PCS JÁ

PCS JÁ



    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Locutus-PR
    Locutus-PR
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 376
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 11/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Locutus-PR Qua 15 Jul 2015, 8:10 pm

    Essa fonte e Arial ou Times New Roman?
    Fhighlander
    Fhighlander
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 757
    Reputação : 16
    Data de inscrição : 30/03/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Fhighlander Qua 15 Jul 2015, 8:10 pm

    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed


    Se isso se confirmar, então nada mudou.

    É rejeitar essa proposta vagabunda, lutar pela derrubada do veto e greve até o talo!!!
    Justiceirotrf4
    Justiceirotrf4
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 919
    Reputação : 85
    Data de inscrição : 19/05/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Justiceirotrf4 Qua 15 Jul 2015, 8:11 pm

    Ja era, pessoal! Caso na venha nada de novo dessa reuniao o negocio e aceitar os 21 , 27, sei la, implorando que sejam no maximo em 3 anos. O congelamento esta por vir. Abram os olhos!!! Os juizes nos odeiam, detestam os servidores.
    molotov
    molotov
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 778
    Reputação : 47
    Data de inscrição : 07/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por molotov Qua 15 Jul 2015, 8:13 pm


    Tinha que falar para o Renan / Cunha / Temer / Todos congressistas rabo preso ... que se quiserem irritar os deuses que os caçam (juízes, procuradores, etc) ... um "aumento" (reposição real) para os servidores poderia ter um efeito bem legal.

    O que teria de juiz que "trabalha" 2 horas por dia apelando para a ajufe "tomar providências" quanto aos analistas incorporados que tem FC/CJ.

    Bora Renan ... irrite a Dilma ... irrite os deuses do judiciário.
    Nos ajude a derrubar esse veto.
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 15 Jul 2015, 8:14 pm

    Justiceirotrf4 escreveu:Ja era, pessoal! Caso na venha nada de novo dessa reuniao o negocio e aceitar os 21 , 27, sei la, implorando que sejam no maximo em 3 anos. O congelamento esta por vir. Abram os olhos!!! Os juizes nos odeiam, detestam os servidores.


    Custa esperar a apreciação da derrubada do veto???? Se não tiver mais nada aceitamos essa esmola aí. Mas cara, tu tens um veto de uma presidenta sem apoio do Congresso e quer aceitar algo logo de cara. Pra que recusou os 21% antes. Que negociação da %¨%¨%¨é erra??????
    Chuck Coleman
    Chuck Coleman
    Usuário Especial
    Usuário Especial

    Mensagens : 1235
    Reputação : 111
    Data de inscrição : 16/04/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Chuck Coleman Qua 15 Jul 2015, 8:15 pm

    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed


    1% em 2016
    1% em 2017
    98% em DE-ZEM-BRO de 2018

    A resposta é: NÃO!

    GREVE nesse governo camiréquico-pauloalquense!

    Mad Mad Mad Mad Mad Mad
    brunotrt
    brunotrt
    Novo Usuário

    Mensagens : 20
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por brunotrt Qua 15 Jul 2015, 8:16 pm

    Wehaveall escreveu:
    Justiceirotrf4 escreveu:Ja era, pessoal! Caso na venha nada de novo dessa reuniao o negocio e aceitar os 21 , 27, sei la, implorando que sejam no maximo em 3 anos. O congelamento esta por vir. Abram os olhos!!! Os juizes nos odeiam, detestam os servidores.


    Custa esperar a apreciação da derrubada do veto???? Se não tiver mais nada aceitamos essa esmola aí. Mas cara, tu tens um veto de uma presidenta sem apoio do Congresso e quer aceitar algo logo de cara. Pra que recusou os 21% antes. Que negociação da %¨%¨%¨é erra??????

    PUTZ

    FÓRUM INUNDADO DE POSTS EM PROL DO PROJETO DE NAÇÃO, MAS DESSA VEZ COM AÇÃO COORDENADA.


    É TUDO OU NADA P***A!


    SE FOR PRA SER ESSES 21% E UMA EXECUÇÃO COM TIRO NA CABEÇA DA CARREIRA DOS SERVIDORES DO PJU DAQUI A TRÊS ANOS QUE SEJA ZERO AGORA E ME POUPE DA TORTURA.

    PQP
    Tchê
    Tchê
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 510
    Reputação : 71
    Data de inscrição : 23/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Tchê Qua 15 Jul 2015, 8:16 pm

    Pois é, meus caros

    mesmo apenas conjecturando sobre essa tal hipotética "proposta" de 21% sobre a folha (junho/16, junho/17 e dezembro/18) não dá para esquecer que o Lewandowski não vai deixar de separar uma parte para o aumento dos "queridinhos" CJs dele e demais Ministros.

    E assim, o que mesmo jogado na GAJ já parece pouco, fica menor ainda.

    Morena
    Morena
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2812
    Reputação : 653
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Morena Qua 15 Jul 2015, 8:17 pm

    Justiceirotrf4 escreveu:Ja era, pessoal! Caso na venha nada de novo dessa reuniao o negocio e aceitar os 21 , 27, sei la, implorando que sejam no maximo em 3 anos. O congelamento esta por vir. Abram os olhos!!! Os juizes nos odeiam, detestam os servidores.
    aceitar?isso? o negócio é tentar derrubar o veto (se vier for vetado);. esse é o negócio.
    agora, acho interessante que a proposta do Governo é para começar a pagar a partir de junho de 2016. já que é assim, pq não vetar apenas os incisos I e II do PL?


    Última edição por Morena em Qua 15 Jul 2015, 8:19 pm, editado 2 vez(es)
    zotrix
    zotrix
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 589
    Reputação : 59
    Data de inscrição : 03/01/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por zotrix Qua 15 Jul 2015, 8:18 pm

    Na minha opiniao as informações trazidas pelo CorrerAtras são excelentes. Se o STF tiver mesmo dito que não irão mais negociar e a gente vai ter que se virar pra derrubar o veto é muito bom. Foi exatamente isso que fizemos até agora: nos viramos sozinhos. Se o STF não atrapalhar já está de bom tamanho.
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 15 Jul 2015, 8:18 pm

    Chuck Coleman escreveu:
    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed


    1% em 2016
    1% em 2017
    98% em DE-ZEM-BRO de 2018

    A resposta é: NÃO!

    GREVE nesse governo camiréquico-pauloalquense!

    Mad Mad Mad Mad Mad Mad


    Cara nem tinha reparado isso, tamanha a revolta. Diminuíram de 21,3% pra 21% e pra falar que é em 3 anos, pegaram a última parcela de janeiro de 2019 e jogaram pra dezembro de 2018. PQP!!!!! Piada!!!!!!! Veta bruaca, fica bravinho enrolando, mas é greve em vocês!!!!!!
    CEptico
    CEptico
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 564
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 05/10/2011
    Idade : 46
    Localização : Ceará

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por CEptico Qua 15 Jul 2015, 8:19 pm

    Como se diz aqui no Ceará, "quem não pode com o pote não pega na rodilha". Se não formos capazes, num momento político desses, de derrubar o veto, É MELHOR NÃO ACEITAR 21% parcelados e brigar por uma data-base...

    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed

    Sniper
    Sniper
    Usuário Master
    Usuário Master

    Mensagens : 760
    Reputação : 56
    Data de inscrição : 06/05/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Sniper Qua 15 Jul 2015, 8:19 pm

    Receoso todos nós ficamos, mas o cenário é propício para a derrubada do veto.
    Quem não arrisca não petisca.
    É preciso ter alegria pra viver e ousadia pra vencer.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 15 Jul 2015, 8:20 pm

    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?

    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Acho que precisamos cair na real.
    Em primeiro lugar, quero registrar que sou favorável ao PL. Fiz greve em SP em 2009 e estou em greve no RJ atualmente.
    Mas, precisamos ter noção da nossa situação enquanto carreira.
    Em primeiro lugar, derrubar um veto presidencial não é fácil. Precisamos de, pelo menos, 297 votos dos 594 em jogo. Isso sem contar com as abstenções e ausências dos parlamentares, que podem faltar em até um terço das sessões.
    Mesmo o economista mais otimista sabe que a situação econômica do país vai piorar.
    Precisamos saber negociar. Se o governo oferecer oficialmente 21,3% sobre a folha do judiciário em 3 anos e jogarmos na GAJ (Gaj 160%), teremos 36,84% de aumento sobre o VB+GAJ, o que não é desprezível. Precisamos forçar para que o governo chegue a um percentual próximo a 27,5% ainda que em 4 anos. Sabemos da dificuldade do PL passar e, por isso, devemos utilizá-lo como um instrumento de pressão, mas não podemos fechar canais de negociação.
    Para ratificar o meu post, temos que defender  o seguinte pressuposto: se não rolar o PL, temos que exigir a GAJ.

    Veja o seguinte esquema, segundo cálculos informais:

    GAJ 160% (21,3% da folha) = final de 18.089 no final da tabela (VB+GAJ)

    GAJ 180% (27,5% da folha) = final de 19.479,00 no final da tabela (VB+GAJ)

    PL 28/2015 = final de 20667,00 (VB+GAJ)

    A negociação sobre a GAJ é a nossa única chance se o PL não passar, que é o que se desenha. A opção pelo VB faz com que percamos de 15% a 20% do valor da tabela na dobradinha VB+GAJ.
    . Pensemos nisso!

    Cara, boato ou não, seriam 21% em 4 anos, a contar de hoje, com a primeira parcela em junho/16, depois 17 e por fim 18. Então seriam uma espécie de "3 anos em 4", essa a boataria que falam aí... inaceitável! é a mesma coisa que a proposta anterior (aliás, pior, porque a inicial falava em primeira parcela em janeiro de 2016).
    VictorAlbuquerque
    VictorAlbuquerque
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Analista Judiciário
    Mensagens : 581
    Reputação : 120
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por VictorAlbuquerque Qua 15 Jul 2015, 8:21 pm

    Chuck Coleman escreveu:
    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed


    1% em 2016
    1% em 2017
    98% em DE-ZEM-BRO de 2018

    A resposta é: NÃO!

    GREVE nesse governo camiréquico-pauloalquense!

    Mad Mad Mad Mad Mad Mad

    Se isso é verdade, esse governo é muito ordinário. Manteve os 4 anos praticamente, alterando de jan/19 pra dez/18 e ainda postergou a primeira pra junho/16.

    Chamar isso de contraproposta é uma sacanagem..
    avatar
    Convidado
    Convidado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Convidado Qua 15 Jul 2015, 8:22 pm

    CEptico escreveu:Como se diz aqui no Ceará, "quem não pode com o pote não pega na rodilha". Se não formos capazes, num momento político desses, de derrubar o veto, É MELHOR NÃO ACEITAR 21% parcelados e brigar por uma data-base...

    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed


    Plano B, não aceitar os 21% e lutar por data-base.
    SFC
    SFC
    Usuário Júnior
    Usuário Júnior

    Mensagens : 104
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 19/12/2010
    Localização : RS

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por SFC Qua 15 Jul 2015, 8:22 pm

    Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?

    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Acho que precisamos cair na real.
    Em primeiro lugar, quero registrar que sou favorável ao PL. Fiz greve em SP em 2009 e estou em greve no RJ atualmente.
    Mas, precisamos ter noção da nossa situação enquanto carreira.
    Em primeiro lugar, derrubar um veto presidencial não é fácil. Precisamos de, pelo menos, 297 votos dos 594 em jogo. Isso sem contar com as abstenções e ausências dos parlamentares, que podem faltar em até um terço das sessões.
    Mesmo o economista mais otimista sabe que a situação econômica do país vai piorar.
    Precisamos saber negociar. Se o governo oferecer oficialmente 21,3% sobre a folha do judiciário em 3 anos e jogarmos na GAJ (Gaj 160%), teremos 36,84% de aumento sobre o VB+GAJ, o que não é desprezível. Precisamos forçar para que o governo chegue a um percentual próximo a 27,5% ainda que em 4 anos. Sabemos da dificuldade do PL passar e, por isso, devemos utilizá-lo como um instrumento de pressão, mas não podemos fechar canais de negociação.
    Para ratificar o meu post, temos que defender  o seguinte pressuposto: se não rolar o PL, temos que exigir a GAJ.

    Veja o seguinte esquema, segundo cálculos informais:

    GAJ 160% (21,3% da folha) = final de 18.089 no final da tabela (VB+GAJ)

    GAJ 180% (27,5% da folha) = final de 19.479,00 no final da tabela (VB+GAJ)

    PL 28/2015 = final de 20667,00 (VB+GAJ)

    A negociação sobre a GAJ é a nossa única chance se o PL não passar, que é o que se desenha. A opção pelo VB faz com que percamos de 15% a 20% do valor da tabela na dobradinha VB+GAJ.
    . Pensemos nisso!




    Meu Deus!!!!! Lutem por um PL com veto dado por uma presidenta falida!!!!! O trabalho dos colegas em Brasília é intenso. Temo a chance de valorizar nossa carreira e vamos aceitar merrecas???????? PelamordeDeus!!!!!!!!!!!!!!


    Última edição por SFC em Qua 15 Jul 2015, 8:23 pm, editado 1 vez(es)
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 15 Jul 2015, 8:23 pm

    DJANGO escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?

    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Acho que precisamos cair na real.
    Em primeiro lugar, quero registrar que sou favorável ao PL. Fiz greve em SP em 2009 e estou em greve no RJ atualmente.
    Mas, precisamos ter noção da nossa situação enquanto carreira.
    Em primeiro lugar, derrubar um veto presidencial não é fácil. Precisamos de, pelo menos, 297 votos dos 594 em jogo. Isso sem contar com as abstenções e ausências dos parlamentares, que podem faltar em até um terço das sessões.
    Mesmo o economista mais otimista sabe que a situação econômica do país vai piorar.
    Precisamos saber negociar. Se o governo oferecer oficialmente 21,3% sobre a folha do judiciário em 3 anos e jogarmos na GAJ (Gaj 160%), teremos 36,84% de aumento sobre o VB+GAJ, o que não é desprezível. Precisamos forçar para que o governo chegue a um percentual próximo a 27,5% ainda que em 4 anos. Sabemos da dificuldade do PL passar e, por isso, devemos utilizá-lo como um instrumento de pressão, mas não podemos fechar canais de negociação.
    Para ratificar o meu post, temos que defender  o seguinte pressuposto: se não rolar o PL, temos que exigir a GAJ.

    Veja o seguinte esquema, segundo cálculos informais:

    GAJ 160% (21,3% da folha) = final de 18.089 no final da tabela (VB+GAJ)

    GAJ 180% (27,5% da folha) = final de 19.479,00 no final da tabela (VB+GAJ)

    PL 28/2015 = final de 20667,00 (VB+GAJ)

    A negociação sobre a GAJ é a nossa única chance se o PL não passar, que é o que se desenha. A opção pelo VB faz com que percamos de 15% a 20% do valor da tabela na dobradinha VB+GAJ.
    . Pensemos nisso!

    Cara, boato ou não, seriam 21% em 4 anos, a contar de hoje, com a primeira parcela em junho/16, depois 17 e por fim 18. Então seriam uma espécie de "3 anos em 4", essa a boataria que falam aí... inaceitável! é a mesma coisa que a proposta anterior (aliás, pior, porque a inicial falava em primeira parcela em janeiro de 2016).



    Conseguiram piorar a contraproposta. É assim que o Lula negociava quando era sindicalista??? Vinha uma contraproposta rebaixada e ele aceitava. Não precisamos do stf. Fizemos tudo sozinhos até agora. stf e amarildo, fiquem quietinhos aí, ainda vamos lhe enviar uma "carta de agradecimento" daquelas depois que derrubarmos o veto.
    jose.santos
    jose.santos
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 67
    Reputação : 3
    Data de inscrição : 20/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por jose.santos Qua 15 Jul 2015, 8:23 pm

    olhaso escreveu:
    darkshi escreveu:
    WFONTANE escreveu:
    Não sei se é tão claro assim. É lógico que ela acha que pode. Ela acha que pode tudo. O problema do nosso PLC é que tem por origem outro Poder (ou o que sobrou dele), o qual possui orçamento próprio. A CF permite que o Executivo passe a tesoura no orçamento de outro Poder somente quando ele ultrapassa os limites fixados. No caso do STF, nosso PLC está dentro do limite fixado. Então, se o Executivo não tem dinheiro para pagar seus funcionários, pois, seu orçamento está comprometido, isto não é motivo (ao menos não seria) para que se justificasse o veto de outro Poder, cujo orçamento está dentro de seu próprio limite. Esta, pra mim, é a grande questão.  


    Foi neste sentido que eu vi alguns servidores alegando que ela não poderá vetar sem um bom argumento jurídico.

    O problema, colegas, é o que se interpreta como interesse público. Ajuste fiscal seria interesse público? O Pode Judiciário é superavitário, não vislumbro como alegar interesse público. Na pratica, hoje, o Executivo pega dinheiro do Judiciario para pagar pela sua pessima gestao.  

    A questão do interesse público não precisa estar centrada na Reposição dos Servidores Judiciários, mas sim em um gasto que o governo tenha, em que esse interesse não esteja demostrado e seja de mesma ou maior monta. Por outro lado, na via do mesmo interesse público, sempre haverá interesse público na manutenção da Justiça no que afeta a interesses morais e de recursos, materiais e humanos. Assim uma adequação de foco pode resolver a questão. No entanto quem terá peito e competência suficientes para propor uma ação para salvaguardar os interesses do projeto ? Eis mais uma questão.
    sonhador
    sonhador
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 495
    Reputação : 12
    Data de inscrição : 21/08/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por sonhador Qua 15 Jul 2015, 8:26 pm

    netofragoso escreveu:
    Del Piero escreveu:
    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed


    NAO ACEITO!

    GREVEEEEEEEEEEEEEE !

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Essa conseguiu ser pior que a outra!!

    Esse negócio de 3X é só para engabelar trouxa. A 1ª parcela, em vez de ser em janeiro (com mais ou menos, suponho, 2% a mais), iria ser em jun; a 2ª, idem; a 3ª, em vez de ser em jan de 2018, iria ser em dez 18 (englobando assim a de jan 2019 também). Na prática, é pior realmente.


    Última edição por sonhador em Qua 15 Jul 2015, 8:27 pm, editado 1 vez(es)
    Morena
    Morena
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2812
    Reputação : 653
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Morena Qua 15 Jul 2015, 8:26 pm

    sinceramente, aceitar essa contraproposta é fazer de palhaços ( se já não bastasse o que o Governo e STF faz aos servidores do judiciário) , desvalorizar todo o trabalho dos colegas que estão desde o dia 01/07 atrás de cada congressista, seja no seu estado, seja nos corredores do Congresso, em busca de apoio para derrubar um eventual veto da presidenta Dilma.


    Última edição por Morena em Qua 15 Jul 2015, 8:33 pm, editado 1 vez(es)
    lucia senna
    lucia senna
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 432
    Reputação : 75
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por lucia senna Qua 15 Jul 2015, 8:27 pm

    Esse aumento ridículo não vai me trazer alívio financeiro algum. Não paga a feira.

    Coragem. Vamos fazer nossa parte. É um vexame desistir desse PL!!
    16Toneladas
    16Toneladas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 2008
    Reputação : 39
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por 16Toneladas Qua 15 Jul 2015, 8:27 pm

    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?

    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Acho que precisamos cair na real.
    Em primeiro lugar, quero registrar que sou favorável ao PL. Fiz greve em SP em 2009 e estou em greve no RJ atualmente.
    Mas, precisamos ter noção da nossa situação enquanto carreira.
    Em primeiro lugar, derrubar um veto presidencial não é fácil. Precisamos de, pelo menos, 297 votos dos 594 em jogo. Isso sem contar com as abstenções e ausências dos parlamentares, que podem faltar em até um terço das sessões.
    Mesmo o economista mais otimista sabe que a situação econômica do país vai piorar.
    Precisamos saber negociar. Se o governo oferecer oficialmente 21,3% sobre a folha do judiciário em 3 anos e jogarmos na GAJ (Gaj 160%), teremos 36,84% de aumento sobre o VB+GAJ, o que não é desprezível. Precisamos forçar para que o governo chegue a um percentual próximo a 27,5% ainda que em 4 anos. Sabemos da dificuldade do PL passar e, por isso, devemos utilizá-lo como um instrumento de pressão, mas não podemos fechar canais de negociação.
    Para ratificar o meu post, temos que defender  o seguinte pressuposto: se não rolar o PL, temos que exigir a GAJ.

    Veja o seguinte esquema, segundo cálculos informais:

    GAJ 160% (21,3% da folha) = final de 18.089 no final da tabela (VB+GAJ)

    GAJ 180% (27,5% da folha) = final de 19.479,00 no final da tabela (VB+GAJ)

    PL 28/2015 = final de 20667,00 (VB+GAJ)

    A negociação sobre a GAJ é a nossa única chance se o PL não passar, que é o que se desenha. A opção pelo VB faz com que percamos de 15% a 20% do valor da tabela na dobradinha VB+GAJ.
    . Pensemos nisso!




    Meu Deus!!!!! Lutem por um PL com veto dado por uma presidenta falida!!!!! O trabalho dos colegas em Brasília é intenso. Temo a chance de valorizar nossa carreira e vamos aceitar merrecas???????? PelamordeDeus!!!!!!!!!!!!!!


    Cara, é 21 em 4 do mesmo jeito, e ainda pior. Antes era Janeiro 2016/Janeiro 2019. Agora é Junho 2016, Dezembro de 2018!!!!!!!! Meu Deus!!!!
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Lula Molusco Qua 15 Jul 2015, 8:28 pm

    #SancionaDilma

    Pode pegar o caso da PF que ficou em greve e não aceitou os 15,8%. Ficaram sem o reajuste. Dois anos depois aceitaram. Aí a LDO teve que ser alterada para pagar retroativo.

    É evidente que 21% em 3 anos é melhor do que nada. Mas prefiro continuar na luta pela derrubada do provável, e cada vez mais provável, veto.

    #SancionaDilmaVez

    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    CEptico
    CEptico
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Técnico Judiciário
    Mensagens : 564
    Reputação : 20
    Data de inscrição : 05/10/2011
    Idade : 46
    Localização : Ceará

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por CEptico Qua 15 Jul 2015, 8:28 pm

    O colega explicou acima, estão vendendo 4 como se fosse 3. No fim da implantação, a inflação (que está sob controle!) já terá comido tudo...
    Quanto à GD, em verdade não houve discussão: os "escolhidos" rejeitaram, sem discutir com ninguém, e deu na m... que deu!

    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?

    VictorAlbuquerque escreveu:Galera,

    Acho que precisamos cair na real.
    Em primeiro lugar, quero registrar que sou favorável ao PL. Fiz greve em SP em 2009 e estou em greve no RJ atualmente.
    Mas, precisamos ter noção da nossa situação enquanto carreira.
    Em primeiro lugar, derrubar um veto presidencial não é fácil. Precisamos de, pelo menos, 297 votos dos 594 em jogo. Isso sem contar com as abstenções e ausências dos parlamentares, que podem faltar em até um terço das sessões.
    Mesmo o economista mais otimista sabe que a situação econômica do país vai piorar.
    Precisamos saber negociar. Se o governo oferecer oficialmente 21,3% sobre a folha do judiciário em 3 anos e jogarmos na GAJ (Gaj 160%), teremos 36,84% de aumento sobre o VB+GAJ, o que não é desprezível. Precisamos forçar para que o governo chegue a um percentual próximo a 27,5% ainda que em 4 anos. Sabemos da dificuldade do PL passar e, por isso, devemos utilizá-lo como um instrumento de pressão, mas não podemos fechar canais de negociação.
    Para ratificar o meu post, temos que defender  o seguinte pressuposto: se não rolar o PL, temos que exigir a GAJ.

    Veja o seguinte esquema, segundo cálculos informais:

    GAJ 160% (21,3% da folha) = final de 18.089 no final da tabela (VB+GAJ)

    GAJ 180% (27,5% da folha) = final de 19.479,00 no final da tabela (VB+GAJ)

    PL 28/2015 = final de 20667,00 (VB+GAJ)

    A negociação sobre a GAJ é a nossa única chance se o PL não passar, que é o que se desenha. A opção pelo VB faz com que percamos de 15% a 20% do valor da tabela na dobradinha VB+GAJ.
    . Pensemos nisso!




    Meu Deus!!!!! Lutem por um PL com veto dado por uma presidenta falida!!!!! O trabalho dos colegas em Brasília é intenso. Temo a chance de valorizar nossa carreira e vamos aceitar merrecas???????? PelamordeDeus!!!!!!!!!!!!!!
    netofragoso
    netofragoso
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : AJAJ
    Mensagens : 429
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 12/04/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por netofragoso Qua 15 Jul 2015, 8:29 pm

    CEptico escreveu:O colega explicou acima, estão vendendo 4 como se fosse 3. No fim da implantação, a inflação (que está sob controle!) já terá comido tudo...
    Quanto à GD, em verdade não houve discussão: os "escolhidos" rejeitaram, sem discutir com ninguém, e deu na m... que deu!

    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?






    Meu Deus!!!!! Lutem por um PL com veto dado por uma presidenta falida!!!!! O trabalho dos colegas em Brasília é intenso. Temo a chance de valorizar nossa carreira e vamos aceitar merrecas???????? PelamordeDeus!!!!!!!!!!!!!!

    Essa proposta é tão horrível, que eu acho que é verdade !!!!
    tre-rj
    tre-rj
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1536
    Reputação : 118
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por tre-rj Qua 15 Jul 2015, 8:30 pm

    acaba sendo 21% em 4 anos. Imagina chegar em janeiro/19 pedindo novo aumento ao stf? vao responder: poxa mas vcs acabaram de receber em dezembro! voltem aqui em 2020!

    wilsinho escreveu:Minha fonte acabou de me confirmar!!
    O Resultado da reunião entre os técnicos do planejamento e do STF é o que já era de se esperar.
    Primeiro o veto já tá assinado, devem publicar na sexta!!
    A proposta é de 21% em três vezes (junho/16, junho/17 e dezembro/18). Esse montante é sobre a folha de pagamento mesmo.
    O STF irá reunir-se com os sindicatos até sexta e apresentar a proposta do governo para ser discutida!!

    Revoltante!!! Embarassed  Embarassed  Embarassed

    JFRJ Rey
    JFRJ Rey
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 35
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 16/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por JFRJ Rey Qua 15 Jul 2015, 8:30 pm

    -------. Ofereceram a mesma coisa com a desculpa de que é em 3 x, so q jogaram a primeira pra junho do anp q vem e a ultima pra dezembro de 2018. Ou seja, mesma proposta, ja q a anterior era em 4, começando em janeiro de 2016 e terminando em jan de 2019
    Locutus-PR
    Locutus-PR
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 376
    Reputação : 38
    Data de inscrição : 11/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Locutus-PR Qua 15 Jul 2015, 8:30 pm

    Se a informação for verdadeira. E acho q não é. Não tem nem o q pensar. Manda a Dilma enrolar ela na mandioca e enfiar lá onde o sol não bate e vamos com tudo derrubar o veto e dar o tiro de misericórdia nesse governo moribundo e corrupto.
    Sergio Rick
    Sergio Rick
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 43
    Reputação : 5
    Data de inscrição : 15/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Sergio Rick Qua 15 Jul 2015, 8:31 pm

    zotrix escreveu:Na minha opiniao as informações trazidas pelo CorrerAtras são excelentes. Se o STF tiver mesmo dito que não irão mais negociar e a gente vai ter que se virar pra derrubar o veto é muito bom. Foi exatamente isso que fizemos até agora: nos viramos sozinhos. Se o STF não atrapalhar já está de bom tamanho.
    like like like like like
    Abilidoso
    Abilidoso
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 62
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 22/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Abilidoso Qua 15 Jul 2015, 8:31 pm

    Aceitar percentual sobre a folha é uma cilada, STF pretende jogar maior parte deste nas CJ'S. Fiquemos de olho. Única saída derrubar o veto.
    JFRJ Rey
    JFRJ Rey
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 35
    Reputação : 2
    Data de inscrição : 16/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por JFRJ Rey Qua 15 Jul 2015, 8:32 pm

    É a mesma proposta antecipando em um mês a ultima parcela e atrasando em 6 a primeira
    netofragoso
    netofragoso
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Cargo : AJAJ
    Mensagens : 429
    Reputação : 11
    Data de inscrição : 12/04/2011

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por netofragoso Qua 15 Jul 2015, 8:33 pm

    JFRJ Rey escreveu:É a mesma proposta antecipando em um mês a ultima parcela e atrasando em 6 a primeira

    Essa proposta é tão horrível, que eu acho que é verdade !!!!
    Lula Molusco
    Lula Molusco
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 3722
    Reputação : 2293
    Data de inscrição : 10/05/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Lula Molusco Qua 15 Jul 2015, 8:34 pm

    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Vamos evitar a desinformação.

    A GD foi recusada nas assembleias. Leiam a matéria abaixo.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Sindijufe/MT esclarece sobre a recusa da Gratificação de Desempenho

    Ao lado de reconhecer o Movimento Pró-Subsídio como um Movimento legítimo dentro da Categoria, o SINDIJUFE-MT tem uma posição de apoio ao PL original aprovado na CTASP, isto aprovado em Assembleia do SINDIJUFE-MT e agora colocado em nova Assembleia que recusou o plebiscito sobre modelo remuneratório, mantendo, portanto uma defesa contra o modelo remuneratório em parcela única.

    Em 2009 realmente foi apresentado através dos Diretores Gerais (e não do Gilmar Mendes e nem pelo STF) uma tabela com Gratificação de Desempenho.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    A Comissão Interdisciplinar apresentou uma outra, também com gratificações que correspondiam a mais de 2/3 do remuneração, com 110% da GAJ sobre o maior vencimento básico do cargo do Servidor e mais 35% de Gratificação de Representação para todos sobre o vencimento básico do Servidor.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Ou seja, tanto uma como a outra eram ruins, sendo que a GD era a pior das duas.

    Em Mato Grosso, a Assembleia Geral Extraordinária recusou a tabela com Gratificação de Desempenho porque eliminava a paridade entre ativos e aposentados, essencialmente, além de que a Gratificação de Desempenho seria a mola mestra propulsora do assédio moral.

    Também recusamos a proposta da Comissão Interdisciplinar e na época travamos um duro embate contra Roberto Policarpo que representava o SINDJUS-DF na Comissão Interdisciplinar (mas também era coordenador geral da FENAJUFE e portanto...) e contra Ramiro Lopes (que representava a FENAJUFE na Comissão Interdisciplinar e era coordenador geral da FENAJUFE), que votaram sem o consentimento da Categoria na Comissão Interdisciplinar.

    Na época havia uma decisão de Plenária que qualquer proposta a ser votada na Comissão Interdisciplinar teria que trazer para uma Ampliada antes dos representantes da FENAJUFE na Comissão Interdisciplinar votarem.

    Não foi o que ocorreu e os representantes da FENAJUFE não trouxeram as propostas de votação para as Ampliadas. Trouxeram o projeto pronto da Comissão Interdisciplinar. Na época foram taxados de traidores da Categoria durante os debates, por vários companheiros e companheiras.

    Insistíamos que havia um trabalho profundo sobre Plano de Carreira e que deveríamos defender o que a Categoria havia decidido lá atrás: lutar por um Plano de Carreira e não tabelão. A Plenária da FENAJUFE em Manaus havia aprovada esta pauta de Plano de Carreira.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Todos os Sindicatos ligados ao LUTA FENAJUFE, na época recusaram tanto a proposta dos Diretores Gerais (Gratificação de Desempenho) como a proposta da Comissão Interdisciplinar.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    No entanto, na Ampliada da FENAJUFE os Sindicatos ligados ao LUTA FENAJUFE foram derrotados e o Plano de Carreira foi abandonado por Policarpo e o grupo que mandava (e manda) na FENAJUFE e só nos restou o tabelão (80% de aumento), que era uma tabela superior à apresentada pelos Diretores Gerais.

    Na época, é bom avivar as brasas do passado, o grupo majoritário da FENAJUFE jogou na lata do lixo o Plano de Carreira, e a defesa foi que não dava tempo para discutir o Plano de Carreira e tínhamos que discutir só tabela naquele momento.

    Bem isto, foi em 2009 e estamos em 2011 e ficamos sem o Plano de Carreira e até hoje estamos sem tabela.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar este link]

    Entretanto, as prioridades e a tabela aprovadas na Ampliada tinham os seguintes parâmetros (recordando):

    "Na última Reunião Ampliada de FENAJUFE ficou deliberado, com a presença de 30 (trinta) Sindicatos do Judiciário Federal que lutaremos pela tabela que a FENAJUFE projetou e as seguintes reivindicações:

    a) Garantir a revisão salarial e a continuidade do debate sobre a carreira.

    b) Rechaçar a proposta dos Diretores Gerais, em especial a gratificação de desempenho, pois vincula avaliação ao salário e quebra a paridade entre ativos e aposentados.

    c) Defesa da paridade.

    d) Diminuir a diferença salarial atual entre os cargos [auxiliares, técnicos e analistas], tendo como parâmetro a tabela da Fenajufe.

    e) Priorizar o incremento do vencimento básico em relação a gratificações.

    f) Manter o pagamento da GAS e da GAE, inclusive cumulativamente com a GR, se a mesma for criada.

    g) Questionar o aumento dos CJs.

    h) Defender a composição paritária do Conselho Consultivo, explicitar atribuições que garantam o estudo e a elaboração de propostas para qualificar a carreira e garantir na lei prazo para sua implantação.

    i) Reenquadramento dos auxiliares judiciários.

    j) Criação dos cargos de Oficial de Justiça, Agente de Segurança e Inspetor de Segurança.

    l) Rejeitar quaisquer propostas que tragam perda de direitos.

    m) Convocação de nova Reunião Ampliada da Fenajufe, imediatamente após novo posicionamento dos Tribunais sobre o projeto, bem como envio imediato do mesmo ao Congresso Nacional.

    n) Independentemente do encaminhamento de projeto salarial, que os sindicatos divulguem e aprofundem o debate na base sobre a proposta de carreira da Fenajufe, e que no Congresso Nacional de Fortaleza atualizemos o debate e a proposta de Plano de Carreira, e sejam definidos os encaminhamentos necessários.

    Esta será a nova Luta para que se aprove uma nova tabela salarial até julho de 2010, teto de R$ 8.000,00 para os Auxiliares, teto de R$ 16.000,00 para os Técnicos e teto de 19.450,00 (80% do teto do Presidente do STF) para os Analistas".

    Como se vê, o maior valor da tabela era R$ 19.450,00 (ou 80% do teto do Presidente do STF) à época.

    Esta foi a tabela que Ampliada da FENAJUFE aprovou, com delegados eleitos, legitimamente, em 30 Sindicatos de todo o Brasil.

    A partir da decisão da Ampliada da FENAJUFE, o SINDIJUFE-MT passou então a apoiar, através, sempre de Assembleias, o novo tabelão com maior valor de R$ 19.450,00.

    E por que o SINDIJUFE-MT apoiou? Porque é assim que deve ser: apresentamos a proposta e fomos derrotados, imediatamente, passamos a defender o que Categoria Nacional decidiu. Isto se chama respeito às decisões da Categoria. Isto se chama democracia.

    Quanto à proposta apresentada pelos Diretores Gerais de Gratificação de Desempenho foi reprovada em cada Sindicato e na Ampliada, conjuntamente, por 30 Sindicatos, através de delegados e delegadas legitimamente eleitos. Motivações principais: aumento do assédio moral e fim da paridade entre ativos e inativos, pois a GD não iria para os aposentados.

    Analisando as tabelas, o valor final da tabela da FENAJUFE era ainda melhor que a dos Diretores Gerais (e não do Gilmar Mendes - O Gilmar nunca apresentou tabela de GD). Aliás, apresentou sim uma tabela, a tabela da Comissão Interdisciplinar com aumento de 80%, que depois passou para 56%.

    Valor final da tabela da FENAJUFE: R$ 19.450,00

    Valor final da tabela dos Diretores Gerais: R$ 18.437,14

    Nenhuma delas havia garantia de aprovação (como não há até hoje, os míseros 56%), nem por parte do Judiciário, Legislativo ou Executivo. Nem a tabela do subsídio.

    E o resto todo mundo sabe: tivemos vários fatores que vieram para o processo e acabou o CNJ intervindo, a criação da FRENTAS, a criação de um subteto de 75% para os Servidores em relação ao juiz substituto início de carreira e o projeto foi reduzido de 80% de aumento, caiu para 56%.

    O anteprojeto, depois de uma Greve Nacional, foi enviado para o Congresso Nacional e lá teve o número 6613/2009, no final de dezembro daquele ano.

    Na CTASP derrubamos o subteto e aprovamos o PL lá. Quando foi para a CFT, aí o caldo engrossou e vieram as emendas hoje de todos conhecidos.

    Foi neste momento que o Movimento Pró-Subsídio começou a aparecer de forma organizada e conseguiu a emenda do Reginaldo (PT) introduzindo o modelo remuneratório do subsídio.

    Também teve as emendas do Policarpo (PT, agora deputado federal), aumentando a GAJ e que depois foi retirada pelo próprio Policarpo porque ele assumiu a relatoria do PL 6613/2009.

    Como é conhecida também a traição que ocorreu na Categoria sobre o suposto acordo que nunca ocorreu e que desmobilizou por completo a Categoria no Brasil inteiro e ficamos até hoje, sem nenhum centavo de aumento, mesmo que em Mato Grosso tenhamos tido até agora 4 meses e 21 de Greve contando com a Paralisação do dia 25 de maio de 2011.

    Também fazendo um comparativo (é bom recordar) sobre a tabela da FENAJUFE e da emenda do subsídio, no maior valor da tabela:

    Tabela da FENAJUFE: R$ 19.450,00

    Tabela do SUBSÍDIO: R$ 18.478,45

    Em relação à "boa vontade" do Gilmar. Gilmar nunca teve boa vontade para nada com relação à nossa Categoria. Só levou um projeto (mesmo que rebaixado) para o Congresso á custa de uma Greve e de muita pressão.

    Que ninguém se iluda: Gilmar, Peluso, José de Alencar, Lula, Dilma, Temer, Paulo Bernardo, Mirian, Sarney, Policarpo, Reginaldo é tudo farinha do mesmo saco e inimigos da Classe Trabalhadora. Os últimos dez, representam (no caso do José, não representa mais) o governo e são o governo em carne, osso e espírito. Já os dois primeiros não são do governo, mas fazem o jogo do governo, permanecendo na imobilidade completa, sendo um nomeado pelo FHC e o outro pelo LULA.

    Só a resistência dos próprios Trabalhadores é que consegue arrancar (e não ganhar) qualquer tipo de aumento salarial ou recomposição, melhoria de qualidade de vida, melhoria nas relações de Trabalho.

    Achar que o Gilmar iria "dar" a tabela dos diretores é quase um delírio, como diria aquele nosso inimigo de Classe, o Paulo Bernardo.

    Sobre consultar a Categoria, abrimos o debate e deliberamos contra o subsídio há alguns anos e agora a Assembleia recusou a fazer um Plebiscito sobre o modelo remuneratório, mantendo, portanto, a decisão anterior de ser contra o modelo remuneratório em parcela única (subsídio).

    Não foi a direção do SINDIJUFE-MT que decidiu: foi a Categoria, em Assembleia.

    Ou vão querer que a Direção Colegiada do SINDIJUFE-MT passe por cima da decisão de duas Assembleias e faça um plebiscito? Isto é democracia? Isto é a lógica?

    Ou democracia vale somente quando a gente ganha. Quando a gente perde é coisa de ditatura?

    Democracia é para os momentos em que ganhamos, mas principalmente para os momentos em que perdemos e, humildemente, nos rendemos à decisão da maioria.

    Se na Assembleia passada fosse aprovado um Plebiscito e no Plebiscito fosse vencedor o subsídio, a Direção Colegiada do SINDIJUFE-MT imediatamente passaria a apoiar e defender o subsídio, mas não foi o que ocorreu.

    Nossa Categoria em Mato Grosso, numa Assembleia que estiveram presentes mais de 80 pessoas, decidiu que não fará Plebiscito e, portanto, mantém a decisão anterior.

    E não nos peçam para retirar direitos da própria Categoria. Deixemos para que o Governo, o Judiciário ou o Legislativo, e os empresários e a mídia, nossos inimigos de Classe a fazerem este Trabalho.

    Vamos lutar para que todos tenham a revisão salarial e lutar para a aprovação do PL 6613/2009 como aprovado na CTASP.

    Finalizando, reconhecemos o trabalho do Movimento Pró-Subsídio, e reconhecemos que o subsídio tem os seus méritos, reconhecemos que estão exigindo mais democracia, que se ouçam mais os companheiros do interior, que melhoremos os mecanismos de votação, mas exigir que retiremos direitos da Categoria, não podemos fazê-lo em nenhuma hipótese.

    Fonte: Sindijufe/MT
    TI-PB
    TI-PB
    Novo Usuário

    Mensagens : 26
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 15/12/2014

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por TI-PB Qua 15 Jul 2015, 8:35 pm

    Não adianta, quanto mais medo querem colocar, mais vontade temos de tentar a Derrubada.
    WFONTANE
    WFONTANE
    Usuário Recente
    Usuário Recente

    Mensagens : 47
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 01/06/2015

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por WFONTANE Qua 15 Jul 2015, 8:35 pm

    CEptico escreveu:O colega explicou acima, estão vendendo 4 como se fosse 3. No fim da implantação, a inflação (que está sob controle!) já terá comido tudo...
    Quanto à GD, em verdade não houve discussão: os "escolhidos" rejeitaram, sem discutir com ninguém, e deu na m... que deu!

    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?






    Meu Deus!!!!! Lutem por um PL com veto dado por uma presidenta falida!!!!! O trabalho dos colegas em Brasília é intenso. Temo a chance de valorizar nossa carreira e vamos aceitar merrecas???????? PelamordeDeus!!!!!!!!!!!!!!

    Por mim pode pegar esses 21% e enfiar esfincter adentro. Com todo respeito. Tem que enfiar o PLC goela abaixo da dentuça. Tentar derrubar o veto e fechar a tampa do caixão dela. Nunca esteve tão propício para a vitória. Se der errado, deu.
    tre-rj
    tre-rj
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Mensagens : 1536
    Reputação : 118
    Data de inscrição : 06/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por tre-rj Qua 15 Jul 2015, 8:36 pm

    Lewandowski nao quer veto parcial, quer veto total..

    O Coordenador do  SINDIJUFE-RO-AC, Alisson Ribeiro, que está em Brasília desde segunda-feira( 13/07), participa de reunião com o Vice-Presidente Michel Temer, na tarde dessa quarta-feira  (15) para apresentar alternativas para sanção do PLC28.

    O representante do SINDIJUFE RO-AC acompanhado do deputado Nilton Capixaba (PTB/RO) cumpriu agenda com o vice-presidente da República Michel Temer, que havia se comprometido no dia 8 passado, a fazer contato com Lewandowski e Dilma sobre a sanção do PLC 28. Na reunião, em que também estava presente o líder do PTB na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO), Temer informou que conversou com o ministro do sobre a possibilidade de veto parcial e que o ministro o informou que pretende encontrar uma solução negociada para a recomposição salarial do Judiciário em conjunto com todo o funcionalismo federal, ressaltando que sabem da necessidade de se tratar o Judiciário de forma diferenciada pelo tempo sem reajuste.

    Temer perguntou sobre o último reajuste da categoria e foi  informada  a real defasagem salarial, inclusive a disparidade com outras carreiras de atribuições semelhantes, conforme nota do STF.

    Ao final, Temer afirmou que ainda hoje (15/7) conversará com Dilma sobre o assunto, com a proposta de veto parcial, para definirem a viabilidade política. Havendo concordância da presidente Dilma se abrirá uma mesa de negociação.

    Michel Temer se comprometeu repassar o resultado da tratativa com o Governo, quando informará ao deputado Nilton Capixaba, que por sua vez fará contato com os diretores do SINDIJUFE RO-AC.
    Polvo Paul
    Polvo Paul
    Usuário Master
    Usuário Master

    Cargo : Cefalópode
    Mensagens : 611
    Reputação : 21
    Data de inscrição : 11/12/2014
    Localização : Oceano Atlântico

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Polvo Paul Qua 15 Jul 2015, 8:39 pm

    MANDEM ENFIAR ESSA PRO(B)OSTA NO CÚ...NO RABO...NO RETO...NO BRIOCO...NO ÁS DE COPA...NO BURACO NEGRO....
    camirecas
    camirecas
    Usuário VIP
    Usuário VIP

    Cargo : AJAAECJE
    Mensagens : 1546
    Reputação : 76
    Data de inscrição : 02/09/2012

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por camirecas Qua 15 Jul 2015, 8:39 pm

    Pessoal, vamos aguardar as notícias oficiosas do sindicato. Muito estranho essas notícias partirem do pessoal novato do fórum, bem como no momento de sair o veto e aguçar a ira da categoria. Parece até que tão querendo arrefecer os ânimos ante o veto.
    Como digo, essa questão de sair veto e se combinar proposta/novo PL é perigosa.
    Rogerrfd
    Rogerrfd
    Usuário Sênior
    Usuário Sênior

    Mensagens : 399
    Reputação : 6
    Data de inscrição : 08/07/2010

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Rogerrfd Qua 15 Jul 2015, 8:39 pm

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Com o que ganho estou me virando, tenho medo de querer tudo e não levar nada. Portanto, se vier alguma coisa que aumente, ainda que pouco meu padrão, está ótimo.
    Como ficamos 4 anos sem reajuste? Os sindicatos não queriam GD, discutiu-se, discutiu-se e perdemos o bonde.
    Temo um impasse agora também.
    Concordo que não dá para aceitar os 21 em 4, mas em três, eu fecho.

    Wehaveall escreveu:
    SFC escreveu:Também estou em greve, 21℅ em 4 anos não dá. Mas se forem os vinte e um em três anos, eu aceito. Serão três anos ganhando da inflação, provavelmente.
    Mas isso é boato. Né?






    Meu Deus!!!!! Lutem por um PL com veto dado por uma presidenta falida!!!!! O trabalho dos colegas em Brasília é intenso. Temo a chance de valorizar nossa carreira e vamos aceitar merrecas???????? PelamordeDeus!!!!!!!!!!!!!!


    Cara, é 21 em 4 do mesmo jeito, e ainda pior. Antes era Janeiro 2016/Janeiro 2019. Agora é Junho 2016, Dezembro de 2018!!!!!!!! Meu Deus!!!!

    Sim... proposta pegadinha do Malandro! Isso, se existir mesmo.

    [Tens de ter uma conta e sessão iniciada para poderes visualizar esta imagem]

    Conteúdo patrocinado

    PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015 Empty Re: PCS - PL 7920/2014 - PLC 28/2015

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 06 Dez 2021, 11:06 pm