PCS JÁ



    FUNPRESP

    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Ter 26 Fev 2019, 7:22 pm

    Pcs escreveu:Pessoal, alguém poderia me esclarecer se optarmos pela incidência do percentual da contribuição para o funpresp sobre a Fc( se houver essa possibilidade), o teto de 8,5% da união alcançaria esse valor também?

    Há essa possibilidade (incidir a contribuição sobre a FC e Adicionais de Qualificação), e a contrapartida da União também abrange essas verbas. É o meu caso, contribuo sobre FC e AQ's, e a contrapartida da União é igual à minha contribuição regular.
    avatar
    translato
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 66
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/07/2010

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por translato em Ter 26 Fev 2019, 10:03 pm

    [quote="androsvilazza"]
    translato escreveu:
    urquell escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Há basicamente 3 tipos de contribuição:
    - Contribuição normal do participante (aquela mensal, no contracheque, de até 8,5%);
    - Contribuição facultativa do participante (contribuição mensal facultativa, aporte extraordinário, saldo transferido de uma previdência aberta);
    - Contribuição normal do patrocinador (o valor que a União destina para sua conta, igual à sua contribuição normal).

    Os dois primeiros saldos (contribuição normal e facultativa do participante) você poderá resgatar 100%.

    O saldo do patrocinador só pode ser resgatado parcialmente, dependendo do tempo que você ficou vinculado ao plano:

    - 10% para menos de 3 anos;
    - 20% para mais de 3 e menos de 6 anos;
    - 30% para mais de 6 e menos de 9 anos;
    - 40% para mais de 9 e menos de 12 anos;
    - 50% para mais de 12 e menos de 15 anos;
    - 60% para mais de 15 e menos de 18 anos;
    - 70% para mais de 18 e menos de 21 anos;
    - 80% para mais de 21 e menos de 24 anos;
    - 90% para mais de 24 anos.

    Muito obrigado, colega.

    desculpem se alguém já respondeu... se o servidor quiser sair da funpresp pra investir por conta própria ele pode retirar o saldo da funpresp em quanto tempo? e se o servidor (quando tiver os requisitos para a aposentadoria) pode em vez de receber mensalmente o beneficio de aposentadoria, sacar todo o montante disponivel?

    Só pode retirar o saldo da Funpresp após o desligamento do órgão (exoneração ou aposentadoria). E é possível resgatar o valor quando da aposentadoria, segundo as regras que estão no post que você citou (100% do "seu" saldo e 10 a 90% do saldo "do patrocinador").[/quote

    1)se eu aderir ao funpresp hoje, eu tenho a garantia de poder pegar estes 90% da união em 24 anos? tem norma definindo isto? ou eles podem mudar por regulamento e eu não ter direito a nenhuma parcela da união?tem alguma decisão ou lei que fale alguma coisa neste sentido?

    2)e na aposentadoria proporcional também posso resgatar todo o meu saldo e da união nesta proporção acima ? e poderia optar também por receber um beneficio mensal menor da funpresp não é?

    3)Vamos supor que esta reforma da previdencia passe... eu tenho 12 anos de contribuição e 36 de idade... com 60 anos teria 36 de contribuição e aí quero me aposentar proporcional(uma vez que já não aguento mais trabalhar e já tenho uma redinha por fora que dá pra manter o padrão mesmo diminuindo o que teria a receber pela previdÊncia e funpresp..). meu calculo de aposentadoria seria assim ? teto do inss(vamos supor que seja 6000, então eu teria 36 de contribuição/40 total de contribuição para a integral:0,9 x6000:5400 + beneficio especial(0,9 x 2000 meu be):1800 + o que teria do funpresp.. é assim?
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Ter 26 Fev 2019, 10:24 pm

    translato escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    translato escreveu:


    desculpem se alguém já respondeu... se o servidor quiser sair da funpresp pra investir por conta própria ele pode retirar o saldo da funpresp em quanto tempo? e se o servidor (quando tiver os requisitos para a aposentadoria) pode em vez de receber mensalmente o beneficio de aposentadoria, sacar todo o montante disponivel?

    Só pode retirar o saldo da Funpresp após o desligamento do órgão (exoneração ou aposentadoria). E é possível resgatar o valor quando da aposentadoria, segundo as regras que estão no post que você citou (100% do "seu" saldo e 10 a 90% do saldo "do patrocinador").[/quote

    1)se eu aderir ao funpresp hoje, eu tenho a garantia de poder pegar estes 90% da união em 24 anos? tem norma definindo isto? ou eles podem mudar por regulamento e eu não ter direito a nenhuma parcela da união?tem alguma decisão ou lei que fale alguma coisa neste sentido?

    Falei sobre isso uns posts acima. Vou colar aqui (meio fora de contexto, mas vale o raciocínio):

    Já foi mais benéfica, recentemente piorou um pouco. Antes o percentual de resgate era dependente do tempo de vínculo com o patrocinador. Na versão mais recente do plano de benefícios, passou a ser baseado no tempo de vínculo com o plano. Não sei dizer se essa mudança no regulamento se aplica a quem já estava vinculado ao plano, ou apenas aos novos ingressantes. Sei que para algumas regras vale o que estiver vigente à época da adesão, e para outras regras as alterações no regulamento têm efeito erga omnes. Ainda não procurei saber e, portanto, não sei diferenciar, no caso de mudança de limites de resgate, qual seria o efeito da alteração no plano.

    De todo modo, faço essa ressalva porque é importante que as pessoas saibam que, em respeito à lei, não se tem direito adquirido à cota do patrocinador na ocasião do resgate. Vale o que estiver no regulamento do plano, cumpridos os limites legais. E os "limites legais" não exigem que se possa resgatar a cota do patrocinador, sendo ela "intocável" apenas para geração de benefício continuado. Portanto, quem estiver pensando em aderir já visando ao resgate, é bom se informar sobre esse aspecto, se as regras pertinentes ao resgate, vigentes à época da adesão, continuam valendo (ultratividade) para o servidor mesmo no caso de mudança posterior do regulamento que altere ou reduza os percentuais de resgate sobre a cota do patrocinador.


    Resumindo, é possível alteração posterior no plano, já que a lei sequer exige a possibilidade de resgate da cota do patrocinador. O ponto a se discutir é se, nesse aspecto, vale o regulamento vigente à época da adesão, ou se valem as alterações posteriores, até a época do resgate. Não encontrei nada definitivo nesse sentido (de alteração nas regras para o resgate), então não tenho como opinar com certeza.

    2)e na aposentadoria proporcional também posso resgatar todo o meu saldo e da união nesta proporção acima ? e poderia optar também por receber um beneficio mensal menor da funpresp não é?

    Sim, e sim. A única exigência para resgate é que o servidor tenha encerrado seu vínculo com o órgão. Portanto, independe do tipo de encerramento de vínculo (se exoneração, morte, aposentadoria "regular" ou por invalidez).


    3)Vamos supor que esta reforma da previdencia passe... eu tenho 12 anos de contribuição e 36 de idade... com 60 anos teria 36 de contribuição e aí quero me aposentar proporcional(uma vez que já não aguento mais trabalhar e já tenho uma redinha por fora que dá pra  manter o padrão mesmo diminuindo o que teria a receber pela previdÊncia e funpresp..).  meu calculo de aposentadoria seria assim ? teto do inss(vamos supor que seja 6000, então eu teria 36 de contribuição/40 total de contribuição para a integral:0,9 x6000:5400 + beneficio especial(0,9 x 2000 meu be):1800 + o que teria do funpresp.. é assim?

    Mais ou menos. Na verdade, passando a reforma, não vai mais existir aposentadoria antes dos 65 anos. Então você vai se aposentar aos 65 anos, com mais de 40 anos de contribuição tendo, portanto, direito à integralidade da média. Se sua média for igual ao teto do RGPS, terá direito a 100% da média (no caso, teto do RGPS) + BE (integral) + benefício calculado sobre o saldo do Funpresp.

    Mesmo nos casos em que a aposentadoria seja "proporcional" (para aqueles com menos de 40 anos de contribuição), o BE não sofrerá qualquer tipo de desconto por proporção de tempo, ele é sempre integral (excetuado, claro, os descontos legais, por exemplo de Imposto de Renda, caso se consolide o entendimento de que o BE deva ser tributado).




    Última edição por androsvilazza em Ter 26 Fev 2019, 10:30 pm, editado 1 vez(es)
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Ter 26 Fev 2019, 10:29 pm

    androsvilazza escreveu:
    Já foi mais benéfica, recentemente piorou um pouco. Antes o percentual de resgate era dependente do tempo de vínculo com o patrocinador. Na versão mais recente do plano de benefícios, passou a ser baseado no tempo de vínculo com o plano. Não sei dizer se essa mudança no regulamento se aplica a quem já estava vinculado ao plano, ou apenas aos novos ingressantes. Sei que para algumas regras vale o que estiver vigente à época da adesão, e para outras regras as alterações no regulamento têm efeito erga omnes. Ainda não procurei saber e, portanto, não sei diferenciar, no caso de mudança de limites de resgate, qual seria o efeito da alteração no plano.

    De todo modo, faço essa ressalva porque é importante que as pessoas saibam que, em respeito à lei, não se tem direito adquirido à cota do patrocinador na ocasião do resgate. Vale o que estiver no regulamento do plano, cumpridos os limites legais. E os "limites legais" não exigem que se possa resgatar a cota do patrocinador, sendo ela "intocável" apenas para geração de benefício continuado. Portanto, quem estiver pensando em aderir já visando ao resgate, é bom se informar sobre esse aspecto, se as regras pertinentes ao resgate, vigentes à época da adesão, continuam valendo (ultratividade) para o servidor mesmo no caso de mudança posterior do regulamento que altere ou reduza os percentuais de resgate sobre a cota do patrocinador.

    Prezado, quando apareceu a minuta, lembro que fiz uma rápida consulta que dizia, com certeza, que só valeria para novos ingressantes, posto que era uma questão preocupante e de substancial impacto num dos meus cenários de vida.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Ter 26 Fev 2019, 10:34 pm

    josebarbos escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    Já foi mais benéfica, recentemente piorou um pouco. Antes o percentual de resgate era dependente do tempo de vínculo com o patrocinador. Na versão mais recente do plano de benefícios, passou a ser baseado no tempo de vínculo com o plano. Não sei dizer se essa mudança no regulamento se aplica a quem já estava vinculado ao plano, ou apenas aos novos ingressantes. Sei que para algumas regras vale o que estiver vigente à época da adesão, e para outras regras as alterações no regulamento têm efeito erga omnes. Ainda não procurei saber e, portanto, não sei diferenciar, no caso de mudança de limites de resgate, qual seria o efeito da alteração no plano.

    De todo modo, faço essa ressalva porque é importante que as pessoas saibam que, em respeito à lei, não se tem direito adquirido à cota do patrocinador na ocasião do resgate. Vale o que estiver no regulamento do plano, cumpridos os limites legais. E os "limites legais" não exigem que se possa resgatar a cota do patrocinador, sendo ela "intocável" apenas para geração de benefício continuado. Portanto, quem estiver pensando em aderir já visando ao resgate, é bom se informar sobre esse aspecto, se as regras pertinentes ao resgate, vigentes à época da adesão, continuam valendo (ultratividade) para o servidor mesmo no caso de mudança posterior do regulamento que altere ou reduza os percentuais de resgate sobre a cota do patrocinador.

    Prezado, quando apareceu a minuta, lembro que fiz uma rápida consulta que dizia, com certeza, que só valeria para novos ingressantes, posto que era uma questão preocupante e de substancial impacto num dos meus cenários de vida.

    Boa notícia.

    Pela lógica, faz sentido, até porque o resgate é algo que não afeta a coletividade diretamente. Já vi várias alterações unilaterais de regulamento que afetavam a todos os participantes, mas todas elas visavam à manutenção da sustentabilidade do plano (por exemplo, alteração da fórmula de cálculo do benefício, aumento/redução das alíquotas destinadas à administração ou fundos coletivos, alteração nos benefícios de sobrevida etc). No caso do resgate isso não ocorre, posto que os saldos das contas individuais (RAN e RAS) não são levados em consideração nos cálculos atuariais gerais.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Ter 26 Fev 2019, 10:38 pm

    Galizezin escreveu:

    não dá pra discutir com quem é papagaio do governo. só vou lembrar mais duas coisas:
    uma colega lembrou aqui que o déficit do RPPS é em boa parte explicado porque o governo mudou a regra no meio do jogo, ou seja, com a instituição da funpresp o pessoal passou a contribuir para o RPPS apenas com o teto. o governo sabia disso, sempre soube, mas agora, para aprovar a reforma ele esconde essa verdade, atacando os "privilegiados".
    se a mudança de regime fosse de fato benéfica o governo não colocaria que a decisão possui caráter irrevogável. hoje, o governo exalta a funpresp e humilha o outro regime. mais adiante ele vai atacar os novos "privilegiados".
    enfim, o problema é essa visão de rato que costuma acometer a maioria do pessoal. não podem ver um queijo que já se atiram na ratoeira. governo é maquiavélico, nunca foi e nunca será a favor de servidor.

    Engraçado ser chamado de "papagaio" de governos tão distintos que são de direita e esquerda.

    Existe um fato, que é inequívoco, dado por números, que o sistema é deficitário. Por princípio, ele já é, e piramidal, basta ver que ele não conta mais com premissas fundamentais (expectativa de vida média e alto crescimento populacional.

    Estudar especialistas do tema, modelos adotados em outros países ou até mesmo, minha experiência empírica, mas vivenciada, por muitos compartilhada, de como é o sistema de seguridade social para a iniciativa privada (especialmente quem ganhava acima do mínimo), são fontes que uso.

    Obviamente, como pessoa aberta e flexível ao debate, ouço os argumentos. Espero ansiosamente por modelos e propostas claras, objetivas e, principalmente, factíveis, para combater o déficit.

    Um dia, negaram o déficit. Agora, curiosamente, já não citam mais a previdência urbana. Qualquer um que Googlar vai ver o tamanho do rombo.
    Agora inventaram uma suposta culpa de quem migrou, sendo que historicamente já há déficit de 2,2% do PIB apenas na previdência da União. A migração, se muito, apenas retomou a tendência temporariamente estancada pela reforma de 2003, aquela que, com todos os "defeitos", tenho a leitura crítica que foi fundamental para que muitos hoje sejam servidores públicos, com o ciclo de concursos que houve.

    Daqui a pouco inventam outra história sem fundamento. Aguardo por uma solução que não tenha grandes fortunas, dividendos ou cobrar falido. Porque tá mais fácil cobrar contribuição previdenciária de mendigo que arrumar dinheiro da VASP ou Transbrasil, apenas para citar dois exemplos.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Ter 26 Fev 2019, 10:43 pm

    jornalista escreveu:
    Pelo que eu entendi o gatilho não funciona dessa forma (65 pra 70). Parece que tem um cálculo, dependendo da expectativa de vida do IBGE. Não sei em quanto tempo o IBGE calcula, mas se for igual o censo, é a cada dez anos. Além disso, acredito que o primeiro gatilho passaria de 65 pra 66, até pq não estamos no primeiro mundo pra um salto tão elevado.

    Com o perdão do trocadilho, não façam como os jornalistas: não confunda expectativa de vida com expectativa de sobrevida.
    Sobrevida é uma média que evolui, sim, mas muito lentamente.

    Para vocês terem uma ideia, quando você sai de uma média de vida de ~50 anos (ainda existente na África) para um padrão altíssimo de ~85, a curva de sobrevida aos 65 altera-se muito pouco, entre 7 a 10 anos. E, curiosamente, há pouquíssima diferença entre gêneros (embora as mulheres ainda vivam mais).

    Mui resumidamente, o fenômeno é como tratar das mortes "evitáveis", via evolução de medicina, segurança pública e comportamento.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2043
    Reputação : 825
    Data de inscrição : 25/04/2012

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por pernalonga em Ter 26 Fev 2019, 10:43 pm

    josebarbos escreveu:
    Galizezin escreveu:

    não dá pra discutir com quem é papagaio do governo. só vou lembrar mais duas coisas:
    uma colega lembrou aqui que o déficit do RPPS é em boa parte explicado porque o governo mudou a regra no meio do jogo, ou seja, com a instituição da funpresp o pessoal passou a contribuir para o RPPS apenas com o teto. o governo sabia disso, sempre soube, mas agora, para aprovar a reforma ele esconde essa verdade, atacando os "privilegiados".
    se a mudança de regime fosse de fato benéfica o governo não colocaria que a decisão possui caráter irrevogável. hoje, o governo exalta a funpresp e humilha o outro regime. mais adiante ele vai atacar os novos "privilegiados".
    enfim, o problema é essa visão de rato que costuma acometer a maioria do pessoal. não podem ver um queijo que já se atiram na ratoeira. governo é maquiavélico, nunca foi e nunca será a favor de servidor.

    Engraçado ser chamado de "papagaio" de governos tão distintos que são de direita e esquerda.

    Existe um fato, que é inequívoco, dado por números, que o sistema é deficitário. Por princípio, ele já é, e piramidal, basta ver que ele não conta mais com premissas fundamentais (expectativa de vida média e alto crescimento populacional.

    Estudar especialistas do tema, modelos adotados em outros países ou até mesmo, minha experiência empírica, mas vivenciada, por muitos compartilhada, de como é o sistema de seguridade social para a iniciativa privada (especialmente quem ganhava acima do mínimo), são fontes que uso.

    Obviamente, como pessoa aberta e flexível ao debate, ouço os argumentos. Espero ansiosamente por modelos e propostas claras, objetivas e, principalmente, factíveis, para combater o déficit.

    Um dia, negaram o déficit. Agora, curiosamente, já não citam mais a previdência urbana. Qualquer um que Googlar vai ver o tamanho do rombo.
    Agora inventaram uma suposta culpa de quem migrou, sendo que historicamente já há déficit de 2,2% do PIB apenas na previdência da União. A migração, se muito, apenas retomou a tendência temporariamente estancada pela reforma de 2003, aquela que, com todos os "defeitos", tenho a leitura crítica que foi fundamental para que muitos hoje sejam servidores públicos, com o ciclo de concursos que houve.  

    Daqui a pouco inventam outra história sem fundamento. Aguardo por uma solução que não tenha grandes fortunas, dividendos ou cobrar falido. Porque tá mais fácil cobrar contribuição previdenciária de mendigo que arrumar dinheiro da VASP ou Transbrasil, apenas para citar dois exemplos.

    Se o valor das contribuições fosse depositado em um fundo que servisse apenas para pagar aposentorias/benefícios e rendesse o mínimo do mínimo, ao invés de "faz de conta que entra" nossa contribuição previdenciária no caixa do tesouro/"faz de conta" que a União paga a contribuição patronal, certamente não estariamos discutindo défict algum
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Ter 26 Fev 2019, 10:51 pm

    pernalonga escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Galizezin escreveu:

    não dá pra discutir com quem é papagaio do governo. só vou lembrar mais duas coisas:
    uma colega lembrou aqui que o déficit do RPPS é em boa parte explicado porque o governo mudou a regra no meio do jogo, ou seja, com a instituição da funpresp o pessoal passou a contribuir para o RPPS apenas com o teto. o governo sabia disso, sempre soube, mas agora, para aprovar a reforma ele esconde essa verdade, atacando os "privilegiados".
    se a mudança de regime fosse de fato benéfica o governo não colocaria que a decisão possui caráter irrevogável. hoje, o governo exalta a funpresp e humilha o outro regime. mais adiante ele vai atacar os novos "privilegiados".
    enfim, o problema é essa visão de rato que costuma acometer a maioria do pessoal. não podem ver um queijo que já se atiram na ratoeira. governo é maquiavélico, nunca foi e nunca será a favor de servidor.

    Engraçado ser chamado de "papagaio" de governos tão distintos que são de direita e esquerda.

    Existe um fato, que é inequívoco, dado por números, que o sistema é deficitário. Por princípio, ele já é, e piramidal, basta ver que ele não conta mais com premissas fundamentais (expectativa de vida média e alto crescimento populacional.

    Estudar especialistas do tema, modelos adotados em outros países ou até mesmo, minha experiência empírica, mas vivenciada, por muitos compartilhada, de como é o sistema de seguridade social para a iniciativa privada (especialmente quem ganhava acima do mínimo), são fontes que uso.

    Obviamente, como pessoa aberta e flexível ao debate, ouço os argumentos. Espero ansiosamente por modelos e propostas claras, objetivas e, principalmente, factíveis, para combater o déficit.

    Um dia, negaram o déficit. Agora, curiosamente, já não citam mais a previdência urbana. Qualquer um que Googlar vai ver o tamanho do rombo.
    Agora inventaram uma suposta culpa de quem migrou, sendo que historicamente já há déficit de 2,2% do PIB apenas na previdência da União. A migração, se muito, apenas retomou a tendência temporariamente estancada pela reforma de 2003, aquela que, com todos os "defeitos", tenho a leitura crítica que foi fundamental para que muitos hoje sejam servidores públicos, com o ciclo de concursos que houve.  

    Daqui a pouco inventam outra história sem fundamento. Aguardo por uma solução que não tenha grandes fortunas, dividendos ou cobrar falido. Porque tá mais fácil cobrar contribuição previdenciária de mendigo que arrumar dinheiro da VASP ou Transbrasil, apenas para citar dois exemplos.

    Se o valor das contribuições fosse depositado em um fundo que servisse apenas para pagar aposentorias/benefícios e rendesse o mínimo do mínimo, ao invés de "faz de conta que entra" nossa contribuição previdenciária no caixa do tesouro/"faz de conta" que a União paga a contribuição patronal, certamente não estariamos discutindo défict algum

    Pra ser assim, teríamos que voltar décadas e décadas no tempo, e nunca ter implementado o sistema de repartição. Se o valor das contribuições "fosse depositado em um fundo", quem se aposentou antes do Plano Real morreria de fome, porque sequer tinham contribuído. Quem está hoje próximo de se aposentar, também, pois as primeiras contribuições foram em alíquotas pequenas, sobre um salário também reduzido.

    P.S.: Isso pra não citar os demais casos matematicamente insolúveis (aposentadorias por invalidez, aposentadorias com menor idade e/ou tempo de contribuição, aposentadorias rurais, benefícios assistenciais), cujos déficits acabam sendo sustentados pelos superávits individuais. Essa é a essência de um regime solidário como o nosso.
    Caçador_de_Troll
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 411
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/09/2014

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Ter 26 Fev 2019, 11:19 pm

    Quem busca informação sobre Reforma da Previdência e FUNPRESP, acesse o grupo no telegram com mais de 340 membros.
    Há diversos links de artigos, planilhas, vídeos e debates de casos individuais, o link é:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Ter 26 Fev 2019, 11:22 pm

    androsvilazza escreveu:
    Se o valor das contribuições fosse depositado em um fundo que servisse apenas para pagar aposentorias/benefícios e rendesse o mínimo do mínimo, ao invés de "faz de conta que entra" nossa contribuição previdenciária no caixa do tesouro/"faz de conta" que a União paga a contribuição patronal, certamente não estariamos discutindo défict algum

    Pra ser assim, teríamos que voltar décadas e décadas no tempo, e nunca ter implementado o sistema de repartição. Se o valor das contribuições "fosse depositado em um fundo", quem se aposentou antes do Plano Real morreria de fome, porque sequer tinham contribuído. Quem está hoje próximo de se aposentar, também, pois as primeiras contribuições foram em alíquotas pequenas, sobre um salário também reduzido.

    P.S.: Isso pra não citar os demais casos matematicamente insolúveis (aposentadorias por invalidez, aposentadorias com menor idade e/ou tempo de contribuição, aposentadorias rurais, benefícios assistenciais), cujos déficits acabam sendo sustentados pelos superávits individuais. Essa é a essência de um regime solidário como o nosso.[/quote]

    Taí um exemplo de algo que não é factível. Se for para voltar no tempo, é só o governo emitir títulos para comprar aquelas ações que hoje se sabe deram maiores rentabilidades e não haveria rombo.

    O governo também deve adotar medidas temporárias de redução do déficit visando mirar aqueles grande sonegadores que parcelaram dívidas pelo REFIS. O resultado esperado é de 160 bilhões. É muito, mas em sendo 100% efetivo, cobre meses do rombo da previdência, e não volta mais. O déficit é estrutural.
    avatar
    translato
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 66
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 08/07/2010

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por translato em Qua 27 Fev 2019, 1:58 am

    androsvilazza escreveu:
    translato escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    translato escreveu:


    desculpem se alguém já respondeu... se o servidor quiser sair da funpresp pra investir por conta própria ele pode retirar o saldo da funpresp em quanto tempo? e se o servidor (quando tiver os requisitos para a aposentadoria) pode em vez de receber mensalmente o beneficio de aposentadoria, sacar todo o montante disponivel?

    Só pode retirar o saldo da Funpresp após o desligamento do órgão (exoneração ou aposentadoria). E é possível resgatar o valor quando da aposentadoria, segundo as regras que estão no post que você citou (100% do "seu" saldo e 10 a 90% do saldo "do patrocinador").[/quote

    1)se eu aderir ao funpresp hoje, eu tenho a garantia de poder pegar estes 90% da união em 24 anos? tem norma definindo isto? ou eles podem mudar por regulamento e eu não ter direito a nenhuma parcela da união?tem alguma decisão ou lei que fale alguma coisa neste sentido?

    Falei sobre isso uns posts acima. Vou colar aqui (meio fora de contexto, mas vale o raciocínio):

    Já foi mais benéfica, recentemente piorou um pouco. Antes o percentual de resgate era dependente do tempo de vínculo com o patrocinador. Na versão mais recente do plano de benefícios, passou a ser baseado no tempo de vínculo com o plano. Não sei dizer se essa mudança no regulamento se aplica a quem já estava vinculado ao plano, ou apenas aos novos ingressantes. Sei que para algumas regras vale o que estiver vigente à época da adesão, e para outras regras as alterações no regulamento têm efeito erga omnes. Ainda não procurei saber e, portanto, não sei diferenciar, no caso de mudança de limites de resgate, qual seria o efeito da alteração no plano.

    De todo modo, faço essa ressalva porque é importante que as pessoas saibam que, em respeito à lei, não se tem direito adquirido à cota do patrocinador na ocasião do resgate. Vale o que estiver no regulamento do plano, cumpridos os limites legais. E os "limites legais" não exigem que se possa resgatar a cota do patrocinador, sendo ela "intocável" apenas para geração de benefício continuado. Portanto, quem estiver pensando em aderir já visando ao resgate, é bom se informar sobre esse aspecto, se as regras pertinentes ao resgate, vigentes à época da adesão, continuam valendo (ultratividade) para o servidor mesmo no caso de mudança posterior do regulamento que altere ou reduza os percentuais de resgate sobre a cota do patrocinador.


    Resumindo, é possível alteração posterior no plano, já que a lei sequer exige a possibilidade de resgate da cota do patrocinador. O ponto a se discutir é se, nesse aspecto, vale o regulamento vigente à época da adesão, ou se valem as alterações posteriores, até a época do resgate. Não encontrei nada definitivo nesse sentido (de alteração nas regras para o resgate), então não tenho como opinar com certeza.

    2)e na aposentadoria proporcional também posso resgatar todo o meu saldo e da união nesta proporção acima ? e poderia optar também por receber um beneficio mensal menor da funpresp não é?

    Sim, e sim. A única exigência para resgate é que o servidor tenha encerrado seu vínculo com o órgão. Portanto, independe do tipo de encerramento de vínculo (se exoneração, morte, aposentadoria "regular" ou por invalidez).


    3)Vamos supor que esta reforma da previdencia passe... eu tenho 12 anos de contribuição e 36 de idade... com 60 anos teria 36 de contribuição e aí quero me aposentar proporcional(uma vez que já não aguento mais trabalhar e já tenho uma redinha por fora que dá pra  manter o padrão mesmo diminuindo o que teria a receber pela previdÊncia e funpresp..).  meu calculo de aposentadoria seria assim ? teto do inss(vamos supor que seja 6000, então eu teria 36 de contribuição/40 total de contribuição para a integral:0,9 x6000:5400 + beneficio especial(0,9 x 2000 meu be):1800 + o que teria do funpresp.. é assim?

    Mais ou menos. Na verdade, passando a reforma, não vai mais existir aposentadoria antes dos 65 anos. Então você vai se aposentar aos 65 anos, com mais de 40 anos de contribuição tendo, portanto, direito à integralidade da média. Se sua média for igual ao teto do RGPS, terá direito a 100% da média (no caso, teto do RGPS) + BE (integral) + benefício calculado sobre o saldo do Funpresp.

    Mesmo nos casos em que a aposentadoria seja "proporcional" (para aqueles com menos de 40 anos de contribuição), o BE não sofrerá qualquer tipo de desconto por proporção de tempo, ele é sempre integral (excetuado, claro, os descontos legais, por exemplo de Imposto de Renda, caso se consolide o entendimento de que o BE deva ser tributado).



    valeu pelos esclarecimentos..
    ptralhasnopoder
    ptralhasnopoder
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 624
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 18/09/2014

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ptralhasnopoder em Qua 27 Fev 2019, 2:00 pm

    Colegas, como é aquela questão da contribuição facultativa para valer a pena na hora da restituição do imposto de renda?
    COMO FUNCIONA ISSO?
    Ricardo-TRT
    Ricardo-TRT
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 110
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 05/12/2012

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Ricardo-TRT em Qua 27 Fev 2019, 2:05 pm

    Para quem gosta de números:

    Estava vendo minha conta da funpresp e analisando...em 2018, minhas contribuições à funpresp foram R$ 12.516,15. Considerando o benefício fiscal, saiu do meu bolso, efetivamente, o valor de 9.074,21. Meu saldo total, em dez.2018, é de R$ 19.010,77!!

    Lógico que aí entra a contribuição do patrocinador, não tem liquidez, só poderei resgatar 90% do patrocinador, etc. Mas, mesmo assim, é um baita rendimento "prático", viu?

    Mesmo se considerarmos apenas o rendimento da funpresp por si só, parece que, em 2018, deu 8,9% nominal, contra 6,42% do cdi e 4,6 da poupança.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 2:32 pm

    O que se convencionou chamar DÉFICIT da previdência é a parte do financiamento coberta pelo Tesouro Nacional. Ocorre que o Estado brasileiro ao incorporar os diversos sistemas de previdência existentes no passado(IAPs) "embolsou" os recursos e passou a gerir um sistema favorável à época.

    Falo isso com a tranquilidade de defender uma reforma justa da previdência, que primeiro ataque os três principais problemas do sistema, a saber:

    _ Crimes tributários, como sonegação e apropriação indébita cometido por variados agentes privados e públicos, com a melhoria e investimentos na gestão(combate às fraudes);

    _ Fim das isenções e desonerações legais, que protegem grupos privados, latifundiários e grandes milionários;

    _ Fim da DRU, ou a sua contabilização como fonte de financiamento do sistema(recepcionada da EC 6/19).

    Após resolvidos os citados problemas,passar a retirar dinheiro dos trabalhadores, antes, nunca.

    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6687
    Reputação : 291
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin em Qua 27 Fev 2019, 3:38 pm

    josebarbos escreveu:
    Galizezin escreveu:

    não dá pra discutir com quem é papagaio do governo. só vou lembrar mais duas coisas:
    uma colega lembrou aqui que o déficit do RPPS é em boa parte explicado porque o governo mudou a regra no meio do jogo, ou seja, com a instituição da funpresp o pessoal passou a contribuir para o RPPS apenas com o teto. o governo sabia disso, sempre soube, mas agora, para aprovar a reforma ele esconde essa verdade, atacando os "privilegiados".
    se a mudança de regime fosse de fato benéfica o governo não colocaria que a decisão possui caráter irrevogável. hoje, o governo exalta a funpresp e humilha o outro regime. mais adiante ele vai atacar os novos "privilegiados".
    enfim, o problema é essa visão de rato que costuma acometer a maioria do pessoal. não podem ver um queijo que já se atiram na ratoeira. governo é maquiavélico, nunca foi e nunca será a favor de servidor.

    Engraçado ser chamado de "papagaio" de governos tão distintos que são de direita e esquerda.

    Existe um fato, que é inequívoco, dado por números, que o sistema é deficitário. Por princípio, ele já é, e piramidal, basta ver que ele não conta mais com premissas fundamentais (expectativa de vida média e alto crescimento populacional.

    Estudar especialistas do tema, modelos adotados em outros países ou até mesmo, minha experiência empírica, mas vivenciada, por muitos compartilhada, de como é o sistema de seguridade social para a iniciativa privada (especialmente quem ganhava acima do mínimo), são fontes que uso.

    Obviamente, como pessoa aberta e flexível ao debate, ouço os argumentos. Espero ansiosamente por modelos e propostas claras, objetivas e, principalmente, factíveis, para combater o déficit.

    Um dia, negaram o déficit. Agora, curiosamente, já não citam mais a previdência urbana. Qualquer um que Googlar vai ver o tamanho do rombo.
    Agora inventaram uma suposta culpa de quem migrou, sendo que historicamente já há déficit de 2,2% do PIB apenas na previdência da União. A migração, se muito, apenas retomou a tendência temporariamente estancada pela reforma de 2003, aquela que, com todos os "defeitos", tenho a leitura crítica que foi fundamental para que muitos hoje sejam servidores públicos, com o ciclo de concursos que houve.  

    Daqui a pouco inventam outra história sem fundamento. Aguardo por uma solução que não tenha grandes fortunas, dividendos ou cobrar falido. Porque tá mais fácil cobrar contribuição previdenciária de mendigo que arrumar dinheiro da VASP ou Transbrasil, apenas para citar dois exemplos.

    o que sempre se repete neste país é político que assume o poder e muda de lado. foi assim com Lula, que se nomeou uma metamorfose ambulante, e está sendo assim com o bolsominto. fica claro, portanto, que quando assumem o poder mudam de lado, não existindo mais direita ou esquerda.
    sobre modelos adotados em outros países só vou dar o exemplo dos EUA, que é igual ao nosso. serve?

    aqui não há especialista, apenas replicador de conceitos extraídos da mídia parcial, fomentada pelo empresariado e especuladores.
    como já citei anteriormente, a CF explica o conceito de seguridade social e que ela é indissociável. além disso, os recursos dela são exclusivos, não podem ser desviados, como é o caso da dru.
    portanto, ou é má fé ou é leiguice separar uma das partes para atacar a previdência como um todo, já que quando essa parte foi rentável (saldo positivo) o governo nunca aplicou esses valores. governo também jamais atacou com afinco os devedores da previdência, só o povo.


    _________________
    NO RACISM!
    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao em Qua 27 Fev 2019, 3:48 pm

    Hoje estou no regime das medias da remunerações. Estou ainda aguardando a forma que sera aprovada a reforma da previdência, se haverá alterações na proposta inicial, ou não, para decidir sobre a migração, já que a tendencia é que o prazo de opção seja prorrogado. De toda forma, estive pensando na possibilidade de investir na Funpresp-Jud como participante vinculado com o objetivo de criar uma suplementação de renda ao se aposentar, e visando aproveitar o beneficio de deduzir no Imposto de Renda os 12% do valor aplicado no plano. O que acham dessa possibilidade? Em termos de aproveitar essa dedução no IR vale mais a pena aplicar na Funpresv ou numa previdência externa de um banco por exemplo, ou daria no mesmo?
    Caçador_de_Troll
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 411
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/09/2014

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Caçador_de_Troll em Qua 27 Fev 2019, 4:01 pm

    Quem busca informação sobre Reforma da Previdência e FUNPRESP, acesse o grupo no telegram com mais de 350 membros.
    Há diversos links de artigos, planilhas, vídeos e debates de casos individuais, o link é:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 5:16 pm

    Bagao escreveu:Hoje estou no regime das medias da remunerações. Estou ainda aguardando a forma que sera aprovada a reforma da previdência, se haverá alterações na proposta inicial, ou não, para decidir sobre a migração, já que a tendencia é que o prazo de opção seja prorrogado. De toda forma, estive pensando na possibilidade de investir na Funpresp-Jud como participante vinculado com o objetivo de criar uma suplementação de renda ao se aposentar, e visando aproveitar o beneficio de deduzir no Imposto de Renda os 12% do valor aplicado no plano. O que acham dessa possibilidade? Em termos de aproveitar essa dedução no IR vale mais a pena aplicar na Funpresv ou numa previdência externa de um banco por exemplo, ou daria no mesmo?

    Bom dia Bagao, quanto ao novo prazo para migração do regime não há nada definido, pode ser que a MP caduque e uma nova seja editada com novo prazo, pois não e correto impedir a análise precisa da situação individual, que só será conhecida pós reforma. Faço aplicação no FUNPRESP-JUD, na condição "vinculado"(sem opção de mudança de regime), desde 2015. A rentabilidade é excelente, para um fundo de baixo risco. Há uma meta de rentabilidade anual de 4,5% acima da inflação, que já foi superada várias vezes. Em 2018 o rendimento foi de 8,72% se me recordo bem. No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira.
    subsidioja_
    subsidioja_
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2490
    Reputação : 329
    Data de inscrição : 05/04/2011

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por subsidioja_ em Qua 27 Fev 2019, 5:18 pm

    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:Hoje estou no regime das medias da remunerações. Estou ainda aguardando a forma que sera aprovada a reforma da previdência, se haverá alterações na proposta inicial, ou não, para decidir sobre a migração, já que a tendencia é que o prazo de opção seja prorrogado. De toda forma, estive pensando na possibilidade de  investir na Funpresp-Jud como participante vinculado com o objetivo de criar uma suplementação de renda ao se aposentar, e visando aproveitar o beneficio de deduzir no Imposto de Renda os 12% do valor aplicado no plano. O que acham dessa possibilidade? Em termos de aproveitar essa dedução no IR vale mais a pena aplicar na Funpresv ou numa previdência externa de um banco por exemplo, ou daria no mesmo?

    Bom dia Bagao, quanto ao novo prazo para migração do regime não há nada definido, pode ser que a MP caduque e uma nova seja editada com novo prazo, pois não e correto impedir a análise precisa da situação individual, que só será conhecida pós reforma. Faço aplicação no FUNPRESP-JUD, na condição "vinculado"(sem opção de mudança de regime), desde 2015. A rentabilidade é excelente, para um fundo de baixo risco. Há uma meta de rentabilidade anual de 4,5% acima da inflação, que já foi superada várias vezes. Em 2018 o rendimento foi de 8,72% se me recordo bem. No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira.


    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 5:34 pm

    Previdência americana igual à brasileira? Ah neeemmm...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 5:34 pm

    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:Hoje estou no regime das medias da remunerações. Estou ainda aguardando a forma que sera aprovada a reforma da previdência, se haverá alterações na proposta inicial, ou não, para decidir sobre a migração, já que a tendencia é que o prazo de opção seja prorrogado. De toda forma, estive pensando na possibilidade de  investir na Funpresp-Jud como participante vinculado com o objetivo de criar uma suplementação de renda ao se aposentar, e visando aproveitar o beneficio de deduzir no Imposto de Renda os 12% do valor aplicado no plano. O que acham dessa possibilidade? Em termos de aproveitar essa dedução no IR vale mais a pena aplicar na Funpresv ou numa previdência externa de um banco por exemplo, ou daria no mesmo?

    Bom dia Bagao, quanto ao novo prazo para migração do regime não há nada definido, pode ser que a MP caduque e uma nova seja editada com novo prazo, pois não e correto impedir a análise precisa da situação individual, que só será conhecida pós reforma. Faço aplicação no FUNPRESP-JUD, na condição "vinculado"(sem opção de mudança de regime), desde 2015. A rentabilidade é excelente, para um fundo de baixo risco. Há uma meta de rentabilidade anual de 4,5% acima da inflação, que já foi superada várias vezes. Em 2018 o rendimento foi de 8,72% se me recordo bem. No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira.


    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 5:45 pm

    A propósito: estou vendo bobagem atrás de bobagem nos comentários sobre previdência, e tal, mas acho que é melhor deixar pra lá. Passei um tempão pesquisando e descrevendo o mecanismo da DRU (e as inúmeras falácias por trás do argumento), postei aqui e aparentemente fui solenemente ignorado, o pseudo argumento "DRU" continua aparecendo 1x por página, no mínimo. O mesmo vale para a "reforma que sacrifica os mais pobres", "expectativa de vida de 60 e poucos anos em algumas regiões do Brasil", "contribuí não sei quantos milhões de anos" e outros tantos argumentos mentirosos. Não adianta muito ficar refutando, e no máximo acabo atraindo animosidade de pessoas as quais sequer conheço, sem ter qualquer benefício pessoal disso. É o mesmo que tentar pregar o catolicismo pra radicais islâmicos, não vou converter ninguém e ainda corro o risco de ser decapitado (ok, não literalmente, mas tenho que ficar lendo ofensas diretas ou indiretas sem necessidade). Vou continuar respondendo às dúvidas sinceras e manifestando minha opinião pontualmente, sem defender a reforma no meio de cães raivosos. Depois que a reforma for aprovada ou abandonada, o clima deve voltar a ser um pouco amistoso pras vozes minoritárias. De todo modo, achei válido deixar esse registro pra esclarecer que eventual silêncio não implica em anuência.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 5:59 pm

    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:Hoje estou no regime das medias da remunerações. Estou ainda aguardando a forma que sera aprovada a reforma da previdência, se haverá alterações na proposta inicial, ou não, para decidir sobre a migração, já que a tendencia é que o prazo de opção seja prorrogado. De toda forma, estive pensando na possibilidade de  investir na Funpresp-Jud como participante vinculado com o objetivo de criar uma suplementação de renda ao se aposentar, e visando aproveitar o beneficio de deduzir no Imposto de Renda os 12% do valor aplicado no plano. O que acham dessa possibilidade? Em termos de aproveitar essa dedução no IR vale mais a pena aplicar na Funpresv ou numa previdência externa de um banco por exemplo, ou daria no mesmo?

    Bom dia Bagao, quanto ao novo prazo para migração do regime não há nada definido, pode ser que a MP caduque e uma nova seja editada com novo prazo, pois não e correto impedir a análise precisa da situação individual, que só será conhecida pós reforma. Faço aplicação no FUNPRESP-JUD, na condição "vinculado"(sem opção de mudança de regime), desde 2015. A rentabilidade é excelente, para um fundo de baixo risco. Há uma meta de rentabilidade anual de 4,5% acima da inflação, que já foi superada várias vezes. Em 2018 o rendimento foi de 8,72% se me recordo bem. No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira.


    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    Uma dica: pra quem preenche a declaração no eCAC, o sistema já dá o retorno na hora em que você inclui o Funpresp, informando que o fundo não pode ser incluído como FAPI. Reduz as chances de erro no preenchimento.
    subsidioja_
    subsidioja_
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2490
    Reputação : 329
    Data de inscrição : 05/04/2011

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por subsidioja_ em Qua 27 Fev 2019, 6:21 pm

    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:Hoje estou no regime das medias da remunerações. Estou ainda aguardando a forma que sera aprovada a reforma da previdência, se haverá alterações na proposta inicial, ou não, para decidir sobre a migração, já que a tendencia é que o prazo de opção seja prorrogado. De toda forma, estive pensando na possibilidade de  investir na Funpresp-Jud como participante vinculado com o objetivo de criar uma suplementação de renda ao se aposentar, e visando aproveitar o beneficio de deduzir no Imposto de Renda os 12% do valor aplicado no plano. O que acham dessa possibilidade? Em termos de aproveitar essa dedução no IR vale mais a pena aplicar na Funpresv ou numa previdência externa de um banco por exemplo, ou daria no mesmo?

    Bom dia Bagao, quanto ao novo prazo para migração do regime não há nada definido, pode ser que a MP caduque e uma nova seja editada com novo prazo, pois não e correto impedir a análise precisa da situação individual, que só será conhecida pós reforma. Faço aplicação no FUNPRESP-JUD, na condição "vinculado"(sem opção de mudança de regime), desde 2015. A rentabilidade é excelente, para um fundo de baixo risco. Há uma meta de rentabilidade anual de 4,5% acima da inflação, que já foi superada várias vezes. Em 2018 o rendimento foi de 8,72% se me recordo bem. No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira.


    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    Sim, o código é o 37 e há 2 campos no programa da declaração e segundo informado pela pergunta 318 da RFB, o preenchimento seria o seguinte:

    1- valor pago: preenchido com o valor que você contribuiu (contrib. obrigatórias + facultativas)
    2- contribuição do ente público patrocinador: valor repassado pelo patrocinador

    Na guia "resumo da declaração", seção "Deduções", aparece o seguinte:

    1- Contribuição à previdência oficial e à previdência complementar pública (até o limite do patrocinador):  
    O valor mostrado é a soma da "contribuição prev. oficial" da guia "Rend. Tributáveis recebidos de Pessoa Juridica" com o valor colocado no 2º campo acima (contribuições do patrocinador)

    2- Contribuição à previdência complementar, pública (acima do limite do patrocinador) ou privada, e Fapi
    O valor mostrado é a diminuição do campo 1 com o campo 2.

    Provavelmente é ignorância minha, mas eu não consegui entender o pq de vocês dizerem que não entra na cota de 12%...
    Sendo que os cálculos mostram que entra sim. Ou seja, se eu contribuir com o  FUNPRESP com valor que atinja os 12% eu terei alcançado o limite das deduções com previdência "privada".
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 6:27 pm

    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Bom dia Bagao, quanto ao novo prazo para migração do regime não há nada definido, pode ser que a MP caduque e uma nova seja editada com novo prazo, pois não e correto impedir a análise precisa da situação individual, que só será conhecida pós reforma. Faço aplicação no FUNPRESP-JUD, na condição "vinculado"(sem opção de mudança de regime), desde 2015. A rentabilidade é excelente, para um fundo de baixo risco. Há uma meta de rentabilidade anual de 4,5% acima da inflação, que já foi superada várias vezes. Em 2018 o rendimento foi de 8,72% se me recordo bem. No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira.


    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    Sim, o código é o 37 e há 2 campos no programa da declaração e segundo informado pela pergunta 318 da RFB, o preenchimento seria o seguinte:

    1- valor pago: preenchido com o valor que você contribuiu (contrib. obrigatórias + facultativas)
    2- contribuição do ente público patrocinador: valor repassado pelo patrocinador

    Na guia "resumo da declaração", seção "Deduções", aparece o seguinte:

    1- Contribuição à previdência oficial e à previdência complementar pública (até o limite do patrocinador):  
    O valor mostrado é a soma da "contribuição prev. oficial" da guia "Rend. Tributáveis recebidos de Pessoa Juridica" com o valor colocado no 2º campo acima (contribuições do patrocinador)

    2- Contribuição à previdência complementar, pública (acima do limite do patrocinador) ou privada, e Fapi
    O valor mostrado é a diminuição do campo 1 com o campo 2.

    Provavelmente é ignorância minha, mas eu não consegui entender o pq de vocês dizerem que não entra na cota de 12%...
    Sendo que os cálculos mostram que entra sim. Ou seja, se eu contribuir com o  FUNPRESP com valor que atinja os 12% eu terei alcançado o limite das deduções com previdência "privada".

    Tem razão, como não havia alcançado o limite de 12% não percebi a regra do item 2. Desculpem a informação equivocada.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 6:41 pm

    androsvilazza escreveu:A propósito: estou vendo bobagem atrás de bobagem nos comentários sobre previdência, e tal, mas acho que é melhor deixar pra lá. Passei um tempão pesquisando e descrevendo o mecanismo da DRU (e as inúmeras falácias por trás do argumento), postei aqui e aparentemente fui solenemente ignorado, o pseudo argumento "DRU" continua aparecendo 1x por página, no mínimo. O mesmo vale para a "reforma que sacrifica os mais pobres", "expectativa de vida de 60 e poucos anos em algumas regiões do Brasil", "contribuí não sei quantos milhões de anos" e outros tantos argumentos mentirosos. Não adianta muito ficar refutando, e no máximo acabo atraindo animosidade de pessoas as quais sequer conheço, sem ter qualquer benefício pessoal disso. É o mesmo que tentar pregar o catolicismo pra radicais islâmicos, não vou converter ninguém e ainda corro o risco de ser decapitado (ok, não literalmente, mas tenho que ficar lendo ofensas diretas ou indiretas sem necessidade). Vou continuar respondendo às dúvidas sinceras e manifestando minha opinião pontualmente, sem defender a reforma no meio de cães raivosos. Depois que a reforma for aprovada ou abandonada, o clima deve voltar a ser um pouco amistoso pras vozes minoritárias. De todo modo, achei válido deixar esse registro pra esclarecer que eventual silêncio não implica em anuência.

    Da minha parte não há nenhum tipo de animosidade, pelo contrário muito respeito e admiração, mesmo quando discordamos da função do Estado. A questão da DRU é muito simples, ou não atinge a seguridade(como proposta na PEC 06/19) ou entra na conta como receita/despesa previdenciária. O que sempre falo é que não se pode ver a previdência como uma conta apenas, faz parte do Estado de Bem Estar Social parcamente contemplado na CR/88 e já atacado por 4 reformas contrárias aos interesses da classe trabalhadora a que pertencemos.

    A democracia é a arte da convivência dos diferentes, por isso é um valor em si.
    pernalonga
    pernalonga
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2043
    Reputação : 825
    Data de inscrição : 25/04/2012

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por pernalonga em Qua 27 Fev 2019, 7:08 pm

    A DRU pega na grana da CSLL, Cofins e PIS/Pasep, ou estou enganado?
    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao em Qua 27 Fev 2019, 7:25 pm

    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:


    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    Sim, o código é o 37 e há 2 campos no programa da declaração e segundo informado pela pergunta 318 da RFB, o preenchimento seria o seguinte:

    1- valor pago: preenchido com o valor que você contribuiu (contrib. obrigatórias + facultativas)
    2- contribuição do ente público patrocinador: valor repassado pelo patrocinador

    Na guia "resumo da declaração", seção "Deduções", aparece o seguinte:

    1- Contribuição à previdência oficial e à previdência complementar pública (até o limite do patrocinador):  
    O valor mostrado é a soma da "contribuição prev. oficial" da guia "Rend. Tributáveis recebidos de Pessoa Juridica" com o valor colocado no 2º campo acima (contribuições do patrocinador)

    2- Contribuição à previdência complementar, pública (acima do limite do patrocinador) ou privada, e Fapi
    O valor mostrado é a diminuição do campo 1 com o campo 2.

    Provavelmente é ignorância minha, mas eu não consegui entender o pq de vocês dizerem que não entra na cota de 12%...
    Sendo que os cálculos mostram que entra sim. Ou seja, se eu contribuir com o  FUNPRESP com valor que atinja os 12% eu terei alcançado o limite das deduções com previdência "privada".

    Tem razão, como não havia alcançado o limite de 12% não percebi a regra do item 2. Desculpem a informação equivocada.

    Carlos colegas, muito obrigado pelas informações.
    Bom saber quanto a rentabilidade tem sido um negocio rentável até o momento. Valeu pela dica com o seu caso real.
    Em relação a questão da dedução do IR, ainda fiquei um pouco confuso...pelo que entendi então houve apenas um equivoco do colega, mas realmente aquilo que aplicar na Funpresv vai sim entrar na conta do limite dos 12% de dedução no IR, correto?

    E aproveitando o ensejo, mais uma dúvida, no simulador disponível no site do Funpresv para o caso do participante vinculado, existe um valor que devo definir para contribuição vinculada e um outro para participação facultativa, como a contribuição vinculada incide taxa de carregamento, devo colocar o minimo que é 6,5% e o restante devo colocar na facultativa que não incide essa taxa, a soma desses dois valores será aquilo que devo ajustar de forma a atingir o índice dos 12% da minha renda bruta tributável para obter o beneficio da dedução do IR, estou certo?
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 7:51 pm

    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    Sim, o código é o 37 e há 2 campos no programa da declaração e segundo informado pela pergunta 318 da RFB, o preenchimento seria o seguinte:

    1- valor pago: preenchido com o valor que você contribuiu (contrib. obrigatórias + facultativas)
    2- contribuição do ente público patrocinador: valor repassado pelo patrocinador

    Na guia "resumo da declaração", seção "Deduções", aparece o seguinte:

    1- Contribuição à previdência oficial e à previdência complementar pública (até o limite do patrocinador):  
    O valor mostrado é a soma da "contribuição prev. oficial" da guia "Rend. Tributáveis recebidos de Pessoa Juridica" com o valor colocado no 2º campo acima (contribuições do patrocinador)

    2- Contribuição à previdência complementar, pública (acima do limite do patrocinador) ou privada, e Fapi
    O valor mostrado é a diminuição do campo 1 com o campo 2.

    Provavelmente é ignorância minha, mas eu não consegui entender o pq de vocês dizerem que não entra na cota de 12%...
    Sendo que os cálculos mostram que entra sim. Ou seja, se eu contribuir com o  FUNPRESP com valor que atinja os 12% eu terei alcançado o limite das deduções com previdência "privada".

    Tem razão, como não havia alcançado o limite de 12% não percebi a regra do item 2. Desculpem a informação equivocada.

    Carlos colegas, muito obrigado pelas informações.
    Bom saber quanto a rentabilidade tem sido um negocio rentável até o momento. Valeu pela dica com o seu caso real.
    Em relação a questão da dedução do IR, ainda fiquei um pouco confuso...pelo que entendi então houve apenas um equivoco do colega, mas realmente aquilo que aplicar na Funpresv vai sim entrar na conta do limite dos 12% de dedução no IR, correto?

    E aproveitando o ensejo, mais uma dúvida, no simulador disponível no site do Funpresv para o caso do participante vinculado, existe um valor que devo definir para contribuição vinculada e um outro para participação facultativa, como a contribuição vinculada incide taxa de carregamento, devo colocar o minimo que é 6,5% e o restante devo colocar na facultativa que não incide essa taxa, a soma desses dois valores será aquilo que devo ajustar de forma a atingir o índice dos 12% da minha renda bruta tributável para obter o beneficio da dedução do IR, estou certo?

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.
    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao em Qua 27 Fev 2019, 8:05 pm

    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    Sim, o código é o 37 e há 2 campos no programa da declaração e segundo informado pela pergunta 318 da RFB, o preenchimento seria o seguinte:

    1- valor pago: preenchido com o valor que você contribuiu (contrib. obrigatórias + facultativas)
    2- contribuição do ente público patrocinador: valor repassado pelo patrocinador

    Na guia "resumo da declaração", seção "Deduções", aparece o seguinte:

    1- Contribuição à previdência oficial e à previdência complementar pública (até o limite do patrocinador):  
    O valor mostrado é a soma da "contribuição prev. oficial" da guia "Rend. Tributáveis recebidos de Pessoa Juridica" com o valor colocado no 2º campo acima (contribuições do patrocinador)

    2- Contribuição à previdência complementar, pública (acima do limite do patrocinador) ou privada, e Fapi
    O valor mostrado é a diminuição do campo 1 com o campo 2.

    Provavelmente é ignorância minha, mas eu não consegui entender o pq de vocês dizerem que não entra na cota de 12%...
    Sendo que os cálculos mostram que entra sim. Ou seja, se eu contribuir com o  FUNPRESP com valor que atinja os 12% eu terei alcançado o limite das deduções com previdência "privada".

    Tem razão, como não havia alcançado o limite de 12% não percebi a regra do item 2. Desculpem a informação equivocada.

    Carlos colegas, muito obrigado pelas informações.
    Bom saber quanto a rentabilidade tem sido um negocio rentável até o momento. Valeu pela dica com o seu caso real.
    Em relação a questão da dedução do IR, ainda fiquei um pouco confuso...pelo que entendi então houve apenas um equivoco do colega, mas realmente aquilo que aplicar na Funpresv vai sim entrar na conta do limite dos 12% de dedução no IR, correto?

    E aproveitando o ensejo, mais uma dúvida, no simulador disponível no site do Funpresv para o caso do participante vinculado, existe um valor que devo definir para contribuição vinculada e um outro para participação facultativa, como a contribuição vinculada incide taxa de carregamento, devo colocar o minimo que é 6,5% e o restante devo colocar na facultativa que não incide essa taxa, a soma desses dois valores será aquilo que devo ajustar de forma a atingir o índice dos 12% da minha renda bruta tributável para obter o beneficio da dedução do IR, estou certo?

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.

    Valeu!! Boa sorte também! Obrigado por exemplificar com os números do seu caso, isso é muito bom para termos uma base se nosso raciocino está dentro do mesmo padrão.

    Colega, aproveitando sua boa vontade, no seu caso, o tribunal já deduz o IR na fonte, quando vc recebe o salário já paga a menos o IR por contribuir para Funpresv, ou você tem que informar a questão da contribuição a Funpresv apenas na declaração anual e ai sim restituir o valor dedutível?
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 8:36 pm

    (Edit. Tópico errado, transferi pro tópico da reforma).

    why


    Última edição por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 9:13 pm, editado 1 vez(es)
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 8:38 pm

    Edit: Outro post em tópico errado :guy:


    Última edição por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 9:15 pm, editado 1 vez(es)
    ale1969
    ale1969
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 922
    Reputação : 88
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 em Qua 27 Fev 2019, 8:40 pm

    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Tem razão, como não havia alcançado o limite de 12% não percebi a regra do item 2. Desculpem a informação equivocada.

    Carlos colegas, muito obrigado pelas informações.
    Bom saber quanto a rentabilidade tem sido um negocio rentável até o momento. Valeu pela dica com o seu caso real.
    Em relação a questão da dedução do IR, ainda fiquei um pouco confuso...pelo que entendi então houve apenas um equivoco do colega, mas realmente aquilo que aplicar na Funpresv vai sim entrar na conta do limite dos 12% de dedução no IR, correto?

    E aproveitando o ensejo, mais uma dúvida, no simulador disponível no site do Funpresv para o caso do participante vinculado, existe um valor que devo definir para contribuição vinculada e um outro para participação facultativa, como a contribuição vinculada incide taxa de carregamento, devo colocar o minimo que é 6,5% e o restante devo colocar na facultativa que não incide essa taxa, a soma desses dois valores será aquilo que devo ajustar de forma a atingir o índice dos 12% da minha renda bruta tributável para obter o beneficio da dedução do IR, estou certo?

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.

    Valeu!! Boa sorte também! Obrigado por exemplificar com os números do seu caso, isso é muito bom para termos uma base se nosso raciocino está dentro do mesmo padrão.

    Colega, aproveitando sua boa vontade, no seu caso, o tribunal já deduz o IR na fonte, quando vc recebe o salário já paga a menos o IR por contribuir para Funpresv, ou você tem que informar a questão da contribuição a Funpresv apenas na declaração anual e ai sim restituir o valor dedutível?


    Sou do TRT/RJ e só na declaração anual. Caso venha a migrar de regime há uma economia adicional no custo da previdência e IR. Não migrei, até agora por conta da idade mínima de 60 anos, ainda tenho integralidade/paridade da regra 85/95 e sairia com 55 anos. Vou aguardar a regra de transição da nova reforma para decidir, pois tenho um bom Benefício Especial, acredito que vá migrar caso seja mantida a PEC 06/19.
    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao em Qua 27 Fev 2019, 8:50 pm

    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:

    Carlos colegas, muito obrigado pelas informações.
    Bom saber quanto a rentabilidade tem sido um negocio rentável até o momento. Valeu pela dica com o seu caso real.
    Em relação a questão da dedução do IR, ainda fiquei um pouco confuso...pelo que entendi então houve apenas um equivoco do colega, mas realmente aquilo que aplicar na Funpresv vai sim entrar na conta do limite dos 12% de dedução no IR, correto?

    E aproveitando o ensejo, mais uma dúvida, no simulador disponível no site do Funpresv para o caso do participante vinculado, existe um valor que devo definir para contribuição vinculada e um outro para participação facultativa, como a contribuição vinculada incide taxa de carregamento, devo colocar o minimo que é 6,5% e o restante devo colocar na facultativa que não incide essa taxa, a soma desses dois valores será aquilo que devo ajustar de forma a atingir o índice dos 12% da minha renda bruta tributável para obter o beneficio da dedução do IR, estou certo?

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.

    Valeu!! Boa sorte também! Obrigado por exemplificar com os números do seu caso, isso é muito bom para termos uma base se nosso raciocino está dentro do mesmo padrão.

    Colega, aproveitando sua boa vontade, no seu caso, o tribunal já deduz o IR na fonte, quando vc recebe o salário já paga a menos o IR por contribuir para Funpresv, ou você tem que informar a questão da contribuição a Funpresv apenas na declaração anual e ai sim restituir o valor dedutível?


    Sou do TRT/RJ e só na declaração anual. Caso venha a migrar de regime há uma economia adicional no custo da previdência e IR. Não migrei, até agora por conta da idade mínima de 60 anos, ainda tenho integralidade/paridade da regra 85/95 e sairia com 55 anos. Vou aguardar a regra de transição da nova reforma para decidir, pois tenho um bom Benefício Especial, acredito que vá migrar caso seja mantida a PEC 06/19.

    Huum! Economia adicional no custo da previdência e IR? Quando vc fala isso se refere as alíquotas que se a reforma for aprovada como está vão subir pra quem está no regime antigo (integralidade e paridade/média das contribuições)?
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2366
    Reputação : 323
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza em Qua 27 Fev 2019, 11:24 pm

    Pessoal, sei que não tem a ver com as discussões no fórum, mas aproveitem o período de declaração do Imposto de Renda para destinar parte do seu imposto aos Fundos da Infância e Adolescência. Não paga nada a mais, e é uma forma de ver seu imposto aplicado diretamente no Município em que vive.
    Correr Atrás
    Correr Atrás
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1472
    Reputação : 103
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : RIO DE JANEIRO

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Correr Atrás em Qui 28 Fev 2019, 12:38 am

    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:

    Carlos colegas, muito obrigado pelas informações.
    Bom saber quanto a rentabilidade tem sido um negocio rentável até o momento. Valeu pela dica com o seu caso real.
    Em relação a questão da dedução do IR, ainda fiquei um pouco confuso...pelo que entendi então houve apenas um equivoco do colega, mas realmente aquilo que aplicar na Funpresv vai sim entrar na conta do limite dos 12% de dedução no IR, correto?

    E aproveitando o ensejo, mais uma dúvida, no simulador disponível no site do Funpresv para o caso do participante vinculado, existe um valor que devo definir para contribuição vinculada e um outro para participação facultativa, como a contribuição vinculada incide taxa de carregamento, devo colocar o minimo que é 6,5% e o restante devo colocar na facultativa que não incide essa taxa, a soma desses dois valores será aquilo que devo ajustar de forma a atingir o índice dos 12% da minha renda bruta tributável para obter o beneficio da dedução do IR, estou certo?

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.

    Valeu!! Boa sorte também! Obrigado por exemplificar com os números do seu caso, isso é muito bom para termos uma base se nosso raciocino está dentro do mesmo padrão.

    Colega, aproveitando sua boa vontade, no seu caso, o tribunal já deduz o IR na fonte, quando vc recebe o salário já paga a menos o IR por contribuir para Funpresv, ou você tem que informar a questão da contribuição a Funpresv apenas na declaração anual e ai sim restituir o valor dedutível?


    Sou do TRT/RJ e só na declaração anual. Caso venha a migrar de regime há uma economia adicional no custo da previdência e IR. Não migrei, até agora por conta da idade mínima de 60 anos, ainda tenho integralidade/paridade da regra 85/95 e sairia com 55 anos. Vou aguardar a regra de transição da nova reforma para decidir, pois tenho um bom Benefício Especial, acredito que vá migrar caso seja mantida a PEC 06/19.

    Tb sou do TRT/RJ.
    Migrei.
    Pelo que venho observando no contracheque tanto a contribuição até 8,5% quanto a facultativa estão sendo deduzidas da base de cálculo do imposto de renda na fonte,
    pagando menos IR. Ou seja, não fica pro ajuste anual a restituição. Prefiro assim.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Qui 28 Fev 2019, 2:45 am

    ale1969 escreveu:O que se convencionou chamar DÉFICIT da previdência é a parte do financiamento coberta pelo Tesouro Nacional. Ocorre que o Estado brasileiro ao incorporar os diversos sistemas de previdência existentes no passado(IAPs) "embolsou" os recursos e passou a gerir um sistema favorável à época.

    Falo isso com a tranquilidade de defender uma reforma justa da previdência, que primeiro ataque os três principais problemas do sistema, a saber:

    _ Crimes tributários, como sonegação e apropriação indébita cometido por variados agentes privados e públicos, com a melhoria e investimentos na gestão(combate às fraudes);

    _ Fim das isenções e desonerações legais, que protegem grupos privados, latifundiários e grandes milionários;

    _ Fim da DRU, ou a sua contabilização como fonte de financiamento do sistema(recepcionada da EC 6/19).

    Após  resolvidos os citados problemas,passar a retirar dinheiro dos trabalhadores, antes, nunca.


    Os IAPs eram tão superavitários quanto o Funpresp hoje: você parte de um princípio de poupança. A questão é que o Estado apropriou e o povo legitimou, numa universalização que foi muito ruim para quem pagou caro por isto. Mas não é o caso de ninguém aqui, com certeza.

    Chame do que quiser, o fato é que o Tesouro tem que por cada vez mais dinheiro na previdência, e terá que por muito mais, e muito mais ainda se nada for feito. A questão é que aí você trava a economia, quebra o país e não presta toda uma outra série de obrigações (especialmente educação, saúde e infraestrutura), porque tem que priorizar um único benefício, e que é sabidamente desigual.

    Muito mais importante do que criminalizar é combater no bolso. Quem fica milionário por corrupção tem que ficar zerado. Hoje, é "lucrativo" pegar um tempinho de cadeia, em troca de mais dinheiro do que ganharia trabalhando honestamente.
    Existem, de fato, isenções e desonerações absurdas. O Brasil gasta 4% do PIB com desonerações que incluem, por exemplo, queijos, salmão. Mas será que você quer acabar com todas mesmo? Quer que sua contribuição previdenciária não seja dedução no IR? Quer um IR sem poder deduzir despesas com saúde e educação de você e seus dependentes?
    DRU não tem efeito previdenciário nenhum. Nos poucos anos em que ela "tirou" recursos da previdência, é troco de pinga do que ela permite hoje para compensação de déficit. Lembre-se da "regra Brasil". Só se instituiu e majorou contribuição porque era mais fácil e não tinha que repartir. A DRU veio para solucionar o problema criado. Mas, vá lá, coloque isto, e pode até pegar para trás...
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Qui 28 Fev 2019, 2:46 am

    Correr Atrás escreveu:
    Tb sou do TRT/RJ.
    Migrei.
    Pelo que venho observando no contracheque tanto a contribuição até 8,5% quanto a facultativa estão sendo deduzidas da base de cálculo do imposto de renda na fonte,
    pagando menos IR. Ou seja, não fica pro ajuste anual a restituição. Prefiro assim.

    Exatamente como deveria ser.
    Contribuição a entidade fechada é dedutível do IR na fonte, não precisa esperar a restituição para gozar do benefício fiscal.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2950
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos em Qui 28 Fev 2019, 2:53 am

    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    O fundamento, além da Lei do IR é a IN 1500/2014.
    Em entidade fechada de previdência pública, aquilo que o patrocinador "empata" com você é isento do imposto de renda e não interfere nos 12%.

    Aquilo que você põe a mais, aí sim, é previdência complementar individual e entra no limite de até 12% dos rendimentos tributáveis do exercício.

    Conteúdo patrocinado

    FUNPRESP - Página 2 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 21 Ago 2019, 5:25 pm