PCS JÁ



    Novo PCS

    Compartilhe
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por josebarbos em Sex 14 Dez 2018, 9:26 pm

    Galizezin escreveu:
    No geral o que vejo é o seguinte: os analistas não reclamam dos técnicos que realizam parte do trabalho deles. Só reclamam quando os técnicos pedem nível superior para o cargo. Mas, o que irá mudar com o cargo técnico exigindo nível superior para ingresso? Nada. O que mudou na receita, polícia federal e rodoviária federal?

    Nisto aí estou de acordo com você: passei um ano da vida como analista "desviado", sem sequer ganhar FC. Nunca nenhum dos analistas da unidade falou para mim, nem comunicou a chefia (que eu saiba) sobre o fato de fazer o serviço que seria "deles".
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por josebarbos em Sex 14 Dez 2018, 9:28 pm

    MConcursos escreveu:Equiparar tecnico a analista beleza...e assessor a juiz que tal? Se o argumento é fazer a mesma coisa...

    Neste caso, há a clara diferença da caneta.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1171
    Reputação : 131
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Sex 14 Dez 2018, 10:17 pm

    Tudo passará pelo dinheiro/ orçamento....

    Dar um "UP" salarial substancial em aproximadamente 70 mil técnicos, é inviável, simplesmente não há dinheiro, não há orçamento...

    Vamos lá fazer umas contas, Dar um "UP" de somente R$ 4.000/mês, dá um total de R$ 53.200 por ano(12 salários, 13ª e 1/3 férias), considerando que haverá contribuição patronal (20% de PSSS, calculado em  R$ 10.640,00), vai dando aí um custo de R$ 63.840,00/ano/ servidor ...

    Isso considerando os 70.000 técnicos dá uma total por ano para orçamento de todo PJU de R$  4.468.800.000,00 , que arredondando soma 4,5 bilhões.

    Então serão 4,5 bilhões/ano a mais, sobre o orçamento que já está estourando a emenda do teto...

    Vai da cabeça de cada um mesmo acreditar que isso sai, hoje, ou no médio prazo....
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sab 15 Dez 2018, 5:45 am

    É burrinho mesmo...
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1171
    Reputação : 131
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Sab 15 Dez 2018, 6:54 am

    darkshi escreveu:É burrinho mesmo...

    A definição define o definidor, já disse o poeta
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sab 15 Dez 2018, 7:00 am

    Pipipi popopo

    Incrível como a ANAJUS e seus apoiadores adotam o discurso do patrão rapidinho quando lhe és de interesse.

    Impacto, custos, a sociedade não aceita ... O mesmo discurso que o patrão usa quando quer negar nossos reajustes.

    Idi otas! Esquecem que o mesmo argumento vale para eles! Por isto que a ANAJUS é o maior garantedor de zero da categoria.


    No mais é burro. Falei umas mil vezes que o plano é de custo zero. Mas o burro fica falando de impacto, diminuição da diferença entre tjs e ajs (sendo que na possível nova carreira não haverá mais cargos diferentes).

    É burro.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sab 15 Dez 2018, 7:53 am

    Os planos da fenajufe coadunam com os planos da administração. Primeiro será o ns , depois a carreira única, depois a unificação das tabelas.

    PS: quantos retardados aqui vão achar que estou falando de equiparação? Façam suas apostas!
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 48
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 30/08/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por lobodosmares em Sab 15 Dez 2018, 9:31 am

    O negócio eh rezar pras minhas criptomoedas subirem novamente...isso sim.
    JUDiado
    JUDiado
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por JUDiado em Sab 15 Dez 2018, 10:35 am

    Eu só queria a data-base!
    Seria pedir demais?
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sab 15 Dez 2018, 2:10 pm

    Vc tá pedindo o mais caro? Pirou?

    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2201
    Reputação : 288
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza em Sab 15 Dez 2018, 4:04 pm

    Data base é letra morta da CF. Some-se a garantia de estabilidade a uma administração pública incompetente, que só consegue melhorar a qualidade do serviço ao público por meio do inchaço exponencial da máquina, e a única válvula de escape que sobra para evitar o colapso total das contas públicas é o engessamento (ou redução) salarial por meio da inflação.

    Ao mesmo tempo, mantém os sindicatos controlados, correndo atrás de uma utopia em vez de se concentrar em pautas factíveis. Conceda a data base e o céu (ou inferno, sob o viés da administração) é o limite.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6367
    Reputação : 256
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Sab 15 Dez 2018, 6:28 pm

    Só que aqui ele diz que concederá apenas o que a legislação obriga. Eu entendo que é a data-base, no máximo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6367
    Reputação : 256
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Sab 15 Dez 2018, 6:30 pm

    josebarbos escreveu:
    Galizezin escreveu:
    No geral o que vejo é o seguinte: os analistas não reclamam dos técnicos que realizam parte do trabalho deles. Só reclamam quando os técnicos pedem nível superior para o cargo. Mas, o que irá mudar com o cargo técnico exigindo nível superior para ingresso? Nada. O que mudou na receita, polícia federal e rodoviária federal?

    Nisto aí estou de acordo com você: passei um ano da vida como analista "desviado", sem sequer ganhar FC. Nunca nenhum dos analistas da unidade falou para mim, nem comunicou a chefia (que eu saiba) sobre o fato de fazer o serviço que seria "deles".

    ô José Barbosa, esse avatar de bolsominion já não serve mais. kkk


    _________________
    NO RACISM!
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Sab 15 Dez 2018, 9:11 pm

    Eu vejo a unificação da carreira a melhor saída para ela em tempos de crise.

    Pensem em uma carreira, com carreira única e NS, com 40 níveis. Pegue os atuais 13 nos técnicos, recrie 2 níveis acima do final do TJ, logo após os 13 níveis atual dos AJs, e acima do atual final mais 12 níveis.
    Nesta nova carreira todos seriam alocados nos níveis equivalente dos atuais. Sem trem da alegria, sem grandes impactos.

    A folha iria crescer de forma constante 3% ao ano por conta das progressões (sem grandes impactos orçamentários. Quem pede data base tem que aceitar que é perfeitamente aceitável a folha crescer 3% ao ano, que é abaixo da meta inflacionaria. ). Os AJs não seriam prejudicados pq eles teriam 12 níveis para crescer (com o final perto do final das atuais carreiras tops), os TJs seriam valorizados tanto por conta do NS quanto pq terão acesso no futuro ao salários de AJs (levariam uma década para atingir o salário de um AJ do mesmo padrão, duas para atingir o final). A administração iria sair ganhando pq solucionaria o problema dos desvios de função (liberando FCs e CJs para AJs e para quem realmente faz um trabalho diferenciado. Não meramente para evitar um processo de desvio de função de um TJ) e também permitiria contratar profissional por um salário mais condizente com o mercado (que é algo que o Executivo vem cantando tem mais de ano).

    Quem sai perdendo?
    Aposentado. Já que este não tem mais progressão.
    A ANAJUS. Já que este precisa da guerra TJ X AJ para existir.
    E os delirantes. Tanto os TJs delirantes que acham que o NS dará direito a equiparação com os ajs. Quanto os AJs delirantes que sonham com a extinção dos TJs achando que isto dará maiores salários para os AJs.

    Sim. 40 níveis é muito tempo. 40 anos para chegar no final da carreira é muito tempo. Mas isto pode ser facilmente solucionado com a criação de mais uma progressão por ano, mas este por desempenho.
    Vc transforma 40 anos em 20 e dá incentivo para o servidor produzir mais.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6367
    Reputação : 256
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Dom 16 Dez 2018, 8:30 am

    É controverso. Lembro de uma carreira de professor que possuía cerca de 80 níveis. Foi declarada ilegal, já que ninguém a não ser o highlander iria conseguir chegar ao final dela.
    Os aposentados conseguirão se posicionar consoante o tempo de serviço que prestaram à instituição, ou seja, se a carreira tinha 13 níveis e o servidor ficou estagnado por 22 anos, conseguirá ser reenquadrado no nível 35.


    _________________
    NO RACISM!
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Dom 16 Dez 2018, 9:10 am

    Quanto aos número de níveis não acho problema por dois motivos
    1 - com a reforma da previdência, a idade mínima de aposentadoria será de 65 anos. Logo um servidor que adentre a carreira aos 20 anos ficarão na carreira 45 anos.
    2 - com a progressão extra por produtividade um servidor pode chegar ao fim de carreira em 20 anos. O que não é absurdo já que antes do último PCS nossa carreira tinha 15 níveis.


    Quanto a processos futuro de pessoas mais antigas. Basta o STF não querer.


    PS: nós temos que pensar menos nos futuros servidores e mais nos presentes.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6367
    Reputação : 256
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin em Dom 16 Dez 2018, 11:50 am

    Tudo vai depender das ideias do posto ipiranga. Parece que há um consenso em unificar as carreiras do serviço público. Modernização ou redução de gastos? Não sei onde isso vai dar. Espera-se respeito aos poderes alheios, coisa que o PT custou a entender e praticar. Também já percebi que o posto ipiranga não irá respeitar orçamento de ninguém e que não pretende conceder absolutamente nada de reajuste que não esteja amparado pela legislação. Entendi que ele se refere à data-base (inflação) e mais nada. Isso sem falar na tentativa de quebra da estabilidade, equivocada equiparação salarial do serviço público com a iniciativa privada. É muito terrorismo. kkk


    _________________
    NO RACISM!
    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 457
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Protocol em Dom 16 Dez 2018, 12:19 pm

    Galizezin escreveu:Tudo vai depender das ideias do posto ipiranga. Parece que há um consenso em unificar as carreiras do serviço público. Modernização ou redução de gastos? Não sei onde isso vai dar. Espera-se respeito aos poderes alheios, coisa que o PT custou a entender e praticar. Também já percebi que o posto ipiranga não irá respeitar orçamento de ninguém e que não pretende conceder absolutamente nada de reajuste que não esteja amparado pela legislação. Entendi que ele se refere à data-base (inflação) e mais nada. Isso sem falar na tentativa de quebra da estabilidade, equivocada equiparação salarial do serviço público com a iniciativa privada. É muito terrorismo. kkk

    Essa ideia de esperar plano bom para nós e bom para União, pelo cenário que se apresenta acho otimismo em excesso.

    O PG não quer reforma de faz de conta, vai limar e cortar gastos aonde der.

    Se vir algo de projeto de alteração de carreira não vai ser nada de fácil digestão. Nem para analistas, nem para técnicos, nem para aposentados, para ninguém.

    Vamos ter de lutar por migalhas.

    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Dom 16 Dez 2018, 5:32 pm

    Quem tá mais lascado nas mãos do posto Ipiranga São os servidores do executivo.
    Eu já acho que voltaremos a ter uma certa liberdade criativa na concepção de carreira, que perdemos na era dilmanta.

    Nosso maior inimigo continua sendo a ec do teto.
    avatar
    Ilhense
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 877
    Reputação : 22
    Data de inscrição : 18/12/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Ilhense em Dom 16 Dez 2018, 9:10 pm

    Galizezin escreveu:Tudo vai depender das ideias do posto ipiranga. Parece que há um consenso em unificar as carreiras do serviço público. Modernização ou redução de gastos? Não sei onde isso vai dar. Espera-se respeito aos poderes alheios, coisa que o PT custou a entender e praticar. Também já percebi que o posto ipiranga não irá respeitar orçamento de ninguém e que não pretende conceder absolutamente nada de reajuste que não esteja amparado pela legislação. Entendi que ele se refere à data-base (inflação) e mais nada. Isso sem falar na tentativa de quebra da estabilidade, equivocada equiparação salarial do serviço público com a iniciativa privada. É muito terrorismo. kkk

    Se nem em bons tempos tivemos o cumprimento do data-base, que dirá agora quando querem reduzir a folha salarial.

    Acredito em congelamento e arrocho via inflação, prática antiga, diga - se, mas que será ministrada sem qualquer analgésico (PCS) desta vez. Gostaria muito que você estivesse certo.
    araponga
    araponga
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 110
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por araponga em Seg 17 Dez 2018, 7:59 am

    darkshi escreveu:Quem tá mais lascado nas mãos do posto Ipiranga São os servidores do executivo.
    Eu já acho que voltaremos a ter uma certa liberdade criativa na concepção de carreira, que perdemos na era dilmanta.

    Nosso maior inimigo continua sendo a ec do teto.

    Liberdade criativa na concepção da carreira pode encontrar óbice nos sindicatos, que - segundo informações colhidas - derrubaram boas propostas no passado recente.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1968
    Reputação : 800
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Seg 17 Dez 2018, 12:15 pm

    Esse papo aí do DarkShi é quente mesmo, do pouco que consegui apurar. Apesar disso, não ficou claro pra mim se é viável a pedida, considerando o cenário pré e pós eleição do Bolsonaro. Ressalvada a evidente necessidade de cautela pra evitar "armadilhas", se de fato existe a tal da confluência de interesses no caso específico (STF e Fenajufe/sindicatos), já é mais do que meio caminho andado
    avatar
    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1335
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por jornalista em Seg 17 Dez 2018, 1:15 pm

    pernalonga escreveu:Esse papo aí do DarkShi é quente mesmo, do pouco que consegui apurar. Apesar disso, não ficou claro pra mim se é viável a pedida, considerando o cenário pré e pós eleição do Bolsonaro. Ressalvada a evidente necessidade de cautela pra evitar "armadilhas", se de fato existe a tal da confluência de interesses no caso específico (STF e Fenajufe/sindicatos), já é mais do que meio caminho andado
    Mas o Darkshi diz que não há impacto. Se não há, em que o novo governo poderia influenciar?
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1968
    Reputação : 800
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Seg 17 Dez 2018, 1:24 pm

    jornalista escreveu:
    pernalonga escreveu:Esse papo aí do DarkShi é quente mesmo, do pouco que consegui apurar. Apesar disso, não ficou claro pra mim se é viável a pedida, considerando o cenário pré e pós eleição do Bolsonaro. Ressalvada a evidente necessidade de cautela pra evitar "armadilhas", se de fato existe a tal da confluência de interesses no caso específico (STF e Fenajufe/sindicatos), já é mais do que meio caminho andado
    Mas o Darkshi diz que não há impacto. Se não há, em que o novo governo poderia influenciar?

    Impacto é claro que tem, mas seria limitado ao que hoje já é o crescimento vegetativo da folha (só as progressões funcionais e aposentadorias). Na grande parte dos casos, só depois de uns 10 anos ou mais a pessoa teria algum aumento, e na média de 3 % ao ano. O governo (ou os capa-preta) pode achar até isso ruim, sei lá


    Última edição por pernalonga em Seg 17 Dez 2018, 1:26 pm, editado 1 vez(es)
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por josebarbos em Seg 17 Dez 2018, 1:26 pm

    darkshi escreveu:Quem tá mais lascado nas mãos do posto Ipiranga São os servidores do executivo.
    Eu já acho que voltaremos a ter uma certa liberdade criativa na concepção de carreira, que perdemos na era dilmanta.

    Nosso maior inimigo continua sendo a ec do teto.

    Basicamente, a EC não vai permitir nenhum ajuste, e duvido que qualquer eventual folga será pensada em benefício dos servidores. Nesta hora, ser atividade fim vai fazer toda a diferença.

    Entretanto, como farinha pouca meu pirão primeiro, prevejo verdadeiras guerras, caso aconteça o milagre de se conceder alguma margem orçamentária para revisão de plano. E elas terão que ser discutidas.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1968
    Reputação : 800
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Seg 17 Dez 2018, 1:34 pm

    josebarbos escreveu:
    darkshi escreveu:Quem tá mais lascado nas mãos do posto Ipiranga São os servidores do executivo.
    Eu já acho que voltaremos a ter uma certa liberdade criativa na concepção de carreira, que perdemos na era dilmanta.

    Nosso maior inimigo continua sendo a ec do teto.

    Basicamente, a EC não vai permitir nenhum ajuste, e duvido que qualquer eventual folga será pensada em benefício dos servidores. Nesta hora, ser atividade fim vai fazer toda a diferença.

    Entretanto, como farinha pouca meu pirão primeiro, prevejo verdadeiras guerras, caso aconteça o milagre de se conceder alguma margem orçamentária para revisão de plano. E elas terão que ser discutidas.

    O fato é que o tal impacto ficaria dentro da margem EC 95 (só crescimento vegetativo, em linhas gerais), assim como o do recém concedido reajuste dos Magistrados e da nova versão do auxílio -moradia (sexta CNJ regulamentou). Em tese, não teria margem técnica pra tesoura, só política
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Seg 17 Dez 2018, 1:37 pm

    Metade da carreira não está no fim dela. Ou seja. Uma carreira nos moldes que descrevi teria um impacto reduzido justamente pq na prática metade de seu impacto total já esta no orçamento.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2933
    Reputação : 399
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por josebarbos em Seg 17 Dez 2018, 2:00 pm

    Não é tão simples assim.

    O primeiro problema é o teto em si. Não existe qualquer margem para ganho "real", acima da inflação, o que é um problema muito sério. Imagine que, de repente, houvesse um novo e inesperado baby boom , que nossa população, ou que economia passassem por um grande salto. Uma reforma econômica, tributária e trabalhista que elevaria, e muito, o percentual de contratos de trabalho formalmente vinculados. Nada disto permitiria uma revisão das estruturas, mesmo sendo necessárias.

    Para haver qualquer revisão, temos que ter inflação, que é péssimo. E, em havendo, nada garante que nossos salários serão prioridade. Posto isto, o menor índice inflacionário possível é o desejado, pelo menos na próxima década.

    O crescimento vegetativo não se dá apenas pelas progressões. Elas têm um grande impacto, mas a reposição de inativos também o tem. E considerando um tempo de serviço médio de serviço de 35 anos, e um tempo máximo de 57 (ninguém pode entrar antes dos 18 e permanecer em cargo efetivo após os 75), só os inativos tenderiam a ter um impacto de 2%a.a. numa estimativa muito conservadora, sem levar em conta sazonalidades e flutuações relevantes. Quanto a este índice, a única forma de reduzi-lo é sem reposição de servidores, algo que pode ser muito problemático e que, apenas num cenário muito positivo, poderia ensejar revisão e simplificação de processos, que resultariam em maior produtividade e menor demanda por força de trabalho. E, em geral, qualquer redesenho institucional necessita de investimento, o que não será possível num cenário de grana curta.

    Ou seja, muito provavelmente, boa parte da inflação, ainda que baixa, já será gasta no crescimento vegetativo da folha. Muito provavelmente, a depender do que aconteça, o que veremos é a não concessão de progressões até mesmo para quem tem a expectativa de recebê-las. Algo que ocorre nalguns estados e prefeituras.

    Estes são os fatos. Pensando num cenário muito positivo, em que houvesse alguma margem, aí entraríamos nas questões de como remunerar os servidores. Aqui já temos uma pequena amostra dos inúmeros conflitos. E os considerando, eu particularmente gosto da ideia de estender a carreira, de forma que, pelo menos, na eventualidade de alguma sobra, o que será muito difícil, repito, já haveria algo "automático" a se conceder.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1968
    Reputação : 800
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por pernalonga em Seg 17 Dez 2018, 2:20 pm

    josebarbos escreveu:Não é tão simples assim.

    O primeiro problema é o teto em si. Não existe qualquer margem para ganho "real", acima da inflação, o que é um problema muito sério. Imagine que, de repente, houvesse um novo e inesperado baby boom , que nossa população, ou que economia passassem por um grande salto. Uma reforma econômica, tributária e trabalhista que elevaria, e muito, o percentual de contratos de trabalho formalmente vinculados. Nada disto permitiria uma revisão das estruturas, mesmo sendo necessárias.

    Para haver qualquer revisão, temos que ter inflação, que é péssimo. E, em havendo, nada garante que nossos salários serão prioridade. Posto isto, o menor índice inflacionário possível é o desejado, pelo menos na próxima década.

    O crescimento vegetativo não se dá apenas pelas progressões. Elas têm um grande impacto, mas a reposição de inativos também o tem. E considerando um tempo de serviço médio de serviço de 35 anos, e um tempo máximo de 57 (ninguém pode entrar antes dos 18 e permanecer em cargo efetivo após os 75), só os inativos tenderiam a ter um impacto de 2%a.a. numa estimativa muito conservadora, sem levar em conta sazonalidades e flutuações relevantes. Quanto a este índice, a única forma de reduzi-lo é sem reposição de servidores, algo que pode ser muito problemático e que, apenas num cenário muito positivo, poderia ensejar revisão e simplificação de processos, que resultariam em maior produtividade e menor demanda por força de trabalho. E, em geral, qualquer redesenho institucional necessita de investimento, o que não será possível num cenário de grana curta.

    Ou seja, muito provavelmente, boa parte da inflação, ainda que baixa, já será gasta no crescimento vegetativo da folha. Muito provavelmente, a depender do que aconteça, o que veremos é a não concessão de progressões até mesmo para quem tem a expectativa de recebê-las. Algo que ocorre nalguns estados e prefeituras.


    Estes são os fatos. Pensando num cenário muito positivo, em que houvesse alguma margem, aí entraríamos nas questões de como remunerar os servidores. Aqui já temos uma pequena amostra dos inúmeros conflitos. E os considerando, eu particularmente gosto da ideia de estender a carreira, de forma que, pelo menos, na eventualidade de alguma sobra, o que será muito difícil, repito, já haveria algo "automático" a se conceder.

    Lembrando que a tal proposta aparentemente terá impacto zero no bolso dos aposentados, esses ficariam sem um tostão de aumento
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Seg 17 Dez 2018, 5:03 pm

    pernalonga escreveu:
    josebarbos escreveu:Não é tão simples assim.

    O primeiro problema é o teto em si. Não existe qualquer margem para ganho "real", acima da inflação, o que é um problema muito sério. Imagine que, de repente, houvesse um novo e inesperado baby boom , que nossa população, ou que economia passassem por um grande salto. Uma reforma econômica, tributária e trabalhista que elevaria, e muito, o percentual de contratos de trabalho formalmente vinculados. Nada disto permitiria uma revisão das estruturas, mesmo sendo necessárias.

    Para haver qualquer revisão, temos que ter inflação, que é péssimo. E, em havendo, nada garante que nossos salários serão prioridade. Posto isto, o menor índice inflacionário possível é o desejado, pelo menos na próxima década.

    O crescimento vegetativo não se dá apenas pelas progressões. Elas têm um grande impacto, mas a reposição de inativos também o tem. E considerando um tempo de serviço médio de serviço de 35 anos, e um tempo máximo de 57 (ninguém pode entrar antes dos 18 e permanecer em cargo efetivo após os 75), só os inativos tenderiam a ter um impacto de 2%a.a. numa estimativa muito conservadora, sem levar em conta sazonalidades e flutuações relevantes. Quanto a este índice, a única forma de reduzi-lo é sem reposição de servidores, algo que pode ser muito problemático e que, apenas num cenário muito positivo, poderia ensejar revisão e simplificação de processos, que resultariam em maior produtividade e menor demanda por força de trabalho. E, em geral, qualquer redesenho institucional necessita de investimento, o que não será possível num cenário de grana curta.

    Ou seja, muito provavelmente, boa parte da inflação, ainda que baixa, já será gasta no crescimento vegetativo da folha. Muito provavelmente, a depender do que aconteça, o que veremos é a não concessão de progressões até mesmo para quem tem a expectativa de recebê-las. Algo que ocorre nalguns estados e prefeituras.


    Estes são os fatos. Pensando num cenário muito positivo, em que houvesse alguma margem, aí entraríamos nas questões de como remunerar os servidores. Aqui já temos uma pequena amostra dos inúmeros conflitos. E os considerando, eu particularmente gosto da ideia de estender a carreira, de forma que, pelo menos, na eventualidade de alguma sobra, o que será muito difícil, repito, já haveria algo "automático" a se conceder.

    Lembrando que a tal proposta aparentemente terá impacto zero no bolso dos aposentados, esses ficariam sem um tostão de aumento

    É a vida... Alguém terá que pagar a conta. E pelo visto os inativos irão pagar.

    Mas eu separo PCS de PCCR.
    Aqui estamos falando de um plano de carreira. PCCR. Aumento (reajuste) cabe a PCS. E nestes é onde o aposentado tem o direito de ter seu salário reposto.
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1030
    Reputação : 143
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Re: Novo PCS

    Mensagem por anuvenzinha em Seg 17 Dez 2018, 8:49 pm

    Colnago sugere reduzir número de carreiras federais para menos de 20
    Planejamento encaminhou recomendações à equipe de transição
    Publicado em 13/12/2018 - 12:43 Por Kelly Oliveira e Wellton Máximo – Repórteres da Agência Brasil Brasília


    O número de carreiras no serviço público federal poderia ser reduzido dos atuais 309 para menos de 20, disse hoje (13) o ministro do Planejamento, Esteves Colnago. Em café da manhã com jornalistas, ele explicou a proposta de reforma administrativa encaminhada pela pasta à equipe de transição do novo governo.

    Anunciado como secretário geral adjunto da Fazenda no Ministério da Economia no próximo governo, Colnago explicou que as mudanças valerão apenas para os futuros servidores que ingressarem no serviço público federal. Os atuais servidores teriam a prerrogativa de permanecerem nas carreiras ou migrarem para a nova estrutura.

    Colnago disse que apenas encaminhou as sugestões para a equipe de transição e que ainda não recebeu retorno. Ele acrescentou que, além da redução no número de carreiras, o governo também sugeriu a reformulação da política salarial dos futuros servidores.

    As novas carreiras teriam salários de entrada mais próximos aos da iniciativa privada, entre R$ 5 mil e R$ 7 mil. As remunerações finais seriam parecidas com as de hoje, de R$ 24 mil a R$ 25 mil nas melhores carreiras. Os salários mais altos, no entanto, seriam pagos a menos servidores, apenas aos que se destacassem por mérito ao longo dos anos, em vez de seguir a lógica atual de tempo de serviço.

    “A ideia é que se remunere bem o melhor gestor, mas o número [dos servidores que receberão os salários do topo da carreira] será bem menor que o dos demais servidores. Será como se fosse uma pirâmide, em que apenas poucos ganham os melhores salários. O grosso dos servidores vai ficar com uma remuneração bem mais baixa”, declarou Colnago. “Essas são ideias que precisam ser encampadas pelo novo governo. Queremos incentivar que os servidores se engajem no trabalho.”

    Estabilidade
    Colnago esclareceu que o governo atual não recomendou mexer na estabilidade dos servidores. Ele, no entanto, disse que existe a possibilidade de o governo regulamentar em lei o dispositivo da Constituição que permite a instituição de processos de avaliação de desempenho, com a demissão de quem não cumprir os requisitos mínimos.

    “Nossa proposta não entrou na questão de mexer na estabilidade. Mas podemos, sim, medir o desempenho e, dependendo do resultado, encaminhar para processo de demissão. Isso [avaliação de desempenho] já está na Constituição e pode ser regulamentado em lei”, disse.

    Outra proposta sugerida para incentivar a qualidade do serviço público consiste em reduzir o estágio probatório os funcionários com bom desempenho. Atualmente, o servidor concursado passa por três anos de estágio probatório. Pela proposta, o funcionário poderia ser efetivado após dois anos ou um ano, caso seja bem avaliado.

    O ministro admitiu que as propostas deverão encontrar resistência. “A reforma administrativa será tão difícil quanto a da Previdência”, declarou.

    Balanço
    O ministro do Planejamento fez um balanço dos últimos 12 meses na pasta. Segundo Colnago, a greve dos caminhoneiros comprometeu a previsão de crescimento da economia para este ano. Ele, no entanto, disse que os números do terceiro trimestre mostraram que o Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) recuperou as perdas. Segundo ele, somente com o desempenho do PIB no segundo semestre, o país cresceria 0,42% em 2019 apenas por efeito estatístico, caso nada acontecesse.

    Apesar da reação da economia, com geração de 791 mil empregos com carteira assinada no acumulado de 2018, Colnago disse que o país tem o grande desafio de reequilibrar as contas públicas, o que depende da aprovação de reformas estruturais. “O que é importante é dar continuidade ao programa de reformas macro e microeconômicas. Não só de continuidade, mas de aprofundamento. Temos uma avenida de crescimento com precipício dos dois lados. Precisamos fazer reforma da previdência, tributária, administrativa do setor público e de ganhos de produtividade”, disse o ministro.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Ter 18 Dez 2018, 6:07 am


    As novas carreiras teriam salários de entrada mais próximos aos da iniciativa privada, entre R$ 5 mil e R$ 7 mil. As remunerações finais seriam parecidas com as de hoje, de R$ 24 mil a R$ 25 mil nas melhores carreiras. Os salários mais altos, no entanto, seriam pagos a menos servidores, apenas aos que se destacassem por mérito ao longo dos anos, em vez de seguir a lógica atual de tempo de serviço.


    Não falei!?
    Este é o futuro!
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8672
    Reputação : 243
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi em Ter 18 Dez 2018, 8:02 am

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Para quem gosta de tabelas. A tabela de uma possível carreira nos moldes que eu descrevi ficaria assim.
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1126
    Reputação : 103
    Data de inscrição : 16/04/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Chuck Coleman em Ter 18 Dez 2018, 11:14 am

    darkshi escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Para quem gosta de tabelas. A tabela de uma possível carreira nos moldes que eu descrevi ficaria assim.

    Será que haverá choro analítico e ranger de dentes analítico?

    lol2 lol2 lol2 :trollface: :trollface: :trollface: memelol memelol memelol cry2 cry2 cry2
    Sniper
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 623
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Sniper em Ter 18 Dez 2018, 11:28 am

    darkshi escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Para quem gosta de tabelas. A tabela de uma possível carreira nos moldes que eu descrevi ficaria assim.

    Os técnicos poderiam progredir até o nível 40?
    RicardoMII
    RicardoMII
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1959
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : João Pessoa

    Re: Novo PCS

    Mensagem por RicardoMII em Ter 18 Dez 2018, 11:39 am

    Pessoal,

    Ainda que esta tabela em um longínquo dia se torne realidade o final dela é uma miragem. Além da questão tempo, a ideia do governo é que quase ninguém chegue aos níveis mais altos, eles pensam em um formato de pirâmide.
    De toda forma, achei a tabela ótima, onde eu assino? Very Happy Very Happy Very Happy
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1123
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre em Ter 18 Dez 2018, 11:49 am

    Não consigo ver nenhuma tabela.

    Onde está?
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1231
    Reputação : 182
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por VadeMekum em Ter 18 Dez 2018, 11:54 am

    darkshi escreveu:

    As novas carreiras teriam salários de entrada mais próximos aos da iniciativa privada, entre R$ 5 mil e R$ 7 mil. As remunerações finais seriam parecidas com as de hoje, de R$ 24 mil a R$ 25 mil nas melhores carreiras. Os salários mais altos, no entanto, seriam pagos a menos servidores, apenas aos que se destacassem por mérito ao longo dos anos, em vez de seguir a lógica atual de tempo de serviço.


    Não falei!?
    Este é o futuro!


    Futuro da frustração vc quer dizer.

    Aqui no âmbito estadual de SP certas carreiras, a da Polícia Civil por exemplo, estabelece que as promoções se dão por antiguidade e "merecimento", sendo a última, a especial, provida apenas por "merecimento".

    Ocorre que não há critérios claros para enquadrar o tal "merecimento". Tem policial que NUNCA tirou UM plantão na vida e com menos de 12 anos de casa é classe especial, ao passo que outros, que se esfolam, estão na segunda classe após VINTE anos de trampo.

    Eu duvido muito que algo diferente ocorreria aqui no PJU. Provavelmente as classes finais que melhor pagariam seriam providas na base de QI, caso o tal critério promocional não seja claro - e DUVIDO muito que o seria.

    Até sou a favor de aumentar os níveis, desde que seja por critério temporal. Porque meritocracia no país das Bananas não funciona.
    RicardoMII
    RicardoMII
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1959
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : João Pessoa

    Re: Novo PCS

    Mensagem por RicardoMII em Ter 18 Dez 2018, 12:13 pm

    VadeMekum escreveu:
    ...

    Eu duvido muito que algo diferente ocorreria aqui no PJU. Provavelmente as classes finais que melhor pagariam seriam providas na base de QI

    ...[/size]

    A ideia do governo é justamente essa, a geral jamais vai chegar aos últimos níveis.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1171
    Reputação : 131
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei em Ter 18 Dez 2018, 12:42 pm

    RicardoMII escreveu:
    VadeMekum escreveu:
    ...

    Eu duvido muito que algo diferente ocorreria aqui no PJU. Provavelmente as classes finais que melhor pagariam seriam providas na base de QI

    ...[/size]

    A ideia do governo é justamente essa, a geral jamais vai chegar aos últimos níveis.

    Estrutura Piramidal, para cada um no topo, 10 no meio e 30 na base.

    E só vai chegar lá, com QI mesmo.

    Afinal impossível medir e comparar servidores exercendo atividades tão diferentes, por exemplo:
    - fiscal técnico de contrato de serviços de TI e servidor do atendimento/protocolo vara do trabalho no interior. Ou;
    - servidor do serviço odontológico e assessor de juiz substituto em regime de tele-trabalho.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Novo PCS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 26 Mar 2019, 12:49 am