PCS JÁ

PCS JÁ



    Economia

    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3322
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por josebarbos Qua 24 Fev 2016, 11:23 am

    Dois degraus e viés negativo apontam que eles "seguraram" o que puderam para, prudentemente, fazer uma avaliação crítica sobre a capacidade do atual governo de resolver a conjuntura fiscal, e no final das contas, sentiram-se traídos.
    Indica uma rápida depreciação da qualidade das finanças brasileiras e, pior, uma aparente contaminação à economia real, quase uma descrença de que hoje não basta mais a queda do atual governo e um novo que traga credibilidade, mas de tempo para superar a crise, se e somente se forem tomadas medidas drásticas e adequadas, coisa que o atual governo não fará.
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por FALCON.X Qui 25 Fev 2016, 11:16 am


    Desemprego vai a 7,6% em janeiro

    Essa é a taxa de desocupação maior para o mês desde 2009. A renda média dos trabalhadores caiu 1,3% frente a dezembro e, em relação a janeiro de 2015, a diminuição foi de 7,4%. Dados foram divulgados pelo IBGE.


    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]DESEMPREGO-VAI-A-76-EM-JANEIRO.htm"

    .x.x.x.x

    Dá-lhe DESgoverno PETRALHAS...ambiente amplamente favorável a qualquer DEsajuste salarial.
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1232
    Reputação : 110
    Data de inscrição : 16/04/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Chuck Coleman Sex 26 Fev 2016, 2:08 am

    Tá uma delícia ver os petebas, nos seus blogs tradicionais (brasiu 2+4+7=13, diário do có do mundo e conversa fiada), revoltados com o lance do pré-sal!

    Estão todos contra a dilmãe gerentona! Tá lindo de se ver.

    Eu quero ver mais, eu quero que chorem mais.

    Cadê o chororô deles aqui?
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por FALCON.X Sex 26 Fev 2016, 3:17 am


    Querem dar quanto $$$$ que a PETRALHADA abandona Mônica Raivosa no meio do caminho ?????
    cicero_pb
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 163
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por cicero_pb Sex 26 Fev 2016, 5:04 am

    Mas a ideia é essa mesmo. Já tinha sido noticiado que a armação viria.

    Isso foi decidido já tem algo de um ano.

    Tudo de caso pensado, para mostrar "indignação" ao governo da inominável, na tentativa de dissociar o PT do PT....

    Engraçado é culpar, por exemplo, Levi. Quando ficou claro que nunca tivemos ministro com poderes. Ele só balançava a cabeça para sua chefa...

    Enfim, num país minimamente esclarecido, esses truques seriam revertidos em repulsão nas urnas.

    Aqui, vamos esperar.

    ps: saiu uma pesquisa que diz que 70% do povo bananense acredita na participação do nove dedos na ladroagem da petobás.

    A mesma pesquisa indica que ele tem chanches de levar a presidência, a depender dos candidatos...

    ----------------

    b..., um país de tolos.
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por FALCON.X Sex 26 Fev 2016, 7:10 am

    cicero_pb escreveu:Mas a ideia é essa mesmo. Já tinha sido noticiado que a armação viria.

    Isso foi decidido já tem algo de um ano.

    Tudo de caso pensado, para mostrar "indignação" ao governo da inominável, na tentativa de dissociar o PT do PT....

    Engraçado é culpar, por exemplo, Levi. Quando ficou claro que nunca tivemos ministro com poderes. Ele só balançava a cabeça para sua chefa...

    Enfim, num país minimamente esclarecido, esses truques seriam revertidos em repulsão nas urnas.

    Aqui, vamos esperar.

    ps: saiu uma pesquisa que diz que 70% do povo bananense acredita na participação do nove dedos na ladroagem da petobás.

    A mesma pesquisa indica que ele tem chanches de levar a presidência, a depender dos candidatos...

    ----------------

    b..., um país de tolos.

    like what like what

    Intão, tens TOTAL razão.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3322
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por josebarbos Sex 26 Fev 2016, 12:51 pm

    Chuck Coleman escreveu:Tá uma delícia ver os petebas, nos seus blogs tradicionais (brasiu 2+4+7=13, diário do có do mundo e conversa fiada), revoltados com o lance do pré-sal!

    Estão todos contra a dilmãe gerentona! Tá lindo de se ver.

    Eu quero ver mais, eu quero que chorem mais.

    Cadê o chororô deles aqui?

    Onde estavam quando roubaram a refinaria na Bolívia?
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1307
    Reputação : 192
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por VadeMekum Qua 02 Mar 2016, 9:05 am

    Algumas postagens peculiares, no meio de tanta porcaria que é postada no tópico do Lixoso, referem-se,em linhas gerais, à previsão de aumento da dívida pública, em curto prazo(3 anos em média),de sorte que a mesma ficaria num patamar elevado, próximo de 100% do PIB.

    E que a "solução" a ser em tese adotada pelo Governo seria a aumentar a quantidade de dinheiro circulante, o que obviamente, ocasionaria alta de inflação e alto custo de vida.

    Apesar do tom apocalíptico, dada a atual realidade, seria algo mesmo factível, esse retrocesso à era "sarney"?
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1307
    Reputação : 192
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por VadeMekum Qua 02 Mar 2016, 9:31 am

    Achei o artigo abaixo pertinente ao tema.

    "http://noblat.oglobo.globo.com/artigos/noticia/2015/10/vai-sobrar-para-os-pobres.html"
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7735
    Reputação : 577
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Galizezin Qua 02 Mar 2016, 12:39 pm

    Quem assistiu o discurso do Macri, atual presidente da Argentina, deve estar com a pulga atrás da orelha. Ele simplesmente está atribuindo boa parte da culpa pela "quebrada" do país nos servidores públicos, e está doido para descontar neles. Eu não tenho dúvidas que o próximo presidente do Brasil não será um petista. E se for do PSDB, vai adotar essa linha "macriana" para "ajustar" as contas. Os políticos quebram o país, mas quem paga a conta é sempre o povo e o servidor público.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 8:52 am

    Com a taxa Selic chegando a juros armínicos, uma hora a crise tem que ceder. Ou será que o paciente morre antes?

    Balança comercial tem 1º superávit para meses de janeiro em cinco anos

    01/02/2016 15h00 - Atualizado em 01/02/2016 15h59

    No mês passado, houve saldo comercial positivo de US$ 923 milhões.

    Alexandro MartelloDo G1, em Brasília

    As exportações superaram as compras do exterior, resultando em superávit da balança comercial brasileira, em US$ 923 milhões em janeiro deste ano, informou nesta segunda-feira (1º) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

    Foi o primeiro saldo positivo para meses de janeiro desde 2011. Entre 2012 e 2015, houve déficit comercial em janeiro. No mesmo mês de 2015, foi registrado um déficit de US$ 3,17 bilhões. O resultado de janeiro deste ano também representou o melhor saldo para meses de janeiro desde 2007, isto é, em nove anos, ainda segundo números oficiais.

    Exportações e importações em janeiro

    O saldo da balança no mês é positivo, mas não significa que as exportações foram bem: o superávit é resultado, principalmente, de uma queda mais forte nas importações, influenciadas pela forte alta do dólar e pelo menor nível de atividade econômica. Por conta da melhora das chuvas, houve também um uso menor das usinas térmicas e, com isso, uma queda na importação de gás e de diesel do exterior.

    "Há uma queda tanto de importações quanto de exportações. E, no resultado, há um superávit da balança comercial. A queda de exportação é um fenômeno causado pela redução dos preços, enquanto as quantidades sobem. Na importação, quantidade e preço caíram. Isso esá ligado ao câmbio [dólar alto] e à demanda interna [menor atividade, com o país em recessão]. Há uma menor demanda por  bens importados", avaliou o diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Herlon Brandão.

    Segundo o governo, as vendas ao exterior somaram US$ 11,24 bilhões em janeiro e, com isso, tiveram uma queda de 13,8% sobre janeiro de 2015. A média diária de exportações somou US$ 562 milhões, a menor para meses de janeiro desde 2009 (US$ 465 milhões). As três categorias de produtos (básicos, manufaturados e semimanufaturados) registraram retração de vendas no primeiro mês deste ano.

    Balança comercial

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes visualizar esta imagem]
    Saldo em US$ bilhões para meses de janeiro (exportações menos importações)
    Fonte: MDIC

    Os dados do governo mostram que as importações recuaram muito mais no primeiro mês deste ano, 35,8%, na comparação com janeiro de 2015, para US$ 10,32 bilhões. A média diária de importações, que é a principal forma histórica de comparação, somou US$ 516 milhões em janeiro, o valor mais baixo para este mês desde 2009 (US$ 491 milhões).

    Resultado de 2015

    No ano passado, ainda de acordo com informações do governo, o saldo positivo (superávit) das transações comerciais do Brasil com o resto do mundo somou US$ 19,69 bilhões. Foi o maior valor para um ano fechado desde 2011, quando o superávit comercial somou US$ 29,79 bilhões.

    O resultado foi influenciado pelo baixo nível de atividade. Com a economia brasileira em recessão e o dólar alto, as importações desabaram 24,3% em 2015. Dólar alto torna as vendas externas mais baratas e as importações mais caras.

    Ainda segundo números oficiais, a melhora da balança comercial em 2015 também foi influenciada pela queda do preço do petróleo. Como o Brasil mais importa do que vende petróleo ao exterior, o recuo do preço favoreceu a melhora do saldo comercial do país.

    Estimativas do mercado e do BC para 2016

    A expectativa do mercado financeiro para este ano é de melhora do saldo comercial, segundo pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras na semana passada. O próprio BC também prevê melhora no saldo comercial.

    A previsão dos analistas dos bancos é de um superávit de US$ 37,9 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior para 2016. Até o momento, o Ministério do Desenvolvimento estima um superávit de cerca de US$ 35 bilhões neste ano.

    Já o Banco Central prevê um superávit da balança comercial de US$ 30 bilhões para este ano, com exportações em US$ 190 bilhões e compras do exterior no valor de US$ 160 bilhões.

    Fonte
    Lucas Sol
    Lucas Sol
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1072
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 24/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lucas Sol Qui 03 Mar 2016, 8:54 am

    para alguns economistas o fundo do poço chegou, já batemos no piso, inflação começa a ceder beeeem devagar e já houve superavit. Melhoras a conta gotas.


    Lula Molusco escreveu:Com a taxa Selic chegando a juros armínicos, uma hora a crise tem que ceder. Ou será que o paciente morre antes?

    Balança comercial tem 1º superávit para meses de janeiro em cinco anos


    01/02/2016 15h00 - Atualizado em 01/02/2016 15h59

    No mês passado, houve saldo comercial positivo de US$ 923 milhões.

    Alexandro MartelloDo G1, em Brasília

    As exportações superaram as compras do exterior, resultando em superávit da balança comercial brasileira, em US$ 923 milhões em janeiro deste ano, informou nesta segunda-feira (1º) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

    Foi o primeiro saldo positivo para meses de janeiro desde 2011. Entre 2012 e 2015, houve déficit comercial em janeiro. No mesmo mês de 2015, foi registrado um déficit de US$ 3,17 bilhões. O resultado de janeiro deste ano também representou o melhor saldo para meses de janeiro desde 2007, isto é, em nove anos, ainda segundo números oficiais.

    Exportações e importações em janeiro

    O saldo da balança no mês é positivo, mas não significa que as exportações foram bem: o superávit é resultado, principalmente, de uma queda mais forte nas importações, influenciadas pela forte alta do dólar e pelo menor nível de atividade econômica. Por conta da melhora das chuvas, houve também um uso menor das usinas térmicas e, com isso, uma queda na importação de gás e de diesel do exterior.

    "Há uma queda tanto de importações quanto de exportações. E, no resultado, há um superávit da balança comercial. A queda de exportação é um fenômeno causado pela redução dos preços, enquanto as quantidades sobem. Na importação, quantidade e preço caíram. Isso esá ligado ao câmbio [dólar alto] e à demanda interna [menor atividade, com o país em recessão]. Há uma menor demanda por  bens importados", avaliou o diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Herlon Brandão.

    Segundo o governo, as vendas ao exterior somaram US$ 11,24 bilhões em janeiro e, com isso, tiveram uma queda de 13,8% sobre janeiro de 2015. A média diária de exportações somou US$ 562 milhões, a menor para meses de janeiro desde 2009 (US$ 465 milhões). As três categorias de produtos (básicos, manufaturados e semimanufaturados) registraram retração de vendas no primeiro mês deste ano.

    Balança comercial

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes visualizar esta imagem]
    Saldo em US$ bilhões para meses de janeiro (exportações menos importações)
    Fonte: MDIC

    Os dados do governo mostram que as importações recuaram muito mais no primeiro mês deste ano, 35,8%, na comparação com janeiro de 2015, para US$ 10,32 bilhões. A média diária de importações, que é a principal forma histórica de comparação, somou US$ 516 milhões em janeiro, o valor mais baixo para este mês desde 2009 (US$ 491 milhões).

    Resultado de 2015

    No ano passado, ainda de acordo com informações do governo, o saldo positivo (superávit) das transações comerciais do Brasil com o resto do mundo somou US$ 19,69 bilhões. Foi o maior valor para um ano fechado desde 2011, quando o superávit comercial somou US$ 29,79 bilhões.

    O resultado foi influenciado pelo baixo nível de atividade. Com a economia brasileira em recessão e o dólar alto, as importações desabaram 24,3% em 2015. Dólar alto torna as vendas externas mais baratas e as importações mais caras.

    Ainda segundo números oficiais, a melhora da balança comercial em 2015 também foi influenciada pela queda do preço do petróleo. Como o Brasil mais importa do que vende petróleo ao exterior, o recuo do preço favoreceu a melhora do saldo comercial do país.

    Estimativas do mercado e do BC para 2016

    A expectativa do mercado financeiro para este ano é de melhora do saldo comercial, segundo pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras na semana passada. O próprio BC também prevê melhora no saldo comercial.

    A previsão dos analistas dos bancos é de um superávit de US$ 37,9 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior para 2016. Até o momento, o Ministério do Desenvolvimento estima um superávit de cerca de US$ 35 bilhões neste ano.

    Já o Banco Central prevê um superávit da balança comercial de US$ 30 bilhões para este ano, com exportações em US$ 190 bilhões e compras do exterior no valor de US$ 160 bilhões.

    Fonte
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 8:59 am

    Xô crise! Assim aprovam logo o PL ti-ti-ca. Se o probo Cunha deixar, claro!

    Balança comercial tem maior superávit para fevereiro desde 1989

    01/03/2016 15h10 - Atualizado em 01/03/2016 16h14

    Exportações superaram importações em US$ 3,04 bilhões, diz governo.
    Já no primeiro bimestre, saldo positivo somou US$ 3,96 bilhões.

    Alexandro Martello
    Do G1, em Brasília

    As exportações brasileiras superaram as compras do exterior, resultando em superávit da balança comercial de US$ 3,04 bilhões em fevereiro deste ano, informou nesta terça-feira (1º) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

    Balança Comercial Brasileira
    [É necessário estar registrado e conectado para poderes visualizar esta imagem]
    Fonte: MDIC

    Foi o primeiro saldo positivo para meses de fevereiro desde 2012 (+US$ 1,7 bilhão) e o melhor resultado para o mês desde 1989.

    (Correção: Ao ser publicado, o texto informava que o superávit da balança em fevereiro era o maior em 37 anos, ou seja, desde 1980. Apesar de o MDIC dispor em seu site da série histórica a partir de 1980, pediu, após a publicação do texto, que fossem considerados os valores apenas a partir de 1989, devido a desatualização dos números.)

    Até então, o maior resultado positivo para meses de fevereiro havia sido registrado em 2007, quando foi contabilizado um superávit de US$ 2,9 bilhões. Em feverreiro do ano passado, houve déficit (importações maiores do que vendas externas) de US$ 2,84 bilhões.

    Exportações e importações

    O saldo positivo da balança comercial em fevereiro se deve não só ao aumento das exportações, mas também à forte queda nas importações, influenciada pela alta do dólar e pelo menor nível de atividade econômica, segundo números oficiais.

    saiba mais
    Balança comercial tem 1º superávit para meses de janeiro em cinco anos
    Balança comercial tem em 2015 melhor saldo em 4 anos

    Segundo o governo, as vendas ao exterior somaram US$ 13,34 bilhões em fevereiro e, com isso, tiveram um aumento de 4,8% sobre fevereiro de 2015. A média diária de exportações somou US$ 702 milhões, a maior para meses de fevereiro desde 2014 (US$ 796 milhões). Duas das três categorias de produtos, semimanufaturados e manufaturados, registraram alta nas exportações, enquanto os básicos tiveram retração de vendas no mês passado.

    Os dados do governo mostram que as importações continuaram recuando fortemente em fevereiro deste ano. No mês passado, caíram 34,6%, na comparação com fevereiro de 2015, para US$ 10,30 bilhões. A média diária de importações, que é a principal forma histórica de comparação, somou US$ 542 milhões em fevereiro, o valor mais baixo para este mês desde 2009 (US$ 434 milhões).

    Primeiro bimestre

    Já no acumulado do primeiro bimestre deste ano, informou o governo, a balança comercial registrou um superávit de US$ 3,96 bilhões. Foi o primeiro saldo positivo para este período desde 2012 e o melhor resultado desde 2007 (+US$ 5,42 bilhões), ou seja, em nove anos.

    O resultado também é melhor que o verificado no mesmo período do ano passado: déficit de US$ 6 bilhões.

    Na parcial de 2016, as exportações somaram US$ 24,59 bilhões, com média diária de US$ 630 milhões (queda de 4,7% sobre o mesmo período do ano passado). As importações, por sua vez, somaram US$ 20,62 bilhões, ou US$ 528 milhões por dia útil, uma queda de 35,1% em relação ao mesmo período de 2015.

    Resultado de 2015

    No ano passado, ainda de acordo com informações do governo, o saldo positivo (superávit) das transações comerciais do Brasil com o resto do mundo somou US$ 19,69 bilhões. Foi o maior valor para um ano fechado desde 2011, quando o superávit comercial somou US$ 29,79 bilhões.

    O resultado foi influenciado pelo baixo nível de atividade. Com a economia brasileira em recessão e o dólar alto, as importações desabaram 24,3% em 2015. Dólar alto torna as vendas externas mais baratas e as importações mais caras.

    Ainda segundo números oficiais, a melhora da balança comercial em 2015 também foi influenciada pela queda do preço do petróleo. Como o Brasil mais importa do que vende petróleo ao exterior, o recuo do preço favoreceu a melhora do saldo comercial do país.

    Estimativas do mercado e do BC para 2016

    A expectativa do mercado financeiro para este ano é de melhora do saldo comercial, segundo pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras na semana passada. O próprio BC também prevê melhora no saldo comercial.

    A previsão dos analistas dos bancos é de um superávit de US$ 40 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior para 2016. Até o momento, o Ministério do Desenvolvimento estima um superávit de cerca de US$ 35 bilhões neste ano.

    Já o Banco Central prevê um superávit da balança comercial de US$ 30 bilhões para este ano, com exportações em US$ 190 bilhões e compras do exterior no valor de US$ 160 bilhões.

    Fonte
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1232
    Reputação : 110
    Data de inscrição : 16/04/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Chuck Coleman Qui 03 Mar 2016, 9:05 am

    E o PIB de -3,8% , Ponçula Probusco?

    Esse ano vai cair mais? Conta pra nós!
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 9:06 am

    Com os juros da dilmandiôca quase chegando aos 45 de juros armínicos da era FHC, será que o paciente morre? Os analistas do Banco Central não saberem que estamos numa inflação de custos e colocar um remédio para inflação de demanda é sphoda...

    Após 8 semanas de alta, mercado baixa previsão de inflação de 2016

    29/02/2016 08h30 - Atualizado em 29/02/2016 09h49

    Mesmo assim, estimativa ainda segue bem acima do teto de 6,5%.
    Para o PIB deste ano, porém, analistas veem retração maior, de 3,45%.

    Alexandro MartelloDo G1, em Brasília

    Após oito semanas de alta na estimativa de inflação deste ano, os economistas do mercado financeiro baixaram a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2016, ao mesmo tempo em que também previram uma retração maior do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano.

    As previsões foram feitas na semana passada e divulgadas nesta segunda-feira (29) pelo Banco Central, por meio do relatório de mercado, também conhecido como focus. O levantamento foi feito com mais de 100 instituições financeiras.

    Para 2016, a expectativa do mercado para o IPCA, a inflação oficial do país, recuou de 7,62% para 7,57%, interrompendo uma série de oito elevações consecutivas. Mesmo assim, ainda permanece acima do teto de 6,5% do sistema de metas e bem distante do objetivo central de 4,5% fixado para este ano.

    Para 2017, a estimativa do mercado financeiro para a inflação permaneceu estável em 6% – exatamente no teto do regime de metas para o período, e também longe da meta central de 4,5% estabelecida para o próximo ano pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

    O IPCA ganhou força no início de 2016, chegando a 1,27% em janeiro – maior taxa mensal para janeiro desde 2003, quando atingiu 2,25%. Em 12 meses, o indicador acumula alta de 10,71%.

    Taxa de juros

    O aumento das expectativas dos analistas das instituições financeiras para a inflação aconteceu com mais intensidade após o Banco Central manter a taxa básica de juros estável em 14,25% ao ano – o maior patamar em quase dez anos – em meados de janeiro.

    Até poucos dias antes da reunião do Copom, que manteve os juros, o BC indicava que subiria a taxa Selic para tentar controlar a inflação, mas depois acabou deixando-a inalterada alegando baixo nível de atividade no Brasil e no mundo. Analistas que apontam que o BC sucumbiu a pressões políticas.

    A autoridade monetária tem informado que buscará "circunscrever" o IPCA aos limites estabelecidos pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em 2016 (ou seja, trazer a taxa para até 6,5%) e, também, fazer convergir a inflação para a meta de 4,5%, em 2017. O mercado financeiro, porém, ainda não acredita que isso acontecerá.

    Nesta semana, o Copom se reúne novamente e a estimativa dos analistas é de uma nova manutenção na taxa básica em 14,25% ao ano. Recentemente, o BC sinalizou que sua estratégia não contempla reduções na taxa Selic.

    Produto Interno Bruto

    Para o PIB de 2016, o mercado financeiro passou a prever uma contração de 3,45% na semana passada, contra uma retração de 3,40% estimada na semana anterior. Foi a sexta piora seguida do indicador.

    Como o mercado segue estimando "encolhimento" do PIB em 2015, se a previsão se concretizar, será a primeira vez que o país registra dois anos seguidos de contração na economia – a série histórica oficial, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem início em 1948.

    Para o comportamento do PIB em 2017, os economistas das instituições financeiras mantiveram a previsão de uma alta de 0,5%.

    O PIB é a soma de todos os bens e serviços feitos em território brasileiro, independentemente da nacionalidade de quem os produz, e serve para medir o comportamento da economia brasileira.

    Câmbio, balança e investimentos

    Nesta edição do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2016 caiu de R$ 4,36 para R$ 4,35. Para o fechamento de 2017, a previsão dos economistas para o dólar permaneceu em R$ 4,40.

    A projeção para o resultado da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações) em 2016 subiu de US$ 37,05 bilhões para US$ 40 bilhões de resultado positivo. Para o próximo ano, a previsão de superávit avançou de US$ 39,65 bilhões para US$ 40 bilhões.

    Para 2016, a projeção de entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil ficou inalterada em US$ 55 bilhões e, para 2017, a estimativa dos analistas permaneceu estável em US$ 55,55 bilhões.

    Fonte
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 9:08 am

    Forunista apressado... Ainda estou lendo as notícias para postar... Parece até que está com ejaculação precoce. Tem cura, tá!
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1232
    Reputação : 110
    Data de inscrição : 16/04/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Chuck Coleman Qui 03 Mar 2016, 9:09 am

    Posta do PIB e da delação do Delcídio também, tá, Ponçula Probusco?

    Sem cholar!
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 9:17 am

    Chorar? Mais eu posto coisas relativas ao tópico. A delação do deussuicídio, se é que houve uma, está sobre sigilo. Ou não?
    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 499
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Protocol Qui 03 Mar 2016, 10:02 am

    Lula Molusco escreveu:Chorar? Mais eu posto coisas relativas ao tópico. A delação do deussuicídio, se é que houve uma, está sobre sigilo. Ou não?

    Também tenho minhas dúvidas se o senador Delcídio fez delação.

    Se ele próprio se empenhou em impedir a delação do Cerveró, acho pouco provável ele abrir o bico.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3322
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por josebarbos Qui 03 Mar 2016, 10:38 am

    Comemorar superávit na balança comercial porque as importações despencaram (e as exportações caíram também, apenas menos, mesmo com o dólar absurdo) é tão idiota quanto querer emagrecer e comemorar porque conseguiu isto graças a uma doença grave.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 7:38 pm

    Por certo não vi ninguém comemorar superávit. O importante é que a crise de um chá de sumiço. Torcendo para que o fundo do poço tenha realmente chegado.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7735
    Reputação : 577
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Galizezin Qui 03 Mar 2016, 8:33 pm

    Protocol escreveu:
    Lula Molusco escreveu:Chorar? Mais eu posto coisas relativas ao tópico. A delação do deussuicídio, se é que houve uma, está sobre sigilo. Ou não?

    Também tenho minhas dúvidas se o senador Delcídio fez delação.

    Se ele próprio se empenhou em impedir a delação do Cerveró, acho pouco provável ele abrir o bico.

    Fez!


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    avatar
    MarcelinoTRE
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 280
    Reputação : 52
    Data de inscrição : 11/09/2014

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por MarcelinoTRE Qui 03 Mar 2016, 8:54 pm

    Depois que o STF decidiu que neguim vai pra cadeia logo, povinho começou a ficar doido pra delatar...
    avatar
    MarcelinoTRE
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 280
    Reputação : 52
    Data de inscrição : 11/09/2014

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por MarcelinoTRE Qui 03 Mar 2016, 8:57 pm

    josebarbos escreveu:Comemorar superávit na balança comercial porque as importações despencaram (e as exportações caíram também, apenas menos, mesmo com o dólar absurdo) é tão idiota quanto querer emagrecer e comemorar porque conseguiu isto graças a uma doença grave.

    é cinismo mesmo, falta de vergonha na cara.

    Quem tem vergonha na cara quer ver tanto Cunha quanto os podres do PT na cadeia.

    Quem é doente ideológico só sabe ver uma lado, ainda acredita no conto da carochinha da mídia golpista, etc.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 03 Mar 2016, 9:28 pm

    Galizezin escreveu:
    Protocol escreveu:
    Lula Molusco escreveu:Chorar? Mais eu posto coisas relativas ao tópico. A delação do deussuicídio, se é que houve uma, está sobre sigilo. Ou não?

    Também tenho minhas dúvidas se o senador Delcídio fez delação.

    Se ele próprio se empenhou em impedir a delação do Cerveró, acho pouco provável ele abrir o bico.

    Fez!

    Credibilidade de deussuicídio, veja, época, istoé é quase ZERO. Por isso eu coloco minha mão no fogo pelo que eles dizem e escrevem. Claro, com luva de amianto. Smile Smile Smile
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3322
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por josebarbos Sex 04 Mar 2016, 8:55 am

    Lula Molusco escreveu:Por certo não vi ninguém comemorar superávit. O importante é que a crise de um chá de sumiço. Torcendo para que o fundo do poço tenha realmente chegado.

    Cada dia do atual governo no poder é uma enxadada a mais no buraco do poço.

    Ele será alcançado, isto posto, quando o atual governo cair.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7735
    Reputação : 577
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Galizezin Sex 04 Mar 2016, 11:36 am

    Lula Molusco escreveu:
    Galizezin escreveu:
    Protocol escreveu:
    Lula Molusco escreveu:Chorar? Mais eu posto coisas relativas ao tópico. A delação do deussuicídio, se é que houve uma, está sobre sigilo. Ou não?

    Também tenho minhas dúvidas se o senador Delcídio fez delação.

    Se ele próprio se empenhou em impedir a delação do Cerveró, acho pouco provável ele abrir o bico.

    Fez!

    Credibilidade de deussuicídio, veja, época, istoé é quase ZERO. Por isso eu coloco minha mão no fogo pelo que eles dizem e escrevem. Claro, com luva de amianto. Smile Smile Smile

    Com aquela riqueza de detalhes, só mesmo se ele for o Einstein do "conto". E outra, uma delação só será admitida se houver convencimento do que foi dito pelo delator. Deve ter muita coisa que ele disse e ainda não foi revelado.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2706
    Reputação : 509
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por androsvilazza Sex 04 Mar 2016, 11:39 am

    Não adianta quotar ou responder mensagem de usuário que provavelmente passará alguns dias sumido do fórum. troll2
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por FALCON.X Qua 16 Mar 2016, 7:47 am

    Essa quadrilha de marginais PETRALHAS que se instalou nos poderes precisa urgente DEMOCRATICAMENTE  pelas vias legais  obedecendo ao devido processo legal ser EXTIRPADA FULMINADA EXCLUÍDA BANIDA e até DISSOLVIDA por decisão judicial PARA SEMPRE e por completo da nação do BRASIL. Só assim e se DEUS quiser poderemos ter alguma esperança. NÃO HÁ A MENOR POSSIBILIDADE DE SAIRMOS DESSA CRISE política, econômica e acima de tudo moral se o PTpodre continuar existir. O PTrupto não pode mais existir para o bem do país para o nosso bem. Essa M..,desse partido PELA ROBALHEIRA precisa SUMIR do mapa IMEDIATAMENTE.

    "XIX - as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em julgado;"
    alecspe
    alecspe
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1532
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 07/11/2014

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por alecspe Qua 16 Mar 2016, 8:29 pm

    Lula Molusco escreveu:
    Galizezin escreveu:
    Protocol escreveu:
    Lula Molusco escreveu:Chorar? Mais eu posto coisas relativas ao tópico. A delação do deussuicídio, se é que houve uma, está sobre sigilo. Ou não?

    Também tenho minhas dúvidas se o senador Delcídio fez delação.

    Se ele próprio se empenhou em impedir a delação do Cerveró, acho pouco provável ele abrir o bico.

    Fez!

    Credibilidade de deussuicídio, veja, época, istoé é quase ZERO. Por isso eu coloco minha mão no fogo pelo que eles dizem e escrevem. Claro, com luva de amianto. Smile Smile Smile

    Concordo com vc. Eu mesmo só confio no homem mais honesto do Brasil, o atual ministro da Casa Caiu, ops, Civil.
    avatar
    RELATOR
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1845
    Reputação : 77
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por RELATOR Qua 16 Mar 2016, 8:30 pm

    JN vai descer o Pau
    alecspe
    alecspe
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1532
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 07/11/2014

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por alecspe Qua 16 Mar 2016, 8:40 pm

    LulaMolusco, é vc????

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]
    avatar
    RELATOR
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1845
    Reputação : 77
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por RELATOR Qua 16 Mar 2016, 9:10 pm

    #grevegeral
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qua 16 Mar 2016, 10:02 pm

    Será que amanhã ficará em baixa? A crise é ferrenha.

    E se o "banqueiro esquerdista" Meireles for o novo ministro da Fazenda? Como ficará a bolsa?

    Bovespa fecha em alta com Fed, em dia de anúncio de Lula na Casa Civil

    16/03/2016 17h19 - Atualizado em 16/03/2016 17h59

    Ibovespa avançou 1,35%, após queda de mais de 3% na véspera.

    Ações da Petrobras e da Vale foram principal contribuição positiva.

    Do G1, em São Paulo

    O principal índice da Bovespa fechou em alta nesta quarta-feira (16), amparado pela recuperação dos papéis da Petrobras e do Banco do Brasil, após sessão volátil, marcada novamente por noticiário político intenso, com destaque para o anúncio de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será o novo chefe da Casa Civil.

    O principal índice de ações da bolsa paulista subiu 1,34%, aos 47.763 pontos. Veja a cotação.

    Na mínima, o índice caiu 1,29%. Na máxima, subiu 1,44%.

    Já o dólar fechou em queda de 0,63%, vendido a R$ 3,7391, após atingir R$ 3,8542 na máxima do dia,

    De acordo com a Reuters, a confirmação de Lula como novo ministro não traz alento às perspectivas econômicas, mas havia sido antecipada em grande parte na véspera, o que atenuou o efeito nesta sessão, quando a bolsa paulista ainda encontrou suporte no Fed e nos preços de commodities.

    O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, manteve nesta quarta a taxa de juros e indicou apenas duas altas de juros neste ano, ao invés das quatro previstas anteriormente, o que, em tese, favoreceria mercados emergentes que oferecem rendimentos elevados.

    Destaques de alta

    As ações da Vale tiveram alta de 8,88%, favorecidas pela alta dos preços do minério de ferro na China. Papéis de siderúrgicas também tiveram uma sessão de fortes ganhos, com Usiminas avançando 10,9% e CSN subindo 10,54%.

    As preferenciais da Petrobras subiram 9,38%, após acumular queda de 18,3% nas duas sessões anteriores. Os papéis seguem sensíveis ao cenário político, mas encontraram na alta dos preços do petróleo no exterior suporte para a recuperação.

    O Banco do Brasil, outro papel que segue atrelado às expectativas no campo político, encerrou em alta de 3,37%, após recuar mais de 20% na véspera, na maior queda percentual diária em 20 anos. Ainda no setor bancário, Itaú Unibanco e Bradesco caíram 2,96% e 2,22%, respectivamente.

    No mês, o Ibovespa ainda acumula alta de 11,61%. No ano, a bolsa ganhou 10,18%

    Lula ministro

    Para analistas e economistas ouvidos pelo G1, a entrada de Lula adiciona mais dúvidas e incertezas na economia. O mercado não descarta mudanças de direção na economia e enxerga riscos de uma guinada à esqueda da política econômica, com medidas na direção contrária ao ajuste fiscal. Os investidores aguardam, no entanto, sinais mais claros de quais serão os próximos passos no cenário político.

    A presidente Dilma Rousseff negou nesta tarde trocas no primeiro escalão da equipe econômica do governo, após a nomeação de Lula. Segundo a presidente, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini ,"estão mais dentro do que nunca".

    Mais cedo, o humor do mercado também esteve sob influência dos rumores de que Tombini pode deixar o cargo. Segundo o blog da colunista do G1 Thais Herédia, "a saída de Tombini é uma ameaça, mas é real".

    Fonte
    avatar
    RELATOR
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1845
    Reputação : 77
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por RELATOR Qua 16 Mar 2016, 10:04 pm

    impeachemam Na Dilma
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qua 16 Mar 2016, 10:19 pm

    alecspe escreveu:LulaMolusco, é vc????

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

    Por que repetir o post? E já te respondi.

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

    Não se preocupe. O ministro Lula será investigado, pois ele não se filiou ao PSDB.

    Minha preocupação é ver se a crise política diminui de temperatura.

    Com "Lula lá", fazendo as articulações políticas, e ajudando o governo de coalizão da dilmandiôca, a tendência é termos uma certa "calmaria" econômica.

    Tudo bem. Eu entendo que isso seja ruim para os tucanos, mas não fique triste. Já se sabe desde outubro de 2015 que a família de Aécio goza de conta em Liechtenstein (é assim que se escreve?). Os tucanos nunca ficarão desamparados. Lembra da amante de FHC que ganhava o bolsa-amante-exterior? E olha que ele foi "corno" da amante...
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por FALCON.X Qui 17 Mar 2016, 12:37 am



    "...BRASIL No dia da operação da PF, Lula esbraveja em conversa com Dilma: "STF e Congresso estão acovardados"

    (...)


    Lula: Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, nós temos uma Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um Parlamento totalmente acovardado, somente nos últimos tempos é que o PT e o PC do B é que acordaram e começaram a brigar. Nós temos um presidente da Câmara fodido, um presidente do Senado fodido, não sei quanto parlamentares ameaçados, e fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre e que vai todo mundo se salvar. Eu, sinceramente, tô assustado com a "República de Curitiba". Porque a partir de um juiz de primeira Instância, tudo pode acontecer nesse país.

    (...)

    Mexeu com Renam...mexeu com todo Supremo....e vcs acham que brahma não tá a caminho do xilindro...???


    E a ANTA sairá ou não até 9h da manhã....???
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por FALCON.X Qui 17 Mar 2016, 4:43 pm

    Agora eu quero ver o canalha barbudo corrupto e safado e TODA petralhada saírem dessa enrascada que o próprio brhama os meteu....kkkkkkkk

    "(...)

    Leia abaixo a íntegra do pronunciamento de Celso de Mello:

    Os meios de comunicação revelaram, ontem, que conhecida figura política de nosso País, em diálogo telefônico com terceira pessoa, ofendeu, gravemente, a dignidade institucional do Poder Judiciário, imputando a este Tribunal a grosseira e injusta qualificação de ser "uma Suprema Corte totalmente acovardada"!
    Esse insulto ao Poder Judiciário, além de absolutamente inaceitável e passível da mais veemente repulsa por parte desta Corte Suprema, traduz, no presente contexto da profunda crise moral que envolve os altos escalões da República, reação torpe e indigna, típica de mentes autocráticas e arrogantes que não conseguem esconder, até mesmo em razão do primarismo de seu gesto leviano e irresponsável, o temor pela prevalência do império da lei e o receio pela atuação firme, justa, impessoal e isenta de Juízes livres e independentes, que tanto honram a Magistratura brasileira e que não hesitarão, observados os grandes princípios consagrados pelo regime democrático e respeitada a garantia constitucional do devido processo legal, em fazer recair sobre aqueles considerados culpados, em regular processo judicial, todo o peso e toda a autoridade das leis criminais de nosso País!
    A República, Senhor Presidente, além de não admitir privilégios, repudia a outorga de favores especiais e rejeita a concessão de tratamentos diferenciados aos detentores do poder ou a quem quer que seja.
    Por isso, Senhor Presidente, cumpre não desconhecer que o dogma da isonomia, que constitui uma das mais expressivas virtudes republicanas, a todos iguala, governantes e governados, sem qualquer distinção, indicando que ninguém, absolutamente ninguém, está acima da autoridade das leis e da Constituição de nosso País, a significar que condutas criminosas perpetradas à sombra do Poder jamais serão toleradas, e os agentes que as houverem praticado, posicionados, ou não, nas culminâncias da hierarquia governamental, serão punidos por seu Juiz natural na exata medida e na justa extensão de sua responsabilidade criminal!
    Esse, Senhor Presidente e Senhores Ministros, o registro que desejava fazer."

    (...)
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Lula Molusco Qui 17 Mar 2016, 7:43 pm

    Eita crise...

    Bolsa sobe quase 7% e dólar tem maior queda em quatro meses

    17/03/2016 19h09

    Brasília

    Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil

    Em um dia de otimismo no mercado financeiro, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) subiu quase 7% e o dólar teve a maior queda percentual diária em quatro meses. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (17) vendido a R$ 3,653, com queda de 2,29% (R$ 0,086). O Ibovespa, índice da Bolsa de São Paulo, fechou o dia com alta de 6,6%, aos 50.914 pontos.

    O Ibovespa está no nível mais alto desde 22 de julho do ano passado.

    Quanto ao dólar, a queda percentual foi a maior desde 3 de novembro, quando a cotação tinha caído 2,39%. A moeda operou em baixa durante todo o dia, mas a queda intensificou-se a partir das 10h30. O dólar continuou a cair no início da tarde. Na mínima do dia, por volta das 13h30, chegou a ser vendido a R$ 3,61. O ritmo de queda, no entanto, diminuiu após o Banco Central anunciar que aproveitará o recuo do dólar para reduzir as intervenções no câmbio.

    Em relação à Bolsa de Valores, o índice Ibovespa chegou a subir mais de 7% durante a tarde. Na máxima do dia, por volta das 15h30, o indicador superou os 51 mil pontos. As ações da Petrobras, as mais negociadas, dispararam. Os papéis ordinários (que dão direito a voto em assembleia de acionistas) subiram 8,75%, para R$ 10,44. Os papéis preferenciais (que dão preferência na distribuição de dividendos) saltaram 12,03%, para R$ 8,10.

    No cenário externo, o dia também foi de otimismo, com alta no preço das commodities (bens primários com cotação internacional). As cotações internacionais do petróleo voltaram a subir depois de alguns dias de queda. O barril do tipo Brent subiu para US$ 41,47, no maior nível desde dezembro do ano passado. Em janeiro, o mesmo barril chegou a ser vendido a US$ 27.

    Por causa da desaceleração da economia chinesa, que no ano passado teve o menor crescimento em 25 anos, os preços das principais commodities mundiais têm registrado queda. O processo afeta países exportadores de minérios e de grãos, como o Brasil, porque o barateamento das exportações faz menos divisas entrarem no país, pressionando para cima a cotação do dólar.

    Edição: Nádia Franco

    Fonte
    alecspe
    alecspe
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1532
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 07/11/2014

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por alecspe Ter 22 Mar 2016, 10:19 pm

    Lula Molusco escreveu:Eita crise...

    Bolsa sobe quase 7% e dólar tem maior queda em quatro meses


    17/03/2016 19h09

    Brasília

    Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil

    Em um dia de otimismo no mercado financeiro, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) subiu quase 7% e o dólar teve a maior queda percentual diária em quatro meses. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (17) vendido a R$ 3,653, com queda de 2,29% (R$ 0,086). O Ibovespa, índice da Bolsa de São Paulo, fechou o dia com alta de 6,6%, aos 50.914 pontos.

    O Ibovespa está no nível mais alto desde 22 de julho do ano passado.

    Quanto ao dólar, a queda percentual foi a maior desde 3 de novembro, quando a cotação tinha caído 2,39%. A moeda operou em baixa durante todo o dia, mas a queda intensificou-se a partir das 10h30. O dólar continuou a cair no início da tarde. Na mínima do dia, por volta das 13h30, chegou a ser vendido a R$ 3,61. O ritmo de queda, no entanto, diminuiu após o Banco Central anunciar que aproveitará o recuo do dólar para reduzir as intervenções no câmbio.

    Em relação à Bolsa de Valores, o índice Ibovespa chegou a subir mais de 7% durante a tarde. Na máxima do dia, por volta das 15h30, o indicador superou os 51 mil pontos. As ações da Petrobras, as mais negociadas, dispararam. Os papéis ordinários (que dão direito a voto em assembleia de acionistas) subiram 8,75%, para R$ 10,44. Os papéis preferenciais (que dão preferência na distribuição de dividendos) saltaram 12,03%, para R$ 8,10.

    No cenário externo, o dia também foi de otimismo, com alta no preço das commodities (bens primários com cotação internacional). As cotações internacionais do petróleo voltaram a subir depois de alguns dias de queda. O barril do tipo Brent subiu para US$ 41,47, no maior nível desde dezembro do ano passado. Em janeiro, o mesmo barril chegou a ser vendido a US$ 27.

    Por causa da desaceleração da economia chinesa, que no ano passado teve o menor crescimento em 25 anos, os preços das principais commodities mundiais têm registrado queda. O processo afeta países exportadores de minérios e de grãos, como o Brasil, porque o barateamento das exportações faz menos divisas entrarem no país, pressionando para cima a cotação do dólar.

    Edição: Nádia Franco

    Fonte

    Crise? Onde? Isso é tudo mentira dessa imprensa fascista e golpista. O homem mais honesto do Brasil já disse que o Brasil está indo de vento em popa. Tá tudo ótimo. O único problema do Brasil é o probo Cunha né...

    Conteúdo patrocinado

    Economia - Página 10 Empty Re: Economia

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 28 Out 2021, 4:20 am