PCS JÁ

PCS JÁ



    Assuntos gerais: economia & política

    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 521
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Sex 29 Maio 2020, 10:19 am

    euvoltei escreveu:
    Justo escreveu:
    euvoltei escreveu:
    RicardoMII escreveu:

    Liberdade pra mentir ?
    Dispenso.

    Quando o apoiador da esquerda chama o apoiador do Bolso de gado, está se cumprindo aquela máxima de "chame-o do que você é, acuse-o do que você faz"

    Preferem o silêncio ou algum seborreico lhe vigiando do que ter liberdade de falar....

    Querem voluntariamente entregar seu livre arbítrio, que é um dom divino, na mão de algum belo político brasileiro, que delegará para um comissionado puxa-saco, que poderá então, ditar o que poderá ser dito e o que não poderá ser dito....




    Quanto ao último parágrafo: pois é; é o que o GADO já faz: nada pode ser questionado; o que o Boçal diz é lei e deve ser cumprido, sob pena de ser comunista, esquerdista, petralha e blá blá blá... Não é à toa que são chamados de GADO.

    Ou o senhor acredita que, na "miliciocracia" Boçalnauro, seria diferente? Haveria liberdade do que pode ou não ser dito e feito?



    Quanto diferença!Cada um é livre para acreditar em quem quiser... há quem acredite no lula, é um direito de cada um, e todos estão livres para mudar de opinião e expor isso....

    Daí, a defender que o ESTADO com seus belos políticos, criem aparelhos para vigiar  e fazer patrulhamento do que é dito é outra coisa....

    Cada dia mais me convenço que somos remunerados além do merecido... pq até o nível até de interpretação é baixíssimo...




    Se criassem notícias falsas sobre você, você ficaria feliz??

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1909
    Reputação : 188
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Sex 29 Maio 2020, 11:47 am

    Pipoca escreveu:
    euvoltei escreveu:
    Justo escreveu:
    euvoltei escreveu:

    Quando o apoiador da esquerda chama o apoiador do Bolso de gado, está se cumprindo aquela máxima de "chame-o do que você é, acuse-o do que você faz"

    Preferem o silêncio ou algum seborreico lhe vigiando do que ter liberdade de falar....

    Querem voluntariamente entregar seu livre arbítrio, que é um dom divino, na mão de algum belo político brasileiro, que delegará para um comissionado puxa-saco, que poderá então, ditar o que poderá ser dito e o que não poderá ser dito....




    Quanto ao último parágrafo: pois é; é o que o GADO já faz: nada pode ser questionado; o que o Boçal diz é lei e deve ser cumprido, sob pena de ser comunista, esquerdista, petralha e blá blá blá... Não é à toa que são chamados de GADO.

    Ou o senhor acredita que, na "miliciocracia" Boçalnauro, seria diferente? Haveria liberdade do que pode ou não ser dito e feito?



    Quanto diferença!Cada um é livre para acreditar em quem quiser... há quem acredite no lula, é um direito de cada um, e todos estão livres para mudar de opinião e expor isso....

    Daí, a defender que o ESTADO com seus belos políticos, criem aparelhos para vigiar  e fazer patrulhamento do que é dito é outra coisa....

    Cada dia mais me convenço que somos remunerados além do merecido... pq até o nível até de interpretação é baixíssimo...




    Se criassem notícias falsas sobre você, você ficaria feliz??


    é só processar... fazer BO e ir pra Justiça...já tem lei até demais pra isso....

    Agora aplaudir a censura e o bloqueio de diversos perfis de jornalistas e pessoas identificadas em redes sociais é insanidade.....

    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3303
    Reputação : 428
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos Sex 29 Maio 2020, 3:36 pm

    RicardoMII escreveu:
    Liberdade pra mentir ?
    Dispenso.

    SIM, a liberdade deve ser irrestrita, inclusive para mentir e, se for o caso, dependendo do objetivo e do interesse, responsabilizado.

    Eu fico estarrecido quando vejo pessoas esclarecidas defendendo censura, controladores. E quem ou o que controla os controladores, a que interesse eles vão servir?

    A começar, não existe um monopólio da verdade, isto é algo concebível apenas por um ser abstrato, que compreende tudo e todos, de maneira atemporal. Seres humanos sempre estarão limitados a pontos de vista, que podem ser mais ou menos factíveis conforme uma série de fatores.

    Exemplo crasso: Coreia do Norte. Lá acreditam que Kim Il-sung é quase uma divindade, que criou tudo o que há "de bom" no mundo deles. E como isto sobrevive? Graças ao isolamento que o país tem. Se você quiser viajar para conhecer a Coreia do Norte, será vigiado, acompanhado, poderá tirar pouquíssimas fotos. Mas não tem medo de você, e sim daquilo que pode trazer.
    Com uma abertura ao mundo, provavelmente nenhum norte coreano médio perderia, e sim aqueles que estão no poder.

    Só existe um meio de se chegar próximo à verdade: através da reflexão e do contraditório. Não dê o peixe, ensine a pescar. O dia que as pessoas entenderem como precisam analisar os fatos, consultar opiniões divergentes e formar um ponto de vista crítico, a coisa muda de figura.
    Mas certamente isto não é quem tem planos de domínio e controle de massa.

    “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”.
    Pelo visto, é algo que poucos entendem.
    Protocol
    Protocol
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 499
    Reputação : 50
    Data de inscrição : 01/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Protocol Sex 29 Maio 2020, 3:38 pm

    euvoltei escreveu:
    Pipoca escreveu:
    euvoltei escreveu:
    Justo escreveu:

    Quanto ao último parágrafo: pois é; é o que o GADO já faz: nada pode ser questionado; o que o Boçal diz é lei e deve ser cumprido, sob pena de ser comunista, esquerdista, petralha e blá blá blá... Não é à toa que são chamados de GADO.

    Ou o senhor acredita que, na "miliciocracia" Boçalnauro, seria diferente? Haveria liberdade do que pode ou não ser dito e feito?



    Quanto diferença!Cada um é livre para acreditar em quem quiser... há quem acredite no lula, é um direito de cada um, e todos estão livres para mudar de opinião e expor isso....

    Daí, a defender que o ESTADO com seus belos políticos, criem aparelhos para vigiar  e fazer patrulhamento do que é dito é outra coisa....

    Cada dia mais me convenço que somos remunerados além do merecido... pq até o nível até de interpretação é baixíssimo...




    Se criassem notícias falsas sobre você, você ficaria feliz??


    é só processar... fazer BO e ir pra Justiça...já tem lei até demais pra isso....

    Agora aplaudir a censura e o bloqueio de diversos perfis de jornalistas e pessoas identificadas em redes sociais é insanidade.....


    Sobre bloqueio de perfis, seja de jornalistas, de militantes fanáticos, de agentes políticos, de empresários, etc, concordo contigo, é medida autoritária, pois implica impedir pessoas de se manifestar, e reprovável.

    No entanto, se as manifestações ofendem pessoas e envolvem o cometimento de crimes (calúnia, difamação, ameaça, etc), por essas manifestações específicas aqueles que as emitem DEVEM por lei ser responsabilizados, civil, criminal e administrativamente (quando cabível).

    Nesse ponto, apesar de acreditar que o "inquérito das fake news" é uma aberração jurídica, a atuação do Poder Judiciário para coibir abusos é importante e necessária.

    Ninguém está acima da lei, e mesmo que o Presidente da República se sinta constrangido e pessoalmente ofendido (o que é compreensível, já que muitos dos investigados são amigos e apoiadores), não dá para surtar, perder o equilíbrio, pois a conduta e as palavras que profere são analisadas de lupa pelo peso que o cargo possui, o que é absolutamente natural em relação a qualquer chefe de estado e de governo (comandante em chefe das forças armadas, chefe do Poder Executivo Federal, condutor da política econômica, etc).
    RicardoMII
    RicardoMII
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2059
    Reputação : 8
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : João Pessoa

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por RicardoMII Sex 29 Maio 2020, 9:24 pm

    josebarbos escreveu:
    RicardoMII escreveu:
    Liberdade pra mentir ?
    Dispenso.

    SIM, a liberdade deve ser irrestrita, inclusive para mentir e, se for o caso, dependendo do objetivo e do interesse, responsabilizado.

    Eu fico estarrecido quando vejo pessoas esclarecidas defendendo censura, controladores. E quem ou o que controla os controladores, a que interesse eles vão servir?

    A começar, não existe um monopólio da verdade, isto é algo concebível apenas por um ser abstrato, que compreende tudo e todos, de maneira atemporal. Seres humanos sempre estarão limitados a pontos de vista, que podem ser mais ou menos factíveis conforme uma série de fatores.

    Exemplo crasso: Coreia do Norte. Lá acreditam que Kim Il-sung é quase uma divindade, que criou tudo o que há "de bom" no mundo deles. E como isto sobrevive? Graças ao isolamento que o país tem. Se você quiser viajar para conhecer a Coreia do Norte, será vigiado, acompanhado, poderá tirar pouquíssimas fotos. Mas não tem medo de você, e sim daquilo que pode trazer.
    Com uma abertura ao mundo, provavelmente nenhum norte coreano médio perderia, e sim aqueles que estão no poder.

    Só existe um meio de se chegar próximo à verdade: através da reflexão e do contraditório. Não dê o peixe, ensine a pescar. O dia que as pessoas entenderem como precisam analisar os fatos, consultar opiniões divergentes e formar um ponto de vista crítico, a coisa muda de figura.
    Mas certamente isto não é quem tem planos de domínio e controle de massa.

    “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”.
    Pelo visto, é algo que poucos entendem.

    Logo no inicio, vc tocou justamente no ponto, responsabilização.
    Na extensa maioria dos casos das fake news ninguém é responsabilizado, além disso, as pessoas tem uma forte tendência a somente acreditar na primeira "noticia" que tem contato sobre qualquer assunto, os esclarecimentos e desmentidos tem impacto mínimo. Deveria ser assim ? Não, num mundo ideal as pessoas usariam sua capacidade para avaliar e filtrar o joio do trigo, mas em um mundo ideal também não existiriam pessoas que querem se sobressair baseado em mentiras sobre elas e os outros, uma coisa é opinião, outra bem diferente é propagar "noticias" falsas de forma proposital e planejada, até onde li o projeto não proibe ninguém de emitir sua opinião, mas os que querem transformar a própria opinião em verdade absoluta, através de uma extensa propagação de mentiras parece que precisarão alterar suas estratégias.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1909
    Reputação : 188
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Sab 30 Maio 2020, 9:52 am

    RicardoMII escreveu:

    Logo no inicio, vc tocou justamente no ponto, responsabilização.
    Na extensa maioria dos casos das fake news ninguém é responsabilizado, além disso, as pessoas tem uma forte tendência a somente acreditar na primeira "noticia" que tem contato sobre qualquer assunto, os esclarecimentos e desmentidos tem impacto mínimo. Deveria ser assim ? Não, num mundo ideal as pessoas usariam sua capacidade para avaliar e filtrar o joio do trigo, mas em um mundo ideal também não existiriam pessoas que querem se sobressair baseado em mentiras sobre elas e os outros, uma coisa é opinião, outra bem diferente é propagar "noticias" falsas de forma proposital e planejada, até onde li o projeto não proibe ninguém de emitir sua opinião, mas os que querem transformar a própria opinião em verdade absoluta, através de uma extensa propagação de mentiras parece que precisarão alterar suas estratégias.


    A mentira?? A mentira nasceu junto com o homem...

    Então será um projeto Lei do Brasil que acabará com a mentira?

    É simplesmente ridículo....

    Uma lei dessas servirá para censurar as opiniões contrárias, taxando-as simplemente como mentiras!

    Frodo
    Frodo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 217
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 08/07/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Frodo Seg 01 Jun 2020, 11:09 am

    josebarbos escreveu:
    RicardoMII escreveu:
    Liberdade pra mentir ?
    Dispenso.

    SIM, a liberdade deve ser irrestrita, inclusive para mentir e, se for o caso, dependendo do objetivo e do interesse, responsabilizado.

    Eu fico estarrecido quando vejo pessoas esclarecidas defendendo censura, controladores. E quem ou o que controla os controladores, a que interesse eles vão servir?

    A começar, não existe um monopólio da verdade, isto é algo concebível apenas por um ser abstrato, que compreende tudo e todos, de maneira atemporal. Seres humanos sempre estarão limitados a pontos de vista, que podem ser mais ou menos factíveis conforme uma série de fatores.

    Exemplo crasso: Coreia do Norte. Lá acreditam que Kim Il-sung é quase uma divindade, que criou tudo o que há "de bom" no mundo deles. E como isto sobrevive? Graças ao isolamento que o país tem. Se você quiser viajar para conhecer a Coreia do Norte, será vigiado, acompanhado, poderá tirar pouquíssimas fotos. Mas não tem medo de você, e sim daquilo que pode trazer.
    Com uma abertura ao mundo, provavelmente nenhum norte coreano médio perderia, e sim aqueles que estão no poder.

    Só existe um meio de se chegar próximo à verdade: através da reflexão e do contraditório. Não dê o peixe, ensine a pescar. O dia que as pessoas entenderem como precisam analisar os fatos, consultar opiniões divergentes e formar um ponto de vista crítico, a coisa muda de figura.
    Mas certamente isto não é quem tem planos de domínio e controle de massa.

    “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”.
    Pelo visto, é algo que poucos entendem.

    Quando você defende a liberdade irrestrita, e na mesma frase, infere a responsabilização, você trata de um tema bem restrito.

    O assunto em pauta trata de produção de informações falsas ou caluniosas através de perfis falsos e robôs. Neste caso, é impossível defender liberdade sem defender falsidade ideológica.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3303
    Reputação : 428
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos Seg 01 Jun 2020, 12:44 pm

    Frodo escreveu:
    josebarbos escreveu:
    RicardoMII escreveu:
    Liberdade pra mentir ?
    Dispenso.

    SIM, a liberdade deve ser irrestrita, inclusive para mentir e, se for o caso, dependendo do objetivo e do interesse, responsabilizado.

    Eu fico estarrecido quando vejo pessoas esclarecidas defendendo censura, controladores. E quem ou o que controla os controladores, a que interesse eles vão servir?

    A começar, não existe um monopólio da verdade, isto é algo concebível apenas por um ser abstrato, que compreende tudo e todos, de maneira atemporal. Seres humanos sempre estarão limitados a pontos de vista, que podem ser mais ou menos factíveis conforme uma série de fatores.

    Exemplo crasso: Coreia do Norte. Lá acreditam que Kim Il-sung é quase uma divindade, que criou tudo o que há "de bom" no mundo deles. E como isto sobrevive? Graças ao isolamento que o país tem. Se você quiser viajar para conhecer a Coreia do Norte, será vigiado, acompanhado, poderá tirar pouquíssimas fotos. Mas não tem medo de você, e sim daquilo que pode trazer.
    Com uma abertura ao mundo, provavelmente nenhum norte coreano médio perderia, e sim aqueles que estão no poder.

    Só existe um meio de se chegar próximo à verdade: através da reflexão e do contraditório. Não dê o peixe, ensine a pescar. O dia que as pessoas entenderem como precisam analisar os fatos, consultar opiniões divergentes e formar um ponto de vista crítico, a coisa muda de figura.
    Mas certamente isto não é quem tem planos de domínio e controle de massa.

    “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”.
    Pelo visto, é algo que poucos entendem.

    A preocupação não é com as notícias falsas, mas com as verdadeiras.
    Num sistema livre, talvez haja alguma verdade. No fechado, a única certeza é que ela inexistirá.

    Quando você defende a liberdade irrestrita, e na mesma frase, infere a responsabilização, você trata de um tema bem restrito.

    O assunto em pauta trata de produção de informações falsas ou caluniosas através de perfis falsos e robôs. Neste caso, é impossível defender liberdade sem defender falsidade ideológica.
    Frodo
    Frodo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 217
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 08/07/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Frodo Seg 01 Jun 2020, 9:56 pm

    josebarbos escreveu:
    Frodo escreveu:
    josebarbos escreveu:
    RicardoMII escreveu:
    Liberdade pra mentir ?
    Dispenso.

    SIM, a liberdade deve ser irrestrita, inclusive para mentir e, se for o caso, dependendo do objetivo e do interesse, responsabilizado.

    Eu fico estarrecido quando vejo pessoas esclarecidas defendendo censura, controladores. E quem ou o que controla os controladores, a que interesse eles vão servir?

    A começar, não existe um monopólio da verdade, isto é algo concebível apenas por um ser abstrato, que compreende tudo e todos, de maneira atemporal. Seres humanos sempre estarão limitados a pontos de vista, que podem ser mais ou menos factíveis conforme uma série de fatores.

    Exemplo crasso: Coreia do Norte. Lá acreditam que Kim Il-sung é quase uma divindade, que criou tudo o que há "de bom" no mundo deles. E como isto sobrevive? Graças ao isolamento que o país tem. Se você quiser viajar para conhecer a Coreia do Norte, será vigiado, acompanhado, poderá tirar pouquíssimas fotos. Mas não tem medo de você, e sim daquilo que pode trazer.
    Com uma abertura ao mundo, provavelmente nenhum norte coreano médio perderia, e sim aqueles que estão no poder.

    Só existe um meio de se chegar próximo à verdade: através da reflexão e do contraditório. Não dê o peixe, ensine a pescar. O dia que as pessoas entenderem como precisam analisar os fatos, consultar opiniões divergentes e formar um ponto de vista crítico, a coisa muda de figura.
    Mas certamente isto não é quem tem planos de domínio e controle de massa.

    “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”.
    Pelo visto, é algo que poucos entendem.

    Quando você defende a liberdade irrestrita, e na mesma frase, infere a responsabilização, você trata de um tema bem restrito.

    O assunto em pauta trata de produção de informações falsas ou caluniosas através de perfis falsos e robôs. Neste caso, é impossível defender liberdade sem defender falsidade ideológica.
    A preocupação não é com as notícias falsas, mas com as verdadeiras.
    Num sistema livre, talvez haja alguma verdade. No fechado, a única certeza é que ela inexistirá.

    Desculpe, mas não consigo vislumbrar este fim de mundo anunciado.

    A imprensa não está sendo ameaçada. A lei é dedicada às plataformas sociais e aplicativos de mensagem.

    A liberdade de expressão não está sendo ameaçada. A lei exige que sejam adotadas medidas para marcar informações como não verídicas, evitar a propagação de tais, bem como cortar a monetização proveniente das mesmas.

    Bem, é claro que existem pontos que discordo na lei, com interpretações dúbias.

    Particularmente, não aprovo o termo 'liberdade irrestrita', ele é irrestrito demais. O poder de moderação da lei (qualquer lei - sim, elas existem por um motivo) não podem ser relativizados por opiniões pessoais. Posso começar com 'liberdade de expressão irrestrita' e chegar a 'liberdade de ação irrestrita', em outras palavras, eu não tenho liberdade para matar outra pessoa, eu posso ignorar a lei e escolher fazê-lo, ser responsabilizado ou escapar (isso é indiferente aqui), mas continuo sujeito à legislação e sua moderação sobre minha liberdade. Outra visão, é que se concordo com punições de restrição de liberdade, por que não concordaria com moderação de liberdade?
    avatar
    jornalista
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1568
    Reputação : 42
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista Ter 02 Jun 2020, 2:10 pm

    Frodo escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Frodo escreveu:
    josebarbos escreveu:

    SIM, a liberdade deve ser irrestrita, inclusive para mentir e, se for o caso, dependendo do objetivo e do interesse, responsabilizado.

    Eu fico estarrecido quando vejo pessoas esclarecidas defendendo censura, controladores. E quem ou o que controla os controladores, a que interesse eles vão servir?

    A começar, não existe um monopólio da verdade, isto é algo concebível apenas por um ser abstrato, que compreende tudo e todos, de maneira atemporal. Seres humanos sempre estarão limitados a pontos de vista, que podem ser mais ou menos factíveis conforme uma série de fatores.

    Exemplo crasso: Coreia do Norte. Lá acreditam que Kim Il-sung é quase uma divindade, que criou tudo o que há "de bom" no mundo deles. E como isto sobrevive? Graças ao isolamento que o país tem. Se você quiser viajar para conhecer a Coreia do Norte, será vigiado, acompanhado, poderá tirar pouquíssimas fotos. Mas não tem medo de você, e sim daquilo que pode trazer.
    Com uma abertura ao mundo, provavelmente nenhum norte coreano médio perderia, e sim aqueles que estão no poder.

    Só existe um meio de se chegar próximo à verdade: através da reflexão e do contraditório. Não dê o peixe, ensine a pescar. O dia que as pessoas entenderem como precisam analisar os fatos, consultar opiniões divergentes e formar um ponto de vista crítico, a coisa muda de figura.
    Mas certamente isto não é quem tem planos de domínio e controle de massa.

    “Eu discordo do que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”.
    Pelo visto, é algo que poucos entendem.

    Quando você defende a liberdade irrestrita, e na mesma frase, infere a responsabilização, você trata de um tema bem restrito.

    O assunto em pauta trata de produção de informações falsas ou caluniosas através de perfis falsos e robôs. Neste caso, é impossível defender liberdade sem defender falsidade ideológica.
    A preocupação não é com as notícias falsas, mas com as verdadeiras.
    Num sistema livre, talvez haja alguma verdade. No fechado, a única certeza é que ela inexistirá.

    Desculpe, mas não consigo vislumbrar este fim de mundo anunciado.

    A imprensa não está sendo ameaçada. A lei é dedicada às plataformas sociais e aplicativos de mensagem.

    A liberdade de expressão não está sendo ameaçada. A lei exige que sejam adotadas medidas para marcar informações como não verídicas, evitar a propagação de tais, bem como cortar a monetização proveniente das mesmas.

    Bem, é claro que existem pontos que discordo na lei, com interpretações dúbias.

    Particularmente, não aprovo o termo 'liberdade irrestrita', ele é irrestrito demais. O poder de moderação da lei (qualquer lei - sim, elas existem por um motivo) não podem ser relativizados por opiniões pessoais. Posso começar com 'liberdade de expressão irrestrita' e chegar a 'liberdade de ação irrestrita', em outras palavras, eu não tenho liberdade para matar outra pessoa, eu posso ignorar a lei e escolher fazê-lo, ser responsabilizado ou escapar (isso é indiferente aqui), mas continuo sujeito à legislação e sua moderação sobre minha liberdade. Outra visão, é que se concordo com punições de restrição de liberdade, por que não concordaria com moderação de liberdade?

    A grande vantagem dos EUA é a emenda n. 1. Nós não a temos. Como jornalista, vivi para ver a imprensa disseminando fake news e os aplicativos falando verdades. Não diria que se trata de inversão de valores mas a minha fonte de informações hoje são blogs, YouTube e WhatsApp depois de checar as informações. Assisto a raros programas de tv, tanto que estou quase cancelando o pacote. Mas não é simples. Por exemplo: eu lia um blog muito bom, que começou a usar fake news como fonte. Eu sei porque eu checo as informações (hábito jornalístico) e não basta checar, tem que saber como d onde checar. Mas aí é uma questão de técnica jornalística que não cabe aqui. Mas eu defendo a liberdade de expressão, a princípio total, e o agir, este sim, deve ser limitado pela lei.
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qua 17 Jun 2020, 11:06 pm

    Só Ibaneis pode salvar, acreditem! Ninguém mais: todos só querem saber de tirar e repor algo nem pensar!
    Hoje:
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    “Assinei parecer do AGU José Levi/André Mendonça reconhecendo a paridade e integralidade dos proventos das PF, PRF, Polícia Civil e Polícia Penal ao se aposentarem”, escreveu o presidente.(O Antagonista)

    "Por coincidência, na segunda-feira, o Supremo manteve uma liminar que desobrigou o governo de Ibaneis a devolver R$ 10 bilhões aos cofres federais, referentes a IR sobre soldos e benefícios pagos pelo Fundo Constitucional do DF."(O Antagonista)

    Além de constar ainda no meu contracheque milzinho q esse governo embusteiro confiscador tinha retirado!

    #Moro2022 100%LavaJato
    #ForaBolsonaro #ForaCentrão
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qui 18 Jun 2020, 2:26 pm

    Qto a política na dúvida se a cidade de Atibaia é de direita ou de esquerda e q tal ao invés de invadirem os hospitais o presidente conclame seus seguidores e/ou comissionados p/ q invadam as favelas e filmem a venda de drogas e acionem a polícia! Rolling Eyes [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    #Moro2022 e 100%Lava Jato!
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qua 24 Jun 2020, 9:18 pm

    Após 20 anos, STF decide que estados e municípios endividados não podem cortar salário de servidores
    Ação chegou ao Supremo em 2000, quando Brasil era governado por Fernando Henrique Cardoso
    Possibilidade de reduzir salários poderia ajudar estados como Minas Gerais
    Possibilidade de reduzir salários poderia ajudar estados como Minas Gerais (Divulgação Agência Minas)
    Por 7 a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (24) impedir que estados e municípios endividados reduzam o salário de servidores públicos como forma de ajuste das contas públicas. O sinal vermelho do Supremo à aplicação dessa medida frustra governadores e prefeitos, que esperavam poder usar esse instrumento para reequilibrar as finanças. A situação ficou ainda mais dramática com os efeitos provocados pela pandemia do novo coronavírus.

    Enquanto os servidores públicos foram "blindados" pela Suprema Corte, uma medida provisória do governo Bolsonaro (sem partido) permitiu que funcionários da iniciativa privada com redução de jornada tivessem o salário cortado em até 70%. Segundo o governo, cerca de 11,141 milhões de pessoas já tiveram o salário reduzido ou suspenso.

    A discussão no Supremo foi concluída hoje com a retomada do julgamento sobre a validade da Lei da Responsabilidade Fiscal (LRF), sancionada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso em 2000. No mesmo ano, chegou ao Supremo a ação cujo julgamento foi concluído apenas hoje, em plena pandemia. Para a maioria dos ministros do STF, a redução de salário de servidor público afronta a Constituição por violar o princípio da irredutibilidade dos vencimentos.

    Um dos artigos da LRF - que permite reduzir jornada de trabalho e salário de servidores públicos caso o limite de gasto com pessoal de 60% da Receita Corrente Líquida (RCL) seja atingido - foi derrubado de forma unânime pelo STF em 2002 em uma avaliação preliminar. Agora, com uma composição do tribunal quase totalmente diferente, o STF analisou o mérito da questão, mantendo a suspensão do dispositivo.

    Em agosto do ano passado, seis ministros do Supremo já haviam votado contra a redução de salário de servidores públicos: Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Luiz Fux e Marco Aurélio Mello.

    O julgamento foi concluído nesta tarde com a manifestação do decano, Celso de Mello, que não participou da discussão em 2019 por estar de licença médica. Em uma curta leitura do voto, Celso acompanhou nesta tarde o entendimento da maioria dos colegas.

    Nas contas do Tesouro Nacional, 12 estados fecharam 2018 gastando mais que o permitido com a folha de pessoal. Com a redução da jornada e do salário, os estados que ultrapassam o limite poderiam economizar até R$ 38,8 bilhões.

    "A escolha foi feita pela própria Constituição, que estabeleceu todas as hipóteses de enxugamento da máquina sem fazer constar a redução de salário de servidores. O custo social de corte de salário de servidor é vivermos o perigo constante de greve de servidores, que é muito pior que as possibilidades razoáveis criadas pela Constituição Federal (que prevê a demissão)", disse o ministro Luiz Fux no ano passado.

    Radical

    Em seu voto, lido no ano passado, o relator da ação, Alexandre de Moraes, observou que a Constituição prevê, em situações extremas, a própria demissão de servidores públicos estáveis, enquanto a LRF permite a adoção de medidas menos radicais, com a flexibilização temporária da jornada de trabalho e salário. Para Moraes, o caminho intermediário preserva a estabilidade do serviço público.

    "A discussão não é reduzir salário e jornada ou seguir como está. É isso ou desemprego. A Constituição fez o 8 ou o 80. É perda da estabilidade com consequente perda do cargo público para sempre por questões orçamentárias, fiscais. O que a lei de responsabilidade fiscal fez foi permitir uma fórmula intermediária, aqui não é hipótese de perda da estabilidade. A Constituição previu o mais radical. A lei não poderia de forma absolutamente razoável estabelecer algo menos radical e temporário?", disse Moraes.

    "Por que a lei não poderia permitir de forma razoável, proporcional, sempre temporária, a chance do servidor público se manter no seu cargo (por um salário inferior)? Por que exigir que ele perca o cargo, se em um ano e meio, dois anos, a situação (do Executivo) pode se alterar? A hipótese mais radical (prevista na Constituição) vai transformar os servidores públicos estáveis em desempregados", indagou o ministro.

    Além de Alexandre de Moraes, se posicionaram a favor da redução de salário apenas os ministros Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

    Repasses

    Outro controverso ponto da LRF em discussão era a possibilidade de o Executivo limitar repasses de recursos a outros poderes em caso de frustração de receitas no Orçamento. Esse item havia rachado ao meio o plenário, com cinco votos a favor para que o Executivo adote a medida e outros cinco votos contra.

    Com o voto decisivo de Celso, o Supremo decidiu, por 6 a 5, que o Executivo não pode limitar recursos a outros poderes em caso de frustração de receitas no Orçamento.

    Hoje, quando a arrecadação fica abaixo do projetado no Orçamento os demais poderes ficam imunes a tesouradas nas despesas e continuam recebendo o repasse mensal (duodécimo) normalmente, às custas do Executivo.

    No ano passado, enquanto os Executivos estaduais sofriam com contas atrasadas e muitos sequer conseguiam colocar salários de servidores em dia, os poderes Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Defensoria tinham uma sobra de R$ 7,7 bilhões em recursos.


    Agência Estado

    TAGS
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    jotajota
    jotajota
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 408
    Reputação : 81
    Data de inscrição : 17/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jotajota Qua 24 Jun 2020, 10:06 pm

    O meu medo é a coisa apertar no futuro de uma forma que comecem a demitir... A opção de redução seria menos traumática. Infelizmente o Supremo não é maior que a matemática... Quem trabalha no judiciário não corre tanto risco, mas o povo do executivo...


    anuvenzinha escreveu:Após 20 anos, STF decide que estados e municípios endividados não podem cortar salário de servidores

    TAGS
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qua 24 Jun 2020, 11:03 pm

    jotajota escreveu:O meu medo é a coisa apertar no futuro de uma forma que comecem a demitir... A opção de redução seria menos traumática. Infelizmente o Supremo não é maior que a matemática... Quem trabalha no judiciário não corre tanto risco, mas o povo do executivo...


    anuvenzinha escreveu:Após 20 anos, STF decide que estados e municípios endividados não podem cortar salário de servidores

    TAGS
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Dramático pra mim é reduzir ainda mais já q em março, se não fosse pela atuação da Anajustra, teria perdido um pouquinho mais q mil já q sou Analista e tenho função. No mais, se me ressarcissem não demoraria a encontrar outro lugar. À propósito acho bom pensarem em uma carreira de Estado, pois diminuir é mto mais fácil e duvido com o déficit de servidores q venham a reduzir o quadro.
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 521
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Sex 26 Jun 2020, 10:31 am


    Apesar do STF, Guedes insiste em cortar salário de servidor

    Ideia é usar PEC para permitir redução, mas há resistência no Congresso

    A equipe econômica considera inevitável a discussão sobre o corte de salário de servidores mesmo após a decisão do STF que impediu as reduções. A ideia é persistir no tema por meio de uma PEC (proposta de emenda à Constituição), mas a estratégia deve encontrar resistência no Congresso.

    A preocupação mencionada por interlocutores do ministro Paulo Guedes (Economia) é principalmente com a situação financeira de estados e municípios. O cenário das contas dos entes, considerado delicado, deve se agravar com os efeitos da pandemia e a perda de receitas.

    Dá certo alívio para os números o congelamento de salários até 2021, condição inserida em lei para estados e municípios receberem o socorro de R$ 60 bilhões da União (e outros R$ 60 bilhões em renegociações de dívidas).

    Mesmo assim, a equipe econômica deve insistir no debate sobre o corte para buscar um ajuste mais amplo nas contas consolidadas do país.

    Diante da decisão do STF suspendendo trecho da legislação que liberava corte de salários de servidores em caso de despesa com pessoal acima de 60% dos gastos correntes (mecanismo previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal), o caminho visto por Guedes é alterar a Constituição.

    Duas PECs já criadas pelo Executivo e que permitem os cortes tramitam no Senado desde novembro de 2019, mas agora devem passar por um redesenho.

    Em transmissão ao vivo pelas redes sociais com Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (25), Guedes disse que a decisão do STF pode não causar boa impressão na sociedade.

    “A opinião publica olha para isso e acha que são privilégios mantidos. O Supremo veio e disse que não pode reduzir [os salários]. Eu acho que a opinião pública é desfavorável a essa avaliação”, disse.

    As chamadas PECs Emergencial e do Pacto Federativo foram criadas para fazer uma reforma ampla do Estado e permitir um ajuste fiscal diante do aperto das contas públicas. Enviadas há quase oito meses pelo governo, as propostas não andaram. Ambas estão na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

    As discussões foram atrapalhadas em parte pelo calendário, já que foram enviadas próximo ao recesso parlamentar e, neste ano, tiveram discussão suspensa pela pandemia do coronavírus.

    O texto das duas propostas prevê, entre as diversas regras, autorização para corte de até 25% do salário e da jornada de trabalho de servidores. No caso da União, a liberação ocorreria em caso de impossibilidade de o governo cumprir a chamada regra de ouro das contas públicas (que impede endividamento para pagar despesas correntes).

    Já para os estados e municípios, o aval para a redução seria dado automaticamente quando as despesas correntes do ente alcançarem 95% das receitas correntes.

    Lideranças do Congresso acreditam que o time de Guedes pode voltar a propor a autorização para cortes de até 25% de salários do funcionalismo como forma de “jogar alto” na negociação. Caso não consigam aprovar a medida nesse formato, poderiam articular um limite percentual menor para a redução.

    Ainda assim, parlamentares acreditam que é baixa a chance de a estratégia prosperar no Legislativo neste momento.

    Agora, a equipe econômica entende que boa parte das regras previstas na PEC Emergencial já foi executada na prática —como a ausência de concursos públicos e o congelamento de salários (este, previsto na lei do socorro aos entes e que prevê uma economia de R$ 98 bilhões no total).

    Por isso, o caminho vislumbrado por equipe econômica e líderes partidários é um redesenho de estratégia. A Emergencial deve sair de cena, e o esforço deve se concentrar na PEC do Pacto Federativo.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qua 22 Jul 2020, 10:34 pm

    Além de acabar com as deduções querem é aumentar a progressividade das alíquotas: "a tabela está defasada"! Resumindo o q não conseguiram fazer por Pec o farão nessa reforma tributária!
    "Uma das mudanças que o governo pretende fazer no sistema tributário é acabar com as deduções do imposto de renda, hoje possível com gastos com saúde e educação, por exemplo."https://mais.oantagonista.com/#/brasil/governo-quer-acabar-com-deducoes-do-imposto-de-renda-e-reduzir-tributo-das-empresas/?desk&fbclid&oam
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 521
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Qui 23 Jul 2020, 7:56 am

    anuvenzinha escreveu:Além de acabar com as deduções querem é aumentar a progressividade das alíquotas: "a tabela está defasada"! Resumindo o q não conseguiram fazer por Pec o farão nessa reforma tributária!
    "Uma das mudanças que o governo pretende fazer no sistema tributário é acabar com as deduções do imposto de renda, hoje possível com gastos com saúde e educação, por exemplo."https://mais.oantagonista.com/#/brasil/governo-quer-acabar-com-deducoes-do-imposto-de-renda-e-reduzir-tributo-das-empresas/?desk&fbclid&oam

    Só a classe média vem se lascando nesse Governo... Reforma da Previdência - aumento de alíquota para 14%, Reforma Tributária - fim das deduções....

    E quem era mesmo que se vestia de verde e amarelo, tirando selfies nas manifestações???

    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qui 23 Jul 2020, 11:33 am

    Pipoca escreveu:
    anuvenzinha escreveu:Além de acabar com as deduções querem é aumentar a progressividade das alíquotas: "a tabela está defasada"! Resumindo o q não conseguiram fazer por Pec o farão nessa reforma tributária!
    "Uma das mudanças que o governo pretende fazer no sistema tributário é acabar com as deduções do imposto de renda, hoje possível com gastos com saúde e educação, por exemplo."https://mais.oantagonista.com/#/brasil/governo-quer-acabar-com-deducoes-do-imposto-de-renda-e-reduzir-tributo-das-empresas/?desk&fbclid&oam

    Só a classe média vem se lascando nesse Governo... Reforma da Previdência - aumento de alíquota para 14%, Reforma Tributária - fim das deduções....

    E quem era mesmo que se vestia de verde e amarelo, tirando selfies nas manifestações???


    Se for servidor só pode ser aposentado no fim da linha ou servidor q está trabalhando p/ ou mora no condomínio dos milicianos.... no mais: bom da cabeça/coração não é! Aí como não tem saída pelo horrores vem tervergisar: mas o patê?!
    Sniper
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 758
    Reputação : 56
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Sniper Qui 23 Jul 2020, 12:29 pm

    Se o fim das deduções vier acompanhado de correção da tabela do IRPF, ok. Não haverá prejuízo.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1909
    Reputação : 188
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qui 23 Jul 2020, 7:08 pm

    Acho que o governo logo logo se arrepende disso.... se com dedução tem vezes que é um suplício conseguir um recibo.....imagina sem dedução nenhuma, nem o paciente vai pedir, nem o profissional vai emitir.......
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3303
    Reputação : 428
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por josebarbos Seg 27 Jul 2020, 5:33 pm

    Sniper escreveu:Se o fim das deduções vier acompanhado de correção da tabela do IRPF, ok. Não haverá prejuízo.
    E aí sem correção da tabela, no longo prazo volta a subir...
    Hoje, pelo menos você consegue acomapnhar minimamente a natural elevação de despesas com saúde.

    O que já ficou bem claro é que a equipe econômica quer tirar a carga tributária de empresas, e jogar tudo na pessoa física, entenda-se classe média.
    avatar
    jornalista
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1568
    Reputação : 42
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista Seg 27 Jul 2020, 6:55 pm

    josebarbos escreveu:
    Sniper escreveu:Se o fim das deduções vier acompanhado de correção da tabela do IRPF, ok. Não haverá prejuízo.
    E aí sem correção da tabela, no longo prazo volta a subir...
    Hoje, pelo menos você consegue acomapnhar minimamente a natural elevação de despesas com saúde.

    O que já ficou bem claro é que a equipe econômica quer tirar a carga tributária de empresas, e jogar tudo na pessoa física, entenda-se classe média.

    É possível José. Só há um problema: empobrecer a classe média mexe com o consumo. E país sem consumo, nem precisa ser economista, pra saber o resultado. Mudando de assunto, sobre a questão das fake news (PL e IPL), talvez eu seja o único que além de ter diploma e ter sido jornalista profissional, trabalhei na linha de frente da mídia tradicional em uma empresa aliada à Globo. Naquela época, nem tudo o que eu escrevia era publicado. Já naquela época, determinadas expressões ou parágrafos eram editados. Então aquela versão era o que prevalecia. Hoje com as redes sociais, a verdade por ela publicada é tida como fake pela mídia tradicional. Portanto a censura às redes sociais é um misto de antídoto daqueles que estão perdendo dinheiro público, de corruptos, daqueles que perderam voz e poder. São muitos interesses que estão sendo atingidos por um presidente outsider (no sentido de estar fora dos até então detentores do poder político-econômico). Se os brasileiros aceitarem a censura, será o fim. Nós não teremos sequer voz para lutar por um novo PCS (nem que seja daqui a 20 anos). Quem está aqui desde o início, no CW, sabe o que foi uma rede social dar voz a uma categoria esquecida pelos sindicalistas que dominavam o discurso e não eram confrontados em suas ideias e intenções. Portanto qualquer servidor que defender a censura às redes sociais (ainda que seja por ideologia) está dando um tiro no pé, porque o censor de hoje pode ser o censurado amanhã.
    EmCuiabá
    EmCuiabá
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 70
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por EmCuiabá Qui 30 Jul 2020, 9:49 am

    josebarbos escreveu:
    Sniper escreveu:Se o fim das deduções vier acompanhado de correção da tabela do IRPF, ok. Não haverá prejuízo.
    E aí sem correção da tabela, no longo prazo volta a subir...
    Hoje, pelo menos você consegue acomapnhar minimamente a natural elevação de despesas com saúde.

    O que já ficou bem claro é que a equipe econômica quer tirar a carga tributária de empresas, e jogar tudo na pessoa física, entenda-se classe média.

    O site da Globo informa que o governo proporá diminuição da alíquota mais alta, de 27,5%, e, paralelamente, que haverá uma "alíquota maior" para os mais ricos.

    Aí vem a preocupação:

    1º) quem seriam os mais ricos (pelos debates envolvendo os projetos da reforma previdenciária, redução de despesas com pessoal, etc, soa se tratarem daqueles que ganham mais de 10 mil - espero que eu esteja errado)?

    2º) que alíquota seria esta? Será que poderia ser uma alíquota especial, fora da trabela de progressividade?

    3º)esta nova alíquota poderia escapar ao critério da progressividade?

    A depender do que vir por aí, com o fim das deduções, pode ser que nossa situação fique ainda mais difícel.

    Sobre as deduções, tenho uma opinião bem realista:


    a) as deduções com educação já a muito tempo não fazem diferença significativa para nossa classe.

    B) 100% dos servidores, e isto açambarca os próprios auditores fiscais (e por isso não ninguem caiu ainda na malha fina), lançam na declaração do IR o auxilio-saúde como parcela indenizatória, e não o lançam como dedução nas despesas de saúde, o que dá um gás na restituição ou nas diferenças de de imposto a recolher. É um jeitinho de compensar a grande carga de imposto que recolhemos ano a ano, mas, se visualizarmos a situação real, já a muito tempo as deduções de saúde, se lançadas de forma escorreita, não trariam tanta diferença no imposto devido. E isso poderia mudar a qualquer momento de acordo com o critério utilizado pela própria fiscalização.

    Torço para que sejamos realmente beneficiados pela noiva tabela do IR, e que o governo seja honesto na progressividade (não incurtando os intervalos, por exemplo) e na referida "nova alíquota para os mais ricos".
    Frodo
    Frodo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 217
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 08/07/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Frodo Qui 30 Jul 2020, 11:05 am

    EmCuiabá escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Sniper escreveu:Se o fim das deduções vier acompanhado de correção da tabela do IRPF, ok. Não haverá prejuízo.
    E aí sem correção da tabela, no longo prazo volta a subir...
    Hoje, pelo menos você consegue acomapnhar minimamente a natural elevação de despesas com saúde.

    O que já ficou bem claro é que a equipe econômica quer tirar a carga tributária de empresas, e jogar tudo na pessoa física, entenda-se classe média.

    O site da Globo informa que o governo proporá diminuição da alíquota mais alta, de 27,5%, e, paralelamente, que  haverá uma  "alíquota maior" para os mais ricos.

    Aí vem a preocupação:

    1º) quem seriam os mais ricos (pelos debates envolvendo os  projetos da reforma previdenciária, redução de despesas com pessoal, etc, soa se tratarem daqueles que ganham mais de 10 mil - espero que eu esteja errado)?

    2º) que alíquota seria esta? Será que poderia ser uma alíquota especial, fora da trabela de progressividade?

    3º)esta nova alíquota poderia escapar ao critério da progressividade?

    A depender do que vir por aí, com o fim das deduções, pode ser que nossa situação fique ainda mais difícel.

    Sobre as deduções, tenho uma opinião bem realista:


    a) as deduções com educação já a muito tempo não fazem diferença significativa para nossa classe.

    B) 100% dos servidores, e isto açambarca os próprios auditores fiscais (e por isso não ninguem caiu ainda na malha fina), lançam na declaração do IR o auxilio-saúde como parcela indenizatória, e não o lançam como dedução nas despesas de saúde, o que dá um gás na restituição ou nas diferenças de de imposto a recolher.  É um jeitinho de compensar a grande carga de imposto que recolhemos ano a ano, mas, se visualizarmos a situação real, já a muito tempo as deduções de saúde, se lançadas de forma escorreita, não trariam tanta diferença no imposto devido. E isso poderia mudar a qualquer momento de acordo com o critério utilizado pela própria fiscalização.

    Torço para que sejamos realmente beneficiados pela noiva tabela do IR, e que o governo seja honesto na progressividade (não incurtando os intervalos, por exemplo) e na referida "nova alíquota para os mais ricos".

    Dedução com educação é limitada com teto, já saúde não.

    Bem, considerando que a dedução de 3.561,50 aplicada sobre a base de cálculo mantenha a mesma no índice de 27.5 (o que acredito seja a maioria esmagadora da categoria), então teremos $980 a menos no imposto. Para mim, isso é bem significativo.

    > B) 100% dos servidores, e isto açambarca os próprios auditores fiscais (e por isso não ninguem caiu ainda na malha fina), lançam na declaração do IR o auxilio-saúde como parcela indenizatória
    Com base em que esta estatística?

    Mas, fiquei curioso, já que não conheço os meandres, qual a diferença no cálculo de IR entre dedução e parcela indenizatória? Ambos não irão gerar o mesmo resultado?
    EmCuiabá
    EmCuiabá
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 70
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por EmCuiabá Qui 30 Jul 2020, 1:38 pm

    Frodo escreveu:
    EmCuiabá escreveu:
    josebarbos escreveu:
    Sniper escreveu:Se o fim das deduções vier acompanhado de correção da tabela do IRPF, ok. Não haverá prejuízo.
    E aí sem correção da tabela, no longo prazo volta a subir...
    Hoje, pelo menos você consegue acomapnhar minimamente a natural elevação de despesas com saúde.

    O que já ficou bem claro é que a equipe econômica quer tirar a carga tributária de empresas, e jogar tudo na pessoa física, entenda-se classe média.

    O site da Globo informa que o governo proporá diminuição da alíquota mais alta, de 27,5%, e, paralelamente, que  haverá uma  "alíquota maior" para os mais ricos.

    Aí vem a preocupação:

    1º) quem seriam os mais ricos (pelos debates envolvendo os  projetos da reforma previdenciária, redução de despesas com pessoal, etc, soa se tratarem daqueles que ganham mais de 10 mil - espero que eu esteja errado)?

    2º) que alíquota seria esta? Será que poderia ser uma alíquota especial, fora da trabela de progressividade?

    3º)esta nova alíquota poderia escapar ao critério da progressividade?

    A depender do que vir por aí, com o fim das deduções, pode ser que nossa situação fique ainda mais difícel.

    Sobre as deduções, tenho uma opinião bem realista:


    a) as deduções com educação já a muito tempo não fazem diferença significativa para nossa classe.

    B) 100% dos servidores, e isto açambarca os próprios auditores fiscais (e por isso não ninguem caiu ainda na malha fina), lançam na declaração do IR o auxilio-saúde como parcela indenizatória, e não o lançam como dedução nas despesas de saúde, o que dá um gás na restituição ou nas diferenças de de imposto a recolher.  É um jeitinho de compensar a grande carga de imposto que recolhemos ano a ano, mas, se visualizarmos a situação real, já a muito tempo as deduções de saúde, se lançadas de forma escorreita, não trariam tanta diferença no imposto devido. E isso poderia mudar a qualquer momento de acordo com o critério utilizado pela própria fiscalização.

    Torço para que sejamos realmente beneficiados pela noiva tabela do IR, e que o governo seja honesto na progressividade (não incurtando os intervalos, por exemplo) e na referida "nova alíquota para os mais ricos".

    Dedução com educação é limitada com teto, já saúde não.

    Bem, considerando que a dedução de 3.561,50 aplicada sobre a base de cálculo mantenha a mesma no índice de 27.5 (o que acredito seja a maioria esmagadora da categoria), então teremos $980 a menos no imposto. Para mim, isso é bem significativo.

    > B) 100% dos servidores, e isto açambarca os próprios auditores fiscais (e por isso não ninguem caiu ainda na malha fina), lançam na declaração do IR o auxilio-saúde como parcela indenizatória
    Com base em que esta estatística?

    Mas, fiquei curioso, já que não conheço os meandres, qual a diferença no cálculo de IR entre dedução e parcela indenizatória? Ambos não irão gerar o mesmo resultado?

    Creio que não, a parcela do auxilio é lançada como indenizatória na declaração, não incidindo sobre ela qualquer contribuição.

    Paralelamente, as deduções com saúde são lançadas nos campos próprios da declaração, e se observar, ao lado de cada campo, existe outro para lançar parcelas a serem compensadas, e que, a meu ver correspondem aos ressarcimentos. se lançado o auxilio em tal campo, quando declarados os valores despendidos com o plano de saúde, penso eu que a restituição ficaria limitada à respectiva diferença.
    Sniper
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 758
    Reputação : 56
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Sniper Qui 30 Jul 2020, 3:34 pm

    Segundo a equipe econômica, a maior aliquota do IRPF vai incidir sobre os salários na faixa do teto constitucional.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    MConcursos
    MConcursos
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 305
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 04/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por MConcursos Qui 30 Jul 2020, 5:28 pm

    Sniper escreveu:Segundo a equipe econômica, a maior aliquota do IRPF vai incidir sobre os salários na faixa do teto constitucional.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Em sendo assim, talvez seja bom para a classe media como um todo. Mas so acredito vendo.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1439
    Reputação : 149
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Sex 31 Jul 2020, 9:49 am

    A classe média assalariada sempre vai pagar a conta, principalmente enquanto o Posto Ipiranga comandar a economia. Os bilionários brasileiros que o digam, deram um "BTG" nas suas vidas...
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1909
    Reputação : 188
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Sex 31 Jul 2020, 12:23 pm

    ale1969 escreveu:A classe média assalariada sempre vai pagar a conta, principalmente enquanto o Posto Ipiranga comandar a economia. Os bilionários brasileiros que o digam, deram um "BTG" nas suas vidas...

    Acreditar que os bilionários irão pagar impostos a ponto de segurar os gastos públicos é tão lunático quanto achar que os que vivem na extrema pobreza poderão fazer o mesmo...

    Grandes fortunas se movimentam entre jurisdições num toque do celular...
    Poucas grandes fortunas (imobiliária, etc) ficam presas numa jurisdição de um país...

    A defesa da classe média é exigir parcimônia com o gasto público, assim o bolso dela será poupado....

    E logo logo isso será mais acessível, não só bilionários ou multi-milionariaos terão esses acessos... Hj uma monta razoável )já abre portas mundo a fora para blindar o patrimônio de nossa jurisdição..pesquise sobre Ilha de Man, por exemplo


    ___
    Quer outro exemplo?! Todo grande salário da TV, é pago via PJ, atores, jornalistas, etc.. Pagam menos IR e os grandes grupos deixam de pagar os 20% de INSS sobre a folha..... É o sistema enriquecendo o rico,... Nada de PG ouBTG envolvido nisso
    avatar
    jornalista
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1568
    Reputação : 42
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista Sex 31 Jul 2020, 1:04 pm

    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:A classe média assalariada sempre vai pagar a conta, principalmente enquanto o Posto Ipiranga comandar a economia. Os bilionários brasileiros que o digam, deram um "BTG" nas suas vidas...    

    Acreditar que os bilionários irão pagar impostos a ponto de segurar os gastos públicos é tão lunático quanto achar que os que vivem na extrema pobreza poderão fazer o mesmo...

    Grandes fortunas se movimentam entre jurisdições num toque do celular...
    Poucas grandes fortunas (imobiliária, etc) ficam presas numa jurisdição de um país...

    A defesa da classe média  é exigir parcimônia com o gasto público, assim o bolso dela será poupado....

    E logo logo isso será mais acessível, não só bilionários ou multi-milionariaos terão esses acessos... Hj uma monta razoável )já abre portas mundo a fora para blindar o patrimônio de nossa jurisdição..pesquise sobre Ilha de Man, por exemplo



    Quer outro exemplo?! Todo grande salário da TV, é pago via PJ, atores, jornalistas, etc.. Pagam menos IR e os grandes grupos deixam de pagar os 20% de INSS sobre a folha..... É o sistema enriquecendo o rico,... Nada de PG ouBTG envolvido nisso

    Tenho curiosidade em saber como seria essa taxação sobre grandes fortunas. Exemplo: o Lehman é dono de multinacionais. Ele seria taxado pela fortuna das empresas brasileiras e/ou estrangeiras? E como saber isso? Pela declaração do IR? E se ele tiver grandes fortunas em paraísos fiscais? Ou em bitcoins? E se ele tiver fortuna em país que tributa grandes fortunas? E se a maior parte da fortuna estiver fora do Brasil? São pequenos exemplos, para ver que a coisa não é tão simples.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1909
    Reputação : 188
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Sex 31 Jul 2020, 4:30 pm

    jornalista escreveu:
    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:A classe média assalariada sempre vai pagar a conta, principalmente enquanto o Posto Ipiranga comandar a economia. Os bilionários brasileiros que o digam, deram um "BTG" nas suas vidas...    

    Acreditar que os bilionários irão pagar impostos a ponto de segurar os gastos públicos é tão lunático quanto achar que os que vivem na extrema pobreza poderão fazer o mesmo...

    Grandes fortunas se movimentam entre jurisdições num toque do celular...
    Poucas grandes fortunas (imobiliária, etc) ficam presas numa jurisdição de um país...

    A defesa da classe média  é exigir parcimônia com o gasto público, assim o bolso dela será poupado....

    E logo logo isso será mais acessível, não só bilionários ou multi-milionariaos terão esses acessos... Hj uma monta razoável )já abre portas mundo a fora para blindar o patrimônio de nossa jurisdição..pesquise sobre Ilha de Man, por exemplo



    Quer outro exemplo?! Todo grande salário da TV, é pago via PJ, atores, jornalistas, etc.. Pagam menos IR e os grandes grupos deixam de pagar os 20% de INSS sobre a folha..... É o sistema enriquecendo o rico,... Nada de PG ouBTG envolvido nisso

    Tenho curiosidade em saber como seria essa taxação sobre grandes fortunas. Exemplo: o Lehman é dono de multinacionais. Ele seria taxado pela fortuna das empresas brasileiras e/ou estrangeiras? E como saber isso? Pela declaração do IR? E se ele tiver grandes fortunas em paraísos fiscais? Ou em bitcoins? E se ele tiver fortuna em país que tributa grandes fortunas? E se a maior parte da fortuna estiver fora do Brasil? São pequenos exemplos, para ver que a coisa não é tão simples.

    Ele (pessoa física) é livre, muda o domicílio fiscal, pronto, nem declaração de IR precisa apresentar...ou vice versa..

    As empresas podem ser montadas em diversas estruturas societárias, com origens em países distintos.... Camadas societárias até o dono de fato...

    Imaginar isso só com uma pessoa já é difícil... Imagina no país inteiro....

    Fora as holdings familiares...fora que Um patrimônio bilionário numa família de 5 pessoas não fica tão grande assim se for repartido...



    Rico não é trouxa, não ficou rico sendo trouxa... Não é um burocrata afobado que vai colocar uma massa de grandes ricos no bolso..
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1439
    Reputação : 149
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qua 05 Ago 2020, 10:53 am

    Pipoca escreveu:
    anuvenzinha escreveu:Além de acabar com as deduções querem é aumentar a progressividade das alíquotas: "a tabela está defasada"! Resumindo o q não conseguiram fazer por Pec o farão nessa reforma tributária!
    "Uma das mudanças que o governo pretende fazer no sistema tributário é acabar com as deduções do imposto de renda, hoje possível com gastos com saúde e educação, por exemplo."https://mais.oantagonista.com/#/brasil/governo-quer-acabar-com-deducoes-do-imposto-de-renda-e-reduzir-tributo-das-empresas/?desk&fbclid&oam

    Só a classe média vem se lascando nesse Governo... Reforma da Previdência - aumento de alíquota para 14%, Reforma Tributária - fim das deduções....

    E quem era mesmo que se vestia de verde e amarelo, tirando selfies nas manifestações???



    A classe média assalariada sempre pagou a conta. O problema é alienação de classe induzida propositalmente pelas elites capitalistas. Os bozominios são oriundos da melhoria das condições financeiras de 1995 a 2015 (FHC/LULA/DILMA) desacompanhada da consciência social e alienação consumista neoliberal.
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qua 05 Ago 2020, 6:58 pm

    ale1969 escreveu:
    Pipoca escreveu:
    anuvenzinha escreveu:Além de acabar com as deduções querem é aumentar a progressividade das alíquotas: "a tabela está defasada"! Resumindo o q não conseguiram fazer por Pec o farão nessa reforma tributária!
    "Uma das mudanças que o governo pretende fazer no sistema tributário é acabar com as deduções do imposto de renda, hoje possível com gastos com saúde e educação, por exemplo."https://mais.oantagonista.com/#/brasil/governo-quer-acabar-com-deducoes-do-imposto-de-renda-e-reduzir-tributo-das-empresas/?desk&fbclid&oam

    Só a classe média vem se lascando nesse Governo... Reforma da Previdência - aumento de alíquota para 14%, Reforma Tributária - fim das deduções....

    E quem era mesmo que se vestia de verde e amarelo, tirando selfies nas manifestações???



    A classe média assalariada sempre pagou a conta. O problema é alienação de classe induzida propositalmente pelas elites capitalistas. Os bozominios são oriundos da melhoria das condições financeiras de 1995 a 2015 (FHC/LULA/DILMA) desacompanhada da consciência social e alienação consumista neoliberal.

    Me colocar nesse teu comentário de melhoria de condições salariais de de 1995 à 2015 tá de brincadeira macabra e consciência social deve ser bancar obras em ditaduras comunistas e trazer médicos escravos cubanos pra cá!!!!  Só faço esse comentário caso  algum novato q entrou depois de 2015  tenha lido esse monte de baboseiras e mais: tenhas vergonha na cara q colegas nossos não só morreram nas manifestações de 2015 como apanharam graças a "ex-terrorista"!  Qto a única recomposição q a petralhada juntamente com grande parte dos alienados oportunistas sindicalistas q quase não tivemos haja vista a reforma de 2003 q os canalhas passaram com a ajuda do mensalão foi graças a Ellen Gracie! No mais finalizo por aqui já q tá no mesmo nível de polaridade de outro q tem nesse fórum!
    #Moro2022
    avatar
    jornalista
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1568
    Reputação : 42
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista Seg 10 Ago 2020, 6:31 pm

    anuvenzinha escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Pipoca escreveu:
    anuvenzinha escreveu:Além de acabar com as deduções querem é aumentar a progressividade das alíquotas: "a tabela está defasada"! Resumindo o q não conseguiram fazer por Pec o farão nessa reforma tributária!
    "Uma das mudanças que o governo pretende fazer no sistema tributário é acabar com as deduções do imposto de renda, hoje possível com gastos com saúde e educação, por exemplo."https://mais.oantagonista.com/#/brasil/governo-quer-acabar-com-deducoes-do-imposto-de-renda-e-reduzir-tributo-das-empresas/?desk&fbclid&oam

    Só a classe média vem se lascando nesse Governo... Reforma da Previdência - aumento de alíquota para 14%, Reforma Tributária - fim das deduções....

    E quem era mesmo que se vestia de verde e amarelo, tirando selfies nas manifestações???



    A classe média assalariada sempre pagou a conta. O problema é alienação de classe induzida propositalmente pelas elites capitalistas. Os bozominios são oriundos da melhoria das condições financeiras de 1995 a 2015 (FHC/LULA/DILMA) desacompanhada da consciência social e alienação consumista neoliberal.

    Me colocar nesse teu comentário de melhoria de condições salariais de de 1995 à 2015 tá de brincadeira macabra e consciência social deve ser bancar obras em ditaduras comunistas e trazer médicos escravos cubanos pra cá!!!!  Só faço esse comentário caso  algum novato q entrou depois de 2015  tenha lido esse monte de baboseiras e mais: tenhas vergonha na cara q colegas nossos não só morreram nas manifestações de 2015 como apanharam graças a "ex-terrorista"!  Qto a  única recomposição q a petralhada juntamente com grande parte dos alienados oportunistas sindicalistas q quase não tivemos haja vista a reforma de 2003 q os canalhas passaram com a ajuda do mensalão foi graças a Ellen Gracie! No mais finalizo por aqui já q tá no mesmo nível de polaridade de outro q tem nesse fórum!
    #Moro2022
    Eu como bozominion melhorei meu padrão porque estudei e fiz concurso, saindo da esfera estadual para a federal. Aliás como ex-esquerdista e oriundo de uma federal, eu me considero desalienado depois que deixei de ser esquerdista, a partir de 2010. Só que eu sou um bozominion que só voto de novo nele se ele continuar governando da forma como está fazendo. Se mudar ou se aparecer um candidato verdadeiramente liberal na economia e conservador nos costumes (o que o mito não é, infelizmente), aí eu mudo o voto no primeiro turno e vejo quem vai para o segundo.
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 521
    Reputação : 86
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Seg 10 Ago 2020, 9:33 pm

    Me dê um exemplo do que é ser conservador nos costumes???
    grazi
    grazi
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 489
    Reputação : 119
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por grazi Seg 10 Ago 2020, 10:04 pm

    É o ser hipócrita que tem amante, mas paga de cristão, comete alguns ilícitos cotidianos, mas só aponta dos outros, as vezes gasta até dinheiro com prostíbulos e afins, mas diz que tenta preservar a família tradicional. Conheço vários, são no geral as piores pessoas.

    ipoca"]Me dê um exemplo do que é ser conservador nos
    costumes??? [/quote]
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Ter 11 Ago 2020, 11:18 am

    grazi escreveu:É o ser hipócrita que tem amante, mas paga de cristão, comete alguns ilícitos cotidianos, mas só aponta dos outros, as vezes gasta até dinheiro com prostíbulos e afins, mas diz que tenta preservar a família tradicional. Conheço vários, são no geral as piores pessoas.

    ipoca"]Me dê um exemplo do que é ser conservador nos
    costumes???
    [/quote]

    Isso não é ser conservador nos costumes! Ele é o embusteiro!  Ser conservador nos costumes é não deixar a esquerda q é uma minoria nefasta q têm como dogma acabar ideologicamente o conceito de família por alçar o poder via propriedade privada, principalmente, ideologizando as crianças nas escolas sexualmente e politicamente como as imagens a seguir denunciadas pelo embusteiro e que foram apagadas dia seguinte pelo MEC q Eu tirei print no dia dentre outras podridões como a bandidolatria, ideologia de gênero, luta de classes, marcha da maconha, etc.  Por mim esse pessoal juntamente com o embusteiro poderiam ir p/ o lugar q mtos inocentes foram recentemente....#Moro2022 [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1909
    Reputação : 188
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Ter 11 Ago 2020, 3:15 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]




    Esse vídeo, trás alguns fatos interessantes sobre o Moro...não é de ninguém do Bolsonaro, nem do governo é do Hermes Magnus...
    A verdade é que o lava jato queria mesmo tirar o PT do poder.. Mas nunca quis que o Bolsonaro assumisse a presidência.... O resto, melhor assistir
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1405
    Reputação : 208
    Data de inscrição : 19/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Ter 11 Ago 2020, 4:07 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    👀 Se Bolsonaro entendeu que ajudei a colocá-lo no Planalto, lhe outorgando poderes ilimitados, está enganado. Não me confunda com os idólatras dele, comissionados ou do alcoólatra condenado. Não vou ficar batendo palma para um presidente que se dedica a arrasar com diversos segmentos da sociedade. Sinto um cheiro podre principalmente tentativa de amordaçar a Receita Federal, o COAF, o MPF, a Polícia Federal... Bolsonaro está destruindo a Lava-Jato. A maneira com que vem conduzindo a pandemia também me dá nojo: é uma das três piores do mundo. Está se lixando com as famílias atingidas pela pandemia. Seu único objetivo é proteger o clã. Se JB já iniciou sua campanha de reeleição, eu já iniciei minha mobilização para acabar com sua pretensão.

    Embusteiro, marketeiro da morte!  #Moro2022 e 100%Lavajato alvo de todos os corruptos, comissionados e oportunistas: não é a toa q o Roberto Jefferson passou ser o novo Barrabás da nova Era! q responda aqui na terra ou no.... :evil2: 100 mil mortes e a comemoração do "Messias"....[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

    Conteúdo patrocinado

    Assuntos gerais: economia & política - Página 4 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 19 Set 2021, 10:27 am