PCS JÁ



    Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Xiola
    Xiola
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 514
    Reputação : 69
    Data de inscrição : 18/12/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Xiola em Qua 03 Ago 2016, 4:45 pm

    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para adiar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em 15 dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".


    Última edição por Xiola em Qui 04 Ago 2016, 10:22 am, editado 2 vez(es)
    PAS_Jud.2011
    PAS_Jud.2011
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1197
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 01/08/2011

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por PAS_Jud.2011 em Qua 03 Ago 2016, 6:14 pm

    Xiola escreveu:
    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para evitar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".

    Tenso isso. Algo recorrente na vida da galera - servidores. Tô com um card do BB lascado assim. Esperando pingar alguns 3 contos extras para saldar esse perrengue. Os caras ligam até pro celular da barbie da minha irmã mais nova, se brincar. Tomá no Jiló. Mas é isso aí mesmo. Espero não precisar de chegar a medidas tão sinistras como essas salientadas aí, pq até tenho interesse de manter o nome em dia. O lado bom de estar negativado é que nego para de pedir pra vc "tirar" as coisas nas Casas Bahia da vida, ou coisa do tipo, parentes folgados - sabe? -, e também pq vc começa mais a frear suas contas. Tenho usado cartão mais não, tentado pagar as coisas mais in cash, pra controlar o pouco que sobra, depois da mordida do consignado. Tem dado certo, beliscando o Chequito especial, às vezes, mas tenho evitado tbm. Pegar as diferenças desse aumento e ir pagando umas dívidas aqui, outras ali, e seguir a vida, como der.

    Abços.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2951
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos em Qua 03 Ago 2016, 6:55 pm

    As dicas do Xiola são valiosas.

    Como bem observado, num último caso, veja que a situação é extrema e envolve até mesmo a colaboração de outros.
    Mas com certeza, é um jeito muito menos difícil como alguns colegas que, infelizmente, atentaram contra a própria vida, num momento de desespero.

    E uma coisa. Nunca tenha dó de banco. Se eles fossem minimamente éticos e corretos nas respectivas condutas, executariam gente a rodo. Por que acham que aceitam a inadimplência "fácil"?
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Qua 03 Ago 2016, 9:03 pm

    Xiola escreveu:
    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para adiar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".

    Rapaz, se o Jose Barbosa "aprovou" é porque realmente é por aí pra evitar até mesmo o suicídio.

    A acrescento ainda que não existe nenhuma vergonha em ficar negativado, pior seria morrer, como houve com alguns que adoeceram. Física e mentalmente.
    eder.lima
    eder.lima
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 291
    Reputação : 22
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por eder.lima em Qui 04 Ago 2016, 9:38 am

    josebarbos escreveu:As dicas do Xiola são valiosas.

    Como bem observado, num último caso, veja que a situação é extrema e envolve até mesmo a colaboração de outros.
    Mas com certeza, é um jeito muito menos difícil como alguns colegas que, infelizmente, atentaram contra a própria vida, num momento de desespero.

    E uma coisa. Nunca tenha dó de banco. Se eles fossem minimamente éticos e corretos nas respectivas condutas, executariam gente a rodo. Por que acham que aceitam a inadimplência "fácil"?

    Disse tudo, José Barbosa. O negócio é não ter pena de banco porque banqueiro é açougueiro, carniceiro mesmo. Lembro que há alguns anos o banco santander (ex banco real) negativou meu nome por conta de um erro de migração de sistema, onde não foi computado uma parcela de consignado que eu tinha junto aquele banco. Em pouco tempo corrigiram, mas entrei com uma ação JEC e recebi uns 6.000,00 a titulo de danos morais. Na época houve quem me dissesse: deixa pra lá, o erro já corrigido. Mas não tive pena e se surgir uma situação dessas novamente, faço a mesma coisa.

    A proposito, sugeri a um amigo meu que teve uma redução renda recente e não mais pode suportar as prestações do carro dele o seguinte procedimento:

    - Ligar para o banco informando a situação e solicitar uma renegociação de contrato buscando reduzir o juro e alongar o prazo de maneira que a parcela fique do tamanho que possa pagar com a nova renda;
    - Ouvir as propostas do banco e caso nenhuma se enquadre dentro de seu limite de pagamento, informar ao banco que ajuizará ação judicial com pedido de liminar (pedindo a justiça determine que o banco receba o carro de volta e se abstenha de executar a divida e negativar o nome enquanto o carro não for leiloado) buscando a devolução amigavel do carro junto com outra ação de revisão de contrato denunciando os juros abusivos;
    - Acho importante isso porque assim os caras saberão que estão lidando com um pessoa esclarecida e poderão se mostrar mais flexíveis e poderão apresentar uma proposta mais "palatável" afinal pro banco é mais vantajoso reduzir um pouco os juros e alongar o prazo mas continuar recebendo em dia do que ter que receber um carro já depreciado e esperar leiloar e ainda assim não ter a certeza se o dinheiro obtido no leilão será suficiente pra quitar o saldo devedor.

    Que vocês acham? Sugeri alguma bobagem?
    fairbanks
    fairbanks
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 169
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 24/11/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por fairbanks em Qui 04 Ago 2016, 9:56 am

    Xiola escreveu:
    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para adiar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".

    Bicho, na moral, sou seu fã. mercury mercury mercury
    Xiola
    Xiola
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 514
    Reputação : 69
    Data de inscrição : 18/12/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Xiola em Qui 04 Ago 2016, 10:05 am

    eder.lima escreveu:
    josebarbos escreveu:As dicas do Xiola são valiosas.

    Como bem observado, num último caso, veja que a situação é extrema e envolve até mesmo a colaboração de outros.
    Mas com certeza, é um jeito muito menos difícil como alguns colegas que, infelizmente, atentaram contra a própria vida, num momento de desespero.

    E uma coisa. Nunca tenha dó de banco. Se eles fossem minimamente éticos e corretos nas respectivas condutas, executariam gente a rodo. Por que acham que aceitam a inadimplência "fácil"?

    Disse tudo, José Barbosa. O negócio é não ter pena de banco porque banqueiro é açougueiro, carniceiro mesmo. Lembro que há alguns anos o banco santander (ex banco real) negativou meu nome por conta de um erro de migração de sistema, onde não foi computado uma parcela de consignado que eu tinha junto aquele banco. Em pouco tempo corrigiram, mas entrei com uma ação JEC e recebi uns 6.000,00 a titulo de danos morais. Na época houve quem me dissesse: deixa pra lá, o erro já corrigido. Mas não tive pena e se surgir uma situação dessas novamente, faço a mesma coisa.

    A proposito, sugeri a um amigo meu que teve uma redução renda recente e não mais pode suportar as prestações do carro dele o seguinte procedimento:

    - Ligar para o banco informando a situação e solicitar uma renegociação de contrato buscando reduzir o juro e alongar o prazo de maneira que a parcela fique do tamanho que possa pagar com a nova renda;
    - Ouvir as propostas do banco e caso nenhuma se enquadre dentro de seu limite de pagamento, informar ao banco que ajuizará ação judicial com pedido de liminar (pedindo a justiça determine que o banco receba o carro de volta e se abstenha de executar a divida e negativar o nome enquanto o carro não for leiloado) buscando a devolução amigavel do carro junto com outra ação de revisão de contrato denunciando os juros abusivos;
    - Acho importante isso porque assim os caras saberão que estão lidando com um pessoa esclarecida e poderão se mostrar mais flexíveis e poderão apresentar uma proposta mais "palatável" afinal pro banco é mais vantajoso reduzir um pouco os juros e alongar o prazo mas continuar recebendo em dia do que ter que receber um carro já depreciado e esperar leiloar e ainda assim não ter a certeza se o dinheiro obtido no leilão será suficiente pra quitar o saldo devedor.

    Que vocês acham? Sugeri alguma bobagem?

    Como já tinha um veículo quitado para uso pessoal, certa vez "forcei a barra", e guardei um carro "inadimplente" durante dois anos - na granja de um amigo. Fiquei dois anos esperando por uma eventual "ação de busca e apreensão" , que nunca veio. Por se tratar de um carro velho (ano 2002), acho que eles não fizeram muita questão de o reaverem... Cansado de esperar, procurei o banco, e renegociei, pagando uma parcela 50% menor do que antes. Tive uma boa despesa com motor e a parte elétrica, pois o carro ficou sem rodar por 2 anos...

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Mudando de assunto: agora, toda vez que entro numa agência da CEF/BB pra resolver um problema, lembro do brilhante conselho que recebi do José Barbosa: "nunca se esqueça, o gerente do banco nunca é seu amigo".
    Xiola
    Xiola
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 514
    Reputação : 69
    Data de inscrição : 18/12/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Xiola em Qui 04 Ago 2016, 10:07 am

    fairbanks escreveu:
    Xiola escreveu:
    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para adiar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".

    Bicho, na moral, sou seu fã. mercury mercury mercury

    Obrigado ! Vida longa ao FAIRBANKS !
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2951
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos em Qui 04 Ago 2016, 10:13 am

    eder.lima escreveu:

    Disse tudo, José Barbosa. O negócio é não ter pena de banco porque banqueiro é açougueiro, carniceiro mesmo. Lembro que há alguns anos o banco santander (ex banco real) negativou meu nome por conta de um erro de migração de sistema, onde não foi computado uma parcela de consignado que eu tinha junto aquele banco. Em pouco tempo corrigiram, mas entrei com uma ação JEC e recebi uns 6.000,00 a titulo de danos morais. Na época houve quem me dissesse: deixa pra lá, o erro já corrigido. Mas não tive pena e se surgir uma situação dessas novamente, faço a mesma coisa.

    A proposito, sugeri a um amigo meu que teve uma redução renda recente e não mais pode suportar as prestações do carro dele o seguinte procedimento:

    - Ligar para o banco informando a situação e solicitar uma renegociação de contrato buscando reduzir o juro e alongar o prazo de maneira que a parcela fique do tamanho que possa pagar com a nova renda;
    - Ouvir as propostas do banco e caso nenhuma se enquadre dentro de seu limite de pagamento, informar ao banco que ajuizará ação judicial com pedido de liminar (pedindo a justiça determine que o banco receba o carro de volta e se abstenha de executar a divida e negativar o nome enquanto o carro não for leiloado) buscando a devolução amigavel do carro junto com outra ação de revisão de contrato denunciando os juros abusivos;
    - Acho importante isso porque assim os caras saberão que estão lidando com um pessoa esclarecida e poderão se mostrar mais flexíveis e poderão apresentar uma proposta mais "palatável" afinal pro banco é mais vantajoso reduzir um pouco os juros e alongar o prazo mas continuar recebendo em dia do que ter que receber um carro já depreciado e esperar leiloar e ainda assim não ter a certeza se o dinheiro obtido no leilão será suficiente pra quitar o saldo devedor.

    Que vocês acham? Sugeri alguma bobagem?

    Ele certamente conseguirá uma renegociação. A questão é se será benéfica. Muito provavelmente, os juros serão mais altos (dado o cenário atual), embora consiga alongar o prazo.
    O ideal é tentar vender o carro por conta própria, liquidar/ou amortizar o que der da dívida e tentar renegociar o restante.

    Ir pela via do leilão é complicado, porque o carro certamente será vendido a preço bem abaixo de mercado e a diferença do saldo devedor deverá ser assumida pelo seu amigo.

    Mas o ideal é encaminhar uma proposta, primeiramente. A chance do não será grande, mas pelo menos ele já sabe que não tem esta alternativa.
    analista_ti
    analista_ti
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 244
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 20/02/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por analista_ti em Qui 04 Ago 2016, 10:37 am

    Aqui na 15 trt ainda não apareceu os 5 % ninguem sabe e ninguem viu....necessitava tando deste percentual...
    alface
    alface
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 185
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/03/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por alface em Qui 04 Ago 2016, 11:00 am

    Xiola escreveu:
    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para adiar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em 15 dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".

    like like like like like like like mercury
    avatar
    rogcampinas
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1024
    Reputação : 368
    Data de inscrição : 25/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por rogcampinas em Qui 04 Ago 2016, 11:19 am

    Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por corujito em Qui 04 Ago 2016, 11:37 am

    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Eis a classe média falida, os moralizadores sem moral, ensinando técnicas de ocultação de patrimônio. Aliás, não deixa de ser uma ironia.

    Sintomático.

    sil
    sil
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 58
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 31/01/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por sil em Qui 04 Ago 2016, 11:44 am

    corujito escreveu:
    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Eis a classe média falida, os moralizadores sem moral, ensinando técnicas de ocultação de patrimônio. Aliás, não deixa de ser uma ironia.

    Sintomático.


    Aprendendo com a petralhada....
    avatar
    hs007
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 211
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 15/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por hs007 em Qui 04 Ago 2016, 11:49 am

    corujito escreveu:
    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Eis a classe média falida, os moralizadores sem moral, ensinando técnicas de ocultação de patrimônio. Aliás, não deixa de ser uma ironia.

    Sintomático.


    Pois é... aí vem aquele ditado "ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão..." Afinal, quem roubou primeiro, o PT ou os que não tem como pagar no momento?  A resposta é obvia petralha! É só dar uma olhada na TV de vez em quando...
    Um erro não justifica o outro, mas nesse país de muitos malandros (a maioria petralhas) não temos alternativa a não ser dar um "jeitinho" de nos defender...
    Quem for 100% honesto aqui neste fórum, que atire a próxima pedra, pois é muito fácil criticar atras desse teclado!
    avatar
    rogcampinas
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1024
    Reputação : 368
    Data de inscrição : 25/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por rogcampinas em Qui 04 Ago 2016, 12:03 pm

    Falar o que de um lixo petralha como esse cidadão??? Paga uma de cejotado mas não passa de mais um reles servidor sem cj/fc alguma, cheio de dívidas além de sérios problemas com a patroa. Nunca vi coruja que faz múúú kkkkkk
    fairbanks
    fairbanks
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 169
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 24/11/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por fairbanks em Qui 04 Ago 2016, 12:05 pm

    rogcampinas escreveu:Falar o que de um lixo petralha como esse cidadão??? Paga uma de cejotado mas não passa de mais um reles servidor sem cj/fc alguma, cheio de dívidas além de sérios problemas com a patroa. Nunca vi coruja que faz múúú kkkkkk
    E mercury mercury mercury ssa acusação é grave...
    PCS-TRE
    PCS-TRE
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1771
    Reputação : 154
    Data de inscrição : 27/02/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por PCS-TRE em Qui 04 Ago 2016, 12:20 pm

    corujito escreveu:
    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Eis a classe média falida, os moralizadores sem moral, ensinando técnicas de ocultação de patrimônio. Aliás, não deixa de ser uma ironia.

    Sintomático.





    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por corujito em Qui 04 Ago 2016, 12:23 pm

    Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.

    PCS-TRE
    PCS-TRE
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1771
    Reputação : 154
    Data de inscrição : 27/02/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por PCS-TRE em Qui 04 Ago 2016, 12:26 pm

    corujito escreveu:Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.


    O senhor não sabe de nada.

    Foi apunhalado pelas costas.

    Pede desculpas em nome dos seus companheiros.

    :trollface:

    avatar
    hs007
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 211
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 15/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por hs007 em Qui 04 Ago 2016, 12:33 pm

    corujito escreveu:Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.


    Essa frase me lembra um tal de "lula", que disse que é mais honesto até que o Papa, um verdadeiro "santo", só que não. Em breve será preso...
    Como diz o "bebum": Será que é só eu que bebo? kkkkk
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2951
    Reputação : 404
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos em Qui 04 Ago 2016, 12:42 pm

    corujito escreveu:Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.


    "Eu sou..." é o tipo da frase que é sempre mentirosa e/ou pretensiosa. Deixe a avaliação para os outros. Se alguém realmente te acha "o cara", "honesto", "capaz" etc, lhe dará a devida retribuição.

    Exemplos didáticos:

    Você é F O D A!
    Você é o cara!
    Você é honesto!
    Confio em Você!

    versus

    Eu sou F o D A!
    Eu sou o cara!
    Eu sou honesto!
    Confio em mim!
    Oi
    Oi
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 348
    Reputação : 26
    Data de inscrição : 12/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Oi em Qui 04 Ago 2016, 1:50 pm

    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Em 2009, a minha irmã financiou um GOLF no banco Itaú. Deu 10 mil de entrada e parcelou o restante em 48 vezes. Ela só pagou a primeira parcela... Para frustrar uma possível busca e apreensão, mudou de endereço várias vezes. Como tinha que ir ao trabalho, guardava o carro num estacionamento que ficava a uma quadra do serviço. Trocou todos os telefones, assim não conseguiam contato. Evitava postar sua localização nas redes sociais etc. Este ano, após 6 anos, ela recebeu um email de uma empresa cobrança, oferecendo-lhe uma "proposta irrecusável". Ela entrou em contato e a empresa pediu 35 mil para encerrar o contrato, mas a minha irmã alegou que só tinha 3 mil. Após dois dias, ela recebeu nova proposta: 7.800 (sete mil e oitocentos) para quitar o contrato. Ela aceitou. Fez um empréstimo consignado e pagou o débito. O Itaú desalienou o carro, o gravame foi excluído do SNG. Depois ela vendeu o carro por 32 mil, pagou o empréstimo consignado e ainda ficou com 24 mil de saldo.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Qui 04 Ago 2016, 5:43 pm

    Oi escreveu:
    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Em 2009, a minha irmã financiou um GOLF no banco Itaú. Deu 10 mil de entrada e parcelou o restante em 48 vezes. Ela só pagou a primeira parcela... Para frustrar uma possível busca e apreensão, mudou de endereço várias vezes. Como tinha que ir ao trabalho, guardava o carro num estacionamento que ficava a uma quadra do serviço. Trocou todos os telefones, assim não conseguiam contato. Evitava postar sua localização nas redes sociais etc. Este ano, após 6 anos, ela recebeu um email de uma empresa cobrança, oferecendo-lhe uma "proposta irrecusável". Ela entrou em contato e a empresa pediu 35 mil para encerrar o contrato, mas a minha irmã alegou que só tinha 3 mil. Após dois dias, ela recebeu nova proposta: 7.800 (sete mil e oitocentos) para quitar o contrato. Ela aceitou. Fez um empréstimo consignado e pagou o débito. O Itaú desalienou o carro, o gravame foi excluído do SNG. Depois ela vendeu o carro por 32 mil, pagou o empréstimo consignado e ainda ficou com 24 mil de saldo.

    MP
    Xiola
    Xiola
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 514
    Reputação : 69
    Data de inscrição : 18/12/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Xiola em Sex 05 Ago 2016, 2:40 am

    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

               Exato.   Fui assistente de juiz em VT e, portanto, já trabalhei com o BACEN JUD...  

              Apesar de nunca na vida haver sido "executado" por dívida bancária ou de cartão de crédito - só pra garantir - ponho bens no "CPF" do meu irmãozinho caçula  (em troca, "tirei" uma bela moto pra ele...).

             Quando procuro uma instituição credora para fazer acordo, eles logo constatam que sou um "lascado", sem bens a executar (apesar de viver bem, todo ano viajar pro exterior & comer como um glutão ); aí , eles fazem qualquer negócio...
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj em Qua 14 Set 2016, 3:24 pm

    Pessoal, aceito opinioes... Quebrei!

    Estava com margem zerada de consignado na CEF e me mudei de tribunal ha 2 anos, e com isso "ganhei" a margem de novo , mas como bom devedor ja gastei quase toda margem...

    Ja cortei tudo q podia... to com carro velho , aluguel barato e nao tem mais onde cortar (ainda pago pensao..rs)

    To tentando falar na CEF q nao consigo pagar o consignado para negociar , mas como ainda esta em dia , eles nem respondem...

    To pensando em mudar de banco para credito do salario...viver com o que ganho e deixar os consignados e cartao explodir...

    O que acham ? consequencias ?


    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Qua 14 Set 2016, 5:29 pm

    Flurj escreveu:Pessoal, aceito opinioes... Quebrei!

    Estava com margem zerada de consignado na CEF e me mudei de tribunal ha 2 anos,  e com isso "ganhei" a margem de novo , mas como bom devedor ja gastei quase toda margem...  

    Ja cortei tudo q podia... to com carro velho , aluguel barato e nao tem mais onde cortar (ainda pago pensao..rs)

    To tentando falar na CEF q nao consigo pagar o consignado para negociar , mas como ainda esta em dia , eles nem respondem...

    To pensando em mudar de banco para credito do salario...viver com o que ganho e deixar os consignados e cartao explodir...

    O que acham ? consequencias ?


    Se é que entendi:
    Para de pagar "por fora" o consignado velho, é o único jeito que vejo.
    Entra nas restrições de crédito.
    Espera o banco te procurar, te faz de salame, nisso se passará um bom tempo (um, dois, três anos).
    Após determinado tempo o banco vai te propor algo irrecusável. De regra é isso que acontece.
    Mas as consequências, nesse período - um, dois, três anos... - pra você serão corte de crédito geral por causa das negativações que sofrerá, mas por outro lado terá "de volta" aquela fração salarial que você deve estar usando pra pagar esse consignado velho (que chamei de pagamento "por fora", já que não é descontado em folha).
    Agora, se você nem isso está fazendo (não pagando consignado velho por fora), aí só vejo uma solução: vender patrimônio para fazer uma grana.

    Ah, só paga pensão sem considerar os consignados que vc vez quando era casado se quiser. Aí também reside uma possibilidade, reduzir a pensão levando em conta que os consignados até certo ponto foram para o ente familiar.
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj em Qui 15 Set 2016, 10:55 am

    Exato DJANGO ...
    Estou querendo parar de pagar o "por fora" ... Ser negativado não vejo problema, minha duvida é que como é um valor legal... tudo da uns 120k , sera que a cef vai ficar so na negativacao ??
    Observador
    Observador
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Cargo : Analista de Informática
    Mensagens : 99
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 26/08/2011
    Localização : MPT

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Observador em Qui 15 Set 2016, 11:07 am



    corujito escreveu:Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.

    Xiola
    Xiola
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 514
    Reputação : 69
    Data de inscrição : 18/12/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Xiola em Qui 15 Set 2016, 2:13 pm

    Flurj escreveu:Exato DJANGO ...
    Estou querendo parar de pagar o "por fora" ... Ser negativado não vejo problema, minha duvida é que como é um valor legal... tudo da uns 120k , sera que a cef vai ficar so na negativacao ??

    Flurj, 120k eu não sei...mas devo 35k na CEF há uns 3 anos (ref. ao adiantamento de décimo terceiro e da restituição do imposto de renda).  Recebo o salário nela (conta-salário), mas eles sequer me botaram no SPC/SERASA, quanto mais me executaram....
    avatar
    hs007
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 211
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 15/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por hs007 em Qui 15 Set 2016, 9:17 pm

    Colega, Até aonde sei, salário é impenhorável, salvo se for para pagar alguma dívida de caráter alimentar tipo pensão alimentícia ou dívida trabalhista. Tá no CPC.
    No caso, penso que mesmo que ela te execute, caso não tenha bens a penhorar, a CEF não leva nada, principalmente o seu salário.
    É o que penso a respeito.


    Xiola escreveu:
    Flurj escreveu:Exato DJANGO ...
    Estou querendo parar de pagar o "por fora" ... Ser negativado não vejo problema, minha duvida é que como é um valor legal... tudo da uns 120k , sera que a cef vai ficar so na negativacao ??

    Flurj, 120k eu não sei...mas devo 35k na CEF há uns 3 anos (ref. ao adiantamento de décimo terceiro e da restituição do imposto de renda).  Recebo o salário nela (conta-salário), mas eles sequer me botaram no SPC/SERASA, quanto mais me executaram....
    alface
    alface
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 185
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/03/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por alface em Sex 16 Set 2016, 2:31 pm

    Existe alguma hipótese de sustação de consignado, fora do limite dos 35% da margem? alguma exceção, ou lacuna sobre isso?
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado em Sex 16 Set 2016, 2:58 pm

    alface escreveu:Existe alguma hipótese de sustação de consignado, fora do limite dos 35% da margem? alguma exceção, ou lacuna sobre isso?

    Tem uma decisão do TJ-MG, veja umas páginas atrás, neste tópico.
    Essa decisão considerou como "consignado indireto" eventual empréstimo bancário debitado diretamente na conta bancária do(a) autor(a) da ação, e desta forma a parcela debitada mensalmente soma-se aos descontos em folha (o verdadeiro consignado), fazendo com que a margem de 30% estoure. A decisão limitou o desconto em folha do consignado real a 30%.
    Ainda tem entendimentos que consideram 30% do líquido e não do bruto. Basta pesquisar que se acha.
    alface
    alface
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 185
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/03/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por alface em Sex 16 Set 2016, 3:26 pm

    ok Django. obrigado.
    Alvinegro de Coração
    Alvinegro de Coração
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1539
    Reputação : 395
    Data de inscrição : 23/11/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Alvinegro de Coração em Ter 20 Set 2016, 4:56 pm

    corujito escreveu:Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.


    Prezado Corujito, com todo o respeito, a sua informação está incompleta: faltou falar de Jesus. O correto seria "sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito. Só Jesus foi mais honesto do que eu". Como você deve saber, assim a carga dramática é maior.

    Abraços.
    avatar
    hs007
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 211
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 15/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por hs007 em Ter 20 Set 2016, 8:54 pm

    Cuidado amigo! o Corujito pode ser o Lula infiltrado aqui no fórum.
    Para comprovar a minha suspeita, vamos aguardar o Pichuleco ser preso e aí vocês verão que o Corujito vai sumir...
    Podem esperar! Razz

    Alvinegro de Coração escreveu:
    corujito escreveu:Bom,

    eu sou honesto. E sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito.

    Agora, se vocês são corruptos, não me metam nisso. Tenho nada que ver com essa história.


    Prezado Corujito, com todo o respeito, a sua informação está incompleta: faltou falar de Jesus. O correto seria "sendo honesto posso garantir que neste fórum não há mais honesto do que eu. Pode ser até igualmente honesto. Mais honesto, duvido muito. Só Jesus foi mais honesto do que eu". Como você deve saber, assim a carga dramática é maior.

    Abraços.
    MPU2008
    MPU2008
    Novo Usuário

    Mensagens : 14
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por MPU2008 em Sex 21 Out 2016, 5:53 pm

    Pessoal,

    Alguém sabe me dizer se é muito difícil conseguir êxito numa ação para limitar os descontos dos consignados à margem de 30%?

    Obrigado
    klau
    klau
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 82
    Reputação : 14
    Data de inscrição : 06/07/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por klau em Ter 25 Out 2016, 1:42 pm

    MPU2008 escreveu:Pessoal,

    Alguém sabe me dizer se é muito difícil conseguir êxito numa ação para limitar os descontos dos consignados à margem de 30%?

    Obrigado

    Tenho ação ajuizada desde dezembro do ano passado na Justiça Federal.
    A antecipação de tutela foi indeferida, sob o fundamento que não obstante os descontos efetivamente ultrapassem a margem consignável, tal ocorreu por solicitação do servidor. Particularmente, não estou muito esperançosa.
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3134
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por corujito em Qua 26 Out 2016, 5:31 pm

    Xiola escreveu:
    Fhighlander escreveu:Alguma dica para quem estourou o cartão de crédito e não consegue pagar a dívida?

    Antes de tudo, considere fazer um empréstimo consignado - se achar viável e/ou couber no seu orçamento - pra quitar tudo.  Ou parcelar o total, se puder...

    Se não der, eis as dicas :

    1) parcelar o atual débito total do cartão no maior nº de vezes possível - pra parcela ficar menor - e pagar pelo menos a primeira (entrada), para adiar a "negativação";

    2) dar "k-lote" nesse parcelamento de cartão, cuja dívida no momento é impagável (como vc mesmo disse);

    3 ) abrir imediatamente conta salário noutro banco, para ter crédito fácil, cheque especial, talão de cheques, e fazer logo dois cartões de crédito: VISA e MASTER, ambos com bom limite e internacionais (pois, muitas vezes, uma ou outra bandeira não é bem aceita, mormente nos países da Ásia/Europa oriental);

    4) procurar seu gerente do banco atual -  e dizer que pretende atualizar seus dados cadastrais. Atualizar seu telefone celular, residencial e do trabalho.  Ligar depois para a empresa da qual é cliente (OI, TELEMAR, VIVO etc) e dizer que está "sofrendo ameaças" e que quer trocar o nº do telefone residencial.  Comprar previamente um chip de celular -  cujo nº vc dará ao gerente - e registrá-lo com o CPF de alguém que já faleceu (no meu caso, usei o nome/CPF de papai, que partiu em 1999).  Aí, colega servidor, você já ficou livre de 90% dos cobradores;

    5) Se ligarem no seu trabalho, diga que não é vc, e que a pessoa em questão foi transferida para o TRT/MPU do Amapá (nunca tente justificar nada; nunca diga quem é você).  No meu caso, combinei com os colegas, para eles dizerem que sou "oficial de justiça", e que só venho de 15 em 15 dias na repartição: deu certo, pois há 3 anos pararam de me "pentelhar",

    6) Se possuir carro velho, aproveite para adquirir logo um semi novo (no meu caso específico, adquiri logo dois), antes da "negativação".  Pois depois, com nome "sujo", não poderás financiar outro, durante 5 anos;

    7) Siga os meus conselhos, aproveite a vida e seja feliz !  

    Abraço,  Xiola.

    Obs:daqui a um tempo, quando vc receber uns "atrasados" ou estiver perto de vencer o prazo de 5 anos do SPC/SERASA, procure a empresa de cobrança que está com a dívida do seu cartão, e se ofereça para quitá-la, "desde que eles tirem todos os juros".

    Um mito

    Dívida é dinheiro. E há um sistema poderoso e impenetrável para garantir que só governos e bancos se beneficiem disso.

    Xiola faz parte de um grupo muito, muito seleto.
    juliorjr
    juliorjr
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 183
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 20/06/2012

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por juliorjr em Qua 26 Out 2016, 5:59 pm

    Convidado escreveu:
    Oi escreveu:
    rogcampinas escreveu:Não tiro a razão de quem opta pelo k-lote. A necessidade, causada pelo arrocho salarial imposto pela petralhada, justifica isso. Só faço um pequeno adendo. Enquanto não se negociam as dívidas, só tenham cuidado, pra quem comprar carro novo, de não deixá-lo em seu nome, assim como um segundo bem imóvel ou dinheiro em banco, mesmo que seja poupança ou conta salário (pois o sistema bacenjud vai pelo vinculo do cpf e não diferencia a natureza das contas. Depois pra desbloquear a grana é uma baita dor de cabeça). Em se tratando de veículo que seja objeto de contrato de alienação fiduciária, os direitos dele decorrentes são penhoráveis, ao contrário do arrendamento mercantil (leasing), até pq, nesse caso, o bem fica em nome do banco (mesmo assim, já vi juízes pedirem informações sobre as prestações que faltam para o fim do  contrato). Por via das dúvidas, NADA no nome. Os bancos só fazem acordos vantajosos se tiverem a certeza de que eventual execução será vazia. Quem trabalha em conciliação, pode dizer melhor...

    Em 2009, a minha irmã financiou um GOLF no banco Itaú. Deu 10 mil de entrada e parcelou o restante em 48 vezes. Ela só pagou a primeira parcela... Para frustrar uma possível busca e apreensão, mudou de endereço várias vezes. Como tinha que ir ao trabalho, guardava o carro num estacionamento que ficava a uma quadra do serviço. Trocou todos os telefones, assim não conseguiam contato. Evitava postar sua localização nas redes sociais etc. Este ano, após 6 anos, ela recebeu um email de uma empresa cobrança, oferecendo-lhe uma "proposta irrecusável". Ela entrou em contato e a empresa pediu 35 mil para encerrar o contrato, mas a minha irmã alegou que só tinha 3 mil. Após dois dias, ela recebeu nova proposta: 7.800 (sete mil e oitocentos) para quitar o contrato. Ela aceitou. Fez um empréstimo consignado e pagou o débito. O Itaú desalienou o carro, o gravame foi excluído do SNG. Depois ela vendeu o carro por 32 mil, pagou o empréstimo consignado e ainda ficou com 24 mil de saldo.

    MP

    tua irmã é quase mafiosa kkkkkkkkkkkk pqp! kkkkk

    Conteúdo patrocinado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 11 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex 23 Ago 2019, 10:03 pm