PCS JÁ

PCS JÁ



    Tópico Geral

    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qua 09 Abr 2014, 8:21 pm

    Leovini escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:
    TRF1/MG escreveu:
    Leovini escreveu:Sinceramente, essa ideia do percentual é boa.

    Os sindicatos podiam brigar por um aumento desse percentual para 80%, o que faria com que nosso teto fosse 20.000.

    Seria excelente! O teto do ciclo de gestão, a partir de janeiro, será 21500.

    Bom seria... mas



    Temos que chamar a atenção de que o Min.Barbosa está EQUIVOCADO,

    POIS NÃO EXISTE LEI LIMITANDO A 75% DO SUBSÍDIO DOS JUÍZES, isso foi apenas um projeto que não foi aprovado.

    O limite, o TETO, para vencimentos dos servidores é o da
    Lei 10.474/2002, em seu artigo 3º, que estabelece que o servidor NÃO pode ganhar mais que o juiz a que estiver vinculado.

    Cara, todos sabem que não existe essa limitação.

    Mas vamos aproveitar o ensejo dado por Barbosinha, e aceitar essa vinculação. Porque mais de 80% não conseguiremos NUNCA. N-U-N-C-A!!!
    Temos que ser PRAGMÁTICOS!

    Veja o perigo que uma carreira propria dos superiores nos traria.
    Cogitando a hipotese do governo dar uma tabela melhor para o superiores, tipo 20k (23300 é sonho de louco!), vc acha que conseguiriamos o mesmo? Não!

    O governo nos daria no máximo e olhe lá uns 15 mil de teto como cala boca!
    Veja que tudo isso que disse é ilação, mas uma carreira pros superiores pra nós é extremamente arriscada. Ficariamos limitados.
    Sei que seria importante para balançar os sindicatos, mas pra gente só sobraria a pior parte.



    Existe esta limitação sim, e está em pleno vigor. É só consultar a lei citada.

    Esta lei foi citada no Ofício do Frentas, de 2009.

    E pelo jeito, gera efeitos até hoje na questão dos reajustes dos servidores.

    Isso implica que se não matar as incorporações, nunca mais teremos reajustes
    decentes!
    avatar
    PJHUUUUuuuuu
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Trampolim
    Mensagens : 3874
    Reputação : 14
    Data de inscrição : 20/05/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por PJHUUUUuuuuu Qua 09 Abr 2014, 8:28 pm

    PERIGOSO escreveu:Srs(as),

    Algumas informações da "Ferrajufe" chamaram atenção:

    1) "já temos um projeto tramitando de forma avançada no congresso nacional (PL 6613)"

    Ou seja, ainda depositam as esperanças no 6.613.

    2) "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria"

    Eles não estavam defendendo a extensão da tabela do STF para toda a categoria? Agora já mudaram o discurso e querem elaborar uma nova redação.

    3) "75% do valor do subsidio dos magistrados" (defesa de JB).

    Não representaria as perdas inflacionárias.

    Conclusão:
    O Sindjus/Fenajufe ao atacar a proposta das carreiras próprias jogou, mais uma vez, a categoria pro fundo do poço.



    Com certeza, a Fenajufe e os sindicatos, para não perder poder, procuram atrapalhar de novo o coletivo que dizem defender. E da frase "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria" entenda-se que a Fenajufe tentará conseguir no máximo outro aumento na GAJ.
    BLACK SOUL
    BLACK SOUL
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2047
    Reputação : 119
    Data de inscrição : 03/01/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por BLACK SOUL Qua 09 Abr 2014, 8:35 pm

    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel Qua 09 Abr 2014, 8:39 pm

    Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.


    Última edição por fabiomodel em Qua 09 Abr 2014, 8:43 pm, editado 1 vez(es)
    ASSIS
    ASSIS
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 811
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ASSIS Qua 09 Abr 2014, 8:39 pm

    darkshi escreveu:
    ASSIS escreveu:Concurso pra Juiz Substituto...salário 21.000...quatro fases( 1ª fase, dissertativa, oral e sentença)...provas e títulos...três anos de prática jurídica...pelo menos três anos de dedicação total

    Analista do STF, STJ e demais superiores e supremos...salário 23.000....fase única...múltipla escolha e redação....provas...sem prática jurídica....sem oral...sem sentença...  

    Me explique Senado e Câmara então?

    A explicação é simples...eles não precisam pedir bença pra Dilma...aprovam e pronto...

    Infelizmente o Judiciário não se impõe e também não corta o tecido canceroso...

    E lá não tem Frentas e AMB prá atrapalhar...

    ASSIS
    ASSIS
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 811
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ASSIS Qua 09 Abr 2014, 8:42 pm

    fabiomodel escreveu:Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo, antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.

    Também acho...75% do salário de Juiz pra mim tá ótimo...mas cada um sabe do próprio bolso...
    BLACK SOUL
    BLACK SOUL
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2047
    Reputação : 119
    Data de inscrição : 03/01/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por BLACK SOUL Qua 09 Abr 2014, 8:44 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:Estou gostando de ouvir esse debate!

    Estou nos 18 minutos ainda.

    Debate gravado agora há pouco pelo
    colega Romeu, do TRT2.

    Tem a participação da Naja, Artur, Romeu.

    E estou gostando muito.

    Esse debate mais aberto, e depois colocado a disposição, é uma excelente ideia.

    Mais pessoas vão se interessar e participar. E pode ficar muito rico esse debate. Estou divulgando para os meus colegas.

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

    Proposital, VANDER!!??

    Você é um malandrinho, hein!?



    Malandro por quê, Black.

    Estou ouvindo este debate até o fim, já estou no 1 h e 10 min, e estou achando
    muito franco, honesto, apesar das cacetadas que o Romeu está me dando.

    Mas está bem rico de ideias! Ouçam vcs também.

    Não é isso, VANDER, inclusive assiste ao debate (em parte).

    Foi a forma como escreveste o nome da "Naja"
    [É necessário estar registrado e conectado para poderes visualizar esta imagem]

    Como tu não simpatizas mais com a ANATA, achei que fosse provocação.

    Foi mal.
    avatar
    Lunático
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 549
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 13/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lunático Qua 09 Abr 2014, 8:46 pm

    BLACK SOUL escreveu:
    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel Qua 09 Abr 2014, 8:47 pm

    Do bolso não, da ambição. A de alguns não tem limite, já vi até dizerem que não deve haver hierarquia salarial entre servidor e magistrado pois são carreiras distintas (...). Gente que nunca pisou no setor privado, seria mais ou menos como o empregado receber mais que o patrão..

    ASSIS escreveu:
    fabiomodel escreveu:Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo, antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.

    Também acho...75% do salário de Juiz pra mim tá ótimo...mas cada um sabe do próprio bolso...
    avatar
    Lunático
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 549
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 13/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lunático Qua 09 Abr 2014, 8:52 pm

    ASSIS escreveu:
    darkshi escreveu:
    ASSIS escreveu:Concurso pra Juiz Substituto...salário 21.000...quatro fases( 1ª fase, dissertativa, oral e sentença)...provas e títulos...três anos de prática jurídica...pelo menos três anos de dedicação total

    Analista do STF, STJ e demais superiores e supremos...salário 23.000....fase única...múltipla escolha e redação....provas...sem prática jurídica....sem oral...sem sentença...  

    Me explique Senado e Câmara então?

    A explicação é simples...eles não precisam pedir bença pra Dilma...aprovam e pronto...

    Infelizmente o Judiciário não se impõe e também não corta o tecido canceroso...

    E lá não tem Frentas e AMB prá atrapalhar...

    Eu tô na lista de excedentes da Câmara, onde os analistas (e eu, espero) vão ganhar em 2015 mais que juiz substituto, e não vi nenhum magistrado competindo comigo.
    O grupo levantou o currículo de todos os 1000. Não vi um magistrado ou membro do MP.
    O Judiciário não se impõe porque ninguém quer defender o indefensável.
    avatar
    Leovini
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 397
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 21/03/2014

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Leovini Qua 09 Abr 2014, 8:53 pm

    fabiomodel escreveu:Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.

    Sinceramente, a unica chance de passar um PCS nosso é com subsidio ou GD com absorcao das VPNIs.
    Pq imagina o governo dando um aumento com a estrutura atual, o que o governo vai falar para as carreiras do executivo??

    A absorção será o argumento utilizado para o governo para defender um aumento nosso agora.
    Sem absorção, esquece! Nada vai passar.
    avatar
    Leovini
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 397
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 21/03/2014

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Leovini Qua 09 Abr 2014, 8:55 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:
    Leovini escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:
    TRF1/MG escreveu:

    Bom seria... mas



    Temos que chamar a atenção de que o Min.Barbosa está EQUIVOCADO,

    POIS NÃO EXISTE LEI LIMITANDO A 75% DO SUBSÍDIO DOS JUÍZES, isso foi apenas um projeto que não foi aprovado.

    O limite, o TETO, para vencimentos dos servidores é o da
    Lei 10.474/2002, em seu artigo 3º, que estabelece que o servidor NÃO pode ganhar mais que o juiz a que estiver vinculado.

    Cara, todos sabem que não existe essa limitação.

    Mas vamos aproveitar o ensejo dado por Barbosinha, e aceitar essa vinculação. Porque mais de 80% não conseguiremos NUNCA. N-U-N-C-A!!!
    Temos que ser PRAGMÁTICOS!

    Veja o perigo que uma carreira propria dos superiores nos traria.
    Cogitando a hipotese do governo dar uma tabela melhor para o superiores, tipo 20k (23300 é sonho de louco!), vc acha que conseguiriamos o mesmo? Não!

    O governo nos daria no máximo e olhe lá uns 15 mil de teto como cala boca!
    Veja que tudo isso que disse é ilação, mas uma carreira pros superiores pra nós é extremamente arriscada. Ficariamos limitados.
    Sei que seria importante para balançar os sindicatos, mas pra gente só sobraria a pior parte.



    Existe esta limitação sim, e está em pleno vigor.  É só consultar a lei citada.

    Esta lei foi citada no Ofício do Frentas, de 2009.

    E pelo jeito, gera efeitos até hoje na questão dos reajustes dos servidores.

    Isso implica que se não matar as incorporações, nunca mais teremos reajustes
    decentes!

    Vander, me referia à limitação de 75%.
    E como falei nunca conseguiremos mais que 80%, que dirá igualar o nosso teto ao inicial dos juizes.
    ASSIS
    ASSIS
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 811
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ASSIS Qua 09 Abr 2014, 8:58 pm

    Leovini escreveu:
    fabiomodel escreveu:Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.

    Sinceramente, a unica chance de passar um PCS nosso é com subsidio ou GD com absorcao das VPNIs.
    Pq imagina o governo dando um aumento com a estrutura atual, o que o governo vai falar para as carreiras do executivo??

    A absorção será o argumento utilizado para o governo para defender um aumento nosso agora.
    Sem absorção, esquece! Nada vai passar.

    E porque o CNJ, STF, TST não cortam as Fc's, CJ's e incorporações...
    Porque...porque tem muitos interesses em jogo...
    Essa semana foi veiculado a notícia de filhas de ministros subindo no busão e sentando na janelinha...como desembargadoras...

    ASSIS
    ASSIS
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 811
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ASSIS Qua 09 Abr 2014, 9:01 pm

    Lunático escreveu:
    ASSIS escreveu:
    darkshi escreveu:
    ASSIS escreveu:Concurso pra Juiz Substituto...salário 21.000...quatro fases( 1ª fase, dissertativa, oral e sentença)...provas e títulos...três anos de prática jurídica...pelo menos três anos de dedicação total

    Analista do STF, STJ e demais superiores e supremos...salário 23.000....fase única...múltipla escolha e redação....provas...sem prática jurídica....sem oral...sem sentença...  

    Me explique Senado e Câmara então?

    A explicação é simples...eles não precisam pedir bença pra Dilma...aprovam e pronto...

    Infelizmente o Judiciário não se impõe e também não corta o tecido canceroso...

    E lá não tem Frentas e AMB prá atrapalhar...

    Eu tô na lista de excedentes da Câmara, onde os analistas (e eu, espero) vão ganhar em 2015 mais que juiz substituto, e não vi nenhum magistrado competindo comigo.

    O grupo levantou o currículo de todos os 1000. Não vi um magistrado ou membro do MP.
    O Judiciário não se impõe porque ninguém quer defender o indefensável.

    E daqui a dez anos vc estará ganhando o triplo....e nós aqui...porque jamais, jamais as incorporações e fcs e cjs serão cortadas ou diminuidas...porque...porque é do interesse da cúpula do Judiciário...
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas Qua 09 Abr 2014, 9:12 pm

    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.


    Até agora não falaram qual a gestão que faz um auditor do MTB.
    E o auditor da RFB?
    E do TCU?
    As tomadas de contas nossas já vão para o TCU mastigadinhas!!!!!! Eles montam no nosso trabalho (CI).
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas Qua 09 Abr 2014, 9:17 pm

    PJHUUUUuuuuu escreveu:
    PERIGOSO escreveu:Srs(as),

    Algumas informações da "Ferrajufe" chamaram atenção:

    1) "já temos um projeto tramitando de forma avançada no congresso nacional (PL 6613)"

    Ou seja, ainda depositam as esperanças no 6.613.

    2) "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria"

    Eles não estavam defendendo a extensão da tabela do STF para toda a categoria? Agora já mudaram o discurso e querem elaborar uma nova redação.

    3) "75% do valor do subsidio dos magistrados" (defesa de JB).

    Não representaria as perdas inflacionárias.

    Conclusão:
    O Sindjus/Fenajufe ao atacar a proposta das carreiras próprias jogou, mais uma vez, a categoria pro fundo do poço.



    Com certeza, a Fenajufe e os sindicatos, para não perder poder, procuram atrapalhar de novo o coletivo que dizem defender. E da frase "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria" entenda-se que a Fenajufe tentará conseguir no máximo outro aumento na GAJ.


    É a velha história de que é preciso mudar para que nada mude!
    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3137
    Reputação : 209
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por corujito Qua 09 Abr 2014, 9:28 pm

    A PERGUNTA QUE TIRA O SONO DO VANDER

    Vander, seus posts se resumem às seguintes premissas.

    1) o governo sabe todos os detalhes da folha do PJU
    2) não há saída senão a absorção das VPNIs
    3) qualquer proposta que não absorva VPNI será negada pelo governo ou inviabilizada por conta de distorções na carreira
    4) falar em aumento no VB é algo esdrúxulo

    Sendo assim:

    SE O OBJETIVO DO GOVERNO ERA DAR 5% DE REAJUSTE POR 3 ANOS, TANTO QUE REAJUSTOU OS SUBSÍDIOS DO CICLO EM EXATOS 5%, POR QUE LIBEROU O ORÇAMENTO PARA QUE O PJU REAJUSTASSE TODA A FOLHA EM 5%, INDEPENDENTEMENTE DE O AUMENTO SER DADO NO VB OU NÃO, PERMITINDO ASSIM, UM REAJUSTE REAL MAIOR?

    Se verdadeiras suas premissas, o Governo deveria calcular a forma mais barata possível de um reajuste linear de 5% na tabela e, nesse sentido, até mesmo liberar orçamento de forma a não reajustar os salários de quem recebe VPNI.

    Aparentemente, Vander, no mundo real o Governo não está tão interessado no modelo remuneratório e nas VPNIs como você diz.


    Última edição por corujito em Qua 09 Abr 2014, 9:37 pm, editado 1 vez(es)
    ASSIS
    ASSIS
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 811
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ASSIS Qua 09 Abr 2014, 9:29 pm

    camirecas escreveu:
    PJHUUUUuuuuu escreveu:
    PERIGOSO escreveu:Srs(as),

    Algumas informações da "Ferrajufe" chamaram atenção:

    1) "já temos um projeto tramitando de forma avançada no congresso nacional (PL 6613)"

    Ou seja, ainda depositam as esperanças no 6.613.

    2) "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria"

    Eles não estavam defendendo a extensão da tabela do STF para toda a categoria? Agora já mudaram o discurso e querem elaborar uma nova redação.

    3) "75% do valor do subsidio dos magistrados" (defesa de JB).

    Não representaria as perdas inflacionárias.


    Conclusão:
    O Sindjus/Fenajufe ao atacar a proposta das carreiras próprias jogou, mais uma vez, a categoria pro fundo do poço.



    Com certeza, a Fenajufe e os sindicatos, para não perder poder, procuram atrapalhar de novo o coletivo que dizem defender. E da frase "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria" entenda-se que a Fenajufe tentará conseguir no máximo outro aumento na GAJ.


    É a velha história de que é preciso mudar para que nada mude!


    Isso é balela...se o STF quiser mesmo separar as carreiras não tem nada que os sindicatos podem fazer...
    BLACK SOUL
    BLACK SOUL
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2047
    Reputação : 119
    Data de inscrição : 03/01/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por BLACK SOUL Qua 09 Abr 2014, 9:43 pm

    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.

    Triste. Falta de conhecimento é PHODA!!!

    “Você poderia tirar de mim as minhas fábricas, queimar os meus prédios, mas se me der o meu pessoal, eu construirei outra vez todos os meus negócios.”
    Henry Ford

    E olha que Ford é da época da administração científica. Tempos e movimentos, homem como uma máquina etc.

    Organizações são pessoas. Sempre foi, porém não faz muito tempo vem recebendo maior ênfase.
    avatar
    Leovini
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 397
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 21/03/2014

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Leovini Qua 09 Abr 2014, 9:47 pm

    ASSIS escreveu:
    camirecas escreveu:
    PJHUUUUuuuuu escreveu:
    PERIGOSO escreveu:Srs(as),

    Algumas informações da "Ferrajufe" chamaram atenção:

    1) "já temos um projeto tramitando de forma avançada no congresso nacional (PL 6613)"

    Ou seja, ainda depositam as esperanças no 6.613.

    2) "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria"

    Eles não estavam defendendo a extensão da tabela do STF para toda a categoria? Agora já mudaram o discurso e querem elaborar uma nova redação.

    3) "75% do valor do subsidio dos magistrados" (defesa de JB).

    Não representaria as perdas inflacionárias.


    Conclusão:
    O Sindjus/Fenajufe ao atacar a proposta das carreiras próprias jogou, mais uma vez, a categoria pro fundo do poço.



    Com certeza, a Fenajufe e os sindicatos, para não perder poder, procuram atrapalhar de novo o coletivo que dizem defender. E da frase "redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria" entenda-se que a Fenajufe tentará conseguir no máximo outro aumento na GAJ.


    É a velha história de que é preciso mudar para que nada mude!


    Isso é balela...se o STF quiser mesmo separar as carreiras não tem nada que os sindicatos podem fazer...

    Cara, o STF não manda em nada.
    Nesse cenário economico em que estamos, quem decide é o governo. E adivinha quem tem ligações com o governo? Os sindicatos.

    No máximo o governo podia usar essa questão da carreira exclusiva a seu favor. Aplicando um teto de 20k para os superiores, e o resto na mingua. O governo teria o argumento ideal para nao dar o aumento para os demais.
    viniloi
    viniloi
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 712
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por viniloi Qua 09 Abr 2014, 9:57 pm

    Servidores aumentam pressão e STF, enfim, sinaliza abertura de negociação
    Publicado em Quarta, 09 Abril 2014 17:18 | Imprimir | E-mail | Acessos: 1084
    Submit to Facebook Submit to Google Bookmarks Submit to Twitter Submit to LinkedIn
    Nesta terça-feira (08/04), uma comissão formada pelos coordenadores da Fenajufe, Adilson Rodrigues Santos, Cledo de Oliveira Vieira, João Batista Moraes Vieira e Luis Claudio dos Santos Correa, foi recebida pelo diretor geral do STF, Miguel Fonseca, e pelo secretário de Recurso Humanos, Roberto Amaral. Na reunião, os representantes do Supremo informaram que o ministro Joaquim Barbosa aceitou instalar a mesa de negociação com a Fenajufe, tendo a participação dos diretores gerais dos tribunais superiores e do CNJ. Esta reunião é fruto do ato realizado em frente ao STF, no dia 2 de abril, em que servidores do Judiciário Federal cobraram resposta à pauta de reivindicações e protestaram contra a fragmentação da carreira. Ela aconteceu exatamente na semana em que ocorrem diversas manifestações de servidores por todo o Brasil, incluindo paralisações em algumas cidades hoje (9) e amanhã (10).

    A sinalização ocorre depois de três reuniões anteriores no STF e de várias atividades da campanha salarial lançada em janeiro. Espera-se a instalação da mesa após a afirmação feita por Miguel Fonseca de que, na próxima segunda-feira (14/04), o STF deverá responder objetivamente sobre o assunto, inclusive com a definição da data da primeira reunião do grupo de trabalho. A grande preocupação da Fenajufe agora é quanto ao prazo para a conclusão das negociações, principalmente pela necessidade urgente de recuperação das perdas salariais, que chegam a 50,47% de janeiro de 2006 a dezembro de 2013, segundo índices do Dieese, além de toda a pauta de reivindicações, protocolada pela Federação em julho de 2013.

    Com relação à reposição salarial, Miguel Fonseca informou que o presidente do Supremo leu todo o PL 6613/09 e, ao constatar que há itens da proposta já incorporados pela Lei 12.774/12, levantou a hipótese de elaborar um substitutivo para o PL 6613/09. Na questão salarial dos servidores, Joaquim Barbosa quer manter o teto em 75% do valor do subsidio dos magistrados. Já sobre a possibilidade de antecipação da GAJ de 2015 para este ano, ele relatou que, em conversa com a presidente Dilma Rousseff, o ministro Joaquim Barbosa teria ouvido da chefe do Poder Executivo que não haveria possibilidade de liberação de recursos para este fim. A Fenajufe vai defender na mesa a pauta de reivindicações de interesse do conjunto da categoria, que foi apresentada em meados do ano passado e que vem sendo cobrada até este momento, sem perder de vista a urgente necessidade de recomposição salarial.

    A mobilização dos servidores é fundamental para a continuidade das negociações e a obtenção de bons resultados para a categoria. Hoje, servidores da base de cinco sindicatos (Sindjus/AL, Sindjufe/BA, Sindijufe/MT, Sintrajufe/RS e Sintrajud/SP) estão realizando paralisação de 24 horas, enquanto que outros doze realizam outras atividades, como paralisações parciais, assembleias e atos.

    Na avaliação de Adilson Rodrigues, foi importante o esforço de mobilização feito pela categoria até agora, mas é fundamental manter a organização e a pressão. Para ele, “o ato do dia 2 no STF foi determinante para que esta mesa esteja em vias de instalação, mas para garantir que ela funcione de fato e cumpra seu papel de finalizar e encaminhar proposições para atender as reivindicações da categoria, é preciso manter e intensificar a mobilização, acima de tudo para assegurar a dotação orçamentária necessária à reposição salarial”. Ele citou também a importância de manter a campanha salarial em conjunto com os demais servidores públicos federais para a conquista de uma data-base e de toda a pauta de reivindicações unificada.

    João Batista avaliou positivamente a sinalização do STF, apesar de demora, e afirmou que está surgindo um cenário de expectativa para o conjunto dos servidores, mas adverte que a PEC 59/13 pode prejudicar a discussão sobre carreira. "Até que enfim a reunião avançou naquilo que a Fenajufe vinha insistindo que era a criação de uma mesa para discutir a pauta de reivindicação da categoria. Contudo, alertamos aos dirigentes do STF que a PEC 59/2013 pode colocar tudo a perder porque a eventual aprovação de um Estatuto Único pode interferir em muito na discussão sobre carreira e na formulação de planos de reajustes salariais para os servidores do PJU", disse João.

    Para Luis Claudio, "a reunião mostrou que podemos avançar se o nosso foco for primeiramente o STF e não podemos perder isso de vista, nem deixar de trabalhar a hipótese antes ventilada nas ampliadas de que já temos um projeto tramitando de forma avançada no congresso nacional (PL 6613)”. No entendimento dele, “esses dois caminhos e a mobilização contínua dos servidores resultará na valorização de todos os servidores do judiciário".

    No entendimento de Cledo, Vieira, “precisamos continuar nosso movimento de pressão para que a mesa seja de fato instalada e que conte com a celeridade necessária, além é claro, da redação de uma proposta que atenda aos interesses do conjunto da categoria”.



    INTERESSANTE. O PL MAMUTE FOI DERROTADO EM VOTAÇÃO NA AMPLIADA DA FENAJUFE ESSE ANO.

    AGORA VEM ESSE CIDADÃO AÍ, LUÍS CLÁUDIO, "LEGÍTIMO REPRESENTANTE DA CATEGORIA" E DIZ QUE VÃO BRIGAR PELO MAMUTE.

    PERGUNTO, EDUCADAMENTE: QUE P#ORRA É ESSA? E A VOTAÇÃO DA AMPLIADA? SÓ VALE QUANDO VCS QUEREM É?


    É POR ESSA E MUITAS OUTRAS QUE OS SERVIDORES HONESTOS ESTÃO CHEIOS DESSES SINDICALISTAS. SINDICALISTA JÁ VIROU SINÔNIMO DE POLÍTICO. NÃO É À TOA QUE, MUITAS VEZES, SINDICALISMO É UM ESTÁGIO PARA VIRAR POLÍTICO.


    TENHO ESPERANÇA APENAS NO PESSOAL DA ANATA QUE ESTÁ NA DIRETORIA DA FENAJUFE.


    POR FAVOR, NÃO DEIXEM QUE ESSES SINDICALISTAS QUE JÁ BOICOTARAM UM AUMENTO DECENTE POR DUAS VEZES, BOICOTEM PELA TERCEIRA VEZ A VALORIZAÇÃO E A UNIFORMIZAÇÃO DA CATEGORIA.

    ATÉ O SINDJUS (QUEM DIRIA) JÁ DEFENDE O SUBSTITUTIVO. MAS A FENAJUFE VEIO COM ESSA SACANAGEM. MAIS UMA SACANAGEM.


    SUBSÍDIO JÁ.
    GDI JÁ.
    GD JÁ.

    SEJA O QUE FOR. MENOS ESSA PALHAÇADA PARA MANTER AS DISTORÇÕES SALARIAIS.
    avatar
    TRF1/MG
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4844
    Reputação : 314
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por TRF1/MG Qua 09 Abr 2014, 9:59 pm

    FLAVELA fora de novo kkkk. Boa noite e chora urubuzada!!! kkk
    Rodssss
    Rodssss
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 813
    Reputação : 99
    Data de inscrição : 27/03/2014

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Rodssss Qua 09 Abr 2014, 10:00 pm

    TRF1/MG escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:
    TRF1/MG escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:SINALIZAÇÃO DO STF É DE PROPOSTA MEDÍOCRE;
    E NÃO PODEMOS CONFIAR NA FENAJUFE PARA MELHORAR ISSO!


    A Fenajufe tem o péssimo hábito (para não dizer má-fé) de noticiar O QUE ELA pensa, e não os fatos objetivos.

    Na reunião de ontem com o DG do STF, de novo a Fenajufe vem com as 'interpretações' dela, algo totalmente desprezível para o leitor mais atento.

    Porém há alguns poucos pontos de objetividade.

    1. "Espera-se a instalação da mesa após a afirmação feita por Miguel Fonseca de que, na próxima segunda-feira (14/04), o STF deverá responder objetivamente sobre o assunto, inclusive com a definição da data da primeira reunião do grupo de trabalho."

    SEGUNDA-FEIRA PRÓXIMA, DIA 14 o STF decide se instala a Mesa de Negociações com a Fenajufe, e deverá marcar a data da PRIMEIRA REUNIÃO. Podemos esperar que a primeira reunião saia lá para o final do deste mês.


    2. "Miguel Fonseca informou que o presidente do Supremo leu todo o PL 6613/09[/b] e, ao constatar que há itens da proposta já incorporados pela Lei 12.774/12, levantou a hipótese de elaborar um substitutivo para o PL 6613/09."

    O Min. Barbosa lendo o PL 6613/09 é bom; há indicação também que o Min. Toffoli está estudando o assunto.

    A ideia de um Substitutivo não agrada, pois pode somente remendar o PL 6613 recusado, não eliminando seus graves vícios!

    O ideal seria um NOVO PCS, por subsídio ou GD, mas que contivesse cláusula de ABSORÇÃO DAS VPNI´S (câncer do Judiciário neste momento!). E também contivesse uma excelente tabela salarial, como aquela proposta para a Carreira Própria do STF.

    3. "Na questão salarial dos servidores, Joaquim Barbosa quer manter o teto em 75% do valor do subsidio dos magistrados."

    Esse é o ponto crítico, que mostra que o Ofício do Frentas de 2009 (Ofício nº 075/2009, de 13/10/2009) ainda gera efeitos. Pensa-se na criação de um TETO de 75% dos subsídios dos juízes.

    Como o subsídio dos juízes hoje é de R$ 22.854,46, então 75% disso dá R$ 17.140,84 (TETO DO ANALISTA), portanto bem abaixo da tabela divulgada de Carreira Própria, onde o TETO era de R$ 23.300.
    ESTE TETO COGITADO PELO BARBOSA É MEDÍOCRE, ante as aspirações dos servidores e suas perdas salariais de tantos anos.

    A QUESTÃO PRINCIPAL continua sem resposta: ESSE TETO ABSORVERÁ AS VPNI´S (incorporações)?
    Ou seja, o servidor incorporado que hoje ganha mais que esse TETO, por exemplo R$ 30 mil, terá ainda algum reajuste? Ou ficará recebendo este valor até que o TETO o alcance?

    Neste segundo caso, de nada adiantará o SUBSTITUTIVO PCS, pois terá os vícios do PL 6613 e gerará impacto inadmissível no Orçamento, além de beneficiar os atuais marajás. E será recusado pelo Governo, como foi o PL 6613 mamute!


    Resumo: o que era para ser um avanço, agora ensaia em enveredar por caminhos medíocres!

    Acho que uma solução é o conjunto dos servidores, INDEPENDENTE DOS SINDICATOS, entrarem nessa discussão, apresentando propostas mais inteligentes, peticionando, apresentando memoriais sobre o tema, divulgando em jornais especificamente criados para esse fim,..

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]
    [É necessário estar registrado e conectado para poderes visualizar esta imagem]

    Que poha é essa de absorver VPNIs? Não foi você que bradava a todo instante para seguirmos o plano do STF, lá não absorve, aqui também não, kkkkk. Você que deu a sugestão disso, kkkk.
    E 75% dos juízes está bom demais para os inferiores. Só os superiores vão ganhar mais que juiz, eles são fodões, nós não. Então vamos seguir em frente com sua brilhante idéia de seguir o STF, claro, em tudo, sem absorver VPNIs.



    Tem que ler tudo, senão fala bobagem.

    Sempre apontei que o plano Carreira Própria tinha esse vício e que precisava corrigir; senão o resto do PJU não poderia copiá-lo. STF tem poucos servidores, pode alimentar marajás; mas o resto do PJU não, o impacto orçamentário seria imenso.


    Não, não e não. Você disse que o caminho era seguir os supremos, vamos lá então, sem fim da VPNIs, kkkkk. Vamos seguir os reizinhos!

    Fica queto fi, o Vander sempre falou mau de VPNI, me acha um post que ele fala bem de VPNI antes de postar abobrinha.
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maisquevencedor Qua 09 Abr 2014, 10:05 pm

    Não seria mais eficiente deixar os próprios políticos fazerem o alistamento dos seus eleitores? Igual ao alistamento militar, CTPS e R.G. Ficaria tudo a cargo das prefeituras. Ia ser show.


    BLACK SOUL escreveu:
    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.


    Última edição por Maisquevencedor em Qua 09 Abr 2014, 10:10 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    TRF1/MG
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 4844
    Reputação : 314
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por TRF1/MG Qua 09 Abr 2014, 10:07 pm

    Rodssss escreveu:
    TRF1/MG escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:
    TRF1/MG escreveu:

    Que poha é essa de absorver VPNIs? Não foi você que bradava a todo instante para seguirmos o plano do STF, lá não absorve, aqui também não, kkkkk. Você que deu a sugestão disso, kkkk.
    E 75% dos juízes está bom demais para os inferiores. Só os superiores vão ganhar mais que juiz, eles são fodões, nós não. Então vamos seguir em frente com sua brilhante idéia de seguir o STF, claro, em tudo, sem absorver VPNIs.



    Tem que ler tudo, senão fala bobagem.

    Sempre apontei que o plano Carreira Própria tinha esse vício e que precisava corrigir; senão o resto do PJU não poderia copiá-lo. STF tem poucos servidores, pode alimentar marajás; mas o resto do PJU não, o impacto orçamentário seria imenso.


    Não, não e não. Você disse que o caminho era seguir os supremos, vamos lá então, sem fim da VPNIs, kkkkk. Vamos seguir os reizinhos!

    Fica queto fi, o Vander sempre falou mau de VPNI, me acha um post que ele fala bem de VPNI antes de postar abobrinha.

    Tava zuando o Vandelírio!!! kkk Chora não!!!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qua 09 Abr 2014, 10:10 pm

    O mamute já tem 8 anos, e os sindicatos insistem nele.

    8 anos. Se fosse um mamute de verdade já estaria na fase adulta, mas o mamute é um verdadeiro Benjamin Button, o tempo vai passando e ele vai ficando mais jovem, mais jovem, já está um elefantinho, daqui a pouco não vai passar de um ratinho.
    Sr. Omar
    Sr. Omar
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 115
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Sr. Omar Qua 09 Abr 2014, 11:04 pm

    Muitos colegas falam em ciclo de gestão, RFB, TCU como se os caras fossem o máximo.
    Já fui do executivo e hoje estou no PJU. Conheci muita gente do ciclo e nenhum , absolutamente nenhum, trabalha sequer 50% de um servidor do PJU, seja técnico ou analista lotado em uma vara por exemplo. TCU e câmara idem. Não falo do senado pois não conheço ninguém, mas um colega saiu do MP como analista e foi para a câmara e se disse chocado. Ganhava o triplo e trabalhava muito menos... Estou e ainda quero conhecer um servidor desses que trabalha tanto quanto eu e meus colegas, mas ainda não tive a chance... E olha que no ministério eu era lotado em uma SPOA que em geral fica com o serviço mais técnico ( orçamento, finanças, controle etc)... Fora que no caso do executivo existem muitas viagens a serviço internacional e nacional e tira se uma bolada com elas. Quem conhece sabe que to falando a verdade.
    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Qua 09 Abr 2014, 11:07 pm

    fabiomodel escreveu:Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.
    Na verdade, o subsidio de juiz federal substituto irá para R$25197,04 em janeiro/15, então 75% seria R$18897,78. Realmente, 19 mil em final de carreira estaria ótimo. ´
    Pena que não há muita possibilidade de isso se concretizar.
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas Qua 09 Abr 2014, 11:31 pm

    TRF1/MG escreveu:FLAVELA fora de novo kkkk. Boa noite e chora urubuzada!!! kkk


     okay 


     Sad  Sad  Sad  Sad  Sad
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 10 Abr 2014, 1:24 am

    TRF1/MG escreveu:FLAVELA fora de novo kkkk. Boa noite e chora urubuzada!!! kkk

    Não festeje. 90% dos inferiores tem como única fonte de entretenimento os jogos do Flamengo.


    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 10 Abr 2014, 1:26 am

    GDJ escreveu:
    fabiomodel escreveu:Se oferecerem 75% do subsídio de magistrado tem que agarrar com tudo antes que mudem de ideia, pois NUNCA haverá consenso e só iludido acredita que conseguiremos muito mais que isso. E convenhamos: 18mil final mais função (já que não mudará a sistemática atual), se não é o salário da Câmara, está longe de ser um salário ruim para 90% dos servidores. Isso daria um inicial de 12k para analista e uns 7,5k para técnico, bastante razoável na minha opinião.
    Na verdade, o subsidio de juiz federal substituto irá para R$25197,04 em janeiro/15, então 75% seria R$18897,78. Realmente, 19 mil em final de carreira estaria ótimo. ´
    Pena que não há muita possibilidade de isso se concretizar.

    Se meu salário baixar pra 18 mil eu vou ter que vender o fusion do meu filho. Ainda bem que isso nunca irá acontecer.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 10 Abr 2014, 1:43 am

    corujito escreveu:A PERGUNTA QUE TIRA O SONO DO VANDER

    Vander, seus posts se resumem às seguintes premissas.

    1) o governo sabe todos os detalhes da folha do PJU
    2) não há saída senão a absorção das VPNIs
    3) qualquer proposta que não absorva VPNI será negada pelo governo ou inviabilizada por conta de distorções na carreira
    4) falar em aumento no VB é algo esdrúxulo

    Sendo assim:

    SE O OBJETIVO DO GOVERNO ERA DAR 5% DE REAJUSTE POR 3 ANOS, TANTO QUE REAJUSTOU OS SUBSÍDIOS DO CICLO EM EXATOS 5%, POR QUE LIBEROU O ORÇAMENTO PARA QUE O PJU REAJUSTASSE TODA A FOLHA EM 5%, INDEPENDENTEMENTE DE O AUMENTO SER DADO NO VB OU NÃO, PERMITINDO ASSIM, UM REAJUSTE REAL MAIOR?

    Se verdadeiras suas premissas, o Governo deveria calcular a forma mais barata possível de um reajuste linear de 5% na tabela e, nesse sentido, até mesmo liberar orçamento de forma a não reajustar os salários de quem recebe VPNI.

    Aparentemente, Vander, no mundo real o Governo não está tão interessado no modelo remuneratório e nas VPNIs como você diz.



    Vamos lá.

    1) Acho que o Min.Planejamento se inteirou sobre os detalhes dos vencimentos do PJU, e mostrou ao Governo a 'caixa-preta'
    de surpresas que é, devido às distorções causadas pelas incorporações. Há comentários do MPOG que levam a concluir isso.

    2) Apesar de ter poucos servidores, a Carreira do STF terá dificuldade de emplacar a GD mantendo as VPNI´s.
    Motivo: o conhecimento da Carreira gerou um 'preconceito' no Governo de manter as VPNI´s, ao contrário, é preciso extirpá-las.
    Um reajuste razoável pode produzir super-marajás no PJU, mais do que já tem.

    3) Acho que sim. Devido a esse 'preconceito' de conviver com as VPNI´s. Um único marajá é suficiente para queimar o filme de um tribunal.

    4) VB é super-esdrúxulo, por causa que provoca reflexos em verbas incorporadas.

    5) Foi 5% em montante de capital, rigorosamente calculado para gerar um reajuste linear de 5%.

    Se os dirigentes do PJU pegasse esse montante de capital e aplicasse no VB, eu teria 1% de reajuste, e o marajá do meu chefe
    teria uns 8%. Não teve jeito, só na GAJ produziria o efeito dos 5% lineares.

    6) Qual reajuste seria MAIS BARATO.

    Considere que o salário de um indivíduo reduza-se a uma única parcela X. Então é o reajuste multiplicado nessa parcela: Y . X.
    Então fica : X + YX . Esse YX é a GAJ. Esse é o mais barato. Não aumenta o X, apenas soma algo, sem incorporar a esse X, para não gerar reflexos em outras verbas.[ Acho que complicou!]
    avatar
    Lunático
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 549
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 13/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lunático Qui 10 Abr 2014, 6:20 am

    BLACK SOUL escreveu:
    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.

    Triste. Falta de conhecimento é PHODA!!!

    “Você poderia tirar de mim as minhas fábricas, queimar os meus prédios, mas se me der o meu pessoal, eu construirei outra vez todos os meus negócios.”
    Henry Ford

    E olha que Ford é da época da administração científica. Tempos e movimentos, homem como uma máquina etc.

    Organizações são pessoas. Sempre foi, porém não faz muito tempo vem recebendo maior ênfase.
    Não é falta de conhecimento. É que você deve ser adepto do movimento RH miguxo, do QVT baitola, pra proferir este tipo de besteira. Você conseguiu a proeza de citar a única frase do Ford que vai ao encontro do que pensa, ao contrário de tudo que ele fez na vida dele. E como administrador, deveria saber que fazer é mais importante que falar. Hipócrita na área, e na área de RH em especial, é o que mais tem.

    Já que você começou com a comparação, eu também sou administrador, faço duas pós-graduações, uma na FIA-USP e na FGV, tenho empresa, sou gerente do PMO do meu Tribunal e fiz um estudo com alguns Chefes de Cartório (mais gente que trabalha em contato direto com eles 24/7) para desenvolver um índice quantitativo para estimar carga de trabalho. Sabe do que eles reclamam? De gerir contrato de limpeza, de gerir eleições.
    RAE só gera trabalho e qualquer estagiário de nível médio faz. Os nossos estagiários só não fazem tudo por conta dos anacronismos das Corregedorias Geral e Regionais. E o que fazem é bem feito, porque tem supervisão sabe de quem? Do servidor que ganha quase 10 contos.
    Agora você quer me convencer que é racional que alocar um cara que custa 10 contos para atendimento? E que este cara precisa de aumento pra continuar fazendo RAE?
    Não é à toa que a categoria é uma mer.... Só pensamento de jacu.
    BLACK SOUL
    BLACK SOUL
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2047
    Reputação : 119
    Data de inscrição : 03/01/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por BLACK SOUL Qui 10 Abr 2014, 6:48 am

    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.

    Triste. Falta de conhecimento é PHODA!!!

    “Você poderia tirar de mim as minhas fábricas, queimar os meus prédios, mas se me der o meu pessoal, eu construirei outra vez todos os meus negócios.”
    Henry Ford

    E olha que Ford é da época da administração científica. Tempos e movimentos, homem como uma máquina etc.

    Organizações são pessoas. Sempre foi, porém não faz muito tempo vem recebendo maior ênfase.
    Não é falta de conhecimento. É que você deve ser adepto do movimento RH miguxo, do QVT baitola, pra proferir este tipo de besteira. Você conseguiu a proeza de citar a única frase do Ford que vai ao encontro do que pensa, ao contrário de tudo que ele fez na vida dele. E como administrador, deveria saber que fazer é mais importante que falar. Hipócrita na área, e na área de RH em especial, é o que mais tem.

    Já que você começou com a comparação, eu também sou administrador, faço duas pós-graduações, uma na FIA-USP e na FGV, tenho empresa, sou gerente do PMO do meu Tribunal e fiz um estudo com alguns Chefes de Cartório (mais gente que trabalha em contato direto com eles 24/7) para desenvolver um índice quantitativo para estimar carga de trabalho. Sabe do que eles reclamam? De gerir contrato de limpeza, de gerir eleições.
    RAE só gera trabalho e qualquer estagiário de nível médio faz. Os nossos estagiários só não fazem tudo por conta dos anacronismos das Corregedorias Geral e Regionais. E o que fazem é bem feito, porque tem supervisão sabe de quem? Do servidor que ganha quase 10 contos.
    Agora você quer me convencer que é racional que alocar um cara que custa 10 contos para atendimento? E que este cara precisa de aumento pra continuar fazendo RAE?
    Não é à toa que a categoria é uma mer.... Só pensamento de jacu.

    Estou embasbacado!!! UI!!!

    FORD era um patrão feladaputa? Sim. O citei apenas para demonstrar que até um FDP explorador (apesar das 8h e salário mínimo), sabe reconhecer que precisa de PESSOAS para alcançar seus objetivos.

    Acho que vc não leu a parte da administração científica, homem máquina, meio de produção apenas etc.

    Empresário!!!!? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!
    avatar
    Lunático
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 549
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 13/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lunático Qui 10 Abr 2014, 6:51 am

    camirecas escreveu:
    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    darkshi escreveu:Um exemplo de como somos carreirão é o pedido dos regionais da JE (chancelado agora pelo ENEJE) da criação de 7500 cargos para a JE a fim de substituir os requisitados das prefeituras lotados nas ZEs.

    Claro que manter requisitado de prefeitura é uma mer.... Mas dar como solução a substituição por servidores é coisa de carreirão (e é claro, do PSOL).

    Se fossemos ciclo de gestão a solução seria completamente outra. Servidores do ciclo de gestão trabalham adivinha com o que? Gestão. Eles não realizam serviços manuais. Serviços que podem ser definidos e medidos em processos de trabalho. Para isto eles contratam prestadores de serviço. Servidor público tem que fazer gestão.

    E o que realmente deveria ser feito? Todo cartório só deveria ter um único servidor. O chefe de cartório. E este seria gestor. E o trabalho do dia a dia seria realizado por prestadores de serviço.
    O chefe de cartório iria apenas controlar o trabalho realizado pelos prestadores de serviço.

    É isto que o governo considera como elite do serviço público. E enquanto servidor do PJU achar que carimbando papel e atendendo pessoal vai poder exigir ser equiparado com o topo. Vai é morrer no carreirão.

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.


    Até agora não falaram qual a gestão que faz um auditor do MTB.
    E o auditor da RFB?
    E do TCU?
    As tomadas de contas nossas já vão para o TCU mastigadinhas!!!!!! Eles montam no nosso trabalho (CI).
    Eu não tenho ideia do que fazem, mas o que está no papel justifica muito bem um salário alto.
    Sobre as tomadas de contas, achar que o TCU só faz aquilo é sacanagem. Ouvi da boca de um auditor aqui no meu estado que cagam pra estes relatórios. Se você pensar, as prestações de contas de candidatos e comitês à JE também vem mastigadinhas. Agora quero ver você convencer alguém de que aquilo tem valor.
    avatar
    Lunático
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 549
    Reputação : 53
    Data de inscrição : 13/08/2010

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lunático Qui 10 Abr 2014, 6:59 am

    BLACK SOUL escreveu:
    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    Lunático escreveu:
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.

    Triste. Falta de conhecimento é PHODA!!!

    “Você poderia tirar de mim as minhas fábricas, queimar os meus prédios, mas se me der o meu pessoal, eu construirei outra vez todos os meus negócios.”
    Henry Ford

    E olha que Ford é da época da administração científica. Tempos e movimentos, homem como uma máquina etc.

    Organizações são pessoas. Sempre foi, porém não faz muito tempo vem recebendo maior ênfase.
    Não é falta de conhecimento. É que você deve ser adepto do movimento RH miguxo, do QVT baitola, pra proferir este tipo de besteira. Você conseguiu a proeza de citar a única frase do Ford que vai ao encontro do que pensa, ao contrário de tudo que ele fez na vida dele. E como administrador, deveria saber que fazer é mais importante que falar. Hipócrita na área, e na área de RH em especial, é o que mais tem.

    Já que você começou com a comparação, eu também sou administrador, faço duas pós-graduações, uma na FIA-USP e na FGV, tenho empresa, sou gerente do PMO do meu Tribunal e fiz um estudo com alguns Chefes de Cartório (mais gente que trabalha em contato direto com eles 24/7) para desenvolver um índice quantitativo para estimar carga de trabalho. Sabe do que eles reclamam? De gerir contrato de limpeza, de gerir eleições.
    RAE só gera trabalho e qualquer estagiário de nível médio faz. Os nossos estagiários só não fazem tudo por conta dos anacronismos das Corregedorias Geral e Regionais. E o que fazem é bem feito, porque tem supervisão sabe de quem? Do servidor que ganha quase 10 contos.
    Agora você quer me convencer que é racional que alocar um cara que custa 10 contos para atendimento? E que este cara precisa de aumento pra continuar fazendo RAE?
    Não é à toa que a categoria é uma mer.... Só pensamento de jacu.

    Estou embasbacado!!! UI!!!

    FORD era um patrão feladaputa? Sim. O citei apenas para demonstrar que até um FDP explorador (apesar das 8h e salário mínimo), sabe reconhecer que precisa de PESSOAS para alcançar seus objetivos.

    Acho que vc não leu a parte da administração científica, homem máquina, meio de produção apenas etc.

    Empresário!!!!? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!
    Você é meio burro, né?
    Mas, beleza, estou convencido pela quantidade de "k" que você é a autoridade no assunto. Volte a fazer RAE, a recarregar bateria de urna e a ver se a tomada do local de votação funciona. Não esqueça de digitar o despacho de duas linhas do magistrado e de carimbar as folhas na ordem correta.
    Você merece e vai ter aumento.
    Fique tranquilo que o Joaquim Barbosa, o Toffoli e a Fenajufe estão fazendo tudo por você.
    Felicidades.
    BLACK SOUL
    BLACK SOUL
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2047
    Reputação : 119
    Data de inscrição : 03/01/2011

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por BLACK SOUL Qui 10 Abr 2014, 8:17 am

    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:
    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:

    Triste. Falta de conhecimento é PHODA!!!

    “Você poderia tirar de mim as minhas fábricas, queimar os meus prédios, mas se me der o meu pessoal, eu construirei outra vez todos os meus negócios.”
    Henry Ford

    E olha que Ford é da época da administração científica. Tempos e movimentos, homem como uma máquina etc.

    Organizações são pessoas. Sempre foi, porém não faz muito tempo vem recebendo maior ênfase.
    Não é falta de conhecimento. É que você deve ser adepto do movimento RH miguxo, do QVT baitola, pra proferir este tipo de besteira. Você conseguiu a proeza de citar a única frase do Ford que vai ao encontro do que pensa, ao contrário de tudo que ele fez na vida dele. E como administrador, deveria saber que fazer é mais importante que falar. Hipócrita na área, e na área de RH em especial, é o que mais tem.

    Já que você começou com a comparação, eu também sou administrador, faço duas pós-graduações, uma na FIA-USP e na FGV, tenho empresa, sou gerente do PMO do meu Tribunal e fiz um estudo com alguns Chefes de Cartório (mais gente que trabalha em contato direto com eles 24/7) para desenvolver um índice quantitativo para estimar carga de trabalho. Sabe do que eles reclamam? De gerir contrato de limpeza, de gerir eleições.
    RAE só gera trabalho e qualquer estagiário de nível médio faz. Os nossos estagiários só não fazem tudo por conta dos anacronismos das Corregedorias Geral e Regionais. E o que fazem é bem feito, porque tem supervisão sabe de quem? Do servidor que ganha quase 10 contos.
    Agora você quer me convencer que é racional que alocar um cara que custa 10 contos para atendimento? E que este cara precisa de aumento pra continuar fazendo RAE?
    Não é à toa que a categoria é uma mer.... Só pensamento de jacu.

    Estou embasbacado!!! UI!!!

    FORD era um patrão feladaputa? Sim. O citei apenas para demonstrar que até um FDP explorador (apesar das 8h e salário mínimo), sabe reconhecer que precisa de PESSOAS para alcançar seus objetivos.

    Acho que vc não leu a parte da administração científica, homem máquina, meio de produção apenas etc.

    Empresário!!!!? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!
    Você é meio burro, né?
    Mas, beleza, estou convencido pela quantidade de "k" que você é a autoridade no assunto. Volte a fazer RAE, a recarregar bateria de urna e a ver se a tomada do local de votação funciona. Não esqueça de digitar o despacho de duas linhas do magistrado e de carimbar as folhas na ordem correta.
    Você merece e vai ter aumento.
    Fique tranquilo que o Joaquim Barbosa, o Toffoli e a Fenajufe estão fazendo tudo por você.
    Felicidades.

    Mas já, Peter Drucker!?

    Desculpa, Peter Drucker não concorda e não é páreo para vossa excelência.

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkhuehuehuehue.
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas Qui 10 Abr 2014, 8:28 am

    Lunático escreveu:
    camirecas escreveu:
    Lunático escreveu:
    BLACK SOUL escreveu:

    Nobres colegas, eu vos peço encarecidamente: NÃO PAREM O DEBATE!!!

    Estou deveras curioso para saber onde chegará esse "JÊNIO" da ciência gerencial. Nunca vi tamanho potencial e visão administrativa. Rasgo aqui, envergonhado, meu diploma de administrador.
    Ele está certo.
    Não faz sentido algum você defender, ao mesmo tempo, uma remuneração similar ao ciclo de gestão e manter como atribuição dos servidores da JE mexer naquela mer... do Elo.


    Até agora não falaram qual a gestão que faz um auditor do MTB.
    E o auditor da RFB?
    E do TCU?
    As tomadas de contas nossas já vão para o TCU mastigadinhas!!!!!! Eles montam no nosso trabalho (CI).
    Eu não tenho ideia do que fazem, mas o que está no papel justifica muito bem um salário alto.
    Sobre as tomadas de contas, achar que o TCU só faz aquilo é sacanagem. Ouvi da boca de um auditor aqui no meu estado que cagam pra estes relatórios. Se você pensar, as prestações de contas de candidatos e comitês à JE também vem mastigadinhas. Agora quero ver você convencer alguém de que aquilo tem valor.


    "O que está no papel justifica muito bem um salário alto".
    Que porra de gestão os caras fazem?
     confused 
    Salário alto tem a ver o que com gestão?
    Valorizar o trabalho alheio é fácil!
    cesarblf
    cesarblf
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 195
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 28/01/2014

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por cesarblf Qui 10 Abr 2014, 8:48 am

    RESULTADO DAS DELIBERAÇÃOS DO SINDJUF/PB

    Prezados Colegas,

    Gostaria de informar que fiquei muito feliz com o resultado de ontem. Percebi que, sim, temos capacidade de mudar os “rumos das coisas”, e de, principalmente, alterar “a cara dos sindicatos”. Somos a maioria! E isso precisa ser explorado. Precisamos, no entanto, procurar valorizar todas as carreiras, com maturidade e de forma equitativa, a fim de não incorrer nos mesmos erros dos demais.

    Foi impressionante ontem! Teve analista defendendo técnico. Auxiliar argumentado que hoje faz parte de uma carreira de nível médio e, na época, não houve objeção dos técnicos. Foi mencionada a atual realidade dos servidores da Receita Federal, em que os Analistas (antigos técnicos) e Auditores (antigos analistas) foram contemplados de forma uniforme, não havendo prejuízo qualquer com a elevação de nível de escolaridade.

    Cumpre informar, ainda, que, ontem, na Assembléia Geral Extraordinária da SINDJUF/PB, além da ELEVAÇÃO DE NÍVEL DE ESCOLARIDADE, foi decidido também pela SOBREPOSIÇÃO. São lutas que não se excluem! E isso precisa ser entendido por todos!

    Ontem, me senti devidamente representado. Os grupos de trabalho precisam apenas aprofundar as discussões sobre esses assuntos, mas esses objetivos não podem ser afastados pela FENAJUFE ou por qualquer outra entidade representativa. Caso contrário, o efeito negativo será imenso.

    Vejo que os técnicos judiciários podem voltar a acreditar nos sindicatos, mas isso exige um grande esforço e compromisso dos seus dirigentes. Espero, sinceramente, que a FENAJUFE mude de posição. Seja mais atuante e objetiva em relação a nossa valorização, sem necessidade de subterfúgios.

    Não há muito a ser discutido: QUEREMOS A ELEVAÇÃO DE NÍVEL DE ESCOLARIDADE. A Justiça (STF – ADI 4303, Resolução do CNJ, mudanças estruturais em diversos TJs etc.) e as atuais circunstâncias estão ao nosso favor. E essa realidade tem que ser respeitada pelos dirigentes sindicais. Opiniões isoladas não podem predominar nesse momento. Aliás, ou os sindicatos assumem, efetivamente, o seu lado democrático (respeitando o clamor da “maioria”), ou estão predestinados ao esfacelamento.

    Conforme bem mencionado no grupo de discussão da TECJUFE:

    Considerando que o governo federal nos últimos PCSs pretendeu conceder um aumento maior para analistas, sob o argumento de que os Técnicos do Judiciário Federal ja' recebem mais que diversas carreira de nível médio do Executivo Federal.

    Considerando que o STJ e o CJF decidiram que não se deve criar mais cargos de Técnicos para os Tribunais Superiores.

    Considerando que os 4 TRFs recém criados terão somente 10% dos cargos para Técnicos.

    Considerando que Técnicos e Analistas do Judiciário Federal, diferentemente do Executivo Federal, exercem exatamente o mesmo trabalho.

    Considerando que a prova do cargo de técnico judiciários cai disciplinas de nível superior.

    Considerando que o STF (ADI 4303) considerou constitucional alterar para nível superior o cargo de Técnico.

    Considerando que o nível superior para técnicos não traz nenhum impacto orçamentário num primeiro momento.

    Considerando que o ex-diretor-geral do STF, Amarildo Vieira, e diversos diretores e secretários dos Tribunais são Técnicos Judiciários.

    Considerando que a grande maioria dos filiados dos sindicatos são Técnicos Judiciários e que os sindicatos devem representar essa maioria.

    Considerando não existir desvio de função e sim equívoco na escolaridade dos Técnicos Judiciários.

    Considerando que os problemas relacionados às Secretarias de Gestão de Pessoas são infindáveis em função da atual escolaridade de nível médio para Técnicos.

    Considerando que o PJE já foi implantado e colocou Técnicos lado a lado de Analistas trabalhando com o Processo Judicial Eletrônico.

    Entende-se que temos argumentos em excesso para colocarmos o NÍVEL SUPERIOR PARA TÉCNICOS COMO PRIORIDADE.

    Em relação à sobreposição na carreira, por se tratar de tema pacífico, pois já existiu no próprio judiciário federal, o projeto e lei poderia abordar o nível superior para Técnicos juntamente com uma sobreposição de até B7 de Analista, pro exemplo.

    Em relação a adicional de qualificação, não faz o menor sentido perder tempo com algo que não vai modificar a grande distorção existente no cargo de Técnico.

    Entende-se que a Sobreposição na Carreira e o Nivel Superior para Técnicos sejam dois temas conexos e imprescindíveis para valorização dos técnicos, com a urgência necessária.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 10 Abr 2014, 9:04 am

    É a inundação no forum... vários tópicos com a mesma mensagem....


    tá virando bagunça... já liberaram palavrão, agora, pode também avacalhar.....

    e o pior... com uma proposta sem pé nem cabeça como essa que só privilegia uma parte da "categoria"....

    Cadê o TRF1, o camirecas, e o maisquevencedor para atacarem essa proposta do Cesarblf que só privilegia alguns???????


    Vão ser contra e manter coerência ou só são contra mesmo quando a divisão não lhe convém???

    Conteúdo patrocinado

    Tópico Geral - Página 24 Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 26 Out 2021, 2:47 am