PCS JÁ

PCS JÁ



    Assuntos gerais: economia & política

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qui 19 Nov 2020, 8:33 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    A Argentina tá assim..maltratando até crianças com cancer, em nome de uma quarentena que ninguém nunca provou que é eficaz.., Se fosse eficaz a Suécia inteira já estava morta........

    Deus livrou o Brasil de um tarado estilo Fernandez por aqui.....
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Sab 21 Nov 2020, 7:47 pm

    sim, a argentina afundou por causa da corrupção, lembro muito bem disso.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Ter 24 Nov 2020, 4:15 pm

    euvoltei escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    A Argentina tá assim..maltratando até  crianças com cancer, em nome de uma quarentena que ninguém nunca provou que é eficaz.., Se fosse eficaz a Suécia inteira já estava morta........

    Deus livrou o Brasil de um tarado estilo Fernandez por aqui.....


    Sinceramente, se Deus existe não se parece com Bolsonaro em nada. Foi eleito pelo ódio e ignorância política dos brasileiros. Felizmente há formas democráticas de reagir, vide Trump.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Ter 24 Nov 2020, 4:20 pm

    Uma coisa que não tem sido abordada com a devida ênfase pela imprensa comercial é o processo constituinte chileno. Dentro do escopo democrático, com participação paritária entre sexos e com assentos exclusivos aos povos originários. Uma ruptura com o modelo neoliberal imposto pela ditadura militar de 1973. Chi Chi Chi, Lê Lê Lê, Viva Chile!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qua 25 Nov 2020, 5:29 pm

    Morte do Maradona, o maior jogador que vi em campo e fora dele. Sentimentos ao povo argentino.
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1407
    Reputação : 210
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Qui 26 Nov 2020, 6:38 pm

    O maior jogador q vi em campo foi o Romário apesar de ser Flamenguista e, consequente, boicote do Zagalo! Profissionalmente e por mérito certamente é o CR7 q nunca precisou de droga p/ correr no campo q nem um cavalo como mtos fazem já o Romário era de mulheres q vinha o pouco esforço e a mais valia dentro do campo! Very Happy Pelé e Maradona ambos lixos da humanidade....

    Mudando a prosa...https://www.anajustra.org.br/noticia/37977/5/Vitoria-da-ANAJUSTRA-Federal-na-acao-visando-o-passivo-da-Lei-13.317-16?utm_source=ActiveCampaign&utm_medium=email&utm_content=Vit%C3%B3ria+da+ANAJUSTRA+Federal+na+a%C3%A7%C3%A3o+visando+o+passivo+da+Lei+13+317%2F16&utm_campaign=News+A%C3%A7%C3%B5es
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Sab 28 Nov 2020, 2:03 pm

    opinião é algo pessoal, mas eu entendo que ninguém fez o que ronaldinho gaúcho fez



    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Sab 28 Nov 2020, 2:15 pm

    e segue o déjà vu

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Seg 30 Nov 2020, 12:13 pm

    E o Sérgio Moro... Vai trabalhar na empresawque tá tocando a RJ da Odebrecht...

    Será um case de sucesso?
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Seg 30 Nov 2020, 1:53 pm

    euvoltei escreveu:E o Sérgio Moro... Vai trabalhar na empresawque tá tocando a RJ da Odebrecht...

    Será um case de sucesso?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Seg 30 Nov 2020, 1:55 pm

    parece que o brasileiro está aprendendo, que não existe salvador da pátria nem super-herói.

    pt e bolsonaristas levaram uma invertida nas eleições municipais.


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Seg 30 Nov 2020, 2:53 pm

    liberalismo fajuto o de PG e JMB, em que empresas não arcam com seus prejuízos, mas são ressarcidas pelo governo, que repassa a conta para o povão!

    Segundo o governo, a medida não vai prejudicar a empresa responsável pelo fornecimento de energia no Amapá, porque ela vai receber recursos da Conta de Desenvolvimento Energético.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Seg 30 Nov 2020, 2:55 pm

    Galizezin escreveu:parece que o brasileiro está aprendendo, que não existe salvador da pátria nem super-herói.

    pt e bolsonaristas levaram uma invertida nas eleições municipais.


    Sim, é o efeito "Biden" à brasileira. Não é ótimo em nada, mas dá para afastar os "demônios". São os movimentos da democracia!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Seg 30 Nov 2020, 3:13 pm

    Galizezin escreveu:opinião é algo pessoal, mas eu entendo que ninguém fez o que ronaldinho gaúcho fez


    Cara, que privilégio tivemos de poder ver esse craque jogando ao vivo! Ótimo vídeo!
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Seg 30 Nov 2020, 3:14 pm

    ale1969 escreveu:
    Galizezin escreveu:parece que o brasileiro está aprendendo, que não existe salvador da pátria nem super-herói.

    pt e bolsonaristas levaram uma invertida nas eleições municipais.


    Sim, é o efeito "Biden" à brasileira. Não é ótimo em nada, mas dá para afastar os "demônios". São os movimentos da democracia!  

    1)A extrema esquerda tanto bateu no bolsonaro, que empurrou o governo no colo do centrão...
    2)Bolsonaro liberou corona voucher, manteve os bolsas famílias....

    Resultado:

    1)O centrão foi e papou muito nas eleições.... Apagando o protagonismo da extrema esquerda ....
    2)Povão perdeu o medo de não eleger a extrema esquerda...Afinal, até o bicho papão(pintado pela mídia) do bolsonaro olhou pro mais pobres...


    ---
    A direita por desorganização/despreparo(só olhar a Joice, que se elegeu por um lado e foi militar pra outro) perdeu a chance de avançar.... não tinha quase nada, ficou com quase nada..


    ----
    Daqui a 2 anos é outra eleição,... se o Biden emplacar por lá... não duvido que o mundo seja inundado com liquidez e o brasil surfe essa onda...(bolsonaro será só um efeito colateral, o importante será dar uma boa gestão pro biden pra tentar apagar o legado trump)....



    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Seg 30 Nov 2020, 3:37 pm

    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Galizezin escreveu:parece que o brasileiro está aprendendo, que não existe salvador da pátria nem super-herói.

    pt e bolsonaristas levaram uma invertida nas eleições municipais.


    Sim, é o efeito "Biden" à brasileira. Não é ótimo em nada, mas dá para afastar os "demônios". São os movimentos da democracia!  

    1)A extrema esquerda tanto bateu no bolsonaro, que empurrou o governo no colo do centrão...
    2)Bolsonaro liberou corona voucher, manteve os bolsas famílias....

    Resultado:

    1)O centrão foi e papou muito nas eleições.... Apagando o protagonismo da extrema esquerda ....
    2)Povão perdeu o medo de não eleger a extrema esquerda...Afinal, até o bicho papão(pintado pela mídia) do bolsonaro olhou pro mais pobres...


    ---
    A direita por desorganização/despreparo(só olhar a Joice, que se elegeu por um lado e foi militar pra outro) perdeu a chance de avançar.... não tinha quase nada, ficou com quase nada..


    ----
    Daqui a 2 anos é outra eleição,... se o Biden emplacar por lá... não duvido que  o mundo seja inundado com liquidez e o brasil surfe essa onda...(bolsonaro será só um efeito colateral, o importante será dar uma boa gestão pro biden pra tentar apagar o legado trump)....




    A esquerda (extrema ou não) está perdida desde antes das eleições de 2018. O Bolsonaro apanhou por (de)mérito próprio. A maior parte das críticas veio de pessoas que o apoiavam (por conveniência, oportunismo ou falta de opção, não importa). Não foi a esquerda que fez o Bolsonaro se afastar de apoiadores como o Bebianno, os generais Santos Cruz e Ramos, o Sérgio Moro, o próprio partido que o elegeu, etc etc.

    Enfim, o Bolsonaro pulou no colo do centrão por opção própria.

    A única crítica que a esquerda efetivamente fez ao Bolsonaro foi lá no começo, quando se discutia a reforma da previdência. Crítica essa que, percebe-se, não colou (mesmo alguns expoentes da renovação na esquerda votaram a favor da reforma ou negociaram pela redução do que consideravam prejuízo). As outras críticas (às pautas ambiental e de política externa, gestão da economia, da pandemia e da educação, abandono das propostas de combate à corrupção, dentre outras) encontraram forte eco entre seus ex-apoiadores ou entre setores que, anteriormente, já criticavam e combatiam a esquerda.

    Mas se o Bolsonaro e seus apoiadores quiserem manter o governo pautado sobre a esquerda (se tiver sucesso, foi porque combateu a esquerda corretamente; se fracassar, foi porque a esquerda atrapalhou), tudo bem, é uma estratégia. Tem tudo pra dar errado, mas é uma estratégia.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Seg 30 Nov 2020, 5:58 pm

    Como disse, a eleição de 2022 será um retorno à democracia, afastando o risco neofascista.

    Há um nítido movimento na mídia comercial para emplacar uma direita liberal democrática, isso pode representar um grande prejuízo aos trabalhadores como nós. Seria um efeito "Biden" à brasileira.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Seg 30 Nov 2020, 6:33 pm

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Galizezin escreveu:parece que o brasileiro está aprendendo, que não existe salvador da pátria nem super-herói.

    pt e bolsonaristas levaram uma invertida nas eleições municipais.


    Sim, é o efeito "Biden" à brasileira. Não é ótimo em nada, mas dá para afastar os "demônios". São os movimentos da democracia!  

    1)A extrema esquerda tanto bateu no bolsonaro, que empurrou o governo no colo do centrão...
    2)Bolsonaro liberou corona voucher, manteve os bolsas famílias....

    Resultado:

    1)O centrão foi e papou muito nas eleições.... Apagando o protagonismo da extrema esquerda ....
    2)Povão perdeu o medo de não eleger a extrema esquerda...Afinal, até o bicho papão(pintado pela mídia) do bolsonaro olhou pro mais pobres...


    ---
    A direita por desorganização/despreparo(só olhar a Joice, que se elegeu por um lado e foi militar pra outro) perdeu a chance de avançar.... não tinha quase nada, ficou com quase nada..


    ----
    Daqui a 2 anos é outra eleição,... se o Biden emplacar por lá... não duvido que  o mundo seja inundado com liquidez e o brasil surfe essa onda...(bolsonaro será só um efeito colateral, o importante será dar uma boa gestão pro biden pra tentar apagar o legado trump)....




    A esquerda (extrema ou não) está perdida desde antes das eleições de 2018. O Bolsonaro apanhou por (de)mérito próprio. A maior parte das críticas veio de pessoas que o apoiavam (por conveniência, oportunismo ou falta de opção, não importa). Não foi a esquerda que fez o Bolsonaro se afastar de apoiadores como o Bebianno, os generais Santos Cruz e Ramos, o Sérgio Moro, o próprio partido que o elegeu, etc etc.

    Enfim, o Bolsonaro pulou no colo do centrão por opção própria.

    A única crítica que a esquerda efetivamente fez ao Bolsonaro foi lá no começo, quando se discutia a reforma da previdência. Crítica essa que, percebe-se, não colou (mesmo alguns expoentes da renovação na esquerda votaram a favor da reforma ou negociaram pela redução do que consideravam prejuízo). As outras críticas (às pautas ambiental e de política externa, gestão da economia, da pandemia e da educação, abandono das propostas de combate à corrupção, dentre outras) encontraram forte eco entre seus ex-apoiadores ou entre setores que, anteriormente, já criticavam e combatiam a esquerda.

    Mas se o Bolsonaro e seus apoiadores quiserem manter o governo pautado sobre a esquerda (se tiver sucesso, foi porque combateu a esquerda corretamente; se fracassar, foi porque a esquerda atrapalhou), tudo bem, é uma estratégia. Tem tudo pra dar errado, mas é uma estratégia.

    Talvez vc não tenha visto a atuação da extrema esquerda..

    Não foi coisa pontual..

    Xingou desde o começo o pr de torturador,assassino (caso mariele), ffascista, nnazista ..

    Denunciou a todos órgãos internacionais (ONU, OEA, Haia, etc..

    Tentou escolher os ministros impedindo os escolhidos de tomarem posse e trabalharem via ações judiciais....

    Pediu impedimento no congresso...

    Deu todo tipo de declaração abusada seja na mídia local ou internacional pra dar manchete...

    Torceu pelo adelio

    Torceu pelo covid. . .


    .. E a lista continua
    avatar
    jornalista
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1568
    Reputação : 42
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista Seg 30 Nov 2020, 8:58 pm

    ale1969 escreveu:Como disse, a eleição de 2022 será um retorno à democracia, afastando o risco neofascista.

    Há um nítido movimento na mídia comercial para emplacar uma direita liberal democrática, isso pode representar um grande prejuízo aos trabalhadores como nós. Seria um efeito "Biden" à brasileira.  

    Se eu disser que laranja é azul, ela não será só porque eu disse que era. Eu amava estudar História na escola. Aprendi sobre a segunda guerra. Algumas das características do fascismo eram o Estado gigante, inchado e a censura, além de ser imperialista, antiburguês, autoritário, antiliberal e nacionalista. Se o mito defender só um destes aspectos, perde o eleitorado. Ele pode até perder a eleição em 2022, porque (ainda) estamos em uma democracia, mas ficará mais fácil perder, se ele defender apenas uma dessas características.
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 90
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Seg 30 Nov 2020, 9:45 pm

    jornalista escreveu:
    ale1969 escreveu:Como disse, a eleição de 2022 será um retorno à democracia, afastando o risco neofascista.

    Há um nítido movimento na mídia comercial para emplacar uma direita liberal democrática, isso pode representar um grande prejuízo aos trabalhadores como nós. Seria um efeito "Biden" à brasileira.  

    Se eu disser que laranja é azul, ela não será só porque eu disse que era. Eu amava estudar História na escola. Aprendi sobre a segunda guerra. Algumas das características do fascismo eram o Estado gigante, inchado e a censura, além de ser imperialista, antiburguês, autoritário, antiliberal e nacionalista. Se o mito defender só um destes aspectos, perde o eleitorado. Ele pode até perder a eleição em 2022, porque (ainda) estamos em uma democracia, mas ficará mais fácil perder, se ele defender apenas uma dessas características.

    Ainda tem gente chamando Bolsonaro de Mito.... Aff....

    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Ter 01 Dez 2020, 4:41 pm

    jornalista escreveu:
    ale1969 escreveu:Como disse, a eleição de 2022 será um retorno à democracia, afastando o risco neofascista.

    Há um nítido movimento na mídia comercial para emplacar uma direita liberal democrática, isso pode representar um grande prejuízo aos trabalhadores como nós. Seria um efeito "Biden" à brasileira.  

    Se eu disser que laranja é azul, ela não será só porque eu disse que era. Eu amava estudar História na escola. Aprendi sobre a segunda guerra. Algumas das características do fascismo eram o Estado gigante, inchado e a censura, além de ser imperialista, antiburguês, autoritário, antiliberal e nacionalista. Se o mito defender só um destes aspectos, perde o eleitorado. Ele pode até perder a eleição em 2022, porque (ainda) estamos em uma democracia, mas ficará mais fácil perder, se ele defender apenas uma dessas características.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Como mostra o artigo da UFJF, o neofascismo atravessa os limites das organizações políticas partidárias e recebe apoio de grupos sociais reacionários de extrema esquerda. Ocorre que "seu jair" defende essas posturas em manifestações públicas.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Ter 01 Dez 2020, 4:43 pm

    ale1969 escreveu:
    jornalista escreveu:
    ale1969 escreveu:Como disse, a eleição de 2022 será um retorno à democracia, afastando o risco neofascista.

    Há um nítido movimento na mídia comercial para emplacar uma direita liberal democrática, isso pode representar um grande prejuízo aos trabalhadores como nós. Seria um efeito "Biden" à brasileira.  

    Se eu disser que laranja é azul, ela não será só porque eu disse que era. Eu amava estudar História na escola. Aprendi sobre a segunda guerra. Algumas das características do fascismo eram o Estado gigante, inchado e a censura, além de ser imperialista, antiburguês, autoritário, antiliberal e nacionalista. Se o mito defender só um destes aspectos, perde o eleitorado. Ele pode até perder a eleição em 2022, porque (ainda) estamos em uma democracia, mas ficará mais fácil perder, se ele defender apenas uma dessas características.


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    Como mostra o artigo da UFJF, o neofascismo atravessa os limites das organizações políticas partidárias e recebe apoio de grupos sociais reacionários de extrema esquerda. Ocorre que "seu jair" defende essas posturas em manifestações públicas.

    Desculpem, onde lê-se "extrema esquerda", leia-se "extrema direita". Foi mal.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Ter 01 Dez 2020, 4:53 pm

    Galizezin escreveu:opinião é algo pessoal, mas eu entendo que ninguém fez o que ronaldinho gaúcho fez



    Vi grandes jogadores em campo. Zico, Sócrates, Leandro etc, passando pela geração dos anos 90 com Romário, Ronaldo, Edmundo etc. No sec XXI Ronaldinho e Messi(que não vi em campo) são os maiores.

    Agora, Maradona pude ver duas vezes no Maracanã, perdeu os dois jogos, um para o Flamengo outro para a seleção da CBF. Ronaldinho vi muito quando jogou pelo Flamengo. Não há termos possíveis de comparação em campo e na defesa política do seu povo. Maradona não é apenas o melhor jogador argentino de todos os tempos, é também um mártir da luta pela afirmação patriótica e solidária latino-americana.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Ter 01 Dez 2020, 9:44 pm

    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    ale1969 escreveu:


    Sim, é o efeito "Biden" à brasileira. Não é ótimo em nada, mas dá para afastar os "demônios". São os movimentos da democracia!  

    1)A extrema esquerda tanto bateu no bolsonaro, que empurrou o governo no colo do centrão...
    2)Bolsonaro liberou corona voucher, manteve os bolsas famílias....

    Resultado:

    1)O centrão foi e papou muito nas eleições.... Apagando o protagonismo da extrema esquerda ....
    2)Povão perdeu o medo de não eleger a extrema esquerda...Afinal, até o bicho papão(pintado pela mídia) do bolsonaro olhou pro mais pobres...


    ---
    A direita por desorganização/despreparo(só olhar a Joice, que se elegeu por um lado e foi militar pra outro) perdeu a chance de avançar.... não tinha quase nada, ficou com quase nada..


    ----
    Daqui a 2 anos é outra eleição,... se o Biden emplacar por lá... não duvido que  o mundo seja inundado com liquidez e o brasil surfe essa onda...(bolsonaro será só um efeito colateral, o importante será dar uma boa gestão pro biden pra tentar apagar o legado trump)....




    A esquerda (extrema ou não) está perdida desde antes das eleições de 2018. O Bolsonaro apanhou por (de)mérito próprio. A maior parte das críticas veio de pessoas que o apoiavam (por conveniência, oportunismo ou falta de opção, não importa). Não foi a esquerda que fez o Bolsonaro se afastar de apoiadores como o Bebianno, os generais Santos Cruz e Ramos, o Sérgio Moro, o próprio partido que o elegeu, etc etc.

    Enfim, o Bolsonaro pulou no colo do centrão por opção própria.

    A única crítica que a esquerda efetivamente fez ao Bolsonaro foi lá no começo, quando se discutia a reforma da previdência. Crítica essa que, percebe-se, não colou (mesmo alguns expoentes da renovação na esquerda votaram a favor da reforma ou negociaram pela redução do que consideravam prejuízo). As outras críticas (às pautas ambiental e de política externa, gestão da economia, da pandemia e da educação, abandono das propostas de combate à corrupção, dentre outras) encontraram forte eco entre seus ex-apoiadores ou entre setores que, anteriormente, já criticavam e combatiam a esquerda.

    Mas se o Bolsonaro e seus apoiadores quiserem manter o governo pautado sobre a esquerda (se tiver sucesso, foi porque combateu a esquerda corretamente; se fracassar, foi porque a esquerda atrapalhou), tudo bem, é uma estratégia. Tem tudo pra dar errado, mas é uma estratégia.

    Talvez vc não tenha visto a atuação da extrema esquerda..

    Não foi coisa pontual..

    Xingou desde o começo o pr de torturador,assassino (caso mariele),  ffascista,  nnazista ..

    Denunciou a todos órgãos internacionais (ONU, OEA, Haia, etc..

    Tentou escolher os ministros impedindo os escolhidos de tomarem posse e trabalharem via ações judiciais....

    Pediu impedimento no congresso...

    Deu todo tipo de declaração abusada seja na mídia local ou internacional pra dar manchete...

    Torceu pelo adelio

    Torceu pelo covid. . .


    .. E a lista continua

    Ah mas oposição fazendo oposição não é novidade nenhuma... Nem os métodos são novidade, é óbvio que o seu Jair já esperava por tudo isso (ou coisa parecida) desde antes da eleição. Ele não dizia que era o único capaz de combater a esquerda, e blá blá blá?

    A propósito, fizeram muito mais que isso com o Temer, e ele teve muito mais sucesso no tal "combate à esquerda" que o Bolsonaro, tendo finalmente fracassado em ir mais longe por demérito próprio, por causa daquela história do joesley e o "tem que manter isso daí".

    Resumindo, o Temer sofreu oposição igual ou pior que a apresentada ao Bolsonaro, em um mandato sem nenhum apoio popular, sob denúncias pesadíssimas, e mesmo assim conseguiu entregar mais e - o mais "humilhante" de tudo - nunca precisou ficar chorando "ah, mas a esquerda/congresso/STF isso e aquilo", "não me deixam governar" etc etcetera
    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 502
    Reputação : 124
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por grazi Qua 02 Dez 2020, 4:21 pm

    Pois é, maior chorão e ainda fica chamando os outros de maricas.

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:

    1)A extrema esquerda tanto bateu no bolsonaro, que empurrou o governo no colo do centrão...
    2)Bolsonaro liberou corona voucher, manteve os bolsas famílias....

    Resultado:

    1)O centrão foi e papou muito nas eleições.... Apagando o protagonismo da extrema esquerda ....
    2)Povão perdeu o medo de não eleger a extrema esquerda...Afinal, até o bicho papão(pintado pela mídia) do bolsonaro olhou pro mais pobres...


    ---
    A direita por desorganização/despreparo(só olhar a Joice, que se elegeu por um lado e foi militar pra outro) perdeu a chance de avançar.... não tinha quase nada, ficou com quase nada..


    ----
    Daqui a 2 anos é outra eleição,... se o Biden emplacar por lá... não duvido que  o mundo seja inundado com liquidez e o brasil surfe essa onda...(bolsonaro será só um efeito colateral, o importante será dar uma boa gestão pro biden pra tentar apagar o legado trump)....




    A esquerda (extrema ou não) está perdida desde antes das eleições de 2018. O Bolsonaro apanhou por (de)mérito próprio. A maior parte das críticas veio de pessoas que o apoiavam (por conveniência, oportunismo ou falta de opção, não importa). Não foi a esquerda que fez o Bolsonaro se afastar de apoiadores como o Bebianno, os generais Santos Cruz e Ramos, o Sérgio Moro, o próprio partido que o elegeu, etc etc.

    Enfim, o Bolsonaro pulou no colo do centrão por opção própria.

    A única crítica que a esquerda efetivamente fez ao Bolsonaro foi lá no começo, quando se discutia a reforma da previdência. Crítica essa que, percebe-se, não colou (mesmo alguns expoentes da renovação na esquerda votaram a favor da reforma ou negociaram pela redução do que consideravam prejuízo). As outras críticas (às pautas ambiental e de política externa, gestão da economia, da pandemia e da educação, abandono das propostas de combate à corrupção, dentre outras) encontraram forte eco entre seus ex-apoiadores ou entre setores que, anteriormente, já criticavam e combatiam a esquerda.

    Mas se o Bolsonaro e seus apoiadores quiserem manter o governo pautado sobre a esquerda (se tiver sucesso, foi porque combateu a esquerda corretamente; se fracassar, foi porque a esquerda atrapalhou), tudo bem, é uma estratégia. Tem tudo pra dar errado, mas é uma estratégia.

    Talvez vc não tenha visto a atuação da extrema esquerda..

    Não foi coisa pontual..

    Xingou desde o começo o pr de torturador,assassino (caso mariele),  ffascista,  nnazista ..

    Denunciou a todos órgãos internacionais (ONU, OEA, Haia, etc..

    Tentou escolher os ministros impedindo os escolhidos de tomarem posse e trabalharem via ações judiciais....

    Pediu impedimento no congresso...

    Deu todo tipo de declaração abusada seja na mídia local ou internacional pra dar manchete...

    Torceu pelo adelio

    Torceu pelo covid. . .


    .. E a lista continua

    Ah mas oposição fazendo oposição não é novidade nenhuma... Nem os métodos são novidade, é óbvio que o seu Jair já esperava por tudo isso (ou coisa parecida) desde antes da eleição. Ele não dizia que era o único capaz de combater a esquerda, e blá blá blá?

    A propósito, fizeram muito mais que isso com o Temer, e ele teve muito mais sucesso no tal "combate à esquerda" que o Bolsonaro, tendo finalmente fracassado em ir mais longe por demérito próprio, por causa daquela história do joesley e o "tem que manter isso daí".

    Resumindo, o Temer sofreu oposição igual ou pior que a apresentada ao Bolsonaro, em um mandato sem nenhum apoio popular, sob denúncias pesadíssimas, e mesmo assim conseguiu entregar mais e - o mais "humilhante" de tudo - nunca precisou ficar chorando "ah, mas a esquerda/congresso/STF  isso e aquilo", "não me deixam governar" etc etcetera
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qua 02 Dez 2020, 5:30 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    O Partido "NOVO" das velhas oligarquias empresariais coloca a verdadeira face dessa elite escravagista brasileira. O pior é que tem "trabalhador" que concorda e vota neles. Isso tem nome e sobrenome - ALIENAÇÃO DE CLASSE.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 02 Dez 2020, 6:50 pm

    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    O Partido "NOVO" das velhas oligarquias empresariais coloca a verdadeira face dessa elite escravagista brasileira. O pior é que tem "trabalhador" que concorda e vota neles. Isso tem nome e sobrenome - ALIENAÇÃO DE CLASSE.

    O que mais "queimou" o Partido Novo - e pode ter tido um grande peso para o desempenho aquém do esperado este ano - foi que boa parte dos seus maiores expoentes, alguns dos seus membros mais conhecidos, são bolsonaristas convictos. Neste ponto, não estou criticando o fato de algum político ser ou não apoiador do Bolsonaro, o que é válido, mas deveriam estar em partidos mais alinhados com o "ideário" bolsonarista, como PSL, Patriota, PRTB etc. Ao manter em seus quadros alguns dos maiores defensores do Bolsonaro, cujas ideias contrastam, na maior parte, com o que o partido prega, é óbvio que ficaria colada no partido a pecha de "linha auxiliar bolsonarista".

    É um caminho parecido com o adotado pelo PSOL, que para o grande público ainda não conseguiu se livrar da imagem de "PT da segunda divisão". Não adianta ter sido criado como dissidência do PT por acreditarem que o partido se desviou dos seus ideais; não adianta tentar se descolar do PT apresentando candidaturas isoladas ao Executivo; não adianta uma (ainda pequena) parte da militância criticar o PT pelos seus defeitos, enquanto os principais expoentes do partido (pelo menos os de maior visibilidade) passam pano para todo o ocorrido, incondicionalmente.

    Nesse aspecto o PDT tem seguido uma trajetória melhor: mesmo tendo mais "tradição política" que o PT, por muito tempo ficou restrito ao papel de satélite petista. No entanto, ultimamente vem conseguindo ganhar imagem própria, ao elogiar os governos petistas onde acham devido, sem esquecer de criticar pontos aos quais as críticas mais são merecidas. E esta deveria ser a linha adotada pelos expoentes do Partido Novo: elogiar algo que enxergarem de positivo no governo e tecer críticas contundentes quando forem necessárias. Em alguns membros vemos este posicionamento: o próprio João Amoedo, Henri Ozi Cukier, Marcelo Castro, além de alguns outros. Mas eles têm menor exposição e peso na opinião pública que alguns dos defensores incondicionais do Bolsonaro que ainda encontram guarida no partido.
    avatar
    jornalista
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1568
    Reputação : 42
    Data de inscrição : 10/07/2010

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por jornalista Qua 02 Dez 2020, 10:05 pm

    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    O Partido "NOVO" das velhas oligarquias empresariais coloca a verdadeira face dessa elite escravagista brasileira. O pior é que tem "trabalhador" que concorda e vota neles. Isso tem nome e sobrenome - ALIENAÇÃO DE CLASSE.

    O que mais "queimou" o Partido Novo - e pode ter tido um grande peso para o desempenho aquém do esperado este ano - foi que boa parte dos seus maiores expoentes, alguns dos seus membros mais conhecidos, são bolsonaristas convictos. Neste ponto, não estou criticando o fato de algum político ser ou não apoiador do Bolsonaro, o que é válido, mas deveriam estar em partidos mais alinhados com o "ideário" bolsonarista, como PSL, Patriota, PRTB etc. Ao manter em seus quadros alguns dos maiores defensores do Bolsonaro, cujas ideias contrastam, na maior parte, com o que o partido prega, é óbvio que ficaria colada no partido a pecha de "linha auxiliar bolsonarista".

    É um caminho parecido com o adotado pelo PSOL, que para o grande público ainda não conseguiu se livrar da imagem de "PT da segunda divisão". Não adianta ter sido criado como dissidência do PT por acreditarem que o partido se desviou dos seus ideais; não adianta tentar se descolar do PT apresentando candidaturas isoladas ao Executivo; não adianta uma (ainda pequena) parte da militância criticar o PT pelos seus defeitos, enquanto os principais expoentes do partido (pelo menos os de maior visibilidade) passam pano para todo o ocorrido, incondicionalmente.

    Nesse aspecto o PDT tem seguido uma trajetória melhor: mesmo tendo mais "tradição política" que o PT, por muito tempo ficou restrito ao papel de satélite petista. No entanto, ultimamente vem conseguindo ganhar imagem própria, ao elogiar os governos petistas onde acham devido, sem esquecer de criticar pontos aos quais as críticas mais são merecidas. E esta deveria ser a linha adotada pelos expoentes do Partido Novo: elogiar algo que enxergarem de positivo no governo e tecer críticas contundentes quando forem necessárias. Em alguns membros vemos este posicionamento: o próprio João Amoedo, Henri Ozi Cukier, Marcelo Castro, além de alguns outros. Mas eles têm menor exposição e peso na opinião pública que alguns dos defensores incondicionais do Bolsonaro que ainda encontram guarida no partido.
    Geralmente concordo com as suas ideias mas parece que você se equivocou. Os expoentes do Novo não são bolsonaristas, pelo contrário. Amoedo é totalmente contrário a Bolsonaro. Aliás Amoedo traiu os ideais do Novo sob o aspecto econômico, já que não é uma sigla conservadora. Ao se aliar aos ideais econômicos da esquerda, Amoedo implodiu o partido. Também discordo que o psol seja uma segunda divisão do pt. Ele já engoliu a criatura de onde saiu e é o líder da esquerda. Quanto ao pdt, é puxadinho do psol/pdt mesmo, porque Ciro é um tucano travestido. Os ataques dele à esquerda são um mero capricho. Acredito que no segundo turno a oposição será um desses: Moro, Huck ou Doria (ou os três juntos com a esquerda contra Bolsonaro).
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qui 03 Dez 2020, 1:57 am

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:

    1)A extrema esquerda tanto bateu no bolsonaro, que empurrou o governo no colo do centrão...
    2)Bolsonaro liberou corona voucher, manteve os bolsas famílias....

    Resultado:

    1)O centrão foi e papou muito nas eleições.... Apagando o protagonismo da extrema esquerda ....
    2)Povão perdeu o medo de não eleger a extrema esquerda...Afinal, até o bicho papão(pintado pela mídia) do bolsonaro olhou pro mais pobres...


    ---
    A direita por desorganização/despreparo(só olhar a Joice, que se elegeu por um lado e foi militar pra outro) perdeu a chance de avançar.... não tinha quase nada, ficou com quase nada..


    ----
    Daqui a 2 anos é outra eleição,... se o Biden emplacar por lá... não duvido que  o mundo seja inundado com liquidez e o brasil surfe essa onda...(bolsonaro será só um efeito colateral, o importante será dar uma boa gestão pro biden pra tentar apagar o legado trump)....




    A esquerda (extrema ou não) está perdida desde antes das eleições de 2018. O Bolsonaro apanhou por (de)mérito próprio. A maior parte das críticas veio de pessoas que o apoiavam (por conveniência, oportunismo ou falta de opção, não importa). Não foi a esquerda que fez o Bolsonaro se afastar de apoiadores como o Bebianno, os generais Santos Cruz e Ramos, o Sérgio Moro, o próprio partido que o elegeu, etc etc.

    Enfim, o Bolsonaro pulou no colo do centrão por opção própria.

    A única crítica que a esquerda efetivamente fez ao Bolsonaro foi lá no começo, quando se discutia a reforma da previdência. Crítica essa que, percebe-se, não colou (mesmo alguns expoentes da renovação na esquerda votaram a favor da reforma ou negociaram pela redução do que consideravam prejuízo). As outras críticas (às pautas ambiental e de política externa, gestão da economia, da pandemia e da educação, abandono das propostas de combate à corrupção, dentre outras) encontraram forte eco entre seus ex-apoiadores ou entre setores que, anteriormente, já criticavam e combatiam a esquerda.

    Mas se o Bolsonaro e seus apoiadores quiserem manter o governo pautado sobre a esquerda (se tiver sucesso, foi porque combateu a esquerda corretamente; se fracassar, foi porque a esquerda atrapalhou), tudo bem, é uma estratégia. Tem tudo pra dar errado, mas é uma estratégia.

    Talvez vc não tenha visto a atuação da extrema esquerda..

    Não foi coisa pontual..

    Xingou desde o começo o pr de torturador,assassino (caso mariele),  ffascista,  nnazista ..

    Denunciou a todos órgãos internacionais (ONU, OEA, Haia, etc..

    Tentou escolher os ministros impedindo os escolhidos de tomarem posse e trabalharem via ações judiciais....

    Pediu impedimento no congresso...

    Deu todo tipo de declaração abusada seja na mídia local ou internacional pra dar manchete...

    Torceu pelo adelio

    Torceu pelo covid. . .


    .. E a lista continua

    Ah mas oposição fazendo oposição não é novidade nenhuma... Nem os métodos são novidade, é óbvio que o seu Jair já esperava por tudo isso (ou coisa parecida) desde antes da eleição. Ele não dizia que era o único capaz de combater a esquerda, e blá blá blá?

    A propósito, fizeram muito mais que isso com o Temer, e ele teve muito mais sucesso no tal "combate à esquerda" que o Bolsonaro, tendo finalmente fracassado em ir mais longe por demérito próprio, por causa daquela história do joesley e o "tem que manter isso daí".

    Resumindo, o Temer sofreu oposição igual ou pior que a apresentada ao Bolsonaro, em um mandato sem nenhum apoio popular, sob denúncias pesadíssimas, e mesmo assim conseguiu entregar mais e - o mais "humilhante" de tudo - nunca precisou ficar chorando "ah, mas a esquerda/congresso/STF  isso e aquilo", "não me deixam governar" etc etcetera


    Vc é um torcedor, tenta esconder; mas é só mais um torcedor..... do PR exerga até as vírgulas em lugar errado,.. do resto do mundo, diz "ah não é novidade nenhuma"; evitando um juízo crítico, só pq o resto do mundo tá contra o PR...

    Eu tbm sou um torcedor, só não que não tento esconder...

    2020 trouxe novidades... extrema esquerda afundando.... PT só levou 4 das 100 maiores cidades .... os satélites, saíram com 4 ou 5 prefeituras +ou- apesar do barulhento avanço ao segundo turno em SP e RS....

    O PR emplacou pouca coisa... quase nada....

    Não que eu esteja depositando grandes esperanças em nos partidos vencendores, mas já é um bom sinal pelo menos ver que a extrema esquerda saiu perdedora.....

    2022 é outra eleição....
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qui 03 Dez 2020, 3:45 pm

    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    O Partido "NOVO" das velhas oligarquias empresariais coloca a verdadeira face dessa elite escravagista brasileira. O pior é que tem "trabalhador" que concorda e vota neles. Isso tem nome e sobrenome - ALIENAÇÃO DE CLASSE.

    O que mais "queimou" o Partido Novo - e pode ter tido um grande peso para o desempenho aquém do esperado este ano - foi que boa parte dos seus maiores expoentes, alguns dos seus membros mais conhecidos, são bolsonaristas convictos. Neste ponto, não estou criticando o fato de algum político ser ou não apoiador do Bolsonaro, o que é válido, mas deveriam estar em partidos mais alinhados com o "ideário" bolsonarista, como PSL, Patriota, PRTB etc. Ao manter em seus quadros alguns dos maiores defensores do Bolsonaro, cujas ideias contrastam, na maior parte, com o que o partido prega, é óbvio que ficaria colada no partido a pecha de "linha auxiliar bolsonarista".

    É um caminho parecido com o adotado pelo PSOL, que para o grande público ainda não conseguiu se livrar da imagem de "PT da segunda divisão". Não adianta ter sido criado como dissidência do PT por acreditarem que o partido se desviou dos seus ideais; não adianta tentar se descolar do PT apresentando candidaturas isoladas ao Executivo; não adianta uma (ainda pequena) parte da militância criticar o PT pelos seus defeitos, enquanto os principais expoentes do partido (pelo menos os de maior visibilidade) passam pano para todo o ocorrido, incondicionalmente.

    Nesse aspecto o PDT tem seguido uma trajetória melhor: mesmo tendo mais "tradição política" que o PT, por muito tempo ficou restrito ao papel de satélite petista. No entanto, ultimamente vem conseguindo ganhar imagem própria, ao elogiar os governos petistas onde acham devido, sem esquecer de criticar pontos aos quais as críticas mais são merecidas. E esta deveria ser a linha adotada pelos expoentes do Partido Novo: elogiar algo que enxergarem de positivo no governo e tecer críticas contundentes quando forem necessárias. Em alguns membros vemos este posicionamento: o próprio João Amoedo, Henri Ozi Cukier, Marcelo Castro, além de alguns outros. Mas eles têm menor exposição e peso na opinião pública que alguns dos defensores incondicionais do Bolsonaro que ainda encontram guarida no partido.



    Boa análise, só pontuo que o Partido "NOVO" é formado pela velha elite escravagista brasileira. Trocar de roupa não faz mudar de caráter, são os mesmos grupos econômicos herdeiros da aristocracia neocolonial.

    Sobre o PSOL foi cirúrgico no comentário. Ora, como um partido que nasceu de um grupo de parlamentares expulsos do PT por não aceitarem a conciliação neoliberal na reforma da previdência de 2003, pode aceitar agora os erros dos governos do PT, sem pontua-los? No Rio, o PSOL já é 1ª divisão e em São Paulo e Belém agora também. Quando o PT surgiu na década de 80 era nanico e perdia para o PDT de Brizola, só passando a liderar as forças progressistas após a eleição de 1989.

    Mais um detalhe, o antiministro do meio ambiente veio do partido "NOVO", "passando a boiada" como os velhos latifundiários de sempre.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qui 03 Dez 2020, 4:03 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Reportagem interessante da Piauí, que merece uma análise crítica sobre o perfil eleitoral brasileiro.

    As mídias comerciais hegemônicas não discutem política, apenas análise de pesquisas. Com isso há uma despolitização e alienação do eleitorado de um modo geral. Por exemplo, no Recife houve uma disputa entre a neta e o bisneto de Miguel Arraes e não se pontuou quem efetivamente carrega o legado "velho patriarca". Em quem Arraes votaria? Quem defende a ruptura com as elites pernambucanas?

    Os partidos do erroneamente chamados "CENTRÃO"(PP, PSD, PSC, REP etc.) são partidos fisiológicos que recebem o apoio dos grupos sociais locais, como Associação Comercial, Maçonaria, Rotary, Igrejas etc., com isso, há forte domínio econômico das cidades. Esses partidos vazios de conteúdo não são competitivos numa eleição nacional politizada e debatida, porém fazem muitos Deputados e controlam o Poder Legislativo.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 03 Dez 2020, 6:15 pm

    jornalista escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


    O Partido "NOVO" das velhas oligarquias empresariais coloca a verdadeira face dessa elite escravagista brasileira. O pior é que tem "trabalhador" que concorda e vota neles. Isso tem nome e sobrenome - ALIENAÇÃO DE CLASSE.

    O que mais "queimou" o Partido Novo - e pode ter tido um grande peso para o desempenho aquém do esperado este ano - foi que boa parte dos seus maiores expoentes, alguns dos seus membros mais conhecidos, são bolsonaristas convictos. Neste ponto, não estou criticando o fato de algum político ser ou não apoiador do Bolsonaro, o que é válido, mas deveriam estar em partidos mais alinhados com o "ideário" bolsonarista, como PSL, Patriota, PRTB etc. Ao manter em seus quadros alguns dos maiores defensores do Bolsonaro, cujas ideias contrastam, na maior parte, com o que o partido prega, é óbvio que ficaria colada no partido a pecha de "linha auxiliar bolsonarista".

    É um caminho parecido com o adotado pelo PSOL, que para o grande público ainda não conseguiu se livrar da imagem de "PT da segunda divisão". Não adianta ter sido criado como dissidência do PT por acreditarem que o partido se desviou dos seus ideais; não adianta tentar se descolar do PT apresentando candidaturas isoladas ao Executivo; não adianta uma (ainda pequena) parte da militância criticar o PT pelos seus defeitos, enquanto os principais expoentes do partido (pelo menos os de maior visibilidade) passam pano para todo o ocorrido, incondicionalmente.

    Nesse aspecto o PDT tem seguido uma trajetória melhor: mesmo tendo mais "tradição política" que o PT, por muito tempo ficou restrito ao papel de satélite petista. No entanto, ultimamente vem conseguindo ganhar imagem própria, ao elogiar os governos petistas onde acham devido, sem esquecer de criticar pontos aos quais as críticas mais são merecidas. E esta deveria ser a linha adotada pelos expoentes do Partido Novo: elogiar algo que enxergarem de positivo no governo e tecer críticas contundentes quando forem necessárias. Em alguns membros vemos este posicionamento: o próprio João Amoedo, Henri Ozi Cukier, Marcelo Castro, além de alguns outros. Mas eles têm menor exposição e peso na opinião pública que alguns dos defensores incondicionais do Bolsonaro que ainda encontram guarida no partido.
    Geralmente concordo com as suas ideias mas parece que você se equivocou. Os expoentes do Novo não são bolsonaristas, pelo contrário. Amoedo é totalmente contrário a Bolsonaro. Aliás Amoedo traiu os ideais do Novo sob o aspecto econômico, já que não é uma sigla conservadora. Ao se aliar aos ideais econômicos da esquerda, Amoedo implodiu o partido. Também discordo que o psol seja uma segunda divisão do pt. Ele já engoliu a criatura de onde saiu e é o líder da esquerda. Quanto ao pdt, é puxadinho do psol/pdt mesmo, porque Ciro é um tucano travestido. Os ataques dele à esquerda são um mero capricho. Acredito que no segundo turno a oposição será um desses: Moro, Huck ou Doria (ou os três juntos com a esquerda contra Bolsonaro).

    Amoêdo é só um, e mesmo dentro do partido perdeu um pouco o "peso" após as eleições de 2018, já que nem presidente do partido ele é mais. Quando me refiro aos "expoentes bolsonaristas" a referência é ao pessoal mais ativo nas redes sociais que, querendo ou não, ajudam muito a forjar a opinião pública sobre o partido. Pessoas como Filipe Sabará, Marcel van Hattem, o Zema, governador de MG, o único prefeito eleito pelo Novo, de Joinville, entre muitos outros. Essa é a imagem que fica do partido. As opiniões dos mais críticos, como o Amoêdo, Henri Cukier, Marcelo Castro, não têm a mesma repercussão que as "passadas de pano" dos outros.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 03 Dez 2020, 6:53 pm

    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    A esquerda (extrema ou não) está perdida desde antes das eleições de 2018. O Bolsonaro apanhou por (de)mérito próprio. A maior parte das críticas veio de pessoas que o apoiavam (por conveniência, oportunismo ou falta de opção, não importa). Não foi a esquerda que fez o Bolsonaro se afastar de apoiadores como o Bebianno, os generais Santos Cruz e Ramos, o Sérgio Moro, o próprio partido que o elegeu, etc etc.

    Enfim, o Bolsonaro pulou no colo do centrão por opção própria.

    A única crítica que a esquerda efetivamente fez ao Bolsonaro foi lá no começo, quando se discutia a reforma da previdência. Crítica essa que, percebe-se, não colou (mesmo alguns expoentes da renovação na esquerda votaram a favor da reforma ou negociaram pela redução do que consideravam prejuízo). As outras críticas (às pautas ambiental e de política externa, gestão da economia, da pandemia e da educação, abandono das propostas de combate à corrupção, dentre outras) encontraram forte eco entre seus ex-apoiadores ou entre setores que, anteriormente, já criticavam e combatiam a esquerda.

    Mas se o Bolsonaro e seus apoiadores quiserem manter o governo pautado sobre a esquerda (se tiver sucesso, foi porque combateu a esquerda corretamente; se fracassar, foi porque a esquerda atrapalhou), tudo bem, é uma estratégia. Tem tudo pra dar errado, mas é uma estratégia.

    Talvez vc não tenha visto a atuação da extrema esquerda..

    Não foi coisa pontual..

    Xingou desde o começo o pr de torturador,assassino (caso mariele),  ffascista,  nnazista ..

    Denunciou a todos órgãos internacionais (ONU, OEA, Haia, etc..

    Tentou escolher os ministros impedindo os escolhidos de tomarem posse e trabalharem via ações judiciais....

    Pediu impedimento no congresso...

    Deu todo tipo de declaração abusada seja na mídia local ou internacional pra dar manchete...

    Torceu pelo adelio

    Torceu pelo covid. . .


    .. E a lista continua

    Ah mas oposição fazendo oposição não é novidade nenhuma... Nem os métodos são novidade, é óbvio que o seu Jair já esperava por tudo isso (ou coisa parecida) desde antes da eleição. Ele não dizia que era o único capaz de combater a esquerda, e blá blá blá?

    A propósito, fizeram muito mais que isso com o Temer, e ele teve muito mais sucesso no tal "combate à esquerda" que o Bolsonaro, tendo finalmente fracassado em ir mais longe por demérito próprio, por causa daquela história do joesley e o "tem que manter isso daí".

    Resumindo, o Temer sofreu oposição igual ou pior que a apresentada ao Bolsonaro, em um mandato sem nenhum apoio popular, sob denúncias pesadíssimas, e mesmo assim conseguiu entregar mais e - o mais "humilhante" de tudo - nunca precisou ficar chorando "ah, mas a esquerda/congresso/STF  isso e aquilo", "não me deixam governar" etc etcetera


    Vc é um torcedor, tenta esconder; mas é só mais um torcedor..... do PR exerga até as vírgulas em lugar errado,.. do resto do mundo, diz "ah não é novidade nenhuma"; evitando um juízo crítico, só pq o resto do mundo tá contra o PR...

    Eu tbm sou um torcedor, só não que não tento esconder...

    2020 trouxe novidades... extrema esquerda afundando.... PT só levou 4 das 100 maiores cidades .... os satélites, saíram com 4 ou 5 prefeituras +ou- apesar do barulhento avanço ao segundo turno em SP e RS....

    O PR emplacou pouca coisa... quase nada....

    Não que eu esteja depositando grandes esperanças em nos partidos vencendores, mas  já é um bom sinal pelo menos ver que a extrema esquerda saiu perdedora.....

    2022 é outra eleição....

    Faltou demonstrar onde eu estava errado em dizer que "não é novidade nenhuma". Pra começar, dar um exemplo de "oposição duríssima" que o Bolsonaro tenha sofrido, que o Michel Temer não sofreu igual ou pior.

    E não nego que tenho uma torcida, também. No início, torcia pro governo do Bolsonaro cumprir boa parte do que prometeu em campanha, mesmo tendo votado em branco no segundo turno. Afinal de contas a pauta (em grande parte) me parecia boa, só não acreditava no "portador da mensagem".

    Depois, a torcida passou a ser pra falarem um pouco menos (promessas, reclamações, desculpas, polêmicas) e fazerem pelo menos um pouco a mais.

    Agora, reconheço que a torcida já é pelo controle de danos, e que não entreguem um país muito pior do que o que receberam - que já não era lá grandes coisas.

    No mais, sempre achei engraçada essa posição de boa parte dos "governos" (antes o PT, agora o Bolsonaro) de reclamarem de que "todo mundo está contra". A oposição tem de ser contra, mesmo, por motivos óbvios. Uma parcela da culpa da roubalheira do PT ter ido tão longe foi das instituições omissas, inclusive a oposição de fachada. Imprensa, também, tem de manter um olhar o mais crítico possível. Pra falar a favor já temos publicidade oficial, microfones de aluguel, blogs financiados etc. Enquanto estiverem falando a verdade, a imprensa tem mais é de botar a lupa sobre tudo o que possa causar "estranheza" em um governo, até porque serve como a "voz" que o cidadão só tem a cada 4 anos.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2641
    Reputação : 495
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 03 Dez 2020, 7:11 pm

    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Reportagem interessante da Piauí, que merece uma análise crítica sobre o perfil eleitoral brasileiro.

    As mídias comerciais hegemônicas não discutem política, apenas análise de pesquisas. Com isso há uma despolitização e alienação do eleitorado de um modo geral. Por exemplo, no Recife houve uma disputa entre a neta e o bisneto de Miguel Arraes e não se pontuou quem efetivamente carrega o legado "velho patriarca". Em quem Arraes votaria? Quem defende a ruptura com as elites pernambucanas?

    Os partidos do erroneamente chamados "CENTRÃO"(PP, PSD, PSC, REP etc.) são partidos fisiológicos que recebem o apoio dos grupos sociais locais, como Associação Comercial, Maçonaria, Rotary, Igrejas etc., com isso, há forte domínio econômico das cidades. Esses partidos vazios de conteúdo não são competitivos numa eleição nacional politizada e debatida, porém fazem muitos Deputados e controlam o Poder Legislativo.

    Achei interessante a reportagem e a ideia por trás dela. Mas acho que o recorte por regiões tão pequenas (a partir de 400 domicílios) prejudica uma análise mais apurada, porque fica contaminado por questões locais. Por exemplo, em uma das regiões demonstradas (mais rica/pobre, mais/menos escolarizada etc) o percentual de votação alcançado por uma legenda pode ter origem em fatores não representados na pesquisa (por exemplo, um "campeão de votos" muito popular). Se conseguissem fazer um agregado em regiões maiores, ou totalizassem os números de várias dessas regiões pequenas, com similaridades entre si, o resultado seria muito mais elucidativo.

    Sei que esse seria um trabalho muito maior, talvez digno de um TCC ou tese de mestrado.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7678
    Reputação : 564
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Sex 04 Dez 2020, 1:00 pm

    [quote="androsvilazza"][quote="euvoltei"]
    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:



    Faltou demonstrar onde eu estava errado em dizer que "não é novidade nenhuma". Pra começar, dar um exemplo de "oposição duríssima" que o Bolsonaro tenha sofrido, que o Michel Temer não sofreu igual ou pior.

    E não nego que tenho uma torcida, também. No início, torcia pro governo do Bolsonaro cumprir boa parte do que prometeu em campanha, mesmo tendo votado em branco no segundo turno. Afinal de contas a pauta (em grande parte) me parecia boa, só não acreditava no "portador da mensagem".

    Depois, a torcida passou a ser pra falarem um pouco menos (promessas, reclamações, desculpas, polêmicas) e fazerem pelo menos um pouco a mais.

    Agora, reconheço que a torcida já é pelo controle de danos, e que não entreguem um país muito pior do que o que receberam - que já não era lá grandes coisas.

    No mais, sempre achei engraçada essa posição de boa parte dos "governos" (antes o PT, agora o Bolsonaro) de reclamarem de que "todo mundo está contra". A oposição tem de ser contra, mesmo, por motivos óbvios. Uma parcela da culpa da roubalheira do PT ter ido tão longe foi das instituições omissas, inclusive a oposição de fachada. Imprensa, também, tem de manter um olhar o mais crítico possível. Pra falar a favor já temos publicidade oficial, microfones de aluguel, blogs financiados etc. Enquanto estiverem falando a verdade, a imprensa tem mais é de botar a lupa sobre tudo o que possa causar "estranheza" em um governo, até porque serve como a "voz" que o cidadão só tem a cada 4 anos.

    muito bem colocado, esse negócio de ser contra quem é contra a gente já sabe no que dá...venezuela, cuba, china etc.
    e é bem por aí que esse governo gosta de trilhar, ou seja, ser contra quem é contra. onde já se viu 'relatório de monitoramento do governo'?

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Sex 04 Dez 2020, 3:35 pm

    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Reportagem interessante da Piauí, que merece uma análise crítica sobre o perfil eleitoral brasileiro.

    As mídias comerciais hegemônicas não discutem política, apenas análise de pesquisas. Com isso há uma despolitização e alienação do eleitorado de um modo geral. Por exemplo, no Recife houve uma disputa entre a neta e o bisneto de Miguel Arraes e não se pontuou quem efetivamente carrega o legado "velho patriarca". Em quem Arraes votaria? Quem defende a ruptura com as elites pernambucanas?

    Os partidos do erroneamente chamados "CENTRÃO"(PP, PSD, PSC, REP etc.) são partidos fisiológicos que recebem o apoio dos grupos sociais locais, como Associação Comercial, Maçonaria, Rotary, Igrejas etc., com isso, há forte domínio econômico das cidades. Esses partidos vazios de conteúdo não são competitivos numa eleição nacional politizada e debatida, porém fazem muitos Deputados e controlam o Poder Legislativo.

    Achei interessante a reportagem e a ideia por trás dela. Mas acho que o recorte por regiões tão pequenas (a partir de 400 domicílios) prejudica uma análise mais apurada, porque fica contaminado por questões locais. Por exemplo, em uma das regiões demonstradas (mais rica/pobre, mais/menos escolarizada etc) o percentual de votação alcançado por uma legenda pode ter origem em fatores não representados na pesquisa (por exemplo, um "campeão de votos" muito popular). Se conseguissem fazer um agregado em regiões maiores, ou totalizassem os números de várias dessas regiões pequenas, com similaridades entre si, o resultado seria muito mais elucidativo.

    Sei que esse seria um trabalho muito maior, talvez digno de um TCC ou tese de mestrado.


    Exato, até mesmo porque a eleição municipal é fortemente impactada pelas questões locais. Talvez numa eleição geral fosse mais fidedigno o resultado e caracterizado o chamado "Pobre de Direita" e "Socialista de I-phone", não gosto de estigmas mas é interessante que a classe média solidária eleja os representantes dos mais pobres.
    ale1969
    ale1969
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1453
    Reputação : 151
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Sex 04 Dez 2020, 3:40 pm

    Não adianta não ser racista, tem que ser antirracista.

    Não adianta se arrepender de ter votado no Bolsonaro, tem que votar no outro candidato(Haddad em 2018), mesmo que não seja o ideal. Efeito BIden Brasil em 2022.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Sex 04 Dez 2020, 3:58 pm

    ale1969 escreveu:Não adianta não ser racista, tem que ser antirracista.

    Não adianta se arrepender de ter votado no Bolsonaro, tem que votar no outro candidato(Haddad em 2018), mesmo que não seja o ideal. Efeito BIden Brasil em 2022.

    faltou falar do racismo reverso...
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 529
    Reputação : 90
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Sex 04 Dez 2020, 4:28 pm


    General de Itaipu muda regra de indenização e favorece militares


    Proposta era incluir sábado na contagem de férias e dar bônus para quem tem mais de dez anos de casa; beneficio foi ampliado, favorecendo novos integrantes da gestão

    Em troca da perda de um benefício que sequer existe na lei trabalhista brasileira, funcionários de Itaipu vão receber uma boa indenização. Entre os favorecidos estão 21 militares, três deles diretores nomeados há menos de dois anos pelo atual diretor-geral de Itaipu, o general Joaquim Silva e Luna, que assumiu o posto na gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

    Cada um dos seis diretores de Itaipu receberá cerca de R$ 150 mil em indenização, além de 13° e 14° salários. Por seu caráter indenizatório, o pagamento é livre de Imposto de Renda.

    A situação resulta de uma decisão tomada em assembleia coletiva na noite desta terça (1º), em que os trabalhadores da usina aceitaram a proposta da diretoria e concordaram em incluir o sábado na contagem de dias usufruídos de férias. A exclusão do sábado era uma vantagem exclusiva aos empregados com pelo menos dez anos de empresa.

    Funcionários contratados depois de 2010, incluindo os militares que assumiram os cargos apenas no Governo Bolsonaro, não tinham direito a esse benefício. Mas, com o argumento de que mereciam uma compensação por uma expectativa de perda futura, já que poderiam fazer carreira na usina e completar dez anos de casa, também receberão a indenização, que foi estendida a todos os empregados, sejam fixos ou temporários, contemplando até quem está fora do quadro permanente da empresa.

    Dos seis diretores de Itaipu, quatro são militares: o diretor-geral e os diretores de finanças, de administração e de coordenação. Subordinados a eles, outros 17 militares ocupam cargos na direção da empresa. O menor salário é de R$ 23 mil.

    Somando as indenizações destinadas aos seis diretores, incluindo militares e civis, o comando de Itaipu receberá cerca de R$ 875 mil. (...)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1921
    Reputação : 189
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Sex 04 Dez 2020, 10:42 pm

    Pipoca escreveu:
    General de Itaipu muda regra de indenização e favorece militares


    Proposta era incluir sábado na contagem de férias e dar bônus para quem tem mais de dez anos de casa; beneficio foi ampliado, favorecendo novos integrantes da gestão

    Em troca da perda de um benefício que sequer existe na lei trabalhista brasileira, funcionários de Itaipu vão receber uma boa indenização. Entre os favorecidos estão 21 militares, três deles diretores nomeados há menos de dois anos pelo atual diretor-geral de Itaipu, o general Joaquim Silva e Luna, que assumiu o posto na gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

    Cada um dos seis diretores de Itaipu receberá cerca de R$ 150 mil em indenização, além de 13° e 14° salários. Por seu caráter indenizatório, o pagamento é livre de Imposto de Renda.

    A situação resulta de uma decisão tomada em assembleia coletiva na noite desta terça (1º), em que os trabalhadores da usina aceitaram a proposta da diretoria e concordaram em incluir o sábado na contagem de dias usufruídos de férias. A exclusão do sábado era uma vantagem exclusiva aos empregados com pelo menos dez anos de empresa.

    Funcionários contratados depois de 2010, incluindo os militares que assumiram os cargos apenas no Governo Bolsonaro, não tinham direito a esse benefício. Mas, com o argumento de que mereciam uma compensação por uma expectativa de perda futura, já que poderiam fazer carreira na usina e completar dez anos de casa, também receberão a indenização, que foi estendida a todos os empregados, sejam fixos ou temporários, contemplando até quem está fora do quadro permanente da empresa.

    Dos seis diretores de Itaipu, quatro são militares: o diretor-geral e os diretores de finanças, de administração e de coordenação. Subordinados a eles, outros 17 militares ocupam cargos na direção da empresa. O menor salário é de R$ 23 mil.

    Somando as indenizações destinadas aos seis diretores, incluindo militares e civis, o comando de Itaipu receberá cerca de R$ 875 mil. (...)

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O ideal é manter a postura adotada no inmetro

    Conteúdo patrocinado

    Assuntos gerais: economia & política - Página 10 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 28 Set 2021, 6:22 am