PCS JÁ

PCS JÁ



    REFORMA ADMINISTRATIVA

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1961
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 30/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por euvoltei Seg 06 Set 2021, 4:07 pm

    OJ_Leoqr escreveu:



    Perdoem o textão de esclarecimento que mais pareceu um desabafo. Quem sabe essa discussão toda não morra no Senado?

    Sorte a todos!

    O Estado se comunica com o cidadão de forma oficial e válida de muitas maneiras....

    Nem sei dizer quantas maneiras existem, afinal o poder executivo faz isso nas três esferas (união, estado e mais de cinco mil municípios)...

    Basta tirar o ZOOM do nosso "território" e veremos que não há só uma solução para os problemas que a jusitça como um todo precisa resolver....

    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3315
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por josebarbos Seg 06 Set 2021, 4:15 pm

    Chuck Coleman escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Chuck Coleman escreveu:A Inteligência Artificial vai substituir até os togados, não se iludam, analistas!

    Na verdade, a inteligência artificial precisa de um treinamento.
    Continua dependendo de quem vai dizer o que, entendimentos etc.

    É muito mais risco para os analistas que togados.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Sentenças em breve serão dadas por robôs, afirma representante de advogados


    "Como o sr. vê o uso da inteligência artificial no sistema judicial?

    Renato Cury - Hoje a inteligência artificial já é uma realidade. Já sabemos, por exemplo, que no estado do Paraná um juiz desenvolveu robôs que analisam os casos novos, verificam se ele já julgou processos semelhantes e trazem as decisões a ele. Obviamente isso ainda depende de uma interação humana, na verificação de tudo aquilo que foi trazido pelo robô.

    Mas a inteligência artificial vem até por uma necessidade, já que temos uma Justiça massificada. Considerando que temos mais de 100 milhões de processos em tramitação no país, é humanamente impossível você ter uma análise detalhada de cada um dos casos.

    Hoje já existem sistemas que são utilizados por escritórios de advocacia no qual o robô acessa o sistema do tribunal diariamente e identifica a propositura de ações contra os clientes do escritório. Esse robô já faz o download da petição inicial e faz a leitura do pedido feito na petição. Em seguida, envia uma minuta de email informando detalhes sobre a ação e a média de condenações aplicadas pelo juiz do caso. Em alguns casos, também já sugere a realização de acordos.

    Também já há sistemas no Superior Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal que estão sendo desenhados para o uso da inteligência social em prol de uma otimização da prestação jurisdicional.

    É possível que, no futuro, para determinados casos, as sentenças sejam elaboradas por robôs?

    Renato Cury - Sentenças em um futuro muito próximo serão dadas por robôs. É claro que os juízes terão muito cuidado, pois continuarão sendo obrigados a assinar as sentenças. Não pode ser uma linha de produção, a interação humana ainda vai ser necessária, até para que seja feita uma conferência, porque aquela sentença pode impactar a vida de um cidadão. Deixar isso ao exclusivo critério de um sistema, acho ainda complicado, mas estamos caminhando para isso. É uma realidade que deverá ser aperfeiçoada ao longo do tempo."

    Entrevista de janeiro de 2020. Agora imagina lá por 2025 com a computação quântica?

    TRANCA O TOBA, TOGA!!! Analista?  lol!  :trollface:  memelol


    Se sua fonte de informações sobre tecnologia é um jornal impresso que sequer é da área, é preciso repensar.
    Só para lembrar um erro crasso ocorrido há uma década, num dos mais famosos telejornais do país:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Em meados dos anos 90, pensou-se que iria acabar a produção de papel, com a adoção dos computadores. O consumo só aumentou desde então, e há alguns poucos anos começou a cair, obrigando as indústrias de celulose a pensar em novas aplicações para sobreviver, como os "lacranudos".

    Inteligência artificial é útil quando você tem um comportamento repetitivo e matemático, baseada em probabilidade estatística. Depende de um humano "treinar", ensinar o que é uma coisa ou outra e ela começar a classificar, não sem erros.
    Tecnologias públicas hoje que estão no estado da arte disto são as publicidades digitais, com o oligopólio de Facebook e Google. Observe que nem eles, mesmo tendo a informação, são extremamente precisos nas publicidades.
    Você pesquisa algo, compra, eles conseguem saber que você comprou (seja por um e-mail da loja, uma mensagem no zapzap etc), mas ainda continuam oferecendo o mesmo produto "já resolvido", e não um item complementar a ele.
    Se você compra um fogão vitrocerâmico, panelas específicas para ele. Depois que compra panelas, colheres adequadas etc.

    Aí vamos à nossa realidade e cultura. Ainda que no TRF4 processos eletrônicos já sejam realidade há uma década, no maior deles, o 1, o grosso é digital, que talvez tenha mudado de tendência com a pandemia. Imagina quanto tempo ainda vamos levar para termos algo básico cuja tecnologia já existe há tempos, e assim o está regulamentada, que é o processo eletrônico.
    Que o diga alguém desenvolver todo um arcabouço necessário para ler toda a informação produzida até então, comparar jurisprudências, tendências, encontrar casos correlatos, tentar estabelecer padrão num sistema judiciário que não sabe ainda em qual instância que se pode prender um indivíduo.
    Sim, porque um grande risco é simplesmente replicar o que já existe, e o computador é uma máquina "burra": ele vai aprender que para certas pessoas a justiça funciona de um jeito, para outras doutro.

    Hoje em dia você não tem sistema que emite uma mala direta de maneira simples. Imaginar que vai produzir sentenças são tantas fases à frente que beira a insanidade.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3315
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por josebarbos Seg 06 Set 2021, 4:22 pm

    euvoltei escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:

    Perdoem o textão de esclarecimento que mais pareceu um desabafo. Quem sabe essa discussão toda não morra no Senado?

    Sorte a todos!

    O Estado se comunica com o cidadão de forma oficial e válida de muitas maneiras....

    Nem sei dizer quantas maneiras existem, afinal o poder executivo faz isso nas três esferas (união, estado e mais de cinco mil municípios)...

    Basta tirar o ZOOM do nosso "território" e veremos que não há só uma solução para os problemas que a jusitça como um todo precisa resolver....


    Acho que é muita inocência pensar que algum réu/processado irá manter atualizadas informações de endereço, e-mail e telefone para que se comunique direto com o Estado.
    Nalguns casos, pode até ocorrer, pode facilitar/agilizar a instrução, mas não se pode tomar a exceção como regra.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2690
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por androsvilazza Seg 06 Set 2021, 4:25 pm

    Com relação às contratações temporárias, temos dois possíveis cenários, na minha análise:

    1) considerando o cenário atual, e as práticas adotadas pela Administração atualmente:

    Acredito que esse item esteja incluído na reforma visando aqueles cargos de menor complexidade, especialmente em prefeituras, como auxiliar de obras, vigia, motorista (ou até mesmo assistente administrativo), que podem passar a ser desnecessários em um governo futuro. Conheço alguns casos na minha cidade, de servidores municipais que ficaram "encostados" em algum setor, porque não podem ser demitidos, mas a atividade que realizavam já não é executada ou não são mais necessários tantos servidores para realizá-la (já precisei ir a um setor administrativo que tinha 04 servidores "responsáveis" pela cancela no portão de entrada, porque costumavam ser vigias em prédios que foram desocupados pela administração municipal, e não tinham mais onde trabalhar). Por exemplo, a atual Administração Municipal pode preferir a contratação de servidores próprios para a manutenção de ruas, parques e praças, coleta de lixo, condução de veículos oficiais etc. O próximo governo pode optar pela licitação de tais serviços. A possibilidade de contratação temporária abriria espaço para esta alternância de estilos, com maior flexibilidade.

    Não acho que a contratação temporária seja um risco imediato para os servidores do PJU/MPU, independentemente da interpretação adotada com relação ao assunto "cargo exclusivo de Estado". Não me parece (analisando a nossa situação atual) fazer sentido que o Judiciário pretenda contratar servidores (técnicos ou analistas) por processo seletivo simplificado, para prazos máximos de 06 anos. Faz mais sentido, como eu disse em um comentário anterior, a extinção/transformação de cargos, de acordo com a demanda em cada momento.


    2) Considerando um cenário “ideal (utópico?)”, de aumento de eficiência no serviço público:
    O Judiciário poderia estabelecer, dentre as nossas atividades, quais são de menor complexidade e necessidade de treinamento e, a partir daí, separar essas atividades para cargos a serem ocupados por servidores temporários. Acho que 90% dos frequentadores do fórum conheçam casos (vistos presencialmente, ou de que tenham ouvido falar) de servidores que mal sabem usar um computador e, por isso, ficam restritos a atividades burocráticas e pouco complexas (carimbar páginas, expedir guias de correios, preencher formulários no atendimento de balcão etc.). Da mesma forma, há servidores competentes que acabam sendo relegados às mesmas funções pouco complexas, porque afinal de contas “alguém tem que fazer esse serviço”. Se o Judiciário aderisse à contratação temporária, estas tarefas poderiam ser executadas por servidores temporários, enquanto as tarefas de média e grande complexidade ficariam por conta dos servidores “de carreira”.

    3) Minhas opiniões (pessoais, destaque-se):
    a) Em primeiro lugar, pelo histórico da administração pública no Brasil, não se pode tomar como cenário mais provável aquele em que haja aumento de eficiência, e prejuízo aos direitos dos servidores. Tem até gente falando de “Inteligência Artificial” 🤣. Vamos à realidade: há, no mercado, computadores pessoais de “alto desempenho” desde, pelo menos, a década de 1990. As primeiras iniciativas (pilotos) de processo eletrônico (um grande avanço do Judiciário e MPU brasileiros, se comparados aos demais órgãos da Administração Pública) datam de 2010. A maioria dos tribunais não abandonou o processo em papel antes de 2015. Tem juiz e servidor que mal sabem usar as principais funções do Pje, e permanecem refratários a qualquer sinal de inovação. Eu estava no MPT quando implementaram o MPTDigital, eliminando os processos em papel. Muitos Procuradores reclamaram, alguns não se adaptaram até hoje (não conseguem localizar processos, dependem do apoio de servidores para acessar funções básicas no sistema, imprimem petições em papel porque não conseguem ler na tela do PC. Achar que estamos sendo ameaçados, em um futuro próximo (ou mesmo antes da aposentadoria), por tecnologias que ainda nem estão sendo desenvolvidas, é acreditar demais na capacidade de evolução da administração pública no Brasil.
    Predomina, na Administração Pública brasileira, uma visão retrógrada, expansionista e patrimonialista do orçamento público (não vou entrar em detalhes quanto aos motivos): o orçamento é visto como instrumento de busca de espaço político, e demonstração de relevância: assim, enxerga-se uma expansão dos órgãos como demonstração da sua importância, e qualquer redução (que não esteja inserida em um cenário de redução generalizada) é vista como sinal de fraqueza política. Como consequência, cada administrador só está disposto a “enxugar” na exata medida em que seja possível comportar novos gastos. Mesmo em cenários extremos (como o imposto pelo teto de gastos + recessão econômica), o esforço só vai até o limite do necessário. Aliás, pra evitar perda de espaço no orçamento, a tendência é a corrida pela execução de gastos (mesmo que desnecessários) ao final do ano. O mesmo vale para os gastos com pessoal: ninguém está disposto a reduzir demais seus gastos, tornando-se um órgão plenamente eficiente, para depois ter dificuldades em retomar a parcela do orçamento que deixou de executar.

    b) Qual seria o cenário ideal/utópico (a meu ver):
    Em uma visão individualista, é bom lembrar que o orçamento é limitado (com crescimento lento, devido à baixa expansão e à baixa produtividade da economia em nosso país), e que somos muitos servidores, atualmente. Como consequência, qualquer reajuste tem grande impacto, e qualquer aumento no número de servidores dificulta a concessão de novos reajustes. Ao mesmo tempo, a tendência é, em geral, de expansão no número de servidores (primeiro, pelo aumento da demanda/número de processos; segundo, pela visão expansionista que citei no item anterior). Portanto, cada novo reajuste tende a ser mais complicado que o anterior.
    Em uma visão mais generalista (visando o Judiciário, como um todo, e o bem da sociedade em geral), é interessante que essa tendência de expansão seja atendida ao menor custo possível, sem sacrificar a qualidade do serviço prestado. Assim, a solução ideal, tanto sob o viés individualista quanto coletivo (na minha opinião) seguiria as seguintes etapas:
    1. a definição das atividades menos complexas hoje existentes no Judiciário, que demandem pouco ou nenhum treinamento;
    2. a adoção de contratações temporárias para realizar tais atividades, ou
    2.1. a recriação do cargo de auxiliar/assistente administrativo (sempre considerei um erro a extinção deste cargo) ou cargo similar, de nível médio, com remuneração inferior ao piso atual do Técnico (que poderia, então, passar a ser um cargo de nível superior);
    3. a redução, paulatina, do número de analistas e técnicos, com sua “substituição” por auxiliares (ou servidores temporários). Isso se daria pela não reposição de algumas aposentadorias, e transformação dos cargos vagos delas decorrentes;

    Essa é uma solução ótima porque, com a contratação de servidores mais “baratos”, abre-se espaço no orçamento para a concessão de novos – e melhores – reajustes. Quem já está “dentro” (em tese, nós) sairia beneficiado, e o prejuízo ficaria, parcialmente, por conta dos potenciais novos servidores, que entrariam no serviço público com vencimentos reduzidos. Destaco o termo “parcialmente”, porque mesmo alguns dos novos ingressantes poderiam sair beneficiados (com menores vencimentos, há a possibilidade de mais contratações, abrindo espaço para a entrada de alguns que ficariam “de fora”). Quanto aos atuais servidores, em contrapartida à possibilidade de melhores reajustes, haveria duas possíveis situações: a) os mais antigos se aposentariam, sendo substituídos por servidores de menor custo; b) os mais novos, que hoje estejam realizando funções de menor complexidade, teriam de assumir funções mais complexas, à medida que os servidores mais antigos se aposentem.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7716
    Reputação : 573
    Data de inscrição : 13/01/2012

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Galizezin Seg 06 Set 2021, 8:34 pm

    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA escreveu:é por etapa, primeiro o tecnico, depois o analista e depois o juiz. simples assim.

    não me iludo, agora tecnico querer NS a esta altura do campeonato? perdeu papai, poderia ter estudado para passar de concurso e ter feito um bom pé de meia com analista. ainda dá tempo de ser juiz.

    friend, e a luta, digo, briga interna, continua...


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA
    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 407
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 20/03/2013

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por QUEM NAO CHORA NÃO MAMA Seg 06 Set 2021, 8:38 pm

    acho que deveriamos parar de pensar só no nosso cargo na justiça. Já pensaram que os professores e medicos não foram considerados de estado? qual a consequencia disto? privatização da educação e dos SUS. por que qual a razão da existencia de uma universidade publica se nao for para ter professores concursados? ah mas a CF diz que a educação é publica. Tem problema não, dá um voucher a la Paulo Guedes para frequentar uma universidade privada, sem qualidade claro. Mesma coisa o SUS, dá um voucher cirurgia, só de um olho, os dois não, um de cada vez. voucher consulta, tudo na clinica e hospital dos empresarios da saúde.

    Essa história de golpe é só pretexto para passar a boiada no congresso, para este dizer que, apesar do governo não tá governando nada, o legislativo faz sua parte.

    temos que rezar muito para essa ----- toda não passar no senado ou ser desfigurada na câmara.

    que a proximidade das eleições tenha algum freio para isso tudo.
    ad cautelam
    ad cautelam
    Novo Usuário

    Mensagens : 26
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 02/06/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ad cautelam Seg 06 Set 2021, 9:12 pm

    Conforme disse o outro colega no fórum: todos os servidores estão no mesmo barco (sou analista).

    Cargo de técnico: basta terceirizar tudo e, em alguns casos, contratar funcionários temporariamente. Claro que apenas teriam pouquíssimos cargos "de coordenação e chefia" (afinal, tem que minimamente haver servidores na administração).

    Cargo de analista: em vários TJs e MPs eles sequer existem!!! Repito, não há analistas!! (não precisa desenhar que é utopia achar que os juízes e membros no MP irão lutar para criar/manter cargos de analistas e ainda enquadrá-los como "carreira de Estado!).

    Cargo de OJF: comunicações via e-mail e internet. E, na impossibilidade de ato processual virtual, basta a possibilidade e preferência de citação e intimação via correio e com plena validade jurídica com AR (aviso de recebimento). Quando não for encontrado pelo correio, basta contratar empresas especializadas para isso (sai bem mais barato). Vide funcionários de tabeliões que fazem a procura do sujeito e fazem a intimação. Mas realmente há exceção de alguns atos de penhora, busca e apreensões etc.. Aí pode haver problema na terceirização, embora muita coisa já foi terceirizada (leiloeiros, alienação privada, etc.).  Aí bastaria contratar poucos servidores e enxugar MUITO o quadro de OJF .

    ---------------------

    Hoje mesmo vi um professor de cursinho dizendo que servidor do PJU seria "carreira de Estado" porque "lida com processos sigilosos e importantes". É um argumento fraco que discordo! Os cargos comissionados seriam então "carreiras de Estado?".

    Há vários funcionários privados ou CLT, que também lidam com casos sigilosos e importantes e não são servidores "de carreira". Vide funcionários do SERPRO, bancos, cartórios, empresas públicas etc..

    Além disso, há frequentemente terceirizados que trabalham na administração pública e que trabalham (sem problema algum) com casos importantes e sigilosos nos fórum (Vide a área de segurança que trabalham em fóruns e tem acessos a cartório e gabinetes, telefonistas, técnicos de informática etc., assistentes sociais, psicólogos etc.)






    Se a categoria toda não se unir, todos irão para o ralo...
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1961
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 30/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por euvoltei Seg 06 Set 2021, 9:29 pm

    josebarbos escreveu:
    euvoltei escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:

    Perdoem o textão de esclarecimento que mais pareceu um desabafo. Quem sabe essa discussão toda não morra no Senado?

    Sorte a todos!

    O Estado se comunica com o cidadão de forma oficial e válida de muitas maneiras....

    Nem sei dizer quantas maneiras existem, afinal o poder executivo faz isso nas três esferas (união, estado e mais de cinco mil municípios)...

    Basta tirar o ZOOM do nosso "território" e veremos que não há só uma solução para os problemas que a jusitça como um todo precisa resolver....


    Acho que é muita inocência pensar que algum réu/processado irá manter atualizadas informações de endereço, e-mail e telefone para que se comunique direto com o Estado.
    Nalguns casos, pode até ocorrer, pode facilitar/agilizar a instrução, mas não se pode tomar a exceção como regra.

    Nem pensei nesses casos.. Mas essas atividades aí de procurar cidadão fujão ou cidadão escondidão parece ser mais é coisa de polícia...

    Em 100% dos processos judiciais que eu já trabalhei, sempre a parte interessada apontava os endereços...ainda que incompletos, mas tinha endereço, com cidade, bairro, pontos de referência, etc.... Quando não a própria parte saia em diligência com o oficial para achar a pessoa...

    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3315
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por josebarbos Seg 06 Set 2021, 10:10 pm

    androsvilazza escreveu:As primeiras iniciativas (pilotos) de processo eletrônico (um grande avanço do Judiciário e MPU brasileiros, se comparados aos demais órgãos da Administração Pública) datam de 2010. A maioria dos tribunais não abandonou o processo em papel antes de 2015.
    Quem é do MPF vai lembrar que quando o nosso sistema ficou fora do ar por dias, neste ano, era para uma migração que deixa claro que o conceito original do projeto não era o de suportar o processo eletrônico. E estamos falando de um sistema relativamente moderno, que demandou muito esforço e recursos da administração e tem atualização contínua.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Qui 09 Set 2021, 11:13 am

    Temos que formar uma bancada de Deputados e Senadores compromissados com a nossa classe. Somos todos Trabalhadores!

    Chega de PSL, NOVO, PP, PSC, DEM, PL etc.
    araponga
    araponga
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 135
    Reputação : 21
    Data de inscrição : 01/06/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por araponga Qui 09 Set 2021, 11:37 am

    ale1969 escreveu:Temos que formar uma bancada de Deputados e Senadores compromissados com a nossa classe. Somos todos Trabalhadores!

    Chega de PSL, NOVO, PP, PSC, DEM, PL etc.

    Esqueceu de mencionar o PT.

    Aliás, temos o "PCCR definido" para mostrar que não temos ninguém por nós, enquanto classe. É cada um por si, numa verdadeira rixa (internos contra externos contra técnicos contra analistas contra oficiais contra seguranças).
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1414
    Reputação : 212
    Data de inscrição : 19/12/2014

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por anuvenzinha Qui 09 Set 2021, 12:56 pm

    araponga escreveu:
    ale1969 escreveu:Temos que formar uma bancada de Deputados e Senadores compromissados com a nossa classe. Somos todos Trabalhadores!

    Chega de PSL, NOVO, PP, PSC, DEM, PL etc.

    Esqueceu de mencionar o PT.

    Aliás, temos o "PCCR definido" para mostrar que não temos ninguém por nós, enquanto classe. É cada um por si, numa verdadeira rixa (internos contra externos contra técnicos contra analistas contra oficiais contra seguranças).

    E todos aliados esquerdistas e inclui-se aí o Jandirão, Cristovam, etc., q votaram contra aposentados q ganhassem mais q um salário mínimo e q outrora, também, participaram da reforma de 2003(mensalão) e tiraram a oportunidade dos novatos receberem integral e ainda de fazer com q aposentados pagassem a previdência e q não discordaram como a Marina, Ciro - ministros na época! No mais, levando ainda a cumplicidade dos sindicatos no período, na grande maioria, e o imediato pagamento aos auditores sem a cobrança dos sindicatos o q aconteceria com nossa categoria se não tivéssemos aceitado a miséria do Lewando e se dependesse da dilmanta, na época, q se pronunciou inclusive contra...retiro o comentário do colega do outro tópico se for a Simone não esquecendo o Renan:

    por androsvilazza Qua 01 Set 2021, 8:54 pm
    Já que a inflação está beirando os dois dígitos, e o cenário mais provável, hoje, aponta para o congelamento salarial também no ano que vem, sugiro o seguinte grito de guerra para o movimento grevista de 2022:

    "[I] Volta, Meirelles!"
    Volta, Temer vampirão!
    Conceder o reajuste,
    Controlar a inflação!"

    Em tempo, voto no Podemos já q não sou bandidólatra e, portanto, torço pra não conseguirem passar a reforma eleitoral, etc. e, consequentemente, Moro se candidatar(mesmo sendo uma direita Nutella). Q venham prisões de genocida, pinguço dos correios, milicianos, corruptos!

    100% Força Tarefa!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Qui 09 Set 2021, 1:19 pm

    anuvenzinha escreveu:
    araponga escreveu:
    ale1969 escreveu:Temos que formar uma bancada de Deputados e Senadores compromissados com a nossa classe. Somos todos Trabalhadores!

    Chega de PSL, NOVO, PP, PSC, DEM, PL etc.

    Esqueceu de mencionar o PT.

    Aliás, temos o "PCCR definido" para mostrar que não temos ninguém por nós, enquanto classe. É cada um por si, numa verdadeira rixa (internos contra externos contra técnicos contra analistas contra oficiais contra seguranças).

    E todos aliados esquerdistas e inclui-se aí o Jandirão, Cristovam, etc., q votaram contra aposentados q ganhassem mais q um salário mínimo e q outrora, também, participaram da reforma de 2003(mensalão) e tiraram a oportunidade dos novatos receberem integral e ainda de fazer com q aposentados pagassem a previdência e q não discordaram como a Marina, Ciro - ministros na época! No mais, levando ainda a cumplicidade dos sindicatos no período, na grande maioria, e o imediato pagamento aos auditores sem a cobrança dos sindicatos o q aconteceria com nossa categoria se não tivéssemos aceitado a miséria do Lewando e se dependesse da dilmanta, na época, q se pronunciou inclusive contra...retiro o comentário do colega do outro tópico se for a Simone não esquecendo o Renan:

    por androsvilazza Qua 01 Set 2021, 8:54 pm
    Já que a inflação está beirando os dois dígitos, e o cenário mais provável, hoje, aponta para o congelamento salarial também no ano que vem, sugiro o seguinte grito de guerra para o movimento grevista de 2022:

    "[I] Volta, Meirelles!"
    Volta, Temer vampirão!
    Conceder o reajuste,
    Controlar a inflação!"

    Em tempo, voto no Podemos já q não sou bandidólatra e, portanto, torço pra não conseguirem passar a reforma eleitoral, etc. e, consequentemente, Moro se candidatar(mesmo sendo uma direita Nutella). Q venham prisões de genocida, pinguço dos correios, milicianos, corruptos!

    100% Força Tarefa!


    O importante é não votar contra a nossa classe. Pode escolher o partido, só não pode se alienar e depois ficar reclamando das decisões tomadas por deputados que não nos representam. Somos todos trabalhadores!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Qui 09 Set 2021, 1:21 pm

    araponga escreveu:
    ale1969 escreveu:Temos que formar uma bancada de Deputados e Senadores compromissados com a nossa classe. Somos todos Trabalhadores!

    Chega de PSL, NOVO, PP, PSC, DEM, PL etc.

    Esqueceu de mencionar o PT.

    Aliás, temos o "PCCR definido" para mostrar que não temos ninguém por nós, enquanto classe. É cada um por si, numa verdadeira rixa (internos contra externos contra técnicos contra analistas contra oficiais contra seguranças).

    Pode escolher outro que represente melhor os trabalhadores, só não pode votar contra nossa classe. Somos todos trabalhadores!
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3315
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por josebarbos Qui 09 Set 2021, 1:33 pm

    A questão não é partido, mas quem está no comando da pasta importante, escolhido e orientado por quem manda.
    A tragédia do atual governo e do seu "posto Ipiranga" somente é comparável, e olhe lá, à dupla Dilma/Miriam.

    Saudades eternas do Dyogo Oliveira, que só faltou, até por absolutamente ser impossível no tempo disponível, emplacar uma reforma administrativa que efetivamente atendesse ao interesse público.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2690
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por androsvilazza Qui 09 Set 2021, 1:41 pm

    josebarbos escreveu:A questão não é partido, mas quem está no comando da pasta importante, escolhido e orientado por quem manda.
    A tragédia do atual governo e do seu "posto Ipiranga" somente é comparável, e olhe lá, à dupla Dilma/Miriam.

    Saudades eternas do Dyogo Oliveira, que só faltou, até por absolutamente ser impossível no tempo disponível, emplacar uma reforma administrativa que efetivamente atendesse ao interesse público.

    Rapaz, muito bem lembrado! Ele é bastante competente, mesmo. É mais um que, creio, dificilmente volta à gestão pública (pelo menos não tão cedo).
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3315
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por josebarbos Qui 09 Set 2021, 1:56 pm

    androsvilazza escreveu:
    josebarbos escreveu:A questão não é partido, mas quem está no comando da pasta importante, escolhido e orientado por quem manda.
    A tragédia do atual governo e do seu "posto Ipiranga" somente é comparável, e olhe lá, à dupla Dilma/Miriam.

    Saudades eternas do Dyogo Oliveira, que só faltou, até por absolutamente ser impossível no tempo disponível, emplacar uma reforma administrativa que efetivamente atendesse ao interesse público.

    Rapaz, muito bem lembrado! Ele é bastante competente, mesmo. É mais um que, creio, dificilmente volta à gestão pública (pelo menos não tão cedo).

    Este é um quadro que a administração pública "perdeu", e é o caminho que vejo para o Tarcísio de Freitas, que é outro que ou vai para a política ou para o privado, em muito pouco tempo.
    Feliz ou infelizmente, é certo que há outros tantos brilhantes nos quadros da administração pública que, à sua forma, que só esperam por uma chance de demonstrar um bom trabalho. Caberia até um estudo para analisar a diferença de desempenho dos tecnocratas dos oriundos da política x iniciativa privada.
    Nicolau Machiavel
    Nicolau Machiavel
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 276
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 07/04/2011

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Nicolau Machiavel Qui 09 Set 2021, 11:23 pm

    Prezados, olhem esse trecho da matéria do site da Câmara dos Deputados sobre o relatório da reforma administrativa:
    "O texto do relator também assegura a preservação de direitos de servidores admitidos antes da publicação da futura emenda constitucional. No caso de redução de jornada, com respectiva redução de salário, os servidores e empregados públicos admitidos até a data de publicação da emenda poderão optar pela jornada reduzida ou pela jornada máxima estabelecida para o cargo ou emprego.
    Fonte: Agência Câmara de Notícias"

    Todavia, não achei essa previsão no texto...será que inventaram isso para nos desmobilizar?
    Segue o link: "https://www.camara.leg.br/noticias/801857-relator-da-reforma-administrativa-mantem-estabilidade-de-servidores-conheca-o-relatorio/"
    Nicolau Machiavel
    Nicolau Machiavel
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 276
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 07/04/2011

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Nicolau Machiavel Qui 09 Set 2021, 11:39 pm

    Art. 10. Na hipótese de que trata o § 19 do art. 37 da Constituição, os servidores e empregados públicos admitidos até a data de publicação desta Emenda Constitucional poderão optar pela jornada reduzida ou pela jornada máxima estabelecida para o cargo ou emprego.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Sex 10 Set 2021, 12:51 pm

    josebarbos escreveu:A questão não é partido, mas quem está no comando da pasta importante, escolhido e orientado por quem manda.
    A tragédia do atual governo e do seu "posto Ipiranga" somente é comparável, e olhe lá, à dupla Dilma/Miriam.

    Saudades eternas do Dyogo Oliveira, que só faltou, até por absolutamente ser impossível no tempo disponível, emplacar uma reforma administrativa que efetivamente atendesse ao interesse público.


    Quem vota em pessoas abandona as ideias. O partido deve ser o ponto de referência ideológica. Há partidos, de direita e esquerda, bons do ponto de vista institucional. Essa sua generalização é perversa e simplista, contrária à evolução democrática. Respeito e discordo.
    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 508
    Reputação : 128
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por grazi Sex 10 Set 2021, 4:02 pm

    Pense em um traficante então? cumprir mandado por zoom com um líder do CV, claro... super factível.

    josebarbos escreveu:
    euvoltei escreveu:
    OJ_Leoqr escreveu:

    Perdoem o textão de esclarecimento que mais pareceu um desabafo. Quem sabe essa discussão toda não morra no Senado?

    Sorte a todos!

    O Estado se comunica com o cidadão de forma oficial e válida de muitas maneiras....

    Nem sei dizer quantas maneiras existem, afinal o poder executivo faz isso nas três esferas (união, estado e mais de cinco mil municípios)...

    Basta tirar o ZOOM do nosso "território" e veremos que não há só uma solução para os problemas que a jusitça como um todo precisa resolver....


    Acho que é muita inocência pensar que algum réu/processado irá manter atualizadas informações de endereço, e-mail e telefone para que se comunique direto com o Estado.
    Nalguns casos, pode até ocorrer, pode facilitar/agilizar a instrução, mas não se pode tomar a exceção como regra.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1961
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 30/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por euvoltei Sex 10 Set 2021, 4:16 pm

    grazi escreveu:Pense em um traficante então? cumprir mandado por zoom com um líder do CV, claro... super factível.




    Vc não entendeu nada... falei de zoom, no sentido da palavra em inglês...não no sentido do aplicativo de celular/PC....

    zoom (inglês) = ampliar (português)


    O probelma é justamente esse... as pessoas acham que só a sua realidade particular é capaz de dar solução pra tudo.....

    O que eu disse é que fora do judiciário o ESTADO(união, estado e municípios) se comunicam com as PESSOAS, de forma legal e válida SEM OFICIAIS DE JUSTIÇA...





    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 508
    Reputação : 128
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por grazi Sex 10 Set 2021, 8:03 pm

    Afff, vou nem discutir, pois parece até que não conhece direito e como funciona os trâmites jurídicos.


    euvoltei escreveu:
    grazi escreveu:Pense em um traficante então? cumprir mandado por zoom com um líder do CV, claro... super factível.




    Vc não entendeu nada... falei de zoom, no sentido da palavra em inglês...não no sentido do aplicativo de celular/PC....

    zoom (inglês) = ampliar (português)


    O probelma é justamente esse... as pessoas acham que só a sua realidade particular é capaz de dar solução pra tudo.....

    O que eu disse é que fora do judiciário o ESTADO(união, estado e municípios) se comunicam com as PESSOAS, de forma legal e válida SEM OFICIAIS DE JUSTIÇA...





    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1232
    Reputação : 110
    Data de inscrição : 16/04/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Chuck Coleman Sab 11 Set 2021, 10:19 am

    A AGI (Artificial General Intelligence) será capaz de substituir todos os trâmites jurídicos do Bananistão.
    Há quem diga que ela chegará por volta de 2029. Ray Kurzweil, por exemplo.

    TRANCA O TOBA, TOGA!!! troll2
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7716
    Reputação : 573
    Data de inscrição : 13/01/2012

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Galizezin Seg 13 Set 2021, 10:17 am

    o próprio capetão bolsonaro já mencionou diversas vezes sobre a iminência da indústria 4.0, e segundo um especialista não vai sobrar quase nada de trabalho para o povo fazer. existe um estudo apontando que até 2030 serão eliminados 800 milhões de empregos.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Nicolau Machiavel
    Nicolau Machiavel
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 276
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 07/04/2011

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Nicolau Machiavel Seg 13 Set 2021, 5:33 pm

    Chuck Coleman escreveu:A AGI (Artificial General Intelligence) será capaz de substituir todos os trâmites jurídicos do Bananistão.
    Há quem diga que ela chegará por volta de 2029. Ray Kurzweil, por exemplo.

    TRANCA O TOBA, TOGA!!! troll2

    Hahahaha! Se os togas irão trancar o toba, o que restará pra nós? Perder o toba? Kkkkkk
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3315
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por josebarbos Seg 13 Set 2021, 11:54 pm

    Chuck Coleman escreveu:A AGI (Artificial General Intelligence) será capaz de substituir todos os trâmites jurídicos do Bananistão.
    Há quem diga que ela chegará por volta de 2029. Ray Kurzweil, por exemplo.

    TRANCA O TOBA, TOGA!!! troll2

    Tecnologia é algo curioso. Acho que as pessoas pensam que elas são muito mais fantásticas do que realmente são.

    Se for ver só o que se gasta com algo que deveria ser simples, trivial, como semáforos inteligentes, e o que temos hoje em dia em qualquer cidade vemos que é apenas um canto de sereia para justificar contratações milionárias.
    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA
    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 407
    Reputação : 18
    Data de inscrição : 20/03/2013

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por QUEM NAO CHORA NÃO MAMA Ter 14 Set 2021, 7:50 am

    Um dos únicos pontos positivos da "reforma administrativa", ao meu ver, foi a "catiguria" (leia-se sindicalistas dirigentes nos cargos de auxiliares e técnicos judiciários mancomunados com alguns oficiais) dar valor ao cargo de analista, principalmente o da área fim (processual).

    Por muitos anos, fugiam das atividades mais complexas de gabinete para ficar só batendo carimbo, juntando etc...Até porque é o certo já que não está nas atribuições deles e não ganham aumento remuneratório com isso...só otário aceitaria isso...Ate por isso formou-se a tese de desvio de função encampada pela jurisprudência do STJ com as consequências remuneratórias (justíssimo)

    Mas agora....ora...os sindicalistas que alegavam desvio de função estão dizendo que houve mudança no processo de trabalho...que os técnicos precisam de nível superior com as consequências (ninguém é besta nem criança) de uma possível equiparação remuneratória no futuro

    Vejam: não se fala mais de desvio de função (essa palavra agora é proibida no dicionário sindical)

    Porque falar em desvio de função neste momento é reconhecer que os técnicos são realmente do suporte, logo, não podem pleitear o nível superior

    Tudo isso também pelo fato de estarem assustados pela possibilidade concreta dos cargos de técnicos não serem reconhecidos como carreira de Estado (com as consequências remuneratórias mediatas - não imediatas) quiçá serem taxados de cargos obsoletos

    O que não quer dizer que o próprio analista não o seja considerado obsoleto no futuro (já disse isso aqui antes)

    Mas vejam como há hiprocrisia. Nunca os sindicalistas estes anos todos defenderam qualquer coisa para os analistas internos. Mas e o aumento de salário? aumento de salário é consequência de uma lei de cargos e salários. pelo fato do cargo de analista ser de nível superior é lógico que teria aumento e maior que os demais cargos

    Mas eu falo dos pleitos que lograram sucesso como GAS e GAE para parcelas específicas dos sindicalizados

    E agora, além do NS, só falam em sobreposição de tabela, o que, na prática, se vingar, é relegar os analistas a nenhum aumento por longos anos até que o técnico equipare ao analista. Também para os oficiais GAE + VPNI e para os agentes de segurança polícia judicial

    E ainda dizem olha não sejam sectários...Mas quem foi sectário estes anos todos e continuam sendo? os técnicos sindicalistas!

    Vejam que o "forum de carreira do CNJ" não contempla uma única benesse ao analista interno

    Observem analistas as propostas sobre descrição dos cargos no link [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    "Sobre as alterações na lei, Vera ressaltou que as propostas são para garantir a mudança na exigência de escolaridade do cargo de técnico para nível superior; introdução da mobilidade horizontal entre áreas de atividade ou retirada da vinculação do cargo às áreas; e introdução na lei da área de especialidade da Polícia Judicial"

    Pessoal, esta história que os analistas é que são sectários é conversa para boi dormir

    Quem tem capacidade de raciocinar devia era, pelo menos, estar enchendo a caixa de e-mail dos conselheiros do CNJ, pressionando para que tenhamos representatividade. Pois sem representatividade, não ganharemos nenhuma melhora
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1961
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 30/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por euvoltei Ter 14 Set 2021, 8:45 am

    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA escreveu:Um dos únicos pontos positivos da "reforma administrativa", ao meu ver, foi a "catiguria" (leia-se sindicalistas dirigentes nos cargos de auxiliares e técnicos judiciários mancomunados com alguns oficiais) dar valor ao cargo de analista, principalmente o da área fim (processual).

    Por muitos anos, fugiam das atividades mais complexas de gabinete para ficar só batendo carimbo, juntando etc...Até porque é o certo já que não está nas atribuições deles e não ganham aumento remuneratório com isso...só otário aceitaria isso...Ate por isso formou-se a tese de desvio de função encampada pela jurisprudência do STJ com as consequências remuneratórias (justíssimo)

    Mas agora....ora...os sindicalistas que alegavam desvio de função estão dizendo que houve mudança no processo de trabalho...que os técnicos precisam de nível superior com as consequências (ninguém é besta nem criança) de uma possível equiparação remuneratória no futuro

    Vejam: não se fala mais de desvio de função (essa palavra agora é proibida no dicionário sindical)

    Porque falar em desvio de função neste momento é reconhecer que os técnicos são realmente do suporte, logo, não podem pleitear o nível superior

    Tudo isso também pelo fato de estarem assustados pela possibilidade concreta dos cargos de técnicos não serem reconhecidos como carreira de Estado (com as consequências remuneratórias mediatas - não imediatas) quiçá serem taxados de cargos obsoletos

    O que não quer dizer que o próprio analista não o seja considerado obsoleto no futuro (já disse isso aqui antes)

    Mas vejam como há hiprocrisia. Nunca os sindicalistas estes anos todos defenderam qualquer coisa para os analistas internos. Mas e o aumento de salário? aumento de salário é consequência de uma lei de cargos e salários. pelo fato do cargo de analista ser de nível superior é lógico que teria aumento e maior que os demais cargos

    Mas eu falo dos pleitos que lograram sucesso como GAS e GAE para parcelas específicas dos sindicalizados

    E agora, além do NS, só falam em sobreposição de tabela, o que, na prática, se vingar, é relegar os analistas a nenhum aumento por longos anos até que o técnico equipare ao analista. Também para os oficiais GAE + VPNI e para os agentes de segurança polícia judicial

    E ainda dizem olha não sejam sectários...Mas quem foi sectário estes anos todos e continuam sendo? os técnicos sindicalistas!

    Vejam que o "forum de carreira do CNJ" não contempla uma única benesse ao analista interno

    Observem analistas as propostas sobre descrição dos cargos no link [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    "Sobre as alterações na lei, Vera ressaltou que as propostas são para garantir a mudança na exigência de escolaridade do cargo de técnico para nível superior; introdução da mobilidade horizontal entre áreas de atividade ou retirada da vinculação do cargo às áreas; e introdução na lei da área de especialidade da Polícia Judicial"

    Pessoal, esta história que os analistas é que são sectários é conversa para boi dormir

    Quem tem capacidade de raciocinar devia era, pelo menos, estar enchendo a caixa de e-mail dos conselheiros do CNJ, pressionando para que tenhamos representatividade. Pois sem representatividade, não ganharemos nenhuma melhora

    Essa conversa de NS que nunca chega é excelente pra cúpula......

    Colocam todo técnico na pressão, pois precisam mostrar que estão preparados pra toda equiparação;
    Então os técnicso ficam dando o gás bem satisfeitos esperando esse futuro que nunca chega...

    Ou seja, nas atividades eles já se comportam como NS, já recebem os 5% de NS... então, porque mudar??Porque dá um fim nessa situação???



    Parece aquela situação dos desenhos animados que penduram um cenoura numa varinha e amarram nas costas do personagem... isso pro personagem correr, correr, correr e nunca pegar a cenoura...




    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Ter 14 Set 2021, 1:56 pm

    euvoltei escreveu:
    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA escreveu:Um dos únicos pontos positivos da "reforma administrativa", ao meu ver, foi a "catiguria" (leia-se sindicalistas dirigentes nos cargos de auxiliares e técnicos judiciários mancomunados com alguns oficiais) dar valor ao cargo de analista, principalmente o da área fim (processual).

    Por muitos anos, fugiam das atividades mais complexas de gabinete para ficar só batendo carimbo, juntando etc...Até porque é o certo já que não está nas atribuições deles e não ganham aumento remuneratório com isso...só otário aceitaria isso...Ate por isso formou-se a tese de desvio de função encampada pela jurisprudência do STJ com as consequências remuneratórias (justíssimo)

    Mas agora....ora...os sindicalistas que alegavam desvio de função estão dizendo que houve mudança no processo de trabalho...que os técnicos precisam de nível superior com as consequências (ninguém é besta nem criança) de uma possível equiparação remuneratória no futuro

    Vejam: não se fala mais de desvio de função (essa palavra agora é proibida no dicionário sindical)

    Porque falar em desvio de função neste momento é reconhecer que os técnicos são realmente do suporte, logo, não podem pleitear o nível superior

    Tudo isso também pelo fato de estarem assustados pela possibilidade concreta dos cargos de técnicos não serem reconhecidos como carreira de Estado (com as consequências remuneratórias mediatas - não imediatas) quiçá serem taxados de cargos obsoletos

    O que não quer dizer que o próprio analista não o seja considerado obsoleto no futuro (já disse isso aqui antes)

    Mas vejam como há hiprocrisia. Nunca os sindicalistas estes anos todos defenderam qualquer coisa para os analistas internos. Mas e o aumento de salário? aumento de salário é consequência de uma lei de cargos e salários. pelo fato do cargo de analista ser de nível superior é lógico que teria aumento e maior que os demais cargos

    Mas eu falo dos pleitos que lograram sucesso como GAS e GAE para parcelas específicas dos sindicalizados

    E agora, além do NS, só falam em sobreposição de tabela, o que, na prática, se vingar, é relegar os analistas a nenhum aumento por longos anos até que o técnico equipare ao analista. Também para os oficiais GAE + VPNI e para os agentes de segurança polícia judicial

    E ainda dizem olha não sejam sectários...Mas quem foi sectário estes anos todos e continuam sendo? os técnicos sindicalistas!

    Vejam que o "forum de carreira do CNJ" não contempla uma única benesse ao analista interno

    Observem analistas as propostas sobre descrição dos cargos no link [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    "Sobre as alterações na lei, Vera ressaltou que as propostas são para garantir a mudança na exigência de escolaridade do cargo de técnico para nível superior; introdução da mobilidade horizontal entre áreas de atividade ou retirada da vinculação do cargo às áreas; e introdução na lei da área de especialidade da Polícia Judicial"

    Pessoal, esta história que os analistas é que são sectários é conversa para boi dormir

    Quem tem capacidade de raciocinar devia era, pelo menos, estar enchendo a caixa de e-mail dos conselheiros do CNJ, pressionando para que tenhamos representatividade. Pois sem representatividade, não ganharemos nenhuma melhora

    Essa conversa de NS que nunca chega é excelente pra cúpula......

    Colocam todo técnico na pressão, pois precisam mostrar que estão preparados pra toda equiparação;
    Então os técnicso ficam dando o gás bem satisfeitos esperando esse futuro que nunca chega...

    Ou seja, nas atividades eles já se comportam como NS, já recebem os 5% de NS... então, porque mudar??Porque dá um fim nessa situação???



    Parece aquela situação dos desenhos animados que penduram um cenoura numa varinha e amarram nas costas do personagem... isso  pro personagem correr, correr, correr e nunca pegar a cenoura...






    Fácil resolver o problema. Sindicalize-se e vote nas próximas eleições. Quem sabe a pauta muda.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1961
    Reputação : 193
    Data de inscrição : 30/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por euvoltei Ter 14 Set 2021, 3:19 pm

    Errado, os sindicatos que tem que mudar, mostrar credibilidade e confiança só pra depois merecer meu dinheiro...

    Continuo no aguardo...
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7716
    Reputação : 573
    Data de inscrição : 13/01/2012

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Galizezin Ter 14 Set 2021, 5:24 pm

    euvoltei escreveu:
    QUEM NAO CHORA NÃO MAMA escreveu:Um dos únicos pontos positivos da "reforma administrativa", ao meu ver, foi a "catiguria" (leia-se sindicalistas dirigentes nos cargos de auxiliares e técnicos judiciários mancomunados com alguns oficiais) dar valor ao cargo de analista, principalmente o da área fim (processual).

    Por muitos anos, fugiam das atividades mais complexas de gabinete para ficar só batendo carimbo, juntando etc...Até porque é o certo já que não está nas atribuições deles e não ganham aumento remuneratório com isso...só otário aceitaria isso...Ate por isso formou-se a tese de desvio de função encampada pela jurisprudência do STJ com as consequências remuneratórias (justíssimo)

    Mas agora....ora...os sindicalistas que alegavam desvio de função estão dizendo que houve mudança no processo de trabalho...que os técnicos precisam de nível superior com as consequências (ninguém é besta nem criança) de uma possível equiparação remuneratória no futuro

    Vejam: não se fala mais de desvio de função (essa palavra agora é proibida no dicionário sindical)

    Porque falar em desvio de função neste momento é reconhecer que os técnicos são realmente do suporte, logo, não podem pleitear o nível superior

    Tudo isso também pelo fato de estarem assustados pela possibilidade concreta dos cargos de técnicos não serem reconhecidos como carreira de Estado (com as consequências remuneratórias mediatas - não imediatas) quiçá serem taxados de cargos obsoletos

    O que não quer dizer que o próprio analista não o seja considerado obsoleto no futuro (já disse isso aqui antes)

    Mas vejam como há hiprocrisia. Nunca os sindicalistas estes anos todos defenderam qualquer coisa para os analistas internos. Mas e o aumento de salário? aumento de salário é consequência de uma lei de cargos e salários. pelo fato do cargo de analista ser de nível superior é lógico que teria aumento e maior que os demais cargos

    Mas eu falo dos pleitos que lograram sucesso como GAS e GAE para parcelas específicas dos sindicalizados

    E agora, além do NS, só falam em sobreposição de tabela, o que, na prática, se vingar, é relegar os analistas a nenhum aumento por longos anos até que o técnico equipare ao analista. Também para os oficiais GAE + VPNI e para os agentes de segurança polícia judicial

    E ainda dizem olha não sejam sectários...Mas quem foi sectário estes anos todos e continuam sendo? os técnicos sindicalistas!

    Vejam que o "forum de carreira do CNJ" não contempla uma única benesse ao analista interno

    Observem analistas as propostas sobre descrição dos cargos no link [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    "Sobre as alterações na lei, Vera ressaltou que as propostas são para garantir a mudança na exigência de escolaridade do cargo de técnico para nível superior; introdução da mobilidade horizontal entre áreas de atividade ou retirada da vinculação do cargo às áreas; e introdução na lei da área de especialidade da Polícia Judicial"

    Pessoal, esta história que os analistas é que são sectários é conversa para boi dormir

    Quem tem capacidade de raciocinar devia era, pelo menos, estar enchendo a caixa de e-mail dos conselheiros do CNJ, pressionando para que tenhamos representatividade. Pois sem representatividade, não ganharemos nenhuma melhora

    Essa conversa de NS que nunca chega é excelente pra cúpula......

    Colocam todo técnico na pressão, pois precisam mostrar que estão preparados pra toda equiparação;
    Então os técnicso ficam dando o gás bem satisfeitos esperando esse futuro que nunca chega...

    Ou seja, nas atividades eles já se comportam como NS, já recebem os 5% de NS... então, porque mudar??Porque dá um fim nessa situação???



    Parece aquela situação dos desenhos animados que penduram um cenoura numa varinha e amarram nas costas do personagem... isso  pro personagem correr, correr, correr e nunca pegar a cenoura...



    NS é tão factível que vem sendo implementado com sucesso nas últimas décadas. o próprio analista já se beneficiou desse artifício, além de carreiras como prf, agente e escrivão da pf, analista tributário da receita federal, entre outras das esferas estadual e municipal. vejam também o exercício do magistério, que hoje exige nível superior e tempos atrás não se exigia.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2690
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por androsvilazza Ter 14 Set 2021, 5:26 pm

    Não gosto muito de fazer análises e expor opiniões negativas/pessimistas sem, na mesma ocasião, apresentar algum contraponto positivo, ou uma possibilidade de solução, mas já que o assunto surgiu, acho importante dizer o que penso sobre os sindicatos (no que, acredito, não estou sozinho):

    A política sindical é um simulacro fiel - em menor escala - da política tradicional:

    - a primeira prioridade dos "eleitos" (dirigentes sindicais ou políticos tradicionais) é garantir sua permanência à frente do processo decisório, via reeleição ou manutenção do seu grupo no poder;

    - a segunda prioridade é defender os interesses daqueles grupos que podem ajudar no primeiro objetivo. Então, para um político tradicional, é ser instrumento de lobby do seu eleitorado cativo, ou de setores que auxiliem na sua reeleição. Para sindicalistas, é defender os interesses de um subgrupo que seja importante para a reeleição dos atuais dirigentes.

    - quanto ao restante da "população/eleitorado", a ideia é vender esperanças, a ideia de que "estamos trabalhando para o bem de todos". Mas isso nunca é verdade, até porque, em certas pautas, para haver "vencedores", há que se determinar quem serão os "perdedores". Nem sempre o jogo é de ganha-ganha.

    Até aqui, nenhuma novidade, só a realidade como ela é. Mas o ponto realmente pessimista da minha análise é que não há muito o que se possa fazer (ativamente), no máximo confiar nas "instituições", e que a ganância excessiva sirva de obstáculo à própria intenção dos políticos (sindicais ou tradicionais). Explico melhor:

    Não vejo possibilidade de mudar a política sindical por meio das "vias tradicionais" (filiação e voto). Primeiro, porque não estudei e fiz concurso pra ser dirigente sindical, não tenho talento nem saco pra essa vida. Segundo, porque os dirigentes sindicais (embora devessem representar a toda a categoria) são reflexo fiel do seu eleitorado: se defendem pautas como "NS para técnicos", e os técnicos, em maior número, acreditam que tais pautas lhes sejam favoráveis, os mesmos dirigentes continuarão a ser eleitos.

    Nesse ponto, a política sindical é menos democrática que a política tradicional. Ao contrário desta, que tem instrumentos para defender os direitos das minorias, a política sindical reforça a "democracia das maiorias". E o "pior" é que, na democracia das maiorias, não há negociação para atenuar os prejuízos às minorias. Do mesmo modo, não adianta uma minoria "ter razão", se o que vale é a opinião da maioria. Pra ficar em dois exemplos práticos (um pretérito e outro futuro), durante o governo Temer, eu (uma minoria) alertava para os riscos de que, rejeitada a reforma previdenciária, uma reforma ainda mais dura fosse apresentada e aprovada no próximo governo. Tinha razão, como hoje sabemos.

    Mais uma vez, aposto que a dita "reforma administrativa", da forma como está proposta, é muito suave e tira a discussão, temporariamente, da mesa; devendo, portanto, ser apoiada (ou não combatida). Acredito, de novo, ter razão e que, rejeitado esse texto, um outro deverá ser apresentado pelo próximo governo, independentemente da sua ideologia. Com um apoio maior e, provavelmente, em situação econômica pior, a tendência é que o texto seja mais duro que o atual, e obtenha ainda maior apoio da opinião pública.

    Com razão ou sem razão, esse tipo de argumentação nunca teria sucesso em eventual campanha para uma diretoria sindical, porque o eleitorado, via de regra, valoriza mais a "luta" que os resultados. Uma pauta isonômica, do tipo "reajustes (proporcionalmente) iguais para todos" também tem pouca chance de sucesso, porque as "maiorias", em geral, se sentem historicamente prejudicadas, sendo merecedoras de reparação. Técnicos se sentem desvalorizados frente aos analistas; técnicos e analistas "sem incorporações" se sentem injustiçados perante os incorporados; técnicos, analistas e incorporados da ativa sentem-se menos beneficiados que alguns inativos, que possuem direitos ou salários que hoje já não são mais praticados.

    Assim, a tendência é que não haja mudança na política sindical, ao menos não na atual realidade (quem sabe, mudando-se as "regras do jogo", as direções sindicais se vejam obrigadas a mudar sua postura).

    Como contraponto (ou luz no fim do túnel, se preferirem), aponto que, via de regra, as pautas das direções sindicais não são necessariamente acatadas pela administração. Os projetos de lei que incluem previsão de reajustes costumam ser elaborados a despeito do que os sindicatos defendam, visando atingir os interesses da própria administração, o que acham estrategicamente mais interessante. Por exemplo, no último reajuste, ninguém defendia aumento nas CJ's; pelo contrário, a maioria dos servidores defenderia seu congelamento, em troca de um aumento na GAJ ligeiramente maior. Ainda assim, o projeto incluiu o reajuste nas CJ's, e concentração do aumento na GAJ (e não no VB, como boa parte das direções sindicais defendia).
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2690
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por androsvilazza Ter 14 Set 2021, 5:39 pm

    Galizezin escreveu:

    NS é tão factível que vem sendo implementado com sucesso nas últimas décadas. o próprio analista já se beneficiou desse artifício, além de carreiras como prf, agente e escrivão da pf, analista tributário da receita federal, entre outras das esferas estadual e municipal. vejam também o exercício do magistério, que hoje exige nível superior e tempos atrás não se exigia.

    Concordo que o NS seja factível, mas tento manter minha visão nos motivos que levariam a Administração a adotar essa mudança: qual a vantagem para o Judiciário (e não para os servidores) que justificaria a alteração?

    Vejo duas possibilidades principais, ambas envolvendo a criação de folga no orçamento:

    1) extinção do adicional de nível superior (aquele de 5%): se o cargo exige nível superior como requisito para o ingresso, não há justificativa para a existência do adicional de nível superior. Assim, deixariam de pagar esse adicional a todos os técnicos que hoje o recebem, abrindo alguma (pequena) margem no orçamento;

    2) recriação de uma carreira básica, que exija nível médio e tenha salários menores (já expliquei essa "proposta" anteriormente, com mais detalhes): Pode-se passar o técnico para nível superior, mantendo a tabela atual de vencimentos, e recriar o cargo de auxiliar/assistente administrativo, desta vez exigindo nível médio, e com tabelas inferiores. Isso possibilitaria a reposição de pessoal a um custo menor. Outra alternativa (também já discutida) seria a criação de níveis salariais abaixo da tabela atual (por exemplo, criando-se 10 ou 15 níveis abaixo da tabela atual de técnico, e cada novo servidor entraria no início dessa tabela). Creio, no entanto, que a alternativa de recriação do cargo de auxiliar seria mais atrativa para a administração que o "espichamento" das tabelas, porque o teto/final de carreira para estes servidores também seria reduzido.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7716
    Reputação : 573
    Data de inscrição : 13/01/2012

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Galizezin Ter 14 Set 2021, 9:04 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:

    NS é tão factível que vem sendo implementado com sucesso nas últimas décadas. o próprio analista já se beneficiou desse artifício, além de carreiras como prf, agente e escrivão da pf, analista tributário da receita federal, entre outras das esferas estadual e municipal. vejam também o exercício do magistério, que hoje exige nível superior e tempos atrás não se exigia.

    Concordo que o NS seja factível, mas tento manter minha visão nos motivos que levariam a Administração a adotar essa mudança: qual a vantagem para o Judiciário (e não para os servidores) que justificaria a alteração?

    Vejo duas possibilidades principais, ambas envolvendo a criação de folga no orçamento:

    1) extinção do adicional de nível superior (aquele de 5%): se o cargo exige nível superior como requisito para o ingresso, não há justificativa para a existência do adicional de nível superior. Assim, deixariam de pagar esse adicional a todos os técnicos que hoje o recebem, abrindo alguma (pequena) margem no orçamento;

    2) recriação de uma carreira básica, que exija nível médio e tenha salários menores (já expliquei essa "proposta" anteriormente, com mais detalhes): Pode-se passar o técnico para nível superior, mantendo a tabela atual de vencimentos, e recriar o cargo de auxiliar/assistente administrativo, desta vez exigindo nível médio, e com tabelas inferiores. Isso possibilitaria a reposição de pessoal a um custo menor. Outra alternativa (também já discutida) seria a criação de níveis salariais abaixo da tabela atual (por exemplo, criando-se 10 ou 15 níveis abaixo da tabela atual de técnico, e cada novo servidor entraria no início dessa tabela). Creio, no entanto, que a alternativa de recriação do cargo de auxiliar seria mais atrativa para a administração que o "espichamento" das tabelas, porque o teto/final de carreira para estes servidores também seria reduzido.

    concordo, mas vejo que essa linha de raciocínio remete a administração para o toma lá dá cá, e isso não é perseguir a excelência no serviço público. por exemplo, quando o governo decidiu implementar nível superior para agente da pf quis, na verdade elevar a carreira como um todo, sendo as vantagens indireta à administração, que passaria a recepcionar um corpo funcional mais qualificado.
    por outro lado, ao tempo em que o ensino médio é extinto e se deixa de pagar o AQ haverá uma corrida desses servidores para se qualificarem, buscando uma pós-graduação, no mínimo.
    da mesma forma, a administração poderá alterar o rol de atribuições do cargo técnico, exigindo a realização de serviços de maior complexidade.
    certo é que na administração pública não deveria existir nenhum cargo de nível médio.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2690
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por androsvilazza Ter 14 Set 2021, 9:59 pm

    Galizezin escreveu:

    concordo, mas vejo que essa linha de raciocínio remete a administração para o toma lá dá cá, e isso não é perseguir a excelência no serviço público. por exemplo, quando o governo decidiu implementar nível superior para agente da pf quis, na verdade elevar a carreira como um todo, sendo as vantagens indireta à administração, que passaria a recepcionar um corpo funcional mais qualificado.
    por outro lado, ao tempo em que o ensino médio é extinto e se deixa de pagar o AQ haverá uma corrida desses servidores para se qualificarem, buscando uma pós-graduação, no mínimo.
    da mesma forma, a administração poderá alterar o rol de atribuições do cargo técnico, exigindo a realização de serviços de maior complexidade.
    certo é que na administração pública não deveria existir nenhum cargo de nível médio.

    Concordo plenamente, e essa seria uma situação de organização "ideal" do serviço público, que estimularia uma maior qualificação dos servidores (dos atuais e entrantes). Mas eu estava tentando considerar a nossa situação "real", com seus vícios e defeitos, e qual seria a melhor solução para ela. Vejo dois grandes problemas que poderiam ter uma solução encaminhada com a "proposta" de recriação de um cargo inferior, de nível médio (sempre destaco entre aspas, porque não há nenhuma proposta formal/oficial nesse sentido, nem mesmo boato; é apenas uma alternativa, saída da minha cabeça, para encontrar soluções aos nossos problemas atuais):

    1) aperto orçamentário: esse não tem solução fácil. Ou se aumentam as receitas, ou se reduzem as despesas. O aumento de receitas está descartado na vigência do teto de gastos (mesmo se revogarem o teto, há um limite para o aumento de tributação, sem sufocar a economia). E a redução de despesas, no cenário atual (e com o plano de carreira atual), só seria possível com a redução do quadro de servidores (que vai na contramão da expansão da demanda pelo Judiciário);

    2) O Judiciário ainda possui várias atribuições de baixa complexidade, e alguém precisa realizá-las. Exigir nível superior para ingresso não vai mudar a percepção que a sociedade tem do "carimbador de papel que recebe 10mil". A única coisa que mudaria é se os técnicos passarem a exercer atribuições de fato mais complexas, e alguém (com menores salários) absorvesse as funções de baixa complexidade. Poderia ser com a recriação do auxiliar administrativo, com a criação de um cargo de contratação temporária (caso se torne possível com a reforma), ou com a terceirização dos serviços (que, certamente, seria atacada pelos nossos representantes nos sindicatos).

    A verdade é que, na minha visão, a única chance que nós (técnicos e analistas) temos de receber alguma valorização no médio prazo seria com a redução do número de servidores nesses cargos (de salários mais altos), tornando-nos uma espécie de "carreira de elite" no Judiciário, e obviamente com uma carreira abaixo da nossa (de menor salário e complexidade). Já que ninguém quer ser mandado embora pra ajudar na redução do contingente, uma alternativa boa seria a redução dos novos entrantes (em quantidade e/ou salários de entrada).
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7716
    Reputação : 573
    Data de inscrição : 13/01/2012

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Galizezin Ter 14 Set 2021, 10:41 pm

    certo


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Qua 15 Set 2021, 1:06 pm

    euvoltei escreveu:Errado, os sindicatos que tem que mudar, mostrar credibilidade e confiança só pra depois merecer meu dinheiro...

    Continuo no aguardo...



    Como mudar uma coisa sem participar dela? Ficar torcendo e reclamando não resolve. O Sindicato é a forma legal de representação da categoria, aqui é só bate-papo.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1498
    Reputação : 159
    Data de inscrição : 26/03/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por ale1969 Qua 15 Set 2021, 1:12 pm

    androsvilazza escreveu:
    Galizezin escreveu:

    concordo, mas vejo que essa linha de raciocínio remete a administração para o toma lá dá cá, e isso não é perseguir a excelência no serviço público. por exemplo, quando o governo decidiu implementar nível superior para agente da pf quis, na verdade elevar a carreira como um todo, sendo as vantagens indireta à administração, que passaria a recepcionar um corpo funcional mais qualificado.
    por outro lado, ao tempo em que o ensino médio é extinto e se deixa de pagar o AQ haverá uma corrida desses servidores para se qualificarem, buscando uma pós-graduação, no mínimo.
    da mesma forma, a administração poderá alterar o rol de atribuições do cargo técnico, exigindo a realização de serviços de maior complexidade.
    certo é que na administração pública não deveria existir nenhum cargo de nível médio.

    Concordo plenamente, e essa seria uma situação de organização "ideal" do serviço público, que estimularia uma maior qualificação dos servidores (dos atuais e entrantes). Mas eu estava tentando considerar a nossa situação "real", com seus vícios e defeitos, e qual seria a melhor solução para ela. Vejo dois grandes problemas que poderiam ter uma solução encaminhada com a "proposta" de recriação de um cargo inferior, de nível médio (sempre destaco entre aspas, porque não há nenhuma proposta formal/oficial nesse sentido, nem mesmo boato; é apenas uma alternativa, saída da minha cabeça, para encontrar soluções aos nossos problemas atuais):

    1) aperto orçamentário: esse não tem solução fácil. Ou se aumentam as receitas, ou se reduzem as despesas. O aumento de receitas está descartado na vigência do teto de gastos (mesmo se revogarem o teto, há um limite para o aumento de tributação, sem sufocar a economia). E a redução de despesas, no cenário atual (e com o plano de carreira atual), só seria possível com a redução do quadro de servidores (que vai na contramão da expansão da demanda pelo Judiciário);

    2) O Judiciário ainda possui várias atribuições de baixa complexidade, e alguém precisa realizá-las. Exigir nível superior para ingresso não vai mudar a percepção que a sociedade tem do "carimbador de papel que recebe 10mil". A única coisa que mudaria é se os técnicos passarem a exercer atribuições de fato mais complexas, e alguém (com menores salários) absorvesse as funções de baixa complexidade. Poderia ser com a recriação do auxiliar administrativo, com a criação de um cargo de contratação temporária (caso se torne possível com a reforma), ou com a terceirização dos serviços (que, certamente, seria atacada pelos nossos representantes nos sindicatos).

    A verdade é que, na minha visão, a única chance que nós (técnicos e analistas) temos de receber alguma valorização no médio prazo seria com a redução do número de servidores nesses cargos (de salários mais altos), tornando-nos uma espécie de "carreira de elite" no Judiciário, e obviamente com uma carreira abaixo da nossa (de menor salário e complexidade). Já que ninguém quer ser mandado embora pra ajudar na redução do contingente, uma alternativa boa seria a redução dos novos entrantes (em quantidade e/ou salários de entrada).



    Companheiro, o quê é isso? Gostarias que o salário fosse rebaixado quando tomastes posse? Ou ganhamos todos(Técnicos, Analistas, ativos e inativos), ou lutaremos juntos. Ninguém fica para trás!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2690
    Reputação : 508
    Data de inscrição : 22/01/2015

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por androsvilazza Qua 15 Set 2021, 2:22 pm

    ale1969 escreveu:
    Companheiro, o quê é isso? Gostarias que o salário fosse rebaixado quando tomastes posse? Ou ganhamos todos(Técnicos, Analistas, ativos e inativos), ou lutaremos juntos. Ninguém fica para trás!

    Não gostaria, não. Na verdade, gostaria de um aumento de 100 ou 1000% nos salários, para ativos, inativos e até para quem nem trabalha no Judiciário. Mas eu tento adequar meus "desejos" à realidade, buscar soluções que considero factíveis para os problemas e obstáculos reais que se apresentam (ainda que não sejam soluções "ideais" e estejam longe do que eu "gostaria").

    Uma solução que propus é que as atribuições sejam melhor definidas e separadas, direcionando analistas e técnicos para atribuições de maior complexidade, e deixando todas as tarefas de menor complexidade para um novo cargo, que faria jus a um salário menor que o dos atuais técnicos. Não vejo injustiça na medida: se a pessoa está realizando atribuições mais simples, um salário modesto (e ainda superior à renda média da população brasileira) é justíssimo. Eu poderia até argumentar que injustiça é continuar contratando "carimbador de papel" a 10 mil, enquanto boa parte da população brasileira passa fome, e ao mesmo tempo em que faltam recursos para repor pessoal necessário em várias unidades do Judiciário Brasil afora. Mas prefiro manter o foco sobre os desafios da gestão pública (em vez de passar tempo discorrendo sobre justiça social e a captura do Estado por grupos de interesse - dos quais fazemos parte, ainda que estejamos longe de ser os mais privilegiados).

    Como qualquer outra pessoa, prefiro os jogos de "ganha-ganha" mas, pessoalmente, não consigo me prender a utopias. Em vez disso, busco pensar em como alcançar o melhor resultado possível, dentro das circunstâncias reais que nos cercam. Na ciência econômica, esse é um conceito próximo do "ótimo de Pareto", que é o cenário em que a soma das satisfações individuais é maximizada. Podem haver arranjos diferentes que sejam mais favoráveis a um ou outro indivíduo, mas o aumento na satisfação deste indivíduo estaria sendo compensado por uma perda de satisfação ainda maior nos demais componentes. A solução que eu propus me parece razoável, ainda que possa, obviamente, ser melhorada. Ao contrário do que você supõe, na minha visão, mesmo quem entrasse (em um novo cargo, com salário reduzido), estaria em situação melhor que na alternativa (manter a estrutura atual e não ter recursos suficientes para novos reajustes ou contratações). Afinal de contas, para um concurseiro, é melhor ter chance de ser nomeado para um cargo de remuneração menor (com atribuições compatíveis à remuneração, repito), do que concorrer a cargos de remuneração alta que nunca serão nomeados por falta de recursos. Se adotada a solução, o cenário também seria mais positivo para os atuais servidores, ativos e inativos, uma vez que seria reduzida a pressão orçamentária, possibilitando reajustes e reposição de pessoal (tão grave quanto a ausência de reajustes seria o congelamento das nomeações, sem reposição do pessoal).

    Se alguém tiver solução melhor, mais "justa e equitativa", que seja capaz de agradar gregos e troianos, técnicos e analistas, servidores ativos, inativos e futuros, que fique à vontade para desenvolver tal proposta e apresentar. Espero, de fato, que seja uma solução factível, que contorne os diversos obstáculos hoje existentes, e que apresente um cenário melhor do que aquele que eu vislumbro para o futuro da nossa carreira (não vale propor "ou todo mundo se dá muito bem, juntos, ou ficamos todos no zero, porque essa é uma "solução" que traria um cenário, no geral, pior do que o que eu propus).

    P.S.: É útil salientar (embora seja óbvio) que essa minha "proposta" é mero exercício de raciocínio. É o que eu, provavelmente, proporia se fizesse parte da administração do PJU ou da direção sindical. Como não faço parte de qualquer dos dois, a "proposta" não tem qualquer validade ou mesmo influência no debate, ficando restrita ao espaço deste fórum. Como eu disse, quem discordar pode sugerir melhorias à ideia; propor outra alternativa que considere superior; ou simplesmente ignorar (o efeito prático, com relação ao impacto real na nossa carreira, será o mesmo).


    Conteúdo patrocinado

    REFORMA ADMINISTRATIVA - Página 13 Empty Re: REFORMA ADMINISTRATIVA

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 21 Out 2021, 8:49 pm