PCS JÁ

PCS JÁ



    Tópico Geral

    trt17
    trt17
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 265
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 03/04/2011

    Tópico Geral Empty Tópico Geral

    Mensagem por trt17 Qui 20 Nov 2014, 10:18 pm

    Pedro Augusto escreveu:
    papai pig escreveu:
    ptralhasnopoder escreveu:TEMOS QUE SE ATER AO DISPOSITIVO

    Isso posto, nego provimento à apelação da União Federal, dou provimento, em parte, à remessa oficial para esclarecer os critérios de correção e juros de mora e para limitar a incidência do reajuste até eventual norma reestruturadora da carreira que expressamente determinar a absorção, e dou parcial provimento à apelação da autora para fixar a verba honorária em 5% (cinco por cento) do valor da condenação.
    Fixa apenas como se dará a correção.. Entendo que será sobre a remuneração percebida nos dias de hj... Seria uma aberração receber sobre uma remuneração que vc nunca percebeu!

    O Acórdão é bem claro:

    "Por essa razão, a concessão da VPI não pode significar o deferimento puro e simples de um aumento percentual perene para todos os servidores que não a obtiveram com a repercussão máxima por ela proporcionada sobre a remuneração dos paradigmas, porque assim agindo estar-se-ia corrigindo uma distorção, com a criação de outra, em sentido oposto.
    Melhor dizendo: se os servidores que obtiveram um ganho percentual maior com a concessão da VPI continuaram percebendo a parcela com seu valor monetário inicial, não há justificativa para que os autores, e todos os demais servidores em posição idêntica à sua, obtenham uma vantagem maior que essa, ou seja, que possam perceber um aumento percentual perene a título de correção de sua VPI, de forma que ela possa ser aumentada, por reflexo, em razão de aumentos posteriores de remuneração.
    Em síntese, se a VPI sempre correspondeu a R$59,87 para os servidores que em junho de 2003 ganhavam menos, deve corresponder ao valor histórico original que equivalha ao percentual obtido pelos indicados paradigmas, sem nenhum aumento futuro (a não ser eventuais revisões gerais de remuneração, que não foram praticadas, reitere-se, desde o ano de 2003).
    Por exemplo, partindo da premissa que a diferença de ganhos corresponde a 13,23%, o servidor com remuneração correspondente a R$1.000,00 deve receber a VPI com o valor de R$132,30, não sendo ela contemplada com nenhum aumento futuro, devendo ser ainda absorvida pela norma reestruturadora posterior que assim o tiver expressamente determinado."

    Para mim esta bem claro q o percentual incidira sobre a remuneracao da epoca em que a revisao geral foi concedida... O retroativo vai dar uma graninha boa!
    Maisquevencedor
    Maisquevencedor
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3003
    Reputação : 25
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Maisquevencedor Qui 20 Nov 2014, 10:18 pm

    Pedro Augusto escreveu:
    papai pig escreveu:
    ptralhasnopoder escreveu:TEMOS QUE SE ATER AO DISPOSITIVO

    Isso posto, nego provimento à apelação da União Federal, dou provimento, em parte, à remessa oficial para esclarecer os critérios de correção e juros de mora e para limitar a incidência do reajuste até eventual norma reestruturadora da carreira que expressamente determinar a absorção, e dou parcial provimento à apelação da autora para fixar a verba honorária em 5% (cinco por cento) do valor da condenação.
    Fixa apenas como se dará a correção.. Entendo que será sobre a remuneração percebida nos dias de hj... Seria uma aberração receber sobre uma remuneração que vc nunca percebeu!

    O Acórdão é bem claro:

    "Por essa razão, a concessão da VPI não pode significar o deferimento puro e simples de um aumento percentual perene para todos os servidores que não a obtiveram com a repercussão máxima por ela proporcionada sobre a remuneração dos paradigmas, porque assim agindo estar-se-ia corrigindo uma distorção, com a criação de outra, em sentido oposto.
    Melhor dizendo: se os servidores que obtiveram um ganho percentual maior com a concessão da VPI continuaram percebendo a parcela com seu valor monetário inicial, não há justificativa para que os autores, e todos os demais servidores em posição idêntica à sua, obtenham uma vantagem maior que essa, ou seja, que possam perceber um aumento percentual perene a título de correção de sua VPI, de forma que ela possa ser aumentada, por reflexo, em razão de aumentos posteriores de remuneração.
    Em síntese, se a VPI sempre correspondeu a R$59,87 para os servidores que em junho de 2003 ganhavam menos, deve corresponder ao valor histórico original que equivalha ao percentual obtido pelos indicados paradigmas, sem nenhum aumento futuro (a não ser eventuais revisões gerais de remuneração, que não foram praticadas, reitere-se, desde o ano de 2003).
    Por exemplo, partindo da premissa que a diferença de ganhos corresponde a 13,23%, o servidor com remuneração correspondente a R$1.000,00 deve receber a VPI com o valor de R$132,30, não sendo ela contemplada com nenhum aumento futuro, devendo ser ainda absorvida pela norma reestruturadora posterior que assim o tiver expressamente determinado."

    De fato, o acórdão parece criar uma vpni com o índice de 13,23% da remuneração de então + R$ 59,87. Uma aberração, pois!
    sandman_br
    sandman_br
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário - Análise de sistemas
    Mensagens : 2505
    Reputação : 48
    Data de inscrição : 06/07/2010
    Localização : Brasília - DF

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por sandman_br Qui 20 Nov 2014, 10:21 pm

    Mindinho do Lula escreveu:
    SAPÃO escreveu:O aumento deve sair, se Deus quiser.


    Deus ou Dilma?

    Pra ela, se trata da mesma pessoa.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Qui 20 Nov 2014, 10:28 pm

    "Os coordenadores da Fenajufe, Eugênia Lacerda, Luiz Cláudio Corrêa e Tarcísio Ferreira, e do Sindjus/DF, Jailton Assis, reuniram-se nesta quinta-feira (20/11) com o presidente do STF, Ricardo Lewandowski. No encontro, que aconteceu no salão branco do Supremo durante o intervalo da sessão plenária, os representantes dos servidores buscaram informações sobre as negociações do reajuste da categoria e cobraram o empenho do ministro para que busque um acordo com o Executivo o mais rapidamente possível.
    Ao ser questionado, Lewandowski disse que o quadro é de indefinição e há dificuldade de interlocução com o Executivo devido às mudanças ministeriais e também às polêmicas a respeito da proposta do governo de modificação da LDO para alterar a meta fiscal. Mas ainda assim ele afirmou que tem conversado com ministros de Estado e que, ontem (19), conversou com o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN).
    O ministro reafirmou que, em todos os contatos, tem defendido o reajuste para magistrados e servidores. Ele disse que pediu que o diretor geral do STF, Amarildo Vieira, fizesse cálculos para estabelecer possíveis limites de negociação com o governo, o que chegou a reduzir em até um terço o impacto do projeto no primeiro ano, com o objetivo de garantir valores de reajuste já para 2015. Contudo, diante da falta de resposta concreta do governo, o ministro pediu para sua assessoria cobrar do MPOG (Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão) uma posição oficial para avaliar o que fazer daqui em diante, como atuar no Congresso para acelerar a tramitação do PL 7920/14.
    Os dirigentes manifestaram a necessidade de priorizar a pressão sobre o Executivo em vez de realizar um trabalho direcionado somente para o Congresso Nacional, haja vista que o governo conta com o apoio da maioria entre os parlamentares, o que tornaria muito difícil a aprovação do reajuste sem a concordância da presidência da República. Eles então solicitaram ao ministro para que busque o diálogo com a presidente Dilma Rousseff com vistas a um acordo orçamentário. Lewandowski respondeu que já teria feito contato com ela, mas não declarou o teor da conversa.
    Sem prejuízo da pressão sobre o Executivo, Lewandowski se comprometeu a fazer contato com o presidente da CFT, Mário Feitoza (PMDB/CE), e com o relator do projeto, Manoel Junior (PMDB/PB), tendo em vista que o prazo para emendas se encerrou e o projeto já pode entrar na pauta de votação da comissão.
    A Fenajufe reiterou a posição de que o projeto de reajuste dos servidores não pode ser preterido em detrimento dos magistrados."

    Retirado do site da Fenajufe um relato bem mais realista/pessimista em relação ao que o Sindjus postou.

    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7833
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qui 20 Nov 2014, 10:31 pm

    Fico estarrecido com essa situação de quase impotência das autoridades do Judiciário em conseguir fazer valer a CF no que diz respeito à independência orçamentária.
    O PT, como um Titanic, a cada dia que passa afundando mais ainda em seu próprio veneno, fazendo panca de austero e honesto! Da onde isso? No quesito corrupção o PT é doutor! Daquela turma de revolucionários altruístas, que só pensam no 'povo' (será?), estão sobrando poucos sem mancha com a corrupção. E com toda essa roubalheira na Petrobrás eu pergunto: Qual é a "Graça"?

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Imexível? Inamovível? Acima de quaisquer suspeitas? Só agora resolveu criar a tal "governança"?


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7833
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qui 20 Nov 2014, 10:37 pm

    Del Piero escreveu:"Os coordenadores da Fenajufe, Eugênia Lacerda, Luiz Cláudio Corrêa e Tarcísio Ferreira, e do Sindjus/DF, Jailton Assis, reuniram-se nesta quinta-feira (20/11) com o presidente do STF, Ricardo Lewandowski. No encontro, que aconteceu no salão branco do Supremo durante o intervalo da sessão plenária, os representantes dos servidores buscaram informações sobre as negociações do reajuste da categoria e cobraram o empenho do ministro para que busque um acordo com o Executivo o mais rapidamente possível.
    Ao ser questionado, Lewandowski disse que o quadro é de indefinição e há dificuldade de interlocução com o Executivo devido às mudanças ministeriais e também às polêmicas a respeito da proposta do governo de modificação da LDO para alterar a meta fiscal. Mas ainda assim ele afirmou que tem conversado com ministros de Estado e que, ontem (19), conversou com o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN).
    O ministro reafirmou que, em todos os contatos, tem defendido o reajuste para magistrados e servidores. Ele disse que pediu que o diretor geral do STF, Amarildo Vieira, fizesse cálculos para estabelecer possíveis limites de negociação com o governo, o que chegou a reduzir em até um terço o impacto do projeto no primeiro ano, com o objetivo de garantir valores de reajuste já para 2015. Contudo, diante da falta de resposta concreta do governo, o ministro pediu para sua assessoria cobrar do MPOG (Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão) uma posição oficial para avaliar o que fazer daqui em diante, como atuar no Congresso para acelerar a tramitação do PL 7920/14.
    Os dirigentes manifestaram a necessidade de priorizar a pressão sobre o Executivo em vez de realizar um trabalho direcionado somente para o Congresso Nacional, haja vista que o governo conta com o apoio da maioria entre os parlamentares, o que tornaria muito difícil a aprovação do reajuste sem a concordância da presidência da República. Eles então solicitaram ao ministro para que busque o diálogo com a presidente Dilma Rousseff com vistas a um acordo orçamentário. Lewandowski respondeu que já teria feito contato com ela, mas não declarou o teor da conversa.
    Sem prejuízo da pressão sobre o Executivo, Lewandowski se comprometeu a fazer contato com o presidente da CFT, Mário Feitoza (PMDB/CE), e com o relator do projeto, Manoel Junior (PMDB/PB), tendo em vista que o prazo para emendas se encerrou e o projeto já pode entrar na pauta de votação da comissão.
    A Fenajufe reiterou a posição de que o projeto de reajuste dos servidores não pode ser preterido em detrimento dos magistrados."

    Retirado do site da Fenajufe um relato bem mais realista/pessimista em relação ao que o Sindjus postou.


    Revelado o "teor da conversa":

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]


    Última edição por Galizezin em Qui 20 Nov 2014, 10:39 pm, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : add)


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Edyrio2010
    Edyrio2010
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 738
    Reputação : 14
    Data de inscrição : 01/09/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Edyrio2010 Qui 20 Nov 2014, 10:38 pm

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7833
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qui 20 Nov 2014, 10:43 pm

    ...STF tão impotente frente à Dilmandona...

    ...STF tão querido tem dó dos servidores...

    "STF reafirma que Judiciário não pode aumentar vencimento de servidor" - Súmula nº 339

    "STF senta em cima da ação sobre a data base dos servidores"



    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Galizezin
    Galizezin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 7833
    Reputação : 593
    Data de inscrição : 13/01/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Galizezin Qui 20 Nov 2014, 10:59 pm

    Depois da fala do Lewandowski, será que alguém ainda tem dúvidas quanto à declaração da Miriam Belchior, de que faria uma contraproposta ao orçamento do judiciário? Estava falando do aumento dos juízes né?


    Última edição por Galizezin em Qui 20 Nov 2014, 11:04 pm, editado 2 vez(es) (Motivo da edição : add)


    _________________
    Neoliberalismo não entrega o que promete, diz FMI!
    Truta do Policarpo
    Truta do Policarpo
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 588
    Reputação : 41
    Data de inscrição : 18/08/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Truta do Policarpo Qui 20 Nov 2014, 11:17 pm

    Galizezin escreveu:Depois da fala do Lewandowski, será que alguém ainda tem dúvidas quanto à declaração da Miriam Belchior, de que faria uma contraproposta ao orçamento do judiciário? Estava falando do aumento dos juízes né?

    Fico estarrecido com a atuação de tantos profetas do ZERO.
    Entram aqui, diariamente, repetindo sempre a mesma conversa.
    São obcecados.
    É bem provável que teremos um pequeno aumento em 2016.
    Tá ótimo.
    Vejo muita ansiedade e pessimismo. Isso não nos ajudará em nada. Assim como a greve não ajudaria.
    Vamos confiar na Presidenta DILMA, bater as metas anuais e continuar acreditando no Brasil.
    milhocolin
    milhocolin
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Hey, Apple!
    Mensagens : 620
    Reputação : 21
    Data de inscrição : 17/06/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por milhocolin Qui 20 Nov 2014, 11:23 pm

    Troll fraco.
    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Sex 21 Nov 2014, 6:01 am

    epitaciosouza escreveu:Lewando ainda tá tentando nos ajudar. Podem crê!.

    Poderia mandar todo mundo tomar no rabo, mas tomou uma postura republicana. É o Presidente mais ativo em prol do servidor nos últimos anos.

    Quando ele fala em partir para o congresso é pq essa pressão é fundamental. Ainda mais agora, com o clima instalado nas Casas Legislativas.

    Vamos ter sim aumento: índices e como será é outraaaaa conversa!

    Na reportagem diz que é dicícil aprovar o reajuste no momento atual porque os deputados só fazem o que o executivo mandar, então não seria mais fácil aprovar o reajuste no ano que vem, com o novo Congresso, já que haverá uma diminuição do número de deputados do PT e dos outros partidos base aliada e um aumento no número de deputados da oposição?
    Eduardo JF
    Eduardo JF
    Novo Usuário

    Cargo : Oficial de Justiça Avaliador Federal
    Mensagens : 12
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Eduardo JF Sex 21 Nov 2014, 6:21 am

    GDJ escreveu:
    epitaciosouza escreveu:Lewando ainda tá tentando nos ajudar. Podem crê!.

    Poderia mandar todo mundo tomar no rabo, mas tomou uma postura republicana. É o Presidente mais ativo em prol do servidor nos últimos anos.

    Quando ele fala em partir para o congresso é pq essa pressão é fundamental. Ainda mais agora, com o clima instalado nas Casas Legislativas.

    Vamos ter sim aumento: índices e como será é outraaaaa conversa!

    Na reportagem diz que é dicícil aprovar o reajuste no momento atual porque os deputados só fazem o que o executivo mandar, então não seria mais fácil aprovar o reajuste no ano que vem, com o novo Congresso, já que haverá uma diminuição do número de deputados do PT e dos outros partidos base aliada e um aumento no número de deputados da oposição?

    Se ficar para o ano que vem vamos ter o mesmo reajuste que o resto do funcionalismo.

    Tipo 15,8% em 3x iniciando em 2016.

    Isso na melhor das hipóteses, já que muitos acreditam que economia vai para o buraco ano que vem.
    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Sex 21 Nov 2014, 6:53 am

    Eduardo JF escreveu:
    GDJ escreveu:
    epitaciosouza escreveu:Lewando ainda tá tentando nos ajudar. Podem crê!.

    Poderia mandar todo mundo tomar no rabo, mas tomou uma postura republicana. É o Presidente mais ativo em prol do servidor nos últimos anos.

    Quando ele fala em partir para o congresso é pq essa pressão é fundamental. Ainda mais agora, com o clima instalado nas Casas Legislativas.

    Vamos ter sim aumento: índices e como será é outraaaaa conversa!

    Na reportagem diz que é dicícil aprovar o reajuste no momento atual porque os deputados só fazem o que o executivo mandar, então não seria mais fácil aprovar o reajuste no ano que vem, com o novo Congresso, já que haverá uma diminuição do número de deputados do PT e dos outros partidos base aliada e um aumento no número de deputados da oposição?

    Se ficar para o ano que vem vamos ter o mesmo reajuste que o resto do funcionalismo.

    Tipo 15,8% em 3x iniciando em 2016.

    Isso na melhor das hipóteses, já que muitos acreditam que economia vai para o buraco ano que vem.

    É verdade. Acho que o melhor que poderia acontecer é o Congresso aprovar o reajuste contra a vontade dela e, caso ela vetasse, derrubar o veto. Isso ocorreu aqui no RJ, onde os servidores do TJ e MP tiveram seus projetos de lei vetados pelo Governador, mas a Assembleia Legislativa derrubou os vetos.
    ptralhasnopoder
    ptralhasnopoder
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 659
    Reputação : 55
    Data de inscrição : 18/09/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ptralhasnopoder Sex 21 Nov 2014, 7:30 am

    Pedro Augusto escreveu:Seria bom se alguém pudesse verificar com o pessoal da Receita como foi implantado esse percentual por lá.

    O percentual não foi implantado.

    Eles vão receber apenas o retroativo referente ao período de 2003 a 2008.
    Eduardo JF
    Eduardo JF
    Novo Usuário

    Cargo : Oficial de Justiça Avaliador Federal
    Mensagens : 12
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Eduardo JF Sex 21 Nov 2014, 7:32 am

    GDJ escreveu:
    Eduardo JF escreveu:
    GDJ escreveu:
    epitaciosouza escreveu:Lewando ainda tá tentando nos ajudar. Podem crê!.

    Poderia mandar todo mundo tomar no rabo, mas tomou uma postura republicana. É o Presidente mais ativo em prol do servidor nos últimos anos.

    Quando ele fala em partir para o congresso é pq essa pressão é fundamental. Ainda mais agora, com o clima instalado nas Casas Legislativas.

    Vamos ter sim aumento: índices e como será é outraaaaa conversa!

    Na reportagem diz que é dicícil aprovar o reajuste no momento atual porque os deputados só fazem o que o executivo mandar, então não seria mais fácil aprovar o reajuste no ano que vem, com o novo Congresso, já que haverá uma diminuição do número de deputados do PT e dos outros partidos base aliada e um aumento no número de deputados da oposição?

    Se ficar para o ano que vem vamos ter o mesmo reajuste que o resto do funcionalismo.

    Tipo 15,8% em 3x iniciando em 2016.

    Isso na melhor das hipóteses, já que muitos acreditam que economia vai para o buraco ano que vem.

    É verdade. Acho que o melhor que poderia acontecer é o Congresso aprovar o reajuste contra a vontade dela e, caso ela vetasse, derrubar o veto. Isso ocorreu aqui no RJ, onde os servidores do TJ e MP tiveram seus projetos de lei vetados pelo Governador, mas a Assembleia Legislativa derrubou os vetos.


    Acho que agora é o melhor momento para passar alguma coisa.

    Pegaríamos uma "carona" no reajuste da magistratura. Provavelmente é o que os servidores da Câmara e Senado farão.

    Não acredito que o Congresso derrube veto, apesar de não entender como a presidente mantenha tanto poder diante de tantas denúncias.

    O que levou a Assembléia do RJ a enfrentar o Governador?
    epitaciosouza
    epitaciosouza
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 738
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 31/08/2011

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por epitaciosouza Sex 21 Nov 2014, 7:36 am

    Eduardo JF escreveu:
    GDJ escreveu:
    Eduardo JF escreveu:
    GDJ escreveu:

    Na reportagem diz que é dicícil aprovar o reajuste no momento atual porque os deputados só fazem o que o executivo mandar, então não seria mais fácil aprovar o reajuste no ano que vem, com o novo Congresso, já que haverá uma diminuição do número de deputados do PT e dos outros partidos base aliada e um aumento no número de deputados da oposição?

    Se ficar para o ano que vem vamos ter o mesmo reajuste que o resto do funcionalismo.

    Tipo 15,8% em 3x iniciando em 2016.

    Isso na melhor das hipóteses, já que muitos acreditam que economia vai para o buraco ano que vem.

    É verdade. Acho que o melhor que poderia acontecer é o Congresso aprovar o reajuste contra a vontade dela e, caso ela vetasse, derrubar o veto. Isso ocorreu aqui no RJ, onde os servidores do TJ e MP tiveram seus projetos de lei vetados pelo Governador, mas a Assembleia Legislativa derrubou os vetos.


    Acho que agora é o melhor momento para passar alguma coisa.

    Pegaríamos uma "carona" no reajuste da magistratura. Provavelmente é o que os servidores da Câmara e Senado farão.

    Não acredito que o Congresso derrube veto, apesar de não entender como a presidente mantenha tanto poder diante de tantas denúncias.

    O que levou a Assembléia do RJ a enfrentar o Governador?

    Sem dúvida. Se não for agora, somente em 2017 com um índice ridículo pra todo mundo.


    _________________
    GDI de 100%.  Aí eu aposento no Judiciário.  [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]
    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Sex 21 Nov 2014, 7:55 am

    Eduardo JF escreveu:


    Acho que agora é o melhor momento para passar alguma coisa.

    Pegaríamos uma "carona" no reajuste da magistratura. Provavelmente é o que os servidores da Câmara e Senado farão.

    Não acredito que o Congresso derrube veto, apesar de não entender como a presidente mantenha tanto poder diante de tantas denúncias.

    O que levou a Assembléia do RJ a enfrentar o Governador?

    Você acha então que os servidores da Câmara/ Senado conseguirão novo reajuste por causa do reajuste dos subsídios dos Parlamentares? Não tinha pensado nisso.
    Também não entendo porque o Congresso age tão bovinamente, se bem que houve recentemente uma reação contrária na questão do decreto dos conselhos populares.
    Não sei o motivo da derrubado do veto no RJ, só li a noticia na internet.
    O curioso é que quando ingressei no Judiciário (2005) era comum ler nas redes sociais (na época ainda se usava o Orkut) comentários dos servidores do TJ-RJ que só sabiam falar mal de lá, e a imensa maioria sonhava em entrar no Judiciário da União. Mas eles tiveram tantos reajuste nos últimos anos, que é provável que a remuneração (somando-se o adicional por tempo de serviço, que ainda existe lá) esteja igual, e logo deve ultrapassar.
    Eduardo JF
    Eduardo JF
    Novo Usuário

    Cargo : Oficial de Justiça Avaliador Federal
    Mensagens : 12
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Eduardo JF Sex 21 Nov 2014, 8:07 am

    GDJ escreveu:
    Eduardo JF escreveu:


    Acho que agora é o melhor momento para passar alguma coisa.

    Pegaríamos uma "carona" no reajuste da magistratura. Provavelmente é o que os servidores da Câmara e Senado farão.

    Não acredito que o Congresso derrube veto, apesar de não entender como a presidente mantenha tanto poder diante de tantas denúncias.

    O que levou a Assembléia do RJ a enfrentar o Governador?

    Você acha então que os servidores da Câmara/ Senado conseguirão novo reajuste por causa do reajuste dos subsídios dos Parlamentares? Não tinha pensado nisso.
    Também não entendo porque o Congresso age tão bovinamente, se bem que houve recentemente uma reação contrária na questão do decreto dos conselhos populares.
    Não sei o motivo da derrubado do veto no RJ, só li a noticia na internet.  
    O curioso é que quando ingressei no Judiciário (2005) era comum ler nas redes sociais (na época ainda se usava o Orkut) comentários dos servidores do TJ-RJ que só sabiam falar mal de lá, e a imensa maioria sonhava em entrar no Judiciário da União. Mas eles tiveram tantos reajuste nos últimos anos, que é provável que a remuneração (somando-se o adicional por tempo de serviço, que ainda existe lá) esteja igual, e logo deve ultrapassar.

    Acho muito provável que saia alguma coisa para o pessoal da Câmara/Senado. Ninguém fala nada e o reajuste aparece de repente, nos últimos dias do ano.

    Eles estão próximos dos "chefes". Isso explica porque estão numa situação muito melhor que a nossa.

    Poderíamos comparar com o pessoal do STF que trata direto com os Ministros.

    O impacto total da despesa pode influenciar, mas na verdade a grande diferença é que os "chefes" de lá apoiam realmente os servidores, coisa que não acontece por aqui.
    avatar
    SENATUS
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 486
    Reputação : 34
    Data de inscrição : 23/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por SENATUS Sex 21 Nov 2014, 8:10 am

    Eduardo JF escreveu:
    GDJ escreveu:
    Eduardo JF escreveu:


    Acho que agora é o melhor momento para passar alguma coisa.

    Pegaríamos uma "carona" no reajuste da magistratura. Provavelmente é o que os servidores da Câmara e Senado farão.

    Não acredito que o Congresso derrube veto, apesar de não entender como a presidente mantenha tanto poder diante de tantas denúncias.

    O que levou a Assembléia do RJ a enfrentar o Governador?

    Você acha então que os servidores da Câmara/ Senado conseguirão novo reajuste por causa do reajuste dos subsídios dos Parlamentares? Não tinha pensado nisso.
    Também não entendo porque o Congresso age tão bovinamente, se bem que houve recentemente uma reação contrária na questão do decreto dos conselhos populares.
    Não sei o motivo da derrubado do veto no RJ, só li a noticia na internet.  
    O curioso é que quando ingressei no Judiciário (2005) era comum ler nas redes sociais (na época ainda se usava o Orkut) comentários dos servidores do TJ-RJ que só sabiam falar mal de lá, e a imensa maioria sonhava em entrar no Judiciário da União. Mas eles tiveram tantos reajuste nos últimos anos, que é provável que a remuneração (somando-se o adicional por tempo de serviço, que ainda existe lá) esteja igual, e logo deve ultrapassar.

    Acho muito provável que saia alguma coisa para o pessoal da Câmara/Senado. Ninguém fala nada e o reajuste aparece de repente, nos últimos dias do ano.

    Eles estão próximos dos "chefes". Isso explica porque estão numa situação muito melhor que a nossa.

    Poderíamos comparar com o pessoal do STF que trata direto com os Ministros.

    O impacto total da despesa pode influenciar, mas na verdade a grande diferença é que os "chefes" de lá apoiam realmente os servidores, coisa que não acontece por aqui.
    Mas o aumento da Câmara tem que ser por Projeto de Lei, e acredito que eles não tenham enviado.
    Eduardo JF
    Eduardo JF
    Novo Usuário

    Cargo : Oficial de Justiça Avaliador Federal
    Mensagens : 12
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Eduardo JF Sex 21 Nov 2014, 8:28 am

    SENATUS escreveu:
    Eduardo JF escreveu:
    GDJ escreveu:
    Eduardo JF escreveu:


    Acho que agora é o melhor momento para passar alguma coisa.

    Pegaríamos uma "carona" no reajuste da magistratura. Provavelmente é o que os servidores da Câmara e Senado farão.

    Não acredito que o Congresso derrube veto, apesar de não entender como a presidente mantenha tanto poder diante de tantas denúncias.

    O que levou a Assembléia do RJ a enfrentar o Governador?

    Você acha então que os servidores da Câmara/ Senado conseguirão novo reajuste por causa do reajuste dos subsídios dos Parlamentares? Não tinha pensado nisso.
    Também não entendo porque o Congresso age tão bovinamente, se bem que houve recentemente uma reação contrária na questão do decreto dos conselhos populares.
    Não sei o motivo da derrubado do veto no RJ, só li a noticia na internet.  
    O curioso é que quando ingressei no Judiciário (2005) era comum ler nas redes sociais (na época ainda se usava o Orkut) comentários dos servidores do TJ-RJ que só sabiam falar mal de lá, e a imensa maioria sonhava em entrar no Judiciário da União. Mas eles tiveram tantos reajuste nos últimos anos, que é provável que a remuneração (somando-se o adicional por tempo de serviço, que ainda existe lá) esteja igual, e logo deve ultrapassar.

    Acho muito provável que saia alguma coisa para o pessoal da Câmara/Senado. Ninguém fala nada e o reajuste aparece de repente, nos últimos dias do ano.

    Eles estão próximos dos "chefes". Isso explica porque estão numa situação muito melhor que a nossa.

    Poderíamos comparar com o pessoal do STF que trata direto com os Ministros.

    O impacto total da despesa pode influenciar, mas na verdade a grande diferença é que os "chefes" de lá apoiam realmente os servidores, coisa que não acontece por aqui.
    Mas o aumento da Câmara tem que ser por Projeto de Lei, e acredito que eles não tenham enviado.

    Não estou afirmando que vai sair alguma coisa para eles, mas acho que não vão perder a oportunidade de pegar uma "carona" no reajuste dos chefes.

    Algumas coisas acontecem por baixo dos panos e projeto de lei as vezes tramita na velocidade da luz.
    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Sex 21 Nov 2014, 8:28 am

    SENATUS escreveu:
    Eduardo JF escreveu:

    Acho muito provável que saia alguma coisa para o pessoal da Câmara/Senado. Ninguém fala nada e o reajuste aparece de repente, nos últimos dias do ano.

    Eles estão próximos dos "chefes". Isso explica porque estão numa situação muito melhor que a nossa.

    Poderíamos comparar com o pessoal do STF que trata direto com os Ministros.

    O impacto total da despesa pode influenciar, mas na verdade a grande diferença é que os "chefes" de lá apoiam realmente os servidores, coisa que não acontece por aqui.
    Mas o aumento da Câmara tem que ser por Projeto de Lei, e acredito que eles não tenham enviado.

    Mas para eles a coisa anda rápido. Em duas semanas, o projeto chega, vai direto para o plenário e é aprovado. E tenho a impressão que uma das gratificações dos servidores da Câmara (a GR) é um percentual do subsídio dos parlamentares, então com o reajuste deste, eles teriam aumento automaticamente.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Sex 21 Nov 2014, 8:31 am

    GDJ escreveu:
    SENATUS escreveu:
    Eduardo JF escreveu:

    Acho muito provável que saia alguma coisa para o pessoal da Câmara/Senado. Ninguém fala nada e o reajuste aparece de repente, nos últimos dias do ano.

    Eles estão próximos dos "chefes". Isso explica porque estão numa situação muito melhor que a nossa.

    Poderíamos comparar com o pessoal do STF que trata direto com os Ministros.

    O impacto total da despesa pode influenciar, mas na verdade a grande diferença é que os "chefes" de lá apoiam realmente os servidores, coisa que não acontece por aqui.
    Mas o aumento da Câmara tem que ser por Projeto de Lei, e acredito que eles não tenham enviado.

    Mas para eles a coisa anda rápido. Em duas semanas, o projeto chega, vai direto para o plenário e é aprovado. E tenho a impressão que uma das gratificações dos servidores da Câmara (a GR) é um percentual do subsídio dos parlamentares, então com o reajuste deste, eles teriam aumento automaticamente.

    Como? Vinculado? Pode isso, Arnaldo?

    XIII - é vedada a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o efeito de remuneração de pessoal do serviço público; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    Eduardo JF
    Eduardo JF
    Novo Usuário

    Cargo : Oficial de Justiça Avaliador Federal
    Mensagens : 12
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Eduardo JF Sex 21 Nov 2014, 8:40 am

    Del Piero escreveu:
    GDJ escreveu:
    SENATUS escreveu:
    Eduardo JF escreveu:

    Acho muito provável que saia alguma coisa para o pessoal da Câmara/Senado. Ninguém fala nada e o reajuste aparece de repente, nos últimos dias do ano.

    Eles estão próximos dos "chefes". Isso explica porque estão numa situação muito melhor que a nossa.

    Poderíamos comparar com o pessoal do STF que trata direto com os Ministros.

    O impacto total da despesa pode influenciar, mas na verdade a grande diferença é que os "chefes" de lá apoiam realmente os servidores, coisa que não acontece por aqui.
    Mas o aumento da Câmara tem que ser por Projeto de Lei, e acredito que eles não tenham enviado.

    Mas para eles a coisa anda rápido. Em duas semanas, o projeto chega, vai direto para o plenário e é aprovado. E tenho a impressão que uma das gratificações dos servidores da Câmara (a GR) é um percentual do subsídio dos parlamentares, então com o reajuste deste, eles teriam aumento automaticamente.

    Como? Vinculado? Pode isso, Arnaldo?

    XIII - é vedada a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o efeito de remuneração de pessoal do serviço público;   (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)

    Caro Del Piero,

    Não sei se o que o GDJ falou procede, mas certas coisas só terminam quando denunciadas pela imprensa.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Sex 21 Nov 2014, 8:48 am

    Eduardo JF escreveu:
    Del Piero escreveu:
    GDJ escreveu:
    SENATUS escreveu:
    Mas o aumento da Câmara tem que ser por Projeto de Lei, e acredito que eles não tenham enviado.

    Mas para eles a coisa anda rápido. Em duas semanas, o projeto chega, vai direto para o plenário e é aprovado. E tenho a impressão que uma das gratificações dos servidores da Câmara (a GR) é um percentual do subsídio dos parlamentares, então com o reajuste deste, eles teriam aumento automaticamente.

    Como? Vinculado? Pode isso, Arnaldo?

    XIII - é vedada a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o efeito de remuneração de pessoal do serviço público;   (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)

    Caro Del Piero,

    Não sei se o que o GDJ falou procede, mas certas coisas só terminam quando denunciadas pela imprensa.

    Esqueci que a CF não vale de nada nesse país. hehehe
    avatar
    GDJ
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 525
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 18/11/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por GDJ Sex 21 Nov 2014, 8:49 am

    Del Piero escreveu:

    Como? Vinculado? Pode isso, Arnaldo?

    XIII - é vedada a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para o efeito de remuneração de pessoal do serviço público;   (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)

    Tens razão, parece que não é mesmo vinculado.  Parece que era vinculado, mas isso acabou em 2012, provavelmente por causa da vedação constitucional. O engraçado é que levaram 24 anos para perceber a inconstitucionalidade. rs
    Encontrei essa noticia no Jus Brasil:

    Fim da vinculação salarial de servidores aos subsídios dos parlamentares é aprovado pela Câmara


    Salvar  • 0 comentários • Imprimir • Reportar

    Publicado por Direito do Estado (extraído pelo JusBrasil) - 2 anos atrás

     
    A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de ontem (4), projeto de resolução da Mesa Diretora da Casa, que acaba com a vinculação da remuneração dos servidores efetivos e comissionados aos subsídios dos deputados.

    "A vinculação não tem mais sentido e sua continuidade provoca grandes impactos orçamentários", disse o presidente da Câmara, deputado Março Maia (PT-RS), ao destacar que o assunto vinha sendo tratado há algum tempo.

    Pelas regras anteriores, a cada reajuste no subsídio dos parlamentares deveria ser concedido o mesmo percentual a duas gratificações pagas aos servidores da Casa. Em dezembro de 2010, os deputados tiveram reajuste salarial de 62%, elevando os seus vencimentos de pouco mais de R$ 16 mil para R$ 26,7. Mas o percentual não foi repassado para as duas gratificações dos servidores da Câmara. As gratificações representam aproximadamente 30% do salário do servidor

    O valor da GR é fixo, mas não é para ninguém botar defeito. rs

    ANEXO III

    Gratificação de RepresentaÇÃO (Art. 3o)



    CARGO EFETIVO

    VALOR




    A PARTIR DE  

    A PARTIR DE  

    A PARTIR DE  




    01/01/2013

    01/01/2014

    01/01/2015


    ANALISTA LEGISLATIVO

    6.778,67

    8.500,00

    11.200,00


    TÉCNICO LEGISLATIVO

    5.103,93

    6.400,00

    8.432,93
    avatar
    Judiciário
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1511
    Reputação : 24
    Data de inscrição : 07/07/2010
    Idade : 50

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Judiciário Sex 21 Nov 2014, 8:52 am

    Servidores da Justiça Federal do Rio continuam mobilizados pela aprovação do PL 7.920

    Tais Faccioli e Max Leone*

    A direção do Sisejufe e os servidores da Justiça Federal do Rio promoveram na quarta-feira (19/11) mais um ato pela aprovação do PL 7.920/14. A mobilização tem por objetivo intensificar a luta da categoria seguindo orientação da Fenajufe. O diretor-presidente do sindicato, Valter Nogueira Alves, passou informes sobre o andamento das negociações a respeito do projeto de aumento salarial da categoria. A manifestação ocorreu em frente ao prédio da Justiça Federal Rio Branco.

    Valter explicou que o Sisejufe vem atuando nas frentes jurídica e política para garantir a tramitação do PL no Congresso, juntamente com a Fenajufe e os demais sindicatos filiados. E que as entidades trabalham com vários cenários. Um deles, elaborado pelo diretor-geral do STF Amarildo Vieira, apresenta a seguinte mudança na projeção do parcelamento do reajuste: a primeira parcela seria de 20%, só que em novembro, e não mais em julho. A última parcela seria alongada para junho de 2018. Com essas alterações, o impacto inicial de 2015, que seria de R$ 1,5 bilhão, passaria para pouco mais de R$ 500 milhões.

    Em relação à tramitação no Congresso, há duas possibilidades. A primeira visa intensificar a coleta de assinaturas para o requerimento de urgência urgentíssima a fim de que o PL 7.920 seja apreciado em plenário o mais rapidamente possível. A segunda é aumentar a pressão pela votação do projeto na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara.

    A votação na CFT, prevista para quarta-feira (19/11), foi adiada porque o relator, o deputado Manoel Junior (PMDB-Bb), só poderá apresentar o parecer após cinco sessões plenárias, contando da data em que o projeto chegou à CFT (07/11).

    Valter destacou ainda que o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, é o responsável direto pela costura dos acordos. “O presidente do Supremo tem feito um esforço diário para concluir essas negociações em nível ministerial com o Executivo”, afirmou.
    tre-rj
    tre-rj
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1536
    Reputação : 118
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por tre-rj Sex 21 Nov 2014, 8:56 am

    E ai judiciario, vc disse que o Poder judiciario ja sabe o seu quinhao no orcamento. Pode dar detalhes?

    Judiciário escreveu:Servidores da Justiça Federal do Rio continuam mobilizados pela aprovação do PL 7.920

    Tais Faccioli e Max Leone*

    A direção do Sisejufe e os servidores da Justiça Federal do Rio promoveram na quarta-feira (19/11) mais um ato pela aprovação do PL 7.920/14. A mobilização tem por objetivo intensificar a luta da categoria seguindo orientação da Fenajufe. O diretor-presidente do sindicato, Valter Nogueira Alves, passou informes sobre o andamento das negociações a respeito do projeto de aumento salarial da categoria. A manifestação ocorreu em frente ao prédio da Justiça Federal Rio Branco.

    Valter explicou que o Sisejufe vem atuando nas frentes jurídica e política para garantir a tramitação do PL no Congresso, juntamente com a Fenajufe e os demais sindicatos filiados. E que as entidades trabalham com vários cenários. Um deles, elaborado pelo diretor-geral do STF Amarildo Vieira, apresenta a seguinte mudança na projeção do parcelamento do reajuste: a primeira parcela seria de 20%, só que em novembro, e não mais em julho. A  última parcela seria alongada para junho de 2018. Com essas alterações, o impacto inicial de 2015, que seria de R$ 1,5 bilhão, passaria para pouco mais de R$ 500 milhões.

    Em relação à tramitação no Congresso, há duas possibilidades. A primeira visa intensificar a coleta de assinaturas para o requerimento de urgência urgentíssima a fim de que o PL 7.920 seja apreciado em plenário o mais rapidamente possível. A segunda é aumentar a pressão pela votação do projeto na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara.

    A votação na CFT, prevista para quarta-feira (19/11), foi adiada porque o relator, o deputado Manoel Junior (PMDB-Bb), só poderá apresentar o parecer após cinco sessões plenárias, contando da data em que o projeto chegou à CFT (07/11).

    Valter destacou ainda que o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, é o responsável direto pela costura dos acordos.  “O presidente do Supremo tem feito um esforço diário para concluir essas negociações em nível ministerial com o Executivo”, afirmou.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Sex 21 Nov 2014, 8:59 am

    pig pig pig alguém já descobriu de que forma se dará a incorporação dos 13,23%?
    A Anajustra bem que poderia aplacar o nosso vício por planilhas de remuneração e soltar uma...
    pig
    Aroldo Rique
    Aroldo Rique
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 5984
    Reputação : 40
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Aroldo Rique Sex 21 Nov 2014, 9:00 am

    2018 é SACANAGEM!


    _________________

    Pessoal, associem-se à ANATA.
    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]
    PCSdefinido2015
    PCSdefinido2015
    Novo Usuário

    Mensagens : 6
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 20/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por PCSdefinido2015 Sex 21 Nov 2014, 9:16 am

    Aroldo Rique escreveu:2018 é SACANAGEM!



    2018?

    isso sim é Troll.


    o caminho tá traçado, aguardem a boa notícia!


    Última edição por PCSdefinido2015 em Sex 21 Nov 2014, 9:17 am, editado 1 vez(es)
    ptralhasnopoder
    ptralhasnopoder
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 659
    Reputação : 55
    Data de inscrição : 18/09/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ptralhasnopoder Sex 21 Nov 2014, 9:16 am

    ALGUÉM DE BRASÍLIA PODERIA LIGAR PARA O DR. IBANEIS E PERGUNTAR COMO SERÁ A IMPLANTAÇÃO DOS 13,23.
    REMUNERAÇÃO ATUAL OU DE 2003
    Eduardo JF
    Eduardo JF
    Novo Usuário

    Cargo : Oficial de Justiça Avaliador Federal
    Mensagens : 12
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 18/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Eduardo JF Sex 21 Nov 2014, 9:17 am

    Aroldo Rique escreveu:2018 é SACANAGEM!

    Última parcela perto das eleições evita aborrecimentos para o Presidente do TSE.
    ptralhasnopoder
    ptralhasnopoder
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 659
    Reputação : 55
    Data de inscrição : 18/09/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por ptralhasnopoder Sex 21 Nov 2014, 9:17 am

    PCSdefinido2015 escreveu:
    Aroldo Rique escreveu:2018 é SACANAGEM!



    2018?

    isso sim é Troll.


    o caminho tá traçado, aguardem a boa notícia!

    QUEM DARÁ A NOTÍCIA?
    Mindinho do Lula
    Mindinho do Lula
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 190
    Reputação : 13
    Data de inscrição : 12/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Mindinho do Lula Sex 21 Nov 2014, 9:20 am

    ptralhasnopoder escreveu:
    PCSdefinido2015 escreveu:
    Aroldo Rique escreveu:2018 é SACANAGEM!



    2018?

    isso sim é Troll.


    o caminho tá traçado, aguardem a boa notícia!

    QUEM DARÁ A NOTÍCIA?


    O LUIZ MÁRIO
    PCSdefinido2015
    PCSdefinido2015
    Novo Usuário

    Mensagens : 6
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 20/11/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por PCSdefinido2015 Sex 21 Nov 2014, 9:21 am

    Mindinho do Lula escreveu:
    ptralhasnopoder escreveu:
    PCSdefinido2015 escreveu:
    Aroldo Rique escreveu:2018 é SACANAGEM!



    2018?

    isso sim é Troll.


    o caminho tá traçado, aguardem a boa notícia!

    QUEM DARÁ A NOTÍCIA?


    O LUIZ MÁRIO


    não! o mario iguaçu.
    Tribunal de Exceção
    Tribunal de Exceção
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 242
    Reputação : 4
    Data de inscrição : 02/05/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Tribunal de Exceção Sex 21 Nov 2014, 9:29 am

    PCSdefinido2015 escreveu:
    Mindinho do Lula escreveu:
    ptralhasnopoder escreveu:
    PCSdefinido2015 escreveu:



    2018?

    isso sim é Troll.


    o caminho tá traçado, aguardem a boa notícia!

    QUEM DARÁ A NOTÍCIA?


    O LUIZ MÁRIO


    não! o mario iguaçu.

    Nao sei porque, mas tenho a ligeira impressão este um ai vai se dar bem com o PauloSL
    Jaspion
    Jaspion
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : Técnico
    Mensagens : 1031
    Reputação : 54
    Data de inscrição : 06/08/2012

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Jaspion Sex 21 Nov 2014, 9:30 am

    PL 7920/14

    19/11/2014

    Comissão de Finanças e Tributação ( CFT )

    Encerrado o prazo para emendas ao projeto. Não foram apresentadas emendas.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Convidado Sex 21 Nov 2014, 9:31 am

    PCSdefinido2015 escreveu:
    Aroldo Rique escreveu:2018 é SACANAGEM!



    2018?

    isso sim é Troll.


    o caminho tá traçado, aguardem a boa notícia!

    Olá, MPT SP! albino
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Denovo?? Sex 21 Nov 2014, 9:35 am

    Motora, nos diga sua lotação

    Conteúdo patrocinado

    Tópico Geral Empty Re: Tópico Geral

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 06 Dez 2021, 10:37 pm