PCS JÁ

PCS JÁ



    Tópico Geral

    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral Empty Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Qua 20 Ago 2014, 6:35 pm

    Lord Sith escreveu:Ter reunião com o Lewandowski não resolve nada. O negócio é o Lewa e o PGR sentarem com a Dilma. Falar com a Belchior também não resolve nada....
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.
    GremistaPraticante
    GremistaPraticante
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 478
    Reputação : 15
    Data de inscrição : 17/09/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GremistaPraticante Qua 20 Ago 2014, 6:45 pm

    GDJ escreveu:
    Lord Sith escreveu:Ter reunião com o Lewandowski não resolve nada. O negócio é o Lewa e o PGR sentarem com a Dilma. Falar com a Belchior também não resolve nada....
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qua 20 Ago 2014, 7:11 pm

    darkshi escreveu:
    josebarbos escreveu:
    corujito escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Não tem como levar uma urna da Diebold a sério, quando esta empresa foi banida do Estado da California e está envolvida em fraudes.

    O modelo da urna brasileira não permite recontagem. Simplesmente dizem que a soma está correta e temos que acreditar. Mas como? O MÍNIMO seria permitir que o código fonte fosse estudado, e que houvesse uma redundância de verificação. Pode ser o voto impresso, que eu particularmente acho tosco, pode ser através de chips, como é feito na Argentina.

    não concordo 100% com a postura do TSE em relação a isso.

    mas sabemos que esse negócio envolve muito, muito dinheiro.

    tem uma galera na UnB que descobriu que a vida acadêmica pode enriquecer.

    e a Diebold é famosa por fraudes empresariais, não por fraude em urnas.

    em relação ao voto impresso eu sou radical. Qualquer um que defenda a impressão do voto de forma complementar, a manutenção do voto eletrônico como ele é acrescido de sua impressão, só pode estar mal intencionado.


    Na verdade a Diebold esteve envolvida num vazamento de código fonte em que foram constatadas VÁRIAS falhas primárias de segurança. Dentre eles, uma única chave estática para criptografia dos votos, geradores pseudo-randômicos e alguns verificadores não criptografados. O caso é a introdução do livro "Como quebrar códigos".

    Fato é que num teste que não deveria encontrar falhas, de tão precárias eram as condições (muitos pesquisadores nem quiseram tentar, nas condições impostas pelo TSE), rapidamente foi encontrada uma falha. Curiosamente, falha esta que é pouquíssimo divulgada.

    Ainda que fosse um sistema perfeito e à prova de erros, não tem auditoria prática. Não basta ser honesto, tem que parecer honesto. Como posso garantir que aquilo que a urna diz que registrou é efetivamente o que registrou? Parece besteira, mas o voto impresso é sim uma forma simples. E nem é tão complicado: pegue uma amostra suficiente, e passe pela contagem manual. Se ela estiver batendo com os registros de urna, o caso está resolvido. Inclusive, já existem equipamentos assim. Existem tecnologias que não a de papel, enfim, várias redundâncias que dão uma garantia mínima.

    Só de alguém falar que o sistema da urna é 100% seguro já me dá arrepios. É quase como alguém dizer "nunca mentiu na vida". Na verdade, acaba de contar sua mais recente mentira.

    Cara. Pq o povo insiste que a Diebold tem algo a ver com o software que roda na urna eletrônica brasileira?

    Até que o TSE seja corajoso de expor seu sistema a testes sérios, não dá para confiar. Simples assim.

    Nosso projeto de urna é tão bom que na definição dos requisitos esqueceram de por "Sim" e "Não" para plebiscitos, num país que algo que 80 a 90% da população possui algum nível de analfabetismo funcional.

    Agora, realmente fico curioso quando qualquer pessoa chega minimamente perto de conseguir provar que o sistema tem falhas graves, já se vem com mil pedras na mão. Curioso pensar o que o pessoal da UnB poderia fazer neste ano, já tendo uma linha de testes a serem executados.

    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qua 20 Ago 2014, 7:15 pm

    C.S.A escreveu:
    Galizezin escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:Entrevista do Pedro Aparecido à TV Record, ontem 19/08/2014. Excelente!

    Entrevista TV RECORD ao vivo
    Programa: JORNAL DO MEIO-DIA
    Data: 19 de agosto de 2014
    Duração: 6 min
    Tema: Greve em MT na Justiça Federal, Justiça do Trabalho e Justiça Eleitoral
    Ponto Principal: Corte de ponto


    Uma prova robusta de que não é apenas o governo que não quer o aumento.


    É o que venho dizendo faz tempo. O maior inimigo dos servidores, além dos próprios servidores que elegem sindicalistas picaretas, que se vendem ao governo, é o judiciário. O executivo tem culpa?? pode até ter, mas a responsabilidade e a obrigação de encabeçar o processo de reajuste é do próprio judiciário. Os servidores tem que entender isso, não adianta ficar de biquinho com a Dilma-cão, a resposta dela nós daremos nas urnas, mas é necessário que a classe tome medidas drásticas com a finalidade de frustrar as metas dos tribunais. Quem tem q sentir o bambão grosso são os juízes.




    ô loco meu! Será que os juízes já estão 'economizando receita' (impedindo nosso aumento) para os pleitos deles de ATS e do PL 2201 (1/3 para substituição no MPU)?

    Será uma ação articulada dos juízes e Membros do MPU? Tipo contentem aí com 5%, para que possamos ter espaço para ganharmos nosso ATS (milhões) e PL 2201 (furo no teto constitucional)?


    Aí realmente não teremos chance: Governo contra, sindicalistas agindo contra, cúpulas do STF e do MPU agindo contra...é zero ad eternum!

    Tópico Geral Zero-default-image
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qua 20 Ago 2014, 7:32 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:
    C.S.A escreveu:
    Galizezin escreveu:
    VANDER DE PAULA escreveu:Entrevista do Pedro Aparecido à TV Record, ontem 19/08/2014. Excelente!

    Entrevista TV RECORD ao vivo
    Programa: JORNAL DO MEIO-DIA
    Data: 19 de agosto de 2014
    Duração: 6 min
    Tema: Greve em MT na Justiça Federal, Justiça do Trabalho e Justiça Eleitoral
    Ponto Principal: Corte de ponto


    Uma prova robusta de que não é apenas o governo que não quer o aumento.


    É o que venho dizendo faz tempo. O maior inimigo dos servidores, além dos próprios servidores que elegem sindicalistas picaretas, que se vendem ao governo, é o judiciário. O executivo tem culpa?? pode até ter, mas a responsabilidade e a obrigação de encabeçar o processo de reajuste é do próprio judiciário. Os servidores tem que entender isso, não adianta ficar de biquinho com a Dilma-cão, a resposta dela nós daremos nas urnas, mas é necessário que a classe tome medidas drásticas com a finalidade de frustrar as metas dos tribunais. Quem tem q sentir o bambão grosso são os juízes.




    ô loco meu! Será que os juízes já estão 'economizando receita' (impedindo nosso aumento) para os pleitos deles de ATS e do PL 2201 (1/3 para substituição no MPU)?

    Será uma ação articulada dos juízes e Membros do MPU? Tipo contentem aí com 5%, para que possamos ter espaço para ganharmos nosso ATS (milhões) e PL 2201 (furo no teto constitucional)?


    Aí realmente não teremos chance: Governo contra, sindicalistas agindo contra, cúpulas do STF e do MPU agindo contra...é zero ad eternum!

    Tópico Geral Zero-default-image


    Tópico Geral F1ih3p


    embuscadeaumento
    embuscadeaumento
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2790
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 05/07/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por embuscadeaumento Qua 20 Ago 2014, 7:33 pm

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]


    O certo tá se fechando Todos contra! Rsrs
    AnalistaJE
    AnalistaJE
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 730
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por AnalistaJE Qua 20 Ago 2014, 8:50 pm

    josebarbos escreveu:
    darkshi escreveu:
    josebarbos escreveu:
    corujito escreveu:

    não concordo 100% com a postura do TSE em relação a isso.

    mas sabemos que esse negócio envolve muito, muito dinheiro.

    tem uma galera na UnB que descobriu que a vida acadêmica pode enriquecer.

    e a Diebold é famosa por fraudes empresariais, não por fraude em urnas.

    em relação ao voto impresso eu sou radical. Qualquer um que defenda a impressão do voto de forma complementar, a manutenção do voto eletrônico como ele é acrescido de sua impressão, só pode estar mal intencionado.


    Na verdade a Diebold esteve envolvida num vazamento de código fonte em que foram constatadas VÁRIAS falhas primárias de segurança. Dentre eles, uma única chave estática para criptografia dos votos, geradores pseudo-randômicos e alguns verificadores não criptografados. O caso é a introdução do livro "Como quebrar códigos".

    Fato é que num teste que não deveria encontrar falhas, de tão precárias eram as condições (muitos pesquisadores nem quiseram tentar, nas condições impostas pelo TSE), rapidamente foi encontrada uma falha. Curiosamente, falha esta que é pouquíssimo divulgada.

    Ainda que fosse um sistema perfeito e à prova de erros, não tem auditoria prática. Não basta ser honesto, tem que parecer honesto. Como posso garantir que aquilo que a urna diz que registrou é efetivamente o que registrou? Parece besteira, mas o voto impresso é sim uma forma simples. E nem é tão complicado: pegue uma amostra suficiente, e passe pela contagem manual. Se ela estiver batendo com os registros de urna, o caso está resolvido. Inclusive, já existem equipamentos assim. Existem tecnologias que não a de papel, enfim, várias redundâncias que dão uma garantia mínima.

    Só de alguém falar que o sistema da urna é 100% seguro já me dá arrepios. É quase como alguém dizer "nunca mentiu na vida". Na verdade, acaba de contar sua mais recente mentira.

    Cara. Pq o povo insiste que a Diebold tem algo a ver com o software que roda na urna eletrônica brasileira?

    Até que o TSE seja corajoso de expor seu sistema a testes sérios, não dá para confiar. Simples assim.

    Nosso projeto de urna é tão bom que na definição dos requisitos esqueceram de por "Sim" e "Não" para plebiscitos, num país que algo que 80 a 90% da população possui algum nível de analfabetismo funcional.

    Agora, realmente fico curioso quando qualquer pessoa chega minimamente perto de conseguir provar que o sistema tem falhas graves, já se vem com mil pedras na mão. Curioso pensar o que o pessoal da UnB poderia fazer neste ano, já tendo uma linha de testes a serem executados.


    Na boa, colegas, nunca ouviram falar em "votação paralela"???? No dia da eleição, é feita uma votação manual cujos votos são digitados um a um em urnas escolhidas aleatoriamente dias antes por representantes de partidos dentre aquelas que irão ser usadas nas eleições.

    A votação é aberta ao público e filmada, inclusive voto a voto...E, olha só, a apuração de todas as votações paralelas desde 1996 até hoje SEMPRE bateu o resultado do voto manual com o inserido/digitado nas urnas em todo o Brasil....

    Teoria da Conspiração é bom, desde que Mel Gibson e Julia Roberts sejam os atores...
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maisquevencedor Qua 20 Ago 2014, 9:06 pm

    AnalistaJE escreveu:
    josebarbos escreveu:
    darkshi escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Na verdade a Diebold esteve envolvida num vazamento de código fonte em que foram constatadas VÁRIAS falhas primárias de segurança. Dentre eles, uma única chave estática para criptografia dos votos, geradores pseudo-randômicos e alguns verificadores não criptografados. O caso é a introdução do livro "Como quebrar códigos".

    Fato é que num teste que não deveria encontrar falhas, de tão precárias eram as condições (muitos pesquisadores nem quiseram tentar, nas condições impostas pelo TSE), rapidamente foi encontrada uma falha. Curiosamente, falha esta que é pouquíssimo divulgada.

    Ainda que fosse um sistema perfeito e à prova de erros, não tem auditoria prática. Não basta ser honesto, tem que parecer honesto. Como posso garantir que aquilo que a urna diz que registrou é efetivamente o que registrou? Parece besteira, mas o voto impresso é sim uma forma simples. E nem é tão complicado: pegue uma amostra suficiente, e passe pela contagem manual. Se ela estiver batendo com os registros de urna, o caso está resolvido. Inclusive, já existem equipamentos assim. Existem tecnologias que não a de papel, enfim, várias redundâncias que dão uma garantia mínima.

    Só de alguém falar que o sistema da urna é 100% seguro já me dá arrepios. É quase como alguém dizer "nunca mentiu na vida". Na verdade, acaba de contar sua mais recente mentira.

    Cara. Pq o povo insiste que a Diebold tem algo a ver com o software que roda na urna eletrônica brasileira?

    Até que o TSE seja corajoso de expor seu sistema a testes sérios, não dá para confiar. Simples assim.

    Nosso projeto de urna é tão bom que na definição dos requisitos esqueceram de por "Sim" e "Não" para plebiscitos, num país que algo que 80 a 90% da população possui algum nível de analfabetismo funcional.

    Agora, realmente fico curioso quando qualquer pessoa chega minimamente perto de conseguir provar que o sistema tem falhas graves, já se vem com mil pedras na mão. Curioso pensar o que o pessoal da UnB poderia fazer neste ano, já tendo uma linha de testes a serem executados.


    Na boa, colegas, nunca ouviram falar em "votação paralela"???? No dia da eleição, é feita uma votação manual cujos votos são digitados um a um em urnas escolhidas aleatoriamente dias antes por representantes de partidos dentre aquelas que irão ser usadas nas eleições.

    A votação é aberta ao público e filmada, inclusive voto a voto...E, olha só, a apuração de todas as votações paralelas desde 1996 até hoje SEMPRE bateu o resultado do voto manual com o inserido/digitado nas urnas em todo o Brasil....

    Teoria da Conspiração é bom, desde que Mel Gibson e Julia Roberts sejam os atores...


    Além do mais, as urnas da votação paralela são sorteadas e retiradas das seções pouco antes de iniciar a votação de verdade. Todos os partidos tem acesso às informações e podem fiscalizar todas as fases do processo eleitoral.
    A votação eletrônica é uma das poucas coisas que me orgulham nesse país de mer....

    Os perdedores sempre colocarão a culpa no joystick.

    RATO
    RATO
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 170
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/11/2010

    Tópico Geral Empty BONS TEXTOS DO NARANJITO

    Mensagem por RATO Qua 20 Ago 2014, 9:20 pm

    naranjito escreveu:
    camirecas escreveu:
    naranjito escreveu:
    corujito escreveu:camirecas,

    quais são, na prática, as ações de Marina que você receia por ela ser religiosa/cristã protestante?

    Nem perca tempo perguntando, Coruja. Se é inútil esperar de um esquerdista beneficiário uma resposta verdadeira a respeito de suas implicâncias com o Cristianismo, que dizer de um esquerdista funcional, que não passa de um inocente útil (Stalin, sem papas na língua, os chamava de idiotas úteis).

    O esquerdismo é a expressão política do humanismo radical, que restringe ao homem qualquer sentido de compreensão ou ação transformadora do mundo. O humanista, quando muito, pode ser um deísta (acreditar em Deus como causa primeira do Universo, mas que abandonou Sua criação aos desígnios exclusivos das criaturas, das quais o homem seria, até onde se pode perceber, a expressão máxima de inteligência e racionalidade).

    Assim, o esquerdista típico exclui Deus da realidade histórica, principalmente como Juiz e Legislador. Se para o cristão Deus é a fonte primeira e única de valores e deveres - ou seja, Ele é o Ente Categórico de Razão - para o esquerdista, esse Ente tem que ser obrigatoriamente o Estado (no caso do fascismo) ou mais especificamente o Partido (no caso do marxismo). Ele acredita que essa definição é uma consequência inevitável do andamento da História (é um pensamento pra lá de contraditório inaugurado por Marx, mas isso fica pra outra hora). Por esse raciocínio, qualquer indivíduo ou grupo que lutar contra essa predestinação histórica será necessariamente um reacionário. Guardemos esse conceito: no dicionário esquerdista, o reacionário é um alienado e/ou egoísta que luta por obstruir a marcha da humanidade rumo ao socialismo tangida pelas forças impessoais da História.

    Ora, se o Estado TEM de ser o Ente Categórico de Razão, o Deus cristão deve ser tolerado, no máximo, como uma superstição anacrônica, restrita à esfera psicológica privada até que se torne completamente obsoleto e irrelevante, a exemplo das divindades antigas (Zeus, Hórus, Odin, Baal etc). Não deve, portanto, exercer influência sobre as decisões que dizem respeito à esfera pública, na formulação de políticas públicas. A menos, é claro, que o Cristianismo se submeta a uma interpretação marxista, como foi o caso da esdrúxula Teologia da Libertação (melhor seria dizer Escatologia da Empulhação).

    Antonio Gramsci, ideólogo comunista italiano, cantou a bola e instruiu direitinho as táticas socialistas: “O Moderno Príncipe, desenvolvendo-se, subverte todo o sistema de relações intelectuais e morais, uma vez que seu desenvolvimento significa, de fato, que todo ato é concebido como útil ou prejudicial, como virtuoso ou criminoso, somente na medida em que tem como ponto de referência o próprio Moderno Príncipe e serve ou para aumentar seu poder ou para opor-se a ele. O Príncipe toma o lugar, nas consciências, da divindade ou do imperativo categórico, torna-se a base de um laicismo moderno e de uma completa laicização de toda a vida e de todas as relações de costume.” ("Moderno Príncipe", no caso, significa o Estado dominado em todas as suas instâncias diretamente pelo Partido e indiretamente através de seus sovietes (conselhos, em idioma russo). Se ninguém até hoje conseguiu provar a existência de Deus, Gramsci foi bem sucedido ao demonstrar a existência do Diabo, cujo pensamento psicografou.

    Logo, toda aproximação do esquerdismo com o Cristianismo será primeiramente dissimulada e ardilosa, depois predatória e, por fim, persecutória (quem duvida, confira a agenda democrata norte-americano, desde Kennedy a Obama). Um exemplo clássico aqui por estas bandas foi o teatrinho eleitoreiro de Dilma em 2010 quanto à questão do infanticídio pré-natal (que o amoralismo de esquerda busca ressignificar como "direitos reprodutivos da mulher"). Uma vez empossada, Dilma nomeou para a Secretaria de Políticas para Mulheres uma abortista e aborteira chamada Eleonora Menecucci.

    Já Marina, por sua formação protestante, não cumpre a agenda gramsciana integral, ou seja, ela não pretende, como o PT vem fazendo com êxito, erodir a família e os valores morais que fizeram o Ocidente optar pelas liberdades individuais e pela sacralidade da vida humana. Seu perigo maior, até agora demonstrado por sua atuação como ministra do Meio Ambiente, é promover um apagão energético (vide Belo Monte), um apagão orçamentário e alimentar (vide sua gana contra o agronegócio) e um apagão republicano (vide seu projeto político pessoal contemplar aparelhos para-representativos, a tal da Rede).

    Marina não chega a ser um Ebola político como Luciana Genro, Rui Costa Pimenta e Zé Maria, entre outras cepas similares. Mas pode causar um estrago irreversível.


    Naranjito,

    é seu o texto? Várias mensagens suas eu fico sem saber se as palavras foram redigidas por você ou se foi feita colagem de um artigo da net.  Seria interessante colocarmos a autoria.

    Você adora escrever chavões, ou melhor, reduzir conceitos a uma palavra. Digo,  passar a impressão de que tem a firmeza do conhecimento das  idiossincrasias  que estão  por trás da palavra escrita. O que você entende por esquerdista? Transformar o Brasil em Cuba, Venezuela? Chavismo? Bolivarianismo? Isso pode ser conceituado?  É só replique, é isso?  Defina  esses seus  termos genéricos, que ressoam como pejorativos,  que aí poderíamos discutir melhor se A, B ou C é isso ou aquilo.

    Perceba,  em nenhum momento eu me referi  a  Marina pela concepção de protestante dela. Mencionei   a questão da religiosidade, tendo em vista a mesma já ter declarado que a sua opção é base para seu modo de vida. Não me importa se a pessoa é católica, protestante, espírita,  umbandista  etc. Agora, se ela se propõe a governar  a todos,  inclusive ateus,  ela precisa destacar qual será o tamanho do peso de seus pré-conceitos religiosos  no desenvolvimento  do governo.

    Religião é questão de foro íntimo, devemos respeitar. Governar é questão de foro coletivo, precisamos respeitar. Gosto muito da Marina. Ela sempre foi fiel aos seus ideais “esquerdistas”, se assim querem definir, inclusive na causa do funcionalismo. Se no segundo turno ficar ela e a Dilma, poderia sim votar nela, me simpatizo mais com ela do que com a própria Dilma, ela tem sua gênese na luta social, no PT.  Agora, como eu disse, algumas questões precisam ficar claras.

    Se eleita, como governar um país acostumado a fisiologismos  sem ter um partido? Sem ter  um deputado eleito? O PSB é só um arranjo temporário. Qual a opinião clara dela sobre o aborto? A quem cabe a decisão de realização do aborto? Ao estado ou ao cidadão? E o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que ela tem a falar? Não de maneira geral, como eu já a li, o que tem dentro do seu plano de governo para o assunto? E a maioridade penal?  E a atuação dos Ministérios da Saúde e da Educação, vai sucumbir às pressões religiosas da CNBB e das igrejas protestantes?  O que a Marina entende por estado laico, como preconiza a nossa constituição? Certa feita perguntaram a ela, não me recordo o nome do jornalista, ela tergiversou. E no dualismo ciência x religião, há intersecção? Qual o entendimento dela? Precisamos ouvir, ler.

    Olha, não sou ateu, nem tampouco cristão, acredito no homem, no amor e no respeito mútuo.  Acredito num Deus criador, mas infelizmente, para muitos, não é igual ao Deus de muitas religiões. Mas respeito,  e muito,  a todos.
    Sei que aqui não é o post para discussões do futuro governo, devemos nos ater a discutir a carreira. Como não consigo dissociar uma coisa da outra, fica a sugestão de um tópico para os debates sobre a eleição 2014.


    Camirecas e demais,

    O texto anterior é meu; não ha citações, fora as do próprio Gramsci.

    Direita e esquerda têm a ver com o nível de poder concedido ao Estado e seu grau de controle sobre a vida de cada indivíduo. A esquerda busca aumentar ao máximo esse poder e apoderá-lo para si, por isso lutam para tornar irrelevante ou inexistente o processo democrático de alternância de poder (vide governos bolivarianos planejados lá no comecinho dos anos 90 pelo Foro de São Paulo organizado por Lula e Fidel - isso é um juízo de fato, não comporta discordância ou concordância).

    A questão da religião é fulcral para o esquerdismo, já chego lá. Quanto aos candidatos do PSB, mesmo tendo sido Campos um católico praticante e sendo Marina uma protestante assumida, isso não muda a agenda de esquerda na estratégia da guerra de valores. A melancista Marina pode até brecar questões pontuais como o aborto, mas a esquerda - mais pragmática que o Hamas - apenas adiará o tema para um momento oportuno. Foi assim quanto ao "casamento" entre homossexuais, abertamente rechaçado pelo Congresso através da Constituição de 1988, pela Lei Nº 9.278 de 1996 e pelo Código Civil de 2002 - até ser imposto goela abaixo à sociedade por uma decisão inconstitucional do próprio STF (sic). Detalhes aqui: [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

    Política trata da conciliação de propósitos defendidos por grupos distintos. Esses propósitos estão calcados em interesses, é óbvio, mas também envolvem valores. Valores fundamentam a cosmovisão dos indivíduos e seus grupos.

    Cosmovisão é a maneira pela qual enxergamos e interpretamos a realidade e, a partir daí, estabelecemos nossas ações e relacionamentos. Três elementos se conjugam para se formar uma cosmovisão:

    ciência, (que trata da compreensão da realidade imediata e perceptível);
    filosofia (que visa a conciliar a percepção com a lógica, estruturando-as e definindo métodos para um correto pensar) e
    religião (que envolve temas de natureza metafísica).

    Existe uma falsa dicotomia entre religião e política inventada através da confusão intencional acerca do conflito resultante da união indevida entre Igreja e Estado. Essa união, poucos falam e menos ainda conhecem, já era combatida bem antes do advento do Iluminismo por vários protestantes das colônias britânicas na América, com destaque para os presbiterianos. O lema deles era: "sem rei, sem papa". Seu objetivo era impedir que determinada denominação ou coalizão de denominações utilizasse o aparelho estatal para benefício próprio em detrimento ou mesmo pela perseguição de adversários. No início do século XX, os marxistas culturais se apoderaram desse princípio para estigmatizar e anular a influência pública do Cristianismo, ideologizando o conceito de estado laico.

    O esquerdismo vem conseguindo perverter a filosofia sincretizando-a com a impostura marxista; também busca anular a religião substituindo-a pela ideologia humanista, que por sua vez é calcada na presunção de o homem ser resultado exclusivo de processos restritos ao naturalismo mecanicista. A "Cruzada" contra o Cristianismo é tão importante para os esquerdistas que eles costumam apoiar as facções mais abomináveis e perigosas do Islamismo.

    Por que essa discussão? Porque poucos se dão conta de que muitas das garantias individuais que hoje julgamos naturais resultaram de séculos de consolidação da cosmovisão cristã (Inquisição, Cruzadas etc, quando analisadas e desmitificadas levam esquerdistas ao desespero). Habeas corpus, inviolabilidade do corpo, democracia moderna, criminalização da escravidão, valorização da família e da livre iniciativa - podem conferir: isso veio de princípios cristãos, nada tendo a ver com a esquerda - ao contrário, são obstáculos sérios ao seu projeto totalitário - e os esquerdistas beneficiários, que são sujos mas não são burros, sabem muito bem disso.

    Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente. E ao final decidam se vale a pena sacrificar suas posses, seus direitos e até suas vidas (e a dos outros) para dar poder crescente a cafetões e gigolôs psicopatas em troca de ilusões emocionais ridículas (sempre mistificadas com o vago rótulo de "social"). Quem acredita neles, acredita até em menstruação de travesti.

    A propósito, queiramos ou não, o futuro da nossa carreira passa necessariamente por esse tipo de discussão. E isso ficará patente daqui a alguns meses.





    NARANJITO, muito bons os seus textos! Presumo que seja leitor de Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo , Rodrigo Constantino, Felipe Moura Brasil e etc. São textos muito instrutivos e expõem as fontes teóricas, assim como as intenções da nova-velha esquerda. Claro que não podemos negar que para muitos as informações soam como uma teoria da conspiração, mas creio plenamente que são apenas aparências. Estou tomando a liberdade de compartilhá-los no meu face, indicando que a autoria não é minha.
    Maranelo
    Maranelo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : Técnico Administrativo
    Mensagens : 153
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 40
    Localização : MPU

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maranelo Qua 20 Ago 2014, 9:38 pm

    GremistaPraticante escreveu:
    GDJ escreveu:
    Lord Sith escreveu:Ter reunião com o Lewandowski não resolve nada. O negócio é o Lewa e o PGR sentarem com a Dilma. Falar com a Belchior também não resolve nada....
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!

    Uma pena!
    Potter
    Potter
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 351
    Reputação : 44
    Data de inscrição : 05/12/2013

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Potter Qua 20 Ago 2014, 10:20 pm

    Galera, vamos sair do teclado e fazer algo pelo nosso salário. É um monte de gente falando em estudar mas não arreda pé daqui. Ficam o dia inteiro nesse fórum reclamando e postando "zero", "zero" e mais "zero". Só pode ser frustração. Façam algo de útil que nao seja a corriqueira demonstração gratuita de pessimismo. União é fundamental. Danem-se os incorporados....eu quero é a minha reposição, seja subsídio, mamute ou o que for. Ou vão me dizer que se o mamute fosse aprovado vocês iam ficar loucos de raiva???? Duvido.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qua 20 Ago 2014, 10:29 pm

    Eu lanço o desafio do balde de gelo para o Vander
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7735
    Reputação : 577
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qua 20 Ago 2014, 10:44 pm

    Sindjusdf anuncia que será recebido por Lewandowiski nesta quinta-feira. Its now or never!?


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7735
    Reputação : 577
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qua 20 Ago 2014, 10:58 pm

    Nunca vi uma classe tão bondosa quanto a política. São exímios 'doadores'...

    Graça Foster e Cerveró doaram imóveis após caso Pasadena
    O repasse da posse de propriedades foi feito enquanto o Tribunal de Contas da União analisa o bloqueio de bens dos envolvidos na compra da refinaria nos EUA

    A presidente da Petrobras, Graça Foster e o ex-diretor da Área Internacional da empresa Nestor Cerveró doaram imóveis a parentes após o escândalo sobre a compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). A informação foi publicada nesta quarta-feia (20) pelo jornal O Globo, do Rio de Janeiro. O repasse da posse de propriedades foi feito enquanto o Tribunal de Contas da União (TCU) analisa o bloqueio de bens dos envolvidos na compra da refinaria. O órgão avalia se os diretores da empresa causaram prejuízo aos cofres da Petrobras com a aquisição.

    A reportagem, baseada em documentos obtidos em cartórios no Rio de Janeiro, aponta que Graça Foster e Cerveró teriam transferido apartamentos em áreas valorizadas. As operações teriam ocorrido antes da decisão do TCU de bloquear, no dia 23 de julho, os bens de dez gestores da Petrobras para ressarcir os US$ 792 milhões com a compra da refinaria de Pasadena.

    O Tribunal de Contas da União adiou novamente nesta quarta a análise sobre o bloqueio dos bens de Graça Foster. O ministro José Jorge, relator do caso do tribunal, manteve o voto apresentado no início do mês, que pede a indisponibilidade dos bens de Graça Foster, mas retirou o processo da pauta da reunião desta quarta.

    José Jorge prometeu que irá apresentá-lo novamente na semana que vem. Segundo ele, as informações da reportagem ainda devem ser analisadas e confirmadas, mas já indicam a necessidade de aprovar a indisponibilidade dos bens. “Se isso for verdade, e dependendo da sua extensão, isso configura uma burla ao processo de apuração da irregularidade. É gravíssimo”, disse o ministro.

    Para o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, mesmo que tenha havido a transferência pontual de bens, isso não se configura em fuga patrimonial. “Fuga patrimonial é desfazimento integral do seu patrimônio em favor de laranjas, de pessoas não identificadas, de forma que você não possa recuperar esse patrimônio. Não é o caso. Tenho certeza de que a presidenta e os demais diretores que estão sendo acusados vão esclarecer isso com a maior tranquilidade”.

    O relatório de José Jorge inclui Graça Foster e Jorge Luiz Zelada no processo que julga responsabilidades por supostas irregularidades na aquisição da Refinaria de Pasadena pela Petrobras. A ação sugeria a indisponibilização dos bens dos responsáveis pelos prejuízos atribuídos à Petrobras na compra da refinaria norte-americana. Graça seria responsabilizada por um dos quatro atos que levaram ao prejuízo, o não cumprimento da sentença arbitral nos EUA em 2009. Somente este item deu prejuízo de US$ 92 milhões.

    Durante a sessão, o ministro Walton Alencar Rodrigues apresentou uma nova proposta, incluindo os dois como responsáveis, mas sem o bloqueio dos bens. Ha duas semanas, a decisão sobre a inclusão do nome de Graça Foster havia sido adiada por José Jorge, que quis mais tempo para avaliar a situação depois que Adams defendeu que Graça Foster não tivesse o patrimônio bloqueado. No mês passado, o TCU determinou a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobras pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa.

    Graça não havia sido responsabilizada na primeira decisão, de julho, por um erro do TCU. O relator do processo havia proposto há duas semanas a inclusão do nome dela entre os acusados, mas retirou o processo de pauta após contestação da Petrobras e da AGU. De acordo com o jornal, os alvos das doações de Graça foram Flávia Silva Jacuá e Colin Silva Foster, seus dois filhos.
    Dois imóveis, um na Ilha do Governador e outro no Rio Comprido, foram doados em 20 de março, um dia depois de ter se tornado público que a presidente Dilma Rousseff justificava a aprovação da compra da refinaria de Pasadena depois de ter lido um resumo "falho", que omitia cláusulas desfavoráveis.

    A reportagem apurou que o processo de doação do imóvel de Graça na Ilha do Governador foi concluído com o registro da escritura no dia 19 de maio. A presidente da Petrobras reservou para si o direito de usufruto, ou seja, de usar o imóvel, onde mora, ainda que não seja mais proprietária de direito. Procurada por meio de sua assessoria de imprensa na Petrobras, Graça não comentou até as 19h o episódio.

    Histórico

    No mês passado, o TCU ordenou o bloqueio dos bens de 11 diretores da companhia que foram responsabilizados pelos prejuízos apontados pelo órgão na compra da refinaria de Pasadena. Eles teriam que ressarcir o prejuízo. Cada um deles ainda será chamado a se explicar e a decisão poderá ser revertida.

    Mas, por um erro do TCU, a atual presidente da estatal, Graça Foster, e outros dois ex-diretores (Alberto Guimarães e Jorge Zelada) não foram incluídos na lista de responsabilizados por um dos itens do prejuízo, o não cumprimento da sentença arbitral nos EUA em 2009.

    José Jorge recolocou o processo em votação para incluir o nome de graça entre as que foram responsabilizadas, mas tirou o processo de Pasadena da pauta após o advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, defender pessoalmente, pela primeira vez em sua gestão, um processo no plenário do TCU.
    Adams alegou que a indisponibilidade dos bens não estava cumprindo os requisitos legais e por isso teria que ser revista.

    Jorge preferiu não votar o caso naquela ocasião para apresentar uma justificativa mais fundamentada sobre o pedido de Adams.
    Jorge ganhou um aliado para manter a decisão de bloquear os bens dos diretores. Na semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, negou liminar ao ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, que pedia para não ter bens bloqueados. Mendes argumentou que não havia motivos para conceder a liminar porque o bloqueio de bens estava dentro das leis previstas e que o processo de Pasadena era de "excepcional gravidade".

    Mas a posição majoritária do órgão deverá ser por liberar os gestores que tomaram a decisão de não cumprir a sentença arbitral de ter seus bens bloqueados.

    Advogado confirma doações de ex-diretor da Petrobras aos filhos

    O advogado do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró disse que o cliente doou três imóveis aos filhos depois do estouro do escândalo da refinaria de Pasadena porque não havia qualquer impedimento para fazê-lo. As doações de Cerveró, assim como as feitas pela presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, a seus dois filhos, entre março e abril, foram revelados pelo jornal "O Globo".

    Cerveró foi diretor da área internacional da Petrobras entre 2003 e 2008, período em que cuidou da compra da primeira metade da refinaria de Pasadena. Depois, foi transferido para a diretoria da BR Distribuidora, e de lá foi demitido em março deste ano. Edson Ribeiro disse que cada imóvel de Cerveró foi doado a um de seus herdeiros - dois filhos e um neto. Todos são localizados em Ipanema, bairro de classe média alta do Rio de Janeiro. "Cerveró resolveu, sim, doar os imóveis em vida a seus dois filhos e ao neto. Não sei informar a data, mas foi no segundo trimestre. Ele resolveu aproveitar este momento para pensar em sua vida, e decidiu tomar esta decisão, para a qual não havia, nem há, qualquer impedimento. Até agora, nem a Polícia Federal, nem o Ministério Público procurou Cerveró para dizer que ele é investigado", disse Ribeiro.



    Fonte: [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Flurj Qui 21 Ago 2014, 7:06 am

    Frase dita por um servidor na minha vt qdo perguntado se ele sabia da greve...

    "São só uns gatos pingados..."

    Olhei e falei...

    "é .. se todos pensarem como vc, nem os gatos pingados..."

    VERGONHA DA CATIGURIA!!!!

    Maranelo escreveu:
    GremistaPraticante escreveu:
    GDJ escreveu:
    Lord Sith escreveu:Ter reunião com o Lewandowski não resolve nada. O negócio é o Lewa e o PGR sentarem com a Dilma. Falar com a Belchior também não resolve nada....
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!  

    Uma pena!
    naranjito
    naranjito
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Eleitor do PT
    Mensagens : 754
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/08/2011
    Idade : 92
    Localização : Fila do Bolsa-Família

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por naranjito Qui 21 Ago 2014, 7:58 am

    noexcuses escreveu:
    naranjito escreveu:
    camirecas escreveu:
    naranjito escreveu:

    Nem perca tempo perguntando, Coruja. Se é inútil esperar de um esquerdista beneficiário uma resposta verdadeira a respeito de suas implicâncias com o Cristianismo, que dizer de um esquerdista funcional, que não passa de um inocente útil (Stalin, sem papas na língua, os chamava de idiotas úteis).

    O esquerdismo é a expressão política do humanismo radical, que restringe ao homem qualquer sentido de compreensão ou ação transformadora do mundo. O humanista, quando muito, pode ser um deísta (acreditar em Deus como causa primeira do Universo, mas que abandonou Sua criação aos desígnios exclusivos das criaturas, das quais o homem seria, até onde se pode perceber, a expressão máxima de inteligência e racionalidade).

    Assim, o esquerdista típico exclui Deus da realidade histórica, principalmente como Juiz e Legislador. Se para o cristão Deus é a fonte primeira e única de valores e deveres - ou seja, Ele é o Ente Categórico de Razão - para o esquerdista, esse Ente tem que ser obrigatoriamente o Estado (no caso do fascismo) ou mais especificamente o Partido (no caso do marxismo). Ele acredita que essa definição é uma consequência inevitável do andamento da História (é um pensamento pra lá de contraditório inaugurado por Marx, mas isso fica pra outra hora). Por esse raciocínio, qualquer indivíduo ou grupo que lutar contra essa predestinação histórica será necessariamente um reacionário. Guardemos esse conceito: no dicionário esquerdista, o reacionário é um alienado e/ou egoísta que luta por obstruir a marcha da humanidade rumo ao socialismo tangida pelas forças impessoais da História.

    Ora, se o Estado TEM de ser o Ente Categórico de Razão, o Deus cristão deve ser tolerado, no máximo, como uma superstição anacrônica, restrita à esfera psicológica privada até que se torne completamente obsoleto e irrelevante, a exemplo das divindades antigas (Zeus, Hórus, Odin, Baal etc). Não deve, portanto, exercer influência sobre as decisões que dizem respeito à esfera pública, na formulação de políticas públicas. A menos, é claro, que o Cristianismo se submeta a uma interpretação marxista, como foi o caso da esdrúxula Teologia da Libertação (melhor seria dizer Escatologia da Empulhação).

    Antonio Gramsci, ideólogo comunista italiano, cantou a bola e instruiu direitinho as táticas socialistas: “O Moderno Príncipe, desenvolvendo-se, subverte todo o sistema de relações intelectuais e morais, uma vez que seu desenvolvimento significa, de fato, que todo ato é concebido como útil ou prejudicial, como virtuoso ou criminoso, somente na medida em que tem como ponto de referência o próprio Moderno Príncipe e serve ou para aumentar seu poder ou para opor-se a ele. O Príncipe toma o lugar, nas consciências, da divindade ou do imperativo categórico, torna-se a base de um laicismo moderno e de uma completa laicização de toda a vida e de todas as relações de costume.” ("Moderno Príncipe", no caso, significa o Estado dominado em todas as suas instâncias diretamente pelo Partido e indiretamente através de seus sovietes (conselhos, em idioma russo). Se ninguém até hoje conseguiu provar a existência de Deus, Gramsci foi bem sucedido ao demonstrar a existência do Diabo, cujo pensamento psicografou.

    Logo, toda aproximação do esquerdismo com o Cristianismo será primeiramente dissimulada e ardilosa, depois predatória e, por fim, persecutória (quem duvida, confira a agenda democrata norte-americano, desde Kennedy a Obama). Um exemplo clássico aqui por estas bandas foi o teatrinho eleitoreiro de Dilma em 2010 quanto à questão do infanticídio pré-natal (que o amoralismo de esquerda busca ressignificar como "direitos reprodutivos da mulher"). Uma vez empossada, Dilma nomeou para a Secretaria de Políticas para Mulheres uma abortista e aborteira chamada Eleonora Menecucci.

    Já Marina, por sua formação protestante, não cumpre a agenda gramsciana integral, ou seja, ela não pretende, como o PT vem fazendo com êxito, erodir a família e os valores morais que fizeram o Ocidente optar pelas liberdades individuais e pela sacralidade da vida humana. Seu perigo maior, até agora demonstrado por sua atuação como ministra do Meio Ambiente, é promover um apagão energético (vide Belo Monte), um apagão orçamentário e alimentar (vide sua gana contra o agronegócio) e um apagão republicano (vide seu projeto político pessoal contemplar aparelhos para-representativos, a tal da Rede).

    Marina não chega a ser um Ebola político como Luciana Genro, Rui Costa Pimenta e Zé Maria, entre outras cepas similares. Mas pode causar um estrago irreversível.


    Naranjito,

    é seu o texto? Várias mensagens suas eu fico sem saber se as palavras foram redigidas por você ou se foi feita colagem de um artigo da net.  Seria interessante colocarmos a autoria.

    Você adora escrever chavões, ou melhor, reduzir conceitos a uma palavra. Digo,  passar a impressão de que tem a firmeza do conhecimento das  idiossincrasias  que estão  por trás da palavra escrita. O que você entende por esquerdista? Transformar o Brasil em Cuba, Venezuela? Chavismo? Bolivarianismo? Isso pode ser conceituado?  É só replique, é isso?  Defina  esses seus  termos genéricos, que ressoam como pejorativos,  que aí poderíamos discutir melhor se A, B ou C é isso ou aquilo.

    Perceba,  em nenhum momento eu me referi  a  Marina pela concepção de protestante dela. Mencionei   a questão da religiosidade, tendo em vista a mesma já ter declarado que a sua opção é base para seu modo de vida. Não me importa se a pessoa é católica, protestante, espírita,  umbandista  etc. Agora, se ela se propõe a governar  a todos,  inclusive ateus,  ela precisa destacar qual será o tamanho do peso de seus pré-conceitos religiosos  no desenvolvimento  do governo.

    Religião é questão de foro íntimo, devemos respeitar. Governar é questão de foro coletivo, precisamos respeitar. Gosto muito da Marina. Ela sempre foi fiel aos seus ideais “esquerdistas”, se assim querem definir, inclusive na causa do funcionalismo. Se no segundo turno ficar ela e a Dilma, poderia sim votar nela, me simpatizo mais com ela do que com a própria Dilma, ela tem sua gênese na luta social, no PT.  Agora, como eu disse, algumas questões precisam ficar claras.

    Se eleita, como governar um país acostumado a fisiologismos  sem ter um partido? Sem ter  um deputado eleito? O PSB é só um arranjo temporário. Qual a opinião clara dela sobre o aborto? A quem cabe a decisão de realização do aborto? Ao estado ou ao cidadão? E o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que ela tem a falar? Não de maneira geral, como eu já a li, o que tem dentro do seu plano de governo para o assunto? E a maioridade penal?  E a atuação dos Ministérios da Saúde e da Educação, vai sucumbir às pressões religiosas da CNBB e das igrejas protestantes?  O que a Marina entende por estado laico, como preconiza a nossa constituição? Certa feita perguntaram a ela, não me recordo o nome do jornalista, ela tergiversou. E no dualismo ciência x religião, há intersecção? Qual o entendimento dela? Precisamos ouvir, ler.

    Olha, não sou ateu, nem tampouco cristão, acredito no homem, no amor e no respeito mútuo.  Acredito num Deus criador, mas infelizmente, para muitos, não é igual ao Deus de muitas religiões. Mas respeito,  e muito,  a todos.
    Sei que aqui não é o post para discussões do futuro governo, devemos nos ater a discutir a carreira. Como não consigo dissociar uma coisa da outra, fica a sugestão de um tópico para os debates sobre a eleição 2014.


    Camirecas e demais,

    O texto anterior é meu; não ha citações, fora as do próprio Gramsci.

    Direita e esquerda têm a ver com o nível de poder concedido ao Estado e seu grau de controle sobre a vida de cada indivíduo. A esquerda busca aumentar ao máximo esse poder e apoderá-lo para si, por isso lutam para tornar irrelevante ou inexistente o processo democrático de alternância de poder (vide governos bolivarianos planejados lá no comecinho dos anos 90 pelo Foro de São Paulo organizado por Lula e Fidel - isso é um juízo de fato, não comporta discordância ou concordância).

    A questão da religião é fulcral para o esquerdismo, já chego lá. Quanto aos candidatos do PSB, mesmo tendo sido Campos um católico praticante e sendo Marina uma protestante assumida, isso não muda a agenda de esquerda na estratégia da guerra de valores. A melancista Marina pode até brecar questões pontuais como o aborto, mas a esquerda - mais pragmática que o Hamas - apenas adiará o tema para um momento oportuno. Foi assim quanto ao "casamento" entre homossexuais, abertamente rechaçado pelo Congresso através da Constituição de 1988, pela Lei Nº 9.278 de 1996 e pelo Código Civil de 2002 - até ser imposto goela abaixo à sociedade por uma decisão inconstitucional do próprio STF (sic). Detalhes aqui: [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

    Política trata da conciliação de propósitos defendidos por grupos distintos. Esses propósitos estão calcados em interesses, é óbvio, mas também envolvem valores. Valores fundamentam a cosmovisão dos indivíduos e seus grupos.

    Cosmovisão é a maneira pela qual enxergamos e interpretamos a realidade e, a partir daí, estabelecemos nossas ações e relacionamentos. Três elementos se conjugam para se formar uma cosmovisão:

    ciência, (que trata da compreensão da realidade imediata e perceptível);
    filosofia (que visa a conciliar a percepção com a lógica, estruturando-as e definindo métodos para um correto pensar) e
    religião (que envolve temas de natureza metafísica).

    Existe uma falsa dicotomia entre religião e política inventada através da confusão intencional acerca do conflito resultante da união indevida entre Igreja e Estado. Essa união, poucos falam e menos ainda conhecem, já era combatida bem antes do advento do Iluminismo por vários protestantes das colônias britânicas na América, com destaque para os presbiterianos. O lema deles era: "sem rei, sem papa". Seu objetivo era impedir que determinada denominação ou coalizão de denominações utilizasse o aparelho estatal para benefício próprio em detrimento ou mesmo pela perseguição de adversários. No início do século XX, os marxistas culturais se apoderaram desse princípio para estigmatizar e anular a influência pública do Cristianismo, ideologizando o conceito de estado laico.

    O esquerdismo vem conseguindo perverter a filosofia sincretizando-a com a impostura marxista; também busca anular a religião substituindo-a pela ideologia humanista, que por sua vez é calcada na presunção de o homem ser resultado exclusivo de processos restritos ao naturalismo mecanicista. A "Cruzada" contra o Cristianismo é tão importante para os esquerdistas que eles costumam apoiar as facções mais abomináveis e perigosas do Islamismo.

    Por que essa discussão? Porque poucos se dão conta de que muitas das garantias individuais que hoje julgamos naturais resultaram de séculos de consolidação da cosmovisão cristã (Inquisição, Cruzadas etc, quando analisadas e desmitificadas levam esquerdistas ao desespero). Habeas corpus, inviolabilidade do corpo, democracia moderna, criminalização da escravidão, valorização da família e da livre iniciativa - podem conferir: isso veio de princípios cristãos, nada tendo a ver com a esquerda - ao contrário, são obstáculos sérios ao seu projeto totalitário - e os esquerdistas beneficiários, que são sujos mas não são burros, sabem muito bem disso.

    Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente. E ao final decidam se vale a pena sacrificar suas posses, seus direitos e até suas vidas (e a dos outros) para dar poder crescente a cafetões e gigolôs psicopatas em troca de ilusões emocionais ridículas (sempre mistificadas com o vago rótulo de "social"). Quem acredita neles, acredita até em menstruação de travesti.

    A propósito, queiramos ou não, o futuro da nossa carreira passa necessariamente por esse tipo de discussão. E isso ficará patente daqui a alguns meses.

    "Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente."

    Forçando a barra em demasia hein mermão, poderias citar também que a bíblia sagrada foi responsável pela morte de milhões de pessoas. Mas não é o caso. Muito fácil pegar trechos de livros e usá-los para para fins tendenciosos (como dizer que o que fulano disse é responsável por morte de milhões de pessoas). Pára de ler Olavo de Baralho e fazer ctrl+c/ctr+v e entenda que esses são autores históricos, que em muito nem se aplicam mais hoje em dia. Analise contextos daquela época e desta, sem se deixar influenciar por essas teorias de bos... neocoxinhas.


    Pois é... Pelo visto, MAV não se faz, já nasce feito. Um eterno adolescente emocionalmente descompensado e com uma presunção proporcional à ignorância.

    Desafio você a demonstrar, através de critica e análise textual, exegese, hermenêutica (e sem apelar a anacronismos e etnocentrismos), as suas alegações políticas de que as Escrituras Sagradas foram responsáveis pela "morte de milhões de pessoas", ao passo que posso demonstrar que elas foram, sim, responsáveis pela preservação e dignificação da vida de milhões de vidas humanas. Podemos também tratar, pelo crivo do ceticismo político, os autores esquerdistas que você defende e que eu citei para ver se eles estão mesmo obsoletos e deixaram de exercer influência na guerra política atual.

    Como bônus, posso lhe falar uma ou duas coisinhas sobre dissonância cognitiva e demonstrar como os teus argumentos são frutos de histeria.
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lord Sith Qui 21 Ago 2014, 10:12 am

    Em 2012 fiquei uns 15 dias de greve. Já fizemos greve para tudo: greve para enviar PL, greve para enviar proposta de orçamento para o Executivo, greve para o PL passar na CTASP, greve para passar na CFT, mas até agora os representantes não informaram/sinalizaram à Presidente da República que não aceitam cortes na proposta de orçamento! Preferem sofrer com a greve a se indispor com os donos do Poder! Isso é fato! Desculpe colega, não vou fazer greve dessa vez. Parabéns para quem entrou e acredita, eu não consigo acreditar. Como entrar na greve se nem o substitutivo tem a assinatura do Presidente do STF? Como apoiar uma coisa dessas? Não duvido nada que na hora de negociar o Pres do STF e o PGR vão nos rifar em troca dos seus reajustes, sempre foi assim, e dificilmente mudará!

    Maranelo escreveu:
    GremistaPraticante escreveu:
    GDJ escreveu:
    Lord Sith escreveu:Ter reunião com o Lewandowski não resolve nada. O negócio é o Lewa e o PGR sentarem com a Dilma. Falar com a Belchior também não resolve nada....
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!  

    Uma pena!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 21 Ago 2014, 10:23 am

    .
    .
    Olha aí onde governos bolivariano, esquerdista, esquerdopatas, socialistas e bravateiros vermelhos são capazes de levar um país inteiro.....



    .
    .
    Venezuela limita compras em supermercados
    Será instalado um mecanismo de controle 'biométrico', segundo presidente.
    País enfrenta a falta de diversos produtos básicos e uma inflação de 60%.


    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou na noite desta quarta-feira (20) a instalação de um mecanismo de controle "biométrico" para limitar as compras de produtos e alimentos nos supermercados e mercados do país.

    "A ordem já está dada, através da superintendência de preços, para que se crie um sistema biométrico em todos os estabelecimentos e redes distribuidoras e comerciais da República", disse Maduro durante mensagem em rede nacional de rádio e TV.

    O mecanismo utilizará leitores óticos de impressões digitais para reconhecer cada comprador de produtos básicos.

    Segundo Maduro, "o sistema biométrico será perfeito" e servirá para evitar o que chamou de "fraude" envolvendo milhões de litros de gasolina e toneladas de alimentos subsidiados pelo governo, no momento em que a Venezuela enfrenta a falta de diversos produtos básicos e uma inflação de 60%.

    O sistema visa a impedir que uma pessoa compre o mesmo produto duas vezes na mesma semana, em qualquer das redes governamentais da Venezuela.

    Vários funcionários do governo Maduro indicaram que no prazo de 90 dias haverá um 'programa piloto' para iniciar a venda controlada de produtos básicos no país 'de maneira ordenada e justa'.

    Maduro também anunciou "um sistema de referência" que processará a informação de tudo o que for distribuído e armazenado "para todos os produtos e insumos que movem a economia do país".

    O presidente ordenou ainda o 'confisco, de maneira imediata, de todos os elementos' utilizados para contrabando, incluindo galpões e veículos, que serão revertidos para os programas estatais de alimentos.

    Maduro convocou as forças militares e policiais para deter todos os envolvidos em desvios e contrabando.

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/08/venezuela-limita-compras-em-supermercados.html
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 21 Ago 2014, 10:37 am

    naranjito escreveu:
    noexcuses escreveu:
    naranjito escreveu:
    camirecas escreveu:


    Naranjito,

    é seu o texto? Várias mensagens suas eu fico sem saber se as palavras foram redigidas por você ou se foi feita colagem de um artigo da net.  Seria interessante colocarmos a autoria.

    Você adora escrever chavões, ou melhor, reduzir conceitos a uma palavra. Digo,  passar a impressão de que tem a firmeza do conhecimento das  idiossincrasias  que estão  por trás da palavra escrita. O que você entende por esquerdista? Transformar o Brasil em Cuba, Venezuela? Chavismo? Bolivarianismo? Isso pode ser conceituado?  É só replique, é isso?  Defina  esses seus  termos genéricos, que ressoam como pejorativos,  que aí poderíamos discutir melhor se A, B ou C é isso ou aquilo.

    Perceba,  em nenhum momento eu me referi  a  Marina pela concepção de protestante dela. Mencionei   a questão da religiosidade, tendo em vista a mesma já ter declarado que a sua opção é base para seu modo de vida. Não me importa se a pessoa é católica, protestante, espírita,  umbandista  etc. Agora, se ela se propõe a governar  a todos,  inclusive ateus,  ela precisa destacar qual será o tamanho do peso de seus pré-conceitos religiosos  no desenvolvimento  do governo.

    Religião é questão de foro íntimo, devemos respeitar. Governar é questão de foro coletivo, precisamos respeitar. Gosto muito da Marina. Ela sempre foi fiel aos seus ideais “esquerdistas”, se assim querem definir, inclusive na causa do funcionalismo. Se no segundo turno ficar ela e a Dilma, poderia sim votar nela, me simpatizo mais com ela do que com a própria Dilma, ela tem sua gênese na luta social, no PT.  Agora, como eu disse, algumas questões precisam ficar claras.

    Se eleita, como governar um país acostumado a fisiologismos  sem ter um partido? Sem ter  um deputado eleito? O PSB é só um arranjo temporário. Qual a opinião clara dela sobre o aborto? A quem cabe a decisão de realização do aborto? Ao estado ou ao cidadão? E o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que ela tem a falar? Não de maneira geral, como eu já a li, o que tem dentro do seu plano de governo para o assunto? E a maioridade penal?  E a atuação dos Ministérios da Saúde e da Educação, vai sucumbir às pressões religiosas da CNBB e das igrejas protestantes?  O que a Marina entende por estado laico, como preconiza a nossa constituição? Certa feita perguntaram a ela, não me recordo o nome do jornalista, ela tergiversou. E no dualismo ciência x religião, há intersecção? Qual o entendimento dela? Precisamos ouvir, ler.

    Olha, não sou ateu, nem tampouco cristão, acredito no homem, no amor e no respeito mútuo.  Acredito num Deus criador, mas infelizmente, para muitos, não é igual ao Deus de muitas religiões. Mas respeito,  e muito,  a todos.
    Sei que aqui não é o post para discussões do futuro governo, devemos nos ater a discutir a carreira. Como não consigo dissociar uma coisa da outra, fica a sugestão de um tópico para os debates sobre a eleição 2014.


    Camirecas e demais,

    O texto anterior é meu; não ha citações, fora as do próprio Gramsci.

    Direita e esquerda têm a ver com o nível de poder concedido ao Estado e seu grau de controle sobre a vida de cada indivíduo. A esquerda busca aumentar ao máximo esse poder e apoderá-lo para si, por isso lutam para tornar irrelevante ou inexistente o processo democrático de alternância de poder (vide governos bolivarianos planejados lá no comecinho dos anos 90 pelo Foro de São Paulo organizado por Lula e Fidel - isso é um juízo de fato, não comporta discordância ou concordância).

    A questão da religião é fulcral para o esquerdismo, já chego lá. Quanto aos candidatos do PSB, mesmo tendo sido Campos um católico praticante e sendo Marina uma protestante assumida, isso não muda a agenda de esquerda na estratégia da guerra de valores. A melancista Marina pode até brecar questões pontuais como o aborto, mas a esquerda - mais pragmática que o Hamas - apenas adiará o tema para um momento oportuno. Foi assim quanto ao "casamento" entre homossexuais, abertamente rechaçado pelo Congresso através da Constituição de 1988, pela Lei Nº 9.278 de 1996 e pelo Código Civil de 2002 - até ser imposto goela abaixo à sociedade por uma decisão inconstitucional do próprio STF (sic). Detalhes aqui: https://www.midiaamais.com.br/brasil/6161-o-ai-5-do-supremo

    Política trata da conciliação de propósitos defendidos por grupos distintos. Esses propósitos estão calcados em interesses, é óbvio, mas também envolvem valores. Valores fundamentam a cosmovisão dos indivíduos e seus grupos.

    Cosmovisão é a maneira pela qual enxergamos e interpretamos a realidade e, a partir daí, estabelecemos nossas ações e relacionamentos. Três elementos se conjugam para se formar uma cosmovisão:

    ciência, (que trata da compreensão da realidade imediata e perceptível);
    filosofia (que visa a conciliar a percepção com a lógica, estruturando-as e definindo métodos para um correto pensar) e
    religião (que envolve temas de natureza metafísica).

    Existe uma falsa dicotomia entre religião e política inventada através da confusão intencional acerca do conflito resultante da união indevida entre Igreja e Estado. Essa união, poucos falam e menos ainda conhecem, já era combatida bem antes do advento do Iluminismo por vários protestantes das colônias britânicas na América, com destaque para os presbiterianos. O lema deles era: "sem rei, sem papa". Seu objetivo era impedir que determinada denominação ou coalizão de denominações utilizasse o aparelho estatal para benefício próprio em detrimento ou mesmo pela perseguição de adversários. No início do século XX, os marxistas culturais se apoderaram desse princípio para estigmatizar e anular a influência pública do Cristianismo, ideologizando o conceito de estado laico.

    O esquerdismo vem conseguindo perverter a filosofia sincretizando-a com a impostura marxista; também busca anular a religião substituindo-a pela ideologia humanista, que por sua vez é calcada na presunção de o homem ser resultado exclusivo de processos restritos ao naturalismo mecanicista. A "Cruzada" contra o Cristianismo é tão importante para os esquerdistas que eles costumam apoiar as facções mais abomináveis e perigosas do Islamismo.

    Por que essa discussão? Porque poucos se dão conta de que muitas das garantias individuais que hoje julgamos naturais resultaram de séculos de consolidação da cosmovisão cristã (Inquisição, Cruzadas etc, quando analisadas e desmitificadas levam esquerdistas ao desespero). Habeas corpus, inviolabilidade do corpo, democracia moderna, criminalização da escravidão, valorização da família e da livre iniciativa - podem conferir: isso veio de princípios cristãos, nada tendo a ver com a esquerda - ao contrário, são obstáculos sérios ao seu projeto totalitário - e os esquerdistas beneficiários, que são sujos mas não são burros, sabem muito bem disso.

    Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente. E ao final decidam se vale a pena sacrificar suas posses, seus direitos e até suas vidas (e a dos outros) para dar poder crescente a cafetões e gigolôs psicopatas em troca de ilusões emocionais ridículas (sempre mistificadas com o vago rótulo de "social"). Quem acredita neles, acredita até em menstruação de travesti.

    A propósito, queiramos ou não, o futuro da nossa carreira passa necessariamente por esse tipo de discussão. E isso ficará patente daqui a alguns meses.

    "Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente."

    Forçando a barra em demasia hein mermão, poderias citar também que a bíblia sagrada foi responsável pela morte de milhões de pessoas. Mas não é o caso. Muito fácil pegar trechos de livros e usá-los para para fins tendenciosos (como dizer que o que fulano disse é responsável por morte de milhões de pessoas). Pára de ler Olavo de Baralho e fazer ctrl+c/ctr+v e entenda que esses são autores históricos, que em muito nem se aplicam mais hoje em dia. Analise contextos daquela época e desta, sem se deixar influenciar por essas teorias de bos... neocoxinhas.


    Pois é... Pelo visto, MAV não se faz, já nasce feito. Um eterno adolescente emocionalmente descompensado e com uma presunção proporcional à ignorância.

    Desafio você a demonstrar, através de critica e análise textual, exegese, hermenêutica (e sem apelar a anacronismos e etnocentrismos), as suas alegações políticas de que as Escrituras Sagradas foram responsáveis pela "morte de milhões de pessoas", ao passo que posso demonstrar que elas foram, sim, responsáveis pela preservação e dignificação da vida de milhões de vidas humanas. Podemos também tratar, pelo crivo do ceticismo político, os autores esquerdistas que você defende e que eu citei para ver se eles estão mesmo obsoletos e deixaram de exercer influência na guerra política atual.

    Como bônus, posso lhe falar uma ou duas coisinhas sobre dissonância cognitiva e demonstrar como os teus argumentos são frutos de histeria.

    Vou deixar você com seu pedantismo. Não dá pra discutir com alguém que se considera indubitavelmente superior. Se interpretares melhor, não quis defender ninguém. Histeria você que deve sofrer, procure se tratar.

    Boa sorte com a sua verdade absoluta!
    Maranelo
    Maranelo
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : Técnico Administrativo
    Mensagens : 153
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 40
    Localização : MPU

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maranelo Qui 21 Ago 2014, 10:48 am

    E vc tem todas as razões do mundo pra não entrar nessa greve. Concordo com tudo que disse e te respeito por isso. Minhas palavras vão pros poucos que não fazem greve por nada e ficam do outro lado regozijando-se em desejar o fracasso da categoria (tenho raiva dessa palavra, mas é o jeito). Não me parece ser o seu caso. Também sou desencantando com as manobras sindicais e pelas escolhas da categoria (ai, ai). Aprendi por aqui que o melhor plano de carreira é o estudo pra sair daqui (MPU), mas enquanto estiver vou buscar melhorar, pois o meu presente é aqui.

    Forte abraço!

    Lord Sith escreveu:Em 2012 fiquei uns 15 dias de greve. Já fizemos greve para tudo: greve para enviar PL, greve para enviar proposta de orçamento para o Executivo, greve para o PL passar na CTASP, greve para passar na CFT, mas até agora os representantes não informaram/sinalizaram à Presidente da República que não aceitam cortes na proposta de orçamento! Preferem sofrer com a greve a se indispor com os donos do Poder! Isso é fato! Desculpe colega, não vou fazer greve dessa vez. Parabéns para quem entrou e acredita, eu não consigo acreditar. Como entrar na greve se nem o substitutivo tem a assinatura do Presidente do STF? Como apoiar uma coisa dessas? Não duvido nada que na hora de negociar o Pres do STF e o PGR vão nos rifar em troca dos seus reajustes, sempre foi assim, e dificilmente mudará!

    Maranelo escreveu:
    GremistaPraticante escreveu:
    GDJ escreveu:
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!  

    Uma pena!
    naranjito
    naranjito
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Eleitor do PT
    Mensagens : 754
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/08/2011
    Idade : 92
    Localização : Fila do Bolsa-Família

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por naranjito Qui 21 Ago 2014, 11:29 am

    camirecas escreveu:
    naranjito escreveu:camirecas,


    Cara,

    não se ofenda, mas lendo seu texto me lembrei do Ponciano (textos). Suas ideias remetem a fanatismo, sectarismo, a verdade está com você, não comporta concordância ou discordância, o que de logo advirto que não é exclusividade dos que você enxerga como esquerdistas.
    Processo democrático de alternância de poder depende do povo. Se ele deseja, beleza, se não quer, paciência. O problema é que só enxergam o defeito aonde e como querem enxergar. Vou considerar Alckmin um "bolivariano" (o que é isso mesmo? Vem de Bolívar? É quem passa muito tempo no poder?) por querer fazer com que o PSDB fique mais de 24 anos no poder em São Paulo? Claro que não! O povo quer, paciência!
    Por que acredito numa presença maior do estado na economia, na regulação das relações existentes na sociedade, automaticamente eu sou adepto da camisa vermelha, sou aluno, ou melhor, epígono, de Marx, Gramsci, Lukacs, Mao etc. Esqueça as pessoas, debata as ideias, a verdade precisa ser relativa, não pertence a ninguém. Leio os caras, mas sou crítico, não replico automaticamente, e não tomo como verdade. E, acima de tudo, respeito as diferenças, amo o próximo, independente de sua cor, religião, sexo... como pregava Cristo. E outra, a maior garantia individual do sujeito é o poder sobre seu corpo. Mais não, nessa questão o estado deve ser "comunista",  controlar a vida do indivíduo, e não liberal? Mais baseado em que? Em "verdades bíblicas"?
    A história nos ensina que o pior casamento que já existiu foi o realizado pelo estado e a religião. Um legitimou as atrocidades do outro. Um incutiu no outro a "verdade". Por isso o anseio pela separação nas sociedades modernas. A dita por você "consolidação da cosmovisão cristã (Inquisição, Cruzadas)", o que nos remete a uma imposição de verdade, matou, trucidou, queimou, estuprou, escravizou, roubou, mas como sempre, só os "camisas vermelhas" assassinaram pessoas, e como você escreve, mais de 100 milhões.
    Não quero anular religião, apenas anseio e desejo que cada um cuide do seu terreno. Quem diz que o estado (gestão) deve ser laico é a nossa Carta Magna, vai dizer que ela é comunista?
    Vou me dar por satisfeito aqui, tendo em vista o espaço que os posts tomam no tópico, mas não me refutarei em lê-lo.

    1) Ponciano? Pô, rapaz... Chutar os bagos é coisa das Feminazi. Very Happy   Ser assertivo não é ser fanático.

    2) Não defendo que esquerdistas monopolizam o autoritarismo, mas que hoje são seus principais promotores, portanto nossa maior ameaça. A esquerda foi útil ao desmascarar em tempos idos as falácias da direita autoritária; o problema é que as substituíram por outras muito piores, como caber ao Estado o papel de agente principal da economia.

    3) Bolivarianismo é um nome de fantasia inventado por Hugo Chávez para o projeto de perpetuação no poder urdido, promovido e patrocinado por Lula e Fidel desde o Foro de São Paulo. Não se baseia no tempo de governo de um grupo político, mas nos mecanismos para se chegar ao governo e nele se perpetuar. Por exemplo:
    a) Sectarização da sociedade através de sua polarização artificial entre falsos opressores (homens, brancos, cristãos/judeus, endinheirados, motorizados e heterossexuais) contra supostos oprimidos (mulheres, pardos, minorias religiosas/irreligiosas, pobres, pedestres/ciclistas e acometidos de transtornos de identidade sexual).
    b) Sucateamento funcional por corte de verbas e aparelhamento político das instituições republicanas por agentes do partido.
    c) Subversão do Estado de Direito por militantes de toga adeptos de um tal "direito achado no manual ideológico do partido".
    d) Coronelismo eternizado com esmolas eleitoreiras concedidas, ameaça o coronel, exclusivamente pelo partido.
    e) Erosão da identidade moral da sociedade através de doutrinação midiática e acadêmica, relativização de valores, romantização do criminoso e desproteção do cidadão honesto.
    f) Patrocínio de "jornalistas", "artistas" e blogueiros/comentaristas com verbas estatais diretas (ou indiretas, via ONGs) para atuarem na guerrilha política em ambientes virtuais (MAVs) ou reais (MST, MTST, black blocs).
    A combinação dessas táticas torna o processo eleitoral irrelevante ou, pior, ilusório. Se Alckmin e seu grupo são usuários desses mecanismos, então são bolivarianos típicos.

    4) "Casamento entre Estado e religião"? Isso existiu na Antiguidade (Júlio César, por exemplo, proclamou-se primeiro Sumo Pontífice de Roma - então república, o que acendeu o alerta para os seus opositores), mas não com o Cristianismo. O que aconteceu foi a união entre o Estado e a Igreja Romana e, depois, a Anglicana, união combatida inicialmente por leigos cristãos, tanto católicos quanto protestantes - e bem antes do Iluminismo. A Igreja Cristã original (ou "fundamentalista", para usar um termo criado por cristãos e ressignificado criminosamente pela esquerda) proibia-se adulterar com o Estado ("Dai a César o que é de César") e violar consciências ("Deus é Espírito e importa que seja adorado em espírito e em verdade"). A partir de Constantino e, principalmente, com Justiniano, perverteu-se a troco de ambições seculares e ao se amancebar com as diversas correntes pagãs do Império Romano - e então veio o horror. Quem, como eu, é contra a reprise desse flagelo, deve insurgir-se contra a união do Estado com a Igreja-esquerdista-escondida-sob-um-falso-laicismo (dogmas da religião política podem ser mais totalitários que alguns dogmas da religião convencional). É essa Igreja-vestida-de-vermelho-carmesim-prostituta que promete fabricar um "Novo-Homem" (i.e., o sobrevivente dos massacres, expurgos e políticas econômicas ruinosas e com a mente formatada pelos dogmas do partido) para povoar o "Paraíso na Terra" (ainda que, na prática, esse paraíso se restrinja à cúpula do partido, como se constata na Venezuela, em Cuba e na Coreia do Norte).

    5) Uma parábola para explicar o modus-operandi dos esquerdistas-beneficiários: imagine que teu vizinho beba urina toda manhã para melhorar a saúde. Você acha esquisito mas respeita desde que o sujeito fique na dele. Certo dia, chega ao poder um grupo que pretende obrigar todo mundo a seguir a dieta urofílica do teu vizinho. Para tanto, desloca todo o efetivo policial para forçar cada cidadão a beber xixi ao acordar. Pior: duplica a carga tributária já que o número de meganhas é insuficiente. Enquanto isso, as ruas despoliciadas são tomadas por todo tipo de criminoso violento. O que é pior? Ser tachado de sectário hoje ou transformar o penico em caneco amanhã?
    naranjito
    naranjito
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Eleitor do PT
    Mensagens : 754
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 17/08/2011
    Idade : 92
    Localização : Fila do Bolsa-Família

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por naranjito Qui 21 Ago 2014, 11:40 am

    noexcuses escreveu:
    naranjito escreveu:
    noexcuses escreveu:
    naranjito escreveu:

    Camirecas e demais,

    O texto anterior é meu; não ha citações, fora as do próprio Gramsci.

    Direita e esquerda têm a ver com o nível de poder concedido ao Estado e seu grau de controle sobre a vida de cada indivíduo. A esquerda busca aumentar ao máximo esse poder e apoderá-lo para si, por isso lutam para tornar irrelevante ou inexistente o processo democrático de alternância de poder (vide governos bolivarianos planejados lá no comecinho dos anos 90 pelo Foro de São Paulo organizado por Lula e Fidel - isso é um juízo de fato, não comporta discordância ou concordância).

    A questão da religião é fulcral para o esquerdismo, já chego lá. Quanto aos candidatos do PSB, mesmo tendo sido Campos um católico praticante e sendo Marina uma protestante assumida, isso não muda a agenda de esquerda na estratégia da guerra de valores. A melancista Marina pode até brecar questões pontuais como o aborto, mas a esquerda - mais pragmática que o Hamas - apenas adiará o tema para um momento oportuno. Foi assim quanto ao "casamento" entre homossexuais, abertamente rechaçado pelo Congresso através da Constituição de 1988, pela Lei Nº 9.278 de 1996 e pelo Código Civil de 2002 - até ser imposto goela abaixo à sociedade por uma decisão inconstitucional do próprio STF (sic). Detalhes aqui: [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

    Política trata da conciliação de propósitos defendidos por grupos distintos. Esses propósitos estão calcados em interesses, é óbvio, mas também envolvem valores. Valores fundamentam a cosmovisão dos indivíduos e seus grupos.

    Cosmovisão é a maneira pela qual enxergamos e interpretamos a realidade e, a partir daí, estabelecemos nossas ações e relacionamentos. Três elementos se conjugam para se formar uma cosmovisão:

    ciência, (que trata da compreensão da realidade imediata e perceptível);
    filosofia (que visa a conciliar a percepção com a lógica, estruturando-as e definindo métodos para um correto pensar) e
    religião (que envolve temas de natureza metafísica).

    Existe uma falsa dicotomia entre religião e política inventada através da confusão intencional acerca do conflito resultante da união indevida entre Igreja e Estado. Essa união, poucos falam e menos ainda conhecem, já era combatida bem antes do advento do Iluminismo por vários protestantes das colônias britânicas na América, com destaque para os presbiterianos. O lema deles era: "sem rei, sem papa". Seu objetivo era impedir que determinada denominação ou coalizão de denominações utilizasse o aparelho estatal para benefício próprio em detrimento ou mesmo pela perseguição de adversários. No início do século XX, os marxistas culturais se apoderaram desse princípio para estigmatizar e anular a influência pública do Cristianismo, ideologizando o conceito de estado laico.

    O esquerdismo vem conseguindo perverter a filosofia sincretizando-a com a impostura marxista; também busca anular a religião substituindo-a pela ideologia humanista, que por sua vez é calcada na presunção de o homem ser resultado exclusivo de processos restritos ao naturalismo mecanicista. A "Cruzada" contra o Cristianismo é tão importante para os esquerdistas que eles costumam apoiar as facções mais abomináveis e perigosas do Islamismo.

    Por que essa discussão? Porque poucos se dão conta de que muitas das garantias individuais que hoje julgamos naturais resultaram de séculos de consolidação da cosmovisão cristã (Inquisição, Cruzadas etc, quando analisadas e desmitificadas levam esquerdistas ao desespero). Habeas corpus, inviolabilidade do corpo, democracia moderna, criminalização da escravidão, valorização da família e da livre iniciativa - podem conferir: isso veio de princípios cristãos, nada tendo a ver com a esquerda - ao contrário, são obstáculos sérios ao seu projeto totalitário - e os esquerdistas beneficiários, que são sujos mas não são burros, sabem muito bem disso.

    Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente. E ao final decidam se vale a pena sacrificar suas posses, seus direitos e até suas vidas (e a dos outros) para dar poder crescente a cafetões e gigolôs psicopatas em troca de ilusões emocionais ridículas (sempre mistificadas com o vago rótulo de "social"). Quem acredita neles, acredita até em menstruação de travesti.

    A propósito, queiramos ou não, o futuro da nossa carreira passa necessariamente por esse tipo de discussão. E isso ficará patente daqui a alguns meses.

    "Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente."

    Forçando a barra em demasia hein mermão, poderias citar também que a bíblia sagrada foi responsável pela morte de milhões de pessoas. Mas não é o caso. Muito fácil pegar trechos de livros e usá-los para para fins tendenciosos (como dizer que o que fulano disse é responsável por morte de milhões de pessoas). Pára de ler Olavo de Baralho e fazer ctrl+c/ctr+v e entenda que esses são autores históricos, que em muito nem se aplicam mais hoje em dia. Analise contextos daquela época e desta, sem se deixar influenciar por essas teorias de bos... neocoxinhas.


    Pois é... Pelo visto, MAV não se faz, já nasce feito. Um eterno adolescente emocionalmente descompensado e com uma presunção proporcional à ignorância.

    Desafio você a demonstrar, através de critica e análise textual, exegese, hermenêutica (e sem apelar a anacronismos e etnocentrismos), as suas alegações políticas de que as Escrituras Sagradas foram responsáveis pela "morte de milhões de pessoas", ao passo que posso demonstrar que elas foram, sim, responsáveis pela preservação e dignificação da vida de milhões de vidas humanas. Podemos também tratar, pelo crivo do ceticismo político, os autores esquerdistas que você defende e que eu citei para ver se eles estão mesmo obsoletos e deixaram de exercer influência na guerra política atual.

    Como bônus, posso lhe falar uma ou duas coisinhas sobre dissonância cognitiva e demonstrar como os teus argumentos são frutos de histeria.

    Vou deixar você com seu pedantismo. Não dá pra discutir com alguém que se considera indubitavelmente superior. Se interpretares melhor, não quis defender ninguém. Histeria você que deve sofrer, procure se tratar.

    Boa sorte com a sua verdade absoluta!

    Precisão conceitual só é sinônimo de pedantismo na mente do Lula. E você nem imagina o que significa o termo "histérico". Adeus.
    clens100
    clens100
    Novo Usuário

    Mensagens : 5
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/06/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por clens100 Qui 21 Ago 2014, 12:27 pm

    Vão trabalhar ou fazer algo de útil bando de hipócritas!
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maisquevencedor Qui 21 Ago 2014, 12:38 pm

    Esses "filósofos" estão precisando é ouvir Bartô Galeno e assistir uns filmes do Tony Vieira (recomendo, para dessensibilizar, a filha do padre), isso sim!!
    Uma noite no "pau num cessa" também cairia bem.



    clens100 escreveu:Vão trabalhar ou fazer algo de útil bando de hipócritas!
    RATO
    RATO
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 170
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 13/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por RATO Qui 21 Ago 2014, 12:46 pm

    Coitado dos filósofos...
    Brother
    Brother
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 869
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/05/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Brother Qui 21 Ago 2014, 1:00 pm

    Greve, já aprovada em 9 estados, é decisiva para projeto salarial
    Pressão leva DG do STF e MPU ao Planejamento, que condiciona negociação a ‘ordem superior’; categoria cobra defesa da proposta acordada em meio à greve passada

    O futuro do projeto salarial da categoria pode ser definido na greve por tempo indeterminado, já iniciada ou aprovada em oito estados e no Distrito Federal e apontada como decisiva para pautar o caminho que o substitutivo ao Projeto de Lei 6613/2009 tomará: se continuará parado na Comissão de Finanças da Câmara ou se será objeto de um acordo que envolva o governo e o Supremo Tribunal Federal, tendo a previsão de recursos no orçamento da União para 2015 e a sua aprovação asseguradas.

    A pressão dos servidores levou o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, a incumbir o diretor-geral do STF, Amarildo Vieira de Oliveira, de se reunir com o secretário de Relações de Trabalho no Serviço Público do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, para tratar de projetos relativos a servidores e magistrados que envolvam recursos orçamentários. Nesta primeira reunião, o representante do governo Dilma Rousseff (PT) disse que só poderia negociar questões salariais com o Poder Judiciário caso haja uma determinação superior.

    Após o encontro, o STF sinalizou que os presidentes dos tribunais superiores podem finalmente entrar em cena e cobrar do Executivo o respeito à autonomia entre os poderes. Os servidores sabem que tal possibilidade, por si só, não significa muito – para quebrar o bloqueio do governo será necessário jogar duro. Mas a notícia reforça a convicção de que a greve é necessária e poderá ditar até onde vai a pressão institucional e política do Poder Judiciário sobre o governo federal.

    Greve de maio e junho abriu negociações

    A mobilização que está sendo retomada dá continuidade à luta travada no segundo trimestre deste ano, quando servidores de cinco estados do país aderiram à greve nacional, definida de forma conjunta na reunião ampliada da federação nacional (Fenajufe). Apesar da participação de um número de sindicatos e estados aquém do necessário, a paralisação por tempo indeterminado no Rio Grande do Sul, na Bahia, em São Paulo, no Mato Grosso e em Alagoas puxou a mobilização nacional e pautou as reivindicações salariais da categoria em Brasília.

    A principal conquista foi arrancar do Conselho Nacional de Justiça uma nova nota técnica sobre a PEC 59/2013, com posicionamento contrário ao Estatuto do Judiciário. A proposta de emenda constitucional já foi aprovada na Câmara e coloca em risco todos os direitos contidos no Regime Jurídico Único, além de ameaçar os planos de carreiras dos servidores.
    Também foi a partir da aprovação da greve que a comissão de negociação, que reuniu representantes da Fenajufe e dos tribunais superiores, foi instalada no Supremo. Dali saiu a proposta de texto substitutivo para o PL 6613, encaminhada pela direção-geral do STF ao relator do projeto, deputado João Dado (SDD-SP), mas ainda não incorporada ao relatório por ele apresentado porque não traz a assinatura do presidente do STF.

    De todo modo, a mobilização no primeiro semestre mudou o foco das discussões, antes voltadas para supostas soluções segmentadas e que fragmentavam a carreira, pondo em pauta a luta conjunta da categoria em defesa da recomposição geral dos salários na carreira única. Isto com base em um texto substitutivo que, se não resolve o problema das distorções, devolve aos salários o poder de compra que tinham em junho de 2006 e reduz discrepâncias da tabela salarial. Em oito anos, a inflação acumulada superou os 56%, de acordo com o IVC do Dieese, e comeu quase um terço do valor real dos salários – perdas apenas atenuadas com o reajuste de 15,8% parcelados em três vezes conquistado na greve unificada do funcionalismo de 2012.

    Proposta orçamentária

    A retomada da greve nacional tem um enorme desafio pela frente e acontece em momento decisivo. O desafio é fazer a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, recuar de sua posição e negociar a proposta salarial do Judiciário. O momento é decisivo porque é agora que se definirá o teor da proposta orçamentária que o governo enviará ao Congresso – o Planejamento tem que apresentar o projeto até o final de agosto.

    A movimentação dos servidores assegurou que os tribunais superiores enviassem ao ministério previsões orçamentárias que incluem o PL 6613. De acordo com a Direção-Geral do STF, os valores têm como base o impacto estimado para a nova versão da proposta salarial que consta no substitutivo do PL 6613, o texto construído em meio à greve passada.
    É importante que tenha sido assim. O contrário seria um golpe contra a proposta salarial acordada na mesa de negociação. Mas, como já demonstrado em outros anos, é apenas mais um passo numa luta que, avalia-se, exigirá da categoria muita participação, mobilização e greve.

    Reunião no Planejamento

    Este nada fácil cenário foi confirmado na conversa que Amarildo teve com Sérgio Mendonça. De acordo com o relato do encontro repassado pelo diretor-geral ao coordenador-geral da Fenajufe Adilson Rodrigues, ele e o secretário-geral do MPU, Lauro Cardoso, foram recebidos de forma receptiva pelo representante do Planejamento.

    A receptividade, porém, não foi além disso. Membro do governo destacado por Dilma para negociar com os servidores, Sérgio Mendonça voltou a dizer algo que vem falando desde março: o governo só admite discutir com servidores da esfera executiva questões salariais após 2015. Disse ainda que a atuação dele se limitava aos trabalhadores do Executivo, no que também repete a retórica de que o governo federal não interfere nas questões do Judiciário e do Legislativo – algo fantasioso quando se sabe que Dilma alterou os últimos orçamentos dos tribunais e da Procuradoria-Geral da República.
    .
    O secretário de Trabalho ressaltou que só pode negociar com o STF a partir de ordens superiores. No entanto, adiantou que considera o custo do PL 6613/2009 alto e que não acredita que caiba no orçamento de 2015. Segundo Amarildo, o resultado da conversa foi levado aos presidentes dos tribunais superiores, que se disseram dispostos a participar de nova reunião no ministério ou na Presidência da República para defender um espaço efetivo de negociação.

    Possível nova reunião

    O diretor-geral do STF negou que o governo tenha sinalizado a concessão de parte do projeto salarial para 2015, como ventilado por alguns. Neste ponto, Amarildo voltou a frisar que a posição do secretário foi de submeter qualquer negociação a uma autorização acima dele, o que, obviamente, passa pela Presidência da República. Disse ainda acreditar que uma nova reunião com o governo, com a participação dos presidentes dos tribunais, possa ocorrer nos próximos dias.

    “Reiteramos ao Amarildo nosso pedido de audiência com Lewandowski e avisamos da mobilização em todo pais, inclusive o desafio de paralisar o TRE”, disse Adilson. Para ele, qualquer acordo com o governo Dilma só sairá sob forte pressão. Algo que a cúpula do Judiciário só levará adiante se, por sua vez, for muito cobrada pela greve e mobilização dos servidores. O movimento, observou, tem que ser nacional e de todos os ramos do Judiciário, mesmo que focado na Justiça Eleitoral, segmento que naturalmente ganha mais peso a dois meses da eleição.

    É justamente a percepção dos trabalhadores de que sem mobilização não haverá reajuste e as perdas acumuladas em oito anos vão aumentar que fez a greve recomeçar com mais estados e perspectivas de crescer. É o que avalia Fagner Azeredo, dirigente do Sintrajufe-RS, um dos cinco sindicatos que tocaram a greve no primeiro semestre. “Os servidores perceberam a importância e dificuldade da tarefa de arrancar a negociação entre o Judiciário e o governo Dilma. Aprendemos com a greve de maio e junho que unidos podemos vencer, como fizemos ao derrotar a PEC 59”, disse. A própria sobrevivência da carreira, alertou, depende de certo modo desta luta: sem avanço do projeto salarial, o risco de a ameaça das carreiras fragmentadas voltar a ganhar força aumenta. “Não podemos aceitar que o  empenho do STF seja direcionado apenas à pauta da magistratura e que as demandas dos servidores continuem sendo ignoradas”, afirmou.
    Quadro nacional da greve e da mobilização
    Quem parou por tempo indeterminado
    Rio Grande do Sul (Sintrajufe-RS)
    Bahia (Sindjufe-BA)
    Santa Catarina (Sintrajusc)
    Mato Grosso (Sindijufe-MT)
    TRT-15 (Sindiquinze-SP)
    Distrito Federal (Sindjus-DF)
    São Paulo (Sintrajud-SP) *
    Rio de Janeiro (Sisejufe-RJ) **
    *A partir do dia 20 de agosto; **No Rio, a categoria havia decidido em assembleia parar a partir do dia 14; a direção do sindicato, no entanto, alterou a data para 20 de agosto. Não houve explicação para a mudança, questionada publicamente pelos servidores da Oposição à direção.

    Quem já decidiu parar

    Rio Grande do Norte (Sintrajurn-RN) – a partir do dia 21
    Piauí (Sintrajufe-PI) – a partir do dia 25
    Quem está em processo de mobilização
    Goiás (Sinjufego-GO): JF aprovou paralisação de 24h no dia 27, demais tribunais seriam consultados;
    Maranhão (Sintrajufe-MA): fez duas horas de paralisação no dia 14 e fará mais duas no dia 20 e prepara a greve;
    Paraíba (Sindjuf-PB): categoria está em estado de greve e aprovou em assembleia parar por 48h nos dias 25 e 26 de agosto (Apagão) e recomendar aos cartórios que adiem o envio do resultado da votação do segundo simulado, a ocorrer nos dias 21 e 22 de agosto;
    Minas Gerais (Sitraemg): ato público e assembleia no dia 20 para definir a participação no movimento;
    TRT Rondônia e Acre (Sinsjustra-RO/AC): assembleia aprovou a realização de uma pesquisa com a categoria para decidir sobre a greve e a participação nos apagões dos dias 25 e 26 de agosto;
    JF Amazonas (Sitraam-AM): faz visitas aos locais de trabalho para chamar a mobilização;
    Espírito Santo (Sinpojufes-ES): assembleia aprovou duas horas diárias de paralisação e greve nos dias 28 e 29 de agosto;
    Alagoas (Sindjus-AL): faz visitas à base para preparar a mobilização e a greve;
    Mato Grosso do Sul (Sindjufe-MS): assembleia no final de julho avaliou não haver condições para a greve e decidiu aguardar início da paralisação nacional;
    Pará e Amapá (Sindjuf-PA/AP): reunião do Conselho de Representantes nos dias 29 e 30 de agosto.
    *Não foi possível obter informações dos demais sindicatos; dados colhidos no site da Fenajufe e sindicatos.

    Luta Fenajufe Notícias
    Por Hélcio Duarte Filho
    Quarta-feira, 20 de agosto de 2014

    Fonte: [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 21 Ago 2014, 1:44 pm

    naranjito escreveu:
    noexcuses escreveu:
    naranjito escreveu:
    noexcuses escreveu:

    "Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente."

    Forçando a barra em demasia hein mermão, poderias citar também que a bíblia sagrada foi responsável pela morte de milhões de pessoas. Mas não é o caso. Muito fácil pegar trechos de livros e usá-los para para fins tendenciosos (como dizer que o que fulano disse é responsável por morte de milhões de pessoas). Pára de ler Olavo de Baralho e fazer ctrl+c/ctr+v e entenda que esses são autores históricos, que em muito nem se aplicam mais hoje em dia. Analise contextos daquela época e desta, sem se deixar influenciar por essas teorias de bos... neocoxinhas.


    Pois é... Pelo visto, MAV não se faz, já nasce feito. Um eterno adolescente emocionalmente descompensado e com uma presunção proporcional à ignorância.

    Desafio você a demonstrar, através de critica e análise textual, exegese, hermenêutica (e sem apelar a anacronismos e etnocentrismos), as suas alegações políticas de que as Escrituras Sagradas foram responsáveis pela "morte de milhões de pessoas", ao passo que posso demonstrar que elas foram, sim, responsáveis pela preservação e dignificação da vida de milhões de vidas humanas. Podemos também tratar, pelo crivo do ceticismo político, os autores esquerdistas que você defende e que eu citei para ver se eles estão mesmo obsoletos e deixaram de exercer influência na guerra política atual.

    Como bônus, posso lhe falar uma ou duas coisinhas sobre dissonância cognitiva e demonstrar como os teus argumentos são frutos de histeria.

    Vou deixar você com seu pedantismo. Não dá pra discutir com alguém que se considera indubitavelmente superior. Se interpretares melhor, não quis defender ninguém. Histeria você que deve sofrer, procure se tratar.

    Boa sorte com a sua verdade absoluta!

    Precisão conceitual só é sinônimo de pedantismo na mente do Lula. E você nem imagina o que significa o termo "histérico". Adeus.

    Precisamente tu és chato pra c#$@#$.. hhahaha.. .desculpa aí pessoal.... vcs tão certos.
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lord Sith Qui 21 Ago 2014, 2:41 pm

    Isso mesmo colega, temos de ter um olho no "peixe(carreira) e outro no gato (concursos)".

    Lord Sith escreveu:Em 2012 fiquei uns 15 dias de greve. Já fizemos greve para tudo: greve para enviar PL, greve para enviar proposta de orçamento para o Executivo, greve para o PL passar na CTASP, greve para passar na CFT, mas até agora os representantes não informaram/sinalizaram à Presidente da República que não aceitam cortes na proposta de orçamento! Preferem sofrer com a greve a se indispor com os donos do Poder! Isso é fato! Desculpe colega, não vou fazer greve dessa vez. Parabéns para quem entrou e acredita, eu não consigo acreditar. Como entrar na greve se nem o substitutivo tem a assinatura do Presidente do STF? Como apoiar uma coisa dessas? Não duvido nada que na hora de negociar o Pres do STF e o PGR vão nos rifar em troca dos seus reajustes, sempre foi assim, e dificilmente mudará!

    Maranelo escreveu:
    GremistaPraticante escreveu:
    GDJ escreveu:
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!  

    Uma pena!
    CRAZYKONG
    CRAZYKONG
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1000
    Reputação : 30
    Data de inscrição : 20/06/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por CRAZYKONG Qui 21 Ago 2014, 2:41 pm

    Flurj escreveu:Frase dita por um servidor na minha vt qdo perguntado se ele sabia da greve...

    "São só uns gatos pingados..."

    Olhei e falei...

    "é .. se todos pensarem como vc, nem os gatos pingados..."

    VERGONHA DA CATIGURIA!!!!

    Maranelo escreveu:
    GremistaPraticante escreveu:
    GDJ escreveu:
    Sentar com a Dilma também não resolve. O problema é ela concordar com o reajuste.

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!  

    Uma pena!


    Além dos tradicionais pelegos, dos peados por FC, o restante estamos desiludidos! Estou em greve, mesmo tendo me decepcionado por diversas vezes com os colegas, com o sindicato e com a administração do PJU. Não que eu acredite que vá sair algo, mas por puro desencargo de consciência.


    _________________
    "O que guarda a sua boca preserva a sua vida; mas o que muito abre os seus lábios traz sobre si a ruína." Provérbios 13:3
    C.S.A
    C.S.A
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 829
    Reputação : 27
    Data de inscrição : 15/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por C.S.A Qui 21 Ago 2014, 3:49 pm

    CRAZYKONG escreveu:
    Flurj escreveu:Frase dita por um servidor na minha vt qdo perguntado se ele sabia da greve...

    "São só uns gatos pingados..."

    Olhei e falei...

    "é .. se todos pensarem como vc, nem os gatos pingados..."

    VERGONHA DA CATIGURIA!!!!

    Maranelo escreveu:
    GremistaPraticante escreveu:

    Enumerar aqui no Fórum o que não resolve resolve muito menos.

    O que pode resolver (talvez) é uma grande greve.

    Eu já estou nela, e o povo aqui do Fórum ?

    Pra maioria é melhor ficar no ar condicionado criticando aqueles que fazem algo pelo reajuste. E viva!  

    Uma pena!


    Além dos tradicionais pelegos, dos peados por FC, o restante estamos desiludidos! Estou em greve, mesmo tendo me decepcionado por diversas vezes com os colegas, com o sindicato e com a administração do PJU. Não que eu acredite que vá sair algo, mas por puro desencargo de consciência.

    Isso mesmo, meu caro CRAZYKONG.

    Lembremos todos, o primeiro inimigo a ser combatido é o próprio judiciário. Aqui está o maior entrave da nossa carreira. Não adianta darmos algum passo rumo ao planalto se temos uma retaguarda covarde, omissa e mesquinha(judiciário). Venho dizendo faz algum tempo(infelizmente), o judiciário finge q me paga um salário justo e eu finjo que produzo. Estou aguardando o sindicato decidir se vai ou não haver greve, falo do meu Estado, se chamar irei, mesmo que seja apenas por desencargo de consciência.
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7735
    Reputação : 577
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qui 21 Ago 2014, 4:14 pm

    ALGUÉM SABE INFORMAR QUAL FOI O VALOR DO ORÇAMENTO APROVADO PARA O MPU PARA 2014?


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    embuscadeaumento
    embuscadeaumento
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2790
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 05/07/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por embuscadeaumento Qui 21 Ago 2014, 4:42 pm

    Galizezin escreveu:ALGUÉM SABE INFORMAR QUAL FOI O VALOR DO ORÇAMENTO APROVADO PARA O MPU PARA 2014?

    Queria ver o próprio PL que vai para o CN.... pois se no Anexo V (do PL que vai ao Congresso e não o que saiu do Jud e foi para o MPOG) se não constar dele o nosso aumento..bau bau... É que nem no aumento passado, eles preferem, quando não querem passar o aumento, já "cortar na fonte" ou seja, não constar... do que ter o desgaste de ir para o CN e cortar...

    Cortar é pior politicamente... mas não ir e cortar dá no mesmo...mera formalidade.
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8804
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por darkshi Qui 21 Ago 2014, 4:48 pm

    naranjito escreveu:
    noexcuses escreveu:
    naranjito escreveu:
    noexcuses escreveu:

    "Não peço que acreditem em mim, acreditem neles mesmos. Leiam Lukacs, Marx, Gramsci, Alinsky, Trotsky, Lenin e seus inúmeros epígonos. Conheçam a Historia não fraudada pelos ideólogos de esquerda, examinem os fatos e, principalmente, periciem os mais de 100 milhões de cadáveres produzidos por essa gente."

    Forçando a barra em demasia hein mermão, poderias citar também que a bíblia sagrada foi responsável pela morte de milhões de pessoas. Mas não é o caso. Muito fácil pegar trechos de livros e usá-los para para fins tendenciosos (como dizer que o que fulano disse é responsável por morte de milhões de pessoas). Pára de ler Olavo de Baralho e fazer ctrl+c/ctr+v e entenda que esses são autores históricos, que em muito nem se aplicam mais hoje em dia. Analise contextos daquela época e desta, sem se deixar influenciar por essas teorias de bos... neocoxinhas.


    Pois é... Pelo visto, MAV não se faz, já nasce feito. Um eterno adolescente emocionalmente descompensado e com uma presunção proporcional à ignorância.

    Desafio você a demonstrar, através de critica e análise textual, exegese, hermenêutica (e sem apelar a anacronismos e etnocentrismos), as suas alegações políticas de que as Escrituras Sagradas foram responsáveis pela "morte de milhões de pessoas", ao passo que posso demonstrar que elas foram, sim, responsáveis pela preservação e dignificação da vida de milhões de vidas humanas. Podemos também tratar, pelo crivo do ceticismo político, os autores esquerdistas que você defende e que eu citei para ver se eles estão mesmo obsoletos e deixaram de exercer influência na guerra política atual.

    Como bônus, posso lhe falar uma ou duas coisinhas sobre dissonância cognitiva e demonstrar como os teus argumentos são frutos de histeria.

    Vou deixar você com seu pedantismo. Não dá pra discutir com alguém que se considera indubitavelmente superior. Se interpretares melhor, não quis defender ninguém. Histeria você que deve sofrer, procure se tratar.

    Boa sorte com a sua verdade absoluta!

    Precisão conceitual só é sinônimo de pedantismo na mente do Lula. E você nem imagina o que significa o termo "histérico". Adeus.

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes visualizar esta imagem]
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Lord Sith Qui 21 Ago 2014, 5:09 pm

    Galizezin escreveu:ALGUÉM SABE INFORMAR QUAL FOI O VALOR DO ORÇAMENTO APROVADO PARA O MPU PARA 2014?

    R$ 4.931.955.705

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por camirecas Qui 21 Ago 2014, 5:12 pm

    naranjito escreveu:
    camirecas escreveu:
    naranjito escreveu:camirecas,


    Cara,

    não se ofenda, mas lendo seu texto me lembrei do Ponciano (textos). Suas ideias remetem a fanatismo, sectarismo, a verdade está com você, não comporta concordância ou discordância, o que de logo advirto que não é exclusividade dos que você enxerga como esquerdistas.
    Processo democrático de alternância de poder depende do povo. Se ele deseja, beleza, se não quer, paciência. O problema é que só enxergam o defeito aonde e como querem enxergar. Vou considerar Alckmin um "bolivariano" (o que é isso mesmo? Vem de Bolívar? É quem passa muito tempo no poder?) por querer fazer com que o PSDB fique mais de 24 anos no poder em São Paulo? Claro que não! O povo quer, paciência!
    Por que acredito numa presença maior do estado na economia, na regulação das relações existentes na sociedade, automaticamente eu sou adepto da camisa vermelha, sou aluno, ou melhor, epígono, de Marx, Gramsci, Lukacs, Mao etc. Esqueça as pessoas, debata as ideias, a verdade precisa ser relativa, não pertence a ninguém. Leio os caras, mas sou crítico, não replico automaticamente, e não tomo como verdade. E, acima de tudo, respeito as diferenças, amo o próximo, independente de sua cor, religião, sexo... como pregava Cristo. E outra, a maior garantia individual do sujeito é o poder sobre seu corpo. Mais não, nessa questão o estado deve ser "comunista",  controlar a vida do indivíduo, e não liberal? Mais baseado em que? Em "verdades bíblicas"?
    A história nos ensina que o pior casamento que já existiu foi o realizado pelo estado e a religião. Um legitimou as atrocidades do outro. Um incutiu no outro a "verdade". Por isso o anseio pela separação nas sociedades modernas. A dita por você "consolidação da cosmovisão cristã (Inquisição, Cruzadas)", o que nos remete a uma imposição de verdade, matou, trucidou, queimou, estuprou, escravizou, roubou, mas como sempre, só os "camisas vermelhas" assassinaram pessoas, e como você escreve, mais de 100 milhões.
    Não quero anular religião, apenas anseio e desejo que cada um cuide do seu terreno. Quem diz que o estado (gestão) deve ser laico é a nossa Carta Magna, vai dizer que ela é comunista?
    Vou me dar por satisfeito aqui, tendo em vista o espaço que os posts tomam no tópico, mas não me refutarei em lê-lo.

    1) Ponciano? Pô, rapaz... Chutar os bagos é coisa das Feminazi. Very Happy   Ser assertivo não é ser fanático.

    2) Não defendo que esquerdistas monopolizam o autoritarismo, mas que hoje são seus principais promotores, portanto nossa maior ameaça. A esquerda foi útil ao desmascarar em tempos idos as falácias da direita autoritária; o problema é que as substituíram por outras muito piores, como caber ao Estado o papel de agente principal da economia.

    3) Bolivarianismo é um nome de fantasia inventado por Hugo Chávez para o projeto de perpetuação no poder urdido, promovido e patrocinado por Lula e Fidel desde o Foro de São Paulo. Não se baseia no tempo de governo de um grupo político, mas nos mecanismos para se chegar ao governo e nele se perpetuar. Por exemplo:
    a) Sectarização da sociedade através de sua polarização artificial entre falsos opressores (homens, brancos, cristãos/judeus, endinheirados, motorizados e heterossexuais) contra supostos oprimidos (mulheres, pardos, minorias religiosas/irreligiosas, pobres, pedestres/ciclistas e acometidos de transtornos de identidade sexual).
    b) Sucateamento funcional por corte de verbas e aparelhamento político das instituições republicanas por agentes do partido.
    c) Subversão do Estado de Direito por militantes de toga adeptos de um tal "direito achado no manual ideológico do partido".
    d) Coronelismo eternizado com esmolas eleitoreiras concedidas, ameaça o coronel, exclusivamente pelo partido.
    e) Erosão da identidade moral da sociedade através de doutrinação midiática e acadêmica, relativização de valores, romantização do criminoso e desproteção do cidadão honesto.
    f) Patrocínio de "jornalistas", "artistas" e blogueiros/comentaristas com verbas estatais diretas (ou indiretas, via ONGs) para atuarem na guerrilha política em ambientes virtuais (MAVs) ou reais (MST, MTST, black blocs).
    A combinação dessas táticas torna o processo eleitoral irrelevante ou, pior, ilusório. Se Alckmin e seu grupo são usuários desses mecanismos, então são bolivarianos típicos.

    4) "Casamento entre Estado e religião"? Isso existiu na Antiguidade (Júlio César, por exemplo, proclamou-se primeiro Sumo Pontífice de Roma - então república, o que acendeu o alerta para os seus opositores), mas não com o Cristianismo. O que aconteceu foi a união entre o Estado e a Igreja Romana e, depois, a Anglicana, união combatida inicialmente por leigos cristãos, tanto católicos quanto protestantes - e bem antes do Iluminismo. A Igreja Cristã original (ou "fundamentalista", para usar um termo criado por cristãos e ressignificado criminosamente pela esquerda) proibia-se adulterar com o Estado ("Dai a César o que é de César") e violar consciências ("Deus é Espírito e importa que seja adorado em espírito e em verdade"). A partir de Constantino e, principalmente, com Justiniano, perverteu-se a troco de ambições seculares e ao se amancebar com as diversas correntes pagãs do Império Romano - e então veio o horror. Quem, como eu, é contra a reprise desse flagelo, deve insurgir-se contra a união do Estado com a Igreja-esquerdista-escondida-sob-um-falso-laicismo (dogmas da religião política podem ser mais totalitários que alguns dogmas da religião convencional). É essa Igreja-vestida-de-vermelho-carmesim-prostituta que promete fabricar um "Novo-Homem" (i.e., o sobrevivente dos massacres, expurgos e políticas econômicas ruinosas e com a mente formatada pelos dogmas do partido) para povoar o "Paraíso na Terra" (ainda que, na prática, esse paraíso se restrinja à cúpula do partido, como se constata na Venezuela, em Cuba e na Coreia do Norte).

    5) Uma parábola para explicar o modus-operandi dos esquerdistas-beneficiários: imagine que teu vizinho beba urina toda manhã para melhorar a saúde. Você acha esquisito mas respeita desde que o sujeito fique na dele. Certo dia, chega ao poder um grupo que pretende obrigar todo mundo a seguir a dieta urofílica do teu vizinho. Para tanto, desloca todo o efetivo policial para forçar cada cidadão a beber xixi ao acordar. Pior: duplica a carga tributária já que o número de meganhas é insuficiente. Enquanto isso, as ruas despoliciadas são tomadas por todo tipo de criminoso violento. O que é pior? Ser tachado de sectário hoje ou transformar o penico em caneco amanhã?

    Tudo bem!
    Registro apenas que, após os posts, não consigo visualizar diferença entre seus sofismas e os de quem você combate! Só tá diferente o lado!
    PAS_Jud.2011
    PAS_Jud.2011
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1197
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 01/08/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por PAS_Jud.2011 Qui 21 Ago 2014, 5:47 pm

    Lord Sith escreveu:
    Galizezin escreveu:ALGUÉM SABE INFORMAR QUAL FOI O VALOR DO ORÇAMENTO APROVADO PARA O MPU PARA 2014?

    R$ 4.931.955.705

    [É necessário estar registrado e conectado para poderes ver esta hiperligação]

     affraid 

    PTQpariu!!! O que a J. Militar da União faz com tanta grana (orçamento de um Poder Legislativo, qse)? Eitalasqueira. Judiciário é muito caro mesmo, tá é louco!

    vms ficar sem aumento mais um ano mesmo pelo jeito. Rolling Eyes 
    fabiomodel
    fabiomodel
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1059
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 14/08/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por fabiomodel Qui 21 Ago 2014, 6:08 pm

    Não entendo por que toda essa resistência do executivo, eu resolveria o problema rapidinho: aumenta o valor das custas judiciais e pronto, o judiciário seria atendido sem mexer um real do orçamento (embora tenha direito, é verdade).

    E vamos combinar.. A União é uma mãe com as custas de hoje! Ações de milhões pagam pouco mais de mil reais na justiça federal. Quem paga essas custas são empresas e pessoas de alto poder aquisitivo, afinal, aos pobres geralmente é concedida a justiça gratuita. É só fixá-las num montante razoável que o problema seria resolvido sem qualquer "esforço" do executivo..

    Além disso, acabaria com essa judicialização de qualquer coisa. Como hoje é barato, o que mais tem é ação monitória (cobrança) de dívidas que nunca serão pagas. É a máquina pública trabalhando para nada e estimulando esse tipo de conduta.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 21 Ago 2014, 6:31 pm

    Aqui em SP, no TRT 2 Lalau a greve nem parece que começou...um fracasso.

    E os sintrajudeanos foram ao TRE SP, uns morcegos pingados!

    Tópico Geral _JCL4092_web

    Sindicato sem credibilidade é soda! affraid


    Última edição por VANDER DE PAULA em Qui 21 Ago 2014, 6:44 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 21 Ago 2014, 6:35 pm

    Tinham que fazer uma edição dessa imagem e por gente até no pombal!
    Tópico Geral 210814-AtoTRE-11


    A Inês não queria fazer greve...já prevendo isso.
    Tem mais faixas e bandeiras aí que gente.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 21 Ago 2014, 6:40 pm

    VANDER DE PAULA escreveu:Tinham que fazer uma edição dessa imagem e por gente até no pombal!
    Tópico Geral 210814-AtoTRE-11


    A Inês não queria fazer greve...já prevendo isso.
    Tem mais faixas e bandeiras aí que gente.

    Soda mesmo é pelego criticando quem tá tentando arrancar algum reajuste, inclusive pros pelegos!

    Conteúdo patrocinado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 28 Out 2021, 4:29 am