PCS JÁ

PCS JÁ



    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Qua 22 Jul 2015, 8:19 pm


    Amarildô,
    Amarildô,

    Espera a sessão derruba-veto para negociar. Tenha um mínimo de dignidade e deixe o governo te procurar. A força do nosso movimento vai fazer eles te procurarem.

    Por favor, quebra essa.

    Att,

    "Grevista querendo muito pagar para ver".
    CRAZYKONG
    CRAZYKONG
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1000
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 20/06/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por CRAZYKONG Qua 22 Jul 2015, 8:20 pm

    O mais impressionante é que ele elaborou esse lixo de projeto, mesmo sabendo que existiam dezenas de formas mais baratas, mas pra beneficiar a si, e aos seus, concentrou tudo no VB e agora vem dizer que é impagável?

    Vá lá sr. Amarildo e arranque um belo subsídio pra nós então, e abra mão dos seus penduricalhos em solidariedade à sua presidenta e seu projeto de nação. Comece por você a contribuição pro ajuste fiscal!


    _________________
    "O que guarda a sua boca preserva a sua vida; mas o que muito abre os seus lábios traz sobre si a ruína." Provérbios 13:3
    Miseravão
    Miseravão
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 235
    Reputação : 63
    Data de inscrição : 16/04/2015
    Idade : 44
    Localização : Acre

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Miseravão Qua 22 Jul 2015, 8:20 pm

    "Como servidor da Justiça do Trabalho, eu deveria ser favorável a que a Presidente sancionasse nesta terça-feira o aguardado reajuste do Judiciário. Mas antes de servidor público sou cidadão brasileiro, e como tal devo dizer que sou contrário ao reajuste e espero que ele seja vetado..."

    CONTINUA em [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    O que acham? Concordam com os argumentos?
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Qua 22 Jul 2015, 8:23 pm


    Sou favorável a Subsídio, GD, etc ...

    Mas nosso papel agora e cair em cima do veto. Mudar de % para modelo de remuneração é tudo que o MPOG quer para empurrar nossa negociação até Dezembro.
    Perigoso até jogarem na mídia assim, de maldade ... "realmente discute-se desde 2009 reposição para o Judiciário, somos solidários, mas tendo em vista o pedido para mudar forma de remuneração demandar ESTUDOS MAIS COMPLEXOS, pedimos ampla discussão ..."

    CRAZYKONG escreveu:O mais impressionante é que ele elaborou esse lixo de projeto, mesmo sabendo que existiam dezenas de formas mais baratas, mas pra beneficiar a si, e aos seus, concentrou tudo no VB e agora vem dizer que é impagável?

    Vá lá sr. Amarildo e arranque um belo subsídio pra nós então, e abra mão dos seus penduricalhos em solidariedade à sua presidenta e seu projeto de nação. Comece por você a contribuição pro ajuste fiscal!
    andre3107
    andre3107
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 1112
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 31/08/2012
    Localização : Belém/PA

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por andre3107 Qua 22 Jul 2015, 8:25 pm


    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF

    Diretor do Supremo responsável por negociação diz que procurará governo.
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.



    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.

    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.

    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.

    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    saiba mais

    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".

    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.

    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.

    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.

    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.

    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Qua 22 Jul 2015, 8:25 pm

    Concordaria se tivesse data-base, não tivesse meu contra-cheque corroído pela inflação e tivéssemos mínima voz para tentar discutir subsídio, GD, etc.
    Mas como o STF c--- e anda para nós ... GREVE, GREVE, GREVE.

    Miseravão escreveu:"Como servidor da Justiça do Trabalho, eu deveria ser favorável a que a Presidente sancionasse nesta terça-feira o aguardado reajuste do Judiciário. Mas antes de servidor público sou cidadão brasileiro, e como tal devo dizer que sou contrário ao reajuste e espero que ele seja vetado..."

    CONTINUA em [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    O que acham? Concordam com os argumentos?
    CRAZYKONG
    CRAZYKONG
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1000
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 20/06/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por CRAZYKONG Qua 22 Jul 2015, 8:27 pm

    molotov escreveu:
    Sou favorável a Subsídio, GD, etc ...

    Mas nosso papel agora e cair em cima do veto. Mudar de % para modelo de remuneração é tudo que o MPOG quer para empurrar nossa negociação até Dezembro.
    Perigoso até jogarem na mídia assim, de maldade ... "realmente discute-se desde 2009 reposição para o Judiciário, somos solidários, mas tendo em vista o pedido para mudar forma de remuneração demandar ESTUDOS MAIS COMPLEXOS, pedimos ampla discussão ..."

    CRAZYKONG escreveu:O mais impressionante é que ele elaborou esse lixo de projeto, mesmo sabendo que existiam dezenas de formas mais baratas, mas pra beneficiar a si, e aos seus, concentrou tudo no VB e agora vem dizer que é impagável?

    Vá lá sr. Amarildo e arranque um belo subsídio pra nós então, e abra mão dos seus penduricalhos em solidariedade à sua presidenta e seu projeto de nação. Comece por você a contribuição pro ajuste fiscal!


    Claro!

    Só estou apontando a incoerência desse cidadão, que elaborou o pcs e agora diz que é impraticável.


    _________________
    "O que guarda a sua boca preserva a sua vida; mas o que muito abre os seus lábios traz sobre si a ruína." Provérbios 13:3
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 22 Jul 2015, 8:27 pm

    Barentz escreveu:22/07/2015 19h51 - Atualizado em 22/07/2015 19h54
    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.
    Diretor do STF responsável por negociação procurará governo nesta quinta.
    Mariana Oliveira
    Da TV Globo, em Brasília
    FACEBOOK
    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.
    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.
    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.
    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".
    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.
    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.
    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.
    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.
    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.




    O IPCA é considerado o índice oficial brasileiro.

    índices acumulados nos anos:

    Ano Acumulado

    2012 5,83%
    2011 6,50%
    2010 5,90%
    2009 4,31%

    22,54% + 21,3% = 43,84%

    Essa deve ser a negociação mínima que o Amarildo irá conseguir, guir, guir, guir!?


    Última edição por Franzkafka em Qua 22 Jul 2015, 8:30 pm, editado 1 vez(es)
    RVMS
    RVMS
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1355
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 29/07/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por RVMS Qua 22 Jul 2015, 8:28 pm

    Olha a "resposta" do STF. Dilma chamou o Pres. do STF de incompetente e burro, ao dizer que um PL assinado por ele era inconstitucional, e a "defesa" do órgão vem através de um aspone que diz que o Governo fez mesmo certo em vetar. Mundo está perdido mesmo.
    avatar
    talmeida
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 647
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por talmeida Qua 22 Jul 2015, 8:29 pm

    Franzkafka escreveu:
    Barentz escreveu:22/07/2015 19h51 - Atualizado em 22/07/2015 19h54
    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.
    Diretor do STF responsável por negociação procurará governo nesta quinta.
    Mariana Oliveira
    Da TV Globo, em Brasília
    FACEBOOK
    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.
    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.
    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.
    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".
    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.
    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.
    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.
    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.
    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.




    O IPCA é considerado o índice oficial brasileiro.

    índices acumulados nos anos:

    Ano Acumulado

    2012 5,83%
    2011 6,50%
    2010 5,90%
    2009 4,31%

    Total = 43,84%

    Essa deve ser a negociação mínima que o Amarildo irá conseguir, guir, guir, guir!?
    scratch scratch
    avatar
    rogerio-sp
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 588
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por rogerio-sp Qua 22 Jul 2015, 8:30 pm

    Precisamos fazer com que os demais ministros do stf se manifestem. Não é possível que haja concordância dos demais com o que tá ocorrendo.
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1235
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 16/04/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Chuck Coleman Qua 22 Jul 2015, 8:32 pm

    O que dizer de um sujeito que ganha mais de 20k brutos e tira só 6k líquidos?

    Estamos nas mãos de uma pessoa completamente desequilibrada.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 22 Jul 2015, 8:33 pm

    Miseravão escreveu:"Como servidor da Justiça do Trabalho, eu deveria ser favorável a que a Presidente sancionasse nesta terça-feira o aguardado reajuste do Judiciário. Mas antes de servidor público sou cidadão brasileiro, e como tal devo dizer que sou contrário ao reajuste e espero que ele seja vetado..."

    CONTINUA em https://www.facebook.com/mfandrade1/posts/10153145542568167

    O que acham? Concordam com os argumentos?

    Filhinho da mamãe, grudado na barra da saia, e que nem as próprias fraldas deve saber trocar sozinho!!
    Bem remunerado? Só quem não tem família e recebe mas não precisa gastar (e temos outros colegas assim) é que pode ter um pensamento tão imaturo e destoante da realidade.
    Não vou comentar mais, não vale o estresse que me causaria.
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 22 Jul 2015, 8:33 pm

    A categoria autorizou o Amarildo a ir pedir esmola????? PQP com um cara desses. Tem que parar tudo no STF. Meu Deus!!!!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 22 Jul 2015, 8:35 pm

    RVMS escreveu:Olha a "resposta" do STF. Dilma chamou o Pres. do STF de incompetente e burro, ao dizer que um PL assinado por ele era inconstitucional, e a "defesa" do órgão vem através de um aspone que diz que o Governo fez mesmo certo em vetar. Mundo está perdido mesmo.

    duvido muito que o stf se sinta ofendido por não ter podido contemplar seus serviçais com um PCS digno. algum ministro do stf soltou nota de repúdio? acho que não, pois desde janeiro estão nadando $$$!
    na verdade, acho que a dilma falou o seguinte para o lewando em portugal:

    vc me livra do processo do TCU que eu veto o PL 28/2015!
    Del Piero
    Del Piero
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 432
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 17/12/2014
    Localização : Rio de Janeiro

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Del Piero Qua 22 Jul 2015, 8:36 pm

    andre3107 escreveu:
    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF

    Diretor do Supremo responsável por negociação diz que procurará governo.
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.



    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.

    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.

    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.

    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    saiba mais

    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".

    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.

    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.

    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.

    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.

    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Que nojo desse pelego!

    Fred@
    Fred@
    Novo Usuário

    Cargo : Analista
    Mensagens : 21
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/07/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Fred@ Qua 22 Jul 2015, 8:36 pm

    andre3107 escreveu:
    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF

    Diretor do Supremo responsável por negociação diz que procurará governo.
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.



    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.

    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.

    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.

    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    saiba mais

    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".

    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.

    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.

    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.

    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.

    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Isso aí deve ser a senha dele para que o congresso não vote o veto. Armação!
    J. J. Abrams
    J. J. Abrams
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Filosofo
    Mensagens : 1486
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : Sertão

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por J. J. Abrams Qua 22 Jul 2015, 8:37 pm

    Nosso maior desafio é lavar a roupa suja de casa. Não adianta nos atirarmos ao congresso e Amarildo/Lewandowski/Ponciano sairem alardeando campanha diversa/contraria. Ou chegamos a um consenso que o UNICO caminho é derrubada do veto, ou o congresso decretará que o Judiciário não sabe o que quer. Ou se define logo que amarildo e ponciano não nos representam... e que Lewandowski deve tratar com pessoas diferentes os percentuais... ou... já sabem. 2010. 2012, ano passado... É ZERO AMIGO. sem consenso, é ZERO!
    avatar
    rogerio-sp
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 588
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por rogerio-sp Qua 22 Jul 2015, 8:42 pm

    Precisamos enquadrar o STF. Não há outra saída. Urge convocar reunião dos sindicatos com o STF. Eles não podem se recusar a nos receber e negociar à nossa revelia.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 22 Jul 2015, 8:42 pm

    que é isso gente! o Amarildo vai conseguir 43,84% pra nós...
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Qua 22 Jul 2015, 8:43 pm


    Amarildo,

    Tenho a impressão que, além de vc não querer melar o tal ajuste fiscal (com a inflação alheia), não quer PLC 28 para sobrar para CJs, LOMAN e STF/STJ independentes.

    Será?

    Não sei, acho impossível servidores de gabinetes de ministros não se indignarem com a motivação do veto, ou com a subserviência do Doutô ....
    J. J. Abrams
    J. J. Abrams
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Filosofo
    Mensagens : 1486
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : Sertão

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por J. J. Abrams Qua 22 Jul 2015, 8:44 pm

    Agora tem que ter aquilo roxo viu. Pra oficiar a Lewandowski dizendo que Amarildo vieira NÃO MAIS representa a categoria e não pode tomar a frente do Judiciario na definição de nenhum indice. Quero é ver tamanha coragem. Nessa guerra, vamos sair com os mosquetes na mão, mas levando bala nas costas.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 22 Jul 2015, 8:44 pm

    A briga vai ser, primeiro, com o STF. Essa declaracao do Amarildo já deixou claro que vem PL novo aí.
    embuscadeaumento
    embuscadeaumento
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2790
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 05/07/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por embuscadeaumento Qua 22 Jul 2015, 8:47 pm

    Como se pode retomar algo que nunca existiu?
    seu Mamute de Estimação
    seu Mamute de Estimação
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 412
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 18/07/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por seu Mamute de Estimação Qua 22 Jul 2015, 8:47 pm

    Fred@ escreveu:
    andre3107 escreveu:
    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF

    Diretor do Supremo responsável por negociação diz que procurará governo.
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.



    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.

    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.

    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.

    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    saiba mais

    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".

    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.

    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.

    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.

    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.

    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Isso aí deve ser a senha dele para que o congresso não vote o veto. Armação!


    quanta mentira! tudo enrolação deste governo em conjunto com stf, e quer jogar nas costas dos trabalhadores. o pl 6613 tá lá na camara, se tivesse mesmo alguma possibilidade de proposta decente era só apresentar o substitutivo e em uma semana aprovava tudo nos plenarios e sancionava.  segue o teatro da enrolação conjunta para dar uma merraquinha só bem lá na frente, se derem. O objetivo conjunto é começarem do "0", zero mesmo!, só pra jogar água na luta pela queda do veto e não desgastar mais ainda a sapiens no congresso
    embuscadeaumento
    embuscadeaumento
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2790
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 05/07/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por embuscadeaumento Qua 22 Jul 2015, 8:48 pm

    AJEM-TRT escreveu:A briga vai ser, primeiro, com o STF. Essa declaracao do Amarildo já deixou claro que vem PL novo aí.

    A ilusão recomeça
    avatar
    HOMEMBOM
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 41
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por HOMEMBOM Qua 22 Jul 2015, 8:48 pm

    CRAZYKONG escreveu:O mais impressionante é que ele elaborou esse lixo de projeto, mesmo sabendo que existiam dezenas de formas mais baratas, mas pra beneficiar a si, e aos seus, concentrou tudo no VB e agora vem dizer que é impagável?

    Vá lá sr. Amarildo e arranque um belo subsídio pra nós então, e abra mão dos seus penduricalhos em solidariedade à sua presidenta e seu projeto de nação. Comece por você a contribuição pro ajuste fiscal!
    Boa!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 22 Jul 2015, 8:50 pm

    embuscadeaumento escreveu:
    AJEM-TRT escreveu:A briga vai ser, primeiro, com o STF. Essa declaracao do Amarildo já deixou claro que vem PL novo aí.

    A ilusão  recomeça

    Falo em PL para sabotar a briga pela derrubada do veto. PL novo nos moldes do 21% em 4 anos.
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 22 Jul 2015, 8:51 pm

    Todos os sindicatos não dominados pelos pelegos deveriam encaminhar um ofício conjunto ao STF exigindo que o Lesando cumpra sua palavra (tá, eu acredito em duendes), ou seja, espere a decisão sobre o veto e desautorize qualquer servidor a negociar qualquer coisa com o Executivo.

    Somente os sindicatos são aptos a negociar e não queremos negociação agora e nem que qualquer eventual negociação seja conduzida por um Sr. amigo do Poncianus. Tem que acabar com esse costume imbecil do DG do STF elaborar um plano horrível e depois querer que seja vetado. É o ateste da própria incompetência. Pessoal da FEnajufe e Sindjus têm que cercar o stf e exigir isso. Chega dessa palhaçada.

    Daqui a pouco anunciam 22% em 4 anos ou então um falso acordo pra forçar o fim da greve. Não acredito numa palavra que sai da boca da cúpula do dessa autarquia.
    JamesHunt
    JamesHunt
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 159
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 21/04/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por JamesHunt Qua 22 Jul 2015, 8:52 pm

    Cornetas e tomates no STF!
    embuscadeaumento
    embuscadeaumento
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2790
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 05/07/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por embuscadeaumento Qua 22 Jul 2015, 8:53 pm

    AJEM-TRT escreveu:
    embuscadeaumento escreveu:
    AJEM-TRT escreveu:A briga vai ser, primeiro, com o STF. Essa declaracao do Amarildo já deixou claro que vem PL novo aí.

    A ilusão  recomeça

    Falo em PL para sabotar a briga pela derrubada do veto. PL novo nos moldes do 21% em 4 anos.

    Isso aí é só pra esfriar os ânimos e inibir uma possível derrubada de veto! Eu enxergo ou a derrubada do veto ou 21% se quiser Só. Negociacao é um "contrato de adesão " "Quer 21% de aumento? Não , passa a vez"
    macfly
    macfly
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1190
    Reputação : 45
    Data de inscrição : 17/10/2014
    Localização : HILL VALLEY - CALIFÓRNIA

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por macfly Qua 22 Jul 2015, 8:56 pm

    CRAZYKONG escreveu:O mais impressionante é que ele elaborou esse lixo de projeto, mesmo sabendo que existiam dezenas de formas mais baratas, mas pra beneficiar a si, e aos seus, concentrou tudo no VB e agora vem dizer que é impagável?

    Vá lá sr. Amarildo e arranque um belo subsídio pra nós então, e abra mão dos seus penduricalhos em solidariedade à sua presidenta e seu projeto de nação. Comece por você a contribuição pro ajuste fiscal!



    Perfect!
    Pedro Augusto
    Pedro Augusto
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 723
    Reputação : 28
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Pedro Augusto Qua 22 Jul 2015, 8:57 pm

    O interessante é que segundo o Amarildo o Governo nem se mexeu após o veto e que STF é que teve de ir ao encontro do Executivo para retomar a mendicância. Meu Deus.
    charles41
    charles41
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 672
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 19/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por charles41 Qua 22 Jul 2015, 8:59 pm

    seu Mamute de Estimação escreveu:
    Fred@ escreveu:
    andre3107 escreveu:
    Negociação do reajuste de servidores será retomada nesta quinta, diz STF

    Diretor do Supremo responsável por negociação diz que procurará governo.
    Presidente Dilma vetou reajuste de até 78,5% para servidores do Judiciário.



    O diretor-geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Vieira, afirmou no início da noite desta quarta-feira (22) que vai procurar o Ministério do Planejamento nesta quinta (23) para retomar as negociações para o reajuste dos servidores do Judiciário.

    Vieira é o representante do Supremo nas negociações com o governo federal. O "Diário Oficial da União" desta quarta trouxe o veto integral da presidente ao projeto que previa reajuste médio de 59% nos salários dos servidores – os aumentos iriam de 53% a 78,5%, variando de acordo com o cargo. A estimativa era de impacto de R$ 25,7 bilhões nos gastos nos próximos quatro anos.

    Segundo Amarildo Vieira, as negociações estavam sendo realizadas entre Supremo e governo até que o Senado aprovou, em 30 de junho, o projeto de reajuste devido à pressão e à "precipitação" das entidades sindicais.

    O diretor disse que isso prejudicou a negociação, que foi paralisada e terá de ser reiniciada. Ele explicou que o consenso, antes da aprovação, era de que o pagamento seria feito em quatro anos e a partir de 2016. Um percentual ainda estava em discussão.
    saiba mais

    Além disso, o governo também concordou que os servidores do Judiciário estavam com maior defasagem salarial e teriam "tratamento diferenciado".

    "Com o projeto vetado, teremos que começar a negociação de novo. Se estivesse em andamento, poderíamos tentar aprovar um substitutivo [texto diferente]. Isso aconteceu por precipitação de entidades sindicais, que queriam resolver com pressa, sem acordo. Muitos senadores disseram que, sem acordo, haveria veto. Mas o movimento estava muito radicalizado", declarou.

    O diretor do Supremo informou ainda que o Judiciário não aceitará receber o mesmo reajuste do Executivo, de 21,3% divididos em quatro anos. "Já há consenso de que teremos tratamento diferenciado", afirmou.

    Segundo Vieira, o Planejamento reconhece que, diferentemente dos servidores do Executivo, os servidores do Judiciário não receberam nenhum aumento entre 2009 e 2012.

    Vieira informou ainda que os servidores decidiram em assembleia nesta quarta estender a greve, que já dura quase dois meses, na tentativa de pressionar o Congresso Nacional pela derrubada do veto. Mas, esclareceu, o Supremo não crê na possibilidade de derrubada.

    "E o dinheiro para pagar? Onde se consegue R$ 10,5 bilhões? Precisamos negociar e vamos procurar o governo amanhã [quinta]", disse.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Isso aí deve ser a senha dele para que o congresso não vote o veto. Armação!


    quanta mentira! tudo enrolação deste governo em conjunto com stf, e quer jogar nas costas dos trabalhadores. o pl 6613 tá lá na camara, se tivesse mesmo alguma possibilidade de proposta decente era só apresentar o substitutivo e em uma semana aprovava tudo nos plenarios e sancionava.  segue o teatro da enrolação conjunta para dar uma merraquinha só bem lá na frente, se derem. O objetivo conjunto é começarem do "0", zero mesmo!, só pra jogar água na luta pela queda do veto e não desgastar mais ainda a sapiens no congresso

    realmente fazem como um gato faz com um rato antes de devorá-lo, brinca bem!
    carloshb
    carloshb
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 77
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 08/07/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por carloshb Qua 22 Jul 2015, 9:01 pm

    Negociacao so depois da tentativa de derrrubar o veto... os sindicatos tem q tomar posicao e impedir q esse escroque desse amarildo negocie qualquer coisa!
    mineiro
    mineiro
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 299
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 02/09/2011
    Localização : brasília

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por mineiro Qua 22 Jul 2015, 9:03 pm

    Dia 16 promete gente! a rua é nossa força!!

    Chega de petistas nas instancias decisórias desse país!
    carloshb
    carloshb
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 77
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 08/07/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por carloshb Qua 22 Jul 2015, 9:03 pm

    Negociacao so depois da tentativa de derrrubar o veto... os sindicatos tem q tomar posicao e impedir q esse escroque desse amarildo negocie qualquer coisa!
    KDOAumento
    KDOAumento
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 40
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 07/01/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty A volta do subsídio

    Mensagem por KDOAumento Qua 22 Jul 2015, 9:04 pm

    Este um bom momento para uma campanha forte pró-subsídio.
    Fred@
    Fred@
    Novo Usuário

    Cargo : Analista
    Mensagens : 21
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/07/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Fred@ Qua 22 Jul 2015, 9:06 pm

    AJEM-TRT escreveu:A briga vai ser, primeiro, com o STF. Essa declaracao do Amarildo já deixou claro que vem PL novo aí.

    Se for enviar PL o STF vai fazer após o prazo do veto, mas vai fazer isso para que se dê tempo do executivo acordar com os STF.
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 22 Jul 2015, 9:06 pm

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]



    "Tem vetos aí que podem dar mais problema que a redução da meta".

    Parece que o Cunha está convertido à causa do Lesando mesmo.

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 24 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 06 Dez 2021, 11:37 pm