PCS JÁ

PCS JÁ



    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Khal Drogo
    Khal Drogo
    Administrador
    Administrador

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 857
    Reputação : 62
    Data de inscrição : 22/01/2014
    Localização : Curitiba

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Khal Drogo Qua 30 Set 2015, 3:31 pm

    Em 2002 Dirceu informou ao Lula para que desse ao PMDB 02 ministérios. Lula não queria ceder, mas Dirceu o convenceu explicando que o PMDB era forte no congresso e essa "gentileza" ajudaria o governo nas causas.
    Após lula aceitar, Dirceu ligou para o Michel Temer (presidente do PMDB) e informou sobre o trato.

    No dia seguinte Lula convoca Dirceu e informa que não daria mais nenhum ministério ao PMDB. "Não vou dar poder algum a eles". Dirceu nervoso tentou convencer ao ex-presidente que isso não era uma boa ideia. Em vão.

    No dia seguinte Dirceu foi ao encontro de Michel Temer e informou que o trato tinha sido desfeito.
    "Não da para confiar no PT." disse Michel Temer.

    Ou seja... O jogo é jogado há muito tempo. Veja que são praticamente os mesmos envolvidos.
    MPF SP
    MPF SP
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Administrativo
    Mensagens : 2150
    Reputação : 218
    Data de inscrição : 17/09/2014
    Idade : 32
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por MPF SP Qua 30 Set 2015, 3:32 pm

    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Depois que assinar a posse dos 7 ministérios vai ter votação.
    GOZO
    GOZO
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : De Técnico para Analista
    Mensagens : 492
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Localização : TRE-RJ para TRE-SP

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por GOZO Qua 30 Set 2015, 3:33 pm

    pclima82 escreveu:
    pclima82 escreveu:Acabo de ficar sabendo que até a Dilma Bolada rompeu com a "Dilmãe". Provavelmente vcs já saibam disso, notícia de anteontem, mas enfim... fiquei sabendo agora. Isso ilustra uma coisa que venho dizendo: A Dilma tá dando tantos agradinhos para a "Ungoliant" PMDB que periga perder os demais partidos da base, inclusive seu próprio. Se o veto for a plenário hoje, beleza, acaba a agonia, mas seria muito bom que a sessão fosse adiada. Com isso, poderíamos contar talvez, quem sabe, com inacreditáveis votos do PT.

    Apenas complementando que se eu perdesse os 20k que a Dilma Bolada ganhava por mês também sairia chutando minha mãe, pai, papagaio, etc... rsrsrs

    O nome agora será Dilma saf4da
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 542
    Reputação : 95
    Data de inscrição : 12/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Pipoca Qua 30 Set 2015, 3:33 pm

    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!


    Última edição por Pipoca em Qua 30 Set 2015, 3:34 pm, editado 1 vez(es)
    JULIUS JR
    JULIUS JR
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 572
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 01/09/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por JULIUS JR Qua 30 Set 2015, 3:33 pm

    The Punisher escreveu:
    JULIUS JR escreveu:
    PCS-JA escreveu:
    molotov escreveu:Nunca.

    2 colegas de PJU morreram em meio a essa luta.
    Fui 3 vezes seguidas em caravanas a Brasília.
    Tenho colegas que foram 6 vezes seguidas.
    Mais de 16 horas de viagem. 32 horas no total.
    Ficamos em hotel de Ceilândia .....

    Só veto 26 e PLC 28. Nada menos, nada mais que isso.


    .     Parece que cair acordo para votar o veto do Cunha. É o nosso como fica??


    Ele fica como está. De pé. Afinal de contas, é moeda de troca nesse repugnante toma lá, dá cá.
    Acabou. O PLC 28 é página virada.
    Para os que ainda têm esperança, boa sorte.
    De minha parte, não perco mais tempo nessa situação deprimente e desmoralizante. Servidores do Judiciário, devidamente concursados, com alta qualificação, se sujeitando a paparicar políticos em troca de apoio? Não dá, gente, Não dá mais!!!!
    Abordagem em aeroporto, no CN, nas redes sociais. Ficar como babá de deputado/senador no dia da votação do veto e ainda tomar bolada nas costas?} Ninguém merece isso. Chega!!! O estômago não aguenta mais....

    Você é mais um que perde as esperanças, e vem aqui no forum contar... Pra quê?
    O dia que eu não achar mais que tem jeito, eu nem posto e nem leio mais nada daqui.
    Continuar vindo aqui... Pra quê?
    Digno de estudo psiquiátrico.


    O forum é só para os otimistas? Se aqui não for livre o debate de ideias é melhor fechar o espaço.
    Sou defensor da derrubada do veto, mas também tenho senso crítico. Não sou idiota e, tampouco, vivo de ilusões.
    Saiba que só não muda de opinião quem não as tem.
    Com as últimas notícias oriundas do front, as minhas expectativas acerca da derrubada do veto se esgotaram. Sou realista e tenho os pés no chão.
    Se não puder manifestar isso no espaço que acompanho e participo há muito tempo, onde farei isso, cara pálida?
    cadumsx
    cadumsx
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 313
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por cadumsx Qua 30 Set 2015, 3:34 pm

    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    É isso mesmo. E o pior é que estão usando o pl do judiciário como moeda de troca.
    Ínfimo
    Ínfimo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 185
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 07/09/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Ínfimo Qua 30 Set 2015, 3:35 pm

    O pior da situação atual é que não dá para confiar em ninguém. Nesse jogo todo mundo quer ser Frank Underwood.
    GOZO
    GOZO
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : De Técnico para Analista
    Mensagens : 492
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Localização : TRE-RJ para TRE-SP

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por GOZO Qua 30 Set 2015, 3:36 pm

    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Grandes M.

    Esses caras não respeitam nem a CF...
    Paladino
    Paladino
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 61
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/09/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Paladino Qua 30 Set 2015, 3:37 pm

    Meu palpite para o teatro de hoje:

    Câmara vota pela derrubada do veto e Senado obstrui a votação para dar tempo de extorquir mais o Governo.

    Depois que o PT se curvar inteiramente o PMDB, nomear todo mundo bonitinho, aí sim o Senado talvez mantenha o veto.

    Mas a chantagem vai ser quase insuportável e o PT pode vacilar o veto vir a ser derrubado no Senado.
    luizJF
    luizJF
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 135
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 20/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por luizJF Qua 30 Set 2015, 3:37 pm

    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 542
    Reputação : 95
    Data de inscrição : 12/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Pipoca Qua 30 Set 2015, 3:44 pm

    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Regimento Comum:

    Seção IV

    Do Veto

    Art. 104. Comunicado o veto ao Presidente do Senado, este convocará
    sessão conjunta, a realizar-se dentro de 72 (setenta e duas) horas,
    para dar conhecimento da matéria ao Congresso Nacional, designação
    da Comissão Mista que deverá relatá-lo e estabelecimento do calendá-
    rio de sua tramitação.

    Art. 105. A Comissão Mista terá o prazo de 20 (vinte) dias, contado
    da data de sua constituição, para apresentar seu relatório.

    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, das partes
    vetadas e sancionadas e dos pareceres das Comissões que apreciaram a
    matéria, com o relatório ou sem ele, será realizada, no dia fixado no calendário,
    a sessão conjunta para deliberar sobre o veto.


    pauloalc
    pauloalc
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1889
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por pauloalc Qua 30 Set 2015, 3:45 pm

    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.


    além disso, uma coisa que o PMDB não tem é unidade. A postura do Renan e do Cunha há tempo se destoam, Renan aliado ao governo e Cunha sempre buscando o confronto. Ali é cada cachorro que lamba a sua caceta
    Savissimo
    Savissimo
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 526
    Reputação : 552
    Data de inscrição : 18/11/2013

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Savissimo Qua 30 Set 2015, 3:45 pm

    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Pode ser colocado em pauta 24 horas após o veto, ocorre que a pauta, smj deve estar pronta também 24 horas, 30 dias é que começa a trancar a pauta.
    luizJF
    luizJF
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 135
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 20/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por luizJF Qua 30 Set 2015, 3:46 pm

    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Pelo menos na seção que trata dos vetos não tem essa regra!
    E outra, quando convém ao Renan ele descumpre o Regimento.
    Veja que foi descumprido o art. 106, §2º, do Regimento. A sessão era pra ter ocorrido no dia 16, e não no dia 22.

    Código:
    SEÇÃO IV
    Do Veto
    Art. 104. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    § 1º (dispositivo reordenado em razão do Ato da Mesa do Congresso Nacional nº 1, de 2015).
    § 2º (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 104-A. O prazo de que trata o § 4º do art. 66 da Constituição Federal será contado da protocolização do veto na Presidência do Senado Federal.
    Art. 105. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, com a indicação das partes vetadas e sancionadas, os vetos serão incluídos em Ordem do Dia.
    § 1º A apreciação dos vetos ocorrerá em sessões do Congresso Nacional a serem convocadas para a terceira terça-feira de cada mês, impreterivelmente.
    § 2º Se por qualquer motivo não ocorrer a sessão referida no § 1º, será convocada sessão conjunta para a terça-feira seguinte.
    § 3º Após o esgotamento do prazo constitucional, fica sobrestada a pauta das sessões conjuntas do Congresso Nacional para qualquer outra deliberação, até a votação final do veto.
    Art. 106-A. A discussão dos vetos constantes da pauta far-se-á em globo.
    § 1º Na discussão, conceder-se-á a palavra, por 5 (cinco) minutos, aos oradores inscritos.
    § 2º Após a discussão por 4 (quatro) Senadores e 6 (seis) Deputados, iniciar-se-á o processo de votação por cédula, podendo os líderes orientar suas bancadas por até 1 (um) minuto.
    Art. 106-B. A votação do veto será nominal e ocorrerá por meio de cédula com identificação do parlamentar, nos termos do artigo 46, da qual constarão todos os vetos incluídos na Ordem do Dia, agrupados por projeto.
    Art. 106-C. Será considerado em obstrução em relação ao item da cédula que estiver em branco o parlamentar cujo líder nesse sentido houver se pronunciado, não sendo, nesse caso, sua presença computada para efeito de quorum.
    Art. 106-D. Até o início da Ordem do Dia, poderá ser apresentado destaque de dispositivos individuais ou conexos para apreciação no painel eletrônico, a requerimento de líderes, que independerá de aprovação pelo Plenário, observada a seguinte proporcionalidade:
    I - na Câmara dos Deputados:
    a) de 5 (cinco) até 24 (vinte e quatro) Deputados: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 25 (vinte e cinco) até 49 (quarenta e nove) Deputados: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 50 (cinquenta) até 74 (setenta e quatro) Deputados: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 75 (setenta e cinco) ou mais Deputados: 4 (quatro) destaques por cédula;
    II - no Senado Federal:
    a) de 3 (três) até 5 (cinco) Senadores: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 6 (seis) até 11 (onze) Senadores: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 12 (doze) até 17 (dezessete) Senadores: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 18 (dezoito) ou mais Senadores: 4 (quatro) destaques por cédula.
    § 1º Quando a cédula contiver mais de 8 (oito) projetos de lei ou mais de 80 (oitenta) dispositivos será admitido quantitativo de destaques até o dobro do previsto.
    § 2º É inadmissível para efeito do constante no caput a sobreposição de lideranças, sendo admissível, contudo, a combinação.
    § 3º Para votação no painel eletrônico de cada matéria vetada, haverá encaminhamento, por 5 (cinco) minutos, de 2 (dois) Senadores e 2 (dois) Deputados, preferencialmente de forma alternada entre favoráveis e contrários, cabível, em qualquer caso, a orientação prevista no § 2º do art. 106-A.
    Art. 107. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    Art. 108. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 30 Set 2015, 3:47 pm

    Assim como muitos aqui, tenho as esperanças diminuindo cada vez mais. Entretanto, estamos num caminho sem volta. Para quem acha que poderíamos tentar negociar algo como o STF agora, basta ler o que o sindicato do Rio Grande do Sul tentou e o que acabou ouvindo.

    Tenho que todas as decisões até o momento foram certas. Não poderíamos ficar de cócoras pro Pai nem pra Anta. Muitos se conscientizaram e isso é muito bom. Mostramos que não aceitamos humilhação e ainda tem muito mais por vir nos próximos anos.

    Ganhando ou perdendo, nossa vida só vai se decidir depois da análise desse veto. Já que lutamos até agora, não custa lutar até o fim. É quase impossível, mas nesse país tudo é possível.
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 542
    Reputação : 95
    Data de inscrição : 12/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Pipoca Qua 30 Set 2015, 3:51 pm

    luizJF escreveu:
    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Pelo menos na seção que trata dos vetos não tem essa regra!
    E outra, quando convém ao Renan ele descumpre o Regimento.
    Veja que foi descumprido o art. 106, §2º, do Regimento. A sessão era pra ter ocorrido no dia 16, e não no dia 22.

    Código:
    SEÇÃO IV
    Do Veto
    Art. 104. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    § 1º (dispositivo reordenado em razão do Ato da Mesa do Congresso Nacional nº 1, de 2015).
    § 2º (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 104-A. O prazo de que trata o § 4º do art. 66 da Constituição Federal será contado da protocolização do veto na Presidência do Senado Federal.
    Art. 105. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, com a indicação das partes vetadas e sancionadas, os vetos serão incluídos em Ordem do Dia.
    § 1º A apreciação dos vetos ocorrerá em sessões do Congresso Nacional a serem convocadas para a terceira terça-feira de cada mês, impreterivelmente.
    § 2º Se por qualquer motivo não ocorrer a sessão referida no § 1º, será convocada sessão conjunta para a terça-feira seguinte.
    § 3º Após o esgotamento do prazo constitucional, fica sobrestada a pauta das sessões conjuntas do Congresso Nacional para qualquer outra deliberação, até a votação final do veto.
    Art. 106-A. A discussão dos vetos constantes da pauta far-se-á em globo.
    § 1º Na discussão, conceder-se-á a palavra, por 5 (cinco) minutos, aos oradores inscritos.
    § 2º Após a discussão por 4 (quatro) Senadores e 6 (seis) Deputados, iniciar-se-á o processo de votação por cédula, podendo os líderes orientar suas bancadas por até 1 (um) minuto.
    Art. 106-B. A votação do veto será nominal e ocorrerá por meio de cédula com identificação do parlamentar, nos termos do artigo 46, da qual constarão todos os vetos incluídos na Ordem do Dia, agrupados por projeto.
    Art. 106-C. Será considerado em obstrução em relação ao item da cédula que estiver em branco o parlamentar cujo líder nesse sentido houver se pronunciado, não sendo, nesse caso, sua presença computada para efeito de quorum.
    Art. 106-D. Até o início da Ordem do Dia, poderá ser apresentado destaque de dispositivos individuais ou conexos para apreciação no painel eletrônico, a requerimento de líderes, que independerá de aprovação pelo Plenário, observada a seguinte proporcionalidade:
    I - na Câmara dos Deputados:
    a) de 5 (cinco) até 24 (vinte e quatro) Deputados: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 25 (vinte e cinco) até 49 (quarenta e nove) Deputados: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 50 (cinquenta) até 74 (setenta e quatro) Deputados: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 75 (setenta e cinco) ou mais Deputados: 4 (quatro) destaques por cédula;
    II - no Senado Federal:
    a) de 3 (três) até 5 (cinco) Senadores: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 6 (seis) até 11 (onze) Senadores: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 12 (doze) até 17 (dezessete) Senadores: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 18 (dezoito) ou mais Senadores: 4 (quatro) destaques por cédula.
    § 1º Quando a cédula contiver mais de 8 (oito) projetos de lei ou mais de 80 (oitenta) dispositivos será admitido quantitativo de destaques até o dobro do previsto.
    § 2º É inadmissível para efeito do constante no caput a sobreposição de lideranças, sendo admissível, contudo, a combinação.
    § 3º Para votação no painel eletrônico de cada matéria vetada, haverá encaminhamento, por 5 (cinco) minutos, de 2 (dois) Senadores e 2 (dois) Deputados, preferencialmente de forma alternada entre favoráveis e contrários, cabível, em qualquer caso, a orientação prevista no § 2º do art. 106-A.
    Art. 107. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    Art. 108. (revogado pela Constituição Federal de 1988).

    Vc tem que olhar o Regimento Comum, que é o Regimento do Congresso!!
    cadumsx
    cadumsx
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 313
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por cadumsx Qua 30 Set 2015, 3:54 pm

    pauloalc escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.


    além disso, uma coisa que o PMDB não tem é unidade. A postura do Renan e do Cunha há tempo se destoam, Renan aliado ao governo e Cunha sempre buscando o confronto. Ali é cada cachorro que lamba a sua caceta

    Mas o jogo é esse, Cunha "bad cop" e Renan "good cop" ...
    luizJF
    luizJF
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 135
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 20/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por luizJF Qua 30 Set 2015, 3:55 pm

    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:

    Só que o Regimento Interno tem força de Lei, portanto tem que ser cumprido... Nesse caso o Renan tem razão!!!

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Pelo menos na seção que trata dos vetos não tem essa regra!
    E outra, quando convém ao Renan ele descumpre o Regimento.
    Veja que foi descumprido o art. 106, §2º, do Regimento. A sessão era pra ter ocorrido no dia 16, e não no dia 22.

    Código:
    SEÇÃO IV
    Do Veto
    Art. 104. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    § 1º (dispositivo reordenado em razão do Ato da Mesa do Congresso Nacional nº 1, de 2015).
    § 2º (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 104-A. O prazo de que trata o § 4º do art. 66 da Constituição Federal será contado da protocolização do veto na Presidência do Senado Federal.
    Art. 105. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, com a indicação das partes vetadas e sancionadas, os vetos serão incluídos em Ordem do Dia.
    § 1º A apreciação dos vetos ocorrerá em sessões do Congresso Nacional a serem convocadas para a terceira terça-feira de cada mês, impreterivelmente.
    § 2º Se por qualquer motivo não ocorrer a sessão referida no § 1º, será convocada sessão conjunta para a terça-feira seguinte.
    § 3º Após o esgotamento do prazo constitucional, fica sobrestada a pauta das sessões conjuntas do Congresso Nacional para qualquer outra deliberação, até a votação final do veto.
    Art. 106-A. A discussão dos vetos constantes da pauta far-se-á em globo.
    § 1º Na discussão, conceder-se-á a palavra, por 5 (cinco) minutos, aos oradores inscritos.
    § 2º Após a discussão por 4 (quatro) Senadores e 6 (seis) Deputados, iniciar-se-á o processo de votação por cédula, podendo os líderes orientar suas bancadas por até 1 (um) minuto.
    Art. 106-B. A votação do veto será nominal e ocorrerá por meio de cédula com identificação do parlamentar, nos termos do artigo 46, da qual constarão todos os vetos incluídos na Ordem do Dia, agrupados por projeto.
    Art. 106-C. Será considerado em obstrução em relação ao item da cédula que estiver em branco o parlamentar cujo líder nesse sentido houver se pronunciado, não sendo, nesse caso, sua presença computada para efeito de quorum.
    Art. 106-D. Até o início da Ordem do Dia, poderá ser apresentado destaque de dispositivos individuais ou conexos para apreciação no painel eletrônico, a requerimento de líderes, que independerá de aprovação pelo Plenário, observada a seguinte proporcionalidade:
    I - na Câmara dos Deputados:
    a) de 5 (cinco) até 24 (vinte e quatro) Deputados: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 25 (vinte e cinco) até 49 (quarenta e nove) Deputados: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 50 (cinquenta) até 74 (setenta e quatro) Deputados: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 75 (setenta e cinco) ou mais Deputados: 4 (quatro) destaques por cédula;
    II - no Senado Federal:
    a) de 3 (três) até 5 (cinco) Senadores: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 6 (seis) até 11 (onze) Senadores: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 12 (doze) até 17 (dezessete) Senadores: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 18 (dezoito) ou mais Senadores: 4 (quatro) destaques por cédula.
    § 1º Quando a cédula contiver mais de 8 (oito) projetos de lei ou mais de 80 (oitenta) dispositivos será admitido quantitativo de destaques até o dobro do previsto.
    § 2º É inadmissível para efeito do constante no caput a sobreposição de lideranças, sendo admissível, contudo, a combinação.
    § 3º Para votação no painel eletrônico de cada matéria vetada, haverá encaminhamento, por 5 (cinco) minutos, de 2 (dois) Senadores e 2 (dois) Deputados, preferencialmente de forma alternada entre favoráveis e contrários, cabível, em qualquer caso, a orientação prevista no § 2º do art. 106-A.
    Art. 107. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    Art. 108. (revogado pela Constituição Federal de 1988).

    Vc tem que olhar o Regimento Comum, que é o Regimento do Congresso!!

    Sim, mas este texto que eu postei é o Regimento Comum.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que você tá lendo o texto antigo. Olha que o art. 104 que você citou foi revogado por uma resolução de 2015 (Resolução nº 1, de 2015-CN).
    HARIOVALDO
    HARIOVALDO
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 115
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 16/10/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por HARIOVALDO Qua 30 Set 2015, 3:57 pm

    0/09/2015 14h46 - Atualizado em 30/09/2015 15h13
    Eduardo Cunha arquiva três pedidos de impeachment de Dilma; restam dez
    Presidente da Câmara é quem decide sobre andamento de pedidos.
    Um dos que restam é assinado por juristas, com apoio da oposição.

    Fernanda Calgaro Do G1, em Brasília

    O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quarta-feira (30) que na noite anterior arquivou três pedidos de abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

    Com esses arquivamentos, restam outros dez pedidos protocolados na Câmara sobre os quais Eduardo Cunha terá de tomar uma decisão, entre os quais o dos juristas Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, e Miguel Reale Júnior, que recebeu apoio de partidos da oposição. No mês passado, Cunha já tinha indeferido outros quatro pedidos.

    Cunha não explicou quais foram as motivações para os três novos arquivamentos. Pelo regimento interno da Câmara, o presidente da Casa tem o poder de decidir sozinho pela abertura ou não do processo de impeachment.

    "Já despachei três. Indeferi. Despachei ontem à noite, não sei se publicou [no 'Diário Oficial'] hoje ou se publica amanhã", afirmou.
    saiba mais

    Eduardo Cunha lê em plenário rito de processo de impeachment
    Cunha diz que despacha pedidos de impeachment de Dilma nesta semana
    Eduardo Cunha arquiva 4 pedidos de processo para impeachment de Dilma

    Na última segunda-feira, Cunha afirmou no Rio que iria despachar "alguns" dos pedidos nesta semana. "Isso é parte do juízo decisório que estamos fazendo", afirmou.

    Na semana passada, Cunha leu no plenário da Câmara a resposta a uma questão de ordem da oposição sobre qual seria o rito na hipótese de instauração de um processo de impeachment. Em seguida, o PT apresentou uma contestação dos procedimentos apresentados por Cunha, à qual o presidente da Câmara também terá de responder em plenário.

    Na resposta à questão de ordem da oposição, Cunha afirmou na ocasião que não cabe a ele decidir se um presidente da República pode ser responsabilizado por atos cometidos em um mandato imediatamente anterior.

    Essa era uma das principais questões formuladas pela oposição. Cunha destacou que se trata de uma questão de mérito, que só poderá ser analisada pelo plenário.

    Caso Cunha rejeite todos os pedidos de abertura de impeachment, a oposição pretende apresentar um recurso no plenário contra a decisão.

    Na hipótese de o recurso vir a ser aprovado – para isso, é necessária maioria simples (257 dos votos dos 513 deputados) – deverá ser criada uma comissão especial responsável por elaborar um parecer a ser votado no plenário da Casa.

    Para ser aprovado, o parecer dependerá do apoio de pelo menos dois terços dos 513 deputados (342 votos). Se os parlamentares decidirem pela abertura do processo de impeachment, Dilma será obrigada a se afastar do cargo por 180 dias, e o processo seguirá para julgamento do Senado.
    Chefê
    Chefê
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 57
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 05/06/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Chefê Qua 30 Set 2015, 3:59 pm

    Desculpe, Colega, só soube do Élcio. Outro Colega também se foi??? Como foi isso?

    molotov escreveu:Nunca.

    2 colegas de PJU morreram em meio a essa luta.
    Fui 3 vezes seguidas em caravanas a Brasília.
    Tenho colegas que foram 6 vezes seguidas.
    Mais de 16 horas de viagem. 32 horas no total.
    Ficamos em hotel de Ceilândia .....

    Só veto 26 e PLC 28. Nada menos, nada mais que isso.

    Sertanejo escreveu:Viramos bucha de canhão do PMDB. Lutamos tanto pra eles conseguirem sete ministérios. E ainda tem gente continuando a lutar.
    Aceitemos logo esse PL rebaixado de uma vez. Chega de sermos usados pros outros encherem os bolsos de dinheiro.
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Solange4 Qua 30 Set 2015, 4:02 pm

    Senado Agora:

    15h29Congresso: "Não vamos ceder aos caprichos do presidente da Câmara", diz Humberto Costa. "Não há qualquer hipótese de o PT concordar em votar a PEC do financiamento privado de campanha com calendário especial".

    15h27Congresso: O líder do PT, Humberto Costa, afirmou que "se não votarmos os vetos hoje, votaremos semana que vem ou em outra data oportuna"
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Maisquevencedor Qua 30 Set 2015, 4:06 pm

    Uma colega de BSB sofreu um avc.


    Chefê escreveu:Desculpe, Colega, só soube do Élcio. Outro Colega também se foi??? Como foi isso?

    molotov escreveu:Nunca.

    2 colegas de PJU morreram em meio a essa luta.
    Fui 3 vezes seguidas em caravanas a Brasília.
    Tenho colegas que foram 6 vezes seguidas.
    Mais de 16 horas de viagem. 32 horas no total.
    Ficamos em hotel de Ceilândia .....

    Só veto 26 e PLC 28. Nada menos, nada mais que isso.

    Sertanejo escreveu:Viramos bucha de canhão do PMDB. Lutamos tanto pra eles conseguirem sete ministérios. E ainda tem gente continuando a lutar.
    Aceitemos logo esse PL rebaixado de uma vez. Chega de sermos usados pros outros encherem os bolsos de dinheiro.
    Tool
    Tool
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 112
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 26/06/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Tool Qua 30 Set 2015, 4:15 pm

    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    luizJF escreveu:

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Pelo menos na seção que trata dos vetos não tem essa regra!
    E outra, quando convém ao Renan ele descumpre o Regimento.
    Veja que foi descumprido o art. 106, §2º, do Regimento. A sessão era pra ter ocorrido no dia 16, e não no dia 22.

    Código:
    SEÇÃO IV
    Do Veto
    Art. 104. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    § 1º (dispositivo reordenado em razão do Ato da Mesa do Congresso Nacional nº 1, de 2015).
    § 2º (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 104-A. O prazo de que trata o § 4º do art. 66 da Constituição Federal será contado da protocolização do veto na Presidência do Senado Federal.
    Art. 105. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, com a indicação das partes vetadas e sancionadas, os vetos serão incluídos em Ordem do Dia.
    § 1º A apreciação dos vetos ocorrerá em sessões do Congresso Nacional a serem convocadas para a terceira terça-feira de cada mês, impreterivelmente.
    § 2º Se por qualquer motivo não ocorrer a sessão referida no § 1º, será convocada sessão conjunta para a terça-feira seguinte.
    § 3º Após o esgotamento do prazo constitucional, fica sobrestada a pauta das sessões conjuntas do Congresso Nacional para qualquer outra deliberação, até a votação final do veto.
    Art. 106-A. A discussão dos vetos constantes da pauta far-se-á em globo.
    § 1º Na discussão, conceder-se-á a palavra, por 5 (cinco) minutos, aos oradores inscritos.
    § 2º Após a discussão por 4 (quatro) Senadores e 6 (seis) Deputados, iniciar-se-á o processo de votação por cédula, podendo os líderes orientar suas bancadas por até 1 (um) minuto.
    Art. 106-B. A votação do veto será nominal e ocorrerá por meio de cédula com identificação do parlamentar, nos termos do artigo 46, da qual constarão todos os vetos incluídos na Ordem do Dia, agrupados por projeto.
    Art. 106-C. Será considerado em obstrução em relação ao item da cédula que estiver em branco o parlamentar cujo líder nesse sentido houver se pronunciado, não sendo, nesse caso, sua presença computada para efeito de quorum.
    Art. 106-D. Até o início da Ordem do Dia, poderá ser apresentado destaque de dispositivos individuais ou conexos para apreciação no painel eletrônico, a requerimento de líderes, que independerá de aprovação pelo Plenário, observada a seguinte proporcionalidade:
    I - na Câmara dos Deputados:
    a) de 5 (cinco) até 24 (vinte e quatro) Deputados: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 25 (vinte e cinco) até 49 (quarenta e nove) Deputados: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 50 (cinquenta) até 74 (setenta e quatro) Deputados: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 75 (setenta e cinco) ou mais Deputados: 4 (quatro) destaques por cédula;
    II - no Senado Federal:
    a) de 3 (três) até 5 (cinco) Senadores: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 6 (seis) até 11 (onze) Senadores: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 12 (doze) até 17 (dezessete) Senadores: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 18 (dezoito) ou mais Senadores: 4 (quatro) destaques por cédula.
    § 1º Quando a cédula contiver mais de 8 (oito) projetos de lei ou mais de 80 (oitenta) dispositivos será admitido quantitativo de destaques até o dobro do previsto.
    § 2º É inadmissível para efeito do constante no caput a sobreposição de lideranças, sendo admissível, contudo, a combinação.
    § 3º Para votação no painel eletrônico de cada matéria vetada, haverá encaminhamento, por 5 (cinco) minutos, de 2 (dois) Senadores e 2 (dois) Deputados, preferencialmente de forma alternada entre favoráveis e contrários, cabível, em qualquer caso, a orientação prevista no § 2º do art. 106-A.
    Art. 107. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    Art. 108. (revogado pela Constituição Federal de 1988).

    Vc tem que olhar o Regimento Comum, que é o Regimento do Congresso!!

    Sim, mas este texto que eu postei é o Regimento Comum.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que você tá lendo o texto antigo. Olha que o art. 104 que você citou foi revogado por uma resolução de 2015 (Resolução nº 1, de 2015-CN).


    Como é que vc fez pra p Shocked scratch Very Happy ostar com essa barra de rolagem?
    Tool
    Tool
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 112
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 26/06/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Tool Qua 30 Set 2015, 4:16 pm

    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:
    luizJF escreveu:

    Mas o regimento interno tem essa regra mesmo?
    Pois quando foi no caso do veto do Judiciário, o Renan falou que não o colocaria pauta antes de 30 dias em razão de "praxe" da casa.
    Agora estão falando que está no Regimento.

    Pelo menos na seção que trata dos vetos não tem essa regra!
    E outra, quando convém ao Renan ele descumpre o Regimento.
    Veja que foi descumprido o art. 106, §2º, do Regimento. A sessão era pra ter ocorrido no dia 16, e não no dia 22.

    Código:
    SEÇÃO IV
    Do Veto
    Art. 104. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    § 1º (dispositivo reordenado em razão do Ato da Mesa do Congresso Nacional nº 1, de 2015).
    § 2º (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 104-A. O prazo de que trata o § 4º do art. 66 da Constituição Federal será contado da protocolização do veto na Presidência do Senado Federal.
    Art. 105. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, com a indicação das partes vetadas e sancionadas, os vetos serão incluídos em Ordem do Dia.
    § 1º A apreciação dos vetos ocorrerá em sessões do Congresso Nacional a serem convocadas para a terceira terça-feira de cada mês, impreterivelmente.
    § 2º Se por qualquer motivo não ocorrer a sessão referida no § 1º, será convocada sessão conjunta para a terça-feira seguinte.
    § 3º Após o esgotamento do prazo constitucional, fica sobrestada a pauta das sessões conjuntas do Congresso Nacional para qualquer outra deliberação, até a votação final do veto.
    Art. 106-A. A discussão dos vetos constantes da pauta far-se-á em globo.
    § 1º Na discussão, conceder-se-á a palavra, por 5 (cinco) minutos, aos oradores inscritos.
    § 2º Após a discussão por 4 (quatro) Senadores e 6 (seis) Deputados, iniciar-se-á o processo de votação por cédula, podendo os líderes orientar suas bancadas por até 1 (um) minuto.
    Art. 106-B. A votação do veto será nominal e ocorrerá por meio de cédula com identificação do parlamentar, nos termos do artigo 46, da qual constarão todos os vetos incluídos na Ordem do Dia, agrupados por projeto.
    Art. 106-C. Será considerado em obstrução em relação ao item da cédula que estiver em branco o parlamentar cujo líder nesse sentido houver se pronunciado, não sendo, nesse caso, sua presença computada para efeito de quorum.
    Art. 106-D. Até o início da Ordem do Dia, poderá ser apresentado destaque de dispositivos individuais ou conexos para apreciação no painel eletrônico, a requerimento de líderes, que independerá de aprovação pelo Plenário, observada a seguinte proporcionalidade:
    I - na Câmara dos Deputados:
    a) de 5 (cinco) até 24 (vinte e quatro) Deputados: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 25 (vinte e cinco) até 49 (quarenta e nove) Deputados: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 50 (cinquenta) até 74 (setenta e quatro) Deputados: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 75 (setenta e cinco) ou mais Deputados: 4 (quatro) destaques por cédula;
    II - no Senado Federal:
    a) de 3 (três) até 5 (cinco) Senadores: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 6 (seis) até 11 (onze) Senadores: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 12 (doze) até 17 (dezessete) Senadores: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 18 (dezoito) ou mais Senadores: 4 (quatro) destaques por cédula.
    § 1º Quando a cédula contiver mais de 8 (oito) projetos de lei ou mais de 80 (oitenta) dispositivos será admitido quantitativo de destaques até o dobro do previsto.
    § 2º É inadmissível para efeito do constante no caput a sobreposição de lideranças, sendo admissível, contudo, a combinação.
    § 3º Para votação no painel eletrônico de cada matéria vetada, haverá encaminhamento, por 5 (cinco) minutos, de 2 (dois) Senadores e 2 (dois) Deputados, preferencialmente de forma alternada entre favoráveis e contrários, cabível, em qualquer caso, a orientação prevista no § 2º do art. 106-A.
    Art. 107. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    Art. 108. (revogado pela Constituição Federal de 1988).

    Vc tem que olhar o Regimento Comum, que é o Regimento do Congresso!!

    Sim, mas este texto que eu postei é o Regimento Comum.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que você tá lendo o texto antigo. Olha que o art. 104 que você citou foi revogado por uma resolução de 2015 (Resolução nº 1, de 2015-CN).

    Como é que vc fez para postar com essa barra de rolagem? Shocked scratch Very Happy
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2687
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por androsvilazza Qua 30 Set 2015, 4:17 pm

    Solange4 escreveu:Senado Agora:

    15h29Congresso: "Não vamos ceder aos caprichos do presidente da Câmara", diz Humberto Costa. "Não há qualquer hipótese de o PT concordar em votar a PEC do financiamento privado de campanha com calendário especial".

    15h27Congresso: O líder do PT, Humberto Costa, afirmou que "se não votarmos os vetos hoje, votaremos semana que vem ou em outra data oportuna"

    Concordo. O pt não pode ceder aos caprichos da câmara, nem do senado, nem do pmdb, nem do stf, nem de ninguém. tem mais é que continuar como está, achando que pode mandar em tudo e todos Laughing
    avatar
    Megadeth
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1840
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 14/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Megadeth Qua 30 Set 2015, 4:17 pm

    Cadê o Mestre dos Magos?
    luizJF
    luizJF
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 135
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 20/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por luizJF Qua 30 Set 2015, 4:19 pm

    Tool escreveu:
    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:
    luizJF escreveu:

    Pelo menos na seção que trata dos vetos não tem essa regra!
    E outra, quando convém ao Renan ele descumpre o Regimento.
    Veja que foi descumprido o art. 106, §2º, do Regimento. A sessão era pra ter ocorrido no dia 16, e não no dia 22.

    Código:
    SEÇÃO IV
    Do Veto
    Art. 104. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    § 1º (dispositivo reordenado em razão do Ato da Mesa do Congresso Nacional nº 1, de 2015).
    § 2º (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 104-A. O prazo de que trata o § 4º do art. 66 da Constituição Federal será contado da protocolização do veto na Presidência do Senado Federal.
    Art. 105. (revogado pela Resolução nº 1, de 2015-CN).
    Art. 106. Distribuídos os avulsos com o texto do projeto, com a indicação das partes vetadas e sancionadas, os vetos serão incluídos em Ordem do Dia.
    § 1º A apreciação dos vetos ocorrerá em sessões do Congresso Nacional a serem convocadas para a terceira terça-feira de cada mês, impreterivelmente.
    § 2º Se por qualquer motivo não ocorrer a sessão referida no § 1º, será convocada sessão conjunta para a terça-feira seguinte.
    § 3º Após o esgotamento do prazo constitucional, fica sobrestada a pauta das sessões conjuntas do Congresso Nacional para qualquer outra deliberação, até a votação final do veto.
    Art. 106-A. A discussão dos vetos constantes da pauta far-se-á em globo.
    § 1º Na discussão, conceder-se-á a palavra, por 5 (cinco) minutos, aos oradores inscritos.
    § 2º Após a discussão por 4 (quatro) Senadores e 6 (seis) Deputados, iniciar-se-á o processo de votação por cédula, podendo os líderes orientar suas bancadas por até 1 (um) minuto.
    Art. 106-B. A votação do veto será nominal e ocorrerá por meio de cédula com identificação do parlamentar, nos termos do artigo 46, da qual constarão todos os vetos incluídos na Ordem do Dia, agrupados por projeto.
    Art. 106-C. Será considerado em obstrução em relação ao item da cédula que estiver em branco o parlamentar cujo líder nesse sentido houver se pronunciado, não sendo, nesse caso, sua presença computada para efeito de quorum.
    Art. 106-D. Até o início da Ordem do Dia, poderá ser apresentado destaque de dispositivos individuais ou conexos para apreciação no painel eletrônico, a requerimento de líderes, que independerá de aprovação pelo Plenário, observada a seguinte proporcionalidade:
    I - na Câmara dos Deputados:
    a) de 5 (cinco) até 24 (vinte e quatro) Deputados: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 25 (vinte e cinco) até 49 (quarenta e nove) Deputados: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 50 (cinquenta) até 74 (setenta e quatro) Deputados: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 75 (setenta e cinco) ou mais Deputados: 4 (quatro) destaques por cédula;
    II - no Senado Federal:
    a) de 3 (três) até 5 (cinco) Senadores: 1 (um) destaque por cédula;
    b) de 6 (seis) até 11 (onze) Senadores: 2 (dois) destaques por cédula;
    c) de 12 (doze) até 17 (dezessete) Senadores: 3 (três) destaques por cédula;
    d) 18 (dezoito) ou mais Senadores: 4 (quatro) destaques por cédula.
    § 1º Quando a cédula contiver mais de 8 (oito) projetos de lei ou mais de 80 (oitenta) dispositivos será admitido quantitativo de destaques até o dobro do previsto.
    § 2º É inadmissível para efeito do constante no caput a sobreposição de lideranças, sendo admissível, contudo, a combinação.
    § 3º Para votação no painel eletrônico de cada matéria vetada, haverá encaminhamento, por 5 (cinco) minutos, de 2 (dois) Senadores e 2 (dois) Deputados, preferencialmente de forma alternada entre favoráveis e contrários, cabível, em qualquer caso, a orientação prevista no § 2º do art. 106-A.
    Art. 107. (revogado pela Constituição Federal de 1988).
    Art. 108. (revogado pela Constituição Federal de 1988).

    Vc tem que olhar o Regimento Comum, que é o Regimento do Congresso!!

    Sim, mas este texto que eu postei é o Regimento Comum.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que você tá lendo o texto antigo. Olha que o art. 104 que você citou foi revogado por uma resolução de 2015 (Resolução nº 1, de 2015-CN).


    Como é que vc fez pra p Shocked  scratch  Very Happy ostar com essa barra de rolagem?

    code xxxx /code

    Só que a palavra code e /code devem estar envolvidas por colchetes.
    Justiceirotrf4
    Justiceirotrf4
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 919
    Reputação : 85
    Data de inscrição : 19/05/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Justiceirotrf4 Qua 30 Set 2015, 4:20 pm

    O humberto costa esta do nosso lado?
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Lula Molusco Qua 30 Set 2015, 4:24 pm

    pauloalc escreveu:além disso, uma coisa que o PMDB não tem é unidade. A postura do Renan e do Cunha há tempo se destoam, Renan aliado ao governo e Cunha sempre buscando o confronto. Ali é cada cachorro que lamba a sua caceta

    #DerrubaoVeto

    Sei não. O PMDB não tem unidade mas a bancada do probo Cunha tem. É no mínimo 85% de fidelidade.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    A imagem que fala mais que mil palavras. Ou mais que 138 edis...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Papa Mike em QRU
    Papa Mike em QRU
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Soldadinho amarelo
    Mensagens : 798
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 21/05/2012
    Localização : Crateús - CE

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Papa Mike em QRU Qua 30 Set 2015, 4:24 pm

    Justiceirotrf4 escreveu:O humberto costa esta do nosso lado?

    Ele deve tá por trás.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2687
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por androsvilazza Qua 30 Set 2015, 4:26 pm

    Justiceirotrf4 escreveu:O humberto costa esta do nosso lado?

    NÃO!

    lol!  lol!  lol!
    L.R
    L.R
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 436
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 26/08/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por L.R Qua 30 Set 2015, 4:27 pm

    Justiceirotrf4 escreveu:O humberto costa esta do nosso lado?


    Não, cara. Muito pelo contrário.
    E se ele quer a votação é porque já está tudo costurado para a manutenção do veto.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2687
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por androsvilazza Qua 30 Set 2015, 4:30 pm

    L.R escreveu:
    Justiceirotrf4 escreveu:O humberto costa esta do nosso lado?


    Não, cara. Muito pelo contrário.
    E se ele quer a votação é porque já está tudo costurado para a manutenção do veto.

    Mas ele não quer a votação.

    Pelo contrário, o que ele NÃO quer é que o financiamento privado de campanha seja votado agora.
    Quanto ao nosso veto, ele deixou no ar que não é preciso votar agora, pode ser depois:

    Senado Agora:

    15h29Congresso: "Não vamos ceder aos caprichos do presidente da Câmara", diz Humberto Costa. "Não há qualquer hipótese de o PT concordar em votar a PEC do financiamento privado de campanha com calendário especial".

    15h27Congresso: O líder do PT, Humberto Costa, afirmou que "se não votarmos os vetos hoje, votaremos semana que vem ou em outra data oportuna"
    FJr
    FJr
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 67
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 11/06/2015
    Localização : Recife

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por FJr Qua 30 Set 2015, 4:31 pm

    Senado Agora Vetos: Eunício de Oliveira (CE), líder do PMDB, descartou totalmente a eventual apreciação do veto presidencial às doações antes do prazo regimental de 30 dias
    30/09/2015 - 16h20

    Eunício: veto ao financiamento de campanha por empresa fica para depois

    30/09/2015, 16h19

    O líder do PMDB, senador Eunício Oliveira (CE), explicou que questões regimentais e constitucionais impedem o presidente do Senado, Renan Calheiros, de incluir na sessão do Congresso marcada para esta quarta-feira (30) a análise dos vetos ao projeto que prevê o financiamento de campanha por empresas. O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) defende que o veto seja analisado junto do veto ao reajuste do Judiciário. Com a falta de acordo, Cunha marcou uma sessão da Câmara no mesmo horário em que está convocada a sessão do Congresso.
    MPF SP
    MPF SP
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Administrativo
    Mensagens : 2150
    Reputação : 218
    Data de inscrição : 17/09/2014
    Idade : 32
    Localização : São Paulo

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por MPF SP Qua 30 Set 2015, 4:33 pm

    Papa Mike em QRU escreveu:
    Justiceirotrf4 escreveu:O humberto costa esta do nosso lado?

    Ele deve tá por trás.

    Muito fela da ------, isso sim.
    marlon_plaster
    marlon_plaster
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 489
    Reputação : 26
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 39
    Localização : PR/MT - CUIABÁ

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por marlon_plaster Qua 30 Set 2015, 4:34 pm

    fiquei sabendo também, às 15:30h.

    foco e

    vamo q vamo

    Admin escreveu:Recebi informação de colegas que estão BSB e disseram que há reunião de líderes no Senado marcada para às 15:00.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Lula Molusco Qua 30 Set 2015, 4:35 pm

    luizJF escreveu:
    Tool escreveu:
    luizJF escreveu:
    Pipoca escreveu:

    Vc tem que olhar o Regimento Comum, que é o Regimento do Congresso!!

    Sim, mas este texto que eu postei é o Regimento Comum.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que você tá lendo o texto antigo. Olha que o art. 104 que você citou foi revogado por uma resolução de 2015 (Resolução nº 1, de 2015-CN).


    Como é que vc fez pra p Shocked  scratch  Very Happy ostar com essa barra de rolagem?

    code xxxx /code

    Só que a palavra code e /code devem estar envolvidas por colchetes.

    #DerrubaoVeto

    Esse cara é bom. cool cool cool

    E como faz para colocar 5) 6) 7) Cool 9) ????

    Aparece essa carinha com óculos quando coloco o 8...
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 30 Set 2015, 4:38 pm

    Eu no comando pediria a obstrução ou mesmo que nem
    registrassem presença, para não dar quorum. O momento
    está sob a influência das negociatas governo /PMDB.

    pauloalc
    pauloalc
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1889
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 12/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por pauloalc Qua 30 Set 2015, 4:39 pm

    cadumsx escreveu:
    pauloalc escreveu:
    luizJF escreveu:
    zotrix escreveu:Acho que é tudo teatro... O PMDB, internamente, não quer votar os vetos antes de ter certeza que receberá os ministérios. Então, criou esse fictício embate entre Eduardo Cunha e Renan, no qual aquele bancará a culpa pelo adiamento da sessão. Os demais membros do PMDB, inclusive Renan, irão dizer que Dilma deve nomear logo os Ministros e que não tiveram culpa com o adiamento da sessão, prometendo os votos assim que ela for realizada.

    Em síntese: ninguém confia em ninguém. Dilma não quer nomear os ministros antes de garantir a manutenção dos vetos, com medo de ser traída pelo PMDB; o PMDB não quer garantir a  manutenção dos vetos antes da nomeação dos ministros, com medo de ser traído por Dilma.

    Olha, não acho que é teatro não...
    Tem uma questão relevante: a regra do financiamento eleitoral precisa entrar em vigor até sexta, senão já era!!! Ficaria pra eleição de 2018!

    A pressa do Eduardo Cunha é real...
    O Renan que tá defendendo o Governo com unhas e dentes.


    além disso, uma coisa que o PMDB não tem é unidade. A postura do Renan e do Cunha há tempo se destoam, Renan aliado ao governo e Cunha sempre buscando o confronto. Ali é cada cachorro que lamba a sua caceta

    Mas o jogo é esse, Cunha "bad cop" e  Renan "good cop" ...

    nanão, "good cop, bad cop" eles estão fazendo há muito com a gente, na questão do nosso veto. A falta de sintonia dos dois já vem se refletindo no congresso, em votações sobre o financiamento privado de campanha, a maioridade penal, a terceirização. Em muitas coisas a postura dos dois passou do "blefe".
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Solange4 Qua 30 Set 2015, 4:39 pm

    Senado agora:

    16h20Vetos: Eunício de Oliveira (CE), líder do PMDB, descartou totalmente a eventual apreciação do veto presidencial às doações antes do prazo regimental de 30 dias

    16h16Doações de empresas: O líder do PMDB, Eunício Oliveira, informou que a bancada do partido reformulou sua posição e agora defende a votação da PEC que tramita na Câmara, como saída para o impasse

    16h15Doações de empresas: Eunício Oliveira ressaltou que não há negociação em relação ao veto da presidente Dilma Roussef, porque foi adotado com base na decisão do STF, que considerou inconstitucionais as doações.

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 - Página 3 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 21 Out 2021, 3:14 pm