PCS JÁ

PCS JÁ



    A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    GCC
    GCC
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário - TJDFT
    Mensagens : 360
    Reputação : 74
    Data de inscrição : 06/02/2013

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por GCC Sab 08 Ago 2015, 2:01 pm

    O governo defendeu o aumento da receita por quê?  Porque senão eles podem causar prejuízo ao governo.

    Os magistrados não nos defendem por quê? Porque por mais que nos tratem como lixo, continuamos como cordeirinhos fazendo até o trabalho deles.

    Estão apoiando e tudo, mas é só retórica. De fato, estão preocupados com a classe deles apenas.

    A única solução é também incomodarmos.

    Se ficar focando em A ou B e continuar lambendo botas da magistratura, vão nos rifar. Eles acreditam que, mesmo que fiquemos no zero, não haverá crise institucional, pois os magistrados não vão se indispor com os ouros poderes, sob a liderança do Lewandowski (e pelo jeito os outros tribunais lhe deram carta branca).

    OU SEJA A MAGISTRATURA ESTÁ UNIDA PARA NOS RIFAR. (salvo no discurso retórico)

    Salta aos olhos a tranquilidade com que o STF está pegando nosso orçamento para dar aumento a eles, enquanto nos condenam a mais 4 anos de estagnação.

    Estão tão tranquilos, pois pensam que somos incapazes de fazer algo depois do envio do PL. Pensam a greve vai ser combatida e enfraquecida, com  base no nosso histórico de cordeirinhos.

    Temos que nos impor como fazem a Receita e a PF. E temos meios de sobra.

    Não precisa nem cometer ilegalidade ou correr risco de sofrer represálias. Temos que nos preparar e deixar claro, que se formos rifados, há verá grave crise institucional interna no PJU, pois os servidores romperão com os magistrados.

    Seguem algumas ideias  para atuação em um eventual rompimento dos servidores com a magistratura (caso o veto não caia):

    1º - Auxílio moradia: De acordo com a LOMAN, a decisão do FUX e as resoluções pertinentes (CNJ), a condição para que haja o pagamento do auxílio é: “não haver imóvel funcional disponível na comarca".

    Pois bem, a maioria dos Tribunais tem imóvel funcional, nas capitais e interior. (Eu sou do interior e na minha cidade existem duas casas funcionais de juízes).

    O que está acontecendo é que os juízes, mesmo tendo imóvel funcional à disposição, e ainda que estejam usando esses imóveis, estão recebendo o auxílio.

    O TJDFT, por exemplo, possui vários imóveis funcionais disponíveis, e alguns ocupados. Inclusive casa oficial da Presidência. Mas todos recebem o auxílio.

    Juiz da sede, não poderia estar recebendo e isso é ato de improbidade administrativa grave (desvio de finalidade para enriquecimento ilícito em prejuízo ao erário).

    Só de solicitar informações sobre o número de imóveis funcionais e lista de beneficiários do auxílio, para fins de representação por ato de improbidade, vai deixar os magistrados apavorados.

    2º- Canal de denúncia do sindicato:  Estabelecer um canal de denúncia anônima, para os servidores comunicarem abuso de magistrados. Por exemplo, para anunciar toda falta injustificada. O sindicato encaminharia a representação ao CNJ e respectiva corregedoria, enquanto os servidores estariam protegidos. (Vai faltar pauta de tanta denúncia)

    3º - Fiscalizar em outros Tribunais se os Juízes estão residindo na comarca de sua titularidade. Isso é obrigação expressa na LOMAN. Na prática, por todo o interior, os Juízes residem em cidade grande e ficam na comarca de terça à quinta.

    Já nós, até por falta de opção, cumprimos as regras à risca, à base da chicotada, e não temos nada a temer de retaliação (pior que tá não fica).

    Conversei com colegas que são formadores de opinião aqui no Tribunal perante outros servidores, e a receptividade foi ótima, queriam começar a fazer isso hoje mesmo, dada a revolta.


    É imprescindível sinalizar ao Presidente do STF e aos outros ministros, juízes e desembargadores, que se formos vendidos está instaurada uma grave crise institucional entre servidores e magistrados e o estrago para o judiciário será imenso e inevitável.

    Ele está acomodado, nos subjugando, temos que mostrar nossa força antes dele consumar o golpe contra a queda do veto.

    Deve ser dito a ele que pode fechar o CNJ, pois os servidores passaram a fiscalizar rigorosamente os magistrados, em retaliação ao tratamento dado pelo STF e em defesa a moralidade e autonomia do Poder Judiciário. Já que ele entregou o STF ao executivo.

    Ou seja, que a crise institucional é grave e iminente.

    ELES SÃO CULPADOS POR OMISSÃO FRENTE À NOSSA SITUAÇÃO. E HUMILHAÇÃO MAIOR DO QUE VIVEMOS É ESSA PASSIVIDADE COM QUE NOS ENFIAM A FACA.

    E NÃO VENHAM COM ESSA SÍNDROME DE SUBALTERNOS DE QUE NÃO PODEMOS FAZER ISSO POIS ELES SÃO NOSSOS SUPERIORES, BLÁBLÁBLÁ. Podemos sim, devemos, e temos vários meios de demonstrar a eles que também dependem de nós.

    Não vamos só trabalhar menos, vamos colocar o dedo nas feridas.

    Vou traçar outras estratégias, e gostaria que contribuíssem. Eu e alguns colegas faremos isso com ou sem o sindicato.
    GCC
    GCC
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário - TJDFT
    Mensagens : 360
    Reputação : 74
    Data de inscrição : 06/02/2013

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por GCC Sab 08 Ago 2015, 2:03 pm

    Sugestões do ricnatal:

    "Em se confirmando o projeto de 16% para os MM/Membros À VISTA e o envio de PL Rebaixado para boicotar a derrubado do veto ao PLC 28, DEVEMOS ADOTAR POSTURA DE GUERRA.

    * SINDICATOS NÃO GOVERNISTAS: PROPOR PROJETO DE INICIATIVA POPULAR, COM COLETA DE ASSINATURAS EM TODOS OS ESTADOS, PARA ACABAR COM A IMORALIDADE DO AUXÍLIO-MORADIA PARA MM/MEMBROS, VIDE O AJUSTE FISCAL NECESSÁRIO.

    ** PROPOR PROJETO DE INICIATIVA POPULAR PARA ACABAR COM FÉRIAS DE 60 DIAS, NADA JUSTIFICA UM CASTA DE "SERVIDORES" PÚBLICOS/POLÍTICOS TEREM FÉRIAS DIFERENCIADAS, INCLUSIVE COMPROVANDO COM NÚMEROS QUE OS EXCELENTÍSSIMOS NÃO PRODUZEM O QUE ANUNCIAM.

    *** PROPOR PROJETO DE INICIATIVA POPULAR PARA ACABAR COM A VENDA DO 1/3 DAS FÉRIAS BEM COMO DA LICENÇA PRÊMIO, ALGO JÁ EXTINTO EM TODO O SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL.

    **** DIVULGAR EM TODOS OS MEIOS POSSÍVEIS ( MÍDIAS SOCIAIS/JORNAIS/REVISTAS) MATÉRIAS PAGAS SE FOR O CASO, A FARRA QUE É FEITA COM O DINHEIRO PÚBLICO PELOS MM/MEMBROS QUE NO EXERCÍCIO DAS FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS PROMOVEM VERDADEIRAS ABERRAÇÕES ( UMA VEZ QUE NÃO POSSUEM O CONHECIMENTO NECESSÁRIO).

    ESSA DEVERIA SER A BANDEIRA ADOTADA POR TODOS OS SERVIDORES DO PJU/MPU EM CASO DE PL REBAIXADO/BOICOTE A DERRUBADO DO VETO DO PLC28.

    VAMOS TRANSFORMAR A VIDA DESSES PUTOS NUM INFERNO, ASSIM COMO ESTÃO FAZENDO COM A NOSSA."
    GCC
    GCC
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário - TJDFT
    Mensagens : 360
    Reputação : 74
    Data de inscrição : 06/02/2013

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por GCC Sab 08 Ago 2015, 2:07 pm

    Que bom que a galera animou em reagir contra a passividade com que a magistratura tem nos deixado à míngua.

    É hora de reação. Mostrar que não somos só ferramentas de trabalhos inservíveis e substituíveis.

    Com ou sem sindicato, ou vou começar a agir.

    De início, vou usar essas ideias como ameaça. Isso mesmo, terrorismo contra os caras.

    Como tenho acesso a Desembargadores vou começar a difundir a ideia de que está sendo preparada uma crise grave contra a magistratura, em respeito à dignidade dos servidores.

    O Presidente do TJDFT, em que pese tenha defendido a greve, na reunião com o Lewando lavou as mãos. Vou fazer chegar a ele que o primeiro alvo da categoria será ele próprio, já fiz isso chegar à Assessora da Desembargadora Sandra de Santis, que é esposa do Marco Aurélio de Mello do STF.

    Segunda direi que ouvi que a filha deles, Letícia de Melo, nomeada Desembargadora do TRF2 sem nem ter experiência jurídica, por puro nepotismo, é outro alvo principal da categoria. Tem alguém aqui do TRF2, para mandar uma mensagem à ela? (Sei como fazer isso sem se expor)

    Vamos por medo, para ver se nessa reta final pressionam o STF em nosso favor.

    Dependendo do resultado do veto, começo as ações práticas. Vou procurar a diretoria jurídica do Sindjus, para ver se me dão suporte.

    Mas submisso eu não vou ficar em hipótese nenhuma, se formos rifados de novo.

    Vou agir contra o Presidente do TJDFT ainda este ano, pois, como presidente, eu, ou qualquer cidadão, pode pedir sua cabeça na Câmara Legislativa do DF. Também vou infernizar o Correio Brasiliense com notícias sobre os abusos com as mordomias dos magistrados.

    Vou criar um tópico específico no fórum, para criarmos um movimento de reação, e reunirmos ideias.

    Esse movimento poderia ter um nome. Sei lá: “A REAÇÃO - MORALIZA PJU”.

    Alguma ideia mais impactante?

    Ia ser legal apresentar um conjunto de medidas a serem tomadas, para ser entregue ao STF na quarta, dia 12.

    Para que essas iniciativas não se percam em meio a flood dos mavs, vamos reuni-las em tópico próprio.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por Convidado Sab 08 Ago 2015, 2:07 pm

    CONCORDO, MAS SUGIRO UMA ASSESSORIA JURIDICA QUE TENHA INTIMIDADE COM AS TEMÁTICAS E O TRÂMITE LEGISLATIVO.
    DEVEMOS TER COLEGAS CRAQUES NESSA ÁREA.
    QUEM SE ANIMA??
    maligna
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 298
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 20/12/2014

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por maligna Sab 08 Ago 2015, 3:00 pm

    A criação de uma ONG com essa finalidade não seria viável?
    HDTJ
    HDTJ
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 186
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 15/07/2010
    Localização : Brasília/DF

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por HDTJ Sab 08 Ago 2015, 11:09 pm

    Rapaz, se vc conhecesse a farra que muitos servidores também fazem. Principalmente no TJDFT. Jornada de 7h virou 6h (informalmente, claro) há séculos, Na frequência, os chefes registram 7h. Rodízio de folgas, "recesso" na área fim no meio do ano, escala de folgas nos feriados... Enfim, a put.....ria é generalizada. Tudo isso sem nenhuma contrapartida de produtividade. Pura lei de gerson mesmo.

    Pros servidores pressionarem os magistrados, aqueles deverão deixar as "benesses" de lado. Duvido que haja disposição pra isso.

    Não é à toa que o assunto "ponto eletrônico" faz neguinho suar frio lá no TJ.
    lroger8
    lroger8
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3211
    Reputação : -45
    Data de inscrição : 15/07/2010

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por lroger8 Sab 08 Ago 2015, 11:30 pm

    HDTJ escreveu:Rapaz, se vc conhecesse a farra que muitos servidores também fazem. Principalmente no TJDFT. Jornada de 7h virou 6h (informalmente, claro) há séculos, Na frequência, os chefes registram 7h. Rodízio de folgas, "recesso" na área fim no meio do ano, escala de folgas nos feriados... Enfim, a put.....ria é generalizada. Tudo isso sem nenhuma contrapartida de produtividade. Pura lei de gerson mesmo.

    Pros servidores pressionarem os magistrados, aqueles deverão deixar as "benesses" de lado. Duvido que haja disposição pra isso.

    Não é à toa que o assunto "ponto eletrônico" faz neguinho suar frio lá no TJ.
    Exatamente!! Sem contar que até hoje contrata seguranças e motoristas, que são atividades há muito terceirizadas no Stj e STF!


    Última edição por lroger8 em Dom 09 Ago 2015, 7:27 am, editado 1 vez(es)
    maligna
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 298
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 20/12/2014

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por maligna Sab 08 Ago 2015, 11:32 pm

    HDTJ escreveu:Rapaz, se vc conhecesse a farra que muitos servidores também fazem. Principalmente no TJDFT. Jornada de 7h virou 6h (informalmente, claro) há séculos, Na frequência, os chefes registram 7h. Rodízio de folgas, "recesso" na área fim no meio do ano, escala de folgas nos feriados... Enfim, a put.....ria é generalizada. Tudo isso sem nenhuma contrapartida de produtividade. Pura lei de gerson mesmo.

    Pros servidores pressionarem os magistrados, aqueles deverão deixar as "benesses" de lado. Duvido que haja disposição pra isso.

    Não é à toa que o assunto "ponto eletrônico" faz neguinho suar frio lá no TJ.
    Eu não quero que outros servidores sejam prejudicados,não.Pelo contrário, quero mais é que as vantagens sejam tão comuns que possam ser estendidas para todos. E não, não tenho essas benesses,não. Mas acho um perigo pegar no pé do colega a título de "moralidade".aliás, tenho muito medo dos "moralistas" de plantão.Vamos tocar rebu? Vamos. Contra quem nos prejudica. E ponto final. Quem se sentir lesado que se manifeste. Não cabe a mim controlar meu semelhante. Para isso, já temos um exército de caciques togados.
    lroger8
    lroger8
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3211
    Reputação : -45
    Data de inscrição : 15/07/2010

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por lroger8 Sab 08 Ago 2015, 11:43 pm

    GCC escreveu:O governo defendeu o aumento da receita por quê?  Porque senão eles podem causar prejuízo ao governo.

    Os magistrados não nos defendem por quê? Porque por mais que nos tratem como lixo, continuamos como cordeirinhos fazendo até o trabalho deles.

    Estão apoiando e tudo, mas é só retórica. De fato, estão preocupados com a classe deles apenas.

    A única solução é também incomodarmos.

    Se ficar focando em A ou B e continuar lambendo botas da magistratura, vão nos rifar. Eles acreditam que, mesmo que fiquemos no zero, não haverá crise institucional, pois os magistrados não vão se indispor com os ouros poderes, sob a liderança do Lewandowski (e pelo jeito os outros tribunais lhe deram carta branca).

    OU SEJA A MAGISTRATURA ESTÁ UNIDA PARA NOS RIFAR. (salvo no discurso retórico)

    Salta aos olhos a tranquilidade com que o STF está pegando nosso orçamento para dar aumento a eles, enquanto nos condenam a mais 4 anos de estagnação.

    Estão tão tranquilos, pois pensam que somos incapazes de fazer algo depois do envio do PL. Pensam a greve vai ser combatida e enfraquecida, com  base no nosso histórico de cordeirinhos.

    Temos que nos impor como fazem a Receita e a PF. E temos meios de sobra.

    Não precisa nem cometer ilegalidade ou correr risco de sofrer represálias. Temos que nos preparar e deixar claro, que se formos rifados, há verá grave crise institucional interna no PJU, pois os servidores romperão com os magistrados.

    Seguem algumas ideias  para atuação em um eventual rompimento dos servidores com a magistratura (caso o veto não caia):

    1º - Auxílio moradia: De acordo com a LOMAN, a decisão do FUX e as resoluções pertinentes (CNJ), a condição para que haja o pagamento do auxílio é: “não haver imóvel funcional disponível na comarca".

    Pois bem, a maioria dos Tribunais tem imóvel funcional, nas capitais e interior. (Eu sou do interior e na minha cidade existem duas casas funcionais de juízes).

    O que está acontecendo é que os juízes, mesmo tendo imóvel funcional à disposição, e ainda que estejam usando esses imóveis, estão recebendo o auxílio.

    O TJDFT, por exemplo, possui vários imóveis funcionais disponíveis, e alguns ocupados. Inclusive casa oficial da Presidência. Mas todos recebem o auxílio.

    Juiz da sede, não poderia estar recebendo e isso é ato de improbidade administrativa grave (desvio de finalidade para enriquecimento ilícito em prejuízo ao erário).

    Só de solicitar informações sobre o número de imóveis funcionais e lista de beneficiários do auxílio, para fins de representação por ato de improbidade, vai deixar os magistrados apavorados.

    2º- Canal de denúncia do sindicato:  Estabelecer um canal de denúncia anônima, para os servidores comunicarem abuso de magistrados. Por exemplo, para anunciar toda falta injustificada. O sindicato encaminharia a representação ao CNJ e respectiva corregedoria, enquanto os servidores estariam protegidos. (Vai faltar pauta de tanta denúncia)

    3º - Fiscalizar em outros Tribunais se os Juízes estão residindo na comarca de sua titularidade. Isso é obrigação expressa na LOMAN. Na prática, por todo o interior, os Juízes residem em cidade grande e ficam na comarca de terça à quinta.

    Já nós, até por falta de opção, cumprimos as regras à risca, à base da chicotada, e não temos nada a temer de retaliação (pior que tá não fica).

    Conversei com colegas que são formadores de opinião aqui no Tribunal perante outros servidores, e a receptividade foi ótima, queriam começar a fazer isso hoje mesmo, dada a revolta.


    É imprescindível sinalizar ao Presidente do STF e aos outros ministros, juízes e desembargadores, que se formos vendidos está instaurada uma grave crise institucional entre servidores e magistrados e o estrago para o judiciário será imenso e inevitável.

    Ele está acomodado, nos subjugando, temos que mostrar nossa força antes dele consumar o golpe contra a queda do veto.

    Deve ser dito a ele que pode fechar o CNJ, pois os servidores passaram a fiscalizar rigorosamente os magistrados, em retaliação ao tratamento dado pelo STF e em defesa a moralidade e autonomia do Poder Judiciário. Já que ele entregou o STF ao executivo.

    Ou seja, que a crise institucional é grave e iminente.

    ELES SÃO CULPADOS POR OMISSÃO FRENTE À NOSSA SITUAÇÃO. E HUMILHAÇÃO MAIOR DO QUE VIVEMOS É ESSA PASSIVIDADE COM QUE NOS ENFIAM A FACA.

    E NÃO VENHAM COM ESSA SÍNDROME DE SUBALTERNOS DE QUE NÃO PODEMOS FAZER ISSO POIS ELES SÃO NOSSOS SUPERIORES, BLÁBLÁBLÁ. Podemos sim, devemos, e temos vários meios de demonstrar a eles que também dependem de nós.

    Não vamos só trabalhar menos, vamos colocar o dedo nas feridas.

    Vou traçar outras estratégias, e gostaria que contribuíssem. Eu e alguns colegas faremos isso com ou sem o sindicato.
    Ótimo seu post, caro colega!!'
    HDTJ
    HDTJ
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 186
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 15/07/2010
    Localização : Brasília/DF

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por HDTJ Seg 10 Ago 2015, 8:01 am

    maligna escreveu:Eu não quero que outros servidores sejam prejudicados,não.Pelo contrário, quero mais é que as vantagens sejam tão comuns que possam ser estendidas para todos. E não, não tenho essas benesses,não. Mas acho um perigo pegar no pé do colega a título de "moralidade".aliás, tenho muito medo dos "moralistas" de plantão.Vamos tocar rebu? Vamos. Contra quem nos prejudica. E ponto final. Quem se sentir lesado que se manifeste. Não cabe a mim controlar meu semelhante. Para isso, já temos um exército de caciques togados.

    Eu moralista? Eu que sugeri "moralizar" o judiciário, mas só o lado dos juízes, ne. Piada.

    Isso é o velho corporativismo doentio. Pelo menos no TJ, a maioria dos servidores tem rabo preso com a chefia, justamente pq também desfrutam das "regalias". Se um juiz chega pro diretor e fala que acabou o bem-bom das 6h, a vara toda fica quietinha.
    GCC
    GCC
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário - TJDFT
    Mensagens : 360
    Reputação : 74
    Data de inscrição : 06/02/2013

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por GCC Seg 10 Ago 2015, 10:38 am

    HDTJ escreveu:
    maligna escreveu:Eu não quero que outros servidores sejam prejudicados,não.Pelo contrário, quero mais é que as vantagens sejam tão comuns que possam ser estendidas para todos. E não, não tenho essas benesses,não. Mas acho um perigo pegar no pé do colega a título de "moralidade".aliás, tenho muito medo dos "moralistas" de plantão.Vamos tocar rebu? Vamos. Contra quem nos prejudica. E ponto final. Quem se sentir lesado que se manifeste. Não cabe a mim controlar meu semelhante. Para isso, já temos um exército de caciques togados.

    Eu moralista? Eu que sugeri "moralizar" o judiciário, mas só o lado dos juízes, ne. Piada.

    Isso é o velho corporativismo doentio. Pelo menos no TJ, a maioria dos servidores tem rabo preso com a chefia, justamente pq também desfrutam das "regalias". Se um juiz chega pro diretor e fala que acabou o bem-bom das 6h, a vara toda fica quietinha.

    Eu não tenho nenhuma regalia (nem 6 horas), e se esse tipo de regalia estiver no caminho da minha dignidade, paciência.

    O foco é atacar a magistratura, e não os colegas com mordomias. Se isso resvalar em mordomia, fazer o quê.

    Prefiro trabalhar o horário correto, não ter folga ilegal, mas ter um bom salário e respeito.

    De fato, no TJ tem muita regalia. Área meio é inchada. A maioria dos setores é ocioso. Tem lugares que tem folga uma vez por semana. E em toda área meio tem recesso informal de uma semana em julho. A maioria dos antigões incorporadões está nesses setores.

    Mas a maioria dos servidores está em área fim, sem mordomias. Com um Juiz -------, e um diretor muitas vezes mais ------- ainda.

    Então a solução proposta pelos colegas é calar que dá o sangue, para beneficiar quem mama nas tetas do PJU? Faça-me o favor.

    Quem não preferir respeito e dignidade em vez de mamata, favor não frequentar esse espaço.

    Se tiver com medinho, avisa o togadão e o marajá da sua chefia que vem chumbo grosso por ai. É bom que fiquem espertos.

    Blumenau
    Blumenau
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1003
    Reputação : 138
    Data de inscrição : 20/05/2015
    Idade : 55
    Localização : Blumenau/SC

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por Blumenau Seg 10 Ago 2015, 2:17 pm



    Ótima sugestão, toda mobilização é muito interessante, não existe mudança sem mobilização e luta !!

    difícil vai ser focar esses caras ... vai virar um movimento político em 3 ... 2... 1...
    Magnata
    Magnata
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 95
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 15/06/2015

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por Magnata Seg 10 Ago 2015, 2:22 pm

    Dizem que no RJ existe um tal de TQQ. Juizes só trabalham terça quarta e quinta. Procede?
    HDTJ
    HDTJ
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 186
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 15/07/2010
    Localização : Brasília/DF

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por HDTJ Seg 10 Ago 2015, 2:42 pm

    GCC escreveu:
    HDTJ escreveu:
    maligna escreveu:Eu não quero que outros servidores sejam prejudicados,não.Pelo contrário, quero mais é que as vantagens sejam tão comuns que possam ser estendidas para todos. E não, não tenho essas benesses,não. Mas acho um perigo pegar no pé do colega a título de "moralidade".aliás, tenho muito medo dos "moralistas" de plantão.Vamos tocar rebu? Vamos. Contra quem nos prejudica. E ponto final. Quem se sentir lesado que se manifeste. Não cabe a mim controlar meu semelhante. Para isso, já temos um exército de caciques togados.

    Eu moralista? Eu que sugeri "moralizar" o judiciário, mas só o lado dos juízes, ne. Piada.

    Isso é o velho corporativismo doentio. Pelo menos no TJ, a maioria dos servidores tem rabo preso com a chefia, justamente pq também desfrutam das "regalias". Se um juiz chega pro diretor e fala que acabou o bem-bom das 6h, a vara toda fica quietinha.

    Eu não tenho nenhuma regalia (nem 6 horas), e se esse tipo de regalia estiver no caminho da minha dignidade, paciência.

    O foco é atacar a magistratura, e não os colegas com mordomias. Se isso resvalar em mordomia, fazer o quê.

    Prefiro trabalhar o horário correto, não ter folga ilegal, mas ter um bom salário e respeito.

    De fato, no TJ tem muita regalia. Área meio é inchada. A maioria dos setores é ocioso. Tem lugares que tem folga uma vez por semana. E em toda área meio tem recesso informal de uma semana em julho. A maioria dos antigões incorporadões está nesses setores.

    Mas a maioria dos servidores está em área fim, sem mordomias. Com um Juiz -------, e um diretor muitas vezes mais ------- ainda.

    Então a solução proposta pelos colegas é calar que dá o sangue, para beneficiar quem mama nas tetas do PJU? Faça-me o favor.

    Quem não preferir respeito e dignidade em vez de mamata, favor não frequentar esse espaço.

    Se tiver com medinho, avisa o togadão e o marajá da sua chefia que vem chumbo grosso por ai. É bom que fiquem espertos.


    Passe em cada vara do TJDFT perguntando qual a jornada de trabalho lá. Verá que a maioria faz sim 6h.

    Eu não participo desses "esquemas" e, pasme, sou criticado, sou o "trouxa" por não participar.

    Eu não estou, de maneira alguma, tentando diminuir suas intenções de fiscalizar/denunciar os juízes. Só que para isso, vc terá que procurar justamente os servidores que não têm rabo preso (sem mordomias). É aí que eu digo que terá muita dificuldade de achar uma quantidade boa de pessoas.
    lroger8
    lroger8
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3211
    Reputação : -45
    Data de inscrição : 15/07/2010

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por lroger8 Seg 10 Ago 2015, 4:58 pm

    GCC escreveu:
    HDTJ escreveu:
    maligna escreveu:Eu não quero que outros servidores sejam prejudicados,não.Pelo contrário, quero mais é que as vantagens sejam tão comuns que possam ser estendidas para todos. E não, não tenho essas benesses,não. Mas acho um perigo pegar no pé do colega a título de "moralidade".aliás, tenho muito medo dos "moralistas" de plantão.Vamos tocar rebu? Vamos. Contra quem nos prejudica. E ponto final. Quem se sentir lesado que se manifeste. Não cabe a mim controlar meu semelhante. Para isso, já temos um exército de caciques togados.

    Eu moralista? Eu que sugeri "moralizar" o judiciário, mas só o lado dos juízes, ne. Piada.

    Isso é o velho corporativismo doentio. Pelo menos no TJ, a maioria dos servidores tem rabo preso com a chefia, justamente pq também desfrutam das "regalias". Se um juiz chega pro diretor e fala que acabou o bem-bom das 6h, a vara toda fica quietinha.

    Eu não tenho nenhuma regalia (nem 6 horas), e se esse tipo de regalia estiver no caminho da minha dignidade, paciência.

    O foco é atacar a magistratura, e não os colegas com mordomias. Se isso resvalar em mordomia, fazer o quê.

    Prefiro trabalhar o horário correto, não ter folga ilegal, mas ter um bom salário e respeito.

    De fato, no TJ tem muita regalia. Área meio é inchada. A maioria dos setores é ocioso. Tem lugares que tem folga uma vez por semana. E em toda área meio tem recesso informal de uma semana em julho. A maioria dos antigões incorporadões está nesses setores.

    Mas a maioria dos servidores está em área fim, sem mordomias. Com um Juiz -------, e um diretor muitas vezes mais ------- ainda.

    Então a solução proposta pelos colegas é calar que dá o sangue, para beneficiar quem mama nas tetas do PJU? Faça-me o favor.

    Quem não preferir respeito e dignidade em vez de mamata, favor não frequentar esse espaço.

    Se tiver com medinho, avisa o togadão e o marajá da sua chefia que vem chumbo grosso por ai. É bom que fiquem espertos.

    Te admiro, colega! É isso aí!!! like
    lroger8
    lroger8
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3211
    Reputação : -45
    Data de inscrição : 15/07/2010

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por lroger8 Seg 10 Ago 2015, 5:00 pm

    HDTJ escreveu:
    GCC escreveu:
    HDTJ escreveu:
    maligna escreveu:Eu não quero que outros servidores sejam prejudicados,não.Pelo contrário, quero mais é que as vantagens sejam tão comuns que possam ser estendidas para todos. E não, não tenho essas benesses,não. Mas acho um perigo pegar no pé do colega a título de "moralidade".aliás, tenho muito medo dos "moralistas" de plantão.Vamos tocar rebu? Vamos. Contra quem nos prejudica. E ponto final. Quem se sentir lesado que se manifeste. Não cabe a mim controlar meu semelhante. Para isso, já temos um exército de caciques togados.

    Eu moralista? Eu que sugeri "moralizar" o judiciário, mas só o lado dos juízes, ne. Piada.

    Isso é o velho corporativismo doentio. Pelo menos no TJ, a maioria dos servidores tem rabo preso com a chefia, justamente pq também desfrutam das "regalias". Se um juiz chega pro diretor e fala que acabou o bem-bom das 6h, a vara toda fica quietinha.

    Eu não tenho nenhuma regalia (nem 6 horas), e se esse tipo de regalia estiver no caminho da minha dignidade, paciência.

    O foco é atacar a magistratura, e não os colegas com mordomias. Se isso resvalar em mordomia, fazer o quê.

    Prefiro trabalhar o horário correto, não ter folga ilegal, mas ter um bom salário e respeito.

    De fato, no TJ tem muita regalia. Área meio é inchada. A maioria dos setores é ocioso. Tem lugares que tem folga uma vez por semana. E em toda área meio tem recesso informal de uma semana em julho. A maioria dos antigões incorporadões está nesses setores.

    Mas a maioria dos servidores está em área fim, sem mordomias. Com um Juiz -------, e um diretor muitas vezes mais ------- ainda.

    Então a solução proposta pelos colegas é calar que dá o sangue, para beneficiar quem mama nas tetas do PJU? Faça-me o favor.

    Quem não preferir respeito e dignidade em vez de mamata, favor não frequentar esse espaço.

    Se tiver com medinho, avisa o togadão e o marajá da sua chefia que vem chumbo grosso por ai. É bom que fiquem espertos.


    Passe em cada vara do TJDFT perguntando qual a jornada de trabalho lá. Verá que a maioria faz sim 6h.

    Eu não participo desses "esquemas" e, pasme, sou criticado, sou o "trouxa" por não participar.

    Eu não estou, de maneira alguma, tentando diminuir suas intenções de fiscalizar/denunciar os juízes. Só que para isso, vc terá que procurar justamente os servidores que não têm rabo preso (sem mordomias). É aí que eu digo que terá muita dificuldade de achar uma quantidade boa de pessoas.
    Compreendi perfeitamente seu raciocínio! Conclamo o colega para que lutemos juntos, em atenção à convocação do nobre colega que criou este tópico!
    maligna
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 298
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 20/12/2014

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por maligna Seg 10 Ago 2015, 7:43 pm

    Não entendi bem se as posições foram contra o que eu disse ou se alguém concorda que as denúncias têm que ter alvo certo, que não os servidores.
    De qualquer modo, eu só acho o seguinte: seguindo o raciocínio que não se pode pressionar a magistratura (que, eu acho, é o objetivo do tópico criado) pq há servidores com "mordomias" , então chegaremos fatalmente à conclusão de que não poderemos sequer pleitear o aumento digno (afinal, não se trabalha tanto assim)....
    Deixemos o cara que trabalha 6 horas por dia e tem uma folga semanal de lado (repito, não tenho isso não, trabalho em Vara. preciso dizer mais?) e foco no alvo.
    Aliás, é muito bom que haja servidores trabalhando só seis horas por dia. Serve como argumento para estender a jornada a todos. Não é essa uma das nossas principais reivindicações?

    Conteúdo patrocinado

    A REAÇÃO - MORALIZA PJU Empty Re: A REAÇÃO - MORALIZA PJU

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 28 Nov 2021, 2:25 am