PCS JÁ



    Reforma da Previdência (versão 2019)

    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1124
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Solange4 em Sex 22 Fev 2019, 11:11 am

    Korgano Masaka escreveu:
    Solange4 escreveu:... Vamos deixar as brigas dos dicotômicos pra discussão "Assuntos gerais: economia & política"

    Aqui vamos falar de Previdência

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Pois é, uma dessas associações é a Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho). Ou seja, juízes/procuradores querem ficar de fora da reforma. E nós servidores e o resto? Ah, eles que se danem, pensam eles....

    Não estão querendo ficar de fora, estão lutando contra o aumento de alíquota (que valem para todos).
    Korgano Masaka
    Korgano Masaka
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 1521
    Reputação : 70
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 22 Fev 2019, 11:15 am

    Solange4 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    Solange4 escreveu:... Vamos deixar as brigas dos dicotômicos pra discussão "Assuntos gerais: economia & política"

    Aqui vamos falar de Previdência

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Pois é, uma dessas associações é a Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho). Ou seja, juízes/procuradores querem ficar de fora da reforma. E nós servidores e o resto? Ah, eles que se danem, pensam eles....

    Não estão querendo ficar de fora, estão lutando contra o aumento de alíquota (que valem para todos).

    Não passe pano para os togados, colega. Eles lutam por eles e só. Quer apostar que já tem uma emenda prontinha para ser apresentada para tirá-los da reforma (e somente eles)?
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Convidado em Sex 22 Fev 2019, 11:23 am

    Xiitismo neste fórum é pra matar
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1124
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Solange4 em Sex 22 Fev 2019, 11:26 am

    Korgano Masaka escreveu:
    Solange4 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    Solange4 escreveu:... Vamos deixar as brigas dos dicotômicos pra discussão "Assuntos gerais: economia & política"

    Aqui vamos falar de Previdência

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Pois é, uma dessas associações é a Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho). Ou seja, juízes/procuradores querem ficar de fora da reforma. E nós servidores e o resto? Ah, eles que se danem, pensam eles....

    Não estão querendo ficar de fora, estão lutando contra o aumento de alíquota (que valem para todos).

    Não passe pano para os togados, colega. Eles lutam por eles e só. Quer apostar que já tem uma emenda prontinha para ser apresentada para tirá-los da reforma (e somente eles)?

    Você leu a matéria?
    Korgano Masaka
    Korgano Masaka
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 1521
    Reputação : 70
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 22 Fev 2019, 12:07 pm

    Solange4 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    Solange4 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:

    Pois é, uma dessas associações é a Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho). Ou seja, juízes/procuradores querem ficar de fora da reforma. E nós servidores e o resto? Ah, eles que se danem, pensam eles....

    Não estão querendo ficar de fora, estão lutando contra o aumento de alíquota (que valem para todos).

    Não passe pano para os togados, colega. Eles lutam por eles e só. Quer apostar que já tem uma emenda prontinha para ser apresentada para tirá-los da reforma (e somente eles)?

    Você leu a matéria?

    E você, leu? Claramente os juízes/procuradores irão usar os servidores como desculpa para ELES FICAREM DE FORA da reforma:

    Servidores com altos salários ameaçam recorrer ao Supremo contra o alcance da alíquota progressiva prevista em reforma
    Por: Reinaldo Azevedo

    Publicada: 22/02/2019 - 6:31


    Associações de servidores públicos que ganham altos salários ameaçam ir à Justiça contra o aumento para até 22% da contribuição previdenciária, previsto na reforma do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

    As entidades alegam que a alíquota é ilegal. Argumentam ainda que a carga tributária imposta para quem ganha acima de R$ 39 mil é equivalente a um confisco.

    A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência, com regras mais duras para trabalhadores da iniciativa privada e do setor público, foi apresentada na quarta-feira (20).

    Nesta quinta (21), lobbies já começaram no Congresso Nacional, com visitas de representantes de servidores aos parlamentares. Associações de de juízes, procuradores e auditores fiscais consideram as taxas abusivas.

    Se elas não forem alteradas no Congresso, as entidades dizem que irão recorrer aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), cujos salários são o teto do funcionalismo público (R$ 39,3 mil).

    “Se essas alíquotas se mantiverem nesses termos, fatalmente isso será questionado por nós no Supremo [Tribunal Federal]”, afirmou o presidente da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), Guilherme Feliciano.
    (…)
    Com uma reforma da Previdência dura com servidores, as entidades ligadas a esses trabalhadores se manifestaram contra a proposta, afirmando, por exemplo, que a medida veio para demonizar os funcionários públicos.

    “É necessária uma reforma previdenciária no país. Mas, como aconteceu com a reforma anterior, por uma questão de mera propaganda, querem demonizar o funcionário público”, afirmou José Robalinho Cavalcanti, presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República).
    (…)
    Na Folha
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por ale1969 em Sex 22 Fev 2019, 12:23 pm

    O pior é que leu... Mas não entendeu nada. Noorrmall!
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1277
    Reputação : 187
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por VadeMekum em Sex 22 Fev 2019, 12:44 pm

    Mas o questionamento do colega não deixa de ter fundamento.

    Pode ser ser - escrevi PODE - que estejam usando o funcionalismo em geral como perfumaria para não ficar "feio" para os mesmos defenderem a exclusão das tais alíquotas só pra sua "nata".

    E esse truque é sobejadamente conhecido. Quando lhes interessa ora propagam "somos membros de Poder" ora declaram "somos servidores".

    Depois de td o que aconteceu me admira que tenha pessoas que se fiem em materiazinhas de site. Sempre leio de pé atrás, não confio.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Convidado em Sex 22 Fev 2019, 12:54 pm

    Em parte.
    Sindicatos/Fenajufes da vida tem força sozinhos?
    Só queria saber se vão se limitar a questão das alíquotas ou outros pontos, também?
    sprg4
    sprg4
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 365
    Reputação : 29
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por sprg4 em Sex 22 Fev 2019, 1:17 pm

    VadeMekum escreveu:Mas o questionamento do colega não deixa de ter fundamento.

    Pode ser ser - escrevi PODE - que estejam usando o funcionalismo em geral como perfumaria para não ficar "feio" para os mesmos defenderem a exclusão das tais alíquotas só pra sua "nata".

    E esse truque é sobejadamente conhecido. Quando lhes interessa ora propagam "somos membros de Poder" ora declaram "somos servidores".

    Depois de td o que aconteceu me admira que tenha pessoas que se fiem em materiazinhas de site. Sempre leio de pé atrás, não confio.

    Claro que estão! O korgano tem razão! Só o fato de mencionarem servidores de alto escalão já delata a intenção.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por androsvilazza em Sex 22 Fev 2019, 1:19 pm

    Para um vencimento de 40 mil (acima, portanto, do teto do funcionalismo público):

    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 4400
    IRRF: 8.920,64
    Carga tributária total: 13320,64 (33,3%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 6.765,84 (40000*,22-2034,16)
    IRRF: 8270,03
    Carga tributária total: 15035,87 (37,58%)


    Noooooosssa, que diferença!
    Como diria Eça de Queirós: "Má fé cínica ou obtusidade córnea".

    Vamos agora a um trecho da reportagem:

    "A ideia de confisco se refere ao peso da contribuição à Previdência e do IR (Imposto de Renda), que chega a 27,5%. Juntos, esses tributos podem se aproximar da metade dos salários dos servidores com alta remuneração".

    Pegam as alíquotas superiores (22 e 27,5%) e somam, desconsiderando a progressividade. Sei que tem muita gente nessas entidades burra com números, mas aí já é demais.

    Vamos a um exemplo extremo: Vencimento de 300 mil reais.
    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 33000
    IRRF: 72555,64
    Carga tributária total: 105555,64 (35,18%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 63.965,84
    IRRF: 64040,03
    Carga tributária total: 128005,87 (42,67%)

    Ou seja, mesmo para uma renda de 300 mil (creio que inexistente no serviço público) estaríamos muito longe do termo "metade da renda".

    Volto a dizer que não deixa de ser engraçada a flexibilidade ideológica das entidades de esquerda. Ontem, defendem o "imposto sobre grandes fortunas", tributação dos mais ricos etc. Hoje, para reunir adversários contra o governo, aderem à pauta dos mais ricos dentro do funcionalismo (que também estão entre os mais ricos da população brasileira - aquele 1% que a esquerda adora odiar).
    Korgano Masaka
    Korgano Masaka
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 1521
    Reputação : 70
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 22 Fev 2019, 1:20 pm

    sprg4 escreveu:
    VadeMekum escreveu:Mas o questionamento do colega não deixa de ter fundamento.

    Pode ser ser - escrevi PODE - que estejam usando o funcionalismo em geral como perfumaria para não ficar "feio" para os mesmos defenderem a exclusão das tais alíquotas só pra sua "nata".

    E esse truque é sobejadamente conhecido. Quando lhes interessa ora propagam "somos membros de Poder" ora declaram "somos servidores".

    Depois de td o que aconteceu me admira que tenha pessoas que se fiem em materiazinhas de site. Sempre leio de pé atrás, não confio.

    Claro que estão! O korgano tem razão! Só o fato de mencionarem servidores de alto escalão já delata a intenção.

    Eles irão usar os servidores como moeda de barganha: "deixem-nos de fora que apoiaremos a reforma somente para servidores do carreirão".
    Estão nem aí para nós ou os demais servidores!
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1159
    Reputação : 103
    Data de inscrição : 16/04/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Chuck Coleman em Sex 22 Fev 2019, 1:30 pm

    silmaria escreveu:NOVA PREVIDÊNCIA É 'CONFISCO', DIZEM SERVIDORES PÚBLICOS
    Associações de servidores públicos que recebem altos salários pretendem ir à Justiça contra a alíquota de até 22% para contribuição previdenciária, item previsto na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo; as entidades alegam que o aumento é ilegal; eles dizem ainda que a carga tributária imposta para salários acima de R$ 39 mil é uma espécie de 'confisco'; os lobbies já começaram no Congresso Nacional, com aproximações de representantes de servidores aos parlamentares

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Epa, servidores não, TOGADAÇOS!!

    lol! lol! lol! lol!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por ale1969 em Sex 22 Fev 2019, 2:03 pm

    androsvilazza escreveu:Para um vencimento de 40 mil (acima, portanto, do teto do funcionalismo público):

    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 4400
    IRRF: 8.920,64
    Carga tributária total: 13320,64 (33,3%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 6.765,84 (40000*,22-2034,16)
    IRRF: 8270,03
    Carga tributária total: 15035,87 (37,58%)


    Noooooosssa, que diferença!
    Como diria Eça de Queirós: "Má fé cínica ou obtusidade córnea".

    Vamos agora a um trecho da reportagem:

    "A ideia de confisco se refere ao peso da contribuição à Previdência e do IR (Imposto de Renda), que chega a 27,5%. Juntos, esses tributos podem se aproximar da metade dos salários dos servidores com alta remuneração".

    Pegam as alíquotas superiores (22 e 27,5%) e somam, desconsiderando a progressividade. Sei que tem muita gente nessas entidades burra com números, mas aí já é demais.

    Vamos a um exemplo extremo: Vencimento de 300 mil reais.
    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 33000
    IRRF: 72555,64
    Carga tributária total: 105555,64 (35,18%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 63.965,84
    IRRF: 64040,03
    Carga tributária total: 128005,87 (42,67%)

    Ou seja, mesmo para uma renda de 300 mil (creio que inexistente no serviço público) estaríamos muito longe do termo "metade da renda".

    Volto a dizer que não deixa de ser engraçada a flexibilidade ideológica das entidades de esquerda. Ontem, defendem o "imposto sobre grandes fortunas", tributação dos mais ricos etc. Hoje, para reunir adversários contra o governo, aderem à pauta dos mais ricos dentro do funcionalismo (que também estão entre os mais ricos da população brasileira - aquele 1% que a esquerda adora odiar).


    Fazemos parte dos 1% com maiores rendas, só que estamos longe dos ricos. Parece anacrônico, e è. No Brasil o nível de concentração de renda é tão perverso que os 2.000.000 que fazem parte dos 1%, assalariados, profissionais liberais e pequenos empresários têm renda média nos parâmetros mundiais. Ocorre porém, que conforme dados do IRPF há um grupo de 70.000 que movimentam quase 1/4 da economia. Quando acrescidos dos sonegadores e outros criminosos financeiros formam um contingente de brasileiros que controlam, por intermédio do poder econômico, o país.

    São as Leilas da Crevisa da vida, que só são conhecidas quando querem aparecer ou assumir cargos diretivos populares. Quando defendemos grupos privilegiados, que somos, como os servidores públicos, deveríamos apontar claramente para os verdadeiros ricos do Brasil.

    Em tempo, quem depende da sua força de trabalho para sustentar a família não deveria ser tratado como rico, mesmo que receba salário de jogador do Flamengo. Rico é quem tem patrimônio ou empresa que pode se dar ao luxo de, não trabalhar ou pagar para outro trabalhar em seu lugar.
    Korgano Masaka
    Korgano Masaka
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 1521
    Reputação : 70
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 22 Fev 2019, 2:06 pm

    Chuck Coleman escreveu:
    silmaria escreveu:NOVA PREVIDÊNCIA É 'CONFISCO', DIZEM SERVIDORES PÚBLICOS
    Associações de servidores públicos que recebem altos salários pretendem ir à Justiça contra a alíquota de até 22% para contribuição previdenciária, item previsto na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo; as entidades alegam que o aumento é ilegal; eles dizem ainda que a carga tributária imposta para salários acima de R$ 39 mil é uma espécie de 'confisco'; os lobbies já começaram no Congresso Nacional, com aproximações de representantes de servidores aos parlamentares

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Epa, servidores não, TOGADAÇOS!!

    lol! lol! lol! lol!

    Verdade. Nessas horas os togados viram "servidores" e fazem discursos de dar dó...Mais incrível é os servidores de verdade comprarem o discurso dos togados e botarem a cabeça da categoria na guilhotina. Lembrando que a Fenajufe e os sindipelegos fizeram isso e tomamos quase 10 anos de arrocho salarial enquanto suas excelências tinham reajustes anuais!
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2046
    Reputação : 827
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por pernalonga em Sex 22 Fev 2019, 2:33 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Convidado em Sex 22 Fev 2019, 2:33 pm

    Nossa!
    Então basta não dar bola ao discurso dessas entidades de juízes e assemelhados nossos problemas estarão resolvidos! Pronto!
    Quanta perda de energia em discussões inócuas, pqp...
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Convidado em Sex 22 Fev 2019, 2:34 pm

    pernalonga escreveu:Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 53150300_2188089294588002_1987722559784747008_n.jpg?_nc_cat=108&_nc_ht=scontent.fpoa6-1

    Vergonha alheia, Perna? kkkk
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por ale1969 em Sex 22 Fev 2019, 2:37 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    Chuck Coleman escreveu:
    silmaria escreveu:NOVA PREVIDÊNCIA É 'CONFISCO', DIZEM SERVIDORES PÚBLICOS
    Associações de servidores públicos que recebem altos salários pretendem ir à Justiça contra a alíquota de até 22% para contribuição previdenciária, item previsto na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo; as entidades alegam que o aumento é ilegal; eles dizem ainda que a carga tributária imposta para salários acima de R$ 39 mil é uma espécie de 'confisco'; os lobbies já começaram no Congresso Nacional, com aproximações de representantes de servidores aos parlamentares

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Epa, servidores não, TOGADAÇOS!!

    lol! lol! lol! lol!

    Verdade. Nessas horas os togados viram "servidores" e fazem discursos de dar dó...Mais incrível é os servidores de verdade comprarem o discurso dos togados e botarem a cabeça da categoria na guilhotina. Lembrando que a Fenajufe e os sindipelegos fizeram isso e tomamos quase 10 anos de arrocho salarial enquanto suas excelências tinham reajustes anuais!

    Não tiveram reajustes anuais. Olha a Fake news. Ignorância tudo bem, mentira não.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por androsvilazza em Sex 22 Fev 2019, 2:40 pm

    ale1969 escreveu:
    androsvilazza escreveu:Para um vencimento de 40 mil (acima, portanto, do teto do funcionalismo público):

    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 4400
    IRRF: 8.920,64
    Carga tributária total: 13320,64 (33,3%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 6.765,84 (40000*,22-2034,16)
    IRRF: 8270,03
    Carga tributária total: 15035,87 (37,58%)


    Noooooosssa, que diferença!
    Como diria Eça de Queirós: "Má fé cínica ou obtusidade córnea".

    Vamos agora a um trecho da reportagem:

    "A ideia de confisco se refere ao peso da contribuição à Previdência e do IR (Imposto de Renda), que chega a 27,5%. Juntos, esses tributos podem se aproximar da metade dos salários dos servidores com alta remuneração".

    Pegam as alíquotas superiores (22 e 27,5%) e somam, desconsiderando a progressividade. Sei que tem muita gente nessas entidades burra com números, mas aí já é demais.

    Vamos a um exemplo extremo: Vencimento de 300 mil reais.
    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 33000
    IRRF: 72555,64
    Carga tributária total: 105555,64 (35,18%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 63.965,84
    IRRF: 64040,03
    Carga tributária total: 128005,87 (42,67%)

    Ou seja, mesmo para uma renda de 300 mil (creio que inexistente no serviço público) estaríamos muito longe do termo "metade da renda".

    Volto a dizer que não deixa de ser engraçada a flexibilidade ideológica das entidades de esquerda. Ontem, defendem o "imposto sobre grandes fortunas", tributação dos mais ricos etc. Hoje, para reunir adversários contra o governo, aderem à pauta dos mais ricos dentro do funcionalismo (que também estão entre os mais ricos da população brasileira - aquele 1% que a esquerda adora odiar).


    Fazemos parte dos 1% com maiores rendas, só que estamos longe dos ricos. Parece anacrônico, e è. No Brasil o nível de concentração de renda é tão perverso que os 2.000.000 que fazem parte dos 1%, assalariados, profissionais liberais e pequenos empresários têm renda média nos parâmetros mundiais. Ocorre porém, que conforme dados do IRPF há um grupo de 70.000 que movimentam quase 1/4 da economia. Quando acrescidos dos sonegadores e outros criminosos financeiros formam um contingente de brasileiros que controlam, por intermédio do poder econômico, o país.

    São as Leilas da Crevisa da vida, que só são conhecidas quando querem aparecer ou assumir cargos diretivos populares. Quando defendemos grupos privilegiados, que somos, como os servidores públicos, deveríamos  apontar claramente para os verdadeiros ricos do Brasil.

    Em tempo, quem depende da sua força de trabalho para sustentar a família não deveria ser tratado como rico, mesmo que receba salário de jogador do Flamengo. Rico é quem tem patrimônio ou empresa que pode se dar ao luxo de, não trabalhar ou pagar para outro trabalhar em seu lugar.

    Esse não é o ponto. Os "verdadeiros ricos do Brasil" não dependem da previdência. Não dependem dela hoje, e não dependerão quando forem mais idosos. Individualmente considerados (deixando à parte as pessoas jurídicas a que estão vinculados), sequer contribuem para a previdência. Não receberão proventos de aposentadoria do RPPS ou RGPS. Mesmo que um deles decida contribuir e se aposentar pelo RGPS, estará limitado ao teto.

    O ponto é o seguinte: É justo, mesmo para os critérios das entidades sindicais, que um professor de ensino fundamental e um desembargador de tribunal contribuam para o regime previdenciário na mesma proporção (11)? É justo distribuir a carga do sistema igualmente, sabendo-se que o regime é deficitário e que, sendo de repartição, é individualmente desequilibrado (para que alguns recebam benefícios para os quais não contribuíram devidamente, outros terão de contribuir com mais do que receberão)?

    O regime de repartição é injusto por definição: a pessoa contribui, não sabe com quanto, por não sabe quanto tempo, para receber não se sabe quando um valor que também não se sabe qual será. Mas mesmo num regime de repartição há dois pressupostos básicos que deveriam ser observados, e que foram solenemente ignorados quando criados os regimes brasileiros (em especial o RPPS, que foi concebido para perpetuar uma fábrica de privilégios e desigualdades, vindo a ser corrigido - parcialmente - apenas depois de muitos anos):

    - O primeiro (aqui, válido apenas para o regime de repartição/fundo coletivo) é a progressividade das alíquotas: ora, a ideia básica de um regime de repartição é justamente "não deixar ninguém à própria sorte", gerar o suficiente para que todo cidadão, mesmo aquele que não conseguiu contribuir o suficiente, tenha alguma coisa a receber. Sendo assim, nada mais justo que aquele que receba mais contribua com uma cota proporcionalmente maior. Se o "rombo" gerado, dentro do sistema, é alto, não importa a origem do rombo (se gerado pelos benefícios mais baixos ou pelos altos privilégios): é socialmente justo que contribua mais aquele que tem uma renda maior.

    - O outro pressuposto é a proporcionalidade (este, válido para qualquer regime previdenciário): garantido o mínimo para cada participante, é ideal que se observe uma proporção entre a contribuição ao regime, o tempo de contribuição e o benefício a ser recebido futuramente. O nosso regime só começou a observar esse pressuposto recentemente, ao considerar a média dos salários de contribuição para o cálculo dos benefícios. Reconheço que a paridade é um "direito adquirido", que é necessário respeitar contratos etc. mas é fato inegável que esse "direito" gerou muitas distorções (que não acho necessário ficar exemplificando, já que são de conhecimento geral). Essas distorções também geram um "rombo" que deverá ser repartido aos demais integrantes do sistema, posto que este é um regime de repartição. Volto ao argumento inicial: é justo que servidores de diferentes capacidades contributivas, e direito a diferentes (e díspares) benefícios futuros contribuam na mesma proporção?

    Se a resposta das entidades sindicais for "sim" a qualquer dessas perguntas, não resta dúvida de que a ideologia de "justiça social e distribuição de renda" é só da boca pra fora, e enquanto não afeta os seus próprios interesses. É fácil fazer discursos políticos dizendo que "quem recebe mais, tem de pagar mais" e ficar o tempo todo se esquivando, dizendo que a "elite" é sempre os "outros", já que sempre tem alguém mais acima que você pode apontar e dizer que "este é um privilegiado, eu não."
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1124
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Solange4 em Sex 22 Fev 2019, 2:48 pm

    androsvilazza escreveu:
    Se  a resposta das entidades sindicais for "sim" a qualquer dessas perguntas, não resta dúvida de que a ideologia de "justiça social e distribuição de renda" é só da boca pra fora, e enquanto não afeta os seus próprios interesses. É fácil fazer discursos políticos dizendo que "quem recebe mais, tem de pagar mais" e ficar o tempo todo se esquivando, dizendo que a "elite" é sempre os "outros", já que sempre tem alguém mais acima que você pode apontar e dizer que "este é um privilegiado, eu não."

    like
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Lord Sith em Sex 22 Fev 2019, 2:54 pm

    Quando a coisa é se camuflar, os togados se chamam servidores públicos, quando é para se desvencilhar da ralé, dizem que são agentes políticos. Com muito respeito, mas essa turma do andar de cima tem mais é de se lascar mesmo. Já estão bravinhos pelo rendimento líquido ter caído após a "absorção do auxílio moradia", um togado falou ontem ou anteontem que não valia mais a pena ser Procurador/Juiz....e já tem alguns questionando sobre migrar para o FUNPRESP...
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2046
    Reputação : 827
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por pernalonga em Sex 22 Fev 2019, 3:01 pm

    Jubilando escreveu:
    pernalonga escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Vergonha alheia, Perna? kkkk

    Hoje ele ganha 2 aposentadorias (33 mil de deputado mais 10 mil de capitão reformado), mais o salario de presidente de 33 mil (quando terminar o mandato, mais uma aposentadoria). E por um acaso as únicas exceções para acumulação, adivinhem, se enquadram perfeitamente na situação dele...
    De trouxa, o Bolsonaro só tem a cara e o jeito de andar
    Korgano Masaka
    Korgano Masaka
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Técnico do MPU
    Mensagens : 1521
    Reputação : 70
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Korgano Masaka em Sex 22 Fev 2019, 3:06 pm

    ale1969 escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    Chuck Coleman escreveu:
    silmaria escreveu:NOVA PREVIDÊNCIA É 'CONFISCO', DIZEM SERVIDORES PÚBLICOS
    Associações de servidores públicos que recebem altos salários pretendem ir à Justiça contra a alíquota de até 22% para contribuição previdenciária, item previsto na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo; as entidades alegam que o aumento é ilegal; eles dizem ainda que a carga tributária imposta para salários acima de R$ 39 mil é uma espécie de 'confisco'; os lobbies já começaram no Congresso Nacional, com aproximações de representantes de servidores aos parlamentares

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Epa, servidores não, TOGADAÇOS!!

    lol! lol! lol! lol!

    Verdade. Nessas horas os togados viram "servidores" e fazem discursos de dar dó...Mais incrível é os servidores de verdade comprarem o discurso dos togados e botarem a cabeça da categoria na guilhotina. Lembrando que a Fenajufe e os sindipelegos fizeram isso e tomamos quase 10 anos de arrocho salarial enquanto suas excelências tinham reajustes anuais!

    Não tiveram reajustes anuais. Olha a Fake news. Ignorância tudo bem, mentira não.

    Olha aí os esquerdistas alisando juízes/procuradores! Incrível que ficaram 14 anos alisando eles e o PT tomamos quase 10 anos de arrocho salarial!
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1159
    Reputação : 103
    Data de inscrição : 16/04/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Chuck Coleman em Sex 22 Fev 2019, 3:09 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Aos TOGADAÇAÇAÇAÇOS!!

    troll2 troll2 troll2
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 926
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por ale1969 em Sex 22 Fev 2019, 3:32 pm

    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:
    androsvilazza escreveu:Para um vencimento de 40 mil (acima, portanto, do teto do funcionalismo público):

    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 4400
    IRRF: 8.920,64
    Carga tributária total: 13320,64 (33,3%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 6.765,84 (40000*,22-2034,16)
    IRRF: 8270,03
    Carga tributária total: 15035,87 (37,58%)


    Noooooosssa, que diferença!
    Como diria Eça de Queirós: "Má fé cínica ou obtusidade córnea".

    Vamos agora a um trecho da reportagem:

    "A ideia de confisco se refere ao peso da contribuição à Previdência e do IR (Imposto de Renda), que chega a 27,5%. Juntos, esses tributos podem se aproximar da metade dos salários dos servidores com alta remuneração".

    Pegam as alíquotas superiores (22 e 27,5%) e somam, desconsiderando a progressividade. Sei que tem muita gente nessas entidades burra com números, mas aí já é demais.

    Vamos a um exemplo extremo: Vencimento de 300 mil reais.
    Hoje:
    Contribuição ao RPPS: 33000
    IRRF: 72555,64
    Carga tributária total: 105555,64 (35,18%)

    Com a reforma:
    Contribuição ao RPPS: 63.965,84
    IRRF: 64040,03
    Carga tributária total: 128005,87 (42,67%)

    Ou seja, mesmo para uma renda de 300 mil (creio que inexistente no serviço público) estaríamos muito longe do termo "metade da renda".

    Volto a dizer que não deixa de ser engraçada a flexibilidade ideológica das entidades de esquerda. Ontem, defendem o "imposto sobre grandes fortunas", tributação dos mais ricos etc. Hoje, para reunir adversários contra o governo, aderem à pauta dos mais ricos dentro do funcionalismo (que também estão entre os mais ricos da população brasileira - aquele 1% que a esquerda adora odiar).


    Fazemos parte dos 1% com maiores rendas, só que estamos longe dos ricos. Parece anacrônico, e è. No Brasil o nível de concentração de renda é tão perverso que os 2.000.000 que fazem parte dos 1%, assalariados, profissionais liberais e pequenos empresários têm renda média nos parâmetros mundiais. Ocorre porém, que conforme dados do IRPF há um grupo de 70.000 que movimentam quase 1/4 da economia. Quando acrescidos dos sonegadores e outros criminosos financeiros formam um contingente de brasileiros que controlam, por intermédio do poder econômico, o país.

    São as Leilas da Crevisa da vida, que só são conhecidas quando querem aparecer ou assumir cargos diretivos populares. Quando defendemos grupos privilegiados, que somos, como os servidores públicos, deveríamos  apontar claramente para os verdadeiros ricos do Brasil.

    Em tempo, quem depende da sua força de trabalho para sustentar a família não deveria ser tratado como rico, mesmo que receba salário de jogador do Flamengo. Rico é quem tem patrimônio ou empresa que pode se dar ao luxo de, não trabalhar ou pagar para outro trabalhar em seu lugar.

    Esse não é o ponto. Os "verdadeiros ricos do Brasil" não dependem da previdência. Não dependem dela hoje, e não dependerão quando forem mais idosos. Individualmente considerados (deixando à parte as pessoas jurídicas a que estão vinculados), sequer contribuem para a previdência. Não receberão proventos de aposentadoria do RPPS ou RGPS. Mesmo que um deles decida contribuir e se aposentar pelo RGPS, estará limitado ao teto.

    O ponto é o seguinte: É justo, mesmo para os critérios das entidades sindicais, que um professor de ensino fundamental e um desembargador de tribunal contribuam para o regime previdenciário na mesma proporção (11)? É justo distribuir a carga do sistema igualmente, sabendo-se que o regime é deficitário e que, sendo de repartição, é individualmente desequilibrado (para que alguns recebam benefícios para os quais não contribuíram devidamente, outros terão de contribuir com mais do que receberão)?

    O regime de repartição é injusto por definição: a pessoa contribui, não sabe com quanto, por não sabe quanto tempo, para receber não se sabe quando um valor que também não se sabe qual será. Mas mesmo num regime de repartição há dois pressupostos básicos que deveriam ser observados, e que foram solenemente ignorados quando criados os regimes brasileiros (em especial o RPPS, que foi concebido para perpetuar uma fábrica de privilégios e desigualdades, vindo a ser corrigido - parcialmente - apenas depois de muitos anos):

    - O primeiro (aqui, válido apenas para o regime de repartição/fundo coletivo) é a progressividade das alíquotas: ora, a ideia básica de um regime de repartição é justamente "não deixar ninguém à própria sorte", gerar o suficiente para que todo cidadão, mesmo aquele que não conseguiu contribuir o suficiente, tenha alguma coisa a receber. Sendo assim, nada mais justo que aquele que receba mais contribua com uma cota proporcionalmente maior. Se o "rombo" gerado, dentro do sistema, é alto, não importa a origem do rombo (se gerado pelos benefícios mais baixos ou pelos altos privilégios): é socialmente justo que contribua mais aquele que tem uma renda maior.

    - O outro pressuposto é a proporcionalidade (este, válido para qualquer regime previdenciário): garantido o mínimo para cada participante, é ideal que se observe uma proporção entre a contribuição ao regime, o tempo de contribuição e o benefício a ser recebido futuramente. O nosso regime só começou a observar esse pressuposto recentemente, ao considerar a média dos salários de contribuição para o cálculo dos benefícios. Reconheço que a paridade é um "direito adquirido", que é necessário respeitar contratos etc. mas é fato inegável que esse "direito" gerou muitas distorções (que não acho necessário ficar exemplificando, já que são de conhecimento geral). Essas distorções também geram um "rombo" que deverá ser repartido aos demais integrantes do sistema, posto que este é um regime de repartição. Volto ao argumento inicial: é justo que servidores de diferentes capacidades contributivas, e direito a diferentes (e díspares) benefícios futuros contribuam na mesma proporção?

    Se a resposta das entidades sindicais for "sim" a qualquer dessas perguntas, não resta dúvida de que a ideologia de "justiça social e distribuição de renda" é só da boca pra fora, e enquanto não afeta os seus próprios interesses. É fácil fazer discursos políticos dizendo que "quem recebe mais, tem de pagar mais" e ficar o tempo todo se esquivando, dizendo que a "elite" é sempre os "outros", já que sempre tem alguém mais acima que você pode apontar e dizer que "este é um privilegiado, eu não."

    Concordo plenamente contigo e não escrevi que não sou privilegiado, por ter estudado e ser amparado por minha família, por favor releia o que escrevi no 2º parágrafo.

    O que digo é que o sistema de proteção social previdenciário não pode ter um caráter meramente contábil. A repartição exclusiva, que considero pesada para o erário, pode e deve ser discutida no bojo da reforma tributária. Retirar os benefícios fiscais(desonerações) e tributar fortemente os verdadeiros ricos, que não são os assalariados.

    A situação social do Brasil merece uma discussão mais aprofundada, que deixou de ocorrer na última eleição pela forma abrupta e inconsequente de escolha dos nossos representantes. Reconheço que apesar de discordarmos das funções do Estado, em particular na economia, suas intervenções sempre reconheceram a importância do debate de ideias.

    A defesa do sistema de previdência e assistência social deve promover a justiça, que passa obrigatoriamente pela cobrança dos verdadeiros donos do Brasil, que não são e nunca foram os trabalhadores. Força e luta.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Convidado em Sex 22 Fev 2019, 3:57 pm

    pernalonga escreveu:
    Jubilando escreveu:
    pernalonga escreveu:Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 53150300_2188089294588002_1987722559784747008_n.jpg?_nc_cat=108&_nc_ht=scontent.fpoa6-1

    Vergonha alheia, Perna? kkkk

    Hoje ele ganha 2 aposentadorias (33 mil de deputado mais 10 mil de capitão reformado), mais o salario de presidente de 33 mil (quando terminar o mandato, mais uma aposentadoria). E por um acaso as únicas exceções para acumulação, adivinhem, se enquadram perfeitamente na situação dele...
    De trouxa, o Bolsonaro só tem a cara e o jeito de andar

    Concordo. Porém, não é exclusividade dele.
    A lista dos que estão nessa situação - os que não mais podem ser afetados pelas mudanças - é enorme, com certeza.
    avatar
    jornalista
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1467
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por jornalista em Sex 22 Fev 2019, 4:00 pm

    pernalonga escreveu:
    Jubilando escreveu:
    pernalonga escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Vergonha alheia, Perna? kkkk

    Hoje ele ganha 2 aposentadorias (33 mil de deputado mais 10 mil de capitão reformado), mais o salario de presidente de 33 mil (quando terminar o mandato, mais uma aposentadoria). E por um acaso as únicas exceções para acumulação, adivinhem, se enquadram perfeitamente na situação dele...
    De trouxa, o Bolsonaro só tem a cara e o jeito de andar
    Foi criada aposentadoria para ex-presidentes na pec?
    Bem do Sul
    Bem do Sul
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : analista
    Mensagens : 269
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 50

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Bem do Sul em Sab 23 Fev 2019, 2:33 pm

    Korgano Masaka escreveu:
    Galizezin escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:
    Bem do Sul escreveu:

    Veio, tu poderias escrever algo mais produtivo que venezuelização do Brasil. Quem sabe tu nos dê um norte  para seguirmos. Teus posts  parecem propaganda do partido nazista alemão.
    Ninguém aqui nasceu ontem. Penso que temos um bom senso crítico do que aconteceu no Brasil e do que pode vir a acontecer. Não precisamos que alguém fique nos lembrando do que aconteceu nas administrações  passadas. Se tu tens afinidade com as propostas do Bolsonaro busque subsídios para defende-las e não use o que tu achas que foi feito errado para justificar a possibilidade errar no futuro. Afinal, justificar um erro com outro erro é errar duas vezes.


    Eu acho engraçada essa lógica: se vc critica o Bolsonaro (mesmo tendo votado nele), vc automaticamente se torna um esquerdista safado ladrão. A parada é binária.

    tudo leva a crer que a direita tem seus seguidores "doentes" também. infelizmente, é algo bem típico da linha abaixo do equador: as pessoas perambulam buscando um homem-deus para adorar. E enche o saco também esse negócio de que o Lula é um pobre perseguido...

    Quem critica o Bolsonaro aqui votou no Haddad no 2º turno. Ou seja, tentam passar de "isentões" e não apresentam proposta nenhuma viável para resolver o problema do déficit monstro da Previdência.Alguns até negam que o déficit exista e outros pregam política econômica venezuelana para espantar qualquer investidor, interno ou externo, do Brasil (loucura total).
    Milnha opinião: mesmo que a reforma apresentada pelo governo seja aprovada, só dará um fôlego de 10 anos para a Previdência. Se for cheia de emendas, dará menos tempo ainda.

    Eu aceito a reforma da previdência como inevitável. Mas tenho todo o direito de criticar. Trabalho e contribua para a previdência desde meus 16 anos. Hoje estou com 50, então contribui a 34 anos. Quando comecei a contribuir me aposentaria ano que vem. Reformas e mais reforma combinadas com o desvios feitos com a arrecadação da previdência elevou a dificuldade para se aposentar. Pelas regras atuais me aposentaria com 57 anos, ou seja, 40 anos de contribuição. Se a reforma passar e pela regra de transição(9 anos) terei que trabalhar até 65 anos terei contribuído por 48 anos, sempre sobre o teto da remuneração, sem contar o aumento da alíquota da contribuição. E dizem que isso ê combater privilégios...
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Galizezin em Sab 23 Fev 2019, 5:19 pm

    Bem do Sul escreveu: Eu aceito a reforma da previdência como inevitável. Mas tenho todo o direito de criticar. Trabalho e contribua para a previdência desde meus 16 anos. Hoje estou com 50, então contribui a 34 anos. Quando comecei a contribuir me aposentaria ano que vem. Reformas e mais reforma combinadas com o desvios feitos com a arrecadação da previdência elevou a dificuldade para se aposentar. Pelas regras atuais me aposentaria com 57 anos, ou seja, 40 anos de contribuição. Se a reforma passar e pela regra de transição(9 anos) terei que trabalhar até 65 anos terei contribuído por 48 anos, sempre sobre o teto da remuneração, sem contar o aumento da alíquota da contribuição. E dizem que isso ê combater privilégios...

    o curioso nisso tudo é que o atual governo está repetindo a mesma ladainha do PT quando assumiu o poder: vamos acabar com os privilegiados e ajudar os pobres. mas não era o bolsonaro que disse que os governos de esquerda promoviam a igualdade de todos, porém na miséria? definitivamente o foco não é melhorar a vida de quem está mal, mas piorar a daqueles que ainda possuem fôlego financeiro.


    _________________
    NO RACISM!
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2951
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por josebarbos em Sab 23 Fev 2019, 5:30 pm

    Bem do Sul escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    Galizezin escreveu:
    TJ/TREMG escreveu:



    Eu acho engraçada essa lógica: se vc critica o Bolsonaro (mesmo tendo votado nele), vc automaticamente se torna um esquerdista safado ladrão. A parada é binária.

    tudo leva a crer que a direita tem seus seguidores "doentes" também. infelizmente, é algo bem típico da linha abaixo do equador: as pessoas perambulam buscando um homem-deus para adorar. E enche o saco também esse negócio de que o Lula é um pobre perseguido...

    Quem critica o Bolsonaro aqui votou no Haddad no 2º turno. Ou seja, tentam passar de "isentões" e não apresentam proposta nenhuma viável para resolver o problema do déficit monstro da Previdência.Alguns até negam que o déficit exista e outros pregam política econômica venezuelana para espantar qualquer investidor, interno ou externo, do Brasil (loucura total).
    Milnha opinião: mesmo que a reforma apresentada pelo governo seja aprovada, só dará um fôlego de 10 anos para a Previdência. Se for cheia de emendas, dará menos tempo ainda.

    Eu aceito a reforma da previdência como inevitável. Mas tenho todo o direito de criticar. Trabalho e contribua para a previdência desde meus 16 anos. Hoje estou com 50, então contribui a 34 anos. Quando comecei a contribuir me aposentaria ano que vem. Reformas e mais reforma combinadas com o desvios feitos com a arrecadação da previdência elevou a dificuldade para se aposentar. Pelas regras atuais me aposentaria com 57 anos, ou seja, 40 anos de contribuição. Se a reforma passar e pela regra de transição(9 anos) terei que trabalhar até 65 anos terei contribuído por 48 anos, sempre sobre o teto da remuneração, sem contar o aumento da alíquota da contribuição. E dizem que isso ê combater privilégios...

    Se aos 16 anos você pagava o TETO, é privilegiado.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Galizezin em Sab 23 Fev 2019, 5:56 pm

    antes de chamar alguém de privilegiado o governo deveria devolver a essa pessoa todo o dinheiro arrancado dela a título de previdência, e corrigido.


    _________________
    NO RACISM!
    wktm
    wktm
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 80
    Reputação : 22
    Data de inscrição : 13/03/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por wktm em Sab 23 Fev 2019, 9:58 pm

    Contribuo todo mês com 11%  para previdência há quase 26 anos. Ñ tenho auxílio moradia de R$ 4.350,00, ñ tenho direito ao auxílio mudança de R$ 33.700,00, ñ possuo plano de saúde top, ñ posso me aposentar com 4 anos em algum cargo que exerça, ñ sonego à previdência, receita federal e eu sou previlegiado? Qual previlégio? Quem são realmente os previlégiados? Bando de -------. (Desculpem o desabafo)
    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 476
    Reputação : 48
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Protocol em Dom 24 Fev 2019, 12:54 am

    Galizezin escreveu:antes de chamar alguém de privilegiado o governo deveria devolver a essa pessoa todo o dinheiro arrancado dela a título de previdência, e corrigido.

    Para depois privá-la de qualquer tipo de benefício previdenciário, já que o sistema tem caráter contributivo
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2370
    Reputação : 327
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por androsvilazza em Dom 24 Fev 2019, 7:44 am

    Protocol escreveu:
    Galizezin escreveu:antes de chamar alguém de privilegiado o governo deveria devolver a essa pessoa todo o dinheiro arrancado dela a título de previdência, e corrigido.

    Para depois privá-la de qualquer tipo de benefício previdenciário, já que o sistema tem caráter contributivo

    E solidário. Então, pra devolver o dinheiro de quem contribuiu, teriam de, primeiro tomar de quem recebeu.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2046
    Reputação : 827
    Data de inscrição : 25/04/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por pernalonga em Dom 24 Fev 2019, 9:50 am

    Sabe que a impressão que tenho é que muita gente está ------ com a reforma, mas fica com receio de lutar contra porque vão achar que ela é petista/esquerdista/comunista/etc. O que é um absurdo! Claro que quem votou no Bolsonaro pode criticar a reforma, não só pode como deve! Em todos os sentidos possíveis, a reforma é muito ruim: pro pessoal que tem int gravidade/paridade, quem tá na regra dos 80% maiores salários, pessoal do funpresp, aposentados, pensionistas, iniciativa privada, um verdadeiro assalto! Sem falar que preserva quase que absolutamente as regras atuais para o indecente regime de previdência dos parlamentares, com possibilidade inclusive de acúmulos pro novo segmento que quer se alçar a condição de "privilegiado": os militares.
    Essa reforma só é boa pro governo que faz caixa, pra quem deve hoje pra previdência e vai ganhar tempo "(muito tempo) pra pagar seus passivos, e pros bancos que vão administrar os futuros fundos de pensão do regime geral
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Galizezin em Dom 24 Fev 2019, 10:51 am

    androsvilazza escreveu:
    Protocol escreveu:
    Galizezin escreveu:antes de chamar alguém de privilegiado o governo deveria devolver a essa pessoa todo o dinheiro arrancado dela a título de previdência, e corrigido.

    Para depois privá-la de qualquer tipo de benefício previdenciário, já que o sistema tem caráter contributivo

    E solidário. Então, pra devolver o dinheiro de quem contribuiu, teriam de, primeiro tomar de quem recebeu.

    e quem recebeu não era privilegiado?


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6696
    Reputação : 294
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Galizezin em Dom 24 Fev 2019, 10:52 am

    Protocol escreveu:
    Galizezin escreveu:antes de chamar alguém de privilegiado o governo deveria devolver a essa pessoa todo o dinheiro arrancado dela a título de previdência, e corrigido.

    Para depois privá-la de qualquer tipo de benefício previdenciário, já que o sistema tem caráter contributivo

    tô dentro, pois o que é combinado não sai caro.


    _________________
    NO RACISM!
    Bem do Sul
    Bem do Sul
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : analista
    Mensagens : 269
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 50

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Bem do Sul em Dom 24 Fev 2019, 1:19 pm

    josebarbos escreveu:
    Bem do Sul escreveu:
    Korgano Masaka escreveu:
    Galizezin escreveu:

    tudo leva a crer que a direita tem seus seguidores "doentes" também. infelizmente, é algo bem típico da linha abaixo do equador: as pessoas perambulam buscando um homem-deus para adorar. E enche o saco também esse negócio de que o Lula é um pobre perseguido...

    Quem critica o Bolsonaro aqui votou no Haddad no 2º turno. Ou seja, tentam passar de "isentões" e não apresentam proposta nenhuma viável para resolver o problema do déficit monstro da Previdência.Alguns até negam que o déficit exista e outros pregam política econômica venezuelana para espantar qualquer investidor, interno ou externo, do Brasil (loucura total).
    Milnha opinião: mesmo que a reforma apresentada pelo governo seja aprovada, só dará um fôlego de 10 anos para a Previdência. Se for cheia de emendas, dará menos tempo ainda.

    Eu aceito a reforma da previdência como inevitável. Mas tenho todo o direito de criticar. Trabalho e contribua para a previdência desde meus 16 anos. Hoje estou com 50, então contribui a 34 anos. Quando comecei a contribuir me aposentaria ano que vem. Reformas e mais reforma combinadas com o desvios feitos com a arrecadação da previdência elevou a dificuldade para se aposentar. Pelas regras atuais me aposentaria com 57 anos, ou seja, 40 anos de contribuição. Se a reforma passar e pela regra de transição(9 anos) terei que trabalhar até 65 anos terei contribuído por 48 anos, sempre sobre o teto da remuneração, sem contar o aumento da alíquota da contribuição. E dizem que isso ê combater privilégios...

    Se aos 16 anos você pagava o TETO, é privilegiado.

    Teto da remuneração, não da previdência. Recebia 1 salário mínimo.
    Bem do Sul
    Bem do Sul
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : analista
    Mensagens : 269
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 50

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Bem do Sul em Dom 24 Fev 2019, 1:23 pm

    pernalonga escreveu:Sabe que a impressão que tenho é que muita gente está ------ com a reforma, mas fica com receio de lutar contra porque vão achar que ela é petista/esquerdista/comunista/etc. O que é um absurdo! Claro que quem votou no Bolsonaro pode criticar a reforma, não só pode como deve! Em todos os sentidos possíveis, a reforma é muito ruim: pro pessoal que tem int gravidade/paridade, quem tá na regra dos 80% maiores salários, pessoal do funpresp, aposentados, pensionistas, iniciativa privada, um verdadeiro assalto! Sem falar que preserva quase que absolutamente as regras atuais para o indecente regime de previdência dos parlamentares, com possibilidade inclusive de acúmulos pro novo segmento que quer se alçar a condição de "privilegiado": os militares.
    Essa reforma só é boa pro governo que faz caixa, pra quem deve  hoje pra previdência e vai ganhar tempo "(muito tempo) pra pagar seus passivos, e pros bancos que vão administrar os futuros fundos de pensão do regime geral
    .



    Concordo plenamente contigo.
    Bem do Sul
    Bem do Sul
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : analista
    Mensagens : 269
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 50

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Bem do Sul em Dom 24 Fev 2019, 1:38 pm

    Eu fiz as contas das minha contribuições desde que entrei no SP, 11% da remuneração ate 57, quando me aposentaria, mais o mesmo valor depositado pelo empregador, corrigido e capitalizado pela poupança, com previsão de utilização por 20 anos. Sabem quanto de a remuneração 26k. E eu é que sou privilegiado. Note que sobra diferença da contribuição do empregador para a assistência social, o que não é pouco, pois o empregador paga sobre a folha e não sobre a remuneração.

    Conteúdo patrocinado

    Reforma da Previdência (versão 2019) - Página 2 Empty Re: Reforma da Previdência (versão 2019)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex 23 Ago 2019, 8:57 pm