PCS JÁ



    Assuntos gerais: economia & política

    Compartilhe
    avatar
    silmaria
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 236
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 01/12/2014

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por silmaria em Seg 03 Dez 2018, 1:35 pm

    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:Quem sabe dê certo. Hoje, as ditas agências reguladoras atuam contra o povo e a favor das empresas que deveriam ser fiscalizadas.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Torçamos, porque as agências, ultimamente, colocam mais amarras ao consumidor do que às empresas.

    Igual a nova da ANATEL, que tmb esta querendo cobrar mais 200 reais para homologar os Smartphone importado pelo os correios...são uns -------...
    avatar
    Bastião
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 362
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Bastião em Seg 03 Dez 2018, 1:36 pm

    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:Quem sabe dê certo. Hoje, as ditas agências reguladoras atuam contra o povo e a favor das empresas que deveriam ser fiscalizadas.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Torçamos, porque as agências, ultimamente, colocam mais amarras ao consumidor do que às empresas.

    Exato, e o discurso vigente é o de distorcer com teorias absurdas de "vitimismo", como, justiça do trabalho é boazinha com empregado e vilã do empresário; ibama só serve para multar; o Brasil é socialista (kkkkk); etc.

    Somos um país que vários dos mínimos direitos não são observados e o próprio cidadão faz discurso contra si mesmo. Ou deve achar que um dia será patrão ou que fará parte de uma "elite" iluminada e de sangue azul.
    avatar
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 5131
    Reputação : 135
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 38
    Localização : Curitiba/PR

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Sigma em Seg 03 Dez 2018, 1:42 pm

    silmaria escreveu:
    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:Quem sabe dê certo. Hoje, as ditas agências reguladoras atuam contra o povo e a favor das empresas que deveriam ser fiscalizadas.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Torçamos, porque as agências, ultimamente, colocam mais amarras ao consumidor do que às empresas.

    Igual a nova da ANATEL, que tmb esta querendo cobrar mais 200 reais para homologar os Smartphone importado pelo os correios...são uns -------...

    É bem a isso que eu estava me referindo.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Seg 03 Dez 2018, 9:18 pm

    Sigma escreveu:
    silmaria escreveu:
    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:Quem sabe dê certo. Hoje, as ditas agências reguladoras atuam contra o povo e a favor das empresas que deveriam ser fiscalizadas.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Torçamos, porque as agências, ultimamente, colocam mais amarras ao consumidor do que às empresas.

    Igual a nova da ANATEL, que tmb esta querendo cobrar mais 200 reais para homologar os Smartphone importado pelo os correios...são uns -------...

    É bem a isso que eu estava me referindo.
    Embora o Brasil não seja um país socialista, este exemplo da Anatel é socialista. O governo deveria atrair as indústrias xing lungs pra cá e não taxar os produtos, que muitas vezes já são taxados via Receita ou Correios.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Seg 03 Dez 2018, 10:52 pm

    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:
    Sigma escreveu:Galizezin, não é vergonha assumir que está errado, OK? #ficaadica

    Desconsiderar TODO o exemplo de um dos líderes mundiais em educação apenas pra manter o seu ponto de vista, isso sim, é vexaminoso.

    A minha contestação está feita, com base no meu conhecimento de mundo. Vergonhoso é se escorar sempre nos dizeres dos outros. Papagaio fala. Analfabeto escreve. Papagaio imita. Analfabeto desenha.  

    Galizezin,

    Eu costumo atacar os argumentos, não o interlocutor.

    Por isso, me desculpe se faltei com o respeito. De verdade.

    De qualquer forma, mantenho meu pensamento com base naquilo que se mostra perfeitamente aplicado com excelentes resultados no restante do mundo, discordando respeitosamente do seu posicionamento.

    Um abraço. Wink

    like


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Qua 05 Dez 2018, 12:02 am

    silmaria escreveu:
    Sigma escreveu:
    Galizezin escreveu:Quem sabe dê certo. Hoje, as ditas agências reguladoras atuam contra o povo e a favor das empresas que deveriam ser fiscalizadas.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Torçamos, porque as agências, ultimamente, colocam mais amarras ao consumidor do que às empresas.

    Igual a nova da ANATEL, que tmb esta querendo cobrar mais 200 reais para homologar os Smartphone importado pelo os correios...são uns -------...

    A Anatel é, de longe, a menos pior das agências reguladoras. As outras te afetam mesmo que você fique estanque.
    avatar
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1109
    Reputação : 122
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei em Qui 06 Dez 2018, 4:53 pm

    O Antagonista obteve em primeira mão vídeo feito pelo advogado Cristiano Caiado de Acioli no momento em que foi impedido de deixar o aeroporto pelo técnico judiciário Alexandre Gorga, na última terça-feira.

    Nomeado há três meses como chefe da seção de segurança de dignitários do STF, Gorga reclama do ‘tom’ do advogado e ironiza: “Agora, o senhor está feliz. Vai ser preso por uma autoridade policial.”

    No vídeo, o advogado acusa Gorga de esconder o crachá de funcionário do Supremo e de não se identificar ao abordá-lo no desembarque do voo com Ricardo Lewandowski

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Nível das notícias que publicam sobre nossa carreira.
    avatar
    PCS-TRE
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1771
    Reputação : 154
    Data de inscrição : 27/02/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por PCS-TRE em Qui 06 Dez 2018, 5:32 pm

    euvoltei escreveu:O Antagonista obteve em primeira mão vídeo feito pelo advogado Cristiano Caiado de Acioli no momento em que foi impedido de deixar o aeroporto pelo técnico judiciário Alexandre Gorga, na última terça-feira.

    Nomeado há três meses como chefe da seção de segurança de dignitários do STF, Gorga reclama do ‘tom’ do advogado e ironiza: “Agora, o senhor está feliz. Vai ser preso por uma autoridade policial.”

    No vídeo, o advogado acusa Gorga de esconder o crachá de funcionário do Supremo e de não se identificar ao abordá-lo no desembarque do voo com Ricardo Lewandowski

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Nível das notícias que publicam sobre nossa carreira.

    Coitado do rapaz. Se ele desobedecesse, era exonerado na mesma hora. Mas deveria ter ficado calado.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qui 06 Dez 2018, 8:28 pm

    É só perguntar nas ruas o que o povo pensa do STF.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2802
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos em Sex 07 Dez 2018, 1:15 am

    PCS-TRE escreveu:
    Coitado do rapaz. Se ele desobedecesse, era exonerado na mesma hora. Mas deveria ter ficado calado.
    Calado, exceto para identificar-se, posto que a informação que era mais importante não foi prestada.
    Estava ali exercendo um dever funcional, não tinha que comentar nem se esconder.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Sab 08 Dez 2018, 8:06 pm

    Vigi surprise2

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Bem parecido com aquele esquema de transformar os gabinetes políticos em cabide de emprego. Então, faz-se o acordo com os incompetentes fantasmas: o "assessor" recebe 10 mil no papel e devolve 5 mil ao contratante.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Dom 09 Dez 2018, 8:43 am

    Parece que a diferença de um militar para um civil é que o primeiro sabe marchar.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Ter 11 Dez 2018, 11:50 am

    Galizezin escreveu:Vigi surprise2

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Bem parecido com aquele esquema de transformar os gabinetes políticos em cabide de emprego. Então, faz-se o acordo com os incompetentes fantasmas: o "assessor" recebe 10 mil no papel e devolve 5 mil ao contratante.  
    Mito pisando na bola. Melhor nem assumir. Solta o lula, deixa ele tomar o poder e enterra de vez o país. Pelo menos daria pra pedir asilo pro primeiro mundo.
    avatar
    araponga
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 107
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por araponga em Ter 11 Dez 2018, 12:05 pm

    Meu maior medo é a volta da inflação e da pobreza, como acontece com a Venezuela, Argentina etc.

    Com a vitória do bolsonaro o risco foi afastado, mas duvido que a lua de mel do mito com o mercado dure até o meio do ano que vem.

    O cara nem tomou posse e já começaram as tretas no círculo mais próximo dele, com as denúncias ficando cada vez mais sérias e um cenário de que as reformas não serão tão facilmente implementadas.

    Tenso...

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Ter 11 Dez 2018, 12:12 pm

    araponga escreveu:Meu maior medo é a volta da inflação e da pobreza, como acontece com a Venezuela, Argentina etc.

    Com a vitória do bolsonaro o risco foi afastado, mas duvido que a lua de mel do mito com o mercado dure até o meio do ano que vem.

    O cara nem tomou posse e já começaram as tretas no círculo mais próximo dele, com as denúncias ficando cada vez mais sérias e um cenário de que as reformas não serão tão facilmente implementadas.

    Tenso...
    Previsão de 10 milhões por cento a inflação na Venezuela pra 2019. A outra opção é o mito renunciar pros militares voltarem. Mas eles não querem.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 438
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Ter 11 Dez 2018, 5:12 pm

    jornalista escreveu:
    araponga escreveu:Meu maior medo é a volta da inflação e da pobreza, como acontece com a Venezuela, Argentina etc.

    Com a vitória do bolsonaro o risco foi afastado, mas duvido que a lua de mel do mito com o mercado dure até o meio do ano que vem.

    O cara nem tomou posse e já começaram as tretas no círculo mais próximo dele, com as denúncias ficando cada vez mais sérias e um cenário de que as reformas não serão tão facilmente implementadas.

    Tenso...
    Previsão de 10 milhões por cento a inflação na Venezuela pra 2019. A outra opção é o mito renunciar pros militares voltarem. Mas eles não querem.

    Tem outra opção ainda: esperar 1º de janeiro de 2019 o presidente eleito assumir e começar a governar.

    E se o "mito" renunciar, o próximo da fila é o general Mourão (liberal mais convicto), e o próximo é o presidente da Câmara (se for o Rodrigo Maia, reformista).

    Não há escapatória, as reformas virão.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 11 Dez 2018, 7:31 pm

    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    araponga escreveu:Meu maior medo é a volta da inflação e da pobreza, como acontece com a Venezuela, Argentina etc.

    Com a vitória do bolsonaro o risco foi afastado, mas duvido que a lua de mel do mito com o mercado dure até o meio do ano que vem.

    O cara nem tomou posse e já começaram as tretas no círculo mais próximo dele, com as denúncias ficando cada vez mais sérias e um cenário de que as reformas não serão tão facilmente implementadas.

    Tenso...
    Previsão de 10 milhões por cento a inflação na Venezuela pra 2019. A outra opção é o mito renunciar pros militares voltarem. Mas eles não querem.

    Tem outra opção ainda: esperar 1º de janeiro de 2019 o presidente eleito assumir e começar a governar.

    E se o "mito" renunciar, o próximo da fila é o general Mourão (liberal mais convicto), e o próximo é o presidente da Câmara (se for o Rodrigo Maia, reformista).

    Não há escapatória, as reformas virão.

    Renunciar a gente sabe que ele não vai, nunca! A questão é: a panca de paladino se esvaiu. É mito de parmito mesmo.


    _________________
    NO RACISM!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Ter 11 Dez 2018, 7:39 pm

    Galizezin escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    araponga escreveu:Meu maior medo é a volta da inflação e da pobreza, como acontece com a Venezuela, Argentina etc.

    Com a vitória do bolsonaro o risco foi afastado, mas duvido que a lua de mel do mito com o mercado dure até o meio do ano que vem.

    O cara nem tomou posse e já começaram as tretas no círculo mais próximo dele, com as denúncias ficando cada vez mais sérias e um cenário de que as reformas não serão tão facilmente implementadas.

    Tenso...
    Previsão de 10 milhões por cento a inflação na Venezuela pra 2019. A outra opção é o mito renunciar pros militares voltarem. Mas eles não querem.

    Tem outra opção ainda: esperar 1º de janeiro de 2019 o presidente eleito assumir e começar a governar.

    E se o "mito" renunciar, o próximo da fila é o general Mourão (liberal mais convicto), e o próximo é o presidente da Câmara (se for o Rodrigo Maia, reformista).

    Não há escapatória, as reformas virão.

    Renunciar a gente sabe que ele não vai, nunca! A questão é: a panca de paladino se esvaiu. É mito de parmito mesmo.
    Impeachment nele.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Ter 11 Dez 2018, 7:47 pm

    Sinceramente, não acredito que irá rolar. Tenho pena do Moro, acho...vai que ele também tenha feito empréstimos para assessores...kkk


    _________________
    NO RACISM!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Ter 11 Dez 2018, 8:04 pm

    Galizezin escreveu:Sinceramente, não acredito que irá rolar. Tenho pena do Moro, acho...vai que ele também tenha feito empréstimos para assessores...kkk
    Pode ser bom pro Moro. Ele tem boa reputação até lá fora. Talvez o duelo em 2022 seja Huck x Moro. E se o Lula estiver solto ou vivo, talvez sobre uma bagaço pra ele no Nordeste (sem preconceito, eu amo s minha querida Jampa).
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qua 12 Dez 2018, 8:04 am

    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:Sinceramente, não acredito que irá rolar. Tenho pena do Moro, acho...vai que ele também tenha feito empréstimos para assessores...kkk
    Pode ser bom pro Moro. Ele tem boa reputação até lá fora. Talvez o duelo em 2022 seja Huck x Moro. E se o Lula estiver solto ou vivo, talvez sobre uma bagaço pra ele no Nordeste (sem preconceito, eu amo s minha querida Jampa).

    Só se for Moro versus o incrível hulk. Nesses 4 anos Bolsonaro terá tempo de sobra para desconstruir o malandrinho global que paga de bom moço. Por exemplo, o afortunado comprou seu jatinho particular com dinheiro barato, do BNDES.


    _________________
    NO RACISM!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Qua 12 Dez 2018, 8:15 am

    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:Sinceramente, não acredito que irá rolar. Tenho pena do Moro, acho...vai que ele também tenha feito empréstimos para assessores...kkk
    Pode ser bom pro Moro. Ele tem boa reputação até lá fora. Talvez o duelo em 2022 seja Huck x Moro. E se o Lula estiver solto ou vivo, talvez sobre uma bagaço pra ele no Nordeste (sem preconceito, eu amo s minha querida Jampa).

    Só se for Moro versus o incrível hulk. Nesses 4 anos Bolsonaro terá tempo de sobra para desconstruir o malandrinho global que paga de bom moço. Por exemplo, o afortunado comprou seu jatinho particular com dinheiro barato, do BNDES.  
    Nessa história não há lado inocente:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qua 12 Dez 2018, 8:15 am

    Mais da metade dos depósitos em espécie recebidos por Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-motorista do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, aconteceram no dia do pagamento dos funcionários da Assembleia Legislativa do Rio ou até três dias úteis depois. Uma análise do relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que apontou movimentações atípicas em contas de assessores e ex-servidores do legislativo, mostra que 34 das 59 operação financeiras seguiram a mesmo padrão. O restante ocorreu em até uma semana.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6131
    Reputação : 228
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin em Qua 12 Dez 2018, 8:17 am

    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:Sinceramente, não acredito que irá rolar. Tenho pena do Moro, acho...vai que ele também tenha feito empréstimos para assessores...kkk
    Pode ser bom pro Moro. Ele tem boa reputação até lá fora. Talvez o duelo em 2022 seja Huck x Moro. E se o Lula estiver solto ou vivo, talvez sobre uma bagaço pra ele no Nordeste (sem preconceito, eu amo s minha querida Jampa).

    Só se for Moro versus o incrível hulk. Nesses 4 anos Bolsonaro terá tempo de sobra para desconstruir o malandrinho global que paga de bom moço. Por exemplo, o afortunado comprou seu jatinho particular com dinheiro barato, do BNDES.  
    Nessa história não há lado inocente:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ué? Quem não sabia que os demais estavam corrompidos? O mito é que deixou de ser mito. O discurso dele era: fiquei 30 anos sem fazer muita coisa no congresso porque não aceitei conchavos políticos e tal...


    _________________
    NO RACISM!

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Qua 12 Dez 2018, 8:46 am

    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Pode ser bom pro Moro. Ele tem boa reputação até lá fora. Talvez o duelo em 2022 seja Huck x Moro. E se o Lula estiver solto ou vivo, talvez sobre uma bagaço pra ele no Nordeste (sem preconceito, eu amo s minha querida Jampa).

    Só se for Moro versus o incrível hulk. Nesses 4 anos Bolsonaro terá tempo de sobra para desconstruir o malandrinho global que paga de bom moço. Por exemplo, o afortunado comprou seu jatinho particular com dinheiro barato, do BNDES.  
    Nessa história não há lado inocente:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ué? Quem não sabia que os demais estavam corrompidos? O mito é que deixou de ser mito. O discurso dele era: fiquei 30 anos sem fazer muita coisa no congresso porque não aceitei conchavos políticos e tal...
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.
    avatar
    PCS-TRE
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1771
    Reputação : 154
    Data de inscrição : 27/02/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por PCS-TRE em Qua 12 Dez 2018, 9:05 am

    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:

    Só se for Moro versus o incrível hulk. Nesses 4 anos Bolsonaro terá tempo de sobra para desconstruir o malandrinho global que paga de bom moço. Por exemplo, o afortunado comprou seu jatinho particular com dinheiro barato, do BNDES.  
    Nessa história não há lado inocente:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ué? Quem não sabia que os demais estavam corrompidos? O mito é que deixou de ser mito. O discurso dele era: fiquei 30 anos sem fazer muita coisa no congresso porque não aceitei conchavos políticos e tal...
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.

    Tem que acabar com essas verbas de gabinete. Os parlamentares ganham seus salários condizentes com as obrigações, as casas parlamentares possuem quadros próprios de servidores concursados, tem contratos de manutenção predial, vigilante, motorista... No máximo precisaria um chefe de gabinete e um ou dois auxiliares, ficando a a maior parte do trabalho para os concursados.
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qua 12 Dez 2018, 10:14 am

    PCS-TRE escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Nessa história não há lado inocente:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ué? Quem não sabia que os demais estavam corrompidos? O mito é que deixou de ser mito. O discurso dele era: fiquei 30 anos sem fazer muita coisa no congresso porque não aceitei conchavos políticos e tal...
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.

    Tem que acabar com essas verbas de gabinete. Os parlamentares ganham seus salários condizentes com as obrigações, as casas parlamentares possuem quadros próprios de servidores concursados, tem contratos de manutenção predial, vigilante, motorista... No máximo precisaria um chefe de gabinete e um ou dois auxiliares, ficando a a maior parte do trabalho para os concursados.

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...
    avatar
    Bastião
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 362
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Bastião em Qua 12 Dez 2018, 10:15 am

    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:

    Só se for Moro versus o incrível hulk. Nesses 4 anos Bolsonaro terá tempo de sobra para desconstruir o malandrinho global que paga de bom moço. Por exemplo, o afortunado comprou seu jatinho particular com dinheiro barato, do BNDES.  
    Nessa história não há lado inocente:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Ué? Quem não sabia que os demais estavam corrompidos? O mito é que deixou de ser mito. O discurso dele era: fiquei 30 anos sem fazer muita coisa no congresso porque não aceitei conchavos políticos e tal...
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.

    O lado bom é que acaba com essa palhaçada de demonização de X e de santificação de Y. Vamos ver o que estará sendo discutido em dez/2019 e como será o cenário..

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Qua 12 Dez 2018, 12:56 pm

    androsvilazza escreveu:
    PCS-TRE escreveu:
    jornalista escreveu:
    Galizezin escreveu:

    Ué? Quem não sabia que os demais estavam corrompidos? O mito é que deixou de ser mito. O discurso dele era: fiquei 30 anos sem fazer muita coisa no congresso porque não aceitei conchavos políticos e tal...
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.

    Tem que acabar com essas verbas de gabinete. Os parlamentares ganham seus salários condizentes com as obrigações, as casas parlamentares possuem quadros próprios de servidores concursados, tem contratos de manutenção predial, vigilante, motorista... No máximo precisaria um chefe de gabinete e um ou dois auxiliares, ficando a a maior parte do trabalho para os concursados.

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...
    Eu sou favorável à extinção desses cargos comissionados, até para diminuir o Estado. E ainda diminui a corrupção. Servidor que faz concurso pro Legislativo tem que saber com quem é para quem vai trabalhar. Não quer fazer o serviço, não faz esse concurso. Opta por outro.
    avatar
    Decisum
    Novo Usuário

    Mensagens : 10
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 14/07/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Decisum em Qua 12 Dez 2018, 1:30 pm

    [quote="jornalista"]
    androsvilazza escreveu:
    PCS-TRE escreveu:
    jornalista escreveu:
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.

    Tem que acabar com essas verbas de gabinete. Os parlamentares ganham seus salários condizentes com as obrigações, as casas parlamentares possuem quadros próprios de servidores concursados, tem contratos de manutenção predial, vigilante, motorista... No máximo precisaria um chefe de gabinete e um ou dois auxiliares, ficando a a maior parte do trabalho para os concursados.

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...

    Mas é assim com qualquer cargo que não assina o que faz, como o nosso. Fazemos minutas de acordo com o entendimento do juiz/procurador, pouco importa a posição do servidor.

    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 438
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Qua 12 Dez 2018, 3:47 pm

    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    PCS-TRE escreveu:
    jornalista escreveu:
    Exato. E nem deu tempo da esquerda comemorar.

    Tem que acabar com essas verbas de gabinete. Os parlamentares ganham seus salários condizentes com as obrigações, as casas parlamentares possuem quadros próprios de servidores concursados, tem contratos de manutenção predial, vigilante, motorista... No máximo precisaria um chefe de gabinete e um ou dois auxiliares, ficando a a maior parte do trabalho para os concursados.

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...
    Eu sou favorável à extinção desses cargos comissionados, até para diminuir o Estado. E ainda diminui a corrupção. Servidor que faz concurso pro Legislativo tem que saber com quem é para quem vai trabalhar. Não quer fazer o serviço, não faz esse concurso. Opta por outro.

    Esses cargos são importantes, necessários, e se bem aproveitados podem fazer diferença. É interessante a um deputado, por exemplo, poder contar, ao menos temporariamente, com assessor especializado em determinada área visando a construção de projeto de lei, ou com bons profissionais que já o acompanham ao longo da vida pública e conhecem seu modo de trabalhar.

    O que não dá é nós continuarmos com um tipo de corrupção que TODO O MUNDO sabe que acontece, que inclusive deve ser o caso do ex-assessor do agora senador eleito Flávio Bolsonaro, que é a prática disseminada em prefeituras, AL, CN, da "contribuição voluntária" dos ocupantes de cargos comissionados a seus "benfeitores", que em alguns lugares chega a 50% da remuneração.

    O androvilazza disse tudo.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Qua 12 Dez 2018, 4:00 pm

    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    PCS-TRE escreveu:

    Tem que acabar com essas verbas de gabinete. Os parlamentares ganham seus salários condizentes com as obrigações, as casas parlamentares possuem quadros próprios de servidores concursados, tem contratos de manutenção predial, vigilante, motorista... No máximo precisaria um chefe de gabinete e um ou dois auxiliares, ficando a a maior parte do trabalho para os concursados.

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...
    Eu sou favorável à extinção desses cargos comissionados, até para diminuir o Estado. E ainda diminui a corrupção. Servidor que faz concurso pro Legislativo tem que saber com quem é para quem vai trabalhar. Não quer fazer o serviço, não faz esse concurso. Opta por outro.

    Esses cargos são importantes, necessários, e se bem aproveitados podem fazer diferença. É interessante a um deputado, por exemplo, poder contar, ao menos temporariamente, com assessor especializado em determinada área visando a construção de projeto de lei, ou com bons profissionais que já o acompanham ao longo da vida pública e conhecem seu modo de trabalhar.

    O que não dá é nós continuarmos com um tipo de corrupção que TODO O MUNDO sabe que acontece, que inclusive deve ser o caso do ex-assessor do agora senador eleito Flávio Bolsonaro, que é a prática disseminada em prefeituras, AL, CN, da "contribuição voluntária" dos ocupantes de cargos comissionados a seus "benfeitores", que em alguns lugares chega a 50% da remuneração.

    O androvilazza disse tudo.
    Por esse raciocínio, teria que chamar um de fora do PJu pra fazer o acórdão de liberdade de Lula no gabinete de Lewandowski ou Gilmar. Se dessem uma CJ pra mim para fazer isso, eu não aceitaria.
    avatar
    Bastião
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 362
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 10/11/2017

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Bastião em Qua 12 Dez 2018, 4:58 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2039
    Reputação : 269
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza em Qua 12 Dez 2018, 6:32 pm

    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...
    Eu sou favorável à extinção desses cargos comissionados, até para diminuir o Estado. E ainda diminui a corrupção. Servidor que faz concurso pro Legislativo tem que saber com quem é para quem vai trabalhar. Não quer fazer o serviço, não faz esse concurso. Opta por outro.

    Esses cargos são importantes, necessários, e se bem aproveitados podem fazer diferença. É interessante a um deputado, por exemplo, poder contar, ao menos temporariamente, com assessor especializado em determinada área visando a construção de projeto de lei, ou com bons profissionais que já o acompanham ao longo da vida pública e conhecem seu modo de trabalhar.

    O que não dá é nós continuarmos com um tipo de corrupção que TODO O MUNDO sabe que acontece, que inclusive deve ser o caso do ex-assessor do agora senador eleito Flávio Bolsonaro, que é a prática disseminada em prefeituras, AL, CN, da "contribuição voluntária" dos ocupantes de cargos comissionados a seus "benfeitores", que em alguns lugares chega a 50% da remuneração.

    O androvilazza disse tudo.
    Por esse raciocínio, teria que chamar um de fora do PJu pra fazer o acórdão de liberdade de Lula no gabinete de Lewandowski ou Gilmar. Se dessem uma CJ pra mim para fazer isso, eu não aceitaria.

    Pois é, até para esse tipo de coisa existe CJ e servidor de fora também no PJU e MPU Laughing

    Mas a questão é que esses cargos também são importantes por serem "de confiança". Imagina, por exemplo, um deputado pró-governo relatando a CPI do BNDES, a reforma da previdência ou algum outro projeto de interesse do governo, e seu assessor concursado seja parte da "resistência". Não tem como dar certo.

    Pensando no judiciário, ainda, se o analista do Sérgio moro não fosse de sua total confiança (concursado ou comissionado) e ainda por cima fosse cutista de carteirinha, dá pra imaginar que o processo contra o Lula não tivesse tido o mesmo desfecho.

    Um bom exemplo de confusão quando não há alinhamento entre autoridades e assessores é a história da servidora do TCU, Denise Machado, acusada pelo ministro Augusto Sherman de estar embaraçando as investigações envolvendo a JBS é o BNDES.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 438
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Qua 12 Dez 2018, 8:19 pm

    Bastião escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O ato dos procuradores nada tem a ver com o nome escolhido, que pode muito bem ter um conhecimento amplo do funcionamento do órgão, melhor do que a maioria dos procuradores, ou não ter noção nenhuma.

    A questão é que independentemente de qual seja a hipótese, se trata de corporativismo puro, o que é um direito da categoria porém.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 438
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Qua 12 Dez 2018, 8:28 pm

    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Pelo contrário, o pessoal tem é que aprender a fazer uso correto dos cargos comissionados e, principalmente, serem vigiados e devidamente cobrados por isso.

    Assessoria parlamentar é uma das poucas funções onde a nomeação política comissionada de fato faz sentido. No legislativo o servidor concursado tem de executar funções que não comprometam sua isenção, nem o forcem a assumir posições contrárias à sua convicção. Deus me livre de passar num concurso disputadíssimo pra Câmara dos deputados, ser nomeado pro gabinete da Gleisi Hoffman e ter de passar 4 anos fazendo pareceres, relatórios e votos reforçando os pontos de vista dela...
    Eu sou favorável à extinção desses cargos comissionados, até para diminuir o Estado. E ainda diminui a corrupção. Servidor que faz concurso pro Legislativo tem que saber com quem é para quem vai trabalhar. Não quer fazer o serviço, não faz esse concurso. Opta por outro.

    Esses cargos são importantes, necessários, e se bem aproveitados podem fazer diferença. É interessante a um deputado, por exemplo, poder contar, ao menos temporariamente, com assessor especializado em determinada área visando a construção de projeto de lei, ou com bons profissionais que já o acompanham ao longo da vida pública e conhecem seu modo de trabalhar.

    O que não dá é nós continuarmos com um tipo de corrupção que TODO O MUNDO sabe que acontece, que inclusive deve ser o caso do ex-assessor do agora senador eleito Flávio Bolsonaro, que é a prática disseminada em prefeituras, AL, CN, da "contribuição voluntária" dos ocupantes de cargos comissionados a seus "benfeitores", que em alguns lugares chega a 50% da remuneração.

    O androvilazza disse tudo.
    Por esse raciocínio, teria que chamar um de fora do PJu pra fazer o acórdão de liberdade de Lula no gabinete de Lewandowski ou Gilmar. Se dessem uma CJ pra mim para fazer isso, eu não aceitaria.

    Respeito a tua opinião. Convicção pessoal e valores é algo muito importante, mas impessoalidade também é.

    Com todo o respeito, é apenas a minha opinião, mas se houver elementos concretos para a liberação do ex-presidente, não querer atuar no processo por não simpatizar/repudiar/odiar o Lula é intransigência, assim como é fechar os olhos para a realidade dos autos, da prova constituída. Isso me incomodaria mais do que ter de beneficiar alguém com quem não simpatizo.

    Além disso, quem prolata decisão é magistrado, o assessor só auxilia na redação com base na orientação do chefe. É a realidade de parte dos ocupantes de cargos de assessoria no PJU, fazer minutas de decisões em relação às quais têm opinião pessoal divergente.

    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1239
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista em Qui 13 Dez 2018, 8:38 am

    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    Eu sou favorável à extinção desses cargos comissionados, até para diminuir o Estado. E ainda diminui a corrupção. Servidor que faz concurso pro Legislativo tem que saber com quem é para quem vai trabalhar. Não quer fazer o serviço, não faz esse concurso. Opta por outro.

    Esses cargos são importantes, necessários, e se bem aproveitados podem fazer diferença. É interessante a um deputado, por exemplo, poder contar, ao menos temporariamente, com assessor especializado em determinada área visando a construção de projeto de lei, ou com bons profissionais que já o acompanham ao longo da vida pública e conhecem seu modo de trabalhar.

    O que não dá é nós continuarmos com um tipo de corrupção que TODO O MUNDO sabe que acontece, que inclusive deve ser o caso do ex-assessor do agora senador eleito Flávio Bolsonaro, que é a prática disseminada em prefeituras, AL, CN, da "contribuição voluntária" dos ocupantes de cargos comissionados a seus "benfeitores", que em alguns lugares chega a 50% da remuneração.

    O androvilazza disse tudo.
    Por esse raciocínio, teria que chamar um de fora do PJu pra fazer o acórdão de liberdade de Lula no gabinete de Lewandowski ou Gilmar. Se dessem uma CJ pra mim para fazer isso, eu não aceitaria.

    Respeito a tua opinião. Convicção pessoal e valores é algo muito importante, mas impessoalidade também é.

    Com todo o respeito, é apenas a minha opinião, mas se houver elementos concretos para a liberação do ex-presidente, não querer atuar no processo por não simpatizar/repudiar/odiar o Lula é intransigência, assim como é fechar os olhos para a realidade dos autos, da prova constituída. Isso me incomodaria mais do que ter de beneficiar alguém com quem não simpatizo.

    Além disso, quem prolata decisão é magistrado, o assessor só auxilia na redação com base na orientação do chefe. É a realidade de parte dos ocupantes de cargos de assessoria no PJU, fazer minutas de decisões em relação às quais têm opinião pessoal divergente.
    Vc concordou comigo usando outro argumento. Eu defendo o seu ponto de vista. O que eu disse foi outra coisa. Eu disse que não aceitaria um CJ pra soltar o planeta penitenciário. Mas se eu fosse concursado trabalhando no gabinete, se houvesse fundsmentação jurídica plausível, não mero garantismo penal, eu faria uma minuta que libertaria o planeta, ainda que fosse contra a minha convicção pessoal (direito penal máximo), justamente por ser um servidor concursado.
    avatar
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 438
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol em Qui 13 Dez 2018, 3:25 pm

    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:
    jornalista escreveu:
    Protocol escreveu:

    Esses cargos são importantes, necessários, e se bem aproveitados podem fazer diferença. É interessante a um deputado, por exemplo, poder contar, ao menos temporariamente, com assessor especializado em determinada área visando a construção de projeto de lei, ou com bons profissionais que já o acompanham ao longo da vida pública e conhecem seu modo de trabalhar.

    O que não dá é nós continuarmos com um tipo de corrupção que TODO O MUNDO sabe que acontece, que inclusive deve ser o caso do ex-assessor do agora senador eleito Flávio Bolsonaro, que é a prática disseminada em prefeituras, AL, CN, da "contribuição voluntária" dos ocupantes de cargos comissionados a seus "benfeitores", que em alguns lugares chega a 50% da remuneração.

    O androvilazza disse tudo.
    Por esse raciocínio, teria que chamar um de fora do PJu pra fazer o acórdão de liberdade de Lula no gabinete de Lewandowski ou Gilmar. Se dessem uma CJ pra mim para fazer isso, eu não aceitaria.

    Respeito a tua opinião. Convicção pessoal e valores é algo muito importante, mas impessoalidade também é.

    Com todo o respeito, é apenas a minha opinião, mas se houver elementos concretos para a liberação do ex-presidente, não querer atuar no processo por não simpatizar/repudiar/odiar o Lula é intransigência, assim como é fechar os olhos para a realidade dos autos, da prova constituída. Isso me incomodaria mais do que ter de beneficiar alguém com quem não simpatizo.

    Além disso, quem prolata decisão é magistrado, o assessor só auxilia na redação com base na orientação do chefe. É a realidade de parte dos ocupantes de cargos de assessoria no PJU, fazer minutas de decisões em relação às quais têm opinião pessoal divergente.
    Vc concordou comigo usando outro argumento. Eu defendo o seu ponto de vista. O que eu disse foi outra coisa. Eu disse que não aceitaria um CJ pra soltar o planeta penitenciário. Mas se eu fosse concursado trabalhando no gabinete, se houvesse fundsmentação jurídica plausível, não mero garantismo penal, eu faria uma minuta que libertaria o planeta, ainda que fosse contra a minha convicção pessoal (direito penal máximo), justamente por ser um servidor concursado.

    like

    Conteúdo patrocinado

    Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 17 Dez 2018, 12:47 pm