PCS JÁ



    Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Compartilhe
    avatar
    jonesonteodoro
    Novo Usuário

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 1
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/01/2012
    Idade : 44
    Localização : CURITIBA

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por jonesonteodoro em Dom 30 Ago - 19:42

    DJANGO.

    você poderia encaminhar essa petição inicial para o e-mail [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]?

    Obrigado

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Dom 30 Ago - 20:29

    jonesonteodoro escreveu:DJANGO.

    você poderia encaminhar essa petição inicial para o e-mail jonesonteodoro@gmail.com?

    Obrigado

    Veja lá no seu e-mail, colega.
    Sorte a você!
    Wink
    avatar
    antonioguedes
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 96
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 30/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por antonioguedes em Seg 31 Ago - 19:22

    DJANGO escreveu:
    antonioguedes escreveu:
    VozDaConsciência escreveu:Colegas, boa tarde

    Como boa parte dos servidores do PJU, estou super endividado e estou utilizando a integralidade de minha margem consignada. Sou servidor da Justiça do trabalho, e por isso recebo os 13% em meu contracheque. (cerca de 400 reais brutos)
    Caso isso venha a cair, como tudo indica, o que acontece com a redução da margem e eventual impossibilidade do TRT cobrir os valores previamente acordados? O banco cobrará isso por fora? Alguém poderia me ajuda? Estou bem preocupado com essa situação.

    Grato pela ajuda


    Vc ficará com uma margem negativa, isto é, somente com os próximos aumentos, é vc voltará a ter margem.

    Um detalhe, alguns TRTs, como o da 21ª Região não estavam contando com os 13,23% para efeito do cálculo da margem, verifique se seu regional, incluiu, ou não, esta parcela no cálculo da margem.

    Complementando, e se os 13,32 ajudaram a elevar temporariamente a tua margem no seu tribunal, e agora cairão, você tem argumento para ajuizar uma ação para limitar os descontos a 30% do bruto (não entrarão mais os 13,32, o aux. alimentação não entra, aux. creche e outras parcelas indenizatórias também - todas essas não são consideradas remuneração, porque indenizatórias e os 13,32 se perderam...). O débito o banco tem que se virar para achar uma solução plausível, pois na inicial consta pedido de proibição do banco incluir em spc/serasa, cobrar, etc. por conta desse valor que deixará de receber. Mas um dia voces terão que sentar, banco e você, para resolver, mas a sentença favorável a você colocará o banco de joelhos implorando. No meu caso, estou bolando ainda como vou fazer com a parte que não estou pagando, mas já estamos estudando que se torne um débito para ser cobrado somente depois de vencerem todas as parcelas do atual consignado. Pode ser daqui a dez anos, rsrs. Até lá, o banco não pode fazer nada sem sua concordância, mas você recupera a margem e resolve com um consignado extra, algo assim, caso não arranje a grana antes.

    Django, tenho a solução para vocâ, eu já usei e retirei integralmente os decontos do consignado em meu contracheque.
    avatar
    Sete Vidas
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 837
    Reputação : 221
    Data de inscrição : 17/07/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Sete Vidas em Seg 31 Ago - 19:28

    Creio que 80% dos PJu estão com empréstimos e estourando o limite máximo e apenas uma coisa me chateia, estamos lutando desesperadamente para derrubar PLC 26 e vejo colegas enterrados em empréstimos que não desceram para hall de entrada dos tribunais nem menos para dar um apoio aos colegas em greve.

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Seg 31 Ago - 19:40

    antonioguedes escreveu:
    DJANGO escreveu:
    antonioguedes escreveu:
    VozDaConsciência escreveu:Colegas, boa tarde

    Como boa parte dos servidores do PJU, estou super endividado e estou utilizando a integralidade de minha margem consignada. Sou servidor da Justiça do trabalho, e por isso recebo os 13% em meu contracheque. (cerca de 400 reais brutos)
    Caso isso venha a cair, como tudo indica, o que acontece com a redução da margem e eventual impossibilidade do TRT cobrir os valores previamente acordados? O banco cobrará isso por fora? Alguém poderia me ajuda? Estou bem preocupado com essa situação.

    Grato pela ajuda


    Vc ficará com uma margem negativa, isto é, somente com os próximos aumentos, é vc voltará a ter margem.

    Um detalhe, alguns TRTs, como o da 21ª Região não estavam contando com os 13,23% para efeito do cálculo da margem, verifique se seu regional, incluiu, ou não, esta parcela no cálculo da margem.

    Complementando, e se os 13,32 ajudaram a elevar temporariamente a tua margem no seu tribunal, e agora cairão, você tem argumento para ajuizar uma ação para limitar os descontos a 30% do bruto (não entrarão mais os 13,32, o aux. alimentação não entra, aux. creche e outras parcelas indenizatórias também - todas essas não são consideradas remuneração, porque indenizatórias e os 13,32 se perderam...). O débito o banco tem que se virar para achar uma solução plausível, pois na inicial consta pedido de proibição do banco incluir em spc/serasa, cobrar, etc. por conta desse valor que deixará de receber. Mas um dia voces terão que sentar, banco e você, para resolver, mas a sentença favorável a você colocará o banco de joelhos implorando. No meu caso, estou bolando ainda como vou fazer com a parte que não estou pagando, mas já estamos estudando que se torne um débito para ser cobrado somente depois de vencerem todas as parcelas do atual consignado. Pode ser daqui a dez anos, rsrs. Até lá, o banco não pode fazer nada sem sua concordância, mas você recupera a margem e resolve com um consignado extra, algo assim, caso não arranje a grana antes.

    Django, tenho a solução para vocâ, eu já usei e retirei integralmente os decontos do consignado em meu contracheque.

    Você se importaria em remeter por MP, amigo?
    avatar
    eder.lima
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 241
    Reputação : 21
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por eder.lima em Seg 31 Ago - 20:03

    antonioguedes escreveu:
    DJANGO escreveu:
    antonioguedes escreveu:
    VozDaConsciência escreveu:Colegas, boa tarde

    Como boa parte dos servidores do PJU, estou super endividado e estou utilizando a integralidade de minha margem consignada. Sou servidor da Justiça do trabalho, e por isso recebo os 13% em meu contracheque. (cerca de 400 reais brutos)
    Caso isso venha a cair, como tudo indica, o que acontece com a redução da margem e eventual impossibilidade do TRT cobrir os valores previamente acordados? O banco cobrará isso por fora? Alguém poderia me ajuda? Estou bem preocupado com essa situação.

    Grato pela ajuda


    Vc ficará com uma margem negativa, isto é, somente com os próximos aumentos, é vc voltará a ter margem.

    Um detalhe, alguns TRTs, como o da 21ª Região não estavam contando com os 13,23% para efeito do cálculo da margem, verifique se seu regional, incluiu, ou não, esta parcela no cálculo da margem.

    Complementando, e se os 13,32 ajudaram a elevar temporariamente a tua margem no seu tribunal, e agora cairão, você tem argumento para ajuizar uma ação para limitar os descontos a 30% do bruto (não entrarão mais os 13,32, o aux. alimentação não entra, aux. creche e outras parcelas indenizatórias também - todas essas não são consideradas remuneração, porque indenizatórias e os 13,32 se perderam...). O débito o banco tem que se virar para achar uma solução plausível, pois na inicial consta pedido de proibição do banco incluir em spc/serasa, cobrar, etc. por conta desse valor que deixará de receber. Mas um dia voces terão que sentar, banco e você, para resolver, mas a sentença favorável a você colocará o banco de joelhos implorando. No meu caso, estou bolando ainda como vou fazer com a parte que não estou pagando, mas já estamos estudando que se torne um débito para ser cobrado somente depois de vencerem todas as parcelas do atual consignado. Pode ser daqui a dez anos, rsrs. Até lá, o banco não pode fazer nada sem sua concordância, mas você recupera a margem e resolve com um consignado extra, algo assim, caso não arranje a grana antes.

    Django, tenho a solução para vocâ, eu já usei e retirei integralmente os decontos do consignado em meu contracheque.

    Não sou o Django, mas teria como vc me dizer por MP que solução é essa? obrigado.
    avatar
    servidorTRE
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 194
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 11/06/2012

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por servidorTRE em Qui 3 Set - 9:33

    Algum colega aqui de Fortaleza para indicar um advogado eficiente para ingressar contra os consignados do Cruzeiro do Sul ?
    Obrigado.
    avatar
    Jcavrecife
    Novo Usuário

    Mensagens : 3
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/06/2015

    Petição

    Mensagem por Jcavrecife em Qui 3 Set - 23:24

    Djanira, poderia mandar a petição inicial para "jonathanvilela@hotmail.com"
    avatar
    fairbanks
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 162
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 24/11/2014

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por fairbanks em Sex 4 Set - 8:25

    eder.lima escreveu:
    antonioguedes escreveu:
    DJANGO escreveu:
    antonioguedes escreveu:


    Vc ficará com uma margem negativa, isto é, somente com os próximos aumentos, é vc voltará a ter margem.

    Um detalhe, alguns TRTs, como o da 21ª Região não estavam contando com os 13,23% para efeito do cálculo da margem, verifique se seu regional, incluiu, ou não, esta parcela no cálculo da margem.

    Complementando, e se os 13,32 ajudaram a elevar temporariamente a tua margem no seu tribunal, e agora cairão, você tem argumento para ajuizar uma ação para limitar os descontos a 30% do bruto (não entrarão mais os 13,32, o aux. alimentação não entra, aux. creche e outras parcelas indenizatórias também - todas essas não são consideradas remuneração, porque indenizatórias e os 13,32 se perderam...). O débito o banco tem que se virar para achar uma solução plausível, pois na inicial consta pedido de proibição do banco incluir em spc/serasa, cobrar, etc. por conta desse valor que deixará de receber. Mas um dia voces terão que sentar, banco e você, para resolver, mas a sentença favorável a você colocará o banco de joelhos implorando. No meu caso, estou bolando ainda como vou fazer com a parte que não estou pagando, mas já estamos estudando que se torne um débito para ser cobrado somente depois de vencerem todas as parcelas do atual consignado. Pode ser daqui a dez anos, rsrs. Até lá, o banco não pode fazer nada sem sua concordância, mas você recupera a margem e resolve com um consignado extra, algo assim, caso não arranje a grana antes.

    Django, tenho a solução para vocâ, eu já usei e retirei integralmente os decontos do consignado em meu contracheque.

    Não sou o Django, mas teria como vc me dizer por MP que solução é essa? obrigado.

    Se puder enviar pra mim, também quero. [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Wzinho
    Novo Usuário

    Mensagens : 10
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 15/12/2014
    Localização : Cabo Frio/RJ

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Wzinho em Sex 4 Set - 8:42

    fairbanks escreveu:
    eder.lima escreveu:
    antonioguedes escreveu:
    DJANGO escreveu:

    Complementando, e se os 13,32 ajudaram a elevar temporariamente a tua margem no seu tribunal, e agora cairão, você tem argumento para ajuizar uma ação para limitar os descontos a 30% do bruto (não entrarão mais os 13,32, o aux. alimentação não entra, aux. creche e outras parcelas indenizatórias também - todas essas não são consideradas remuneração, porque indenizatórias e os 13,32 se perderam...). O débito o banco tem que se virar para achar uma solução plausível, pois na inicial consta pedido de proibição do banco incluir em spc/serasa, cobrar, etc. por conta desse valor que deixará de receber. Mas um dia voces terão que sentar, banco e você, para resolver, mas a sentença favorável a você colocará o banco de joelhos implorando. No meu caso, estou bolando ainda como vou fazer com a parte que não estou pagando, mas já estamos estudando que se torne um débito para ser cobrado somente depois de vencerem todas as parcelas do atual consignado. Pode ser daqui a dez anos, rsrs. Até lá, o banco não pode fazer nada sem sua concordância, mas você recupera a margem e resolve com um consignado extra, algo assim, caso não arranje a grana antes.

    Django, tenho a solução para vocâ, eu já usei e retirei integralmente os decontos do consignado em meu contracheque.

    Não sou o Django, mas teria como vc me dizer por MP que solução é essa? obrigado.

    Se puder enviar pra mim, também quero. [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Também gostaria, por favor, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Obrigado.
    avatar
    Dr Smith
    Novo Usuário

    Cargo : Analista
    Mensagens : 6
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 10/06/2015
    Idade : 53
    Localização : RJ/RJ

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Dr Smith em Sex 4 Set - 9:21

    Gostaria de receber também, obrigado desde já: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Wzinho
    Novo Usuário

    Mensagens : 10
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 15/12/2014
    Localização : Cabo Frio/RJ

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Wzinho em Sex 4 Set - 9:27

    Decano escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Decano escreveu:Eu resolvi o meu problema com consignados por meio de uma saída drástica, mas não foi nada ilegal. Foi erro da própria financeira e (felizmente) eu não "pude" fazer nada para resolver o problema dela.
    Infelizmente pra dar certo tem que ser uma coincidência grande, como foi no meu caso.
    Funcionou, e eu já planejo pagar tudo de uma forma justa brevemente, mas por enquanto, meu salário tá com margem livre.

    pode contar qual é a coincidência, nem que seja por MP?

    Mandei.

    Também quero.
    Obrigado
    avatar
    Wzinho
    Novo Usuário

    Mensagens : 10
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 15/12/2014
    Localização : Cabo Frio/RJ

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Wzinho em Sex 4 Set - 9:44

    antonioguedes escreveu:Bom dia colegas, venho aqui informar que existem várias maneiras legais de vc reduzir a o valor da(s) prestação(s) do consignado. Tudo depende da época da concessão ou como dos acontecimentos da vida cotidiana, ainda, tudo dentro da lei. Já reduzi e eliminei mais de uma vez as prestações do meu consignado sem ficar impedido de fazer novos, como tenho até hj.


    São inúmeras as hipóteses de redução, mas vou na mais simples delas e na mais certa de todas.

    1ª) Se quando vc contraiu o empréstimo era casado/mancebado/etc, depois disso vc se separou/divorciou ou arrumou um filho. Em todos estes casos se vc está pagando pensão alimentícia vc pode, legalmente, e sem meios termos, reduzir o consignado. Basta para tanto, por via administrativa, pedir revisão da margem e suspensão dos pagamento do quanto que exceder. Já fiz isso e o tribunal prontamente atendeu, depois disso o banco veio correndo renegociar os empréstimos para adequar-se a nova margem. Levou de dois a três meses todo o processo, mas reduzi sem traumas.

    Os serviços de pagamento/pessoal são sensíveis a estes casos que atingem o servidor sem que o mesmo tenha dado causa para tanto.

    2ª) também reduzi uma margem por via judicial, o banco fez acordo na justiça.

    3º) 90% dos tribunais calculam a margem de forma equivocada (nego vai chiar com isso), mais é fácil provar, pois a matemática, ao contrário do direito, não permite interpretações. Recalculei a margem de inúmeros colegas que tanto as ampliaram como as reduziram, dando folga nos momentos de crise.

    Fico a disposição de qualquer um que queira tirar dúvidas.




    Antonio, me interessa a informação.
    Pretendo ajuizar a redução das minhas prestações e isso me será útil.
    Pode ser por MP ou email [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Grande abraço.
    avatar
    Heraclito
    Novo Usuário

    Mensagens : 22
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 21/06/2013

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Heraclito em Seg 7 Set - 19:31

    Colegas, preciso da opinião de vocês sobre a seguinte situação:

    - Pretendo terminar de construir a minha casa e estava pensando em utilizar o empréstimo consignado. Preciso de uns 85 mil reais para encerrar a obra. A minha casa é quitada, portanto, finalmente me livraria de obras e estaria com a casa pronta.

    - A minha dúvida: faço um contrato consignado, no valor total de 85 mil reais, ou no ato da contratação faço dois contratos (tudo com o mesmo banco), cada um me liberando 42.500?

    - Explico: pretendo quitar o empréstimo antes do prazo e me parece muito mais eficaz para a quitação guardando dinheiro mês a mês para poder quitar um de cada vez, pois do contrário (quitar o valor total) demandaria um tempo bem maior.

    Não sei se estou totalmente equivocado, por isso peço auxílio dos colegas.
    Abraços
    avatar
    Jcavrecife
    Novo Usuário

    Mensagens : 3
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Jcavrecife em Seg 7 Set - 19:44

    DJANGO, tenho interesse em ingressar com a ação, você poderia enviar para "jonathan.vilela@trt6.jus.br"

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Seg 7 Set - 22:17

    Jcavrecife escreveu:DJANGO, tenho interesse em ingressar com a ação, você poderia enviar para "jonathan.vilela@trt6.jus.br"

    Seguiu, colega. Boa sorte! Wink

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Seg 7 Set - 22:20

    Heraclito escreveu:Colegas, preciso da opinião de vocês sobre a seguinte situação:

    - Pretendo terminar de construir a minha casa e estava pensando em utilizar o empréstimo consignado. Preciso de uns 85 mil reais para encerrar a obra. A minha casa é quitada, portanto, finalmente me livraria de obras e estaria com a casa pronta.

    - A minha dúvida: faço um contrato consignado, no valor total de 85 mil reais, ou no ato da contratação faço dois contratos (tudo com o mesmo banco), cada um me liberando 42.500?

    - Explico: pretendo quitar o empréstimo antes do prazo e me parece muito mais eficaz para a quitação guardando dinheiro mês a mês para poder quitar um de cada vez, pois do contrário (quitar o valor total) demandaria um tempo bem maior.

    Não sei se estou totalmente equivocado, por isso peço auxílio dos colegas.
    Abraços

    O colega José Barbosa com certeza terá uma opinião muito inteligente, ele manja dessas coisas.
    Aguarde um pouco, amigo, que, com certeza, te dará uma sugestão bastante sensata, assim que ler teu questionamento.
    Abraço, e boa sorte!


    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Seg 7 Set - 22:24

    Acho que ficou dúbio o que os demais colegas pediram. Se é modelo de inicial para redução de consignado que ultrapassou os 30% do bruto, consigo. Tem que desconsiderar auxílio alimentação, creche, e outras verbas indenizatórias, que não entram na conta de remuneração bruta para fins de margem.

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Seg 7 Set - 22:35

    Wzinho escreveu:
    antonioguedes escreveu:Bom dia colegas, venho aqui informar que existem várias maneiras legais de vc reduzir a o valor da(s) prestação(s) do consignado. Tudo depende da época da concessão ou como dos acontecimentos da vida cotidiana, ainda, tudo dentro da lei. Já reduzi e eliminei mais de uma vez as prestações do meu consignado sem ficar impedido de fazer novos, como tenho até hj.


    São inúmeras as hipóteses de redução, mas vou na mais simples delas e na mais certa de todas.

    1ª) Se quando vc contraiu o empréstimo era casado/mancebado/etc, depois disso vc se separou/divorciou ou arrumou um filho. Em todos estes casos se vc está pagando pensão alimentícia vc pode, legalmente, e sem meios termos, reduzir o consignado. Basta para tanto, por via administrativa, pedir revisão da margem e suspensão dos pagamento do quanto que exceder. Já fiz isso e o tribunal prontamente atendeu, depois disso o banco veio correndo renegociar os empréstimos para adequar-se a nova margem. Levou de dois a três meses todo o processo, mas reduzi sem traumas.

    Os serviços de pagamento/pessoal são sensíveis a estes casos que atingem o servidor sem que o mesmo tenha dado causa para tanto.

    2ª) também reduzi uma margem por via judicial, o banco fez acordo na justiça.

    3º) 90% dos tribunais calculam a margem de forma equivocada (nego vai chiar com isso), mais é fácil provar, pois a matemática, ao contrário do direito, não permite interpretações. Recalculei a margem de inúmeros colegas que tanto as ampliaram como as reduziram, dando folga nos momentos de crise.

    Fico a disposição de qualquer um que queira tirar dúvidas.




    Antonio, me interessa a informação.
    Pretendo ajuizar a redução das minhas prestações e isso me será útil.
    Pode ser por MP ou email wilsontrt@gmail.com
    Grande abraço.

    Inicial seguiu via e-mail.
    Abraço!
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2401
    Reputação : 367
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos em Ter 8 Set - 8:33

    Heraclito escreveu:Colegas, preciso da opinião de vocês sobre a seguinte situação:

    - Pretendo terminar de construir a minha casa e estava pensando em utilizar o empréstimo consignado. Preciso de uns 85 mil reais para encerrar a obra. A minha casa é quitada, portanto, finalmente me livraria de obras e estaria com a casa pronta.

    - A minha dúvida: faço um contrato consignado, no valor total de 85 mil reais, ou no ato da contratação faço dois contratos (tudo com o mesmo banco), cada um me liberando 42.500?

    - Explico: pretendo quitar o empréstimo antes do prazo e me parece muito mais eficaz para a quitação guardando dinheiro mês a mês para poder quitar um de cada vez, pois do contrário (quitar o valor total) demandaria um tempo bem maior.

    Não sei se estou totalmente equivocado, por isso peço auxílio dos colegas.
    Abraços

    Dividir em dois contratos não é problema nenhum. Muito pelo contrário, eu vejo até com bons olhos tal iniciativa, uma vez que o desembolso de tal obra não deverá ser feito numa tacada só. Com isto, você não precisaria assinar dois contratos ao mesmo tempo. Pode pegar 42 mil agora, dar as entradas necessárias, e depois fazer um empréstimo no justo valor que remanescer para a referida obra.

    Minha restrição a ser observada no caso é se agora seria o melhor momento de fazer tal obra, ou toda a obra. Acho que a tendência dos juros é se estabilizarem no patamar atual, que está altíssimo.

    Por óbvio, é recomendável pesquisa sobre juros. Em princípio, quem faz as melhores taxas são a Caixa.
    Observação importante: se você assinar com um banco que não é cliente, pode vir o custo da tarifa de cadastro, e por isto é bom você não comparar apenas taxa, mas o CET, que é o custo efetivo total e estará expresso incluindo a referida, se houver. E no caso do segundo contrato, não pode o banco cobrar nada além de IOF e Juros de Acerto.

    Do ponto de vista prático, daquilo que você imaginou, recomendo outra coisa: ao invés de juntar todo o montante para liquidar, é muito melhor ir de tempos em tempos e fazer a amortização do contrato. Na maioria dos bancos, o valor mínimo de amortização é uma prestação. Você tem duas opções: amortizar proporcionalmente a dívida ou quitar da última para trás, reduzindo o prazo. Particularmente, recomendo a 2ª opção.

    E aí, neste caso, também por óbvio é muito recomendável que ao escolher o banco, opte por um que tem agência na sua cidade.
    avatar
    Heraclito
    Novo Usuário

    Mensagens : 22
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 21/06/2013

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Heraclito em Ter 8 Set - 11:21

    José barbosa: muito grato pelas informações bastante pertinentes e esclarecedoras, que vão me auxiliar neste momento e vou fazer em dois contratos. Complementando em relação ao outro tópico, sobre a casa, de fato como não tenho pretensões de vendê-la pretendo terminá-la priorizando os pontos que estão me causando incômodo. Além disso, em vista dos altos valores dos imóveis e meu salário não ter acompanhado a inflação, no momento não tenho as mínimas condições de comprar uma casa em outro local como a que terei ao final da obra em termos de conforto. E o consignado me parece uma boa opção, pois como a casa é quitada, o consignado quando muito me amarrará por uns 5-6 anos, com a opção de quitá-lo antes me programando corretamente. Abraços.
    avatar
    Carloscvel
    Novo Usuário

    Mensagens : 3
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Carloscvel em Ter 8 Set - 17:10

    Wzinho escreveu:
    Decano escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Decano escreveu:Eu resolvi o meu problema com consignados por meio de uma saída drástica, mas não foi nada ilegal. Foi erro da própria financeira e (felizmente) eu não "pude" fazer nada para resolver o problema dela.
    Infelizmente pra dar certo tem que ser uma coincidência grande, como foi no meu caso.
    Funcionou, e eu já planejo pagar tudo de uma forma justa brevemente, mas por enquanto, meu salário tá com margem livre.

    pode contar qual é a coincidência, nem que seja por MP?

    Mandei.

    Também quero.
    Obrigado

    Tambem quero Decano
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    avatar
    Carloscvel
    Novo Usuário

    Mensagens : 3
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Carloscvel em Ter 8 Set - 17:12

    Wzinho escreveu:
    fairbanks escreveu:
    eder.lima escreveu:
    antonioguedes escreveu:

    Django, tenho a solução para vocâ, eu já usei e retirei integralmente os decontos do consignado em meu contracheque.

    Não sou o Django, mas teria como vc me dizer por MP que solução é essa? obrigado.

    Se puder enviar pra mim, também quero. [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Também gostaria, por favor, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Obrigado.

    Django se for possível me enviar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Ter 8 Set - 19:32

    Carloscvel escreveu:
    Wzinho escreveu:
    fairbanks escreveu:
    eder.lima escreveu:

    Não sou o Django, mas teria como vc me dizer por MP que solução é essa? obrigado.

    Se puder enviar pra mim, também quero. aristoteles.cerqueira@bol.com.br

    Também gostaria, por favor, wilsontrt@gmail.com
    Obrigado.

    Django se for possível me enviar carloscvel@hotmail.com

    Tá na "conta", amigo, rsrs.
    avatar
    Estrategista
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 88
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 29/07/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Estrategista em Qua 9 Set - 8:00

    FINALMENTE, EXTIRPEI ESSA PRAGA DE EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DO MEU CONTRACHEQUE!
    avatar
    FLUSÃO
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 747
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por FLUSÃO em Qua 9 Set - 8:42

    Colegas, desculpem minha ignorância, mas para que a dívida cobrada judicialmente não prescreva, deve haver a citação válida do devedor? Correto?
    Em tempo: muito bom esse tópico.

    Franzkafka escreveu:
    Lula Molusco escreveu:Qual seria o prazo para prescrição de uma dívida?

    5 anos, mas se for executada judicialmente, NUNCA PRESCREVERÁ.
    avatar
    FLUSÃO
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 747
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por FLUSÃO em Qua 9 Set - 8:54

    Django, poderia mandar a inicial para o meu email: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Desde já, agradeço.
    avatar
    esperdib
    Novo Usuário

    Mensagens : 3
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por esperdib em Qui 10 Set - 10:36

    Wzinho escreveu:
    Decano escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Decano escreveu:Eu resolvi o meu problema com consignados por meio de uma saída drástica, mas não foi nada ilegal. Foi erro da própria financeira e (felizmente) eu não "pude" fazer nada para resolver o problema dela.
    Infelizmente pra dar certo tem que ser uma coincidência grande, como foi no meu caso.
    Funcionou, e eu já planejo pagar tudo de uma forma justa brevemente, mas por enquanto, meu salário tá com margem livre.

    pode contar qual é a coincidência, nem que seja por MP?

    Mandei.

    Também quero.
    Obrigado
    VC poderia me enviar por MP TB, colega?
    avatar
    esperdib
    Novo Usuário

    Mensagens : 3
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por esperdib em Qui 10 Set - 10:40

    Wzinho escreveu:
    antonioguedes escreveu:Bom dia colegas, venho aqui informar que existem várias maneiras legais de vc reduzir a o valor da(s) prestação(s) do consignado. Tudo depende da época da concessão ou como dos acontecimentos da vida cotidiana, ainda, tudo dentro da lei. Já reduzi e eliminei mais de uma vez as prestações do meu consignado sem ficar impedido de fazer novos, como tenho até hj.


    São inúmeras as hipóteses de redução, mas vou na mais simples delas e na mais certa de todas.

    1ª) Se quando vc contraiu o empréstimo era casado/mancebado/etc, depois disso vc se separou/divorciou ou arrumou um filho. Em todos estes casos se vc está pagando pensão alimentícia vc pode, legalmente, e sem meios termos, reduzir o consignado. Basta para tanto, por via administrativa, pedir revisão da margem e suspensão dos pagamento do quanto que exceder. Já fiz isso e o tribunal prontamente atendeu, depois disso o banco veio correndo renegociar os empréstimos para adequar-se a nova margem. Levou de dois a três meses todo o processo, mas reduzi sem traumas.

    Os serviços de pagamento/pessoal são sensíveis a estes casos que atingem o servidor sem que o mesmo tenha dado causa para tanto.

    2ª) também reduzi uma margem por via judicial, o banco fez acordo na justiça.

    3º) 90% dos tribunais calculam a margem de forma equivocada (nego vai chiar com isso), mais é fácil provar, pois a matemática, ao contrário do direito, não permite interpretações. Recalculei a margem de inúmeros colegas que tanto as ampliaram como as reduziram, dando folga nos momentos de crise.

    Fico a disposição de qualquer um que queira tirar dúvidas.




    Antonio, me interessa a informação.
    Pretendo ajuizar a redução das minhas prestações e isso me será útil.
    Pode ser por MP ou email [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Grande abraço.
    colega VC poderia me explicar melhor, por MP ou pelo email brunodibadv@gmail. Grato
    avatar
    klau
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 06/07/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por klau em Qui 10 Set - 13:28

    Alguém sabe informar se em caso de redistribuição do servidor para outro tribunal, ou seja, o órgão pagador passa a ter outro cnpj, os desconto em folha dos consignados são suspensos?
    avatar
    Mapcs
    Novo Usuário

    Mensagens : 1
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 05/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Mapcs em Sex 11 Set - 8:04

    alguém poderia enviar também para meu e-mail: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Obrigada
    avatar
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2401
    Reputação : 367
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos em Sex 11 Set - 13:29

    Prezados,

    Coincidentemente, hoje e no dia 03 recebi emails de advogados querendo acesso ao meu arquivo de modelo de ação dos 30% do banco Cruzeiro do Sul. Tratei do tema há dois anos no meu site (http://josebarbosa.com.br/?p=762)

    Em razão disto, limitei o acesso ao arquivo. Caso algum servidor tenha interesse nele, fale aqui ou entre em contato comigo pelos meios cabíveis. Fazer trabalho de graça para os outros, em especial advogados, não faço mesmo, nem repasso, até porque a produção é de um colega que me autorizou divulgar, à época. Existe uma gigantesca diferença entre plágio e colaboração.
    avatar
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5431
    Reputação : 186
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Galizezin em Sex 11 Set - 15:51

    josebarbos escreveu:Prezados,

    Coincidentemente, hoje e no dia 03 recebi emails de advogados querendo acesso ao meu arquivo de modelo de ação dos 30% do banco Cruzeiro do Sul. Tratei do tema há dois anos no meu site (http://josebarbosa.com.br/?p=762)

    Em razão disto, limitei o acesso ao arquivo. Caso algum servidor tenha interesse nele, fale aqui ou entre em contato comigo pelos meios cabíveis. Fazer trabalho de graça para os outros, em especial advogados, não faço mesmo, nem repasso, até porque a produção é de um colega que me autorizou divulgar, à época. Existe uma gigantesca diferença entre plágio e colaboração.

    No que consiste essa ação?


    _________________
    NO RACISM!

    Convidado
    Convidado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Sab 12 Set - 11:21

    Galizezin escreveu:
    josebarbos escreveu:Prezados,

    Coincidentemente, hoje e no dia 03 recebi emails de advogados querendo acesso ao meu arquivo de modelo de ação dos 30% do banco Cruzeiro do Sul. Tratei do tema há dois anos no meu site (http://josebarbosa.com.br/?p=762)

    Em razão disto, limitei o acesso ao arquivo. Caso algum servidor tenha interesse nele, fale aqui ou entre em contato comigo pelos meios cabíveis. Fazer trabalho de graça para os outros, em especial advogados, não faço mesmo, nem repasso, até porque a produção é de um colega que me autorizou divulgar, à época. Existe uma gigantesca diferença entre plágio e colaboração.

    No que consiste essa ação?

    o cruzeiro do sul faliu! só que tem muitos questionamentos na justiça sobre abusos cometidos pelo banco. a taxa de juros cobrada é o principal. e também, quem está com a margem comprometida acima dos 30% pode tentar derrubar no judiciário. conheço pessoas que não conseguiram.
    avatar
    maniacodamotoserra
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 191
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 26/02/2013

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por maniacodamotoserra em Qui 8 Out - 10:13

    klau escreveu:Alguém sabe informar se em caso de redistribuição do servidor para outro tribunal, ou seja, o órgão pagador passa a ter outro cnpj, os desconto em folha dos consignados são suspensos?


    BOA PERGUNTA. TBM GOSTARIA DE SABER.

    avatar
    roberto.barrao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : tecnico judiciario
    Mensagens : 101
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/01/2015
    Idade : 53
    Localização : NATAL/RN

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por roberto.barrao em Qui 8 Out - 12:48

    Olá, quem puder favor enviar o modelo da petição sobre a redução da margem e cangapé no banco,kkk
    avatar
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1909
    Reputação : 156
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por cicero_pb em Qui 8 Out - 14:21

    Férias: há muito entendimento. Conheço tribunais que já antecipa as férias considerando os consignados - inclusive pensões. Só antecipa o que pode, sem comprometer o mês seguinte, para essas parcelas.

    Redistribuição, mudança de tribunal por nova nomeação, etc: o PADRÃO é tirar todas as consignações no outro órgão. o Servidor negocia com o(s) banco(s) a forma de pagamento. Ou seja, a margem fica livre.

    Falando em margem livre, existem muitos tribunais onde a tirada da(s) parcelas para que seja respeitada a margem legal (30 e 70) é de forma automatica. O servidor perdeu a fc ou entro uma pensão alimentícia: tira o consignado.

    Exatamente por isso, tem banco que divide o empréstimo. O sujeito quer pegar 45k, por exemplo, o banco pode dividir em 3 de 15K. Assim, se a margem estourar, o pagamento só tira um ou dois empréstimos, pois não é possivel, fora ação judicial, tirar "parte" da parcela. Ou cabe toda ou não cabe.

    Isso não quer dizer que a margem ficará livre. Exemplo: margem estourou em 100,00. O pagamento tirou uma prestação de 1.000,00. Ficou uma margem livre de 900,00, certo?

    Errado! O servidor fica sem margem (de 1.000) até o banco comunicar que o empréstimo foi liquidado.

    Algumas variações podem ocorrer, a depender de cada tribunal.
    avatar
    klau
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 06/07/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por klau em Ter 2 Fev - 5:30

    Alguém que deu "calote" nos bancos  em divida de cheque especial ou cartão de credito sofreu ação de execução? estou tão desesperada que acho que esta vai ser a solução,  mas tenho medo das consequencias....
    avatar
    euquerodignidade
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 207
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por euquerodignidade em Ter 2 Fev - 7:33

    klau escreveu:Alguém que deu "calote" nos bancos  em divida de cheque especial ou cartão de credito sofreu ação de execução? estou tão desesperada que acho que esta vai ser a solução,  mas tenho medo das consequencias....

    Boa pergunta !
    avatar
    Manza
    Novo Usuário

    Mensagens : 5
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Manza em Ter 2 Fev - 7:46

    Wzinho escreveu:
    Decano escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Decano escreveu:Eu resolvi o meu problema com consignados por meio de uma saída drástica, mas não foi nada ilegal. Foi erro da própria financeira e (felizmente) eu não "pude" fazer nada para resolver o problema dela.
    Infelizmente pra dar certo tem que ser uma coincidência grande, como foi no meu caso.
    Funcionou, e eu já planejo pagar tudo de uma forma justa brevemente, mas por enquanto, meu salário tá com margem livre.

    pode contar qual é a coincidência, nem que seja por MP?

    Mandei.

    Também quero.
    Obrigado

    Manda pra mim também, obrigado.!

    Conteúdo patrocinado

    Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 19 Fev - 14:26