PCS JÁ



    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 11:33 am

    shinobi escreveu:Na aminha humilde opinião, o único plano de cargos e salários JUSTO seria nos seguintes moldes:

    O ingresso na carreira seria no cargo de auxiliar ou técnico( nível fundamental ou médio ). De acordo com o desenvolvimento na carreira o servidor mudaria de cargo chegando a analista desde que de acordo com critérios definidos por lei ( curso superior, cursos de formação, produtividade etc... todos estes cumulativamente).
    Acredito que isso estimularia o desenvolvimento intelectual e profissional do servidor e traria perspectivas que hoje não existem. Eu por exemplo, sou Analista Judiciário da área Judiciária e vou me aposentar como... Analista, mesmo fazendo dez mestrados, dez doutorados etc. E o Técnico idem.
    Agora vejam: os Magistrados viram Desembargadores, os Promotores viram Procuradores. E nós????
    Quanto aos servidores ativos atualmente, seriam reenquadrados segundo suas qualificações obedecendo aos critérios definidos pele lei. Não seria um trem da alegria e sim questão de JUSTIÇA.
    Sei que talvez eu seja esculachado no fórum por ter esse ponto de vista, talvez achem que eu seja MAV ou qualquer outro tipo de ente nocivo ao fórum ,mas reflitam gente. Não seria esse um VERDADEIRO E JUSTO PLANO DE CARGOS E SALÀRIOS?????
    O servidor seria promovido conforme seus próprios méritos. Se não se aperfeiçoar fica onde está. Não haveria as famigeradas incorporações, excesso de FCS e CJS que causam discórdia e inveja e todos seriam responsáveis pelo seu próprio crescimento.

    Que tal após dessa tormenta que estamos passando, pressionarmos os sindicatos para que seja esse o novo modelo da carreira. Se isso for inconstitucional então o soldado virar cabo e depois sargento etc. também é. E o Juiz virar Desembargador também. É mera questão de deixar o orgulho de lado e ter disposição para construir uma carreira unida e sólida, pois do jeito que está hoje só tende a piorar.



    euvoltei escreveu:
    wanderley fanzzinne escreveu:Se o Fórum não tiver mais força de vedação e exposição de mensagem, ficaremos lendo brigas que não levam nada e ainda acabam tirando o verdadeiro motivo de falar sobre carreira. Com discussão que temos é buscar informações verdadeiras e não boatos. começo acreditar na Teoria da Conspiração que tem gente que quer implodir o Fórum e desagregando cada vez mais uma categoria em passo de ser pulverizada pela senhora Dilma e seus companheiros.


    Esse fórum é, em tudo, um reflexo das carreiras do PJU...


    Só uma observação

    os bancos tinham essa ideia. E com o tempo o que aconteceu?

    Como não dá pra fazer um concurso de escriturário voltado para a área de TI e torcer para que um cara passe no concurso e consiga progredir, hoje fazem concursos com acesso direto num determinado ponto da carreira.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 11:36 am

    meritocracia dessa forma não combina com serviço público.

    serviço público em que ser objetivo, impessoal.

    se aplicam esse modelo de "meritocracia" só vai ser promovido lambebolas de togadões.

    os mulek de rocha mandador da real como eu não vão progredir nunca.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qua 29 Abr 2015, 11:36 am

    Quem define os méritos?
    Critérios objetivos? Antiguidade?
    Vc sabe que haveria apadrinhamento não sabe? Vc sabe...
    Esse seu sistema já existe hoje em dia, num lugar chamado "Forças Armadas".
    Sabe quem consegue ser General, Almirante e Brigadeiro? Precisa explicar?
    No Brasil essas idéias são lindas, mas sempre terminam em mer....
    Fico muito assustado sempre que vejo esses "idealistas" com essas idéias mirabolantes, pois sei que vai dar errado e prejudicar um monte de pessoas.
    É assustadora a ideia de ingressar num quadro como auxiliar e passar dez anos para virar "técnico" e com 30 anos conseguir chegar a referência A1 de analista, apenas por ter desagradado um juiz.
    Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade...

    E só pra complementar, seu exemplo de procurador e desembargador só mostra como é furado esse sistema...


    shinobi escreveu:Na aminha humilde opinião, o único plano de cargos e salários JUSTO seria nos seguintes moldes:

    O ingresso na carreira seria no cargo de auxiliar ou técnico( nível fundamental ou médio ). De acordo com o desenvolvimento na carreira o servidor mudaria de cargo chegando a analista desde que de acordo com critérios definidos por lei ( curso superior, cursos de formação, produtividade etc... todos estes cumulativamente).
    Acredito que isso estimularia o desenvolvimento intelectual e profissional do servidor e traria perspectivas que hoje não existem. Eu por exemplo, sou Analista Judiciário da área Judiciária e vou me aposentar como... Analista, mesmo fazendo dez mestrados, dez doutorados etc. E o Técnico idem.
    Agora vejam: os Magistrados viram Desembargadores, os Promotores viram Procuradores. E nós????
    Quanto aos servidores ativos atualmente, seriam reenquadrados segundo suas qualificações obedecendo aos critérios definidos pele lei. Não seria um trem da alegria e sim questão de JUSTIÇA.
    Sei que talvez eu seja esculachado no fórum por ter esse ponto de vista, talvez achem que eu seja MAV ou qualquer outro tipo de ente nocivo ao fórum ,mas reflitam gente. Não seria esse um VERDADEIRO E JUSTO PLANO DE CARGOS E SALÀRIOS?????
    O servidor seria promovido conforme seus próprios méritos. Se não se aperfeiçoar fica onde está. Não haveria as famigeradas incorporações, excesso de FCS e CJS que causam discórdia e inveja e todos seriam responsáveis pelo seu próprio crescimento.

    Que tal após dessa tormenta que estamos passando, pressionarmos os sindicatos para que seja esse o novo modelo da carreira. Se isso for inconstitucional então o soldado virar cabo e depois sargento etc. também é. E o Juiz virar Desembargador também. É mera questão de deixar o orgulho de lado e ter disposição para construir uma carreira unida e sólida, pois do jeito que está hoje só tende a piorar.



    euvoltei escreveu:
    wanderley fanzzinne escreveu:Se o Fórum não tiver mais força de vedação e exposição de mensagem, ficaremos lendo brigas que não levam nada e ainda acabam tirando o verdadeiro motivo de falar sobre carreira. Com discussão que temos é buscar informações verdadeiras e não boatos. começo acreditar na Teoria da Conspiração que tem gente que quer implodir o Fórum e desagregando cada vez mais uma categoria em passo de ser pulverizada pela senhora Dilma e seus companheiros.


    Esse fórum é, em tudo, um reflexo das carreiras do PJU...

    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 11:38 am

    tá porra

    minha opinião é parecida com a do denovo?? pqp

    ae

    leia-se nos meus posts o contrário do que eu escrevi.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qua 29 Abr 2015, 11:40 am

    Qualé mulek de rocha mandador das real...
    Os parça da TI é parça... é noiz.

    corujito escreveu:tá porra

    minha opinião é parecida com a do denovo?? pqp

    ae

    leia-se nos meus posts o contrário do que eu escrevi.
    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 11:56 am

    Garanto que se a lei estabelecer critérios objetivos vai dar certo.
    Trt3analistaOJ
    Trt3analistaOJ
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 58
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 25/12/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Trt3analistaOJ em Qua 29 Abr 2015, 11:58 am

    importante divulgarmos:
    O Senado está fazendo uma pesquisa para saber se é a favor ou contra o nosso PCS, que ganhou o número de PL 28/2015 na Casa. Quem tiver 2 minutos ou menos, vote lá a favor:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Espalhe ai

    É preciso confirmar no email
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 12:01 pm

    dê exemplos de critérios objetivos que podem ser definidos por Lei

    o único que vislumbro é a assiduidade.

    porque a avaliação funcional não é objetiva.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qua 29 Abr 2015, 12:08 pm

    Um "concurso nacional interno" para servidores?
    Sou totalmente contrário..
    Só o custo já torna o negócio inviável.
    Quero que vc me diga por que nao funciona nas forças armadas e conosco funciona? E lá tem antiguidade e merecimento.
    Além disso, explique de onde virá o dinheiro para termos 150 mil oficiais de justiça (hoje o cargo de melhor remuneração no PJU).


    shinobi escreveu:Garanto que se a lei estabelecer critérios objetivos vai dar certo.
    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 12:26 pm

    Poderiam ser vários os critérios objetivos;

    1- Formação acadêmica( curso superior, mestrado, doutorado, cursos de formação corporativa etc.);
    2- Produtividade( ia acabar com o servidor que não faz nada e deixa o trabalho nas costas dos outros);
    3- Disciplina (ausência de punições por desvio de conduta etc);
    4- Comprometimento com o serviço público que seria vestir de fato a camisa da instituição;
    5- Diminuição das Fcs e CJS, privilegiando a meritocracia em detrimento do apadrinhamento;
    6-Prazo máximo para alcançar os critérios definidos, sob pena de estagnação na carreira;
    7- Quaisquer outros que proíbam de forma efetiva o apadrinhamento e a impessoalidade.

    Colegas, um modelo como esse só seria rejeitado por quem é acomodado ou vive preso à FCS,CJS e INCORPORAÇÕES.

    Os atuais auxiliares, técnicos e Analistas seriam enquadrados conforme o caso concreto obedecendo aos critérios mencionado e a outros desde que de forma objetiva. Mas respeito a opinião de que não acredita no sucesso de um plano como esse e acho que essa sugestão deveria ser levada para a maioria decidir. Como diz o Tiririca, pior que tá não fica.

    Como disse é minha humilde opinião, totalmente pertinente ao nosso tópico.






    Denovo?? escreveu:Um "concurso nacional interno" para servidores?
    Sou totalmente contrário..
    Só o custo já torna o negócio inviável.
    Quero que vc me diga por que nao funciona nas forças armadas e conosco funciona? E lá tem antiguidade e merecimento.
    Além disso, explique de onde virá o dinheiro para termos 150 mil oficiais de justiça (hoje o cargo de melhor remuneração no PJU).


    shinobi escreveu:Garanto que se a lei estabelecer critérios objetivos vai dar certo.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 12:28 pm

    shinobi escreveu:Poderiam ser vários os critérios objetivos;

    2- Produtividade( ia acabar com o servidor que não faz nada e deixa o trabalho nas costas dos outros);
    4- Comprometimento com o serviço público que seria vestir de fato a camisa da instituição;
    7- Quaisquer outros que proíbam de forma efetiva o apadrinhamento e a impessoalidade.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 12:40 pm

    não é um acidente, um acaso, o motivo de a administração pública não se pautar pelas melhores práticas de gestão de pessoas e aquisições.

    é uma escolha

    escolhemos abrir mão desse tipo de meritocracia e produtividade em prol dos princípios da impessoalidade e legalidade. O mesmo vale para aquisições. Escolhemos gastar mais tempo e dinheiro em prol de princípios da administração pública.

    então um excelente agente de polícia não chega a Delegado sem concurso público sem passar por concurso público. Isso não foi ignorância do legislador, não foi falta de visão. Foi um sacrifício em prol de princípios mais adequados e relevantes para a coisa pública.

    hoje, quem quer ganhar o quanto vale deve escolher algumas carreiras públicas bem específicas ou o setor privado.
    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 12:52 pm

    Concordo, e acho que seria muito mais produtivo que um policial chegasse ao cargo de Delegado. Seria um servidor experiente e mais preparado do que os jovens que ingressam na instituição sem ter noção do que é efetivamente a atividade policial. Mas o o governo preferiu esse sistema como tática de dividir para conquistar. E tem dado certo vide nosso PCS.

    corujito escreveu:não é um acidente, um acaso, o motivo de a administração pública não se pautar pelas melhores práticas de gestão de pessoas e aquisições.

    é uma escolha

    escolhemos abrir mão desse tipo de meritocracia e produtividade em prol dos princípios da impessoalidade e legalidade. O mesmo vale para aquisições. Escolhemos gastar mais tempo e dinheiro em prol de princípios da administração pública.

    então um excelente agente de polícia não chega a Delegado sem concurso público sem passar por concurso público. Isso não foi ignorância do legislador, não foi falta de visão. Foi um sacrifício em prol de princípios mais adequados e relevantes para a coisa pública.

    hoje, quem quer ganhar o quanto vale deve escolher algumas carreiras públicas bem específicas ou o setor privado.
    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 1:09 pm

    "Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade..."

    Bom colega,estão pelo jeito prefere que seu destino seja decidido pelos sindicalistas pelegos e fechados com o governo. Boa sorte!



    Denovo?? escreveu:Quem define os méritos?
    Critérios objetivos? Antiguidade?
    Vc sabe que haveria apadrinhamento não sabe? Vc sabe...
    Esse seu sistema já existe hoje em dia, num lugar chamado "Forças Armadas".
    Sabe quem consegue ser General, Almirante e Brigadeiro? Precisa explicar?
    No Brasil essas idéias são lindas, mas sempre terminam em mer....
    Fico muito assustado sempre que vejo esses "idealistas" com essas idéias mirabolantes, pois sei que vai dar errado e prejudicar um monte de pessoas.
    É assustadora a ideia de ingressar num quadro como auxiliar e passar dez anos para virar "técnico" e com 30 anos conseguir chegar a referência A1 de analista, apenas por ter desagradado um juiz.
    Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade...

    E só pra complementar, seu exemplo de procurador e desembargador só mostra como é furado esse sistema...


    shinobi escreveu:Na aminha humilde opinião, o único plano de cargos e salários JUSTO seria nos seguintes moldes:

    O ingresso na carreira seria no cargo de auxiliar ou técnico( nível fundamental ou médio ). De acordo com o desenvolvimento na carreira o servidor mudaria de cargo chegando a analista desde que de acordo com critérios definidos por lei ( curso superior, cursos de formação, produtividade etc... todos estes cumulativamente).
    Acredito que isso estimularia o desenvolvimento intelectual e profissional do servidor e traria perspectivas que hoje não existem. Eu por exemplo, sou Analista Judiciário da área Judiciária e vou me aposentar como... Analista, mesmo fazendo dez mestrados, dez doutorados etc. E o Técnico idem.
    Agora vejam: os Magistrados viram Desembargadores, os Promotores viram Procuradores. E nós????
    Quanto aos servidores ativos atualmente, seriam reenquadrados segundo suas qualificações obedecendo aos critérios definidos pele lei. Não seria um trem da alegria e sim questão de JUSTIÇA.
    Sei que talvez eu seja esculachado no fórum por ter esse ponto de vista, talvez achem que eu seja MAV ou qualquer outro tipo de ente nocivo ao fórum ,mas reflitam gente. Não seria esse um VERDADEIRO E JUSTO PLANO DE CARGOS E SALÀRIOS?????
    O servidor seria promovido conforme seus próprios méritos. Se não se aperfeiçoar fica onde está. Não haveria as famigeradas incorporações, excesso de FCS e CJS que causam discórdia e inveja e todos seriam responsáveis pelo seu próprio crescimento.

    Que tal após dessa tormenta que estamos passando, pressionarmos os sindicatos para que seja esse o novo modelo da carreira. Se isso for inconstitucional então o soldado virar cabo e depois sargento etc. também é. E o Juiz virar Desembargador também. É mera questão de deixar o orgulho de lado e ter disposição para construir uma carreira unida e sólida, pois do jeito que está hoje só tende a piorar.



    euvoltei escreveu:
    wanderley fanzzinne escreveu:Se o Fórum não tiver mais força de vedação e exposição de mensagem, ficaremos lendo brigas que não levam nada e ainda acabam tirando o verdadeiro motivo de falar sobre carreira. Com discussão que temos é buscar informações verdadeiras e não boatos. começo acreditar na Teoria da Conspiração que tem gente que quer implodir o Fórum e desagregando cada vez mais uma categoria em passo de ser pulverizada pela senhora Dilma e seus companheiros.


    Esse fórum é, em tudo, um reflexo das carreiras do PJU...

    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Qua 29 Abr 2015, 1:23 pm

    Discordo.

    E todo mundo sabe como sou favorável a planos que valorizam o técnico.

    shinobi escreveu:Na aminha humilde opinião, o único plano de cargos e salários JUSTO seria nos seguintes moldes:

    O ingresso na carreira seria no cargo de auxiliar ou técnico( nível fundamental ou médio ). De acordo com o desenvolvimento na carreira o servidor mudaria de cargo chegando a analista desde que de acordo com critérios definidos por lei ( curso superior, cursos de formação, produtividade etc... todos estes cumulativamente).
    Acredito que isso estimularia o desenvolvimento intelectual e profissional do servidor e traria perspectivas que hoje não existem. Eu por exemplo, sou Analista Judiciário da área Judiciária e vou me aposentar como... Analista, mesmo fazendo dez mestrados, dez doutorados etc. E o Técnico idem.
    Agora vejam: os Magistrados viram Desembargadores, os Promotores viram Procuradores. E nós????
    Quanto aos servidores ativos atualmente, seriam reenquadrados segundo suas qualificações obedecendo aos critérios definidos pele lei. Não seria um trem da alegria e sim questão de JUSTIÇA.
    Sei que talvez eu seja esculachado no fórum por ter esse ponto de vista, talvez achem que eu seja MAV ou qualquer outro tipo de ente nocivo ao fórum ,mas reflitam gente. Não seria esse um VERDADEIRO E JUSTO PLANO DE CARGOS E SALÀRIOS?????
    O servidor seria promovido conforme seus próprios méritos. Se não se aperfeiçoar fica onde está. Não haveria as famigeradas incorporações, excesso de FCS e CJS que causam discórdia e inveja e todos seriam responsáveis pelo seu próprio crescimento.

    Que tal após dessa tormenta que estamos passando, pressionarmos os sindicatos para que seja esse o novo modelo da carreira. Se isso for inconstitucional então o soldado virar cabo e depois sargento etc. também é. E o Juiz virar Desembargador também. É mera questão de deixar o orgulho de lado e ter disposição para construir uma carreira unida e sólida, pois do jeito que está hoje só tende a piorar.



    euvoltei escreveu:
    wanderley fanzzinne escreveu:Se o Fórum não tiver mais força de vedação e exposição de mensagem, ficaremos lendo brigas que não levam nada e ainda acabam tirando o verdadeiro motivo de falar sobre carreira. Com discussão que temos é buscar informações verdadeiras e não boatos. começo acreditar na Teoria da Conspiração que tem gente que quer implodir o Fórum e desagregando cada vez mais uma categoria em passo de ser pulverizada pela senhora Dilma e seus companheiros.


    Esse fórum é, em tudo, um reflexo das carreiras do PJU...

    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qua 29 Abr 2015, 1:40 pm

    Não.. prefiro que meu destino seja decidido por mim mesmo.
    Se vc acha que com o seu plano, "pessoas melhores" decidirão seu destino, boa sorte.

    shinobi escreveu:"Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade..."

    Bom colega,estão pelo jeito prefere que seu destino seja decidido pelos sindicalistas pelegos e fechados com o governo. Boa sorte!




    Denovo?? escreveu:Quem define os méritos?
    Critérios objetivos? Antiguidade?
    Vc sabe que haveria apadrinhamento não sabe? Vc sabe...
    Esse seu sistema já existe hoje em dia, num lugar chamado "Forças Armadas".
    Sabe quem consegue ser General, Almirante e Brigadeiro? Precisa explicar?
    No Brasil essas idéias são lindas, mas sempre terminam em mer....
    Fico muito assustado sempre que vejo esses "idealistas" com essas idéias mirabolantes, pois sei que vai dar errado e prejudicar um monte de pessoas.
    É assustadora a ideia de ingressar num quadro como auxiliar e passar dez anos para virar "técnico" e com 30 anos conseguir chegar a referência A1 de analista, apenas por ter desagradado um juiz.
    Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade...

    E só pra complementar, seu exemplo de procurador e desembargador só mostra como é furado esse sistema...


    shinobi escreveu:Na aminha humilde opinião, o único plano de cargos e salários JUSTO seria nos seguintes moldes:

    O ingresso na carreira seria no cargo de auxiliar ou técnico( nível fundamental ou médio ). De acordo com o desenvolvimento na carreira o servidor mudaria de cargo chegando a analista desde que de acordo com critérios definidos por lei ( curso superior, cursos de formação, produtividade etc... todos estes cumulativamente).
    Acredito que isso estimularia o desenvolvimento intelectual e profissional do servidor e traria perspectivas que hoje não existem. Eu por exemplo, sou Analista Judiciário da área Judiciária e vou me aposentar como... Analista, mesmo fazendo dez mestrados, dez doutorados etc. E o Técnico idem.
    Agora vejam: os Magistrados viram Desembargadores, os Promotores viram Procuradores. E nós????
    Quanto aos servidores ativos atualmente, seriam reenquadrados segundo suas qualificações obedecendo aos critérios definidos pele lei. Não seria um trem da alegria e sim questão de JUSTIÇA.
    Sei que talvez eu seja esculachado no fórum por ter esse ponto de vista, talvez achem que eu seja MAV ou qualquer outro tipo de ente nocivo ao fórum ,mas reflitam gente. Não seria esse um VERDADEIRO E JUSTO PLANO DE CARGOS E SALÀRIOS?????
    O servidor seria promovido conforme seus próprios méritos. Se não se aperfeiçoar fica onde está. Não haveria as famigeradas incorporações, excesso de FCS e CJS que causam discórdia e inveja e todos seriam responsáveis pelo seu próprio crescimento.

    Que tal após dessa tormenta que estamos passando, pressionarmos os sindicatos para que seja esse o novo modelo da carreira. Se isso for inconstitucional então o soldado virar cabo e depois sargento etc. também é. E o Juiz virar Desembargador também. É mera questão de deixar o orgulho de lado e ter disposição para construir uma carreira unida e sólida, pois do jeito que está hoje só tende a piorar.



    euvoltei escreveu:


    Esse fórum é, em tudo, um reflexo das carreiras do PJU...

    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por corujito em Qua 29 Abr 2015, 2:22 pm

    shinobi escreveu:Concordo, e acho que seria muito mais produtivo que um policial chegasse ao cargo de Delegado. Seria um servidor experiente e mais preparado do que os jovens que ingressam na instituição sem ter noção do que é efetivamente a atividade policial. Mas o o governo  preferiu esse sistema como tática de dividir para conquistar. E tem dado certo vide nosso PCS.

    corujito escreveu:não é um acidente, um acaso, o motivo de a administração pública não se pautar pelas melhores práticas de gestão de pessoas e aquisições.

    é uma escolha

    escolhemos abrir mão desse tipo de meritocracia e produtividade em prol dos princípios da impessoalidade e legalidade. O mesmo vale para aquisições. Escolhemos gastar mais tempo e dinheiro em prol de princípios da administração pública.

    então um excelente agente de polícia não chega a Delegado sem concurso público sem passar por concurso público. Isso não foi ignorância do legislador, não foi falta de visão. Foi um sacrifício em prol de princípios mais adequados e relevantes para a coisa pública.

    hoje, quem quer ganhar o quanto vale deve escolher algumas carreiras públicas bem específicas ou o setor privado.

    Não, cara. Não é dividir para conquistar coisa nenhuma.

    É garantir o acesso ao cargo público a todos, inclusive ao agente de Polícia supercompetente.

    Essa é uma característica do negócio para o qual trabalhamos. Aqui paga-se por cargo. E isso tem um sentido de ser. Eu, honestamente, não flerto com uma possibilidade de cursar Direito e daqui uns anos virar "por mérito" Magistrado no Judiciário. Toda escolha vai gerar desvios. O remédio para o patrimonialismo foi bem receitado, penso.

    O amadurecimento da administração pública é que norteará mudanças. Vide o RDC e a Lei 8.666/93. Hoje não vejo amadurecimento, ainda, para alterarmos a forma atual de lidar com pessoas.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8695
    Reputação : 245
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por darkshi em Qua 29 Abr 2015, 2:28 pm

    Construir um PCCR é extremamente complicado. Existe inúmeros interesses, boa parte legítimos. Mas também não é incomum ver propostas que afetam o cargo do colega de forma negativa.

    Para mim a unica solução do atual fratricídio entre os cargos de nossa carreira se chama PEC 34/07.

    A atual luta Técnicos X Analistas tem uma raiz, que é a frustração do técnico de mesmo com a devida formação e exigências no trabalho (vulgo desvio de função) não existe crescimento funcional dentro do serviço público. E isto é agravado com a nossa atual crise financeira, onde muitos analistas começaram a ver o grande contingente de técnicos como impeditivos do reajuste e equiparação deles.

    Por conta disto não é incomum ver planos "mirabolantes" ou verdadeiros exercícios de cara de pau e mau caratismo em certas "propostas" ditas por ai. Que vão desde uma proposta que claramente queria reduzir substancialmente a tabela dos analistas a fim de implantar uma transposição de tabelas com o mesmo impacto do atual PL até analistas que trataram como verdadeiro absurdo a recusa da proposta de equipação com o ciclo de gestão e quando eram confrontados com o pequeno detalhe que o aumento do técnico seria de 10% e do analista seria 80% eles respondiam que o salário do técnico já estava bom demais.

    Outra quase tão viajante é a da completa unificação entre os cargos.

    Por um entendimento do STF, uma carreira verdadeira tem entre varias características é que a entrada neste carreira só é possível no seu primeiro nível. Ou seja mesmo se for aprovado o PL da unificação das carreiras do PJU não será possível a passagem do cargo técnico para o cargo analista.
    E foi proposto a eliminação do concurso para analista. O que obrigaria a todos que entrassem no cargo técnico, esperar chegar ao fim da carreira para passar para o cargo analista. A meu ver e uma loucura. Cagar a carreira do PJU apenas para "solucionar" o problema dos técnicos.

    E temos propostas factíveis, mas que ao meu ver mais geram problemas que soluções.
    Nível superior para técnico. Que teria o problema de justamente impedir a entrada de pessoas sem ensino superior ao PJU. E também que apesar de existir queda na demanda por serviços de nível médio, este não deixa de existir.
    Transposição de tabelas. Existe a proposta absurda (13º nível do técnico ser igual ao 10º do analista) e a factível (13º ser igual ao 5º ) Mas cria o problema de que se um técnico fazer um concurso para analista ele teria o seu salário reduzido.

    E além disto, o problema do fratricídio poderia não ser solucionado. Já que o técnico continuará brigando para diminuir cada vez mais as diferença entre os cargos e os analistas iriam cada vez mais culpar os técnicos por sua desvalorização.

    Analisando todas as propostas, ao meu ver, só existe uma solução que não iria implodiria a carreira e que é a unica que poderia acabar com o fratricídio e acabar verdadeiramente com a sensação de frustração do técnico em fim de carreira. E a solução se chama PEC 34/07

    Para quem não sabe a PEC 34/07 é uma PEC que entre 3 PECs que propõem o retorno da ascensão funcional. Estas 3 PECs que em 2009 foram aprovados pela CCJ (perante as dezenas que não foram. ) Ou seja. É uma PEC que já foi considera pela Câmara Federal como sendo pelo menos racional.

    Para quem não conhece o os termos da PEC ela prevê o retorno da ascensão funcional via concurso interno. Mas diferentemente da (falta de) regra pre-88 a PEC prevê alguns pré-requisitos para que o servidor esteja habilitado para a ascensão.
    As regras são:
    1 – Ter 10 anos no cargo atual.
    2 – O cargo para ser ascendido deve ser correlato ao atual (TJAJ para AJAJ. TJTI para AJTI)
    3 – O concurso interno deve ser de igual dificuldade ao externo
    4 – Deve estar na mesma esfera de poder (nada de gente virando TJ para facilitar a entrada no Senado, por ex)

    Tenho ressalvas em relação ao item 3, preferia que fosse utilizado cotas em concurso externo. Já que não dá para confiar na competência de um RH público para realizar concurso interno de forma justa.

    As vantagens ao meu ver são inúmeras.
    Servidores com uma década de casa normalmente não estão desejosos de sair de seu órgão. O concurso interno facilitaria o avanço no atual órgão do técnico.
    Tiraria a necessidade de transposição de tabelas e nível superior para os técnicos. E os técnicos também não iriam defender propostas negativas aos analistas, já que o cargo de nível superior deixaria de ser uma carreira separada e passaria a ser o passo seguinte da carreira do técnico.

    O impacto financeiro pratico seria zero. Já que para o técnico ascender antes de mais nada deverá existir vaga de analista e isto a ADM pode controlar. Também facilitaria e muito a transição de uma carreira com maioria de técnicos para uma carreira de maioria de analistas.

    E o principal. Iria acabar com o sentimento de frustração do técnico de fim de carreira.

    A vantagem é que o risco para nossa carreira é zero. Já que não estamos falando de mudanças na lei da nossa carreira. Estamos falando de uma PEC. O que iria abarcar todos os servidores públicos de todas as esferas e instancias. PECs são bem mais complicadas de serem aprovadas do que leis. Mas estamos falando de uma PEC que já existe, que já tem parecer favorável da CCJ e que a principio o impacto financeiro é zero.
    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 7:56 pm

    Só que o agente de polícia supercompetente ganha 2000 e não pode fazer um curso bom para passar na prova, apesar de saber tudo para desempenhar bem sua profissão. Já o filhinho de papai ganha para só estudar teorias que não tem nada a ver com a prática do dia a dia. É por isso que muitos delegados jovens só fazem mer... quando entram na polícia, ou então ficam dois meses e pedem pra sair. Concordo que o acesso seja para todos, mas deveria pelo menos haver um sistema de cotas para equilibrar melhor o sistema. Colocar um delegado de 21 anos no meio de uma equipe de policiais corruptos com 20 nos de serviço e diversos desvios é jogar um menino aos lobos. Um policial experiente saberia se defender melhor nessa situação.
    No nosso caso um servidor ingressaria como auxiliar ou técnico e chegaria como analista no final de carreira desde que observados os critérios definidos pela lei. Por que não funcionaria? Se até nas forças armadas que a sacanagem rola solta eu nunca vi um soldado ir para a reserva como soldado. No mínimo sai como sargento. Porque no Judiciário seria pior. Só para quem não se aperfeiçoasse ou não quisesse trabalhar.

    corujito escreveu:
    shinobi escreveu:Concordo, e acho que seria muito mais produtivo que um policial chegasse ao cargo de Delegado. Seria um servidor experiente e mais preparado do que os jovens que ingressam na instituição sem ter noção do que é efetivamente a atividade policial. Mas o o governo  preferiu esse sistema como tática de dividir para conquistar. E tem dado certo vide nosso PCS.

    corujito escreveu:não é um acidente, um acaso, o motivo de a administração pública não se pautar pelas melhores práticas de gestão de pessoas e aquisições.

    é uma escolha

    escolhemos abrir mão desse tipo de meritocracia e produtividade em prol dos princípios da impessoalidade e legalidade. O mesmo vale para aquisições. Escolhemos gastar mais tempo e dinheiro em prol de princípios da administração pública.

    então um excelente agente de polícia não chega a Delegado sem concurso público sem passar por concurso público. Isso não foi ignorância do legislador, não foi falta de visão. Foi um sacrifício em prol de princípios mais adequados e relevantes para a coisa pública.

    hoje, quem quer ganhar o quanto vale deve escolher algumas carreiras públicas bem específicas ou o setor privado.

    Não, cara. Não é dividir para conquistar coisa nenhuma.

    É garantir o acesso ao cargo público a todos, inclusive ao agente de Polícia supercompetente.

    Essa é uma característica do negócio para o qual trabalhamos. Aqui paga-se por cargo. E isso tem um sentido de ser. Eu, honestamente, não flerto com uma possibilidade de cursar Direito e daqui uns anos virar "por mérito" Magistrado no Judiciário. Toda escolha vai gerar desvios. O remédio para o patrimonialismo foi bem receitado, penso.

    O amadurecimento da administração pública é que norteará mudanças. Vide o RDC e a Lei 8.666/93. Hoje não vejo amadurecimento, ainda, para alterarmos a forma atual de lidar com pessoas.
    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 8:09 pm

    Só acho que com minha sugestão haveria mais Justiça. E não falei de "pessoas melhores ", falei de pessoas que buscassem qualificação para progredir na carreira e que lavassem o serviço público a sério, saindo de trás das sua funções e apadrinhamentos , que só servem para dividir a categoria. No meu modelo quem se qualificasse e fosse produtivo seria promovido, fazendo assim o seu próprio destino na carreira. Hoje pelo contrário o colega do lado ,no mesmo cargo e nível na carreira ganha três vezes mais e na maioria das vezes trabalha três vezes menos. Se você acha isso justo ou é louco , ou está na segunda situação, assim como a a maioria dos sindipelegos.

    Denovo?? escreveu:Não.. prefiro que meu destino seja decidido por mim mesmo.
    Se vc acha que com o seu plano, "pessoas melhores" decidirão seu destino, boa sorte.

    shinobi escreveu:"Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade..."

    Bom colega,estão pelo jeito prefere que seu destino seja decidido pelos sindicalistas pelegos e fechados com o governo. Boa sorte!




    Denovo?? escreveu:Quem define os méritos?
    Critérios objetivos? Antiguidade?
    Vc sabe que haveria apadrinhamento não sabe? Vc sabe...
    Esse seu sistema já existe hoje em dia, num lugar chamado "Forças Armadas".
    Sabe quem consegue ser General, Almirante e Brigadeiro? Precisa explicar?
    No Brasil essas idéias são lindas, mas sempre terminam em mer....
    Fico muito assustado sempre que vejo esses "idealistas" com essas idéias mirabolantes, pois sei que vai dar errado e prejudicar um monte de pessoas.
    É assustadora a ideia de ingressar num quadro como auxiliar e passar dez anos para virar "técnico" e com 30 anos conseguir chegar a referência A1 de analista, apenas por ter desagradado um juiz.
    Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade...

    E só pra complementar, seu exemplo de procurador e desembargador só mostra como é furado esse sistema...


    shinobi escreveu:Na aminha humilde opinião, o único plano de cargos e salários JUSTO seria nos seguintes moldes:

    O ingresso na carreira seria no cargo de auxiliar ou técnico( nível fundamental ou médio ). De acordo com o desenvolvimento na carreira o servidor mudaria de cargo chegando a analista desde que de acordo com critérios definidos por lei ( curso superior, cursos de formação, produtividade etc... todos estes cumulativamente).
    Acredito que isso estimularia o desenvolvimento intelectual e profissional do servidor e traria perspectivas que hoje não existem. Eu por exemplo, sou Analista Judiciário da área Judiciária e vou me aposentar como... Analista, mesmo fazendo dez mestrados, dez doutorados etc. E o Técnico idem.
    Agora vejam: os Magistrados viram Desembargadores, os Promotores viram Procuradores. E nós????
    Quanto aos servidores ativos atualmente, seriam reenquadrados segundo suas qualificações obedecendo aos critérios definidos pele lei. Não seria um trem da alegria e sim questão de JUSTIÇA.
    Sei que talvez eu seja esculachado no fórum por ter esse ponto de vista, talvez achem que eu seja MAV ou qualquer outro tipo de ente nocivo ao fórum ,mas reflitam gente. Não seria esse um VERDADEIRO E JUSTO PLANO DE CARGOS E SALÀRIOS?????
    O servidor seria promovido conforme seus próprios méritos. Se não se aperfeiçoar fica onde está. Não haveria as famigeradas incorporações, excesso de FCS e CJS que causam discórdia e inveja e todos seriam responsáveis pelo seu próprio crescimento.

    Que tal após dessa tormenta que estamos passando, pressionarmos os sindicatos para que seja esse o novo modelo da carreira. Se isso for inconstitucional então o soldado virar cabo e depois sargento etc. também é. E o Juiz virar Desembargador também. É mera questão de deixar o orgulho de lado e ter disposição para construir uma carreira unida e sólida, pois do jeito que está hoje só tende a piorar.




    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qua 29 Abr 2015, 9:38 pm

    Interessante seu plano é muito bom.
    Só não explica como evitar a MAÇONARIA....
    Eles vão derrubar seu plano ué...
    E depois o louco sou eu.

    shinobi escreveu:Só acho que com minha sugestão haveria mais Justiça. E não falei de "pessoas melhores ", falei de pessoas que buscassem qualificação para progredir na carreira e que lavassem o serviço público a sério, saindo de trás das sua funções e apadrinhamentos , que só servem para dividir a categoria. No meu modelo quem se qualificasse e fosse produtivo seria promovido, fazendo assim o seu próprio destino na carreira. Hoje pelo contrário o colega do lado ,no mesmo cargo e nível na carreira ganha três vezes mais e na maioria das vezes trabalha três vezes menos. Se você acha isso justo ou é louco , ou está na segunda situação, assim como a a maioria dos sindipelegos.

    Denovo?? escreveu:Não.. prefiro que meu destino seja decidido por mim mesmo.
    Se vc acha que com o seu plano, "pessoas melhores" decidirão seu destino, boa sorte.

    shinobi escreveu:"Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade..."

    Bom colega,estão pelo jeito prefere que seu destino seja decidido pelos sindicalistas pelegos e fechados com o governo. Boa sorte!




    Denovo?? escreveu:Quem define os méritos?
    Critérios objetivos? Antiguidade?
    Vc sabe que haveria apadrinhamento não sabe? Vc sabe...
    Esse seu sistema já existe hoje em dia, num lugar chamado "Forças Armadas".
    Sabe quem consegue ser General, Almirante e Brigadeiro? Precisa explicar?
    No Brasil essas idéias são lindas, mas sempre terminam em mer....
    Fico muito assustado sempre que vejo esses "idealistas" com essas idéias mirabolantes, pois sei que vai dar errado e prejudicar um monte de pessoas.
    É assustadora a ideia de ingressar num quadro como auxiliar e passar dez anos para virar "técnico" e com 30 anos conseguir chegar a referência A1 de analista, apenas por ter desagradado um juiz.
    Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade...

    E só pra complementar, seu exemplo de procurador e desembargador só mostra como é furado esse sistema...



    shinobi
    shinobi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 533
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 24/05/2012

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por shinobi em Qua 29 Abr 2015, 11:18 pm

    Colega, há um tópico específico para esse assunto. Caso tenha alguma dúvida poste-a lá, para não prejudicar o raciocínio deste tópico que se destina especificamente à construção de um novo PCS mais justo e digno para todos nós. Obrigado.



    Denovo?? escreveu:Interessante seu plano é muito bom.
    Só não explica como evitar a MAÇONARIA....
    Eles vão derrubar seu plano ué...
    E depois o louco sou eu.

    shinobi escreveu:Só acho que com minha sugestão haveria mais Justiça. E não falei de "pessoas melhores ", falei de pessoas que buscassem qualificação para progredir na carreira e que lavassem o serviço público a sério, saindo de trás das sua funções e apadrinhamentos , que só servem para dividir a categoria. No meu modelo quem se qualificasse e fosse produtivo seria promovido, fazendo assim o seu próprio destino na carreira. Hoje pelo contrário o colega do lado ,no mesmo cargo e nível na carreira ganha três vezes mais e na maioria das vezes trabalha três vezes menos. Se você acha isso justo ou é louco , ou está na segunda situação, assim como a a maioria dos sindipelegos.

    Denovo?? escreveu:Não.. prefiro que meu destino seja decidido por mim mesmo.
    Se vc acha que com o seu plano, "pessoas melhores" decidirão seu destino, boa sorte.

    shinobi escreveu:"Meu Deus.. sinto-me como se tivesse meu destino decidido por um grupo de filósofos totalmente dissociados da realidade..."

    Bom colega,estão pelo jeito prefere que seu destino seja decidido pelos sindicalistas pelegos e fechados com o governo. Boa sorte!





    Sigma
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 5149
    Reputação : 136
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 39
    Localização : Curitiba/PR

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Sigma em Qua 29 Abr 2015, 11:32 pm

    Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Convidado em Qua 29 Abr 2015, 11:53 pm

    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.

    Como bem concluiu a comissão da verdade, POLÍCIA MILITAR precisa ser extinta! Foi criada durante a ditadura militar, para espancar o povo. Servir e proteger, sei...
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qua 29 Abr 2015, 11:55 pm

    Não entendi seu raciocínio. Quer dizer que para evitar que o governo nos passe pra trás devemos adotar remunerações que prejudiquem quem já é aposentado?
    Se o governo gerir mal o dinheiro, os colegas aposentados que paguem?

    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Convidado em Qua 29 Abr 2015, 11:58 pm

    Denovo?? escreveu:Não entendi seu raciocínio. Quer dizer que para evitar que o governo nos passe pra trás devemos adotar remunerações que prejudiquem quem já é aposentado?
    Se o governo gerir mal o dinheiro, os colegas aposentados que paguem?

    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.

    Deixa criar. Todo mundo vai se aposentar um dia.
    Sigma
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 5149
    Reputação : 136
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 39
    Localização : Curitiba/PR

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Sigma em Qui 30 Abr 2015, 12:12 am

    Franzkafka escreveu:
    Denovo?? escreveu:Não entendi seu raciocínio. Quer dizer que para evitar que o governo nos passe pra trás devemos adotar remunerações que prejudiquem quem já é aposentado?
    Se o governo gerir mal o dinheiro, os colegas aposentados que paguem?

    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.

    Deixa criar. Todo mundo vai se aposentar um dia.

    Bem, creio que não estou falando com gente ignorante, mas com gente inteligente (ou seja, capaz de raciocinar ao invés de simplesmente ser "contra ou a favor" a qualquer ideia), que sabe como as coisas acontecem na política brasileira.

    Se vocês se sentem a vontade para correr o risco de que um Governo (incapaz de gerir os recursos públicos e sempre preocupados em ter dinheiro para garantir o mantenimento do poder) possa meter a mão no seu fundo de previdência para continuar pagando a aposentadoria de servidores com integralidade, paridade, FC e CJ incorporada e o cara... a quatro, beleza.

    Mantenham a vossa opinião, eu mantenho a minha. Sem mágoa. Wink
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qui 30 Abr 2015, 12:33 am

    Ok... eu tenho paridade mas não tenho incorporações.
    A minha previsão de que a caça as bruxas iniciada no subsídio se espalharia se confirmou.
    Qualquer servidor que receva algo que outro não receberá deve ser punido. Considerando a data que vc posta no fórum,  vc tem direito a aposentadoria pela media das contribuições.  Logo, vc também prejudica os servidores que ingressaram após o funpresp.
    Não achei necessária a ironia. Na prática vc quis insinuar que eu sou burro. É por não ter ne suspendido?  Já lhe deixei à vontade sobre isso. Não faz a menor diferença pra mim.

    Sigma escreveu:
    Franzkafka escreveu:
    Denovo?? escreveu:Não entendi seu raciocínio. Quer dizer que para evitar que o governo nos passe pra trás devemos adotar remunerações que prejudiquem quem já é aposentado?
    Se o governo gerir mal o dinheiro, os colegas aposentados que paguem?

    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.

    Deixa criar. Todo mundo vai se aposentar um dia.

    Bem, creio que não estou falando com gente ignorante, mas com gente inteligente (ou seja, capaz de raciocinar ao invés de simplesmente ser "contra ou a favor" a qualquer ideia), que sabe como as coisas acontecem na política brasileira.

    Se vocês se sentem a vontade para correr o risco de que um Governo (incapaz de gerir os recursos públicos e sempre preocupados em ter dinheiro para garantir o mantenimento do poder) possa meter a mão no seu fundo de previdência para continuar pagando a aposentadoria de servidores com integralidade, paridade, FC e CJ incorporada e o cara... a quatro, beleza.

    Mantenham a vossa opinião, eu mantenho a minha. Sem mágoa. Wink
    Sigma
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 5149
    Reputação : 136
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 39
    Localização : Curitiba/PR

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Sigma em Qui 30 Abr 2015, 1:08 am

    Muito raramente eu sou irônico. Geralmente, sou sarcástico. Há uma diferença.

    Não estava sendo nenhum dos dois.

    Você tem razão: tenho 10 anos de PJU. Daqui 30 anos (quando eu me aposentar), é possível que os servidores que optaram pela Funpresp tenham que pagar a minha aposentadoria? E eu não acho justo para com eles.

    Quero acreditar que você também não aceitaria isso, se estivesse no lugar destes colegas.

    Não pretendi insinuar absolutamente nada em relação a você e sua inteligência. Apenas espero que as pessoas PENSEM ao invés de responder de imediato. Eu mesmo faço isso, porque sou como Jon Snow: "não sei nada". Também creio que as pessoas sejam como eu. Assim, não me cabe suspensão.

    Como você falou do subsídio, nada mais justo em dizer que a proposta GARANTE a paridade. Ou seja, mesmo à época, eu (sendo defensor da proposta), estava certo, garantindo um direito que você possui. Até porque eu fui um dos primeiros que "cantou a bola" sobre as futuras aposentadorias, falando sobre a paridade.

    Para deixar claro: ainda gostaria que o subsídio fosse "abraçado" pelo PJU. Da mesma forma como gostaria que o PL 7920 fosse aprovado e eu tivesse 56% de aumento. Quem não gostaria?

    É o que eu acredito que aconteça? Não. Acho pouco factível.

    Então, vamos aos planos "B", "C", "D", etc.

    Qual o problema em apresentar situações hipotéticas (e, neste caso em específico, plenamente factível) e apresentar uma proposta para isso?

    Denovo?? escreveu:Ok... eu tenho paridade mas não tenho incorporações.
    A minha previsão de que a caça as bruxas iniciada no subsídio se espalharia se confirmou.
    Qualquer servidor que receva algo que outro não receberá deve ser punido. Considerando a data que vc posta no fórum,  vc tem direito a aposentadoria pela media das contribuições.  Logo, vc também prejudica os servidores que ingressaram após o funpresp.
    Não achei necessária a ironia. Na prática vc quis insinuar que eu sou burro. É por não ter ne suspendido?  Já lhe deixei à vontade sobre isso. Não faz a menor diferença pra mim.

    Sigma escreveu:Bem, creio que não estou falando com gente ignorante, mas com gente inteligente (ou seja, capaz de raciocinar ao invés de simplesmente ser "contra ou a favor" a qualquer ideia), que sabe como as coisas acontecem na política brasileira.

    Se vocês se sentem a vontade para correr o risco de que um Governo (incapaz de gerir os recursos públicos e sempre preocupados em ter dinheiro para garantir o mantenimento do poder) possa meter a mão no seu fundo de previdência para continuar pagando a aposentadoria de servidores com integralidade, paridade, FC e CJ incorporada e o cara... a quatro, beleza.

    Mantenham a vossa opinião, eu mantenho a minha. Sem mágoa. Wink
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1292
    Reputação : 138
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por euvoltei em Qui 30 Abr 2015, 9:59 am

    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.


    Se o caso do paraná for esse é mesmo um grande escândalo...


    Esse Funpresp - JUD eu tenho minhas dúvidas... juntar servidor + magistrado, sei não... magistrados são vitalícios, tem regras constitucionais, de irredutibilidade, etc, lei só para eles com prerrogativas, etc... .. com todo mundo no mesmo fundo, já sabe né, quem vocês acham que vai ser escalado para tomar no fundo no caso de faltar a grana?!?!?!

    Tudo em nome da lei e da melhor ordem pública, meu caros, nada pessoal!!!!

    ------------------------------------------

    Em busca de ampliar adesão, Funpresp assedia professores

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    ---------------------------------
    Tem um rombo no Postalis, (fundo de previdências dos carteiros) na casa do bilhões... a média é que cada um vai ter um corte de aproximadamente 25% das aposentadorias,....

    Justiça determina que participantes do Postalis cobrirão rombo de R$ 5,6 bi
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    --------------------------------------
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qui 30 Abr 2015, 10:08 am

    O subsídio não garante nenhuma paridade.
    Temos três categorias de servidores:
    a) Eu: paridade integral com os ativos, salvo as gratificações de produtividade, chamadas de pro labore faciendo. Para mim, o subsídio sim garante integralidade da remuneração;
    b) Vc: servidores que tem direito à média dos salários de contribuição. Subsídio não lhe trará a paridade, já que vc não se aposentará com seu último salário e não terá reajuste na mesma data que eles;
    c) Pós 2014: servidores que se aposentam com o teto do RGPS e mais complemento da previdência FUNPRESP, também sem paridade, pouco importando o regime remuneratório.

    Seu raciocínio é puramente pragmático. Mas não totalmente.
    Primeiro que não é vc que paga a aposentadoria de ninguém... as contribuições feitas pelo servidor ao longo de 35 anos de trabalho (se homem) ou 30, se mulher, bem aplicadas, são mais que suficientes para custear a inatividade dele. Até porque, a maioria dura menos de 15 anos após a inatividade (a média de vida gira em torno de 72 anos).

    Mas, como vc mesmo disse, o governo "vai roubar".

    Ora, por seu raciocínio pragmático, os servidores em 2055 vão ter de custear os inativos do FUNPRESP também, já que o governo vai roubar o dinheiro desse fundo também.
    Não? Veja o que aconteceu com o fundo dos Correios, o Postalis. Quebrou... e os carteiros ativos terão de cobrir o rombo.
    Portanto, pela sua lógica, melhor ninguém se aposentar. Todos pagam, o governo rouba, e no fim ninguém se aposenta...


    Não me parece a melhor solução. Parece pra vc?


    Sigma escreveu:Muito raramente eu sou irônico. Geralmente, sou sarcástico. Há uma diferença.

    Não estava sendo nenhum dos dois.

    Você tem razão: tenho 10 anos de PJU. Daqui 30 anos (quando eu me aposentar), é possível que os servidores que optaram pela Funpresp tenham que pagar a minha aposentadoria? E eu não acho justo para com eles.

    Quero acreditar que você também não aceitaria isso, se estivesse no lugar destes colegas.

    Não pretendi insinuar absolutamente nada em relação a você e sua inteligência. Apenas espero que as pessoas PENSEM ao invés de responder de imediato. Eu mesmo faço isso, porque sou como Jon Snow: "não sei nada". Também creio que as pessoas sejam como eu. Assim, não me cabe suspensão.

    Como você falou do subsídio, nada mais justo em dizer que a proposta GARANTE a paridade. Ou seja, mesmo à época, eu (sendo defensor da proposta), estava certo, garantindo um direito que você possui. Até porque eu fui um dos primeiros que "cantou a bola" sobre as futuras aposentadorias, falando sobre a paridade.

    Para deixar claro: ainda gostaria que o subsídio fosse "abraçado" pelo PJU. Da mesma forma como gostaria que o PL 7920 fosse aprovado e eu tivesse 56% de aumento. Quem não gostaria?

    É o que eu acredito que aconteça? Não. Acho pouco factível.

    Então, vamos aos planos "B", "C", "D", etc.

    Qual o problema em apresentar situações hipotéticas (e, neste caso em específico, plenamente factível) e apresentar uma proposta para isso?

    Denovo?? escreveu:Ok... eu tenho paridade mas não tenho incorporações.
    A minha previsão de que a caça as bruxas iniciada no subsídio se espalharia se confirmou.
    Qualquer servidor que receva algo que outro não receberá deve ser punido. Considerando a data que vc posta no fórum,  vc tem direito a aposentadoria pela media das contribuições.  Logo, vc também prejudica os servidores que ingressaram após o funpresp.
    Não achei necessária a ironia. Na prática vc quis insinuar que eu sou burro. É por não ter ne suspendido?  Já lhe deixei à vontade sobre isso. Não faz a menor diferença pra mim.

    Sigma escreveu:Bem, creio que não estou falando com gente ignorante, mas com gente inteligente (ou seja, capaz de raciocinar ao invés de simplesmente ser "contra ou a favor" a qualquer ideia), que sabe como as coisas acontecem na política brasileira.

    Se vocês se sentem a vontade para correr o risco de que um Governo (incapaz de gerir os recursos públicos e sempre preocupados em ter dinheiro para garantir o mantenimento do poder) possa meter a mão no seu fundo de previdência para continuar pagando a aposentadoria de servidores com integralidade, paridade, FC e CJ incorporada e o cara... a quatro, beleza.

    Mantenham a vossa opinião, eu mantenho a minha. Sem mágoa. Wink
    Fhighlander
    Fhighlander
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 752
    Reputação : 14
    Data de inscrição : 30/03/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Fhighlander em Qui 30 Abr 2015, 12:46 pm

    euvoltei escreveu:
    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.


    Se o caso do paraná for esse é mesmo um grande escândalo...


    Esse Funpresp - JUD eu tenho minhas dúvidas... juntar servidor + magistrado, sei não... magistrados são vitalícios, tem regras constitucionais, de irredutibilidade, etc, lei só para eles com prerrogativas, etc... .. com todo mundo no mesmo fundo, já sabe né, quem vocês acham que vai ser escalado para tomar no fundo no caso de faltar a grana?!?!?!

    Tudo em nome da lei e da melhor ordem pública, meu caros, nada pessoal!!!!

    ------------------------------------------

    Em busca de ampliar adesão, Funpresp assedia professores

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    ---------------------------------
    Tem um rombo no Postalis, (fundo de previdências dos carteiros) na casa do bilhões... a média é que cada um vai ter um corte de aproximadamente 25% das aposentadorias,....

    Justiça determina que participantes do Postalis cobrirão rombo de R$ 5,6 bi
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    --------------------------------------

    Não foi só o Postalis.

    Petros da Petrobrás -> [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Previ do Banco do Brasil -> [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Também estão sofrendo com a ingerência dos fundos de pensão. A chance disso acontecer com o Funpresp é gigantesca...
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qui 30 Abr 2015, 1:20 pm

    Se institucionalizarmos que cabe aos servidores inativos pagarem o pato toda vida, então vamos acabar com a previdência pública?
    Sim? Eu topo.. se me devolverem o que recolhi além do teto do INSS esses anos todos (tenho 13 anos de contribuição), com correção monetária eu topo.
    Agora simplesmente transferir para os colegas servidores a má gerência do dinheiro público, pra mim, é uma medida tão violenta e arbitrária como jogar policiais e cachorros em cima de professores.
    Não vejo diferença nenhuma...


    Fhighlander escreveu:
    euvoltei escreveu:
    Sigma escreveu:Para meus colegas que não são do Paraná e não sabem o que motivou a barbárie contra os professores.

    Sabem a Funpresp-Jud? O Fundo de Previdência para os servidores do Poder Judiciário da União? Então... Imagine-o com um caixa de R$ 8,5 bilhões, depois de 17 anos de contribuição. Dinheiro descontado mensal e religiosamente no contracheque, para que o servidor que optou pelo Fundo de Previdência Privada pudesse desfrutar de sua aposentadoria (que já não tem paridade nem integralidade, direitos retirados pelo Lula na Reforma da Previdência em 2003)... Agora imagine o Governo Federal (seja lá de que partido for!) dizendo assim: "Puuuuutz, a Previdência Social tá quebrada, não vamos mais conseguir pagar os servidores inativos do PJU. Tem uma graninha parada lá na Funpresp-Jud, só rendendo grana... Que tal? Vamos usar da contribuição desses servidores pra pagar os caras que se aposentaram com integralidade, paridade e o cara... a quatro?"

    E aí? Como você iria reagir se o Governo decidisse interferir no seu fundo (de previdência)?

    Eu iria pra porrada!

    Ótimo, beleza, OK!!!!! Mas é TAMBÉM uma forma de aprendizado!

    Como fazer para evitar que essa situação ocorra conosco?

    Querem saber, MESMO?

    Gratificação exclusiva para servidores ativos.


    Se o caso do paraná for esse é mesmo um grande escândalo...


    Esse Funpresp - JUD eu tenho minhas dúvidas... juntar servidor + magistrado, sei não... magistrados são vitalícios, tem regras constitucionais, de irredutibilidade, etc, lei só para eles com prerrogativas, etc... .. com todo mundo no mesmo fundo, já sabe né, quem vocês acham que vai ser escalado para tomar no fundo no caso de faltar a grana?!?!?!

    Tudo em nome da lei e da melhor ordem pública, meu caros, nada pessoal!!!!

    ------------------------------------------

    Em busca de ampliar adesão, Funpresp assedia professores

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    ---------------------------------
    Tem um rombo no Postalis, (fundo de previdências dos carteiros) na casa do bilhões... a média é que cada um vai ter um corte de aproximadamente 25% das aposentadorias,....

    Justiça determina que participantes do Postalis cobrirão rombo de R$ 5,6 bi
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    --------------------------------------

    Não foi só o Postalis.

    Petros da Petrobrás -> [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Previ do Banco do Brasil -> [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Também estão sofrendo com a ingerência dos fundos de pensão. A chance disso acontecer com o Funpresp é gigantesca...
    Sigma
    Sigma
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Especialidade TI
    Mensagens : 5149
    Reputação : 136
    Data de inscrição : 08/07/2010
    Idade : 39
    Localização : Curitiba/PR

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Sigma em Qui 30 Abr 2015, 1:47 pm

    Denovo?? escreveu:O subsídio não garante nenhuma paridade.
    Temos três categorias de servidores:
    a) Eu: paridade integral com os ativos, salvo as gratificações de produtividade, chamadas de pro labore faciendo. Para mim, o subsídio sim garante integralidade da remuneração;
    b) Vc: servidores que tem direito à média dos salários de contribuição. Subsídio não lhe trará a paridade, já que vc não se aposentará com seu último salário e não terá reajuste na mesma data que eles;
    c) Pós 2014: servidores que se aposentam com o teto do RGPS e mais complemento da previdência FUNPRESP, também sem paridade, pouco importando o regime remuneratório.

    Vou postar novamente, com negrito e letras capitais no que já escrevi e complementando o que deveria ter ficado subentendido em itálico:

    Sigma escreveu:Como você falou do subsídio, nada mais justo em dizer que a proposta GARANTE a paridade no caso dos servidores anteriores a 2003. Ou seja, mesmo à época, eu (sendo defensor da proposta), estava certo, GARANTINDO UM DIREITO QUE VOCÊ JÁ POSSUI.. Até porque eu fui um dos primeiros que "cantou a bola" sobre as futuras aposentadorias, falando sobre a paridade.

    Agora que esclarecemos essa parte, vamos continuar.

    Denovo?? escreveu:Seu raciocínio é puramente pragmático. Mas não totalmente.
    Primeiro que não é vc que paga a aposentadoria de ninguém... as contribuições feitas pelo servidor ao longo de 35 anos de trabalho (se homem) ou 30, se mulher, bem aplicadas, são mais que suficientes para custear a inatividade dele. Até porque, a maioria dura menos de 15 anos após a inatividade (a média de vida gira em torno de 72 anos).

    Em tese, sim: eu pago minha aposentadoria e "sobra". Isso em tese. Mas você deve saber que, na prática, não é o que ocorre. Fosse a tese condizente com a realidade, o atual déficit na Previdência Social não existiria e a Funpresp não teria sido criada.

    Ou seja, a teoria, na prática, é outra.

    Denovo?? escreveu:Mas, como vc mesmo disse, o governo "vai roubar".

    Ora, por seu raciocínio pragmático, os servidores em 2055 vão ter de custear os inativos do FUNPRESP também, já que o governo vai roubar o dinheiro desse fundo também.

    Não? Veja o que aconteceu com o fundo dos Correios, o Postalis. Quebrou... e os carteiros ativos terão de cobrir o rombo.

    Portanto, pela sua lógica, melhor ninguém se aposentar. Todos pagam, o governo rouba, e no fim ninguém se aposenta...

    Não me parece a melhor solução. Parece pra vc?

    Você acertou em 1 coisa: a utilização de um raciocínio pragmático. Todavia, a conclusão a qual você chegou não é a minha, ao contrário. Explico.

    A Funpresp foi criada para corrigir 1 das pontas da previdência para os servidores públicos. Ou seja, para estabelecer um fundo onde a tese apontada anteriormente (onde o próprio servidor arcará com sua aposentadoria, e não com a de outrem) seja aplicada na prática. Essa ponta é para os servidores da categoria C que você apontou. Existe ainda a outra ponta que o Governo ainda não conseguiu corrigir, para os servidores das categorias A e B (onde nós nos encontramos). A situação previdenciária, PARA O GOVERNO (e não para mim), está relativamente controlada para os servidores da categoria B (onde eu me encontro). Todavia, o Governo ainda precisa resolver a situação previdenciária para os servidores da categoria A (que é onde você está).

    Em momento algum eu AFIRMEI que o Governo vai roubar. O que eu disse é que há uma probabilidade alta de que, mantida a forma previdenciária atual dos servidores da categoria A, o Governo utilize-se desse fundo criado para os servidores da categoria C para manter a forma atual de pagamento dos servidores da categoria A (e, talvez, da categoria B também).

    Ora, como o Governo pode resolver essa outra ponta, então, senão quebrando a paridade?

    A quebra da paridade faria com que MENOS dinheiro tenha que ser investido na Previdência e diminuiria a possibilidade do Governo ter que "meter a mão no jarro alheio". Ainda mais com o aumento gradual da expectativa de vida.

    É bonito? Não. Resolve? Talvez. Diminui a probabilidade de acontecer com a Funpresp o mesmo que aconteceu com o Postalis? Com certeza. Nem você pode negar isso.
    Raskólnikov
    Raskólnikov
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Cargo : Analista MPU
    Mensagens : 96
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 28/12/2014
    Localização : São Petersburgo

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Raskólnikov em Qui 30 Abr 2015, 2:21 pm

    O que aconteceu no "Postalis" é bem mais difícil de ocorrer no funpresp, já que o funcionamento de ambos era bem diferente.

    O Postalis funcionava quase como um novo INSS, pois tinha caráter solidário. Lá o empregado contribuía com um valor "x" e já sabia desde logo quanto ganharia quando ia se aposentar (mais ou menos como ocorre com o INSS). O dinheiro das contribuições ia para um fundo único, que sustentava as contribuições de todos (dai o caráter solidário). Com tempo esse tipo de fundo se mostrou altamente deficitário, porque os participantes ativos sustentam os aposentados. Esse sistema funcionou até o ano de 2008, ano em que acabou para os novos. Contudo, os que já eram participantes ou se aposentaram por esse sistema ainda tem direito a essa sistemática.

    O que ocorreu é o dinheiro que ia para esse fundo deveria ser bem investido e não foi (investiram quase todo nas empresas do EIKE), por isso o rombo. Podem pesquisar e você verão que somente os empregados que fazem parte do chamado "plano BD Saldado" vão ter que contribuir para cobrir esse rombo.

    O Funpresp e o Postalis desde 2008 funcionam com o sistemática de contas individuais, sem caráter solidário. Lá você contribui com um valor "x", esse valor vai para uma conta vinculada ao seu CPF e o benefício vai variar de acordo com o quanto você contribuiu. Assim, não há como você saber desde logo quanto vai receber quando se aposentar. Quem contribuiu mais ou por mais tempo vai ganhar mais do que aquele que contribuiu com uma alíquota menor ou por menos tempo.

    Esse tipo de sistema é melhor, já que você não vai sustentar a aposentadoria de ninguém que não seja a sua, não há solidariedade.

    Obviamente o sistema antigo de aposentadoria é melhor, mas atualmente os novos planos de previdência públicos são bem melhores e mais transparentes.

    Faço parte do Funpresp e por enquanto estou "gostando". Óbvio que preferia ter entrando no sistema antigo, mas não acho que o fundo é essa desgraça toda que as pessoas comentam.

    Consigo acompanhar em tempo real pela internet o saldo da minha conta individual. Além disso, eu posso desistir a qualquer momento e receber o saldo da minha conta. A depender de quanto tempo fico posso levar ainda 90% das contribuições feitas pela união.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1292
    Reputação : 138
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por euvoltei em Qui 30 Abr 2015, 3:33 pm

    Raskólnikov escreveu:O que aconteceu no "Postalis" é bem mais difícil de ocorrer no funpresp, já que o funcionamento de ambos era bem diferente.

    O Postalis funcionava quase como um novo INSS, pois tinha caráter solidário. Lá o empregado contribuía com um valor "x" e já sabia desde logo quanto ganharia quando ia se aposentar (mais ou menos como ocorre com o INSS). O dinheiro das contribuições ia para um fundo único, que sustentava as contribuições de todos (dai o caráter solidário). Com tempo esse tipo de fundo se mostrou altamente deficitário, porque os participantes ativos sustentam os aposentados. Esse sistema funcionou até o ano de 2008, ano em que acabou para os novos. Contudo, os que já eram participantes ou se aposentaram  por esse sistema ainda tem direito a essa sistemática.

    O que ocorreu é o dinheiro que ia para esse fundo deveria ser bem investido e não foi (investiram quase todo nas empresas do EIKE), por isso o rombo. Podem pesquisar e você verão que somente os empregados que fazem parte do chamado "plano BD Saldado" vão ter que contribuir para cobrir esse rombo.

    O Funpresp e o Postalis desde 2008 funcionam com o sistemática de contas individuais, sem caráter solidário. Lá você contribui com um valor "x", esse valor vai para uma conta vinculada ao seu CPF e o benefício vai variar de acordo com o quanto você contribuiu. Assim, não há como você saber desde logo quanto vai receber quando se aposentar. Quem contribuiu mais ou por mais tempo vai ganhar mais do que aquele que contribuiu com uma alíquota menor ou por menos tempo.

    Esse tipo de sistema é melhor, já que você não vai sustentar a aposentadoria de ninguém que não seja a sua, não há solidariedade.

    Obviamente o sistema antigo de aposentadoria é melhor, mas atualmente os novos planos de previdência públicos são bem melhores e mais transparentes.

    Faço parte do Funpresp e por enquanto estou "gostando". Óbvio que preferia ter entrando no sistema antigo, mas não acho que o fundo é essa desgraça toda que as pessoas comentam.

    Consigo acompanhar em tempo real pela internet o saldo da minha conta individual. Além disso, eu posso desistir a qualquer momento e receber o saldo da minha conta. A depender de quanto tempo fico posso levar ainda 90% das contribuições feitas pela união.

    Há vários modelos de gerir os recursos, benefícios, etc em previdência complementar.... O modelo do Funpresp, realmente parace o melhor.. é quase como um plano de previdência privada, cada qual com sua conta individual.... tendo os gestores a obrigação de aplicar o dinheiro para que ele renda juros, etc...

    Mas o fato que o o Funpresp não consegue fugir é que é controlado pelo burocracia política dominante......

    Então de nada impede que os gestores do Funpresp "errem" ao investir os recursos que eles tem investir..... gerando prejuízo, já observado nos outros fundos de pensão.....

    Vocês estaria imune a isso se VOCÊ pudesse escolher onde aplicar o SEU dinheiro, vinculado ao SEU CPF.... Mas não... Vc não pode, alguém vai tomar essa decisão por você,... E duvido muito o governo e sua burocracia abrirem mão disso...

    A diferença mesmo é que se tiver prejuízo, vc já verá logo na sua conta, individualizada, vinculado ao seu CPF....
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Denovo?? em Qui 30 Abr 2015, 3:53 pm

    A melhor aplicação de aposentadoria é aquela que vc fizer.
    Nenhum governo aplicará sua aposentadoria em algo melhor do que vc.
    Melhor teria sido liberar o FUNPRESP para a iniciativa privada, que vai geri-lo melhor (ou menos ruim) que o governo.
    Pense na seguinte situação:
    O gestor do FUNPRESP faz um aporte gigantesco para comprar a parte podre de um certo banco, para salvar o interesse de um empresário.
    Situação semelhante a que aconteceu com o Banco Panamericano...
    Raskólnikov
    Raskólnikov
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Cargo : Analista MPU
    Mensagens : 96
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 28/12/2014
    Localização : São Petersburgo

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Raskólnikov em Qui 30 Abr 2015, 4:57 pm

    De fato, o Funpresp não está livre de más gestões, mas nenhum local do Brasil está. Contudo, acho ele relativamente seguro. O fundo é obrigado a divulgar o balanço de investimentos regularmente (não sei se em 6 meses ou 01 ano). Se você acompanhar o fundo (e obrigação do participante fazer isso) pode perceber rapidamente uma mer... dessas e pode retirar o seu dinheiro e com isso diminuir o prejuízo que poderá ter.

    O regime antigo é bem melhor, isso ninguém dúvida, mas também tem seus problemas. Uma vez que você contribui, você perde totalmente o controle desse dinheiro. Nada impede que no futuro o governo crie uma nova contribuição para inativos ou aumente o valor da já existente. Nesse caso você não pode fazer nada, só chorar. No Funpresp você ao menos pode se arrepender e pegar a grana de volta e, a depender de quanto ela ficou lá, pode levar boa parte da grana que a União investiu.

    Não estou defendendo o FUNPRESP, até porque repito que preferiria estar no sistema antigo, mas acho que ele não é essa porcaria toda que as pessoas afirmam. Os dois sistemas (funpresp e o Regime próprio) possuem benefícios e desvantagens. Hoje o regime próprio é melhor, amanhã poderá não ser mais.


    A verdade é que o melhor plano de aposentadoria é não depender só da grana dela. Investir e poupar alguma parte durante o período que está na ativa.
    Decano
    Decano
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1415
    Reputação : 97
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Decano em Qui 30 Abr 2015, 5:37 pm

    Portaria interessante:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Alguém sabe algo sobre ela?

    Poderia ser estendida a todos os servidores.
    Rengaw
    Rengaw
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 554
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 26/08/2014

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Rengaw em Seg 04 Maio 2015, 12:32 pm


    Nova enquete no Senado.
    Agora é sobre o parecer favorável ao nosso PCS.
    Vote lá a favor!
    Para que o voto seja computado, valide por e-mail.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Repasse!

    Conteúdo patrocinado

    Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários - Página 11 Empty Re: Construindo o próximo Plano de Cargos e Salários

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 18 Set 2019, 6:54 pm