PCS JÁ

PCS JÁ



    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Lula Molusco Ter 20 Out 2015, 11:24 pm

    rs

    O cara acabou de corroborar o que falei. Se um servidor teve reajuste de 10% e outro de 34%, significa que na média tiveram...

    Se o aumento no VB for 56%, o impacto na folha seria um pouco menor, pois algumas rubricas não seriam atingidas. Quais? VPNI, FC e CJ.

    Então, o parâmetro tem que ser o impacto na folha, que no caso do PLC 28 acho que é de quase 43%

    No caso do PL ti-ti-ca, o impacto na folha é de 23%, sem considerar o reajuste das CJ, AQ 5% e a perda VPI, que acaba compensando o AQ 5%. Posso considerar 24%.

    Em nenhuma hipótese é possível considerar apenas VB+GAJ quando há perda da VPI. Todos perderão esta rubrica.
    VictorAlbuquerque
    VictorAlbuquerque
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 581
    Reputação : 120
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por VictorAlbuquerque Ter 20 Out 2015, 11:48 pm


    Por isso que sou favorável, dentre as opções que nos são oferecidas, a esse sistema de reajuste calcado em VB+GAJ (principalmente na GAJ) pq, de certa forma, reduz um pouco as distorções no PJU, pois privilegia aqueles que não possuem os anuênios e as CJs e FCs incorporadas em detrimento daqueles que são o topo da pirâmide.

    Além disso, quando se concentra o reajuste na GAJ, VC consegue fazer mais com menos e, em tempos de desprezo aos servidores públicos, essa é a melhor alternativa ou menos pior, se preferir.


    Lula Molusco escreveu:rs

    O cara acabou de corroborar o que falei. Se um servidor teve reajuste de 10% e outro de 34%, significa que na média tiveram...

    Se o aumento no VB for 56%, o impacto na folha seria um pouco menor, pois algumas rubricas não seriam atingidas. Quais? VPNI, FC e CJ.

    Então, o parâmetro tem que ser o impacto na folha, que no caso do PLC 28 acho que é de quase 43%

    No caso do PL ti-ti-ca, o impacto na folha é de 23%, sem considerar o reajuste das CJ, AQ 5% e a perda VPI, que acaba compensando o AQ 5%. Posso considerar 24%.

    Em nenhuma hipótese é possível considerar apenas VB+GAJ quando há perda da VPI. Todos perderão esta rubrica.
    Correr Atrás
    Correr Atrás
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1472
    Reputação : 103
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : RIO DE JANEIRO

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Correr Atrás Qua 21 Out 2015, 12:23 am

    Melhorar o leitinho não vai rolar.
    Explico.

    Se jogar as Cjs pra tabela o STF não aceita.
    Se vogar do vb pra gaj os Oficiais e Agentes choram.
    Se aprovar a emenda do nível superior pros técnicos os analistas berram.
    Se mexer no prazo aumenta o impacto. Não pode.
    Se tirar a absorção dos 13,23% aumenta o impacto. Não pode.

    O leitinho não foi enviado pra ser negociado.

    É pegar ou largar.


    VictorAlbuquerque escreveu:
    Por isso que sou favorável, dentre as opções que nos são oferecidas, a esse sistema de reajuste calcado em VB+GAJ (principalmente na GAJ) pq, de certa forma, reduz um pouco as distorções no PJU, pois privilegia aqueles que não possuem os anuênios e as CJs e FCs incorporadas em detrimento daqueles que são o topo da pirâmide.

    Além disso, quando se concentra o reajuste na GAJ, VC consegue fazer mais com menos e, em tempos de desprezo aos servidores públicos, essa é a melhor alternativa ou menos pior, se preferir.


    Lula Molusco escreveu:rs

    O cara acabou de corroborar o que falei. Se um servidor teve reajuste de 10% e outro de 34%, significa que na média tiveram...

    Se o aumento no VB for 56%, o impacto na folha seria um pouco menor, pois algumas rubricas não seriam atingidas. Quais? VPNI, FC e CJ.

    Então, o parâmetro tem que ser o impacto na folha, que no caso do PLC 28 acho que é de quase 43%

    No caso do PL ti-ti-ca, o impacto na folha é de 23%, sem considerar o reajuste das CJ, AQ 5% e a perda VPI, que acaba compensando o AQ 5%. Posso considerar 24%.

    Em nenhuma hipótese é possível considerar apenas VB+GAJ quando há perda da VPI. Todos perderão esta rubrica.
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1309
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 11/05/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por VadeMekum Qua 21 Out 2015, 1:12 am

    Bom, até fico "meio assim" de externar qq opinião sobre esse PL lácteo, pois já vem a tachação de ser MAV, simpatizante político, e similares, coisa q não sou.

    Se por um lado o envio do PL 2648 não garante sua efetiva implantação, por outro lado, quem garante que no caso de o veto do PL 28 ser mantido, vá se conseguir alguma coisa diferente em 2016?

    Em 2009 não foi assim tb? Rejeitaram-se taxativamente qq modelo remuneratório que não fosse o PL 6613. Disseram que em 2010 por ser ano eleitoral poder-se-ia negociar coisa melhor, e por isso, era melhor ficar sem nada em 2009, caso o 6613 não fosse aprovado.

    Em 2010, 2011 e 2012 nada se conseguiu.

    O temor q me dá é que essa história se repita agora. Tudo ou nada em 2015 (e tome nada). Nada em 2016, nada em 2017, nada em 2018...para se conseguir alguma outra merreca em 2019 (provavelmente parcelada a la Casas Bahia tb...), sendo que estaria prestes a se finalizar o parcelamento desse PL titica.

    Ou seja, argumenta-se que a aprovação do PL leitinho amarra as negociações pra coisa melhor até 2019. Mas quem garante que haverá negociação, nesse interregno no caso de rejeitá-lo?????

    Em 2010, 2011 e 2012 houve negociação? O q se conseguiu? E olhe que a situação do país estava melhor que hoje.

    Meu pai, escrevem "como que vc vai trocar um PL de 56% em 02 anos por um de 34% em quatro anos", como se isso dependesse da nossa vontade...se dependesse de mim, meus caros, da minha vontadezinha, sera 100% à vista...

    O único argumento mais lógico que eu noto para sustentar esse raciocínio é aquele de que o PL leitinho seria votado/aprovado/implementado de qq maneira, caso o veto seja mantido. Mas parece q não há garantia nenhuma disso.

    Assim como não há garantias que se poderá negociar algo melhor q ele entre 2016-2018...

    Enfim...novembro tá chegando, e esse imbróglio cada vez mais enrolado. Preocupante.
    avatar
    Ilhense
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 890
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 18/12/2010

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Ilhense Qua 21 Out 2015, 9:32 am

    Correr Atrás escreveu:Melhorar o leitinho não vai rolar.
    Explico.

    Se jogar as Cjs pra tabela o STF não aceita.
    Se vogar do vb pra gaj os Oficiais e Agentes choram.
    Se aprovar a emenda do nível superior pros técnicos os analistas berram.
    Se mexer no prazo aumenta o impacto. Não pode.
    Se tirar a absorção dos 13,23% aumenta o impacto. Não pode.

    O leitinho não foi enviado pra ser negociado.

    É pegar ou largar.


    VictorAlbuquerque escreveu:
    Por isso que sou favorável, dentre as opções que nos são oferecidas, a esse sistema de reajuste calcado em VB+GAJ (principalmente na GAJ) pq, de certa forma, reduz um pouco as distorções no PJU, pois privilegia aqueles que não possuem os anuênios e as CJs e FCs incorporadas em detrimento daqueles que são o topo da pirâmide.

    Além disso, quando se concentra o reajuste na GAJ, VC consegue fazer mais com menos e, em tempos de desprezo aos servidores públicos, essa é a melhor alternativa ou menos pior, se preferir.


    Lula Molusco escreveu:rs

    O cara acabou de corroborar o que falei. Se um servidor teve reajuste de 10% e outro de 34%, significa que na média tiveram...

    Se o aumento no VB for 56%, o impacto na folha seria um pouco menor, pois algumas rubricas não seriam atingidas. Quais? VPNI, FC e CJ.

    Então, o parâmetro tem que ser o impacto na folha, que no caso do PLC 28 acho que é de quase 43%

    No caso do PL ti-ti-ca, o impacto na folha é de 23%, sem considerar o reajuste das CJ, AQ 5% e a perda VPI, que acaba compensando o AQ 5%. Posso considerar 24%.

    Em nenhuma hipótese é possível considerar apenas VB+GAJ quando há perda da VPI. Todos perderão esta rubrica.

    A verdade é que se nem os próprios servidores estão dispostos a ceder para que o colega ao lado tenha um ganho a mais, mesmo quando eles próprios não têm qualquer prejuízo com isso, o que dirá o governo? Por que ele haveria de ceder?

    Somos egoístas, individualistas e diria que em até certo ponto, mercenários.

    Como é que vamos conseguir algo melhor desse jeito?
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por androsvilazza Qua 21 Out 2015, 10:25 am

    VadeMekum escreveu:Bom, até fico "meio assim" de externar qq opinião sobre esse PL lácteo, pois já vem a tachação de ser MAV, simpatizante político, e similares, coisa q não sou.

    Se por um lado o envio do PL 2648 não garante sua efetiva implantação, por outro lado, quem garante que no caso de o veto do PL 28 ser mantido, vá se conseguir alguma coisa diferente em 2016?

    Em 2009 não foi assim tb? Rejeitaram-se taxativamente qq modelo remuneratório que não fosse o PL 6613. Disseram que em 2010 por ser ano eleitoral poder-se-ia negociar coisa melhor, e por isso, era melhor ficar sem nada em 2009, caso o 6613 não fosse aprovado.

    Em 2010, 2011 e 2012 nada se conseguiu.

    O temor q me dá é que essa história se repita agora. Tudo ou nada em 2015 (e tome nada). Nada em 2016, nada em 2017, nada em 2018...para se conseguir alguma outra merreca em 2019 (provavelmente parcelada a la Casas Bahia tb...), sendo que estaria prestes a se finalizar o parcelamento desse PL titica.

    Ou seja, argumenta-se que a aprovação do PL leitinho amarra as negociações pra coisa melhor até 2019. Mas quem garante que haverá negociação, nesse interregno no caso de rejeitá-lo?????

    Em 2010, 2011 e 2012 houve negociação? O q se conseguiu? E olhe que a situação do país estava melhor que hoje.

    Meu pai, escrevem "como que vc vai trocar um PL de 56% em 02 anos por um de 34% em quatro anos", como se isso dependesse da nossa vontade...se dependesse de mim, meus caros, da minha vontadezinha, sera 100% à vista...

    O único argumento mais lógico que eu noto para sustentar esse raciocínio é aquele de que o PL leitinho seria votado/aprovado/implementado de qq maneira, caso o veto seja mantido. Mas parece q não há garantia nenhuma disso.

    Assim como não há garantias que se poderá negociar algo melhor q ele entre 2016-2018...

    Enfim...novembro tá chegando, e esse imbróglio cada vez mais enrolado. Preocupante.

    Em 2009 realmente houve uma divisão da categoria na indefinição do que aceitar, e isso nos prejudicou.

    Mas tem um lado da história de 2009 que você está se esquecendo de mencionar. O do "PCCR definido", no caso do PJU; a promessa do Lula de que, não podendo aprovar "despesas" para um novo Presidente, que aguardássemos até depois das eleições, que o novo Presidente (no caso, Dilma) nos asseguraria a reposição.

    No caso do MPU, um ano depois, o Lauro (SG) afirmava categoricamente que o PL subsídio estava garantido, que tinha os recursos para implementação. Nesse caso em específico, a categoria não pode ser culpada de nada. Nunca houve divisão no MPU quanto ao subsídio. Todos aceitaram, e mesmo assim o zero nos foi imposto.

    Daí vc já sabe, né? Gato escaldado...

    Uma lição que ficou disso tudo foi a de que a categoria do Judiciário/MPU não é, nem nunca foi, especial, ou diferente das demais categorias de serviçais públicos. Todo aquele papo de que "a decisão da categoria é importante", "os sindicatos serão ouvidos", "não aprovarei o reajuste dos magistrados sem aprovar o de vocês", "não precisam me converter, já sou um convertido à causa de vocês", "estamos buscando o melhor para a categoria", e etc..., partindo da boca de qualquer dos representantes do STF/PGR, é pura balela.

    Não houve, não há, e nunca haverá qualquer negociação (no sentido estrito da palavra) entre Governo e STF, envolvendo a participação da categoria. O lado prático disso é que não adianta pensarmos que aceitar (ou rejeitar) o PL leitinho fará qualquer diferença. Se é esse o "reajuste" que o STF quer nos impor caso o veto seja mantido, é esse o "reajuste" que teremos. Se a intenção do STF ao enviar o PL leitinho foi apenas a de arrefecer os ânimos em torno do PLC28, com uma suposta "solução negociada" - e nesse caso o PL leitinho seria apenas um engodo - saiba que ele irá apenas engrossar as fileiras de PL's do Judiciário mofando nas gavetas da Câmara.

    Lembre-se da velocidade em que foram aprovados os PL's em 2012, quando decidiram por nos impor o "reajuste" de 3x 5%, como as demais categorias.
    Esse ano não será diferente:

    1. Caso o veto seja mantido - e o PL leitinho seja realmente uma alternativa possível para o STF -, Levandowski, Amarildo, Ponciano, etc. virão com o discurso: "Viram só? Sorte de vocês que fui um bom pai e mantive o plano B. Senão vocês teriam zero reajuste." Festa na senzala. Orelha de porco garantida para a feijoada dos escravos para os próximos 4 anos. A casa grande, para aderir ao discurso de "responsabilidade perante a crise", resolve trocar o caviar de esturjão beluga por uma safra do "comum" caviar francês. Daqui a alguns anos a história se repete.

    2. Caso o veto seja mantido - e o PL leitinho seja só um engodo para ajudar na manutenção do veto - Levandowski, Amarildo, Ponciano, etc. virão com o discurso: "A irresponsabilidade de vocês levou a isso. Infelizmente será zero para 2016". Obviamente, omitem o fato de que, de qualquer jeito, seria zero. Levantam as mãos para os céus e agradecem. Afinal, se houvéssemos optado pelo titica antes, teriam que utilizar a insossa desculpa de "tentamos, mas não deu. A crise piorou, blablablá". Revolta na senzala. Os capitães-do-mato cuidam de conter os mais exaltados. Chuva de liminares e decisões monocráticas em 2016, visando a garantir o "bom funcionamento da Justiça", e a "manutenção dos serviços essenciais". Para tolher os ânimos, novo PL enviado à Câmara ainda no primeiro trimestre do ano, com ótimas tabelas - sabe como é, para manter a roda girando, qualquer hamster precisa ter uma boa miragem em vista.

    3. Caso o veto seja derrubado - Levandowski, Amarildo, Ponciano, etc. virão com o discurso: "A atitude de vocês foi irresponsável. Não haverá recursos para pagamento do PL. Tentaremos a suplementação, mas já sabemos que isso não será possível". Tentativa de derrubada do reajuste via ADI no Supremo. Caso a ADI não vingue, teremos algumas poucas parcelas de reajuste em 2016, e implementação efetiva só para 2017. Senzala funcionando a todo vapor, mas de olho nos patrões. Para manter a aparência de crise, a casa grande segura a compra de novos escravos, evita a pintura das paredes externas, para garantir os luxos da porta pra dentro. Novamente, daqui a alguns poucos anos, a história se repete.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Convidado Qua 21 Out 2015, 10:29 am

    inaceitável dar apoio a um projeto que privilegia externos.
    mauregas
    mauregas
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 494
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 14/03/2011

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por mauregas Qua 21 Out 2015, 12:06 pm

    Correr Atrás escreveu:Melhorar o leitinho não vai rolar.
    Explico.

    Se jogar as Cjs pra tabela o STF não aceita.
    Se vogar do vb pra gaj os Oficiais e Agentes choram.
    Se aprovar a emenda do nível superior pros técnicos os analistas berram.
    Se mexer no prazo aumenta o impacto. Não pode.
    Se tirar a absorção dos 13,23% aumenta o impacto. Não pode.

    O leitinho não foi enviado pra ser negociado.

    É pegar ou largar.


    VictorAlbuquerque escreveu:
    Por isso que sou favorável, dentre as opções que nos são oferecidas, a esse sistema de reajuste calcado em VB+GAJ (principalmente na GAJ) pq, de certa forma, reduz um pouco as distorções no PJU, pois privilegia aqueles que não possuem os anuênios e as CJs e FCs incorporadas em detrimento daqueles que são o topo da pirâmide.

    Além disso, quando se concentra o reajuste na GAJ, VC consegue fazer mais com menos e, em tempos de desprezo aos servidores públicos, essa é a melhor alternativa ou menos pior, se preferir.


    Lula Molusco escreveu:rs

    O cara acabou de corroborar o que falei. Se um servidor teve reajuste de 10% e outro de 34%, significa que na média tiveram...

    Se o aumento no VB for 56%, o impacto na folha seria um pouco menor, pois algumas rubricas não seriam atingidas. Quais? VPNI, FC e CJ.

    Então, o parâmetro tem que ser o impacto na folha, que no caso do PLC 28 acho que é de quase 43%

    No caso do PL ti-ti-ca, o impacto na folha é de 23%, sem considerar o reajuste das CJ, AQ 5% e a perda VPI, que acaba compensando o AQ 5%. Posso considerar 24%.

    Em nenhuma hipótese é possível considerar apenas VB+GAJ quando há perda da VPI. Todos perderão esta rubrica.

    Ai é que precisamos usar a mobilização atual, a força da greve e o risco de derrubada do veto (ainda que hoje ele seja quase impossível) para forçar a administração a aceitar mudanças, inclusive diminuindo o aumento no VB e o aumento nas CJs em favor da GAJ.

    Mas, se formos esperar a votação do veto para tentar conquistar algo e ele for mantido, vai ser mesmo o pegar ou largar.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8808
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por darkshi Qua 21 Out 2015, 12:58 pm

    Para mim um mero veto ao artigo que reajusta as CJs já é uma bela vitória. Para o papi aprender que não pode dar um aumento para seus baba ovos de gabinete em detrimento dos servidores.
    Para ser minimamente justos, deveriam reajustar as FCs junto.


    ps: Não recebo e nunca recebi FCs e CJs.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Qua 21 Out 2015, 6:46 pm

    Estão repercutindo muito uma emenda ao PL 2648 que repete a tabela do PLC28.

    O engraçado é que só agora que viram isso. O prazo para emendas terminou em 02/09, quando entraram todas as 72 emendas.

    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8808
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por darkshi Qua 21 Out 2015, 7:03 pm

    Solange4 escreveu:Estão repercutindo muito uma emenda ao PL 2648 que repete a tabela do PLC28.

    O engraçado é que só agora que viram isso. O prazo para emendas terminou em 02/09, quando entraram todas as 72 emendas.


    Mais ou menos.
    O relator pode apresentar uma emenda a qualquer hora.

    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Qui 22 Out 2015, 9:51 am

    darkshi escreveu:
    Solange4 escreveu:Estão repercutindo muito uma emenda ao PL 2648 que repete a tabela do PLC28.

    O engraçado é que só agora que viram isso. O prazo para emendas terminou em 02/09, quando entraram todas as 72 emendas.


    Mais ou menos.
    O relator pode apresentar uma emenda a qualquer hora.


    Mas aí não é um substitutivo? E não pode apresentar aumento de impacto, certo?
    Morena
    Morena
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2817
    Reputação : 655
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Morena Qui 22 Out 2015, 9:38 pm

    Sobre buscarmos uma alternativa, vou repetir novamente a pergunta: Quem quer o PL Lixoso ou outro qualquer, o que estão dispostos a fazer para que tenha essa alternativa? Que sacrifício estão dispostos a fazer? estão dispostos a fazer greve pela alternativa? a cruzar os braços? O que pretende fazer de real, efetivo para que a alternativa seja concretizada? ir votar na Assembleia e esperar que outros corram para brigar?
    Respondam!!!!!!!!!!!!
    diegowfcp
    diegowfcp
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAJ
    Mensagens : 1798
    Reputação : 79
    Data de inscrição : 01/09/2014

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por diegowfcp Qui 22 Out 2015, 9:55 pm

    Morena escreveu:Sobre buscarmos uma alternativa, vou repetir novamente a pergunta: Quem quer o PL Lixoso ou outro qualquer, o que estão dispostos a fazer para que tenha essa alternativa? Que sacrifício estão dispostos a fazer? estão dispostos a fazer greve pela alternativa? a cruzar os braços? O que pretende fazer de real, efetivo para que a alternativa seja concretizada? ir votar na Assembleia e esperar que outros corram para brigar?
    Respondam!!!!!!!!!!!!  


    Eu entro em greve pela a alternativa e não entrarei meia hora sequer por essa estupidez de derrubada desse veto.

    avatar
    Ilhense
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 890
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 18/12/2010

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Ilhense Qui 22 Out 2015, 10:21 pm

    diegowfcp escreveu:
    Morena escreveu:Sobre buscarmos uma alternativa, vou repetir novamente a pergunta: Quem quer o PL Lixoso ou outro qualquer, o que estão dispostos a fazer para que tenha essa alternativa? Que sacrifício estão dispostos a fazer? estão dispostos a fazer greve pela alternativa? a cruzar os braços? O que pretende fazer de real, efetivo para que a alternativa seja concretizada? ir votar na Assembleia e esperar que outros corram para brigar?
    Respondam!!!!!!!!!!!!  


    Eu entro em greve pela a alternativa e não entrarei  meia hora sequer por essa estupidez de derrubada desse veto.


    Morena, não fui até Brasília, mas imagino os sacrifícios que você vem empreendendo há muito tempo. Você é uma lutadora.

    Sei o quanto está envolvida e o quanto essa categoria deve em agradecimentos a pessoas como você.

    O problema é que o tempo se esgota, não temos muito poder de barganha e az informações que temos, muitas vezes, são meros desejos plantados por parlamentares oportunistas.

    Não seria questão de abandonar um projeto pelo qual tantos lutaram, mas sim atuar em duas frentes.

    Só a tomada de alguns sindicatos, já vale mais que uma vitória.

    Vamos valorizar isso também.

    Recuar um pouco em sua posição, não é perder, mas sim estratégico.
    Morena
    Morena
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2817
    Reputação : 655
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Morena Sex 23 Out 2015, 12:56 am

    Ilhense escreveu:
    diegowfcp escreveu:
    Morena escreveu:Sobre buscarmos uma alternativa, vou repetir novamente a pergunta: Quem quer o PL Lixoso ou outro qualquer, o que estão dispostos a fazer para que tenha essa alternativa? Que sacrifício estão dispostos a fazer? estão dispostos a fazer greve pela alternativa? a cruzar os braços? O que pretende fazer de real, efetivo para que a alternativa seja concretizada? ir votar na Assembleia e esperar que outros corram para brigar?
    Respondam!!!!!!!!!!!!  


    Eu entro em greve pela a alternativa e não entrarei  meia hora sequer por essa estupidez de derrubada desse veto.


    Morena, não fui até Brasília, mas imagino os sacrifícios que você vem empreendendo há muito tempo.  Você é uma lutadora.

    Sei o quanto está envolvida e o quanto essa categoria deve em agradecimentos a pessoas como você.

    O problema é que o tempo se esgota, não temos muito poder de barganha e az informações que temos, muitas vezes,  são meros desejos plantados por parlamentares oportunistas.

    Não seria questão de abandonar um projeto pelo qual tantos lutaram, mas sim atuar em duas frentes.  

    Só a tomada de alguns sindicatos,  já vale mais que uma vitória.

    Vamos valorizar isso também.

    Recuar um pouco em sua posição,  não é perder, mas sim estratégico.

    Vou dizer algo, tem colega que faz mais do que o dobro. Sabia que tem colega que já usou as férias dele do ano que vem só para poder estar lá no CN? trabalhando efetivamente.
    Tem muita gente que pensa estamos em greve e/ou lutando pelo PLC28/2015 por birra (muitos não estão em greve, mas participam ativamente na atuação do CN, do aeroporto. Estão fazendo jornada tripla), mas continuamos na luta porque realmente acreditamos que temos chances reais de derrubar o veto por causa do trabalho que vem sendo feito ao longo deste tempo todo.
    Quanto a não ir em duas frentes, sabe qual é a questão?você não pode dizer a um parlamentar que quer a derrubada do veto porque é o plano que te atende, que repõe as suas grandes perdas, que é injusto o veto, e, enquanto isso, está lá trabalhando para outro. Ou o PL lixoso vai te atender ou não. é simples. parlamentar não vai se comprometer com ninguém, com servidor que diz: Quero isso, mas pode ser isso também. Esse PL é uma droga, mas fico lá mexendo nele. fazendo-se movimentar.
    Se eu chego em um parlamentar e digo: Queremos a derrubada do veto, pois é o único que irá manter nossa dignidade salarial, profissional, não posso ao mesmo tempo, dizer, mostrar: não é bem assim, sabe aquele PL lixoso lá? que não foi negociado com a categoria, que retira direitos? pode me servir. deixa lá eu ver isso, mas derruba o veto, está bom.
    Sinceramente, você compraria briga, seja com o DesGoverno, seja com a mídia, seja com o restante da população, por um PL qdo o próprio servidor está disposto a aceitar outro? Isso sim é sem sentido.
    PS - Não entrei no mérito do qto o PL lixoso é ruim para nós.
    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 499
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Protocol Sex 23 Out 2015, 8:41 am

    Morena escreveu:
    Ilhense escreveu:
    diegowfcp escreveu:
    Morena escreveu:Sobre buscarmos uma alternativa, vou repetir novamente a pergunta: Quem quer o PL Lixoso ou outro qualquer, o que estão dispostos a fazer para que tenha essa alternativa? Que sacrifício estão dispostos a fazer? estão dispostos a fazer greve pela alternativa? a cruzar os braços? O que pretende fazer de real, efetivo para que a alternativa seja concretizada? ir votar na Assembleia e esperar que outros corram para brigar?
    Respondam!!!!!!!!!!!!  


    Eu entro em greve pela a alternativa e não entrarei  meia hora sequer por essa estupidez de derrubada desse veto.


    Morena, não fui até Brasília, mas imagino os sacrifícios que você vem empreendendo há muito tempo.  Você é uma lutadora.

    Sei o quanto está envolvida e o quanto essa categoria deve em agradecimentos a pessoas como você.

    O problema é que o tempo se esgota, não temos muito poder de barganha e az informações que temos, muitas vezes,  são meros desejos plantados por parlamentares oportunistas.

    Não seria questão de abandonar um projeto pelo qual tantos lutaram, mas sim atuar em duas frentes.  

    Só a tomada de alguns sindicatos,  já vale mais que uma vitória.

    Vamos valorizar isso também.

    Recuar um pouco em sua posição,  não é perder, mas sim estratégico.

    Vou dizer algo, tem colega que faz mais do que o dobro. Sabia que tem colega que já usou as férias dele do ano que vem só para poder estar lá no CN? trabalhando efetivamente.
    Tem muita gente que pensa estamos em greve e/ou lutando pelo PLC28/2015 por birra (muitos não estão em greve, mas participam ativamente na atuação do CN, do aeroporto. Estão fazendo jornada tripla), mas continuamos na luta porque realmente acreditamos que temos chances reais de derrubar o veto por causa do trabalho que vem sendo feito ao longo deste tempo todo.
    Quanto a não ir em duas frentes, sabe qual é a questão?você não pode dizer a um parlamentar que quer a derrubada do veto porque é o plano que te atende, que repõe as suas grandes perdas, que é injusto o veto, e, enquanto isso, está lá trabalhando para outro. Ou o PL lixoso vai te atender ou não. é simples. parlamentar não vai se comprometer com ninguém, com servidor que diz: Quero isso, mas pode ser isso também. Esse PL é uma droga, mas fico lá mexendo nele. fazendo-se movimentar.
    Se eu chego em um parlamentar e digo: Queremos a derrubada do veto, pois é o único que irá manter nossa dignidade salarial, profissional, não posso ao mesmo tempo, dizer, mostrar: não é bem assim, sabe aquele PL lixoso lá? que não foi negociado com a categoria, que retira direitos? pode me servir. deixa lá eu ver isso, mas derruba o veto, está bom.
    Sinceramente, você compraria briga, seja com o DesGoverno, seja com a mídia, seja com o restante da população, por um PL qdo o próprio servidor está disposto a aceitar outro? Isso sim é sem sentido.
    PS - Não entrei no mérito do qto o PL lixoso é ruim para nós.

    Morena, respeito teu empenho, concordo que o PL 28 é a única recomposição justa, mas te faço uma pergunta.

    Em tese, qual seria a tua postura se o veto ao PL28 fosse mantido, considerando que a situação econômica do país está péssima, o que reflete na arrecadação tributária e, consequentemente, no orçamento federal, do qual dependemos para qualquer que seja a recomposição, e que não há disposição nem do executivo nem da autarquia judiciária em qualquer negociação?
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Sex 23 Out 2015, 9:06 am

    As pessoas que postam aqui não preferem o titica ao PLC28, por óbvio.
    No meu caso, apenas não quero ser taxada de MAV e ser execrada só por querer acompanhar a movimentação do titica, por querer discutir as nossas hipóteses.
    Agora, se aqui também vão ficar ficar malhando quem quer discutir o assunto, melhor sair do fórum, porque este não é para o debate.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Sex 23 Out 2015, 9:08 am

    Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.

    diegowfcp
    diegowfcp
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAJ
    Mensagens : 1798
    Reputação : 79
    Data de inscrição : 01/09/2014

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por diegowfcp Sex 23 Out 2015, 10:09 am

    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Penso exatamente da mesma forma, ainda mais se , quem está grevando, traz mais prejuízos para o governo trabalhando, quanto parado.

    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por androsvilazza Sex 23 Out 2015, 10:22 am

    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Ainda bem (não só para nós, servidores públicos, mas para todos os trabalhadores) que esse é o SEU pensamento.

    Greve sem salário inviabiliza o direito de greve. Vira um direito meramente no papel.

    Lógico que recrimino os que fazem greve "em casa", tomando o período como se fosse de férias. Mas quem luta pelos seus direitos (e os de outrem) não pode ser punido por isso.

    Pra começar, veja o exemplo da Justiça. Se muitos não entram em greve por medo de perder FC, vão fazê-lo correndo o risco de perder todo o salário?
    Quem hoje entra em greve, vai continuar entrando, sabendo que vai perder seu salário, pra defender um direito (que talvez nem consiga), e fazê-lo pelos outros que não entram em greve?

    Acredito na greve com posterior reposição do trabalho represado, mutirões etc. Reposição total das horas tem o mesmo reflexo do corte de salários.

    Repito: greve com corte de salários inviabiliza o direito de greve. Nem metalúrgicos, nem bancários, entrariam em greve mais. Ou você acha que quem luta por melhorias salariais está em condições de abrir mão de dias do seu soldo? E mais, quem se deixará convencer, sendo que os próprios sindicalistas continuariam sendo remunerados? É fácil promover o arrocho no bolso alheio.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por PCS-JA Sex 23 Out 2015, 10:50 am

    androsvilazza escreveu:
    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Ainda bem (não só para nós, servidores públicos, mas para todos os trabalhadores) que esse é o SEU pensamento.

    Greve sem salário inviabiliza o direito de greve. Vira um direito meramente no papel.

    Lógico que recrimino os que fazem greve "em casa", tomando o período como se fosse de férias. Mas quem luta pelos seus direitos (e os de outrem) não pode ser punido por isso.

    Pra começar, veja o exemplo da Justiça. Se muitos não entram em greve por medo de perder FC, vão fazê-lo correndo o risco de perder todo o salário?
    Quem hoje entra em greve, vai continuar entrando, sabendo que vai perder seu salário, pra defender um direito (que talvez nem consiga), e fazê-lo pelos outros que não entram em greve?

    Acredito na greve com posterior reposição do trabalho represado, mutirões etc. Reposição total das horas tem o mesmo reflexo do corte de salários.

    Repito: greve com corte de salários inviabiliza o direito de greve. Nem metalúrgicos, nem bancários, entrariam em greve mais. Ou você acha que quem luta por melhorias salariais está em condições de abrir mão de dias do seu soldo? E mais, quem se deixará convencer, sendo que os próprios sindicalistas continuariam sendo remunerados? É fácil promover o arrocho no bolso alheio.

    _____________-

    Agora vai o SINTRAJUD está se envolvendo com força:

    22/10/2015
    Esta notícia foi lida: 315 vezes


    Servidores preparam nova mobilização para derrubar veto 26

    Assembleia aprova paralisação de 16 a 18 de novembro e caravana a Brasília


    Os servidores vão paralisar o trabalho no Judiciário Federal em São Paulo nos dias 16, 17 e 18 de novembro para acompanhar a sessão do Congresso que deve votar o veto presidencial 26/2015, referente ao projeto salarial da categoria, o PLC 28/2015. Na semana passada, o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse a lideranças do Senado que deve convocar a sessão para analisar os vetos no dia 17 de novembro.A decisão de paralisar o trabalho foi tomada pelos servidores na assembleia geral realizada no último sábado, 17, na sede do Sintrajud. Também foram definidas as atividades de mobilização que a categoria vai promover para manifestar sua indignação com o veto à reposição salarial. As reuniões do Comando Estadual de Greve devem ser retomadas, assim como a campanha de sindicalização.No próprio dia 17 será realizado um ato estadual, em local a ser definido, para aumentar a pressão sobre os parlamentares. Uma caravana de servidores seguirá um dia antes para Brasília, onde deverá se juntar a delegações de outros estados para mais uma grande mobilização pela derrubada do veto na capital federal.A ideia é que desta vez a caravana seja inteiramente bancada pelos servidores, por meio de uma campanha específica de arrecadação de fundos.Outra decisão da assembleia está ligada à pressão que os servidores pretendem exercer sobre os parlamentares do estado de São Paulo. O Sintrajud deverá divulgar a relação desses parlamentares e os servidores vão se organizar em grupos para visitá-los e para cobrar o apoio à derrubada do veto.Os servidores aprovaram ainda uma moção de desagravo aos dois dirigentes do Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Sindipetro-LP) que foram presos durante manifestação pacífica em Santos no dia 14.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    Morena
    Morena
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2817
    Reputação : 655
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Morena Sex 23 Out 2015, 10:58 am

    Protocol escreveu:
    Morena escreveu:
    Ilhense escreveu:
    diegowfcp escreveu:


    Eu entro em greve pela a alternativa e não entrarei  meia hora sequer por essa estupidez de derrubada desse veto.


    Morena, não fui até Brasília, mas imagino os sacrifícios que você vem empreendendo há muito tempo.  Você é uma lutadora.

    Sei o quanto está envolvida e o quanto essa categoria deve em agradecimentos a pessoas como você.

    O problema é que o tempo se esgota, não temos muito poder de barganha e az informações que temos, muitas vezes,  são meros desejos plantados por parlamentares oportunistas.

    Não seria questão de abandonar um projeto pelo qual tantos lutaram, mas sim atuar em duas frentes.  

    Só a tomada de alguns sindicatos,  já vale mais que uma vitória.

    Vamos valorizar isso também.

    Recuar um pouco em sua posição,  não é perder, mas sim estratégico.

    Vou dizer algo, tem colega que faz mais do que o dobro. Sabia que tem colega que já usou as férias dele do ano que vem só para poder estar lá no CN? trabalhando efetivamente.
    Tem muita gente que pensa estamos em greve e/ou lutando pelo PLC28/2015 por birra (muitos não estão em greve, mas participam ativamente na atuação do CN, do aeroporto. Estão fazendo jornada tripla), mas continuamos na luta porque realmente acreditamos que temos chances reais de derrubar o veto por causa do trabalho que vem sendo feito ao longo deste tempo todo.
    Quanto a não ir em duas frentes, sabe qual é a questão?você não pode dizer a um parlamentar que quer a derrubada do veto porque é o plano que te atende, que repõe as suas grandes perdas, que é injusto o veto, e, enquanto isso, está lá trabalhando para outro. Ou o PL lixoso vai te atender ou não. é simples. parlamentar não vai se comprometer com ninguém, com servidor que diz: Quero isso, mas pode ser isso também. Esse PL é uma droga, mas fico lá mexendo nele. fazendo-se movimentar.
    Se eu chego em um parlamentar e digo: Queremos a derrubada do veto, pois é o único que irá manter nossa dignidade salarial, profissional, não posso ao mesmo tempo, dizer, mostrar: não é bem assim, sabe aquele PL lixoso lá? que não foi negociado com a categoria, que retira direitos? pode me servir. deixa lá eu ver isso, mas derruba o veto, está bom.
    Sinceramente, você compraria briga, seja com o DesGoverno, seja com a mídia, seja com o restante da população, por um PL qdo o próprio servidor está disposto a aceitar outro? Isso sim é sem sentido.
    PS - Não entrei no mérito do qto o PL lixoso é ruim para nós.

    Morena, respeito teu empenho, concordo que o PL 28 é a única recomposição justa, mas te faço uma pergunta.

    Em tese, qual seria a tua postura se o veto ao PL28 fosse mantido, considerando que a situação econômica do país está péssima, o que reflete na arrecadação tributária e, consequentemente, no orçamento federal, do qual dependemos para qualquer que seja a recomposição, e que não há disposição nem do executivo nem da autarquia judiciária em qualquer negociação?

    lutaria pelos 13,23%. até por conta do retroativo, que poderia ser pago se não na totalidade o ano que vem, mas parcialmente, o que daria um fôlego financeiro aos servidores e que não nos deixaria preso em PL que não recompõe a nossas perdas, pelo contrário, só aprofundaria até 2019.
    e para aqueles que vierem dizer que é um valor merreca (não o retroativo, claro), então, pior ainda o é dividido da forma como está no PL lixoso., causando perdas a colegas  e sem dar o direito claro aos demais do ganho.
    Tem um colega que especulando a hipótese do veto ser mantido, disse que deveríamos é fazer passar o PLC6613/2009 o ano que vem, não sei se seria razoável, possível, confesso que não parei para analisar. só sei que o PL lixoso é o fim para nós, em todos os sentidos.
    Sinceramente, fico estarrecida, acho inadmissível ler, ouvir colegas defenderem o PL lixoso com o discurso que não pode ficar no zero o ano que vem, acusando que quem não o quer é mimado, infantil, ou coisa que o valha, mas admite que outros possam ficar com zero, pois o outro PL traz em seu art. essa previsão. carárer zero dessas pessoas.
    Fico aqui pensando quem são piores: se elas ou os sindicalistas que tentam vender o PL como bom, passável. Fala sério. desde quando qualquer projeto de lei que trata de reajuste, de recomposição inflacionária de uma categoria pode ser minimamente bom, considerado, qdo em seu próprio texto prevê que alguns precisarão ter complementação salarial para não receber menos do que antes da implantação do plano. Quando se admite e defende que um direito que está sendo discutido pela categoria há 12 anos, seja absorvido por aqueles que os conseguiram e sem reconhecer quem ainda está na luta. Estes sindicalistas são canalhas, vendidos, para não dizer coisa pior


    Última edição por Morena em Sex 23 Out 2015, 12:06 pm, editado 2 vez(es)
    RVMS
    RVMS
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1355
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 29/07/2011

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por RVMS Sex 23 Out 2015, 11:01 am

    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Tomara que os demais servidores públicos não pensem como você. A Organização Internacional do Trabalho, ao menos, pensa diferente de você.

    Espero, também, que a colega não tenha formação jurídica e/ou humanística, porque se tiver, a decepção será maior.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Sex 23 Out 2015, 12:58 pm

    RVMS escreveu:
    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Tomara que os demais servidores públicos não pensem como você. A Organização Internacional do Trabalho, ao menos, pensa diferente de você.

    Espero, também, que a colega não tenha formação jurídica e/ou humanística, porque se tiver, a decepção será maior.
    Você nem me conhece, não tem porque ficar decepcionado comigo.
    RVMS
    RVMS
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1355
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 29/07/2011

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por RVMS Sex 23 Out 2015, 12:59 pm

    Solange4 escreveu:
    RVMS escreveu:
    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Tomara que os demais servidores públicos não pensem como você. A Organização Internacional do Trabalho, ao menos, pensa diferente de você.

    Espero, também, que a colega não tenha formação jurídica e/ou humanística, porque se tiver, a decepção será maior.
    Você nem me conhece, não tem porque ficar decepcionado comigo.

    Com a sua opinião.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Sex 23 Out 2015, 1:04 pm

    Morena escreveu:




    lutaria pelos 13,23%. até por conta do retroativo, que poderia ser pago se não na totalidade o ano que vem, mas parcialmente, o que daria um fôlego financeiro aos servidores e que não nos deixaria preso em PL que não recompõe a nossas perdas, pelo contrário, só aprofundaria até 2019.
    e para aqueles que vierem dizer que é um valor merreca (não o retroativo, claro), então, pior ainda o é dividido da forma como está no PL lixoso., causando perdas a colegas  e sem dar o direito claro aos demais do ganho.
    Tem um colega que especulando a hipótese do veto ser mantido, disse que deveríamos é fazer passar o PLC6613/2009 o ano que vem, não sei se seria razoável, possível, confesso que não parei para analisar. só sei que o PL lixoso é o fim para nós, em todos os sentidos.
    Sinceramente, fico estarrecida, acho inadmissível ler, ouvir colegas defenderem o PL lixoso com o discurso que não pode ficar no zero o ano que vem, acusando que quem não o quer é mimado, infantil, ou coisa que o valha, mas admite que outros possam ficar com zero, pois o outro PL traz em seu art. essa previsão. carárer zero dessas pessoas.
    Fico aqui pensando quem são piores:  se elas ou os sindicalistas que tentam vender o PL como bom, passável. Fala sério. desde quando qualquer projeto de lei que trata de reajuste, de recomposição inflacionária de uma categoria pode ser minimamente bom, considerado, qdo em seu próprio texto prevê que alguns precisarão ter complementação salarial para não receber menos do que antes da implantação do plano. Quando se admite e defende que um direito que está sendo discutido pela categoria há 12 anos, seja absorvido por aqueles que os conseguiram e sem reconhecer quem ainda está na luta. Estes sindicalistas são canalhas, vendidos, para não dizer coisa pior

    E eu não vi ninguém que recebe os 13,23% pensando naqueles que não recebem, tendo exatamente o mesmo direito. Esse valor que o cara vai perder, muitos não conseguiram receber, e ninguém parece indignado com isso. A verdade é que a situação é igual pra todos - acham que estão perdendo mais, mas a verdade é que recebem mais (ou antes), portanto o titica é ruim, na mesma medida pra todos.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Sex 23 Out 2015, 1:09 pm

    Eu só acredito, no nosso caso, em "greve" inteligente: trabalhar muito em prol do andamento dos precatórios e lento nas execuções fiscais - quem trabalha com processos sabe onde o governo tem interesse e onde não tem.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Sex 23 Out 2015, 1:13 pm

    RVMS escreveu:
    Solange4 escreveu:
    RVMS escreveu:
    Solange4 escreveu:Eu, pessoalmente, não acredito em greve no setor público.
    A greve do INSS prejudicou muito a população e o governo economizou dinheiro.

    Acho que greve é para uma indústria, onde a produção para e o patrão para de ter lucro.
    Acredito mais, que greve é sem sálario - se não trabalhou, não merece receber.


    Tomara que os demais servidores públicos não pensem como você. A Organização Internacional do Trabalho, ao menos, pensa diferente de você.

    Espero, também, que a colega não tenha formação jurídica e/ou humanística, porque se tiver, a decepção será maior.
    Você nem me conhece, não tem porque ficar decepcionado comigo.

    Com a sua opinião.
    A verdade é que eu não tenho FC e tenho diretor apoiando quem quiser ir a greve, então vou aos atos e assembleias, mas volto e trabalho, porque não tenho coragem de deixar meu "cliente" (o cidadão) sem atendimento.
    maligna
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 298
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 20/12/2014

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por maligna Sex 23 Out 2015, 8:12 pm

    Solange4 escreveu:Eu só acredito, no nosso caso, em "greve" inteligente: trabalhar muito em prol do andamento dos precatórios e lento nas execuções fiscais - quem trabalha com processos sabe onde o governo tem interesse e onde não tem.

    Se TODAS as Varas do Brasil tivessem tantos precatórios e tantas execuções fiscais assim, essa até poderia ser uma solução interessante. Mas o que temos na JT, por exemplo, é ínfimo, não faz nem cócegas na Administração Pública.
    maligna
    maligna
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 298
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 20/12/2014

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por maligna Sex 23 Out 2015, 8:26 pm

    Solange4 escreveu:
    RVMS escreveu:
    Solange4 escreveu:
    RVMS escreveu:

    Tomara que os demais servidores públicos não pensem como você. A Organização Internacional do Trabalho, ao menos, pensa diferente de você.

    Espero, também, que a colega não tenha formação jurídica e/ou humanística, porque se tiver, a decepção será maior.
    Você nem me conhece, não tem porque ficar decepcionado comigo.

    Com a sua opinião.
    A verdade é que eu não tenho FC e tenho diretor apoiando quem quiser ir a greve, então vou aos atos e assembleias, mas volto e trabalho, porque não tenho coragem de deixar meu "cliente" (o cidadão) sem atendimento.
    O cidadão não é nosso "cliente", ele é o nosso verdadeiro "patrão". Infelizmente, porém, ainda não se inventou outro meio de pressão eficaz para o trabalhador se fazer ouvir, além da greve. Fazer o quê?
    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 499
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Protocol Sex 23 Out 2015, 9:22 pm

    Morena escreveu:
    Protocol escreveu:
    Morena escreveu:
    Ilhense escreveu:

    Morena, não fui até Brasília, mas imagino os sacrifícios que você vem empreendendo há muito tempo.  Você é uma lutadora.

    Sei o quanto está envolvida e o quanto essa categoria deve em agradecimentos a pessoas como você.

    O problema é que o tempo se esgota, não temos muito poder de barganha e az informações que temos, muitas vezes,  são meros desejos plantados por parlamentares oportunistas.

    Não seria questão de abandonar um projeto pelo qual tantos lutaram, mas sim atuar em duas frentes.  

    Só a tomada de alguns sindicatos,  já vale mais que uma vitória.

    Vamos valorizar isso também.

    Recuar um pouco em sua posição,  não é perder, mas sim estratégico.

    Vou dizer algo, tem colega que faz mais do que o dobro. Sabia que tem colega que já usou as férias dele do ano que vem só para poder estar lá no CN? trabalhando efetivamente.
    Tem muita gente que pensa estamos em greve e/ou lutando pelo PLC28/2015 por birra (muitos não estão em greve, mas participam ativamente na atuação do CN, do aeroporto. Estão fazendo jornada tripla), mas continuamos na luta porque realmente acreditamos que temos chances reais de derrubar o veto por causa do trabalho que vem sendo feito ao longo deste tempo todo.
    Quanto a não ir em duas frentes, sabe qual é a questão?você não pode dizer a um parlamentar que quer a derrubada do veto porque é o plano que te atende, que repõe as suas grandes perdas, que é injusto o veto, e, enquanto isso, está lá trabalhando para outro. Ou o PL lixoso vai te atender ou não. é simples. parlamentar não vai se comprometer com ninguém, com servidor que diz: Quero isso, mas pode ser isso também. Esse PL é uma droga, mas fico lá mexendo nele. fazendo-se movimentar.
    Se eu chego em um parlamentar e digo: Queremos a derrubada do veto, pois é o único que irá manter nossa dignidade salarial, profissional, não posso ao mesmo tempo, dizer, mostrar: não é bem assim, sabe aquele PL lixoso lá? que não foi negociado com a categoria, que retira direitos? pode me servir. deixa lá eu ver isso, mas derruba o veto, está bom.
    Sinceramente, você compraria briga, seja com o DesGoverno, seja com a mídia, seja com o restante da população, por um PL qdo o próprio servidor está disposto a aceitar outro? Isso sim é sem sentido.
    PS - Não entrei no mérito do qto o PL lixoso é ruim para nós.

    Morena, respeito teu empenho, concordo que o PL 28 é a única recomposição justa, mas te faço uma pergunta.

    Em tese, qual seria a tua postura se o veto ao PL28 fosse mantido, considerando que a situação econômica do país está péssima, o que reflete na arrecadação tributária e, consequentemente, no orçamento federal, do qual dependemos para qualquer que seja a recomposição, e que não há disposição nem do executivo nem da autarquia judiciária em qualquer negociação?

    lutaria pelos 13,23%. até por conta do retroativo, que poderia ser pago se não na totalidade o ano que vem, mas parcialmente, o que daria um fôlego financeiro aos servidores e que não nos deixaria preso em PL que não recompõe a nossas perdas, pelo contrário, só aprofundaria até 2019.
    e para aqueles que vierem dizer que é um valor merreca (não o retroativo, claro), então, pior ainda o é dividido da forma como está no PL lixoso., causando perdas a colegas  e sem dar o direito claro aos demais do ganho.
    Tem um colega que especulando a hipótese do veto ser mantido, disse que deveríamos é fazer passar o PLC6613/2009 o ano que vem, não sei se seria razoável, possível, confesso que não parei para analisar. só sei que o PL lixoso é o fim para nós, em todos os sentidos.
    Sinceramente, fico estarrecida, acho inadmissível ler, ouvir colegas defenderem o PL lixoso com o discurso que não pode ficar no zero o ano que vem, acusando que quem não o quer é mimado, infantil, ou coisa que o valha, mas admite que outros possam ficar com zero, pois o outro PL traz em seu art. essa previsão. carárer zero dessas pessoas.
    Fico aqui pensando quem são piores:  se elas ou os sindicalistas que tentam vender o PL como bom, passável. Fala sério. desde quando qualquer projeto de lei que trata de reajuste, de recomposição inflacionária de uma categoria pode ser minimamente bom, considerado, qdo em seu próprio texto prevê que alguns precisarão ter complementação salarial para não receber menos do que antes da implantação do plano. Quando se admite e defende que um direito que está sendo discutido pela categoria há 12 anos, seja absorvido por aqueles que os conseguiram e sem reconhecer quem ainda está na luta. Estes sindicalistas são canalhas, vendidos, para não dizer coisa pior

    Uma ideia interessante. Os 13,23% da forma como estão sendo pagos atualmente (GAJ 12%) é um valor pequeno. Pode melhorar (GAJ 30%). Fazer passar o PL 6613 é uma ideia também. Um tempo atrás li em algum lugar que o impacto previsto se o plano fosse implementado no exercício de 2012 seria, se não me engano, de R$ 7,4 bilhões. Ele teria, contudo, de sofrer adaptações.
    Luís Jr
    Luís Jr
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 95
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 01/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Luís Jr Sab 24 Out 2015, 8:43 am

    Vai ser zero de novo. Greve não resolve mais nada no serviço público. No dia em que essa greve começar a incomodar os deuses, é só baixar portaria considerando a greve ilegal, corte de ponto e multa diária para cada servidor que continuar em greve.

    Neste país, quem manda não é a lei, nem a moral. Quem manda são os corruPTos e essa maldita organização comunista chamada Foro de São Paulo. Fico abismado em ver "colega" citar OIT. Dilma descumpre várias normas da OIT, e que aconteceu? Nada! Voltamos aos tempos do Império. O PT é o Poder Moderador.

    Só espero que o povo aprenda com seus erros e expulse da política toda essa ala esquerdista/comunista que suga e rouba nossas riquezas!

    #BolsonaroPresidente! Por um país decente!
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por PCS-JA Sab 24 Out 2015, 10:08 am

    Luís Jr escreveu:Vai ser zero de novo. Greve não resolve mais nada no serviço público. No dia em que essa greve começar a incomodar os deuses, é só baixar portaria considerando a greve ilegal, corte de ponto e multa diária para cada servidor que continuar em greve.

    Neste país, quem manda não é a lei, nem a moral. Quem manda são os corruPTos e essa maldita organização comunista chamada Foro de São Paulo. Fico abismado em ver "colega" citar OIT. Dilma descumpre várias normas da OIT, e que aconteceu? Nada! Voltamos aos tempos do Império. O PT é o Poder Moderador.

    Só espero que o povo aprenda com seus erros e expulse da política toda essa ala esquerdista/comunista que suga e rouba nossas riquezas!

    #BolsonaroPresidente! Por um país decente!
    ____________

    O PL LACTEO é muitoooo ruimmmm

    O Pl. Lixoso não é de 41,37%, descontando-se os 13,23%, fica algo em torno de 34 ou 35%.

    O PL leitinho (LACTEO) é realmente um titica, já que nos ENGESSA até 2020, no mínimo.

    A inflação esta girando por volta de 9,77% podendo chegar até 10,3%, o Pl, Lacteo fica em torno de 35%/4,5 = 7,78% ao ano.

    O percentual de 7,7% ao ano não repõe nem a inflação.

    Portanto, ARQUIVAMENTO IMEDIATO DO PL. LACTEO - pl 2648 - arquivamento é medida de justiça.

    ___
    ET. não quero ficar com zero, mas não quero o PL LACTEO.
    Sete Vidas
    Sete Vidas
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 837
    Reputação : 221
    Data de inscrição : 17/07/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty pcs

    Mensagem por Sete Vidas Sab 24 Out 2015, 6:38 pm

    Solange4 escreveu:
    Morena escreveu:




    lutaria pelos 13,23%. até por conta do retroativo, que poderia ser pago se não na totalidade o ano que vem, mas parcialmente, o que daria um fôlego financeiro aos servidores e que não nos deixaria preso em PL que não recompõe a nossas perdas, pelo contrário, só aprofundaria até 2019.
    e para aqueles que vierem dizer que é um valor merreca (não o retroativo, claro), então, pior ainda o é dividido da forma como está no PL lixoso., causando perdas a colegas  e sem dar o direito claro aos demais do ganho.
    Tem um colega que especulando a hipótese do veto ser mantido, disse que deveríamos é fazer passar o PLC6613/2009 o ano que vem, não sei se seria razoável, possível, confesso que não parei para analisar. só sei que o PL lixoso é o fim para nós, em todos os sentidos.
    Sinceramente, fico estarrecida, acho inadmissível ler, ouvir colegas defenderem o PL lixoso com o discurso que não pode ficar no zero o ano que vem, acusando que quem não o quer é mimado, infantil, ou coisa que o valha, mas admite que outros possam ficar com zero, pois o outro PL traz em seu art. essa previsão. carárer zero dessas pessoas.
    Fico aqui pensando quem são piores:  se elas ou os sindicalistas que tentam vender o PL como bom, passável. Fala sério. desde quando qualquer projeto de lei que trata de reajuste, de recomposição inflacionária de uma categoria pode ser minimamente bom, considerado, qdo em seu próprio texto prevê que alguns precisarão ter complementação salarial para não receber menos do que antes da implantação do plano. Quando se admite e defende que um direito que está sendo discutido pela categoria há 12 anos, seja absorvido por aqueles que os conseguiram e sem reconhecer quem ainda está na luta. Estes sindicalistas são canalhas, vendidos, para não dizer coisa pior

    E eu não vi ninguém que recebe os 13,23% pensando naqueles que não recebem, tendo exatamente o mesmo direito. Esse valor que o cara vai perder, muitos não conseguiram receber, e ninguém parece indignado com isso. A verdade é que a situação é igual pra todos - acham que estão perdendo mais, mas a verdade é que recebem mais (ou antes), portanto o titica é ruim, na mesma medida pra todos.

    SOLANGE 4

    EU RECEBI 13,23% E FUI TODAS AS VEZES PARA BSB LUTAR POR NOSSA CLASSE.

    O QUE IMPORTA É NOSSA CATEGORIA ESCLARECIDA.

    TENHO OPINIAO IGUAL DA MORENA.

    NAO AO PL TITICA.

    EM 2016, TODOS ARROCHADOS, VAMOS FAZER MAIOR GREVE DO PJU DE TODOS OS TEMPOS, INCLUSIVE COM MUITOS DAQUELES

    SERVIDORES SENTADOS NAS CADEIRA CONFORTAVEIS E NO AR CONDICIONADO.

    QUAL O FUTURO PRESIDENTE DO STF VAI QUERER SEUS NUMEROS PROCESSUAIS CAINDO LADEIRA ABAIXO.

    MORENA, PACTO MUITO DOS SEUS COMENTARIOS E LHE RESPEITO PELA SUA LUTA.
    FMF
    FMF
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 269
    Reputação : 51
    Data de inscrição : 24/05/2015
    Localização : São Paulo

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por FMF Sab 24 Out 2015, 8:06 pm

    Solange4 escreveu:
    Morena escreveu:




    lutaria pelos 13,23%. até por conta do retroativo, que poderia ser pago se não na totalidade o ano que vem, mas parcialmente, o que daria um fôlego financeiro aos servidores e que não nos deixaria preso em PL que não recompõe a nossas perdas, pelo contrário, só aprofundaria até 2019.
    e para aqueles que vierem dizer que é um valor merreca (não o retroativo, claro), então, pior ainda o é dividido da forma como está no PL lixoso., causando perdas a colegas  e sem dar o direito claro aos demais do ganho.
    Tem um colega que especulando a hipótese do veto ser mantido, disse que deveríamos é fazer passar o PLC6613/2009 o ano que vem, não sei se seria razoável, possível, confesso que não parei para analisar. só sei que o PL lixoso é o fim para nós, em todos os sentidos.
    Sinceramente, fico estarrecida, acho inadmissível ler, ouvir colegas defenderem o PL lixoso com o discurso que não pode ficar no zero o ano que vem, acusando que quem não o quer é mimado, infantil, ou coisa que o valha, mas admite que outros possam ficar com zero, pois o outro PL traz em seu art. essa previsão. carárer zero dessas pessoas.
    Fico aqui pensando quem são piores:  se elas ou os sindicalistas que tentam vender o PL como bom, passável. Fala sério. desde quando qualquer projeto de lei que trata de reajuste, de recomposição inflacionária de uma categoria pode ser minimamente bom, considerado, qdo em seu próprio texto prevê que alguns precisarão ter complementação salarial para não receber menos do que antes da implantação do plano. Quando se admite e defende que um direito que está sendo discutido pela categoria há 12 anos, seja absorvido por aqueles que os conseguiram e sem reconhecer quem ainda está na luta. Estes sindicalistas são canalhas, vendidos, para não dizer coisa pior

    E eu não vi ninguém que recebe os 13,23% pensando naqueles que não recebem, tendo exatamente o mesmo direito. Esse valor que o cara vai perder, muitos não conseguiram receber, e ninguém parece indignado com isso. A verdade é que a situação é igual pra todos - acham que estão perdendo mais, mas a verdade é que recebem mais (ou antes), portanto o titica é ruim, na mesma medida pra todos.
    O Pl titica é ruim para maioria e péssimo com "P" maiúsculo para quem é da JT e está recebendo a ação dos 13 (nesse caso o reajuste é só na segunda parcela). Fora isso, tal PL afasta quaisquer possibilidades de outros ramos do PJU passarem a receber os 13,23% (hoje ainda há essa possibilidade). Respeito quem defende tal PL, mas não concordo. Havia outras possibilidades com o mesmo orçamento de o STF enviar ao CN coisa melhor, mas... Lutar por um PL que reajusta à vista 25% dos CJ's??? Não, obrigado! Não quero ceder os meus 13,23% para pagar vultosos CJ's.
    PCS-JA
    PCS-JA
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2284
    Reputação : 134
    Data de inscrição : 15/05/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por PCS-JA Dom 25 Out 2015, 2:13 pm

    FMF escreveu:
    Solange4 escreveu:
    Morena escreveu:




    lutaria pelos 13,23%. até por conta do retroativo, que poderia ser pago se não na totalidade o ano que vem, mas parcialmente, o que daria um fôlego financeiro aos servidores e que não nos deixaria preso em PL que não recompõe a nossas perdas, pelo contrário, só aprofundaria até 2019.
    e para aqueles que vierem dizer que é um valor merreca (não o retroativo, claro), então, pior ainda o é dividido da forma como está no PL lixoso., causando perdas a colegas  e sem dar o direito claro aos demais do ganho.
    Tem um colega que especulando a hipótese do veto ser mantido, disse que deveríamos é fazer passar o PLC6613/2009 o ano que vem, não sei se seria razoável, possível, confesso que não parei para analisar. só sei que o PL lixoso é o fim para nós, em todos os sentidos.
    Sinceramente, fico estarrecida, acho inadmissível ler, ouvir colegas defenderem o PL lixoso com o discurso que não pode ficar no zero o ano que vem, acusando que quem não o quer é mimado, infantil, ou coisa que o valha, mas admite que outros possam ficar com zero, pois o outro PL traz em seu art. essa previsão. carárer zero dessas pessoas.
    Fico aqui pensando quem são piores:  se elas ou os sindicalistas que tentam vender o PL como bom, passável. Fala sério. desde quando qualquer projeto de lei que trata de reajuste, de recomposição inflacionária de uma categoria pode ser minimamente bom, considerado, qdo em seu próprio texto prevê que alguns precisarão ter complementação salarial para não receber menos do que antes da implantação do plano. Quando se admite e defende que um direito que está sendo discutido pela categoria há 12 anos, seja absorvido por aqueles que os conseguiram e sem reconhecer quem ainda está na luta. Estes sindicalistas são canalhas, vendidos, para não dizer coisa pior

    E eu não vi ninguém que recebe os 13,23% pensando naqueles que não recebem, tendo exatamente o mesmo direito. Esse valor que o cara vai perder, muitos não conseguiram receber, e ninguém parece indignado com isso. A verdade é que a situação é igual pra todos - acham que estão perdendo mais, mas a verdade é que recebem mais (ou antes), portanto o titica é ruim, na mesma medida pra todos.
    O Pl titica é ruim para maioria e péssimo com "P" maiúsculo para quem é da JT e está recebendo a ação dos 13 (nesse caso o reajuste é só na segunda parcela). Fora isso, tal PL afasta quaisquer possibilidades de outros ramos do PJU passarem a receber os 13,23% (hoje ainda há essa possibilidade). Respeito quem defende tal PL, mas não concordo. Havia outras possibilidades com o mesmo orçamento de o STF enviar ao CN coisa melhor, mas... Lutar por um PL que reajusta à vista 25% dos CJ's??? Não, obrigado! Não quero ceder os meus 13,23% para pagar vultosos CJ's.

    ____________-


    O PL LACTEO - Nem a pau Juvenal

    O PL. LIXOSO não é de 41,37%, descontando-se os 13,23%, fica algo em torno de 34 ou 35% e ficamos AMARADOS até 2020.

    A inflação esta girando por volta de 9,77% podendo chegar até 10,3%, o Pl, Lacteo (pl. leitinho)fica em torno de 35%/4,5 = 7,78% ao ano.

    O percentual de 7,7% ao ano não repõe nem a inflação.

    Portanto, ARQUIVAMENTO IMEDIATO DO PL. LACTEO - pl 2648 - arquivamento é medida de justiça.

    ___
    ET. não quero zero, mas também não quero o PL LACTEO.
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1309
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 11/05/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por VadeMekum Dom 25 Out 2015, 11:35 pm

    O q sodeu o PL-milk fora 02 questões. A primeira é a questão da "incorporação" dos tais 13% no aumento do VB. Afinal, o valor fica aquém do devido para quem não o recebe (já que desconta a merrequinha dos 59 reais) e para quem já recebe, pior ainda, pois vai ter q haver uma suplementação para o vencimento não achatar.

    Tá na cara que branquinho ia surtar mesmo com uma coisa dessas. E com razão.

    A outra questão é o parcelamento de 04 anos. Não sei até que ponto isso poderia obstar a "negociação" de algum penduricalho extra (uma GD, por exemplo) durante a vigência da implementação.

    Se bem que com os sindicatos q se tem por ae - muito antigão incorporado que não quer mais saber de colocar a mão na massa - a ideia de uma GD não agrada nem um pouco, o q eles querem msm eh aumento no VB para refletir em suas rubricas.

    Por isso que na hora de votar numa chapa é bom dar uma investigada na vida funcional da diretoria, para ver se não se enquadram em categorias que com ctz vão querer puxar a brasa para sua sardinha. Os pés-duros são maioria, então, deveriam eleger pés-duros tb.

    Mas voltando ao assunto do PL-eite. Se não tivesse essa estória de incorporar os 13% (ainda que não os estendesse adm de plano no momento), mantendo à parte o valor de quem já o recebe, e o parcelamento fosse de 03 anos, acho não teria gerado tanta revolta.

    No meu caso, que sou pé-duro, e não recebo os 13%, a priori não terei prejuízo. Mas eh claro que sei com o extenso prazo, o valor vai se defasar muito.

    Mas o que fazer? Tirando a providência divina (pois Deus é Deus do impossível),não vislumbro possibilidade de esse veto cair, humanamente falando. Não dá pra confiar em político, claro que quando servidores chegam lampeiros com suas plaquinhas para fazer o "corpo a corpo" com eles (políticos), todos sorriem de orelha a orelha falando que apoiam etc, mas na prática não é o que acontece.
    mauregas
    mauregas
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 494
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 14/03/2011

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por mauregas Seg 26 Out 2015, 8:20 am

    VadeMekum escreveu:O q sodeu o PL-milk fora 02 questões. A primeira é a questão da "incorporação" dos tais 13% no aumento do VB. Afinal, o valor fica aquém do devido para quem não o recebe (já que desconta a merrequinha dos 59 reais) e para quem já recebe, pior ainda, pois vai ter q haver uma suplementação para o vencimento não achatar.

    Tá na cara que branquinho ia surtar mesmo com uma coisa dessas. E com razão.

    A outra questão é o parcelamento de 04 anos. Não sei até que ponto isso poderia obstar a "negociação" de algum penduricalho extra (uma GD, por exemplo) durante a vigência da implementação.

    Se bem que com os sindicatos q se tem por ae - muito antigão incorporado que não quer mais saber de colocar a mão na massa - a ideia de uma GD não agrada nem um pouco, o q eles querem msm eh aumento no VB para refletir em suas rubricas.

    Por isso que na hora de votar numa chapa é bom dar uma investigada na vida funcional da diretoria, para ver se não se enquadram em categorias que com ctz vão querer puxar a brasa para sua sardinha. Os pés-duros são maioria, então, deveriam eleger pés-duros tb.

    Mas voltando ao assunto do PL-eite. Se não tivesse essa estória de incorporar os 13% (ainda que não os estendesse adm de plano no momento), mantendo à parte o valor de quem já o recebe, e o parcelamento fosse de 03 anos, acho não teria gerado tanta revolta.

    No meu caso, que sou pé-duro, e não recebo os 13%, a priori não terei prejuízo. Mas eh claro que sei com o extenso prazo, o valor vai se defasar muito.

    Mas o que fazer? Tirando a providência divina (pois Deus é Deus do impossível),não vislumbro possibilidade de esse veto cair, humanamente falando. Não dá pra confiar em político, claro que quando servidores chegam lampeiros com suas plaquinhas para fazer o "corpo a corpo" com eles (políticos), todos sorriem de orelha a orelha falando que apoiam etc, mas na prática não é o que acontece.

    Antes a GD parecia um excelente negócio para o servidor. Hoje, não acredito mais nisso. Porque, dentro do MPU, quem é de direito responsável pelos processos e pela instituição, não será cobrado em nada com a criação da GD.

    Vou dar um exemplo, Hoje, sofremos com a tal acumulação de ofícios. O membro aceita acumular outro ofício para receber os dividendo$$$$ e, o trabalho excedente (todo ele) está indo parar nas mesas dos analistas. O membro recebe o $$$ e o servidor o trabalho.

    Com a GD pressionando o servidor, essa situação tende a piorar, porque nós seremos cobrados pelo serviço e os membros não.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Solange4 Seg 26 Out 2015, 9:06 am

    O Pessoal fica comparando o titica (~21,5% em 4 anos) com a inflação - é lógico que perde.
    Eu comparo com ZERO - o titica é melhor.

    Outra coisa, não é porque entrei aqui que estou defendendo o PL 2648 - não movi uma palha por ele, só que tenho o direito de discutí-lo sim, ´já que me diz respeito.

    Quanto à "maior greve já vista do judicíário em 2016" (depois do ZERO) - não vejo acontecer.
    A maior que já vivi foi a de 2010, com suspensão de prazos do TRF3, ano eleitoral. Sabem o que resultou. Não acredito no poder da greve. Acredito mais no lobby no Congresso nacional.

    Conteúdo patrocinado

    2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA! - Página 5 Empty Re: 2648/2015 - OS NÚMEROS DA VERGONHA!

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 20 Jan 2022, 4:37 am