PCS JÁ

PCS JÁ



    A inveja é uma mer...!

    avatar
    Convidado
    Convidado

    A inveja é uma mer...! Empty A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Convidado Sex 06 Fev 2015, 8:12 am

    Colegas e "colegas",

    Sou recente no fórum, mas tudo o que já acompanhei e li por aqui, me deram só uma certeza: SOMOS DESUNIDOS, MUITOS COLEGAS EXTREMAMENTE INVEJOSOS pelas conquistas de outros, e assim por diante. Resultado: sem coesão alguma, não seremos vitoriosos em nada, porque falta UNIÃO.

    A intenção aqui é fazermos exercícios de reflexão sobre o que realmente queremos: destruir as conquistas de alguns e com isso vibrar (como vejo a toda hora por parte de alguns, em determinados tópicos como 13,23%, quintos, PCS x subsídio e outros assuntos gerais da carreira), ou, quem sabe, percebermos que o caminho está na UNIÃO em torno de um objetivo, a fim de, fortes, conquistarmos os que queremos.




    roberto.barrao
    roberto.barrao
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Cargo : tecnico judiciario
    Mensagens : 115
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 02/01/2015
    Idade : 56
    Localização : NATAL/RN

    A inveja é uma mer...! Empty inveja

    Mensagem por roberto.barrao Dom 08 Fev 2015, 7:53 pm

    Acho que os invejosos podiam ficar calados, pois os que tem FC incorporadas foi porque entraram há mais tempo no PJU e a lei permitiu, muitos novatos quando chegam e veem os antigos com salários mais elevados ficam com um pingo de inveja, isso não deveria acontecer, pois somos servidores e colegas de trabalho. affraid
    avatar
    Convidado
    Convidado

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Convidado Seg 09 Fev 2015, 10:45 am

    Fico aqui pensando, como será que se sentirão os 'não incorporados" ingressos antes de 2013 no serviço público federal (no caso MPU e PJU) quando, daqui a 5, 10, 15, 20 ou 30 anos, colegas que também trabalham tanto quanto aqueles, começarem uma mobilização descarada para que todos, indistintamente, se aposentem pelas novíssimas regras, qual seja, Regime Geral de Previdência com necessidade de compor as diferenças através de um Fundo Previdenciário Complementar Próprio. Lembrando que a grande maioria dos 'reclamandos' deste fórum deve ter ingressado antes da vigência da Lei de 2013, portanto, os que ainda estiverem no MPU ou PJU, e que hoje reclamando das incorporações conquistadas no passado.
    Se todos pensassem direitinho como poderá ser o amanhã de cada um, será que continuariam invejando e cobiçando as conquistas alheias, ou uniriam forças para uma luta conjunta?
    GCC
    GCC
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : Analista Judiciário - TJDFT
    Mensagens : 360
    Reputação : 74
    Data de inscrição : 06/02/2013

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por GCC Seg 09 Fev 2015, 11:53 am

    Como diz tópico, "A inveja é uma merd...!"

    Mas a ganância e o egoísmo é pior ainda.

    Os servidores novos não podem nem sonhar com um bom PL, seja por Subsídio ou por GD, para não atrapalhar os antigos a ganhar salários duas, três vezes maiores que os dos outros.

    O Governo e o PJU que não ousem fazer uma proposta dessas, que moralize a folha de pagamento e tornem as coisas mais justas na distribuição dos recursos orçamentários do PJU. Que absurdo.

    Nós que temos muitos anos de PJU é que temos que ganhar muito mesmo, e o novatos que se contentem com a mixaria atual, e não tenham inveja, porque a inveja é uma merd....

    Nosso egoísmo, não. Nossa ganância é justa, e nosso egoísmo é moral.

    Então novatos, curvem-se a nós, e fiquem presos nesse modelo remuneratórios para que possamos manter nossas regalias, sem chiar ou achar ruim, pq a inveja de vocês é uma merd...

    Sem Frescura
    Sem Frescura
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3056
    Reputação : 408
    Data de inscrição : 13/07/2010

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Sem Frescura Seg 09 Fev 2015, 12:01 pm

    GCC escreveu:Como diz tópico, "A inveja é uma merd...!"

    Mas a ganância e o egoísmo é pior ainda.

    Os servidores novos não podem nem sonhar com um bom PL, seja por Subsídio ou por GD, para não atrapalhar os antigos a ganhar salários duas, três vezes maiores que os dos outros.

    O Governo e o PJU que não ousem fazer uma proposta dessas, que moralize a folha de pagamento e tornem as coisas mais justas na distribuição dos recursos orçamentários do PJU. Que absurdo.

    Nós que temos muitos anos de PJU é que temos que ganhar muito mesmo, e o novatos que se contentem com a mixaria atual, e não tenham inveja, porque a inveja é uma merd....

    Nosso egoísmo, não. Nossa ganância é justa, e nosso egoísmo é moral.

    Então novatos, curvem-se a nós, e fiquem presos nesse modelo remuneratórios para que possamos manter nossas regalias, sem chiar ou achar ruim, pq a inveja de vocês é uma merd...

    like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like like
    tre-rj
    tre-rj
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1534
    Reputação : 118
    Data de inscrição : 06/07/2010

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por tre-rj Seg 09 Fev 2015, 12:10 pm

    GCC escreveu:Como diz tópico, "A inveja é uma merd...!"

    Mas a ganância e o egoísmo é pior ainda.

    Os servidores novos não podem nem sonhar com um bom PL, seja por Subsídio ou por GD, para não atrapalhar os antigos a ganhar salários duas, três vezes maiores que os dos outros.

    O Governo e o PJU que não ousem fazer uma proposta dessas, que moralize a folha de pagamento e tornem as coisas mais justas na distribuição dos recursos orçamentários do PJU. Que absurdo.

    Nós que temos muitos anos de PJU é que temos que ganhar muito mesmo, e o novatos que se contentem com a mixaria atual, e não tenham inveja, porque a inveja é uma merd....

    Nosso egoísmo, não. Nossa ganância é justa, e nosso egoísmo é moral.

    Então novatos, curvem-se a nós, e fiquem presos nesse modelo remuneratórios para que possamos manter nossas regalias, sem chiar ou achar ruim, pq a inveja de vocês é uma merd...


    like like like


    Na otica dos incorporados  devemos ficar felizes por eles ganharem o dobro/triplo fazendo a mesma coisa.

    O subsidio/GD nao iria tornar o salario deles baixo, apenas diminuiria a disparidade.

    Outra coisa os aposentados alegam que a GD quebra a paridade. Ai eu pergunto que paridade? é so olhar o contracheque deles e olhar que quem ta precisando de paridade somos nós.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Convidado Seg 09 Fev 2015, 12:53 pm

    Acho que os "incorporadões", que já contam com seus 20, 30 anos de serviço, poderiam refletir que os novatos que entraram de 10 anos pra cá, quando chegarem ao final da carreira, não terão NADA incorporado e não terão uma remuneração proporcional a 15k ou 20k, como muitos dos incorporados contam hoje em dia.

    A paridade salarial gradativa, como foi proposta pelo subsídio, seria uma forma de alcançar o objetivo de valorizar todos os servidores. Não vejo NENHUM motivo para um colega que faz a mesma coisa que eu ganhar o dobro. Não é retirar direitos, é não aumentar o abismo salarial, conforme a Fenajufe insiste.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Convidado Seg 09 Fev 2015, 1:13 pm

    noexcuses escreveu:Acho que os "incorporadões", que já contam com seus 20, 30 anos de serviço, poderiam refletir que os novatos que entraram de 10 anos pra cá, quando chegarem ao final da carreira, não terão NADA incorporado e não terão uma remuneração proporcional a 15k ou 20k, como muitos dos incorporados contam hoje em dia.

    A paridade salarial gradativa, como foi proposta pelo subsídio, seria uma forma de alcançar o objetivo de valorizar todos os servidores. Não vejo NENHUM motivo para um colega que faz a mesma coisa que eu ganhar o dobro. Não é retirar direitos, é não aumentar o abismo salarial, conforme a Fenajufe insiste.

    De forma alguma sou contra subsídio, colegas.
    Apenas acho mirabolante a idéia de um subsídio de 23k (!!!!), pois como "incorporadinho", nem perto chego dessa proposta.
    Então, no geral, amigos, estamos 'atirando' nos colegas com incorporações (sou um deles, mas é pouca coisa), e não raciocinamos que os INCORPORADÕES são a minoria. A grande maioria, a média dos colegas, têm poucas frações e de FCs muito pequenas, na maioria dos casos.
    Agora, a ideia da paridade salarial gradativa é interessante para todos nós e bastante justa.
    Só isso.
    Maurício
    Maurício
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 291
    Reputação : 29
    Data de inscrição : 06/07/2010

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Maurício Seg 09 Fev 2015, 1:41 pm

    Mito: A GD foi recusada pelos incorporados.
    Verdade: Quem recusou a GD não foram somente os incorporados. A GD não previa o fim das VPNIs. O ponto da GD (o toma lá, da cá), era a cobrança de desempenho e o fim da paridade dos aposentados. Foram os sindicatos que sempre foram contra gratificações de desempenho, principalmente os aposentados. A proposta foi posta em assembleia e recusada pela maioria dos filiados que podiam votar. O erro foi em não levar a proposta para votação por toda a categoria. Não sou a favor de incorporações, mas não acho certo reescrever a história.

    Meia-verdade: Os incorporados ganham mais de 30 mil reais.
    Verdade: Alguns incorporados ganham 30 mil reais. São poucos, mas muitos estão concentrados em certos tribunais. Mas é uma exceção que acontece nos outros poderes também. Na verdade, no Judiciário, o número de pessoas que recebem VPNIs é alto, mas os valores não são uniformes. Alguns recebem 500, e outros recebem 5000. Na verdade, as VPNIs, sozinhas, representam 10% da folha de pagamento do Judiciário, o que representaria 10% de aumento para os servidores, caso os valores fossem divididos por igual. Outros valores pagos são ATS, FCs, GAE, GAS. As diferenças devem ser diminuídas, claro. Mas uma coisa é certa, se o Executivo, ou PJU estivessem mesmo incomodados com essas incorporações, já teriam criado um teto para cortá-las. O portal da transparência tá aí, e qualquer um tem ciência do problema.

    Mito: As VPNIs estão vinculadas ao VB
    Verdade: Reajuste em VB conservam as VPNIs mas não as amplia, pois elas não estão vinculadas ao VB como estão a GAE e o ATS. Elas estão sujeitas apenas à revisão geral anual.

    Meia-verdade: Os incorporados recusaram o subsídio.
    Verdade: Aliás, alguns incorporados foram a favor do subsídio. Na verdade, todas os setores da categoria que tinham vantagens "plus" foram contra o subsídio, a exemplo dos técnicos de transporte e oficiais de justiça

    Mito: A queda das VPNIs é a solução para o nosso aumento.
    Verdade: em primeiro lugar, elas não vão cair. Só não serão concedidas para outros setores, principalmente do executivo, que não recebem até hoje. Sim, acho que as VPNIs deveriam ser extintas gradativamente. É um dos problemas da categoria. Mas não queiram achar que ela é o único problema ou que a perda delas resolverá definitivamente os nossos problemas, pois na verdade só vai aumentar os problemas de uns e não terá qualquer benefício para os outros.

    Mito: Greve só vai ajudar os incorporados.
    Verdade: A greve é a única solução para quebrar o gelo do executivo. A desunião só vai trazer mais arrocho para todos. Essas nossas diferenças deveriam ser superadas, não no valor do salário, mas no objetivo que deve ser comum: o reajuste.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Convidado Seg 09 Fev 2015, 2:14 pm

    Maurício escreveu:Mito: A GD foi recusada pelos incorporados.
    Verdade: Quem recusou a GD não foram somente os incorporados. A GD não previa o fim das VPNIs. O ponto da GD (o toma lá, da cá), era a cobrança de desempenho e o fim da paridade dos aposentados. Foram os sindicatos que sempre foram contra gratificações de desempenho, principalmente os aposentados. A proposta foi posta em assembleia e recusada pela maioria dos filiados que podiam votar. O erro foi em não levar a proposta para votação por toda a categoria. Não sou a favor de incorporações, mas não acho certo reescrever a história.

    Meia-verdade: Os incorporados ganham mais de 30 mil reais.
    Verdade: Alguns incorporados ganham 30 mil reais. São poucos, mas muitos estão concentrados em certos tribunais. Mas é uma exceção que acontece nos outros poderes também. Na verdade, no Judiciário, o número de pessoas que recebem VPNIs é alto, mas os valores não são uniformes. Alguns recebem 500, e outros recebem 5000. Na verdade, as VPNIs, sozinhas, representam 10% da folha de pagamento do Judiciário, o que representaria 10% de aumento para os servidores, caso os valores fossem divididos por igual. Outros valores pagos são ATS, FCs, GAE, GAS. As diferenças devem ser diminuídas, claro. Mas uma coisa é certa, se o Executivo, ou PJU estivessem mesmo incomodados com essas incorporações, já teriam criado um teto para cortá-las. O portal da transparência tá aí, e qualquer um tem ciência do problema.

    Mito: As VPNIs estão vinculadas ao VB


    Verdade: Reajuste em VB conservam as VPNIs mas não as amplia, pois elas não estão vinculadas ao VB como estão a GAE e o ATS. Elas estão sujeitas apenas à revisão geral anual.

    Meia-verdade: Os incorporados recusaram o subsídio.
    Verdade: Aliás, alguns incorporados foram a favor do subsídio. Na verdade, todas os setores da categoria que tinham vantagens "plus" foram contra o subsídio, a exemplo dos técnicos de transporte e oficiais de justiça

    Mito: A queda das VPNIs é a solução para o nosso aumento.
    Verdade: em primeiro lugar, elas não vão cair. Só não serão concedidas para outros setores, principalmente do executivo, que não recebem até hoje. Sim, acho que as VPNIs deveriam ser extintas gradativamente. É um dos problemas da categoria.  Mas não queiram achar que ela é o único problema ou que a perda delas resolverá definitivamente os nossos problemas, pois na verdade só vai aumentar os problemas de uns e não terá qualquer benefício para os outros.

    Mito: Greve só vai ajudar os incorporados.
    Verdade: A greve é a única solução para quebrar o gelo do executivo. A desunião só vai trazer mais arrocho para todos. Essas nossas diferenças deveriam ser superadas, não no valor do salário, mas no objetivo que deve ser comum: o reajuste.


    MUITO COERENTE E BEM EXPOSTO, COLEGA.
    Parabéns pela exposição e sensatez!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Convidado Seg 09 Fev 2015, 4:03 pm

    Jubilando escreveu:
    noexcuses escreveu:Acho que os "incorporadões", que já contam com seus 20, 30 anos de serviço, poderiam refletir que os novatos que entraram de 10 anos pra cá, quando chegarem ao final da carreira, não terão NADA incorporado e não terão uma remuneração proporcional a 15k ou 20k, como muitos dos incorporados contam hoje em dia.

    A paridade salarial gradativa, como foi proposta pelo subsídio, seria uma forma de alcançar o objetivo de valorizar todos os servidores. Não vejo NENHUM motivo para um colega que faz a mesma coisa que eu ganhar o dobro. Não é retirar direitos, é não aumentar o abismo salarial, conforme a Fenajufe insiste.

    De forma alguma sou contra subsídio, colegas.
    Apenas acho mirabolante a idéia de um subsídio de 23k (!!!!), pois como "incorporadinho",  nem perto chego dessa proposta.
    Então, no geral, amigos, estamos 'atirando' nos colegas com incorporações (sou um deles, mas é pouca coisa), e não raciocinamos que os INCORPORADÕES são a minoria. A grande maioria, a média dos colegas, têm poucas frações e de FCs muito pequenas, na maioria dos casos.
    Agora, a ideia da paridade salarial gradativa é interessante para todos nós e bastante justa.
    Só isso.

    like
    Fhighlander
    Fhighlander
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 757
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 30/03/2015

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Fhighlander Seg 20 Abr 2015, 8:38 am

    Muito coerente todos os pontos aqui levantados.

    Seria bom que as cabeças "pensantes" tivessem esse mesmo nível de discernimento.

    Maurício escreveu:Mito: A GD foi recusada pelos incorporados.
    Verdade: Quem recusou a GD não foram somente os incorporados. A GD não previa o fim das VPNIs. O ponto da GD (o toma lá, da cá), era a cobrança de desempenho e o fim da paridade dos aposentados. Foram os sindicatos que sempre foram contra gratificações de desempenho, principalmente os aposentados. A proposta foi posta em assembleia e recusada pela maioria dos filiados que podiam votar. O erro foi em não levar a proposta para votação por toda a categoria. Não sou a favor de incorporações, mas não acho certo reescrever a história.

    Meia-verdade: Os incorporados ganham mais de 30 mil reais.
    Verdade: Alguns incorporados ganham 30 mil reais. São poucos, mas muitos estão concentrados em certos tribunais. Mas é uma exceção que acontece nos outros poderes também. Na verdade, no Judiciário, o número de pessoas que recebem VPNIs é alto, mas os valores não são uniformes. Alguns recebem 500, e outros recebem 5000. Na verdade, as VPNIs, sozinhas, representam 10% da folha de pagamento do Judiciário, o que representaria 10% de aumento para os servidores, caso os valores fossem divididos por igual. Outros valores pagos são ATS, FCs, GAE, GAS. As diferenças devem ser diminuídas, claro. Mas uma coisa é certa, se o Executivo, ou PJU estivessem mesmo incomodados com essas incorporações, já teriam criado um teto para cortá-las. O portal da transparência tá aí, e qualquer um tem ciência do problema.

    Mito: As VPNIs estão vinculadas ao VB
    Verdade: Reajuste em VB conservam as VPNIs mas não as amplia, pois elas não estão vinculadas ao VB como estão a GAE e o ATS. Elas estão sujeitas apenas à revisão geral anual.

    Meia-verdade: Os incorporados recusaram o subsídio.
    Verdade: Aliás, alguns incorporados foram a favor do subsídio. Na verdade, todas os setores da categoria que tinham vantagens "plus" foram contra o subsídio, a exemplo dos técnicos de transporte e oficiais de justiça

    Mito: A queda das VPNIs é a solução para o nosso aumento.
    Verdade: em primeiro lugar, elas não vão cair. Só não serão concedidas para outros setores, principalmente do executivo, que não recebem até hoje. Sim, acho que as VPNIs deveriam ser extintas gradativamente. É um dos problemas da categoria.  Mas não queiram achar que ela é o único problema ou que a perda delas resolverá definitivamente os nossos problemas, pois na verdade só vai aumentar os problemas de uns e não terá qualquer benefício para os outros.

    Mito: Greve só vai ajudar os incorporados.
    Verdade: A greve é a única solução para quebrar o gelo do executivo. A desunião só vai trazer mais arrocho para todos. Essas nossas diferenças deveriam ser superadas, não no valor do salário, mas no objetivo que deve ser comum: o reajuste.
    Novatio legis
    Novatio legis
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 258
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 14/04/2015

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Novatio legis Seg 20 Abr 2015, 9:14 am

    Maurício escreveu:Mito: A GD foi recusada pelos incorporados.
    Verdade: Quem recusou a GD não foram somente os incorporados. A GD não previa o fim das VPNIs. O ponto da GD (o toma lá, da cá), era a cobrança de desempenho e o fim da paridade dos aposentados. Foram os sindicatos que sempre foram contra gratificações de desempenho, principalmente os aposentados. A proposta foi posta em assembleia e recusada pela maioria dos filiados que podiam votar. O erro foi em não levar a proposta para votação por toda a categoria. Não sou a favor de incorporações, mas não acho certo reescrever a história.

    Meia-verdade: Os incorporados ganham mais de 30 mil reais.
    Verdade: Alguns incorporados ganham 30 mil reais. São poucos, mas muitos estão concentrados em certos tribunais. Mas é uma exceção que acontece nos outros poderes também. Na verdade, no Judiciário, o número de pessoas que recebem VPNIs é alto, mas os valores não são uniformes. Alguns recebem 500, e outros recebem 5000. Na verdade, as VPNIs, sozinhas, representam 10% da folha de pagamento do Judiciário, o que representaria 10% de aumento para os servidores, caso os valores fossem divididos por igual. Outros valores pagos são ATS, FCs, GAE, GAS. As diferenças devem ser diminuídas, claro. Mas uma coisa é certa, se o Executivo, ou PJU estivessem mesmo incomodados com essas incorporações, já teriam criado um teto para cortá-las. O portal da transparência tá aí, e qualquer um tem ciência do problema.

    Mito: As VPNIs estão vinculadas ao VB
    Verdade: Reajuste em VB conservam as VPNIs mas não as amplia, pois elas não estão vinculadas ao VB como estão a GAE e o ATS. Elas estão sujeitas apenas à revisão geral anual.

    Meia-verdade: Os incorporados recusaram o subsídio.
    Verdade: Aliás, alguns incorporados foram a favor do subsídio. Na verdade, todas os setores da categoria que tinham vantagens "plus" foram contra o subsídio, a exemplo dos técnicos de transporte e oficiais de justiça

    Mito: A queda das VPNIs é a solução para o nosso aumento.
    Verdade: em primeiro lugar, elas não vão cair. Só não serão concedidas para outros setores, principalmente do executivo, que não recebem até hoje. Sim, acho que as VPNIs deveriam ser extintas gradativamente. É um dos problemas da categoria.  Mas não queiram achar que ela é o único problema ou que a perda delas resolverá definitivamente os nossos problemas, pois na verdade só vai aumentar os problemas de uns e não terá qualquer benefício para os outros.

    Mito: Greve só vai ajudar os incorporados.
    Verdade: A greve é a única solução para quebrar o gelo do executivo. A desunião só vai trazer mais arrocho para todos. Essas nossas diferenças deveriam ser superadas, não no valor do salário, mas no objetivo que deve ser comum: o reajuste.

    Habemus experança.
    Postagem sóbria e justa. Muito bom!
    darkshi
    darkshi
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 8806
    Reputação : 248
    Data de inscrição : 14/07/2010

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por darkshi Seg 20 Abr 2015, 9:35 am

    Concordo com o Mauricio.


    Um grande mito que foi criado dentro de nossa categoria é que se sacrificarmos uma parte de nossos colegas no altar do deus estado este irá demonstra de misericórdia com o resto.

    Muitas teorias foram criadas em cima disto.
    De que se "sacrificarmos" os incorporados via subsidio o governo daria o reajuste.
    Se "sacrificarmos" os técnicos os analistas seriam valorizados
    Se "sacrificarmos" os analistas os técnicos seriam valorizados.
    E por ai vai.

    Se tem uma coisa que aprendi com este PCS é que não existe misericórdia por parte do deus estado. E não será com sacrifícios que iremos conseguir qualquer coisa.
    Denovo??
    Denovo??
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2139
    Reputação : 185
    Data de inscrição : 23/10/2014

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Denovo?? Seg 20 Abr 2015, 10:04 am

    Lembrem-se das FC Cheias, que foram sacrificadas no plano "GAJ 90 porcento" para tentar elevar a 100% a referida gratificação.
    O governo pegou a redução e não deu nada em troca...
    Será igual nas incorporações...
    Oh povo ingênuo...

    darkshi escreveu:Concordo com o Mauricio.


    Um grande mito que foi criado dentro de nossa categoria é que se sacrificarmos uma parte de nossos colegas no altar do deus estado este irá demonstra de misericórdia com o resto.

    Muitas teorias foram criadas em cima disto.
    De que se "sacrificarmos" os incorporados via subsidio o governo daria o reajuste.
    Se "sacrificarmos" os técnicos os analistas seriam valorizados
    Se "sacrificarmos" os analistas os técnicos seriam valorizados.
    E por ai vai.

    Se tem uma coisa que aprendi com este PCS é que não existe misericórdia por parte do deus estado. E não será com sacrifícios que iremos conseguir qualquer coisa.
    wanderley fanzzinne
    wanderley fanzzinne
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 34
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 06/04/2015

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por wanderley fanzzinne Seg 20 Abr 2015, 11:16 pm


    Em todos os anos de judiciário, nunca vi no Fórum uma classe tão desunida e se continuarmos assim, vamos afundar todos junto no Titanic de nossas individualidade. Só posso acreditar que tem gente que posta apenas para conturbar o Fórum sem qualquer vontade em querer ajudar. Vamos pensar na carreira como um todo, se cada um olhar para seu próprio umbigo vamos acabar todos abraçados, sem reconhecimento, sem aumento e sem vontade de lutar. O momento é ruim para maioria dos brasileiros por estar vendo um modelo político que acabou e na toada temos os sindicatos de várias de nossas classes festejando apenas um avanço no pcs ou uma possível chance de receber os 13,23. Nosso aumento será somente o SPF receber e pelo jeito será uns 20% em 3 anos contando com janeiro de 2016. Tanto que na messa de negociação não querem nenhuma um sindicato do judiciário na mesa de negociação, nos jogando no limbo. Vamos continuar assim que um dia estaremos ganhando bem próximos na média do executivo. Sou favorável ainda em cortar as postagens que não acrescentam nada categoria como palavrões e muitos dos comentários jogando técnicos contra analistas, vamos viver atmosfera do conflito e quando ainda classe briga já estamos 9 anos acreditando no pt e seus políticos seja na política como nos sindicatos. Estamos todos no lodo, e quem acredita se passar o pcs a Dilma vai sancionar, vai nada, seremos mais uma vez usados como boi de piranha. Aguardem e veremos nosso fim e morrendo todos abraçados.

    ACORDEM GENTE PARA CARREIRA E NAO PARA NOSSOS UMBIGOS QUE ESTA FICANDO ROXO E LOGO VAMOS MORRER ABRAÇADOS

    ACORDEM GENTE PARA CARREIRA E NAO PARA NOSSOS UMBIGOS QUE ESTA FICANDO ROXO E LOGO VAMOS MORRER ABRAÇADOS

    ACORDEM GENTE PARA CARREIRA E NAO PARA NOSSOS UMBIGOS QUE ESTA FICANDO ROXO E LOGO VAMOS MORRER ABRAÇADOS
    wilhelm
    wilhelm
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Cargo : AJAJ C13 Querendo dar Área desta Josta de País
    Mensagens : 1269
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 13/07/2010
    Idade : 42
    Localização : TRF 3ª Região

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por wilhelm Seg 27 Abr 2015, 5:04 pm

    Jubilando escreveu:Colegas e "colegas",

    Sou recente no fórum, mas tudo o que já acompanhei e li por aqui, me deram só uma certeza: SOMOS DESUNIDOS, MUITOS COLEGAS EXTREMAMENTE INVEJOSOS pelas conquistas de outros, e assim por diante. Resultado: sem coesão alguma, não seremos vitoriosos em nada, porque falta UNIÃO.

    A intenção aqui é fazermos exercícios de reflexão sobre o que realmente queremos: destruir as conquistas de alguns e com isso vibrar (como vejo a toda hora por parte de alguns, em determinados tópicos como 13,23%, quintos, PCS x subsídio e outros assuntos gerais da carreira), ou, quem sabe, percebermos que o caminho está na UNIÃO em torno de um objetivo, a fim de, fortes, conquistarmos os que queremos.





    schadenfreude
    TécnicoJM
    TécnicoJM
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 748
    Reputação : 84
    Data de inscrição : 26/03/2015

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por TécnicoJM Seg 27 Abr 2015, 11:23 pm

    Caro colega Jubilando:

    Sua idéia faz parte de um mundo ideal, mas infelizmente estamos longe deste estágio.

    A verdade (acredito eu, aqui temos a verdade de cada um) é que não há como encontrar uma proposta que agrade a todos e una a categoria na luta por um reajuste decente.

    As disparidades são grandes, e são justamente elas que impedem uma união da categoria.

    Olhando para frente, pois não estou nem aí se os incorporados ou outros servidores bicotaram o nosso plano remuneratório por subsídio ou GD em 2009 (o tempo não volta e revanchismos não levam a nada - todos perdem), acredito que a única forma de unir a categoria é reduzir as disparidade e isso só é possível, gostem ou não, retomando a aquela proposta de modelo remuneratório.

    Outra questão que gera polêmica (e bota polêmica nisso) é que o ingresso no cargo de Técnico passe a ter exigência de curso superior. Antes que me apedrejem, informo que NÃO SOU A FAVOR DA TRANSPOSIÇÃO DE TABELAS (cada um fica com a remuneração do cargo para o qual prestou concurso).

    Agora, me colocando no lugar do cara do MPOG, é impossível ele concordar com uma tabela onde a remuneração do cargo de Técnico, que em fim de carreira (são só 13 anos) chega 15k, sendo que essa categoria representa 70% do quadro funcional. Agora, se o quadro for todo composto por servidores com curso superior, as futuras negociações ficam mais fáceis. Lembrando que a carreira é única e não há como dar um aumento diferente para Técnicos e Analistas, razão pela qual a mudança para nível superior favoreceria a todos na negociação.

    E não adianta dizer que quase todos os técnicos são graduados ou pós graduados, pois no papel aparece que 70% do quadro é composto por um cargo de nível médio, segundo grau, ou como preferirem falar.

    Portanto, respeitando as opiniões em contrário (e são muitas), minha sugestão é mudança do modelo remuneratório para subsídio e exigência de nível superior para Técnico (SEM TRANSPOSIÇÃO DE TABELAS), pois facilitariam (eu disse facilitariam, não garantiriam) futuras negociações.

    Parabéns pela idéia de criação desse tópico.

    Abraço a todos os colegas.
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Lula Molusco Dom 26 Jul 2015, 9:00 pm

    Novatio legis escreveu:
    Maurício escreveu:Mito: A GD foi recusada pelos incorporados.
    Verdade: Quem recusou a GD não foram somente os incorporados. A GD não previa o fim das VPNIs. O ponto da GD (o toma lá, da cá), era a cobrança de desempenho e o fim da paridade dos aposentados. Foram os sindicatos que sempre foram contra gratificações de desempenho, principalmente os aposentados. A proposta foi posta em assembleia e recusada pela maioria dos filiados que podiam votar. O erro foi em não levar a proposta para votação por toda a categoria. Não sou a favor de incorporações, mas não acho certo reescrever a história.

    Meia-verdade: Os incorporados ganham mais de 30 mil reais.
    Verdade: Alguns incorporados ganham 30 mil reais. São poucos, mas muitos estão concentrados em certos tribunais. Mas é uma exceção que acontece nos outros poderes também. Na verdade, no Judiciário, o número de pessoas que recebem VPNIs é alto, mas os valores não são uniformes. Alguns recebem 500, e outros recebem 5000. Na verdade, as VPNIs, sozinhas, representam 10% da folha de pagamento do Judiciário, o que representaria 10% de aumento para os servidores, caso os valores fossem divididos por igual. Outros valores pagos são ATS, FCs, GAE, GAS. As diferenças devem ser diminuídas, claro. Mas uma coisa é certa, se o Executivo, ou PJU estivessem mesmo incomodados com essas incorporações, já teriam criado um teto para cortá-las. O portal da transparência tá aí, e qualquer um tem ciência do problema.

    Mito: As VPNIs estão vinculadas ao VB
    Verdade: Reajuste em VB conservam as VPNIs mas não as amplia, pois elas não estão vinculadas ao VB como estão a GAE e o ATS. Elas estão sujeitas apenas à revisão geral anual.

    Meia-verdade: Os incorporados recusaram o subsídio.
    Verdade: Aliás, alguns incorporados foram a favor do subsídio. Na verdade, todas os setores da categoria que tinham vantagens "plus" foram contra o subsídio, a exemplo dos técnicos de transporte e oficiais de justiça

    Mito: A queda das VPNIs é a solução para o nosso aumento.
    Verdade: em primeiro lugar, elas não vão cair. Só não serão concedidas para outros setores, principalmente do executivo, que não recebem até hoje. Sim, acho que as VPNIs deveriam ser extintas gradativamente. É um dos problemas da categoria.  Mas não queiram achar que ela é o único problema ou que a perda delas resolverá definitivamente os nossos problemas, pois na verdade só vai aumentar os problemas de uns e não terá qualquer benefício para os outros.

    Mito: Greve só vai ajudar os incorporados.
    Verdade: A greve é a única solução para quebrar o gelo do executivo. A desunião só vai trazer mais arrocho para todos. Essas nossas diferenças deveriam ser superadas, não no valor do salário, mas no objetivo que deve ser comum: o reajuste.

    Habemus experança.
    Postagem sóbria e justa. Muito bom!

    Finalmente algo que não lembra o dogma de fé.

    Conteúdo patrocinado

    A inveja é uma mer...! Empty Re: A inveja é uma mer...!

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 28 Nov 2021, 2:23 am