PCS JÁ

PCS JÁ



    Assuntos gerais: economia & política

    ale1969
    ale1969
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1581
    Reputação : 175
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Seg 04 Out 2021, 6:05 pm

    Agente_Crazy_System escreveu:
    Pipoca escreveu:
    Galizezin escreveu:erra rede esgoto de televisão, digo, globo, sempre produzindo matérias fake para atacar o atual governo e seus ministros...

    ops, é matéria da record, do macedão aliado do presidente, gente!!! Shocked



    Ainda se dizem super patriotas...

    Igual a outra, Michelle, esposa do Bozo, que foi se vacinar nos EUA...



    Desde quando ter Offshore é crime ? Kadê a corrupção do no governo Federal? foreveralone Botaram o Bode na sala novamente para enganar o gado. mercury fuckyeah

    Pega seu dinheiro e deixa todo ele na Venezuela e Argentina.



    O crime é a ocultação de valores para evitar a tributação. Em termos absolutos a sonegação/elisão fiscal(crimes tributários) são muito piores que a "corrupção" lato sensu(crimes contra administração pública).
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Seg 04 Out 2021, 7:40 pm

    ale1969 escreveu:
    Agente_Crazy_System escreveu:
    Pipoca escreveu:
    Galizezin escreveu:erra rede esgoto de televisão, digo, globo, sempre produzindo matérias fake para atacar o atual governo e seus ministros...

    ops, é matéria da record, do macedão aliado do presidente, gente!!! Shocked



    Ainda se dizem super patriotas...

    Igual a outra, Michelle, esposa do Bozo, que foi se vacinar nos EUA...



    Desde quando ter Offshore é crime ? Kadê a corrupção do no governo Federal? foreveralone Botaram o Bode na sala novamente para enganar o gado. mercury fuckyeah

    Pega seu dinheiro e deixa todo ele na Venezuela e Argentina.



    O crime é a ocultação de valores para evitar a tributação. Em termos absolutos a sonegação/elisão fiscal(crimes tributários) são muito piores que a "corrupção" lato sensu(crimes contra administração pública).

    Pra esclarecer: no caso concreto, não há ocultação de patrimônio, está tudo declarado à Receita Federal. A imoralidade/ilegalidade, aqui, é que a legislação (e a ética) vedam que um servidor público tenha patrimônio investido em algo sujeito à valorização/desvalorização a depender das suas decisões (ou seja, visa evitar o conflito de interesses).

    O Paulo Guedes, como Ministro da Economia, assim como o Presidente do Banco Central, têm ingerência sobre a taxa de câmbio, a qual, por sua vez, influencia a valorização dos investimentos no exterior. As más línguas acusam ambos de terem buscado, ativamente, a alta expressiva do dólar, de forma a valorizar (em reais) seus investimentos no exterior.

    Minhas opiniões sobre o assunto:

    1) Não há crime, a menos que se prove o efetivo benefício a partir de informações privilegiadas;

    2) A legislação, nesse sentido, é falha, e por isso não há possibilidade de enquadramento/punição. As vedações são muito genéricas, e aí qualquer interpretação é possível (via de regra, adotam a interpretação mais favorável ao "réu"). Em tese, qualquer medida tomada pelo Ministro da Economia pode valorizar/desvalorizar qualquer investimento que ele possua, em qualquer área, já que muitas medidas têm efeitos "espalhados". A legislação poderia ser mais específica (ainda que em forma de decreto/portaria) sobre as vedações a pessoas envolvidas na área econômica. Poderia haver, por exemplo, uma vedação expressa a que Ministros da Economia/Planejamento, Presidentes do Bacen etc. tenham investimentos no exterior, evitando o conflito de interesses (e garantindo que a pessoa tenha "skin in the game", ou seja, que esteja arriscando sua própria riqueza caso erre na condução da economia nacional).

    3) A rigor, o Paulo Guedes provavelmente nem se enriqueceu com essa offshore (no máximo, serviu de proteção mínima contra o empobrecimento). Ok, uma parte dos seus investimentos em dólar resultou em maior valor nominal em reais. Por outro lado, os investimentos dele em moeda nacional perderam valor em dólar, graças à intensa desvalorização da moeda local. Uma avaliação séria de riqueza deve ser feita em moeda estável, e para isso a avaliação em dólar é mais fidedigna que a avaliação em real. Ou seja, em termos gerais, é mais provável que a incompetência do Paulo Guedes tenha empobrecido até a ele próprio (ou, no mínimo, reduziu o potencial do seu enriquecimento).

    4) Ética não diz respeito apenas à legislação aplicável, mas também a princípios e valores. O Paulo Guedes, visivelmente, não enxergou problemas em operar no exterior, enquanto o dólar disparava, apesar do aparente conflito de interesses. Em termos legais, pelo que expliquei acima, dificilmente será punido. Na discussão política, no entanto, fica a mancha: a oposição vai explorar a situação para dizer que, graças à desvalorização do real frente ao dólar, a inflação disparou, o preço da gasolina e do gás estão nas alturas, "o povo está passando fome" etc. Enquanto isso, também graças à subida do dólar, os US$ 9,5M do Paulo Guedes no exterior passaram de R$34,77 mi em janeiro de 2019 (quando o dólar valia R$3,66) para R$51,68 mi em outubro de 2021 (com a cotação, hoje, de R$5,44). Em ambos os argumentos, não estará mentindo, e terá razão: a subida do dólar empobreceu o brasileiro em geral, mas enriqueceu o Paulo Guedes (considerando os valores em reais). Esse tipo de discurso "cola", é a velha máxima da "mulher de César": não basta ser honesta, tem de parecer honesta. Ao mesmo tempo, ajuda a enfraquecer o discurso de quem tenta descredibilizar o Lula ("ele é desonesto, seus ministros enriqueciam às custas do povo, mas o Bolsonaro e seus ministros estão fazendo o mesmo" - para o povo, nem sempre as proporções importam).
    Agente_Crazy_System
    Agente_Crazy_System
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Agente_Crazy_System Ter 05 Out 2021, 12:31 am

    androsvilazza escreveu:
    ale1969 escreveu:
    Agente_Crazy_System escreveu:
    Pipoca escreveu:


    Ainda se dizem super patriotas...

    Igual a outra, Michelle, esposa do Bozo, que foi se vacinar nos EUA...



    Desde quando ter Offshore é crime ? Kadê a corrupção do no governo Federal? foreveralone Botaram o Bode na sala novamente para enganar o gado. mercury fuckyeah

    Pega seu dinheiro e deixa todo ele na Venezuela e Argentina.



    O crime é a ocultação de valores para evitar a tributação. Em termos absolutos a sonegação/elisão fiscal(crimes tributários) são muito piores que a "corrupção" lato sensu(crimes contra administração pública).

    Pra esclarecer: no caso concreto, não há ocultação de patrimônio, está tudo declarado à Receita Federal. A imoralidade/ilegalidade, aqui, é que a legislação (e a ética) vedam que um servidor público tenha patrimônio investido em algo sujeito à valorização/desvalorização a depender das suas decisões (ou seja, visa evitar o conflito de interesses).

    O Paulo Guedes, como Ministro da Economia, assim como o Presidente do Banco Central, têm ingerência sobre a taxa de câmbio, a qual, por sua vez, influencia a valorização dos investimentos no exterior. As más línguas acusam ambos de terem buscado, ativamente, a alta expressiva do dólar, de forma a valorizar (em reais) seus investimentos no exterior.

    Minhas opiniões sobre o assunto:

    1) Não há crime, a menos que se prove o efetivo benefício a partir de informações privilegiadas;

    2) A legislação, nesse sentido, é falha, e por isso não há possibilidade de enquadramento/punição. As vedações são muito genéricas, e aí qualquer interpretação é possível (via de regra, adotam a interpretação mais favorável ao "réu"). Em tese, qualquer medida tomada pelo Ministro da Economia pode valorizar/desvalorizar qualquer investimento que ele possua, em qualquer área, já que muitas medidas têm efeitos "espalhados". A legislação poderia ser mais específica (ainda que em forma de decreto/portaria) sobre as vedações a pessoas envolvidas na área econômica. Poderia haver, por exemplo, uma vedação expressa a que Ministros da Economia/Planejamento, Presidentes do Bacen etc. tenham investimentos no exterior, evitando o conflito de interesses (e garantindo que a pessoa tenha "skin in the game", ou seja, que esteja arriscando sua própria riqueza caso erre na condução da economia nacional).

    3) A rigor, o Paulo Guedes provavelmente nem se enriqueceu com essa offshore (no máximo, serviu de proteção mínima contra o empobrecimento). Ok, uma parte dos seus investimentos em dólar resultou em maior valor nominal em reais. Por outro lado, os investimentos dele em moeda nacional perderam valor em dólar, graças à intensa desvalorização da moeda local. Uma avaliação séria de riqueza deve ser feita em moeda estável, e para isso a avaliação em dólar é mais fidedigna que a avaliação em real. Ou seja, em termos gerais, é mais provável que a incompetência do Paulo Guedes tenha empobrecido até a ele próprio (ou, no mínimo, reduziu o potencial do seu enriquecimento).

    4) Ética não diz respeito apenas à legislação aplicável, mas também a princípios e valores. O Paulo Guedes, visivelmente, não enxergou problemas em operar no exterior, enquanto o dólar disparava, apesar do aparente conflito de interesses. Em termos legais, pelo que expliquei acima, dificilmente será punido. Na discussão política, no entanto, fica a mancha: a oposição vai explorar a situação para dizer que, graças à desvalorização do real frente ao dólar, a inflação disparou, o preço da gasolina e do gás estão nas alturas, "o povo está passando fome" etc. Enquanto isso, também graças à subida do dólar, os US$ 9,5M do Paulo Guedes no exterior passaram de R$34,77 mi em janeiro de 2019 (quando o dólar valia R$3,66) para R$51,68 mi em outubro de 2021 (com a cotação, hoje, de R$5,44). Em ambos os argumentos, não estará mentindo, e terá razão: a subida do dólar empobreceu o brasileiro em geral, mas enriqueceu o Paulo Guedes (considerando os valores em reais). Esse tipo de discurso "cola", é a velha máxima da "mulher de César": não basta ser honesta, tem de parecer honesta. Ao mesmo tempo, ajuda a enfraquecer o discurso de quem tenta descredibilizar o Lula ("ele é desonesto, seus ministros enriqueciam às custas do povo, mas o Bolsonaro e seus ministros estão fazendo o mesmo" - para o povo, nem sempre as proporções importam).

    1 - Tudo declarado, é jogado na imprensa para manipular o gado que apenas come o capim e rumina. Salvo engano a empresa já existia antes do sujeito ser ministro. Claro que as ações do governo tem efeito direito no cambio. Mas em princípio, o poder maior para o controle do câmbio foi dado ao Banco Central, sem falar que não existe a simples manipulação de acordo com o gosto do ator político, pois o valor do cambio é controlado por multiplos fatores e que são incontroláveis por único agente político, especialmente de um país subdesenvolvido.  

    2 - Quanto ao sujeito político(poder executivo) não usar de seu cargo para obter vantagem, seja legalmente(imoral), seja por informações privilégiadas, este sujeito está pra nascer, a não ser que seja nomeado um animal de outra espécie.

    3 - Se acha que o povo está passando fome, não seja hipócrita e não reclamante da reforma do IR que visa dar benefício social à pobreza.

    4 - Manter o dollar baixo com taxa selíc de 13% e entupir os bancos de dinheiro, as custas do suor do povo é muito fácil.

    5 - A inflação não é fruto apenas da alta do dollar, é um problema mundial. A maior velocidade da retomada enquanto a cadeia produtiva se recupera de forma mais lenta pressiona os preços mundialmente.

    6 - E a corrupção no governo do Bozo onde está?
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7901
    Reputação : 615
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Galizezin Ter 05 Out 2021, 1:57 am

    será que ninguém ainda entendeu pq o camarada trabalha para manter o dólar nas alturas?


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    anuvenzinha
    anuvenzinha
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : ANALISTA
    Mensagens : 1467
    Reputação : 214
    Data de inscrição : 20/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por anuvenzinha Ter 05 Out 2021, 4:03 pm

    Galizezin escreveu:será que ninguém ainda entendeu pq o camarada trabalha para manter o dólar nas alturas?
    Os cupinchas investidores com desvio de caráter entenderam e, obviedade ululante, a afirmativa desse nicho q não há corrupção no governo...  Não é de graça e qdo não se justificam no pregão da bandidagem...

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]

    "Dólar alto é bom" segundo o psicopata especulador desonesto, sádico e canalha e defendido pelos seus pares...

    Pizza?
    "Guedes e Campos Neto atuaram de forma decisiva para modificar as regras para os donos de offshore, em julho de 2020. Entre as medidas, houve elevação no limite de depósito de valores no exterior que precisa ser declarado"
    "Outro aspecto que pode apontar conflito de interesses é que no texto da reforma tributária proposta pelo ministro Paulo Guedes, as empresas offshore ficam isentas de pagar impostos sobre os rendimentos delas. Desse modo, ele poderia atuar em autofavorecimento - "Ou tira ou simplifica.""

    Quem pensa em votar em algum desses 2 em 2022 é parte do problema:
    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]

    Sociopatas e corruptos temem a candidatura do Moro e eu pelas quadrilhas de ambos os lados...
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Ter 05 Out 2021, 5:52 pm

    Agente_Crazy_System escreveu:

    1 - Tudo declarado, é jogado na imprensa para manipular o gado que apenas come o capim e rumina. Salvo engano a empresa já existia antes do sujeito ser ministro. Claro que as ações do governo tem efeito direito no cambio. Mas em princípio, o poder maior para o controle do câmbio foi dado ao Banco Central, sem falar que não existe a simples manipulação de acordo com o gosto do ator político, pois o valor do cambio é controlado por multiplos fatores e que são incontroláveis por único agente político, especialmente de um país subdesenvolvido.  

    2 - Quanto ao sujeito político(poder executivo) não usar de seu cargo para obter vantagem, seja legalmente(imoral), seja por informações privilégiadas, este sujeito está pra nascer, a não ser que seja nomeado um animal de outra espécie.

    3 - Se acha que o povo está passando fome, não seja hipócrita e não reclamante da reforma do IR que visa dar benefício social à pobreza.

    4 - Manter o dollar baixo com taxa selíc de 13% e entupir os bancos de dinheiro, as custas do suor do povo é muito fácil.

    5 - A inflação não é fruto apenas da alta do dollar, é um problema mundial. A maior velocidade da retomada enquanto a cadeia produtiva se recupera de forma mais lenta pressiona os preços mundialmente.

    6 - E a corrupção no governo do Bozo onde está?

    Interessante, esse post explica um pouco o raciocínio dos apoiadores do governo. Sem entrar no mérito, sem fazer juízo de valor (porque isso não me cabe), mas demonstra também a diferença entre nossas visões de mundo (princípios, valores e ideias), e ajuda a entender, em parte, por que ainda tem gente que continua apoiando o governo, mesmo sendo - na minha opinião - injustificável.

    Com relação ao imposto de renda, por exemplo, é uma discussão interessantíssima. Pessoalmente, mesmo achando mais justo o levantamento de recursos por meio de cortes de gastos e subsídios sem sentido, etc. não sou tão contrário ao aumento de impostos que vise reduzir a pobreza. O problema é: tem que saber se as alterações, de fato, vão gerar recursos aptos a financiar o aumento do Bolsa-Família (até a última versão do texto, os cálculos indicavam que o projeto teria saldo negativo - perda de receitas). Em todo o texto, há vários pontos de redução de tributação, mas só há dois pontos de aumento de arrecadação:

    - criação da CFEM (Compensação Financeira pela exploração de Recursos Mineirais), incidente sobre a extração de alguns minerais. No entanto, esses recursos já têm destinação certa: 83,25% municípios do Estado onde ocorrer a produção, 16,65% para o Estado produtor, 0,1% para o Ibama;

    - tributação de lucros e dividendos: são várias as exceções (empresas do Simples, fundos de investimentos, empresas com faturamento até 4,8 milhões, participantes de holdings etc)., então o aumento de arrecadação não será tão expressivo.

    Sinceramente, não sei de onde tiraram que esse projeto iria financiar o aumento do Bolsa Família.

    Tem até um ponto interessante sobre a discussão do IR, que passou "despercebido" à época, mas que agora todo mundo entende: em julho, o Ministro Paulo Guedes atuou, ativamente, para retirar do relatório a previsão de tributação de offshores (que o relator agora pretende reincluir Laughing ). Palavras dele: "Ah, 'porque tem que pegar as offshores' e não sei quê. Começou a complicar? Ou tira ou simplifica. Tira. Estamos seguindo essa regra". É curioso, porque a tributação de offshores nem é tão complicada assim. Em primeiro lugar, fora os lobbies, dificilmente haveria alguma resistência "popular" à aprovação dessa tributação, já que só os (muito) ricos detém investimentos em offshores. Pra evitar bitributação, bastaria permitir a dedução do imposto sobre a renda que já tivesse sido pago no país em que a offshore está instalada. A implementação não é complicada, bastaria o fisco brasileiro fechar convênios com fiscos de outros países para permitir a conferência das informações prestadas. Paraísos fiscais, por definição, não fechariam esse tipo de convênio, mas aí o investidor que fizer questão de manter recursos em paraísos fiscais se sujeitaria a pagar o imposto 2x. Mas NÃO, o Paulo Guedes foi contra a tributação da renda auferida por meio de offshores, hoje sabemos o porquê.

    Quanto aos outros pontos - se é admissível normalizar um Ministro se utilizar do próprio cargo para buscar vantagens pessoais, e se há ou não corrupção no governo Bolsonaro, vejo que há uma grande diferença interpretativa entre mim e os - ainda - apoiadores do governo. Os princípios básicos estão na Constituição, e mais detalhados em legislação infraconstitucional. Quase todo concurseiro conhece o mnemômico "LIMPE": Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. A meu ver, o governo já infringiu - e continua infringindo - todos esses princípios, com uma certa frequência.

    Acho curioso que tenham mudado de entendimento sobre "corrupção" em tão pouco tempo: praticamente todas as denúncias - falsas ou verdadeiras, frutos ou não de teorias da conspiração - sobre os filhos do Lula, sobre o Zé Dirceu, sobre o próprio Lula, se tratam de situações parecidas: tráfico de influência, recebimento de vantagens indevidas, improbidade etc. Todo mundo achava "estranho" o filho do Lula fechar contratos milionários com a Oi, mas nem todos vêem com a mesma estranheza o filho do Bolsonaro abrindo empresa de lobby em Brasília e recebendo "presentes" de empresas que ele leva pra conversar com Ministros ou secretários de ministérios. Todo mundo criticou a Dilma por ter, supostamente, "furado a fila" do INSS para se aposentar, mas alguns não vêem problema quando a atual primeira-dama manda e-mails para o presidente da Caixa solicitando a concessão de empréstimos privilegiados a amigos. Todo mundo criticou a concessão de empréstimos privilegiados, pelo BNDES, a empresas de "amigos do Lula", mas quando o Flávio Bolsonaro faz um empréstimo privilegiado (não condizente com sua renda) para financiar uma mansão, ninguém acha estranho. Isso pra não entrar nas denúncias de rachadinhas (ok, anteriores ao atual governo, mas que existem, estão registradas, e os frutos - patrimônio ilícito - continuam rendendo).

    Mesmo que a pessoa queira colocar uma linha de corte em 2018 e apagar todo o passado, somente no período do atual governo já há "histórias mal contadas" em quantidade suficiente para apagar a ideia de "honestidade" nos integrantes do governo (Ricardo Salles precisando se demitir após denúncias de favorecimento a madeireiros ilegais, superfaturamento - não concretizado graças à CPI - na compra de vacinas, "orçamento secreto" de emendas do relator, etc). Mas para quem ainda quiser defender a honestidade pretérita do governo - e do presidente e sua família, posso sugerir a seguinte tese/parábola (efeito bônus sobre os mais religiosos):

    Segundo o Persio Arida, muita gente acredita que o Bolsonaro (histórico defensor do estatismo e intervencionismo) se encontrou com Paulo Guedes na estrada de Damasco e se converteu ao liberalismo (em alusão à história da conversão de Saulo, perseguidor de cristãos, no apóstolo Paulo, após ser "iluminado" por Deus na referida estrada).

    Uma extensão dessa parábola, aplicável à honestidade, poderia supor que, na mesma estrada de Damasco, em 2018, o Bolsonaro também se converteu à honestidade, em remissão dos pecados convertidos anteriormente. Deus o perdoou, então  tudo o que ele fez antes (rachadinhas, funcionários fantasmas etc.) pode ser esquecido. Se procurar bem na Bíblia certa (que já deve estar rodando por aí nos grupos de whatsapp), pode até ser que achem lá, em João 8:11, a parte em que Jesus se vira para o presidente recém-eleito, em 2018, e declara: "Eu também não o condeno. Agora vá e abandone a sua vida de pecado" (em algumas traduções, escrito como "Vá e não peques mais"). (nada de mulher adúltera, isso é fake news, era o Bolsonaro que estava lá). O Mito, convertido à honestidade, começou a montar sua equipe, todos também recém-convertidos ao caminho do bem.
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 577
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Ter 05 Out 2021, 8:12 pm

    androsvilazza escreveu:
    Agente_Crazy_System escreveu:

    1 - Tudo declarado, é jogado na imprensa para manipular o gado que apenas come o capim e rumina. Salvo engano a empresa já existia antes do sujeito ser ministro. Claro que as ações do governo tem efeito direito no cambio. Mas em princípio, o poder maior para o controle do câmbio foi dado ao Banco Central, sem falar que não existe a simples manipulação de acordo com o gosto do ator político, pois o valor do cambio é controlado por multiplos fatores e que são incontroláveis por único agente político, especialmente de um país subdesenvolvido.  

    2 - Quanto ao sujeito político(poder executivo) não usar de seu cargo para obter vantagem, seja legalmente(imoral), seja por informações privilégiadas, este sujeito está pra nascer, a não ser que seja nomeado um animal de outra espécie.

    3 - Se acha que o povo está passando fome, não seja hipócrita e não reclamante da reforma do IR que visa dar benefício social à pobreza.

    4 - Manter o dollar baixo com taxa selíc de 13% e entupir os bancos de dinheiro, as custas do suor do povo é muito fácil.

    5 - A inflação não é fruto apenas da alta do dollar, é um problema mundial. A maior velocidade da retomada enquanto a cadeia produtiva se recupera de forma mais lenta pressiona os preços mundialmente.

    6 - E a corrupção no governo do Bozo onde está?

    Interessante, esse post explica um pouco o raciocínio dos apoiadores do governo. Sem entrar no mérito, sem fazer juízo de valor (porque isso não me cabe), mas demonstra também a diferença entre nossas visões de mundo (princípios, valores e ideias), e ajuda a entender, em parte, por que ainda tem gente que continua apoiando o governo, mesmo sendo - na minha opinião - injustificável.

    Com relação ao imposto de renda, por exemplo, é uma discussão interessantíssima. Pessoalmente, mesmo achando mais justo o levantamento de recursos por meio de cortes de gastos e subsídios sem sentido, etc. não sou tão contrário ao aumento de impostos que vise reduzir a pobreza. O problema é: tem que saber se as alterações, de fato, vão gerar recursos aptos a financiar o aumento do Bolsa-Família (até a última versão do texto, os cálculos indicavam que o projeto teria saldo negativo - perda de receitas). Em todo o texto, há vários pontos de redução de tributação, mas só há dois pontos de aumento de arrecadação:

    - criação da CFEM (Compensação Financeira pela exploração de Recursos Mineirais), incidente sobre a extração de alguns minerais. No entanto, esses recursos já têm destinação certa: 83,25% municípios do Estado onde ocorrer a produção, 16,65% para o Estado produtor, 0,1% para o Ibama;

    - tributação de lucros e dividendos: são várias as exceções (empresas do Simples, fundos de investimentos, empresas com faturamento até 4,8 milhões, participantes de holdings etc)., então o aumento de arrecadação não será tão expressivo.

    Sinceramente, não sei de onde tiraram que esse projeto iria financiar o aumento do Bolsa Família.

    Tem até um ponto interessante sobre a discussão do IR, que passou "despercebido" à época, mas que agora todo mundo entende: em julho, o Ministro Paulo Guedes atuou, ativamente, para retirar do relatório a previsão de tributação de offshores (que o relator agora pretende reincluir Laughing ). Palavras dele: "Ah, 'porque tem que pegar as offshores' e não sei quê. Começou a complicar? Ou tira ou simplifica. Tira. Estamos seguindo essa regra". É curioso, porque a tributação de offshores nem é tão complicada assim. Em primeiro lugar, fora os lobbies, dificilmente haveria alguma resistência "popular" à aprovação dessa tributação, já que só os (muito) ricos detém investimentos em offshores. Pra evitar bitributação, bastaria permitir a dedução do imposto sobre a renda que já tivesse sido pago no país em que a offshore está instalada. A implementação não é complicada, bastaria o fisco brasileiro fechar convênios com fiscos de outros países para permitir a conferência das informações prestadas. Paraísos fiscais, por definição, não fechariam esse tipo de convênio, mas aí o investidor que fizer questão de manter recursos em paraísos fiscais se sujeitaria a pagar o imposto 2x. Mas NÃO, o Paulo Guedes foi contra a tributação da renda auferida por meio de offshores, hoje sabemos o porquê.

    Quanto aos outros pontos - se é admissível normalizar um Ministro se utilizar do próprio cargo para buscar vantagens pessoais, e se há ou não corrupção no governo Bolsonaro, vejo que há uma grande diferença interpretativa entre mim e os - ainda - apoiadores do governo. Os princípios básicos estão na Constituição, e mais detalhados em legislação infraconstitucional. Quase todo concurseiro conhece o mnemômico "LIMPE": Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. A meu ver, o governo já infringiu - e continua infringindo - todos esses princípios, com uma certa frequência.

    Acho curioso que tenham mudado de entendimento sobre "corrupção" em tão pouco tempo: praticamente todas as denúncias - falsas ou verdadeiras, frutos ou não de teorias da conspiração - sobre os filhos do Lula, sobre o Zé Dirceu, sobre o próprio Lula, se tratam de situações parecidas: tráfico de influência, recebimento de vantagens indevidas, improbidade etc. Todo mundo achava "estranho" o filho do Lula fechar contratos milionários com a Oi, mas nem todos vêem com a mesma estranheza o filho do Bolsonaro abrindo empresa de lobby em Brasília e recebendo "presentes" de empresas que ele leva pra conversar com Ministros ou secretários de ministérios. Todo mundo criticou a Dilma por ter, supostamente, "furado a fila" do INSS para se aposentar, mas alguns não vêem problema quando a atual primeira-dama manda e-mails para o presidente da Caixa solicitando a concessão de empréstimos privilegiados a amigos. Todo mundo criticou a concessão de empréstimos privilegiados, pelo BNDES, a empresas de "amigos do Lula", mas quando o Flávio Bolsonaro faz um empréstimo privilegiado (não condizente com sua renda) para financiar uma mansão, ninguém acha estranho. Isso pra não entrar nas denúncias de rachadinhas (ok, anteriores ao atual governo, mas que existem, estão registradas, e os frutos - patrimônio ilícito - continuam rendendo).

    Mesmo que a pessoa queira colocar uma linha de corte em 2018 e apagar todo o passado, somente no período do atual governo já há "histórias mal contadas" em quantidade suficiente para apagar a ideia de "honestidade" nos integrantes do governo (Ricardo Salles precisando se demitir após denúncias de favorecimento a madeireiros ilegais, superfaturamento - não concretizado graças à CPI - na compra de vacinas, "orçamento secreto" de emendas do relator, etc). Mas para quem ainda quiser defender a honestidade pretérita do governo - e do presidente e sua família, posso sugerir a seguinte tese/parábola (efeito bônus sobre os mais religiosos):

    Segundo o Persio Arida, muita gente acredita que o Bolsonaro (histórico defensor do estatismo e intervencionismo) se encontrou com Paulo Guedes na estrada de Damasco e se converteu ao liberalismo (em alusão à história da conversão de Saulo, perseguidor de cristãos, no apóstolo Paulo, após ser "iluminado" por Deus na referida estrada).

    Uma extensão dessa parábola, aplicável à honestidade, poderia supor que, na mesma estrada de Damasco, em 2018, o Bolsonaro também se converteu à honestidade, em remissão dos pecados convertidos anteriormente. Deus o perdoou, então  tudo o que ele fez antes (rachadinhas, funcionários fantasmas etc.) pode ser esquecido. Se procurar bem na Bíblia certa (que já deve estar rodando por aí nos grupos de whatsapp), pode até ser que achem lá, em João 8:11, a parte em que Jesus se vira para o presidente recém-eleito, em 2018, e declara: "Eu também não o condeno. Agora vá e abandone a sua vida de pecado" (em algumas traduções, escrito como "Vá e não peques mais"). (nada de mulher adúltera, isso é fake news, era o Bolsonaro que estava lá). O Mito, convertido à honestidade, começou a montar sua equipe, todos também recém-convertidos ao caminho do bem.

    Perfeito, como sempre!!

    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Ter 05 Out 2021, 9:57 pm

    Ótimo texto do Josias de Souza (que, depois de ter passado anos criticando o PT, já deve ter virado "comunista", a essa altura). Um bom resumo seria a frase: "Paraíso fiscal para mim, inferno tributário para vocês":

    No paraíso fiscal, patrimônio de Guedes melhora cada vez que o Brasil piora

    Em 2014, fugindo do desastre econômico de Dilma Rousseff, Paulo Guedes encontrou nas Ilhas Virgens Britânicas um refúgio para um naco do seu patrimônio. Em 2019, assumiu o Ministério da Economia prometendo um Éden de prosperidade. Precavido, manteve sua riqueza no paraíso fiscal. Nos últimos dois anos e nove meses, dedicou-se a conduzir as finanças nacionais numa excursão pelos nove círculos do inferno. Cada vez que o Brasil piora, o patrimônio de Guedes melhora.

    A exposição da offshore de Guedes no caso Pandora Papers ofereceu material para que Augusto Aras abrisse mais uma investigação preliminar, eufemismo para a embromação de um procurador-geral que foge da abertura de inquéritos. O destino da apuração é o arquivo. O ministro já informou que está tudo dentro da lei, tudo declarado. Há, naturalmente, o conflito de interesses. Guedes lida com decisões que afetam seu investimento. Mas nada parece reprovável sob a presidência de Bolsonaro, chefe de uma organização familiar com fins lucrativos.

    O número de pessoas dispostas a levar Guedes a sério já vinha decrescendo na proporção direta do crescimento da inépcia do ministro. Agora, o descrédito tende ao infinito. É difícil respeitar quem chama de contribuinte o brasileiro que não conseguiu se esconder do Fisco num paraíso fiscal. Impossível acatar recomendações de um ministro que fica mais rico cada vez que um arroubo do presidente da República eleva a cotação do dólar.

    No momento, o governo tenta arrancar do Congresso a reforma do Imposto de Renda. Numa negociação com Guedes, a Câmara excluiu da proposta o artigo que previa a taxação anual de brasileiros que, como ele, guardam recursos em paraísos fiscais. Manteve-se na proposta enviada ao Senado a ideia de criar o imposto sobre dividendos. Guedes acha justo, muito justo, justíssimo que se taxe o próximo. Protegendo-se de si mesmo nas Ilhas Virgens Britânicas, o ministro transformou o fiasco de sua gestão num grande negócio.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Ter 05 Out 2021, 11:08 pm

    Só existe paraíso fiscal porque existem infernos fiscais....

    Brasil é um inferno fiscal há DÉCADAS, nem é segredo....

    Isso já foi tema mil reportagens...em todos meios de comunicação...

    Isso é culpa do congresso, que está alí, sempre cedendo ao lobby que vem de muitos lados...

    Mas é pq o povo quer assim, o congresso atravessa as décadas com renovação mínima....

    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 12:30 am

    euvoltei escreveu:Só existe paraíso fiscal porque existem infernos fiscais....

    Brasil é um inferno fiscal há DÉCADAS, nem é segredo....

    Isso já foi tema mil reportagens...em todos meios de comunicação...

    Isso é culpa do congresso, que está alí, sempre cedendo ao lobby que vem de muitos lados...

    Mas é pq o povo quer assim, o congresso atravessa as décadas com renovação mínima....


    Estaria quase certo, se a discussão fosse sobre paraísos fiscais, e não sobre conflitos de interesses e os limites da (i)moralidade na administração pública.

    Ninguém está aqui criticando quem tem conta em paraísos fiscais (embora, sob determinados critérios morais, estejam sujeitos à crítica). Ninguém até agora citou o nome dos donos da Riachuelo, da MRV, Eike Batista etc. emesmo sendo uma gigante hipocrisia quererem se meter em discussões sobre a política tributária no Brasil, enquanto se utilizam de artifícios para elidir a tributação. Não é demais lembrar que o dono da Riachuelo é lider do tal movimento "Brasil 200", que defendia a CPMF em troca da redução de impostos sobre consumo. Será que, aprovada a CPMF, ele traria os recursos de volta ao Brasil, movimentando-os aqui, ou pretendia se aproveitar pra aumentar a carga tributária sobre os outros enquanto sua carga pessoal diminuía?

    A crítica aqui é manter contas em paraísos fiscais, agindo ativamente (ou se omitindo) para valorizar seus investimentos, possivelmente às custas dos interesses nacionais. A atitude do Paulo Guedes e do Roberto Campos Neto é equivalente (pra ficar em uma comparação simples) a um desembargador ter um escritório de advocacia (no mesmo ramo em que atua), ou um auditor fiscal ter um escritório de contabilidade. Não é difícil perceber a imoralidade aí.

    Paulo Guedes e Roberto Campos Neto têm todo o direito de manter recursos em paraísos fiscais, lucrando com a alta do dólar enquanto o resto da população se ferra. O que não podem (ou não deveriam poder) é fazer isso E manter seus cargos públicos, influenciando nessa alta (ou evitando uma redução) com suas palavras e ações. Isso era pra ser óbvio, principalmente pra quem ingressou na vida pública prometendo uma "revolução", "acabar com os privilégios", entre outras coisas. A solução seria simples: assumiu cargo de Ministro da Economia (ou Presidente do Banco Central), repatria seus recursos e deixa os investimentos a cargo de uma administração neutra. "Ah, mas não existe lei obrigando expressamente a fazer isso!" E precisa de lei pra obrigar alguém a agir de forma moral na administração pública? Se não quer agir de forma moral, faça um favor ao povo brasileiro e nem assuma o cargo!

    A propósito, essa minha sugestão nem é inovadora, um "gênio" das finanças como o Paulo Guedes e Roberto Campos Neto certamente já a conhece: são os chamados "blind trusts", um tipo de fundo de investimentos em que os beneficiários não conhecem as posições do fundo (em que estão investindo), nem têm direito a intervir sobre suas decisões de investimento. É o tipo de regulação a que estão sujeitos os servidores com altos cargos na administração pública dos EUA. É curioso que a atual administração seja tão interessada em "copiar" várias coisas dos EUA, mas quando se trata de uma regulamentação que impede o uso do próprio cargo para promoção de interesses pessoais, fingem que não viram, e preferem não copiar.

    Com relação ao Brasil ser um inferno fiscal, isso é mesmo fato conhecido por todos (tanto é que o Ministro da Economia preferiu manter recursos no exterior para se defender da própria incompetência). Mas não dá pra ficar colocando a culpa na "falta de renovação". Nas últimas eleições, a renovação foi de 52%, só ficando abaixo das renovações ocorridas em 1990 (62%) e 1994 (54%). O problema é a qualidade da renovação: "De acordo com o Diap, os deputados eleitos efetivamente novos – o que exclui os que vieram de outros cargos ou que estavam sem mandato, mas já foram deputados federais - são lideranças evangélicas, policiais “linha dura”, celebridades e parentes de políticos tradicionais." Ou seja, a população, aparentemente (pelas pesquisas de opinião etc), esperava do Presidente e do Congresso:

    1) endurecimento do combate à corrupção (recebeu leis no sentido contrário);
    2) redução dos privilégios (reduziram pro servidor pé-rapado, enquanto os policiais em geral, e os militares das FFAA receberam aumento de privilégios);
    3) honestidade no trato da coisa pública (nem adianta falar muito, pros apoiadores do presidente ele é super honesto, mas pro restante da população, não).

    A culpa não é da população. É dos políticos parasitas que fazem questão de desonrar os compromissos assumidos. O Bolsonaro é só mais um exemplo dessa corja.


    Agente_Crazy_System
    Agente_Crazy_System
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Agente_Crazy_System Qua 06 Out 2021, 3:16 am

    androsvilazza escreveu:
    Agente_Crazy_System escreveu:

    1 - Tudo declarado, é jogado na imprensa para manipular o gado que apenas come o capim e rumina. Salvo engano a empresa já existia antes do sujeito ser ministro. Claro que as ações do governo tem efeito direito no cambio. Mas em princípio, o poder maior para o controle do câmbio foi dado ao Banco Central, sem falar que não existe a simples manipulação de acordo com o gosto do ator político, pois o valor do cambio é controlado por multiplos fatores e que são incontroláveis por único agente político, especialmente de um país subdesenvolvido.  

    2 - Quanto ao sujeito político(poder executivo) não usar de seu cargo para obter vantagem, seja legalmente(imoral), seja por informações privilégiadas, este sujeito está pra nascer, a não ser que seja nomeado um animal de outra espécie.

    3 - Se acha que o povo está passando fome, não seja hipócrita e não reclamante da reforma do IR que visa dar benefício social à pobreza.

    4 - Manter o dollar baixo com taxa selíc de 13% e entupir os bancos de dinheiro, as custas do suor do povo é muito fácil.

    5 - A inflação não é fruto apenas da alta do dollar, é um problema mundial. A maior velocidade da retomada enquanto a cadeia produtiva se recupera de forma mais lenta pressiona os preços mundialmente.

    6 - E a corrupção no governo do Bozo onde está?

    Interessante, esse post explica um pouco o raciocínio dos apoiadores do governo. Sem entrar no mérito, sem fazer juízo de valor (porque isso não me cabe), mas demonstra também a diferença entre nossas visões de mundo (princípios, valores e ideias), e ajuda a entender, em parte, por que ainda tem gente que continua apoiando o governo, mesmo sendo - na minha opinião - injustificável.

    Com relação ao imposto de renda, por exemplo, é uma discussão interessantíssima. Pessoalmente, mesmo achando mais justo o levantamento de recursos por meio de cortes de gastos e subsídios sem sentido, etc. não sou tão contrário ao aumento de impostos que vise reduzir a pobreza. O problema é: tem que saber se as alterações, de fato, vão gerar recursos aptos a financiar o aumento do Bolsa-Família (até a última versão do texto, os cálculos indicavam que o projeto teria saldo negativo - perda de receitas). Em todo o texto, há vários pontos de redução de tributação, mas só há dois pontos de aumento de arrecadação:

    - criação da CFEM (Compensação Financeira pela exploração de Recursos Mineirais), incidente sobre a extração de alguns minerais. No entanto, esses recursos já têm destinação certa: 83,25% municípios do Estado onde ocorrer a produção, 16,65% para o Estado produtor, 0,1% para o Ibama;

    - tributação de lucros e dividendos: são várias as exceções (empresas do Simples, fundos de investimentos, empresas com faturamento até 4,8 milhões, participantes de holdings etc)., então o aumento de arrecadação não será tão expressivo.

    Sinceramente, não sei de onde tiraram que esse projeto iria financiar o aumento do Bolsa Família.

    Tem até um ponto interessante sobre a discussão do IR, que passou "despercebido" à época, mas que agora todo mundo entende: em julho, o Ministro Paulo Guedes atuou, ativamente, para retirar do relatório a previsão de tributação de offshores (que o relator agora pretende reincluir Laughing ). Palavras dele: "Ah, 'porque tem que pegar as offshores' e não sei quê. Começou a complicar? Ou tira ou simplifica. Tira. Estamos seguindo essa regra". É curioso, porque a tributação de offshores nem é tão complicada assim. Em primeiro lugar, fora os lobbies, dificilmente haveria alguma resistência "popular" à aprovação dessa tributação, já que só os (muito) ricos detém investimentos em offshores. Pra evitar bitributação, bastaria permitir a dedução do imposto sobre a renda que já tivesse sido pago no país em que a offshore está instalada. A implementação não é complicada, bastaria o fisco brasileiro fechar convênios com fiscos de outros países para permitir a conferência das informações prestadas. Paraísos fiscais, por definição, não fechariam esse tipo de convênio, mas aí o investidor que fizer questão de manter recursos em paraísos fiscais se sujeitaria a pagar o imposto 2x. Mas NÃO, o Paulo Guedes foi contra a tributação da renda auferida por meio de offshores, hoje sabemos o porquê.

    Quanto aos outros pontos - se é admissível normalizar um Ministro se utilizar do próprio cargo para buscar vantagens pessoais, e se há ou não corrupção no governo Bolsonaro, vejo que há uma grande diferença interpretativa entre mim e os - ainda - apoiadores do governo. Os princípios básicos estão na Constituição, e mais detalhados em legislação infraconstitucional. Quase todo concurseiro conhece o mnemômico "LIMPE": Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. A meu ver, o governo já infringiu - e continua infringindo - todos esses princípios, com uma certa frequência.

    Acho curioso que tenham mudado de entendimento sobre "corrupção" em tão pouco tempo: praticamente todas as denúncias - falsas ou verdadeiras, frutos ou não de teorias da conspiração - sobre os filhos do Lula, sobre o Zé Dirceu, sobre o próprio Lula, se tratam de situações parecidas: tráfico de influência, recebimento de vantagens indevidas, improbidade etc. Todo mundo achava "estranho" o filho do Lula fechar contratos milionários com a Oi, mas nem todos vêem com a mesma estranheza o filho do Bolsonaro abrindo empresa de lobby em Brasília e recebendo "presentes" de empresas que ele leva pra conversar com Ministros ou secretários de ministérios. Todo mundo criticou a Dilma por ter, supostamente, "furado a fila" do INSS para se aposentar, mas alguns não vêem problema quando a atual primeira-dama manda e-mails para o presidente da Caixa solicitando a concessão de empréstimos privilegiados a amigos. Todo mundo criticou a concessão de empréstimos privilegiados, pelo BNDES, a empresas de "amigos do Lula", mas quando o Flávio Bolsonaro faz um empréstimo privilegiado (não condizente com sua renda) para financiar uma mansão, ninguém acha estranho. Isso pra não entrar nas denúncias de rachadinhas (ok, anteriores ao atual governo, mas que existem, estão registradas, e os frutos - patrimônio ilícito - continuam rendendo).

    Mesmo que a pessoa queira colocar uma linha de corte em 2018 e apagar todo o passado, somente no período do atual governo já há "histórias mal contadas" em quantidade suficiente para apagar a ideia de "honestidade" nos integrantes do governo (Ricardo Salles precisando se demitir após denúncias de favorecimento a madeireiros ilegais, superfaturamento - não concretizado graças à CPI - na compra de vacinas, "orçamento secreto" de emendas do relator, etc). Mas para quem ainda quiser defender a honestidade pretérita do governo - e do presidente e sua família, posso sugerir a seguinte tese/parábola (efeito bônus sobre os mais religiosos):

    Segundo o Persio Arida, muita gente acredita que o Bolsonaro (histórico defensor do estatismo e intervencionismo) se encontrou com Paulo Guedes na estrada de Damasco e se converteu ao liberalismo (em alusão à história da conversão de Saulo, perseguidor de cristãos, no apóstolo Paulo, após ser "iluminado" por Deus na referida estrada).

    Uma extensão dessa parábola, aplicável à honestidade, poderia supor que, na mesma estrada de Damasco, em 2018, o Bolsonaro também se converteu à honestidade, em remissão dos pecados convertidos anteriormente. Deus o perdoou, então  tudo o que ele fez antes (rachadinhas, funcionários fantasmas etc.) pode ser esquecido. Se procurar bem na Bíblia certa (que já deve estar rodando por aí nos grupos de whatsapp), pode até ser que achem lá, em João 8:11, a parte em que Jesus se vira para o presidente recém-eleito, em 2018, e declara: "Eu também não o condeno. Agora vá e abandone a sua vida de pecado" (em algumas traduções, escrito como "Vá e não peques mais"). (nada de mulher adúltera, isso é fake news, era o Bolsonaro que estava lá). O Mito, convertido à honestidade, começou a montar sua equipe, todos também recém-convertidos ao caminho do bem.

    Não tem corrupção, não adianta textão, narrativa, palavras memes. A CPI do Circo deu um selo de qualidade ao governo Bozo(quem garantiu aqui foi o Renanzinho das cripto) :guy: . Cada um que pensar assim, candidate-se ai vamos ver se vai defender sue peixe ou vai lutar pelas causas sociais. Para a galera do contra: o governo do Bozo tinha que ser formado por madres e franciscanos, mas ta cheio de cara pálida no tópico de PCS, lutando por recomposição de sua pobre remuneração que dar míseros 20 mil reais.

    Repito, para está no poder e não puxar a sardinha pro seu lado, só se fizermos um governo com cavalos. O resto é narrativa.


    Última edição por Agente_Crazy_System em Qua 06 Out 2021, 3:57 am, editado 1 vez(es)
    Agente_Crazy_System
    Agente_Crazy_System
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Agente_Crazy_System Qua 06 Out 2021, 3:29 am

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    :trollface: foreveralone krespin
    Da série não existem figurinhas para expressar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    É a loucura humana levada ao extremo. O poste urinando no cachorro. Enquanto isso o terrível Bozo promove a justiça agrária nunca iniciada pelo cachaceiro e sua trupe.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qua 06 Out 2021, 4:53 am

    euvoltei escreveu:Só existe paraíso fiscal porque existem infernos fiscais....

    Brasil é um inferno fiscal há DÉCADAS, nem é segredo....

    Isso já foi tema mil reportagens...em todos meios de comunicação...

    Isso é culpa do congresso, que está alí, sempre cedendo ao lobby que vem de muitos lados...

    Mas é pq o povo quer assim, o congresso atravessa as décadas com renovação mínima....



    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]


    olha aí o lobby para se manter o brasil um inferno fiscal.....

    Não é o bolsonaro não que quer manter o inferno fiscal... são governadores e prefeitos...

    Esse Presidente da COMSEFAZ, RAFAEL FONTELES é PETISTA... do PT, da esquerda.....



    Lógico, a matéria omite, pq pega mal pro PT... mas o partido do Lira está estampado lá
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 577
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Qua 06 Out 2021, 2:00 pm

    euvoltei escreveu:
    euvoltei escreveu:Só existe paraíso fiscal porque existem infernos fiscais....

    Brasil é um inferno fiscal há DÉCADAS, nem é segredo....

    Isso já foi tema mil reportagens...em todos meios de comunicação...

    Isso é culpa do congresso, que está alí, sempre cedendo ao lobby que vem de muitos lados...

    Mas é pq o povo quer assim, o congresso atravessa as décadas com renovação mínima....



    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]


    olha aí o lobby para se manter o brasil um inferno fiscal.....

    Não é o bolsonaro não que quer manter o inferno fiscal... são governadores e prefeitos...

    Esse Presidente da COMSEFAZ, RAFAEL FONTELES é PETISTA... do PT, da esquerda.....



    Lógico, a matéria omite, pq pega mal pro PT... mas o partido do Lira está estampado lá

    E qual a proposta do seu Mito, Bolsonaro, para acabar com o inferno fiscal no Brasil?


    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 2:47 pm

    Pipoca escreveu:
    euvoltei escreveu:
    euvoltei escreveu:Só existe paraíso fiscal porque existem infernos fiscais....

    Brasil é um inferno fiscal há DÉCADAS, nem é segredo....

    Isso já foi tema mil reportagens...em todos meios de comunicação...

    Isso é culpa do congresso, que está alí, sempre cedendo ao lobby que vem de muitos lados...

    Mas é pq o povo quer assim, o congresso atravessa as décadas com renovação mínima....



    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]


    olha aí o lobby para se manter o brasil um inferno fiscal.....

    Não é o bolsonaro não que quer manter o inferno fiscal... são governadores e prefeitos...

    Esse Presidente da COMSEFAZ, RAFAEL FONTELES é PETISTA... do PT, da esquerda.....



    Lógico, a matéria omite, pq pega mal pro PT... mas o partido do Lira está estampado lá

    E qual a proposta do seu Mito, Bolsonaro, para acabar com o inferno fiscal no Brasil?



    Diminuir a arrecadação de Estados e Municípios e aumentar a da União, claro!
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qua 06 Out 2021, 4:03 pm

    androsvilazza escreveu:
    Pipoca escreveu:
    euvoltei escreveu:
    euvoltei escreveu:Só existe paraíso fiscal porque existem infernos fiscais....

    Brasil é um inferno fiscal há DÉCADAS, nem é segredo....

    Isso já foi tema mil reportagens...em todos meios de comunicação...

    Isso é culpa do congresso, que está alí, sempre cedendo ao lobby que vem de muitos lados...

    Mas é pq o povo quer assim, o congresso atravessa as décadas com renovação mínima....



    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]


    olha aí o lobby para se manter o brasil um inferno fiscal.....

    Não é o bolsonaro não que quer manter o inferno fiscal... são governadores e prefeitos...

    Esse Presidente da COMSEFAZ, RAFAEL FONTELES é PETISTA... do PT, da esquerda.....



    Lógico, a matéria omite, pq pega mal pro PT... mas o partido do Lira está estampado lá

    E qual a proposta do seu Mito, Bolsonaro, para acabar com o inferno fiscal no Brasil?



    Diminuir a arrecadação de Estados e Municípios e aumentar a da União, claro!


    Para falar mal do Bolsonaro até pagar mais impostos é válido e vale como argumento....

    Pior.... Quem apoia imposto cada vez mais altos são os mesmos dizem que não devem olhar para mais nada nos políticos na hora do voto...., apenas nossos salários... Ora só ligam pro dinheiro (na hora do voto), ora dizem que é melhor pagar mais impostos para não impulsionar o Bolsonaro...


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA!!!! VIVA!!!!



    PT que é empurrar impostos no rabo da população, para pagar jatinho e helicoptero para governador...... para ter força na eleição do próximo ano...
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 4:58 pm

    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Diminuir a arrecadação de Estados e Municípios e aumentar a da União, claro!


    Para falar mal do Bolsonaro até pagar mais impostos é válido e vale como argumento....

    Pior.... Quem apoia imposto cada vez mais altos são os mesmos dizem que não devem olhar para mais nada nos políticos na hora do voto...., apenas nossos salários... Ora só ligam pro dinheiro (na hora do voto), ora dizem que é melhor pagar mais impostos para não impulsionar o Bolsonaro...


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA!!!! VIVA!!!!



    PT que é empurrar impostos no rabo da população, para pagar jatinho e helicoptero para governador...... para ter força na eleição do próximo ano...

    Laughing Laughing Pelo visto não é só no Twitter que se fala uma coisa e a pessoa tira outro significado do contexto, sabe-se lá de onde:
    - Fulano: "Adoro comer carne!"
    - Cicrano: "Então você odeia quem come vegetais? Preconceituoso!"
    - Fulano: "Eu não disse isso, essa é uma frase completamente diferente!"

    Ninguém está defendendo pagar mais impostos, pelo contrário: estou apontando o fato de que o Governo Federal está "fazendo cortesia com o chapéu alheio". Se acham que a solução é reduzir impostos (e pode mesmo ajudar a mitigar o problema), poderiam propor zerar ou reduzir o PIS/COFINS/CIDE, que são tributos federais, mas preferem interferir no ICMS, que é fonte de receita de Estados e Municípios. Segundo explicação no site da própria Petrobras, os tributos federais correspondem, hoje, à média de 11,3% do preço dos combustíveis. O governo federal está propondo zerar ou mesmo reduzir esses tributos? Não. Está propondo utilizar a receita decorrente dos tributos federais para compensar as perdas de arrecadação dos Estados e Municípios com as alterações no ICMS? Não. Está propondo rolar a dívida destes entes para compensar pela perda de arrecadação? Não.

    Então, a conclusão óbvia é: o Governo Federal contribui para aumentar o problema (é responsável pela desastrosa política cambial e pela política de preços da Petrobras), mas não quer contribuir na hora de mitigar o problema, prefere jogar a conta para os outros. Isso é fato.

    Quanto ao final do comentário, acho legal apontar a hipocrisia: falam de jatinho e helicóptero para governador (de fato reprovável), mas quando é o MITO queimando dinheiro com motociata; passeio de helicóptero pra ver manifestação a favor do governo; gastos recordes com cartão corporativo; viagens para inaugurações, que saem mais caras que a obra que se está inaugurando etc. etc... Para isso sempre se tem uma desculpa jocolor

    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 512
    Reputação : 135
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por grazi Qua 06 Out 2021, 5:20 pm

    Você tem que relevar, apoiador de Bolsonaro a esta altura do campeonato é uma pessoa sem capacidade de ler e entender um texto ou alguém que tem ganho financeiro com o caos atual.

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Diminuir a arrecadação de Estados e Municípios e aumentar a da União, claro!


    Para falar mal do Bolsonaro até pagar mais impostos é válido e vale como argumento....

    Pior.... Quem apoia imposto cada vez mais altos são os mesmos dizem que não devem olhar para mais nada nos políticos na hora do voto...., apenas nossos salários... Ora só ligam pro dinheiro (na hora do voto), ora dizem que é melhor pagar mais impostos para não impulsionar o Bolsonaro...


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA!!!! VIVA!!!!



    PT que é empurrar impostos no rabo da população, para pagar jatinho e helicoptero para governador...... para ter força na eleição do próximo ano...

    Laughing Laughing Pelo visto não é só no Twitter que se fala uma coisa e a pessoa tira outro significado do contexto, sabe-se lá de onde:
    - Fulano: "Adoro comer carne!"
    - Cicrano: "Então você odeia quem come vegetais? Preconceituoso!"
    - Fulano: "Eu não disse isso, essa é uma frase completamente diferente!"

    Ninguém está defendendo pagar mais impostos, pelo contrário: estou apontando o fato de que o Governo Federal está "fazendo cortesia com o chapéu alheio". Se acham que a solução é reduzir impostos (e pode mesmo ajudar a mitigar o problema), poderiam propor zerar ou reduzir o PIS/COFINS/CIDE, que são tributos federais, mas preferem interferir no ICMS, que é fonte de receita de Estados e Municípios. Segundo explicação no site da própria Petrobras, os tributos federais correspondem, hoje, à média de 11,3% do preço dos combustíveis. O governo federal está propondo zerar ou mesmo reduzir esses tributos? Não. Está propondo utilizar a receita decorrente dos tributos federais para compensar as perdas de arrecadação dos Estados e Municípios com as alterações no ICMS? Não. Está propondo rolar a dívida destes entes para compensar pela perda de arrecadação? Não.

    Então, a conclusão óbvia é: o Governo Federal contribui para aumentar o problema (é responsável pela desastrosa política cambial e pela política de preços da Petrobras), mas não quer contribuir na hora de mitigar o problema, prefere jogar a conta para os outros. Isso é fato.

    Quanto ao final do comentário, acho legal apontar a hipocrisia: falam de jatinho e helicóptero para governador (de fato reprovável), mas quando é o MITO queimando dinheiro com motociata; passeio de helicóptero pra ver manifestação a favor do governo; gastos recordes com cartão corporativo; viagens para inaugurações, que saem mais caras que a obra que se está inaugurando etc. etc... Para isso sempre se tem uma desculpa  jocolor

    ale1969
    ale1969
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1581
    Reputação : 175
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qua 06 Out 2021, 5:50 pm

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Diminuir a arrecadação de Estados e Municípios e aumentar a da União, claro!


    Para falar mal do Bolsonaro até pagar mais impostos é válido e vale como argumento....

    Pior.... Quem apoia imposto cada vez mais altos são os mesmos dizem que não devem olhar para mais nada nos políticos na hora do voto...., apenas nossos salários... Ora só ligam pro dinheiro (na hora do voto), ora dizem que é melhor pagar mais impostos para não impulsionar o Bolsonaro...


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA!!!! VIVA!!!!



    PT que é empurrar impostos no rabo da população, para pagar jatinho e helicoptero para governador...... para ter força na eleição do próximo ano...

    Laughing Laughing Pelo visto não é só no Twitter que se fala uma coisa e a pessoa tira outro significado do contexto, sabe-se lá de onde:
    - Fulano: "Adoro comer carne!"
    - Cicrano: "Então você odeia quem come vegetais? Preconceituoso!"
    - Fulano: "Eu não disse isso, essa é uma frase completamente diferente!"

    Ninguém está defendendo pagar mais impostos, pelo contrário: estou apontando o fato de que o Governo Federal está "fazendo cortesia com o chapéu alheio". Se acham que a solução é reduzir impostos (e pode mesmo ajudar a mitigar o problema), poderiam propor zerar ou reduzir o PIS/COFINS/CIDE, que são tributos federais, mas preferem interferir no ICMS, que é fonte de receita de Estados e Municípios. Segundo explicação no site da própria Petrobras, os tributos federais correspondem, hoje, à média de 11,3% do preço dos combustíveis. O governo federal está propondo zerar ou mesmo reduzir esses tributos? Não. Está propondo utilizar a receita decorrente dos tributos federais para compensar as perdas de arrecadação dos Estados e Municípios com as alterações no ICMS? Não. Está propondo rolar a dívida destes entes para compensar pela perda de arrecadação? Não.

    Então, a conclusão óbvia é: o Governo Federal contribui para aumentar o problema (é responsável pela desastrosa política cambial e pela política de preços da Petrobras), mas não quer contribuir na hora de mitigar o problema, prefere jogar a conta para os outros. Isso é fato.

    Quanto ao final do comentário, acho legal apontar a hipocrisia: falam de jatinho e helicóptero para governador (de fato reprovável), mas quando é o MITO queimando dinheiro com motociata; passeio de helicóptero pra ver manifestação a favor do governo; gastos recordes com cartão corporativo; viagens para inaugurações, que saem mais caras que a obra que se está inaugurando etc. etc... Para isso sempre se tem uma desculpa  jocolor



    O que mais admiro é sua capacidade de querer ensinar a quem não quer, ou não consegue, entender. Da minha parte estou satisfeito e agradecido por suas valiosas manifestações. Saudações trabalhistas.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 6:11 pm

    "Bomba" do dia:

    Moraes determina que PF ouça ex-estagiária de Lewandowski suspeita de ser informante do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos (notícia do G1, há outros locais com maiores detalhes)

    Me pergunto: o que leva uma pessoa, aos 45 anos de idade, a jogar no lixo uma carreira que ainda está começando? Já é difícil entender quando um "vazamento" parte de um delegado, promotor, etc. (para quem se costuma fazer "vista grossa"). Mas uma estagiária? Era certo que ela ia acabar se dando mal...
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qua 06 Out 2021, 6:43 pm

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:
    androsvilazza escreveu:

    Diminuir a arrecadação de Estados e Municípios e aumentar a da União, claro!


    Para falar mal do Bolsonaro até pagar mais impostos é válido e vale como argumento....

    Pior.... Quem apoia imposto cada vez mais altos são os mesmos dizem que não devem olhar para mais nada nos políticos na hora do voto...., apenas nossos salários... Ora só ligam pro dinheiro (na hora do voto), ora dizem que é melhor pagar mais impostos para não impulsionar o Bolsonaro...


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA!!!! VIVA!!!!



    PT que é empurrar impostos no rabo da população, para pagar jatinho e helicoptero para governador...... para ter força na eleição do próximo ano...

    Laughing Laughing Pelo visto não é só no Twitter que se fala uma coisa e a pessoa tira outro significado do contexto, sabe-se lá de onde:
    - Fulano: "Adoro comer carne!"
    - Cicrano: "Então você odeia quem come vegetais? Preconceituoso!"
    - Fulano: "Eu não disse isso, essa é uma frase completamente diferente!"

    Ninguém está defendendo pagar mais impostos, pelo contrário: estou apontando o fato de que o Governo Federal está "fazendo cortesia com o chapéu alheio". Se acham que a solução é reduzir impostos (e pode mesmo ajudar a mitigar o problema), poderiam propor zerar ou reduzir o PIS/COFINS/CIDE, que são tributos federais, mas preferem interferir no ICMS, que é fonte de receita de Estados e Municípios. Segundo explicação no site da própria Petrobras, os tributos federais correspondem, hoje, à média de 11,3% do preço dos combustíveis. O governo federal está propondo zerar ou mesmo reduzir esses tributos? Não. Está propondo utilizar a receita decorrente dos tributos federais para compensar as perdas de arrecadação dos Estados e Municípios com as alterações no ICMS? Não. Está propondo rolar a dívida destes entes para compensar pela perda de arrecadação? Não.

    Então, a conclusão óbvia é: o Governo Federal contribui para aumentar o problema (é responsável pela desastrosa política cambial e pela política de preços da Petrobras), mas não quer contribuir na hora de mitigar o problema, prefere jogar a conta para os outros. Isso é fato.

    Quanto ao final do comentário, acho legal apontar a hipocrisia: falam de jatinho e helicóptero para governador (de fato reprovável), mas quando é o MITO queimando dinheiro com motociata; passeio de helicóptero pra ver manifestação a favor do governo; gastos recordes com cartão corporativo; viagens para inaugurações, que saem mais caras que a obra que se está inaugurando etc. etc... Para isso sempre se tem uma desculpa  jocolor


    Vc tangencia e precisa de textões para construir a sua narrativa..

    Vamos aos fatos (vou atomizar pra facilitar o entendimento):
    1)Quando o dólar sobe o valor do litro de gasolina sobre

    2) Quando o valor do litro sobre os ESTADOS E MUNC. arrecadam mais por cada litro

    3) Quanto mais ICMS menos dinheiro pro povo

    4) O Bolsonaro quer que os TRIBUTOS TODOS não suba automaticamente, ou seja um valor fixo de imposto por litro...

    5) O PT e toda esquerda quer tudo fique como está e que arredação de ICMS aumente se o dólar subir

    6) Ou seja, a ESQUERDA está contra o povo e quer lucrar com o dólar alto

    7) O presidente quer a o aumento do dólar tenha pouco impacto no total arrecadado de TODOS TRIBUTOS, não SÓ O ICMS.

    Ou seja, o BOLSONARO tá a favor do POVO , de uma arrecadação mais justa e com menor impactos de reajuste.
    E a esquerda está a favor do INFERNO FISCAL e do aumento de arrecadação sempre que dólar suba.


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA...

    Mas, vc vai fazer textão... pq não consegue refutar os fatos de forma objetiva...

    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qua 06 Out 2021, 7:18 pm

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Dória:

    “Não é culpa do ICMS. É culpa da incompetência do Governo Federal, que fala muito e faz pouco”, escreveu .

    Lira rebateu Doria e disse que trata-se de uma questão de “sensibilidade social”.

    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”

    Como mostramos, o presidente da Câmara defende que a cobrança do ICMS sobre os combustíveis leve em conta o valor médio do produto nos dois anos anteriores. Segundo Lira, se a proposta for aprovada, haverá uma redução imediata de 8% no preço final aos consumidores.

    ---------------



    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”


    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”



    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”



    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”




    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”



    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”


    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 8:10 pm

    euvoltei escreveu:
    Vc tangencia e precisa de textões para construir a sua narrativa..

    Vamos aos fatos (vou atomizar pra facilitar o entendimento):
    1)Quando o dólar sobe o valor do litro de gasolina sobre

    2) Quando o valor do litro sobre os ESTADOS E MUNC. arrecadam mais por cada litro

    3) Quanto mais ICMS menos dinheiro pro povo

    4) O Bolsonaro quer que os TRIBUTOS TODOS não suba automaticamente, ou seja um valor fixo de imposto por litro...

    5) O PT e toda esquerda quer tudo fique como está e que arredação de ICMS aumente se o dólar subir

    6) Ou seja, a ESQUERDA está contra o povo e quer lucrar com o dólar alto

    7) O presidente quer a o aumento do dólar tenha pouco impacto no total arrecadado de TODOS TRIBUTOS, não SÓ O ICMS.

    Ou seja, o BOLSONARO tá a favor do POVO , de uma arrecadação mais justa e com menor impactos de reajuste.
    E a esquerda está a favor do INFERNO FISCAL e do aumento de arrecadação sempre que dólar suba.


    VIVA A INCOERÊNCIA DA ESQUERDA...

    Mas, vc vai fazer textão... pq não consegue refutar os fatos de forma objetiva...


    Perdão, escrevo textos longos ("textões") pra tentar deixar a linha de raciocínio bem explicada, "mastigadinha" se preferir... Ao mesmo tempo, falho em lembrar que o cérebro do cidadão médio entra em parafuso e se perde após ler 3 ou 4 linhas.

    Sem textão:

    - Se Bolsonaro tivesse preocupação com o dólar, pararia de afastar investidores: 1) fecharia a matraca; 2) se empenharia em acelerar a saída da pandemia; 3) reduziria gastos (fundão eleitoral, emendas de relator, gastos com viagens e cartão corporativo etc). em vez de aumentar; 4) procuraria alternativa ao calote dos precatórios; etc. etc. Fora os motivos externos, a culpa do dólar alto é, exclusivamente, do governo federal;
    - Se fizesse questão da redução de tributos, reduziria os tributos federais - não reduziu PIS/COFINS/CIDE.
    - Se a preocupação fosse mesmo reduzir o ICMS, e não quisesse jogar a conta para os Estados e Municípios, estaria propondo uma compensação pela perda de receita. Não está propondo, ou seja, quer fazer cortesia com o chapéu alheio, reduzir a arrecadação dos outros sem mexer no cofre da União.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 8:19 pm

    Tem uma proposta antiga, já, para estabilizar os preços dos combustíveis: a criação de um fundo para estabilização, por meio de alíquotas móveis nos tributos federais:

    - quando o preço internacional abaixa, aumentam-se os tributos para engordar o fundo;
    - quando o preço internacional sobe, reduzem-se os tributos, queimando recursos do fundo para cobrir a perda de receitas.

    É uma saída óbvia para o problema, e muito mais eficiente que a sugestão de só "mexer no ICMS". Por que não é adotada? Porque, como o preço está alto atualmente, o Fundo exigiria um aporte inicial, e a União não quer botar a mão no próprio bolso. Fatos, apenas.

    P.S.: A proposta do Lira (Preço médio de 2 anos para cálculo do ICMS) é tão tosca que pode ter efeito contrário ao esperado: supondo que, nos próximos dias/meses, se reduza o preço do barril do petróleo (provável, a OPEP está se reunindo pra aumentar a produção) e o dólar abaixe (por algum milagre, já que do governo não se espera isso), esse preço alto da gasolina, em 2021, vai "contaminar" as médias de cálculo do ICMS até 2023.
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 8:55 pm

    euvoltei escreveu:[Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Dória:

    “Não é culpa do ICMS. É culpa da incompetência do Governo Federal, que fala muito e faz pouco”, escreveu .

    Lira rebateu Doria e disse que trata-se de uma questão de “sensibilidade social”.

    A questão não é administração fiscal. É sensibilidade social. O barril do petróleo custava menos de US$ 30 em maio/2020. Agora, chegou a U$ 82. Ou seja: com a mesma alíquota, os estados estão ganhando mais dinheiro. É matemática pura e simples. A alíquota é a mesma.”

    Como mostramos, o presidente da Câmara defende que a cobrança do ICMS sobre os combustíveis leve em conta o valor médio do produto nos dois anos anteriores. Segundo Lira, se a proposta for aprovada, haverá uma redução imediata de 8% no preço final aos consumidores.


    "Que engraçado, vou repetir a mesma falácia um punhado de vezes pra ver se cola!"

    Histórico do barril de Petróleo "Brent" (sugiro expandirem o gráfico para visualizar o período máximo).

    O cara pega um período em que o petróleo estava com o valor mais baixo, compara com o de agora, e coloca como se fosse uma variação muito atípica.
    O barril custava:
    - 30 dólares em 2000;
    - 85 dólares em 2007;
    - 136 dólares em maio de 2008;
    - 45 dólares já em dezembro de 2008;
    - mais de 100 dólares entre dezembro 2010 e junho/2014;
    - 33 dólares em 2015;
    - 82 dólares em setembro/2018...

    Resumindo: o petróleo é volátil. Esteve acima e abaixo dos patamares atuais um punhado de vezes ao longo da história. Nesse período todo, pouco se discutiu sobre como a fórmula de cálculo do ICMS afeta os preços dos combustíveis. Ou temos agora, no governo, um gênio que enxergou o real problema, que ninguém nunca mais enxergou, ou temos um cagão que não sabe assumir a inépcia do próprio governo em segurar a desvalorização da moeda nacional.

    O gráfico histórico do dólar (dica: expandir para o período máximo) explica a situação atual muito mais do que as variações do preço do petróleo. Mas isso não dá pra jogar na conta dos governadores, né?

    P.S (só pra quem suporta "textão").: Pra quem tiver interesse (sei que não é só bolsonarista que lê o que eu escrevo), há um outro gráfico interessante: Índice da taxa de câmbio real, explicado com maiores detalhes aqui. Esse índice aponta a taxa de câmbio deflacionada, ou seja, elimina os efeitos da inflação na comparação entre o real e o dólar. Basicamente, pegaram como referência (índice = 100) o valor que o real tinha em 1994, quando comparado ao dólar. Daí por diante, observa-se a variação cambial, mas utiliza-se a inflação dos dois países para retirar a distorção da comparação.

    Nesse índice, o valor mais alto que o dólar teve foi em outubro de 2002 (206,11 pontos, logo antes da eleição do Lula). Durante um bom tempo (entre 2006 e 2015), o real valeu mais do que valia em 1994 (em comparação com o dólar, ignorados os efeitos das inflações locais). Hoje, o real vale (comparado ao dólar, em termos reais/deflacionados) o mesmo que valia no final de 2003, primeiro ano do governo Lula.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qua 06 Out 2021, 10:27 pm

    androsvilazza escreveu:

    Resumindo: o petróleo é volátil. Esteve acima e abaixo dos patamares atuais um punhado de vezes ao longo da história. Nesse período todo, pouco se discutiu sobre como a fórmula de cálculo do ICMS afeta os preços dos combustíveis. Ou temos agora, no governo, um gênio que enxergou o real problema, que ninguém nunca mais enxergou, ou temos um cagão que não sabe assumir a inépcia do próprio governo em segurar a desvalorização da moeda nacional.

    : o petróleo é volátil, OK

    Esteve acima e abaixo dos patamares atuais um punhado de vezes ao longo da história. OK


    Nesse período todo, pouco se discutiu sobre como a fórmula de cálculo do ICMS afeta os preços dos combustíveis. EPÂ!

    Se algo não foi um problema no passado não significa que nunca será um problema...... só olhar a questão ambiental... ninguem ligava a uns 25 anos e hoje é prioridade



    Ou temos agora, no governo, um gênio que enxergou o real problema, que ninguém nunca mais enxergou,   EPÂ!

    Ninguem enxergou no passado pq a solução dada eram outras bem piores.... Na Era DILMA baixando o preço na MARRA e quase quebrando a petrobrás....etc. etc... SARNEY mandou congelar preços...
    Um problema maior ofuscava outros...



    ou temos um cagão que não sabe assumir a inépcia do próprio governo em segurar a desvalorização da moeda nacional.  EPÂ!


    O câmbio com dólar, não depende só do país... como o nome diz, é uma troca entre duas coisas diferentes entre partes diferentes... e o Governo brasileiro não controla a impressora de dinheiro americana, nem o interesse ou desinteresse MUNDIAL pela moeda mais forte do mundo... O câmbio é livre...
    O caso do BANCO SANTOS ta aí.. do FHC que segurou uma operação de câmbio em favor de um banqueiro e deu prejuízo pros cofres públicos



    -----------------
    -----------------
    -----------------
    -----------------
    -----------------


    Ou seja, vc tem NARRATIVAS... parte de algumas premissas verdadeiras, mistura com outras falsas... e contrói uma narrativa...

    É a incoerência da ESQUERDA....
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qua 06 Out 2021, 11:21 pm

    Que beleza, amiguinhos, hoje aprendemos que:

    - Bolsonaro é um presidente melhor que, pelo menos, Dilma e Sarney (não é muita coisa, mas podia ser pior)...
    - ICMS não era prioridade, agora é (solução simples e idiota para um problema complexo, mas pelo menos o preço na bomba vai abaixar uns 5% na primeira semana. Depois disso vai continuar subindo, mas aí arrumamos outro culpado);
    - A questão ambiental é prioridade (essa aqui me surpreendeu, achei que isso fosse coisa de petista, George Soros e Greta Thunberg, além de uns almofadinhas europeus mal intencionados, enfim, coisa da Nova Ordem Mundial;
    - Quando o FED americano liga as impressoras de dinheiro, ao contrário de todas as expectativas, o dólar se valoriza, enquanto o real se desvaloriza. O mesmo vale para o boom das commodities: historicamente, quando os preços internacionais sobem, países exportadores como o Brasil tendem a ver valorização em suas moedas. Dessa vez, está tudo funcionando ao contrário, mas não é que o governo seja incompetente; o câmbio é livre e não há nada que se possa fazer a respeito...
    - É tudo narrativa da ESQUERDA (fico até aliviado que insistam tanto em dizer que sou de esquerda, com letras maiúsculas e tudo... já pensou se me confundem com um patriota-cristão-conservador-liberal-da-direita-verdadeira-não-essa-direita-psol-que-vocês-estão-pensando? #deusmelivre a propósito, se alguém pensa que me viu criticando a Dilma, o Lula ou as políticas econômicas propostas pela esquerda, e defendendo aberrações como a reforma da Previdência etc. isso é tudo montagem, viu? Fake news!, como diria o abilolado.

    Ufa, se não tivéssemos colegas tão empenhados em nos mostrar a verdade, eu até acreditaria que o governo é péssimo e a situação do Brasil vai de mal a pior... Verdade, verdade, mesmo, que só os iluminados podem enxergar, não essas histórias mentirosas aí que fazem sentido e são facilmente comprováveis por meio de uma busca fácil na internet e meia xícara de raciocínio lógico... Ainda bem que temos gente que, pacientemente, se empenha em demonstrar que está tudo ruim, vai piorar, mas poderia ser ainda pior, "podia ser o PT"... Que Deus abençoe nosso ótimo péssimo governo, que ele continue sendo ruim desde que não seja a ESQUERDA, amém!
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 07 Out 2021, 12:14 am

    1998: é tudo culpa do FHC
    2002: é tudo culpa do FHC
    2006: é tudo culpa do Lula
    2010: é tudo culpa do Lula
    2014: é tudo culpa da Dilma
    2016: é tudo culpa da Dilma
    2018: é tudo culpa do Temer (quem lembra desse mesmo pessoal, hoje no governo, agitando/apoiando a greve dos caminhoneiros?)
    2021: se a culpa é minha, eu posso colocar em quem eu quiser jocolor
    Agente_Crazy_System
    Agente_Crazy_System
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 174
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 03/06/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Agente_Crazy_System Qui 07 Out 2021, 1:14 am

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]

    :guy: :guy:
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qui 07 Out 2021, 2:56 am

    A defesa para empurrar dinheiro pra governadores gastarem via Consórcio Nordeste em respiradores já pagos e que nunca chegaram tá grande..

    Tiveram uns governadores que gastaram em lojas de vinhos, e também não chegaram...

    Agora as moedas de todos emergentes sofrem turbulência e a culpa é do Bolsonaro...

    É narrativa demais....
    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 512
    Reputação : 135
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por grazi Qui 07 Out 2021, 3:12 am

    Cada vez que leio o que um bolsonarista escreve tenho ânsia de tanto nojo. Tenho nojo de vocês.

    ote="euvoltei"]A defesa para empurrar dinheiro pra governadores gastarem via Consórcio Nordeste em respiradores já pagos e que nunca chegaram tá grande..

    Tiveram uns governadores que gastaram em lojas de vinhos, e também não chegaram...

    Agora as moedas de todos emergentes sofrem turbulência e a culpa é do Bolsonaro...

    É narrativa demais.... [/quote]
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 07 Out 2021, 3:14 am

    euvoltei escreveu:A defesa para empurrar dinheiro pra governadores gastarem via Consórcio Nordeste em respiradores já pagos e que nunca chegaram tá grande..

    Tiveram uns governadores que gastaram em lojas de vinhos, e também não chegaram...

    Agora as moedas de todos emergentes sofrem turbulência e a culpa é do Bolsonaro...

    É narrativa demais....

    Com certeza, comandante patriota, assino embaixo!
    Teve governador fechando contrato pra comprar vacina superfaturada, governador destinando emendas parlamentares "secretas" para a compra de tratores superfaturados, ainda bem que temos o Mito para nos proteger dessas ameaças comunistas...

    E se o Brasil, de 121 países observados, teve o 6° pior desempenho no controle da moeda em 2020,, isso também não é culpa do noooosssso Presidenteee! É tudo uma conspiração da ESQUERDA, pra esconder que houve 5 países piores (Angola, Argentina, Zambia, Seychelles e Venezuela)
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 07 Out 2021, 3:21 am

    grazi escreveu:Cada vez que leio o que um bolsonarista escreve tenho ânsia de tanto nojo. Tenho nojo de vocês.

    Cuidado, colega, não se entregue às NARRATIVAS dos comunistas de ESQUERDA que tentam descredibilizar o Mito...

    Falando sério agora: sei que é difícil, mas cuidado com esse sentimento... 1 em cada 5 brasileiros ainda consideram esse governo bom ou ótimo, não dá pra odiar 20% das pessoas que você conhece, não vai lhe fazer bem (além de ajudar a manter a maldita polarização, mesmo que o Bolsonaro saia derrotado no ano que vem). Tem muita gente de boa fé sendo enganado ainda, outros se entregam à defesa cega do governo porque não entendem direito as coisas, não têm acesso ao mesmo volume de informação que nós temos, enfim... Nem todo mundo é boçal.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qui 07 Out 2021, 4:09 am

    grazi escreveu:Cada vez que leio o que um bolsonarista escreve tenho ânsia de tanto nojo. Tenho nojo de vocês.


    Ui.
    euvoltei
    euvoltei
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2063
    Reputação : 207
    Data de inscrição : 30/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por euvoltei Qui 07 Out 2021, 4:32 am

    androsvilazza escreveu:
    euvoltei escreveu:A defesa para empurrar dinheiro pra governadores gastarem via Consórcio Nordeste em respiradores já pagos e que nunca chegaram tá grande..

    Tiveram uns governadores que gastaram em lojas de vinhos, e também não chegaram...

    Agora as moedas de todos emergentes sofrem turbulência e a culpa é do Bolsonaro...

    É narrativa demais....

    Com certeza, comandante patriota, assino embaixo!
    Teve governador fechando contrato pra comprar vacina superfaturada, governador destinando emendas parlamentares "secretas" para a compra de tratores superfaturados, ainda bem que temos o Mito para nos proteger dessas ameaças comunistas...

    E se o Brasil, de 121 países observados, teve o 6° pior desempenho no controle da moeda em 2020,, isso também não é culpa do noooosssso Presidenteee! É tudo uma conspiração da ESQUERDA, pra esconder que houve 5 países piores (Angola, Argentina, Zambia, Seychelles e Venezuela)


    Vc fala com uma desenvoltura que não possui....

    Pelo ranking o Brasil é o 6º pior do mundo na performace da moeda, isso é ruim, e então é por culpa do presidente...

    No extremo oposto desse ranking tá o 121º HAITI e 120º LIBERIA.... Então os presidentes de lá tão de parabéns?!?! São exemplos que o Brasil deveria copiar???

    Recorte estatístico há muito é usado pra mentir...

    Vc é um cara de pensamentos tortos....

    Se fosse tão capaz em economia o quanto arrota por aqui estaria milionário operando câmbio ou outra coisa no mercado de capitais.....
    androsvilazza
    androsvilazza
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2792
    Reputação : 528
    Data de inscrição : 22/01/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por androsvilazza Qui 07 Out 2021, 5:27 am

    euvoltei escreveu:


    Vc fala com uma desenvoltura que não possui....

    Pelo ranking o Brasil é o 6º pior do mundo na performace da moeda, isso é ruim, e então é por culpa do presidente...

    No extremo oposto desse ranking tá o 121º HAITI e 120º LIBERIA.... Então os presidentes de lá tão de parabéns?!?! São exemplos que o Brasil deveria copiar???

    Recorte estatístico há muito é usado pra mentir...

    Vc é um cara de pensamentos tortos....

    Se fosse tão capaz em economia o quanto arrota por aqui estaria milionário operando câmbio ou outra coisa no mercado de capitais.....

    Isso se chama "recuperação após uma queda vertiginosa", ou "ajuste"... Acontece com moedas muito desvalorizadas. Pra ficar fácil de entender: se algo muito barato, como a moeda do Haiti, ou o Kg de pé de frango, sobe "um pouquinho", a variação percentual é expressiva, comparativamente à posição anterior... Por exemplo: valia 1 centavo, passou a valer 2 = grande -----, mas teve valorização de 100%. O real poderia ter essa "desculpa" (em sentido oposto), se tivesse havido uma hipervalorização em 2019. Aí, se a queda em 2020 fosse expressiva, poderia ser resultado de "ajuste".

    A propósito, na "guerra de narrativas", o real foi uma das moedas que mais tinha se valorizado em 2021 (até junho, pelo menos). Quem sabe eu esteja sendo mesmo muito pessimista... Afinal de contas, o que é uma mísera "quedinha" de 22% em 2020 perto da espetacular hipermegavalorização de 3% em 2021? Pelos meus cálculos, no método AMM (aritmética marota do Mito, que não sabe somar números negativos e positivos), isso deve significar uma milagrosa recuperação em V de 25%...

    Quanto às ofensas pessoais, tens razão: eu sei meu lugar, não sou ninguém além de um mero "pessimista curioso", que sabe utilizar o básico de raciocínio lógico, interpretação de texto e o buscador Google, nada além disso... Não chego aos pés de fantásticos empreendedores visionários e geniais, capazes de multiplicar seu patrimônio sem explicação e em pouco tempo, como a família do presidente... Esses sim são inteligentes: Flávio Wonka, o Mito, Carlos Rachadinha, véio da Havan, Lula, Zé Dirceu, todos esses milionários são entendidíssimos não apenas em economia, mas em todos os assuntos
    Pipoca
    Pipoca
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 577
    Reputação : 105
    Data de inscrição : 12/12/2014

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Pipoca Qui 07 Out 2021, 11:53 am


    Guedes diz que dólar deveria estar descendo, mas barulho político não deixa

    Ministro afirma que câmbio de equilíbrio deveria estar entre R$ 3,80 e R$ 4,20


    Barulho político' explica alta do dólar e impede queda da cotação para R$ 4, diz Paulo Guedes

    Moeda norte-americana fechou o dia cotada a R$ 5,2578. Ministro da Economia não apontou responsáveis por 'barulho', mas disse que câmbio deveria estar 'entre R$ 3,80 e R$ 4,20'.


    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]
    grazi
    grazi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Processual
    Mensagens : 512
    Reputação : 135
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Localização : PGR

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por grazi Qui 07 Out 2021, 3:07 pm

    Realmente não está dando para conviver com bolsonarista não, os da minha família eu não converso nada que tenha a ver com política mais, porque é só boçalidade e preconceito, tomei nojo.

    ="androsvilazza"]
    grazi escreveu:Cada vez que leio o que um bolsonarista escreve tenho ânsia de tanto nojo. Tenho nojo de vocês.

    Cuidado, colega, não se entregue às NARRATIVAS dos comunistas de ESQUERDA que tentam descredibilizar o Mito...

    Falando sério agora: sei que é difícil, mas cuidado com esse sentimento... 1 em cada 5 brasileiros ainda consideram esse governo bom ou ótimo, não dá pra odiar 20% das pessoas que você conhece, não vai lhe fazer bem (além de ajudar a manter a maldita polarização, mesmo que o Bolsonaro saia derrotado no ano que vem). Tem muita gente de boa fé sendo enganado ainda, outros se entregam à defesa cega do governo porque não entendem direito as coisas, não têm acesso ao mesmo volume de informação que nós temos, enfim... Nem todo mundo é boçal.[/quote]
    ale1969
    ale1969
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1581
    Reputação : 175
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qui 07 Out 2021, 3:56 pm

    Aos colegas neoliberais que apoiaram o impedimento da Dilma.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]


    O verdadeiro golpe foi dado na classe trabalhadora!
    ale1969
    ale1969
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1581
    Reputação : 175
    Data de inscrição : 26/03/2015

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por ale1969 Qui 07 Out 2021, 3:59 pm

    grazi escreveu:Realmente não está dando para conviver com bolsonarista não, os da minha família eu não converso nada que tenha a ver com política mais, porque é só boçalidade e preconceito, tomei nojo.

    ="androsvilazza"]
    grazi escreveu:Cada vez que leio o que um bolsonarista escreve tenho ânsia de tanto nojo. Tenho nojo de vocês.

    Cuidado, colega, não se entregue às NARRATIVAS dos comunistas de ESQUERDA que tentam descredibilizar o Mito...

    Falando sério agora: sei que é difícil, mas cuidado com esse sentimento... 1 em cada 5 brasileiros ainda consideram esse governo bom ou ótimo, não dá pra odiar 20% das pessoas que você conhece, não vai lhe fazer bem (além de ajudar a manter a maldita polarização, mesmo que o Bolsonaro saia derrotado no ano que vem). Tem muita gente de boa fé sendo enganado ainda, outros se entregam à defesa cega do governo porque não entendem direito as coisas, não têm acesso ao mesmo volume de informação que nós temos, enfim... Nem todo mundo é boçal.
    [/quote]


    Deixa falando sozinho! Somos 70%!

    Conteúdo patrocinado

    Assuntos gerais: economia & política - Página 15 Empty Re: Assuntos gerais: economia & política

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 18 Jan 2022, 12:00 am