PCS JÁ



    Dicas Financeiras

    Compartilhe
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por josebarbos em Qua 02 Jan 2019, 8:25 am

    Marcos Moura de Souza escreveu:Prezados, resolvi baixar e começar a investir pelo aplicativo do Sofisa Direto.

    Estou inclinado a aplicar num CDB que está pagando IPCA+5,85% por 1440 dias (4 anos).

    Vcs consideram um bom investimento para esse prazo?


    Está dando, para baixas taxas atuais do tesouro direto, em torno de 1,5% a.a. a mais que o título semelhante.
    É uma boa, inclusive, é o caso de analisar a venda de IPCA+ e trocar por estes CDB's.
    Peres
    Peres
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 222
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 24/07/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Peres em Sex 11 Jan 2019, 1:54 pm

    Senhores uma dúvida

    Há algum impedimento para nós servidores públicos federais civis em participar de Marqueting Multinivel, no qual vc consome produtos e divulga a empresa nas horas vagas, ganhando bônus por isso...? Obs: Sem nenhum vínculo de emprego...só ganha bônus se consumir e divulgar...
    Korgano Masaka
    Korgano Masaka
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 1198
    Reputação : 63
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 11 Jan 2019, 2:42 pm

    Peres escreveu:Senhores uma dúvida

    Há algum impedimento para nós servidores públicos federais civis em participar de Marqueting Multinivel, no qual vc consome produtos e divulga a empresa nas horas vagas, ganhando bônus por isso...? Obs: Sem nenhum vínculo de emprego...só ganha bônus se consumir e divulgar...

    Marketing Multinível é mais conhecido como Golpe de Pirâmide Financeira ou Esquema Ponzi. Uns tem produtos reais e outros fictícios.
    Lembra da Telexfree, BBom, Multiclick?
    O golpe atual são as "Mineradoras de Bitcoins"....então FUJA!
    Peres
    Peres
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 222
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 24/07/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Peres em Sex 11 Jan 2019, 3:39 pm

    Ok amigo. Tem uma empresa de kit de alimentação "SCI", e ofereceram para minha esposa e ela quer entrar, então pensei em comprar um kit e contribuir na divulgação para ajudar ela, mas fiquei na dúvida se haveria algum problema por ser servidor publico. A pessoa que indicou ela garantiu que não era pirâmide finaceira por haver um produto que se consome todo mês e a empresa ter sede própria, pagar todos os impostos etc....mas vai saber....vou analisar direito....obrigado por responder...
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 48
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 30/08/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por lobodosmares em Sab 12 Jan 2019, 9:40 am

    Peres escreveu:Ok amigo. Tem uma empresa de kit de alimentação "SCI", e ofereceram para minha esposa e ela quer entrar, então pensei em comprar um kit e contribuir na divulgação para ajudar ela, mas fiquei na dúvida se haveria algum problema por ser servidor publico. A pessoa que indicou ela garantiu que não era pirâmide finaceira por haver um produto que se consome todo mês e a empresa ter sede própria, pagar todos os impostos etc....mas vai saber....vou analisar direito....obrigado por responder...

    Um ladrãozinho jamais iria dizer '' pode confiar que não é piramide'' ou algo assim. Pra mim quando já vem com conversa de '' compre kit'' compre isso ou aquilo só dou um conselho. CAIA FORA! É FURADA!
    Há varias modalidades de piramides disfarçadas, inclusive algumas bem famosas, como a Polishop, há grandes suspeitas que seja uma piramide disfarçada, bem como akeles '' shake'' de almoço que pessoal toma muito e por aí vai...

    Assista o canal ''me poupe'' no youtube, é bem bom. Já disse e repito, nossos salários são excelentes, muito acima da média brasileira, nada justifica para vivermos atolados. E bora economizar!
    Peres
    Peres
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 222
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 24/07/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Peres em Sab 12 Jan 2019, 12:17 pm

    Verdade amigo. Obrigado!
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por josebarbos em Dom 13 Jan 2019, 7:03 pm

    Peres escreveu:Senhores uma dúvida

    Há algum impedimento para nós servidores públicos federais civis em participar de Marqueting Multinivel, no qual vc consome produtos e divulga a empresa nas horas vagas, ganhando bônus por isso...? Obs: Sem nenhum vínculo de emprego...só ganha bônus se consumir e divulgar...

    Fazendo um rápido resumo do que pode e do que não pode.

    certamente, não se pode ser sócio-administrador (mas pode possuir cotas) de sociedade empresária, não pode advogar e, nas demais profissões liberais, para o MPU, não pode prestar consultoria técnica, que basicamente se refere a pronunciar em juízo em área de formação acadêmica (um contabilista não pode apresentar cálculos numa perícia judicial, por ex.).

    Além disto, certamente não pode o Técnico Administrativo/Administração ou Segurança acumular qualquer cargo público (tenho um posicionamento conflitante à da Administração no caso das especialidades técnicas, como enfermagem, edificações etc).

    No mais, tudo pode, observando-se, claro, os princípios éticos como outra conduta balizadora.

    No caso em tela, é o famoso caso de que quem é pirâmide não vai falar que é. E muita gente, sabendo do que já se convencionou ser uma pirâmide, tem aperfeiçoado o esquema. Basicamente apostam que você vai consumir produtos comuns, e com isto ganhar dinheiro, porque as pessoas precisam de itens de alimentação e limpeza continuamente. E não estão errados.

    Só que, graças a isto, existe elevada competitividade e margens de lucro bastante baixas.

    O grande princípio de uma pirâmide é que você depende de arregimentar novas pessoas para se tornar sustentável.

    Nisto, o capitalismo é bastante simples. Só ganha dinheiro quem agrega valor, por meio de escala (vendendo muito), ou margem de lucro elevada (normalmente, ligada à inovação). Um F-35 dá tanto lucro para a fabricante que o Trump está falando em comprar um Super Hornet (também muito lucrativo, mas não tanto), apenas para forçar baixar o preço.

    No final das contas, existem milhares de pessoas que tomaram pequenos prejuízos para um ter um bom lucro. Observei, a título empírico, que houve uma onda muito forte destas pretensas empresas de MMN à época em que estourou a crise. Muitos desempregados, alguns deles com algum bom dinheiro das rescisões e sem perspectiva de empregabilidade num curto prazo, viram promessas fabulosas de ganhos. E na vida, sabemos que não é fácil. Ninguém aqui passou em concurso estudando uma semana e depois estava num padrão ao menos médio de vida.
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Ter 15 Jan 2019, 1:15 pm

    Pessoal, o que acham desse fundo de investimento ?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Fundo ainda novo.
    joaonetocear
    joaonetocear
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 104
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por joaonetocear em Qua 16 Jan 2019, 8:28 am

    Indico o fundo da alaska black
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qua 16 Jan 2019, 12:20 pm

    joaonetocear escreveu:Indico o fundo da alaska black


    Ótimo fundo, tenho grana nesse.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qua 16 Jan 2019, 1:47 pm

    Boa tarde, colegas.

    Alguém pode explicar de forma simples e resumida o que é Tesouro Direto? Tem que se pagar mensalmente?

    Desde já, obrigado!
    Caçador_de_Troll
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 408
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 12/09/2014

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Qua 16 Jan 2019, 3:34 pm

    Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    servidor.tre escreveu:Boa tarde, colegas.

    Alguém pode explicar de forma simples e resumida o que é Tesouro Direto? Tem que se pagar mensalmente?

    Desde já, obrigado!
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qua 16 Jan 2019, 3:48 pm

    Caçador_de_Troll escreveu:Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    servidor.tre escreveu:Boa tarde, colegas.

    Alguém pode explicar de forma simples e resumida o que é Tesouro Direto? Tem que se pagar mensalmente?

    Desde já, obrigado!

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por josebarbos em Qua 16 Jan 2019, 4:44 pm

    servidor.tre escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    servidor.tre escreveu:Boa tarde, colegas.

    Alguém pode explicar de forma simples e resumida o que é Tesouro Direto? Tem que se pagar mensalmente?

    Desde já, obrigado!

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?

    Só uma pequena correção ao colega. Os títulos, de fato, são para financiamento da dívida pública. Entretanto, são papeis muito caros, e o Tesouro Direto foi uma maneira de flexibilizar o acesso da população a estes títulos.

    Basicamente, a B3 (Bovespa) divide cada título em 100 cotas (pedaços), e negocia o valor da cota. Aí, ao invés de ter que pagar quase R$ 10.000,00 num título SELIC, você pode pagar múltiplos de 1% disto ou, no mínimo, R$ 30,00 (no caso dos pré-fixados, são títulos mais baratos e você tem que atender ao valor mínimo, além do número de cotas).

    Por fazer este serviço, a B3 cobra a administração de 0,25% a.a. Para quem ainda tem pouco, ou para ir juntando, vale a pena. Para quem já tem valores maiores, pode comprar o título "cheio" e aumentar um pouquinho a rentabilidade ao longo do ano.

    Do ponto de vista operacional, muitas vezes é mais vantajoso ter um CDB de liquidez diária do que títulos no tesouro. A grande sacada do TD é que você junta o melhor dos mundos do investimento: possui uma taxa contratada garantida até o vencimento, mas pode vender o papel a qualquer dia (liquidez diária) e que, em cenário de quedas de juros, pode produzir grandes ganhos.
    Caçador_de_Troll
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 408
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 12/09/2014

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Qua 16 Jan 2019, 6:13 pm

    Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    servidor.tre escreveu:Boa tarde, colegas.

    Alguém pode explicar de forma simples e resumida o que é Tesouro Direto? Tem que se pagar mensalmente?

    Desde já, obrigado!

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qua 16 Jan 2019, 8:51 pm

    Muito obrigado, pessoal.

    Vou analisar com calma.

    Como se percebe não tenho experiência nenhuma.

    Queria fazer algo conservador (melhor que a poupança), que pague apenas uma única vez e por prazo médio.
    JUDiado
    JUDiado
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por JUDiado em Qui 17 Jan 2019, 5:55 am

    TJ/TREMG escreveu:Pessoal, o que acham desse fundo de investimento ?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Fundo ainda novo.

    Fiquei sabendo desse fundo recentemente e confesso que me despertou o interesse pois foi um dos mais rentáveis em 2018.
    Apresenta dados positivos, como número crescente de cotistas e patrimônio x valor aplicado subindo.
    O índice Sharpe não é dos melhores, mas acima de 1 é sempre bom.
    Esse fundo opera alavancado, então a volatilidade é maior do que a maioria dos FIA existentes no mercado.
    Quando está ganhando, é uma maravilha, mas quando está em baixa, haja estômago.
    Se você está apto ao risco, vale investir.

    Alguns outros que recomendo:
    Alaska Black que o colega menciou acima, Moat e AZ Quest (invisto nos 3).
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 8:56 am

    JUDiado escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:Pessoal, o que acham desse fundo de investimento ?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Fundo ainda novo.

    Fiquei sabendo desse fundo recentemente e confesso que me despertou o interesse pois foi um dos mais rentáveis em 2018.
    Apresenta dados positivos, como número crescente de cotistas e patrimônio x valor aplicado subindo.
    O índice Sharpe não é dos melhores, mas acima de 1 é sempre bom.
    Esse fundo opera alavancado, então a volatilidade é maior do que a maioria dos FIA existentes no mercado.
    Quando está ganhando, é uma maravilha, mas quando está em baixa, haja estômago.
    Se você está apto ao risco, vale investir.

    Alguns outros que recomendo:
    Alaska Black que o colega menciou acima, Moat e AZ Quest (invisto nos 3).


    Tenho grana no AZ Quest Top Long Biased também.

    Decidi entrar no Kapitalo com o aporte mínimo. Há muitos especialistas dizendo que há vários indícios de que a bolsa entrará num novo grande ciclo de alta, então vou assumir o risco.
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 9:07 am

    servidor.tre escreveu:Muito obrigado, pessoal.

    Vou analisar com calma.

    Como se percebe não tenho experiência nenhuma.

    Queria fazer algo conservador (melhor que a poupança), que pague apenas uma única vez e por prazo médio.



    Se tiver um tempo, dá uma olhada nesse link: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Tesouro Direto é mais seguro e mais rentável que poupança.
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 9:11 am

    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    servidor.tre escreveu:Boa tarde, colegas.

    Alguém pode explicar de forma simples e resumida o que é Tesouro Direto? Tem que se pagar mensalmente?

    Desde já, obrigado!

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qui 17 Jan 2019, 11:58 am

    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Ótima rentabilidade... tem gente que entende bem disso... você já sabia investir ou estudou há pouco?

    Algum curso sobre esses investimentos?
    JUDiado
    JUDiado
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por JUDiado em Qui 17 Jan 2019, 12:03 pm

    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Tesouro Direto é uma das formas que o governo busca para financiar a sua dívida.

    Há vários títulos que você pode adquirir mediante a plataforma do Tesouro Direto (pós-fixados (semelhantes a CDB), pre-fixados e mistos).

    Se investir em corretora ou banco com taxa de administração zero, a única taxa que você paga é de 0,25% semestralmente, a título de custódia.

    Se quiser investimento de renda fixa, o tesouro direto possui vários títulos para esse intuito.

    De forna bem resumida é assim.

    Recomendo que acesse o site do Tesouro para maiores informações:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Tesouro é melhor que poupança, sem dúvida.
    Agora, dá pra ganhar bem sabendo o momento certo de comprar e vender os títulos, até no curto prazo.
    Ano passado, no meio daquela greve dos caminhoneiros, foi ótimo pra quem comprou pois as taxas subiram rapidamente. Quem quisesse vender agora, teria um excelente lucro pois as taxas estão em queda.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qui 17 Jan 2019, 12:07 pm

    JUDiado escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Tesouro é melhor que poupança, sem dúvida.
    Agora, dá pra ganhar bem sabendo o momento certo de comprar e vender os títulos, até no curto prazo.
    Ano passado, no meio daquela greve dos caminhoneiros, foi ótimo pra quem comprou pois as taxas subiram rapidamente. Quem quisesse vender agora, teria um excelente lucro pois as taxas estão em queda.

    Essa visão é que eu não tenho e não entendo... kkkkk...

    JUDiado
    JUDiado
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por JUDiado em Qui 17 Jan 2019, 1:39 pm

    servidor.tre escreveu:
    JUDiado escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.




    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Tesouro é melhor que poupança, sem dúvida.
    Agora, dá pra ganhar bem sabendo o momento certo de comprar e vender os títulos, até no curto prazo.
    Ano passado, no meio daquela greve dos caminhoneiros, foi ótimo pra quem comprou pois as taxas subiram rapidamente. Quem quisesse vender agora, teria um excelente lucro pois as taxas estão em queda.

    Essa visão é que eu não tenho e não entendo... kkkkk...


    Sobre o Tesouro, fiz o curso do Eduardinho faz um tempo e gostei muito (carteirarica.com.br).
    No mais, tem muito material grátis na internet que pode te ajudar.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qui 17 Jan 2019, 2:16 pm

    JUDiado escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    JUDiado escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Tesouro é melhor que poupança, sem dúvida.
    Agora, dá pra ganhar bem sabendo o momento certo de comprar e vender os títulos, até no curto prazo.
    Ano passado, no meio daquela greve dos caminhoneiros, foi ótimo pra quem comprou pois as taxas subiram rapidamente. Quem quisesse vender agora, teria um excelente lucro pois as taxas estão em queda.

    Essa visão é que eu não tenho e não entendo... kkkkk...


    Sobre o Tesouro, fiz o curso do Eduardinho faz um tempo e gostei muito (carteirarica.com.br).
    No mais, tem muito material grátis na internet que pode te ajudar.

    Obrigado pelas dicas...
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 3:25 pm

    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Ótima rentabilidade... tem gente que entende bem disso... você já sabia investir ou estudou há pouco?

    Algum curso sobre esses investimentos?

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 3:27 pm

    JUDiado escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.

    servidor.tre escreveu:

    Caçador, obrigado pelas informações.

    Estou procurando algo bem seguro e que pague apenas uma parcela (nada de ficar pagando por mês).

    São todos os bancos que cobram essa custódia?


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Tesouro é melhor que poupança, sem dúvida.
    Agora, dá pra ganhar bem sabendo o momento certo de comprar e vender os títulos, até no curto prazo.
    Ano passado, no meio daquela greve dos caminhoneiros, foi ótimo pra quem comprou pois as taxas subiram rapidamente. Quem quisesse vender agora, teria um excelente lucro pois as taxas estão em queda.


    Exatamente. Outro ótimo momento de compra foi o período eleitoral.

    Tem um site muito bom para analisar os gráficos dos títulos, sempre uso ele: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 3:32 pm

    servidor.tre escreveu:
    JUDiado escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    JUDiado escreveu:

    Tesouro é melhor que poupança, sem dúvida.
    Agora, dá pra ganhar bem sabendo o momento certo de comprar e vender os títulos, até no curto prazo.
    Ano passado, no meio daquela greve dos caminhoneiros, foi ótimo pra quem comprou pois as taxas subiram rapidamente. Quem quisesse vender agora, teria um excelente lucro pois as taxas estão em queda.

    Essa visão é que eu não tenho e não entendo... kkkkk...


    Sobre o Tesouro, fiz o curso do Eduardinho faz um tempo e gostei muito (carteirarica.com.br).
    No mais, tem muito material grátis na internet que pode te ajudar.

    Obrigado pelas dicas...


    Se tem interesse em começar a investir no Tesouro Direto, te aconselho a começar a entender os investimentos em renda fixa e toda aquela sopa de letras (CDI, CDB, LC, CRI, CRA, debentures, LCI....), a entender a taxa SELIC e como ela impacta a economia e os investimentos em geral, etc.

    Tem muito site bom na internet que tem tudo isso de graça (Dinheirama, Clube dos Poupadores, Quero Ficar Rico, Blog de Valor, Clube de Valor e vários outros). Há muitos canais no YouTube também, como o Me Poupe (que indicaram aí acima) e o Primo Rico.

    Acho que investir na própria educação financeira é uma das melhores coisas que uma pessoa pode fazer por si e por sua família.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Qui 17 Jan 2019, 3:50 pm

    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    JUDiado escreveu:
    servidor.tre escreveu:

    Essa visão é que eu não tenho e não entendo... kkkkk...


    Sobre o Tesouro, fiz o curso do Eduardinho faz um tempo e gostei muito (carteirarica.com.br).
    No mais, tem muito material grátis na internet que pode te ajudar.

    Obrigado pelas dicas...


    Se tem interesse em começar a investir no Tesouro Direto, te aconselho a começar a entender os investimentos em renda fixa e toda aquela sopa de letras (CDI, CDB, LC, CRI, CRA, debentures, LCI....), a entender a taxa SELIC e como ela impacta a economia e os investimentos em geral, etc.

    Tem muito site bom na internet que tem tudo isso de graça (Dinheirama, Clube dos Poupadores, Quero Ficar Rico, Blog de Valor, Clube de Valor e vários outros). Há muitos canais no YouTube também, como o Me Poupe (que indicaram aí acima) e o Primo Rico.

    Acho que investir na própria educação financeira é uma das melhores coisas que uma pessoa pode fazer por si e por sua família.

    Entendi.
    Novamente, obrigado aos colegas.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2201
    Reputação : 288
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por androsvilazza em Qui 17 Jan 2019, 5:00 pm

    Algumas noções básicas sobre o Tesouro Direto para iniciantes:
    Tipos de título:

    a) Pós-fixado atrelado à SELIC.
    b) Prefixado;
    c) Pós-fixado atrelado a um índice de inflação: IGP-M (menos comum) ou IPCA (mais comum), somado a um percentual fixo (que seria o rendimento “real”, acima da inflação).

    (Os dois últimos tipos (prefixados e títulos atrelados à inflação) têm uma variante que antecipa parte dos juros semestralmente).


    a. Os títulos SELIC são os mais fáceis de entender: o rendimento é sempre conforme a taxa SELIC. Portanto, não têm variação definida pelo mercado. São, portanto, os títulos menos voláteis e mais previsíveis, pois seu rendimento só é alterado quando o COPOM decide mudar a taxa básica de juros da economia, o que se dá apenas de tempos em tempos, e com variações pequenas de cada vez.

    b. Os títulos prefixados funcionam da seguinte forma: O Governo decide lançar os títulos e define suas características (prazo e valor de face/”preço”) no momento do lançamento. O valor de resgate ao final do período (sempre R$1000) é a característica prefixada, e que dá nome ao título.
    Para quem vai resgatar os títulos prefixados apenas no vencimento o entendimento é simples: você compra hoje, sabe o preço que está pagando, sabe quando vai resgatar, e sabe que, ao final do prazo, você vai receber R$1000,00 brutos (sempre é bom lembrar do desconto de IR sobre o rendimento) pelo título.

    c. Os títulos IPCA+ possuem uma parte variável (a inflação) e uma parte fixa (o rendimento “real”, acima da inflação), a qual é definida pelo Governo no momento do lançamento do título no mercado.

    Esses títulos também são de fácil compreensão para quem vai resgatar apenas no vencimento: Um título IPCA+ 2024 (IPCA + 4,24% a.a. – definido no momento do lançamento) custa, hoje, R$2.509,15. Você pode comprar um título “cheio”, no valor total, ou cotas. No caso dos títulos IPCA sem juros semestrais, são divididos em 50 cotas – cada uma desse exemplo custaria R$50,18. Se você investir 10 cotas (R$501,80) e resgatar no vencimento (15/08/2024), você receberá o valor investido + reajuste pela inflação do período + juros de 4,24% a.a. (que, repito, foram definidos pelo Governo já no momento da oferta dos títulos ao mercado).
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2201
    Reputação : 288
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por androsvilazza em Qui 17 Jan 2019, 5:06 pm

    2. Noções básicas sobre variação dos títulos “a mercado”:

    Falei sobre o resgate dos títulos no vencimento, e como isso funciona. Como visto, é relativamente simples e seguro: você investe sabendo o valor exato que vai receber no final (títulos prefixados); qual a taxa de juros real (acima da inflação) que lhe será paga no período (IPCA+), preservando seu poder de compra; ou, ainda, que seu título será reajustado sempre conforme a taxa SELIC que – à parte algumas aventuras de “canetadas” voluntariosas nos governos Lula e Dilma – varia pouco, tem boa previsibilidade e oferece certa segurança, pois mesmo em momentos de crise está sempre acima dos índices de inflação.

    "Mas como funciona para quem quiser resgatar (por necessidade ou estratégia) antes do vencimento?"

    Nos títulos SELIC não há segredo: o Tesouro lhe paga o valor investido + a remuneração à taxa SELIC entre o dia do investimento e o dia do resgate (descontados os impostos – IR sobre o rendimento e, se o resgate for antes de 30 dias, também IOF).

    Já para os títulos prefixados, e para os atrelados à inflação, o preço do título antes do vencimento varia conforme o “mercado”. E, por mercado, entenda-se: expectativas quanto à economia (taxas de juros, inflação) para o período até o vencimento. Como essas expectativas para o futuro mudam o tempo todo, naturalmente o valor dos títulos no mercado mudará.

    Vou explicar com um exemplo simplificado (porém detalhado), para os prefixados, e apontar as poucas diferenças para o IPCA+, no que tange ao raciocínio "de mercado":

    Prefixados:

    Suponha que o Tesouro decidiu lançar, 1 ano atrás, um título para resgate em 5 anos. O valor do título ao final do período já sabemos que será de R$1000,00 (todos os títulos prefixados têm esse valor final, lembram?). Suponhamos que, pelas expectativas que se tinha então (no lançamento do título, em janeiro de 2018) para o futuro (até 2023, quando o título será resgatado), os técnicos do Tesouro considerem justa uma taxa de 10% a.a. de remuneração. Por justa, entenda-se: uma taxa que, para o investidor, lhe proteja da inflação e dê algum retorno e, para o Governo, não seja “cara” demais. Então, ao lançar o título, o Governo cobra por ele, na data do lançamento, R$ 620,92. Isso porque esse valor, rendendo 10% a.a., em 5 anos chegará a R$1000.

    Acontece que 5 anos são um prazo muito longo, e nesse tempo as expectativas podem mudar: alguma medida aprovada durante esse período no Congresso, que nem esteja em discussão hoje, pode gerar expectativas melhores (ou piores) para o futuro; pode surgir uma crise nacional ou mundial, enfim, podem surgir novidades que mudem drasticamente as expectativas para o futuro.
    Se nada de relevante aconteceu no período de 1 ano e, portanto, as expectativas continuaram as mesmas (cenário quase impossível), aquele título de R$620,92 poderá ser resgatado hoje (1 ano após a compra) por R$683,01 (R$620,92 + 10%), o qual será, então, o seu valor de mercado.

    Como eu disse, o cenário de constância nas expectativas é quase impossível. Sabemos que são dois os tipos possíveis de mudanças nas expectativas durante o período de um ano: mudanças para melhor e mudanças para pior. E para facilitar o entendimento, vamos pegar um único fator de mudança: projeção da inflação. O raciocínio é parecido para qualquer outro fator, e a soma/ponderação dos fatores (favoráveis e desfavoráveis) é que influencia as expectativas para o futuro.

    Vamos agora projetar uma melhora nas expectativas, do ano passado pra cá:

    Suponhamos que a projeção de inflação para o período (2018-2023) melhore. Por exemplo, seguidas safras recordes apontam para uma queda nos preços de alimentos; redução nos preços internacionais de petróleo sinalizam para queda nos preços de transporte; redução nos impostos indiquem queda geral nos preços etc. Chega-se à conclusão de que aquela taxa inicialmente estipulada (10% a.a.) era, na realidade, exagerada. Por exemplo, se a inflação (projetada para o futuro, nesse novo cenário) ficar na média de 1%, daria um rendimento real de 9% a.a., o que é altíssimo. Ao mesmo tempo, ao perceber isso, o Governo já não oferece uma taxa tão boa para os próximos títulos ofertados. Afinal, as expectativas para o futuro agora são melhores, não há por que pagar tão alto por um título. Resultado: se eu comprei o título à época por R$620 (e tenho a garantia de receber R$1000 em 2024), tenho um ótimo título em mãos. Portanto, quem quiser comprá-lo de mim agora (que não é mais oferecido pelo Governo) terá de pagar mais por ele.

    "Entendi o motivo de se pagar a mais pelo título, mas como definir o valor exato dele hoje?"

    Pela taxa justa (lembra dela, no momento de definição do valor do título?) de hoje, consideradas as expectativas atuais. Suponhamos que, com a queda na expectativa de inflação, a conclusão seja que a taxa justa, agora, seria de 6% a.a. Ou seja, o 1% de inflação (projetada de acordo com as expectativas para esse cenário novo) mais 5% de rendimento real. Como eu sei que vou receber R$1.000,00 ao final do prazo, e que o prazo restante agora é de 4 anos (pois um ano já se passou), o valor de mercado do título hoje seria R$792,09. Isso porque esse valor R$792,09, atualizado pela nova taxa justa (agora de 6%), dará R$ 1.000,00 ao final.

    Então se eu vender esse título hoje, após um ano, é esse o valor que receberei: R$792,09. Percebam que, à época que comprei o título, eu esperava que ele valorizasse 10% (taxa justa da época) no primeiro ano. Ao resgatar o título, no entanto, o rendimento que obtive foi de 27,56% = (792,09 – 620,92)/620,92. Portanto, muito acima do esperado.

    Para o cenário de piora nas expectativas, obviamente, o cálculo é oposto. Aquela taxa de 10% “contratada” no momento da compra do título seria insuficiente para cobrir a inflação e ter um rendimento adequado. Nesse caso, os novos títulos oferecido pelo Governo teriam de embutir taxas maiores de rendimento (suponhamos 15%), e aquele meu título de 10% seria “podre”. Então, se eu quiser me livrar dele agora, após 1 ano, vou receber menos do que eu esperava.

    Já para os títulos IPCA+, o raciocínio também não é muito diferente: A taxa justa, que expliquei no título prefixado, é basicamente um cálculo de expectativa de inflação + um rendimento adequado para o período. O título IPCA+ segue o mesmo raciocínio, mas deixa os índices (inflação + rendimento) separados, em vez de agrupá-los. Até por isso é considerado um título mais seguro, pois lhe garante ao mínimo a inflação, protegendo de variações absurdas, enquanto no título prefixado existe o risco da inflação “explodir” de repente, e você ficar preso a um título que sequer reponha o seu poder de compra.

    De toda forma, o raciocínio é basicamente o mesmo: melhora nas expectativas => aumento do valor de mercado do título;
    Piora nas expectativas => piora no valor de mercado do título.

    E o raciocínio básico de quem compra e vende títulos (antes do vencimento) funciona da seguinte forma:
    1. “Acha que o cenário futuro (portanto, as expectativas para o futuro) vai melhorar?” Ou, por extensão, “O cenário hoje está tão ruim que só possa melhorar daqui pra frente?” => É uma hora boa para compra desses títulos;
    2. “Acha que o cenário futuro vai piorar?” Ou, ainda, “O cenário hoje está tão bom que dificilmente melhore nos próximos meses”? => Boa hora para a venda desses títulos.
    3. “A taxa justa continua atraente?” Ou, ainda, “O cenário tende a permanecer o mesmo num futuro próximo (ou mesmo até o vencimento do título)?” = > Por enquanto é melhor segurar o título e ver o que acontece.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2201
    Reputação : 288
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por androsvilazza em Qui 17 Jan 2019, 5:19 pm

    P.S.: Sei que, para quem não tem conhecimento de economia, ou aptidão com números, tudo isso parece muito complicado, e é um pouquinho mesmo. Mas essa explicação toda foi para aqueles iniciantes que fazem questão de entender a dinâmica do mercado, aprofundar o conhecimento, e maximizar os ganhos.

    Para o investidor iniciante e amador, que não quer (ou não tem aptidão para) se aprofundar demais no tema, há métodos simplificados para melhorar o rendimento nos investimentos.


    Última edição por androsvilazza em Sex 18 Jan 2019, 2:43 pm, editado 1 vez(es) (Razão : ainda sem tempo pra elaborar o post)
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Qui 17 Jan 2019, 6:47 pm

    androsvilazza escreveu:2. Noções básicas sobre variação dos títulos “a mercado”:

    Falei sobre o resgate dos títulos no vencimento, e como isso funciona. Como visto, é relativamente simples e seguro: você investe sabendo o valor exato que vai receber no final (títulos prefixados); qual a taxa de juros real (acima da inflação) que lhe será paga no período (IPCA+), preservando seu poder de compra; ou, ainda, que seu título será reajustado sempre conforme a taxa SELIC que – à parte algumas aventuras de “canetadas” voluntariosas nos governos Lula e Dilma – varia pouco, tem boa previsibilidade e oferece certa segurança, pois mesmo em momentos de crise está sempre acima dos índices de inflação.

    "Mas como funciona para quem quiser resgatar (por necessidade ou estratégia) antes do vencimento?"

    Nos títulos SELIC não há segredo: o Tesouro lhe paga o valor investido + a remuneração à taxa SELIC entre o dia do investimento e o dia do resgate (descontados os impostos – IR sobre o rendimento e, se o resgate for antes de 30 dias, também IOF).

    Já para os títulos prefixados, e para os atrelados à inflação, o preço do título antes do vencimento varia conforme o “mercado”. E, por mercado, entenda-se: expectativas quanto à economia (taxas de juros, inflação) para o período até o vencimento. Como essas expectativas para o futuro mudam o tempo todo, naturalmente o valor dos títulos no mercado mudará.

    Vou explicar com um exemplo simplificado (porém detalhado), para os prefixados, e apontar as poucas diferenças para o IPCA+, no que tange ao raciocínio "de mercado":

    Prefixados:

    Suponha que o Tesouro decidiu lançar, 1 ano atrás, um título para resgate em 5 anos. O valor do título ao final do período já sabemos que será de R$1000,00 (todos os títulos prefixados têm esse valor final, lembram?). Suponhamos que, pelas expectativas que se tinha então (no lançamento do título, em janeiro de 2018) para o futuro (até 2023, quando o título será resgatado), os técnicos do Tesouro considerem justa uma taxa de 10% a.a. de remuneração. Por justa, entenda-se: uma taxa que, para o investidor, lhe proteja da inflação e dê algum retorno e, para o Governo, não seja “cara” demais. Então, ao lançar o título, o Governo cobra por ele, na data do lançamento, R$ 620,92. Isso porque esse valor, rendendo 10% a.a., em 5 anos chegará a R$1000.

    Acontece que 5 anos são um prazo muito longo, e nesse tempo as expectativas podem mudar: alguma medida aprovada durante esse período no Congresso, que nem esteja em discussão hoje, pode gerar expectativas melhores (ou piores) para o futuro; pode surgir uma crise nacional ou mundial, enfim, podem surgir novidades que mudem drasticamente as expectativas para o futuro.  
    Se nada de relevante aconteceu no período de 1 ano e, portanto, as expectativas continuaram as mesmas (cenário quase impossível), aquele título de R$620,92 poderá ser resgatado hoje (1 ano após a compra) por R$683,01 (R$620,92 + 10%), o qual será, então, o seu valor de mercado.

    Como eu disse, o cenário de constância nas expectativas é quase impossível. Sabemos que são dois os tipos possíveis de mudanças nas expectativas durante o período de um ano: mudanças para melhor e mudanças para pior. E para facilitar o entendimento, vamos pegar um único fator de mudança: projeção da inflação. O raciocínio é parecido para qualquer outro fator, e a soma/ponderação dos fatores (favoráveis e desfavoráveis) é que influencia as expectativas para o futuro.

    Vamos agora projetar uma melhora nas expectativas, do ano passado pra cá:

    Suponhamos que a projeção de inflação para o período (2018-2023) melhore. Por exemplo, seguidas safras recordes apontam para uma queda nos preços de alimentos; redução nos preços internacionais de petróleo sinalizam para queda nos preços de transporte; redução nos impostos indiquem queda geral nos preços etc. Chega-se à conclusão de que aquela taxa inicialmente estipulada (10% a.a.) era, na realidade, exagerada. Por exemplo, se a inflação (projetada para o futuro, nesse novo cenário) ficar na média de 1%, daria um rendimento real de 9% a.a., o que é altíssimo. Ao mesmo tempo, ao perceber isso, o Governo já não oferece uma taxa tão boa para os próximos títulos ofertados. Afinal, as expectativas para o futuro agora são melhores, não há por que pagar tão alto por um título. Resultado: se eu comprei o título à época por R$620 (e tenho a garantia de receber R$1000 em 2024), tenho um ótimo título em mãos. Portanto, quem quiser comprá-lo de mim agora (que não é mais oferecido pelo Governo) terá de pagar mais por ele.

    "Entendi o motivo de se pagar a mais pelo título, mas como definir o valor exato dele hoje?"

    Pela taxa justa (lembra dela, no momento de definição do valor do título?) de hoje, consideradas as expectativas atuais. Suponhamos que, com a queda na expectativa de inflação, a conclusão seja que a taxa justa, agora, seria de 6% a.a. Ou seja, o 1% de inflação (projetada de acordo com as expectativas para esse cenário novo) mais 5% de rendimento real. Como eu sei que vou receber R$1.000,00 ao final do prazo, e que o prazo restante agora é de 4 anos (pois um ano já se passou), o valor de mercado do título hoje seria R$792,09. Isso porque esse valor R$792,09, atualizado pela nova taxa justa (agora de 6%), dará R$ 1.000,00 ao final.

    Então se eu vender esse título hoje, após um ano, é esse o valor que receberei: R$792,09. Percebam que, à época que comprei o título, eu esperava que ele valorizasse 10% (taxa justa da época) no primeiro ano.  Ao resgatar o título, no entanto, o rendimento que obtive foi de 27,56% = (792,09 – 620,92)/620,92. Portanto, muito acima do esperado.

    Para o cenário de piora nas expectativas, obviamente, o cálculo é oposto. Aquela taxa de 10% “contratada” no momento da compra do título seria insuficiente para cobrir a inflação e ter um rendimento adequado. Nesse caso, os novos títulos oferecido pelo Governo teriam de embutir taxas maiores de rendimento (suponhamos 15%), e aquele meu título de 10% seria “podre”. Então, se eu quiser me livrar dele agora, após 1 ano, vou receber menos do que eu esperava.

    Já para os títulos IPCA+, o raciocínio também não é muito diferente: A taxa justa, que expliquei no título prefixado, é basicamente um cálculo de expectativa de inflação + um rendimento adequado para o período. O título IPCA+ segue o mesmo raciocínio, mas deixa os índices (inflação + rendimento) separados, em vez de agrupá-los. Até por isso é considerado um título mais seguro, pois lhe garante ao mínimo a inflação, protegendo de variações absurdas, enquanto no título prefixado existe o risco da inflação “explodir” de repente, e você ficar preso a um título que sequer reponha o seu poder de compra.

    De toda forma, o raciocínio é basicamente o mesmo: melhora nas expectativas => aumento do valor de mercado do título;
    Piora nas expectativas => piora no valor de mercado do título.

    E o raciocínio básico de quem compra e vende títulos (antes do vencimento) funciona da seguinte forma:
    1. “Acha que o cenário futuro (portanto, as expectativas para o futuro) vai melhorar?” Ou, por extensão, “O cenário hoje está tão ruim que só possa melhorar daqui pra frente?” => É uma hora boa para compra desses títulos;
    2. “Acha que o cenário futuro vai piorar?” Ou, ainda, “O cenário hoje está tão bom que dificilmente melhore nos próximos meses”? => Boa hora para a venda desses títulos.
    3. “A taxa justa continua atraente?” Ou, ainda, “O cenário tende a permanecer o mesmo num futuro próximo (ou mesmo até o vencimento do título)?” = > Por enquanto é melhor segurar o título e ver o que acontece.


    Excelente explicação.

    Ano passado fiquei esperando o início da turbulência do período eleitoral pra comprar prefixado. Consegui o prefixado 2025 a uma taxa de 12,08 a.a. Por enquanto vou mantê-lo, a taxa tá muito boa no cenário atual.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Sex 18 Jan 2019, 2:04 pm

    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    Caçador_de_Troll escreveu:Nesse link há a lista de bancos e respetivas taxas de administração:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Entretanto, caso esteja disposto a abrir um pouco a mente e sair dos chamados bancões, recomendo:

    Banco Intermedium (não tem quaisquer taxas: manutenção de conta, TED, anuidade cartão de crédito, etc)
    e Corretora Modal.

    Ambos não cobram taxa para a custódia de títulos do Tesouro.

    Aliás, o Intermedium possui LCI de 90% e CDBs de 100% do CDI, que para meu perfil, que busca flexibilidade de aplicações pós fixadas (aguardando novos aportes em títulos pré fixados mais longos) me atendem melhor que o Tesouro Direto.

    Ressalte-se que há cobertura de até R$250.000 pelo FGC.




    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Ótima rentabilidade... tem gente que entende bem disso... você já sabia investir ou estudou há pouco?

    Algum curso sobre esses investimentos?

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Sex 18 Jan 2019, 5:03 pm

    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:


    Cara, o bom do tesouro direto, em virtude da liquidez, é que dá pra pra ganhar legal se souber investir, com disse o José Barbosa. Semana passada vendi meus IPCA 2045, tive quase 30% de rentabilidade bruta em pouco mais de 1 ano.

    Ótima rentabilidade... tem gente que entende bem disso... você já sabia investir ou estudou há pouco?

    Algum curso sobre esses investimentos?

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?


    Sim, vc pode vender qualquer título sempre que quiser. O que vai mudar é o IR, pois a tabela é regressiva, partindo de 22,5% até 15%, a depender do número de dias. Não há multa.

    No curto prazo tem que tomar cuidado, pois o preço de venda pode estar menor que o preço do dia da compra.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Sex 18 Jan 2019, 5:08 pm

    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:

    Ótima rentabilidade... tem gente que entende bem disso... você já sabia investir ou estudou há pouco?

    Algum curso sobre esses investimentos?

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?


    Sim, vc pode vender qualquer título sempre que quiser. O que vai mudar é o IR, pois a tabela é regressiva, partindo de 22,5% até 15%, a depender do número de dias. Não há multa.

    No curto prazo tem que tomar cuidado, pois o preço de venda pode estar menor que o preço do dia da compra.

    Sobre o preço de venda eu vi no link que mandou a dica  https://andrebona.com.br/como-especular-no-tesouro-direto/, a questão é que não sei bem como funciona essa lance do IR.

    Mas já é bom saber que posso fazer um TD 2025 (por exemplo) e vender antes sem ter que pagar alguma multa.


    Última edição por servidor.tre em Sex 18 Jan 2019, 5:10 pm, editado 1 vez(es)
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Sex 18 Jan 2019, 5:09 pm

    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:

    Ótima rentabilidade... tem gente que entende bem disso... você já sabia investir ou estudou há pouco?

    Algum curso sobre esses investimentos?

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?


    Sim, vc pode vender qualquer título sempre que quiser. O que vai mudar é o IR, pois a tabela é regressiva, partindo de 22,5% até 15%, a depender do número de dias. Não há multa.

    No curto prazo tem que tomar cuidado, pois o preço de venda pode estar menor que o preço do dia da compra.


    Outra coisa: se vender em menos de 30 dias da compra, paga IOF.
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Sex 18 Jan 2019, 5:11 pm

    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?


    Sim, vc pode vender qualquer título sempre que quiser. O que vai mudar é o IR, pois a tabela é regressiva, partindo de 22,5% até 15%, a depender do número de dias. Não há multa.

    No curto prazo tem que tomar cuidado, pois o preço de venda pode estar menor que o preço do dia da compra.

    Sobre o preço de venda eu vi no link que mandou a dica, a questão é que não sei bem como funciona essa lance do IR.

    Mas já é bom saber que posso fazer um TD 2025 (por exemplo) e vender antes sem ter que pagar alguma multa.


    O IR e a taxa de custódia da Bovespa já são descontados automaticamente, não precisa se preocupar com isso.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por servidor.tre em Sex 18 Jan 2019, 5:11 pm

    TJ/TREMG escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:

    Nunca fiz curso não. Venho lendo a respeito tem quase dois anos. Hoje em dia tem inúmeros sites, blogs, canais no YouTube, através dos quais vc já consegue aprender e assimilar muita coisa, tudo de graça.

    Sobre os ganhos em curto prazo no Tesouro Direito, dá uma olha neste post: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Site ótimo este aí.


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?


    Sim, vc pode vender qualquer título sempre que quiser. O que vai mudar é o IR, pois a tabela é regressiva, partindo de 22,5% até 15%, a depender do número de dias. Não há multa.

    No curto prazo tem que tomar cuidado, pois o preço de venda pode estar menor que o preço do dia da compra.


    Outra coisa: se vender em menos de 30 dias da compra, paga IOF.

    Ok.

    Se tiver alguma cartilha específica sobre o TD, por favor me envie.
    TJ/TREMG
    TJ/TREMG
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 20/10/2011

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por TJ/TREMG em Sex 18 Jan 2019, 5:23 pm

    servidor.tre escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    servidor.tre escreveu:


    Muito bom essa matéria... sabe dizer se eu posso pegar um TD 2021 e vender antes? Caso possa, pago alguma multa por não esperar chegar até o final?


    Sim, vc pode vender qualquer título sempre que quiser. O que vai mudar é o IR, pois a tabela é regressiva, partindo de 22,5% até 15%, a depender do número de dias. Não há multa.

    No curto prazo tem que tomar cuidado, pois o preço de venda pode estar menor que o preço do dia da compra.


    Outra coisa: se vender em menos de 30 dias da compra, paga IOF.

    Ok.

    Se tiver alguma cartilha específica sobre o TD, por favor me envie.


    Infelizmente não tenho. Tudo que sei sobre TD foi lendo sites de investimento e canais do YouTube.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Dicas Financeiras

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 26 Mar 2019, 1:22 am