PCS JÁ

PCS JÁ



    FUNPRESP

    ptralhasnopoder
    ptralhasnopoder
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 658
    Reputação : 55
    Data de inscrição : 18/09/2014

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ptralhasnopoder Qui 28 Fev 2019, 7:14 am

    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    O fundamento, além da Lei do IR é a IN 1500/2014.
    Em entidade fechada de previdência pública, aquilo que o patrocinador "empata" com você é isento do imposto de renda e não interfere nos 12%.

    Seria bom um exemplo prático.
    Tipo.
    O servidor ganha R$10.000,00
    Contribui com o teto e com o Funpresp (8,5%)
    Vale a pena contribuir esporadicamente com o Funpresp (aporte extra) a fim de obter vantagem quando da declaração do IR?
    Quanto seria o ganho?
    Aquilo que você põe a mais, aí sim, é previdência complementar individual e entra no limite de até 12% dos rendimentos tributáveis do exercício.
    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao Qui 28 Fev 2019, 10:01 am

    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    O fundamento, além da Lei do IR é a IN 1500/2014.
    Em entidade fechada de previdência pública, aquilo que o patrocinador "empata" com você é isento do imposto de renda e não interfere nos 12%.

    Aquilo que você põe a mais, aí sim, é previdência complementar individual e entra no limite de até 12% dos rendimentos tributáveis do exercício.

    Colega, se puder me esclarecer agradeço...então deixa eu ver se eu entendi...

    No exemplo de um participante patrocinado que contribui com 8,5%, o patrocinador também coloca 8,5%, sendo que apenas o que nós contribuímos entra para conta dos 12%, o cota do patrocinador não entra IR e também não deve ser somada na conta dos 12%, seria isso?

    Ou nenhuma dessas contribuições acima influencia nos 12%? Apenas aquilo que eu quiser contribuir facultamente é que incidiria?
    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao Qui 28 Fev 2019, 10:03 am

    Correr Atrás escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.

    Valeu!! Boa sorte também! Obrigado por exemplificar com os números do seu caso, isso é muito bom para termos uma base se nosso raciocino está dentro do mesmo padrão.

    Colega, aproveitando sua boa vontade, no seu caso, o tribunal já deduz o IR na fonte, quando vc recebe o salário já paga a menos o IR por contribuir para Funpresv, ou você tem que informar a questão da contribuição a Funpresv apenas na declaração anual e ai sim restituir o valor dedutível?


    Sou do TRT/RJ e só na declaração anual. Caso venha a migrar de regime há uma economia adicional no custo da previdência e IR. Não migrei, até agora por conta da idade mínima de 60 anos, ainda tenho integralidade/paridade da regra 85/95 e sairia com 55 anos. Vou aguardar a regra de transição da nova reforma para decidir, pois tenho um bom Benefício Especial, acredito que vá migrar caso seja mantida a PEC 06/19.

    Tb sou do TRT/RJ.
    Migrei.
    Pelo que venho observando no contracheque tanto a contribuição até 8,5% quanto a facultativa estão sendo deduzidas da base de cálculo do imposto de renda na fonte,
    pagando menos IR. Ou seja, não fica pro ajuste anual a restituição. Prefiro assim.

    Será que essa diferença em relação o relato do colega acima não seria pelo fato de voce ser participante patrocinado e ja migrado para Funpresv enquanto o colega continua no regime antigo e é participante vinculado?
    Ricardo-TRT
    Ricardo-TRT
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 118
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 05/12/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Ricardo-TRT Qui 28 Fev 2019, 10:11 am

    Bagao escreveu:
    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    O fundamento, além da Lei do IR é a IN 1500/2014.
    Em entidade fechada de previdência pública, aquilo que o patrocinador "empata" com você é isento do imposto de renda e não interfere nos 12%.

    Aquilo que você põe a mais, aí sim, é previdência complementar individual e entra no limite de até 12% dos rendimentos tributáveis do exercício.

    Colega, se puder me esclarecer agradeço...então deixa eu ver se eu entendi...

    No exemplo de um participante patrocinado que contribui com 8,5%, o patrocinador também coloca 8,5%, sendo que apenas o que nós contribuímos entra para conta dos 12%, o cota do patrocinador não entra IR e também não deve ser somada na conta dos 12%, seria isso?

    Ou nenhuma dessas contribuições acima influencia nos 12%? Apenas aquilo que eu quiser contribuir facultamente é que incidiria?

    Opção 2. Só entra na cota o facultativo.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Qui 28 Fev 2019, 11:45 am

    Correr Atrás escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Bagao escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Exato. 6,5% vinc. e o restante em percentual no facultativo, meu caso 112,2%. Boa sorte.

    Valeu!! Boa sorte também! Obrigado por exemplificar com os números do seu caso, isso é muito bom para termos uma base se nosso raciocino está dentro do mesmo padrão.

    Colega, aproveitando sua boa vontade, no seu caso, o tribunal já deduz o IR na fonte, quando vc recebe o salário já paga a menos o IR por contribuir para Funpresv, ou você tem que informar a questão da contribuição a Funpresv apenas na declaração anual e ai sim restituir o valor dedutível?


    Sou do TRT/RJ e só na declaração anual. Caso venha a migrar de regime há uma economia adicional no custo da previdência e IR. Não migrei, até agora por conta da idade mínima de 60 anos, ainda tenho integralidade/paridade da regra 85/95 e sairia com 55 anos. Vou aguardar a regra de transição da nova reforma para decidir, pois tenho um bom Benefício Especial, acredito que vá migrar caso seja mantida a PEC 06/19.

    Tb sou do TRT/RJ.
    Migrei.
    Pelo que venho observando no contracheque tanto a contribuição até 8,5% quanto a facultativa estão sendo deduzidas da base de cálculo do imposto de renda na fonte,
    pagando menos IR. Ou seja, não fica pro ajuste anual a restituição. Prefiro assim.

    Acho que é porque não migrei, meu desconto de IR só na declaração anual, sou vinculado/facultativo.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Qui 28 Fev 2019, 11:50 am

    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:O que se convencionou chamar DÉFICIT da previdência é a parte do financiamento coberta pelo Tesouro Nacional. Ocorre que o Estado brasileiro ao incorporar os diversos sistemas de previdência existentes no passado(IAPs) "embolsou" os recursos e passou a gerir um sistema favorável à época.

    Falo isso com a tranquilidade de defender uma reforma justa da previdência, que primeiro ataque os três principais problemas do sistema, a saber:

    _ Crimes tributários, como sonegação e apropriação indébita cometido por variados agentes privados e públicos, com a melhoria e investimentos na gestão(combate às fraudes);

    _ Fim das isenções e desonerações legais, que protegem grupos privados, latifundiários e grandes milionários;

    _ Fim da DRU, ou a sua contabilização como fonte de financiamento do sistema(recepcionada da EC 6/19).

    Após  resolvidos os citados problemas,passar a retirar dinheiro dos trabalhadores, antes, nunca.


    Os IAPs eram tão superavitários quanto o Funpresp hoje: você parte de um princípio de poupança. A questão é que o Estado apropriou e o povo legitimou, numa universalização que foi muito ruim para quem pagou caro por isto. Mas não é o caso de ninguém aqui, com certeza.

    Chame do que quiser, o fato é que o Tesouro tem que por cada vez mais dinheiro na previdência, e terá que por muito mais, e muito mais ainda se nada for feito. A questão é que aí você trava a economia, quebra o país e não presta toda uma outra série de obrigações (especialmente educação, saúde e infraestrutura), porque tem que priorizar um único benefício, e que é sabidamente desigual.

    Muito mais importante do que criminalizar é combater no bolso. Quem fica milionário por corrupção tem que ficar zerado. Hoje, é "lucrativo" pegar um tempinho de cadeia, em troca de mais dinheiro do que ganharia trabalhando honestamente.
    Existem, de fato, isenções e desonerações absurdas. O Brasil gasta 4% do PIB com desonerações que incluem, por exemplo, queijos, salmão. Mas será que você quer acabar com todas mesmo? Quer que sua contribuição previdenciária não seja dedução no IR? Quer um IR sem poder deduzir despesas com saúde e educação de você e seus dependentes?
    DRU não tem efeito previdenciário nenhum. Nos poucos anos em que ela "tirou" recursos da previdência, é troco de pinga do que ela permite hoje para compensação de déficit. Lembre-se da "regra Brasil". Só se instituiu e majorou contribuição porque era mais fácil e não tinha que repartir. A DRU veio para solucionar o problema criado. Mas, vá lá, coloque isto, e pode até pegar para trás...

    Perfeito seu comentário, é exatamente isso, os crimes tributários permitem extinção da punibilidade com a quitação do débito. Este absurdo propicia a maior farra na sonegação, afinal se for pego, o que é muito difícil, é só pagar o devido imposto. Sobre este assunto não há sequer uma linha na imprensa vendida.
    Pcs
    Pcs
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 59
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 16/12/2014

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Pcs Qui 28 Fev 2019, 1:03 pm

    Por favor, alguém poderia me esclarecer a hipótese existente para resgate do valor do fundo, tanto a parte do patrocinado qto do patrocinador?
    subsidioja_
    subsidioja_
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2535
    Reputação : 336
    Data de inscrição : 05/04/2011

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por subsidioja_ Qui 28 Fev 2019, 1:53 pm

    Pcs escreveu:Por favor, alguém poderia me esclarecer a hipótese existente para resgate do valor do fundo, tanto a parte do patrocinado qto do patrocinador?

    Artigo 31 do Regulamento (página 28)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Seção V
    Do Resgate
    Art. 31. O participante, exceto o assistido, poderá optar pelo instituto do resgate,
    desde que, cumulativamente:
    I - tenha cessado o vínculo efetivo com o patrocinador; e
    II - não esteja em gozo de qualquer benefício previsto neste Regulamento, exceto se já for beneficiário do benefício de pensão por morte.


    Leva suas contribuições normais e facultativas
    +
    Contribuição do patrocinador que você leva:

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Qui 28 Fev 2019, 2:33 pm

    subsidioja_ escreveu:
    Pcs escreveu:Por favor, alguém poderia me esclarecer a hipótese existente para resgate do valor do fundo, tanto a parte do patrocinado qto do patrocinador?

    Artigo 31 do Regulamento (página 28)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Seção V
    Do Resgate
    Art. 31. O participante, exceto o assistido, poderá optar pelo instituto do resgate,
    desde que, cumulativamente:
    I - tenha cessado o vínculo efetivo com o patrocinador; e
    II - não esteja em gozo de qualquer benefício previsto neste Regulamento, exceto se já for beneficiário do benefício de pensão por morte.


    Leva suas contribuições normais e facultativas
    +
    Contribuição do patrocinador que você leva:

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%

    Só uma ressalva:
    Esse regulamento que você colou não é mais vigente para os novos ingressantes, desde julho do ano passado (24/07/2018). O atual está aqui:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    A diferença básica está aqui:


    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO (versão anterior)
    Tempo de vínculo com o PLANO (novo regulamento)

    Isso significa que quem ingressou até julho do ano passado pode sacar 90% das cotas do patrocinador caso tenha mais de 24 anos de vínculo com o PJU/MP, mesmo que fique por menos tempo no Funpresp (por exemplo, caso se aposente em 10 anos). Já de julho/2018 para cá, o percentual de resgate depende do tempo de permanência no Funpresp. Quem entrar agora (sob vigência do regulamento novo) e sair em 12 anos, por exemplo, independentemente do tempo de vínculo com o órgão, terá direito ao resgate de 50% do saldo do patrocinador.
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Fireball Qui 28 Fev 2019, 3:08 pm

    androsvilazza escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    Pcs escreveu:Por favor, alguém poderia me esclarecer a hipótese existente para resgate do valor do fundo, tanto a parte do patrocinado qto do patrocinador?

    Artigo 31 do Regulamento (página 28)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Seção V
    Do Resgate
    Art. 31. O participante, exceto o assistido, poderá optar pelo instituto do resgate,
    desde que, cumulativamente:
    I - tenha cessado o vínculo efetivo com o patrocinador; e
    II - não esteja em gozo de qualquer benefício previsto neste Regulamento, exceto se já for beneficiário do benefício de pensão por morte.


    Leva suas contribuições normais e facultativas
    +
    Contribuição do patrocinador que você leva:

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%

    Só uma ressalva:
    Esse regulamento que você colou não é mais vigente para os novos ingressantes, desde julho do ano passado (24/07/2018). O atual está aqui:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    A diferença básica está aqui:


    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO (versão anterior)
    Tempo de vínculo com o PLANO (novo regulamento)

    Isso significa que quem ingressou até julho do ano passado pode sacar 90% das cotas do patrocinador caso tenha mais de 24 anos de vínculo com o PJU/MP, mesmo que fique por menos tempo no Funpresp (por exemplo, caso se aposente em 10 anos). Já de julho/2018 para cá, o percentual de resgate depende do tempo de permanência no Funpresp. Quem entrar agora (sob vigência do regulamento novo) e sair em 12 anos, por exemplo, independentemente do tempo de vínculo com o órgão, terá direito ao resgate de 50% do saldo do patrocinador.

    Mas não será como o cálculo de IR?
    Por exemplo, se eu sair daqui há 18 anos, levarei 70% do valor que o patrocinador depositou?

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO x % do saldo
    menos de 3 anos 10%
    a partir de 3 anos 20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos 40%
    a partir de 12 anos 50%
    a partir de 15 anos 60%
    a partir de 18 anos 70%
    a partir de 21 anos 80%
    a partir de 24 anos 90%
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Qui 28 Fev 2019, 3:34 pm

    Fireball escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    subsidioja_ escreveu:
    Pcs escreveu:Por favor, alguém poderia me esclarecer a hipótese existente para resgate do valor do fundo, tanto a parte do patrocinado qto do patrocinador?

    Artigo 31 do Regulamento (página 28)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Seção V
    Do Resgate
    Art. 31. O participante, exceto o assistido, poderá optar pelo instituto do resgate,
    desde que, cumulativamente:
    I - tenha cessado o vínculo efetivo com o patrocinador; e
    II - não esteja em gozo de qualquer benefício previsto neste Regulamento, exceto se já for beneficiário do benefício de pensão por morte.


    Leva suas contribuições normais e facultativas
    +
    Contribuição do patrocinador que você leva:

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%

    Só uma ressalva:
    Esse regulamento que você colou não é mais vigente para os novos ingressantes, desde julho do ano passado (24/07/2018). O atual está aqui:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    A diferença básica está aqui:


    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO (versão anterior)
    Tempo de vínculo com o PLANO (novo regulamento)

    Isso significa que quem ingressou até julho do ano passado pode sacar 90% das cotas do patrocinador caso tenha mais de 24 anos de vínculo com o PJU/MP, mesmo que fique por menos tempo no Funpresp (por exemplo, caso se aposente em 10 anos). Já de julho/2018 para cá, o percentual de resgate depende do tempo de permanência no Funpresp. Quem entrar agora (sob vigência do regulamento novo) e sair em 12 anos, por exemplo, independentemente do tempo de vínculo com o órgão, terá direito ao resgate de 50% do saldo do patrocinador.

    Mas não será como o cálculo de IR?
    Por exemplo, se eu sair daqui há 18 anos, levarei 70% do valor que o patrocinador depositou?

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%

    Isso. Todo o seu saldo pessoal, adicionado de 70% do saldo vertido pelo empregador.

    Quanto ao IR, depende do regime de tributação que você escolheu. Se tiver escolhido o regime progressivo, nada muda em comparação à sua tributação atual. Os rendimentos que você receber (incluindo o resgate) são tributados pela tabela normal do imposto de renda.

    Já o cálculo de IR pelo regime regressivo é simples de entender, mas complicado de fazer: Incide IR separadamente sobre cada depósito, e seus respectivos rendimentos. Tudo que foi depositado há mais de 10 anos será tributado em 10%; os depósitos feitos entre 8 e 10 anos, 15%; entre 6 e 8 anos, 20%; 4-6 anos, 25%; 2-4 anos, 30%, até 2 anos, 35%.

    avatar
    Bagao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 256
    Reputação : 7
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Bagao Qui 28 Fev 2019, 4:17 pm

    Ainda nesse assunto do IR...para chegar ao valor total da renda bruta anual tributavel o correto seria somar os dos doze salários, mais os extras (décimo terceiro salário, férias, bonificações) e calcular 12%? Ou tenho que descontar algo antes de calcular os 12%?
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Qui 28 Fev 2019, 4:32 pm

    Bagao escreveu:Ainda nesse assunto do IR...para chegar ao valor total da renda bruta anual tributavel o correto seria somar os dos doze salários, mais os extras (décimo terceiro salário, férias, bonificações) e calcular 12%? Ou tenho que descontar algo antes de calcular os 12%?

    O tributável é tudo o que você ganha que tem natureza remuneratória ao longo dos 12 meses mais o terço de férias.
    No caso das férias, muita gente faz confusão que a tributação na fonte é sobre a tabela mensal, mas para fins de ajuste de IR, ele entra integralmente. Hoje acho que já não é o caso, mas você paga IR no terço das férias, mesmo que não tenha tido desconto quando da concessão.

    13o não entra. Ele possui tributação exclusiva. Sobre aquilo que você paga, não cabe ajuste.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Qui 28 Fev 2019, 4:40 pm

    Bagao escreveu:Ainda nesse assunto do IR...para chegar ao valor total da renda bruta anual tributavel o correto seria somar os dos doze salários, mais os extras (décimo terceiro salário, férias, bonificações) e calcular 12%? Ou tenho que descontar algo antes de calcular os 12%?

    A renda tributável é a mesma constante no informe de rendimentos que o seu órgão disponibiliza para fins de declaração do imposto de renda.

    Basicamente, entra na conta tudo o que você recebe, exceto:
    - auxílios (alimentação, saúde etc), pois são isentos;
    - décimo terceiro salário (é tributável exclusivamente na fonte);
    - adiantamentos de remunerações, já que pertencem ao salário do mês seguinte (não podem, obviamente, ser computadas duas vezes).
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Sex 01 Mar 2019, 12:20 am

    Bagao escreveu:
    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    "No tocante ao IR não há a limitação de 12%(não entra na declaração como FAPI), o que permite diversificar as aplicações em outros fundos privados de maior rentabilidade e risco, caso queira"

    Como assim? Está falando da situação do participante vinculado especificamente ou isso valeria pra todos os participantes?

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    O fundamento, além da Lei do IR é a IN 1500/2014.
    Em entidade fechada de previdência pública, aquilo que o patrocinador "empata" com você é isento do imposto de renda e não interfere nos 12%.

    Aquilo que você põe a mais, aí sim, é previdência complementar individual e entra no limite de até 12% dos rendimentos tributáveis do exercício.

    Colega, se puder me esclarecer agradeço...então deixa eu ver se eu entendi...

    No exemplo de um participante patrocinado que contribui com 8,5%, o patrocinador também coloca 8,5%, sendo que apenas o que nós contribuímos entra para conta dos 12%, o cota do patrocinador não entra IR e também não deve ser somada na conta dos 12%, seria isso?

    Ou nenhuma dessas contribuições acima influencia nos 12%? Apenas aquilo que eu quiser contribuir facultamente é que incidiria?

    Não, você entendeu errado.

    Aquilo que você tem contrapartida de patrocinador (no caso da Funpresp-Jud, de 6,5% a 8,5%), não entra na conta dos 12%. Esqueça, neste momento, a parte que a União coloca, isto não entra de jeito nenhum, até mesmo porque não é patrimônio seu. Serve, neste momento, única e exclusivamente para dizer que o que VOCÊ colocou é um aporte com contrapartida de uma previdência pública.

    O que vai entrar na conta dos 12% é a previdência opcional, aquilo que você coloca porque quer, quando quer e como quer. Se, por um lado, os 6,5 a 8,5% você tem uma única chance no ano anterior de decidir como contribuirá no seguinte, na forma de patrocinante vinculado (continua no regime antigo, mas usa Funpresp-Jud como uma previdência complementar), ou quando faz aportes extraordinários, ou opcionais, aí sim, este extra entra na conta dos 12%.

    Meu caso, apenas a título de exemplo. Eu contribuo com 8,5% mais 10% de opcional.
    Os 8,5% são integralmente isentos. Os 10%, que na verdade são menos do que isto do meu rendimento tributável (porque é 10% sobre o que excede o teto), entram na conta dos 12% de previdência "privada".
    ptralhasnopoder
    ptralhasnopoder
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 658
    Reputação : 55
    Data de inscrição : 18/09/2014

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ptralhasnopoder Sex 01 Mar 2019, 8:55 am

    josebarbos escreveu:
    Bagao escreveu:
    josebarbos escreveu:
    ale1969 escreveu:

    Quando fiz a declaração de 2017 fui retido em malha por ter colocado o FUNPRESP como FAPI, foi criado um item próprio dentro do sistema, código 37 Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, só então entendi que não entra na cota de 12%, como já havia sido informado por outro colega aqui no fórum. Não sou especialista  em IR, vou procurar os detalhes na legislação e retorno em breve.

    O fundamento, além da Lei do IR é a IN 1500/2014.
    Em entidade fechada de previdência pública, aquilo que o patrocinador "empata" com você é isento do imposto de renda e não interfere nos 12%.

    Aquilo que você põe a mais, aí sim, é previdência complementar individual e entra no limite de até 12% dos rendimentos tributáveis do exercício.

    Colega, se puder me esclarecer agradeço...então deixa eu ver se eu entendi...

    No exemplo de um participante patrocinado que contribui com 8,5%, o patrocinador também coloca 8,5%, sendo que apenas o que nós contribuímos entra para conta dos 12%, o cota do patrocinador não entra IR e também não deve ser somada na conta dos 12%, seria isso?

    Ou nenhuma dessas contribuições acima influencia nos 12%? Apenas aquilo que eu quiser contribuir facultamente é que incidiria?

    Não, você entendeu errado.

    Aquilo que você tem contrapartida de patrocinador (no caso da Funpresp-Jud, de 6,5% a 8,5%), não entra na conta dos 12%. Esqueça, neste momento, a parte que a União coloca, isto não entra de jeito nenhum, até mesmo porque não é patrimônio seu. Serve, neste momento, única e exclusivamente para dizer que o que VOCÊ colocou é um aporte com contrapartida de uma previdência pública.

    O que vai entrar na conta dos 12% é a previdência opcional, aquilo que você coloca porque quer, quando quer e como quer. Se, por um lado, os 6,5 a 8,5% você tem uma única chance no ano anterior de decidir como contribuirá no seguinte, na forma de patrocinante vinculado (continua no regime antigo, mas usa Funpresp-Jud como uma previdência complementar), ou quando faz aportes extraordinários, ou opcionais, aí sim, este extra entra na conta dos 12%.

    Meu caso, apenas a título de exemplo. Eu contribuo com 8,5% mais 10% de opcional.
    Os 8,5% são integralmente isentos. Os 10%, que na verdade são menos do que isto do meu rendimento tributável (porque é 10% sobre o que excede o teto), entram na conta dos 12% de previdência "privada".

    José. Esses 10% de contribuição opcional te dão um retorno de imposto de renda de quanto?
    Por exemplo se contribui 1.000,00 por mês opcional, no ano será 13.000. Isso te dará um retorno de quanto quando da declaração do IR?
    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Fireball Sex 01 Mar 2019, 11:39 am

    androsvilazza escreveu:
    Fireball escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    subsidioja_ escreveu:

    Artigo 31 do Regulamento (página 28)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Seção V
    Do Resgate
    Art. 31. O participante, exceto o assistido, poderá optar pelo instituto do resgate,
    desde que, cumulativamente:
    I - tenha cessado o vínculo efetivo com o patrocinador; e
    II - não esteja em gozo de qualquer benefício previsto neste Regulamento, exceto se já for beneficiário do benefício de pensão por morte.


    Leva suas contribuições normais e facultativas
    +
    Contribuição do patrocinador que você leva:

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%

    Só uma ressalva:
    Esse regulamento que você colou não é mais vigente para os novos ingressantes, desde julho do ano passado (24/07/2018). O atual está aqui:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    A diferença básica está aqui:


    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO (versão anterior)
    Tempo de vínculo com o PLANO (novo regulamento)

    Isso significa que quem ingressou até julho do ano passado pode sacar 90% das cotas do patrocinador caso tenha mais de 24 anos de vínculo com o PJU/MP, mesmo que fique por menos tempo no Funpresp (por exemplo, caso se aposente em 10 anos). Já de julho/2018 para cá, o percentual de resgate depende do tempo de permanência no Funpresp. Quem entrar agora (sob vigência do regulamento novo) e sair em 12 anos, por exemplo, independentemente do tempo de vínculo com o órgão, terá direito ao resgate de 50% do saldo do patrocinador.

    Mas não será como o cálculo de IR?
    Por exemplo, se eu sair daqui há 18 anos, levarei 70% do valor que o patrocinador depositou?

    Tempo de serviço nos patrocinadores do PLANO   x  % do saldo
    menos de 3 anos    10%
    a partir de 3 anos  20%
    a partir de 6 anos 30%
    a partir de 9 anos  40%
    a partir de 12 anos  50%
    a partir de 15 anos   60%
    a partir de 18 anos  70%
    a partir de 21 anos  80%
    a partir de 24 anos  90%

    Isso. Todo o seu saldo pessoal, adicionado de 70% do saldo vertido pelo empregador.

    Quanto ao IR, depende do regime de tributação que você escolheu. Se tiver escolhido o regime progressivo, nada muda em comparação à sua tributação atual. Os rendimentos que você receber (incluindo o resgate) são tributados pela tabela normal do imposto de renda.

    Já o cálculo de IR pelo regime regressivo é simples de entender, mas complicado de fazer: Incide IR separadamente sobre cada depósito, e seus respectivos rendimentos. Tudo que foi depositado há mais de 10 anos será tributado em 10%; os depósitos feitos entre 8 e 10 anos, 15%; entre 6 e 8 anos, 20%; 4-6 anos, 25%; 2-4 anos, 30%, até 2 anos, 35%.


    Obrigado.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por josebarbos Sex 01 Mar 2019, 5:26 pm

    ptralhasnopoder escreveu:

    José. Esses 10% de contribuição opcional te dão um retorno de imposto de renda de quanto?
    Por exemplo se contribui 1.000,00 por mês opcional, no ano será 13.000. Isso te dará um retorno de quanto quando da declaração do IR?

    Observando que os recursos opcionais não podem ser retirados, exceto em caso de exoneração ou aposentadoria (resumindo, perda de vínculo), existe uma grande vantagem em optar pelo Funpresp-Jud, que é a dedução imediata, não precisando esperar pela restituição para ter o impacto do benefício fiscal.

    Isto quer dizer que se hoje você decide colocar R$ 500,00 mensais; por exemplo; o desconto no seu salário líquido será de R$ 362,50, você leva de imediato os R$ 137,50 (27,5%) do benefício fiscal. Isto vale tanto para quem é do regime de previdência complementar como aqueles que permanecerem no antigo, mas quiserem optar por se enquadrar como participante vinculado.

    Obviamente, definir quanto você vai colocar depende de um bom planejamento e disciplina. Mas dentre o que o mercado oferece, as condições do Funpresp-Jud são bem vantajosas. Mesmo com juros baixos, só o fato de ter que esperar pela restituição significa um prejuízo de aproximadamente 5 a 7%, o que cobre com sobras a taxa de carregamento.
    cangaceiro
    cangaceiro
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 02/06/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por cangaceiro Qui 07 Mar 2019, 3:30 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    lanlan
    lanlan
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 548
    Reputação : 26
    Data de inscrição : 07/07/2010

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por lanlan Qui 07 Mar 2019, 3:44 pm

    Fala amigos, beleza.

    com o final do prazo se aproximando, estou tendencioso a migrar.

    Sou AJ. Ingressei na JF (TRF1) em 2010.
    Antes era Servidor Municipal de 2008/2010.
    e Servidor estadual TJMG de 2005/2008.
    e 2004 a 2005 CLT, emprego publico - RGPS.

    Minha dúvida é se o tempo que fui servidor estadual e municipal de 2005/2010 contam para fins de benefício especial; ou é só o tempo aqui da JF mesmo???

    Outra coisa. Como estou com 35 anos de idade, a melhor a opção por tributação regressiva certo?

    Pelo que têm visto, o pessoal tem mais aderido e pagando os 8.5%??? Creio que eu faça isso.


    No meu caso, considerando idade vs tempo de contribuição, parece que o lance é migrar mesmo né. aceito ajudas, pitacos, qq coisa...

    Mais perdido que cego em tiroteio.

    obrigado amigos.
    Abraço
    Czar
    Czar
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 2041
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 06/08/2010

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Czar Qui 07 Mar 2019, 9:26 pm

    Para um analista que entrou em 2009, qual é mais ou menos o valor que eu vou deixar de recolher se aderir ao funpresp (e se excluir a FC 5 da base de cálculo)?
    Caçador_de_Troll
    Caçador_de_Troll
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 431
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 12/09/2014

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Caçador_de_Troll Ter 12 Mar 2019, 6:31 am

    Quem busca informação sobre Reforma da Previdência e FUNPRESP, acesse o grupo no telegram com mais de 360 membros.
    Há diversos links de artigos, planilhas, vídeos e debates de casos individuais, o link é:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    cangaceiro
    cangaceiro
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 02/06/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por cangaceiro Sex 15 Mar 2019, 5:11 pm

    José Barbosa


    A tendência é que não tenhamos reajuste nos próximos, isso é quase um consenso aqui.

    Por outro lado, o teto da previdência deve subir com índices próximos a inflação todo ano.

    Nesta projeção, aqueles que migrarem terão um "reajuste" todo ano sobre o PSS e com isso receberão um pouco menos, pois se sobe o teto sobe também o valor da contribuição. É Isso?

    E mais, para aqueles que migrarem para a FUNPRESP que tem a participação da UNIÃO cota patrocinador e usa também a base do teto da previdência(Diferença entre o salário bruto(congelado) menos o teto da previdência(reajuste anualizado), com incidência de 8,5%) , à medida que o teto da previdência sobe, diminui a contribuição do participante e consequentemente do patrocinador, é isso mesmo?

    Numa projeção de 10 anos sem reajuste e com uma inflação abaixo do centro da meta no mesmo período, na melhor das hipóteses, quem aderiu a FUNPRESP terá que aportar uma substancial diferença se quiser manter o mesmo nível do benefício "simulado" É isso?





    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 90
    Data de inscrição : 12/12/2014

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Pipoca Sab 16 Mar 2019, 3:24 pm


    Pessoal, meu irmão é Analista do Senado e ele disse que o Governo vai propor baixar o teto do INSS para um salário mínimo... Se isso acontecer penso que o FUNPRESP não será atrativo... Alguém mais ouviu falar nisso!




    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 499
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 01/06/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Protocol Sab 16 Mar 2019, 3:54 pm

    Pipoca escreveu:
    Pessoal, meu irmão é Analista do Senado e ele disse que o Governo vai propor baixar o teto do INSS para um salário mínimo... Se isso acontecer penso que o FUNPRESP não será atrativo... Alguém mais ouviu falar nisso!





    Só acredito que essa hipótese (proposta) se concretize se a intenção real for reduzir o teto atual pelo menos pela metade, pensando no regime de capitalização. Aliás, acho que essa era a promessa de campanha do Ciro Gomes, se não me engano.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7680
    Reputação : 565
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin Sab 16 Mar 2019, 4:51 pm

    Pipoca escreveu:
    Pessoal, meu irmão é Analista do Senado e ele disse que o Governo vai propor baixar o teto do INSS para um salário mínimo... Se isso acontecer penso que o FUNPRESP não será atrativo... Alguém mais ouviu falar nisso!


    sim e não. não acredito nisso para esta reforma, pois é intenção do governo uma migração em massa para o funpresp. mas para a próxima reforma sim, pois não vai restar muita coisa mesmo, além do aumento da idade para 80 anos, se é que já não estará nesse patamar, considerando a tal expectativa de vida medida pelo ibge.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    MConcursos
    MConcursos
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 305
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 04/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por MConcursos Sab 16 Mar 2019, 4:57 pm

    Se baixassem o valor do teto do INSS crariam um outro BE para compensar as contribuicoes a maior?
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7680
    Reputação : 565
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin Sab 16 Mar 2019, 5:06 pm

    pode esquecer, privilegiado! kkk


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Sab 16 Mar 2019, 6:11 pm

    cangaceiro escreveu:José Barbosa


    A tendência é que não tenhamos reajuste nos próximos, isso é quase um consenso aqui.

    Por outro lado, o teto da previdência deve subir com índices próximos a inflação todo ano.

    Nesta projeção, aqueles que migrarem terão um "reajuste" todo ano sobre o PSS e com isso receberão um pouco menos, pois se sobe o teto sobe também o valor da contribuição. É Isso?

    E mais,  para aqueles que migrarem para a FUNPRESP que tem a participação da UNIÃO cota patrocinador e usa também a base do teto da previdência(Diferença entre o salário bruto(congelado)  menos o teto da previdência(reajuste anualizado), com incidência de 8,5%) , à medida que o teto da previdência sobe, diminui a contribuição do participante e consequentemente do patrocinador, é isso mesmo?

    Numa projeção de 10 anos sem reajuste e com uma inflação abaixo do centro da meta no mesmo período, na melhor das hipóteses, quem aderiu a FUNPRESP terá que aportar uma substancial diferença se quiser manter o mesmo nível do benefício "simulado" É isso?


    Não me acho tão preparado quanto o Jose Barbosa, mas vamos lá:
    Cenário hipotético:
    Vencimentos congelados
    Inflação
    Tempo suficiente para os dois fatores acima colocar o teto acima dos vencimentos do servidor:

    Situação do servidor:
    1) Que não migrou,
    e tem paridade, continua com seu direito
    e tá na média dos 80%, continua com seu direito

    2) Que migrou
    Continua com sua aposentadoria, calculada pela média (ainda que alguns meses ou anos não seja o teto) até o teto; Terá o seu BE, O saldo do Funpresp estará lá, mas sem novos aportes com patrocínio 1 para 1 governo, pois sequer o servidor chegou no teto, e esse saldo estará esperando a aposentadoria e rendendo,


    Acho que é isso..
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Sab 16 Mar 2019, 6:48 pm

    Pipoca escreveu:
    Pessoal, meu irmão é Analista do Senado e ele disse que o Governo vai propor baixar o teto do INSS para um salário mínimo... Se isso acontecer penso que o FUNPRESP não será atrativo... Alguém mais ouviu falar nisso!





    Duvido muito, isso deve ser boato infundado da rádio corredor, pra aterrorizar os incautos.

    Primeiro: o teto do RGPS, para o governo, é sinônimo de receita, e não despesa. Isso porque ninguém contribuiu a vida toda sobre o teto (que foi elevado algumas vezes), então TODOS os benefícios hoje pagos (no RGPS) são menores que o teto, ao passo que vários trabalhadores contribuem, hoje, sobre o teto. Então, ao reduzir o teto o governo deixa de receber boa parte da receita, sem reduzir as despesas, dado o direito adquirido de quem já se aposentou. Isso foi o que aconteceu com o RPPS quando instituíram o Funpresp. Não sei se o governo teria condições de arcar com esse rombo atualmente.

    Por outro lado, a ideia de se rebaixar o teto seria interessante para o governo a longo prazo, mas não acredito que simplesmente reduziriam, na marra. Primeiro, existe o direito de quem contribuiu acima do "novo teto" por toda a vida, então seria necessária a criação de um benefício especial também para estes trabalhadores. Isso, em si, não é problema, porque o eventual BE só seria pago no futuro, mas há um custo político em criar esse tipo de coisa quando o povo não é bem instruído pra entender o que está acontecendo. Provavelmente comprariam a narrativa da oposição de que "estão sendo roubados".

    Outra forma para se reduzir o teto no longo prazo seria o seu congelamento. Isso também traria dificuldades de caixa ao governo, pois reduziria a entrada de recursos no curto prazo, e tem um custo político altíssimo. Ainda que se atualizassem os benefícios, deixando apenas o teto congelado, uma hora alguns aposentados e pensionistas alcançariam esse novo teto, e passariam a ficar sem reajustes.

    O terceiro modo de se rebaixar o teto seria fazendo-o valer apenas para os novos entrantes, o que também sairia caro, no curto e longo prazos. Significaria menos receitas (contribuições sobre um teto menor), e as mesmas despesas (não reduziriam o benefício de quem já está recebendo).

    Quanto a isso tornar o Funpresp menos atrativo, acho justamente o contrário. Quem migrou o fez por preferir o sistema de capitalização da Funpresp, em detrimento do sistema de repartição do RPPS. Então o rebaixamento do teto seria muito bem vindo: diminui os descontos ao RPPS, e aumenta o repasse (com contrapartida do governo) às contas individuais no Funpresp. Além disso, significaria um benefício especial maior, calculado sobre o novo teto. Isso também seria bom, porque o benefício especial, pela interpretação vigente, não é tributado pelo RPPS ou imposto de renda.

    De todo modo, isso são só conjecturas. Não acredito que o governo pretenda reduzir o teto, por não ter como arcar com os custos políticos e orçamentários para isso.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Sab 16 Mar 2019, 7:09 pm

    euvoltei escreveu:
    cangaceiro escreveu:José Barbosa


    A tendência é que não tenhamos reajuste nos próximos, isso é quase um consenso aqui.

    Por outro lado, o teto da previdência deve subir com índices próximos a inflação todo ano.

    Nesta projeção, aqueles que migrarem terão um "reajuste" todo ano sobre o PSS e com isso receberão um pouco menos, pois se sobe o teto sobe também o valor da contribuição. É Isso?

    E mais,  para aqueles que migrarem para a FUNPRESP que tem a participação da UNIÃO cota patrocinador e usa também a base do teto da previdência(Diferença entre o salário bruto(congelado)  menos o teto da previdência(reajuste anualizado), com incidência de 8,5%) , à medida que o teto da previdência sobe, diminui a contribuição do participante e consequentemente do patrocinador, é isso mesmo?

    Numa projeção de 10 anos sem reajuste e com uma inflação abaixo do centro da meta no mesmo período, na melhor das hipóteses, quem aderiu a FUNPRESP terá que aportar uma substancial diferença se quiser manter o mesmo nível do benefício "simulado" É isso?


    Não me acho tão preparado quanto o Jose Barbosa, mas vamos lá:
    Cenário hipotético:
    Vencimentos congelados
    Inflação
    Tempo suficiente para os dois fatores acima colocar o teto acima dos vencimentos do servidor:

    Situação do servidor:
    1) Que não migrou,
    e tem paridade, continua com seu direito
    e tá na média dos 80%, continua com seu direito

    2) Que migrou
    Continua com sua aposentadoria, calculada pela média (ainda que alguns meses ou anos não seja o teto) até o teto; Terá o seu BE, O saldo do Funpresp estará lá, mas sem novos aportes com patrocínio 1 para 1 governo, pois sequer o servidor chegou no teto, e esse saldo estará esperando a aposentadoria e rendendo,


    Acho que é isso..

    Essa é uma hipótese terrorista (congelamento de salários até que o teto do RGPS os alcance ou supere), e tem pouca chance de ocorrer (obviamente, não está 100% descartada). Acredito que seja praticamente impossível em relação aos analistas, e muito difícil mesmo em relação aos técnicos. Para isto, um técnico teria de perder para o reajuste do teto à média de 2% a.a., durante 35 anos.

    Mas é interessante refletir sobre situações extremas, pois ajudam a formar o entendimento sobre as situações mais prováveis.

    O seu raciocínio está correto, mas se me permite vou complementá-lo:

    1) Quem não migrou e tem direito à paridade/integralidade ou está na regra dos 80%, terá seu direito mantido, mas se aposentará recebendo, no máximo, o teto do RGPS. Isso porque nessa situação (extrema e improvável, repito) o seu salário seria igual ou inferior ao teto, e os proventos são limitados ao último salário, ainda que a média histórica seja superior.

    Quem migrar estará na mesma situação (recebendo no máximo o teto do RGPS), mas ainda terá direito ao Benefício Especial, e ao Benefício do Funpresp, caso tenha aderido. Obviamente, o saldo será menor que o esperado pois, como o colega cangaceiro apontou, os aportes da União vão se reduzindo à medida que o teto do RGPS se aproxima do total do salário.

    Um raciocínio possível é: reajustes acima da inflação: benéficos para todo mundo, especialmente para quem tem direito à paridade. Quem estána regra da média, tendo migrado ou não (com Funpresp ou não), seria obviamente beneficiado, mas nem tanto quanto os que têm direito à paridade, pois sua média seria inferior ao último salário.

    Congelamento salarial: prejudicial para todo mundo, mas mais prejudicial para quem tem direito à paridade ou está na regra da média mas não migrou. Quem tiver migrado será obviamente prejudicado, porém em menor grau.

    Concluindo, quem não migrar está mais atrelado à ocorrência de reajustes acima da inflação, tanto para o bem quanto para o mal. Para quem migrar, o impacto (favorável ou negativo) de reajustes ou congelamento será reduzido.

    P.S.: antes que eu seja acusado de "funprespiano torcendo pelo congelamento dos salários": é óbvio que (mesmo sabendo que nesse cenário eu seria menos prejudicado que quem não migrou) ninguém torce pelo congelamento dos salários. Eu também seria prejudicado, claro , como todo mundo, tanto quem migrou quanto quem não migrou.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7680
    Reputação : 565
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin Sab 16 Mar 2019, 7:26 pm

    olha, eu até positivei o post do vilazza, mas o que o pessoal está querendo dizer é algo improvável no universo: aposentado ganhando mais do que quando estava na ativa. quem tem paridade está tranquilo e não deseja nem mais, nem menos do que o merecido pela carreira.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por androsvilazza Dom 17 Mar 2019, 9:41 am

    Galizezin escreveu:olha, eu até positivei o post do vilazza, mas o que o pessoal está querendo dizer é algo improvável no universo: aposentado ganhando mais do que quando estava na ativa. quem tem paridade está tranquilo e não deseja nem mais, nem menos do que o merecido pela carreira.

    Concordo, mas receber mais do que na ativa não é tão improvável assim:

    - para quem está na paridade, basta que os reajustes dos ativos superem a inflação;

    - para quem está na regra da média, que o reajuste das aposentadorias supere a inflação (tá, isso é mesmo pouco provável);

    - para qualquer caso (paridade, média com ou sem migração), que se invista durante a atividade (em fundos de previdência ou outros investimentos) a fim de suplementar a renda da inatividade.

    Mas de fato, é pouco provável, no cenário atual,  a hipótese aventada, de congelamento extremo dos salários.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por ale1969 Seg 18 Mar 2019, 12:38 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:olha, eu até positivei o post do vilazza, mas o que o pessoal está querendo dizer é algo improvável no universo: aposentado ganhando mais do que quando estava na ativa. quem tem paridade está tranquilo e não deseja nem mais, nem menos do que o merecido pela carreira.

    Concordo, mas receber mais do que na ativa não é tão improvável assim:

    - para quem está na paridade, basta que os reajustes dos ativos superem a inflação;

    - para quem está na regra da média, que o reajuste das aposentadorias supere a inflação (tá, isso é mesmo pouco provável);

    - para qualquer caso (paridade, média com ou sem migração), que se invista durante a atividade (em fundos de previdência ou outros investimentos) a fim de suplementar a renda da inatividade.

    Mas de fato, é pouco provável, no cenário atual,  a hipótese aventada, de congelamento extremo dos salários.


    Sinceramente, não descarto a hipótese de arrocho salarial extremo. Há um governo de direita, ultraliberal, combinado com controle da inflação por ausência total de demanda( o povo trabalhador está duro) e a velha artimanha do superávit primário ou até mesmo absoluto. Em tempo, existe ainda a previsão constitucional da EC 98/17 que congela as despesas públicas.


    Fireball
    Fireball
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 755
    Reputação : 31
    Data de inscrição : 10/06/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Fireball Ter 19 Mar 2019, 1:03 pm

    Amarildo e Policarpo migraram.

    Por que vcs ficarão sós?
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1922
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por euvoltei Ter 19 Mar 2019, 1:22 pm

    Fireball escreveu:Amarildo e Policarpo migraram.

    Por que vcs ficarão sós?

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7680
    Reputação : 565
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin Qua 20 Mar 2019, 10:41 am

    euvoltei escreveu:
    Fireball escreveu:Amarildo e Policarpo migraram.

    Por que vcs ficarão sós?

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Quem são esses? What a Face

    quantos ministros do STF migraram?

    Ah, só o kojak!


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7680
    Reputação : 565
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin Qua 20 Mar 2019, 10:43 am

    brincadeiras a parte, o prazo final para migração está chegando, dia 29/3.

    quem ainda não se decidiu, busque por informações as mais isentas possíveis.

    procure ler todas as regras do fundo antes de tomar uma decisão que NÃO TEM VOLTA.

    decidiu pela migração? boa sorte. vai ficar no sistema antigo? boa sorte tb. o futuro a Deus pertence.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 90
    Data de inscrição : 12/12/2014

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Pipoca Qua 20 Mar 2019, 11:03 am


    Defendida por Guedes, capitalização impulsionou desigualdades no mundo, diz OIT

    Fonte: Economia - iG @ [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7680
    Reputação : 565
    Data de inscrição : 13/01/2012

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Galizezin Qua 20 Mar 2019, 6:50 pm

    entendido porque o regime se chama "capitalização". é capitalização para os banqueiros.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!

    Conteúdo patrocinado

    FUNPRESP - Página 3 Empty Re: FUNPRESP

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 28 Set 2021, 2:20 pm