PCS JÁ

PCS JÁ



    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    paulosl
    paulosl
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1317
    Reputação : 84
    Data de inscrição : 11/05/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por paulosl Ter 04 Ago 2015, 1:46 pm

    O START DO IMPEACHMENT FOI DADO. TEMER ASSUMIRA.

    TEREMOS AUMEMTO.
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Ter 04 Ago 2015, 1:47 pm

    O galera dos boatos, tabelas com % menos sem mostrar que o valor seria somente em 2019 (DEZENOVE) ???

    Menos né.

    Foco é derrubar o veto. Tem áudio de antigão do Paraná citando que os colegas dele, na média, perderão R$ 3.500,00 nas história dos quintos e que isso representaria 40% dos rendimentos deles.

    Então caso não venham os 56% vão sair devendo ... hehe
    carloshb
    carloshb
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 77
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 08/07/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por carloshb Ter 04 Ago 2015, 1:48 pm

    Acho que só nos resta fazer 2 coisas: protestar contra essa proposta de PL rebaixado deixando claro que não aceitamos isso, queremos primeiro a apreciação do veto. E continuar arduamente o trabalho no senado e na camara na coleta de compromissos pra derrubada do PL. Não podemos perder o foco, a derrubada do veto é possível e o PLC 28 continua vivo. Temos que ser focados e fortes, continuemos a luta!
    O BRASIL É NOSSO
    O BRASIL É NOSSO
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 185
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 29/09/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por O BRASIL É NOSSO Ter 04 Ago 2015, 1:49 pm

    paulosl escreveu:O START DO IMPEACHMENT FOI DADO. TEMER ASSUMIRA.

    TEREMOS AUMEMTO.
    memelol memelol memelol :nervoso: :nervoso:
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Ter 04 Ago 2015, 1:50 pm

    Como disse um parlamentar aí ... só com 30 mil pessoas no dia da sessão para pressionar.

    É conseguir os compromissos e sair ás ruas para garantir.

    peixepf escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    O Cunha já falou que é contra, o Lewandólares também, agora o Renam também ?!
    Essa é a última pá de cal.
    Dureza.
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Ter 04 Ago 2015, 1:52 pm


    Gostaria de acreditar nisso, mas na autarquia (essa do executivo mesmo, hehe) que trabalhava o chefe é de fora dos quadros, indicado pelo Cunha e está tranquilão por lá.

    Sem menção alguma de sair. É teatro para liberar as emendas parlamentares e, no caso do Cunha, adrenalina para tentar melar a lava-jato.

    O BRASIL É NOSSO escreveu:
    paulosl escreveu:O START DO IMPEACHMENT FOI DADO. TEMER ASSUMIRA.

    TEREMOS AUMEMTO.
    memelol memelol memelol :nervoso: :nervoso:
    O BRASIL É NOSSO
    O BRASIL É NOSSO
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 185
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 29/09/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por O BRASIL É NOSSO Ter 04 Ago 2015, 1:53 pm

    O BRASIL É NOSSO escreveu:
    paulosl escreveu:O START DO IMPEACHMENT FOI DADO. TEMER ASSUMIRA.

    TEREMOS AUMEMTO.
    memelol memelol memelol :nervoso: :nervoso:

    Duas gêmeas ligadas ao PT e aos negócios do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu - preso nesta segunda-feira (3) na 17ª fase da Operação Lava Jato - são investigadas como elo da propina paga pelo lobista Milton Pascowitch e podem levar as investigações à campanha presidencial de 2010, quando a presidente Dilma Roussef foi eleita sucessora de Luiz Inácio Lula da Silva.
    Leia mais em: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Ter 04 Ago 2015, 1:54 pm

    1º Apreciação do Veto
    2º Outro PL ??? Tem data-base ???



    carloshb escreveu:Acho que só nos resta fazer 2 coisas: protestar contra essa proposta de PL rebaixado deixando claro que não aceitamos isso, queremos primeiro a apreciação do veto. E continuar arduamente o trabalho no senado e na camara na coleta de compromissos pra derrubada do PL. Não podemos perder o foco, a derrubada do veto é possível e o PLC 28 continua vivo. Temos que ser focados e fortes, continuemos a luta!
    VictorAlbuquerque
    VictorAlbuquerque
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 581
    Reputação : 120
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty RATIFICANDO...

    Mensagem por VictorAlbuquerque Ter 04 Ago 2015, 1:55 pm

    Galera,

    Conversando com o mesmo sindicalista que me disse que essa proposta de fato existe, ele me disse que, segundo o STF, nem se ele quisesse, poderia incluir os valores do PLC no orçamento do judiciário. Me explicou que, por ter sido vetado o PL, este não pode ser incluído no orçamento.

    De fato, achei estranha essa explicação, já que se há a possibilidade de incluir os valores relativos a um PL que sequer foi votado nas comissões, como aconteceu no ano passado, por que razão não seria possível incluir os valores relativos a um PL já aprovado pelo CN e vetado pela Dilmônia.

    Como vcs estão sempre bem informados no que se refere ao processo legislativo, seria possível esclarecer essa dúvida...

    NO AGUARDO...
    celsoant
    celsoant
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista, técnico até ontem
    Mensagens : 4473
    Reputação : -69
    Data de inscrição : 17/11/2010
    Localização : CNMP

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por celsoant Ter 04 Ago 2015, 1:58 pm

    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Sério, não me diga... Nosso "salvador" Renan já tá roendo a corda?
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Ter 04 Ago 2015, 1:59 pm

    Já que o pessoal tem uma tara por boato, vou soltar um aqui, só que do executivo.

    Um amigo da autarquia que trabalhava disse que torcem pela derrubada do veto ao nosso PLC 28 e que o INSS colocou na mesa 19% em 2 anos para acabar a greve.

    Então ... os sindicatos por aí estão esperando nós e INSS.

    Aí aqui o pessoal insiste em manter a tara por boato EM 4 ANOS. Por favor, é PLC 28 ....
    avatar
    uaisô
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 100
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 10/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por uaisô Ter 04 Ago 2015, 2:00 pm

    se o renan falou isso é game over
    comedordepequi
    comedordepequi
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 190
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por comedordepequi Ter 04 Ago 2015, 2:01 pm

    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    A pauta da apreciação do veto no dia 18/08 pode ser uma bela armadilha.
    NANTUNES80
    NANTUNES80
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 404
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 09/09/2013

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por NANTUNES80 Ter 04 Ago 2015, 2:02 pm

    cadumsx escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    "Numa mudança de postura, o peemedebista sinalizou que não é a favor da derrubada do veto da proposta que concede reajuste de até 78% para servidores do Poder Judiciário. Cabe a ele, como presidente do Congresso, convocar a sessão das duas Casas Legislativas para apreciar a demanda. Isso deve ocorrer na terceira semana de agosto."

    Já era então. O Renan era minha última esperança quanto ao PL.
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Ter 04 Ago 2015, 2:03 pm

    Ele só tem um voto. E pelo menos coloca as coisas em votação.
    Não esqueçam que a votação será na semana seguinte ao protesto.
    Os restante dos parlamentares podem ver nosso PLC como bomba para afundar a Dilma.

    Acho até bom ele falar isso tão antes. Podemos investir na reunião de 30 mil pessoas por lá.

    uaisô escreveu: se o renan falou isso é game over
    Subsidiado
    Subsidiado
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2425
    Reputação : 60
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : FPolis

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Subsidiado Ter 04 Ago 2015, 2:07 pm

    cadumsx escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    "Numa mudança de postura, o peemedebista sinalizou que não é a favor da derrubada do veto da proposta que concede reajuste de até 78% para servidores do Poder Judiciário. Cabe a ele, como presidente do Congresso, convocar a sessão das duas Casas Legislativas para apreciar a demanda. Isso deve ocorrer na terceira semana de agosto."

    Pelo menos ele não estava entre os Amigos do Judiciário.

    Pior será se os que declararam apoio começarem a mudar de ideia...

    Renan tem é que colocar em votação. E isso, sinceramente, acho que ele é obrigado a fazer. Ou então tranca a pauta.

    Se ele é a favor ou contra não mudará muito.
    peixepf
    peixepf
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 805
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 27/10/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por peixepf Ter 04 Ago 2015, 2:08 pm

    molotov escreveu:Ele só tem um voto. E pelo menos coloca as coisas em votação.
    Não esqueçam que a votação será na semana seguinte ao protesto.
    Os restante dos parlamentares podem ver nosso PLC como bomba para afundar a Dilma.

    Acho até bom ele falar isso tão antes. Podemos investir na reunião de 30 mil pessoas por lá.

    uaisô escreveu: se o renan falou isso é game over

    Só se uns 29.500 de fora forem lá.
    Por que se depender da maioria do pessoal de BSB... tamo perdido...
    alecspe
    alecspe
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1532
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 07/11/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por alecspe Ter 04 Ago 2015, 2:09 pm

    NANTUNES80 escreveu:
    cadumsx escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    "Numa mudança de postura, o peemedebista sinalizou que não é a favor da derrubada do veto da proposta que concede reajuste de até 78% para servidores do Poder Judiciário. Cabe a ele, como presidente do Congresso, convocar a sessão das duas Casas Legislativas para apreciar a demanda. Isso deve ocorrer na terceira semana de agosto."

    Já era então. O Renan era minha última esperança quanto ao PL.

    Esse é o problema. Achar que a solução está num "salvador da pátria". Desde o início só devemos contar conosco. Sabe pq o Senado aprovou o PL no plenário? Não foi para "ensinar" nada a Dilma, nem obra da revolta republicana dos senadores. Na verdade foi fruto do trabalho exercido no CN pelos servidores ao solicitar apoio mostrando os dados da defasagem salarial, e no dia da votação, a imensa manifestação popular nos arredores do Congresso. Aí está a resposta: colocar 10.000 pessoas com cornetas, faixas e gritos de guerra, no dia da votação do veto ao PLC/28, para "forçar" os parlamentares e votarem a nosso favor.
    Agora se alguém prefere colocar todas as fichas no deputado A ou senador B, não há o que fazer.
    Rumo à derrubada do veto.
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Maisquevencedor Ter 04 Ago 2015, 2:10 pm

    Recebeu o $eu, sem nenhuma dúvida! Vamos, agora, bater todas as metas do CNJ, né?


    NANTUNES80 escreveu:
    cadumsx escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    "Numa mudança de postura, o peemedebista sinalizou que não é a favor da derrubada do veto da proposta que concede reajuste de até 78% para servidores do Poder Judiciário. Cabe a ele, como presidente do Congresso, convocar a sessão das duas Casas Legislativas para apreciar a demanda. Isso deve ocorrer na terceira semana de agosto."

    Já era então. O Renan era minha última esperança quanto ao PL.
    euquerodignidade
    euquerodignidade
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 208
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 03/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por euquerodignidade Ter 04 Ago 2015, 2:10 pm

    comedordepequi escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    A pauta da apreciação do veto no dia 18/08 pode ser uma bela armadilha.

    Realmente, nosso PLC 28/2015 não é uma pauta bomba. É uma pauta SOCIAL.
    Nilo
    Nilo
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Administrativo, C-13
    Mensagens : 551
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 22/06/2015
    Localização : São Paulo - SP.

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Nilo Ter 04 Ago 2015, 2:12 pm

    jgpg escreveu:

    Funcionalismo: semana decisiva



    Alessandra Horto e Hélio Almeida
    O Dia      -     04/08/2015


    Semana será decisiva para a greve dos servidores federais. O funcionalismo fez contraproposta de aumento de 19,07% em 2016 — a inicial era de 27%. O governo oferece 21,3%, fracionado em quatro anos. De acordo com Sérgio Ronaldo, da Condsef, a categoria tem pressa em chegar a acordo, devido ao prazo-limite para que o Executivo encaminhe ao Legislativo projetos de lei que concedem o reajuste. “A expectativa é que o governo nos chame para negociar até quarta-feira (amanhã)”, explicou.


    Pessoal, acima de tudo "D'ONT PANIC"  :guy:

    Se você está ansioso, lembre-se que o lado de lá está a base de calmantes há muito tempo.

    Se você está desesperado, leia o texto abaixo e ria um pouco da desgraça dos inimigos.

    lol2   lol2   lol2   lol2


    Cunha e Dilma sentem o desgosto que Jânio Quadros e Getúlio Vargas provaram


    Agosto, mês do desgosto. O oitavo mês do ano reserva histórias de amargar na política brasileira. Em 1954, Getúlio Vargas se matou. Em 1961, Jânio Quadros renunciou. Em 2015, o clima esquenta outra vez. A presidente Dilma Rousseff (PT) e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), estão na berlinda.

    Dilma terá um mês difícil e decisivo. O TCU (Tribunal de Contas da União) deve concluir o julgamento das contas de 2014 da gestão. O ministro Augusto Nardes, relator do parecer sobre as contas, apontou irregularidades como as "pedaladas fiscais", que seriam manobras para simular uma situação contábil melhor que a real. Em caso de rejeição das contas, o papel de Dilma será julgado pelo Congresso. Opositores querem fazer da eventual reprovação o pontapé inicial para o processo de impeachment da presidente.

    No TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ações da oposição contra as contas da presidente na campanha eleitoral de 2014 também devem ser julgadas neste mês. O PSDB acusa a campanha petista de usar dinheiro proveniente de corrupção.

    O Congresso pode ser outro obstáculo para Dilma. Após a volta do recesso de julho, senadores e deputados federais podem colocar em votação pautas que aumentam os gastos do governo e impor novas derrotas à petista.

    Além disso, movimentos contrários à presidente prometem realizar manifestações no país no dia 16.

    Não é só Dilma que enfrenta turbulências neste mês. A operação Lava Jato vem respingando em políticos como Eduardo Cunha e pode produzir novos efeitos em agosto. Cunha e o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) correm o risco de serem denunciados nas próximas semanas.

    Em julho, veio à tona a acusação do lobista Julio Camargo, que afirmou ter pagado US$ 5 milhões em propina a Cunha. A advogada Beatriz Catta Preta, que representava Camargo, acusou aliados de Cunha na CPI da Petrobras de tentar intimidá-la. Acusação similar à feita pelo doleiro Alberto Youssef. Deputados federais, inclusive do próprio PMDB, já pediram a saída do peemedebista da presidência da Câmara.

    Preso nesta segunda-feira (3), o ex-ministro José Dirceu foi o primeiro político a sentir o dissabor no mês atual.

    Desgostos de agosto na história


    O suicídio de Getúlio Vargas


    Vargas chegou ao poder pela Revolução de 1930 e governou o país por 15 anos, boa parte do período via ditadura. Em 1951, voltou à presidência pelo voto popular. Pressionado pela oposição e por setores das Forças Armadas durante uma grave crise política, Vargas se matou com um tiro peito no palácio do Catete, no Rio, em 24 de agosto de 1954.

    A renúncia de Jânio Quadros

    Eleito presidente em 1960, Jânio Quadros teve um mandato curto, de apenas sete meses. As medidas que tomou desagradaram os próprios aliados. Com a base de apoio deteriorada, ele renunciou ao cargo durante em 25 de agosto de 1961.

    O derrame de Costa e Silva

    O general Artur da Costa e Silva foi o segundo militar a presidir o país na ditadura. Chegou à presidência em 1967 e foi o responsável pela institucionalização da ditadura, com o fechamento do Congresso e a edição do AI-5 (Ato Institucional nº 5), que suspendeu as liberdades democráticas e os direitos constitucionais. Em agosto de 1969, sofreu um derrame e ficou impossibilitado de permanecer no cargo. Os militares formaram uma junta para substitui-lo temporariamente. Costa e Silva morreu em dezembro daquele ano. Antes disso, em outubro, o general Emília Garrastazu Médici foi designado presidente.

    O "Fora Collor"

    Eleito presidente em 1989 pelo PRN, Fernando Collor assumiu o cargo em 1990 e viu sua popularidade despencar. Atolado em uma crise política, cercado por denúncias e pressionado por uma CPI, Collor começou a ser alvo de protestos nas ruas em agosto de 1992. No dia 13 daquele ano, ele pediu que o povo fosse às ruas no domingo seguinte, dia 16, vestindo verde e amarelo para manifestar-lhe apoio. Acabou provocando mais protestos contra ele e o crescimento da campanha "Fora Collor". A pressão aumentou, e o Congresso aprovou seu impeachment no mês seguinte.

    O acidente de Eduardo Campos

    Ministro durante o governo Lula e governador de Pernambuco por dois mandatos, Eduardo Campos despontou como nova liderança política e lançou-se candidato a presidente em 2014. Logo após gravar os primeiros programas de TV e rádio, Campos morreu em um acidente aéreo em Santos, no litoral paulista, na manhã de 13 de agosto do ano passado. Os dois pilotos e quatro colaboradores da campanha também morreram. Eles vinham do Rio de Janeiro. Campos aparecia em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto e foi substituído pela ex-senadora Marina Silva na chapa do PSB.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    comedordepequi
    comedordepequi
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 190
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por comedordepequi Ter 04 Ago 2015, 2:13 pm

    Subsidiado escreveu:
    cadumsx escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    "Numa mudança de postura, o peemedebista sinalizou que não é a favor da derrubada do veto da proposta que concede reajuste de até 78% para servidores do Poder Judiciário. Cabe a ele, como presidente do Congresso, convocar a sessão das duas Casas Legislativas para apreciar a demanda. Isso deve ocorrer na terceira semana de agosto."

    Pelo menos ele não estava entre os Amigos do Judiciário.

    Pior será se os que declararam apoio começarem a mudar de ideia...

    Renan tem é que colocar em votação. E isso, sinceramente, acho que ele é obrigado a fazer. Ou então tranca a pauta.

    Se ele é a favor ou contra não mudará muito.

    Na verdade, muda muito.

    Como líder partidário, a posição dele é orientativa, e pode vincular os demais parlamentares, podendo sujeitá-los, dependendo do caso, até mesmo a punições administrativas dentro da agremiação partidária.

    Particularmente, não sei se o melhor caminho é votar em agosto. Caso o veto seja derrubado, estaremos sem nenhuma ferramenta de pressão e em momento crucial - o de fechamento do orçamento.
    desavisado
    desavisado
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 109
    Reputação : 22
    Data de inscrição : 29/07/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por desavisado Ter 04 Ago 2015, 2:13 pm

    O Renan é (muito) político. Vai dizer em público que não é favorável ao reajuste, mas que tem a obrigação de por em pauta. Se aprovado, foi o Congresso.

    A arte de agradar a todos.
    GIGANTINHO
    GIGANTINHO
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 249
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 16/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por GIGANTINHO Ter 04 Ago 2015, 2:15 pm

    Nilo escreveu:
    jgpg escreveu:

    Funcionalismo: semana decisiva







    Alessandra Horto e Hélio Almeida
    O Dia      -     04/08/2015


    Semana será decisiva para a greve dos servidores federais. O funcionalismo fez contraproposta de aumento de 19,07% em 2016 — a inicial era de 27%. O governo oferece 21,3%, fracionado em quatro anos. De acordo com Sérgio Ronaldo, da Condsef, a categoria tem pressa em chegar a acordo, devido ao prazo-limite para que o Executivo encaminhe ao Legislativo projetos de lei que concedem o reajuste. “A expectativa é que o governo nos chame para negociar até quarta-feira (amanhã)”, explicou.


    Pessoal, acima de tudo "D'ONT PANIC"  :guy:

    Se você está ansioso, lembre-se que o lado de lá está a base de calmantes há muito tempo.

    Se você está desesperado, leia o texto abaixo e ria um pouco da desgraça dos inimigos.

    lol2   lol2   lol2   lol2


    Cunha e Dilma sentem o desgosto que Jânio Quadros e Getúlio Vargas provaram






    Agosto, mês do desgosto. O oitavo mês do ano reserva histórias de amargar na política brasileira. Em 1954, Getúlio Vargas se matou. Em 1961, Jânio Quadros renunciou. Em 2015, o clima esquenta outra vez. A presidente Dilma Rousseff (PT) e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), estão na berlinda.

    Dilma terá um mês difícil e decisivo. O TCU (Tribunal de Contas da União) deve concluir o julgamento das contas de 2014 da gestão. O ministro Augusto Nardes, relator do parecer sobre as contas, apontou irregularidades como as "pedaladas fiscais", que seriam manobras para simular uma situação contábil melhor que a real. Em caso de rejeição das contas, o papel de Dilma será julgado pelo Congresso. Opositores querem fazer da eventual reprovação o pontapé inicial para o processo de impeachment da presidente.

    No TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ações da oposição contra as contas da presidente na campanha eleitoral de 2014 também devem ser julgadas neste mês. O PSDB acusa a campanha petista de usar dinheiro proveniente de corrupção.

    O Congresso pode ser outro obstáculo para Dilma. Após a volta do recesso de julho, senadores e deputados federais podem colocar em votação pautas que aumentam os gastos do governo e impor novas derrotas à petista.

    Além disso, movimentos contrários à presidente prometem realizar manifestações no país no dia 16.

    Não é só Dilma que enfrenta turbulências neste mês. A operação Lava Jato vem respingando em políticos como Eduardo Cunha e pode produzir novos efeitos em agosto. Cunha e o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) correm o risco de serem denunciados nas próximas semanas.

    Em julho, veio à tona a acusação do lobista Julio Camargo, que afirmou ter pagado US$ 5 milhões em propina a Cunha. A advogada Beatriz Catta Preta, que representava Camargo, acusou aliados de Cunha na CPI da Petrobras de tentar intimidá-la. Acusação similar à feita pelo doleiro Alberto Youssef. Deputados federais, inclusive do próprio PMDB, já pediram a saída do peemedebista da presidência da Câmara.

    Preso nesta segunda-feira (3), o ex-ministro José Dirceu foi o primeiro político a sentir o dissabor no mês atual.

    Desgostos de agosto na história






    O suicídio de Getúlio Vargas






    Vargas chegou ao poder pela Revolução de 1930 e governou o país por 15 anos, boa parte do período via ditadura. Em 1951, voltou à presidência pelo voto popular. Pressionado pela oposição e por setores das Forças Armadas durante uma grave crise política, Vargas se matou com um tiro peito no palácio do Catete, no Rio, em 24 de agosto de 1954.

    A renúncia de Jânio Quadros





    Eleito presidente em 1960, Jânio Quadros teve um mandato curto, de apenas sete meses. As medidas que tomou desagradaram os próprios aliados. Com a base de apoio deteriorada, ele renunciou ao cargo durante em 25 de agosto de 1961.

    O derrame de Costa e Silva





    O general Artur da Costa e Silva foi o segundo militar a presidir o país na ditadura. Chegou à presidência em 1967 e foi o responsável pela institucionalização da ditadura, com o fechamento do Congresso e a edição do AI-5 (Ato Institucional nº 5), que suspendeu as liberdades democráticas e os direitos constitucionais. Em agosto de 1969, sofreu um derrame e ficou impossibilitado de permanecer no cargo. Os militares formaram uma junta para substitui-lo temporariamente. Costa e Silva morreu em dezembro daquele ano. Antes disso, em outubro, o general Emília Garrastazu Médici foi designado presidente.

    O "Fora Collor"





    Eleito presidente em 1989 pelo PRN, Fernando Collor assumiu o cargo em 1990 e viu sua popularidade despencar. Atolado em uma crise política, cercado por denúncias e pressionado por uma CPI, Collor começou a ser alvo de protestos nas ruas em agosto de 1992. No dia 13 daquele ano, ele pediu que o povo fosse às ruas no domingo seguinte, dia 16, vestindo verde e amarelo para manifestar-lhe apoio. Acabou provocando mais protestos contra ele e o crescimento da campanha "Fora Collor". A pressão aumentou, e o Congresso aprovou seu impeachment no mês seguinte.

    O acidente de Eduardo Campos





    Ministro durante o governo Lula e governador de Pernambuco por dois mandatos, Eduardo Campos despontou como nova liderança política e lançou-se candidato a presidente em 2014. Logo após gravar os primeiros programas de TV e rádio, Campos morreu em um acidente aéreo em Santos, no litoral paulista, na manhã de 13 de agosto do ano passado. Os dois pilotos e quatro colaboradores da campanha também morreram. Eles vinham do Rio de Janeiro. Campos aparecia em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto e foi substituído pela ex-senadora Marina Silva na chapa do PSB.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Perfeito. A guerra é feita de altos e baixos. E político é assim: amanhã o Renan fala outra coisa. Morrer abraçado à Dilma ele não vai. Ninguém vai.
    comedordepequi
    comedordepequi
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 190
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por comedordepequi Ter 04 Ago 2015, 2:18 pm

    comedordepequi escreveu:
    Subsidiado escreveu:
    cadumsx escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    "Numa mudança de postura, o peemedebista sinalizou que não é a favor da derrubada do veto da proposta que concede reajuste de até 78% para servidores do Poder Judiciário. Cabe a ele, como presidente do Congresso, convocar a sessão das duas Casas Legislativas para apreciar a demanda. Isso deve ocorrer na terceira semana de agosto."

    Pelo menos ele não estava entre os Amigos do Judiciário.

    Pior será se os que declararam apoio começarem a mudar de ideia...

    Renan tem é que colocar em votação. E isso, sinceramente, acho que ele é obrigado a fazer. Ou então tranca a pauta.

    Se ele é a favor ou contra não mudará muito.

    Na verdade, muda muito.

    Como líder partidário, a posição dele é orientativa, e pode vincular os demais parlamentares, podendo sujeitá-los, dependendo do caso, até mesmo a punições administrativas dentro da agremiação partidária.

    Particularmente, não sei se o melhor caminho é votar em agosto. Caso o veto seja derrubado, estaremos sem nenhuma ferramenta de pressão e em momento crucial - o de fechamento do orçamento.

    Favor considerar: caso o veto NÃO seja derrubado
    fabionog
    fabionog
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 223
    Reputação : 21
    Data de inscrição : 02/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por fabionog Ter 04 Ago 2015, 2:19 pm

    desavisado escreveu:O Renan é (muito) político. Vai dizer em público que não é favorável ao reajuste, mas que tem a obrigação de por em pauta. Se aprovado, foi o Congresso.

    A arte de agradar a todos.

    Concordo, na condição dele é muito fácil se dizer contrário perante a imprensa, e mesmo assim pautar e "lavar as mãos", a decisão não é dele... Se for aprovado, foi por causa da nossa pressão e dos apoios dos parlamentares que conseguimos. Ele não sai mal com ninguém, nem sei se o presidente vota, ou só preside.
    avatar
    ssbiug-rs
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 244
    Reputação : 13
    Data de inscrição : 09/09/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por ssbiug-rs Ter 04 Ago 2015, 2:22 pm

    O velho pensamento mágico de que Cunha e Renan estão fazendo jogada política ao declararem que votarão pela manutenção do veto. Não é jogada, é a realidade.

    No fundo eles tb acham que o nosso reajuste compromete o orçamento, ajuste fiscal e o escambau e, na cabeça deles, não querem ser os "moleques" que fizeram arte votando pela derrubada.

    Que vão fazer o ajuste fiscal por outros meios, não nas nossas costas.

    Agora, com os dois presidentes, e, consequentemente, com o presidente do Congresso contra nós,
    o bicho vai pegar. Não são apenas dois votos, como falam alguns. São duas posições de líderes da maior bancada do Congresso e que têm enorme peso, principalmente nos nichos de congressistas da base de cada um.

    A luta, agora, será tipo 300 de Esparta. Mas não impossível de vencer.


    herval
    herval
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : técnico
    Mensagens : 458
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 09/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por herval Ter 04 Ago 2015, 2:24 pm

    muito interessante:


    Colocada em consulta pública resolução que regulamentará o teletrabalho 03/08/2015
    Menu
    Siga o CNJ Flickr Facebook Twitter Youtube Instagram RSS
    Conselho Nacional de Justiça

    Como acionar o CNJ?
    Fale com a Ouvidoria
    Corregedoria Nacional de Justiça
    Agência CNJ de Notícias
    Pesquisa avançada English Español

    Página Inicial
    Notícias
    CNJ

    Colocada em consulta pública resolução que regulamentará o teletrabalho
    03/08/2015 - 09h01
    Compartilhar no Facebook
    Tweetar no Twitter
    Computador

    Começa nesta segunda-feira (3/Cool o prazo para o envio de sugestões sobre a proposta de resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que regulamentará o teletrabalho, também conhecido como home office, para os trabalhadores do Poder Judiciário. O texto da proposta do Conselho toma por base as experiências de outros órgãos do Judiciário, a exemplo do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), que regulamentaram a questão para toda a Justiça do Trabalho em 2012.

    De acordo com a proposta de resolução em debate, o desempenho dos trabalhadores em teletrabalho não será mais medido pelo tempo em que ficam à disposição do tribunal. Os tribunais definirão metas de desempenho, que deverão ser, no mínimo, as mesmas estabelecidas para o trabalho presencial, realizado na sede física da unidade judiciária. A administração das cortes poderá fixar metas superiores para os servidores que forem autorizados a fazer o trabalho remoto.

    Entre os objetivos do teletrabalho, de acordo com a proposta de resolução, estão o aumento da produtividade e da qualidade do trabalho do servidor; economia no tempo e custo de deslocamento e contribuição na melhoria de programas socioambientais, com a diminuição de poluentes e redução no consumo de água, esgoto, energia elétrica, papel e de outros bens e serviços.

    A proposta também estabelece que a realização do teletrabalho é facultativa, a critério dos órgãos do Poder Judiciário e dos gestores das unidades, e que cabe a esses gestores indicar, entre os servidores interessados, aqueles que atuarão remotamente. Para tanto, eles terão de observar as diretrizes estabelecidas, entre elas a prioridade dos servidores com deficiência e a vedação da sua realização pelos servidores em estágio probatório, que tenham subordinados e que tenham sofrido penalidade disciplinar nos últimos dois anos.

    A decisão de submeter a minuta da resolução à consulta pública foi aprovada pela Comissão Permanente de Eficiência Operacional e Gestão de Pessoas na última segunda-feira (27/7). Segundo o presidente da comissão e relator da proposta, conselheiro Rubens Curado, o objetivo da consulta é “democratizar o debate com vistas ao seu aprimoramento”. Após o fim do período da consulta, previsto para 31 de agosto, o texto será consolidado com as sugestões que forem eventualmente aceitas e, em seguida, encaminhado ao Plenário do CNJ, que terá a palavra final sobre a questão.

    Há dois canais para enviar as contribuições ao texto provisório do ato normativo. Os tribunais podem apresentar ao CNJ suas sugestões diretamente via Sistema PJe (Processo Comissão n. 0003437-54.2015.2.00.0000). As demais propostas de mudanças ao texto devem ser enviadas ao e-mail [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]. Acesse aqui a página da Consulta Pública no Portal do CNJ com o texto da proposta da regulamentação do teletrabalho no Poder Judiciário.

    O teletrabalho, trabalho remoto ou home office, está previsto na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) desde 2011 e alguns tribunais já regulamentaram a questão entre os integrantes dos seus quadros. Em junho, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) e o TST possuíam 192 e 42 servidores em regime de teletrabalho, respectivamente. Em maio passado, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) anunciou que as unidades judiciárias da capital do estado estavam autorizadas a recrutar voluntários para aderir ao teletrabalho entre os integrantes de suas equipes.

    Manuel Carlos Montenegro
    Agência CNJ de Notícias
    jgpg
    jgpg
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1571
    Reputação : 57
    Data de inscrição : 29/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por jgpg Ter 04 Ago 2015, 2:25 pm

    Pressão no Congresso Nacional



    Jornal de Brasília‎     -     04/08/2015




    Servidores do Poder Judiciário fazem assembleia, hoje, em frente ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), às 14h30. Na pauta,  o fortalecimento da greve com a retomada dos atos e a intensificação dos trabalhos no Congresso Nacional. No entendimento do comando de greve, a derrubada do veto ao projeto que reajusta os salários dos servidores   implica em “pressão máxima” aos parlamentares. Na agenda, também está previsto um “Abraço no STJ”, que deve ocorrer às 13h30.
    arielson
    arielson
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 237
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 05/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por arielson Ter 04 Ago 2015, 2:25 pm

    comedordepequi escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    A pauta da apreciação do veto no dia 18/08 pode ser uma bela armadilha.

    MÁSCARA DE POLÍTICO É COLADA COM CUSPE. determ
    CEptico
    CEptico
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 564
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 05/10/2011
    Idade : 46
    Localização : Ceará

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por CEptico Ter 04 Ago 2015, 2:25 pm

    comedordepequi escreveu:
    Se ele é a favor ou contra não mudará muito.
    Particularmente, não sei se o melhor caminho é votar em agosto. Caso o veto seja derrubado, estaremos sem nenhuma ferramenta de pressão e em momento crucial - o de fechamento do orçamento.
    Não acho que o PL28 seja o ideal, mas é a melhor possibilidade que temos, então torço pela derrubada do veto.
    Isso dito, e longe de querer desestimular alguém, tenho uma dúvida (indigesta): que fazer de nossa indignação se o veto não cair?... Tenho mais receio do que o stf pode propor do que do próprio executivo...
    NAUTICO 6
    NAUTICO 6
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 279
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 09/12/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por NAUTICO 6 Ter 04 Ago 2015, 2:26 pm

    desavisado escreveu:O Renan é (muito) político. Vai dizer em público que não é favorável ao reajuste, mas que tem a obrigação de por em pauta. Se aprovado, foi o Congresso.

    A arte de agradar a todos.

    E realidade é essa. Deixemos de desespero pois continuamos com chances reais de derrubada desse veto escroto.
    VictorAlbuquerque
    VictorAlbuquerque
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 581
    Reputação : 120
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por VictorAlbuquerque Ter 04 Ago 2015, 2:26 pm

    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Conversando com o mesmo sindicalista que me disse que essa proposta de fato existe, ele me disse que, segundo o STF, nem se ele quisesse, poderia incluir os valores do PLC no orçamento do judiciário. Me explicou que, por ter sido vetado o PL, este não pode ser incluído no orçamento.

    De fato, achei estranha essa explicação, já que se há a possibilidade de incluir os valores relativos a um PL que sequer foi votado nas comissões, como aconteceu no ano passado, por que razão não seria possível incluir os valores relativos a um PL já aprovado pelo CN e vetado pela Dilmônia.

    Como vcs estão sempre bem informados no que se refere ao processo legislativo, seria possível esclarecer essa dúvida...

    NO AGUARDO...
    VozDaConsciência
    VozDaConsciência
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 218
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 16/09/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por VozDaConsciência Ter 04 Ago 2015, 2:27 pm

    ssbiug-rs escreveu:O velho pensamento mágico de que Cunha e Renan estão fazendo jogada política ao declararem que votarão pela manutenção do veto. Não é jogada, é a realidade.

    No fundo eles tb acham que o nosso reajuste compromete o orçamento, ajuste fiscal e o escambau e, na cabeça deles, não querem ser os "moleques" que fizeram arte votando pela derrubada.

    Que vão fazer o ajuste fiscal por outros meios, não nas nossas costas.

    Agora, com os dois presidentes, e, consequentemente, com o presidente do Congresso contra nós,
    o bicho vai pegar. Não são apenas dois votos, como falam alguns. São duas posições de líderes da maior bancada do Congresso e que têm enorme peso, principalmente nos nichos de congressistas da base de cada um.

    A luta, agora, será tipo 300 de Esparta. Mas não impossível de vencer.



    Não tenho medo de lutar. Tenho medo que nem nos seja dada essa possibilidade. Vamos pro tudo ou nada no CN. Mas se houver uma jogada sórdida dos nossos chefes, no melhor molde "engulam", por que é o que temos para o momento? Dureza essa angústia...
    CEptico
    CEptico
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 564
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 05/10/2011
    Idade : 46
    Localização : Ceará

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por CEptico Ter 04 Ago 2015, 2:27 pm

    [/quote]

    MÁSCARA DE POLÍTICO É COLADA COM CUSPE. determ [/quote]

    É não, amigo. É com m3rd4...
    VictorAlbuquerque
    VictorAlbuquerque
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 581
    Reputação : 120
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por VictorAlbuquerque Ter 04 Ago 2015, 2:27 pm

    VictorAlbuquerque escreveu:
    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Conversando com o mesmo sindicalista que me disse que essa proposta de fato existe, ele me disse que, segundo o STF, nem se ele quisesse, poderia incluir os valores do PLC no orçamento do judiciário. Me explicou que, por ter sido vetado o PL, este não pode ser incluído no orçamento.

    De fato, achei estranha essa explicação, já que se há a possibilidade de incluir os valores relativos a um PL que sequer foi votado nas comissões, como aconteceu no ano passado, por que razão não seria possível incluir os valores relativos a um PL já aprovado pelo CN e vetado pela Dilmônia.

    Como vcs estão sempre bem informados no que se refere ao processo legislativo, seria possível esclarecer essa dúvida...

    NO AGUARDO...


    Nesse caso, se isso for verdade, o STF vai limar o PL desde o orçamento, não é isso?
    comedordepequi
    comedordepequi
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 190
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por comedordepequi Ter 04 Ago 2015, 2:30 pm

    CEptico escreveu:
    comedordepequi escreveu:
    Se ele é a favor ou contra não mudará muito.
    Particularmente, não sei se o melhor caminho é votar em agosto. Caso o veto seja derrubado, estaremos sem nenhuma ferramenta de pressão e em momento crucial - o de fechamento do orçamento.
    Não acho que o PL28 seja o ideal, mas é a melhor possibilidade que temos, então torço pela derrubada do veto.
    Isso dito, e longe de querer desestimular alguém, tenho uma dúvida (indigesta): que fazer de nossa indignação se o veto não cair?... Tenho mais receio do que o stf pode propor do que do próprio executivo...

    OPA!!! Não foi bem o que eu disse não!!! Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy
    avatar
    JBTécnico
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 115
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 06/08/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por JBTécnico Ter 04 Ago 2015, 2:32 pm

    euquerodignidade escreveu:
    comedordepequi escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    A pauta da apreciação do veto no dia 18/08 pode ser uma bela armadilha.

    Realmente, nosso PLC 28/2015 não é uma pauta bomba. É uma pauta SOCIAL.
    :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:

    Nosso PL é pauta constitucional, independência dos poderes, elaborado e ratificado por 2 poderes.

    lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2
    comedordepequi
    comedordepequi
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 190
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por comedordepequi Ter 04 Ago 2015, 2:38 pm

    JBTécnico escreveu:
    euquerodignidade escreveu:
    comedordepequi escreveu:
    Lucas Sol escreveu:Renan Calheiros diz que é CONTRA a derrubada do veto ao aumento para o judiciário.

    Fonte: [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    A pauta da apreciação do veto no dia 18/08 pode ser uma bela armadilha.

    Realmente, nosso PLC 28/2015 não é uma pauta bomba. É uma pauta SOCIAL.
    :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:  :nervoso:

    Nosso PL é pauta constitucional, independência dos poderes, elaborado e ratificado por 2 poderes.

    lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2 lol2

    Concordo. Luto inclusive pela derrubada do veto.

    Mas vamos apenas supor que o veto se mantenha. Como ficaria nosso cenário, espremidos entre os 21,3% e sem projeto nenhum em tramitação?

    Que ferramenta de pressão teríamos?
    EduardoTRT12
    EduardoTRT12
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 34
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por EduardoTRT12 Ter 04 Ago 2015, 2:41 pm

    zeh82 escreveu:
    advfelipe escreveu:
    Rengaw escreveu:
    Floripajf escreveu:Os analistas e os tecnicos, ambos, jamais ficarao milionarios. Sempre serao os escravos do
    Judiciario. Ha tecnicos que vivem 1000 vezes melhor do que os analistas( conheco varios) , mas ha, tb, analistas que vivem muito melhor que os tecnicos. Qual o segredo? Saber viver a vida e saber lidar com as adversidades!ha pessoas que ganham 50 mil limpo e nao sabem viver a vida, nao sair de casa e ir num evento, nao conseguem se relacionar com outras pessoas, nao praticam atividade fisica, nao viajam enfim... Dinheiro nao e tudo. O que importa e saber viver a vida e ser feliz!  Entao, foco no principal que e a DERRUBADA DO VETO!

    PERFEITO!! like like like like like like


    Morando em Floripa fica mais fácil ser feliz...

    A galera acha que Floripa é o paraíso mas não é bem assim... temos aqui um dos maiores custos de vida do país...


    Verdade. Tudo aqui é caro. Desde que a cidade foi capa da Veja, pintada como o Caribe Brasileiro, tudo triplicou de preço. Imóveis, então....

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 01 Dez 2021, 12:23 pm