PCS JÁ



    Tópico Geral

    titanium
    titanium
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : TJTI
    Mensagens : 114
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 18/10/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por titanium em Ter 11 Fev 2014, 8:11 pm

    Boa noite!

    Não sei por que mas algo me diz que essa encenação toda dos "últimos capítulos" deste tópico está me lembrando a Teoria do Bode no meio da Sala!

    Vamos todos voltar ao que IMPORTA: O que fazer parar conseguirmos a Reposição inflacionária e outros anseios da categoria???

    Perder tempo com esse lá lá lá forçado só nos faz perder o foco....

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    Bom, estou disposto a ajudar no que for possível!! Se alguém puder dar alguma ORIENTAÇÃO OBJETIVA (por MP), será ótimo!

    Obrigado.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Ter 11 Fev 2014, 8:17 pm

    Pedro Aparecido de Souza escreveu:Todos sabem que sempre defendi o Vb. A base de Mato Grosso tinha deliberação neste sentido para o PCS-4. E como um dos representantes da categoria em MT sempre defendi a deliberação da categoria.

    Eu estou defendendo o reajuste via GAJ para a unificação da categoria na campanha salarial 2014. Vou defender esta proposta na base de MT. Após o debate e votação em MT vou defender o que a base de MT decidir.

    Que base Pedro, a mesma que vc alijou na eleição do Sidijufe/MT, quando não aceitou os votos do interior, numa eleição
    que vc sabe que perdeu, vc é um sindicalista profissional que nunca trabalhou na vida, num pais serio gente como vc estaria presa.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Ter 11 Fev 2014, 8:18 pm

    Najla, gostaria de te fazer uma pergunta para tentar confirmar ou afastar uma impressão.

    Quando a ANATA foi criada a sua principal bandeira era a luta pelo subsídio. Muitos dos que se associaram a ANATA o fizeram por conta dessa bandeira da luta por uma remuneração igual e justa.

    Contudo, e peço que me corrija se estiver errado, não vejo mais a ANATA empenhada nesta luta pelo subsídio.

    Assim, para não ser injusto com ninguém, e muito menos com você pois admiro muito sua pessoa e seu trabalho, quero lhe perguntar qual a posição da ANATA neste momento: continuar lutando pelo subsídio ou por qualquer outra coisa?

    Grande abraço
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Ter 11 Fev 2014, 8:24 pm

    Para termos um reajuste razoavel, é necessário alterar o sistema remuneratório, aliás como foi feito nas carreiras que estão à nossa frente.
    Seja GD, GR, Subsidio, abono, ou sei lá que nome possam dar, mas tem que ser em uma parcela não cumulativa com VPNIs, e que as absorva, acabando com as distorções hoje existentes.
    Alem de uma mudança na ocupação de fcs e cjs, aqueles que já possuem as fcs e cjs incorporadas não poderiam receber pelo exercício das mesmas, devendo optar pela percepção da VPNI ou da Fc/CJ, aquilo que melhor lhe favorecer, assim acaba a farra, pois o que tem de diretor com a CJ incorporada e recebendo CJ cumulativamente é uma festa, isso é que é BIS IN IDEM.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Ter 11 Fev 2014, 8:35 pm

    PaladinoRS escreveu:Najla, gostaria de te fazer uma pergunta para tentar confirmar ou afastar uma impressão.

    Quando a ANATA foi criada a sua principal bandeira era a luta pelo subsídio. Muitos dos que se associaram a ANATA o fizeram por conta dessa bandeira da luta por uma remuneração igual e justa.

    Contudo, e peço que me corrija se estiver errado, não vejo mais a ANATA empenhada nesta luta pelo subsídio.

    Assim, para não ser injusto com ninguém, e muito menos com você pois admiro muito sua pessoa e seu trabalho, quero lhe perguntar qual a posição da ANATA neste momento: continuar lutando pelo subsídio ou por qualquer outra coisa?

    Grande abraço

    paladino mp para vc
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por corujito em Ter 11 Fev 2014, 8:54 pm

    O fato é que um sindicato tradicional de servidores públicos é algo que sequer faz sentido de existir. Falo isso direto para o pessoal da JE.

    Uma estrutura enorme limitada, em relação ao interesse de servidores no que diz respeito à carreira, ao lobby. E ainda terceirizam parte do trabalho para o Toninho do DIAP.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Ter 11 Fev 2014, 9:38 pm

    Post no facebook


    PROGRAMA DO SIM OU NÃO DO SILVIO SANTOS COM INCORPORADO

    Silvio: _ Você incorporado de MERRECA, que juntada aos seu salário não chega a 15 mil, você TROCARIA seu salário de menos de 15 mil por um SUBSÍDIO DE R$ 19.800,00 (DEZENOVE MIL E OITOCENTOS REAIS), de acordo com a tabela do Subsídio PL 2199/2011 do MPU?*

    E se você estiver exercendo uma FC ou CJ isso será somado aos seus vencimentos, assim como as verbas indenizatórias de Vale Refeição, Auxílio Creche. VOCÊ TROCARIA ESSA MERRECA DE INCORPORAÇÃO QUE TEM HOJE POR UM SUBSÍDIO DE R$ 19.800 MAIS FC OU CJ E MAIS VERBAS INDENIZATÓRIAS, QUE SOMADAS PODEM CHEGAR A R$ 25.000 (VINTE E CINCO MIL REAIS)? SIM OU NÃO?

    E quando viesse reajuste, esse reajuste incidiria sobre todo o valor do subsídio!
    E mais, quando se aposentar, você terá paridade com os servidores da ativa!
    VOCÊ TROCARIA OU NÃO?

    Incorporado: _ NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÕOOOOOOO!

    TABELA SUBSÍDIO MPU (PL 2199/2011 em trâmite na Câmara dos Deputados)


    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=915966&filename=PL+2199/2011
    Tópico Geral - Página 23 1794762_723671597667524_120800418_n
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por corujito em Ter 11 Fev 2014, 9:41 pm

    Vander,

    Em que momento alguém teve a chance de escolher entre essa tabela do 2199 e qualquer outra coisa?

    Passei um tempão sem acessar isso aqui e, sério, não creio que até hoje você não entendeu que o subsídio no PGPJ foi um vôo de galinha.
    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Ter 11 Fev 2014, 9:46 pm

    lcdol escreveu:Para termos um reajuste razoavel, é necessário alterar o sistema remuneratório, aliás como foi feito nas carreiras que estão à nossa frente.
    Seja GD, GR, Subsidio, abono, ou sei lá que nome possam dar, mas tem que ser em uma parcela não cumulativa com VPNIs, e que as absorva, acabando com as distorções hoje existentes.
    Alem de uma mudança na ocupação de fcs e cjs, aqueles que já possuem as fcs e cjs incorporadas não poderiam receber pelo exercício das mesmas, devendo optar pela percepção da VPNI ou da Fc/CJ, aquilo que melhor lhe favorecer, assim acaba a farra, pois o que tem de diretor com a CJ incorporada e recebendo CJ cumulativamente é uma festa, isso é que é BIS IN IDEM.


    Parabens colega.

    Mesmo achando que haverá forte resistencia, esta proposta é justa, perfeita, e, sem dúvida, corrige injustiça de uma forma que gera a menor quantidade de gastos desnecessários possíveis, o que atende também aos interesses do Governo, que, a despeito de ser nosso inimigo numero 1, tem um orçamento só e vários pedidos (outros também justos) pra atender.

    de fato, a absorção das VPNI´s são uma necessidade(porque elas são discriminatórias, injustas e, também, desagregam a categoria)....e fazer isso pelo novo modelo remuneratório e pela não cumulação com as FC´s e CJ´s, o que, de fato, DEVE SER INCLUÍDO EM NOVO PLANO, INCLUSIVE NOS PROJETOS DE SUBSÍDIO) é uma idéia nova e, pra mim, brilhante.


    taí, quando a Najla for responder acerca da posição da ANATA acerca do modelo remuneratório, fica também a sugestão para que os projetos de subsídio existentes (não sei se eles estão vivos ou enterrados) recebam emendas para:

    1 - adequar seus valores;
    2 - impedir a cumulação de VPNI com as atuais CJ´s e FC´s
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por corujito em Ter 11 Fev 2014, 9:51 pm

    Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó
    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Ter 11 Fev 2014, 9:52 pm

    corujito escreveu:Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó


    pode, aliás, deve.....só não pode cumular. escolhe uma (a maior, logicamente) e leva
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Ter 11 Fev 2014, 9:57 pm

    PaladinoRS escreveu:Najla, gostaria de te fazer uma pergunta para tentar confirmar ou afastar uma impressão.

    Quando a ANATA foi criada a sua principal bandeira era a luta pelo subsídio. Muitos dos que se associaram a ANATA o fizeram por conta dessa bandeira da luta por uma remuneração igual e justa.

    Contudo, e peço que me corrija se estiver errado, não vejo mais a ANATA empenhada nesta luta pelo subsídio.

    Assim, para não ser injusto com ninguém, e muito menos com você pois admiro muito sua pessoa e seu trabalho, quero lhe perguntar qual a posição da ANATA neste momento: continuar lutando pelo subsídio ou por qualquer outra coisa?

    Grande abraço

    Olá, Paladino.

    Nós defendemos o subsídio no tempo da CPS.
    Com a Anata defendemos equiparação com as carreiras valorizadas.
    O governo da Dilma não ofereceu nada e em modelo algum. Conversamos com muitas autoridades sobre o assunto do subsídio, inclusive com o ex presidente do STF.
    Hoje sabemos que se for para ter um modelo diferente, nossos chefes preferirão a GD pq nos fará trabalhar mais. Mas não é a GD do TCU, é a GD que o CNJ pensou para as primeiras instâncias. Vc leu a minuta do projeto que postei aqui no fórum? um projeto muito ruim, com uma única parcela de GD em dezembro, lotação itinerante e metas e mais metas para bater.

    Com a nossa mobilização poderemos fazer o STF, o PGR e a Dilma sair da posição de estátua. Daí pode até ser que tenhamos o subsídio, ou outro modelo que esteja na preferência dos nossos chefes. O modelo de hoje é o zero, esse temos que vencer, não é? Temos somente 50 dias de trabalho no Congresso Nacional esse ano.

    A ANATA vai apresentar uma proposta de PL para os seus filiados que se aprovado irá ser apresentado como sugestão para a Fenajufe.
    Será mais uma proposta que para ser aprovada dependerá de muita, muita mobilização e esta é que definirá o sucesso ou não de nossa empreitada;.
    Aqui no DF os tribunais superiores só falam de carreira exclusiva. Podemos ter o melhor projeto do mundo aprovado pela Fenajufe, se não houver viabilidade política, não passará.
    O cenário é bem difícil.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Ter 11 Fev 2014, 9:58 pm

    Pessoal, vou repetir: muitos estão se preocupando com o modelo remuneratório quando deveriam estar preocupados com a desvinculação dos superiores. ESQUEÇAM MODELO REMUNERATÓRIO, isso não é prioridade agora! Se houver desvinculação o modelo remuneratório será indiferente, a carreira será a SUBCARREIRA do judiciário, seja com VB, GAJ ou subsídio. Há carreiras que recebem por subsídio e não são essa coca toda, modelo de remuneração não é tudo nessa vida.

    Alguns criaram uma fantasia em torno do subsídio e não aceitam mais nada. Não é assim que funciona! O importante é a carreira ser valorizada, no modelo que for. O subsídio surgiu como uma sugestão de isonomia e transparência, mas não pode funcionar como obstáculo para a valorização. É UM MEIO, NÃO É UM FIM. Câmara e Senado continuam com suas VPNIs e recebem por GR. Isso é ruim? Claro que não, veja o edital do concurso da Câmara que está aberto. Se conseguirmos uma proposta de reajuste que valorize a carreira, independente do modelo, teremos alcançado nosso objetivo.

    A Proposta da GAJ é um bom meio-termo e a considero um grande avanço ante o inflexível VB de outrora. Não amplia as distorções (as diminuem, proporcionalmente) e concede reajuste a todos, se tivesse as tabelas do subsídio alguém recusaria? Duvido. Estamos há anos nesse impasse e não chegamos a lugar algum. O momento é de unidade e busca pela valorização da carreira, independente do modelo. Se perdermos os superiores aí sim a coisa ficará feia.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 12:12 am

    corujito escreveu:Vander,

    Em que momento alguém teve a chance de escolher entre essa tabela do 2199 e qualquer outra coisa?

    Passei um tempão sem acessar isso aqui e, sério, não creio que até hoje você não entendeu que o subsídio no PGPJ foi um vôo de galinha.


    Calma, tem uma história.
    Esse papo surgiu com incorporados ranzinzas no face.
    No meio, vi que os caras não entendem nada da proposta, sempre
    comendo nas mãos dos sindicalistas, aparentemente sindicalistas de SP.

    Ai, apresentei-lhes o PL 2199, e até tem gente que comentou que o PL2199
    nunca existiu.
    Depois, conclui que as propostas existindo, não tiveram ele chance de
    se manifestarem. Ficaram desinformados, acreditando nos sindicalistas.

    Poderiam ter conhecido não só de 'ouvir falar', e poderiam se interessar pelo pl2199.
    É como se o tivessem perdido! Perdido a chance de escolhê-lo. Mais ou menos isso.
    Fui claro?


    ---


    <
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 12:40 am

    AGORA O MAIS IMPORTANTE: O MÉRITO DO DEBATE


    A observação do Ic sobre a Najla é procedente:
    como ela mudou tanto de opinião?

    E depois o Paladino até perguntou sobre isso.
    A resposta foi: equiparação com as carreiras valorizadas.
    Isso é forma genérica; equiparação como?

    Ficar perto de sindicalista é perigoso!
    Hoje a Najla faz o discurso da Fenajufe, só que com mais
    brilhantismo e conteúdo.


    Como pedir que o povo vá para as ruas para pedir o 'indefinido"?;
    e que esse "indefinido" reajuste" vire algo definido depois, pelo STF ou pelo Governo?

    Esse 'indefinido" nada mais é que os planos sórdidos dos sindicalistas
    da Fenajufe para postegar soluções, e assim manter os privilégios de alguns por mais tempo!


    Temos que DEFINIR AGORA a forma de remuneração, POR CONSULTA direta a todos os servidores.
    E tem que ser as opções da consulta: (a) GD    ou (b) subsídio

    Pois esses são os únicos caminhos que tem alguma CHANCE na negociação com o Governo!


    Um segundo passo é montar uma tabela salaria que reponha pelo menos a inflação acumulada!


    Qualquer coisa diferente disso está fadado ao fracasso, e servidor nenhum vai encampar!


    Temos apenas 50 dias de trabalho do Congresso; não há tempo a perder!
    Temos que FORÇAR a Fenajufe a consultar os servidores o quanto antes.
    Em 10 ou 15 dias isso pode ser feito, pela via eletrônica!





    <
    Áureo
    Áureo
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 45
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 27/07/2011

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Áureo em Qua 12 Fev 2014, 3:17 am

    Ewerton de Souza escreveu:
    Áureo escreveu:
    Ewerton de Souza escreveu:Caro Companheiro Vander:

    Acho deselegante criticar os companheiros que ganham um pouco mais. As discussões não devem girar em torno desse tema.

    Temos que ter uma pauta mais ampla, não somente uma mera mudança de modelo remuneratório. Sem utopias.


      Eu não acredito que li isso.

      V. Sa. reside em qual rua de Nárnia, mesmo?

    Lavagem cerebral (fala mansa + discurso do "vamu uní a catigoria" = lobo disfarçado precisando desesperadamente da ovelha) não cola mais, camarada.

    Como diria CAZUZA:

      "A tua piscina tá cheia de ratos  
      Tuas ideias não correspondem aos fatos
    "


    Ah tá ! e quem é você Aureo ?? critica mas não deva participar de nada... Eu participei de duas greves, tomei chuva, passei frio... fome... E você ? Já participou de uma greve ou ficou em casa ouvindo Cazuza "querendo uma ideologia pra viver" Ah tá ! faça-me uma favor.


    Camarada, falastes com a pessoa errada, melhor explicando:

    1 - Trabalhei anteriormente em um TJ estadual por 6 anos. Fiz greve em ESTÁGIO PROBATÓRIO e, após a união de TODOS OS SERVIDORES, tivemos nosso pleito atendido contra um PRESIDENTE autoritário que oferecia como valorização a "Porta da Rua";

    2 - Sabe como ocorreu a adesão de TODOS  OS SERVIDORES??? - Com a imposição de um limite de ganho para aqueles que tinham VPNI's (lá também padecíamos desse verdadeiro "malassombro");

    3 - Saí de lá em 2009, para ganhar o dobro no PJU. Infelizmente, graças  aos MEGA-ULTRA-POWER INCORPORADOS dessa autarquia (BEM MAIS PODEROSOS), recebo atualmente o mesmíssimo vencimento que receberia se no TJ Estadual ainda estivesse;

    4 - Nesse cenário, sem poder mais ser reconduzido, não tive escolha senão retornar aos livros, de modo que já estou na expectativa de ser nomeado em outro órgão, cuja remuneração em tempos idos tornaria impensável tal decisão;

    5 - Enfim, lamento profundamente essa situação, pois percebi, não tardiamente, o que vocês (INCORPORADOS) farão para manter o status quo, mesmo que, para isso, tenham que acabar com a categoria.

    6 - No TJ Estadual, em face da sua pouca expressividade e nula participação sindical, conseguimos derrotar os incorporados de lá, obtendo melhorias que geram frutos até hoje. No PJU, confesso, desisti.

    PARABÉNS, INCORPORADO EWERTON, POR ACABAR COM NOSSOS SONHOS DE VALORIZAÇÃO EM TROCA DA MANUTENÇÃO DE VOSSOS PRIVILÉGIOS PERPÉTUOS!


    Última edição por Áureo em Qua 12 Fev 2014, 3:23 am, editado 1 vez(es) (Razão : Melhorias)
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Qua 12 Fev 2014, 6:17 am

    VANDER DE PAULA escreveu:
    corujito escreveu:Vander,

    Em que momento alguém teve a chance de escolher entre essa tabela do 2199 e qualquer outra coisa?

    Passei um tempão sem acessar isso aqui e, sério, não creio que até hoje você não entendeu que o subsídio no PGPJ foi um vôo de galinha.


    Calma, tem uma história.
    Esse papo surgiu com incorporados ranzinzas no face.
    No meio, vi que os caras não entendem nada da proposta, sempre
    comendo nas mãos dos sindicalistas, aparentemente sindicalistas de SP.

    Ai, apresentei-lhes o PL 2199, e até tem gente que comentou que o PL2199
    nunca existiu.
    Depois, conclui que as propostas existindo, não tiveram ele chance de
    se manifestarem. Ficaram desinformados, acreditando nos sindicalistas.

    Poderiam ter conhecido não só de 'ouvir falar', e poderiam se interessar pelo pl2199.
    É como se o tivessem perdido! Perdido a chance de escolhê-lo. Mais ou menos isso.
    Fui claro?
    ---


    <
    Pessoal,

    O PL 2199 está no Congresso. Então não é por falta do PL que a categoria quer que não é aprovado o PCS. A categoria do MPU já aprovou o 2199 em assembleias presenciais, virtuais e por meio de abaixo-assinados. Agora estão concluindo mais um abaixo-assinado em apoio ao 2199.

    E não há nenhuma indicação por parte da PGR ou do governo que algum projeto será aprovado para o MPU para esse ano.

    As Agências lutam pelo subsídio desde 2009, e o governo diz que oferecer subsídio para as carreiras não é mais prioridade para ele (governo Dilma) ver [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Não é prioridade nem subsídio nem outro modelo.

    As Agências decidiram postergar a luta pelo subsídio para 2015 e estão junto dos SPFs na luta pelo reajuste emergencial. As carreiras que já têm PL pronto não têm expectativa de aprovar PCS nesse ano.

    O PL da nossa categoria vai ser construido. Mas não é um PL que faz o PCS ser aprovado. É a nossa mobilização e o envolvimento do STF.
    Venham para BSB, conversem com os deputados aqui ou em seus estados, daí vcs poderão tirar suas próprias conclusões e ver se o problema do não reajuste é a falta de um PL.
    E nós já vimos que ficar brigando com todo mundo não nos traz resultados. Até o PGR falou essa semana que o MPU terá que buscar um consenso entre os sindicatos e com os servidores. Consenso não é sinônimo de brigas. Reflitão (corujito mode on).


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 6:42 am

    Najla escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:
    corujito escreveu:Vander,

    Em que momento alguém teve a chance de escolher entre essa tabela do 2199 e qualquer outra coisa?

    Passei um tempão sem acessar isso aqui e, sério, não creio que até hoje você não entendeu que o subsídio no PGPJ foi um vôo de galinha.


    Calma, tem uma história.
    Esse papo surgiu com incorporados ranzinzas no face.
    No meio, vi que os caras não entendem nada da proposta, sempre
    comendo nas mãos dos sindicalistas, aparentemente sindicalistas de SP.

    Ai, apresentei-lhes o PL 2199, e até tem gente que comentou que o PL2199
    nunca existiu.
    Depois, conclui que as propostas existindo, não tiveram ele chance de
    se manifestarem. Ficaram desinformados, acreditando nos sindicalistas.

    Poderiam ter conhecido não só de 'ouvir falar', e poderiam se interessar pelo pl2199.
    É como se o tivessem perdido! Perdido a chance de escolhê-lo. Mais ou menos isso.
    Fui claro?
    ---


    <
    Pessoal,

    O PL 2199 está no Congresso. Então não é por falta do PL que a categoria quer que não é aprovado o PCS. A categoria do MPU já aprovou o 2199 em assembleias presenciais, virtuais e por meio de abaixo-assinados. Agora estão concluindo mais um abaixo-assinado em apoio ao 2199.

    E não há nenhuma indicação por parte da PGR ou do governo que algum projeto será aprovado para o MPU para esse ano.

    As Agências lutam pelo subsídio desde 2009, e o governo diz que oferecer subsídio para as carreiras não é mais prioridade para ele (governo Dilma) ver http://servidorpblicofederal.blogspot.com.br/2010/05/subsidio-para-agencias-reguladoras-nao.html. Não é prioridade nem subsídio nem outro modelo.

    As Agências decidiram postergar a luta pelo subsídio para 2015 e estão junto dos SPFs na luta pelo reajuste emergencial. As carreiras que já têm PL pronto não têm expectativa de aprovar PCS nesse ano.

    O PL da nossa categoria vai ser construido. Mas não é um PL que faz o PCS ser aprovado. É a nossa mobilização e o envolvimento do STF.
    Venham para BSB, conversem com os deputados aqui ou em seus estados, daí vcs poderão tirar suas próprias conclusões e ver se o problema do não reajuste é a falta de um PL.
    E nós já vimos que ficar brigando com todo mundo não nos traz resultados. Até o PGR falou essa semana que o MPU terá que buscar um consenso entre os sindicatos e com os servidores. Consenso não é sinônimo de brigas. Reflitão (corujito mode on).

    Sou do PJU e torço muito para que os colegas do MPU consigam aprovar o PL 2199 e sejam valorizados. Vão ganhar mais do que nós do PJU e vão esfregar na cara dos sindicalistas seu alto grau de incompetência.

    Penso, inclusive, que a aprovação do PL 2199 vai facilitar as coisas para nós do PJU, pois a tendência é que o governo imponha o mesmo modelo para nós, pois seríamos os últimos náufragos aguardando pelo salvamento, perdidos nas águas dos incorporados.

    Quanto à mobilização que a Najla sugeriu, acho que a idéia é boa, mas não dará resultado. Como convencer um cabeça dura que terá seu salário congelado para que os outros tenham uma remuneração digna? A mudança de modelo não vai surgir de um acordo. As cartas estão na mesa e ninguém vai querer ceder. A decisão tem que vir de cima. Numa hora como essas, o STF que é que tem competência para enviar o PL dos servidores ao Congresso tem que mostrar sua força e dar às costas à Fenajufe. Se já mandaram mensaleiros para a cadeia, pisar na cabeça dos sindicalistas é muito mais fácil. Isso é o que eu faria se estiver no lugar do JB.

    Se após isso os incorporados chiassem e ameaçassem greve, a solução é muito fácil. PAD e demissão. Fácil.

    Não adianta tentar negociar com esses sindicalistas. Quanto mais a gente força, mas eles enrolam e com isso ganham tempo para continuar afundando a carreira.

    Em outra postagem alguém citou que a preocupação seria com a desvinculação dos Tribunais Superiores. Pergunto a vocês: eles estão errados? É errado lutar pela valorização de sua carreira? Estão usando a força que tem e vão impor a sua vontade, da mesma forma que os sindicatos fazem com os servidores do "tribunais inferiores", ou seja, conosco.

    E tenho certeza que essa desvinculação vai resultar na aprovação do subsídio. Aí teremos o seguinte quadro: MPU de subsídio; Tribunais Superiores de subsídio, e a ralé, conduzida por mentes brilhantes como o Cledo, com VB e GAJ. Alguém duvida que a pressão será inevitável e o subsídio será o próximo passo? Porém, vamos continuar de olho e nos preparar para a próxima atrocidade dos sindicanalhistas.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 7:19 am

    corujito escreveu:Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó



    Vc está distorcendo, não pode é o cara receber em duplicidade, se já tem a cj incorporada não pode receber cumulativamente, opta por um ou outro, isso serve inclusive para democratizar o acesso as fcs e cjs, outro ponto é que deveria ter um tempo para exercicio de cjs e fcs, assim não haveria perpetuação no exercicio dessas, pois muitos só as largam com a compulsória.
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Qua 12 Fev 2014, 7:31 am

    fabiomodel escreveu:Pessoal, vou repetir: muitos estão se preocupando com o modelo remuneratório quando deveriam estar preocupados com a desvinculação dos superiores. ESQUEÇAM MODELO REMUNERATÓRIO, isso não é prioridade agora! Se houver desvinculação o modelo remuneratório será indiferente, a carreira será a SUBCARREIRA do judiciário, seja com VB, GAJ ou subsídio. Há carreiras que recebem por subsídio e não são essa coca toda, modelo de remuneração não é tudo nessa vida.

    Alguns criaram uma fantasia em torno do subsídio e não aceitam mais nada. Não é assim que funciona! O importante é a carreira ser valorizada, no modelo que for. O subsídio surgiu como uma sugestão de isonomia e transparência, mas não pode funcionar como obstáculo para a valorização. É UM MEIO, NÃO É UM FIM. Câmara e Senado continuam com suas VPNIs e recebem por GR. Isso é ruim? Claro que não, veja o edital do concurso da Câmara que está aberto. Se conseguirmos uma proposta de reajuste que valorize a carreira, independente do modelo, teremos alcançado nosso objetivo.

    A Proposta da GAJ é um bom meio-termo e a considero um grande avanço ante o inflexível VB de outrora. Não amplia as distorções (as diminuem, proporcionalmente) e concede reajuste a todos, se tivesse as tabelas do subsídio alguém recusaria? Duvido. Estamos há anos nesse impasse e não chegamos a lugar algum. O momento é de unidade e busca pela valorização da carreira, independente do modelo. Se perdermos os superiores aí sim a coisa ficará feia.


    Fabiomodel,


    não consigo vislumbrar valorização dissociada de remuneração. No congresso a carreira é valorizada pelo dindin que paga, se formos para as atividades, o trabalho em si, são abstrações que pouco importa.

    Agora, VB não me anima. O problema é que estamos tomando a coisa pela questão micro e esquecendo a macro. Aumento na VB causa um rombo no final, no orçamento, quando se soma tudo, justamente pelo modelo remuneratório que temos. Precisamos mudar o modelo remuneratório por uma questão matemática. Precisamos partir da receita e não da despesa. O que temos de orçamento? O que vamos conseguir? A mobilização vai ser forte para conseguirmos muito? Bem, a partir daí quantificarmos o que pode ser pago. É loucura? Bem, não consigo enxergar outra saída sem ser com a matemática do lado.

    Tá difícil. Dependemos de dois titãs que se odeiam, STF e executivo, e nos odeiam, e ainda por cima temos que desenvolver mobilização com servidores que são antagônicos quanto aos contracheques. Qual a fórmula? Não sei! Mas podemos tentar construir juntos. Agora, ficar nesse nível no fórum tá foda!!

    Fabio, concordo com você que nesse momento a procura da desvinculação das carreiras é mais preocupante do que o modelo remuneratório em si. Até por que os magistrados, tendo em vista o dindin deles não se abalar, não estarão nem aí para a separação, a carreira deles é una.

    Tá complicado, mas, nada na vida é fácil.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 7:36 am

    lcdol escreveu:
    corujito escreveu:Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó



    Vc está distorcendo, não pode é o cara receber em duplicidade, se já tem a cj incorporada não pode receber cumulativamente, opta por um ou outro, isso serve inclusive para democratizar o acesso as fcs e cjs, outro ponto é que deveria ter um tempo para exercicio de cjs e fcs, assim não haveria perpetuação no exercicio dessas, pois muitos só as largam com a compulsória.

    Acho que esta é uma sugestão sensacional, numa proposta de "acordo" por um reajuste emergencial.

    Não lembro em nível de detalhes em relação ao judiciário, mas no MPU a GAS ou mesmo a gratificação de Projeto não podem ser acumuladas com FCs, sendo que muitas delas são menores que o valor da própria gratificação.

    O resultado desta impossibilidade de acumulação é claro: quem tem VPNI > FC/CC possível de ser ocupada abriria mão da CC, e por sua vez haveria mais oportunidades para os pés duros, com o mesmo dinheiro. Desta forma, a remuneração seria melhor distribuída, que é um dos princípios que nós, defensores do subsídio, defendemos: a questão nem é tanto de precisar de mais recursos, mas de gastá-los melhor, com uma distribuição mais justa.

    Um bom plano emergencial seria manter o modelo atual, com reajuste na GAJ/GAMPU e impossibilidade de acumular VPNI + FC ou CC. Isto certamente seria uma proposta que agregaria toda a categoria.
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Qua 12 Fev 2014, 7:48 am

    josebarbos escreveu:
    lcdol escreveu:
    corujito escreveu:Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó



    Vc está distorcendo, não pode é o cara receber em duplicidade, se já tem a cj incorporada não pode receber cumulativamente, opta por um ou outro, isso serve inclusive para democratizar o acesso as fcs e cjs, outro ponto é que deveria ter um tempo para exercicio de cjs e fcs, assim não haveria perpetuação no exercicio dessas, pois muitos só as largam com a compulsória.

    Acho que esta é uma sugestão sensacional, numa proposta de "acordo" por um reajuste emergencial.

    Não lembro em nível de detalhes em relação ao judiciário, mas no MPU a GAS ou mesmo a gratificação de Projeto não podem ser acumuladas com FCs, sendo que muitas delas são menores que o valor da própria gratificação.

    O resultado desta impossibilidade de acumulação é claro: quem tem VPNI > FC/CC possível de ser ocupada abriria mão da CC, e por sua vez haveria mais oportunidades para os pés duros, com o mesmo dinheiro. Desta forma, a remuneração seria melhor distribuída, que é um dos princípios que nós, defensores do subsídio, defendemos: a questão nem é tanto de precisar de mais recursos, mas de gastá-los melhor, com uma distribuição mais justa.

    Um bom plano emergencial seria manter o modelo atual, com reajuste na GAJ/GAMPU e impossibilidade de acumular VPNI + FC ou CC. Isto certamente seria uma proposta que agregaria toda a categoria.


    Tem é que se acabar com essas FCs, e algumas CJs, e diminuir o valor delas. Por que não deixar só as de chefias? Só o chefe com FC e num valor baixo, como há no executivo? De 2 em 2 anos quando muda a presidência num TRE é um pandemônio para não se perder uma maldita FC/CJ, vende-se a alma ao diabo!

    Aumento na GAJ, o que ocorreu agora, ao invés de no VB é mais razoável no orçamento, boa ideia para o debate. Claro, optando-se por manter esse modelo.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 7:51 am

    josebarbos escreveu:
    lcdol escreveu:
    corujito escreveu:Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó



    Vc está distorcendo, não pode é o cara receber em duplicidade, se já tem a cj incorporada não pode receber cumulativamente, opta por um ou outro, isso serve inclusive para democratizar o acesso as fcs e cjs, outro ponto é que deveria ter um tempo para exercicio de cjs e fcs, assim não haveria perpetuação no exercicio dessas, pois muitos só as largam com a compulsória.

    Acho que esta é uma sugestão sensacional, numa proposta de "acordo" por um reajuste emergencial.

    Não lembro em nível de detalhes em relação ao judiciário, mas no MPU a GAS ou mesmo a gratificação de Projeto não podem ser acumuladas com FCs, sendo que muitas delas são menores que o valor da própria gratificação.

    O resultado desta impossibilidade de acumulação é claro: quem tem VPNI > FC/CC possível de ser ocupada abriria mão da CC, e por sua vez haveria mais oportunidades para os pés duros, com o mesmo dinheiro. Desta forma, a remuneração seria melhor distribuída, que é um dos princípios que nós, defensores do subsídio, defendemos: a questão nem é tanto de precisar de mais recursos, mas de gastá-los melhor, com uma distribuição mais justa.

    Um bom plano emergencial seria manter o modelo atual, com reajuste na GAJ/GAMPU e impossibilidade de acumular VPNI + FC ou CC. Isto certamente seria uma proposta que agregaria toda a categoria.


    No Judiciário, Gas e Gae não são cumulativas com fcs e cjs, ou seja já tem precedente, o problema é o pessoal querer largar o osso.
    Além de ser absurdo ser duplamente remunerado pela mesma ocupação.
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Qua 12 Fev 2014, 7:58 am

    Pedro Aparecido de Souza escreveu:Todos sabem que sempre defendi o Vb. A base de Mato Grosso tinha deliberação neste sentido para o PCS-4. E como um dos representantes da categoria em MT sempre defendi a deliberação da categoria.

    Eu estou defendendo o reajuste via GAJ para a unificação da categoria na campanha salarial 2014. Vou defender esta proposta na base de MT. Após o debate e votação em MT vou defender o que a base de MT decidir.


    Com todo respeito, como a base, e falo isso empiricamente, infelizmente ainda é formada no seu cerne por companheiros que defendem o status quo, ou melhor, que se mude para que nada mude, defender que se adotara o que for decidido em deliberação da categoria é um sofisma.

    Já vi isso, na hora que o bicho pega os veteranos saem de seção em seção chamando o pessoal da antiga, inclusive os aposentados, para votar utilizando a ideologia do terror, do perder direitos, isso e aquilo.

    Ou se senta na mesa e se resolve as diferenças de uma vez por todas ou faremos que nem a galinha: cagaremos no pau!!!
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qua 12 Fev 2014, 8:22 am

    Eu vislumbro carreira dissociada de subsídio, basta ver Câmara e Senado, recebem por GR e mantiveram as VPNIs. É óbvio que reajuste no VB não é o ideal (e eu acho que nunca passará) mas isso não é uma questão que nós, servidores, podemos definir nesse momento, ou ficaremos eternamente no debate enquanto as oportunidades (eleições) passam. Temos que buscar a valorização no modelo que for, e os responsáveis (tribunais superiores) que encontrem um meio para isso. Se será por GAJ, GD ou GR não me interessa, como disse, subsídio é um meio e não um fim. Perfeita a Najla nesse ponto. Também por isso a tática de usar o PL 6613 como forma de abrir as negociações está correta: se não podemos depender do STF para o envio de uma proposta, que se force as negociações com o que temos. Se passará o aumento no VB é outra história. Ano passado tínhamos 5% no VB, que viraram aumento na GAJ. Se tivéssemos ficado martelando que eram só 5%, nem essa correção (que na real foi cerca de 30%) teríamos conseguido. Teria sido bom?

    camirecas escreveu:Fabiomodel,


    não consigo vislumbrar valorização dissociada de remuneração. No congresso a carreira é valorizada pelo dindin que paga, se formos para as atividades, o trabalho em si, são abstrações que pouco importa.

    Agora, VB não me anima. O problema é que estamos tomando a coisa pela questão micro e esquecendo a macro. Aumento na VB causa um rombo no final, no orçamento, quando se soma tudo, justamente pelo modelo remuneratório que temos. Precisamos mudar o modelo remuneratório por uma questão matemática. Precisamos partir da receita e não da despesa. O que temos de orçamento? O que vamos conseguir? A mobilização vai ser forte para conseguirmos muito? Bem, a partir daí quantificarmos o que pode ser pago. É loucura? Bem, não consigo enxergar outra saída sem ser com a matemática do lado.

    Tá difícil. Dependemos de dois titãs que se odeiam, STF e executivo, e nos odeiam, e ainda por cima temos que desenvolver mobilização com servidores que são antagônicos quanto aos contracheques. Qual a fórmula? Não sei! Mas podemos tentar construir juntos. Agora, ficar nesse nível no fórum tá foda!!

    Fabio, concordo com você que nesse momento a procura da desvinculação das carreiras é mais preocupante do que o modelo remuneratório em si. Até por que os magistrados, tendo em vista o dindin deles não se abalar, não estarão nem aí para a separação, a carreira deles é una.

    Tá complicado, mas, nada na vida é fácil.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 8:43 am

    fabiomodel escreveu:Eu vislumbro carreira dissociada de subsídio, basta ver Câmara e Senado, recebem por GR e mantiveram as VPNIs. É óbvio que reajuste no VB não é o ideal (e eu acho que nunca passará) mas isso não é uma questão que nós, servidores, podemos definir nesse momento, ou ficaremos eternamente no debate enquanto as oportunidades (eleições) passam. Temos que buscar a valorização no modelo que for, e os responsáveis (tribunais superiores) que encontrem um meio para isso. Se será por GAJ, GD ou GR não me interessa, como disse, subsídio é um meio e não um fim. Perfeita a Najla nesse ponto. Também por isso a tática de usar o PL 6613 como forma de abrir as negociações está correta: se não podemos depender do STF para o envio de uma proposta, que se force as negociações com o que temos. Se passará o aumento no VB é outra história. Ano passado tínhamos 5% no VB, que viraram aumento na GAJ. Se tivéssemos ficado martelando que eram só 5%, nem essa correção (que na real foi cerca de 30%) teríamos conseguido. Teria sido bom?

    camirecas escreveu:Fabiomodel,


    não consigo vislumbrar valorização dissociada de remuneração. No congresso a carreira é valorizada pelo dindin que paga, se formos para as atividades, o trabalho em si, são abstrações que pouco importa.

    Agora, VB não me anima. O problema é que estamos tomando a coisa pela questão micro e esquecendo a macro. Aumento na VB causa um rombo no final, no orçamento, quando se soma tudo, justamente pelo modelo remuneratório que temos. Precisamos mudar o modelo remuneratório por uma questão matemática. Precisamos partir da receita e não da despesa. O que temos de orçamento? O que vamos conseguir? A mobilização vai ser forte para conseguirmos muito? Bem, a partir daí quantificarmos o que pode ser pago. É loucura? Bem, não consigo enxergar outra saída sem ser com a matemática do lado.

    Tá difícil. Dependemos de dois titãs que se odeiam, STF e executivo, e nos odeiam, e ainda por cima temos que desenvolver mobilização com servidores que são antagônicos quanto aos contracheques. Qual a fórmula? Não sei! Mas podemos tentar construir juntos. Agora, ficar nesse nível no fórum tá foda!!

    Fabio, concordo com você que nesse momento a procura da desvinculação das carreiras é mais preocupante do que o modelo remuneratório em si. Até por que os magistrados, tendo em vista o dindin deles não se abalar, não estarão nem aí para a separação, a carreira deles é una.

    Tá complicado, mas, nada na vida é fácil.

    Na verdade, até o legislativo tem Gratificação de Desempenho, e uma parcela de VPNI que eles recebiam foi absorvida por reajustes.

    É uma VPNI de natureza diferente da nossa, mas entendo que foi uma gordura que tinham para cortar num reajuste para todos.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 8:46 am

    camirecas escreveu:
    josebarbos escreveu:
    lcdol escreveu:
    corujito escreveu:Essa ideia de limitar ocupação de FC/CJ me lembra o absurdo mor da Anajus.

    Quer dizer, então, que o Presidente do Tribunal pode pegar um doido qualquer na rua e nomeá-lo para CJ: pode requisitar um maluco qualquer do Ministério dos Grampeadores numa FC.

    Mas, não! O servidor efetivo de carreira que recebe VPNI... esse não pode!

    Tenha dó



    Vc está distorcendo, não pode é o cara receber em duplicidade, se já tem a cj incorporada não pode receber cumulativamente, opta por um ou outro, isso serve inclusive para democratizar o acesso as fcs e cjs, outro ponto é que deveria ter um tempo para exercicio de cjs e fcs, assim não haveria perpetuação no exercicio dessas, pois muitos só as largam com a compulsória.

    Acho que esta é uma sugestão sensacional, numa proposta de "acordo" por um reajuste emergencial.

    Não lembro em nível de detalhes em relação ao judiciário, mas no MPU a GAS ou mesmo a gratificação de Projeto não podem ser acumuladas com FCs, sendo que muitas delas são menores que o valor da própria gratificação.

    O resultado desta impossibilidade de acumulação é claro: quem tem VPNI > FC/CC possível de ser ocupada abriria mão da CC, e por sua vez haveria mais oportunidades para os pés duros, com o mesmo dinheiro. Desta forma, a remuneração seria melhor distribuída, que é um dos princípios que nós, defensores do subsídio, defendemos: a questão nem é tanto de precisar de mais recursos, mas de gastá-los melhor, com uma distribuição mais justa.

    Um bom plano emergencial seria manter o modelo atual, com reajuste na GAJ/GAMPU e impossibilidade de acumular VPNI + FC ou CC. Isto certamente seria uma proposta que agregaria toda a categoria.


    Tem é que se acabar com essas FCs, e algumas CJs, e diminuir o valor delas. Por que não deixar só as de chefias? Só o chefe com FC e num valor baixo, como há no executivo? De 2 em 2 anos quando muda a presidência num TRE é um pandemônio para não se perder uma maldita FC/CJ, vende-se a alma ao diabo!

    Aumento na GAJ, o que ocorreu agora, ao invés de no VB é mais razoável no orçamento, boa ideia para o debate. Claro, optando-se por manter esse modelo.

    O modelo do executivo não serve de exemplo: lá a função é tão baixa que a maioria fica vazia, ninguém também gerencia nada do que precisa ser gerenciado.

    Acho que, sim, precisam ser revistos valores ou mesmo estratégias de incentivo na carreira, bem como rotatividade na chefia, e não no quadro. Ideias novas fazem bem. No caso do MPU, em que 40% do quadro tem função, posso te dizer que não existe um "exagero" de FCs, mas que sim, alguns valores x responsabilidade estão incompatíveis, tanto para cima como para baixo.
    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Qua 12 Fev 2014, 9:20 am

    a idéia de não cumular VPNI com CJ e FC é brilhante e deve ser incorporada aos nossos PL´s.

    é justo, é razoável, é democrático....

    fantastico.

    adivinha quem não concorda com ela?????
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Qua 12 Fev 2014, 9:56 am

    fabiomodel escreveu:Eu vislumbro carreira dissociada de subsídio, basta ver Câmara e Senado, recebem por GR e mantiveram as VPNIs. É óbvio que reajuste no VB não é o ideal (e eu acho que nunca passará) mas isso não é uma questão que nós, servidores, podemos definir nesse momento, ou ficaremos eternamente no debate enquanto as oportunidades (eleições) passam. Temos que buscar a valorização no modelo que for, e os responsáveis (tribunais superiores) que encontrem um meio para isso. Se será por GAJ, GD ou GR não me interessa, como disse, subsídio é um meio e não um fim. Perfeita a Najla nesse ponto. Também por isso a tática de usar o PL 6613 como forma de abrir as negociações está correta: se não podemos depender do STF para o envio de uma proposta, que se force as negociações com o que temos. Se passará o aumento no VB é outra história. Ano passado tínhamos 5% no VB, que viraram aumento na GAJ. Se tivéssemos ficado martelando que eram só 5%, nem essa correção (que na real foi cerca de 30%) teríamos conseguido. Teria sido bom?

    camirecas escreveu:Fabiomodel,


    não consigo vislumbrar valorização dissociada de remuneração. No congresso a carreira é valorizada pelo dindin que paga, se formos para as atividades, o trabalho em si, são abstrações que pouco importa.

    Agora, VB não me anima. O problema é que estamos tomando a coisa pela questão micro e esquecendo a macro. Aumento na VB causa um rombo no final, no orçamento, quando se soma tudo, justamente pelo modelo remuneratório que temos. Precisamos mudar o modelo remuneratório por uma questão matemática. Precisamos partir da receita e não da despesa. O que temos de orçamento? O que vamos conseguir? A mobilização vai ser forte para conseguirmos muito? Bem, a partir daí quantificarmos o que pode ser pago. É loucura? Bem, não consigo enxergar outra saída sem ser com a matemática do lado.

    Tá difícil. Dependemos de dois titãs que se odeiam, STF e executivo, e nos odeiam, e ainda por cima temos que desenvolver mobilização com servidores que são antagônicos quanto aos contracheques. Qual a fórmula? Não sei! Mas podemos tentar construir juntos. Agora, ficar nesse nível no fórum tá foda!!

    Fabio, concordo com você que nesse momento a procura da desvinculação das carreiras é mais preocupante do que o modelo remuneratório em si. Até por que os magistrados, tendo em vista o dindin deles não se abalar, não estarão nem aí para a separação, a carreira deles é una.

    Tá complicado, mas, nada na vida é fácil.


    Vou ser sincero, pensando de maneira micro, ou melhor, individual, o 6613 para mim não seria ruim. Bem, isso se fosse aprovado naquele período, hoje eu já não sei.

    O nosso problema é que do jeito que tá, R$ 1,00 de aumento para mim no VB, representará R$ 3,00 ou mais para o meu chefe do lado que possui incorporações. Não sei até que ponto esse modelo é válido. Colocar mais uma vez o 6613 embaixo do braço é partir da despesa, o que queremos gastar, para a receita, o que precisaremos conseguir. Acredito que assim seja mais gigantesca a caminhada. O aumento atual (5%) mostrou para nós que parti do que se tem (receita) para como se gastar (despesa), seja mais fácil. Se fossemos jogar os 5% no VB com certeza alguns (novatos) não teriam o aumento de cerca de 30%. Não sei até quando teremos força para ir jogando os aumentos na GAJ.

    Bem, mas concordo que para começar algo precisa ser colocado na mesa e pode ser o 6613. Já vimos que na hora de se aprovar o plano até um rabisco pode ser aprovado.

    Aproveito para salientar, alguns companheiros podem até rechaçar, mas poderíamos já indo fazendo tratativas com o Min. Levandowski. Saber qual a opinião dele quanto a separação do PJU, os servidores. Não é acreditar que ele será nossa salvação, não. Começar a fazer "política". É notório que o diálogo dele com o executivo será melhor do que com o Barbosa. Para nós, nem influi nem contribui. Mas com certeza na questão de orçamento (geral) ele será visto pelo executivo com outros olhos.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qua 12 Fev 2014, 10:19 am

    Exatamente esse deve ser nosso objetivo agora: começar a forçar uma negociação com o que temos, e o que temos é o 6613. Na hora de decidir mesmo o que fazer, a cúpula que encontre uma alternativa que resolva, de fato, o problema. Mas não podemos nos apegas a modelo remuneratório nesse momento, ou vamos perder novamente a oportunidade das eleições. Os policiais federais estão reivindicando 45% de reajuste e estão bastante mobilizados, se conseguirem algo podem ser uma boa referência.

    Em tempo: Mesmo que o reajuste seja no VB (o que é muito, muito pouco provável) também não há toda essa diferença de R$1,00 para um novato e R$3,00 para um antigo. Mesmo quem tem incorporação, a maior parte (quintos) está congelada e independe do VB, poucos tem incorporação atrelada ao VB e, geralmente, são baixas (como os 12% da URV). Ainda que o reajuste fosse no VB, a maior parte das incorporações não sofreria reajuste, o maior impacto, nesse caso, seria nas gratificações (GAE e GAS). Mas quem deve encontrar uma solução para isso, como disse, é a cúpula.

    camirecas escreveu:

    Bem, mas concordo que para começar algo precisa ser colocado na mesa e pode ser o 6613. Já vimos que na hora de se aprovar o plano até um rabisco pode ser aprovado.

    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Qua 12 Fev 2014, 10:36 am

    Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 10:59 am

    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Estão pedindo índices, pq todas tiveram PCSs posteriores ao ultimo nosso(2006), e todas foram reestruturadas, alterando formato de
    remuneração e absorvendo VPNIs, não adianta querer tapar o sol com a peneira, temos um problema enorme, quer seja pela quantidade de componentes de nossa carreira, quer seja pelo valor gasto com as VPNIs, e é necessário dar solução.
    É preciso reestruturar a forma de remuneração, e fazer com que as VPNIs sejam absorvidas, além de vetar a sua percepção com  o recebimento de FC/CJ cumulativamente.
    Sem equacionar essa questão das VPNIs, não tem como, equacionando tambem poderemos brigar por indices e não por PCS, até
    pq se equacionada essa questão, forçosamente a carreira estará unida.


    Última edição por lcdol em Qua 12 Fev 2014, 11:01 am, editado 1 vez(es)
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Qua 12 Fev 2014, 11:00 am

    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.


    Sei que a questão não é tão simples assim, assim como não tenho participado das reuniões, mas pedir índice quando se ganha acima de 20.000 é um paraíso. Todo ano ter 5% é o sonho. Basta repor a inflação. O problema é que isso não é anual, passa-se três anos sem aumento, não há a revisão anual. Para certas categorias a campanha da reposição da inflação é o mote. Não sou maluco também de acreditar que a força do executivo não seja um impeditivo para as categorias pleitearem um PCS.

    Bem, penso que partindo do orçamento, o que o executivo está disposto a ceder no total, eu posso moldar minha estrutura.
    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Qua 12 Fev 2014, 12:54 pm

    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.



    Najla,

    dessa vez, discordo de vc.
    se a coisa está errada - e está - tem que parar e acertar. se demorar....é o preço que temos que pagar. não acho que temos que aumentar o erro pra depois corrigí-lo, e é isso que estará acontecendo se insistirmos nesse nefasto PL 6613.
    temos que ter uma bandeira pra lutar. pra mim, é equiparação.
    apenas devemos escolher uma carreira assimilada, que já tenha corrigido os equivocos que assolam a nossa carreira (VPNI´s, por exemplo....) e correr pra pedir o que ela tem.

    é o que penso!
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Qua 12 Fev 2014, 1:04 pm

    me respeite escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.



    Najla,

    dessa vez, discordo de vc.
    se a coisa está errada - e está - tem que parar e acertar. se demorar....é o preço que temos que pagar. não acho que temos que aumentar o erro pra depois corrigí-lo, e é isso que estará acontecendo se insistirmos nesse nefasto PL 6613.
    temos que ter uma bandeira pra lutar. pra mim, é equiparação.
    apenas devemos escolher uma carreira assimilada, que já tenha corrigido os equivocos que assolam a nossa carreira (VPNI´s, por exemplo....) e correr pra pedir o que ela tem.

    é o que penso!

    Eu não estou defendendo o PL 6613, aliás, votei contra ele na ampliada.
    Mas quem tem que apresentar uma alternativa é o STF e o governo, nós já apresentamos, comemos o pão que o diabo amassou e saímos com a gajinha.

    A categoria não tem união em torno de projetos, aí cada um irá dizer que não se mobiliza por causa do tipo de projeto, por causa dos sindicatos, por causa da religião que não permite manifestar e ir pra greve, por causa do calor e da chuva. Sem mobilização não teremos nada. Vejo tantas razões para que se permaneça na militância virtual e nenhuma para que saiamos da nossa acomodação. Lembro novamente que o MPU tem um ótimo PL, o 2199, e nem por isso os servidores estão fazendo a maior greve de toda a história. O problema não é o PL, o problema é que não há ninguém lutando por nós, não há nada para nós se nós mesmos não formos buscar.

    As pessoas querem um super aumento e que o colega vá fazer a luta. Só que isso não existe.
    Vou até parar de escrever isso de tão repetitivo que é. É muito chato.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 3:07 pm

    Vislumbro que se todos nós dermos um ULTIMATUM à Fenajufe

    para que ela faça imediatamente a CONSULTA aos servidores e inicie uma

    campanha salarial em seguida, OU todos vamos imediatamente nos DESFILIAR EM MASSA,

    não sobrando um único crédulo a continuar dando dinheiro para os sindicatos e para ela,

    A SOLUÇÃO APARECE!

    É o lema do futebol que nunca falha: "APERTA QUE ELE GEME!"

    Ninguém faz ou continua fazendo firula quando essa regra do futebol é aplicada.


    <
    avatar
    ffdasilva26
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 376
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 12/11/2010

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ffdasilva26 em Qua 12 Fev 2014, 3:20 pm

    Se fosse feito isso pelos servidores o pessoal da cúpula começaria a agir.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 3:30 pm

    Vislumbro que se todos nós dermos um ULTIMATUM à Fenajufe

    para que ela faça imediatamente a CONSULTA aos servidores e inicie uma

    campanha salarial em seguida, OU todos vamos imediatamente nos DESFILIAR EM MASSA,

    não sobrando um único crédulo a continuar dando dinheiro para os sindicatos e para ela,

    A SOLUÇÃO APARECE!

    É o lema do futebol que nunca falha: "APERTA QUE ELE GEME!"

    Ninguém faz ou continua fazendo firula quando essa regra do futebol é aplicada.




    O QUE VCS ACHAM DE APERTARMOS A FENAJUFE? OU VAI OU RACHA!
    DESFILIAÇÃO JÁ!


    Fenajufe já disse que vai "lutar até a morte pelos incorporados"! Então vamos apressar a morte dela! Querem dar de louco? Aguentem as consequências então!



    <
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 7:33 pm

    Najla escreveu:
    me respeite escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.



    Najla,

    dessa vez, discordo de vc.
    se a coisa está errada - e está - tem que parar e acertar. se demorar....é o preço que temos que pagar. não acho que temos que aumentar o erro pra depois corrigí-lo, e é isso que estará acontecendo se insistirmos nesse nefasto PL 6613.
    temos que ter uma bandeira pra lutar. pra mim, é equiparação.
    apenas devemos escolher uma carreira assimilada, que já tenha corrigido os equivocos que assolam a nossa carreira (VPNI´s, por exemplo....) e correr pra pedir o que ela tem.

    é o que penso!

    Eu não estou defendendo o PL 6613, aliás, votei contra ele na ampliada.
    Mas quem tem que apresentar uma alternativa é o STF e o governo, nós já apresentamos, comemos o pão que o diabo amassou e saímos com a gajinha.

    A categoria não tem união em torno de projetos, aí cada um irá dizer que não se mobiliza por causa do tipo de projeto, por causa dos sindicatos, por causa da religião que não permite manifestar e ir pra greve, por causa do calor e da chuva. Sem mobilização não teremos nada. Vejo tantas razões para que se permaneça na militância virtual e nenhuma para que saiamos da nossa acomodação. Lembro novamente que o MPU tem um ótimo PL, o 2199, e nem por isso os servidores estão fazendo a maior greve de toda a história. O problema não é o PL, o problema é que não há ninguém lutando por nós, não há nada para nós se nós mesmos não formos buscar.

    As pessoas querem um super aumento e que o colega vá fazer a luta. Só que isso não existe.
    Vou até parar de escrever isso de tão repetitivo que é. É muito chato.


    Tá certo, vc votou contra o 6613...sei, mas tambem sei pq, simples seus "cumpanheiros" tambem foram contra, agora vão vir com conversa de centralizar reajuste na GAJ, o que não fazem para manter privilegios...
    Vc sabe que não fico só atrás de teclados, aliás minha movimentação é muito anterior a sua ...
    Então diga-nos, qual a posição da Anata para a eleição do Sintrajud/SP?
    Os sindipelegos ou a mudança?
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 7:35 pm

    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    Conteúdo patrocinado

    Tópico Geral - Página 23 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 17 Set 2019, 5:14 am