PCS JÁ



    Novo PCS

    Compartilhe
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Seg 25 Jun 2018, 10:24 pm

    tre-rj escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    DEU NA IMPRENSA: Proposta de reforma administrativa vai reavaliar 300 carreiras na União

    Rever estrutura do funcionalismo é tão urgente quanto a Previdência, diz ministro do Planejamento

    Esta é a bola que to cantando a tempos.

    A reforma do serviço público virá e rápido.


    Temos mais de 300 carreiras e cada uma delas tem uma especificidade, planos de cargos próprios.

    Às vezes, tenho excesso de gente em um local e falta em outro. Não consigo remanejar porque uma carreira não trabalha com o assunto exigido em outro ministério.

    Alguns salários iniciais são muito destoantes dos salários da iniciativa privada. É importante ter um pouco mais de alinhamento.

    As pessoas chegam ao topo da carreira muito rápido, com dez anos. E chegam independentemente de seu desempenho. Não dá para todo o mundo chegar ao final em tão pouco tempo. Precisa de uma coisa que diga que um é melhor do que outro para as promoções. Mas acaba sendo uma discussão passional.

    Para quem quer saber como será o nosso PCCR, a resposta está ai. E para quem ainda pensa na nossa carreira com TJxAJ tá precisando de um choque de realidade.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Seg 25 Jun 2018, 10:25 pm

    Sigma escreveu:
    darkshi escreveu:Ai eu faço uma pergunta para vcs.
    Como seria o PCCR de vcs?


    Gosto do PCCR montado pela Anata: unificação da carreira, subsídio, progressão horizontal de acordo com a qualificação... Só acho que teria que aumentar o número de níveis...

    O plano é bom, só teria que ser atualizado. (apesar de que acho que subsidio não faz mais sentido)
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Ter 26 Jun 2018, 3:00 am

    Sniper escreveu:Desde que o plano do Amarildo seja implementado em 2019, não seria tão ruim o uso da parcela de janeiro de 2019.
    Mas como isso não acontecerá, segue o baile!!

    Boa noite, colegas.

    Esse projeto "do Amarildo", caso exista mesmo, para ser implementado em 2019 tem que ser apresentado e aprovado esse ano, não é???

    Então, em breve saberemos se isso é boato ou verdade, e, caso seja verdade, conheceremos o conteúdo do mesmo.

    Aguardemos, pois...
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Bastião em Ter 26 Jun 2018, 12:17 pm

    Se já estão até evitando novos concursos pra dar conta de pagar as parcelas do atual pcs, imagina um novo...

    Quando a EC do teto for revogada (ou revista pelo menos), dá pra sonhar com alguma migalha.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Ter 26 Jun 2018, 1:32 pm

    Bastião escreveu:Se já estão até evitando novos concursos pra dar conta de pagar as parcelas do atual pcs, imagina um novo...

    Quando a EC do teto for revogada (ou revista pelo menos), dá pra sonhar com alguma migalha.

    Ou seja, nunca.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Ter 26 Jun 2018, 3:45 pm

    Bastião escreveu:Se já estão até evitando novos concursos pra dar conta de pagar as parcelas do atual pcs, imagina um novo...

    Quando a EC do teto for revogada (ou revista pelo menos), dá pra sonhar com alguma migalha.

    No dia que revogar, vão emitir papel moeda, e o governo vai tomar tudo denovo via inflação....

    Não se cria dinheiro por lei, trânsito em julgado, vontade política, eleição, democracia, república ou qualquer outro conceito dessa linha...

    Dinheiro se cria com trabalho, geração de valor agregado, capitalismo...

    Manutenção de valor de dinheiro só se consegue com equilíbrio fiscal...


    Essa de farinha pouca, meu pirão primeiro, só beneficia os grandes "players"(milionários, políticos profissionais, empreiteiros, banqueiros, alta cúpula do funcionalismo)...
    avatar
    SADACA
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : ANALISTA JUDICIÁRIO
    Mensagens : 482
    Reputação : 29
    Data de inscrição : 05/04/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por SADACA em Ter 26 Jun 2018, 4:24 pm

    euvoltei escreveu:
    Bastião escreveu:Se já estão até evitando novos concursos pra dar conta de pagar as parcelas do atual pcs, imagina um novo...

    Quando a EC do teto for revogada (ou revista pelo menos), dá pra sonhar com alguma migalha.

    No dia que revogar, vão emitir papel moeda, e o governo vai tomar tudo denovo via inflação....

    Não se cria dinheiro por lei, trânsito em julgado, vontade política, eleição, democracia, república ou qualquer outro conceito dessa linha...

    Dinheiro se cria com trabalho, geração de valor agregado, capitalismo...

    Manutenção de valor de dinheiro só se consegue com equilíbrio fiscal...


    Essa de farinha pouca, meu pirão primeiro, só beneficia os grandes "players"(milionários, políticos profissionais, empreiteiros, banqueiros, alta cúpula do funcionalismo)...

    ????????? krespin krespin why why
    avatar
    analista_sp
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 145
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 07/04/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por analista_sp em Ter 26 Jun 2018, 5:45 pm

    Sniper escreveu:Desde que o plano do Amarildo seja implementado em 2019, não seria tão ruim o uso da parcela de janeiro de 2019.
    Mas como isso não acontecerá, segue o baile!!

    Sobre este possível plano...

    Como imaginam que seria este "step up" dos padrões criados acima na carreira?
    Todos partem do C13 e progridem ano-a-ano? Ou vai depender do tempo na carreira?

    Exemplo: Um C13, com 25 anos na carreira, acordaria uma bela manhã e seria C25?
    avatar
    Bastião
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 102
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Bastião em Ter 26 Jun 2018, 6:06 pm

    euvoltei escreveu:
    Bastião escreveu:Se já estão até evitando novos concursos pra dar conta de pagar as parcelas do atual pcs, imagina um novo...

    Quando a EC do teto for revogada (ou revista pelo menos), dá pra sonhar com alguma migalha.

    No dia que revogar, vão emitir papel moeda, e o governo vai tomar tudo denovo via inflação....

    Não se cria dinheiro por lei, trânsito em julgado, vontade política, eleição, democracia, república ou qualquer outro conceito dessa linha...

    Dinheiro se cria com trabalho, geração de valor agregado, capitalismo...

    Manutenção de valor de dinheiro só se consegue com equilíbrio fiscal...


    Essa de farinha pouca, meu pirão primeiro, só beneficia os grandes "players"(milionários, políticos profissionais, empreiteiros, banqueiros, alta cúpula do funcionalismo)...

    Sim, riqueza se gera com trabalho e produtividade. Esse dinheiro "poupado" da EC do teto poderia ser investido na indústria e na infraestrutura - que geram a riqueza. Só que não. É investido no que não dá retorno ao Brasil, mas sim em quem especula em cima dele, como a turma dos privatizadores.
    avatar
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 558
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sniper em Ter 26 Jun 2018, 6:50 pm

    analista_sp escreveu:
    Sniper escreveu:Desde que o plano do Amarildo seja implementado em 2019, não seria tão ruim o uso da parcela de janeiro de 2019.
    Mas como isso não acontecerá, segue o baile!!

    Sobre este possível plano...

    Como imaginam que seria este "step up" dos padrões criados acima na carreira?
    Todos partem do C13 e progridem ano-a-ano? Ou vai depender do tempo na carreira?

    Exemplo: Um C13, com 25 anos na carreira, acordaria uma bela manhã e seria C25?

    A resposta está na página 19
    avatar
    euvoltei
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 972
    Reputação : 115
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Ter 26 Jun 2018, 7:05 pm

    Bastião escreveu:
    euvoltei escreveu:
    Bastião escreveu:Se já estão até evitando novos concursos pra dar conta de pagar as parcelas do atual pcs, imagina um novo...

    Quando a EC do teto for revogada (ou revista pelo menos), dá pra sonhar com alguma migalha.

    No dia que revogar, vão emitir papel moeda, e o governo vai tomar tudo denovo via inflação....

    Não se cria dinheiro por lei, trânsito em julgado, vontade política, eleição, democracia, república ou qualquer outro conceito dessa linha...

    Dinheiro se cria com trabalho, geração de valor agregado, capitalismo...

    Manutenção de valor de dinheiro só se consegue com equilíbrio fiscal...


    Essa de farinha pouca, meu pirão primeiro, só beneficia os grandes "players"(milionários, políticos profissionais, empreiteiros, banqueiros, alta cúpula do funcionalismo)...

    Sim, riqueza se gera com trabalho e produtividade. Esse dinheiro "poupado" da EC do teto poderia ser investido na indústria e na infraestrutura - que geram a riqueza. Só que não. É investido no que não dá retorno ao Brasil, mas sim em quem especula em cima dele, como a turma dos privatizadores.

    Não houve dinheiro poupado por conta da EC, o que houve é que deixou de tomar dinheiro emprestado para gastar.

    Há um vício de ideia que acredita governo pode se endividar infinitamente.
    Que acredita que dívida pública é boa, benéfica para o país.
    Que o dinheiro público não acaba.
    Que é bom gastar hoje e deixar para a geração futura a conta a ser paga.
    avatar
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2113
    Reputação : 84
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Lord Sith em Ter 26 Jun 2018, 9:24 pm

    servidor.tre escreveu:
    Sniper escreveu:Desde que o plano do Amarildo seja implementado em 2019, não seria tão ruim o uso da parcela de janeiro de 2019.
    Mas como isso não acontecerá, segue o baile!!

    Boa noite, colegas.

    Esse projeto "do Amarildo", caso exista mesmo, para ser implementado em 2019 tem que ser apresentado e aprovado esse ano, não é???

    Então, em breve saberemos se isso é boato ou verdade, e, caso seja verdade, conheceremos o conteúdo do mesmo.

    Aguardemos, pois...

    Congresso em ano eleitoral. Mais parado que água de poço. Duvido e torço pra que não mudem nada antes de receberemos a parcela de 2019.

    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 510
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por GDJ em Sex 29 Jun 2018, 12:46 pm

    Foi publicada a nota abaixo na coluna Painel da Folha. Esses 12% se referem só aos juízes? Parece que não, pelo tamanho do impacto: 12 bilhões. Será que ganharíamos também? Very Happy
    Painel
    Os intocáveis A cúpula do Judiciário começou a se mobilizar para tentar convencer o Planalto a –em meio a cortes de verbas até da saúde e da educação-– conceder um aumento de 12% para o seu funcionalismo. Segundo dados preliminares, o reajuste teria um impacto de cerca de R$ 12 bilhões nas contas do Tesouro. O movimento ocorre em meio à pressão para a criação de compensações à eventual suspensão de verbas indenizatórias pagas a todos os juízes, como o polêmico auxílio-moradia.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sex 29 Jun 2018, 1:09 pm

    GDJ escreveu:Foi publicada a nota abaixo na coluna Painel da Folha. Esses 12% se referem só aos juízes? Parece que não, pelo tamanho do impacto: 12 bilhões. Será que ganharíamos também? Very Happy
    Painel
    Os intocáveis A cúpula do Judiciário começou a se mobilizar para tentar convencer o Planalto a –em meio a cortes de verbas até da saúde e da educação-– conceder um aumento de 12% para o seu funcionalismo. Segundo dados preliminares, o reajuste teria um impacto de cerca de R$ 12 bilhões nas contas do Tesouro. O movimento ocorre em meio à pressão para a criação de compensações à eventual suspensão de verbas indenizatórias pagas a todos os juízes, como o polêmico auxílio-moradia.

    Não estamos incluídos. Este impacto é só da magistratura.
    avatar
    cavalo
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 73
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 07/06/2015

    Não agora

    Mensagem por cavalo em Sex 29 Jun 2018, 1:58 pm

    darkshi escreveu:
    GDJ escreveu:Foi publicada a nota abaixo na coluna Painel da Folha. Esses 12% se referem só aos juízes? Parece que não, pelo tamanho do impacto: 12 bilhões. Será que ganharíamos também? Very Happy
    Painel
    Os intocáveis A cúpula do Judiciário começou a se mobilizar para tentar convencer o Planalto a –em meio a cortes de verbas até da saúde e da educação-– conceder um aumento de 12% para o seu funcionalismo. Segundo dados preliminares, o reajuste teria um impacto de cerca de R$ 12 bilhões nas contas do Tesouro. O movimento ocorre em meio à pressão para a criação de compensações à eventual suspensão de verbas indenizatórias pagas a todos os juízes, como o polêmico auxílio-moradia.

    Não estamos incluídos. Este impacto é só da magistratura.


    Vai acontecer o mesmo de sempre: pedem aumento prá todo o Judiciário, com enorme impacto. Com a redução negociada, sai aumento só prá eles, já que estamos com plano em andamento. Sorte que, com as eleições, isso aí vai demorar, e com sorte, nossa última parcela estará garantida. Mas sabe-se lá o que já estão negociando.....
    avatar
    Victoralb
    Novo Usuário

    Mensagens : 15
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 03/04/2018

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Victoralb em Seg 02 Jul 2018, 1:39 am

    Penso que esse impacto de 12 bilhões tem a ver com a elevação do teto, o que já está precificado, pois o teto sempre aumenta no início de cada legislatura. Então, acredito que esse impacto tem a ver com a elevação do teto para todos os poderes e não só em relação ao Judiciário.


    darkshi escreveu:
    GDJ escreveu:Foi publicada a nota abaixo na coluna Painel da Folha. Esses 12% se referem só aos juízes? Parece que não, pelo tamanho do impacto: 12 bilhões. Será que ganharíamos também? Very Happy
    Painel
    Os intocáveis A cúpula do Judiciário começou a se mobilizar para tentar convencer o Planalto a –em meio a cortes de verbas até da saúde e da educação-– conceder um aumento de 12% para o seu funcionalismo. Segundo dados preliminares, o reajuste teria um impacto de cerca de R$ 12 bilhões nas contas do Tesouro. O movimento ocorre em meio à pressão para a criação de compensações à eventual suspensão de verbas indenizatórias pagas a todos os juízes, como o polêmico auxílio-moradia.

    Não estamos incluídos. Este impacto é só da magistratura.
    avatar
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 377
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/09/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Seg 02 Jul 2018, 11:58 am

    Bom dia pessoal, ontem criei um grupo para discussão do tema Funpresp - JUD/MPU no telegram, adicionei links, vídeos e artigos de textos relacionados ao tema.

    Nesses últimos dias muitos servidores se interessaram acerca do assunto e o Grupo já conta com 53 integrantes.

    O telegram é interessante, pois não tem limite de membros e os arquivos armazenados (mesmo antes do ingresso do membro) ficam organizados e disponíveis ao acesso por meio de simples busca.

    Quem puder e quiser ingressar no grupo será muito bem vindo, pois tem muita gente boa por aqui com grande conhecimento acerca do assunto.

    O link para ingresso é [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Abraço.

    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 510
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por GDJ em Seg 02 Jul 2018, 12:03 pm

    Victoralb escreveu:Penso que esse impacto de 12 bilhões tem a ver com a elevação do teto, o que já está precificado, pois o teto sempre aumenta no início de cada legislatura. Então, acredito que esse impacto tem a ver com a elevação do teto para todos os poderes e não só em relação ao Judiciário.

    O curioso é que um levantamento do Senado em 2016, quando tentaram elevar o teto em 16,4%, apontou custo de 3,8 bilhões em toda a Administração Pública. Como explicar o custo de 12 bilhões agora, se o percentual pleiteado é menor: 12%?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Aumento dos ministros do STF custará R$ 3,8 bilhões por ano, diz Senado
    13 de julho de 2016, 6h45
    Por Pedro Canário

    A aprovação do projeto de lei que aumenta em 16,4% o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal não fará bem às contas públicas do país. De acordo com parecer da Comissão de Orçamento do Senado, caso o texto em discussão na Casa seja aprovado, as contas públicas sofrerão impacto de R$ 3,85 bilhões por ano a partir de 2017. Desse total, R$ 1,2 bilhão impactará o orçamento da União e R$ 2,6 bilhões, dos estados.

    O parecer foi encomendado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) para fomentar o debate do projeto na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O documento mostra uma situação preocupante tanto para a União quanto para os estados, já que o salário dos ministros do Supremo é a base para a fixação da remuneração de todos os servidores públicos.

    Ferraço se baseou no parecer para votar contra a aprovação do projeto. O relator da matéria na CCJ, o senador José Maranhão (PMDB-PB), foi favorável ao texto. De acordo com o projeto, os ministros passariam a ganhar R$ 36,7 mil a partir de 1º de junho deste ano e R$ 39,2 mil a partir de 1º de janeiro de 2017. Hoje, ganham R$ 33,7 mil, já depois de um aumento conseguido em janeiro de 2015.

    O projeto é de autoria do Supremo e a justificativa diz que o aumento seria uma reposição “das perdas inflacionárias do período de 2009 a 2015”. No entanto, segundo a Comissão de Orçamento do Senado, o STF não apresentou metodologia de cálculo e nem informou o impacto orçamentário de sua aprovação.

    Um dos principais problemas do texto, segundo o parecer, é que ele fará com que pelo menos nove estados fiquem em situação preocupante em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal. De acordo com a lei, os estados só podem gastar até 6% de suas receitas correntes com o Judiciário, mas o projeto fará com que sete deles ultrapassem esse limite.

    Espírito Santo, estado de Ferraço, já gasta 6,2% de sua receita com o Tribunal de Justiça. Tocantins e Paraíba já ultrapassaram o limite prudencial de 5,7% da receita com seuse TJs. Rio de Janeiro, Ceará, Piauí e Maranhão já deixaram o limite de alerta, de 5,4% da receita, para trás.

    Cascata
    Outro problema do projeto, diz o parecer, é o chamado “efeito cascata” do aumento da remuneração dos ministros do Supremo nos salários dos demais servidores públicos.

    Segundo o estudo, a aprovação do texto teria “impacto automático” nos salários da magistratura federal, estadual, nos servidores dos estados e da União e nos ministros e conselheiros de tribunais de contas. O aumento para magistrados não deveria ser automático, mas em março de 2015 o Conselho Nacional de Justiça aprovou a medida, em nome da remuneração unificada para toda a magistratura.

    E só o reajuste da magistratura estadual deverá significar impacto de R$ 1,2 bilhão aos cofres estaduais por ano a partir de 2017. A magistratura federal significará R$ 717 mil anuais.

    Quanto ao Ministério Público, a Consultoria de Orçamento do Senado considera que o impacto será “quase automático”. Quase porque, embora a remuneração de promotores e procuradores não esteja vinculada à do Supremo, há projeto de lei para tratar da remuneração do procurador-geral da República e membros do MP da União, e propostas desse tipo costumam ter o mesmo destino das relacionadas ao Judiciário.

    E também no caso dos procuradores, o Conselho Nacional do MP já decidiu que a remuneração dos membros do órgão deve seguir a do PGR. Isso significará R$ 1,3 bilhão para estados e União por ano.

    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 510
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por GDJ em Seg 02 Jul 2018, 12:04 pm

    Acho que o mais provável é que o jornalista da Coluna Painel tenha informado o impacto errado...
    avatar
    JUDiado
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 187
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por JUDiado em Ter 03 Jul 2018, 3:37 pm

    Servidores federais devem ficar sem reajuste salarial em 2019

    Relatório da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, apresentado nessa segunda-feira (2), excluiu "toda e qualquer possibilidade" de concessão de reajustes

    EM Estado de Minas
    postado em 03/07/2018 06:00 / atualizado em 03/07/2018 07:55

    Brasília – Mesmo com aumentos salariais para servidores já aprovados para o início do ano que vem, o relatório do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 excluiu “toda e qualquer possibilidade” de concessão de reajustes. A justificativa do relator, senador Dalírio Beber (PSDB-SC), é de que a União não tem condições de conceder qualquer espécie de reajuste, “ainda que seja justo e meritório”.

    O parecer mostra que, só neste ano, os gastos com pessoal representam a segunda maior despesa primária do Orçamento, com previsão de gasto de R$ 302,5 bilhões. “Nesse nível de gasto, o mero reajuste, ainda que somente no mesmo patamar da projeção para 2018 da inflação medida pelo IPCA (cerca de 3,5%), eleva as despesas na ordem de R$ 10,6 bilhões”, diz o texto.

    O relatório também elimina a possibilidade de criação de cargos, empregos e funções em 2019. A proposta também é de enxugar a lista de carreiras que terão reposição de servidores por meio de admissões. As exceções agora serão apenas quatro áreas: educação, saúde, segurança pública e defesa.

    A proposta ainda veda o reajuste de benefícios pagos aos servidores ou seus dependentes. “Assim sendo, o auxílio-alimentação ou refeição, o auxílio-moradia e a assistência pré-escola deverão permanecer nos mesmos valores aplicados em 2018”, diz.

    As verbas destinadas aos gabinetes de deputados e senadores também ficarão congeladas no ano que vem, propõe o relatório. O parecer diz ainda que isso não impede que as próprias casas “adotem medidas ainda mais condizentes com a nossa realidade fiscal”.

    CRESCIMENTO MENOR O relatório do tucano manteve as metas fiscais encaminhadas pelo governo, que autorizam déficit de até R$ 132 bilhões para o setor público consolidado. Apesar disso, Beber ressaltou que o cenário econômico já não é mais tão favorável quanto previu o governo, que esperava crescimento de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. “Não vemos necessidade de alteração nas projeções apresentadas, apesar de as estimativas mais atuais indicarem que o crescimento econômico para 2018 já não deverá ocorrer na mesma magnitude esperada pelo governo”, diz o texto.

    Em caso de necessidade, porém, o governo poderá rever suas estimativas no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser enviado até 31 de agosto. A meta fiscal para o ano que vem permite déficit de até R$ 139 bilhões nas contas conjuntas do Tesouro Nacional, do INSS e do Banco Central. As estatais federais, por sua vez, poderão ter déficit de até R$ 3,5 bilhões. A única contribuição positiva deve vir dos estados e municípios e suas estatais, para os quais a meta é de superávit de R$ 10,5 bilhões em 2019.
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Ter 03 Jul 2018, 4:47 pm

    JUDiado escreveu:Servidores federais devem ficar sem reajuste salarial em 2019

    Relatório da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, apresentado nessa segunda-feira (2), excluiu "toda e qualquer possibilidade" de concessão de reajustes

    EM Estado de Minas
    postado em 03/07/2018 06:00 / atualizado em 03/07/2018 07:55

    Brasília – Mesmo com aumentos salariais para servidores já aprovados para o início do ano que vem, o relatório do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 excluiu “toda e qualquer possibilidade” de concessão de reajustes. A justificativa do relator, senador Dalírio Beber (PSDB-SC), é de que a União não tem condições de conceder qualquer espécie de reajuste, “ainda que seja justo e meritório”.

    O parecer mostra que, só neste ano, os gastos com pessoal representam a segunda maior despesa primária do Orçamento, com previsão de gasto de R$ 302,5 bilhões. “Nesse nível de gasto, o mero reajuste, ainda que somente no mesmo patamar da projeção para 2018 da inflação medida pelo IPCA (cerca de 3,5%), eleva as despesas na ordem de R$ 10,6 bilhões”, diz o texto.

    O relatório também elimina a possibilidade de criação de cargos, empregos e funções em 2019. A proposta também é de enxugar a lista de carreiras que terão reposição de servidores por meio de admissões. As exceções agora serão apenas quatro áreas: educação, saúde, segurança pública e defesa.

    A proposta ainda veda o reajuste de benefícios pagos aos servidores ou seus dependentes. “Assim sendo, o auxílio-alimentação ou refeição, o auxílio-moradia e a assistência pré-escola deverão permanecer nos mesmos valores aplicados em 2018”, diz.

    As verbas destinadas aos gabinetes de deputados e senadores também ficarão congeladas no ano que vem, propõe o relatório. O parecer diz ainda que isso não impede que as próprias casas “adotem medidas ainda mais condizentes com a nossa realidade fiscal”.

    CRESCIMENTO MENOR O relatório do tucano manteve as metas fiscais encaminhadas pelo governo, que autorizam déficit de até R$ 132 bilhões para o setor público consolidado. Apesar disso, Beber ressaltou que o cenário econômico já não é mais tão favorável quanto previu o governo, que esperava crescimento de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. “Não vemos necessidade de alteração nas projeções apresentadas, apesar de as estimativas mais atuais indicarem que o crescimento econômico para 2018 já não deverá ocorrer na mesma magnitude esperada pelo governo”, diz o texto.

    Em caso de necessidade, porém, o governo poderá rever suas estimativas no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser enviado até 31 de agosto. A meta fiscal para o ano que vem permite déficit de até R$ 139 bilhões nas contas conjuntas do Tesouro Nacional, do INSS e do Banco Central. As estatais federais, por sua vez, poderão ter déficit de até R$ 3,5 bilhões. A única contribuição positiva deve vir dos estados e municípios e suas estatais, para os quais a meta é de superávit de R$ 10,5 bilhões em 2019.

    a) Mesmo com aumentos salariais para servidores já aprovados para o início do ano que vem, o relatório do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 excluiu “toda e qualquer possibilidade” de concessão de reajustes.

    Trata-se de interpretação do jornalista.

    b) "Nesse nível de gasto, o mero reajuste, ainda que somente no mesmo patamar da projeção para 2018 da inflação medida pelo IPCA (cerca de 3,5%), eleva as despesas na ordem de R$ 10,6 bilhões", diz o texto.

    Smj, não creio seja o nosso caso (PJU e MPU), visto que o PL leitinho sequer tratou da inflação de 2018, apenas de parte da inflação anterior à época de aprovação do "reajuste".
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Ter 03 Jul 2018, 5:05 pm

    JUDiado escreveu:Servidores federais devem ficar sem reajuste salarial em 2019

    Relatório da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, apresentado nessa segunda-feira (2), excluiu "toda e qualquer possibilidade" de concessão de reajustes

    EM Estado de Minas
    postado em 03/07/2018 06:00 / atualizado em 03/07/2018 07:55

    Brasília – Mesmo com aumentos salariais para servidores já aprovados para o início do ano que vem, o relatório do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 excluiu “toda e qualquer possibilidade” de concessão de reajustes. A justificativa do relator, senador Dalírio Beber (PSDB-SC), é de que a União não tem condições de conceder qualquer espécie de reajuste, “ainda que seja justo e meritório”.

    O parecer mostra que, só neste ano, os gastos com pessoal representam a segunda maior despesa primária do Orçamento, com previsão de gasto de R$ 302,5 bilhões. “Nesse nível de gasto, o mero reajuste, ainda que somente no mesmo patamar da projeção para 2018 da inflação medida pelo IPCA (cerca de 3,5%), eleva as despesas na ordem de R$ 10,6 bilhões”, diz o texto.

    O relatório também elimina a possibilidade de criação de cargos, empregos e funções em 2019. A proposta também é de enxugar a lista de carreiras que terão reposição de servidores por meio de admissões. As exceções agora serão apenas quatro áreas: educação, saúde, segurança pública e defesa.

    A proposta ainda veda o reajuste de benefícios pagos aos servidores ou seus dependentes. “Assim sendo, o auxílio-alimentação ou refeição, o auxílio-moradia e a assistência pré-escola deverão permanecer nos mesmos valores aplicados em 2018”, diz.

    As verbas destinadas aos gabinetes de deputados e senadores também ficarão congeladas no ano que vem, propõe o relatório. O parecer diz ainda que isso não impede que as próprias casas “adotem medidas ainda mais condizentes com a nossa realidade fiscal”.

    CRESCIMENTO MENOR O relatório do tucano manteve as metas fiscais encaminhadas pelo governo, que autorizam déficit de até R$ 132 bilhões para o setor público consolidado. Apesar disso, Beber ressaltou que o cenário econômico já não é mais tão favorável quanto previu o governo, que esperava crescimento de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. “Não vemos necessidade de alteração nas projeções apresentadas, apesar de as estimativas mais atuais indicarem que o crescimento econômico para 2018 já não deverá ocorrer na mesma magnitude esperada pelo governo”, diz o texto.

    Em caso de necessidade, porém, o governo poderá rever suas estimativas no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser enviado até 31 de agosto. A meta fiscal para o ano que vem permite déficit de até R$ 139 bilhões nas contas conjuntas do Tesouro Nacional, do INSS e do Banco Central. As estatais federais, por sua vez, poderão ter déficit de até R$ 3,5 bilhões. A única contribuição positiva deve vir dos estados e municípios e suas estatais, para os quais a meta é de superávit de R$ 10,5 bilhões em 2019.

    Começou o terror sobre a última parcela do atual reajuste (a maior parcela, inclusive).

    Vamos ver o que os sindicatos irão fazer!!!
    avatar
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 558
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sniper em Ter 03 Jul 2018, 5:47 pm

    O adiamento do pagamento da parcela de 2019 diz respeito aos servidores do Executivo. Mas nada impede que o Toffoli acompanhe.
    Importante ressalvar que isso vai ser discutido em plenário.
    avatar
    cavalo
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 73
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 07/06/2015

    Parcela garantida

    Mensagem por cavalo em Ter 03 Jul 2018, 6:14 pm

    Sniper escreveu:O adiamento do pagamento da parcela de 2019 diz respeito aos servidores do Executivo. Mas nada impede que o Toffoli acompanhe.
    Importante ressalvar que isso vai ser discutido em plenário.

    Pelo texto, os aumentos já concedidos não estão em discussão. O que se pretende é evitar futuros acordos. Talvez queiram barrar as pretensões dos capas pretas.
    avatar
    Victoralb
    Novo Usuário

    Mensagens : 15
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 03/04/2018

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Victoralb em Ter 03 Jul 2018, 6:23 pm

    *Congresso Nacional*

    *Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2019*
    PLN 2/2018, do Poder Executivo, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2019.

    *Tramitação:*
    O relator do PLDO de 2019, senador Dalírio Beber (PSDB/SC), acaba de apresentar parecer, recomendando aprovação do projeto, na forma de um substitutivo.

    Entre as alterações propostas, cabe destacar:

    ▪️ *Supressão* de todos os dispositivos que autorizavam a concessão de reajuste remuneratório de servidores públicos. Em seu lugar, o relator propôs a inclusão do art. 92-A, que *veda expressamente a aprovação de projeto de lei e a edição de medida provisória relativos a concessão de qualquer vantagem ou aumento de remuneração;*

    ▪️ *Alteração no art. 105*, para vedar o reajuste dos auxílios-alimentação, moradia e assistência pré-escolar;

    ▪️ *Inclusão do inciso XVII no art. 17*, que veda pagamento a agente público de qualquer espécie remuneratória ou indenizatória com efeitos financeiros anteriores à entrada em vigor da respectiva lei que estabeleça a remuneração ou indenização, ou reajuste, altere ou aumente seus valores; e

    ▪️ *Inclusão do §1º no art. 110*, para vedar a concessão e a ampliação de incentivos ou benefícios de natureza financeira, tributária, creditícia ou patrimonial.

    Registre-se que o relatório poderá ser pautado na reunião da Comissão Mista de Orçamento (CMO) desta quarta-feira (04), às 14h.

    Pelo calendário apresentado, a discussão e votação do parecer na CMO deverá nessa semana e a votação no Plenário do Congresso Nacional na semana do dia 10/07.

    Vale ressaltar que o recesso parlamentar deve ser iniciado no dia 18/07.

    Link para o relatório do senador Dalírio Beber:*
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Mas, acredito que estamos resguardados. Olha o que diz o artigo. 23, par. 8°, do PLDO, ao tratar do nosso PL:

    § 6º Respeitado o somatório do inciso III do caput do art. 107 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, fica autorizada a compensação entre os limites individualizados no âmbito do Poder Legislativo, a ser formalizada mediante ato conjunto dos dirigentes dos órgãos envolvidos, conforme indicado no inciso I do § 1º do art. 42, com vigência adstrita ao exercício de 2019.

    § 7º Fica vedado, no exercício de 2019, o reajuste da verba destinada aos gabinetes parlamentares e aos demais benefícios relativos ao exercício da atividade parlamentar.

    § 8º Observado o limite estabelecido no § 8º do art. 107 do Ato das Disposições Transitórias, a Mensagem que encaminhar o Projeto de Lei Orçamentária de 2019 poderá ampliar a compensação apurada na forma deste artigo, caso a correção estabelecida na forma do caput resulte em valor menor do que o impacto anualizado para 2019 decorrente da implantação do Plano de Cargos e Salários do Poder Judiciário da União, conforme a Lei nº 13.317, de 20 de julho de 2016.

    § 9º Respeitado o somatório do inciso IV do caput do art. 107 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, fica autorizada a compensação entre os limites
    individualizados no âmbito do Ministério Público da União e do Conselho Nacional do Ministério
    Público, a ser formalizada mediante ato conjunto dos dirigentes dos órgãos envolvidos, conforme
    indicado no inciso III do § 1º do art. 42, com vigência adstrita ao exercício de 2019.
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Ter 03 Jul 2018, 7:08 pm

    Victoralb escreveu:*Congresso Nacional*

    *Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2019*
    PLN 2/2018, do Poder Executivo, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2019.

    *Tramitação:*
    O relator do PLDO de 2019, senador Dalírio Beber (PSDB/SC), acaba de apresentar parecer, recomendando aprovação do projeto, na forma de um substitutivo.

    Entre as alterações propostas, cabe destacar:

    ▪️ *Supressão* de todos os dispositivos que autorizavam a concessão de reajuste remuneratório de servidores públicos. Em seu lugar, o relator propôs a inclusão do art. 92-A, que *veda expressamente a aprovação de projeto de lei e a edição de medida provisória relativos a concessão de qualquer vantagem ou aumento de remuneração;*

    ▪️ *Alteração no art. 105*, para vedar o reajuste dos auxílios-alimentação, moradia e assistência pré-escolar;

    ▪️ *Inclusão do inciso XVII no art. 17*, que veda pagamento a agente público de qualquer espécie remuneratória ou indenizatória com efeitos financeiros anteriores à entrada em vigor da respectiva lei que estabeleça a remuneração ou indenização, ou reajuste, altere ou aumente seus valores; e

    ▪️ *Inclusão do §1º no art. 110*, para vedar a concessão e a ampliação de incentivos ou benefícios de natureza financeira, tributária, creditícia ou patrimonial.

    Registre-se que o relatório poderá ser pautado na reunião da Comissão Mista de Orçamento (CMO) desta quarta-feira (04), às 14h.

    Pelo calendário apresentado, a discussão e votação do parecer na CMO deverá nessa semana e a votação no Plenário do Congresso Nacional na semana do dia 10/07.

    Vale ressaltar que o recesso parlamentar deve ser iniciado no dia 18/07.

    Link para o relatório do senador Dalírio Beber:*
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Mas, acredito que estamos resguardados. Olha o que diz o artigo. 23, par. 8°, do PLDO, ao tratar do nosso PL:

    § 6º Respeitado o somatório do inciso III do caput do art. 107 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, fica autorizada a compensação entre os limites individualizados no âmbito do Poder Legislativo, a ser formalizada mediante ato conjunto dos dirigentes dos órgãos envolvidos, conforme indicado no inciso I do § 1º do art. 42, com vigência adstrita ao exercício de 2019.

    § 7º Fica vedado, no exercício de 2019, o reajuste da verba destinada aos gabinetes parlamentares e aos demais benefícios relativos ao exercício da atividade parlamentar.

    § 8º Observado o limite estabelecido no § 8º do art. 107 do Ato das Disposições Transitórias, a Mensagem que encaminhar o Projeto de Lei Orçamentária de 2019 poderá ampliar a compensação apurada na forma deste artigo, caso a correção estabelecida na forma do caput resulte em valor menor do que o impacto anualizado para 2019 decorrente da implantação do Plano de Cargos e Salários do Poder Judiciário da União, conforme a Lei nº 13.317, de 20 de julho de 2016.

    § 9º Respeitado o somatório do inciso IV do caput do art. 107 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, fica autorizada a compensação entre os limites
    individualizados no âmbito do Ministério Público da União e do Conselho Nacional do Ministério
    Público, a ser formalizada mediante ato conjunto dos dirigentes dos órgãos envolvidos, conforme
    indicado no inciso III do § 1º do art. 42, com vigência adstrita ao exercício de 2019.


    Alguém pode traduzir??!!

    Vamos ter a última parcela do reajuste ou não?! Question
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Ter 03 Jul 2018, 7:09 pm

    Vamos.
    O leitinho de 2019 está garantido.

    O problema será depois.
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Ter 03 Jul 2018, 7:11 pm

    darkshi escreveu:Vamos.
    O leitinho de 2019 está garantido.

    O problema será depois.

    Obrigado pelo esclarecimento!
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Qua 04 Jul 2018, 2:23 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Um pequeno presente para quem trata a estrutura TJ X AJ como vaca sagrada e para os que acham que a ascensão funcional jamais irá retornar.


    Rubin prevê resistência de órgãos que deixarão de ter poder de veto na movimentação de servidores e aponta que é necessária uma conscientização sobre o papel dos funcionários públicos.

    "Estamos lembrando que ele é servidor do órgão, sim, mas é servidor do estado. A necessidade do estado se sobrepõe à necessidade específica do órgão", afirmou.

    O governo hoje tem dificuldade de gerir as 300 carreiras existentes.

    "A pulverização da força de trabalho em uma grande quantidade de órgãos, cargos e carreiras faz com que você não consiga aproveitar força de trabalho", disse Rubin. "A administração é dinâmica, órgão deixa de ter sentido e atribuições deixam de existir."

    O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou em entrevista à Folha que a situação da máquina administrativa "não está gerenciável" e que o tema é "briga de cachorro grande".

    A verdade é que a carreira pública no Brasil é uma bos ta E bos ta tem uma característica muito interessante. Começa a feder quando mexem. E a bos ta da carreira pública está começando a feder.
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Qua 04 Jul 2018, 5:20 pm

    darkshi escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Um pequeno presente para quem trata a estrutura TJ X AJ como vaca sagrada e para os que acham que a ascensão funcional jamais irá retornar.


    Rubin prevê resistência de órgãos que deixarão de ter poder de veto na movimentação de servidores e aponta que é necessária uma conscientização sobre o papel dos funcionários públicos.

    "Estamos lembrando que ele é servidor do órgão, sim, mas é servidor do estado. A necessidade do estado se sobrepõe à necessidade específica do órgão", afirmou.

    O governo hoje tem dificuldade de gerir as 300 carreiras existentes.

    "A pulverização da força de trabalho em uma grande quantidade de órgãos, cargos e carreiras faz com que você não consiga aproveitar força de trabalho", disse Rubin. "A administração é dinâmica, órgão deixa de ter sentido e atribuições deixam de existir."

    O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou em entrevista à Folha que a situação da máquina administrativa "não está gerenciável" e que o tema é "briga de cachorro grande".

    A verdade é que a carreira pública no Brasil é uma bos ta E bos ta tem uma característica muito interessante. Começa a feder quando mexem. E a bos ta da carreira pública está começando a feder.

    Menos mal que, primeiro, não nos atinge; segundo, os atingidos mantêm as mesmas vantagens, salários, etc. do cargo original.
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Qua 04 Jul 2018, 5:36 pm

    Jubilando escreveu:
    darkshi escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Um pequeno presente para quem trata a estrutura TJ X AJ como vaca sagrada e para os que acham que a ascensão funcional jamais irá retornar.


    Rubin prevê resistência de órgãos que deixarão de ter poder de veto na movimentação de servidores e aponta que é necessária uma conscientização sobre o papel dos funcionários públicos.

    "Estamos lembrando que ele é servidor do órgão, sim, mas é servidor do estado. A necessidade do estado se sobrepõe à necessidade específica do órgão", afirmou.

    O governo hoje tem dificuldade de gerir as 300 carreiras existentes.

    "A pulverização da força de trabalho em uma grande quantidade de órgãos, cargos e carreiras faz com que você não consiga aproveitar força de trabalho", disse Rubin. "A administração é dinâmica, órgão deixa de ter sentido e atribuições deixam de existir."

    O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou em entrevista à Folha que a situação da máquina administrativa "não está gerenciável" e que o tema é "briga de cachorro grande".

    A verdade é que a carreira pública no Brasil é uma bos ta E bos ta tem uma característica muito interessante. Começa a feder quando mexem. E a bos ta da carreira pública está começando a feder.

    Menos mal que, primeiro, não nos atinge; segundo, os atingidos mantêm as mesmas vantagens, salários, etc. do cargo original.

    Não se preocupe com o curto prazo e sim com o médio e longo.
    Quando o executivo pegar um ATI (analista de TI do MPOG) e um Analista universitário de TI e colocar lado a lado e pagar mais para um e menos para o outro certas questões vão surgir.
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Qua 04 Jul 2018, 6:21 pm

    Dias difíceis estão por vir!
    avatar
    Jubilando
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 01/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Jubilando em Qua 04 Jul 2018, 6:28 pm

    A verdade é que a carreira pública no Brasil é uma bos ta E bos ta tem uma característica muito interessante. Começa a feder quando mexem. E a bos ta da carreira pública está começando a feder.[/quote]

    Menos mal que, primeiro, não nos atinge; segundo, os atingidos mantêm as mesmas vantagens, salários, etc. do cargo original.[/quote]

    Não se preocupe com o curto prazo e sim com o médio e longo.
    Quando o executivo pegar um ATI (analista de TI do MPOG) e um Analista universitário de TI e colocar lado a lado e pagar mais para um e menos para o outro certas questões vão surgir. [/quote]

    like
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Qua 04 Jul 2018, 9:36 pm

    Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Qua 04 Jul 2018, 9:45 pm

    servidor.tre escreveu:Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?

    O nosso eu não sei. Mas pelo o que a imprensa informou, vários sindicatos já estão fazendo oposição contra estes artigos da LDO.



    Mas vamos fazer um papo reto.

    Acham mesmo que a LDO tem estes artigos por mera maldade do governo? Ou é pq a situação fiscal do País continua muito ruim?
    Se vc acha que a primeira opção é a correta, uma oposição por parte dos sindicatos é bem válida. Agora se a resposta correta for a segunda, a oposição dos sindicatos não é só ruim, mas torna os sindicatos parte do problema.
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Qua 04 Jul 2018, 9:59 pm

    darkshi escreveu:
    servidor.tre escreveu:Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?

    O nosso eu não sei. Mas pelo o que a imprensa informou, vários sindicatos já estão fazendo oposição contra estes artigos da LDO.



    Mas vamos fazer um papo reto.

    Acham mesmo que a LDO tem estes artigos por mera maldade do governo? Ou é pq a situação fiscal do País continua muito ruim?
    Se vc acha que a primeira opção é a correta, uma oposição por parte dos sindicatos é bem válida. Agora se a resposta correta for a segunda, a oposição dos sindicatos não é só ruim, mas torna os sindicatos parte do problema.


    Entendi!

    Uma dúvida: A LDO pode alterar a Lei do nosso reajuste?
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 332
    Reputação : 37
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Protocol em Qua 04 Jul 2018, 10:00 pm

    darkshi escreveu:
    servidor.tre escreveu:Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?

    O nosso eu não sei. Mas pelo o que a imprensa informou, vários sindicatos já estão fazendo oposição contra estes artigos da LDO.



    Mas vamos fazer um papo reto.

    Acham mesmo que a LDO tem estes artigos por mera maldade do governo? Ou é pq a situação fiscal do País continua muito ruim?
    Se vc acha que a primeira opção é a correta, uma oposição por parte dos sindicatos é bem válida. Agora se a resposta correta for a segunda, a oposição dos sindicatos não é só ruim, mas torna os sindicatos parte do problema.

    Pergunta interessante.

    Só acho que qualquer que for a opinião, se os sindicatos não tiverem condição de fazer uma oposição propositiva à previsão da LDO, talvez seja melhor nem fazer, pois reivindicar reajuste puro e simples só porque é um direito é bastante complicado e desgastante na situação das finanças públicas do país, além de que há uma gama de outros direitos, talvez mais essenciais, não sendo atendidos por conta disso.

    Acho que a resistência e o pleito à recomposição salarial é fundamental, mas em tempos de vacas magras isso irá requerer para os próximos anos criatividade, desapego a antigas fórmulas, e negociação de verdade. Isso supondo que haverá qualquer abertura para reajustes no futuro próximo, o que duvido.
    avatar
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1736
    Reputação : 753
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Qua 04 Jul 2018, 10:03 pm

    servidor.tre escreveu:
    darkshi escreveu:
    servidor.tre escreveu:Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?

    O nosso eu não sei. Mas pelo o que a imprensa informou, vários sindicatos já estão fazendo oposição contra estes artigos da LDO.



    Mas vamos fazer um papo reto.

    Acham mesmo que a LDO tem estes artigos por mera maldade do governo? Ou é pq a situação fiscal do País continua muito ruim?
    Se vc acha que a primeira opção é a correta, uma oposição por parte dos sindicatos é bem válida. Agora se a resposta correta for a segunda, a oposição dos sindicatos não é só ruim, mas torna os sindicatos parte do problema.


    Entendi!

    Uma dúvida: A LDO pode alterar a Lei do nosso reajuste?

    Recentemente houve alteração da lei de intrudução ao código civil, precisa ser visto isso
    avatar
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8528
    Reputação : 230
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Qua 04 Jul 2018, 10:08 pm

    servidor.tre escreveu:
    darkshi escreveu:
    servidor.tre escreveu:Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?

    O nosso eu não sei. Mas pelo o que a imprensa informou, vários sindicatos já estão fazendo oposição contra estes artigos da LDO.



    Mas vamos fazer um papo reto.

    Acham mesmo que a LDO tem estes artigos por mera maldade do governo? Ou é pq a situação fiscal do País continua muito ruim?
    Se vc acha que a primeira opção é a correta, uma oposição por parte dos sindicatos é bem válida. Agora se a resposta correta for a segunda, a oposição dos sindicatos não é só ruim, mas torna os sindicatos parte do problema.


    Entendi!

    Uma dúvida: A LDO pode alterar a Lei do nosso reajuste?

    Se pode ou não, acho que vc vai ter que perguntar para os universitários.
    Contudo esta LDO NÃO altera nosso já aprovado leitinho. Impede que um novo seja aprovado com impacto para 2019.
    Ou seja, não poderíamos apresentar um novo PL para este ano com impacto para 2019.

    Contudo nunca trabalhamos com este cenário, já que a ultima parcela do leitinho é para 2019. 2020 é outra LDO e será outra história.
    avatar
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1001
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Qua 04 Jul 2018, 10:14 pm

    darkshi escreveu:
    servidor.tre escreveu:
    darkshi escreveu:
    servidor.tre escreveu:Será que os sindicatos irão nos atualizar SOBRE essa situação da LDO?

    O nosso eu não sei. Mas pelo o que a imprensa informou, vários sindicatos já estão fazendo oposição contra estes artigos da LDO.



    Mas vamos fazer um papo reto.

    Acham mesmo que a LDO tem estes artigos por mera maldade do governo? Ou é pq a situação fiscal do País continua muito ruim?
    Se vc acha que a primeira opção é a correta, uma oposição por parte dos sindicatos é bem válida. Agora se a resposta correta for a segunda, a oposição dos sindicatos não é só ruim, mas torna os sindicatos parte do problema.


    Entendi!

    Uma dúvida: A LDO pode alterar a Lei do nosso reajuste?

    Se pode ou não, acho que vc vai ter que perguntar para os universitários.
    Contudo esta LDO NÃO altera nosso já aprovado leitinho. Impede que um novo seja aprovado com impacto para 2019.
    Ou seja, não poderíamos apresentar um novo PL para este ano com impacto para 2019.

    Contudo nunca trabalhamos com este cenário, já que a ultima parcela do leitinho é para 2019. 2020 é outra LDO e será outra história.

    darkshi, então isso não nos afeta, certo?!

    Novamente, valeu pela informação! (pela boa notícia)

    Conteúdo patrocinado

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 19 Jul 2018, 3:45 pm