PCS JÁ



    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1292
    Reputação : 138
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por euvoltei em Dom 29 Mar 2015, 11:35 am

    darkshi escreveu:
    PaladinoRS escreveu:28/03/2015 12:06 | Projeto de lei para criação de Varas e cargos na 4ª Região chega ao Congresso Nacional
    fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



    O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Antônio José de Barros Levenhagen, encaminhou nessa sexta-feira (27), à Câmara dos Deputados, projeto de lei que propõe a criação de novas unidades e cargos para o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS). O PL 956/2015 contempla sete Varas do Trabalho, sete cargos de juiz titular, 16 de juiz substituto, 215 de analista judiciário (área judiciária), 35 de oficial de justiça, sete cargos em comissão CJ-3 e 165 funções comissionadas FC-5. Além disso, prevê a transformação de 48 cargos em comissão CJ-2 em 48 CJ-3.

    As sete unidades previstas no projeto incluem duas Varas especializadas em acidentes de trabalho para Porto Alegre. Hoje, no Foro Trabalhista da Capital, apenas a 30ª VT julga a matéria, que, para uma entrega jurisdicional mais efetiva, requer um tratamento específico, tendo em vista as peculiaridades dos processos desta natureza, principalmente na fase probatória. As outras unidades propostas correspondem à transformação de cinco Postos Avançados em Varas, nos municípios de Capão da Canoa, Marau, Nova Prata, São Sebastião do Caí e Tramandaí. As cidades foram escolhidas com base na movimentação processual e em indicadores socioeconômicos.

    O objetivo do Tribunal com este reforço é adequar sua estrutura, considerada defasada devido ao aumento expressivo da demanda processual nos últimos anos. Desde 2010, o volume de casos novos cresceu quase 40% na Justiça do Trabalho gaúcha.

    O projeto de lei deverá tramitar por três órgãos da Câmara: Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), Comissão de Finanças e Tributação (CFT) e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – CCJC. Chegando ao Senado, precisará ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e pelo Plenário da Casa, antes do encaminhamento para sanção presidencial. “A Administração do TRT-RS vai envidar todos os esforços para aprovação do projeto de lei no Congresso ainda em 2015”, informou a presidente do Tribunal, desembargadora Cleusa Regina Halfen.



    Postei esse link pra mostrar a muita gente, principalmente ao "aceita que dói menos" que a coisa não do jeito que ele pensa. Vc está vendo previsão de vagas para técnico darkshi?

    Se de fato as funções desempenhadas hoje, principalmente com a implantação do PJe, necessitam de conhecimento de nível superior, não há mais porque nomear técnicos. Afinal, não vai ter mais processo pra mandar pro arquivo, folha pra botar carimbo, juntar protocolo etc.

    O que o TRT4 está fazendo e será a tendência dos demais tribunais é nomear apenas analistas e oficiais de justiça. O destino dos técnicos será o dos auxiliares. Logo, vc acha que o STF vai brigar por sobreposição de tabelas? Tem que mais inocente que o cara do comercial do cumpadi Washington pra acreditar nisso.

    Darkshi, estuda que dói menos e vc aproveita mais.

    Tá.
    Vc acabou de colocar algo que corrobora com a minha tese.
    O que eu tenho que aceitar mesmo?

    Não ter pedidos de abertura de vagas para técnicos  pq? Advinha? É pq não existe mais demanda para serviço de técnico!
    E se não existe mais demanda? O que os técnicos estão fazendo? Jogando dominó o dia todo!!! Afinal de contas, segundo os analistas, técnico não pode ser realocado para trabalhar. Deve ser encostado.


    Volto a refazer a pergunta.
    Como solucionar o problema administrativo do PJU no prazo mais curto sem cometer injustiças ou inflar a maquina pública? Até agora ninguém deu uma solução. Todas as respostas foram não-solução. Todas se baseiam no "ignorar o problema até ele sumir"

    Resposta simples, que vc já ignorou dezenas de vezes...

    O trabalho de técnico não acabou..... está acabando....diminuindo a cada dia....




    avatar
    Convidado
    Convidado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Convidado em Dom 29 Mar 2015, 11:58 am

    euvoltei escreveu:
    darkshi escreveu:
    PaladinoRS escreveu:28/03/2015 12:06 | Projeto de lei para criação de Varas e cargos na 4ª Região chega ao Congresso Nacional
    fonte: http://www.trt4.jus.br/portal/portal/trt4/comunicacao/noticia/info/NoticiaWindow?cod=1103800&action=2



    O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Antônio José de Barros Levenhagen, encaminhou nessa sexta-feira (27), à Câmara dos Deputados, projeto de lei que propõe a criação de novas unidades e cargos para o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS). O PL 956/2015 contempla sete Varas do Trabalho, sete cargos de juiz titular, 16 de juiz substituto, 215 de analista judiciário (área judiciária), 35 de oficial de justiça, sete cargos em comissão CJ-3 e 165 funções comissionadas FC-5. Além disso, prevê a transformação de 48 cargos em comissão CJ-2 em 48 CJ-3.

    As sete unidades previstas no projeto incluem duas Varas especializadas em acidentes de trabalho para Porto Alegre. Hoje, no Foro Trabalhista da Capital, apenas a 30ª VT julga a matéria, que, para uma entrega jurisdicional mais efetiva, requer um tratamento específico, tendo em vista as peculiaridades dos processos desta natureza, principalmente na fase probatória. As outras unidades propostas correspondem à transformação de cinco Postos Avançados em Varas, nos municípios de Capão da Canoa, Marau, Nova Prata, São Sebastião do Caí e Tramandaí. As cidades foram escolhidas com base na movimentação processual e em indicadores socioeconômicos.

    O objetivo do Tribunal com este reforço é adequar sua estrutura, considerada defasada devido ao aumento expressivo da demanda processual nos últimos anos. Desde 2010, o volume de casos novos cresceu quase 40% na Justiça do Trabalho gaúcha.

    O projeto de lei deverá tramitar por três órgãos da Câmara: Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), Comissão de Finanças e Tributação (CFT) e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – CCJC. Chegando ao Senado, precisará ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e pelo Plenário da Casa, antes do encaminhamento para sanção presidencial. “A Administração do TRT-RS vai envidar todos os esforços para aprovação do projeto de lei no Congresso ainda em 2015”, informou a presidente do Tribunal, desembargadora Cleusa Regina Halfen.



    Postei esse link pra mostrar a muita gente, principalmente ao "aceita que dói menos" que a coisa não do jeito que ele pensa. Vc está vendo previsão de vagas para técnico darkshi?

    Se de fato as funções desempenhadas hoje, principalmente com a implantação do PJe, necessitam de conhecimento de nível superior, não há mais porque nomear técnicos. Afinal, não vai ter mais processo pra mandar pro arquivo, folha pra botar carimbo, juntar protocolo etc.

    O que o TRT4 está fazendo e será a tendência dos demais tribunais é nomear apenas analistas e oficiais de justiça. O destino dos técnicos será o dos auxiliares. Logo, vc acha que o STF vai brigar por sobreposição de tabelas? Tem que mais inocente que o cara do comercial do cumpadi Washington pra acreditar nisso.

    Darkshi, estuda que dói menos e vc aproveita mais.

    Tá.
    Vc acabou de colocar algo que corrobora com a minha tese.
    O que eu tenho que aceitar mesmo?

    Não ter pedidos de abertura de vagas para técnicos  pq? Advinha? É pq não existe mais demanda para serviço de técnico!
    E se não existe mais demanda? O que os técnicos estão fazendo? Jogando dominó o dia todo!!! Afinal de contas, segundo os analistas, técnico não pode ser realocado para trabalhar. Deve ser encostado.


    Volto a refazer a pergunta.
    Como solucionar o problema administrativo do PJU no prazo mais curto sem cometer injustiças ou inflar a maquina pública? Até agora ninguém deu uma solução. Todas as respostas foram não-solução. Todas se baseiam no "ignorar o problema até ele sumir"

    Resposta simples, que vc já ignorou dezenas de vezes...

    O trabalho de técnico não acabou..... está acabando....diminuindo a cada dia....





    Respondendo a sua pergunta que grifei em vermelho. Em primeiro lugar, seguir a lei não significa cometer injustiças. Assim, o técnico deve ser colocado pra fazer trabalho de técnico, que ainda existe pois ainda existem processos físicos e mesmo os eletrônicos, que não requerem análise de matéria de direito, como é o caso da elaboração de despachos e sentenças. Esses são deveres dos analistas, que não podem se recusar a fazê-los. O analista se recusar a fazer tal serviço, no meu entender, é causa para abertura de PAD e posterior demissão. O cara fez concurso pra isso e não pode se negar a fazer.

    Quanto ao técnico que realiza tal atividade, que não faz parte de sua atribuição, ele deve receber a FC correspondente. Aí está se evitando a injustiça. Vai ser remunerado pelo que faz a mais e não é afeto as suas atribuições.

    Com o passar dos anos, havendo apenas nomeações de analistas e tendência é o enxugamento da máquina por duas razões básicas. Primeiro por que poderão ser extintas várias fc´s que eram dadas a técnicos, pois o analista não deve recebê-las. Segundo, por que com a implantação do PJe a quantidade de servidores por Vara tende a diminuir consideravelmente, pois não haverá mais a perda de tempo de juntar petição, arquivar processo, fazer carga pra advogado dentre outros trabalhos braçais que deixarão de existir na medida que os processos físicos forem acabando. Restará sempre um resíduo de processos físicos, mas nada que implique a necessidade de atribuições do técnico, haja vista a maior parte dos processos serão eletrônicos.

    Em breve síntese, a resposta para sua pergunta é:

    1) Dar funções apenas aos técnicos que desempenham funções não afetas ao seu cargo. Nunca aos analistas.
    2) O técnico pode se recusar a aceitar a FC. O analista não. Na falta de gente, convoca-se o analista pra fazer o trabalho para o qual ele estudou.

    Simples assim. Tem mais alguma pergunta?

    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Dom 29 Mar 2015, 12:32 pm

    euvoltei escreveu:

    Resposta simples, que vc já ignorou dezenas de vezes...

    O trabalho de técnico não acabou..... está acabando....diminuindo a cada dia....

    Não esta acabando.
    Acabou. Foi extinto. O que sobrou foi terceirizado.

    Não é pq no seu atrasado tribunal isto ainda não aconteceu que isto não é a realidade dos tribunais, principalmente os superiores.


    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Dom 29 Mar 2015, 12:44 pm

    PaladinoRS escreveu:
    Respondendo a sua pergunta que grifei em vermelho. Em primeiro lugar, seguir a lei não significa cometer injustiças.

    Se a lei não for mais condizente com a realidade, é sim.

    Por ex, casamento homoafetivo. Pela letra fria da lei é ilegal. E é uma tremenda injustiça com os homossexuais.


    Assim, o técnico deve ser colocado pra fazer trabalho de técnico, que ainda existe pois ainda existem processos físicos e mesmo os eletrônicos, que não requerem análise de matéria de direito, como é o caso da elaboração de despachos e sentenças.

    Vou colocar na minha oração diária. "Papai do céu. Que o Senhor ilumine os AJAJ a fim de que eles reconheçam que existe mundo além de suas seções."

    Vamos lá. Acho que vcs conseguem, com um pequeno esforço, lembrar que existe a área administrativa e principalmente a área de TI.

    E em TI é a que mais sofre com desvio de função permanente e incorrigível.


    Esses são deveres dos analistas, que não podem se recusar a fazê-los. O analista se recusar a fazer tal serviço, no meu entender, é causa para abertura de PAD e posterior demissão. O cara fez concurso pra isso e não pode se negar a fazer.

    O TJAJ também pode sofrer igual PAD. Tudo vai caber na interpretação do que é a responsabilidade do servidor. O que está na lei é extremamente aberta.


    Quanto ao técnico que realiza tal atividade, que não faz parte de sua atribuição, ele deve receber a FC correspondente. Aí está se evitando a injustiça. Vai ser remunerado pelo que faz a mais e não é afeto as suas atribuições.

    Ao meu ver continua sendo não só injustiça como enriquecimento ilícito do estado. Uso de mão de obra mais barata a fim de cobrir faltas da mais cara.


    Com o passar dos anos, havendo apenas nomeações de analistas e tendência é o enxugamento da máquina por duas razões básicas. Primeiro por que poderão ser extintas várias fc´s que eram dadas a técnicos, pois o analista não deve recebê-las. Segundo, por que com a implantação do PJe a quantidade de servidores por Vara tende a diminuir consideravelmente, pois não haverá mais a perda de tempo de juntar petição, arquivar processo, fazer carga pra advogado dentre outros trabalhos braçais que deixarão de existir na medida que os processos físicos forem acabando. Restará sempre um resíduo de processos físicos, mas nada que implique a necessidade de atribuições do técnico, haja vista a  maior parte dos processos serão eletrônicos.

    E por este mesmo motivo, durante este processo de transição, o técnico deve ser valorizado, pq será este que irá cobrir a falta de mão de obra de nível superior. Meio obvio, não?


    Em breve síntese, a resposta para sua pergunta é:

    1) Dar funções apenas aos técnicos que desempenham funções não afetas ao seu cargo. Nunca aos analistas.
    2) O técnico pode se recusar a aceitar a FC. O analista não. Na falta de gente, convoca-se o analista pra fazer o trabalho para o qual ele estudou.

    Simples assim. Tem mais alguma pergunta?

    1) Não corrige a injustiça do desvio de função. Principalmente pq as FCs estão congeladas e que a diferença salarial entre técnicos e analista é crescente.
    2) Incha a maquina pública ao contratar gente sendo que existe mão de obra disponível dentro do órgão.

    Ou seja. Vc não está corrigindo nada. Apenas ignorando o problema.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Dom 29 Mar 2015, 12:57 pm

    Vcs deveriam dar uma olhada nos novos contratos de terceirização de TI e ver como está funcionando o trabalho dentro das STIs.

    Ai vcs veriam que o problema é muito mais sério e que a solução de vcs não serve.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1292
    Reputação : 138
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por euvoltei em Dom 29 Mar 2015, 1:30 pm

    Darkshi, vc não entende pq se nega a entender...

    É simples...

    Entenda que para os ministros do STF(que são os que decidem) está tudo bem... E os técnicos que eles acham que precisam de valorização.. Já estão com suas respectivas CJs,..

    Não existe essa inquietação fora do seu mundo..
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Dom 29 Mar 2015, 1:37 pm

    euvoltei escreveu:Darkshi, vc não entende pq se nega a entender...

    É simples...

    Entenda que para os ministros do STF(que são os que decidem) está tudo bem... E os técnicos que eles acham que precisam de valorização.. Já estão com suas respectivas CJs,..

    Não existe essa inquietação fora do seu mundo..


    Euvoltei, vc não entende pq se nega a entender...

    É simples...

    Entenda que para os ministros do STF(que são os que decidem) está tudo bem... E os analistas que eles acham que precisam de valorização.. Já estão com suas respectivas CJs,..

    Não existe essa inquietação fora do seu mundo...

    Não utilize argumentos que são validos para os dois lados. É feio.
    Segundo seu argumento. Nosso PCS está morto pelo mesmo motivo.



    seu Mamute de Estimação
    seu Mamute de Estimação
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 409
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 18/07/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por seu Mamute de Estimação em Dom 29 Mar 2015, 1:43 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Trem da Alegria na RFB: Ataque às atribuições dos Auditores Fiscais

    Diretoria Executiva Nacional
    Publicado em 20 Março 2015


    Mais uma tentativa de golpe ao Estado de Direito está sendo perpetrado nos intestinos do Congresso Nacional. Forças inconfessáveis estão intentando burlar o instituto do Concurso Público para promover, na prática, um escandaloso “trem da alegria” na Receita Federal do Brasil. O instrumento é a MP (Medida Provisória) 660/14, que dispõe sobre benefícios salariais dos servidores civis e militares do ex-território de Rondônia. Entretanto, por iniciativa do ex-deputado Amauri Teixeira (PT-BA), foram introduzidas duas emendas na MP que estende ao cargo de Analista Tributário atribuições privativas dos Auditores Fiscais.

    A Emenda nº 40 prevê o compartilhamento da atividade de conferência aduaneira. Já a Emenda nº 41 define que o lançamento de créditos tributários e  a fiscalização em pessoas físicas e jurídicas - exceto aquelas tributadas com base no lucro real, presumido ou arbitrado - integre, também, as atribuições do cargo de analista tributário, pois, de acordo com o texto proposto, "as demais atividades inerentes à competência da Secretaria da Receita Federal do Brasil", que não as citadas acima, serão desempenhadas “em caráter concorrente entre os ocupantes dos cargos da Carreira Auditoria da Secretaria da Receita Federal do Brasil”.

    A justificativa para mais esse ataque desferido contra a Constituição Federal é “melhorar o atendimento à população”. Equívoco indesculpável. Como haveria de se obter maior eficiência por meio de servidores não qualificados para o exercício da função? Que tal se promover auxiliares de enfermagem em enfermeiros, enfermeiros em médicos ou, mesmo, analistas judiciários em juízes?

    Mero engodo para se escamotear a verdadeira intenção de se beneficiar um certo cargo do serviço público em desfavor de milhares de brasileiros que se dedicam diuturnamente para conquistar uma vaga por meio do instituto constitucional do concurso público.

    A DEN (Diretoria Executiva Nacional) reitera que as duas emendas possuem vício de origem, pois tratam da atribuição de cargos, tarefa privativa da Presidência da República. Além disso, as propostas resultam numa ascensão funcional disfarçada ao estender tarefas privativas dos Auditores Fiscais para servidores que ocupam cargos de natureza auxiliar, nos termos do § 2º, da Lei 10.593/2002, alterada pela Lei 11.457/2007.

    O Sindifisco Nacional está acompanhando atentamente o trâmite dessa MP na Câmara dos Deputados. Todos os contatos políticos necessários estão sendo promovidos para se demonstrar a absoluta impropriedade de tais medidas. O relator da matéria, deputado Silas Câmara (PSD-AM), foi contatado pela DEN, porém, mesmo diante dos argumentos incontestáveis apresentados, não quis se comprometer com a retirada das emendas. Restou claro que forças poderosas da República encontram-se imiscuídas no caso.

    Entretanto, faz-se necessário que a administração da Receita Federal do Brasil intervenha de forma contundente para afastar definitivamente essa ameaça. É de sua inteira responsabilidade evitar que o Órgão seja inviabilizado, pois, no caso de uma impensável aprovação dessa matéria, os Auditores Fiscais vão “incendiar” a Receita Federal do Brasil.

    Estamos certos, porém, que o Governo e os parlamentares saberão evitar o caos, pois neste período de crise o país depende, ainda mais, da absoluta eficiência de sua Administração Tributária. Caso contrário, no que concerne à Receita Federal, os planos de recuperação econômica do país estarão definitivamente comprometidos.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Dom 29 Mar 2015, 1:49 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    "incendiar" para evitar corrupção ninguém quer.

    Agora se tocar no ego. Sai de baixo!!!!!!

    Menos né?
    Primeiro uma alteração desta jamais sairia via emenda de uma MP.
    Segundo. "Incendiar"??? Por conta disto? FAZMERIR.
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por camirecas em Dom 29 Mar 2015, 2:27 pm

    seu Mamute de Estimação escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Trem da Alegria na RFB: Ataque às atribuições dos Auditores Fiscais

    Diretoria Executiva Nacional
    Publicado em 20 Março 2015


    Mais uma tentativa de golpe ao Estado de Direito está sendo perpetrado nos intestinos do Congresso Nacional. Forças inconfessáveis estão intentando burlar o instituto do Concurso Público para promover, na prática, um escandaloso “trem da alegria” na Receita Federal do Brasil. O instrumento é a MP (Medida Provisória) 660/14, que dispõe sobre benefícios salariais dos servidores civis e militares do ex-território de Rondônia. Entretanto, por iniciativa do ex-deputado Amauri Teixeira (PT-BA), foram introduzidas duas emendas na MP que estende ao cargo de Analista Tributário atribuições privativas dos Auditores Fiscais.

    A Emenda nº 40 prevê o compartilhamento da atividade de conferência aduaneira. Já a Emenda nº 41 define que o lançamento de créditos tributários e  a fiscalização em pessoas físicas e jurídicas - exceto aquelas tributadas com base no lucro real, presumido ou arbitrado - integre, também, as atribuições do cargo de analista tributário, pois, de acordo com o texto proposto, "as demais atividades inerentes à competência da Secretaria da Receita Federal do Brasil", que não as citadas acima, serão desempenhadas “em caráter concorrente entre os ocupantes dos cargos da Carreira Auditoria da Secretaria da Receita Federal do Brasil”.

    A justificativa para mais esse ataque desferido contra a Constituição Federal é “melhorar o atendimento à população”. Equívoco indesculpável. Como haveria de se obter maior eficiência por meio de servidores não qualificados para o exercício da função? Que tal se promover auxiliares de enfermagem em enfermeiros, enfermeiros em médicos ou, mesmo, analistas judiciários em juízes?

    Mero engodo para se escamotear a verdadeira intenção de se beneficiar um certo cargo do serviço público em desfavor de milhares de brasileiros que se dedicam diuturnamente para conquistar uma vaga por meio do instituto constitucional do concurso público.

    A DEN (Diretoria Executiva Nacional) reitera que as duas emendas possuem vício de origem, pois tratam da atribuição de cargos, tarefa privativa da Presidência da República. Além disso, as propostas resultam numa ascensão funcional disfarçada ao estender tarefas privativas dos Auditores Fiscais para servidores que ocupam cargos de natureza auxiliar, nos termos do § 2º, da Lei 10.593/2002, alterada pela Lei 11.457/2007.

    O Sindifisco Nacional está acompanhando atentamente o trâmite dessa MP na Câmara dos Deputados. Todos os contatos políticos necessários estão sendo promovidos para se demonstrar a absoluta impropriedade de tais medidas. O relator da matéria, deputado Silas Câmara (PSD-AM), foi contatado pela DEN, porém, mesmo diante dos argumentos incontestáveis apresentados, não quis se comprometer com a retirada das emendas. Restou claro que forças poderosas da República encontram-se imiscuídas no caso.

    Entretanto, faz-se necessário que a administração da Receita Federal do Brasil intervenha de forma contundente para afastar definitivamente essa ameaça. É de sua inteira responsabilidade evitar que o Órgão seja inviabilizado, pois, no caso de uma impensável aprovação dessa matéria, os Auditores Fiscais vão “incendiar” a Receita Federal do Brasil.

    Estamos certos, porém, que o Governo e os parlamentares saberão evitar o caos, pois neste período de crise o país depende, ainda mais, da absoluta eficiência de sua Administração Tributária. Caso contrário, no que concerne à Receita Federal, os planos de recuperação econômica do país estarão definitivamente comprometidos.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



    Engraçado, e o Amauri, se não me falha, é auditor-fiscal.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Convidado em Dom 29 Mar 2015, 8:04 pm

    darkshi escreveu:Vcs deveriam dar uma olhada nos novos contratos de terceirização de TI e ver como está funcionando o trabalho dentro das STIs.

    Ai vcs veriam que o problema é muito mais sério e que a solução de vcs não serve.

    Em primeiro lugar. no âmbito dos Tribunais, a atividade de TI é atividade meio e pode ser terceirizada. Dessa forma, legalmente falando, isso pode ser feito sem problema. O mesmo ocorre com a atividade dos agentes de segurança. Atividade de segurança no âmbito dos Tribunais é atividade meio e também pode ser terceirizada. Estude um pouco de direito administrativo que vc vai encontrar isso aí.

    Agora, se ainda não estiver satisfeito, e ainda achando que vai haver sobreposição de tabelas, eu lhe pergunto: como ficará a situação dos agentes de segurança, que também são técnicos? Vc acha que eles também devem ter sua tabela sobreposta ou deve ser criada outra tabela à parte da tabela dos TJAA? Admitir que os agentes de segurança peguem carona no trem da alegria da sobreposição nãoé ferir a lei? Ou pior, garantir o enriquecimento sem causa?

    Pergunte aos seus colegas agentes de segurança se eles concordam em ter tabelas separadas das dos demais técnicos. Depois vc me diz. Gostaria muito de ver sua resposta a esta indagações Darkshi.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Dom 29 Mar 2015, 8:26 pm

    Transposição de tabelas é coisa que só existiu em tempos de distorção...
    Tabela de técnico tem que terminar abaixo da de analista. Analista tem que terminar abaixo da AGU, e AGU abaixo de juiz.
    Simples, prático, sem briga.
    Técnico faz serviço de analista? Desvio de função. Encerra, paga a diferença retroativa (se não tinha FC, pois se tinha, não há desvio de função) e manda de volta pras funções de técnico.
    Acha justo técnico virar analista sem concurso? Azar o seu. As pessoas que estão de fora do Judiciário também querem virar, não há razão para dar preferência aos técnicos. O acesso aos cargos públicos é amplo, garantia da constituição, a todos os que querem concorrer. Os técnicos podem concorrer também. Eu pretendo concorrer ao cargo de juiz, mesmo fazendo as sentenças e decisões dele.
    Comece a estudar desde já!! Faz bem e a sociedade vai adorar.
    avatar
    Analista Judiciário
    Convidado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Analista Judiciário em Dom 29 Mar 2015, 9:00 pm

    darkshi escreveu:
    Analista Judiciário escreveu:
    Existia, mas nunca significou uma diferença menor entre técnico e analista, visto que o fim da sobreposição não prejudicou técnicos.

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 KZpv0W9


    Creio que aqui vc ignorou um ponto fundamental do meu argumento. O uso das FCs para equiparar ou transpor o valor salarial dos dois cargos. Por conta disto vc errou toda a analise posterior.


    Do PCS de 2002 ao PCS de 2006 o maior valor nominal da diferença (fim de carreira) foi de R$1.990,00 a R$4.076,00. O valor CORRIGIDO pelo IGPM da diferença ao final da implantação do PCS de 2006, que é dezembro de 2008, é R$3.788,46. Ou seja, a diferença real praticamente não se alterou.

    Discordo.
    Aqui vc ignorou um detalhe importante. O uso das FCs para compensar a diferença entre o vencimento dos dois cargos e esse não é reajustado tem algum tempo.
    Também vc ignora outras questões que vão muito além da mero calculo frio. Como a própria percepção da valorização e status do cargo. Afinal de contas, não é por mera perda inflacionária que os analistas querem se equiparar com o ciclo de gestão.


    Mentira. Técnicos recebem a maioria das funções porque são maioria. Esse argumento foi analisado em uma resposta ao artigo do Amauri, do Rio de Janeiro, e pelos dados do Tribunal dele os analistas ganhavam proporcionalmente mais funções.

    Não sou eu quem diz. Quem diz é a ANAJUS.
    Inclusive chama isto de desvio de função. Defende quem é técnico não deveria receber função



    R$4.076,00 era a diferença em 12/2008 e R$5.163,00 a diferença a partir de 01/2015 (15%). O valor corrigido de R$4076,00 em 12/2008 para 01/2015 é de R$5.563,00. Ao contrário do que você diz, a diferença diminuiu e não aumentou.

    Só mesmo na calculadora do patrão que 5k é menor que 4k.


    Como comprovado, a diferença não está aumentando, pois o que importa é o valor de compra do dinheiro, não o número. A diferença inclusive diminuiu de 2008 pra cá. Caso você não possua noções básicas de economia, isso significa que o analista compra menos coisas com a diferença atual do que comprava com a diferença de 2008. O que você está dizendo é uma falácia.

    Nada foi comprovado. A inclusão do índice inflacionário apenas mascara fatos. Não é diferente do governo que quer usar inflação desde 2003 a fim de dizer que ninguém precisa de reajuste.



    O técnico não é auxiliar de serviço de nível superior. A Lei divide o trabalho do técnico e do analista. Se o técnico está em desvio de função deve acionar o Judiciário com base na súmula nº 378 do STJ e pleitear não só a diferença salarial como o imediato retorno às atividades previstas em Lei para seu cargo. Isso não significa que o técnico vai carimbar papel, pois nem o trabalho do técnico e nem o trabalho do analista são os mesmos de 20 anos atrás. Se tal atividade é menos necessária, a solução deve ser exatamente a que vem sendo aplicada, que é a gradativa extinção do cargo de técnico.

    Disse que não aceitaria argumentos legalista.
    Lei que divide trabalho é jabuticaba. Coisa de brasileiro.

    Quero argumentos administrativos, gerenciais. Quero algo baseado em ciência moderna. E não em letra fria, velha e morta.


    E nem a transposição e muito menos a exigência de nível superior para técnico corrigem o desvio de função. Desvio de função é corrigido com a súmula nº 378, que indeniza o servidor desviado pelo tempo em que ocorreu o desvio e exige o imediato retorno às suas atribuições. Desvio de função é a prática de atribuições estranhas ao que determina a Lei para o cargo. E o Judiciário já decidiu que ao atribuir uma função comissionada ao servidor não existe desvio de função.

    Quero argumentos administrativos, gerenciais. Quero algo baseado em ciência moderna. E não em letra fria, velha e morta.


    Desvios devem ser corrigidos, não aumentados. Hipoteticamente, a transposição de tabelas e até a elevação do técnico para nível superior vai provocar imensa vantagem do técnico em relação ao analista. Porque um analista da área Judiciária sem função jamais poderá se negar a realizar análise processual e minutas de sentenças. Mas um técnico sem função, com o mesmo salário do analista e com a mesma exigência para ingresso, poderá simplesmente se negar a realizar tal tarefa, pois está fora das atribuições do seu cargo.

    Sim. E a sua correção é dar férias permanentes ao técnico. Já que este não tem mais o que fazer dentro de um tribunal. Bela solução.


    Ou seja, o técnico entra por um concurso de nível médio, pode fazer qualquer formação após a investidura no cargo (educação física, gastronomia, hotelaria, secretariado executivo), ganha a mesma coisa ou quase a mesma coisa que o analista, o qual só entra por um concurso de nível superior específico da sua área (Direito, ciências contábeis, ciência da computação), ou qualquer nível superior anterior à investidura (analista administrativo, e eu nunca vi um que não fosse formado em administração, economia ou ciências contábeis).

    Que entra não. Que entrava. Vc está ignorando boa parte do meu argumento.


    E pede-se que a administração premie o técnico em detrimento do analista, pois nenhuma das medidas é possível de ser executada sem que o analista receba, sem qualquer justificativa, um reajuste salarial menor do que o do técnico.

    Aqui soa o alerta vermelho do ego. Aqui vc se entrega e acaba com o respeito de toda sua argumentação.
    O problema não é desvio de função. O problema não é ascensão funcional. O problema é que seu ego será ferido caso exista uma correção de injustiça, que na sua cabeça é "reajuste maior para os técnicos".


    Esse argumento é baseado na mentira que 100% dos técnicos realizam trabalho de analista. Há técnicos no RH, no protocolo administrativo, na biblioteca, no balcão, na confecção de planilhas financeiras, no serviço básico da informática, nos cartórios.

    Não há mentira aqui.
    O que há é um AJAJ achando que serviço de analisa é só o do AJAJ. E o que há aqui também é o AJAJ que não conhece um neca de trabalho fora de sua seção e nem percebeu que o serviço típico de técnico foi terceirizado a algum tempo.  Ou vc acredita que servidor fica instalando impressora por ai?


    Repete a falácia que 100% dos técnicos realizam atribuições de analista.

    Como não tem 100% de analista realizando serviço de nível superior.
    que seja 90%, 80%, 70%. O fato inegável é que serviço de nível médio foi extinto. O que sobrou está sendo repassado para prestadoras de serviço.


    Mente sobre a proposta da Anajus, que não é a de criar imediatamente 72.000 cargos, e sim de continuar a aplicação da política atual de criar cargos de analista e também de extinguir cargos vagos de técnico como já foi feito por vários Tribunais.

    Como pode ser mentira se vc logo em seguida repete o argumento?
    Não é imediatamente? Então qual é a sua solução neste meio do caminho? Sobrecarregar o analista? Afinal de contas se existe demanda para criar o cargo existe demanda de trabalho? Não né? Então quem está realizando o serviço? Acho que não é um ET...



    Mente ao dizer que a equiparação custaria R$4 bilhões, uma vez que R$4 bilhões divididos por 72.000 divididos por 13 dá R$4.273,00 de diferença, sendo que só a diferença salarial de técnico A1 para analista A1 com as participações patronais já beira R$4.000,00.

    Todo esse trecho é baseado em mentiras.

    4.273,00 já garantiria transposição.
    Falta de precisão matemática não é mentira. Para corretude do argumento a precisão matemática é desnecessária.



    Ambas são ridículas. O que você fez foi colocar uma ruim ao lado de uma péssima para criar uma visão relativizada da primeira.

    Sua intenção é resolver o problema da administração de uma forma que leve dinheiro ao seu próprio bolso. Se a solução não levar vantagem a você, você simplesmente não quer.

    E vc seleciona a pior solução. Que é ignorar que o problema existe. Desviar os técnicos para realizar o serviço de analista. Cometendo uma injustiça sem tamanho.


    Farinha pouca, o pirão de todos da forma que merecem. Eu desafio você a montar uma tabela salarial com os recursos disponíveis que estabeleça a sobreposição ou qualquer outro meio de "justiça" aos técnicos sem que o salário do analista seja congelado ou reajustado em fator menor. O que justifica o técnico ganhar um reajuste maior? Não é a diferença salarial aumentando com o tempo, conforme provado. O técnico é melhor? O analista é incompetente?

    Mudança do perfil de trabalho do poder judiciário. Falta de demanda por serviço de trabalho de nível médio, alta demanda por serviço de demanda de nível superior. Terceirização de serviços de baixa complexidade. Alguém tem que fazer o trabalho. E colocar o técnico para realizar serviço de alta complexidade e remunerar como se fosse de baixa é totalmente injusto e ilegal. Precisa de mais motivos? Creio que não.

    Algo que vcs que são contra a transposição de tabela salarial que não perceberam é que o que motiva a extinção do cargo de técnico é exatamente a mesma coisa que motiva a transposição de tabelas. Que a transposição de tabelas é na verdade um plano de TRANSIÇÃO de cenários? A proposta de vcs é um buraco negro. Vcs estão pegando um cenário passado, querem chegar em um cenário futuro, mas sem nenhuma proposta de transição. Em uma empresa privada vcs seriam uma piada (e demitidos por fazer piada)


    Você fala de ego, que não basta ganhar bem e sim ganhar mais que os colegas. Mas nenhum dos seus "argumentos" se baseia na justiça ou não do seu salário. Todos os seus argumentos se baseiam na comparação do salário do técnico com o do analista. Todos os seus argumentos se dão olhando para o cargo de analista. Quer uma prova disso? Coloque o salário do analista igual ao do técnico e veja o que acontece com seus argumentos.

    Queria oque? Que meu argumento fosse baseado na cotação das rosas holandesa?


    Se o salário do analista fosse R$5.000,00 todos os seus argumentos cairiam por terra. Todos eles. Ou seja, você está acusando os outros de algo que você mesmo faz.

    A verdade é uma só. E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído. Não é preciso ofender, destratar, diminuir. A verdade basta.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Eu? Ego?
    Pera ai

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    Vc acabou de dizer que se o técnico for valorizado o analista será diminuido e eu que to com ego ferido!

    Afinal de contas. Vc considera a melhoria do cargo técnico como diminuição do cargo de analista!!!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


    Quanto mais você tenta, mais se afunda nas suas mentiras.

    FC nunca foi usada para equiparar técnico ao analista. A maior prova disso é que nos Tribunais a quantidade percentual de técnicos e analistas que recebem função é a mesma. Essa mentira só serviria de argumento para defender a equiparação ou transposição dos técnicos se 100% dos técnicos recebessem FC. E mesmo se fosse verdade, provaria que só os técnicos com função mereceriam a equiparação e não 100% dos técnicos.

    Como não sei o seu Tribunal, peguei como referência o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

    No STF tem 595 analistas e 536 técnicos. E aqui já fica patente a estratégia de extinção gradual do técnicos à medida que suas atribuições vão diminuindo

    Analistas ocupam 151 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 218 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01
    Técnicos ocupam 105 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 176 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01

    25% dos analistas estão em funções gerenciais. 36% dos analistas estão em funções estratégicas.
    19$ dos técnicos estão em funções gerenciais. 32% dos técnicos estão em funções estratégicas.

    COMPROVADO QUE função não é e nunca foi usada para fazer "justiça" ao técnico. Quem fala isso mente.

    Não é na calculadora do padrão que R$5.000,00 é maioe do que R$4.000,00. Isso é economia básica, o que vale não é a quantidade de "dinheiros" que você tem, mas o que ele pode comprar. A diferença, atualizada, é menor do que era antes, o que invalida mais ainda a sua mentira. Até meu filho de 4 anos já aprendeu que 1 moeda de R$1,00 vale mais do que 10 moedas de R$0,05. Antes ele pensava igual você, que quanto mais "dinheiros", maior era o valor. Se ele aprendeu com 4 anos, imagino que você, que se diz supercompetente e desvalorizado, um dia consiga também.

    Não aceita argumento baseado na Lei? Nossa, você é mesmo um servidor do Poder Judiciário?

    Se o serviço do técnico foi terceirizado, a saída para evitar a extinção do cargo de técnico é lutar pelo fim da terceirização. Eu apóio totalmente, pois a qualidade aumentará e o custo diminuirá.

    Você se mostra preocupadíssimo(a) com a administração e quer solucionar o problema. Só que você só aceita soluções que proporcione a você mais dinheiro. Conceniente, não?

    Ao final você finge achar graça e se surpreender porque foi flagrado(a) mentindo. O que eu disse é que esse assunto interessa a todos os analistas. E a tabela que você fez questão de ocultar mostra que enquanto o técnico ganha salário do técnico do Banco Central, o analista ganha salário do INSS.

    SABE O QUE VOCÊ QUER NA VERDADE? SALÁRIO DE TCU PARA TÉCNICO E SALÁRIO DE INSS PARA ANALISTA

    ISSO NÃO É DIMINUIR O ANALISTA?

    POR QUE O ANALISTA DEVE PAGAR PELO FRACASSO DOS OUTROS?

    E jamais podemos ignorar essa tabela. Ela deve aparecer em todos os meios de debate da carreira.

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 GB3dkdi
    Maximilen Robespierre
    Maximilen Robespierre
    Novo Usuário

    Mensagens : 1
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 29/03/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Maximilen Robespierre em Dom 29 Mar 2015, 9:36 pm

    Dentro do grupo dos técnicos estão os que desempenham atividades idênticas aos de analistas judiciários e os que não, por isso fica inviável a equiparação.

    Ao invés de brigarem entre si, deveriam refletir que os verdadeiros causadores dessa situação são os administradores dos Tribunais.

    Deveriam buscar uma solução diferente das que estão propondo aqui: a) técnicos: equiparação de todos os técnicos aos analistas. b) analistas: pedido de indenização e retorno às funções de técnico (o que é contraditório com o reconhecimento de que as atribuições de técnico estão se reduzindo, que há mais necessidade de servidores exercendo as atribuições de analista).

    Se uma parte considerável dos técnicos desempenha atividade de analista judiciário, isto significa que há uma necessidade bem maior de criação de cargos de analista. Contudo, preferem insistir na criação de vagas para técnicos, para dentro delas buscarem analistas de baixo custo, que são os técnicos com formação jurídica. Isso é uma imoralidade gritante realizada no seio do Poder Judiciário.

    Isso só aumenta a rotatividade de servidores, pois os técnicos de formação jurídica, que desempenham as mesmas funções de analistas, não se contentam com FC, não gostam de receber menos, mas, de outra parte, não é fácil passar para os concursos de analista com pouquíssimas vagas sendo oferecidas. O que vejo acontecer direto: gente que faz concurso para técnico e analista, não passa para analista, passa para técnico, depois como técnico fica insatisfeito e depois passa para cargos acima de analista, muitos técnicos que vão para a AGU e até Magistratura.

    Discussões como essas daqui de analistas x técnicos não vão gerar nada de positivo, não são classes antagônicas e um não está melhor ou pior por causa do outro.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Dom 29 Mar 2015, 11:04 pm

    Um diz que preferem criar vaga pra tj pra buscar aj de baixo custo


    Outro diz que so tao criando vaga de aj e nao mais de tj

    DECIDÃO-SE, PORRA!
    Truta do Policarpo
    Truta do Policarpo
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 588
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 18/08/2011

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Truta do Policarpo em Dom 29 Mar 2015, 11:06 pm

    Concordo com o colega.
    Já fui técnico e tinha inveja dos analistas.
    Hoje, sou analista e tenho inveja dos magistrados, promotores, procuradores e advogados da União.
    Se conseguisse virar juiz, teria inveja dos tabeliães.
    Sou um invejoso desde criança.
    Não acho que um técnico, em final de carreira, possa ganhar mais que um analista fraldinha.
    Porém, acho razoável um analista, antigão, ganhar tanto quanto um juiz jovem, togadinho.
    Denovo?? escreveu:Transposição de tabelas é coisa que só existiu em tempos de distorção...
    Tabela de técnico tem que terminar abaixo da de analista. Analista tem que terminar abaixo da AGU, e AGU abaixo de juiz.
    Simples, prático, sem briga.
    Técnico faz serviço de analista? Desvio de função. Encerra, paga a diferença retroativa (se não tinha FC, pois se tinha, não há desvio de função) e manda de volta pras funções de técnico.
    Acha justo técnico virar analista sem concurso? Azar o seu. As pessoas que estão de fora do Judiciário também querem virar, não há razão para dar preferência aos técnicos. O acesso aos cargos públicos é amplo, garantia da constituição, a todos os que querem concorrer. Os técnicos podem concorrer também. Eu pretendo concorrer ao cargo de juiz, mesmo fazendo as sentenças e decisões dele.
    Comece a estudar desde já!! Faz bem e a sociedade vai adorar.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 7:42 am

    O melhor artigo sobre a transposição de tabelas está no site da fenajufe... feito por um técnico que não lembro o nome e se qualifica como "observador de aves".... kkkkkkkkkkk
    Já pensou um plano de carreira feito por um observador de aves???


    Analista Judiciário escreveu:
    darkshi escreveu:
    Analista Judiciário escreveu:
    Existia, mas nunca significou uma diferença menor entre técnico e analista, visto que o fim da sobreposição não prejudicou técnicos.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    Creio que aqui vc ignorou um ponto fundamental do meu argumento. O uso das FCs para equiparar ou transpor o valor salarial dos dois cargos. Por conta disto vc errou toda a analise posterior.


    Do PCS de 2002 ao PCS de 2006 o maior valor nominal da diferença (fim de carreira) foi de R$1.990,00 a R$4.076,00. O valor CORRIGIDO pelo IGPM da diferença ao final da implantação do PCS de 2006, que é dezembro de 2008, é R$3.788,46. Ou seja, a diferença real praticamente não se alterou.

    Discordo.
    Aqui vc ignorou um detalhe importante. O uso das FCs para compensar a diferença entre o vencimento dos dois cargos e esse não é reajustado tem algum tempo.
    Também vc ignora outras questões que vão muito além da mero calculo frio. Como a própria percepção da valorização e status do cargo. Afinal de contas, não é por mera perda inflacionária que os analistas querem se equiparar com o ciclo de gestão.


    Mentira. Técnicos recebem a maioria das funções porque são maioria. Esse argumento foi analisado em uma resposta ao artigo do Amauri, do Rio de Janeiro, e pelos dados do Tribunal dele os analistas ganhavam proporcionalmente mais funções.

    Não sou eu quem diz. Quem diz é a ANAJUS.
    Inclusive chama isto de desvio de função. Defende quem é técnico não deveria receber função



    R$4.076,00 era a diferença em 12/2008 e R$5.163,00 a diferença a partir de 01/2015 (15%). O valor corrigido de R$4076,00 em 12/2008 para 01/2015 é de R$5.563,00. Ao contrário do que você diz, a diferença diminuiu e não aumentou.

    Só mesmo na calculadora do patrão que 5k é menor que 4k.


    Como comprovado, a diferença não está aumentando, pois o que importa é o valor de compra do dinheiro, não o número. A diferença inclusive diminuiu de 2008 pra cá. Caso você não possua noções básicas de economia, isso significa que o analista compra menos coisas com a diferença atual do que comprava com a diferença de 2008. O que você está dizendo é uma falácia.

    Nada foi comprovado. A inclusão do índice inflacionário apenas mascara fatos. Não é diferente do governo que quer usar inflação desde 2003 a fim de dizer que ninguém precisa de reajuste.



    O técnico não é auxiliar de serviço de nível superior. A Lei divide o trabalho do técnico e do analista. Se o técnico está em desvio de função deve acionar o Judiciário com base na súmula nº 378 do STJ e pleitear não só a diferença salarial como o imediato retorno às atividades previstas em Lei para seu cargo. Isso não significa que o técnico vai carimbar papel, pois nem o trabalho do técnico e nem o trabalho do analista são os mesmos de 20 anos atrás. Se tal atividade é menos necessária, a solução deve ser exatamente a que vem sendo aplicada, que é a gradativa extinção do cargo de técnico.

    Disse que não aceitaria argumentos legalista.
    Lei que divide trabalho é jabuticaba. Coisa de brasileiro.

    Quero argumentos administrativos, gerenciais. Quero algo baseado em ciência moderna. E não em letra fria, velha e morta.


    E nem a transposição e muito menos a exigência de nível superior para técnico corrigem o desvio de função. Desvio de função é corrigido com a súmula nº 378, que indeniza o servidor desviado pelo tempo em que ocorreu o desvio e exige o imediato retorno às suas atribuições. Desvio de função é a prática de atribuições estranhas ao que determina a Lei para o cargo. E o Judiciário já decidiu que ao atribuir uma função comissionada ao servidor não existe desvio de função.

    Quero argumentos administrativos, gerenciais. Quero algo baseado em ciência moderna. E não em letra fria, velha e morta.


    Desvios devem ser corrigidos, não aumentados. Hipoteticamente, a transposição de tabelas e até a elevação do técnico para nível superior vai provocar imensa vantagem do técnico em relação ao analista. Porque um analista da área Judiciária sem função jamais poderá se negar a realizar análise processual e minutas de sentenças. Mas um técnico sem função, com o mesmo salário do analista e com a mesma exigência para ingresso, poderá simplesmente se negar a realizar tal tarefa, pois está fora das atribuições do seu cargo.

    Sim. E a sua correção é dar férias permanentes ao técnico. Já que este não tem mais o que fazer dentro de um tribunal. Bela solução.


    Ou seja, o técnico entra por um concurso de nível médio, pode fazer qualquer formação após a investidura no cargo (educação física, gastronomia, hotelaria, secretariado executivo), ganha a mesma coisa ou quase a mesma coisa que o analista, o qual só entra por um concurso de nível superior específico da sua área (Direito, ciências contábeis, ciência da computação), ou qualquer nível superior anterior à investidura (analista administrativo, e eu nunca vi um que não fosse formado em administração, economia ou ciências contábeis).

    Que entra não. Que entrava. Vc está ignorando boa parte do meu argumento.


    E pede-se que a administração premie o técnico em detrimento do analista, pois nenhuma das medidas é possível de ser executada sem que o analista receba, sem qualquer justificativa, um reajuste salarial menor do que o do técnico.

    Aqui soa o alerta vermelho do ego. Aqui vc se entrega e acaba com o respeito de toda sua argumentação.
    O problema não é desvio de função. O problema não é ascensão funcional. O problema é que seu ego será ferido caso exista uma correção de injustiça, que na sua cabeça é "reajuste maior para os técnicos".


    Esse argumento é baseado na mentira que 100% dos técnicos realizam trabalho de analista. Há técnicos no RH, no protocolo administrativo, na biblioteca, no balcão, na confecção de planilhas financeiras, no serviço básico da informática, nos cartórios.

    Não há mentira aqui.
    O que há é um AJAJ achando que serviço de analisa é só o do AJAJ. E o que há aqui também é o AJAJ que não conhece um neca de trabalho fora de sua seção e nem percebeu que o serviço típico de técnico foi terceirizado a algum tempo.  Ou vc acredita que servidor fica instalando impressora por ai?


    Repete a falácia que 100% dos técnicos realizam atribuições de analista.

    Como não tem 100% de analista realizando serviço de nível superior.
    que seja 90%, 80%, 70%. O fato inegável é que serviço de nível médio foi extinto. O que sobrou está sendo repassado para prestadoras de serviço.


    Mente sobre a proposta da Anajus, que não é a de criar imediatamente 72.000 cargos, e sim de continuar a aplicação da política atual de criar cargos de analista e também de extinguir cargos vagos de técnico como já foi feito por vários Tribunais.

    Como pode ser mentira se vc logo em seguida repete o argumento?
    Não é imediatamente? Então qual é a sua solução neste meio do caminho? Sobrecarregar o analista? Afinal de contas se existe demanda para criar o cargo existe demanda de trabalho? Não né? Então quem está realizando o serviço? Acho que não é um ET...



    Mente ao dizer que a equiparação custaria R$4 bilhões, uma vez que R$4 bilhões divididos por 72.000 divididos por 13 dá R$4.273,00 de diferença, sendo que só a diferença salarial de técnico A1 para analista A1 com as participações patronais já beira R$4.000,00.

    Todo esse trecho é baseado em mentiras.

    4.273,00 já garantiria transposição.
    Falta de precisão matemática não é mentira. Para corretude do argumento a precisão matemática é desnecessária.



    Ambas são ridículas. O que você fez foi colocar uma ruim ao lado de uma péssima para criar uma visão relativizada da primeira.

    Sua intenção é resolver o problema da administração de uma forma que leve dinheiro ao seu próprio bolso. Se a solução não levar vantagem a você, você simplesmente não quer.

    E vc seleciona a pior solução. Que é ignorar que o problema existe. Desviar os técnicos para realizar o serviço de analista. Cometendo uma injustiça sem tamanho.


    Farinha pouca, o pirão de todos da forma que merecem. Eu desafio você a montar uma tabela salarial com os recursos disponíveis que estabeleça a sobreposição ou qualquer outro meio de "justiça" aos técnicos sem que o salário do analista seja congelado ou reajustado em fator menor. O que justifica o técnico ganhar um reajuste maior? Não é a diferença salarial aumentando com o tempo, conforme provado. O técnico é melhor? O analista é incompetente?

    Mudança do perfil de trabalho do poder judiciário. Falta de demanda por serviço de trabalho de nível médio, alta demanda por serviço de demanda de nível superior. Terceirização de serviços de baixa complexidade. Alguém tem que fazer o trabalho. E colocar o técnico para realizar serviço de alta complexidade e remunerar como se fosse de baixa é totalmente injusto e ilegal. Precisa de mais motivos? Creio que não.

    Algo que vcs que são contra a transposição de tabela salarial que não perceberam é que o que motiva a extinção do cargo de técnico é exatamente a mesma coisa que motiva a transposição de tabelas. Que a transposição de tabelas é na verdade um plano de TRANSIÇÃO de cenários? A proposta de vcs é um buraco negro. Vcs estão pegando um cenário passado, querem chegar em um cenário futuro, mas sem nenhuma proposta de transição. Em uma empresa privada vcs seriam uma piada (e demitidos por fazer piada)


    Você fala de ego, que não basta ganhar bem e sim ganhar mais que os colegas. Mas nenhum dos seus "argumentos" se baseia na justiça ou não do seu salário. Todos os seus argumentos se baseiam na comparação do salário do técnico com o do analista. Todos os seus argumentos se dão olhando para o cargo de analista. Quer uma prova disso? Coloque o salário do analista igual ao do técnico e veja o que acontece com seus argumentos.

    Queria oque? Que meu argumento fosse baseado na cotação das rosas holandesa?


    Se o salário do analista fosse R$5.000,00 todos os seus argumentos cairiam por terra. Todos eles. Ou seja, você está acusando os outros de algo que você mesmo faz.

    A verdade é uma só. E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído. Não é preciso ofender, destratar, diminuir. A verdade basta.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Eu? Ego?
    Pera ai

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    E o analista que se omitir e não reagir está condenado a ter seu cargo ainda mais diminuído.

    Vc acabou de dizer que se o técnico for valorizado o analista será diminuido e eu que to com ego ferido!

    Afinal de contas. Vc considera a melhoria do cargo técnico como diminuição do cargo de analista!!!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


    Quanto mais você tenta, mais se afunda nas suas mentiras.

    FC nunca foi usada para equiparar técnico ao analista. A maior prova disso é que nos Tribunais a quantidade percentual de técnicos e analistas que recebem função é a mesma. Essa mentira só serviria de argumento para defender a equiparação ou transposição dos técnicos se 100% dos técnicos recebessem FC. E mesmo se fosse verdade, provaria que só os técnicos com função mereceriam a equiparação e não 100% dos técnicos.

    Como não sei o seu Tribunal, peguei como referência o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

    No STF tem 595 analistas e 536 técnicos. E aqui já fica patente a estratégia de extinção gradual do técnicos à medida que suas atribuições vão diminuindo

    Analistas ocupam 151 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 218 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01
    Técnicos ocupam 105 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 176 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01

    25% dos analistas estão em funções gerenciais. 36% dos analistas estão em funções estratégicas.
    19$ dos técnicos estão em funções gerenciais. 32% dos técnicos estão em funções estratégicas.

    COMPROVADO QUE função não é e nunca foi usada para fazer "justiça" ao técnico. Quem fala isso mente.

    Não é na calculadora do padrão que R$5.000,00 é maioe do que R$4.000,00. Isso é economia básica, o que vale não é a quantidade de "dinheiros" que você tem, mas o que ele pode comprar. A diferença, atualizada, é menor do que era antes, o que invalida mais ainda a sua mentira. Até meu filho de 4 anos já aprendeu que 1 moeda de R$1,00 vale mais do que 10 moedas de R$0,05. Antes ele pensava igual você, que quanto mais "dinheiros", maior era o valor. Se ele aprendeu com 4 anos, imagino que você, que se diz supercompetente e desvalorizado, um dia consiga também.

    Não aceita argumento baseado na Lei? Nossa, você é mesmo um servidor do Poder Judiciário?

    Se o serviço do técnico foi terceirizado, a saída para evitar a extinção do cargo de técnico é lutar pelo fim da terceirização. Eu apóio totalmente, pois a qualidade aumentará e o custo diminuirá.

    Você se mostra preocupadíssimo(a) com a administração e quer solucionar o problema. Só que você só aceita soluções que proporcione a você mais dinheiro. Conceniente, não?

    Ao final você finge achar graça e se surpreender porque foi flagrado(a) mentindo. O que eu disse é que esse assunto interessa a todos os analistas. E a tabela que você fez questão de ocultar mostra que enquanto o técnico ganha salário do técnico do Banco Central, o analista ganha salário do INSS.

    SABE O QUE VOCÊ QUER NA VERDADE? SALÁRIO DE TCU PARA TÉCNICO E SALÁRIO DE INSS PARA ANALISTA

    ISSO NÃO É DIMINUIR O ANALISTA?

    POR QUE O ANALISTA DEVE PAGAR PELO FRACASSO DOS OUTROS?

    E jamais podemos ignorar essa tabela. Ela deve aparecer em todos os meios de debate da carreira.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 7:47 am

    No mundo civilizado: sua atividade não é mais necessária? Vai sendo posta de lado e a pessoa se esforça para se adaptar a outra, no caso do serviço público, concurso, pois não estamos numa empresa ("noções gerenciais modernas??").
    No Brasil? "Dá um jeito de eu entrar nessa boquinha meu rei? Eu também quero.."
    Raskólnikov
    Raskólnikov
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Cargo : Analista MPU
    Mensagens : 96
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 28/12/2014
    Localização : São Petersburgo

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Raskólnikov em Seg 30 Mar 2015, 8:40 am

    Acho que essa notícia aqui diz muito sobre o futuro dos cargos de nível médio:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Vou colacionar a parte que interessa:

    "A proposta prevê ainda a extinção de 117 cargos efetivos de técnico judiciário, de várias áreas, à medida que se tornarem vagos. Segundo o presidente do TST, ministro Antonio Levenhagen, que assina o projeto, "as atividades a eles inerentes tornaram-se obsoletas ou vêm sendo executadas de forma indireta".

    Sobre a criação dos cargos de assessor de ministro, Levenhagen afirma que “a atual estrutura funcional dos gabinetes de ministros encontra-se carente de pessoal qualificado em Direito para atender ao significativo aumento da demanda processual”.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 11:58 am

    Denovo?? escreveu:Transposição de tabelas é coisa que só existiu em tempos de distorção...
    Tabela de técnico tem que terminar abaixo da de analista. Analista tem que terminar abaixo da AGU, e AGU abaixo de juiz.
    Simples, prático, sem briga.
    Técnico faz serviço de analista? Desvio de função. Encerra, paga a diferença retroativa (se não tinha FC, pois se tinha, não há desvio de função) e manda de volta pras funções de técnico.
    Acha justo técnico virar analista sem concurso? Azar o seu. As pessoas que estão de fora do Judiciário também querem virar, não há razão para dar preferência aos técnicos. O acesso aos cargos públicos é amplo, garantia da constituição, a todos os que querem concorrer. Os técnicos podem concorrer também. Eu pretendo concorrer ao cargo de juiz, mesmo fazendo as sentenças e decisões dele.
    Comece a estudar desde já!! Faz bem e a sociedade vai adorar.

    Pq o analista tem que receber menos que dos AGU?

    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:04 pm

    AGU é uma função finalista, não função acessória.
    O advogado é um sujeito do processo, o analista é um auxiliar do juízo.
    Simples..
    E por que o juiz ganha mais que o Advogado da União?
    Porque é um agente político, que exerce diretamente a soberania estatal, através do ato jurisdicional.

    Ps: vc não ia embora?



    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:Transposição de tabelas é coisa que só existiu em tempos de distorção...
    Tabela de técnico tem que terminar abaixo da de analista. Analista tem que terminar abaixo da AGU, e AGU abaixo de juiz.
    Simples, prático, sem briga.
    Técnico faz serviço de analista? Desvio de função. Encerra, paga a diferença retroativa (se não tinha FC, pois se tinha, não há desvio de função) e manda de volta pras funções de técnico.
    Acha justo técnico virar analista sem concurso? Azar o seu. As pessoas que estão de fora do Judiciário também querem virar, não há razão para dar preferência aos técnicos. O acesso aos cargos públicos é amplo, garantia da constituição, a todos os que querem concorrer. Os técnicos podem concorrer também. Eu pretendo concorrer ao cargo de juiz, mesmo fazendo as sentenças e decisões dele.
    Comece a estudar desde já!! Faz bem e a sociedade vai adorar.

    Pq o analista tem que receber menos que dos AGU?

    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:10 pm

    Denovo?? escreveu:AGU é uma função finalista, não função acessória.
    O advogado é um sujeito do processo, o analista é um auxiliar do juízo.
    Simples..
    E por que o juiz ganha mais que o Advogado da União?
    Porque é um agente político, que exerce diretamente a soberania estatal, através do ato jurisdicional.

    Ps: vc não ia embora?


    Vamos lá "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de eles reconheçam que nem todo AJ é AJ".

    Acho justo o AJAJ receber menos que o AGU. Já o AJTI, não. Não sou auxiliar de juiz.

    ps: Forum é livre. Saio quando quiser. Volto quando quiser.
    Se isto te incomoda. Saia do fórum.


    Última edição por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:15 pm, editado 1 vez(es)
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:14 pm

    Analista Judiciário escreveu:

    Quanto mais você tenta, mais se afunda nas suas mentiras.

    FC nunca foi usada para equiparar técnico ao analista. A maior prova disso é que nos Tribunais a quantidade percentual de técnicos e analistas que recebem função é a mesma. Essa mentira só serviria de argumento para defender a equiparação ou transposição dos técnicos se 100% dos técnicos recebessem FC. E mesmo se fosse verdade, provaria que só os técnicos com função mereceriam a equiparação e não 100% dos técnicos.

    Como não sei o seu Tribunal, peguei como referência o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

    No STF tem 595 analistas e 536 técnicos. E aqui já fica patente a estratégia de extinção gradual do técnicos à medida que suas atribuições vão diminuindo

    Analistas ocupam 151 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 218 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01
    Técnicos ocupam 105 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 176 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01

    25% dos analistas estão em funções gerenciais. 36% dos analistas estão em funções estratégicas.
    19$ dos técnicos estão em funções gerenciais. 32% dos técnicos estão em funções estratégicas.

    COMPROVADO QUE função não é e nunca foi usada para fazer "justiça" ao técnico. Quem fala isso mente.

    Comprovado?? Pq? Pq vc quis assim? Ignora o que eu digo, pega só o que interessa e depois fica me chamando de mentiroso.


    Não é na calculadora do padrão que R$5.000,00 é maioe do que R$4.000,00. Isso é economia básica, o que vale não é a quantidade de "dinheiros" que você tem, mas o que ele pode comprar. A diferença, atualizada, é menor do que era antes, o que invalida mais ainda a sua mentira. Até meu filho de 4 anos já aprendeu que 1 moeda de R$1,00 vale mais do que 10 moedas de R$0,05. Antes ele pensava igual você, que quanto mais "dinheiros", maior era o valor. Se ele aprendeu com 4 anos, imagino que você, que se diz supercompetente e desvalorizado, um dia consiga também.

    Continua sendo na sua cabeça. Vá lá convencer os colegas que eles já ganham o suficiente e que o foço inflacionário é justo pq o índice inflacionário diz.


    Não aceita argumento baseado na Lei? Nossa, você é mesmo um servidor do Poder Judiciário?

    Não é pq escrevem em uma lei que bola é quadrada que a bola será quadrada. Lei de definição administrativa com 20 anos de idade é uma bola quadrada.
    Insistir nela é o que leva toda a administração pública a ineficiencia que existe hj.


    Se o serviço do técnico foi terceirizado, a saída para evitar a extinção do cargo de técnico é lutar pelo fim da terceirização. Eu apóio totalmente, pois a qualidade aumentará e o custo diminuirá.

    Para que evitar a extinção? Quero é elaborar um processo de transição e não ficar preso ao passado.


    Você se mostra preocupadíssimo(a) com a administração e quer solucionar o problema. Só que você só aceita soluções que proporcione a você mais dinheiro. Conceniente, não?

    E qual é o problema?
    Vc faz o mesmo! Claramente quer fuder com o cargo técnico na vã esperança de que o salário do analista seja valorizado.


    Ao final você finge achar graça e se surpreender porque foi flagrado(a) mentindo. O que eu disse é que esse assunto interessa a todos os analistas. E a tabela que você fez questão de ocultar mostra que enquanto o técnico ganha salário do técnico do Banco Central, o analista ganha salário do INSS.

    SABE O QUE VOCÊ QUER NA VERDADE? [b]SALÁRIO DE TCU PARA TÉCNICO E SALÁRIO DE INSS PARA ANALISTA


    ISSO NÃO É DIMINUIR O ANALISTA?

    POR QUE O ANALISTA DEVE PAGAR PELO FRACASSO DOS OUTROS?

    E jamais podemos ignorar essa tabela. Ela deve aparecer em todos os meios de debate da carreira.


    Conhece um mecanismo de defesa em psicologia chamado projeção?
    É basicamente projetar defeitos pessoais nos outros. E aqui o senhor pratica projeção.

    Sabe qual é a verdadeira e unica razão para o senhor ser tão contra tranposição? Pq o senhor acredita piamente que o que impede a valorização dos analistas são os altos salários dos técnicos.
    A dita tabela não passa de uma vã tentativa de convencer os técnicos que a o salário deles está é bom demais.
    Quando diz que eu quero salário de analista do INSS para os analistas judiciários na verdade é o senhor que quer salário de técnico de ciclo de gestão para os TJ e quer de analista do ciclo para os AJs.

    Jamais um técnico desejará achatar salarialmente o analista. Pq o analista é o "teto" salarial do técnico. Já o contrario não. E seu argumento demonstra isto.

    E por isto mentiroso é o senhor.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:21 pm

    Analista de TI nem exerce atividade fim de um tribunal.... quanto mais comparar com AGU... rs
    Que Deus te ilumine também, para parar de pensar que todos são iguais...


    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:AGU é uma função finalista, não função acessória.
    O advogado é um sujeito do processo, o analista é um auxiliar do juízo.
    Simples..
    E por que o juiz ganha mais que o Advogado da União?
    Porque é um agente político, que exerce diretamente a soberania estatal, através do ato jurisdicional.

    Ps: vc não ia embora?


    Vamos lá "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de eles reconheçam que nem todo AJ é AJ".

    Acho justo o AJAJ receber menos que o AGU. Já o AJTI, não. Não sou auxiliar de juiz.

    ps: Forum é livre. Saio quando quiser. Volto quando quiser.
    Se isto te incomoda. Saia do fórum.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Seg 30 Mar 2015, 12:23 pm

    Denovo?? escreveu:Analista de TI nem exerce atividade fim de um tribunal.... quanto mais comparar com AGU... rs
    Que Deus te ilumine também, para parar de pensar que todos são iguais...


    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:AGU é uma função finalista, não função acessória.
    O advogado é um sujeito do processo, o analista é um auxiliar do juízo.
    Simples..
    E por que o juiz ganha mais que o Advogado da União?
    Porque é um agente político, que exerce diretamente a soberania estatal, através do ato jurisdicional.

    Ps: vc não ia embora?


    Vamos lá "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de eles reconheçam que nem todo AJ é AJ".

    Acho justo o AJAJ receber menos que o AGU. Já o AJTI, não. Não sou auxiliar de juiz.

    ps: Forum é livre. Saio quando quiser. Volto quando quiser.
    Se isto te incomoda. Saia do fórum.

    AJAJ também não, a rigor.

    Somos todos macacos.

    Não que eu queira criar qq tipo de polêmica


    Última edição por corujito em Seg 30 Mar 2015, 12:25 pm, editado 1 vez(es)
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:24 pm

    Técnico quer achatamento de analista sim... para poder ficar menos custosa a transposição.... Depois, transposto, claro que vai querer que suba MUITO.



    darkshi escreveu:
    Analista Judiciário escreveu:

    Quanto mais você tenta, mais se afunda nas suas mentiras.

    FC nunca foi usada para equiparar técnico ao analista. A maior prova disso é que nos Tribunais a quantidade percentual de técnicos e analistas que recebem função é a mesma. Essa mentira só serviria de argumento para defender a equiparação ou transposição dos técnicos se 100% dos técnicos recebessem FC. E mesmo se fosse verdade, provaria que só os técnicos com função mereceriam a equiparação e não 100% dos técnicos.

    Como não sei o seu Tribunal, peguei como referência o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

    No STF tem 595 analistas e 536 técnicos. E aqui já fica patente a estratégia de extinção gradual do técnicos à medida que suas atribuições vão diminuindo

    Analistas ocupam 151 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 218 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01
    Técnicos ocupam 105 CJS ou FC-06, que são de gerência. E 176 FC-05, FC-04, FC-03, FC-02 e FC-01

    25% dos analistas estão em funções gerenciais. 36% dos analistas estão em funções estratégicas.
    19$ dos técnicos estão em funções gerenciais. 32% dos técnicos estão em funções estratégicas.

    COMPROVADO QUE função não é e nunca foi usada para fazer "justiça" ao técnico. Quem fala isso mente.


    Comprovado?? Pq? Pq vc quis assim? Ignora o que eu digo, pega só o que interessa e depois fica me chamando de mentiroso.



    Não é na calculadora do padrão que R$5.000,00 é maioe do que R$4.000,00. Isso é economia básica, o que vale não é a quantidade de "dinheiros" que você tem, mas o que ele pode comprar. A diferença, atualizada, é menor do que era antes, o que invalida mais ainda a sua mentira. Até meu filho de 4 anos já aprendeu que 1 moeda de R$1,00 vale mais do que 10 moedas de R$0,05. Antes ele pensava igual você, que quanto mais "dinheiros", maior era o valor. Se ele aprendeu com 4 anos, imagino que você, que se diz supercompetente e desvalorizado, um dia consiga também.


    Continua sendo na sua cabeça. Vá lá convencer os colegas que eles já ganham o suficiente e que o foço inflacionário é justo pq o índice inflacionário diz.



    Não aceita argumento baseado na Lei? Nossa, você é mesmo um servidor do Poder Judiciário?


    Não é pq escrevem em uma lei que bola é quadrada que a bola será quadrada. Lei de definição administrativa com 20 anos de idade é uma bola quadrada.
    Insistir nela é o que leva toda a administração pública a ineficiencia que existe hj.



    Se o serviço do técnico foi terceirizado, a saída para evitar a extinção do cargo de técnico é lutar pelo fim da terceirização. Eu apóio totalmente, pois a qualidade aumentará e o custo diminuirá.


    Para que evitar a extinção? Quero é elaborar um processo de transição e não ficar preso ao passado.



    Você se mostra preocupadíssimo(a) com a administração e quer solucionar o problema. Só que você só aceita soluções que proporcione a você mais dinheiro. Conceniente, não?


    E qual é o problema?
    Vc faz o mesmo! Claramente quer fuder com o cargo técnico na vã esperança de que o salário do analista seja valorizado.



    Ao final você finge achar graça e se surpreender porque foi flagrado(a) mentindo. O que eu disse é que esse assunto interessa a todos os analistas. E a tabela que você fez questão de ocultar mostra que enquanto o técnico ganha salário do técnico do Banco Central, o analista ganha salário do INSS.

    SABE O QUE VOCÊ QUER NA VERDADE? SALÁRIO DE TCU PARA TÉCNICO E SALÁRIO DE INSS PARA ANALISTA

    ISSO NÃO É DIMINUIR O ANALISTA?

    POR QUE O ANALISTA DEVE PAGAR PELO FRACASSO DOS OUTROS?

    E jamais podemos ignorar essa tabela. Ela deve aparecer em todos os meios de debate da carreira.



    Conhece um mecanismo de defesa em psicologia chamado projeção?
    É basicamente projetar defeitos pessoais nos outros. E aqui o senhor pratica projeção.

    Sabe qual é a verdadeira e unica razão para o senhor ser tão contra tranposição? Pq o senhor acredita piamente que o que impede a valorização dos analistas são os altos salários dos técnicos.
    A dita tabela não passa de uma vã tentativa de convencer os técnicos que a o salário deles está é bom demais.
    Quando diz que eu quero salário de analista do INSS para os analistas judiciários na verdade é o senhor que quer salário de técnico de ciclo de gestão para os TJ e quer de analista do ciclo para os AJs.

    Jamais um técnico desejará achatar salarialmente o analista. Pq o analista é o "teto" salarial do técnico. Já o contrario não. E seu argumento demonstra isto.

    E por isto mentiroso é o senhor.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:26 pm

    Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    corujito escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista de TI nem exerce atividade fim de um tribunal.... quanto mais comparar com AGU... rs
    Que Deus te ilumine também, para parar de pensar que todos são iguais...


    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:AGU é uma função finalista, não função acessória.
    O advogado é um sujeito do processo, o analista é um auxiliar do juízo.
    Simples..
    E por que o juiz ganha mais que o Advogado da União?
    Porque é um agente político, que exerce diretamente a soberania estatal, através do ato jurisdicional.

    Ps: vc não ia embora?


    Vamos lá "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de eles reconheçam que nem todo AJ é AJ".

    Acho justo o AJAJ receber menos que o AGU. Já o AJTI, não. Não sou auxiliar de juiz.

    ps: Forum é livre. Saio quando quiser. Volto quando quiser.
    Se isto te incomoda. Saia do fórum.

    AJAJ também não, a rigor.

    Somos todos macacos.

    Não que eu queira criar qq tipo de polêmica
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Seg 30 Mar 2015, 12:30 pm

    Denovo?? escreveu:Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    corujito escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista de TI nem exerce atividade fim de um tribunal.... quanto mais comparar com AGU... rs
    Que Deus te ilumine também, para parar de pensar que todos são iguais...


    darkshi escreveu:


    Vamos lá "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de eles reconheçam que nem todo AJ é AJ".

    Acho justo o AJAJ receber menos que o AGU. Já o AJTI, não. Não sou auxiliar de juiz.

    ps: Forum é livre. Saio quando quiser. Volto quando quiser.
    Se isto te incomoda. Saia do fórum.

    AJAJ também não, a rigor.

    Somos todos macacos.

    Não que eu queira criar qq tipo de polêmica

    Ou seja, o grande trunfo do AJAJ é ficar mais perto das bolas do togadaço

    Parabéns!
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1292
    Reputação : 138
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por euvoltei em Seg 30 Mar 2015, 12:34 pm

    Tabela transposta não existe em nenhum carreira séria...

    Então não há motivos de avacalhar mais ainda o PJU
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Seg 30 Mar 2015, 12:35 pm

    E AJAJ também pode ser terceirizado.

    O que vale é a decisão do juiz, é o exercício da jurisdição. Se o juiz decide com apoio do AJAJ, do requisitado, do cachorro, não muda nada.

    O único analista que realmente tem uma atribuição é o Oficial de Justiça Avaliador Federal.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:43 pm

    Denovo?? escreveu:Técnico quer achatamento de analista sim... para poder ficar menos custosa a transposição.... Depois, transposto, claro que vai querer que suba MUITO.

    Sua consciência está pesada. Ela está te entregando.

    Técnico quer que o AJ receba salário de TCU.
    Já vc quer receber salário de TCU E congelar os salários do técnicos.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:47 pm

    Desculpa caro boateiro, mas quem trabalha embaixo das mesas, na altura das bolas dos outros, mexendo em cabos e fios, é o analista de TI.
    Abração.

    corujito escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    corujito escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista de TI nem exerce atividade fim de um tribunal.... quanto mais comparar com AGU... rs
    Que Deus te ilumine também, para parar de pensar que todos são iguais...




    AJAJ também não, a rigor.

    Somos todos macacos.

    Não que eu queira criar qq tipo de polêmica

    Ou seja, o grande trunfo do AJAJ é ficar mais perto das bolas do togadaço

    Parabéns!
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:48 pm

    Denovo?? escreveu:Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de que eles reconheçam que o tribunal é muito maior que suas seções."

    Acho que o senhor deveria se informar melhor da organização administrativa do seu tribunal. Ver questões financeiras e descobrir que o fluxo de caixa hj passa boa parte nas mãos da TI.
    Também atualmente quase todo o tribunal é dependente de algum sistema que automatiza ou melhora a produtividade de área.

    Não é atoa que existe um acordão do TCU recomendando a valorização dos cargos de TI nos 3 poderes.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:48 pm

    Sua consciência não pesa em pedir salário de um cargo para o qual vc não fez concurso, a minha vai pesar?
    Tô de boa peixe...
    E os estudos?

    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:Técnico quer achatamento de analista sim... para poder ficar menos custosa a transposição.... Depois, transposto, claro que vai querer que suba MUITO.

    Sua consciência está pesada. Ela está te entregando.

    Técnico quer que o  AJ receba salário de TCU.
    Já vc quer receber salário de TCU E congelar os salários do técnicos.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Seg 30 Mar 2015, 12:49 pm

    Agora o TCU vale? E o acórdão do TCU sobre desvio de função? Vale também?


    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de que eles reconheçam que o tribunal é muito maior que suas seções."

    Acho que o senhor deveria se informar melhor da organização administrativa do seu tribunal. Ver questões financeiras e descobrir que o fluxo de caixa hj passa boa parte nas mãos da TI.
    Também atualmente quase todo o tribunal é dependente de algum sistema que automatiza ou melhora a produtividade de área.

    Não é atoa que existe um acordão do TCU recomendando a valorização dos cargos de TI nos 3 poderes.
    Cientista
    Cientista
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 44
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 04/11/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Cientista em Seg 30 Mar 2015, 12:51 pm

    darkshi escreveu:
    Denovo?? escreveu:Técnico quer achatamento de analista sim... para poder ficar menos custosa a transposição.... Depois, transposto, claro que vai querer que suba MUITO.

    Sua consciência está pesada. Ela está te entregando.

    Técnico quer que o  AJ receba salário de TCU.
    Já vc quer receber salário de TCU E congelar os salários do técnicos.

    OWNED !! FATALITY !!!


    Última edição por Cientista em Seg 30 Mar 2015, 12:53 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Convidado em Seg 30 Mar 2015, 12:52 pm

    Denovo?? escreveu:Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    corujito escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista de TI nem exerce atividade fim de um tribunal.... quanto mais comparar com AGU... rs
    Que Deus te ilumine também, para parar de pensar que todos são iguais...


    darkshi escreveu:


    Vamos lá "Papai do céu. Que o senhor ilumine os AJAJ a fim de eles reconheçam que nem todo AJ é AJ".

    Acho justo o AJAJ receber menos que o AGU. Já o AJTI, não. Não sou auxiliar de juiz.

    ps: Forum é livre. Saio quando quiser. Volto quando quiser.
    Se isto te incomoda. Saia do fórum.

    AJAJ também não, a rigor.

    Somos todos macacos.

    Não que eu queira criar qq tipo de polêmica


    Acho que infelizmente isso é verdade!

    Nessa onda de terceirizaçao o Analista de TI vai rodar!

    No TRT SP ja tem empresa prestando serviço de informatica em todos os niveis
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:53 pm

    Denovo?? escreveu:Desculpa caro boateiro, mas quem trabalha embaixo das mesas, na altura das bolas dos outros, mexendo em cabos e fios, é o analista de TI.
    Abração.

    Este serviço foi terceirizado.
    Caro Analista que acha que o mundo do judiciário se limita ao serviço do AJAJ.

    Quer trocar de lugar? Tenho temos aqui um contrato de telecomunicações com o valor de 50 milhões? Só te telecomunicações. Que tal o de urna? Que sozinho deve valer mais que o orçamento do seu tribunal todo? Tá afim de colocar o teu cu na reta?

    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Seg 30 Mar 2015, 12:54 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:

    Acho que infelizmente isso é verdade!

    Nessa onda de terceirizaçao o Analista de TI vai rodar!

    No TRT SP ja tem empresa prestando serviço de informatica em todos os niveis

    Sabia que terceirizado tem que ter um fiscal?
    E acho que não é o AJAJ que fiscaliza terceirizada de TI.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Seg 30 Mar 2015, 12:55 pm

    Denovo?? escreveu:Desculpa caro boateiro, mas quem trabalha embaixo das mesas, na altura das bolas dos outros, mexendo em cabos e fios, é o analista de TI.
    Abração.

    corujito escreveu:
    Denovo?? escreveu:Analista assessora o magistrado na função fim do Tribunal.. dizer o direito.
    Analista de TI faz o que mesmo? Assessoria o Tribunal na função de informática?
    Analista de TI deveria ser terceirizado...
    Sorry...
    PS: não gosto de banana

    corujito escreveu:

    AJAJ também não, a rigor.

    Somos todos macacos.

    Não que eu queira criar qq tipo de polêmica

    Ou seja, o grande trunfo do AJAJ é ficar mais perto das bolas do togadaço

    Parabéns!

    Riariariariaria

    Tenho que admitir que essa foi uma boa zueira!

    Mas diga aí, como você chama o seu togadão?

    Doutor?
    Doutorzinho?
    Doutorzão?
    Doutorzaço?
    Meu Rei?
    Roludão?

    Conteúdo patrocinado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 2 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 19 Set 2019, 8:21 pm