PCS JÁ

PCS JÁ



    Empréstimo Consignado - formas de sustação

    corujito
    corujito
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3137
    Reputação : 209
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por corujito Seg 20 Mar 2017, 6:36 pm

    O mal do malandro é pensar que todo mundo é otário.
    Smart Aleck
    Smart Aleck
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 43
    Reputação : -23
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Smart Aleck Seg 20 Mar 2017, 10:37 pm

    MPF contrariando a Lei de acesso a informação e Novo Manual da Transparência do CNMP - 2016 passou a divulgar na transparência no contracheque de membros e servidores os descontos de natureza pessoal que estes têm, tais como empréstimos consignados, pensões, etc. Estes gastos não são públicos e sim privafos. Ou seja: fazer empréstimo débito em conta vc terá sigilo mas se optar por descontar em Folha no MPF compartilhara com todos. O argumento do MPF é de que, apesar de ser questao de intimidade da pessoa o seu gasto, não há ainda uma definição sobre o que significa informação de natureza pessoal. Equívoco, pois o que vc gasta com sua remuneração se não for de natureza pessoal nada mais será (kkkk) nenhum órgão público divulga tal informação nem mesmo outro ramo do MPF. Vejam também a transparência do pode executivo. O Manual do CNMP so permite a divulgação de descontos obrigatório/legal e proíbe divulgação de informação pessoal, mas o MPF diz que divulgou em virtude do Manual do CNMP que, ao contrário, proíbe. (Kkkkk) na verdade pelas informações repassadas por servidores próximos a decisão foi para atender a pressão da mídia
    Smart Aleck
    Smart Aleck
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 43
    Reputação : -23
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Smart Aleck Seg 20 Mar 2017, 10:38 pm

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] Vejam o que diz o item 11 após uma consulta
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Seg 20 Mar 2017, 10:50 pm

    Smart Aleck escreveu:MPF contrariando a Lei de acesso a informação e Novo Manual da Transparência do CNMP - 2016 passou a divulgar na transparência no contracheque de membros e servidores os descontos de natureza pessoal que estes têm, tais como empréstimos consignados, pensões, etc. Estes gastos não são públicos e sim privafos. Ou seja: fazer empréstimo débito em conta vc terá sigilo mas se optar por descontar em Folha no MPF compartilhara com todos. O argumento do MPF é de que, apesar de ser questao de intimidade da pessoa o seu gasto, não há ainda uma definição sobre o que significa informação de natureza pessoal. Equívoco, pois o que vc gasta com sua remuneração se não for de natureza pessoal nada mais será (kkkk) nenhum órgão público divulga tal informação nem mesmo outro ramo do MPF. Vejam também a transparência do pode executivo. O Manual do CNMP so permite a divulgação de descontos obrigatório/legal e proíbe divulgação de informação pessoal, mas o MPF diz que divulgou em virtude do Manual do CNMP que, ao contrário, proíbe. (Kkkkk) na verdade pelas informações repassadas por servidores próximos a decisão foi para atender a pressão da mídia

    Prezado, nada contra, mas já que está com o trabalho adiantado, que tal adotar providências com quem opde resolver isto?
    Digo SG, PGR ou CNMP.
    Faça um requerimento.

    Inclusive, se quiser, eu mesmo tenho um monte de reclamações referentes à parte técnica do portal da transparência.
    Não divulgam, por exemplo, diárias e algumas verbas extraordinárias. Para integrar em legibilidade por máquina é difícil, especialmente a remuneração detalhada. E por aí vai.

    Além dos empréstimos, talvez até pior sejam os descontos do plano de saúde estando visíveis. Permite saber, por exemplo, com razoável precisão, quando você se casou e teve filhos.
    Smart Aleck
    Smart Aleck
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 43
    Reputação : -23
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Smart Aleck Seg 20 Mar 2017, 11:03 pm

    Não sou do MPF so repassei a informação kkkk para quem for e queira tomar providências
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por FALCON.X Ter 21 Mar 2017, 7:45 am


    POR FAVOR:

    PESSOAL FORA O TRT-5a BAHIA e TRT 11a MARANHÃO, alguém sabe, de outro regional (trabalhista ou federal) que permita prazo em 120 meses ou deixe o prazo livre para negociação com o banco.

    SE SIM, PODERIAM ENVIAR O LINK DA PORTARIA OU RESOLUÇÃO, a exemplo do TRT5 abaixo:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    DESDE JÁ, MUITO OBRIGADO.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Ter 21 Mar 2017, 8:24 am

    Smart Aleck escreveu:Não sou do MPF so repassei a informação kkkk para quem for e queira tomar providências

    em 1000 lugares e 2000 vezes?
    cangaceiro
    cangaceiro
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 213
    Reputação : 17
    Data de inscrição : 02/06/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por cangaceiro Ter 21 Mar 2017, 11:14 am

    FALCON.X escreveu:
    POR FAVOR:

    PESSOAL FORA O TRT-5a BAHIA e TRT 11a MARANHÃO, alguém sabe, de outro regional (trabalhista ou federal) que permita prazo em 120 meses ou deixe o prazo livre para negociação com o banco.

    SE SIM, PODERIAM ENVIAR O LINK DA PORTARIA OU RESOLUÇÃO, a exemplo do TRT5 abaixo:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    DESDE JÁ, MUITO OBRIGADO.

    Fiz algumas pesquisas:

    TRT 1 - 96 meses
    TRT 3 - 120 meses
    TRT 4 - 120 meses
    TRT 9 - 120 meses

    Lembrando que nas pesquisas não arquivei as portarias. Também não sei se esses portarias foram revogadas.
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por FALCON.X Ter 21 Mar 2017, 12:53 pm

    cangaceiro escreveu:
    FALCON.X escreveu:
    POR FAVOR:

    PESSOAL FORA O TRT-5a BAHIA e TRT 11a MARANHÃO, alguém sabe, de outro regional (trabalhista ou federal) que permita prazo em 120 meses ou deixe o prazo livre para negociação com o banco.

    SE SIM, PODERIAM ENVIAR O LINK DA PORTARIA OU RESOLUÇÃO, a exemplo do TRT5 abaixo:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    DESDE JÁ, MUITO OBRIGADO.

    Fiz algumas pesquisas:

    TRT 1 - 96 meses
    TRT 3 - 120 meses
    TRT 4 - 120 meses
    TRT 9 - 120 meses

    Lembrando que nas pesquisas não arquivei as portarias.  Também não sei se esses portarias foram revogadas.

    like like like

    MUITÍSSIMO OBRIGADO
    Czar
    Czar
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 2041
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 06/08/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Czar Qua 22 Mar 2017, 11:35 am

    Caríssimos colegas.
    Há possibilidade de obter desconto para quitação antecipada dos consignados que eu tenho?
    (vendi meu apto e vai sobrar uma grana).

    Estou em dúvida entre quitar os consignados (e reaver meu salário) ou deixar o dinheiro na poupança rendendo (rendendo pouco, mas continua sendo meu).
    Pensei em outros investimentos que paguem mais que a poupança, mas o problema é que precisarei sacar os juros mensalmente para fechar as contas do mês.

    cicero_pb
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 163
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por cicero_pb Qua 22 Mar 2017, 12:09 pm

    Czar,

    Sem titubear, faça o pagamento dos consignados.

    Sobrando grana, estude sobre investimentos.

    bb, cef, alfa - são bancos que conheço e que não complicam para tirar os juros (regulados - os descontos - pelo bacen. Não é favor).
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Qua 22 Mar 2017, 12:31 pm

    Alguem indica ou conhece algum advogado bom em porto alegre/rs pra brigar na questao dos consginados estarem maior que 30% ??
    Czar
    Czar
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 2041
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 06/08/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Czar Qua 22 Mar 2017, 3:50 pm

    cicero_pb escreveu:Czar,

    Sem titubear, faça o pagamento dos consignados.

    Sobrando grana, estude sobre investimentos.

    bb, cef, alfa - são bancos que conheço e que não complicam para tirar os juros (regulados - os descontos - pelo bacen. Não é favor).

    Obrigado, colega.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado Qua 22 Mar 2017, 5:23 pm

    Flurj escreveu:Alguem indica ou conhece algum advogado bom em porto alegre/rs pra brigar na questao dos consginados estarem maior que 30% ??

    Houve alteração para pior, da situação funcional/salarial (perda de CC, FC, etc?) se comparado com o período em que assumido o consignado final? SE sim, é o caso de narrar isso na inicial e ingressar com a ação. Agora, simplesmente querer limitar a 30% depois que pediu o empréstimo não vai dar certo.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Qua 22 Mar 2017, 6:33 pm

    Czar escreveu:Caríssimos colegas.
    Há possibilidade de obter desconto para quitação antecipada dos consignados que eu tenho?
    (vendi meu apto e vai sobrar uma grana).

    Estou em dúvida entre quitar os consignados (e reaver meu salário) ou deixar o dinheiro na poupança rendendo (rendendo pouco, mas continua sendo meu).
    Pensei em outros investimentos que paguem mais que a poupança, mas o problema é que precisarei sacar os juros mensalmente para fechar as contas do mês.


    CDB com liquidez diária vai render mais e atender à sua necessidade de sacar parte para compor as contas.

    O mínimo que você deve deixar investido é o funfo de emergências (pelo menos 3x o seu salário), antes de liquidar qualquer consignado.
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Lord Sith Qui 23 Mar 2017, 3:00 pm

    Czar escreveu:Caríssimos colegas.
    Há possibilidade de obter desconto para quitação antecipada dos consignados que eu tenho?
    (vendi meu apto e vai sobrar uma grana).

    Estou em dúvida entre quitar os consignados (e reaver meu salário) ou deixar o dinheiro na poupança rendendo (rendendo pouco, mas continua sendo meu).
    Pensei em outros investimentos que paguem mais que a poupança, mas o problema é que precisarei sacar os juros mensalmente para fechar as contas do mês.


    Czar,

    Todo consignado pago antecipadamente vai ter algum desconto. Creio que vale a pena pedir o saldo devedor dos consignados e ver o quanto teria de economia de juros se quitar. Você vai ver que se aplicar o dinheiro correspondente à quitação do consignado dificilmente vai dar mais $$$ do que os juros que ainda terá de pagar, a não ser que o prazo para o consignado seja muito pequeno. Optei por quitar os meus aos poucos, à medida que surge dinheiro, pois vi que economizaria muito mais não pagando juros do que tentando deixar o dinheiro render.
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1307
    Reputação : 191
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por VadeMekum Qui 23 Mar 2017, 5:24 pm

    Só uma diquinha para quem pensa em quitar um empréstimo consignado, o famigerado CDC (deveria ser TNC).

    Diferentemente do que ocorre num financiamento imobiliário, no qual, quando vc amortiza, vc não paga quaisquer juros, no CDC vc paga o SPREAD, que é uma manobra técnica que bolaram para os bancos não perderem totalmente os juros que vc iria pagar no decorrer do lapso temporal dessa linha de crédito.

    Tanto que em se tratando de CDC utilizamos o termo ANTECIPAR, não AMORTIZAR.

    Feitas essas breves elucubrações, é importante frisar que, de qq forma, ANTECIPAR um CDC, em havendo possibilidade, é mais vantajoso, obviamente, do que prosseguir com o pagamento até o final, por conta do valor pago pelos juros. Claro que se deixa muitas poucas parcelas para ANTECIPAR a vantagem obtida poderá ser inócua.

    Assim sendo, é bom ter sempre anotada aí a DATA EM QUE SE CONTRATOU O CDC, e verificar junto ao site do BACEN o FATOR ACUMULADO da SELIC nesse mês da contratação.

    E, ao resolver ANTECIPAR, dar uma checada no aludido site e fazer um cotejo com o FATOR ACUMULADO DA SELIC no mês em que se pretende ANTECIPAR.

    Se o fator acumulado no mês da ANTECIPAÇÃO for MAIOR do que o mês da CONTRATAÇÃO, vc terá mais vantagem econômica, vale dizer, vai antecipar mais parcelas e/ou quitar o CDC pagando menos por isso.

    Do reverso, se o fator acumulado no mês da ANTECIPAÇÃO for MENOR do que no mês da CONTRATAÇÃO, auferir-se-á menor vantagem econômica.

    Num caso pouco provável, se os fatores, tanto no mês da ANTECIPAÇÃO quanto no da CONTRATAÇÃO forem iguais, a taxa de desconto será, SMJ, igual à taxa de juros contratada no CDC.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Qui 23 Mar 2017, 8:03 pm

    VadeMekum escreveu:Só uma diquinha para quem pensa em quitar um empréstimo consignado, o famigerado CDC (deveria ser TNC).

    Diferentemente do que ocorre num financiamento imobiliário, no qual, quando vc amortiza, vc não paga quaisquer juros, no CDC vc paga o SPREAD, que é uma manobra técnica que bolaram para os bancos não perderem totalmente os juros que vc iria pagar no decorrer do lapso temporal dessa linha de crédito.

    Tanto que em se tratando de CDC utilizamos o termo ANTECIPAR, não AMORTIZAR.

    Feitas essas breves elucubrações, é importante frisar que, de qq forma, ANTECIPAR um CDC, em havendo possibilidade, é mais vantajoso, obviamente, do que prosseguir com o pagamento até o final, por conta do valor pago pelos juros. Claro que se deixa muitas poucas parcelas para ANTECIPAR a vantagem obtida poderá ser inócua.

    Assim sendo, é bom ter sempre anotada aí a DATA EM QUE SE CONTRATOU O CDC, e verificar junto ao site do BACEN o FATOR ACUMULADO da SELIC nesse mês da contratação.

    E, ao resolver ANTECIPAR, dar uma checada no aludido site e fazer um cotejo com o FATOR ACUMULADO DA SELIC no mês em que se pretende ANTECIPAR.

    Se o fator acumulado no mês da ANTECIPAÇÃO for MAIOR do que o mês da CONTRATAÇÃO, vc terá mais vantagem econômica, vale dizer, vai antecipar mais parcelas e/ou quitar o CDC pagando menos por isso.

    Do reverso, se o fator acumulado no mês da ANTECIPAÇÃO for MENOR do que no mês da CONTRATAÇÃO, auferir-se-á menor vantagem econômica.

    Num caso pouco provável, se os fatores, tanto no mês da ANTECIPAÇÃO quanto no da CONTRATAÇÃO forem iguais, a taxa de desconto será, SMJ, igual à taxa de juros contratada no CDC.

    Já não é mais assim que funciona.
    O juro subiu, e os bancos perderiam dinheiro.
    É uma imoralidade danada, mas voltou a ser como sempre deveria. Quitação pela posição do dia, nada de "dívida a mercado".

    Mas falo pelo agora. Com nova queda de juros, os bancos vão entrar novamente com esta história. E aí, não me surpreenderia a volta do maldito spread.


    O duro no Brasil não é a regra, em sim, mas o fato dela mudar para sempre privilegiar as elites, financeiras, de fato.
    PCS-TRE
    PCS-TRE
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1771
    Reputação : 154
    Data de inscrição : 27/02/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por PCS-TRE Qui 23 Mar 2017, 9:01 pm

    E nessa questão de pagamento antecipado do consignado, se eu não tenho a quantia para quitar todo o saldo devedor, qual a melhor opção?

    1 - Entregar o valor de que eu disponho para que seja antecipado/amortizado no saldo devedor total, reduzindo, assim, o valor das futuras prestações

    ou

    2 - quitar as ultimas prestações cuja soma dos valores seja equivalente aquela quantia de que eu disponho e, assim, ficar faltando menos tempo para terminar o empréstimo e também ter uma redução maior no saldo devedor quando do pagamento das prestações da sequencia normal do empréstimo?
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Qui 23 Mar 2017, 10:49 pm

    PCS-TRE escreveu:E nessa questão de pagamento antecipado do consignado, se eu não tenho a quantia para quitar todo o saldo devedor, qual a melhor opção?

    1 - Entregar o valor de que eu disponho para que seja antecipado/amortizado no saldo devedor total, reduzindo, assim, o valor das futuras prestações

    ou

    2 - quitar as ultimas prestações cuja soma dos valores seja equivalente aquela quantia de que eu disponho e, assim, ficar faltando menos tempo para terminar o empréstimo e também ter uma redução maior no saldo devedor quando do pagamento das prestações da sequencia normal do empréstimo?

    Não existe pior ou melhor. Mas o consignado é um problema fazer isto e ser homologado a tempo.

    O pior efeito da dívida ser alongada é na contratação, quando você assume custos de IOF, que é apurado ao ano. Como ele nunca é estornado, vai impactar o custo de toda a forma.

    Particularmente, no que tange o consignado, salvo uma situação realmente excepcional, acho que o melhor é juntar para liquidar tudo de uma vez. Isto somando o tempo do banco, taxa de juros, risco de não atualizarem a parcela no tempo certo, problemas de cobrança etc.

    Liquidando tudo, pelo menos fica fácil e visível uma cobrança indevida, e exigir a reparação do dano.
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Sex 24 Mar 2017, 10:13 am

    pois é..meu caso é raro... tinha mais de 30% em um tribunal pq tinha fc... mas ai consegui mudar e tribunal e os consignados nao foram pra folha, ficaram como debito em conta... Ai, com a margem liberado e o arrocho acabei me enrrolando e fazendo novos consignados... ai ferrou! Agora tenho consignados com debito em conta (parei de pagar) e consignados em folha (dentro dos 30%)..
    Queria ver se conseguia alguma negociacao com os consignados q estao com debito em conta ou um alongamento de prazos ...sei la... ja tentei nas agencias mas nao rolou ...por isso pensei em tentar algo via judicial...

    Jubilando escreveu:
    Flurj escreveu:Alguem indica ou conhece algum advogado bom em porto alegre/rs pra brigar na questao dos consginados estarem maior que 30% ??

    Houve alteração para pior, da situação funcional/salarial (perda de CC, FC, etc?) se comparado com o período em que assumido o consignado final? SE sim, é o caso de narrar isso na inicial e ingressar com a ação. Agora, simplesmente querer limitar a 30% depois que pediu o empréstimo não vai dar certo.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado Sex 24 Mar 2017, 10:36 am

    Flurj escreveu:pois é..meu caso é raro... tinha mais de 30% em um tribunal pq tinha fc... mas ai consegui mudar e tribunal e os consignados nao foram pra folha, ficaram como debito em conta... Ai, com a margem liberado e o arrocho acabei me enrrolando e fazendo novos consignados... ai ferrou! Agora tenho consignados com debito em conta (parei de pagar) e consignados em folha (dentro dos 30%)..
    Queria ver se conseguia alguma negociacao com os consignados q estao com debito em conta ou um alongamento de prazos ...sei la... ja tentei nas agencias mas nao rolou ...por isso pensei em tentar algo via judicial...

    Jubilando escreveu:
    Flurj escreveu:Alguem indica ou conhece algum advogado bom em porto alegre/rs pra brigar na questao dos consginados estarem maior que 30% ??

    Houve alteração para pior, da situação funcional/salarial (perda de CC, FC, etc?) se comparado com o período em que assumido o consignado final? SE sim, é o caso de narrar isso na inicial e ingressar com a ação. Agora, simplesmente querer limitar a 30% depois que pediu o empréstimo não vai dar certo.

    Pois é. Parece que seria o caso de mudar o recebimento da folha para outro banco.
    Aí não migraria junto essa dívida que é debitada por esse banco direto na sua conta salário, e o banco atual teria que te cobrar de outra forma. E se vc tem bens (exceto imóvel residencial, que não pode ser penhorado), estes seriam provavelmente penhorados numa situação assim.
    MAS, se não tiver bens, o banco vai ter que "correr atrás até cansar" - não descartada a cobrança judicial,mas que é infinitamente melhor do que dever para agiota - e, quem sabe, depois de uns dois ou três anos, te propor um mega-desconto para se ver livre do "vermelho" que se tornou a sua divida no relatório bancário. Consequência negativa dessa situação: aguentar no peito a negativação de cadastro no Bacen,SPC e Serasa, por 5 anos ou antes, em caso de acordo. Mas vai que é a única opção que te resta, aí seria essa a saída.
    O que você NÃO DEVE SOB HIPÓTESE ALGUMA é buscar grana com agiotas ou Ficrisas da vida, aí é pra morrer de vez. SE já tiver, congela nesse limite, e estude a solução acima proposta.
    Não sei se a sua situação permite pagar relativamente em dia todos os descontos e débitos em conta, mas analisa aí.
    Pelo que entendi da tua situação, já está deixando de pagar o débito em conta. Então, meio caminho andado para deixar correrem atrás, mas se prepara para o "repuxo" das negativações. Ainda assim, em épocas de balanços bancários para casos similares muitas vezes eles fazem proposta mirabolantes e irrecusáveis para "quitar" uma dívida que consideram "incobrável". Um advogado da área financeira pode te confirmar isso daí. Se judicializar, não deixe de se defender!
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Sex 24 Mar 2017, 10:50 am

    Valew Jubilando...
    Dicas sensatas...e É este caminho mesmo que to fazendo... mudei a folha pra outro banco e deixei estourar os consignados que estavam em debito ... as negativacoes ja aprendi a viver com elas...
    O saco seriam as medidas judiciais .. e seria apenas enchecao mesmo , pq nao tenho casa e o carro, enquanto nao vendo, ta no nome da esposa...
    Enfim, entao acho que o melhor eh ficar quieto, segurar a bronca e esperar os 5 anos...
    Acho que meu exemplo pode servir para outras pessoas... Eu demorei tentando manter um orcamento que nao tinha como ser pago...se tivesse decretado a "falencia" a mais tempo o buraco seria menor,,




    Jubilando escreveu:
    Flurj escreveu:pois é..meu caso é raro... tinha mais de 30% em um tribunal pq tinha fc... mas ai consegui mudar e tribunal e os consignados nao foram pra folha, ficaram como debito em conta... Ai, com a margem liberado e o arrocho acabei me enrrolando e fazendo novos consignados... ai ferrou! Agora tenho consignados com debito em conta (parei de pagar) e consignados em folha (dentro dos 30%)..
    Queria ver se conseguia alguma negociacao com os consignados q estao com debito em conta ou um alongamento de prazos ...sei la... ja tentei nas agencias mas nao rolou ...por isso pensei em tentar algo via judicial...

    Jubilando escreveu:
    Flurj escreveu:Alguem indica ou conhece algum advogado bom em porto alegre/rs pra brigar na questao dos consginados estarem maior que 30% ??

    Houve alteração para pior, da situação funcional/salarial (perda de CC, FC, etc?) se comparado com o período em que assumido o consignado final? SE sim, é o caso de narrar isso na inicial e ingressar com a ação. Agora, simplesmente querer limitar a 30% depois que pediu o empréstimo não vai dar certo.

    Pois é. Parece que seria o caso de mudar o recebimento da folha para outro banco.
    Aí não migraria junto essa dívida que é debitada por esse banco direto na sua conta salário, e o banco atual teria que te cobrar de outra forma. E se vc tem bens (exceto imóvel residencial, que não pode ser penhorado), estes seriam provavelmente penhorados numa situação assim.
    MAS, se não tiver bens, o banco vai ter que "correr atrás até cansar" - não descartada a cobrança judicial,mas que é infinitamente melhor do que dever para agiota - e, quem sabe, depois de uns dois ou três anos, te propor um mega-desconto para se ver livre do "vermelho" que se tornou a sua divida no relatório bancário. Consequência negativa dessa situação: aguentar no peito a negativação de cadastro no Bacen,SPC e Serasa, por 5 anos ou antes, em caso de acordo. Mas vai que é a única opção que te resta, aí seria essa a saída.
    O que você NÃO DEVE SOB HIPÓTESE ALGUMA é buscar grana com agiotas ou Ficrisas da vida, aí é pra morrer de vez. SE já tiver, congela nesse limite, e estude a solução acima proposta.
    Não sei se a sua situação permite pagar relativamente em dia todos os descontos e débitos em conta, mas analisa aí.
    Pelo que entendi da tua situação, já está deixando de pagar o débito em conta. Então, meio caminho andado para deixar correrem atrás, mas se prepara para o "repuxo" das negativações. Ainda assim, em épocas de balanços bancários para casos similares muitas vezes eles fazem proposta mirabolantes e irrecusáveis para "quitar" uma dívida que consideram "incobrável". Um advogado da área financeira pode te confirmar isso daí. Se judicializar, não deixe de se defender!
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Convidado Sex 24 Mar 2017, 11:33 am

    Flurj escreveu:Valew Jubilando...
    Dicas sensatas...e É este caminho mesmo que to fazendo... mudei a folha pra outro banco e deixei estourar os consignados que estavam em debito ... as negativacoes ja aprendi a viver com elas...
    O saco seriam as medidas judiciais .. e seria apenas enchecao mesmo , pq nao tenho casa e o carro, enquanto nao vendo, ta no nome da esposa...
    Enfim, entao acho que o melhor eh ficar quieto, segurar a bronca  e esperar os 5 anos...
    Acho que meu exemplo pode servir para outras pessoas... Eu demorei tentando manter um orcamento que nao tinha como ser pago...se tivesse decretado a "falencia" a mais tempo o buraco seria menor,,




    Jubilando escreveu:
    Flurj escreveu:pois é..meu caso é raro... tinha mais de 30% em um tribunal pq tinha fc... mas ai consegui mudar e tribunal e os consignados nao foram pra folha, ficaram como debito em conta... Ai, com a margem liberado e o arrocho acabei me enrrolando e fazendo novos consignados... ai ferrou! Agora tenho consignados com debito em conta (parei de pagar) e consignados em folha (dentro dos 30%)..
    Queria ver se conseguia alguma negociacao com os consignados q estao com debito em conta ou um alongamento de prazos ...sei la... ja tentei nas agencias mas nao rolou ...por isso pensei em tentar algo via judicial...

    Jubilando escreveu:

    Houve alteração para pior, da situação funcional/salarial (perda de CC, FC, etc?) se comparado com o período em que assumido o consignado final? SE sim, é o caso de narrar isso na inicial e ingressar com a ação. Agora, simplesmente querer limitar a 30% depois que pediu o empréstimo não vai dar certo.

    Pois é. Parece que seria o caso de mudar o recebimento da folha para outro banco.
    Aí não migraria junto essa dívida que é debitada por esse banco direto na sua conta salário, e o banco atual teria que te cobrar de outra forma. E se vc tem bens (exceto imóvel residencial, que não pode ser penhorado), estes seriam provavelmente penhorados numa situação assim.
    MAS, se não tiver bens, o banco vai ter que "correr atrás até cansar" - não descartada a cobrança judicial,mas que é infinitamente melhor do que dever para agiota - e, quem sabe, depois de uns dois ou três anos, te propor um mega-desconto para se ver livre do "vermelho" que se tornou a sua divida no relatório bancário. Consequência negativa dessa situação: aguentar no peito a negativação de cadastro no Bacen,SPC e Serasa, por 5 anos ou antes, em caso de acordo. Mas vai que é a única opção que te resta, aí seria essa a saída.
    O que você NÃO DEVE SOB HIPÓTESE ALGUMA é buscar grana com agiotas ou Ficrisas da vida, aí é pra morrer de vez. SE já tiver, congela nesse limite, e estude a solução acima proposta.
    Não sei se a sua situação permite pagar relativamente em dia todos os descontos e débitos em conta, mas analisa aí.
    Pelo que entendi da tua situação, já está deixando de pagar o débito em conta. Então, meio caminho andado para deixar correrem atrás, mas se prepara para o "repuxo" das negativações. Ainda assim, em épocas de balanços bancários para casos similares muitas vezes eles fazem proposta mirabolantes e irrecusáveis para "quitar" uma dívida que consideram "incobrável". Um advogado da área financeira pode te confirmar isso daí. Se judicializar, não deixe de se defender!

    Guenta firme aí! like
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Sex 24 Mar 2017, 12:44 pm

    dica para os demais colegas...

    Existe um indicador de dívidas que eu acho razoável para subsidiar sua decisão.
    Você deve anotar tudo o que você deve (dica: use o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e ponderar quantas vezes é maior que o seu salário líquido atual, sobre o qual você desconta também outras despesas com empréstimos (CDC, juros de cheque especial etc).
    Se você possui uma casa financiada, não considere o saldo devedor do financiamento nesta conta, desde que sua situação financeira esteja equilibrada. *

    O grau de advertência está entre 20 a 40. Significa que você precisa, imediatamente, cortar despesas e repensar sua situação patrimonial. Se o salário é suficiente para, no mínimo, dar conta das despesas do mês e há uma pequena reserva para emergências ou se você teria que recorrer a crédito para uma eventualidade. Eventualmente, é hora de repensar o padrão de vida adotado e como se projeta o futuro.

    Se você deve entre 40 a 60, a situação é preocupante (especialmente se você gasta mais do que ganha, ou seja, está piorando esta situação). É uma situação dura, na qual você tem que se decidir entre calote ou honrar dívidas. Entretanto, observe, AINDA tem uma escolha, que é difícil, mas tem. Obrigatoriamente, não só o padrão de vida deve ser revisto, como será necessário desfazer de patrimônio para equilibrar a situação.

    Acima de 60, sua dívida é impagável. O calote é recomendável. Não é uma situação fácil: não haverá crédito para qualquer emergência, você dependerá de viver, necessariamente, com menos do que ganha, e confiar todo o patrimônio a terceiros. Terá encheção de cobradores, ações judiciais e perda de status social. Provavelmente, seu padrão de vida terá que ser nômade, o que é muito ruim para quem deseja e/ou gosta de estabilidade.

    No caso acima, pagar é caro e difícil. Envolve muitos dos mesmos problemas, mas lhe dá a opção de recorrer ao crédito numa emergência, ou mesmo como forma de realinhar a vida. Cortar despesas depende de se ter um certo caixa e gordura. Exemplo tosco: para você cortar uma tv a cabo, muitas vezes vai precisar desembolsar um pouco para adquirir uma antena e, até mesmo, um conversor digital.

    *Caso contrário, você deve abater a prestação do salário líquido, e considerar como dívida, se houver, a diferença entre o valor pelo qual acredita que conseguiria facilmente na casa numa eventual venda.
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Sex 24 Mar 2017, 1:51 pm

    Caraca...muito bom Jose!!

    Não consegui acessar o link (ja fiz uma vez mas nao lembro a senha)... mas somando o que tenho de dividas deu 58 ... ou seja, bem proximo ao impagavel ..como identifiquei.

    Hoje, tirando estes consignados que nao estou pagando , minha receita liquida paga as contas (aluguel, condom, escola filhos,etc) .. entao é segurar ate jan/2019 ..ai com o aumento integralizado conseguirei retomar estes pagamentos

    de novo obrigado a todos

    josebarbos escreveu:dica para os demais colegas...

    Existe um indicador de dívidas que eu acho razoável para subsidiar sua decisão.
    Você deve anotar tudo o que você deve (dica: use o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e ponderar quantas vezes é maior que o seu salário líquido atual, sobre o qual você desconta também outras despesas com empréstimos (CDC, juros de cheque especial etc).
    Se você possui uma casa financiada, não considere o saldo devedor do financiamento nesta conta, desde que sua situação financeira esteja equilibrada. *

    O grau de advertência está entre 20 a 40. Significa que você precisa, imediatamente, cortar despesas e repensar sua situação patrimonial. Se o salário é suficiente para, no mínimo, dar conta das despesas do mês e há uma pequena reserva para emergências ou se você teria que recorrer a crédito para uma eventualidade. Eventualmente, é hora de repensar o padrão de vida adotado e como se projeta o futuro.

    Se você deve entre 40 a 60, a situação é preocupante (especialmente se você gasta mais do que ganha, ou seja, está piorando esta situação). É uma situação dura, na qual você tem que se decidir entre calote ou honrar dívidas. Entretanto, observe, AINDA tem uma escolha, que é difícil, mas tem. Obrigatoriamente, não só o padrão de vida deve ser revisto, como será necessário desfazer de patrimônio para equilibrar a situação.

    Acima de 60, sua dívida é impagável. O calote é recomendável. Não é uma situação fácil: não haverá crédito para qualquer emergência, você dependerá de viver, necessariamente, com menos do que ganha, e confiar todo o patrimônio a terceiros. Terá encheção de cobradores, ações judiciais e perda de status social. Provavelmente, seu padrão de vida terá que ser nômade, o que é muito ruim para quem deseja e/ou gosta de estabilidade.

    No caso acima, pagar é caro e difícil. Envolve muitos dos mesmos problemas, mas lhe dá a opção de recorrer ao crédito numa emergência, ou mesmo como forma de realinhar a vida. Cortar despesas depende de se ter um certo caixa e gordura. Exemplo tosco: para você cortar uma tv a cabo, muitas vezes vai precisar desembolsar um pouco para adquirir uma antena e, até mesmo, um conversor digital.

    *Caso contrário, você deve abater a prestação do salário líquido, e considerar como dívida, se houver, a diferença entre o valor pelo qual acredita que conseguiria facilmente na casa numa eventual venda.
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Sex 24 Mar 2017, 2:15 pm

    consegui acessar ... deu 61...fudido!

    interessante uma das colunas do relatorio...

    * Prejuízo: quando parte de uma operação está vencida, o Banco Central exige que a instituição financeira reconheça uma pequena probabilidade de que toda a operação não seja paga. Se o tempo vai passando e as parcelas atrasadas não são quitadas, a instituição tem que reconhecer que essa probabilidade está aumentando. Ao fim de no mínimo 6 meses e no máximo 1 ano de atraso de alguma parte da operação, a instituição tem que reconhecer todo o valor da operação como prejuízo. As instituições financeiras devem informar operações de prejuízo por 4 anos.

    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Sex 24 Mar 2017, 3:05 pm

    Jose , refletindo um pouco sobre sua formula...

    "..e ponderar quantas vezes é maior que o seu salário líquido atual, sobre o qual você desconta também outras despesas com empréstimos (CDC, juros de cheque especial etc)....." -> No caso seria o salario liquido mais as parcelas que sao descontas do consignado ou liquido mesmo ??? Fiquei em duvida pq a divida do consignado aparece la no relatorio e se pegar o slario liquido ja descontado esta parcela , ela seria abatido 2 vezes ... Pensei certo?



    josebarbos escreveu:dica para os demais colegas...

    Existe um indicador de dívidas que eu acho razoável para subsidiar sua decisão.
    Você deve anotar tudo o que você deve (dica: use o [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] e ponderar quantas vezes é maior que o seu salário líquido atual, sobre o qual você desconta também outras despesas com empréstimos (CDC, juros de cheque especial etc).
    Se você possui uma casa financiada, não considere o saldo devedor do financiamento nesta conta, desde que sua situação financeira esteja equilibrada. *

    O grau de advertência está entre 20 a 40. Significa que você precisa, imediatamente, cortar despesas e repensar sua situação patrimonial. Se o salário é suficiente para, no mínimo, dar conta das despesas do mês e há uma pequena reserva para emergências ou se você teria que recorrer a crédito para uma eventualidade. Eventualmente, é hora de repensar o padrão de vida adotado e como se projeta o futuro.

    Se você deve entre 40 a 60, a situação é preocupante (especialmente se você gasta mais do que ganha, ou seja, está piorando esta situação). É uma situação dura, na qual você tem que se decidir entre calote ou honrar dívidas. Entretanto, observe, AINDA tem uma escolha, que é difícil, mas tem. Obrigatoriamente, não só o padrão de vida deve ser revisto, como será necessário desfazer de patrimônio para equilibrar a situação.

    Acima de 60, sua dívida é impagável. O calote é recomendável. Não é uma situação fácil: não haverá crédito para qualquer emergência, você dependerá de viver, necessariamente, com menos do que ganha, e confiar todo o patrimônio a terceiros. Terá encheção de cobradores, ações judiciais e perda de status social. Provavelmente, seu padrão de vida terá que ser nômade, o que é muito ruim para quem deseja e/ou gosta de estabilidade.

    No caso acima, pagar é caro e difícil. Envolve muitos dos mesmos problemas, mas lhe dá a opção de recorrer ao crédito numa emergência, ou mesmo como forma de realinhar a vida. Cortar despesas depende de se ter um certo caixa e gordura. Exemplo tosco: para você cortar uma tv a cabo, muitas vezes vai precisar desembolsar um pouco para adquirir uma antena e, até mesmo, um conversor digital.

    *Caso contrário, você deve abater a prestação do salário líquido, e considerar como dívida, se houver, a diferença entre o valor pelo qual acredita que conseguiria facilmente na casa numa eventual venda.
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1307
    Reputação : 191
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por VadeMekum Sex 24 Mar 2017, 3:07 pm

    josebarbos escreveu:

    Já não é mais assim que funciona.
    O juro subiu, e os bancos perderiam dinheiro.
    É uma imoralidade danada, mas voltou a ser como sempre deveria. Quitação pela posição do dia, nada de "dívida a mercado".

    Mas falo pelo agora. Com nova queda de juros, os bancos vão entrar novamente com esta história. E aí, não me surpreenderia a volta do maldito spread.


    O duro no Brasil não é a regra, em sim, mas o fato dela mudar para sempre privilegiar as elites, financeiras, de fato.

    Mudou a metodologia então?

    Mas se o interessado quiser antecipar, como é realizado esse cálculo?

    Porque, no financiamento imobiliário, é muito simples. Se a pessoa fez um financiamento de 300 meses, pagando parcelas de R$ 2.000,00 por mês, sendo 800,00 de amortização e os 1.200 restantes de juros, para ela amortizar basta multiplicar as parcelas que faltam por R$ 800,00. Assim, se faltam 90 parcelas, para amortizar tem que pagar R$ 72.000,00.

    E no caso do CDC, em não sendo cobrado o SPREAD?
    VadeMekum
    VadeMekum
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1307
    Reputação : 191
    Data de inscrição : 11/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por VadeMekum Sex 24 Mar 2017, 4:04 pm

    No link abaixo (tirar aspas please) há uma calculadora de antecipação de prestações, do site do MP SC.

    "https://www.mpsc.mp.br/calculadora-de-antecipacao-atualizada#".
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Sex 24 Mar 2017, 7:49 pm

    Flurj escreveu:Jose , refletindo um pouco sobre sua formula...

    "..e ponderar quantas vezes é maior que o seu salário líquido atual, sobre o qual você desconta também outras despesas com empréstimos (CDC, juros de cheque especial etc)....." -> No caso seria o salario liquido mais as parcelas que sao descontas do consignado ou liquido mesmo ???  Fiquei em duvida pq a divida do consignado aparece la no relatorio e se pegar o slario liquido ja descontado esta parcela , ela seria abatido 2 vezes ...  Pensei certo?

    Você abate apenas uma vez cada empréstimo que você tem. Se você tira 7 mil líquidos e tem 2 mil de prestação, você tem 5 mil líquidos, já foi abatido.
    Entretanto, o mais comum é os colegas também terem altas despesas com outros tipos de crédito (financiamento de carro, cdc, cheque especial, antecipações etc). Aqueles que não foram abatidos já no contracheque entram na conta.

    Esta é uma regra geral, tem análises específicas. O objetivo principal é mensurar aquele que tem renda apenas de salário(s), e quanto tem sido comprometido frente ao montante total.

    Mas se deu 61 mesmo, sua dívida é totalmente impagável. E para quebrar, o calote tem que ser "bem feito", em tudo o que puder, porque você entra numa fase que tem que viver com muito menos do que tira líquido, sem oportunidade de socorro, e vai abrir mão da sua liberdade por pelo menos 5 anos.
    josebarbos
    josebarbos
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3308
    Reputação : 432
    Data de inscrição : 20/05/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por josebarbos Sex 24 Mar 2017, 8:23 pm

    VadeMekum escreveu:
    josebarbos escreveu:

    Já não é mais assim que funciona.
    O juro subiu, e os bancos perderiam dinheiro.
    É uma imoralidade danada, mas voltou a ser como sempre deveria. Quitação pela posição do dia, nada de "dívida a mercado".

    Mas falo pelo agora. Com nova queda de juros, os bancos vão entrar novamente com esta história. E aí, não me surpreenderia a volta do maldito spread.


    O duro no Brasil não é a regra, em sim, mas o fato dela mudar para sempre privilegiar as elites, financeiras, de fato.

    Mudou a metodologia então?

    Mas se o interessado quiser antecipar, como é realizado esse cálculo?

    Porque, no financiamento imobiliário, é muito simples. Se a pessoa fez um financiamento de 300 meses, pagando parcelas de R$ 2.000,00 por mês, sendo 800,00 de amortização e os 1.200 restantes de juros, para ela amortizar basta multiplicar as parcelas que faltam por R$ 800,00. Assim, se faltam 90 parcelas, para amortizar tem que pagar R$ 72.000,00.

    E no caso do CDC, em não sendo cobrado o SPREAD?

    Foi alterado em 2014, quando os juros começaram a subir e aí seriam prejudiciais aos bancos (que coisa, não?).
    Foi através da Resolução 4320, de 27 de março de 2014.

    Em tese, ainda dá para tentar brigar pela cláusula prevista em contrato, se você pegar um juiz que aplique o CDC que é bom para nós (Código de Defesa do Consumidor), mas é difícil e leva tempo. Melhor quitar pela fórmula que o banco apresentar e depois contestar e tentar devolução em dobro. Especialmente porque há uma brecha da resolução para que tal cláusula esteja em contrato. Ou seja, na omissão, vale a regra anterior.

    “Art. 2º O valor presente dos pagamentos previstos para fins de amortização ou de liquidação antecipada das operações mencionadas no art. 1º contratadas a taxas prefixadas deve ser calculado com a utilização da taxa de juros pactuada no contrato.
    Parágrafo único. A utilização da taxa de juros pactuada no contrato para apuração do valor presente mencionado no caput deve estar prevista em cláusula contratual específica.” (NR)


    Sobre a fórmula de cálculo, vai depender do sistema de amortização adotado. Existe mais de uma dezena deles, mas no Brasil existem três principais: PRICE, SAC e SACRE.

    O que você mencionou, SAC, é o mais fácil, porque a Amortização é constante ao longo do contrato.
    No Price, o que é constante é a prestação. Como o saldo devedor começa grande, primeiro você paga muito de juros e pouco de amortização, para ao longo do tempo ir pagando menos juros e amortização. E é, também, o sistema que permite um crédito bruto mais alto no começo do contrato.
    O SACRE é um misto dos dois. Tem amortização constante por prazo definido (normalmente um ano) e depois é feito o recálculo.

    Aqui, um pequeno e ilustrativo exemplo de 10.000 emprestados a taxa de 1% a.m. em 10 meses. Não destaca muito as diferenças, mas observem como no Price você SEMPRE está devendo mais. E o banco vai utilizar a posição do dia (é algo fácil de se obter) para te fornecer o valor de liquidação.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]




    diegowfcp
    diegowfcp
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAJ
    Mensagens : 1798
    Reputação : 79
    Data de inscrição : 01/09/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por diegowfcp Ter 28 Mar 2017, 2:58 pm

    José, eu estou com uma dívida impagável de CDC e cartão de crédito. Vivendo no limite, e guardando as sobras na poupança, até que os problemas de pensão alimentícia que eu tenho sejam resolvidos. Você acha essa saída razoável? Com dinheiro em mãos, os bancos costumam tirar juros e serem razoáveis em uma futura negociação?

    O banco do brasil não quis abrir linha de negociação de crédito para mim, portanto, estou aguardando eles resolverem fazer. Essa é a melhor saída?
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Qui 30 Mar 2017, 12:00 pm

    Pois é Diego ..eh parecido com minha situacao .. A diferenca eh que ao inves de cdc o meu é consignado com a CEF ...
    Pelo que passei acho que o melhor eh parar de pagar que força a situacao para um negociacao... ate pq vao ver que nao tenho bens para garantiar (meu caso)..
    So espero que antes de ajuizar alguma acao eles venham tentar negociar ... se nao vai mais gastos com advogado...
    Acho que como dica posso dizer que qto mais adiar isso mais fundo o buraco fica...fui fazendo mais divida para pagar algo que era impagavel..

    diegowfcp escreveu:José, eu estou com uma dívida impagável de CDC e cartão de crédito. Vivendo no limite, e guardando as sobras na poupança, até que os problemas de pensão alimentícia que eu tenho sejam resolvidos. Você acha essa saída razoável? Com dinheiro em mãos, os bancos costumam tirar juros e serem razoáveis em uma futura negociação?

    O banco do brasil não quis abrir linha de negociação de crédito para mim, portanto, estou aguardando eles resolverem fazer. Essa é a melhor saída?
    diegowfcp
    diegowfcp
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAJ
    Mensagens : 1798
    Reputação : 79
    Data de inscrição : 01/09/2014

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por diegowfcp Qui 30 Mar 2017, 12:21 pm

    Flurj escreveu:Pois é Diego ..eh parecido com minha situacao .. A diferenca eh que ao inves de cdc o meu é consignado com a CEF ...
    Pelo que passei acho que o melhor eh parar de pagar que força a situacao para um negociacao...  ate pq vao ver que nao tenho bens para garantiar (meu caso)..
    So espero que antes de ajuizar alguma acao eles venham tentar negociar ... se nao vai mais gastos com advogado...
    Acho que como dica posso dizer que qto mais adiar isso mais fundo o buraco fica...fui fazendo mais divida para pagar algo que era impagavel..

    diegowfcp escreveu:José, eu estou com uma dívida impagável de CDC e cartão de crédito. Vivendo no limite, e guardando as sobras na poupança, até que os problemas de pensão alimentícia que eu tenho sejam resolvidos. Você acha essa saída razoável? Com dinheiro em mãos, os bancos costumam tirar juros e serem razoáveis em uma futura negociação?

    O banco do brasil não quis abrir linha de negociação de crédito para mim, portanto, estou aguardando eles resolverem fazer. Essa é a melhor saída?

    Quanto à advogado, é tranquilo para mim. Também não tenho bens a garantir. Eu quero pagar, mas preciso negociar, de modo que caiba no meu orçamento. Até que se resolva meu problema com pensão alimentícia, contando com parcelas in natura e pecúnia, fora os consignados, estou com quase 65% do meu orçamento comprometido. Eu não tenho condições de pagar. Não contava com a separação, mas como aconteceu, a vida desorganizou inteira.
    Lord Sith
    Lord Sith
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2138
    Reputação : 91
    Data de inscrição : 25/05/2012

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Lord Sith Qui 30 Mar 2017, 1:16 pm

    "Boa notícia" pra quem quiser continuar endividado ou aumentar seu endividamento:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    cicero_pb
    cicero_pb
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 1962
    Reputação : 163
    Data de inscrição : 07/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por cicero_pb Qui 30 Mar 2017, 2:25 pm

    diegowfcp escreveu:
    Flurj escreveu:Pois é Diego ..eh parecido com minha situacao .. A diferenca eh que ao inves de cdc o meu é consignado com a CEF ...
    Pelo que passei acho que o melhor eh parar de pagar que força a situacao para um negociacao...  ate pq vao ver que nao tenho bens para garantiar (meu caso)..
    So espero que antes de ajuizar alguma acao eles venham tentar negociar ... se nao vai mais gastos com advogado...
    Acho que como dica posso dizer que qto mais adiar isso mais fundo o buraco fica...fui fazendo mais divida para pagar algo que era impagavel..

    diegowfcp escreveu:José, eu estou com uma dívida impagável de CDC e cartão de crédito. Vivendo no limite, e guardando as sobras na poupança, até que os problemas de pensão alimentícia que eu tenho sejam resolvidos. Você acha essa saída razoável? Com dinheiro em mãos, os bancos costumam tirar juros e serem razoáveis em uma futura negociação?

    O banco do brasil não quis abrir linha de negociação de crédito para mim, portanto, estou aguardando eles resolverem fazer. Essa é a melhor saída?

    Quanto à advogado, é tranquilo para mim. Também não tenho bens a garantir. Eu quero pagar, mas preciso negociar, de modo que caiba no meu orçamento. Até que se resolva meu problema com pensão alimentícia, contando com parcelas in natura e pecúnia, fora os consignados, estou com quase 65% do meu orçamento comprometido. Eu não tenho condições de pagar. Não contava com a separação, mas como aconteceu, a vida desorganizou inteira.


    Está vivendo exatamente o que já passei.

    Contei minha história em algum momento. Na verdade, esse ano é que consegui zerar tudo (tudo mesmo). É hora de começar os investimentos...

    Mas como a vida não é linear, meu carro antigo (2005) começou a beber muita gasolina e não tem mecânico que descubra a causa. Já gastei 2k com tentativas e nada. Daqui a pouco vou ficar arrependido de não ter pego 25k (para pagar 27,5k em 1 ano) e ter comprado um corolla usado..

    É a vida...

    Fique tranquilo e aja racionalmente, sem afobação e sem esmorecimento. Vc sairá mais rápido do que pensa.
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Qui 30 Mar 2017, 4:16 pm

    isso mesmo... infelizmente nao controlamos tudo .. e isso tudo nos fortalesse ... ja me separei e eh muito complicado... fiquei em uma situacao complicada pq na partilha os bens(filhos inclusive) ficaram com ela e as obrigacoes (dividas) comigo... mas depois de um tempo consegui superar isso.. e agora estou eu de novo aqui no fundo do poco... contei com aumentos que nao vieram, com pls ,fcs... enfim ..errei.. mas como disse o cicero,, sem afobação e sem esmorecimento.


    diegowfcp escreveu:
    Flurj escreveu:Pois é Diego ..eh parecido com minha situacao .. A diferenca eh que ao inves de cdc o meu é consignado com a CEF ...
    Pelo que passei acho que o melhor eh parar de pagar que força a situacao para um negociacao...  ate pq vao ver que nao tenho bens para garantiar (meu caso)..
    So espero que antes de ajuizar alguma acao eles venham tentar negociar ... se nao vai mais gastos com advogado...
    Acho que como dica posso dizer que qto mais adiar isso mais fundo o buraco fica...fui fazendo mais divida para pagar algo que era impagavel..

    diegowfcp escreveu:José, eu estou com uma dívida impagável de CDC e cartão de crédito. Vivendo no limite, e guardando as sobras na poupança, até que os problemas de pensão alimentícia que eu tenho sejam resolvidos. Você acha essa saída razoável? Com dinheiro em mãos, os bancos costumam tirar juros e serem razoáveis em uma futura negociação?

    O banco do brasil não quis abrir linha de negociação de crédito para mim, portanto, estou aguardando eles resolverem fazer. Essa é a melhor saída?

    Quanto à advogado, é tranquilo para mim. Também não tenho bens a garantir. Eu quero pagar, mas preciso negociar, de modo que caiba no meu orçamento. Até que se resolva meu problema com pensão alimentícia, contando com parcelas in natura e pecúnia, fora os consignados, estou com quase 65% do meu orçamento comprometido. Eu não tenho condições de pagar. Não contava com a separação, mas como aconteceu, a vida desorganizou inteira.
    Flurj
    Flurj
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 498
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 06/07/2010

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Flurj Qui 30 Mar 2017, 4:18 pm

    Espero que isso estimule os bancos a montar um pacote de auxilio aos servidores com alongamento das dividas ... Quem sabe né ? nao custa sonhar...

    rs ...
    Lord Sith escreveu:"Boa notícia" pra quem quiser continuar endividado ou aumentar seu endividamento:

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    FALCON.X
    FALCON.X
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2463
    Reputação : 433
    Data de inscrição : 22/03/2015

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por FALCON.X Sex 31 Mar 2017, 5:08 pm


    Alguém sabe informar quais os bancos que EFETIVAMENTE estão operando (permitindo saque) com a margem consignável 5% para fins de cartão de crédito ??? E se alguém já fez, COMO FUNCIONA, na prática sem...mi..mimi ?

    Grato

    Conteúdo patrocinado

    Empréstimo Consignado - formas de sustação - Página 14 Empty Re: Empréstimo Consignado - formas de sustação

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 28 Set 2021, 12:28 am