazer.

    Desculpem o desabafo, mas não aguento ler várias vezes a mesma historinha.

    Esse ale1969 é um comunistinha. Essa cantilena dele não cessa.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 867
    Reputação : 106
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por euvoltei em Sex 15 Dez 2017, 6:42 pm

    Eu agradeço os militares daquela época...

    Acertaram mais do que erraram...

    Desgraça seria uma revolução comunista por aqui...certamente seria exponencialmente pior nos erros e menor nos acerto... A prova é esquerda debi-loide da época que ainda vemos nesses dias na política fazendo asneira ...

    Conteúdo patrocinado

    Re: Reforma da Previdência (versão 2016.2)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 19 Fev 2018, 3:39 pm