PCS JÁ



    Tópico Geral

    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 7:43 pm

    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    A Najla está no minímo sendo cínica, essas 3 carreiras recebem por subsídio, por isso brigam apenas por indices,
    já tiveram sua reestruturação remuneratória e valorização, claro que abrindo mão das VPNIs, ou será que ela não sabe?
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6699
    Reputação : 295
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin em Qua 12 Fev 2014, 7:51 pm

    Engraçado que, com a prisão do Caio, aquele que lançou o rojão que matou o cinegrafista da band, apareceu o esquema montado, segundo consta, por políticos, para manter a desordem nas manifestações. Quem estaria por detrás disso? Só sei que a estratégia é perfeita para desmantelar as manifestações pacíficas.


    _________________
    NO RACISM!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 6699
    Reputação : 295
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin em Qua 12 Fev 2014, 7:53 pm

    lcdol escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    A Najla está no minímo sendo cínica, essas 3 carreiras recebem por subsídio, por isso brigam apenas por indices,
    já tiveram sua reestruturação remuneratória e valorização, claro que abrindo mão das VPNIs, ou será que ela não sabe?

    Certo é que não haverá reprise de aumento linear para o funcionalismo público este ano. O que poderá passar é um ou outro PCS, desde que não importe em custo elevado para o tesouro.
    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Qua 12 Fev 2014, 8:20 pm

    lcdol escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    A Najla está no minímo sendo cínica, essas 3 carreiras recebem por subsídio, por isso brigam apenas por indices,
    já tiveram sua reestruturação remuneratória e valorização, claro que abrindo mão das VPNIs, ou será que ela não sabe?



    calma gente, todos estamos no mesmo barco, vamos lutar unidos. (vamos deixar a expressão "cinica" pra quem merece)

    quanto a questão remuneratória, indices ou modelo remuneratório, TODOS (aqui, sem exceção) concordamos que temos que ter aumento.

    acho também que nenhum aumento JUSTO irá agradar a TODOS. (todos concordamos, ne?)

    então a coisa tem que ser de cima pra baixo, alguem tem que impor....como foi com a "merreca - 15%". Como conseguir?

    fazer uma proposta realmente JUSTA. e conseguir apoio politico DENTRO do judiciário. Os juízes, logicamente, não respeitam (eu também não respeitaria) uma proposta que faça um servidor ganhar mais que eles(e nem mesmo perto)....mas se for uma proposta justa, em que todos recebam salários dignos, tenho absoluta certeza que apoiarão. se apoiarem serão fortes aliados.

    um projeto justo acabaria com abismos, absorveria as VPNI´s, não permitiria a acumulaçaõ de VPNI com FC e CJ.

    da pra moldar sim uma causa pela qual valha a pena lutar, convencer colegas, juizes, advogados.

    nós todos sabemos o quanto pagamos por termos colegas ganhando 22, 23, 24 mil reais....sempre alguem joga isso na nossa cara....."querem aumento? já ganham 24 mil reais...." (ouvimos isso ou não?) (juizes dizem isso ou não?) (deputados têm esse entendimento ou não?). Anda que seja exceção, qq projeto que permita que absurdos como estes ocorram, enfrentarão forte resistencia.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 8:23 pm

    O texto abaixo foi extraído do site da SISEJUFE - Rio de Janeiro. Link:http://sisejufe.org.br/wprs/2014/02/retomar-a-luta-pelo-pl-6-613-e-continuar-o-debate-da-carreira/

    "Roberto Ponciano, diretor do Sisejufe e da Fenajufe, defendeu a necessidade de se centrar fogo na mobilização pelo PL 6.613 e a discussão da carreira. Segundo ele, uma grande ameaça está sendo elaborada e precisa ser combatida. “Há proposta em discussão em Brasília para criar um Plano de Cargos e Salários somente para magistrados e pessoal dos tribunais superiores. A nossa categoria ficará de fora dos reajustes. Existe até um Grupo de Trabalho já tratando dessa questão. Se for aprovado, vai ser o fim da nossa carreira”, denunciou Ponciano. O diretor enfatizou, ainda, que não há espaço para articulação com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Joaquim Barbosa".

    Como esse cidadão pretende impedir isso? Como já havia dito antes, a criação de uma nova carreira para os servidores dos Tribunais Superiores e a adoção do subsídio pelo MPU vai ser o tiro de misericórdia na cabeça dos sindicatos. Se hoje, com todo mundo refém do famigerado modelo VB+GAJ, o pessoa já tá revoltado, imaginem como estarão os servidores dos TRT´s e TRF´s vendo os servidores do STF, STJ e TST, que até ontem estavam no mesmo barco, sendo premiados com o subsídio. O apoio que hoje já é pequeno, vai rapidamente deixar de existir.

    Esse fato, referente à incompetência dos dirigentes sindicais faz-me lembrar de um capítulo do Livro as 48 Leis do Poder. A passagem dizia que quando o seu inimigo for incompetente, não é preciso gastar energia para vencê-lo. Basta sentar e aguardar a sua derrota. E isso o Cledo e o cachaceiro do Ponciano estão fazendo muito bem. Continuem assim, com esse discurso de defender o Mamute e você entrarão para a história como um dos responsáveis por destruir seus sindicatos. Vou até comprar uma pipoca e aguardar....

    Voltando ao assunto, como é impossível vencer a intransigência dos sindicatos, creio que uma boa opção é apoiar os colegas dos Tribunais Superiores. É importante que eles sintam que mesmo se distanciando dos demais, tal fato ao invés de gerar a inveja, pode proporcionar a esperança de que esse modelo seja estendido para toda a categoria.

    Digam e pensem os pessimistas o que quiserem, mas a desvinculação dos Tribunais Superiores em relação aos demais só pode nos trazer vantagens. Uma delas é, após implantado o modelo, este seja levado à outros tribunais sob a alegação da já conhecida isonomia. O STF pode muito bem elaborar um estudo de impacto, remeter a proposta de novo PL com este modelo para os demais e enterrar de vez o Mamute e a alegria dos incorporados. Na pior da hipóteses, caso isso não ocorra, ficaremos na mesma, que é o que estamos tendo graças aos sindicatos. Em outras palavras, ou ganhamos ou empatamos.

    Por fim, quero dizer que me sinto um pouco decepcionado com a Najla, principalmente depois da sua última indagação. Já disse uma vez e voltarei a repetir: me filiei à ANATA em razão da causa que levou à sua instituição, que foi o movimento pró-subsídio. Caso está bandeira não mais existe e se a ANATA, mesmo de longe estiver apoiando qualquer projeto de interesse dos sindicatos, irei requerer de imediato minha desfiliação.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 8:27 pm

    Paladino MP para vc.


    Última edição por lcdol em Qua 12 Fev 2014, 8:47 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 8:30 pm

    Najla, quero lhe fazer mais uma pergunta e gostaria muito que você respondesse.

    Qual sua posição sobre a eleição do sintrajud/sp. Você é contra ou a favor da atual direção?

    Tenho o mais profundo respeito por ti, por isso quero saber sua opinião.

    Grande abraço
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por corujito em Qua 12 Fev 2014, 8:47 pm

    quando me perguntavam, há alguns anos, sobre o Chavez na Venezuela, eu sempre alertava: Chavez é o golpista menos golpista na Venezuela. O povo venezuelano está condenado se o chavismo for interrompido hoje.

    Nos próximos dias, quando vier à tona quem financia black bloc assassino, quem contrata por R$150,00 militantes-mercenários, mais do que nunca se firmará essa convicção. O que é pior: a turma governista do PT ou a turma terrorista (PSTU/PSOL/PCO) do Pedro Pedro Aparecido De Souza?
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qua 12 Fev 2014, 8:49 pm

    corujito escreveu:quando me perguntavam, há alguns anos, sobre o Chavez na Venezuela, eu sempre alertava: Chavez é o golpista menos golpista na Venezuela. O povo venezuelano está condenado se o chavismo for interrompido hoje.

    Nos próximos dias, quando vier à tona quem financia black bloc assassino, quem contrata por R$150,00 militantes-mercenários, mais do que nunca se firmará essa convicção. O que é pior: a turma governista do PT ou a turma terrorista (PSTU/PSOL/PCO) do Pedro Pedro Aparecido De Souza?


    SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO, SEPARADOS APENAS POR LUTA POR PODER.
    Lisalesaelouca
    Lisalesaelouca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário- Batedora de Meta conforme proposta lixo
    Mensagens : 691
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 06/09/2011
    Localização : Brasília/DF

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lisalesaelouca em Qua 12 Fev 2014, 9:05 pm

    corujito escreveu:quando me perguntavam, há alguns anos, sobre o Chavez na Venezuela, eu sempre alertava: Chavez é o golpista menos golpista na Venezuela. O povo venezuelano está condenado se o chavismo for interrompido hoje.

    Nos próximos dias, quando vier à tona quem financia black bloc assassino, quem contrata por R$150,00 militantes-mercenários, mais do que nunca se firmará essa convicção. O que é pior: a turma governista do PT ou a turma terrorista (PSTU/PSOL/PCO) do Pedro Pedro Aparecido De Souza?


     :nervoso: 
    avatar
    PJHUUUUuuuuu
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Trampolim
    Mensagens : 3874
    Reputação : 14
    Data de inscrição : 20/05/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por PJHUUUUuuuuu em Qua 12 Fev 2014, 9:09 pm

    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    BACEN é subsídio também.
    Lisalesaelouca
    Lisalesaelouca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário- Batedora de Meta conforme proposta lixo
    Mensagens : 691
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 06/09/2011
    Localização : Brasília/DF

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lisalesaelouca em Qua 12 Fev 2014, 9:22 pm

    PJHUUUUuuuuu escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    BACEN é subsídio também.

    Sim. like 
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Qua 12 Fev 2014, 10:40 pm

    PJHUUUUuuuuu escreveu:
    PaladinoRS escreveu:
    Najla escreveu:Por que será que as demais carreiras estão pedindo índices e não PCS esse ano?

    No dia do lançamento da campanha dos SPFs estavam lá o Sinal do Banco Central, a Receita, os Auditores Fiscais do Trabalho, não haviam só carreirão não. Será excelente se vcs começarem a participar dos atos para ver o que outras carreira estão pleiteando, inclusive as que já foram reestruturadas.

    O ano no CN vai acabar rapidinho, são 50 dias de trabalho.

    Najla, com todo o respeito, mas a resposta à sua pergunta é óbvia; no caso do AFT eles recebem por subsídio. Lá não tem incorporados. No Banco Central eu não tenho certeza se a remuneração é por subsídio, mas se não for, incorporados não andam por aquelas bandas.

    Se não houvesse incorporados no Judiciário é claro que toda a categoria iria se sentir motivada a pressionar o governo. Acontece que para dois servidores que iriam fazer a mesma greve, um iria ter um retorno de x e outro de 3x ou 4x. Acho que esse é o motivo pelo qual a maioria não irá aderir à greve. E acho que têm toda a razão.

    BACEN é subsídio também.

    Sim, é.
    As carreiras valorizadas estavam lá e as dezenas de carreiras do carreirão também.
    O que estas carreiras que não foram reestruturadas e que estão com salários defasadas estavam fazendo no ato dos SPFs?
    Mencionei as carreiras valorizadas para mostrar que nesse ano há a percepção de luta conjunta por um índice, seja para  gregos ou troianos.


    Última edição por Najla em Qui 13 Fev 2014, 6:04 am, editado 1 vez(es)


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Qua 12 Fev 2014, 10:52 pm

    Paladino,

    Subsídio não é religião. Não podemos odiar os colegas, embora haja injustiças na nossa carreira.
    É bem possível que daqui a alguns anos nossa carreira esteja sendo remunerada por GD pq é o modelo  que tem metas, não tem paridade com aposentados e mais se parece com a iniciativa privada. Dificilmente, porém, será a GD do TCU e sim a GD da carreira dos ministérios, ou essa GD que o CNJ propôs na minuta, de uma parcela anual.

    A Anata, desde sua fundação, tem a meta de equiparar a nossa carreira com as carreiras valorizadas. Já lutamos por subsídio e lutamos muito, mas a meta é a equiparação. Não temos o subsídio como um fim em si, não estamos fazendo guerra de torcidas. Hoje a percepção que temos é que não há nada oferecido para nós e que precisaremos de muito esforço para mudar esse quadro. Todos os colegas devem se envolver e para isso é preciso buscar um ponto no meio do caminho.

    Sobre eleições, é tão simples... será muito bom que cada um de nós se ofereça para compor uma chapa, para colocar a mão na massa, para mostrar como se faz melhor ao invés de só ficar criticando. Mostrar como se faz um sindicalismo excepcional na prática, no dia-a-dia do sindicato, com os desafios que a carreira impõe é melhor do que o ativismo virtual, sem dúvida.


    Última edição por Najla em Qui 13 Fev 2014, 6:03 am, editado 1 vez(es)


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por corujito em Qua 12 Fev 2014, 10:57 pm

    Najila,

    essa GD anual, uma bolada no fim do ano, pode ser uma manobra para evitar o abate-teto dos incorporadaços.

    não conheço o boato, mas recomendo um estudo da PR na carreira Fiscal (ICMS) de São Paulo, por exemplo. Pagam trimestralmente uma bolada que, se fosse paga mensalmente, a maioria dos Fiscais de Renda teriam salários cortados.

    CesarBsb2012
    CesarBsb2012
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 267
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 22/08/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por CesarBsb2012 em Qua 12 Fev 2014, 11:23 pm

    Colegas, desculpem o aparte, mas recebi esse email e estou aderindo à campanha e ajudando a mensagem chegar ao maior número de pessoas. Não quero suscitar tal debate aqui, pois não é o forum adequado, nem vou responder provocações, mas enfim:



    Campanha pela redução da maioridade penal: pressionem um parlamentar !!!

    PESSOAL, DIA 19 FEV 2014 VAO COLOCAR EM VOTAÇÃO UM PROJETO (PEC 33/2012) SOBRE A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL  (VIDE TEXTOS ABAIXO). VAMOS PRESSIONAR UM PARLAMENTAR.  ESSE É O MOMENTO POIS AS ELEIÇÕES ESTÃO AÍ. SE ELES SÃO NOSSOS REPRESENTANTES (OU PELO MENOS DEVERIAM) PORQUE NÃO APROVAM A REDUÇÃO DA MAIORIDADE ATÉ MESMO PARA MENORES DE 16 ANOS SE 90% DA POPULAÇÃO É FAVORÁVEL? SERÁ QUE OS OUTROS PAÍSES É QUE ESTÃO ERRADOS? ORAS, NÃO QUEREM REDUZIR PORQUE A ATUAL CONSTITUIÇÃO NÃO PERMITE (AS TAIS DAS CLAUSULAS PÉTREAS)? ENTÃO SE VIREM, ENCONTREM UMA SOLUÇÃO: SE NECESSÁRIO FAÇAM OUTRA CONSTITUIÇÃO. AFINAL ELA DEVE EXISTIR EM PROL DA SOCIEDADE E NÃO O CONTRÁRIO. A POPULAÇÃO NÃO AGUENTA MAIS TANTA IMPUNIDADE. QUANTO DENTISTAS MAIS PRECISARÃO SEREM QUEIMADOS PARA REAGIRMOS? QUANTAS FAMÍLIAS MAIS SERÃO DESTROÇADAS POR MARGINAIS QUE DE VÍTIMAS NÃO TEM NADA? CHEGA DO DISCURSO DE QUE ESSES DITOS MENORES SÃO VÍTIMAS DO FLAGELO SOCIAL, ISSO NÃO COLA MAIS, AFINAL SE É VERDADE QUE A POBREZA TEM DIMINUÍDO, ENTÃO PORQUE A VIOLÊNCIA SÓ TEM AUMENTADO? AS VITIMAS CERTAMENTE SOMOS NÓS, CADA VEZ MAIS TRANCADOS EM CASA E APAVORADOS.  CHEGA! VAMOS PRESSIONAR, MUDAR A NOSSA POSTURA. ESCOLHER UM PARLAMENTAR E ACOMPANHAR O TRABALHO DELE E COBRAR RESULTADOS. ELES ESTÃO PROTEGIDOS POR SEGURANÇAS PAGOS A NOSSAS CUSTAS E NÓS? AQUELES QUE ESTIVEREM COM DÓ PARTICIPEM DA OUTRA CAMPANHA E ADOTEM UM MENOR INFRATOR. PEÇAM UMA RESPOSTA POR EMAIL E DIGA QUE VAO ACOMPANHAR O VOTO DO PARLAMENTAR ESCOLHIDO. PEÇAM TAMBÉM UM POSICIONAMENTO POR ESCRITO SOBRE OS DEMAIS ASSUNTOS MENCIONADOS NAS ENQUETES ABAIXO E PEÇAM PARA ENVIAREM UM EMAIL COM O VOTO DELES SEMPRE QUE TIVER UMA VOTAÇÃO IMPORTANTE, SOB PENA DE MUDAREM DE CANDIDATO. ESTAMOS REALMENTE APELANDO: SE MEXAM OU A PRÓXIMA VÍTIMA PODERÁ SER VC, SEU IRMÃO, SUA FILHA, SEU ESPOSO. NÃO DEIXEM DE LIGAR OU MANDAR EMAIL. OS CONTATOS ESTÃO NO SITE [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] OS DEPUTADOS SÃO MUITOS ENTÃO PRESSIONEM O LIDER DO PARTIDO: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qui 13 Fev 2014, 1:20 am

    MEDO E COVARDIA DOS SERVIDORES NESTE MOMENTO DE LUTA



    Percebe-se claramente que os servidores à frente das discussões sobre o Novo PCS estão medrosos e agindo como covardes, com exceções louváveis.

    Analise-se os discursos. Está patente que o discurso está truncado, titubeante, as respostas não são dadas a contento, quando não são ignoradas as próprias perguntas.

    Medo e covardia estão assombrando quem deveria tomar a liderança. E o discurso conciliador, conciliador insatisfatório, frise-se, é a tônica.

    Quase ninguém está falando abertamente o que pensa, o que temos que fazer, com especificidade. Lê-se sempre o genérico: "vamos nos unir!" Mas quando se indaga "nos unir em prol de quê?" Um silêncio! Medo de responder ou medo do conteúdo de uma resposta honesta.

    E fazer oposição ao mau caminho, à má e desleal orientação dos sindicalistas, que pregam torpezas neste momento, quase não há candidatos a isso!

    Com medo e insegurança, com fraqueza psicológica, não se vai a lugar algum. É preciso enfrentar os próprios fantasmas e exorcizá-los!
    Ou não se enveredar em nada! Ninguém vai te forçar a ir para as frentes, cada um vai se quiser. Mas uma legião de medrosos certamente não vai conquistar nada!

    Tem uma frase que cito pela profundidade de seus conceitos, embora a fonte seja controversa: Hitler:
    "Dois homens não devem se reunir a não ser para iniciar uma guerra!"

    Vou destacar: não se reúnam se não tiverem a tenacidade de iniciar uma guerra! É vergonhoso, é constrangedor, ver pessoas ensaiando uma ação, sem ter a fibra de a concluir!

    Assim os vilões, os pérfidos, os adversários, suspiram aliviados e triunfam sem muito esforço!

    Daishonin, um místico japonês, escreveu que os covardes não tem nem suas orações respondidas. Os deuses ignoram os covardes!


    <
    andre3107
    andre3107
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 1112
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 31/08/2012
    Localização : Belém/PA

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por andre3107 em Qui 13 Fev 2014, 4:25 am

    Julgada improcedente ADI contra proibição de policial exercer advocacia

    Por votação unânime, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente, nesta quarta-feira (12), a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3541, ajuizada pela Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). Nela, a entidade, questionava o inciso V do artigo 28 da Lei 8.906/1994 (Estatuto da Advocacia), que proíbe o exercício da advocacia, mesmo em causa própria, aos ocupantes de cargos ou funções vinculados direta ou indiretamente à atividade policial de qualquer natureza. O mesmo dispositivo veda, também, à categoria policial a possibilidade de recebimento da carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mesmo diante da aprovação em exame da Ordem.

    A Cobrapol alegava que a norma impugnada violaria o princípio da isonomia, porque impede o exercício da advocacia pelos policiais civis que possuem o diploma de bacharel em direito, enquanto outros servidores públicos têm a possibilidade do exercício da advocacia. Sustenta que o fato de outros servidores públicos, como procuradores e auditores, poderem exercer a advocacia, desde que não advoguem contra a Fazenda Pública, fere o Estado de Direito, em razão do tratamento diferenciado dado aos servidores que merecem tratamento idêntico. Por isso, o inciso V do artigo 28 do Estatuto violaria o artigo 5º (cabeça e incisos II, XIII, XLI, LIV, e o parágrafo 1º do inciso LXXVIII) da Constituição Federal.

    Voto

    Em seu voto, o relator, ministro Dias Toffoli, observou que a vedação do exercício da atividade de advocacia por aqueles que desempenham, direta ou indiretamente, atividade policial “não se presta a fazer distinção qualitativa entre a atividade da Polícia e da advocacia”. Segundo ele, “cada qual presta serviços igualmente e imensamente relevantes no âmbito social, havendo, inclusive, previsão expressa na Carta Magna quanto às atividades de cada uma delas”.

    Segundo ele, no entanto, o legislador pretendeu vedar o exercício simultâneo das duas atividades, por considerá-lo prejudicial ao exercício das funções. “Não é novidade. Já estava no antigo estatuto”, afirmou. Seu voto foi acompanhado por todos os demais ministros presentes à sessão de hoje do Plenário.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    sonhador
    sonhador
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 495
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 21/08/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por sonhador em Qui 13 Fev 2014, 5:28 am

    Sinceramente, o pessoal do STJ, STF, MPU e talvez outros estão querendo uma carreira própria, e eu sou a favor. Independente dos seus argumentos serem bons, razoáveis ou frágeis, não acho que podemos de forma nenhuma condená-los. Eles apenas não querem afundar conosco e estão certos. Isso não seria bravura e muito menos coleguismo, seria apenas a vontade de morrer abraçados a nós. Deviam ter pensado nisso há mais tempo. Quanto a nós, pelos menos teremos outras opções de concursos na manga. Não nos cabe ter raiva ou inveja deles, mas sim saber que as pessoas possuem o direito de querer progredir na vida, e não vê-la em retrocesso porque nos carregam nas costas sem qualquer obrigação ou culpa. Se eles têm filhos para criar, acompanhar e proteger, com certeza não somos nós. Estamos muito grandinhos, e cada um se vira como pode. Desejo sucesso a eles de coração.
    naranjito
    naranjito
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Eleitor do PT
    Mensagens : 754
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/08/2011
    Idade : 89
    Localização : Fila do Bolsa-Família

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por naranjito em Qui 13 Fev 2014, 5:36 am

    "Quando o PT aparelha um sindicato e passa a submeter uma categoria profissional à agenda do partido e às suas necessidades, estará fazendo algo muito diferente do que fazem os que financiam estes que saem quebrando tudo por aí? O crime, evidentemente, é menos grave — mas a ação é igualmente ilegal. Afinal, um sindicato deve pensar primeiro nos interesses dos seus filiados."

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Najla
    Najla
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4436
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 07/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Najla em Qui 13 Fev 2014, 6:06 am

    corujito escreveu:Najila,

    essa GD anual, uma bolada no fim do ano, pode ser uma manobra para evitar o abate-teto dos incorporadaços.

    não conheço o boato, mas recomendo um estudo da PR na carreira Fiscal (ICMS) de São Paulo, por exemplo. Pagam trimestralmente uma bolada que, se fosse paga mensalmente, a maioria dos Fiscais de Renda teriam salários cortados.


    Não creio, o valor não será alto e em parcela única.
    O que o CNJ quer é mais produção, e com contrapartida mínima. A minuta nem menciona plano de carreira. Tb não menciona o papel do magistrado na desobstrução de processos. Tudo fica na conta do servidor mesmo.


    _________________
    Não espere por ninguém. Faça a sua parte.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qui 13 Fev 2014, 8:43 am

    Será que não abre precedente para o judiciário? Também poderíamos alegar que não há isonomia com auditores e procuradores. A restrição deveria ser apenas quanto ao tribunal em que o servidor está vinculado.

    andre3107 escreveu:Julgada improcedente ADI contra proibição de policial exercer advocacia

    Por votação unânime, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente, nesta quarta-feira (12), a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3541, ajuizada pela Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). Nela, a entidade, questionava o inciso V do artigo 28 da Lei 8.906/1994 (Estatuto da Advocacia), que proíbe o exercício da advocacia, mesmo em causa própria, aos ocupantes de cargos ou funções vinculados direta ou indiretamente à atividade policial de qualquer natureza. O mesmo dispositivo veda, também, à categoria policial a possibilidade de recebimento da carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mesmo diante da aprovação em exame da Ordem.

    A Cobrapol alegava que a norma impugnada violaria o princípio da isonomia, porque impede o exercício da advocacia pelos policiais civis que possuem o diploma de bacharel em direito, enquanto outros servidores públicos têm a possibilidade do exercício da advocacia. Sustenta que o fato de outros servidores públicos, como procuradores e auditores, poderem exercer a advocacia, desde que não advoguem contra a Fazenda Pública, fere o Estado de Direito, em razão do tratamento diferenciado dado aos servidores que merecem tratamento idêntico. Por isso, o inciso V do artigo 28 do Estatuto violaria o artigo 5º (cabeça e incisos II, XIII, XLI, LIV, e o parágrafo 1º do inciso LXXVIII) da Constituição Federal.

    Voto

    Em seu voto, o relator, ministro Dias Toffoli, observou que a vedação do exercício da atividade de advocacia por aqueles que desempenham, direta ou indiretamente, atividade policial “não se presta a fazer distinção qualitativa entre a atividade da Polícia e da advocacia”. Segundo ele, “cada qual presta serviços igualmente e imensamente relevantes no âmbito social, havendo, inclusive, previsão expressa na Carta Magna quanto às atividades de cada uma delas”.

    Segundo ele, no entanto, o legislador pretendeu vedar o exercício simultâneo das duas atividades, por considerá-lo prejudicial ao exercício das funções. “Não é novidade. Já estava no antigo estatuto”, afirmou. Seu voto foi acompanhado por todos os demais ministros presentes à sessão de hoje do Plenário.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qui 13 Fev 2014, 9:07 am

    O governo, em 2009, queria reestruturar as carreiras.
    Deu 50%, 100% ou mais de aumento para as carreiras que aceitaram se resstruturasr.

    Mas o Judiciário ofereceu o mal fadado mamutão, que passa longe de uma reestruturação.

    Reestruturar é MUDAR AS ESTRUTURAS, mexer na essência. O PCS mamutão não passou de um pedido de aumento salarial.
    Não teve criação ou extinção de gratificações, unificação de gratificações, aumento ou diminuição na quantidade de classes/níveis da carreira.

    A diferença foi essa.
    Não era porque os valores do impacto eram altos.
    Se o Judiciário tivesse pedido uma reestruturação de carreira ao preço do mamute, não duvido que teria conseguido.
    Para constar, a proposta Gilmar Mendes qeu, segundo se comenta, o Lula já tinha aceitado, poderia até sair mais cara que o Mamute., mas se foisse mais barata, seria pouco.

    E até entre os recebedores de GAS e de incorporações, 90% dessas pessoas não recebem mais de 4000 reais a esse título. Esses 90% já teriam recebido um pequeno aumento ou ficado de fora por pouco se a emenda Reginaldo Lopes tivesse passado. Com certeza todos eles já teriam entrado nos 3x5% que vieram na GAJ.

    Só ficariam eternamente sem aumento os cara de 30 pilas, que são pouquissimos e esses usaram os de poucas incorporações como massa de manobra e derrubaram a reestruturação que aconteceria.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qui 13 Fev 2014, 9:12 am

    FCCOSTA escreveu:O governo, em 2009, queria reestruturar as carreiras.
    Deu 50%, 100% ou mais de aumento para as carreiras que aceitaram se resstruturasr.

    Mas o Judiciário ofereceu o mal fadado mamutão, que passa longe de uma reestruturação.

    Reestruturar é MUDAR AS ESTRUTURAS, mexer na essência. O PCS mamutão não passou de um pedido de aumento salarial.
    Não teve criação ou extinção de gratificações, unificação de gratificações, aumento ou diminuição na quantidade de classes/níveis da carreira.

    A diferença foi essa.
    Não era porque os valores do impacto eram altos.
    Se o Judiciário tivesse pedido uma reestruturação de carreira ao preço do mamute, não duvido que teria conseguido.
    Para constar, a proposta Gilmar Mendes qeu, segundo se comenta, o Lula já tinha aceitado, poderia até sair mais cara que o Mamute., mas se foisse mais barata, seria pouco.

    E até entre os recebedores de GAS e de incorporações, 90% dessas pessoas não recebem mais de 4000 reais a esse título. Esses 90% já teriam recebido um pequeno aumento ou ficado de fora por pouco se a emenda Reginaldo Lopes tivesse passado. Com certeza todos eles já teriam entrado nos 3x5% que vieram na GAJ.

    Só ficariam eternamente sem aumento os cara de 30 pilas, que são pouquissimos e esses usaram os de poucas incorporações como massa de manobra e derrubaram a reestruturação que aconteceria.


    Exatamente, isso, alem dos detentores de GAS e GAE que não quiseram perde-las.
    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Qui 13 Fev 2014, 9:14 am

    fabiomodel escreveu:Será que não abre precedente para o judiciário? Também poderíamos alegar que não há isonomia com auditores e procuradores. A restrição deveria ser apenas quanto ao tribunal em que o servidor está vinculado.

    andre3107 escreveu:Julgada improcedente ADI contra proibição de policial exercer advocacia

    Por votação unânime, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente, nesta quarta-feira (12), a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3541, ajuizada pela Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). Nela, a entidade, questionava o inciso V do artigo 28 da Lei 8.906/1994 (Estatuto da Advocacia), que proíbe o exercício da advocacia, mesmo em causa própria, aos ocupantes de cargos ou funções vinculados direta ou indiretamente à atividade policial de qualquer natureza. O mesmo dispositivo veda, também, à categoria policial a possibilidade de recebimento da carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mesmo diante da aprovação em exame da Ordem.

    A Cobrapol alegava que a norma impugnada violaria o princípio da isonomia, porque impede o exercício da advocacia pelos policiais civis que possuem o diploma de bacharel em direito, enquanto outros servidores públicos têm a possibilidade do exercício da advocacia. Sustenta que o fato de outros servidores públicos, como procuradores e auditores, poderem exercer a advocacia, desde que não advoguem contra a Fazenda Pública, fere o Estado de Direito, em razão do tratamento diferenciado dado aos servidores que merecem tratamento idêntico. Por isso, o inciso V do artigo 28 do Estatuto violaria o artigo 5º (cabeça e incisos II, XIII, XLI, LIV, e o parágrafo 1º do inciso LXXVIII) da Constituição Federal.

    Voto

    Em seu voto, o relator, ministro Dias Toffoli, observou que a vedação do exercício da atividade de advocacia por aqueles que desempenham, direta ou indiretamente, atividade policial “não se presta a fazer distinção qualitativa entre a atividade da Polícia e da advocacia”. Segundo ele, “cada qual presta serviços igualmente e imensamente relevantes no âmbito social, havendo, inclusive, previsão expressa na Carta Magna quanto às atividades de cada uma delas”.

    Segundo ele, no entanto, o legislador pretendeu vedar o exercício simultâneo das duas atividades, por considerá-lo prejudicial ao exercício das funções. “Não é novidade. Já estava no antigo estatuto”, afirmou. Seu voto foi acompanhado por todos os demais ministros presentes à sessão de hoje do Plenário.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    defendo isso ha muito tempo....mas os sindicatos e associações nem pedem.

    além de argumento de barganha, seria um forte apelo para que nós pudessemos aumentar a nossa renda, já que não querem dar aumento.

    dentista do judiciário, pode clinicar fora.
    engenheiro, pode construir fora.
    médico, pode operar fora.
    jornalista, pode trabalhar em revista fora.
    administrador, pode administrar fora......

    mas bacharel em direito....não pode advogar, nem fora do judiciário federal.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qui 13 Fev 2014, 9:42 am

    Estive analisando a questão dos superiores e acho que não é tão simples a desvinculação. Há vedação constitucional acerca da quebra de isonomia, recordando:

    Art. 39
    § 1º - A lei assegurará, aos servidores da administração direta, isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhados do mesmo Poder ou entre servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho.

    Para tornar possível a desvinculação, teria que haver uma PEC. E não é algo tão simples como o envio de um PL.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qui 13 Fev 2014, 9:49 am

    me respeite escreveu:defendo isso ha muito tempo....mas os sindicatos e associações nem pedem.

    além de argumento de barganha, seria um forte apelo para que nós pudessemos aumentar a nossa renda, já que não querem dar aumento.

    dentista do judiciário, pode clinicar fora.
    engenheiro, pode construir fora.
    médico, pode operar fora.
    jornalista, pode trabalhar em revista fora.
    administrador, pode administrar fora......

    mas bacharel em direito....não pode advogar, nem fora do judiciário federal.

    A questão é como atacar: pela via legislativa a chance de êxito é zero. Pela via judicial existe a possibilidade de termos algum sucesso, talvez seja uma boa demanda para a ANATA.
    avatar
    ffdasilva26
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 376
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 12/11/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ffdasilva26 em Qui 13 Fev 2014, 10:22 am

    O que adianta criar grupo para elaborar um plano de carreira no MPU, se no final o PGR diz que não pode se desvincular do judiciário.
    O secretário geral do MPU é bem esperto, cria-se esse grupo e os servidores são enrolados por mais um ano.
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maisquevencedor em Qui 13 Fev 2014, 10:29 am

    Vocês entenderam?

    O que o STF está dizendo é: NÃO PODE ADVOGAR!!! Ou seja, servidor público não pode ter "bico" de advogado. Se quiser ganhar um pouco mais tem que arranjar umas trouxas de roupa pra lavar.




    me respeite escreveu:
    fabiomodel escreveu:Será que não abre precedente para o judiciário? Também poderíamos alegar que não há isonomia com auditores e procuradores. A restrição deveria ser apenas quanto ao tribunal em que o servidor está vinculado.

    andre3107 escreveu:Julgada improcedente ADI contra proibição de policial exercer advocacia

    Por votação unânime, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente, nesta quarta-feira (12), a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3541, ajuizada pela Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). Nela, a entidade, questionava o inciso V do artigo 28 da Lei 8.906/1994 (Estatuto da Advocacia), que proíbe o exercício da advocacia, mesmo em causa própria, aos ocupantes de cargos ou funções vinculados direta ou indiretamente à atividade policial de qualquer natureza. O mesmo dispositivo veda, também, à categoria policial a possibilidade de recebimento da carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mesmo diante da aprovação em exame da Ordem.

    A Cobrapol alegava que a norma impugnada violaria o princípio da isonomia, porque impede o exercício da advocacia pelos policiais civis que possuem o diploma de bacharel em direito, enquanto outros servidores públicos têm a possibilidade do exercício da advocacia. Sustenta que o fato de outros servidores públicos, como procuradores e auditores, poderem exercer a advocacia, desde que não advoguem contra a Fazenda Pública, fere o Estado de Direito, em razão do tratamento diferenciado dado aos servidores que merecem tratamento idêntico. Por isso, o inciso V do artigo 28 do Estatuto violaria o artigo 5º (cabeça e incisos II, XIII, XLI, LIV, e o parágrafo 1º do inciso LXXVIII) da Constituição Federal.

    Voto

    Em seu voto, o relator, ministro Dias Toffoli, observou que a vedação do exercício da atividade de advocacia por aqueles que desempenham, direta ou indiretamente, atividade policial “não se presta a fazer distinção qualitativa entre a atividade da Polícia e da advocacia”. Segundo ele, “cada qual presta serviços igualmente e imensamente relevantes no âmbito social, havendo, inclusive, previsão expressa na Carta Magna quanto às atividades de cada uma delas”.

    Segundo ele, no entanto, o legislador pretendeu vedar o exercício simultâneo das duas atividades, por considerá-lo prejudicial ao exercício das funções. “Não é novidade. Já estava no antigo estatuto”, afirmou. Seu voto foi acompanhado por todos os demais ministros presentes à sessão de hoje do Plenário.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    defendo isso ha muito tempo....mas os sindicatos e associações nem pedem.

    além de argumento de barganha, seria um forte apelo para que nós pudessemos aumentar a nossa renda, já que não querem dar aumento.

    dentista do judiciário, pode clinicar fora.
    engenheiro, pode construir fora.
    médico, pode operar fora.
    jornalista, pode trabalhar em revista fora.
    administrador, pode administrar fora......

    mas bacharel em direito....não pode advogar, nem fora do judiciário federal.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qui 13 Fev 2014, 10:41 am

    Verdade. Li rapidamente e não prestei atenção.

    Maisquevencedor escreveu:Vocês entenderam?

    O que o STF está dizendo é: NÃO PODE ADVOGAR!!! Ou seja, servidor público não pode ter "bico" de advogado. Se quiser ganhar um pouco mais tem que arranjar umas trouxas de roupa pra lavar.




    me respeite
    me respeite
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 25/08/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por me respeite em Qui 13 Fev 2014, 10:51 am

    fabiomodel escreveu:Verdade. Li rapidamente e não prestei atenção.

    Maisquevencedor escreveu:Vocês entenderam?

    O que o STF está dizendo é: NÃO PODE ADVOGAR!!! Ou seja, servidor público não pode ter "bico" de advogado. Se quiser ganhar um pouco mais tem que arranjar umas trouxas de roupa pra lavar.





    Não. Não é bem isso que foi falado. O argumento do ministro é que a advocacia privada e "atividade policial", pela mesma pessoa, não pode. Repare que ele não falou que um procurador do estado não pode exercer advocacia privada. Porque? Será que a atividade de procurador do estado não é relevante? Reparem que ele não falou que um auditor não pode exercer a advocacia privada. Porque? Sua função é irrelevante?

    Nada há de inconstitucional em o servidor publico advogar. A nossa lei quis que não. Mas essa lei pode sim ser modificada. (é politica, mas que pode, pode).
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado em Qui 13 Fev 2014, 10:59 am

    Onde podemos ver esta minuta do CNJ sobre a gratificação de desempenho?


    Najla escreveu:
    corujito escreveu:Najila,

    essa GD anual, uma bolada no fim do ano, pode ser uma manobra para evitar o abate-teto dos incorporadaços.

    não conheço o boato, mas recomendo um estudo da PR na carreira Fiscal (ICMS) de São Paulo, por exemplo. Pagam trimestralmente uma bolada que, se fosse paga mensalmente, a maioria dos Fiscais de Renda teriam salários cortados.


    Não creio, o valor não será alto e em parcela única.
    O que o CNJ quer é mais produção, e com contrapartida mínima. A minuta nem menciona plano de carreira. Tb não menciona o papel do magistrado na desobstrução de processos. Tudo fica na conta do servidor mesmo.
    RICARDO.PONTES
    RICARDO.PONTES
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Oréia Seca
    Mensagens : 3440
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 25/08/2010
    Localização : Brasília - DF

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por RICARDO.PONTES em Qui 13 Fev 2014, 11:35 am

    Oi Najla tudo bem!

    O que há realmente de concreto com relação a essa criação dessas carreiras dos Tribunais Superiores?
    avatar
    Marajá
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1797
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 03/09/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Marajá em Qui 13 Fev 2014, 11:54 am

    A Chefe da República, sua Alteza, recebeu pessoalmente os representantes do MST no dia seguinte..... quantas vezes recebeu o funcionalismo?

    Claro que essa manifestação do MST é um teatro combinado.... mas mesmo assim... e os servidores?
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas em Qui 13 Fev 2014, 11:57 am

    fabiomodel escreveu:Estive analisando a questão dos superiores e acho que não é tão simples a desvinculação. Há vedação constitucional acerca da quebra de isonomia, recordando:

    Art. 39
    § 1º - A lei assegurará, aos servidores da administração direta, isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhados do mesmo Poder ou entre servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho.

    Para tornar possível a desvinculação, teria que haver uma PEC. E não é algo tão simples como o envio de um PL.


    Juiz recebe diferente de desembargador que recebe diferente de Ministro.
    Servidor perante Juiz receberia diferente de servidor perante desembargador que receberia diferente de servidor perante Ministro.
    O problema é o STF, interessado na ação, julgar a vedação constitucional.
    RICARDO.PONTES
    RICARDO.PONTES
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Oréia Seca
    Mensagens : 3440
    Reputação : 23
    Data de inscrição : 25/08/2010
    Localização : Brasília - DF

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por RICARDO.PONTES em Qui 13 Fev 2014, 11:59 am

    Marajá escreveu:A Chefe da República, sua Alteza, recebeu pessoalmente os representantes do MST no dia seguinte..... quantas vezes recebeu o funcionalismo?

    Claro que essa manifestação do MST é um teatro combinado.... mas mesmo assim... e os servidores?


    Rapaz, um líder de MST tem mais moral do que um ministro do STF! Não estou sendo irônico, é a pura verdade. Olha a que ponto chegamos!
    andre3107
    andre3107
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 1112
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 31/08/2012
    Localização : Belém/PA

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por andre3107 em Qui 13 Fev 2014, 12:01 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Art. 18, §§ 1º e 2º

    paradigma escreveu:Onde podemos ver esta minuta do CNJ sobre a gratificação de desempenho?


    Najla escreveu:
    corujito escreveu:Najila,

    essa GD anual, uma bolada no fim do ano, pode ser uma manobra para evitar o abate-teto dos incorporadaços.

    não conheço o boato, mas recomendo um estudo da PR na carreira Fiscal (ICMS) de São Paulo, por exemplo. Pagam trimestralmente uma bolada que, se fosse paga mensalmente, a maioria dos Fiscais de Renda teriam salários cortados.


    Não creio, o valor não será alto e em parcela única.
    O que o CNJ quer é mais produção, e com contrapartida mínima. A minuta nem menciona plano de carreira. Tb não menciona o papel do magistrado na desobstrução de processos. Tudo fica na conta do servidor mesmo.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel em Qui 13 Fev 2014, 12:09 pm

    Juízes/Desembargadores não são servidores, são membros. Ministro e Juiz tem menos relação ainda, nem mesmo são do mesmo poder. A vedação é para o funcionalismo do mesmo poder.


    camirecas escreveu:
    fabiomodel escreveu:Estive analisando a questão dos superiores e acho que não é tão simples a desvinculação. Há vedação constitucional acerca da quebra de isonomia, recordando:

    Art. 39
    § 1º - A lei assegurará, aos servidores da administração direta, isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhados do mesmo Poder ou entre servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho.

    Para tornar possível a desvinculação, teria que haver uma PEC. E não é algo tão simples como o envio de um PL.


    Juiz recebe diferente de desembargador que recebe diferente de Ministro.
    Servidor perante Juiz receberia diferente de servidor perante desembargador que receberia diferente de servidor perante Ministro.
    O problema é o STF, interessado na ação, julgar a vedação constitucional.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1149
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por servidor.tre em Qui 13 Fev 2014, 12:46 pm

    O senador Walter Pinheiro (PT-BA) alertou para a necessidade de reestruturação de várias carreiras do serviço público, como, por exemplo, dos servidores da Polícia Federal, do Departamento Nacional de Obras contra as Secas, dos empregados do Banco do Brasil e dos servidores da Receita Federal.

    Na avaliação do parlamentar, as reivindicações desses trabalhadores são justas e não se restringem apenas à questão salarial. Para ele, é fundamental que o governo federal atenda pelo menos em parte os pleitos dos servidores até mesmo para evitar um embate permanente, que prejudica a qualidade do serviço prestado à população.

    Walter Pinheiro disse que o servidor público é um trabalhador dos mais qualificados, lembrando a dificuldade de acesso ao serviço público, por meio de concursos cada vez mais concorridos. O senador ressaltou que o servidor garante a eficiência do serviço público, levando-o aos lugares mais distantes e à população mais carente

    Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    cesarblf
    cesarblf
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 195
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/01/2014

    Tópico Geral - Página 24 Empty VALORIZAÇÃO DO TÉCNICO ADMINISTRATIVO - SEM PREJUÍZO AOS DEMAIS CARGOS

    Mensagem por cesarblf em Qui 13 Fev 2014, 1:09 pm

    Prezados colegas "Técnicos Administrativos",

    Vejam a notícia abaixo e tirem suas próprias conclusões.

    Vejam o que a FENAJUFE está reivindicando (antecipação da 3a parcela e o percentual de 05% de grau superior para os técnicos)!

    Vejam também em anexo o PL n° 319/07 (um projeto sem movimentação legislativa desde 08.11.2007):

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Essa luta promovida pela FENAJUFE é em benefício equitativo de todos?

    Por que só há menção de nomeclatura para os oficiais de justiça e técnicos de segurança e transporte?

    Por que não mencionam o julgamento da ADI 4303, pelo menos para diminuir as distorções funcionais e salariais para os técnicos (vale ressaltar que não sou a favor de equiparação)?

    Por que só falam em reenquadramento dos auxiliáres de nível intermediário?

    Gente, foi o STF que entendeu pela constitucionalidade. Isso é para ser festejado por todos nós, técnicos. Mesmo que o percentual da Gratificação de Nível Superior não fosse alto, haveria, de imediato, a valorização da carreira do técnico. E digo mais, o técnico poderia acumular com magistério em universidades públicas, entre outras tantas conseqüências positivas. E isso ocorreria sempre prejudicar direitos das demais categorias.

    Por que não se preocupam em mudar a escolaridade para nível superior dos técnicos judiciários (área administrativa)?

    Por que não fazem uma consulta a todos os servidores sobre o modelo remuneratório a ser seguido, entre outros tantos assuntos importantes?

    Você, colega "técnico administrativo", se sente devidamente representado?

    Em pleno século da utilização da fusão nuclear, ainda não fazemos votações/consultas on-line. Qual o motivo disso?

    Colegas, onde a divisão é efetivamente fomentada e preservada?

    Só desejo que a maioria decida (seja o que for)!

    Bem, fica aqui o meu desabafo, digo, questionamentos!


    "Ampliada da FENAJUFE prioriza reajuste emergencial e luta unificada com servidores federais
    Pauta de reivindicações e calendário de mobilização, com indicativo de greve, foram os principais pontos de discussão da Ampliada. .12/02/2014
    No último sábado (08), a Federação Nacional dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe) promoveu sua primeira reunião ampliada de 2014, em Brasília. A pauta previa espaço para informes sobre os debates travados nas assembleias estaduais, bem como discussões sobre o calendário de mobilização e a campanha salarial.

    Além dos membros titulares e suplentes da diretoria executiva da Fenajufe, participaram os delegados de base e observadores devidamente eleitos nas assembleias dos sindicatos. Representaram o SINDJUF/PB (Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal na Paraíba) os coordenadores gerais Marcos Lopes e Ângela Melo.

    Segundo eles, a reunião foi bastante positiva, atraindo cerca de cento e vinte representantes de todo o país para discutir o calendário de lutas para 2014 e, em particular, o indicativo de greve para o mês de abril, caso até lá o STF e o governo federal não acenem alguma solução para as perdas salariais da categoria.

    A reunião resolveu, também, priorizar a unidade com as outras categorias dos servidores federais, com o intuito de reforçar o movimento, e desta forma, pressionar o governo para um acordo de urgência, tendo em vista que 2014 será muito curto para negociações - em junho tem Copa do Mundo e logo depois as Eleições.

    Na Paraíba, segundo Marcos Lopes, ainda não há clima de greve, mas é necessário mobilizar toda a categoria, preparar o espírito de luta para a busca dos nossos direitos. Para isto, haverá debates, reuniões, assembleias, visitas a todos os locais de trabalho, na capital e no interior, visando ouvir a categoria.

    PAUTA ESPECÍFICA DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MPU

    *Antecipação da 3ª parcela (5%) do PCS 2012;

    *Aprovação do PL 319/07, que cria o AQ de graduação para técnicos judiciários;

    *Política salarial permanente e conquista da data base;

    *Criação da Comissão Interdisciplinar para tratar do Plano de Carreira e instalação do GT de negociação permanente;

    *Aumento dos valores de todos os benefícios, com paridade para os aposentados;

    *Pagamento dos passivos devidos aos servidores;

    *Contra o projeto do STF que aumenta CJ e FC;

    *Contra a PEC 190/07;

    *Pelo reenquadramento dos auxiliares de nível intermediário;

    *Participação da FENAJUFE no GT de Carreira do MPU;

    *Aprovação do PL de isonomia de chefe de cartório eleitoral;

    *Definição de critérios objetivos de remoção e redistribuição;

    *Garantia da ajuda de custo para servidores removidos;

    *Contra a extinção do cargo de Técnico Judiciário, área de transporte;

    *Isonomia para secretários de audiência na justiça do trabalho;

    *Implantação da jornada de 6 horas, com pausas.

    Segundo o dirigente do SINDJUF/PB, a reunião de Brasília foi bastante representativa, com clima de unidade, mas é necessário estimular a categoria para que possa apostar firme no movimento. "É necessário mobilizar todos os servidores, de todos os ramos e segmentos da categoria, da capital e do interior, para que juntos possamos lutar e conquistar nossos direitos", afirmou.

    Sobre a Plenária Nacional que estava prevista para ocorrer em João Pessoa, no mês de abril ou maio, devido ao choque de datas e aos problemas financeiros, a reunião decidiu transferi-la para Brasília, provavelmente para outubro ou novembro, com o compromisso de realizar a Plenária de 2015 em João Pessoa.

    Acompanhe o calendário:

    *24/02 a 28/02 - Semana Nacional de Mobilização;

    *19/03* - Dia Nacional de Paralisação dos Servidores Públicos Federais, com Marcha à Brasília.

    *20/03* - Reunião Ampliada da Fenajufe, na Capital Federal;

    *1ª Quinzena de Abril - Indicativo de greve (Judiciário e MPU).

    OBS: *Podem ser alterados, para uma semana após.

    (Colaboração do Texto: Rodolfo Oliveira)

    Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Conteúdo patrocinado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 25 Ago 2019, 2:39 pm