PCS JÁ

PCS JÁ



    Novo PCS

    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1305
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre Sab 18 Nov 2017, 9:27 pm

    jornalista escreveu:
    servidor.tre escreveu:Voltando ao tema, colegas.

    Há algum grupo estudando um novo PCS?

    E a data-base?
    Alguma informação e/ou algum avanço?
    Amarildo?

    Sei que posso me arrepender por perguntar, mas QUEM???

    Hehehehehehehehehe...
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Fireball Dom 19 Nov 2017, 7:51 am

    Com Carminha não teremos nada.
    Toffoli idem.
    cavalo
    cavalo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 234
    Reputação : 35
    Data de inscrição : 07/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Sem adiamentos

    Mensagem por cavalo Seg 20 Nov 2017, 11:16 am

    Acho que a categoria deve se dar por satisfeita a) se não houver adiamentos das parcelas de 2017/18 do PCS atual b) a inflação ficar comportada e c) se não houver novos aumentos de encargos, pois o da previdência já é certo.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2012
    Reputação : 204
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por euvoltei Seg 20 Nov 2017, 1:35 pm

    A minha maior torcida hoje é a inflação se manter muito baixa(menor que 2% ao ano pelo menos) , só assim a necessidade de novos PCS diminui... Afinal poder de compra é o que conta de verdade...
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Fireball Seg 20 Nov 2017, 2:28 pm

    euvoltei escreveu:A minha maior torcida hoje é a inflação se manter muito baixa(menor que 2% ao ano pelo menos) , só assim a necessidade de novos PCS diminui... Afinal poder de compra é o que conta de verdade...

    Quem dera!
    Se com 3% temos mais de 20% de aumento no combustível, energia, água e saúde Very Happy
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8806
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi Sex 24 Nov 2017, 11:59 am

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Escrevam o que eu estou falando.
    Se isto passar, o próximo passo será a PEC 34/07
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Sex 24 Nov 2017, 12:03 pm

    darkshi escreveu:http://www.valor.com.br/brasil/5204755/depois-da-previdencia-vira-reforma-salarial

    Escrevam o que eu estou falando.
    Se isto passar, o próximo passo será a PEC 34/07

    "O projeto pretende mudar a política de pessoal apenas do poder Executivo Federal. Espera-se, contudo, que o Legislativo e o Judiciário, poderes independentes onde os vencimentos são bem mais elevados, tenham iniciativas semelhantes, assim como os governos estaduais."
    wilhelm
    wilhelm
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : AJAJ C13 Querendo dar Área desta Josta de País
    Mensagens : 1269
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Idade : 42
    Localização : TRF 3ª Região

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por wilhelm Sex 24 Nov 2017, 12:45 pm

    darkshi escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Escrevam o que eu estou falando.
    Se isto passar, o próximo passo será a PEC 34/07

    não vejo isso com tão maus olhos, ao menos na teoria. o grande problema é que vivemos na banânia.
    na itália, pex faz-se carreira no judiciário mediante concursos internos. assim, o escrevente pode ascender ao cargo de juiz ou promotor. isso é interessante pois valoriza a dedicação à instituição e, especialmente a bagagem de experiencia e maturidade de atuação na área.
    um dos argumentos de um dos parlamentares favoráveis é justamente este, somado a outro: quem trabalha no órgão fica preso no mesmo cargo ad aeternum, pois não consegue tempo para estudar e competir com os recém formados "papai paga meu cursinho", sendo o resultado uma massa de juízes e promotores imaturos, invariavelmente pedantes e arrogantes, fazendo um monte de matéria fecal na vida dos outros (jurisdicionados e administrados).
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Sex 24 Nov 2017, 12:56 pm

    wilhelm escreveu:
    darkshi escreveu:http://www.valor.com.br/brasil/5204755/depois-da-previdencia-vira-reforma-salarial

    Escrevam o que eu estou falando.
    Se isto passar, o próximo passo será a PEC 34/07

    não vejo isso com tão maus olhos, ao menos na teoria. o grande problema é que vivemos na banânia.
    na itália, pex faz-se carreira no judiciário mediante concursos internos. assim, o escrevente pode ascender ao cargo de juiz ou promotor. isso é interessante pois valoriza a dedicação à instituição e, especialmente a bagagem de experiencia e maturidade de atuação na área.
    um dos argumentos de um dos parlamentares favoráveis é justamente este, somado a outro: quem trabalha no órgão fica preso no mesmo cargo ad aeternum, pois não consegue tempo para estudar e competir com os recém formados "papai paga meu cursinho", sendo o resultado uma massa de juízes e promotores imaturos, invariavelmente pedantes e arrogantes, fazendo um monte de matéria fecal na vida dos outros (jurisdicionados e administrados).

    Opa, concurso interno pra juiz, daí eu vi vantagem santa
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2757
    Reputação : 522
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza Sex 24 Nov 2017, 1:18 pm

    Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Sex 24 Nov 2017, 2:10 pm

    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    Perfeito.
    Sniper
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 760
    Reputação : 56
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Sniper Sex 24 Nov 2017, 4:30 pm

    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    Concordo, mas surgiu uma dúvida: se o vínculo do servidor é com o serviço público e não com o cargo, caso um técnico judiciário, por exemplo, tome posse como analista judiciário, isso na mesma esfera de governo, ele não manteria o status quo ante, isto é, não seria afetado pela reforma salarial porque estaria vinculado ao regime antigo (atual)?
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7830
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin Sex 24 Nov 2017, 4:33 pm

    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    Pois eu vejo nexo nessa proposta maquiavélica do governo. Querem rechaçar a possibilidade de servidor ficar pulando de galho em galho. Se hoje, um analista bastante experiente e com idade + ou - avançada resolver estudar para juiz e passar, o governo vai arcar com o custo dessa subida repentina: aposentadoria, provavelmente paga pela paridade. Com novatos de verdade, governo garante certa oxigenação, além desse gado ir direto para o funpresp.

    A verdade é que, para a iniciativa privada, 5k e 2,8k são valores de ingresso "atraentes".


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7830
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin Sex 24 Nov 2017, 4:36 pm

    Sniper escreveu:
    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    Concordo, mas surgiu uma dúvida: se o vínculo do servidor é com o serviço público e não com o cargo, caso um técnico judiciário, por exemplo, tome posse como analista judiciário, isso na mesma esfera de governo, ele não manteria o status quo ante, isto é, não seria afetado pela reforma salarial porque estaria vinculado ao regime antigo (atual)?

    Ingresso na carreira não distingue servidor público do oriundo da iniciativa privada. Todos serão A1, e ganharão o respectivo valor da tabela, a não ser que a lei de cargos e salários modifique isso.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2757
    Reputação : 522
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza Sex 24 Nov 2017, 6:34 pm

    Galizezin escreveu:
    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    Pois eu vejo nexo nessa proposta maquiavélica do governo. Querem rechaçar a possibilidade de servidor ficar pulando de galho em galho. Se hoje, um analista bastante experiente e com idade + ou - avançada resolver estudar para juiz e passar, o governo vai arcar com o custo dessa subida repentina: aposentadoria, provavelmente paga pela paridade. Com novatos de verdade, governo garante certa oxigenação, além desse gado ir direto para o funpresp.

    A verdade é que, para a iniciativa privada, 5k e 2,8k são valores de ingresso "atraentes".

    A economia é relativa... Um técnico judiciário que passe para analista, e tenha direito a receber inicialmente, por exemplo, 10k em vez dos 5, é obviamente mais "caro" que alguém da iniciativa privada que entre recebendo 5k. Mas analisando mais detidamente vc verá que o cargo do técnico (que recebia 10k antes) será preenchido por um servidor novo, que receberá 2k inicial. Ou seja, a dança das cadeiras é mais econômica do que a alternativa: com a possibilidade de dança das cadeiras, os dois servidores custariam, inicialmente, 12k. Sem dança das cadeiras, 15k.
    Já a parte da previdência realmente faz sentido, mas só até certo ponto: como a troca de cargo por concurso, com manutenção de vencimento, teria de ser regulada por PEC, basta incluir previsão de que isso se daria apenas mediante opção irretratável ao RPC. Resolve o problema, e não fere direito adquirido, porque seria opção do próprio servidor.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2757
    Reputação : 522
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza Sex 24 Nov 2017, 6:38 pm

    Aliás, nem faz sentido mais a restrição quanto à previdência, porque parece que vão manter a paridade apenas pra quem tenha 25 ou mais anos no cargo... Então quem for analista (tendo, hoje, direito à paridade) e passar pra juiz, terá de trabalhar pelo menos 25 anos como juiz para manter o direito à paridade; ou se aposentará pela média.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2757
    Reputação : 522
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por androsvilazza Sex 24 Nov 2017, 6:45 pm

    Uma coisa é fato: pra passar uma medida destas da forma como está, só diante de muita incompetência dos sindicatos. E não tô falando de greve, que isso só faz queimar filme. Dá pra fazer um contraestudo bem elaborado, ponderando melhorias nas propostas, em vez de ficar só fazendo beicinho, gritando que é golpe, retirada de direitos etc. Já passou da hora de os sindicatos de servidores públicos começarem a trabalhar de forma mais profissional. 13 anos lambendo as botas do governo e recebendo afagos de volta fazem qualquer um esquecer como se trabalha, mesmo.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8806
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi Sex 24 Nov 2017, 8:12 pm

    pernalonga escreveu:
    darkshi escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Escrevam o que eu estou falando.
    Se isto passar, o próximo passo será a PEC 34/07

    "O projeto pretende mudar a política de pessoal apenas do poder Executivo Federal. Espera-se, contudo, que o Legislativo e o Judiciário, poderes independentes onde os vencimentos são bem mais elevados, tenham iniciativas semelhantes, assim como os governos estaduais."

    Eunicio Oliveira, quando o Poder Executivo falou sobre os seus planos para a carreira do executivo, declarou que tem interesses em fazer algo semelhante na carreira do Senado Federal.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8806
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi Sex 24 Nov 2017, 8:19 pm

    pernalonga escreveu:
    wilhelm escreveu:
    darkshi escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Escrevam o que eu estou falando.
    Se isto passar, o próximo passo será a PEC 34/07

    não vejo isso com tão maus olhos, ao menos na teoria. o grande problema é que vivemos na banânia.
    na itália, pex faz-se carreira no judiciário mediante concursos internos. assim, o escrevente pode ascender ao cargo de juiz ou promotor. isso é interessante pois valoriza a dedicação à instituição e, especialmente a bagagem de experiencia e maturidade de atuação na área.
    um dos argumentos de um dos parlamentares favoráveis é justamente este, somado a outro: quem trabalha no órgão fica preso no mesmo cargo ad aeternum, pois não consegue tempo para estudar e competir com os recém formados "papai paga meu cursinho", sendo o resultado uma massa de juízes e promotores imaturos, invariavelmente pedantes e arrogantes, fazendo um monte de matéria fecal na vida dos outros (jurisdicionados e administrados).

    Opa, concurso interno pra juiz, daí eu vi vantagem santa

    § 13 – Poderão, na forma da lei, participar de concurso interno de provas ou de provas e títulos para ascensão funcional todos os servidores investidos em cargos público efetivo, observando-se o seguinte:
    I – somente poderão participar do concurso interno os servidores investidos em cargo público efetivo da mesma esfera de Poder do órgão que realizar o certame e que comprovem o respectivo exercício efetivo, há pelo menos
    dez anos, no último cargo ocupado no momento da inscrição;
    II – observada a escolaridade exigida para o cargo, o concurso interno para ascensão funcional terá igual grau de complexidade do concurso público;
    III – não preenchidas as vagas após a realização do concurso interno, as remanescentes deverão ser preenchidas mediante a realização
    imediata de concurso público.

    Se concurso interno de ascensão de AJ para Juiz se encaixa nessas regras. Pq não?
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8806
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi Sex 24 Nov 2017, 8:20 pm

    Galizezin escreveu:
    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    Pois eu vejo nexo nessa proposta maquiavélica do governo. Querem rechaçar a possibilidade de servidor ficar pulando de galho em galho. Se hoje, um analista bastante experiente e com idade + ou - avançada resolver estudar para juiz e passar, o governo vai arcar com o custo dessa subida repentina: aposentadoria, provavelmente paga pela paridade. Com novatos de verdade, governo garante certa oxigenação, além desse gado ir direto para o funpresp.

    A verdade é que, para a iniciativa privada, 5k e 2,8k são valores de ingresso "atraentes".

    É a intenção do governo.
    Mas como muitas propostas que o governo dá. É uma solução simplista para um problema complexo.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8806
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por darkshi Dom 26 Nov 2017, 2:47 pm

    androsvilazza escreveu:Acredito que se não aprovarem, concomitantemente a essa proposta, alguma referente a concurso interno, ou de possibilidade de quem já é servidor ingressar em nível superior ao inicial, não tem como dar certo.
    O problema de uma proposta como essa, de mera redução dos vencimentos iniciais, é que nenhum servidor público se sentirá estimulado a continuar os estudos e tentar novos concursos, sabendo que terá redução nos vencimentos ao acessar o novo cargo. Pegando o exemplo do Judiciário, se entrar como técnico, e não passar em um concurso para analista logo no início da carreira, morrerá como técnico. Isto, aliado à miséria que pagam de adicional de qualificação, resultará em servidores acomodados e sem qualquer motivação para continuar aprendendo e se qualificando. Da mesma forma, todo novo delegado de polícia, por exemplo, tende a ser alguém sem qualquer experiência prévia no serviço público, porque os agentes de polícia mais experientes (portanto, com salários superiores ao início da carreira de delegado) já estarão excluídos do concurso para delegado... e por aí vai. A menos que transformem a "promoção por mérito" (que pregam na proposta) em um grande chicote, o serviço público conseguirá ficar ainda pior do que já é...

    É exatamente por esta razão que eu vejo que será natural que a PEC da ascensão funcional volte aos debates das carreiras públicas.


    Com a proposta do governo a mobilidade entre cargos e carreiras ficará muito pior do que temos hoje. E isto simplesmente matar carreiras menos chamativas.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1305
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre Ter 28 Nov 2017, 1:43 pm



    Rejeitado projeto que reorganiza carreira do Poder Judiciário da União






    Gilmar Felix/Câmara dos Deputados

    Homenagem ao Dia Nacional e Mundial do Turismo. Dep. Hildo Rocha (PMDB - MA)

    Hildo Rocha: a dotação necessária para o aumento de remuneração dos servidores não consta da Lei Orçamentária Anual

    A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados rejeitou o Projeto de Lei 319/07, que transforma as carreiras de analista, técnico e auxiliar judiciário em cargos de uma única carreira - a judiciária. A proposta, do Supremo Tribunal Federal (STF), altera a Lei 11.416/06 que normatiza as carreiras dos servidores do Poder Judiciário da União.

    Como foi rejeitado em caráter terminativo pela comissão, o projeto será arquivado, a não ser que haja recurso para votação em Plenário.

    Relator, o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) recomendou a rejeição do texto. Segundo ele, a dotação necessária para o aumento de remuneração desses servidores não consta da Lei Orçamentária Anual (LOA – Lei 13.414/17). Além disso, a proposta não indica a origem dos recursos que serão usados no custeio da medida.

    Hildo Rocha reforçou que “a principal proposta do projeto, que era conceder o adicional de qualificação aos técnicos judiciários portadores de diploma de curso superior, já foi contemplada em lei” (Lei 13.317/16).

    O deputado também votou pela rejeição de emendas da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, que, entre outros pontos, aumentavam os casos de pagamento da Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ).

    Uma das emendas autorizava o pagamento de GAJ para o servidor do Judiciário que é cedido a órgãos da União, na condição de optante pela remuneração do cargo efetivo. O projeto original só permitia a manutenção da GAJ se o servidor fosse para outro órgão do Poder Judiciário.



    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Fireball Ter 28 Nov 2017, 3:33 pm

    servidor.tre escreveu:

    Rejeitado projeto que reorganiza carreira do Poder Judiciário da União


     



    Gilmar Felix/Câmara dos Deputados

    Homenagem ao Dia Nacional e Mundial do Turismo. Dep. Hildo Rocha (PMDB - MA)

    Hildo Rocha: a dotação necessária para o aumento de remuneração dos servidores não consta da Lei Orçamentária Anual

    A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados rejeitou o Projeto de Lei 319/07, que transforma as carreiras de analista, técnico e auxiliar judiciário em cargos de uma única carreira - a judiciária. A proposta, do Supremo Tribunal Federal (STF), altera a Lei 11.416/06 que normatiza as carreiras dos servidores do Poder Judiciário da União.

    Como foi rejeitado em caráter terminativo pela comissão, o projeto será arquivado, a não ser que haja recurso para votação em Plenário.

    Relator, o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) recomendou a rejeição do texto. Segundo ele, a dotação necessária para o aumento de remuneração desses servidores não consta da Lei Orçamentária Anual (LOA – Lei 13.414/17). Além disso, a proposta não indica a origem dos recursos que serão usados no custeio da medida.

    Hildo Rocha reforçou que “a principal proposta do projeto, que era conceder o adicional de qualificação aos técnicos judiciários portadores de diploma de curso superior, já foi contemplada em lei” (Lei 13.317/16).

    O deputado também votou pela rejeição de emendas da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, que, entre outros pontos, aumentavam os casos de pagamento da Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ).

    Uma das emendas autorizava o pagamento de GAJ para o servidor do Judiciário que é cedido a órgãos da União, na condição de optante pela remuneração do cargo efetivo. O projeto original só permitia a manutenção da GAJ se o servidor fosse para outro órgão do Poder Judiciário.



    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Não foi dessa vez.

    Relator: Deputado Rodrigo Maia
    Solange4
    Solange4
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1139
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Solange4 Qua 29 Nov 2017, 8:12 am

    Só 76 pessoas aderem a PDV do governo; meta era 5 mil
    A MP não foi votada pelo Congresso Nacional e perdeu a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o programa de demissões que já estava em curso; governo enviará nova medida em janeiro

    O Estado de S.Paulo

    28 Novembro 2017 | 18h25

    BRASÍLIA - Apenas 76 servidores aderiram ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do governo federal neste ano, de acordo com balanço do Ministério do Planejamento. O governo enviará, em janeiro, uma nova medida provisória para dar continuidade ao programa. A primeira MP, enviada em julho, não foi votada pelo Congresso Nacional e perderá a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o PDV que já estava em curso, mas não anula o desligamento de quem já se inscreveu.

    Ao todo, 240 pessoas aderiram aos programas lançados pelo governo para reduzir pessoal desde a edição da MP. Além dos 76 servidores que optaram pela demissão, 153 servidores pediram redução de jornada e 11 servidores requisitaram licença incentivada.

    A ideia do governo era economizar em 2018 cerca de R$ 1 bilhão. Citando números de demissões voluntárias feitas em anos anteriores, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que cerca de 5 mil servidores poderão aderir ao programa.

    Em nota, Oliveira afirmou que o número de adesões está em linha com as expectativas do governo. "As três propostas dotam a administração pública de um instrumento moderno, ajustado às condições fiscais atuais, que se apresenta como um caminho prudente e gradual para o servidor que deseje um dia deixar o serviço público em definitivo", afirmou.

    Segundo o Estadão/Broadcast apurou, a ideia do governo é que o PDV seja um programa permanente, sem prazo final para a adesão, para dar oportunidade de saída aos servidores no momento em que decidirem se desligar do serviço público.

    No primeiro programa, o prazo para a demissão voluntária acabaria em dezembro. Anualmente, o Ministério do Planejamento estabelecerá as regras do programa, como órgãos e cidades de lotação dos servidores, idade, cargos e carreiras abrangidos.

    Pela lei, não é possível enviar ao Legislativo duas medidas provisórias com o mesmo tema no mesmo ano, por isso o governo optou por esperar até janeiro para mandar o novo texto. A ideia inicial era retomar o PDV por projeto de lei, mas a equipe econômica negociou com o presidente da Câmara dos Deputados a recriação do programa por medida provisória.

    Maia é crítico do uso excessivo de MPs pelo governo Temer e tem se negado a pautar medidas para votação. Questionado, ele confirmou que o governo acertou com ele o envio desta nova MP, mas não respondeu porque aceitou a recriação do programa por medida provisória.

    Condições. A nova medida provisória manterá os incentivos para que os servidores peçam demissão voluntariamente, que é o pagamento de 1,25 salário por ano trabalhado. Continua vedada a adesão de servidores em estágio probatório ou que tenham cumprido os requisitos legais para a aposentadoria.

    A MP também trará novamente a possibilidade de o servidor pedir redução de jornada de oito horas diárias para seis ou quatro horas. Quem optar por essa medida terá o pagamento adicional de meia hora diária como incentivo. Terão preferência servidores com filho de até seis anos de idade, ou com dependentes idosos, doentes ou com deficiência.

    Já a licença incentivada sem remuneração terá o pagamento de três remunerações aos servidores que se afastarem por três anos consecutivos. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período. Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado. //COLABOROU IGOR GADELHA
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Fireball Qua 29 Nov 2017, 8:31 am

    Solange4 escreveu:Só 76 pessoas aderem a PDV do governo; meta era 5 mil
    A MP não foi votada pelo Congresso Nacional e perdeu a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o programa de demissões que já estava em curso; governo enviará nova medida em janeiro

    O Estado de S.Paulo

    28 Novembro 2017 | 18h25

    BRASÍLIA - Apenas 76 servidores aderiram ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do governo federal neste ano, de acordo com balanço do Ministério do Planejamento. O governo enviará, em janeiro, uma nova medida provisória para dar continuidade ao programa. A primeira MP, enviada em julho, não foi votada pelo Congresso Nacional e perderá a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o PDV que já estava em curso, mas não anula o desligamento de quem já se inscreveu.

    Ao todo, 240 pessoas aderiram aos programas lançados pelo governo para reduzir pessoal desde a edição da MP. Além dos 76 servidores que optaram pela demissão, 153 servidores pediram redução de jornada e 11 servidores requisitaram licença incentivada.

    A ideia do governo era economizar em 2018 cerca de R$ 1 bilhão. Citando números de demissões voluntárias feitas em anos anteriores, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que cerca de 5 mil servidores poderão aderir ao programa.

    Em nota, Oliveira afirmou que o número de adesões está em linha com as expectativas do governo. "As três propostas dotam a administração pública de um instrumento moderno, ajustado às condições fiscais atuais, que se apresenta como um caminho prudente e gradual para o servidor que deseje um dia deixar o serviço público em definitivo", afirmou.

    Segundo o Estadão/Broadcast apurou, a ideia do governo é que o PDV seja um programa permanente, sem prazo final para a adesão, para dar oportunidade de saída aos servidores no momento em que decidirem se desligar do serviço público.

    No primeiro programa, o prazo para a demissão voluntária acabaria em dezembro. Anualmente, o Ministério do Planejamento estabelecerá as regras do programa, como órgãos e cidades de lotação dos servidores, idade, cargos e carreiras abrangidos.

    Pela lei, não é possível enviar ao Legislativo duas medidas provisórias com o mesmo tema no mesmo ano, por isso o governo optou por esperar até janeiro para mandar o novo texto. A ideia inicial era retomar o PDV por projeto de lei, mas a equipe econômica negociou com o presidente da Câmara dos Deputados a recriação do programa por medida provisória.

    Maia é crítico do uso excessivo de MPs pelo governo Temer e tem se negado a pautar medidas para votação. Questionado, ele confirmou que o governo acertou com ele o envio desta nova MP, mas não respondeu porque aceitou a recriação do programa por medida provisória.

    Condições. A nova medida provisória manterá os incentivos para que os servidores peçam demissão voluntariamente, que é o pagamento de 1,25 salário por ano trabalhado. Continua vedada a adesão de servidores em estágio probatório ou que tenham cumprido os requisitos legais para a aposentadoria.

    A MP também trará novamente a possibilidade de o servidor pedir redução de jornada de oito horas diárias para seis ou quatro horas. Quem optar por essa medida terá o pagamento adicional de meia hora diária como incentivo. Terão preferência servidores com filho de até seis anos de idade, ou com dependentes idosos, doentes ou com deficiência.

    Já a licença incentivada sem remuneração terá o pagamento de três remunerações aos servidores que se afastarem por três anos consecutivos. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período. Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado. //COLABOROU IGOR GADELHA
    Se melhorarem essa última parte, aí sim será vantagem:
    "Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado."

    Principalmente pra quem puder advogar, empreender ou até lecionar.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7830
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin Qua 29 Nov 2017, 8:47 am

    Solange4 escreveu:Só 76 pessoas aderem a PDV do governo; meta era 5 mil
    A MP não foi votada pelo Congresso Nacional e perdeu a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o programa de demissões que já estava em curso; governo enviará nova medida em janeiro

    O Estado de S.Paulo

    28 Novembro 2017 | 18h25

    BRASÍLIA - Apenas 76 servidores aderiram ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do governo federal neste ano, de acordo com balanço do Ministério do Planejamento. O governo enviará, em janeiro, uma nova medida provisória para dar continuidade ao programa. A primeira MP, enviada em julho, não foi votada pelo Congresso Nacional e perderá a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o PDV que já estava em curso, mas não anula o desligamento de quem já se inscreveu.

    Ao todo, 240 pessoas aderiram aos programas lançados pelo governo para reduzir pessoal desde a edição da MP. Além dos 76 servidores que optaram pela demissão, 153 servidores pediram redução de jornada e 11 servidores requisitaram licença incentivada.

    A ideia do governo era economizar em 2018 cerca de R$ 1 bilhão. Citando números de demissões voluntárias feitas em anos anteriores, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que cerca de 5 mil servidores poderão aderir ao programa.

    Em nota, Oliveira afirmou que o número de adesões está em linha com as expectativas do governo. "As três propostas dotam a administração pública de um instrumento moderno, ajustado às condições fiscais atuais, que se apresenta como um caminho prudente e gradual para o servidor que deseje um dia deixar o serviço público em definitivo", afirmou.

    Segundo o Estadão/Broadcast apurou, a ideia do governo é que o PDV seja um programa permanente, sem prazo final para a adesão, para dar oportunidade de saída aos servidores no momento em que decidirem se desligar do serviço público.

    No primeiro programa, o prazo para a demissão voluntária acabaria em dezembro. Anualmente, o Ministério do Planejamento estabelecerá as regras do programa, como órgãos e cidades de lotação dos servidores, idade, cargos e carreiras abrangidos.

    Pela lei, não é possível enviar ao Legislativo duas medidas provisórias com o mesmo tema no mesmo ano, por isso o governo optou por esperar até janeiro para mandar o novo texto. A ideia inicial era retomar o PDV por projeto de lei, mas a equipe econômica negociou com o presidente da Câmara dos Deputados a recriação do programa por medida provisória.

    Maia é crítico do uso excessivo de MPs pelo governo Temer e tem se negado a pautar medidas para votação. Questionado, ele confirmou que o governo acertou com ele o envio desta nova MP, mas não respondeu porque aceitou a recriação do programa por medida provisória.

    Condições. A nova medida provisória manterá os incentivos para que os servidores peçam demissão voluntariamente, que é o pagamento de 1,25 salário por ano trabalhado. Continua vedada a adesão de servidores em estágio probatório ou que tenham cumprido os requisitos legais para a aposentadoria.

    A MP também trará novamente a possibilidade de o servidor pedir redução de jornada de oito horas diárias para seis ou quatro horas. Quem optar por essa medida terá o pagamento adicional de meia hora diária como incentivo. Terão preferência servidores com filho de até seis anos de idade, ou com dependentes idosos, doentes ou com deficiência.

    Já a licença incentivada sem remuneração terá o pagamento de três remunerações aos servidores que se afastarem por três anos consecutivos. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período. Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado. //COLABOROU IGOR GADELHA

    Isso nunca foi pdv, pois no caso de demissão pelo alcance dos limites impostos pela lei de responsabilidade fiscal, os direitos e vantagens a serem pagos seriam praticamente idênticos.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Frodo
    Frodo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 217
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 08/07/2014

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Frodo Qua 29 Nov 2017, 12:49 pm

    Fireball escreveu:
    Solange4 escreveu:Só 76 pessoas aderem a PDV do governo; meta era 5 mil
    A MP não foi votada pelo Congresso Nacional e perdeu a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o programa de demissões que já estava em curso; governo enviará nova medida em janeiro

    O Estado de S.Paulo

    28 Novembro 2017 | 18h25

    BRASÍLIA - Apenas 76 servidores aderiram ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do governo federal neste ano, de acordo com balanço do Ministério do Planejamento. O governo enviará, em janeiro, uma nova medida provisória para dar continuidade ao programa. A primeira MP, enviada em julho, não foi votada pelo Congresso Nacional e perderá a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o PDV que já estava em curso, mas não anula o desligamento de quem já se inscreveu.

    Ao todo, 240 pessoas aderiram aos programas lançados pelo governo para reduzir pessoal desde a edição da MP. Além dos 76 servidores que optaram pela demissão, 153 servidores pediram redução de jornada e 11 servidores requisitaram licença incentivada.

    A ideia do governo era economizar em 2018 cerca de R$ 1 bilhão. Citando números de demissões voluntárias feitas em anos anteriores, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que cerca de 5 mil servidores poderão aderir ao programa.

    Em nota, Oliveira afirmou que o número de adesões está em linha com as expectativas do governo. "As três propostas dotam a administração pública de um instrumento moderno, ajustado às condições fiscais atuais, que se apresenta como um caminho prudente e gradual para o servidor que deseje um dia deixar o serviço público em definitivo", afirmou.

    Segundo o Estadão/Broadcast apurou, a ideia do governo é que o PDV seja um programa permanente, sem prazo final para a adesão, para dar oportunidade de saída aos servidores no momento em que decidirem se desligar do serviço público.

    No primeiro programa, o prazo para a demissão voluntária acabaria em dezembro. Anualmente, o Ministério do Planejamento estabelecerá as regras do programa, como órgãos e cidades de lotação dos servidores, idade, cargos e carreiras abrangidos.

    Pela lei, não é possível enviar ao Legislativo duas medidas provisórias com o mesmo tema no mesmo ano, por isso o governo optou por esperar até janeiro para mandar o novo texto. A ideia inicial era retomar o PDV por projeto de lei, mas a equipe econômica negociou com o presidente da Câmara dos Deputados a recriação do programa por medida provisória.

    Maia é crítico do uso excessivo de MPs pelo governo Temer e tem se negado a pautar medidas para votação. Questionado, ele confirmou que o governo acertou com ele o envio desta nova MP, mas não respondeu porque aceitou a recriação do programa por medida provisória.

    Condições. A nova medida provisória manterá os incentivos para que os servidores peçam demissão voluntariamente, que é o pagamento de 1,25 salário por ano trabalhado. Continua vedada a adesão de servidores em estágio probatório ou que tenham cumprido os requisitos legais para a aposentadoria.

    A MP também trará novamente a possibilidade de o servidor pedir redução de jornada de oito horas diárias para seis ou quatro horas. Quem optar por essa medida terá o pagamento adicional de meia hora diária como incentivo. Terão preferência servidores com filho de até seis anos de idade, ou com dependentes idosos, doentes ou com deficiência.

    Já a licença incentivada sem remuneração terá o pagamento de três remunerações aos servidores que se afastarem por três anos consecutivos. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período. Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado. //COLABOROU IGOR GADELHA
    Se melhorarem essa última parte, aí sim será vantagem:
    "Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado."

    Principalmente pra quem puder advogar, empreender ou até lecionar.

    Não tem que autorizar nada! Já é possível!
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Fireball Qui 30 Nov 2017, 7:53 am

    Frodo escreveu:
    Fireball escreveu:
    Solange4 escreveu:Só 76 pessoas aderem a PDV do governo; meta era 5 mil
    A MP não foi votada pelo Congresso Nacional e perdeu a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o programa de demissões que já estava em curso; governo enviará nova medida em janeiro

    O Estado de S.Paulo

    28 Novembro 2017 | 18h25

    BRASÍLIA - Apenas 76 servidores aderiram ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do governo federal neste ano, de acordo com balanço do Ministério do Planejamento. O governo enviará, em janeiro, uma nova medida provisória para dar continuidade ao programa. A primeira MP, enviada em julho, não foi votada pelo Congresso Nacional e perderá a validade nesta terça-feira, 28, o que interrompe o PDV que já estava em curso, mas não anula o desligamento de quem já se inscreveu.

    Ao todo, 240 pessoas aderiram aos programas lançados pelo governo para reduzir pessoal desde a edição da MP. Além dos 76 servidores que optaram pela demissão, 153 servidores pediram redução de jornada e 11 servidores requisitaram licença incentivada.

    A ideia do governo era economizar em 2018 cerca de R$ 1 bilhão. Citando números de demissões voluntárias feitas em anos anteriores, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que cerca de 5 mil servidores poderão aderir ao programa.

    Em nota, Oliveira afirmou que o número de adesões está em linha com as expectativas do governo. "As três propostas dotam a administração pública de um instrumento moderno, ajustado às condições fiscais atuais, que se apresenta como um caminho prudente e gradual para o servidor que deseje um dia deixar o serviço público em definitivo", afirmou.

    Segundo o Estadão/Broadcast apurou, a ideia do governo é que o PDV seja um programa permanente, sem prazo final para a adesão, para dar oportunidade de saída aos servidores no momento em que decidirem se desligar do serviço público.

    No primeiro programa, o prazo para a demissão voluntária acabaria em dezembro. Anualmente, o Ministério do Planejamento estabelecerá as regras do programa, como órgãos e cidades de lotação dos servidores, idade, cargos e carreiras abrangidos.

    Pela lei, não é possível enviar ao Legislativo duas medidas provisórias com o mesmo tema no mesmo ano, por isso o governo optou por esperar até janeiro para mandar o novo texto. A ideia inicial era retomar o PDV por projeto de lei, mas a equipe econômica negociou com o presidente da Câmara dos Deputados a recriação do programa por medida provisória.

    Maia é crítico do uso excessivo de MPs pelo governo Temer e tem se negado a pautar medidas para votação. Questionado, ele confirmou que o governo acertou com ele o envio desta nova MP, mas não respondeu porque aceitou a recriação do programa por medida provisória.

    Condições. A nova medida provisória manterá os incentivos para que os servidores peçam demissão voluntariamente, que é o pagamento de 1,25 salário por ano trabalhado. Continua vedada a adesão de servidores em estágio probatório ou que tenham cumprido os requisitos legais para a aposentadoria.

    A MP também trará novamente a possibilidade de o servidor pedir redução de jornada de oito horas diárias para seis ou quatro horas. Quem optar por essa medida terá o pagamento adicional de meia hora diária como incentivo. Terão preferência servidores com filho de até seis anos de idade, ou com dependentes idosos, doentes ou com deficiência.

    Já a licença incentivada sem remuneração terá o pagamento de três remunerações aos servidores que se afastarem por três anos consecutivos. O afastamento poderá ser prorrogado por igual período. Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado. //COLABOROU IGOR GADELHA
    Se melhorarem essa última parte, aí sim será vantagem:
    "Também será mantida a proposta de autorizar os servidores em licença ou em jornada reduzida trabalharem no setor privado."

    Principalmente pra quem puder advogar, empreender ou até lecionar.

    Não tem que autorizar nada! Já é possível!
    Sim e não.
    Pode exercer "comércio" se não fizer parte da gestão.
    Não pode reduzir horário com redução da remuneração equivalente.

    Trabalhando em qualquer franquia rentável ou empreendimento adequado obtém valor superior 9k/mês
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1305
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre Sab 02 Dez 2017, 6:09 am

    Alguém acompanhando o orçamento para saber se iremos receber as parcelas do atual pcs no ano que vem?
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7830
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin Sab 02 Dez 2017, 5:58 pm

    servidor.tre escreveu:Alguém acompanhando o orçamento para saber se iremos receber as parcelas do atual pcs no ano que vem?

    Não irão se queimar por merreca.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Seg 04 Dez 2017, 7:26 am

    servidor.tre escreveu:Alguém acompanhando o orçamento para saber se iremos receber as parcelas do atual pcs no ano que vem?

    Segundo já postaram há dias aqui, estaria no orçamento do PJU.
    servidor.tre
    servidor.tre
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1305
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 30/10/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por servidor.tre Seg 04 Dez 2017, 9:35 am

    Jubilando escreveu:
    servidor.tre escreveu:Alguém acompanhando o orçamento para saber se iremos receber as parcelas do atual pcs no ano que vem?

    Segundo já postaram há dias aqui, estaria no orçamento do PJU.

    Valeu, galera!!!!

    Boa notícia!
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Lord Sith Qua 06 Dez 2017, 10:03 am

    O 13º do MPU cai hoje?
    sprg4
    sprg4
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 434
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por sprg4 Qua 06 Dez 2017, 11:45 am

    Lord Sith escreveu:O 13º do MPU cai hoje?

    Já caiu e já saiu...
    Mestre dos Magos!
    Mestre dos Magos!
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4045
    Reputação : 396
    Data de inscrição : 08/07/2010

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Mestre dos Magos! Qua 06 Dez 2017, 11:50 am

    30k de média  Shocked

    (sim, vc não leu errado, tão dizendo por aí que vc recebe 30k...) - Com o (des)trabalho que o governo e a mídia vêm fazendo a respeito dos (sic) altos salários dos servidores públicos federais, em especial, os do Judiciário, para aprovar a "DEforma" da previdência, emplacar um novo PCS, ainda que minimamente e com reposição anual, será uma odisseia sem precedentes. Se a década de 10 a 20 tá sendo uma "m&rda", preparemo-nos, pois a previsão do tempo pra década de 20 a 30 é de chuvas e trovoadas. Querem "atochar" é tudo. E com areia e brita.

    Segue o cortejo, pois o defunto tem pressa!
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Lord Sith Qua 06 Dez 2017, 2:40 pm

    sprg4 escreveu:
    Lord Sith escreveu:O 13º do MPU cai hoje?

    Já caiu e já saiu...

    rsrs Obrigado!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Qui 07 Dez 2017, 10:28 am

    Engraçado como o fórum deu uma parada nesses últimos dias... hehehehe

    Acredito que muitos tenham assistido a "belíssima" reportagem do JN essa semana né... Então, se preparem. Galera que posta aqui direto a favor de estado mínimo, da reforma da previdência, etc, pode ficar tranquila que não vai vir somente a reforma da prev, mas também coisa muito pior...

    Eaí depois disso tudo, vamos ver o quanto o país vai ter melhorado. Vai ser um novo paraíso. Parece que é isso que muitos acreditam e acabaram por comprar a ideia...

    No fim das contas, os trabalhadores da iniciativa privada vão continuar afundados, só que vão ter mais companheiros: nós. Aplausos pra quem defendeu e ainda defende tudo isso que tá acontecendo.

    Ainda bem que tem bastante banqueiro e altos executivos por aqui né, esses vão continuar tranquilos.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Qui 07 Dez 2017, 11:02 am

    Pimponete escreveu:Engraçado como o fórum deu uma parada nesses últimos dias... hehehehe

    Acredito que muitos tenham assistido a "belíssima" reportagem do JN essa semana né... Então, se preparem. Galera que posta aqui direto a favor de estado mínimo, da reforma da previdência, etc, pode ficar tranquila que não vai vir somente a reforma da prev, mas também coisa muito pior...

    Eaí depois disso tudo, vamos ver o quanto o país vai ter melhorado. Vai ser um novo paraíso. Parece que é isso que muitos acreditam e acabaram por comprar a ideia...

    No fim das contas, os trabalhadores da iniciativa privada vão continuar afundados, só que vão ter mais companheiros: nós. Aplausos pra quem defendeu e ainda defende tudo isso que tá acontecendo.

    Ainda bem que tem bastante banqueiro e altos executivos por aqui né, esses vão continuar tranquilos.

    Aplausos, falou bem!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Convidado Qui 07 Dez 2017, 3:18 pm

    O mais cômico foi ver "especialistas" comentando um cargo que nem existe. "Advogado do judiciário" hehehe.

    Jornalismo incompetente ou usurpação ideológica? Não consigo acreditar que os jornalistas sejam tão incompetentes a ponto de não saberem fazer uma simples pesquisa nos portais de transparência.

    Bem, mantendo essa política propagado pelo governo, de colocar o servidor público contra a população, num futuro próximo ficaremos todos nadando na m****, com salários baixos, péssimas condições de trabalho e nem oportunidade de aposentadoria.

    Para quem ainda tem condições, fugir desse país é a única coisa que resta.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7830
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Galizezin Sex 08 Dez 2017, 8:41 am

    Pimponete escreveu:Engraçado como o fórum deu uma parada nesses últimos dias... hehehehe

    Acredito que muitos tenham assistido a "belíssima" reportagem do JN essa semana né... Então, se preparem. Galera que posta aqui direto a favor de estado mínimo, da reforma da previdência, etc, pode ficar tranquila que não vai vir somente a reforma da prev, mas também coisa muito pior...

    Eaí depois disso tudo, vamos ver o quanto o país vai ter melhorado. Vai ser um novo paraíso. Parece que é isso que muitos acreditam e acabaram por comprar a ideia...

    No fim das contas, os trabalhadores da iniciativa privada vão continuar afundados, só que vão ter mais companheiros: nós. Aplausos pra quem defendeu e ainda defende tudo isso que tá acontecendo.

    Ainda bem que tem bastante banqueiro e altos executivos por aqui né, esses vão continuar tranquilos.

    Já aprovaram a terceirização da atividade fim. Então, é só aguardar a assunção de um chefe neoliberal, e pronto, valerá para o serviço público tb.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!

    Conteúdo patrocinado

    Novo PCS - Página 8 Empty Re: Novo PCS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 01 Dez 2021, 12:13 pm