PCS JÁ

PCS JÁ



    FUNPRESP

    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Seg 01 Jun 2020, 12:25 pm

    lobodosmares escreveu:
    eder.lima escreveu:Email recebido do Relacionamento da FUNPRESP-JUD:


    Prezado Participante,

    Em virtude de notícia veiculada na imprensa nos últimos dias, relativamente à alteração do Plano de Benefícios, com possível redução dos benefícios de aposentadoria e de pensão, esclarecemos que se trata de alteração promovida no âmbito da Funpresp-Exe, que administra os planos de previdência dos servidores dos Poderes Executivo e Legislativo.

    Esclarecemos, ainda, que embora constituídas sob a égide da Lei nº 12.618/2012, ambas as Fundações administram planos de benefícios com características distintas, de forma que a alteração ocorrida naquele plano em nada condiciona a alteração do Plano de Benefícios administrado pela Funpresp-Jud, que não cogita promover alteração similar.

    Reforçamos aos participantes os nossos canais de atendimento para o esclarecimento de dúvidas: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e (61) 3217-6598 (de segunda a sexta-feira, das 10h às 17 horas).

    Atenciosamente,
    Eu só sei de uma coisa, quem foi pra esse FUNPRESP ta ferrado...lamentavelmente.

    Alguém está por dentro das alterações do Funpresp-Exe, vai ter alguma mudança importante a ponto de justificar um e-mail destes?

    Sobre quem migrou ou quem não migrou, estão todos "ferrados". A diferença é que quem entende a situação começa a agir para ter uma poupança no futuro pode ter uma velhice melhor do que quem quer ignorar os problemas por enquanto.
    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Seg 01 Jun 2020, 12:32 pm

    josebarbos escreveu:

    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.

    Estou sem saber dessa tendência, tendências dizem muito......

    Quais sistemas vão ser unificados?? RGPS e RPPS(de todo brasil)? Poderia me explicar com mais detalhes, se tiver fontes e links, favor deixar...

    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Seg 01 Jun 2020, 12:36 pm

    androsvilazza escreveu:Olhei o tal artigo no Blog do Servidor, no Correio Braziliense, e a resposta da Funpresp-Exe.

    Primeiro, um parêntese:
    (
    Nunca estudei a fundo o Funpresp do Executivo, até porque não tive motivo pra isso (o nosso é completamente diferente). Mas uma das diferenças entre o nosso e o do executivo é que o nosso "cobra" menos de FCBE, destinando mais recursos para a reserva individual. Em contrapartida, a cobertura deles para eventos extraordinários (morte e invalidez) era melhor. Em outras palavras, no Executivo eles contratam uma cobertura melhor para riscos inesperados, e em troca terão um benefício menor que o nosso caso estes eventos não ocorram (ou seja, já que é reduzido o aporte mensal à conta individual, em comparação ao nosso, a sua aposentadoria "comum" também tende a ser menor).

    Pessoalmente, prefiro o modo como o nosso plano está estruturado, especialmente depois que surgiu a possibilidade de contratação do seguro para complementação do saldo em caso de invalidez ou morte. Como sou jovem, provavelmente contribuirei por muitos anos ainda antes de me aposentar, portanto o meu "prejuízo" com o FCBE tende a ser alto. Ao mesmo tempo, tenho uma aversão natural a riscos (cuido bem da minha saúde, dirijo devagar, não pratico esportes radicais - mal saio de casa etc). Portanto, considerando que o FCBE é mutuário (todos pagam pelo risco de todos), uma cobertura maior de risco, para mim, é desinteressante.
    )

    Voltando ao tal artigo: minha impressão é que se trata de um trabalho de desinformação deliberada. Não digo da parte da redatora do artigo, que basicamente só repassa o relato de um "técnico". Há muitas impropriedades evidentes no artigo, e o "especialista" ouvido é justamente um ex-presidente do Conselho Fiscal do Plano - o qual, supõe-se, deveria ter um mínimo de conhecimento do funcionamento do plano. Se ele conhece o funcionamento do plano, e ainda assim dá essas declarações desencontradas (erradas, mesmo) a impressão que fica é que está tentando manchar a imagem dos atuais dirigentes para posteriormente voltar à gestão do fundo.

    Pra não prorrogar demais o assunto (já que nem nos diz respeito), deixo exemplos de erros graves no artigo - que, repito, não deveriam ser cometidos por quem tem o mínimo de conhecimento sobre o plano (eu li pouco sobre o Funpresp-Exe e fica parecendo que esse ex-dirigente sabe menos do que o meu conhecimento superficial sobre o plano deles):

    - a reforma da previdência - conhecimento geral - reduziu o valor dos benefícios de aposentadoria por invalidez e pensão por morte. Como o Funpresp-Exe busca manter o valor destes benefícios extraordinários próximos ao que o servidor recebia em atividade, ao reduzir o valor pago pela União (RPPS), é óbvio que o valor pago pelo Funpresp teria de subir - e muito. Isso resultaria, é claro, no aumento do FCBE (que já é alto, comparado ao nosso) destinado à cobertura destes riscos. Aumentando o FCBE, reduz-se o valor destinado à conta individual. Pra evitar essa situação, alteraram o regulamento para adequar à nova realidade pós-reforma, permitindo que mais recursos sejam destinados às reservas individuais, e menos ao FCBE. É matemática básica: em uma soma, se diminui um fator, tem de aumentar o outro para manter o mesmo total. Se um fator é reduzido, e não se deseja aumentar o outro, o total terá de ser menor. Estranho é um ex-dirigente "acreditar" que seria possível a União, com a reforma, diminuir as pensões pagas pelo RPPS e o Funpresp-Exe continuar pagando a mesma coisa (ou seja, cobrindo o valor que a União reduziu) e - pior - sem nem mesmo aumentar o valor das contribuições. santa

    - A menção à troca no cálculo das aposentadorias (utilizando todas as contribuições, em vez das 80% maiores): mesma alteração feita na reforma, portanto, é necessária também no regulamento do Fundo. Mais uma vez o raciocínio é o mesmo: se a União vai pagar menos, e o Plano pretende complementar o valor, não se adequar à nova realidade só iria onerar mais o Plano.

    - reclamação de "retirarem" o Benefício Especial do cálculo (???): Esse pra mim foi o erro mais estranho, porque o Funpresp sequer paga o Benefício Especial, antes ou depois da reforma e da alteração no plano. Sempre foi a União.

    Há outros erros no artigo, mas vou ficar só nesses. Enfim, são vários erros que não deveriam ser cometidos por alguém que já teve participação no Conselho Fiscal do Funpresp-Exe. A menos que, no passado, tenham eleito alguém sem conhecimento técnico para o cargo, é provável que as críticas dele tenham apenas a intenção de "queimar" a atual direção do plano.

    Por fim, um comentário sobre o nosso plano: o modelo do Funpresp-Jud é mais "liberal", pra ficar num termo de entendimento mais fácil. Ou seja, a maior parte dos recursos são destinados à conta individual e, em contrapartida, o servidor fica mais exposto ao risco (em caso de invalidez ou morte) que no plano do Executivo. Daí a importância de terem implementado o seguro adicional de risco, pra quem desejar contratá-lo sob medida. Da mesma forma, o nosso plano (diferentemente do plano do Executivo/Legislativo) não promete complementação de renda para deixá-la próxima à que seria paga pelo RPPS. Portanto, mudanças no RPPS impactam menos no nosso plano que no do Executivo. Em resumo, comparado ao Funpresp-Exe, o nosso plano é mais próximo de uma aposentadoria complementar "comercial" que do RPPS, portanto não precisamos reequilibrar nosso regulamento toda vez que houver uma mudança nas regras do RPPS.


    Esta diferença do Funpresp-JUD, a meu ver, é muito favorável pensando em saúde financeira do plano, embora obviamente possa resultar em maiores flutuações dos benefícios inesperados.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Seg 01 Jun 2020, 12:38 pm

    euvoltei escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.

    Estou sem saber dessa tendência, tendências dizem muito......

    Quais sistemas vão ser unificados?? RGPS e RPPS(de todo brasil)? Poderia me explicar com mais detalhes, se tiver fontes e links, favor deixar...


    Por enquanto é um mero palpite lógico.
    Mas já há sistemas de RPPS em extinção (extintos, não sei), o que é legalmente possível, e o déficit atuarial deve jogar todos para o mesmo barco.
    Lembrando que pouco alteraria para aqueles servidores que ingressaram a partir de 2013 ou migraram, e que o "empurrãozinho" político que falta para os mais antigos pode ser a instituição das contribuições extraordinárias, previstas na reforma, que são um instituto que só existe para os RPPS.

    PS: O Ministério da Previdência divulga inúmeros dados e informações sobre os regimes próprios. Desde quais são, alíquotas, extintos, decretos, informações etc.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que é uma boa base para começar a comparação e formar a própria opinião.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Seg 01 Jun 2020, 2:14 pm

    josebarbos escreveu:
    euvoltei escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.

    Estou sem saber dessa tendência, tendências dizem muito......

    Quais sistemas vão ser unificados?? RGPS e RPPS(de todo brasil)? Poderia me explicar com mais detalhes, se tiver fontes e links, favor deixar...


    Por enquanto é um mero palpite lógico.
    Mas já há sistemas de RPPS em extinção (extintos, não sei), o que é legalmente possível, e o déficit atuarial deve jogar todos para o mesmo barco.
    Lembrando que pouco alteraria para aqueles servidores que ingressaram a partir de 2013 ou migraram, e que o "empurrãozinho" político que falta para os mais antigos pode ser a instituição das contribuições extraordinárias, previstas na reforma, que são um instituto que só existe para os RPPS.

    PS: O Ministério da Previdência divulga inúmeros dados e informações sobre os regimes próprios. Desde quais são, alíquotas, extintos, decretos, informações etc.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que é uma boa base para começar a comparação e formar a própria opinião.


    Hmm...

    Talvez aconteça mesmo....basta pensarmos como governador de um estado quebrado (ou seja, quase todos governadores)...


    Caso: Tá rolando déficit . Aí o governador tem as opções de empurrar alíquota extraordinária e perder milhares de votos... ou tem opção de pagar o prejuízo com receita corrente, e deixar de fazer obras, gastar, etc...

    Parece uma excelente opção passar conta pra união, falando que tá salvando as contas do estado, e ter dinheiro pra tocar o governo... E deixar a "maldade" de aliquota extraordinária na conta da união do INSS, ou RGPS ou sei lá....



    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Seg 01 Jun 2020, 3:38 pm

    euvoltei escreveu:
    josebarbos escreveu:
    euvoltei escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.

    Estou sem saber dessa tendência, tendências dizem muito......

    Quais sistemas vão ser unificados?? RGPS e RPPS(de todo brasil)? Poderia me explicar com mais detalhes, se tiver fontes e links, favor deixar...


    Por enquanto é um mero palpite lógico.
    Mas já há sistemas de RPPS em extinção (extintos, não sei), o que é legalmente possível, e o déficit atuarial deve jogar todos para o mesmo barco.
    Lembrando que pouco alteraria para aqueles servidores que ingressaram a partir de 2013 ou migraram, e que o "empurrãozinho" político que falta para os mais antigos pode ser a instituição das contribuições extraordinárias, previstas na reforma, que são um instituto que só existe para os RPPS.

    PS: O Ministério da Previdência divulga inúmeros dados e informações sobre os regimes próprios. Desde quais são, alíquotas, extintos, decretos, informações etc.
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Acho que é uma boa base para começar a comparação e formar a própria opinião.


    Hmm...

    Talvez aconteça mesmo....basta pensarmos como governador de um estado quebrado (ou seja, quase todos governadores)...


    Caso: Tá rolando déficit . Aí o governador tem as opções de empurrar alíquota extraordinária e perder milhares de votos... ou tem opção de pagar o prejuízo com receita corrente, e deixar de fazer obras, gastar, etc...

    Parece uma excelente opção passar conta pra união, falando que tá salvando as contas do estado, e ter dinheiro pra tocar o governo... E deixar a "maldade" de aliquota extraordinária na conta da união do INSS, ou RGPS ou sei lá....




    Pensando no futuro, acho que a melhor coisa que pode nos ocorrer é unificarem os regimes geral e próprio de previdência (mantendo os direitos de quem entrou antes). Para quem entrou a partir de 2013 ou migrou, as regras são praticamente iguais (antes da reforma o RPPS era inclusive pior em alguns aspectos, como alíquota de contribuição, exigência de idade mínima - que até então inexistia no RGPS, pensões e aposentadoria por invalidez). Depois da reforma passou a ser tudo a mesma coisa, as diferenças entre os regimes são, basicamente, a possibilidade de haver no RPPS o pagamento de valores acima do teto do RGPS, e a tal alíquota extraordinária, também incidente sobre a parcela que exceder o teto. Ou seja, para quem entrou após 2013 ou migrou as regras são similares. Mas no imaginário popular, só o fato de existir um regime próprio nos torna "privilegiados", e sempre haverá um populista oportunista diferente para se aproveitar disso e jogar a população contra o serviço público. Unificando-se os regimes (mantendo as regras para quem ainda não se aposentou, pra evitar reclamação), pelo menos acaba esse tipo de encheção de paciência.

    Sei que, mesmo no caso de unificação dos regimes, certamente viriam outras reformas, e boa parte do rombo se daria por motivos sem relação com os servidores públicos (aposentadorias rurais, inadimplência de parte dos empregadores, informalidade no mercado de trabalho etc). Mas de todo modo, mesmo com os regimes separados, duvido muito que venham reformas endurecendo as regras para o regime geral, e mantendo nossas regras intactas. A tendência é que caminhemos "lado a lado" daqui por diante, pro bem ou pro mal, porque o discurso de "privilégios" já colou, e não há argumento que convença a população (e políticos preguiçosos de aprender) do contrário. Pra se ter uma ideia, já tive que discutir com familiares que não achavam justo eu me "aposentar recebendo mais de 30k". Tentei explicar que não recebo 30k nem na ativa Laughing , que depois da minirreforma de 2012 para quem migrou de regime (como eu) as regras são basicamente as mesmas etc. e não acreditavam

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Seg 01 Jun 2020, 5:03 pm

    Valeu pelas informações....

    Realmente, não precisa ser o expert para entender esse movimento de unificação como uma tendência...


    No fundo vejo que parte da resistência é também a velha "perda de poder".... afinal, serão menos órgãos, menos diretores que cada governador poderá nomear, menos licitações, estruturas, etc..além de ceder o controle sobre toda gestão dessas folhas milionárias,...,

    tudo isso será resumido em somente em preencher as informações dos servidores no esocial e recolher as guias...
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 172
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 30/08/2012

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por lobodosmares Seg 01 Jun 2020, 5:37 pm

    josebarbos escreveu:
    lobodosmares escreveu:
    eder.lima escreveu:Email recebido do Relacionamento da FUNPRESP-JUD:


    Prezado Participante,

    Em virtude de notícia veiculada na imprensa nos últimos dias, relativamente à alteração do Plano de Benefícios, com possível redução dos benefícios de aposentadoria e de pensão, esclarecemos que se trata de alteração promovida no âmbito da Funpresp-Exe, que administra os planos de previdência dos servidores dos Poderes Executivo e Legislativo.

    Esclarecemos, ainda, que embora constituídas sob a égide da Lei nº 12.618/2012, ambas as Fundações administram planos de benefícios com características distintas, de forma que a alteração ocorrida naquele plano em nada condiciona a alteração do Plano de Benefícios administrado pela Funpresp-Jud, que não cogita promover alteração similar.

    Reforçamos aos participantes os nossos canais de atendimento para o esclarecimento de dúvidas: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e (61) 3217-6598 (de segunda a sexta-feira, das 10h às 17 horas).

    Atenciosamente,
    Eu só sei de uma coisa, quem foi pra esse FUNPRESP ta ferrado...lamentavelmente.

    Alguém está por dentro das alterações do Funpresp-Exe, vai ter alguma mudança importante a ponto de justificar um e-mail destes?

    Sobre quem migrou ou quem não migrou, estão todos "ferrados". A diferença é que quem entende a situação começa a agir para ter uma poupança no futuro pode ter uma velhice melhor do que quem quer ignorar os problemas por enquanto.
    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.

    Unificação só ocorrerá para os novos, que é o que já acontece.
    Servidores antigos não serão afetados.
    Não torço para o contra de ninguém, mas possuo parentes e amigos servidores e falei para todos que FUNPRESP era péssimo negócio.
    Caso o país lá na frente quebre com seu sistema próprio,acha que quem é do FUNPRESP estará recebendo? Dificilmente não também.
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 172
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 30/08/2012

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por lobodosmares Seg 01 Jun 2020, 5:42 pm

    Infelizmente vivemos em um pais governado por pessoas de interesses próprios e população do ''jeitinho'',torço para estar errado, mas todos os FUNPRESPs no futuro serão os Postalis do presente.
    Governo abrindo/reabrindo várias vezes para novos ingressantes acha que é bondade repentina do Estado?? Acha que eles não tem a ''carta futura na manga''??
    É tão lamentável a forma de governar desse país que da desgosto demais.
    Já tive parente prefeito, vereador e falo, o negócio é tão feio, mas tão feio por trás dos panos que da vontade de vomitar.
    Sorte pra nós.
    Eu ao menos to com carro e casa quitados. Já é alguma coisa.
    EmCuiabá
    EmCuiabá
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 70
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/06/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por EmCuiabá Seg 01 Jun 2020, 8:29 pm

    lobodosmares escreveu:Infelizmente vivemos em um pais governado por pessoas de interesses próprios e população do ''jeitinho'',torço para estar errado, mas todos os FUNPRESPs no futuro serão os Postalis do presente.
    Governo abrindo/reabrindo várias vezes para novos ingressantes acha que é bondade repentina do Estado?? Acha que eles não tem a ''carta futura na manga''??
    É tão lamentável a forma de governar desse país que da desgosto demais.
    Já tive parente prefeito, vereador e falo, o negócio é tão feio, mas tão feio por trás dos panos que da vontade de vomitar.
    Sorte pra nós.
    Eu ao menos to com carro e casa quitados. Já é alguma coisa.


    Vou me atrever a responder que, para quem esta começando, ou não tem imóvel próprio, já é tempo de rever o velho sonho da casa própria. Digo que, por algumas experiências próprias e próximas, viver de aluguel é algo a ser pensado e valorado, em muitas situações está valendo mais a pena do que buscar adquirir o bem. Tudo depende do que você pretende, de como se constitui sua família e o que quer realizar na vida. Não vale a pena depositar todo o esforço na parcela de um imóvel e de um carro. Isto definitivamente não é mais sinônimo de realização. Um dia, o casamento pode ruir (e geralmente acontece quando a cinta esta bem apertada), a previdência pode falir (é só observar a realidade de dezenas de RPPS no país), a própria morte pode surgir a galope em um vírus insano, e você está vivendo em um país de saúde de terceiro mundo.

    Minha opinião, se tiver condições, adquira, mas sem abrir mão do lazer, da saúde, e que este caminho não signifique o confinamento social da família. Herança material é a última coisa que importa pra esta geração de crianças, carentes de afeto e atenção. Quer investir nos filhos, coloque um tempo maior neles e invista na sua educação, até fora do país, por que não ? (o preço de um financiamento de um ap popular aqui paga faculdade e moradia lá fora ao longo de todo curso), viaje, não abandone seus amigos e sua família, se exercite, esqueça o velho plano de se aposentar aos 60, ache algo que goste de fazer e se mantenha ativo enquanto puder...

    Fuja de quem te valoriza pelo que você tem, não são seus amigos e não é a pessoa certa para viver com você. E você perceberá isto no primeiro momento em que sentir a angústia do endividamento, que sim, não tem escapatória, vivemos num pais que em meses os juros saltam de 2% pra 12% e vice versa, basta você se encontrar em um momento de dificuldade em tempos de arroxo (Excepcione desta situação apenas as famílias ricas, solteirões (nem todos), e visualize a realidade do servidor público, que, via de regra, é o mantenedor da família).

    Leve sua família pra praia, disney, etc, nem que tenha que parcelar por alguns anos, estas memórias são as que ficarão na cabeça de seus filhos. Fodam***--se os discursos do tipo "gastam muito e vivem de aluguel, o carro é velho, etc .." é gente triste e tóxica que acha que seu próprio sofrimento tem que ser espelhado nos demais.

    Desculpem o desabafo deste servidor que também deixou de enxergar, mesmo que por luneta, o tal do "futuro melhor" tão difundido na retórica política, não obstante cumpra minha função social de trabalhar da melhor forma pela nação e orientar minha prole para que seja semente de algo diferente.
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 172
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 30/08/2012

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por lobodosmares Seg 01 Jun 2020, 9:18 pm

    EmCuiabá escreveu:
    lobodosmares escreveu:Infelizmente vivemos em um pais governado por pessoas de interesses próprios e população do ''jeitinho'',torço para estar errado, mas todos os FUNPRESPs no futuro serão os Postalis do presente.
    Governo abrindo/reabrindo várias vezes para novos ingressantes acha que é bondade repentina do Estado?? Acha que eles não tem a ''carta futura na manga''??
    É tão lamentável a forma de governar desse país que da desgosto demais.
    Já tive parente prefeito, vereador e falo, o negócio é tão feio, mas tão feio por trás dos panos que da vontade de vomitar.
    Sorte pra nós.
    Eu ao menos to com carro e casa quitados. Já é alguma coisa.


    Vou me atrever a responder que, para quem esta começando, ou não tem imóvel próprio, já é tempo de rever o velho sonho da casa própria. Digo que, por algumas experiências próprias e próximas, viver de aluguel é algo a ser pensado e valorado, em muitas situações está valendo mais a pena do que buscar adquirir o bem. Tudo depende do que você pretende, de como se constitui sua família e o que quer realizar na vida. Não vale a pena depositar todo o esforço na parcela de um imóvel e de um carro. Isto definitivamente não é mais sinônimo de realização. Um dia, o casamento pode ruir (e geralmente acontece quando a cinta esta bem apertada), a previdência pode falir (é só observar a realidade de dezenas de RPPS no país), a própria morte pode surgir a galope em um vírus insano, e você está vivendo em um país de saúde de terceiro mundo.

    Minha opinião, se tiver condições, adquira, mas sem abrir mão do lazer, da saúde, e que este caminho não signifique o confinamento social da família. Herança material é a última coisa que importa pra esta geração de crianças, carentes de afeto e atenção. Quer investir nos filhos, coloque um tempo maior neles e invista na sua educação, até fora do país, por que não ? (o preço de um financiamento de um ap popular aqui paga faculdade e moradia lá fora ao longo de todo curso), viaje, não abandone seus amigos e sua família, se exercite, esqueça o velho plano de se aposentar aos 60, ache algo que goste de fazer e se mantenha ativo enquanto puder...

    Fuja de quem te valoriza pelo que você tem, não são seus amigos e não é a pessoa certa para viver com você. E você perceberá isto no primeiro momento em que sentir a angústia do endividamento, que sim, não tem escapatória, vivemos num pais que em meses os juros saltam de 2% pra 12% e vice versa, basta você se encontrar em um momento de dificuldade em tempos de arroxo (Excepcione desta situação apenas as famílias ricas, solteirões (nem todos), e visualize a realidade do servidor público, que, via de regra, é o mantenedor da família).

    Leve sua família pra praia, disney, etc, nem que tenha que parcelar por alguns anos, estas memórias são as que ficarão na cabeça de seus filhos. Fodam***--se os discursos do tipo "gastam muito e vivem de aluguel, o carro é velho, etc .." é gente triste e tóxica que acha que seu próprio sofrimento tem que ser espelhado nos demais.

    Desculpem o desabafo deste servidor que também deixou de enxergar, mesmo que por luneta, o tal do "futuro melhor" tão difundido na retórica política, não obstante cumpra minha função social de trabalhar da melhor forma pela nação e orientar minha prole para que seja semente de algo diferente.

    Eu moro em cidade do interior, terrenos ainda são baratos e custo de vida também. Eu não tive dificuldades disso.
    Deslocamentos aqui são curtos também, locais pra sair são limitados e baratos. Salário dá e sobra. Não possuo filhos e mulher também ganha o seu de forma independente.
    Viajar e culinária são 2 grandes prazeres que temos e não troco nenhum por nada.
    Eu já fui beem mais ambicioso.
    Agora minha tv, meu video game e PC e umas viagens já ta bãão demais.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Seg 01 Jun 2020, 11:30 pm

    lobodosmares escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Alguém está por dentro das alterações do Funpresp-Exe, vai ter alguma mudança importante a ponto de justificar um e-mail destes?

    Sobre quem migrou ou quem não migrou, estão todos "ferrados". A diferença é que quem entende a situação começa a agir para ter uma poupança no futuro pode ter uma velhice melhor do que quem quer ignorar os problemas por enquanto.
    Em breve, para fins previdenciários, vem uma nova reforma da previdência. E é pedra cantada que provavelmente trará a unificação dos sistemas.

    Unificação só ocorrerá para os novos, que é o que já acontece.
    Servidores antigos não serão afetados.
    Não torço para o contra de ninguém, mas possuo parentes e amigos servidores e falei para todos que FUNPRESP era péssimo negócio.
    Caso o país lá na frente quebre com seu sistema próprio,acha que quem é do FUNPRESP estará recebendo? Dificilmente não também.

    Não é tão simples assim.

    Vou dar dois exemplos crassos de prejuízos da unificação do sistemas
    1) Se você trabalhou no regime geral (acredito que a maioria), isto provavelmente reduzirá o valor do seu benefício: basta que você não tenha recebido o teto em algum mês (se é que o futuro nos reserva ganhar acima do teto previdenciário).
    2) Extingue a possibilidade de acumular benefícios. É possível ter até três aposentadorias "públicas", bastando para tal que você tenha atingido os requisitos em dois entes diferentes em regimes próprios e um previdenciário. Exemplos clássicos: médicos ou servidor que leciona em instituição particular e noutra pública (se um de nós, estadual ou municipal).

    Sobre isto de "não atingir", ou pensar em direito adquirido, basta ler o que é a contribuição extraordinária e o que ela significará quando instituída a fundação responsável por apurar os deficits atuariais. Vale lembrar que a contribuição extraordinária, em tese, é temporária e se não for suficiente, os entes serão obrigados a tomar outras medidas.
    Com o tempo, também mudará o perfil de quem está em cargos de decisão. Se hoje temos um cenário em que as cúpulas administrativas são de servidores regidos pela paridade/integralidade, em dez anos é bastante provável que isto seja bem diferente.
    E por fim, tem o que chamo a válvula do ditado em casa que falta pão, todo o mundo briga, e ninguém tem razão. Na minha pessoal falta de um olho de Tandera mais apurado, típico de grandes líderes, apego-me aos indícios de futuro. Um que gosto muito é o de pegar os Estados financeiramente mais problemáticos. Porque simplesmente estamos num mesmo regime e num nível médio de líderes parecido. Um ou outro fato do acaso determina a fila de eventos, mas é inevitável que todos, ou quase, passem pelos mesmos problemas.
    O deste ano, simbólico, é o de MG: acabou o recurso de repasse para os órgãos com orçamento independente (Legislativo, Judiciário, MP e Defensoria). Criaram a figura do duodécimo parcelado, para resolver isto, por ora.

    Muitos de nossos problemas são estruturais e ainda não tivemos uma mudança de cultura. Somos um país pobre que quer agir como se fosse rico. E aí vamos ter muitos dos problemas estruturais de quem sequer sabe o que é.

    Além disto, outra tese interessante, que já coloquei aqui, é um problema nacional de que os serviços públicos, mesmo os inicialmente bons, tendem a cair muito de qualidade quando da fase de universalização, passando a ser quase obrigatório adquiri-los no mercado privado, quando possível.

    A economia e o sistema previdenciário sobreviverão, é questão de alguns anos ou décadas, que para eles é pouco, para um novo ciclo virtuoso. Para nós, o tempo é mais perverso.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Seg 01 Jun 2020, 11:54 pm

    EmCuiabá escreveu:
    lobodosmares escreveu:Infelizmente vivemos em um pais governado por pessoas de interesses próprios e população do ''jeitinho'',torço para estar errado, mas todos os FUNPRESPs no futuro serão os Postalis do presente.
    Governo abrindo/reabrindo várias vezes para novos ingressantes acha que é bondade repentina do Estado?? Acha que eles não tem a ''carta futura na manga''??
    É tão lamentável a forma de governar desse país que da desgosto demais.
    Já tive parente prefeito, vereador e falo, o negócio é tão feio, mas tão feio por trás dos panos que da vontade de vomitar.
    Sorte pra nós.
    Eu ao menos to com carro e casa quitados. Já é alguma coisa.


    Vou me atrever a responder que, para quem esta começando, ou não tem imóvel próprio, já é tempo de rever o velho sonho da casa própria. Digo que, por algumas experiências próprias e próximas, viver de aluguel é algo a ser pensado e valorado, em muitas situações está valendo mais a pena do que buscar adquirir o bem. Tudo depende do que você pretende, de como se constitui sua família e o que quer realizar na vida. Não vale a pena depositar todo o esforço na parcela de um imóvel e de um carro. Isto definitivamente não é mais sinônimo de realização. Um dia, o casamento pode ruir (e geralmente acontece quando a cinta esta bem apertada), a previdência pode falir (é só observar a realidade de dezenas de RPPS no país), a própria morte pode surgir a galope em um vírus insano, e você está vivendo em um país de saúde de terceiro mundo.

    Minha opinião, se tiver condições, adquira, mas sem abrir mão do lazer, da saúde, e que este caminho não signifique o confinamento social da família. Herança material é a última coisa que importa pra esta geração de crianças, carentes de afeto e atenção. Quer investir nos filhos, coloque um tempo maior neles e invista na sua educação, até fora do país, por que não ? (o preço de um financiamento de um ap popular aqui paga faculdade e moradia lá fora ao longo de todo curso), viaje, não abandone seus amigos e sua família, se exercite, esqueça o velho plano de se aposentar aos 60, ache algo que goste de fazer e se mantenha ativo enquanto puder...

    Fuja de quem te valoriza pelo que você tem, não são seus amigos e não é a pessoa certa para viver com você. E você perceberá isto no primeiro momento em que sentir a angústia do endividamento, que sim, não tem escapatória, vivemos num pais que em meses os juros saltam de 2% pra 12% e vice versa, basta você se encontrar em um momento de dificuldade em tempos de arroxo (Excepcione desta situação apenas as famílias ricas, solteirões (nem todos), e visualize a realidade do servidor público, que, via de regra, é o mantenedor da família).

    Leve sua família pra praia, disney, etc, nem que tenha que parcelar por alguns anos, estas memórias são as que ficarão na cabeça de seus filhos. Fodam***--se os discursos do tipo "gastam muito e vivem de aluguel, o carro é velho, etc .." é gente triste e tóxica que acha que seu próprio sofrimento tem que ser espelhado nos demais.

    Desculpem o desabafo deste servidor que também deixou de enxergar, mesmo que por luneta, o tal do "futuro melhor" tão difundido na retórica política, não obstante cumpra minha função social de trabalhar da melhor forma pela nação e orientar minha prole para que seja semente de algo diferente.

    Três observações quanto a isto.

    Eu já fui mais extremo quanto a morar de aluguel e hoje tenho uma hipótese intermediária, mas que é bastante clara: não se compra imóvel antes da completa estabilidade financeira e pessoal. Senão isto vira uma âncora e você se amarra a um cenário e perde diversas oportunidades na vida.
    Entretanto, especialmente num momento como agora, de juros extremamente baixos, os alugueis estão muito "caros". Naturalmente, o mercado tende a um ajuste, mas leva algum tempo até que, se tivermos uma SELIC de menos de 2%a.a. de ganho real, você aluguel um imóvel por "juros" de 3 ou 4%a.a. Então, para alguém estabilizado, que veja uma oportunidade interessante, fincar seu pé num local pode ser uma boa oportunidade, desde que não faça loucuras por um "sonho" de residência. Em geral, depois que você já morou em vários lugares (algo comum de quem aluga), você passa a ter certeza do tanto de coisa que é besteira num imóvel, restringindo ao que lhe é realmente necessário.

    De fato, um dos defeitos do brasileiro é viver no degrau de cima, e não no "de baixo", poupando algo para uma emergência. E é impressionante como este padrão de vida acaba sendo um prejuízo e refletindo em toda a sociedade. Nossa estabilidade tem que ser vista sempre como algo relativo. Não é porque não vamos perder o emprego (ou ter um corte imediato no salário), que em pouco tempo não será feito o ajuste via congelamento, contingenciamento ou algo do tipo.

    Endividar por viagem, nem pensar! Em pouco tempo, você esquece da viagem e lembra da prestação, acaba tendo um efeito perverso. Deixar os juros agir em seu favor é um cenário mais interessante. Quem tem paciência (e é raro por aqui), acaba fazendo mais com menos. Use a loucura cambial a seu favor... Exemplo: quem nos últimos anos tenha investido no exterior ou em cambial (pensando numa viagem para fora, por exemplo), pode resgatar agora, colocar em investimentos aqui, e esperar a próxima onda positiva, de câmbio favorável, e deixar para viajar nesta época. Agir "contra" o mercado, e vai ter não uma destas viagens, mas duas ou três, e no "padrão patrão", ainda tendo algo guardado no banco. O dólar não baixou nos próximos cinco ou dez anos e o sonho era ir para a Disney? Viva com o que tem no Brasil. O que deve ter de oferta de hotel no que não quebrar com a crise, não será brincadeira.
    A economia comportamental é bastante clara em que não importa onde você vá, mas com quem. Disney ou Paris sozinho, sem ter com quem compartilhar, tem muito menos efeito que ir naquela praia "de pobre" com a galera. Isto que a classe média "falida" até hoje não entendeu em porque o pobre encara a vida com tanta felicidade, mesmo lhe sendo muito mais dura.
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 172
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 30/08/2012

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por lobodosmares Ter 02 Jun 2020, 4:59 pm

    Três observações quanto a isto.

    Eu já fui mais extremo quanto a morar de aluguel e hoje tenho uma hipótese intermediária, mas que é bastante clara: não se compra imóvel antes da completa estabilidade financeira e pessoal. Senão isto vira uma âncora e você se amarra a um cenário e perde diversas oportunidades na vida.
    Entretanto, especialmente num momento como agora, de juros extremamente baixos, os alugueis estão muito "caros". Naturalmente, o mercado tende a um ajuste, mas leva algum tempo até que, se tivermos uma SELIC de menos de 2%a.a. de ganho real, você aluguel um imóvel por "juros" de 3 ou 4%a.a. Então, para alguém estabilizado, que veja uma oportunidade interessante, fincar seu pé num local pode ser uma boa oportunidade, desde que não faça loucuras por um "sonho" de residência. Em geral, depois que você já morou em vários lugares (algo comum de quem aluga), você passa a ter certeza do tanto de coisa que é besteira num imóvel, restringindo ao que lhe é realmente necessário.

    De fato, um dos defeitos do brasileiro é viver no degrau de cima, e não no "de baixo", poupando algo para uma emergência. E é impressionante como este padrão de vida acaba sendo um prejuízo e refletindo em toda a sociedade. Nossa estabilidade tem que ser vista sempre como algo relativo. Não é porque não vamos perder o emprego (ou ter um corte imediato no salário), que em pouco tempo não será feito o ajuste via congelamento, contingenciamento ou algo do tipo.

    Endividar por viagem, nem pensar! Em pouco tempo, você esquece da viagem e lembra da prestação, acaba tendo um efeito perverso. Deixar os juros agir em seu favor é um cenário mais interessante. Quem tem paciência (e é raro por aqui), acaba fazendo mais com menos. Use a loucura cambial a seu favor... Exemplo: quem nos últimos anos tenha investido no exterior ou em cambial (pensando numa viagem para fora, por exemplo), pode resgatar agora, colocar em investimentos aqui, e esperar a próxima onda positiva, de câmbio favorável, e deixar para viajar nesta época. Agir "contra" o mercado, e vai ter não uma destas viagens, mas duas ou três, e no "padrão patrão", ainda tendo algo guardado no banco. O dólar não baixou nos próximos cinco ou dez anos e o sonho era ir para a Disney? Viva com o que tem no Brasil. O que deve ter de oferta de hotel no que não quebrar com a crise, não será brincadeira.
    A economia comportamental é bastante clara em que não importa onde você vá, mas com quem. Disney ou Paris sozinho, sem ter com quem compartilhar, tem muito menos efeito que ir naquela praia "de pobre" com a galera. Isto que a classe média "falida" até hoje não entendeu em porque o pobre encara a vida com tanta felicidade, mesmo lhe sendo muito mais dura. [/quote]


    1-- ''Eu já fui mais extremo quanto a morar de aluguel e hoje tenho uma hipótese intermediária, mas que é bastante clara: não se compra imóvel antes da completa estabilidade financeira e pessoal''-- acredito que estabilidade financeira e pessoal de fato nunca chegam na vida de ninguém, o que seria ela?? ter 10 mil guardados?? 100mil? 1 milhão? Cada um vê de uma maneira. Para alguns, basta simplesmente entrar em um concurso que tenha estabilidade como o nosso que ela no mês seguinte já compra seu imóvel.

    2-morar de aluguel-- é bom e ruim, dependendo daonde vc morar, caso pague um aluguel barato e consiga morar bem, compensa. Porém, com o tempo o imóvel tenderá a subir seu aluguel e seu dinheiro apenas estará indo para o ''ralo'', hoje nao há investimentos tão bons e garantidos que deem uma rentabilidade aceitável que pague o aluguel sem se descapitalizar. Há muitas vezes oportunidades boas de imóveis para quem mora em interior de 150 mil reais e com nossa renda é perfeitamente possível comprar. Caso seja parcelado, as vezes a parcela fica menor que um aluguel.

    3- De fato, um dos defeitos do brasileiro é viver no degrau de cima, e não no "de baixo"-- concordo plenamente, as pessoas querem mais do que podem de fato. E esse dilema é antigo. Viver intensamente o hoje ou esperar para um amanhã melhor. O que temos de fazer é viver sem se comprometer demais, empréstimos consignados são válidos, mas desde que você faça algo que realmente pense que valha a pena.

    4-''Endividar por viagem, nem pensar! Em pouco tempo, você esquece da viagem e lembra da prestação, acaba tendo um efeito perverso''-- com o câmbio atual nas alturas que está, uma viagem para o exterior está muito cara realmente, mas com nossos salários, que é o que sempre repito aqui, é plenamente possível viajar para a europa pelo menos 1 x ao ano. Principalmente para solteiros de plantão ou que não possuem filhos. De uma coisa é certa e tenho de discordar, uma viagem sim pode se tornar inesquecível. Eu mesmo já realizei uma tem 4 anos e até hoje me recordo como se estivesse lá. Viagem é a única coisa que ninguém pode te tirar, empréstimo com o tempo vc paga e pronto. Eu sou mais da teoria de aproveitar o hoje do que esperar o amanhã que nem sei o que ocorrerá. Enquanto puder viajar, VIAJE E SEJA FELIZ!!!.

    Acumular capital já foi um desejo meu muito forte do passado, hoje o meu desejo é acumular experiências. Pois, dinheiro vai, tempo vai, a vida vai, mas as experiências ficam.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Qua 03 Jun 2020, 12:19 am

    Estabilidade é um conceito bastante subjetivo e diverso a vários aspectos da vida.
    Em relação à carreira, segundo Scott Adams, adoto o "Princípio Peter", no qual você é promovido até que chegue ao seu nível de incompetência.

    Definitivamente, não é justo com um casal de jovens exigir-lhes que tenham logo, de imediato, casa, carro e filhos. Claro que é uma questão individual, mas muitas vezes você paga caro num mal negócio que atravanca sua vida. Deixa de ganhar uma promoção ou uma carreira mais alinhada ao seu perfil porque está "preso" a um local. Isto tem efeitos claramente didáticos quando você pega o colega da casa "Jaques", aquela cuja construção foi financiada pelo banco, e "já que", faz um monte de coisas que custam caro, dão manutenção e não se refletem em prazer. Obviamente, isto aqui é uma questão extremamente subjetiva, e que muitas vezes nem a própria pessoa tem a mínima noção do que quer, senão mediante a própria experiência e expectativas surpreendentes ou frustrantes.
    Casa de 150 mil é uma realidade um pouco rara para servidores federais. Ou você mora longe, e gasta muito com combustível; tem a questão da segurança; peca em infraestrutura etc. Moradia no Brasil ainda é um privilégio e custa muito caro. Moro próximo a uma região especulada que você tem lotes com problemas (casas para demolir), e que custam perto de 1 milhão de reais. No Brasil temos os mais variados preços, mas regra geral, boa parte dos servidores, em número, terá que se concentrar em cidades que este patamar é distante.
    De fato, recentemente, pelos motivos explicados, alugar está deixando de ser interessante. Há até bem pouco tempo você pagaria o aluguel de onde morava com uma estratégia conservadora de investimentos em renda fixa.
    Sobre viagens, é apenas um conselho. Claro que há oportunidades específicas, mas vejo que as pessoas querem muito de momentos específicos e esquecem de aproveitar a vida, como se você só pudesse ser feliz nas férias, consumindo algo ou num determinado lugar. O que é uma grande balela. Regra geral, endividar não é uma boa prática, mas os indivíduos são livres e o consumo inconsequente gira a roda de quem investe.
    EmCuiabá
    EmCuiabá
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 70
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/06/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por EmCuiabá Qui 04 Jun 2020, 11:27 am

    josebarbos escreveu:Estabilidade é um conceito bastante subjetivo e diverso a vários aspectos da vida.
    Em relação à carreira, segundo Scott Adams, adoto o "Princípio Peter", no qual você é promovido até que chegue ao seu nível de incompetência.

    Definitivamente, não é justo com um casal de jovens exigir-lhes que tenham logo, de imediato, casa, carro e filhos. Claro que é uma questão individual, mas muitas vezes você paga caro num mal negócio que atravanca sua vida. Deixa de ganhar uma promoção ou uma carreira mais alinhada ao seu perfil porque está "preso" a um local. Isto tem efeitos claramente didáticos quando você pega o colega da casa "Jaques", aquela cuja construção foi financiada pelo banco, e "já que", faz um monte de coisas que custam caro, dão manutenção e não se refletem em prazer. Obviamente, isto aqui é uma questão extremamente subjetiva, e que muitas vezes nem a própria pessoa tem a mínima noção do que quer, senão mediante a própria experiência e expectativas surpreendentes ou frustrantes.
    Casa de 150 mil é uma realidade um pouco rara para servidores federais. Ou você mora longe, e gasta muito com combustível; tem a questão da segurança; peca em infraestrutura etc. Moradia no Brasil ainda é um privilégio e custa muito caro. Moro próximo a uma região especulada que você tem lotes com problemas (casas para demolir), e que custam perto de 1 milhão de reais. No Brasil temos os mais variados preços, mas regra geral, boa parte dos servidores, em número, terá que se concentrar em cidades que este patamar é distante.
    De fato, recentemente, pelos motivos explicados, alugar está deixando de ser interessante. Há até bem pouco tempo você pagaria o aluguel de onde morava com uma estratégia conservadora de investimentos em renda fixa.
    Sobre viagens, é apenas um conselho. Claro que há oportunidades específicas, mas vejo que as pessoas querem muito de momentos específicos e esquecem de aproveitar a vida, como se você só pudesse ser feliz nas férias, consumindo algo ou num determinado lugar. O que é uma grande balela. Regra geral, endividar não é uma boa prática, mas os indivíduos são livres e o consumo inconsequente gira a roda de quem investe.


    Eu citei a Disney de forma exemplificativa ... pois bem ou mal, é a referência global de viagem da família. O que quis dizer é que as prioridades de vida tem de ser eleitos de forma consciente. Exemplificativamente, ter um imóvel a "todo custo", em situações de compra que podem perdurar até 30, 35 anos (pois esta é a realidade da imensa maioria dos servidores, que não entendem de aplicações financeiras porque simplesmente precisam concentrar seus esforços no pagamento de dívidas), sem planejamento que envolva todos dos demais elementos de vida, é algo, a meu ver, demasiadamente frustrante. A titulo exemplificativo, pensem nos colegas servidores do Estado do RS que estão recebendo seus salários de forma parcelada a quase 5 anos. Sem qualquer reposição neste interstício e, certamente, nem no próximo quinquênio. Se coloquem nesta situação e imaginem o cenário nebuloso.

    Por isso concordo, e muito, com o colega que afirmou que compra de bem imóvel só deve ocorrer após a estabilização (nem que depois dos 50 anos de idade) ... Aliás, acho que a nossa cultura é muito infeliz, pois, para muitos, a aquisição de um imóvel e um veículo (po$$ante), mesmo que parcelados até 35 e 10 anos, respectivamente, é sinônimo de estabilidade financeira (mesmo que intimamente tenham consciência de que esta "estabilidade" é mera cortina de fumaça para a acensão social - aos olhos dos outros).

    Não seriam estes bons exemplos de consumismo inconsequente, quando sabidamente, e infelizmente, de forma geral, tais aquisições comprometam a saúde, a educação, a relação familiar e até a acensão profissional, daquele que passa a perder oportunidades em razão de tais escolhas?

    Reforço que apenas uma pequena minoria tem o privilegio de falar em compra de imóvel para aumento de receita (seja vendendo ou alugando) ou aplicações financeiras distintas de um simples CDI/CDB ou poupança de poucos dígitos.

    Não é difícil entender as razões do elevado numero de depressivos, suicidas e infartados existentes na nossa classe.

    Conseguir quitar o imóvel e outros bens não deveria ser sinônimo de vitória heroica, épica, "vencer na vida", mas, convenientemente, é assim tratado pelas sociedades que, sem muitas perspectivas (e é isto que me assusta no Brasil), o elegem como o sonho maior do cidadão, o qual, superado tal feito, já poderia deixar este plano, adoentado, abandonado, culturalmente ignorante, deixando de lesar o nosso glorioso sistema previdenciário.

    Há, não tenham dúvida de que, se o legado deixado pelo "herói" a sua prole for apenas décadas de angústia e sofrimento, é muito provável que todo o "reinado" herdado seja diluído/dissolvido em fração de tempo simbólica, e o grande "herói" muito logo esquecido, pois o cérebro humano costuma se desfazer das lembranças traumáticas.

    Ninguém deve viver irresponsavelmente. Mas o conceito de "viver a vida" certamente não esta equiparado a aquisição, aplicação/enriquecimento/posse, que são meros instrumentos para fins maiores.
    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 502
    Reputação : 124
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por grazi Qui 04 Jun 2020, 11:47 am

    lobodosmares escreveu:Infelizmente vivemos em um pais governado por pessoas de interesses próprios e população do ''jeitinho'',torço para estar errado, mas todos os FUNPRESPs no futuro serão os Postalis do presente.
    Governo abrindo/reabrindo várias vezes para novos ingressantes acha que é bondade repentina do Estado?? Acha que eles não tem a ''carta futura na manga''??
    É tão lamentável a forma de governar desse país que da desgosto demais.
    Já tive parente prefeito, vereador e falo, o negócio é tão feio, mas tão feio por trás dos panos que da vontade de vomitar.
    Sorte pra nós.
    Eu ao menos to com carro e casa quitados. Já é alguma coisa.

    Eu já trabalhei há muitos anos atrás e tive postalis e não são a mesma coisa. O postalis tinha um benefício previdenciário que hoje não existe mais, chamado benefício definido, você aportava com a garantia que receberia x, sendo que o sistema era de repartição os da ativa também contribuíam com os inativos no fundo, na funpresp vc faz uma espécie de poupança, por isto não importa a quantidade de contribuintes do plano. Nos plano BD antigos, inclusive no do meu pai, que é da CEB, se paga aportes extraordinários, que foram criados agora pro RPPS, no Postalis tbm. Hoje, o pessoal da ativa das estatais não tem a disposição mais o plano BD, pois deu muito problema.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Qui 04 Jun 2020, 12:16 pm

    No início tive um preconceito danado com a funpresp... exemplos não faltavam....
    Mesmo assim, nos casos anteriores, nem todo mundo se deu mal da mesma forma..
    Basta ver: Postalis, funcef, petros, previ....

    Nem todos tiveram o mesmo "rombo"... postalis foi o destaque negativo, a PREVI (BB) foi a que saiu mais ilesa dos anos turbulentos do PT...

    Muitas lições foram aprendidas, o funpresp-JUD já nasceu conhecendo e aprendendo com os erros alheios..

    No mais, Funpresp era para ser 1 só a nível federal, dizem que o judiciário bateu o pé e quis uma fundo só dele... por isso tem o funpresp-exe e o funpresp-JUD.... para o "povo do judiciário" se distanciar mais do executivo, seu chefe da vez e do seu quadro funcional bem mais heterogêneo...

    Salta aos olhos também, que o legislativo+TCU compartilham a mesma estrutura administrativa do funpresp-exe, mas eles não estão no mesmo fundo, cada um no seu plano.....

    ......
    Enfim, não sou muito fã de ditados e adágios .... mas tem aquele que diz "não coloque todos seus ovos numa cesta só"

    Migrei, minhas "apostas" agora não estão só no RPPS, agora elas estão no RPPS e no FUNPRESP-jud....
    Se alguma der muito errado será só uma cesta com a metade dos ovos, ainda terá outra....
    lobodosmares
    lobodosmares
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 172
    Reputação : 32
    Data de inscrição : 30/08/2012

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por lobodosmares Sex 05 Jun 2020, 11:34 am

    euvoltei escreveu:No início tive um preconceito danado com a funpresp... exemplos não faltavam....
    Mesmo assim, nos casos anteriores, nem todo mundo se deu mal da mesma forma..
    Basta ver: Postalis, funcef, petros, previ....

    Nem todos tiveram o mesmo "rombo"... postalis foi o destaque negativo, a PREVI (BB) foi a que saiu mais ilesa dos anos turbulentos do PT...

    Muitas lições foram aprendidas, o funpresp-JUD já nasceu conhecendo e aprendendo com os erros alheios..

    No mais, Funpresp era para ser 1 só a nível federal, dizem que o judiciário bateu o pé e quis uma fundo só dele... por isso tem o funpresp-exe e o funpresp-JUD.... para o "povo do judiciário" se distanciar mais do executivo, seu chefe da vez e do seu quadro funcional bem mais heterogêneo...

    Salta aos olhos também, que o legislativo+TCU compartilham a mesma estrutura administrativa do funpresp-exe, mas eles não estão no mesmo fundo, cada um no seu plano.....

    ......
    Enfim, não sou muito fã de ditados e adágios .... mas tem aquele que diz "não coloque todos seus ovos numa cesta só"

    Migrei, minhas "apostas" agora não estão só no RPPS, agora elas estão no RPPS e no FUNPRESP-jud....
    Se alguma der muito errado será só uma cesta com a metade dos ovos, ainda terá outra....

    ÉÉÉ...cada um com um pensamento mesmo. Bom é ter ao menos uns 100 mil em caixa, ja ajuda.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Sex 05 Jun 2020, 11:52 pm

    EmCuiabá escreveu:
    Não seriam estes bons exemplos de consumismo inconsequente, quando sabidamente, e infelizmente, de forma geral, tais aquisições comprometam a saúde, a educação, a relação familiar e até a acensão profissional, daquele que passa a perder oportunidades em razão de tais escolhas?

    Reforço que apenas uma pequena minoria tem o privilegio de falar em compra de imóvel para aumento de receita (seja vendendo ou alugando) ou aplicações financeiras distintas de um simples CDI/CDB ou poupança de poucos dígitos.

    Não é difícil entender as razões do elevado numero de depressivos, suicidas e infartados existentes na nossa classe.

    Conseguir quitar o imóvel e outros bens não deveria ser sinônimo de vitória heroica, épica, "vencer na vida", mas, convenientemente, é assim tratado pelas sociedades que, sem muitas perspectivas (e é isto que me assusta no Brasil), o elegem como o sonho maior do cidadão, o qual, superado tal feito, já poderia deixar este plano, adoentado, abandonado, culturalmente ignorante, deixando de lesar o nosso glorioso sistema previdenciário.

    Há, não tenham dúvida de que, se o legado deixado pelo "herói" a sua  prole for apenas décadas de angústia e sofrimento, é muito provável que todo o "reinado" herdado seja diluído/dissolvido em fração de tempo simbólica, e o grande "herói" muito logo esquecido, pois o cérebro humano costuma  se desfazer das lembranças traumáticas.

    Ninguém deve viver irresponsavelmente. Mas o conceito de "viver a vida" certamente não esta equiparado a aquisição, aplicação/enriquecimento/posse, que são meros instrumentos para fins maiores.

    Dinheiro não aceita desaforo, e tem que ser tratado com toda a impessoalidade e sangue frio possível.

    Um dos grandes problemas envolvendo finanças de servidores públicos é o fato de que não entendem que nosso salário é pouco e não deixa ninguém "rico", e que a estabilidade é um conceito que deve ser muito relativizado.

    O "pacote" suga do servidor tudo o que pode: passou num concurso? Tenha um carro, e tem que ser bacana. A casa tem que ter um monte de luxos desnecessários. E viramos acumuladores e consumidores de uma rotina que nem sabemos porque estamos lá. De repente, você vai cavando um buraco mais fundo do que você consegue sair.

    Ter ambição e conquistar coisas não faz mal nenhum. Mas não é a pessoa que tem que trabalhar pelo dinheiro, é exatamente o oposto. E a questão de riqueza é um conceito incrivelmente subjetivo, porque simplesmente as melhores coisas da vida não são compradas com dinheiro.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Sex 05 Jun 2020, 11:55 pm

    grazi escreveu:
    lobodosmares escreveu:Infelizmente vivemos em um pais governado por pessoas de interesses próprios e população do ''jeitinho'',torço para estar errado, mas todos os FUNPRESPs no futuro serão os Postalis do presente.
    Governo abrindo/reabrindo várias vezes para novos ingressantes acha que é bondade repentina do Estado?? Acha que eles não tem a ''carta futura na manga''??
    É tão lamentável a forma de governar desse país que da desgosto demais.
    Já tive parente prefeito, vereador e falo, o negócio é tão feio, mas tão feio por trás dos panos que da vontade de vomitar.
    Sorte pra nós.
    Eu ao menos to com carro e casa quitados. Já é alguma coisa.

    Eu já trabalhei há muitos anos atrás e tive postalis e não são a mesma coisa. O postalis tinha um benefício previdenciário que hoje não existe mais, chamado benefício definido, você aportava com a garantia que receberia x, sendo que o sistema era de repartição os da ativa também contribuíam com os inativos no fundo, na funpresp vc faz uma espécie de poupança, por isto não importa a quantidade de contribuintes do plano. Nos plano BD antigos, inclusive no do meu pai, que é da CEB, se paga aportes extraordinários, que foram criados agora pro RPPS, no Postalis tbm. Hoje, o pessoal da ativa das estatais não tem a disposição mais o plano BD, pois deu muito problema.

    Eu fico pensando na época quem era o "chato" que falava que o plano não tinha sustentabilidade, e/ou quem vendia a pirâmide.
    Isto me lembra muito a APCEF. Eram clubes ótimos, em lugares nobres de grandes capitais, fruto de uma época em que bancários, de banco público então, eram a elite do país.
    De repente, não entra mais ninguém, e quando entra, com salários 3 vezes menores.

    Aí vc pega uma bomba e ainda gere mal, com investimentos no mínimo ruins, senão escusos. E veja o tamanho do problema, especialmente numa cultura que não pensa em ter fontes diversificadas de renda. Quem tem um imóvel para viver de aluguel já é um avanço de outro mundo.
    jotajota
    jotajota
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 408
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 17/03/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por jotajota Ter 09 Jun 2020, 5:50 pm

    Ao que tudo indica, não haverá desconto de seguridade social sobre o benefício especial... Confirmando isto, meu salário líquido optando pelo BE está se aproximando bastante do salário atual. Do jeito que a coisa tá preta, analisando as possibilidades futuras de aumento, periga a aposentadoria optando pelo BE ser maior do que a paridade e integralidade pelo cargo efetivo, em valores líquidos. De qualquer forma, tem que continuar aportando recursos em futuras fontes de renda, seja funpresp, ações e até um pouco de imóveis, visando não depender tanto do governo na velhice...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    RicardoMII
    RicardoMII
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2059
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : João Pessoa

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por RicardoMII Ter 09 Jun 2020, 9:34 pm

    jotajota escreveu:Ao que tudo indica, não haverá desconto de seguridade social sobre o benefício especial... Confirmando isto, meu salário líquido optando pelo BE está se aproximando bastante do salário atual. Do jeito que a coisa tá preta, analisando as possibilidades futuras de aumento, periga a aposentadoria optando pelo BE ser maior do que a paridade e integralidade pelo cargo efetivo, em valores líquidos. De qualquer forma, tem que continuar aportando recursos em futuras fontes de renda, seja funpresp, ações e até um pouco de imóveis, visando não depender tanto do governo na velhice...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    like like like
    Rengaw
    Rengaw
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 704
    Reputação : 43
    Data de inscrição : 26/08/2014

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Rengaw Qua 02 Set 2020, 12:58 pm

    Meus companheiros, boa tarde!

    Gostaria de pedir ajuda de vocês para que possamos no unir e pedir aos deputados que coloque o projeto de lei 1328/2020 que foi aprovado no senado e de autoria do Senador - Otto Alencar - PSD/BA - Suspende, durante 120 (cento e vinte) dias, os pagamentos das obrigações de operações de créditos consignados em remunerações, salários, proventos, pensões e benefícios previdenciários, de servidores e empregados, públicos e privados, ativos e inativos, bem como de pensionistas.

    Peguei o endereço de email (abaixo) dos lideres dos partidos e bancadas para fazer esse pedido.

    Se os nobres colegas puderem me ajudar nisso eu agradeço.

    Sou o que se chama por ai de SUPERENDIVIDADO e esse projeto se for aprovado irá me trazer grande alívio.

    Agradeço desde já a colaboração





    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.],
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty RPC

    Mensagem por R77 Qua 16 Set 2020, 10:52 am

    Olá, colegas. Gostaria de tirar, se possível, algumas dúvidas com vocês sobre a migração de regime previdenciário, visto que a reabertura do prazo de migração de regime previdenciário está bem enrolada...

    1) A liminar obtida pelo SINDMPU, mencionada em [index.php/juridico/noticias-do-juridico/item/648-sindmpu-orienta-servidores-sobre-migracao-para-a-funpresp-jud][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ainda está vigente? Se estiver, consideram que vale a pena filiar-se ao sindicato para poder fazer a migração?

    2) Alguém tem cópia da referida liminar ou o número do processo para consulta no site do TRF? Não consegui acessá-la com o número de processo informado pelo sindicato.

    3) Eu gostaria de fazer a migração de regime previdenciário, mas sem aderir ao Funpresp-JUD. A liminar do sindicato me possibilitaria essa escolha, ou necessariamente teria de fazer a migração ao Funpresp também?

    Abraço.
    Observador
    Observador
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : Analista de Informática
    Mensagens : 107
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 26/08/2011
    Localização : MPT

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Observador Qua 16 Set 2020, 2:18 pm

    Pesquise pelo processo 1014841-70.2018.4.01.3400 no TRF1 (PJe)


    R77 escreveu:Olá, colegas. Gostaria de tirar, se possível, algumas dúvidas com vocês sobre a migração de regime previdenciário, visto que a reabertura do prazo de migração de regime previdenciário está bem enrolada...

    1) A liminar obtida pelo SINDMPU, mencionada em [index.php/juridico/noticias-do-juridico/item/648-sindmpu-orienta-servidores-sobre-migracao-para-a-funpresp-jud][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ainda está vigente? Se estiver, consideram que vale a pena filiar-se ao sindicato para poder fazer a migração?

    2) Alguém tem cópia da referida liminar ou o número do processo para consulta no site do TRF? Não consegui acessá-la com o número de processo informado pelo sindicato.

    3) Eu gostaria de fazer a migração de regime previdenciário, mas sem aderir ao Funpresp-JUD. A liminar do sindicato me possibilitaria essa escolha, ou necessariamente teria de fazer a migração ao Funpresp também?

    Abraço.
    Nelleus-DF
    Nelleus-DF
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 98
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 29/11/2011

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Nelleus-DF Qui 17 Set 2020, 3:44 am

    1-Sim e não precisa se filiar ao sindicato para isso.
    3-Sim, com a liminar vc pode migrar sem aderir ao Funpresp.
    Se vc for do MPF, sugiro consultar pelo Único, pois tem varios modelos de requerimentos de colegas que conseguiram migrar com a liminar (eu sou um deles).

    R77 escreveu:Olá, colegas. Gostaria de tirar, se possível, algumas dúvidas com vocês sobre a migração de regime previdenciário, visto que a reabertura do prazo de migração de regime previdenciário está bem enrolada...

    1) A liminar obtida pelo SINDMPU, mencionada em [index.php/juridico/noticias-do-juridico/item/648-sindmpu-orienta-servidores-sobre-migracao-para-a-funpresp-jud][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ainda está vigente? Se estiver, consideram que vale a pena filiar-se ao sindicato para poder fazer a migração?

    2) Alguém tem cópia da referida liminar ou o número do processo para consulta no site do TRF? Não consegui acessá-la com o número de processo informado pelo sindicato.

    3) Eu gostaria de fazer a migração de regime previdenciário, mas sem aderir ao Funpresp-JUD. A liminar do sindicato me possibilitaria essa escolha, ou necessariamente teria de fazer a migração ao Funpresp também?

    Abraço.
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por R77 Sex 18 Set 2020, 11:15 am

    Consegui. Muito obrigado.

    Observador escreveu:Pesquise pelo processo 1014841-70.2018.4.01.3400 no TRF1 (PJe)


    R77 escreveu:Olá, colegas. Gostaria de tirar, se possível, algumas dúvidas com vocês sobre a migração de regime previdenciário, visto que a reabertura do prazo de migração de regime previdenciário está bem enrolada...

    1) A liminar obtida pelo SINDMPU, mencionada em [index.php/juridico/noticias-do-juridico/item/648-sindmpu-orienta-servidores-sobre-migracao-para-a-funpresp-jud][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ainda está vigente? Se estiver, consideram que vale a pena filiar-se ao sindicato para poder fazer a migração?

    2) Alguém tem cópia da referida liminar ou o número do processo para consulta no site do TRF? Não consegui acessá-la com o número de processo informado pelo sindicato.

    3) Eu gostaria de fazer a migração de regime previdenciário, mas sem aderir ao Funpresp-JUD. A liminar do sindicato me possibilitaria essa escolha, ou necessariamente teria de fazer a migração ao Funpresp também?

    Abraço.
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por R77 Sex 18 Set 2020, 11:16 am

    Deu certo. Muito obrigado pela resposta.

    Nelleus-DF escreveu:1-Sim e não precisa se filiar ao sindicato para isso.
    3-Sim, com a liminar vc pode migrar sem aderir ao Funpresp.
    Se vc for do MPF, sugiro consultar pelo Único, pois tem varios modelos de requerimentos de colegas que conseguiram migrar com a liminar (eu sou um deles).

    R77 escreveu:Olá, colegas. Gostaria de tirar, se possível, algumas dúvidas com vocês sobre a migração de regime previdenciário, visto que a reabertura do prazo de migração de regime previdenciário está bem enrolada...

    1) A liminar obtida pelo SINDMPU, mencionada em [index.php/juridico/noticias-do-juridico/item/648-sindmpu-orienta-servidores-sobre-migracao-para-a-funpresp-jud][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] ainda está vigente? Se estiver, consideram que vale a pena filiar-se ao sindicato para poder fazer a migração?

    2) Alguém tem cópia da referida liminar ou o número do processo para consulta no site do TRF? Não consegui acessá-la com o número de processo informado pelo sindicato.

    3) Eu gostaria de fazer a migração de regime previdenciário, mas sem aderir ao Funpresp-JUD. A liminar do sindicato me possibilitaria essa escolha, ou necessariamente teria de fazer a migração ao Funpresp também?

    Abraço.
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por R77 Seg 18 Jan 2021, 6:59 pm

    SindMPU recorre sobre mudança no prazo de migração da Funpresp

    O Sindicato informa a todos os sindicalizados que está ciente dos e-mails repassados para os servidores referente ao Parecer de Força Executória da nova decisão sobre a liminar que trata da suspensão para a opção pelo Regime de Previdência Complementar.

    A decisão via Ofício da Advocacia Geral da União pormenoriza que os servidores devem fazer a escolha final referente ao regime previdenciário até 26/05/2020. O e-mail em questão trata ainda sobre a cobrança na diferença de valor.

    Todavia informamos que o SindMPU foi intimado dia 16/11/2020 e se opôs à decisão tomada à época, entretanto, até o presente momento, o magistrado responsável não tomou nenhuma decisão conclusiva. Agora, tendo em vista os e-mails encaminhados pela administração, o SINDMPU se manifestará novamente nos autos, repisando a impossibilidade da decisão retroagir para prejudicar os seus substituídos, bem como solicitará que nenhum seja compelido a devolver qualquer valor aos cofres da união.

    Não obstante, o SINDMPU solicitará ao magistrado que os servidores que migraram, mesmo que após o dia 26/05/2020 permaneçam no regime de previdência complementar.

    A DENC reforça a todos os seus filiados que o sindicato já está tomando todas as medidas cabíveis e segue atuando de forma rápida a fim de obter a melhor decisão para todos os servidores.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por R77 Seg 18 Jan 2021, 7:01 pm

    R77 escreveu:SindMPU recorre sobre mudança no prazo de migração da Funpresp

    O Sindicato informa a todos os sindicalizados que está ciente dos e-mails repassados para os servidores referente ao Parecer de Força Executória da nova decisão sobre a liminar que trata da suspensão para a opção pelo Regime de Previdência Complementar.

    A decisão via Ofício da Advocacia Geral da União pormenoriza que os servidores devem fazer a escolha final referente ao regime previdenciário até 26/05/2020. O e-mail em questão trata ainda sobre a cobrança na diferença de valor.

    Todavia informamos que o SindMPU foi intimado dia 16/11/2020 e se opôs à decisão tomada à época, entretanto, até o presente momento, o magistrado responsável não tomou nenhuma decisão conclusiva. Agora, tendo em vista os e-mails encaminhados pela administração, o SINDMPU se manifestará novamente nos autos, repisando a impossibilidade da decisão retroagir para prejudicar os seus substituídos, bem como solicitará que nenhum seja compelido a devolver qualquer valor aos cofres da união.

    Não obstante, o SINDMPU solicitará ao magistrado que os servidores que migraram, mesmo que após o dia 26/05/2020 permaneçam no regime de previdência complementar.

    A DENC reforça a todos os seus filiados que o sindicato já está tomando todas as medidas cabíveis e segue atuando de forma rápida a fim de obter a melhor decisão para todos os servidores.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Pessoal, há chances de o recurso do SindMPU ser bem-sucedido? Confesso que estranhei muito o fato de a decisão judicial "retroagir" a 26/5/2020. Não deveria ela valer apenas após a sua publicação e/ou citação do sindicato?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Outra coisa: é impressão minha ou a assessoria jurídica do sindicato perdeu o prazo judicial?
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Qua 20 Jan 2021, 10:57 am

    Lá vai um pitaco de quem já passou dos 50 e trabalha desde os 15 anos de idade.

    Concordo muito com a opinião do companheiro EmCuiabá, viver a vida e aproveitar a saúde da juventude é fundamental. Quando os 65 chegarem, se chegarem, restará pouco para a atividade produtiva e restará uma vida contemplativa baseada nas atitudes tomadas antes.

    "Viver é melhor que sounhar..." dizia Belchior, que morreu pobre, mesmo sendo genial.

    O FUNPRESP-JUD é muito bom para os adultos jovens(30-40) e até para os mais velhos que não querem ser "sugados" por alíquotas crescentes do RPPS. Ainda não migrei por problemas do meu tempo de serviço militar estadual, pois ainda não computado no BE. Vou na próxima janela de mudança de regime que virá proximamente.

    No mais é esperar a vacina e procurar aproveitar a vida.
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por R77 Qua 20 Jan 2021, 6:07 pm

    ale1969 escreveu:Lá vai um pitaco de quem já passou dos 50 e trabalha desde os 15 anos de idade.

    Concordo muito com a opinião do companheiro EmCuiabá, viver a vida e aproveitar a saúde da juventude é fundamental. Quando os 65 chegarem, se chegarem,  restará pouco para a atividade produtiva e restará uma vida contemplativa baseada nas atitudes tomadas antes.

    "Viver é melhor que sounhar..." dizia Belchior, que morreu pobre, mesmo sendo genial.

    O FUNPRESP-JUD é muito bom para os adultos jovens(30-40) e até para os mais velhos que não querem ser "sugados" por alíquotas crescentes do RPPS. Ainda não migrei por problemas do meu tempo de serviço militar estadual, pois ainda não computado no BE. Vou na próxima janela de mudança de regime que virá proximamente.  

    No mais é esperar a vacina e procurar aproveitar a vida.

    O que te faz ter tanta certeza de que haverá "próxima janela brevemente"? Com as finanças públicas combalidas ainda mais por conta da pandemia, já não tenho tanta certeza de que a janela será aberta no curto prazo.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Seg 25 Jan 2021, 10:17 am

    R77 escreveu:
    ale1969 escreveu:Lá vai um pitaco de quem já passou dos 50 e trabalha desde os 15 anos de idade.

    Concordo muito com a opinião do companheiro EmCuiabá, viver a vida e aproveitar a saúde da juventude é fundamental. Quando os 65 chegarem, se chegarem,  restará pouco para a atividade produtiva e restará uma vida contemplativa baseada nas atitudes tomadas antes.

    "Viver é melhor que sounhar..." dizia Belchior, que morreu pobre, mesmo sendo genial.

    O FUNPRESP-JUD é muito bom para os adultos jovens(30-40) e até para os mais velhos que não querem ser "sugados" por alíquotas crescentes do RPPS. Ainda não migrei por problemas do meu tempo de serviço militar estadual, pois ainda não computado no BE. Vou na próxima janela de mudança de regime que virá proximamente.  

    No mais é esperar a vacina e procurar aproveitar a vida.

    O que te faz ter tanta certeza de que haverá "próxima janela brevemente"? Com as finanças públicas combalidas ainda mais por conta da pandemia, já não tenho tanta certeza de que a janela será aberta no curto prazo.

    Exatamente pelas finanças combalidas, pois há grande economia para o erário ao comprometer apenas até teto do INSS(abaixo do piso inicial da carreira do PJU), acrescido do BE, conforme o caso. O restante é por conta própria do servidor, com FUNPRESP ou não.

    Já há relativo consenso no Senado sobre a proposta de projeto de Lei específico. Pode vir por MP, a critério do "Posto Ipiranga". Já há no âmbito do PJ ações sobre a migração, inclusive com liminares favoráveis, salvo engano do MPU. Vamos aguardar.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Seg 25 Jan 2021, 10:49 am

    ale1969 escreveu:
    R77 escreveu:
    ale1969 escreveu:Lá vai um pitaco de quem já passou dos 50 e trabalha desde os 15 anos de idade.

    Concordo muito com a opinião do companheiro EmCuiabá, viver a vida e aproveitar a saúde da juventude é fundamental. Quando os 65 chegarem, se chegarem,  restará pouco para a atividade produtiva e restará uma vida contemplativa baseada nas atitudes tomadas antes.

    "Viver é melhor que sounhar..." dizia Belchior, que morreu pobre, mesmo sendo genial.

    O FUNPRESP-JUD é muito bom para os adultos jovens(30-40) e até para os mais velhos que não querem ser "sugados" por alíquotas crescentes do RPPS. Ainda não migrei por problemas do meu tempo de serviço militar estadual, pois ainda não computado no BE. Vou na próxima janela de mudança de regime que virá proximamente.  

    No mais é esperar a vacina e procurar aproveitar a vida.

    O que te faz ter tanta certeza de que haverá "próxima janela brevemente"? Com as finanças públicas combalidas ainda mais por conta da pandemia, já não tenho tanta certeza de que a janela será aberta no curto prazo.

    Exatamente pelas finanças combalidas, pois há grande economia para o erário ao comprometer apenas até teto do INSS(abaixo do piso inicial da carreira do PJU), acrescido do BE, conforme o caso. O restante é por conta própria do servidor, com FUNPRESP ou não.

    Já há relativo consenso no Senado sobre a proposta de projeto de Lei específico. Pode vir por MP, a critério do "Posto Ipiranga". Já há no âmbito do PJ ações sobre a migração, inclusive com liminares favoráveis, salvo engano do MPU. Vamos aguardar.

    A curto prazo o reflexo é extremamente negativo para o fluxo de caixa...

    Ex:
    1 servidor que contribui com 2 mil acima do teto e não migrou:  
    A contribuição dele(2 mil) e a contribuição patronal(do governo) vão direto para o caixa único da união;
    Se ele migrar: ou esses valores vão pro bolso dele, (se não aderir ao funpresp); ou vão pro bolso da Funpresp caso ele faça adesão...

    E o caixa único da união não vai ter entrada de recursos de jeito nenhum...

    Claro, há diferenças de IR, alíquotas, um ganho parcial se não houver adesão ao funpresp  etc,... mas o grosso é isso...


    No longo prazo, a conversa é mais complicada... mas no curto prazo.. é isso... cada servidor que migra pressiona negativamente mais um pouco o caixa do governo....
    R77
    R77
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 406
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por R77 Seg 25 Jan 2021, 1:06 pm

    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:
    R77 escreveu:
    ale1969 escreveu:Lá vai um pitaco de quem já passou dos 50 e trabalha desde os 15 anos de idade.

    Concordo muito com a opinião do companheiro EmCuiabá, viver a vida e aproveitar a saúde da juventude é fundamental. Quando os 65 chegarem, se chegarem,  restará pouco para a atividade produtiva e restará uma vida contemplativa baseada nas atitudes tomadas antes.

    "Viver é melhor que sounhar..." dizia Belchior, que morreu pobre, mesmo sendo genial.

    O FUNPRESP-JUD é muito bom para os adultos jovens(30-40) e até para os mais velhos que não querem ser "sugados" por alíquotas crescentes do RPPS. Ainda não migrei por problemas do meu tempo de serviço militar estadual, pois ainda não computado no BE. Vou na próxima janela de mudança de regime que virá proximamente.  

    No mais é esperar a vacina e procurar aproveitar a vida.

    O que te faz ter tanta certeza de que haverá "próxima janela brevemente"? Com as finanças públicas combalidas ainda mais por conta da pandemia, já não tenho tanta certeza de que a janela será aberta no curto prazo.

    Exatamente pelas finanças combalidas, pois há grande economia para o erário ao comprometer apenas até teto do INSS(abaixo do piso inicial da carreira do PJU), acrescido do BE, conforme o caso. O restante é por conta própria do servidor, com FUNPRESP ou não.

    Já há relativo consenso no Senado sobre a proposta de projeto de Lei específico. Pode vir por MP, a critério do "Posto Ipiranga". Já há no âmbito do PJ ações sobre a migração, inclusive com liminares favoráveis, salvo engano do MPU. Vamos aguardar.

    A curto prazo o reflexo é extremamente negativo para o fluxo de caixa...

    Ex:
    1 servidor que contribui com 2 mil acima do teto e não migrou:  
    A contribuição dele(2 mil) e a contribuição patronal(do governo) vão direto para o caixa único da união;
    Se ele migrar: ou esses valores vão pro bolso dele, (se não aderir ao funpresp); ou vão pro bolso da Funpresp caso ele faça adesão...

    E o caixa único da união não vai ter entrada de recursos de jeito nenhum...

    Claro, há diferenças de IR, alíquotas, um ganho parcial se não houver adesão ao funpresp  etc,... mas o grosso é isso...


    No longo prazo, a conversa é mais complicada... mas no curto prazo.. é isso... cada servidor que migra pressiona negativamente mais um pouco o caixa do governo....

    Exatamente. E multiplique a conta que você fez por milhares de servidores que certamente migrarão caso nova janela seja aberta, os quais ficaram assustados com as mordidas no contracheque após a reforma da previdência. Duvido que o governo apresente PL ou MP a respeito no curto prazo.

    E a liminar obtida no MPU já caiu, e prejudicou inclusive alguns servidores que solicitaram a migração durante a suposta vigência dela, pois retroagiu e só aceitou as migrações solicitadas até 26/5/2020, data em que o presidente acatou parecer da AGU acerca do benefício especial.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Ter 26 Jan 2021, 12:34 pm

    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:
    R77 escreveu:
    ale1969 escreveu:Lá vai um pitaco de quem já passou dos 50 e trabalha desde os 15 anos de idade.

    Concordo muito com a opinião do companheiro EmCuiabá, viver a vida e aproveitar a saúde da juventude é fundamental. Quando os 65 chegarem, se chegarem,  restará pouco para a atividade produtiva e restará uma vida contemplativa baseada nas atitudes tomadas antes.

    "Viver é melhor que sounhar..." dizia Belchior, que morreu pobre, mesmo sendo genial.

    O FUNPRESP-JUD é muito bom para os adultos jovens(30-40) e até para os mais velhos que não querem ser "sugados" por alíquotas crescentes do RPPS. Ainda não migrei por problemas do meu tempo de serviço militar estadual, pois ainda não computado no BE. Vou na próxima janela de mudança de regime que virá proximamente.  

    No mais é esperar a vacina e procurar aproveitar a vida.

    O que te faz ter tanta certeza de que haverá "próxima janela brevemente"? Com as finanças públicas combalidas ainda mais por conta da pandemia, já não tenho tanta certeza de que a janela será aberta no curto prazo.

    Exatamente pelas finanças combalidas, pois há grande economia para o erário ao comprometer apenas até teto do INSS(abaixo do piso inicial da carreira do PJU), acrescido do BE, conforme o caso. O restante é por conta própria do servidor, com FUNPRESP ou não.

    Já há relativo consenso no Senado sobre a proposta de projeto de Lei específico. Pode vir por MP, a critério do "Posto Ipiranga". Já há no âmbito do PJ ações sobre a migração, inclusive com liminares favoráveis, salvo engano do MPU. Vamos aguardar.

    A curto prazo o reflexo é extremamente negativo para o fluxo de caixa...

    Ex:
    1 servidor que contribui com 2 mil acima do teto e não migrou:  
    A contribuição dele(2 mil) e a contribuição patronal(do governo) vão direto para o caixa único da união;
    Se ele migrar: ou esses valores vão pro bolso dele, (se não aderir ao funpresp); ou vão pro bolso da Funpresp caso ele faça adesão...

    E o caixa único da união não vai ter entrada de recursos de jeito nenhum...

    Claro, há diferenças de IR, alíquotas, um ganho parcial se não houver adesão ao funpresp  etc,... mas o grosso é isso...


    No longo prazo, a conversa é mais complicada... mas no curto prazo.. é isso... cada servidor que migra pressiona negativamente mais um pouco o caixa do governo....

    Concordo com o comentário sobre o impacto imediato sobre o caixa único. É uma visão contábil obtusa por parte dos gestores do Tesouro Nacional, visto que no longo prazo há vantagens muito maiores que a perda momentânea.

    O servidor novato, de 2013 para cá, já é do novo regime e o governo nem cogita a possibilidade de retorná-los ao sistema da integralidade, mesmo com aumento instantâneo no fluxo de caixa.

    O que há é uma visão política pequena de um governo sem estratégia nacional que só pensa em reeleição para manter o foro presidencial e não responder pelos malfeitos.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Ter 26 Jan 2021, 12:59 pm

    R77 escreveu:
    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:
    R77 escreveu:

    O que te faz ter tanta certeza de que haverá "próxima janela brevemente"? Com as finanças públicas combalidas ainda mais por conta da pandemia, já não tenho tanta certeza de que a janela será aberta no curto prazo.

    Exatamente pelas finanças combalidas, pois há grande economia para o erário ao comprometer apenas até teto do INSS(abaixo do piso inicial da carreira do PJU), acrescido do BE, conforme o caso. O restante é por conta própria do servidor, com FUNPRESP ou não.

    Já há relativo consenso no Senado sobre a proposta de projeto de Lei específico. Pode vir por MP, a critério do "Posto Ipiranga". Já há no âmbito do PJ ações sobre a migração, inclusive com liminares favoráveis, salvo engano do MPU. Vamos aguardar.

    A curto prazo o reflexo é extremamente negativo para o fluxo de caixa...

    Ex:
    1 servidor que contribui com 2 mil acima do teto e não migrou:  
    A contribuição dele(2 mil) e a contribuição patronal(do governo) vão direto para o caixa único da união;
    Se ele migrar: ou esses valores vão pro bolso dele, (se não aderir ao funpresp); ou vão pro bolso da Funpresp caso ele faça adesão...

    E o caixa único da união não vai ter entrada de recursos de jeito nenhum...

    Claro, há diferenças de IR, alíquotas, um ganho parcial se não houver adesão ao funpresp  etc,... mas o grosso é isso...


    No longo prazo, a conversa é mais complicada... mas no curto prazo.. é isso... cada servidor que migra pressiona negativamente mais um pouco o caixa do governo....

    Exatamente. E multiplique a conta que você fez por milhares de servidores que certamente migrarão caso nova janela seja aberta, os quais ficaram assustados com as mordidas no contracheque após a reforma da previdência. Duvido que o governo apresente PL ou MP a respeito no curto prazo.

    E a liminar obtida no MPU já caiu, e prejudicou inclusive alguns servidores que solicitaram a migração durante a suposta vigência dela, pois retroagiu e só aceitou as migrações solicitadas até 26/5/2020, data em que o presidente acatou parecer da AGU acerca do benefício especial.


    Entendo seu posicionamento, entretanto discordo do volume grande de servidores que migrariam. Há uma cultura muito forte nos colegas antigos, principalmente os anteriores à reforma de 1998. A fixação do BE é sim o grande dilema da migração, pois não há certeza sobre sua fixação no momento da irretratável escolha. Outro problema é a contrapartida de 100% para os que aderirem ao FUNPRESP-JUD, pois é fixado em Lei e pode sofre modificação a qualquer momento.

    Minha expectativa positiva sobre a abertura de novo prazo dá-se pelo posicionamento absolutamente majoritário dos senadores quando tratado do tema na comissão de assuntos econômicos, presidida pela Sen. Simone Tebet que concorre ao cargo de Presidente.

    Sem me alongar muito, acrescento a questão fundamental do momento de opção que foi anterior à Emenda Constitucional da reforma previdenciária de 19. Ora, como decidir uma mudança de regime sem as regras definidas? Seria além de injusto, canalha. Concorda?
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Ter 26 Jan 2021, 1:00 pm

    Não é visão contábil obtusa... é fluxo de caixa... Números não tem visão política...

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O Fluxo de Caixa é uma das ferramentas mais utilizadas pelas ciências contábeis, sendo um instrumento de gestão financeira que projeta para períodos futuros todas as entradas e as saídas de recursos financeiros da empresa, indicando como será o saldo de caixa para o período projetado.



    --------------------

    Governo precisa cumprir o teto de gastos e todas outras regras, senão é impeachement;

    Dilma/PT decidiram das pedadalas no fluxo de caixa da união, (usando o dinheiro dos bancos públicos como uma espécie de cheque especial);assim, fazendo operações de crédito de forma COMPLETAMENTE ILEGAL INCONSTITUCIONAL; deu impeachement de forma inconstestável.

    -----

    Parabenize o governo por seguir as regras....

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Ter 26 Jan 2021, 1:06 pm

    ale1969 escreveu:
    Entendo seu posicionamento, entretanto discordo do volume grande de servidores que migrariam.  

    Tudo mudou da época passada até agora...

    Na época passada achavam que tinha previdência sobre o BE;
    Na época passada não tinha aliquota progressiva de previdencia;
    Na época passada muitos tinha medo de serem pioneiros (hj já há muitos aposentando recebendo seu BE normalmente);
    Na época passada as informações sobre funpresp eram poucas, duvidava-se até da viabilidade econômica;


    Muita coisa mudou...e até vejo aqui no forúm e pessoalmente muitos interessados em migrar caso seja reaberto...


    Conteúdo patrocinado

    FUNPRESP - Página 10 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 28 Set 2021, 12:50 pm