PCS JÁ



    Tópico Geral

    fuchs
    fuchs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 141
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 26/10/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fuchs em Seg 18 Nov 2013, 1:38 pm

    Que tal transformar 80% das FCs e CJs em vencimento?

    Assim todos ganhariam algum aumento e ainda por cima seria contabilizado para a aposentadoria. E olha que nem precisaria pedir arrego pro executivo, bastaria uma canetada de quem tem poder.

    josebarbos escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    fuchs escreveu:A solução é simples, deveriam criar uma GAI, gratificação de atividade interna, com valor correspondente a 35% do vencimento.

    Que tal?

    Assim ganhariam todos igualmente.

    O oficial teria sua gratificação de atividade externa, o agente teria sua gratificação de segurança e o interno a sua.

    Assim não precisaria tirar a GAE e GAS dos caras.

    Ou a intenção deles é sempre ganhar mais que os outros?

    Isso aí!!! Sem esquecer que deveriam extinguir todas as FCs, certo?

    O Judiciário encontraria dinheiro para a nova gratificação (e mais um pouco de reajuste) dentro do seu próprio orçamento!!

    Seria um mundo perfeito!
    Onde assino?

    FC nunca foi destinada corretamente mesmo. Ou é por interesse político, ou de amizade, ou para atender a certos grupinhos privilegiados. Passa LONGE, mas muito longe, dos seus objetivos institucionais. Só para dar um exemplo mínimo disto, acho que nada exemplifica melhor o fato de que a maior PRM do Brasil em autuação de PAs (todos os anos passamos do número 10.000, coisa que muita PR - estadual - não faz) não tem chefe, porque a FC está alocada em gabinete?
    fuchs
    fuchs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 141
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 26/10/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fuchs em Seg 18 Nov 2013, 1:41 pm

    Gente, vocês ainda estão fazendo comparação no salário dos Estados com o PJU. Parem com isso. Por acaso a lei 8112, que é o estatuto do servidor público, faz alguma equiparação salarial entre carreiras?

    Irão criar um estatuto do judiciário, só isso, com regras prevendo feriados, recesso, tempo para se aposentar, etc. Só querem moralizar o judiciário, criar regras claras, que é o que menos existe dentro do nosso poder.

    Najla escreveu:
    Exterminador escreveu:
    sonhador escreveu:Bem, os sindicatos gostem ou não, continuo a favor da aprovação da PEC. Não que eu pense que vão nos transformar em realeza do serviço público, mas porque tenho convicção que o modelo remuneratório será derrubado. De restante, vou aguardar os acontecimentos. E estou adorando o fato de saber que é impossível os sindicatos reverterem a lavada que tomaram nas outras votações.
    Se vai ser subsídio ou isso ou aquilo não sei, e que nós estamos desvalorizados sei muito bem. Mas o modelo remuneratório, tão querido por alguns, está com os dias contados. Simples assim. Lamento aos contrariados. Como já disse, já estamos tocando o fundo do poço. Até isso tem o lado bom.

    Você já pensou na possibilidade, com uma carreira unificada, que tal subsídio fosse fixado em valor bem abaixo da nossa tabela atual no PJU? Embora haja alguns tribunais estaduais que paguem até mais que o PJU, a grande maioria está bem abaixo. Essa hipótese representaria de fato um congelamento salarial de longo prazo para o PJU. Se é para conquistar um subsídio como esse, melhor que fique como está. Quero o subsídio, mais com ganho remuneratório, não perdas.
    É, vcs já pensaram que isso pode acontecer? Não estamos em briga de torcidas, é o nosso salário que está em jogo.
    Com o governo que temos e o STF que temos, um subsídio com tabelas péssimas seria terrível para nós.

    Eu queria saber onde é que há um mínimo sinal de fumaça de que há alguém ou algo ou alguma coisa queira nos valorizar e irá nos ajudar nessa empreitada.

    Eu não consigo enxergar. Me mostrem, por favor.
    sonhador
    sonhador
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 495
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 22/08/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por sonhador em Seg 18 Nov 2013, 2:16 pm

    Bem, cada um com sua opinião. Mantenho a minha. Não vou voltar a explicar o que penso. Espero que a PEC seja aprovada, e todos nós sabemos que vai ser. Como eu disse antes, se vai ser bom ou ruim para a coletividade, não importa para os sindicatos. Eles querem saber que vai ser ruim para eles. Apenas fingem que se preocupam conosco para nos usar como massa de manobra. Quero sim que a PEC seja aprovada.
    GCC
    GCC
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário - TJDFT
    Mensagens : 360
    Reputação : 74
    Data de inscrição : 06/02/2013

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GCC em Seg 18 Nov 2013, 2:18 pm

    fuchs escreveu:Gente, vocês ainda estão fazendo comparação no salário dos Estados com o PJU. Parem com isso. Por acaso a lei 8112, que é o estatuto do servidor público, faz alguma equiparação salarial entre carreiras?

    Irão criar um estatuto do judiciário, só isso, com regras prevendo feriados, recesso, tempo para se aposentar, etc. Só querem moralizar o judiciário, criar regras claras, que é o que menos existe dentro do nosso poder.

    Najla escreveu:
    Exterminador escreveu:
    sonhador escreveu:Bem, os sindicatos gostem ou não, continuo a favor da aprovação da PEC. Não que eu pense que vão nos transformar em realeza do serviço público, mas porque tenho convicção que o modelo remuneratório será derrubado. De restante, vou aguardar os acontecimentos. E estou adorando o fato de saber que é impossível os sindicatos reverterem a lavada que tomaram nas outras votações.
    Se vai ser subsídio ou isso ou aquilo não sei, e que nós estamos desvalorizados sei muito bem. Mas o modelo remuneratório, tão querido por alguns, está com os dias contados. Simples assim. Lamento aos contrariados. Como já disse, já estamos tocando o fundo do poço. Até isso tem o lado bom.

    Você já pensou na possibilidade, com uma carreira unificada, que tal subsídio fosse fixado em valor bem abaixo da nossa tabela atual no PJU? Embora haja alguns tribunais estaduais que paguem até mais que o PJU, a grande maioria está bem abaixo. Essa hipótese representaria de fato um congelamento salarial de longo prazo para o PJU. Se é para conquistar um subsídio como esse, melhor que fique como está. Quero o subsídio, mais com ganho remuneratório, não perdas.
    É, vcs já pensaram que isso pode acontecer? Não estamos em briga de torcidas, é o nosso salário que está em jogo.
    Com o governo que temos e o STF que temos, um subsídio com tabelas péssimas seria terrível para nós.

    Eu queria saber onde é que há um mínimo sinal de fumaça de que há alguém ou algo ou alguma coisa queira nos valorizar e irá nos ajudar nessa empreitada.

    Eu não consigo enxergar. Me mostrem, por favor.
    E o pior é qua a LEi 8.112/90 garante a paridade salarial entre as carreiras:

    Art. 40. Vencimento é a retribuição pecuniária pelo exercício de cargo público, com valor fixado em lei.


    § 4o É assegurada a isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhadas do mesmo Poder, ou entre servidores dos três Poderes, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho.


    Assim como a CF garante a reposição salarial anual, sem distinção de índices.

    Mas no Poder Judiciário, só se aplica a Lei e a CF dentro dos processos. Para a Administração, os Servidores são subespécies, apenas com o direito de ficarem calados.

    Eu, que não sou incorporado, nem OJA, nem Agente de Segurança, e não vislumbro nada de positivo para o Futuro, ainda mais com os discursos demagogos e sem objetividade de nossos representantes, torço pela PEC, pois pode ser um norte moralizador.

    Pode piorar? Pior do que está, acho difícil. Prefiro trabalhar 8h (se esse for o medo de todos) e ser tratado com respeito, com uma remuneração digna, do que ficar nesse inferno sem fim.

    Mesmo uma tabela baixa de subsídio, é boa, pois permite aumentos sem muito impacto com os incorporadões que travam nossa carreira, em prol de seus penduricalhos.
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 08/08/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Seg 18 Nov 2013, 2:18 pm

    fuchs, nem estou falando do salário.

    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.

    Quando começarmos a perder o pouco que temos, quero ver todo mundo lá na porta do STF e do CNJ, se manifestando. Ah, e se eu estiver errada, acharei excelente, não tenho nenhum problema em dizer que fiz uma análise equivocada.

    Mas se eu estiver certa, não vai ser legal ter uns gatos pingados lutando por todos nós e muito menos ver os guerreiros dos teclados fazendo militância virtual.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 08/08/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Seg 18 Nov 2013, 2:20 pm

    Tabela baixa de subsídio é boa??? eu não li isso. Eu não quero tabela baixa e subsídio de jeito nenhum.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    fuchs
    fuchs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 141
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 26/10/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fuchs em Seg 18 Nov 2013, 3:39 pm

    Sou um grande chineludo, então que venha a PEC. Acredito que coisa boa pode vir para o meu caso, chineludo hehehe.

    GCC escreveu:
    fuchs escreveu:Gente, vocês ainda estão fazendo comparação no salário dos Estados com o PJU. Parem com isso. Por acaso a lei 8112, que é o estatuto do servidor público, faz alguma equiparação salarial entre carreiras?

    Irão criar um estatuto do judiciário, só isso, com regras prevendo feriados, recesso, tempo para se aposentar, etc. Só querem moralizar o judiciário, criar regras claras, que é o que menos existe dentro do nosso poder.

    Najla escreveu:
    Exterminador escreveu:Você já pensou na possibilidade, com uma carreira unificada, que tal subsídio fosse fixado em valor bem abaixo da nossa tabela atual no PJU? Embora haja alguns tribunais estaduais que paguem até mais que o PJU, a grande maioria está bem abaixo. Essa hipótese representaria de fato um congelamento salarial de longo prazo para o PJU. Se é para conquistar um subsídio como esse, melhor que fique como está. Quero o subsídio, mais com ganho remuneratório, não perdas.
    É, vcs já pensaram que isso pode acontecer? Não estamos em briga de torcidas, é o nosso salário que está em jogo.
    Com o governo que temos e o STF que temos, um subsídio com tabelas péssimas seria terrível para nós.

    Eu queria saber onde é que há um mínimo sinal de fumaça de que há alguém ou algo ou alguma coisa queira nos valorizar e irá nos ajudar nessa empreitada.

    Eu não consigo enxergar. Me mostrem, por favor.
    E o pior é qua a LEi 8.112/90 garante a paridade salarial entre as carreiras:

     Art. 40.  Vencimento é a retribuição pecuniária pelo exercício de cargo público, com valor fixado em lei.


           § 4o  É assegurada a isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhadas do mesmo Poder, ou entre servidores dos três Poderes, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho.


    Assim como a CF garante a reposição salarial anual, sem distinção de índices.

    Mas no Poder Judiciário, só se aplica a Lei e a CF dentro dos processos. Para a Administração, os Servidores são subespécies, apenas com o direito de ficarem calados.

    Eu, que não sou incorporado, nem OJA, nem Agente de Segurança, e não vislumbro nada de positivo para o Futuro, ainda mais com os discursos demagogos e sem objetividade de nossos representantes, torço pela PEC, pois pode ser um norte moralizador.

    Pode piorar? Pior do que está, acho difícil. Prefiro trabalhar 8h (se esse for o medo de todos) e ser tratado com respeito, com uma remuneração digna, do que ficar nesse inferno sem fim.

    Mesmo uma tabela baixa de subsídio, é boa, pois permite aumentos sem muito impacto com os incorporadões que travam nossa carreira, em prol de seus penduricalhos.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por darkshi em Seg 18 Nov 2013, 4:51 pm

    Najla escreveu:
    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.
    Não sei....
    Claro que eu não vejo neste estatuto como uma possibilidade de retorno de antigos direitos que os servidores dos estados ainda tem.
    Mas não vejo que servidores (pq afinal de contas, não será um magistrado que irá escrever o estatuto) vá criar regras que piorar a propria carreira.

    Claro que desse mato pode sair qualquer coisa.


    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Seg 18 Nov 2013, 5:25 pm

    Najla escreveu:fuchs, nem estou falando do salário.

    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.

    Quando começarmos a perder o pouco que temos, quero ver todo mundo lá na porta do STF e do CNJ, se manifestando. Ah, e se eu estiver errada, acharei excelente, não tenho nenhum problema em dizer que fiz uma análise equivocada.

    Mas se eu estiver certa, não vai ser legal ter uns gatos pingados lutando por todos nós e muito menos ver os guerreiros dos teclados fazendo militância virtual.

    Cabe ainda destacar que pela PEC o estatuto será uma Lei Complementar e não ordinária como a 8.112/90. Hierarquicamente, se é que podemos falar nisso, a LC pode mais.
    avatar
    OJ_Leoqr
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 414
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 19/08/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por OJ_Leoqr em Seg 18 Nov 2013, 5:25 pm

    PaladinoRS escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    PaladinoRS escreveu: Toma uma maracujina primeiro. Não discuto com gente histérica. Não vou baixar ao seu nível.
    Não tô querendo discutir contigo não, seu mané!!
    Eu poderia cair na tua pilha e ficar trocando insultos contigo, que é o que vc deve estar querendo. Porém vejo suas palavras como um desabafo, um sinal de desespero e por isso te perdoo. Também sou psicólogo e acredito que vc deva ter sido vítima de abuso quando criança. Toda essa sua agressividade é um forte sinal disso.

    Aconselho, para o seu próprio bem, que vc procure ajuda de um especialista, que relate esse abuso que vc sofreu e que toque sua vida pra frente. Afinal, como vc poderá realizar as tarefas que seu cargo exige se não consegue controlar suas próprias emoções.

    Fique com Deus e tire esse rancor do coração.
    É incrível como as pessoas ficam corajosas atrás de um apelido!!

    Cara a cara você nunca ousaria dizer isso... Seu [moderado]!


    Última edição por Galizezin em Seg 18 Nov 2013, 7:49 pm, editado 1 vez(es) (Razão : palavra de baixo calão)
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Seg 18 Nov 2013, 5:45 pm

    Najla escreveu:Tabela baixa de subsídio é boa??? eu não li isso. Eu não quero tabela baixa e subsídio de jeito nenhum.

    Pegando um gancho aqui Najla, a Anata irá trabalhar de que forma? Bem, digo o seguinte, realizará uma assembleia para deliberação dos associados quanto a um modelo de plano (que será o desejável pela associação) ou dentro dos debates dos sindicatos/da Ferrajufe (através de representante) irá tentar apresentar ideias?
    Outrossim, fica a sugestão da associação emitir nesse momento um comunicado para o servidor sobre os últimos andamentos da carreira (reenquadramento, a previsível não antecipação da parcela de 2015, a iminência da aprovação da PEC do estatuto, o debate que será/está sendo iniciado na Ferrajufe sobre a carreira etc.) e o instigando à reflexão, assim como solicitando que os associados da Anata repliquem nos emails, redes sociais.
    Exterminador
    Exterminador
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : OJAF
    Mensagens : 744
    Reputação : 13
    Data de inscrição : 14/07/2010
    Localização : TRT 14ª Reg.

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Exterminador em Seg 18 Nov 2013, 5:50 pm

    Najla escreveu:fuchs, nem estou falando do salário.

    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.

    Quando começarmos a perder o pouco que temos, quero ver todo mundo lá na porta do STF e do CNJ, se manifestando. Ah, e se eu estiver errada, acharei excelente, não tenho nenhum problema em dizer que fiz uma análise equivocada.

    Mas se eu estiver certa, não vai ser legal ter uns gatos pingados lutando por todos nós e muito menos ver os guerreiros dos teclados fazendo militância virtual.
    Meu medo não é, sequer, o que o STF pode aprontar no projeto de estatuto.

    É o que a Dilma, que tem o congresso na mão, pode escrever neste estatuto.

    Porque a PEC não faz mais do que obrigar o STF a emitir um cheque em branco para o Congresso Nacional.

    Já que, qualquer emenda que não crie despesas, será considerada constitucional, sem que se reconheça vício de origem, de acordo com a jurisprudência pacifica do STF.

    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Seg 18 Nov 2013, 6:00 pm

    TVs públicas lamentam perda de faixa de frequência para banda larga 4G

    Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados

    Algumas cidades poderão ficar sem sinal de TVs públicas com a decisão do governo de destinar faixa de 700 MHz para a internet de quarta geração. Ministério das Comunicações alega que cobertura de banda larga móvel nas áreas urbanas e rurais vai melhorar.

    Representantes das TVs públicas lamentaram nesta quinta-feira (14) a perda da faixa de frequência de 700 MHz, que passará a ser destinada para a banda larga móvel de quarta geração (4G) – usada em notebooks, tablets e telefones celulares. O assunto foi debatido em audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados.

    Ontem, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou no Diário Oficial da União resolução que aprova o uso da faixa de 700 MHz em serviços de 4G. A previsão é que o leilão da faixa ocorra no primeiro semestre do ano que vem.

    Hoje, essa faixa abrange os canais de 52 a 69 do UHF, destinados à TV aberta em sua maioria. Segundo a resolução, a agência só vai publicar o edital de licitação da faixa após concluir o replanejamento dos canais de TV e os estudos sobre a interferência dos serviços de telecomunicações nos serviços de radiodifusão (rádio e TV).

    No entanto, o presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC - responsável pela transmissão da TV Brasil), Nelson Breve, destacou que, enquanto não terminar o processo de transição da TV analógica para TV digital no País, previsto para o período de 2015 a 2018, algumas cidades vão ficar sem a transmissão da TV pública brasileira, como Campinas (SP). “Primeiro virá o leilão de 4G, que é aquilo que dá dinheiro, depois será garantida a cidadania”, criticou. “Estamos desapropriados e isso já é fato consumado. Só tenho a lamentar.”

    Para Nelson Breve, outras faixas do espectro poderiam ter sido destinadas para o 4G, como já foram. No ano passado, foi promovido leilão de 4G na frequência de 2,5 GHz, sendo as quatro faixas nacionais adquiridas pelas empresas Vivo, Claro, Oi e TIM. “O que vão fazer com todas as torres de celular da faixa de 2,5 Ghz?”, questionou. “Essa falta de visão estratégica me assusta, porque sempre é privilegiado o setor econômico, e não o cidadão”, disse.

    Operador público

    Na visão do presidente da EBC, como contrapartida à liberação da faixa de 700 MHz, a Anatel deveria obrigar as empresas de telecomunicações que vencerem o leilão de 4G a construir o operador nacional público de radiodifusão, que possibilitaria a universalização da comunicação pública no Brasil. “É o mínimo que a Anatel pode fazer, para compensar o cidadão”, opinou. O operador seria responsável pela transmissão dos sinais de diversas emissoras do campo público, nacionais e locais, incluindo canais universitários, legislativos, estatais e também os canais comunitários.

    O presidente da Frente Nacional pela Valorização das TVs do Campo Público (Frenavatec), Mário Jéfferson, também reclamou que o governo não deu ouvidos às demandas das TVs públicas. “Vamos ficar atrasados mais de 50 anos na implantação da comunicação pública no Brasil”, disse.

    Mais qualidade

    Já o representante do Ministério das Comunicações na audiência, Marcelo Ferreira, ressaltou a importância da banda larga de alta velocidade para o desenvolvimento do País. Segundo ele, com a nova faixa, a cobertura de banda larga móvel nas áreas urbanas e rurais vai melhorar. “Outro benefício será a necessidade de menos investimentos em torres de celular, comparadas a outras faixas de frequência”, completou.

    A faixa de 700 MHz é considerada uma faixa nobre no espectro de radiofrequência brasileiro, que é um bem público. De acordo com Ferreira, no mundo inteiro essa faixa tem sido destinada para a banda larga móvel.

    Conforme o superintendente de Outorga e Recursos à Prestação da Anatel, Marconi Maya, hoje 4.580 canais de TV funcionam nessa faixa de 700 MHz. Um dos desafios, segundo ele, será realocar os canais públicos (como TV Câmara e TV Senado) e regulamentar o funcionamento de um canal da cidadania em cada município brasileiro, ressalvada a impossibilidade técnica.

    Marconi Maya afirmou que, ainda este ano, a Anatel vai concluir as consultas públicas sobre o novo plano de distribuição de canais em todos os estados do Brasil. Após concluída essa etapa, a agência poderá ter dimensão dos custos dessa transição. O superintendente descartou a possibilidade de o edital do 4G prever a contrapartida do operador nacional de TVs públicas.

    O deputado Izalci (PSDB-DF), que sugeriu o debate, também afirmou que o Brasil precisa, no setor das comunicações, de um planejamento de longo prazo. Conforme o deputado, grande parte da população hoje recebe informações importantes por meio das TVs públicas. Porém, ele salientou que a banda larga de qualidade é muito importante, especialmente para o campo da educação.

    Reportagem – Lara Haje
    Edição – Daniella Cronemberger

    A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

    andre3107
    andre3107
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 1112
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 31/08/2012
    Localização : Belém/PA

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por andre3107 em Seg 18 Nov 2013, 6:53 pm

    ADORADORES DE MENSALEIROS ARMAM PROTESTO PATÉTICO NO DF

    DEPUTADO E SECRETÁRIO DO GOVERNO DO DF PROMOVEM PROTESTO MODESTO

    Publicado: 16 de novembro de 2013 às 20:59

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Contavam-se nos dedos os adoradores de mensaleiros, como Policarpo e Lacerda, na porta da PF

    Apenas duas dezenas de pessoas se concentraram diante da superintendência regional da Polícia Federal, em Brasília, para protestar contra as prisões de dirigentes petistas condenados pelo Supremo Tribunal Federal por crime da ladroagem do mensalão, o maior escândalo de corrupção da História do Brasil.

    Os “gatos pingados” que se aventuraram no protesto foram arregimentados pelo deputado federal Policaro (PT-DF) e por Wilmar Lacerda, secretário de Administração do governo do Distrito Federal. Fotos da presepada foram divulgadas nas redes sociais.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por darkshi em Seg 18 Nov 2013, 7:31 pm

    camirecas escreveu:
    Najla escreveu:fuchs, nem estou falando do salário.

    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.

    Quando começarmos a perder o pouco que temos, quero ver todo mundo lá na porta do STF e do CNJ, se manifestando. Ah, e se eu estiver errada, acharei excelente, não tenho nenhum problema em dizer que fiz uma análise equivocada.

    Mas se eu estiver certa, não vai ser legal ter uns gatos pingados lutando por todos nós e muito menos ver os guerreiros dos teclados fazendo militância virtual.
    Cabe ainda destacar que pela PEC o estatuto será uma Lei Complementar e não ordinária como a 8.112/90. Hierarquicamente, se é que podemos falar nisso, a LC pode mais.
    Sejamos praticos.
    O que podemos ganhar?
    O que podem retirar?

    Acredito mesmo que não será feito nada muito diferente do que já temos com a 8112.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 7:41 pm



    Até agora ainda não consegui vislumbrar o dinheiro público do visanet, conglomerado de 25 instituições financeiras.

    O julgamento já rolou! E o enriquecimento ilícito de Dirceu e Genoíno? Quando penso no Maluf, Cachoeira, esse nosso sistema judicial é engraçado. Não tou alegando inocência de ninguém, reflito sobre nossa doca justiça.

    Mas aguardemos, não entendi, e ninguém ainda teve a decência de explicar, por que o processo do "mensalão" do PSDB (mineiro), cronologicamente foi anterior ao do PT, aliás, dizem que deu origem, teve desmembramento das pessoas sem foro privilegiado (negado no do PT), está parado com prescrição de algumas penas.

    Espero que realmente a república tenha mudada. Se for só para uns, terá mudado para que nada mude.
    (Camirecas)


    Pois é! Esse é o ponto. A roda da política muda e quem fica por baixo se lasca.

    O Governo é do PT, mas a infraestrutura judicial parece ser da oposição.

    Mensalão do PSDB ninguém fala!

    Certo está o Pizzolato, com dupla nacionalidade, e quando o poder muda de lado

    ele tem para onde correr. Seria interessante a Itália refazer o julgamento do mensalão

    para o Pizzolato. Não vai ocorrer, mas se ocorresse seria a prova dos nove.

    E os heróis da revolução, os ex-guerrilheiros, não conseguiram defender nem a própria pele!

    Amigos do Lula, todos se lascaram, enquanto o Lula saiu de boa.

    Genoíno toma banho de água fria e fica doente.. Antes o cara poderia ser deputado por mais 20

    anos! O PT ainda vai dar uma reviravolta nisso, e mandar soltar todo mundo...
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6699
    Reputação : 295
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin em Seg 18 Nov 2013, 7:52 pm

    Peço aos colegas PaladinoRS e OJ_Leoqr que mantenham o bom senso.


    _________________
    NO RACISM!
    Exterminador
    Exterminador
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : OJAF
    Mensagens : 744
    Reputação : 13
    Data de inscrição : 14/07/2010
    Localização : TRT 14ª Reg.

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Exterminador em Seg 18 Nov 2013, 7:56 pm

    darkshi escreveu:
    Najla escreveu:
    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.
    Não sei....
    Claro que eu não vejo neste estatuto como uma possibilidade de retorno de antigos direitos que os servidores dos estados ainda tem.
    Mas não vejo que servidores (pq afinal de contas, não será um magistrado que irá escrever o estatuto) vá criar regras que piorar a propria carreira.

    Claro que desse mato pode sair qualquer coisa.


    Acredito também que o estatuto do STF será até bom. Meu medo são as emendas parlamentares, pois uma vez proposta a lei, o congresso poderá modificá-la ao seu bel prazer (propondo até mesmo paridade entre estaduais e federais, o que não sairá da mesa do STF). Poderia, até mesmo, adotar o subsídio por uma tabela rebaixada, prever um teto remuneratório de, digamos, R$3.000,00 para técnicos e R$4.500,00 para analistas (se houver algum tipo de equiparação, certamente nivelará por baixo), o que poderia representar para nós um congelamento salarial de uns vinte anos.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 8:10 pm

    Exterminador escreveu:
    Najla escreveu:fuchs, nem estou falando do salário.

    Quem vai escrever o estatuto? o STF e o CNJ.
    O que o STF e o CNJ fizeram em favor do servidor nos últimos anos?
    Logo, minha conclusão, é que farão o pior nesse estatuto.

    Quando começarmos a perder o pouco que temos, quero ver todo mundo lá na porta do STF e do CNJ, se manifestando. Ah, e se eu estiver errada, acharei excelente, não tenho nenhum problema em dizer que fiz uma análise equivocada.

    Mas se eu estiver certa, não vai ser legal ter uns gatos pingados lutando por todos nós e muito menos ver os guerreiros dos teclados fazendo militância virtual.
    Meu medo não é, sequer, o que o STF pode aprontar no projeto de estatuto.

    É o que a Dilma, que tem o congresso na mão, pode escrever neste estatuto.

    Porque a PEC não faz mais do que obrigar o STF a emitir um cheque em branco para o Congresso Nacional.

    Já que, qualquer emenda que não crie despesas, será considerada constitucional, sem que se reconheça vício de origem, de acordo com a jurisprudência pacifica do STF.




    Esse é o ponto! A PEC 190 cria a obrigação para o STF escrever o Estatuto.

    Depois vai para o Congresso e o Governo o reescreverá da forma que achar melhor.

    No final, o Governo imporá várias coisas ao judiciário, que só terá o dever de cumprir.

    E para nós, servidores? Isso é ruim? Claro que não!
    Ruim é continuar nas garras da Fenajufe que já declarou que vai "lutar até a morte" pelos privilégios dos incorporados.

    Enquanto isso os servidores padecem, a carreira afunda, as dívidas aumentam, a conta do reajuste fica alta demais e o Governo nunca pagará, justamente por ser alta.

    Então a PEC 190 vai nos libertar! E se é ruim para a Fenajufe, é ótima para os servidores!
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Seg 18 Nov 2013, 8:13 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:

    Até agora ainda não consegui vislumbrar o dinheiro público do visanet, conglomerado de 25 instituições financeiras.

    O julgamento já rolou! E o enriquecimento ilícito de Dirceu e Genoíno? Quando penso no Maluf, Cachoeira, esse nosso sistema judicial é engraçado. Não tou alegando inocência de ninguém, reflito sobre nossa doca justiça.

    Mas aguardemos, não entendi, e ninguém ainda teve a decência de explicar, por que o processo do "mensalão" do PSDB (mineiro), cronologicamente foi anterior ao do PT, aliás, dizem que deu origem, teve desmembramento das pessoas sem foro privilegiado (negado no do PT), está parado com prescrição de algumas penas.

    Espero que realmente a república tenha mudada. Se for só para uns, terá mudado para que nada mude.
    (Camirecas)


    Pois é! Esse é o ponto. A roda da política muda e quem fica por baixo se lasca.

    O Governo é do PT, mas a infraestrutura judicial parece ser da oposição.

    Mensalão do PSDB ninguém fala!

    Certo está o Pizzolato, com dupla nacionalidade, e quando o poder muda de lado

    ele tem para onde correr. Seria interessante a Itália refazer o julgamento do mensalão

    para o Pizzolato. Não vai ocorrer, mas se ocorresse seria a prova dos nove.

    E os heróis da revolução, os ex-guerrilheiros, não conseguiram defender nem a própria pele!

    Amigos do Lula, todos se lascaram, enquanto o Lula saiu de boa.

    Genoíno toma banho de água fria e fica doente.. Antes o cara poderia ser deputado por mais 20

    anos! O PT ainda vai dar uma reviravolta nisso, e mandar soltar todo mundo...
    Complementando o Vander, eu, como servidor do Poder Judiciário, me preocupo muito com a legalidade de meus atos no cotidiano e acho que deva ser obrigação de qualquer membro do poder. Agora, os caras foram condenados em semi-aberto, estão cumprindo no fechado, se apresentaram espontaneamente, foram conduzidos para Brasília, sendo que a legislação permite o cumprimento na localidade da família, foram presos sem todas as formalidades legais estarem prontas... Bem, se a mais alta corte age assim, imagine o que o cidadão comum não passa lá na ponta?
    andre3107
    andre3107
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 1112
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 31/08/2012
    Localização : Belém/PA

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por andre3107 em Seg 18 Nov 2013, 8:38 pm

    Fenajufe vai ao Senado buscar apoio contra a PEC 59/2013, que cria o Estatuto dos Servidores do Judiciário

    Em continuidade à luta contra a aprovação da PEC 59/2013, que dispõe sobre o estatuto dos servidores do Poder Judiciário, os coordenadores da Fenajufe, João Batista e Eugênia Lacerda, estiveram reunidos nesta segunda-feira (18/11) com o líder do PT no Congresso, senador José Pimentel (PT/CE). Na ocasião eles apresentaram a posição contrária da Federação a esta proposta que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

    Na audiência, João Batista e Eugênia Lacerda deixaram claro que a Fenajufe é contra a PEC 59/2013, conforme deliberação da sua reunião ampliada, realizada no dia 10 de novembro. Eles argumentaram que hão houve um debate aprofundado e aberto com todos os envolvidos até o momento, o que acabou provocando um desconhecimento por parte dos parlamentares com relação às posições e preocupações de grande parte dos servidores do Judiciário, tanto da União como dos estados. O próprio senador Pimentel levantou um dos possíveis problemas, que seria a questão do reajuste salarial nos mesmos parâmetros para todos. Segundo ele, “qualquer aumento de salário nesse sentido precisaria da anuência de todos os governadores”. Isso, sem dúvida, engessaria demais as negociações.  

    Outra preocupação apontada pelos representantes da Fenajufe é a perda de direitos. Eles destacaram que os servidores do Poder Judiciário da União não têm interesse em deixar o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112, de 1990), mantendo-se assim em unidade com os servidores públicos dos demais Poderes da República. O mesmo ocorre em vários Estados, onde os servidores dos Tribunais de Justiça também não abrem mão dos direitos positivados em lei, nem da unidade com os servidores dos outros Poderes, em seus estatutos estaduais.

    No mesmo dia os dirigentes da Fenajufe foram recebidos por Maria Cléia Santos de Oliveira e Karina Bernardino Lesch, assessoras do senador Valdir Raupp (PMDB/RO), que é relator da matéria na CCJ e em breve receberá a Fenajufe para tratar do assunto. Eles colocaram as mesmas questões da audiência com José Pimentel e ouviram de Karina Lesch a afirmação de que o Senado não mostra nenhuma tendência de aprovar a isonomia salarial, que é um argumentos utilizados por defensores da PEC 59/2013 junto a algumas bases de servidores do Judiciário Estadual.

    "Nas audiências, alertamos sobre a perda de direitos para os dois segmentos em caso de aprovação do Estatuto Único, tanto os servidores do Judiciário Estadual com a perda de um processo célere de aprovação de cargos e salários, além de outros benefícios que os federais não têm (anuênios, licença-prêmio e outros), como os servidores do Judiciário Federal com a saída das leis 8.112/90 e 11.416/2006”, afirmou João Batista.  Ele disse ainda que, com essa PEC, sem fazer o debate necessário na base dos sindicatos, há mais perdedores do que ganhadores. Reforçando a preocupação com essas questões, Maria Eugênia enfatizou que é fundamental que, além da Fenajufe, seus sindicatos de base e todos os servidores do Judiciário Federal devem se esforçar para que a PEC 59/2013 seja rejeitada no Senado.

    Os trabalhos da Fenajufe no Senado continuam nesta terça-feira (19/11), quando deve acontecer audiência com o senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE). Além disso, há contatos da Federação em busca de audiências com outras lideranças do Senado, sobretudo os membros da CCJ.

    Campanha pela rejeição da PEC 59/2013

    A Fenajufe orienta os sindicatos filiados e toda a categoria a também pressionarem imediatamente os senadores para que votem contra a aprovação desta PEC. Será fundamental que todos façam uma campanha com os senadores nos estados para explicar os motivos para não aprovação da PEC 59/2013 e abra um diálogo maior com as entidades dos servidores estaduais explicando os prejuízos que podem ocorrer para os trabalhadores do Judiciário Federal e Estadual com a criação do estatuto, principalmente dos direitos que podem ser retirados tanto no Judiciário Federal quanto no Estadual, inclusive redução das remunerações.

    Além disso, a Federação organizou uma campanha pela Internet e orienta os sindicatos e toda a categoria a pressionar previamente os senadores também por meio de mensagem eletrônica. Para participar basta clicar aqui, preencher nome e email, e enviar uma carta simultaneamente a todos os senadores solicitando a rejeição da PEC 59/2013.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 8:38 pm

    CHEGA DE ENROLAÇÃO DA FENAJUFE!
    SERVIDORES NÃO AGUENTAM MAIS.

    Tópico Geral - Página 2 2Q==

    MANIFESTO DE CONTAGEM -MG
    14 de novembro de 2013

    "Que se faça uma consulta nacional online a todos os servidores de todo o Judiciário da União sobre qual o plano de carreira realmente desejado pela categoria."


    Os servidores estão indignados com a absurda enrolação da Fenajufe, que se traduz em tentar postegar ao máximo a definição de uma política salarial.

    O intuito é continuar a 'luta até a morte' em prol dos privilégios de alguns poucos superincorporados do Judiciário, em total prejuízo de todos os demais.

    A conta do reajuste vai ficando alta demais, e o Governo não pagará, justamente por ser alta, consolidando perdas definitivas para a categoria dos servidores.

    Veja a íntegra do Manifesto dos Servidores de Contagem:

    "TRISTE ANO NOVO

    Se aproxima o fim de mais um ano, e as perspectivas da carreira dos servidores do judiciário se tornam cada vez mais sombrias. Nota-se um total descaso do Governo Federal e do próprio Poder Judiciário com o futuro dos seus quadros funcionais. Aliado a isso, temos sindicatos e a Fenajufe com planos mirabolantes, fazendo seminários e mais seminários, com infinitas eleições de delegados e mais delegados, congressos, reuniões ampliadas que não resolvem absolutamente nada. Perguntamos: qual a ação concreta de luta para no mínimo repor as perdas salariais com a inflação para o ano que vem? A verdade é uma só, iremos mais uma vez perder a oportunidade de lutar por um aumento na remuneração em um ano eleitoral e de Copa do Mundo, tudo por causa de uma burocracia irracional. A solução é simples: que a Fenajufe e os sindicatos esqueçam essas brigas de tendências internas que não levam a nada e se unam em um plano simples e enxuto que possa ser submetido rapidamente a categoria através de uma consulta online. Não adianta ficar fazendo visitas sociais a diretor de supremo e outros cargos de menor expressão, já que eles não possuem nenhum poder de decisão. Além disso, as autoridades do judiciário não estão interessadas em questionar junto ao governo melhorias para os servidores, vide projeto enviado ao congresso com reajuste somente para os magistrados.
    Que se faça uma consulta nacional online a todos os servidores de todo o Judiciário da União sobre qual o plano de carreira realmente desejado pela categoria: Vencimento + GAJ, Gratificação de Desempenho, subsídio ou data base e que, após o resultado, se enterre de uma vez esse conflito que tantas forças tira da categoria. Que se mostre o ganho em cada um desses modelos e o custo de implantação de cada um.
    Outro absurdo recente é a postergação infinita do pagamento da URV, além de descumprir o acordo firmado diminuindo erroneamente o valor, são feitas exigências absurdas de que os servidores desistam de ações judiciais, muitas já arquivadas, sendo que já foram assinados termos de desistência no pagamento das duas primeiras parcelas. Além disso, é importante fazer uma pergunta: é justo que um trabalhador tenha que renunciar a um direito antes de receber? Fora isso, o STF nas ADIN 4357 e 4425 já decidiu que a forma de aplicação dos juros da lei 9497/1977 que usa índice oficial + juros de poupança é inconstitucional, ou seja, a exigência do TCU que obrigou a redução dos valores que deveriam ser pagos aos servidores na última parcela, bem como que servidores tenham até mesmo que devolver valores, está totalmente equivocada. Inclusive, a Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais já até cancelou sua súmula 61 que determinava a correção pelo índice oficial + juros de poupança, ou seja, a correção deve ser feita pela sistemática anterior, juros de 1% (um por cento) ao mês mais atualização monetária pelo INPC. Diante disso perguntamos: o que os sindicatos e a Fenajufe estão fazendo para reverter a injustiça dessa diminuição de valores?
    Também é necessário relatar que, a demanda de trabalho que já era grande, está se tornando muito maior com a implantação do processo judicial eletrônico. Muitos servidores, em função do acúmulo de trabalho, em grande parte devido à inoperatividade do sistema, estão tendo que levar trabalho para casa e estender sua jornada para cumprir prazos. Servidores estão inclusive realizando operações de madrugada. De que adianta o poder judiciário fazer inúmeras pesquisas, promover uma série de cursos e seminários sobre a qualidade de vida, se o servidor está tendo que renunciar à sua qualidade de vida dentro do seu local de trabalho e do seu próprio lar.
    Nestes termos os servidores da Justiça do Trabalho de Contagem/MG vêm demonstrar sua indignação com o descaso geral com a categoria e alertar que, caso os servidores fiquem parados esperando bondades do governo e de autoridades do judiciário, teremos um triste ano novo.


    Assinantes

    Adsley Macedo de Oliveira
    Adriana Aparecida Badaró
    André luiz A santos
    Andréia Dias Castelano Matos
    Ângela Maria Pedrosa
    Antonio Bessa de Almeida
    Carlos Nazareno da Silva Coutinho
    Caroline Batista Martins
    Christian Cavallere de Oliveira
    Cláudia Renata
    Dabiana Pedrosa França
    Danielle Rezende
    Edna Maria de Alcântara
    Eduardo Franklin Gondim Arruda
    Eliana Olinda de Melo
    Eliane Lúcia Coelho Reis
    Fabiane Martins Huara
    Fernanda Sousa
    Frederich Silva Magalhães
    Gabriela Alencar Besiano
    Geovanny de Sousa Liduário
    Gezane Azevedo
    Giovanna de Abreu Campos
    Isabela Maria Mageste Martins Messias
    Jacqueline Palhares de Araújo
    Janaína Gandra Lages
    João Batista Ramos
    João Henrique L. de Almeida
    João Roberto Pereira
    Leonidas Sales do Carmo
    Luiz Carlos Navarro
    Luciana coelho de Freitas
    Luciene Aparecida da Silva
    Marcone da Silva Ferreira
    Maria Almeida Benine
    Maria Antônia Claret Arantes Silva
    Maria de Fátima Coelho
    Maria de Lourdes Santos Aguiar
    Maria Lídia Ferreira
    Mauro Américo Verona
    Michelle Tabata Ferreira
    Milton Joaquim Simão
    Odete A Oliveira
    Paulo José da Silva
    Peterson Santa Rosa Sarmento
    Rafael Rocha dos Santos
    Raquel Paulino
    Renato da Silva Mitsuichi
    Richard Rodrigues Santiago
    Roberta Mendonça
    Rosângela Rodrigues
    Sayonara vasconcelos Rocha
    Vânia Aparecida Santos e Silva
    Wagner Alves Léo"

    Insira-se meu nome.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 9:31 pm

    andre3107 escreveu:Fenajufe vai ao Senado buscar apoio contra a PEC 59/2013, que cria o Estatuto dos Servidores do Judiciário

    Em continuidade à luta contra a aprovação da PEC 59/2013, que dispõe sobre o estatuto dos servidores do Poder Judiciário, os coordenadores da Fenajufe, João Batista e Eugênia Lacerda, estiveram reunidos nesta segunda-feira (18/11) com o líder do PT no Congresso, senador José Pimentel (PT/CE). Na ocasião eles apresentaram a posição contrária da Federação a esta proposta que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

    Na audiência, João Batista e Eugênia Lacerda deixaram claro que a Fenajufe é contra a PEC 59/2013, conforme deliberação da sua reunião ampliada, realizada no dia 10 de novembro. Eles argumentaram que hão houve um debate aprofundado e aberto com todos os envolvidos até o momento, o que acabou provocando um desconhecimento por parte dos parlamentares com relação às posições e preocupações de grande parte dos servidores do Judiciário, tanto da União como dos estados. O próprio senador Pimentel levantou um dos possíveis problemas, que seria a questão do reajuste salarial nos mesmos parâmetros para todos. Segundo ele, “qualquer aumento de salário nesse sentido precisaria da anuência de todos os governadores”. Isso, sem dúvida, engessaria demais as negociações.  

    Outra preocupação apontada pelos representantes da Fenajufe é a perda de direitos. Eles destacaram que os servidores do Poder Judiciário da União não têm interesse em deixar o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112, de 1990), mantendo-se assim em unidade com os servidores públicos dos demais Poderes da República. O mesmo ocorre em vários Estados, onde os servidores dos Tribunais de Justiça também não abrem mão dos direitos positivados em lei, nem da unidade com os servidores dos outros Poderes, em seus estatutos estaduais.

    No mesmo dia os dirigentes da Fenajufe foram recebidos por Maria Cléia Santos de Oliveira e Karina Bernardino Lesch, assessoras do senador Valdir Raupp (PMDB/RO), que é relator da matéria na CCJ e em breve receberá a Fenajufe para tratar do assunto. Eles colocaram as mesmas questões da audiência com José Pimentel e ouviram de Karina Lesch a afirmação de que o Senado não mostra nenhuma tendência de aprovar a isonomia salarial, que é um argumentos utilizados por defensores da PEC 59/2013 junto a algumas bases de servidores do Judiciário Estadual.

    "Nas audiências, alertamos sobre a perda de direitos para os dois segmentos em caso de aprovação do Estatuto Único, tanto os servidores do Judiciário Estadual com a perda de um processo célere de aprovação de cargos e salários, além de outros benefícios que os federais não têm (anuênios, licença-prêmio e outros), como os servidores do Judiciário Federal com a saída das leis 8.112/90 e 11.416/2006”, afirmou João Batista.  Ele disse ainda que, com essa PEC, sem fazer o debate necessário na base dos sindicatos, há mais perdedores do que ganhadores. Reforçando a preocupação com essas questões, Maria Eugênia enfatizou que é fundamental que, além da Fenajufe, seus sindicatos de base e todos os servidores do Judiciário Federal devem se esforçar para que a PEC 59/2013 seja rejeitada no Senado.

    Os trabalhos da Fenajufe no Senado continuam nesta terça-feira (19/11), quando deve acontecer audiência com o senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE). Além disso, há contatos da Federação em busca de audiências com outras lideranças do Senado, sobretudo os membros da CCJ.

    Campanha pela rejeição da PEC 59/2013

    A Fenajufe orienta os sindicatos filiados e toda a categoria a também pressionarem imediatamente os senadores para que votem contra a aprovação desta PEC. Será fundamental que todos façam uma campanha com os senadores nos estados para explicar os motivos para não aprovação da PEC 59/2013 e abra um diálogo maior com as entidades dos servidores estaduais explicando os prejuízos que podem ocorrer para os trabalhadores do Judiciário Federal e Estadual com a criação do estatuto, principalmente dos direitos que podem ser retirados tanto no Judiciário Federal quanto no Estadual, inclusive redução das remunerações.

    Além disso, a Federação organizou uma campanha pela Internet e orienta os sindicatos e toda a categoria a pressionar previamente os senadores também por meio de mensagem eletrônica. Para participar basta clicar aqui, preencher nome e email, e enviar uma carta simultaneamente a todos os senadores solicitando a rejeição da PEC 59/2013.

    http://www.fenajufe.org.br/index.php/imprensa/ultimas-noticias/fenajufe/1515-fenajufe-vai-ao-senado-buscar-apoio-contra-a-pec-59-2013-que-cria-um-estatuto-dos-servidores-do-judiciario
    Ao que tudo indica a Fenajufe já sabe que vai perder, só não sabe quando. Enquanto detinha o poder de fulminar a carreira querendo empurrar o mamutão tava morrendo de rir. Agora, vem pedindo arrego com medo da PEC ser aprovada. Até o Poli que era braço forte mudou de lado.

    A morte se aproxima que o desespero faz os "representantes" buscarem outras mentiras para enganar o pessoal. Daqui há pouco, de tanto enviar delegados pra isso ou aquilo, vai acabar saindo dos quadros do judiciário e indo para a polícia federal.

    A lenga lenga é sempre a mesma. Vamos perder direitos! E quem não tem direitos, vai perder o quê? Como eu e muitos outros já disseram aqui: chegamos ao fundo do poço, não temos mais o que perder. Diferentemente dos incorporados, o que vier pra nós vai ser lucro.

    Que venha a PEC, que seja logo aprovada e que possamos enfim começar a discutir uma carreira de verdade.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 9:34 pm

    PaladinoRS escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:Não tô querendo discutir contigo não, seu mané!!
    Eu poderia cair na tua pilha e ficar trocando insultos contigo, que é o que vc deve estar querendo. Porém vejo suas palavras como um desabafo, um sinal de desespero e por isso te perdoo. Também sou psicólogo e acredito que vc deva ter sido vítima de abuso quando criança. Toda essa sua agressividade é um forte sinal disso.

    Aconselho, para o seu próprio bem, que vc procure ajuda de um especialista, que relate esse abuso que vc sofreu e que toque sua vida pra frente. Afinal, como vc poderá realizar as tarefas que seu cargo exige se não consegue controlar suas próprias emoções.

    Fique com Deus e tire esse rancor do coração.
    É incrível como as pessoas ficam corajosas atrás de um apelido!!

    Cara a cara você nunca ousaria dizer isso... Seu [moderado]!
    Nossa, vc me deixou assustado!!!!

    A não ser que vc seja exatamente igual a foto do seu perfil (o hulk), acho melhor vc voltar à realidade.

    Não vou prolongar muito o assunto em respeito às pessoas que frequentam esse fórum, pois esperam encontrar aqui uma discussão acerca dos problemas da categoria.

    Mas se vc insiste na idéia de ficar hospitalizado basta me enviar seu telefone ou dizer onde eu possa te encontrar pessoalmente que eu digo isso sim na sua cara e muito mais. E vc não vai fazer nada.

    Se tu tivesse a mínima idéia da briga que tu tá querendo comprar vc saia hoje mesmo do fórum. Contudo, se continuar a palhaçada eu te acho. Não sei ao certo onde vc está, mas algo me diz que é em Santa Catarina. Se for, daqui onde estou até aí é um pulinho. Vai querer pagar pra ver?

    Faz um favor pra tua saúde: toma aquela maracujina que mandei vc tomar e volta pra realidade. Não quero te machucar. Mas se vc pedir do novo....

    Aos demais membros deste fórum peço desculpas pelas palavras, mas não poderia deixar tal provocação sem resposta.

    ô PaladinoRS, deixa prá lá essas provocações.
    É a tática (furada, que já não funciona mais) de muita gente.
    Outro dia, um cara aqui do prédio, sindicalista, veio com um discurso duro,
    dizendo que eu tinha que falar tal coisa ao vivo no 'cafe da manha' do sindicato,
    e tal, que isso, que aquilo.
    É tática dos caras atacar o emissor, e não a mensagem.
    Mas não cola mais..
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 9:35 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:
    PaladinoRS escreveu:Eu poderia cair na tua pilha e ficar trocando insultos contigo, que é o que vc deve estar querendo. Porém vejo suas palavras como um desabafo, um sinal de desespero e por isso te perdoo. Também sou psicólogo e acredito que vc deva ter sido vítima de abuso quando criança. Toda essa sua agressividade é um forte sinal disso.

    Aconselho, para o seu próprio bem, que vc procure ajuda de um especialista, que relate esse abuso que vc sofreu e que toque sua vida pra frente. Afinal, como vc poderá realizar as tarefas que seu cargo exige se não consegue controlar suas próprias emoções.

    Fique com Deus e tire esse rancor do coração.
    É incrível como as pessoas ficam corajosas atrás de um apelido!!

    Cara a cara você nunca ousaria dizer isso... Seu [moderado]!
    Nossa, vc me deixou assustado!!!!

    A não ser que vc seja exatamente igual a foto do seu perfil (o hulk), acho melhor vc voltar à realidade.

    Não vou prolongar muito o assunto em respeito às pessoas que frequentam esse fórum, pois esperam encontrar aqui uma discussão acerca dos problemas da categoria.

    Mas se vc insiste na idéia de ficar hospitalizado basta me enviar seu telefone ou dizer onde eu possa te encontrar pessoalmente que eu digo isso sim na sua cara e muito mais. E vc não vai fazer nada.

    Se tu tivesse a mínima idéia da briga que tu tá querendo comprar vc saia hoje mesmo do fórum. Contudo, se continuar a palhaçada eu te acho. Não sei ao certo onde vc está, mas algo me diz que é em Santa Catarina. Se for, daqui onde estou até aí é um pulinho. Vai querer pagar pra ver?

    Faz um favor pra tua saúde: toma aquela maracujina que mandei vc tomar e volta pra realidade. Não quero te machucar. Mas se vc pedir do novo....

    Aos demais membros deste fórum peço desculpas pelas palavras, mas não poderia deixar tal provocação sem resposta.
    ô PaladinoRS, deixa prá lá essas provocações.
    É a tática (furada, que já não funciona mais) de muita gente.
    Outro dia, um cara aqui do prédio, sindicalista, veio com um discurso duro,
    dizendo que eu tinha que falar tal coisa ao vivo no 'cafe da manha' do sindicato,
    e tal, que isso, que aquilo.
    É tática dos caras atacar o emissor, e não a mensagem.
    Mas não cola mais..
    Concordo contigo Vander. Mas sabe como é, o mal a gente tem que cortar pela raiz.

    Grande abraço
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 9:37 pm

    PaladinoRS escreveu:
    andre3107 escreveu:Fenajufe vai ao Senado buscar apoio contra a PEC 59/2013, que cria o Estatuto dos Servidores do Judiciário

    Em continuidade à luta contra a aprovação da PEC 59/2013, que dispõe sobre o estatuto dos servidores do Poder Judiciário, os coordenadores da Fenajufe, João Batista e Eugênia Lacerda, estiveram reunidos nesta segunda-feira (18/11) com o líder do PT no Congresso, senador José Pimentel (PT/CE). Na ocasião eles apresentaram a posição contrária da Federação a esta proposta que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

    Na audiência, João Batista e Eugênia Lacerda deixaram claro que a Fenajufe é contra a PEC 59/2013, conforme deliberação da sua reunião ampliada, realizada no dia 10 de novembro. Eles argumentaram que hão houve um debate aprofundado e aberto com todos os envolvidos até o momento, o que acabou provocando um desconhecimento por parte dos parlamentares com relação às posições e preocupações de grande parte dos servidores do Judiciário, tanto da União como dos estados. O próprio senador Pimentel levantou um dos possíveis problemas, que seria a questão do reajuste salarial nos mesmos parâmetros para todos. Segundo ele, “qualquer aumento de salário nesse sentido precisaria da anuência de todos os governadores”. Isso, sem dúvida, engessaria demais as negociações.  

    Outra preocupação apontada pelos representantes da Fenajufe é a perda de direitos. Eles destacaram que os servidores do Poder Judiciário da União não têm interesse em deixar o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112, de 1990), mantendo-se assim em unidade com os servidores públicos dos demais Poderes da República. O mesmo ocorre em vários Estados, onde os servidores dos Tribunais de Justiça também não abrem mão dos direitos positivados em lei, nem da unidade com os servidores dos outros Poderes, em seus estatutos estaduais.

    No mesmo dia os dirigentes da Fenajufe foram recebidos por Maria Cléia Santos de Oliveira e Karina Bernardino Lesch, assessoras do senador Valdir Raupp (PMDB/RO), que é relator da matéria na CCJ e em breve receberá a Fenajufe para tratar do assunto. Eles colocaram as mesmas questões da audiência com José Pimentel e ouviram de Karina Lesch a afirmação de que o Senado não mostra nenhuma tendência de aprovar a isonomia salarial, que é um argumentos utilizados por defensores da PEC 59/2013 junto a algumas bases de servidores do Judiciário Estadual.

    "Nas audiências, alertamos sobre a perda de direitos para os dois segmentos em caso de aprovação do Estatuto Único, tanto os servidores do Judiciário Estadual com a perda de um processo célere de aprovação de cargos e salários, além de outros benefícios que os federais não têm (anuênios, licença-prêmio e outros), como os servidores do Judiciário Federal com a saída das leis 8.112/90 e 11.416/2006”, afirmou João Batista.  Ele disse ainda que, com essa PEC, sem fazer o debate necessário na base dos sindicatos, há mais perdedores do que ganhadores. Reforçando a preocupação com essas questões, Maria Eugênia enfatizou que é fundamental que, além da Fenajufe, seus sindicatos de base e todos os servidores do Judiciário Federal devem se esforçar para que a PEC 59/2013 seja rejeitada no Senado.

    Os trabalhos da Fenajufe no Senado continuam nesta terça-feira (19/11), quando deve acontecer audiência com o senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE). Além disso, há contatos da Federação em busca de audiências com outras lideranças do Senado, sobretudo os membros da CCJ.

    Campanha pela rejeição da PEC 59/2013

    A Fenajufe orienta os sindicatos filiados e toda a categoria a também pressionarem imediatamente os senadores para que votem contra a aprovação desta PEC. Será fundamental que todos façam uma campanha com os senadores nos estados para explicar os motivos para não aprovação da PEC 59/2013 e abra um diálogo maior com as entidades dos servidores estaduais explicando os prejuízos que podem ocorrer para os trabalhadores do Judiciário Federal e Estadual com a criação do estatuto, principalmente dos direitos que podem ser retirados tanto no Judiciário Federal quanto no Estadual, inclusive redução das remunerações.

    Além disso, a Federação organizou uma campanha pela Internet e orienta os sindicatos e toda a categoria a pressionar previamente os senadores também por meio de mensagem eletrônica. Para participar basta clicar aqui, preencher nome e email, e enviar uma carta simultaneamente a todos os senadores solicitando a rejeição da PEC 59/2013.

    http://www.fenajufe.org.br/index.php/imprensa/ultimas-noticias/fenajufe/1515-fenajufe-vai-ao-senado-buscar-apoio-contra-a-pec-59-2013-que-cria-um-estatuto-dos-servidores-do-judiciario
    Ao que tudo indica a Fenajufe já sabe que vai perder, só não sabe quando. Enquanto detinha o poder de fulminar a carreira querendo empurrar o mamutão tava morrendo de rir. Agora, vem pedindo arrego com medo da PEC ser aprovada. Até o Poli que era braço forte mudou de lado.

    A morte se aproxima que o desespero faz os "representantes" buscarem outras mentiras para enganar o pessoal. Daqui há pouco, de tanto enviar delegados pra isso ou aquilo, vai acabar saindo dos quadros do judiciário e indo para a polícia federal.

    A lenga lenga é sempre a mesma. Vamos perder direitos! E quem não tem direitos, vai perder o quê? Como eu e muitos outros já disseram aqui: chegamos ao fundo do poço, não temos mais o que perder. Diferentemente dos incorporados, o que vier pra nós vai ser lucro.

    Que venha a PEC, que seja logo aprovada e que possamos enfim começar a discutir uma carreira de verdade.

    Muito bom!

    Tudo o que vier é lucro, principalmente a derrocada da Fenajufe, defensora de incorporados..

    "Quem não tem nada, não tem nada a perder"
    avatar
    TRF1/MG
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4844
    Reputação : 314
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por TRF1/MG em Seg 18 Nov 2013, 10:19 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    andre3107 escreveu:Fenajufe vai ao Senado buscar apoio contra a PEC 59/2013, que cria o Estatuto dos Servidores do Judiciário

    Em continuidade à luta contra a aprovação da PEC 59/2013, que dispõe sobre o estatuto dos servidores do Poder Judiciário, os coordenadores da Fenajufe, João Batista e Eugênia Lacerda, estiveram reunidos nesta segunda-feira (18/11) com o líder do PT no Congresso, senador José Pimentel (PT/CE). Na ocasião eles apresentaram a posição contrária da Federação a esta proposta que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

    Na audiência, João Batista e Eugênia Lacerda deixaram claro que a Fenajufe é contra a PEC 59/2013, conforme deliberação da sua reunião ampliada, realizada no dia 10 de novembro. Eles argumentaram que hão houve um debate aprofundado e aberto com todos os envolvidos até o momento, o que acabou provocando um desconhecimento por parte dos parlamentares com relação às posições e preocupações de grande parte dos servidores do Judiciário, tanto da União como dos estados. O próprio senador Pimentel levantou um dos possíveis problemas, que seria a questão do reajuste salarial nos mesmos parâmetros para todos. Segundo ele, “qualquer aumento de salário nesse sentido precisaria da anuência de todos os governadores”. Isso, sem dúvida, engessaria demais as negociações.  

    Outra preocupação apontada pelos representantes da Fenajufe é a perda de direitos. Eles destacaram que os servidores do Poder Judiciário da União não têm interesse em deixar o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112, de 1990), mantendo-se assim em unidade com os servidores públicos dos demais Poderes da República. O mesmo ocorre em vários Estados, onde os servidores dos Tribunais de Justiça também não abrem mão dos direitos positivados em lei, nem da unidade com os servidores dos outros Poderes, em seus estatutos estaduais.

    No mesmo dia os dirigentes da Fenajufe foram recebidos por Maria Cléia Santos de Oliveira e Karina Bernardino Lesch, assessoras do senador Valdir Raupp (PMDB/RO), que é relator da matéria na CCJ e em breve receberá a Fenajufe para tratar do assunto. Eles colocaram as mesmas questões da audiência com José Pimentel e ouviram de Karina Lesch a afirmação de que o Senado não mostra nenhuma tendência de aprovar a isonomia salarial, que é um argumentos utilizados por defensores da PEC 59/2013 junto a algumas bases de servidores do Judiciário Estadual.

    "Nas audiências, alertamos sobre a perda de direitos para os dois segmentos em caso de aprovação do Estatuto Único, tanto os servidores do Judiciário Estadual com a perda de um processo célere de aprovação de cargos e salários, além de outros benefícios que os federais não têm (anuênios, licença-prêmio e outros), como os servidores do Judiciário Federal com a saída das leis 8.112/90 e 11.416/2006”, afirmou João Batista.  Ele disse ainda que, com essa PEC, sem fazer o debate necessário na base dos sindicatos, há mais perdedores do que ganhadores. Reforçando a preocupação com essas questões, Maria Eugênia enfatizou que é fundamental que, além da Fenajufe, seus sindicatos de base e todos os servidores do Judiciário Federal devem se esforçar para que a PEC 59/2013 seja rejeitada no Senado.

    Os trabalhos da Fenajufe no Senado continuam nesta terça-feira (19/11), quando deve acontecer audiência com o senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE). Além disso, há contatos da Federação em busca de audiências com outras lideranças do Senado, sobretudo os membros da CCJ.

    Campanha pela rejeição da PEC 59/2013

    A Fenajufe orienta os sindicatos filiados e toda a categoria a também pressionarem imediatamente os senadores para que votem contra a aprovação desta PEC. Será fundamental que todos façam uma campanha com os senadores nos estados para explicar os motivos para não aprovação da PEC 59/2013 e abra um diálogo maior com as entidades dos servidores estaduais explicando os prejuízos que podem ocorrer para os trabalhadores do Judiciário Federal e Estadual com a criação do estatuto, principalmente dos direitos que podem ser retirados tanto no Judiciário Federal quanto no Estadual, inclusive redução das remunerações.

    Além disso, a Federação organizou uma campanha pela Internet e orienta os sindicatos e toda a categoria a pressionar previamente os senadores também por meio de mensagem eletrônica. Para participar basta clicar aqui, preencher nome e email, e enviar uma carta simultaneamente a todos os senadores solicitando a rejeição da PEC 59/2013.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Ao que tudo indica a Fenajufe já sabe que vai perder, só não sabe quando. Enquanto detinha o poder de fulminar a carreira querendo empurrar o mamutão tava morrendo de rir. Agora, vem pedindo arrego com medo da PEC ser aprovada. Até o Poli que era braço forte mudou de lado.

    A morte se aproxima que o desespero faz os "representantes" buscarem outras mentiras para enganar o pessoal. Daqui há pouco, de tanto enviar delegados pra isso ou aquilo, vai acabar saindo dos quadros do judiciário e indo para a polícia federal.

    A lenga lenga é sempre a mesma. Vamos perder direitos! E quem não tem direitos, vai perder o quê? Como eu e muitos outros já disseram aqui: chegamos ao fundo do poço, não temos mais o que perder. Diferentemente dos incorporados, o que vier pra nós vai ser lucro.

    Que venha a PEC, que seja logo aprovada e que possamos enfim começar a discutir uma carreira de verdade.
    Muito bom!

    Tudo o que vier é lucro, principalmente a derrocada da Fenajufe, defensora de incorporados..

    "Quem não tem nada, não tem nada a perder"

    Não conheço ninguém que não tenha nada. Parece pobre que passa reclamando que não tem nada, ai acontece uma tragédia, enchente, vendaval, etc, ai reclamam que perderam tudo!!!
    Cuidado com essa de que do jeito que está não dá para piorar... sempre dá, infelizmente!!!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 10:41 pm

    Não conheço ninguém que não tenha nada. Parece pobre que passa reclamando que não tem nada, ai acontece uma tragédia, enchente, vendaval, etc, ai reclamam que perderam tudo!!!
    Cuidado com essa de que do jeito que está não dá para piorar... sempre dá, infelizmente!!!





    Hoje, para enganar os servidores, a Fenajufe até fala em direitos que não temos: 'olha,vão perder a luta pelas 6 horas."

    Esses cara é que perderam a noção do ridículo!

    Já perdemos a aposentadoria integral, perdemos o direito de greve (agora o desconto no salário é imediato), perdemos todas as ofertas de GD e subsídio, perdemos os reajustes no vale refeição, perdemos os planos de saúde decentes, ..

    E graças a eles que estamos há 6 anos sem reajuste!
    E perder salário não tem preço!

    Dá para piorar? Sim, dá. É só ficarmos mais uns 5 anos sem reajuste que a coisa piora!

    Mas a PEC 170 vai nos salvar desses indigitados.
    avatar
    TRF1/MG
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4844
    Reputação : 314
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por TRF1/MG em Seg 18 Nov 2013, 10:47 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:Não conheço ninguém que não tenha nada. Parece pobre que passa reclamando que não tem nada, ai acontece uma tragédia, enchente, vendaval, etc, ai reclamam que perderam tudo!!!
    Cuidado com essa de que do jeito que está não dá para piorar... sempre dá, infelizmente!!!





    Hoje, para enganar os servidores, a Fenajufe até fala em direitos que não temos: 'olha,vão perder a luta pelas 6 horas."

    Esses cara é que perderam a noção do ridículo!

    Já perdemos a aposentadoria integral, perdemos o direito de greve (agora o desconto no salário é imediato), perdemos todas as ofertas de GD e subsídio, perdemos os reajustes no vale refeição, perdemos os planos de saúde decentes, ..

    E graças a eles que estamos há 6 anos sem reajuste!
    E perder salário não tem preço!

    Dá para piorar? Sim, dá. É só ficarmos mais uns 5 anos sem reajuste que a coisa piora!

    Mas a PEC 170 vai nos salvar desses indigitados.
    Não discordo disso que postou, só alertei que essa conversa de que não dá para piorar não é bem assim.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Seg 18 Nov 2013, 11:07 pm

    TRF1/MG escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:Não conheço ninguém que não tenha nada. Parece pobre que passa reclamando que não tem nada, ai acontece uma tragédia, enchente, vendaval, etc, ai reclamam que perderam tudo!!!
    Cuidado com essa de que do jeito que está não dá para piorar... sempre dá, infelizmente!!!





    Hoje, para enganar os servidores, a Fenajufe até fala em direitos que não temos: 'olha,vão perder a luta pelas 6 horas."

    Esses cara é que perderam a noção do ridículo!

    Já perdemos a aposentadoria integral, perdemos o direito de greve (agora o desconto no salário é imediato), perdemos todas as ofertas de GD e subsídio, perdemos os reajustes no vale refeição, perdemos os planos de saúde decentes, ..

    E graças a eles que estamos há 6 anos sem reajuste!
    E perder salário não tem preço!

    Dá para piorar? Sim, dá. É só ficarmos mais uns 5 anos sem reajuste que a coisa piora!

    Mas a PEC 170 vai nos salvar desses indigitados.
    Não discordo disso que postou, só alertei que essa conversa de que não dá para piorar não é bem assim.
    O que daria pra ser pior então? Já ficamos anos sem aumento. Reduzir o salário o governo não pode. Peço, por favor, que vc nos diga o que pode piorar, não esquecendo que NÃO SOMOS INCORPORADOS. Estes sim estão fazendo pacto pra não perder os penduricalhos.
    avatar
    TRF1/MG
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4844
    Reputação : 314
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por TRF1/MG em Seg 18 Nov 2013, 11:20 pm

    PaladinoRS escreveu:
    TRF1/MG escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:Não conheço ninguém que não tenha nada. Parece pobre que passa reclamando que não tem nada, ai acontece uma tragédia, enchente, vendaval, etc, ai reclamam que perderam tudo!!!
    Cuidado com essa de que do jeito que está não dá para piorar... sempre dá, infelizmente!!!





    Hoje, para enganar os servidores, a Fenajufe até fala em direitos que não temos: 'olha,vão perder a luta pelas 6 horas."

    Esses cara é que perderam a noção do ridículo!

    Já perdemos a aposentadoria integral, perdemos o direito de greve (agora o desconto no salário é imediato), perdemos todas as ofertas de GD e subsídio, perdemos os reajustes no vale refeição, perdemos os planos de saúde decentes, ..

    E graças a eles que estamos há 6 anos sem reajuste!
    E perder salário não tem preço!

    Dá para piorar? Sim, dá. É só ficarmos mais uns 5 anos sem reajuste que a coisa piora!

    Mas a PEC 170 vai nos salvar desses indigitados.
    Não discordo disso que postou, só alertei que essa conversa de que não dá para piorar não é bem assim.
    O que daria pra ser pior então? Já ficamos anos sem aumento. Reduzir o salário o governo não pode. Peço, por favor, que vc nos diga o que pode piorar, não esquecendo que NÃO SOMOS INCORPORADOS. Estes sim estão fazendo pacto pra não perder os penduricalhos.
    Repito, não estou dizendo que vai melhorar ou piorar, mas sempre dá para piorar, qualquer coisa, em qualquer situação que estivermos na vida. Isso é certo.
    sonhador
    sonhador
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 495
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 22/08/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por sonhador em Ter 19 Nov 2013, 12:12 am

    Em termos de plano de cargos e salários, nós estamos apanhando sem dó há muito tempo. E é claro que, se tudo continuar do jeito que eles querem (ou seja, protegendo incorporadões até a morte), nós continuaremos apanhando mais que bife de pensão. Essa PEC pelo menos é uma forma de sairmos em boa escala das garras dos morcegos que habitam pseudosindicatos. VB + GAJ há de estar em extinção. Mesmo que, por hipótese (é apenas um exemplo), comecemos com um subsídio não muito bom, teremos mais chances de lutar por melhorias do que as que temos agora. Hoje nossas chances são nenhuma, n-e-n-h-u-m-a de ter um PCS decente. 56% ou coisa parecida no modelo remuneratório que nós temos não passou, não passa e não passará nunca, n-u-n-c-a. Precisamos de mudanças. Mesmo que não comecemos muito bem, repito, teremos melhores chances no futuro. Maiores que as de hoje (zero) com certeza. Não aguento mais ser usado como escada por sindicatos. Meus ombros não são degraus, são ombros que precisam estar fortes para lutar por um futuro melhor para mim e para minha família, assim como é também para a maioria da nossa classe e dos brasileiros. Chega de sanguessuga!
    CRAZYKONG
    CRAZYKONG
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 998
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 20/06/2012

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por CRAZYKONG em Ter 19 Nov 2013, 12:13 am

    TRF1/MG escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    andre3107 escreveu:Fenajufe vai ao Senado buscar apoio contra a PEC 59/2013, que cria o Estatuto dos Servidores do Judiciário

    Em continuidade à luta contra a aprovação da PEC 59/2013, que dispõe sobre o estatuto dos servidores do Poder Judiciário, os coordenadores da Fenajufe, João Batista e Eugênia Lacerda, estiveram reunidos nesta segunda-feira (18/11) com o líder do PT no Congresso, senador José Pimentel (PT/CE). Na ocasião eles apresentaram a posição contrária da Federação a esta proposta que está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

    Na audiência, João Batista e Eugênia Lacerda deixaram claro que a Fenajufe é contra a PEC 59/2013, conforme deliberação da sua reunião ampliada, realizada no dia 10 de novembro. Eles argumentaram que hão houve um debate aprofundado e aberto com todos os envolvidos até o momento, o que acabou provocando um desconhecimento por parte dos parlamentares com relação às posições e preocupações de grande parte dos servidores do Judiciário, tanto da União como dos estados. O próprio senador Pimentel levantou um dos possíveis problemas, que seria a questão do reajuste salarial nos mesmos parâmetros para todos. Segundo ele, “qualquer aumento de salário nesse sentido precisaria da anuência de todos os governadores”. Isso, sem dúvida, engessaria demais as negociações.  

    Outra preocupação apontada pelos representantes da Fenajufe é a perda de direitos. Eles destacaram que os servidores do Poder Judiciário da União não têm interesse em deixar o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União (Lei nº 8.112, de 1990), mantendo-se assim em unidade com os servidores públicos dos demais Poderes da República. O mesmo ocorre em vários Estados, onde os servidores dos Tribunais de Justiça também não abrem mão dos direitos positivados em lei, nem da unidade com os servidores dos outros Poderes, em seus estatutos estaduais.

    No mesmo dia os dirigentes da Fenajufe foram recebidos por Maria Cléia Santos de Oliveira e Karina Bernardino Lesch, assessoras do senador Valdir Raupp (PMDB/RO), que é relator da matéria na CCJ e em breve receberá a Fenajufe para tratar do assunto. Eles colocaram as mesmas questões da audiência com José Pimentel e ouviram de Karina Lesch a afirmação de que o Senado não mostra nenhuma tendência de aprovar a isonomia salarial, que é um argumentos utilizados por defensores da PEC 59/2013 junto a algumas bases de servidores do Judiciário Estadual.

    "Nas audiências, alertamos sobre a perda de direitos para os dois segmentos em caso de aprovação do Estatuto Único, tanto os servidores do Judiciário Estadual com a perda de um processo célere de aprovação de cargos e salários, além de outros benefícios que os federais não têm (anuênios, licença-prêmio e outros), como os servidores do Judiciário Federal com a saída das leis 8.112/90 e 11.416/2006”, afirmou João Batista.  Ele disse ainda que, com essa PEC, sem fazer o debate necessário na base dos sindicatos, há mais perdedores do que ganhadores. Reforçando a preocupação com essas questões, Maria Eugênia enfatizou que é fundamental que, além da Fenajufe, seus sindicatos de base e todos os servidores do Judiciário Federal devem se esforçar para que a PEC 59/2013 seja rejeitada no Senado.

    Os trabalhos da Fenajufe no Senado continuam nesta terça-feira (19/11), quando deve acontecer audiência com o senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE). Além disso, há contatos da Federação em busca de audiências com outras lideranças do Senado, sobretudo os membros da CCJ.

    Campanha pela rejeição da PEC 59/2013

    A Fenajufe orienta os sindicatos filiados e toda a categoria a também pressionarem imediatamente os senadores para que votem contra a aprovação desta PEC. Será fundamental que todos façam uma campanha com os senadores nos estados para explicar os motivos para não aprovação da PEC 59/2013 e abra um diálogo maior com as entidades dos servidores estaduais explicando os prejuízos que podem ocorrer para os trabalhadores do Judiciário Federal e Estadual com a criação do estatuto, principalmente dos direitos que podem ser retirados tanto no Judiciário Federal quanto no Estadual, inclusive redução das remunerações.

    Além disso, a Federação organizou uma campanha pela Internet e orienta os sindicatos e toda a categoria a pressionar previamente os senadores também por meio de mensagem eletrônica. Para participar basta clicar aqui, preencher nome e email, e enviar uma carta simultaneamente a todos os senadores solicitando a rejeição da PEC 59/2013.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Ao que tudo indica a Fenajufe já sabe que vai perder, só não sabe quando. Enquanto detinha o poder de fulminar a carreira querendo empurrar o mamutão tava morrendo de rir. Agora, vem pedindo arrego com medo da PEC ser aprovada. Até o Poli que era braço forte mudou de lado.

    A morte se aproxima que o desespero faz os "representantes" buscarem outras mentiras para enganar o pessoal. Daqui há pouco, de tanto enviar delegados pra isso ou aquilo, vai acabar saindo dos quadros do judiciário e indo para a polícia federal.

    A lenga lenga é sempre a mesma. Vamos perder direitos! E quem não tem direitos, vai perder o quê? Como eu e muitos outros já disseram aqui: chegamos ao fundo do poço, não temos mais o que perder. Diferentemente dos incorporados, o que vier pra nós vai ser lucro.

    Que venha a PEC, que seja logo aprovada e que possamos enfim começar a discutir uma carreira de verdade.
    Muito bom!

    Tudo o que vier é lucro, principalmente a derrocada da Fenajufe, defensora de incorporados..

    "Quem não tem nada, não tem nada a perder"
    Não conheço ninguém que não tenha nada. Parece pobre que passa reclamando que não tem nada, ai acontece uma tragédia, enchente, vendaval, etc, ai reclamam que perderam tudo!!!
    Cuidado com essa de que do jeito que está não dá para piorar... sempre dá, infelizmente!!!
    Também acho! E ultimamente tudo é pra pior, se tratando de servidor do PJU, claro! A Najla já alertou, que dentre as carreiras federais a nossa é a ÚLTIMA da lista para reestruturação e fortalecimento, na preferência da gente boa presidente. O Vander sempre vê um lado positivo, uma chance de reviravolta em tudo que, diga-se de passagem, até hoje não passaram de sonhos. Admiro a positividade dele, mas não me iludo mais!


    _________________
    "O que guarda a sua boca preserva a sua vida; mas o que muito abre os seus lábios traz sobre si a ruína." Provérbios 13:3
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 08/08/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Ter 19 Nov 2013, 1:01 am

    Muitos aqui no fórum acreditavam na Dilma, no governo do PT, que queriam moralizar. (Eu acreditei)

    Outros tantos acreditavam no STF que quis tanto nos dar um excelente plano de carreira...

    E havia gente que acreditava no Policarpo.

    É bom relembrar as nossas esperanças e no que ocorreu.
    Hj eu estava pensando na minha pouca esperança de que alguém faça algo por nós, que não nós mesmos.
    Não acredito em nenhuma bondade externa, desculpem. É uma questão de fé mesmo, eu não acredito que consigamos ultrapassar o governo e o STF, a não ser com uma ação nunca vista antes na categoria do PJU (que não dá o menor sinal que irá fazer essa enorme ação).
    Milagres são construídos aos poucos, no dia a dia, esses sim, podem dar certo.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Ter 19 Nov 2013, 1:15 am

    Najla escreveu:Muitos aqui no fórum acreditavam na Dilma, no governo do PT, que queriam moralizar. (Eu acreditei)

    Outros tantos acreditavam no STF que quis tanto nos dar um excelente plano de carreira...

    E havia gente que acreditava no Policarpo.

    É bom relembrar as nossas esperanças e no que ocorreu.
    Hj eu estava pensando na minha pouca esperança de que alguém faça algo por nós, que não nós mesmos.
    Não acredito em nenhuma bondade externa, desculpem. É uma questão de fé mesmo, eu não acredito que consigamos ultrapassar o governo e o STF, a não ser com uma ação nunca vista antes na categoria do PJU (que não dá o menor sinal que irá fazer essa enorme ação).
    Milagres são construídos aos poucos, no dia a dia, esses sim, podem dar certo.
    Bem Najla, a considerar o teor das sua palavras temos que agir a música do Zeca e deixar a vida nos levar.....

    Veja bem, não podemos confiar nos sindicatos por razões óbvias e são eles que deflagram a greve. E se for nos moldes que eles querem, para ressuscitar o mamutão acredito que a maioria não via, pois será perda de tempo.

    O PT, muito menos, até mesmos agora que os mensaleiros foram ver o sol nascer quadrado.

    O STF também não, pois não está realmente interessado na nossa causa.

    O Chapolin Colorado também não. Assim, quem sobrou pra nos defender?

    Diante deste cenário temos que nos apegar nos manuscritos. Os da bíblia e dos resumos pra outros concursos.

    Os incorporados não vão deixar a direção do sindicato. Ou seja, não tem pra onde correr.

    Só nos resta, então, que a "mão invisível" de algum anjo salvador faça essa PEC valer a pena. Porém uma coisa é certa: se for ruim para nós, mil vezes será para os incorporados. Vamos ver.

    Grande abraço.
    Sr. Omar
    Sr. Omar
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 115
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Sr. Omar em Ter 19 Nov 2013, 1:33 am

    A Najla foi certeira...

    Pessoal só há um caminho para acabar com o arrocho de 8 anos: GREVE, mas greve da seguinte maneira:
    1 - Ampla participação da categoria (Trib Superiores, STF, CNJ, Eleitoral, Federal, Trabalhista e TJDFT).
    2 - Entrega de FCs e CJs com a presença da imprensa.
    3 - Fechamento geral de protocolos, varas, cartórios, suspensão de audiências, TI, Contabilidade, RH etc etc etc...
    4 - União de antigos e novatos em busca de um PCS baseado em Subsídio, GD ou mesmo na velha VB + GAJ

    Uma greve assim faria o governo tirar da cartola uma proposta... faria o STF e o judiciário inteiro ficarem de joelhos para nós... Daria 1 semana pro judiciário ser visto que nem gente grande (Ciclo, RF, Câmara, Senado, TCU, MDIC etc etc etc...)
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 08/08/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Ter 19 Nov 2013, 2:00 am

    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Muitos aqui no fórum acreditavam na Dilma, no governo do PT, que queriam moralizar. (Eu acreditei)

    Outros tantos acreditavam no STF que quis tanto nos dar um excelente plano de carreira...

    E havia gente que acreditava no Policarpo.

    É bom relembrar as nossas esperanças e no que ocorreu.
    Hj eu estava pensando na minha pouca esperança de que alguém faça algo por nós, que não nós mesmos.
    Não acredito em nenhuma bondade externa, desculpem. É uma questão de fé mesmo, eu não acredito que consigamos ultrapassar o governo e o STF, a não ser com uma ação nunca vista antes na categoria do PJU (que não dá o menor sinal que irá fazer essa enorme ação).
    Milagres são construídos aos poucos, no dia a dia, esses sim, podem dar certo.
    Bem Najla, a considerar o teor das sua palavras temos que agir a música do Zeca e deixar a vida nos levar.....

    Veja bem, não podemos confiar nos sindicatos por razões óbvias e são eles que deflagram a greve. E se for nos moldes que eles querem, para ressuscitar o mamutão acredito que a maioria não via, pois será perda de tempo.

    O PT, muito menos, até mesmos agora que os mensaleiros foram ver o sol nascer quadrado.

    O STF também não, pois não está realmente interessado na nossa causa.

    O Chapolin Colorado também não. Assim, quem sobrou pra nos defender?

    Diante deste cenário temos que nos apegar nos manuscritos. Os da bíblia e dos resumos pra outros concursos.

    Os incorporados não vão deixar a direção do sindicato. Ou seja, não tem pra onde correr.

    Só nos resta, então, que a "mão invisível" de algum anjo salvador faça essa PEC valer a pena. Porém uma coisa é certa: se for ruim para nós, mil vezes será para os incorporados. Vamos ver.

    Grande abraço.
    Paladino, mas eu não quero me dar mal para os incorporados se darem mais mal ainda.

    Na verdade, eu acredito em nosso poder de mobilização.
    O passe livre conseguiu conter o reajuste das passagens, há um tempo atrás quem dava alguma coisa pelo movimento do passe livre?
    Há alguns anos, os alunos da UnB conseguiram derrubar um reitor com uma ocupação histórica da reitoria (em 2008).
    Nesses dois exemplos, as pessoas conseguiram por elas mesmas. Nisso eu acredito.

    Abs.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 08/08/2010

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Ter 19 Nov 2013, 2:02 am

    Sr. Omar escreveu:A Najla foi certeira...

    Pessoal só há um caminho para acabar com o arrocho de 8 anos: GREVE, mas greve da seguinte maneira:
    1 - Ampla participação da categoria (Trib Superiores, STF, CNJ, Eleitoral, Federal, Trabalhista e TJDFT).
    2 - Entrega de FCs e CJs com a presença da imprensa.
    3 - Fechamento geral de protocolos, varas, cartórios, suspensão de audiências, TI, Contabilidade, RH etc etc etc...
    4 - União de antigos e novatos em busca de um PCS baseado em Subsídio, GD ou mesmo na velha VB + GAJ

    Uma greve assim faria o governo tirar da cartola uma proposta... faria o STF e o judiciário inteiro ficarem de joelhos para nós... Daria 1 semana pro judiciário ser visto que nem gente grande (Ciclo, RF, Câmara, Senado, TCU, MDIC etc etc etc...)
    Isso, isso, isso.
    Na JE já há mobilização, mas eles não podem ficar sozinhos.
    Temos que fechar tudo, parar tudo, mostrar nossa aflição.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    Pantaleão
    Pantaleão
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Ajudante de Pedreiro
    Mensagens : 590
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/05/2011
    Localização : Sol Nascente

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Pantaleão em Ter 19 Nov 2013, 3:39 am

    Podem ter certeza, toda essa frustração vai ser canalizada. As lideranças sindicais que emergem não serão vendidas: vai ter uma greve sem proporções e não via ser só no PJU.
    E tenho dito.
    xibitiuiu
    xibitiuiu
    Novo Usuário

    Mensagens : 6
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 10/11/2013

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por xibitiuiu em Ter 19 Nov 2013, 12:11 pm

    TEMOS DIREITO TAMBÉM A RECEBER?
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Conteúdo patrocinado

    Tópico Geral - Página 2 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 25 Ago 2019, 9:08 pm