PCS JÁ



    Eleições presidenciais 2018

    Compartilhe
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por ale1969 em Qui 22 Mar 2018, 4:51 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:

    É "tem que manter isso, viu...", chupar Picolé de Chuchu até ficar doce.

    Se você é de esquerda, votará no poste do Lula. Se não é, votará no Bolsonaro...e assim será!

    Errou o tiro! Voto nulo no segundo turno presidencial a três eleições. Seu candidato foi vice do poste do Lula, não se esqueça.

    Hahã...conheço eleitores do PT que agora dizem que votaram nulo.... Laughing

    Colega de profissão, não tenho necessidade de mentir sobre meu voto, até mesmo porque não posso prová-lo. Fico apenas no discurso de "socialista de Boteco" que humildemente defendo.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 637
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 23 Mar 2018, 11:02 am

    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:

    Se você é de esquerda, votará no poste do Lula. Se não é, votará no Bolsonaro...e assim será!

    Errou o tiro! Voto nulo no segundo turno presidencial a três eleições. Seu candidato foi vice do poste do Lula, não se esqueça.

    Hahã...conheço eleitores do PT que agora dizem que votaram nulo.... Laughing

    Colega de profissão, não tenho necessidade de mentir sobre meu voto, até mesmo porque não posso prová-lo. Fico apenas no discurso de "socialista de Boteco" que humildemente defendo.

    hehehehe...."Che Guevara de Iphone", "Guerrilheiro do Facebook"....boa!
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por ale1969 em Sex 23 Mar 2018, 5:39 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Errou o tiro! Voto nulo no segundo turno presidencial a três eleições. Seu candidato foi vice do poste do Lula, não se esqueça.

    Hahã...conheço eleitores do PT que agora dizem que votaram nulo.... Laughing

    Colega de profissão, não tenho necessidade de mentir sobre meu voto, até mesmo porque não posso prová-lo. Fico apenas no discurso de "socialista de Boteco" que humildemente defendo.

    hehehehe...."Che Guevara de Iphone", "Guerrilheiro do Facebook"....boa!

    É isso aí, a idade chega para todos. Reconheço minha impotência revolucionária.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1084
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por jornalista em Sex 23 Mar 2018, 7:01 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Errou o tiro! Voto nulo no segundo turno presidencial a três eleições. Seu candidato foi vice do poste do Lula, não se esqueça.

    Hahã...conheço eleitores do PT que agora dizem que votaram nulo.... Laughing

    Colega de profissão, não tenho necessidade de mentir sobre meu voto, até mesmo porque não posso prová-lo. Fico apenas no discurso de "socialista de Boteco" que humildemente defendo.

    hehehehe...."Che Guevara de Iphone", "Guerrilheiro do Facebook"....boa!
    Havia um colega com o nick de Warrior Keyboard mas sumiu.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 637
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Korgano Masaka em Seg 26 Mar 2018, 10:29 am

    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:

    Hahã...conheço eleitores do PT que agora dizem que votaram nulo.... Laughing

    Colega de profissão, não tenho necessidade de mentir sobre meu voto, até mesmo porque não posso prová-lo. Fico apenas no discurso de "socialista de Boteco" que humildemente defendo.

    hehehehe...."Che Guevara de Iphone", "Guerrilheiro do Facebook"....boa!

    É isso aí, a idade chega para todos. Reconheço minha impotência revolucionária.

    Tô tão fraco que não participei nem de protesto na frente da Procuradoria...
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por androsvilazza em Seg 26 Mar 2018, 2:21 pm

    O que pensa Álvaro Dias, em 7 pontos (by Instituto Liberal)

    O Podemos oficializou a pré-candidatura do senador Álvaro Dias para disputar o Palácio do Planalto. Político de carreira, já ocupou os cargos de vereador, deputado estadual e federal, foi governador do Paraná e é Senador da República há três mandatos consecutivos. Não tem nada a perder disputando as eleições, já que possui mandato até 2022.

    Identificado como “um parlamentar anti-petista” e “pertencente à centro-direita”, foi contrário à Reforma Trabalhista aprovada em 2017, não podendo – portanto – ser tratado como um defensor ferrenho de uma sociedade de mercado. Em seu longo histórico, pesa ainda contra si o fato de ter sido filiado a 9 partidos diferentes, indicando dificuldade de articulação política interna.

    Com menos de 5% das intenções de voto historicamente nunca ninguém venceu a corrida presidencial 8 meses antes do pleito. É o caso dele, que possui atualmente 4% das intenções de voto. Logo, é um franco atirador, mas que pode incomodar candidaturas mais robustas, tirando-lhes votos e atrapalhando-as a chegar ao 2º turno.

    Separamos aqui as opiniões de Álvaro Dias acerca de 7 questões para você saber o que ele representa na corrida presidencial.

    1) Refundação da República



    Álvaro é um crítico de privilégios. Defende a reforma do Estado, com seu consequente enxugamento, diminuindo, inclusive, a quantidade de parlamentares no Congresso.

    Um discurso forte e que deve ser seu norte nas eleições 2018: o fim de privilégios de quem ocupa cargos na Administração Pública.

    2) Fim do Foro Privilegiado

    Dentro desse discurso Dias se destaca por ser autor da PEC 10/2013, que acaba com o Foro por Prerrogativa de Função, um instituto jurídico que tornou o STF um verdadeiro paraíso para criminosos. Ele trata a proposta como basilar para moralizar a política nacional.

    3) Reforma da Previdência

    Seu discurso pelo fim dos privilégios, contudo, não encontra a mesma veemência quando se trata dos encontrados em nosso sistema previdenciário. O sistema de partilha brasileiro possibilita que as pessoas com maior qualificação e que consigam se manter no mercado de trabalho formal se aposentem por tempo de contribuição, enquanto os mais pobres, invariavelmente, se aposentem primordialmente por idade.

    Álvaro acerta ao falar do problema de informalidade brasileira que acaba por afetar a previdência, contudo, endossa discursos falaciosos, como o de que “o governo não cobra dívidas” dos credores. Uma afirmação equivocada, pois todas as dívidas estão em juízo, já que para haver sua cobrança há um prévio devido processo legal. Ademais, a maior parte das dívidas é classificada como de difícil recuperação por se tratar, por exemplo, de organizações que decretaram falência ou estão em plena recuperação judicial. Um terceiro argumento a respeito do tema se refere ao fato de que, mesmo que todos esses valores pudessem ser cobrados tão somente uma vez, o déficit da previdência, além de permanecer para os anos seguintes, possui uma trajetória de aumento de despesa. Sobre a urgência de reformar a previdência, recomendamos esta publicação do Instituto Mercado Popular.

    Aliás, Dias já chamou de “falácia” tratar a Reforma da Previdência como a “salvação do Brasil”, mesmo sendo um fato que, sem ela, a União terá de enfrentar um colapso fiscal.

    4) Reforma Tributária

    O Senador da República defende ainda uma reforma que visa modernizar e simplificar a arrecadação tributária, além de cobrar menos impostos. Álvaro entende que com essas medidas a produtividade será estimulada e o governo arrecadará mais impostos em absoluto, mas menos em relação à proporção do PIB. Há literatura econômica que corrobora com esse pensamento.

    5) Privatização da Petrobras

    Apesar da fala de tornar o Estado mais enxuto, possui um discurso semelhante ao de Aécio Neves em 2014 sobre a Petrobras: “é preciso reestatizá-la”. Para tanto, ele recorre ao velho discurso que a considera uma empresa estratégica para a segurança nacional, além de uma questão de soberania. Álvaro é bastante enfático nesse ponto: “É evidente que não pode ser privatizada, ela deve ficar no entorno do Estado. O Estado não deve abrir mão de seu controle.”

    Ora, é justamente quando um setor é estratégico que mais devemos protegê-los de políticos e mantê-lo a salvo das ingerências do Estado – privatizando.

    Embora tenha criticado o controle de preços impostos pelo PT em busca de reeleição de Dilma Rousseff, criticou a medida de Pedro Parente em relação à flexibilidade dos preços dos combustíveis e do gás de cozinha. Como considera se tratar de “interesse nacional”, logo, para ele, o Estado brasileiro deve sim ter o poder de controlar esses preços. Álvaro afirmou ainda que os recursos da Petrobras podem ser importantes se utilizados para programas sociais.

    Como se vê, embora crítico ao PT, defende medidas que possibilitaram – justamente – a captura da então maior empresa brasileira pelo partido político em prol de seu projeto de poder.

    6) Indicação Ministros do STF

    É muito fácil para um presidente nomear um ministro do STF. Ao longo de 127 anos (1889 a 2017), apenas 5 indicações presidenciais foram rejeitadas, mas todas durante o governo Floriano Peixoto (1891 a 1894). As indicações passaram a ser alvo da opinião pública, sobretudo ao longo das gestões petistas por suas indicações polêmicas.

    Álvaro propõe mudança na forma de escolher esses ministros. Cita a necessidade de a indicação ser meritocrática, da possibilidade de haver um mandato e da necessidade de eliminar influência desta indicação política, mas não possui um discurso com proposta fechada sobre a questão. Nesse sentido, lembra outro presidenciável de 2014, Eduardo Campos.

    7) Segurança Pública

    O presidenciável é favorável a flexibilizar o Estatuto do Desarmamento por entender ser uma demanda popular, mas declara abertamente que este não é seu foco dentro da agenda de segurança pública.

    Declarou-se a favor da intervenção federal no Rio de Janeiro, mas entende que ela é apenas “um atenuante” e que “seus efeitos podem ser mais psicológicos que reais”, além de ponderar os custos. Se diz ainda contrário à legalização das drogas.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1084
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por jornalista em Seg 26 Mar 2018, 7:37 pm

    androsvilazza escreveu:O que pensa Álvaro Dias, em 7 pontos (by Instituto Liberal)

    O Podemos oficializou a pré-candidatura do senador Álvaro Dias para disputar o Palácio do Planalto. Político de carreira, já ocupou os cargos de vereador, deputado estadual e federal, foi governador do Paraná e é Senador da República há três mandatos consecutivos. Não tem nada a perder disputando as eleições, já que possui mandato até 2022.

    Identificado como “um parlamentar anti-petista” e “pertencente à centro-direita”, foi contrário à Reforma Trabalhista aprovada em 2017, não podendo – portanto – ser tratado como um defensor ferrenho de uma sociedade de mercado. Em seu longo histórico, pesa ainda contra si o fato de ter sido filiado a 9 partidos diferentes, indicando dificuldade de articulação política interna.

    Com menos de 5% das intenções de voto historicamente nunca ninguém venceu a corrida presidencial 8 meses antes do pleito. É o caso dele, que possui atualmente 4% das intenções de voto. Logo, é um franco atirador, mas que pode incomodar candidaturas mais robustas, tirando-lhes votos e atrapalhando-as a chegar ao 2º turno.

    Separamos aqui as opiniões de Álvaro Dias acerca de 7 questões para você saber o que ele representa na corrida presidencial.

    1) Refundação da República



    Álvaro é um crítico de privilégios. Defende a reforma do Estado, com seu consequente enxugamento, diminuindo, inclusive, a quantidade de parlamentares no Congresso.

    Um discurso forte e que deve ser seu norte nas eleições 2018: o fim de privilégios de quem ocupa cargos na Administração Pública.

    2) Fim do Foro Privilegiado

    Dentro desse discurso Dias se destaca por ser autor da PEC 10/2013, que acaba com o Foro por Prerrogativa de Função, um instituto jurídico que tornou o STF um verdadeiro paraíso para criminosos. Ele trata a proposta como basilar para moralizar a política nacional.

    3) Reforma da Previdência

    Seu discurso pelo fim dos privilégios, contudo, não encontra a mesma veemência quando se trata dos encontrados em nosso sistema previdenciário. O sistema de partilha brasileiro possibilita que as pessoas com maior qualificação e que consigam se manter no mercado de trabalho formal se aposentem por tempo de contribuição, enquanto os mais pobres, invariavelmente, se aposentem primordialmente por idade.

    Álvaro acerta ao falar do problema de informalidade brasileira que acaba por afetar a previdência, contudo, endossa discursos falaciosos, como o de que “o  governo não cobra dívidas” dos credores. Uma afirmação equivocada, pois todas as dívidas estão em juízo, já que para haver sua cobrança há um prévio devido processo legal. Ademais, a maior parte das dívidas é classificada como de difícil recuperação por se tratar, por exemplo, de organizações que decretaram falência ou estão em plena recuperação judicial. Um terceiro argumento a respeito do tema se refere ao fato de que, mesmo que todos esses valores pudessem ser cobrados tão somente uma vez, o déficit da previdência, além de permanecer para os anos seguintes, possui uma trajetória de aumento de despesa. Sobre a urgência de reformar a previdência, recomendamos esta publicação do Instituto Mercado Popular.

    Aliás, Dias já chamou de “falácia” tratar a Reforma da Previdência como a “salvação do Brasil”, mesmo sendo um fato que, sem ela, a União terá de enfrentar um colapso fiscal.

    4) Reforma Tributária

    O Senador da República defende ainda uma reforma que visa modernizar e simplificar a arrecadação tributária, além de cobrar menos impostos. Álvaro entende que com essas medidas a produtividade será estimulada e o governo arrecadará mais impostos em absoluto, mas menos em relação à proporção do PIB. Há literatura econômica que corrobora com esse pensamento.

    5) Privatização da Petrobras

    Apesar da fala de tornar o Estado mais enxuto, possui um discurso semelhante ao de Aécio Neves em 2014 sobre a Petrobras: “é preciso reestatizá-la”. Para tanto, ele recorre ao velho discurso que a considera uma empresa estratégica para a segurança nacional, além de uma questão de soberania. Álvaro é bastante enfático nesse ponto: “É evidente que não pode ser privatizada, ela deve ficar no entorno do Estado. O Estado não deve abrir mão de seu controle.”

    Ora, é justamente quando um setor é estratégico que mais devemos protegê-los de políticos e mantê-lo a salvo das ingerências do Estado – privatizando.

    Embora tenha criticado o controle de preços impostos pelo PT em busca de reeleição de Dilma Rousseff, criticou a medida de Pedro Parente em relação à flexibilidade dos preços dos combustíveis e do gás de cozinha. Como considera se tratar de “interesse nacional”, logo, para ele, o Estado brasileiro deve sim ter o poder de controlar esses preços. Álvaro afirmou ainda que os recursos da Petrobras podem ser importantes se utilizados para programas sociais.

    Como se vê, embora crítico ao PT, defende medidas que possibilitaram – justamente – a captura da então maior empresa brasileira pelo partido político em prol de seu projeto de poder.

    6) Indicação Ministros do STF

    É muito fácil para um presidente nomear um ministro do STF. Ao longo de 127 anos (1889 a 2017), apenas 5 indicações presidenciais foram rejeitadas, mas todas durante o governo Floriano Peixoto (1891 a 1894). As indicações passaram a ser alvo da opinião pública, sobretudo ao longo das gestões petistas por suas indicações polêmicas.

    Álvaro propõe mudança na forma de escolher esses ministros. Cita a necessidade de a indicação ser meritocrática, da possibilidade de haver um mandato e da necessidade de eliminar influência desta indicação política, mas não possui um discurso com proposta fechada sobre a questão. Nesse sentido, lembra outro presidenciável de 2014, Eduardo Campos.

    7) Segurança Pública

    O presidenciável é favorável a flexibilizar o Estatuto do Desarmamento por entender ser uma demanda popular, mas declara abertamente que este não é seu foco dentro da agenda de segurança pública.

    Declarou-se a favor da intervenção federal no Rio de Janeiro, mas entende que ela é apenas “um atenuante” e que “seus efeitos podem ser mais psicológicos que reais”, além de ponderar os custos. Se diz ainda contrário à legalização das drogas.
    O problema dele são as ideias esquerdistas, como os tucanos. Aliás ele saiu do tucanato, mas o psdb não saiu dele. Difícil achar alguém conservador para substituir o mito, caso ele não dispute.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por androsvilazza em Seg 26 Mar 2018, 7:57 pm

    De conservador, além do Bolsonaro, vêm o Flávio Rocha e o Meirelles, ambos da faixa liberal conservador. Quanto ao João Amoedo, do Novo, é liberal na economia, mas não sei ainda o que defende na área dos costumes. O "problema" é que essa convergência de discursos acaba pulverizando os votos. Principalmente se levar em consideração que, tirando o Bolsonaro, os demais já têm pouca intenção de votos Laughing

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1084
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por jornalista em Seg 26 Mar 2018, 9:00 pm

    androsvilazza escreveu:De conservador, além do Bolsonaro, vêm o Flávio Rocha e o Meirelles, ambos da faixa liberal conservador. Quanto ao João Amoedo, do Novo, é liberal na economia, mas não sei ainda o que defende na área dos costumes. O "problema" é que essa convergência de discursos acaba pulverizando os votos. Principalmente se levar em consideração que, tirando o Bolsonaro, os demais já têm pouca intenção de votos Laughing
    Mas Meireles, apesar de ir bem na política econômica, elogia o ex e o atual chefe. Aí complica. O Novo não gosta de servidores e Rocha é uma incógnita.
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Bastião em Ter 27 Mar 2018, 6:49 am

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Se ele defender a meritocracia, voto nele.

    fuckyeah troll2 :guy: :guy: :trollface:

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1084
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por jornalista em Ter 27 Mar 2018, 7:16 am

    Bastião escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Se ele defender a meritocracia, voto nele.

    fuckyeah troll2 :guy: :guy: :trollface:

    Nem sabia que ele havia sido candidato em 94.
    avatar
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 161
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por cicero_pb em Ter 27 Mar 2018, 9:11 am

    Com esse currículo, só vota em alvaro dias quem está satisfeito com a situação atual.
    avatar
    ale1969
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 288
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por ale1969 em Ter 27 Mar 2018, 9:37 am

    Isso, votem no Alvaro Dias, montem seus negócios e deixem o serviço público para quem tem vocação e acredita no papel social do Estado.
    Estou sendo irônico, só para constar.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por androsvilazza em Ter 27 Mar 2018, 2:22 pm

    Quais candidatos apoiam a regra que permite prender criminosos condenados em segundo grau?

    O Estadão fez um bom levantamento sobre o assunto.

    A favor: Jair Bolsonaro, Álvaro Dias, Marina Silva, Flávio Rocha, Rodrigo Maia, João Amoêdo.

    Contrários: Ciro Gomes, Guilherme Boulos, Manuela D’Ávila.

    Geraldo Alckmin, Henrique Meirelles e Michel Temer, incrivelmente, não quiseram responder.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1820
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por androsvilazza em Ter 27 Mar 2018, 2:32 pm

    cicero_pb escreveu:Com esse currículo, só vota em alvaro dias quem está satisfeito com a situação atual.

    Também enxergo nele "mais do mesmo", pelo menos na parte relativa à condução da economia e dos costumes. Possivelmente só mais outro Geraldo Alckmin.

    Por exemplo, duvido que mantivesse a política econômica do Temer (única área em que seu governo é elogiável), mas comparado a estes dois (Temer e Alckmin), ao menos tem defendido algumas pautas de combate à corrupção e limitação de privilégios.

    De toda forma, mais uma vez, caminhamos pra uma eleição na qual a decisão será pelo "menos pior" a se votar. Continuamos dispondo de péssimas opções. Só não dá pra dizer que será pior que a última.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1084
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por jornalista em Sab 31 Mar 2018, 12:20 pm

    Mito pisando na bola, mas não tenho qualquer problema em votar em outro candidato de direita sem chance:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Bastião em Dom 01 Abr 2018, 8:02 pm

    Estou satisfeito pagando dos meus impostos (jargão preferido da neodireita) à campanha do Bolsonaro. Afinal, ele é deputado na teoria, mas na prática é candidato a presidente há alguns anos. Não que ele seja o único inútil da Câmara, mas vale o registro.

    Indiretamente, pago também dos filhos dele. Estado Máximo para a família do mito!
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 637
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Korgano Masaka em Seg 02 Abr 2018, 11:18 am

    Campanha anti Bolsonaro correndo solta na mídia e aqui! Estão morrendo de medo do mito...
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Bastião em Seg 02 Abr 2018, 12:18 pm

    É...eu tô mentindo, desculpa mito...rsrs...
    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1736
    Reputação : 753
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por pernalonga em Seg 02 Abr 2018, 12:22 pm

    aposto uma itaipava morna que o "mito" vai concorrer pra algum cargo que possa vencer (senador, ou deputado como sempre), por medinho do óbvio: não sobreviver a uma campanha pra presidente, e ficar sem um mandato em que mamar
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Bastião em Seg 02 Abr 2018, 1:27 pm

    pernalonga escreveu:aposto uma itaipava morna que o "mito" vai concorrer pra algum cargo que possa vencer (senador, ou deputado como sempre), por medinho do óbvio: não sobreviver a uma campanha pra presidente, e ficar sem um mandato em que mamar

    Os bolsominion pira.

    Pq ele não tentou governador do Rio ? Provavelmente iria ganhar. E o país iria testar suas táticas* para contornar os problemas da segurança pública no Rio.

    Serviria de referência para todos os países do mundo e ainda garantiria uma vitória nas eleições presidenciais de 2022.


    *bandido bom/bandido morto
    tá com pena/leva pra casa
    direitos humanos/ direitos dos manos
    se não quer passar necessidade na cadeia, era só não roubar, estuprar, assaltar
    .
    avatar
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 4852
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 38
    Localização : Curitiba/PR

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Sigma em Seg 02 Abr 2018, 1:39 pm

    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:De conservador, além do Bolsonaro, vêm o Flávio Rocha e o Meirelles, ambos da faixa liberal conservador. Quanto ao João Amoedo, do Novo, é liberal na economia, mas não sei ainda o que defende na área dos costumes. O "problema" é que essa convergência de discursos acaba pulverizando os votos. Principalmente se levar em consideração que, tirando o Bolsonaro, os demais já têm pouca intenção de votos Laughing
    Mas Meireles, apesar de ir bem na política econômica, elogia o ex e o atual chefe. Aí complica. O Novo não gosta de servidores e Rocha é uma incógnita.

    Em tempos de combate à corrupção, acho difícil que o Amoêdo sucateasse a PF, o MP e o Judiciário... Acho até mais provável o contrário...
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por euvoltei em Seg 02 Abr 2018, 2:38 pm

    Eleitor do mito, é eleitor cansado de candidato ensaboado....

    Na atual situação, tem uns que precisam de mais sabão, outros menos, e outros aí que ninguém sabe nem quem é, quem é flávio joão??

    O mito pelo menos, segue a mesma linha fazem décadas, então difícil crer que mudará...

    Perfeição?? Só Jesus...
    avatar
    PCS-TRE
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1649
    Reputação : 146
    Data de inscrição : 27/02/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por PCS-TRE em Seg 02 Abr 2018, 7:28 pm

    E o Flávio Rocha, da Riachuelo? hoje não chega a 1% nas pesquisas.
    Talvez depois de se filiar ao partido dos bispos, ele alcance os 10%.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1084
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por jornalista em Seg 02 Abr 2018, 7:51 pm

    Bastião escreveu:
    pernalonga escreveu:aposto uma itaipava morna que o "mito" vai concorrer pra algum cargo que possa vencer (senador, ou deputado como sempre), por medinho do óbvio: não sobreviver a uma campanha pra presidente, e ficar sem um mandato em que mamar

    Os bolsominion pira.

    Pq ele não tentou governador do Rio ? Provavelmente iria ganhar. E o país iria testar suas táticas* para contornar os problemas da segurança pública no Rio.

    Serviria de referência para todos os países do mundo e ainda garantiria uma vitória nas eleições presidenciais de 2022.


    *bandido bom/bandido morto
     tá com pena/leva pra casa
     direitos humanos/ direitos dos manos
     se não quer passar necessidade na cadeia, era só não roubar, estuprar, assaltar
    .
    Sim e não. Sim, seria uma boa se o RJ não estivesse quebrado e se ele pudesse implementar o estado de exceção, livrando os policiais do direito penal em serviço. Não, não há como combater o crime sem recursos e com o mesmo arsenal legal da PM. Se Temer tentasse implementar com a intervenção o poderio utilizado no Haiti, haveria chance de êxito na intervenção. Agora se o mito disputar outro cargo que não a presidência, vai se autodesmoralizar e se bobear não ganha nem pra vereador daqui a dois anos. Sobre o colega que falou de Amoedo, o Novo não gosta de servidores e investir na PF não contraria tal assertiva. Basta achatar o salário dos policiais e comprar armas, vtrs etc.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5590
    Reputação : 206
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Galizezin em Ter 03 Abr 2018, 9:28 am

    PCS-TRE escreveu:E o Flávio Rocha, da Riachuelo? hoje não chega a 1% nas pesquisas.
    Talvez depois de se filiar ao partido dos bispos, ele alcance os 10%.

    Esse é outro que quer meter a mão na cumbuca.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 4852
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 38
    Localização : Curitiba/PR

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Sigma em Ter 03 Abr 2018, 10:57 am

    Galizezin escreveu:
    PCS-TRE escreveu:E o Flávio Rocha, da Riachuelo? hoje não chega a 1% nas pesquisas.
    Talvez depois de se filiar ao partido dos bispos, ele alcance os 10%.

    Esse é outro que quer meter a mão na cumbuca.

    De liberal, tem muito pouca coisa. É estilo Alckmin: acha que o Estado não tem dinheiro e que é necessário continuar a taxar o cidadão.
    avatar
    Korgano Masaka
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 637
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Korgano Masaka em Qua 04 Abr 2018, 4:36 pm

    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:
    PCS-TRE escreveu:E o Flávio Rocha, da Riachuelo? hoje não chega a 1% nas pesquisas.
    Talvez depois de se filiar ao partido dos bispos, ele alcance os 10%.

    Esse é outro que quer meter a mão na cumbuca.

    De liberal, tem muito pouca coisa. É estilo Alckmin: acha que o Estado não tem dinheiro e que é necessário continuar a taxar o cidadão.

    Para manter o Estado, com recessão, só taxando o cidadão. Diminuir o tamanho do Estado nem pensar...

    Conteúdo patrocinado

    Re: Eleições presidenciais 2018

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 19 Jul 2018, 10:36 am